Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte"

Transcrição

1 Abril/15 A mostra o desempenho dos negócios do comércio no mês de Março/2015 e identifica a percepção dos empresários para o mês de Abril/2015. O mês de março mostrou mais uma queda no faturamento dos empresários de, a maior do ano até o momento. 55% do empresariado da capital teve uma redução nas vendas quando se comparado ao mesmo período do ano anterior. Essa queda, foi de em média 26,4% em relação a O cenário econômico de 2015 não está favorecendo ao empresário do comércio de bens, serviços e turismo, prova disso, são os 49,1% que afirmaram ter tido uma piora no faturamento de março em relação a fevereiro e essa piora foi de em média 22%. Os empresários que conseguiram alavancar as vendas em março, encontraram um Gap de 40,2 p.p. entre o que se estimava vender e o que de fato foi vendido. Em relação aos estoques no final de março, 59,3% dos empresários afirmaram que fecharam o mês no ponto ideal. Isso ocorreu porque alguns empresários se planejaram e compraram uma quantidade menor de produtos do que estavam acostumados a adquirir de seus fornecedores. Ainda sim, 26,3% disseram que fecharam o mês com estoques acima do ponto ideal. Para amenizar esse cenário de vendas abaixo do esperado, 63,6% do empresariado da capital mineira realizaram liquidações e promoções como uma tentativa de atrair consumidores às lojas. Além disso, 58,9% afirmaram que irão fazer promoções em abril. É importante também que o empresário ofereça descontos estimulando as compras por impulso, alie preço e qualidade, ofereça descontos para pagamento no dinheiro, entre outras pequenas ações que acaba conquistando o consumidor na hora da compra. Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no último dia 13 de abril retratam essa tendência de queda no comércio, uma vez que, o volume de vendas do comércio varejista no país em fevereiro para as séries sem ajustes, reduziu - -3,1% 3,1%, sobre igual mês de 2014, acumulando -1,2% no ano e -0,9% nos últimos doze -5,2% meses. Para Minas Gerais, o volume de vendas sem ajuste, variou -5,2% se comparado ao mesmo período do ano anterior, acumulando -2,6% no ano e 1,1% nos últimos 12 meses. Nota: * De acordo com a RAIS 2013 em são estabelecimentos do comércio varejista Foram entrevistados 377 empresários do Comércio Varejista de, entre os dias 6 e 9 de Abril de TEL

2 69,0% das empresas de possuem até 9 pessoas em seu quadro de funcionários, o que caracteriza microempresas. Perfil das empresas Faturamento Tempo de atuação da empresa no mercado Até 02 anos 5,9% De 2 a 5 anos 17,6% De 5 a 10 anos 21,1% De 10 a 20 anos 29,2% De 20 a 50 anos 20,0% Acima de 50 anos 6,2% 71,4% Melhor Igual Pior Faturamento de Março em relação à 31,2% 19,7% Faturamento em em relação aos seis meses anteriores 15,0% 39,7% Faturamento em x mar/14 17,3% 27,7% 49,1% 45,3% 55,0% -40,2 p.p. 49,1% Estimado* Realizado O faturamento dos empresários de em Março/15, foi 31,2% melhor do que em, mas 40,2 31,2% pontos percentuais a menos do que se esperava faturar. 17,5% 19,7% 11,1% 50,9% do empresariado vendeu mais ou igual ao mês anterior, porém, esse percentual foi inferior em (24,9 p.p), se comparado ao mesmo período de Melhor Igual Pior 75,8% 73,7% 74,2% Vendas melhores ou iguais as realizadas em relação ao mês anterior* 55,1% 73,0% 82,7% 74,5% * Pergunta da pesquisa anterior: E para, dentro da realidade da empresa, como deve ser o faturamento? 82,2% 77,5% 67,3% 34,5% 36,8% 50,9% abr/14 mai/14 jun/14 jul/14 ago/14 set/14 out/14 nov/14 dez/14 abr/15 * Pesquisa de abr/15: relativo ao desempenho das vendas do mês de Expectativas do faturamento Faturamento - Expectativas Melhores do que o mês anterior Iguais ao do mês anterior Piores do que o mês anterior 76,1% 64,2% 39,9% 43,9% abr/14 abr/15 76,1% 57,8% 22,6% 29,4% 1,3% 12,8% Expectativa de faturamento melhor frente ao mês anterior 55,6% 42,9% Para 57,8% dos empresários entrevistados, o faturamento em Abril/15 será melhor do que no mês anterior. Em relação a Abril/14, os entrevistados estavam mais otimistas, uma vez que no mesmo período, esse percentual foi de 76,1%. 60,4% 56,1% 68,2% 47,7% 45,8% 71,4% 57,8% Três segmentos que mais faturaram em quando comparado ao mês anterior foram: Produtos Farmacêuticos (3,7%) abr/14 mai/14 jun/14 jul/14 ago/14 set/14 out/14 nov/14 dez/14 abr/15 2 Vestuário (4,8%) 1 Atividades econômicas do Comércio Varejista Hipermercados e Supermercados (3,5%) Três primeiros segmentos que esperam aumentar as vendas no próximo mês Calçados (5,6%) 3 2 Vestuário (14,2%) 1 Eletroeletrônicos (3,9%) TEL

3 55,0% 51,0% 56,0% 53,0% 58,0% 62,0% 67,7% 65,0% 64,0% 55,5% 70,0% 67,0% 69,0% 66,1% 60,5% 58,9% 59,3% 79,0% 75,0% 75,0% 73,0% 72,3% 69,8% 76,9% 81,6% 78,2% 72,1% Março 16,8% Situação Financeira A saúde do fluxo de caixa em Março foi melhor em relação ao mês anterior para 16,8% dos empresários entrevistados, no mês de este item correspondeu a 20,5% das respostas. Para 32,6% a situação financeira foi Igual ao mês passado, índice maior do que o apurado no mesmo período do mês anterior (26,0%). 32,6% 50,7% Dezembro Para os próximos seis meses, 75,5% dos empresários de esperam melhorar a situação financeira da empresa. Estoque de seus produtos no final de Março 59,3% 26,3% 14,4% Estoques Dos empresários entrevistados, 59,3% responderam que fecharam o mês com o estoque no ponto ideal, resultado acima ao apurado no mês anterior (58,9%). 26,3% dos respondentes fecharam o mês de Março/15 com o estoque acima do esperado. O percentual de empresários que fecharam o mês com o estoque abaixo do ideal, foi menor do que no mês anterior (18,2%). Acima do desejado No ponto ideal Abaixo do desejado Estoque Final do Ponto Ideal* _No ponto Ideal_ jan fev mar abr mai jun jul ago set out nov dez jan fev mar abr mai jun jul ago set out nov dez jan fev mar abr mai jun jul ago set out nov dez *Posição do mês anterior. Março 17,5% 63,6% dos empresários de, realizaram liquidações/promoções em. 57,8% 24,7% Liquidações e Promoções Dos empresários entrevistados, 58,9% irão fazer Liquidações/Promoções em Abril/15. É a hora do consumidor ficar atento às oportunidades de aliar preço e qualidade, otimizando seu poder de compra. Pelo lado do lojista é possível girar os estoques dos artigos, estimulando as compras por impulso, e fortalecer o caixa da empresa para a compra do novo mix de produtos. A competição acirrada, que caracteriza o comércio varejista, tem exigido uma postura agressiva na definição da política de preços e promoções. O fator chave tem sido a criatividade na conquista do consumidor, seja através do atendimento e do mix de produtos ou de novos canais de vendas, como a internet ou vendas diretas e compras coletivas. Número de unidades pedidas aos fornecedores em Março* *Em relação ao mês anterior Em Março/15, os preços de seus fornecedores se manteve para 44,7% dos empresários entrevistados. Número de Pedidos Os investimentos em estoques de mercadorias, em Março, para serem comercializados em Abril/15 mantiveram o mesmo volume para 57,8% dos empresários entrevistados, maior que os 54,5% apurados na pesquisa anterior. 17,5% aumentaram o volume de seus pedidos, número superior em relação ao mês Março anterior. Os empresários fazem suas encomendas com vistas a oferecer um estoque diversificado, inovador e competitivo, hoje, um dos principais atributos de valor. Preços dos Fornecedores 58,9% Farão liquidações e promoções neste mês! Expectativas dos preços dos fornecedores para Abril Irão aumentar em relação ao mês anterior 18,1% Irão manter em relação ao mês anterior 80,5% Irão diminuir em relação ao mês anterior 1,3% TEL

4 jan-12 fev-12 mar-12 abr-12 mai-12 jun-12 jul-12 ago-12 set-12 out-12 nov-12 dez-12 jan-13 fev-13 mar-13 abr-13 mai-13 jun-13 jul-13 ago-13 set-13 out-13 nov-13 dez-13 jan-14 fev-14 mar-14 abr-14 mai-14 jun-14 jul-14 ago-14 set-14 out-14 nov-14 dez-14 jan-15 fev-15 mar-15 Como ficou/ficará o nº. de empregados no estabelecimento em: Aumentaram/Aumentará Manteve-se/Manterá Diminuiu/Diminuirá Março 2,9% 3,8% 84,0% 91,0% 13,1% 5,2% Os dados referem-se às operações realizadas no mês de Receitas de Vendas À vista (cartão de débito, dinheiro e cheque) Vendas a Prazo (cartão de crédito, cheque pré-datado, etc.) Total Número de Empregados Expectativa para Abril Meios de Pagamentos Vendas a Prazo % 58,9% 41,1% 100,0% Formas de Vendas a Prazo Para Abril/15 91,0% dos empresários planejam manter a equipe, 3,8% aumentá-la e 5,2% dos entrevistados irão reduzi-la. Trata-se de um indicador positivo para o mercado de trabalho, dado o número de empresários que irão manter o quadro de funcionários. 70,1% Das vendas a prazo, foram feitas através do cartão de crédito em 87,0% 84,1% 82,0% 76,0% 82,0% 81,0% 78,0% 79,0% 79,0% 82,0%82,0% 84,0% 83,0% 81,9% 79,8% 78,1% 79,1% 82,4% 80,9% 73,0% 74,0% 77,0% 77,1% 69,0% 74,0% 78,0% 81,0% 83,0% 75,3% 71,2% 83,0% 69,6% 69,7% 71,0% 72,0% 74,0% 75,0% 68,0% 70,0% 1,5% 18,0% 19,0% 21,0% 19,1% 19,0% 14,0% 13,0% 13,0% 14,0% 16,0% 12,0% 14,0% 12,0% 13,0% 12,0% 6,3% 7,0% 8,0% 10,0% 10,8% 13,1% 10,6% 7,9% 11,6% 11,8% 14,9% 17,6% 8,0% 4,0% 8,0% 5,0% 3,0% 7,4% 5,9% 4,0% 7,6% 6,8% 5,0% 5,6% 5,0% Cheque Cartão de Crédito Cartão de Crédito Próprio Boleto Em os cheques responderam por 17,9% das vendas a prazo, índice superior ao mês anterior. Já os boletos e os cartões de crédito próprio, responderam por 5,0% e 7,1% respectivamente. Cartão de Crédito Cartão de Crédito Próprio (Private Label) Dos empresários consultados, 96,8% O Cartão de Crédito Próprio (private label) está presente nos negócios trabalharam/aceitaram Cartão de Crédito em de 9,8% do total das empresas pesquisadas. Grandes redes varejistas, houve um aumento em relação a vêm expandindo sua área de abrangência através dos cartões próprios sondagem anterior (94,9%). Na opinião de que estreitam relacionamento, especialmente com o público de menor muitos empresários, o fato de não trabalhar com cartões limita o fluxo de negócios da renda, ao garantir liquidez e posicionamento social. Além disso, fazem empresa, comprometendo a imagem do uso do recurso volta às lojas para efetuar os pagamentos das parcelas estabelecimento junto aos abrindo possibilidades de novas compras. consumidores/clientes. Isso não implica em não trabalhar com outras formas de N de parcelas pagamento. 1 N de parcelas 2 21,2% 2,9% 3,3% 1 0,9% 0,8% 0,9% 3 24,2% 52,9% 33,3% 2 10,3% 11,0% 8,7% 4 9,1% 8,8% 3,3% 3 21,7% 26,8% 23,5% 5 9,1% 11,8% 6,7% 4 8,9% 9,3% 10,8% 6 6,1% 2,9% 20,0% 5 13,1% 10,4% 8,1% ,0% 20,3% 22,7% 8 0,0% 0,0% 6,7% 7 0,0% 0,6% 0,6% 9 0,0% 2,9% 0,0% 8 2,0% 0,6% 2,6% 10 12,1% 8,8% 6,7% ,1% 8,8% 16,7% 10 15,4% 13,5% 14,5% 14 6,1% 0,0% 0,0% 12 7,4% 6,5% 7,6% 15 3,0% 0,0% 0,0% ,3% 0,3% 0,0% 24 3,0% 0,0% 3,3% Até 6 parcelas em representou 69,7% dos parcelamentos. Até 6 parcelas em representou 74,9% dos parcelamentos. TEL

5 jan/12 fev/12 mar/12 abr/12 mai/12 jun/12 jul/12 ago/12 set/12 out/12 nov/12 dez/12 jan/13 fev/13 mar/13 abr/13 mai/13 jun/13 jul/13 ago/13 set/13 out/13 nov/13 dez/13 jan/14 fev/14 mar/14 abr/14 mai/14 jun/14 jul/14 ago/14 set/14 out/14 nov/14 dez/14 abr/15 mai/15 jun/15 jul/15 ago/15 set/15 out/15 nov/15 jan/12 fev/12 mar/12 abr/12 mai/12 jun/12 jul/12 ago/12 set/12 out/12 nov/12 dez/12 jan/13 fev/13 mar/13 abr/13 mai/13 jun/13 jul/13 ago/13 set/13 out/13 nov/13 dez/13 jan/14 fev/14 mar/14 abr/14 mai/14 jun/14 jul/14 ago/14 set/14 out/14 nov/14 dez/14 abr/15 mai/15 jun/15 jul/15 ago/15 set/15 out/15 nov/15 Carnê/Boletos A taxa de juro média cobrada no carnê gira em torno de 6% ao mês e ainda assim o consumidor opta por um número maior de parcelas aumentando as chances de acumular as suas dívidas e acabar pagando juros por elas. Número de parcelas Até 6 parcelas em representou 52,6% dos parcelamentos. 30,4% 22,6% 19,4% 21,1% 21,7% 16,1% 5,3% Cheque Pré - datado Aceite de Cheque 20,0% 20,0% 22,0% 20,0% 17,3% 19,0% 17,7% 15,0% 17,7% 18,7% 10,0% 10,0% 7,3% 20,7% 18,0% 15,0% 15,9% 12,3% 12,7% 7,6% 12,6% 15,3% 11,6% 11,6% 9,3% 10,3% 8,3% 14,0% 9,0% 10,6% 16,4% 14,9% 12,8% 7,7% 19,7% 16,0% 14,1% 23,9% 24,7% Número de parcelas Até 6 parcelas em representou 75,0% dos parcelamentos. 13,2% 11,8% 15,6% 29,9% 23,5% 7,9% 11,8% Ações Restringe o recebimento de cheques prédatados Prioriza o uso do Cartão de Crédito Utiliza Cadastro Desconto para pagamento em dinheiro 16,9% 14,7% 9,2% 19,1% 2,6% 3,9% ,5% Medidas contra a Inadimplência dez/14 nov/14 out/14 set/14 1,1% 0,0% 0,8% 1,5% 0,0% 0,3% 0,0% 0,7% 2,8% 1,2% 4,9% 10,7% 11,4% 5,6% 0,4% 1,6% 0,3% 12,1% 0,7% 1,6% 1,2% 0,0% 5,6% 4,3% 12,6% 1,3% Capacita colaboradores ( vendedores, caixas) Cheque só p/ cliente Fidelizado Condiciona volume de compra a prazo Cheque pré-datado com prazo menor Não aceita cheques 18,1% 15,3% 0,8% 0,0% 9,2% 7,1% 1,5% 8,1% 7,8% 7,3% 8,6% 2,8% 2,9% 1,5% 0,0% 0,3% 0,3% 0,0% 0,4% 0,3% 0,0% 0,0% 0,5% 0,0% 0,5% 70,5% 70,3% 88,7% 85,0% 71,2% 73,4% 66,2% Os empresários afirmaram que o risco ao receber cheques é 51,3% da empresa e 48,7% da financeira. Percentual de Cheques devolvidos TEL

6 Metodologia Pesquisa quantitativa do tipo survey telefônico, baseada em amostra estratificada das atividades econômicas do Comércio Varejista e regiões de. O universo pesquisado foram as empresas do segmento de comércio varejista da capital mineira. O método utilizado para a seleção das lojas foi definido com base no cadastro da área de Estudos Econômicos do Sistema Fecomércio MG. A pesquisa foi realizada nos dias 6 a 9 de Abril/15. O número de entrevistas foi de 377 empresas perfazendo uma margem de erro da ordem de 5,0% para a amostra a um intervalo de confiança de 95%. Equipe Técnica Estudos Econômicos Responsável Analista de Economia Assistente Administrativo Pesquisadores Estagiário Jovem Aprendiz Luana Thamiris da Silva de Oliveira Caio César Soares Gonçalves Dayanne Jéssica da Silva Mendes Daylla Themis Vilefort Campos Sato Dayara Fabielle A. P. de Cristo Marcos Vinicius Martins de Sousa Sabrina Cristina Sousa Santos Vinícius Alves Silva Madeira Yanna Paula Araújo da Silva TEL

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte Março/15 A mostra o desempenho dos negócios do comércio no mês de Fevereiro/2015 e identifica a percepção dos empresários para o mês de Março/2015. Neste mês, 20,8% dos empresários conseguiram aumentar

Leia mais

Análise do Comério Varejista Janeiro-2016

Análise do Comério Varejista Janeiro-2016 Análise do Comério Varejista Janeiro-2016 A Análise do Comércio Varejista é uma avaliação bimestral que visa mostrar o desempenho dos negócios do comércio no mês de Dezembro/2015 e identifica a percepção

Leia mais

Balanço do Crédito do Comércio Varejista

Balanço do Crédito do Comércio Varejista Receitas de Vendas A vista (cartão de débito, dinheiro e cheque) Vendas a Prazo (cartão de crédito, cheque pré-datado, etc.) Total Formas de vendas a prazo que a empresa aceita Cheque Cartão de Crédito

Leia mais

Expectativas do Comércio Varejista de Belo Horizonte para o Natal 2014

Expectativas do Comércio Varejista de Belo Horizonte para o Natal 2014 Cenário: Expectativas do Comércio Varejista de A área de Estudos Econômicos da FECOMÉRCIO MG realizou esta pesquisa, com objetivo de captar a percepção, as estratégias e as tendências a serem adotadas

Leia mais

*A 30.453 38.654 (RAIS

*A 30.453 38.654 (RAIS Nota: *A população considerada é composta por 30.453 empresas dos 38.654 (RAIS 2014) estabelecimentos do comércio varejista de Belo Horizonte. Foram entrevistados 380 empresários do Comércio Varejista

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Comércio Eletrônico

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Comércio Eletrônico Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista 2013 1 Apresentação Com o avanço constante e veloz da Tecnologia da Informação, a internet eliminou barreiras geográficas e se tornou um caminho para o Comércio

Leia mais

Comércio Eletrônico - Consumidor Dezembro -2015

Comércio Eletrônico - Consumidor Dezembro -2015 Dezembro -2015 O comércio eletrônico ou e-commerce é a compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da Internet, onde as chamadas Lojas Virtuais oferecem seus produtos e formas de pagamento online.

Leia mais

EXPECTATIVAS PARA AS OLIMPÍADAS RIO 2016

EXPECTATIVAS PARA AS OLIMPÍADAS RIO 2016 EXPECTATIVAS PARA AS OLIMPÍADAS RIO 2016 A realização das Olimpíadas 2016 promete movimentar o comércio de bens, serviços e turismo não apenas no Rio de Janeiro. O Estado de Minas Gerais receberá delegações

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Vendas no 2 Semestre de 2013 e Expectativa de vendas para o 1 Semestre de 2014

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Vendas no 2 Semestre de 2013 e Expectativa de vendas para o 1 Semestre de 2014 Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista Vendas no 2 Semestre de 2013 e Expectativa de vendas para o 1 Semestre de 2014 2014 Apresentação Observar e entender como foram às vendas no início do ano são

Leia mais

Comércio em Números. Brasil. meses.

Comércio em Números. Brasil. meses. Belo Horizonte MG Abril de 2015 O Comércio em Números é um acompanhamento sistemático das estatísticas econômicas. Trata-se de um estudo que busca acompanhar o comportamento das variáveis de desempenho

Leia mais

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte A saúde do fluxo de caixa em julho piorou para 60,2% dos empresários. No que se refere aos estoques 60,4% conseguiram fechar o mês no ponto ideal. Já os números de pedidos, 49,1% dos empresários mantiveram

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Expectativas para o Dia dos Pais

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Expectativas para o Dia dos Pais Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista Expectativas para o Dia dos Pais 2013 Apresentação O Dia dos Pais marca a abertura do calendário de datas comemorativas do comércio varejista no segundo semestre.

Leia mais

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte Setembro/15 A mostra o desempenho dos negócios do comércio no mês de /2015 e identifica a percepção dos empresários para o mês de Setembro/2015. No mês de agosto, 55,8% dos empresários do comércio varejista

Leia mais

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte percepção dos empresários para o mês de Julho/2015. O faturamento dos empresários de Belo Horizonte em junho, piorou para 50,9% dos entrevistados quando se comparado ao mês anterior. Quando questionados

Leia mais

Pesquisa de Orçamento Doméstico

Pesquisa de Orçamento Doméstico Fonte: Sistema Fecomércio MG EE A Pesquisa de Orçamento Doméstico de Belo Horizonte é um balizador do comportamento das famílias, relativo aos seus compromissos correntes e financeiros. A falta de planejamento,

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Consumidor Expectativas para o Natal 2014

Pesquisa de Opinião do Consumidor Expectativas para o Natal 2014 A área de Estudos Econômicos do Sistema Fecomércio MG realizou esta pesquisa com o objetivo de traçar um quadro sobre o possível comportamento do consumidor no Natal 2014. Trata-se de um instrumento capaz

Leia mais

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais Rua Curitiba, 561 Centro CEP 30170-120 Belo Horizonte/MG TEL + 55 31 3270

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais Rua Curitiba, 561 Centro CEP 30170-120 Belo Horizonte/MG TEL + 55 31 3270 Perfil do Consumidor 54,3% 45,7% 19,9% 23,2% 18,7% 22,5% 15,7% 16 a 24 25 a 34 35 a 44 45 a 59 60 ou mais 67,8% Ensino fundamental incompleto Ensino fundamental completo 2ª Grau incompleto e completo Superior

Leia mais

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte Maio/15 A mostra o desempenho dos negócios do comércio no mês de /2015 e identifica a percepção dos empresários para o mês de Maio/2015. 59,1% pioraram o Seguindo a tendência de queda no faturamento para

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Contratação de trabalho temporário

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Contratação de trabalho temporário Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista Contratação de trabalho temporário 2013 1 Apresentação O Natal é a melhor data de vendas para o comércio varejista. É o período das confraternizações, mundialmente

Leia mais

Opinião do Consumidor Natal - 2015

Opinião do Consumidor Natal - 2015 exigir mais qualidade de produtos e prestação de serviço diferenciada, a preços acessíveis. A área de Estudos Econômicos do Sistema Fecomércio MG realizou esta pesquisa com o objetivo de traçar um quadro

Leia mais

Relatório de Pesquisa. Março 2013

Relatório de Pesquisa. Março 2013 Relatório de Pesquisa SONDAGEM CONJUNTURAL DO VAREJO BRASILEIRO Março 2013 SONDAGEM CONJUNTURAL DO VAREJO BRASILEIRO Pesquisa realizada pela CNDL e SPC Brasil. Foram ouvidos em todo o país 615 varejistas.

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Copa das Confederações

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Copa das Confederações Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista 2013 Apresentação A de 2013 teve sua nona edição realizada no Brasil entre os dias 15 e 30 de junho e serviu como base para a Copa do Mundo de 2014. Belo Horizonte

Leia mais

Dia dos Pais - 2010. SCS Qd. 06 Ed. Jessé Freire, 6º Andar CEP: 70306-911 Brasília-DF - Fone: (61) 3962-2011 Fax: (61) 3962-2021

Dia dos Pais - 2010. SCS Qd. 06 Ed. Jessé Freire, 6º Andar CEP: 70306-911 Brasília-DF - Fone: (61) 3962-2011 Fax: (61) 3962-2021 Dia dos Pais - 2010 Expectativa de Vendas do Comércio de Varejo do Distrito Federal Brasília, Julho de 2010. 1. ÍNDICE Apresentação...4 Expectativa de Vendas...5 Variação nos Estoques...7 Preço Médio do

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista de Belo Horizonte

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista de Belo Horizonte A Copa do Mundo FIFA terá como anfitrião o Brasil e Belo Horizonte foi eleita uma das doze cidades-sedes dos jogos. Este será um importante evento para a capital mineira. Espera-se a chegada de aproximadamente

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Expectativas dos Empresários do Comércio Varejista de Belo Horizonte para a Copa das Confederações 2013

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Expectativas dos Empresários do Comércio Varejista de Belo Horizonte para a Copa das Confederações 2013 Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista Expectativas dos Empresários do Comércio Varejista de Belo Horizonte para a Copa das Confederações 2013 Março 2013 Apresentação A Copa das Confederações de 2013

Leia mais

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte Outubro/15 A mostra o Em relação aos estoques no final de setembro, 57,5% dos empresários desempenho dos negócios do comércio no mês de /2015 e afirmaram que fecharam o mês no ponto ideal, 4,8 p.p. acima

Leia mais

PESQUISA DE JUROS ANEFAC ref a Novembro/2013 Após seis elevações no ano, taxas de juros das operações de crédito ficam estáveis

PESQUISA DE JUROS ANEFAC ref a Novembro/2013 Após seis elevações no ano, taxas de juros das operações de crédito ficam estáveis PESQUISA DE JUROS ANEFAC ref a Novembro/201 Após seis elevações no ano, taxas de juros das operações de crédito ficam estáveis Com 4,27 no mes, Minas Gerais e Paraná registraram as maiores taxas de juros

Leia mais

Balanço do Crédito do Comércio Varejista de Belo Horizonte

Balanço do Crédito do Comércio Varejista de Belo Horizonte Balanço do Crédito do Comércio de Belo Horizonte Novembro 2013 BALANÇO DO CRÉDITO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE BELO HORIZONTE Novembro/2013 1 O Balanço do Crédito do Comércio de Belo Horizonte é uma pesquisa

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista de Belo Horizonte. Polo de Moda

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista de Belo Horizonte. Polo de Moda Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista de Belo Horizonte 2013 Apresentação Belo Horizonte também é conhecida por abrigar, entre suas montanhas, tradicionais polos da moda. Os bairros de Lourdes, Prado,

Leia mais

Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina Relatório de Resultado de vendas Dia dos Namorados

Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina Relatório de Resultado de vendas Dia dos Namorados Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina Relatório de Resultado de vendas Dia dos Namorados Panorama do movimento na economia durante o Dia dos Namorados 1 Divisão de Planejamento Núcleo de Pesquisa

Leia mais

INTENÇÃO DE CONSUMO DAS FAMÍLIAS - ICF

INTENÇÃO DE CONSUMO DAS FAMÍLIAS - ICF INTENÇÃO DE CONSUMO DAS FAMÍLIAS - ICF Goiânia GO Janeiro 2010 SUMÁRIO Tabela 1 - Síntese dos Resultados 3 Tabela 2 - Variações percentuais sobre o mês anterior 3 Análise dos Resultados 4 Tabela 3 - Intenção

Leia mais

Índice de Confiança da Indústria Pernambucana mantém-se em queda em julho

Índice de Confiança da Indústria Pernambucana mantém-se em queda em julho Outubro de 2009 Julho de 2012 Índice de Confiança da Indústria Pernambucana mantém-se em queda em julho O Índice de Confiança da Indústria de Transformação de Pernambuco (ICI-PE) volta a recuar em julho

Leia mais

Análise de Endividamento do Consumidor

Análise de Endividamento do Consumidor Belo Horizonte - 2015 A Análise Mensal do Endividamento do Consumidor traça o quadro de endividamento e inadimplência dos consumidores da capital. Essas informações são importantes porque englobam dados

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS - MAIO As taxas de juros das operações de crédito ficaram estáveis em maio/2013. Vale destacar que em maio o Banco Central voltou a elevar

Leia mais

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Indicadores CNI SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Indústria da construção aprofunda deterioração A indústria da construção continua a se deteriorar. O índice de nível de atividade e o número de empregados

Leia mais

SINCOR-SP 2016 FEVEREIRO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2016 FEVEREIRO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS FEVEREIRO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 6 3. Análise macroeconômica...

Leia mais

CAPITAL DE GIRO: ESSÊNCIA DA VIDA EMPRESARIAL

CAPITAL DE GIRO: ESSÊNCIA DA VIDA EMPRESARIAL CAPITAL DE GIRO: ESSÊNCIA DA VIDA EMPRESARIAL Renara Tavares da Silva* RESUMO: Trata-se de maneira ampla da vitalidade da empresa fazer referência ao Capital de Giro, pois é através deste que a mesma pode

Leia mais

Mais da metade dos brasileiros pagam compras com o cartão de crédito, principalmente roupas, calçados e eletrodomésticos

Mais da metade dos brasileiros pagam compras com o cartão de crédito, principalmente roupas, calçados e eletrodomésticos USO DO CARTÃO DE CRÉDITO Mais da metade dos brasileiros pagam compras com o cartão de crédito, principalmente roupas, calçados e eletrodomésticos Mais da metade dos brasileiros (53%) faz uso do cartão

Leia mais

B R A S I L EMERGENTE E X P E C T A T I V A D E V I D A E C O N S U M O E M 2 0 1 5

B R A S I L EMERGENTE E X P E C T A T I V A D E V I D A E C O N S U M O E M 2 0 1 5 B R A S I L EMERGENTE E X P E C T A T I V A D E V I D A E C O N S U M O E M 2 0 1 5 O I N V E S T I M E N T O P E L A L Ó G I C A D A D E M A N D A R E N A T O M E I R E L L E S r e n a t o @ d a t a p

Leia mais

FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO PARANÁ PESQUISA CONJUNTURAL DO COMÉRCIO

FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO PARANÁ PESQUISA CONJUNTURAL DO COMÉRCIO FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO PARANÁ PESQUISA CONJUNTURAL DO COMÉRCIO ANÁLISE CONJUNTURAL DO MÊS DE DEZEMBRO DE 2013 CURITIBA E R.M Este relatório, referente ao mês de Dezembro de 2013, da Pesquisa Conjuntural

Leia mais

Atendimento Virtual Ampla

Atendimento Virtual Ampla 21 a 25 de Agosto de 2006 Belo Horizonte - MG Atendimento Virtual Ampla Carlos Felipe de Moura Moysés Ampla Energia e Serviços S.A cmoyses@ampla.com André Theobald Ampla Energia e Serviços S.A theobald@ampla.com

Leia mais

A Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte mostra o

A Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte mostra o Novembro/15 A mostra o desempenho dos negócios do comércio no mês de /2015 e identifica a percepção dos empresários para o mês de Novembro/2015. No mês de outubro, apenas 26,6% das empresas tiveram faturamento

Leia mais

Descrição Jan a Jun. 2013 Jan a Jun. 2014 Variação R$ Variação % Receitas Custos Assistenciais Resultado Operacional

Descrição Jan a Jun. 2013 Jan a Jun. 2014 Variação R$ Variação % Receitas Custos Assistenciais Resultado Operacional Comparativamente com o mesmo período de 2013, o percentual de crescimento dos custos assistenciais (atendimentos a beneficiários locais - 158) foi de 20,06%, enquanto que as receitas oriundas de mensalidades

Leia mais

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 22 de Dezembro de 2015

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 22 de Dezembro de 2015 Associação Brasileira de Supermercados Nº59 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 22 de Dezembro de 2015 Supermercados mostram queda de -1,61% até novembro Desemprego e renda

Leia mais

Boletim Econômico da Scot Consultoria

Boletim Econômico da Scot Consultoria Boletim Econômico da Scot Consultoria ano 1 edição 2 22 a 28 de abril de 2013 Destaque da semana Alta na taxa Selic O Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu elevar a taxa Selic para 7,50% ao ano,

Leia mais

SINCOR-SP 2015 DEZEMBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 DEZEMBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS DEZEMBRO 20 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

Mercado de meios de pagamento eletrônico. ANO II Outubro/2009

Mercado de meios de pagamento eletrônico. ANO II Outubro/2009 Mercado de meios de pagamento eletrônico ANO II Outubro/2009 Objetivo Estudar a utilização dos meios eletrônicos de pagamento e os níveis de satisfação dos consumidores e estabelecimentos comerciais, em

Leia mais

SONDAGEM INDUSTRIAL Dezembro de 2015

SONDAGEM INDUSTRIAL Dezembro de 2015 SONDAGEM INDUSTRIAL Dezembro de 2015 Indústria espera que as exportações cresçam no primeiro semestre de 2016 A Sondagem industrial, realizada junto a 154 indústrias catarinenses no mês de dezembro, mostrou

Leia mais

Meios de pagamento aceitos pelas micro e pequenas empresas brasileiras Agosto/15

Meios de pagamento aceitos pelas micro e pequenas empresas brasileiras Agosto/15 Meios de pagamento aceitos pelas micro e pequenas empresas brasileiras Agosto/15 Conceder desconto no pagamento à vista é estratégia adotada por grande parte dos empresários. Cartões ganham cada vez mais

Leia mais

Análise do Comércio Varejista julho-2016

Análise do Comércio Varejista julho-2016 julho-2016 A Análise do Comércio Varejista é uma avaliação bimestral que visa mostrar o desempenho dos negócios do comércio no mês de junho/2016 e identifica a percepção dos empresários para o mês de julho/2016.

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso:

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso: PLANO DE NEGÓCIOS Causas de Fracasso: Falta de experiência profissional Falta de competência gerencial Desconhecimento do mercado Falta de qualidade dos produtos/serviços Localização errada Dificuldades

Leia mais

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo.

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo. 1 MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo Maio/ 2014 Metodologia 2 Metodologia 3 Técnica Pesquisa quantitativa,

Leia mais

SINCOR-SP 2016 ABRIL 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2016 ABRIL 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS ABRIL 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 2 Sumário Palavra do presidente... 4 Objetivo... 5 1. Carta de Conjuntura... 6 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 7 3. Análise macroeconômica...

Leia mais

Núcleo de Pesquisa. Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina

Núcleo de Pesquisa. Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina Pesquisa de Endividamento e Inadimplência dos Consumidores de outubro de 2014 Endividamento das famílias catarinenses mantém-se praticamente estável em

Leia mais

SINCOR-SP 2015 NOVEMBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 NOVEMBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS NOVEMBRO 20 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

Curitiba, 25 de agosto de 2010. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2010 DATA BASE OUTUBRO 2010

Curitiba, 25 de agosto de 2010. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2010 DATA BASE OUTUBRO 2010 Curitiba, 25 de agosto de 2010. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2010 DATA BASE OUTUBRO 2010 1) Conjuntura Econômica Em função dos impactos da crise econômica financeira mundial, inciada no setor imobiliário

Leia mais

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo.

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo. 1 MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo Abril / 2014 Metodologia 2 Metodologia 3 Técnica Pesquisa quantitativa,

Leia mais

MERCADO FUTURO: BOI GORDO

MERCADO FUTURO: BOI GORDO MERCADO FUTURO: BOI GORDO Sergio De Zen Mestre em Economia Aplicada, Pesquisador do CEPEA/ESALQ/USP Os anos noventa têm sido marcados por termos modernos na terminologia do mercado financeiro. Dentre essas

Leia mais

Cartão de Crédito Consignado. Um excelente benefício para o Servidor

Cartão de Crédito Consignado. Um excelente benefício para o Servidor Cartão de Crédito Consignado Um excelente benefício para o Servidor Institucional O Banco Daycoval S/A, fundado em 1968, é um dos líderes de crédito para empresas, resultado obtido através da estratégia

Leia mais

Atuação Tribanco. Presente em todos Estados Brasileiros; Presente em 60% dos Municípios Brasileiros; Quantidade de Clientes Varejo: 36.

Atuação Tribanco. Presente em todos Estados Brasileiros; Presente em 60% dos Municípios Brasileiros; Quantidade de Clientes Varejo: 36. Atuação Tribanco. Presente em todos Estados Brasileiros; Presente em 60% dos Municípios Brasileiros; Quantidade de Clientes Varejo: 36.079 Soluções para promover o desenvolvimento sustentável de seus clientes;

Leia mais

PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - MOSSORÓ

PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - MOSSORÓ PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - MOSSORÓ Mossoró, setembro de 2015 1 Sumário 1. Aspectos Metodológicos... 3 2. Descrição dos Resultados... 4 Itens de comemoração... 4 Gastos com presente... 4 Local e quando

Leia mais

PASSO 8 IMPLANTANDO OS CONTROLES

PASSO 8 IMPLANTANDO OS CONTROLES PASSO 8 IMPLANTANDO OS CONTROLES Ter o controle da situação é dominar ou ter o poder sobre o que está acontecendo. WWW.SIGNIFICADOS.COM.BR Controle é uma das funções que compõem o processo administrativo.

Leia mais

Construção e Comercialização

Construção e Comercialização 1 Construção e Comercialização Esta pesquisa fornece informações sobre o mercado de imóveis novos - construídos para vender. São apurados, mensalmente, os preços de oferta para venda à vista, a quantidade

Leia mais

Tabela 01 Mundo Soja Área, produção e produtividade Safra 2009/10 a 2013/14

Tabela 01 Mundo Soja Área, produção e produtividade Safra 2009/10 a 2013/14 Soja Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro de 2013 MUNDO A economia mundial cada vez mais globalizada tem sido o principal propulsor responsável pelo aumento da produção de soja. Com o aumento do

Leia mais

Relatório Resultado de vendas do Dia dos Pais

Relatório Resultado de vendas do Dia dos Pais Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina Relatório Resultado de vendas do Dia dos Pais Cenário da variação na economia no período do Dia dos Pais em 2009 Divisão de planejamento Núcleo de Pesquisa

Leia mais

BOLETIM DO COMÉRCIO VAREJISTA: DE UBERLÂNDIA. Dezembro de 2011 PARCERIA:

BOLETIM DO COMÉRCIO VAREJISTA: DE UBERLÂNDIA. Dezembro de 2011 PARCERIA: Resultados da Pesquisa Piloto - Janeiro de 2012 Dezembro de 2011 PARCERIA: De acordo com as informações obtidas na Pesquisa Mensal de Conjuntura Econômica do Comércio Varejista de Uberlândia realizada

Leia mais

PESQUISA SONDAGEM DE VENDAS PÁSCOA 2014. Palmas - TO, 25 de abril de 2014.

PESQUISA SONDAGEM DE VENDAS PÁSCOA 2014. Palmas - TO, 25 de abril de 2014. PESQUISA SONDAGEM DE VENDAS PÁSCOA 2014 Palmas - TO, 25 de abril de 2014. 2 EXPEDIENTE DE PESQUISA Corpo Docente UFT Colegiado do Curso de Graduação em Tecnologia Logística Câmpus de Araguaína Delson Henrique

Leia mais

Situação da economia e perspectivas. Gerência-Executiva de Política Econômica (PEC)

Situação da economia e perspectivas. Gerência-Executiva de Política Econômica (PEC) Situação da economia e perspectivas Gerência-Executiva de Política Econômica (PEC) Recessão se aprofunda e situação fiscal é cada vez mais grave Quadro geral PIB brasileiro deve cair 2,9% em 2015 e aumentam

Leia mais

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 30 de Novembro de 2015

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 30 de Novembro de 2015 Associação Brasileira de Supermercados Nº58 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 30 de Novembro de 2015 Índice de Vendas acumula queda de -1,02% até outubro Vendas do setor

Leia mais

Unidade III MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino

Unidade III MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino Unidade III MARKETING DE VAREJO E NEGOCIAÇÃO Profa. Cláudia Palladino Compras, abastecimento e distribuição de mercadorias Os varejistas: Precisam garantir o abastecimento de acordo com as decisões relacionadas

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Produtos Importados

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Produtos Importados Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista 2013 O consumo no Brasil atravessa uma fase de mudanças importantes de hábitos, produtos e preços. Depois da abertura comercial, que trouxe na década de 1990 a

Leia mais

Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9. Destaques

Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9. Destaques Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9 Receita Líquida¹ no 1T16 atinge R$69,6 milhões, alta de 24,8% em comparação ao mesmo período do ano anterior

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica Outubro Tema: Emprego

Boletim de Conjuntura Econômica Outubro Tema: Emprego Boletim de Conjuntura Econômica Outubro Tema: Emprego Brasil Atinge mais de 2 milhões de Emprego em 2010 Setor de Serviços lidera com 35% dos empregos Gerados no período Em setembro foram gerados 246.875

Leia mais

MARGENS ESTREITAS PARA O PRODUTOR DE ALGODÃO

MARGENS ESTREITAS PARA O PRODUTOR DE ALGODÃO MARGENS ESTREITAS PARA O PRODUTOR DE ALGODÃO Custos Algodão A produção de algodão no Brasil está crescendo de forma expressiva, devido à boa competitividade dessa cultura frente a outras concorrentes em

Leia mais

10 Anos de Transmissão das Reuniões APIMEC pela Internet

10 Anos de Transmissão das Reuniões APIMEC pela Internet Esta apresentação pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos, mas refletiriam os desejos e as expectativas da direção da companhia. As palavras "antecipa",

Leia mais

BOLETIM ECONÔMICO CONSTRUÇÃO CIVIL EM ANÁLISE

BOLETIM ECONÔMICO CONSTRUÇÃO CIVIL EM ANÁLISE BOLETIM ECONÔMICO CONSTRUÇÃO CIVIL EM ANÁLISE CONSTRUÇÃO CIVIL EM ANÁLISE Nº 01 JANEIRO 2016 1 ÍNDICE SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO... 2 1 INDICADORES DA CONSTRUÇÃO CIVIL... 3 1.1 CUB PARÁ - DEZEMBRO

Leia mais

Relatório de Resultado de Vendas Páscoa 2015

Relatório de Resultado de Vendas Páscoa 2015 Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina Relatório de Resultado de Vendas Páscoa 2015 O perfil do empresário e

Leia mais

Crédito - junho. Brasil - Estoque de Crédito como Proporção do PIB (%)

Crédito - junho. Brasil - Estoque de Crédito como Proporção do PIB (%) set/03 fev/04 jul/04 mai/05 out/05 mar/06 ago/06 jan/07 nov/07 abr/08 fev/09 jul/09 mai/10 out/10 ago/11 jan/12 Crédito - junho 26/07/12 Diversos indicadores do crédito no Brasil em junho seguiram a trajetória

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SPINELLI FIC DE FI REFERENCIADO DI CNPJ 19.312.112/0001-06 DEZEMBRO/2015

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SPINELLI FIC DE FI REFERENCIADO DI CNPJ 19.312.112/0001-06 DEZEMBRO/2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o Spinelli FIC de FI Referenciado DI. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento do fundo, disponíveis

Leia mais

1. Atividade Econômica

1. Atividade Econômica Julho/212 O Núcleo de Pesquisa da FECAP apresenta no seu Boletim Econômico uma compilação dos principais indicadores macroeconômicos nacionais que foram publicados ao longo do mês de referência deste boletim.

Leia mais

PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: CONSTRUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO

PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: CONSTRUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: CONSTRUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO Novembro de 2009 APRESENTAÇÃO DA PESQUISA Esta pesquisa é realizada pela Fundação IPEAD/UFMG com o apoio da Prefeitura Municipal

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Indicadores CNI ISSN 27-702 Ano 5 Número 24 Agosto de 205 RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Crise econômica I - Mercado de trabalho 24 Crise econômica muda relação de brasileiros com o mercado de trabalho

Leia mais

Análise do Comércio Varejista - Março Área de Estudos Econômicos

Análise do Comércio Varejista - Março Área de Estudos Econômicos Análise do Comércio Varejista - Março 2017 Área de Estudos Econômicos Análise do Comércio Varejista Conhecer o desenvolvimento do comércio e as suas expectativas é importante para auxiliar o planejamento

Leia mais

Fluxo de Caixa O dia-a-dia das finanças em sua empresa!

Fluxo de Caixa O dia-a-dia das finanças em sua empresa! Fluxo de Caixa O dia-a-dia das finanças em sua empresa! É muito frequente, no ambiente do SEBRAE-SP, o empresário chegar com muitas dúvidas sobre as finanças da sua empresa. E finanças, como sabemos, é

Leia mais

GAMEC - GRUPO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA EMPRESARIAL DO CEARÁ LTDA.

GAMEC - GRUPO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA EMPRESARIAL DO CEARÁ LTDA. GAMEC - GRUPO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA EMPRESARIAL DO CEARÁ LTDA. NOTA TÉCNICA ATUARIAL REAJUSTE DO AGRUPAMENTO DE CONTRATOS COLETIVOS (RN 309/2012) MARÇO/2015 SUMÁRIO 1. OBJETIVO 3 2. BASE LEGAL 3 3. METODOLOGIA

Leia mais

Rodobens é destaque no website Infomoney

Rodobens é destaque no website Infomoney Rodobens é destaque no website Infomoney Por: Conrado Mazzoni Cruz 19/04/07-09h55 InfoMoney SÃO PAULO - Atualmente, falar sobre o mercado imobiliário brasileiro é entrar na discussão sobre um possível

Leia mais

1. COMÉRCIO 1.1. Pesquisa Mensal de Comércio. 1.2. Sondagem do comércio

1. COMÉRCIO 1.1. Pesquisa Mensal de Comércio. 1.2. Sondagem do comércio Nº 45- Maio/2015 1. COMÉRCIO 1.1. Pesquisa Mensal de Comércio O volume de vendas do comércio varejista restrito do estado do Rio de Janeiro registrou, em fevereiro de 2015, alta de 0,8% em relação ao mesmo

Leia mais

PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: ALUGUÉIS

PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: ALUGUÉIS PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: ALUGUÉIS Janeiro de 2014 APRESENTAÇÃO DA PESQUISA Esta pesquisa é realizada pela Fundação IPEAD/UFMG com o apoio da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte

Leia mais

RESULTADOS DE OUTUBRO DE 2013

RESULTADOS DE OUTUBRO DE 2013 1 RESULTADOS DE OUTUBRO DE 2013 Pesquisa realizada pelo Uni-FACEF em parceria com a Fe-Comércio mede o ICC (Índice de confiança do consumidor) e PEIC (Pesquisa de endividamento e inadimplência do consumidor)

Leia mais

NCIA DAS. Palmas - TO

NCIA DAS. Palmas - TO PESQUISA DE ENDIVIDAMENTO E INADIMPLÊNCIA NCIA DAS FAMÍLIAS Palmas - TO Janeiro 2010 SUMÁRIO Análise dos Resultados 3 Tabela 1 PEIC - Evolução nos últimos 13 meses 3 Tabela 2 PEIC Evolução nos últimos

Leia mais

PAINEL. US$ Bilhões. nov-05 0,8 0,7 0,6 0,5 0,4 0,3 0,2 0,1

PAINEL. US$ Bilhões. nov-05 0,8 0,7 0,6 0,5 0,4 0,3 0,2 0,1 Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior ASSESSORIA ECONÔMICA PAINEL PRINCIPAIS INDICADORES DA ECONOMIA BRASILEIRA Número 68 1 a 15 de fevereiro de 211 ANÚNCIOS DE INVESTIMENTOS De

Leia mais

Determinantes da Evolução Recente do Consumo Privado

Determinantes da Evolução Recente do Consumo Privado Determinantes da Evolução Recente do Consumo Privado O dinamismo do consumo privado, traduzindo a evolução favorável das condições dos mercados de trabalho e de crédito, e das expectativas dos consumidores,

Leia mais

Mineração. Minério de ferro: Preços em queda e estoques crescendo. Análise de Investimentos Relatório Setorial. 22 de Maio de 2014

Mineração. Minério de ferro: Preços em queda e estoques crescendo. Análise de Investimentos Relatório Setorial. 22 de Maio de 2014 Minério de ferro: Preços em queda e estoques crescendo A redução no ritmo de crescimento da produção de aço na China, as dificuldades financeiras das siderúrgicas com os baixos preços naquele país e um

Leia mais

PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2016 -

PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2016 - PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2016 - Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico Coordenação de Campo: Roberto Guerra SUMÁRIO

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE TAXAS DE JUROS / 2012 EMPRÉSTIMO PESSOAL E CHEQUE ESPECIAL

RELATÓRIO ANUAL DE TAXAS DE JUROS / 2012 EMPRÉSTIMO PESSOAL E CHEQUE ESPECIAL ANÁLISE COMPARATIVA RELATÓRIO ANUAL DE TAXAS DE JUROS / 2012 EMPRÉSTIMO PESSOAL E CHEQUE ESPECIAL O levantamento anual envolveu sete instituições financeiras: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica

Leia mais

- Gestão Financeira 1 -

- Gestão Financeira 1 - 1 Cap 2 - Administração do Capital de Giro 2.1 Introdução 2.2 O capital circulante e capital circulante líquido 2.3 Políticas de gerenciamento do capital circulante 2.4 Capital de Giro Próprio 2.5 Capital

Leia mais

Análise do Comércio Varejista Novembro

Análise do Comércio Varejista Novembro A Análise do Comércio Varejista é uma avaliação bimestral que visa mostrar o desempenho do comércio no mês de outubro/2016 e identifica a percepção dos empresários para o mês de novembro/2016. Outubro

Leia mais

Análise do Comércio Varejista Setembro

Análise do Comércio Varejista Setembro A Análise do Comércio Varejista é uma avaliação bimestral que visa mostrar o desempenho do comércio no mês de agosto/2016 e identifica a percepção dos empresários para o mês de setembro/2016. Agosto apresentou

Leia mais

por que essa rede assusta os varejistas Confira no tablet mais informações sobre a Rede Dia% agosto 2015 SM.com.br 39

por que essa rede assusta os varejistas Confira no tablet mais informações sobre a Rede Dia% agosto 2015 SM.com.br 39 p e r a T e x t o a l e s s a n d r a m o r i t a a l e s s a n d r a. m o r i t a @ s m. c o m. b r divulgaçãoo v t Lojas localizadas perto da casa do consumidor e que praticam preços difíceis de copiar.

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego

Pesquisa Mensal de Emprego Pesquisa Mensal de Emprego Rio de Janeiro, 28 de janeiro de 2016. PME Retrospectiva 2003-2015 13 anos Diretoria de Pesquisas Coordenação de Trabalho e Rendimento 1 (IBGE / DPE / COREN) 1 Rio de Janeiro,

Leia mais