IMERSÃO EM LAMINADOS E LENTES DE CONTATO SÃO PAULO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "IMERSÃO EM LAMINADOS E LENTES DE CONTATO SÃO PAULO"

Transcrição

1 IMERSÃO EM LAMINADOS E LENTES DE CONTATO SÃO PAULO

2 OBJETIVOS DO CURSO Capacitar o cirurgião-dentista a indicar, planejar e executar tratamentos reabilitadores estéticos indiretos minimamente invasivos, para dentes unitários ou múltiplos, através da utilização de laminados cerâmicos e lentes de contato. Esta capacitação envolve a apresentação e treinamento das etapas de diagnóstico, planejamento, seleção de materiais, preparos dentais, moldagem, técnica laboratorial, cimentação e proservação das restaurações. NORMAS DO CURSO As atividades serão divididas em: aulas teóricas, casos clínicos executados em pacientes, atividades laboratoriais, e seminários para discussão dos casos realizados. Através de exercícios práticos em manequins com detalhada anatomia dental, executaremos os passos de planejamento reverso, mock-up, preparo dental, moldagem, confecção de um laminado em resina e cimentação deste laminado, além de outro já pronto. Os exercícios serão executados sempre após explanação teórica. Para a execução dos exercícios, os alunos receberão um manequim com dentes hígidos além de um elemento dental já preparado com a respectiva faceta a ser cimentada. Todo o material e instrumental utilizados durante os exercícios práticos serão fornecidos pelo curso. Antes de iniciarmos as atividades, será feito um check list para conferência de todo o material disponibilizado nas bancadas. O instrumental disponibilizado é de responsabilidade dos alunos de cada bancada e será novamente conferido após o encerramento das atividades práticas, ao final do curso. Em caso de extravio ou dano ao material utilizado, o custo deverá ser ressarcido pelo aluno responsável. Todos os alunos receberão um pen drive contendo todo conteúdo programático das aulas, bem como a lista dos materiais utilizados e as imagens captadas durante os 4 dias de curso. Os exercícios práticos serão executados simultaneamente com o professor, sendo cada etapa cumprida previamente à demonstração da etapa seguinte. Durante os exercícios os professores orientarão os alunos quanto ao uso dos materiais e à execução das restaurações.

3 SUGESTÃO DE MATERIAIS E INSTRUMENTAIS PARA A REALIZAÇÃO DE LAMINADOS NO SEU CONSULTÓRIO Observação: desta lista não fazem parte os instrumentais básicos da prática clínica, como espelho, pinça, seringa carpule, etc. Diagnóstico e planejamento* (ver aula Dr. Alexandre) Afastadores de lábio e bochecha Espelhos Contraste preto (pode ser papel cartão ou cartolina) Câmera fotográfica digital Lente Macro 100mm Flash circular ou Twin Mock-up e muralhas de silicone Enceramento de diagnóstico Silicone Zetalabor ou similar Resina bisacrílica (Protemp 4, Systemp, Sculpture, Luxatemp) Estilete Preparos Kit de instrumentos cortantes rotatórios para facetas (Esféricas 1012, 1013 e 1014, Tronco cônicas de ponta arredondada 4138, 4138F, 4138FF) Pontas de acabamento (Jiff Ultradent, Enhance Dentsply, Flexi-points Cosmedent, TDV, Eurodental, etc) Discos e tiras de lixa Moldagens Fios retratores 000, 00, 0 e 1 (Ultrapack Ultradent ou Pro-Retract FGM) Silicone de adição (Express XT 3M, Virtual Ivoclar, Aquasil Dentsply, Elite Zermach, Flexi Time Kulzer, etc) Provisórios Resinas bisacrílicas ou resinas compostas Espátulas para resina: Kit Suprafill Duflex ou similares Cimentação Ácido fluorídrico 10 a 12% Silano Adesivo dentinario Cimento fotoativado: Rely X Veneer, Variolink Veneer, Vitique Voco, All Cem FGM, Nexus 3 Kerr ou similares (Ver PDF da aula) Fio retrator 000 Teflon para isolamento dos dentes Afastadores de lábio e bochecha (Optragate Ivoclar) Lâmina de bisturi 12 ou curetas de pério Carbono Baush BK01 para cerâmica Kit de pontas F e FF para acabamento Pontas para polimento de cerâmica Tri Hawk, Kenda, Labordental ou similares Pastas e polimento para cerâmica Kota, FGM ou Kerr

4 PROGRAMAÇÃO Dia 01 08h00 Recepção e entrega de materiais. 08h30 Apresentação do curso e equipes. 09h00 Aula teórica. Laminados: conceito restaurador, classificação e indicações. Materiais restauradores disponíveis. 10h30 Coffee Break. 10h45 Aula teórica. Planejamento restaurador: diagnóstico, análise estética, enceramento de diagnóstico e mock-up. Muralhas de orientação. Preparos dentais. 14h00 Aula teórica. Moldagem. Confecção de provisórios. Prova clínica. Cimentação adesiva. 16h00 Coffee Break. 16h30 Aula teórica. Cimentação adesiva. Planejamento e discussão de casos clínicos. Dia 02 08h00 Demontração clínica. Demonstração clínica de mock-up, preparos, moldagem e provisórios (Garófalo). 10h30 Aula. Técnica laboratorial - TPD Marcos Celestrino. 14h00 Demonstração de Caso Clínico. 16h30 Coffee break. 17h30 Aula teórica. Procedimentos periodontais estéticos. Prof. Ricardo Takiy, Prof. João Batista César Neto. Dia 03 08h00 Laboratório. Confecção de muralhas de orientação. Preparos dentais para laminados. 10h30 Continuação Laboratório. Preparos dentais para laminados. Demonstração de moldagem. 14h00 Laboratório. Facetas pré fabricadas Componeer. Cimentação adesiva com cimentos resinosos e resinas termo-plastificadas. 19h30 Jantar de confraternização. Você é nosso convidado para uma noite de descontração e alegria na cidade de melhor gastronomia do Brasil.

5 Dia 04 08h00 Aula teórica. Ferramentas de imagens e digitais para análise e desenho do sorriso. 10h30 Demonstração clínica. Demonstração clínica: Cimentação adesiva. 14h00 Demonstração clínica. Demonstração clínica: Cimentação do caso clínico. 16h30 Coffee Break. 17h00 Seminário. Seminário final sobre casos executados. Encerramento do curso. Durante os quatro dias de curso, representantes das empresas parceiras estarão presentes para esclarecimentos sobre os produtos demonstrados e utilizados durante os exercícios, bem como para comercialização em condições especiais e exclusivas durante o curso, dos produtos demonstrados. Ministrador e Coordenador José Carlos Garófalo Professores assistentes Alexandre Vieira Arnaldo Gondo Marilys Yumi Professores convidados Marcos Celestrino, TPD Ricardo Taiky, CD João Batista César Neto, CD Coordenadora executiva: Maria Strang APOIO

Objetivos do Curso. Normas do Curso

Objetivos do Curso. Normas do Curso Objetiv do Curso Capacitar o cirurgião-dentista a indicar, planejar e executar tratament reabilitadores estétic indiret minimamente invasiv, para dentes unitári ou múltipl, através da utilização de laminad

Leia mais

Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível

Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível Weider Silva Especialista em Dentística. Especialista em Prótese. Especialista em Implantodontia. Professor do Curso de Especialização de Dentística

Leia mais

Imersão: Escultura dental com resinas compostas em dentes anteriores e posteriores

Imersão: Escultura dental com resinas compostas em dentes anteriores e posteriores Imersão: Escultura dental com resinas compostas em dentes anteriores e posteriores Data de início: 02 de maio de 2012 Data de término: 05 de maio de 2012 Periodicidade ou Duração: 4 dias consecutivos Carga

Leia mais

Visão 2. Protocolo Clínico para Confecção de Facetas Diretas em Resina Composta. Clinical protocol for fabrication of direct composite resin veneers

Visão 2. Protocolo Clínico para Confecção de Facetas Diretas em Resina Composta. Clinical protocol for fabrication of direct composite resin veneers Visão 2 Protocolo Clínico para Confecção de Facetas Diretas em Resina Composta Clinical protocol for fabrication of direct composite resin veneers Fernando Fialho *, Rodrigo Proença **, Mariana Proença

Leia mais

Dentística Restauradora I e II 2014-2

Dentística Restauradora I e II 2014-2 Dentística Restauradora I e II 2014-2 Material Unidade Quantidade Corrente para guardanapo unidade 1 Seringa Centrix Canula de aspiração de endo com pontas calibrosas Pontas de seringa centrix agulhada

Leia mais

Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14

Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 C U R S O O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: ODONTOLOGIA PRÉ-CLÍNICA II Código: ODO-028 Pré-requisito:

Leia mais

Especificação de materiais relacionados aos procedimentos

Especificação de materiais relacionados aos procedimentos Especificação de materiais relacionados aos procedimentos PRÓTESE Confecção de provisório: - resina acrílica (cor 62 e 66) - líquido de resina - vaselina - cimento provisório - fita de carbono - kit brocas

Leia mais

CURSO EXTENSIVO DE ENCERAMENTO E CERÂMICA

CURSO EXTENSIVO DE ENCERAMENTO E CERÂMICA Dr. Dario Adolfi Dr. Ivan Ronald Huanca Duração: 6 meses/módulos de 2 dias. Datas: 11 e 12 de março de 2010 8 e 9 de abril de 2010 13 e 14 de maio de 2010 17 e 18 de junho de 2010 15 e 16 de julho de 2010

Leia mais

APLICAÇÃO CLÍNICA E LABORATORIAL DO SISTEMA CAD/CAM

APLICAÇÃO CLÍNICA E LABORATORIAL DO SISTEMA CAD/CAM APLICAÇÃO CLÍNICA E LABORATORIAL Data: 24 a 27 de novembro de 2015 Atualmente existe uma forte tendência no mercado mundial sobre os Sistemas CAD/CAM. A proposta deste programa é brindar-lhes com toda

Leia mais

Doutorado em Odontologia pela UFRJ. Pós-Graduado em Implantes CERTO Odontologia FLAVIO QUEIROZ HENRIQUES. Especialista e Mestre em Prótese Dental

Doutorado em Odontologia pela UFRJ. Pós-Graduado em Implantes CERTO Odontologia FLAVIO QUEIROZ HENRIQUES. Especialista e Mestre em Prótese Dental Professores: RODRIGO REIS Master of Science em Odontologia Restauradora pela University of Michigan Master of Science em Biomateriais pela University of Michigan Doutorado em Odontologia pela UFRJ Pós-Graduado

Leia mais

APLICAÇÃO CLÍNICA E LABORATORIAL DO SISTEMA CAD/CAM

APLICAÇÃO CLÍNICA E LABORATORIAL DO SISTEMA CAD/CAM APLICAÇÃO CLÍNICA E LABORATORIAL DO SISTEMA CAD/CAM DATA à definir Atualmente existe uma forte tendência no mercado mundial sobre os Sistemas CAD/CAM. A proposta deste programa é brindar-lhes com toda

Leia mais

Ponto de Contato. Conjugando Procedimentos Restauradores Indiretos e Diretos: Mimetizando Materiais Restauradores à Estrutura Dental

Ponto de Contato. Conjugando Procedimentos Restauradores Indiretos e Diretos: Mimetizando Materiais Restauradores à Estrutura Dental Ponto de Contato Conjugando Procedimentos Restauradores Indiretos e Diretos: Mimetizando Materiais Restauradores à Estrutura Dental Conjugating direct and indirect restorative procedures: Restorative materials

Leia mais

Coluna Visão Protética

Coluna Visão Protética Coluna Visão Protética 88 PROSTHESIS Prosthes. Lab. Sci. 2013; 2(6):88-97. L A B O R A T O R Y i n Gustavo Bertholdo 1 Elson Bertholdo 2 Eduardo Souza Junior 3 Luis Gustavo Barrote Albino 4 Thays Bertoldo

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág. CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: ODONTOLOGIA PRÉ-CLÍNICA I Código: ODO-021 Pré-requisito: ANATOMIA

Leia mais

IMERSÃO EM ODONTOLOGIA ESTÉTICA: DA PLASTIA GENGIVAL À DENTÍSTICA RESTAURADORA

IMERSÃO EM ODONTOLOGIA ESTÉTICA: DA PLASTIA GENGIVAL À DENTÍSTICA RESTAURADORA IMERSÃO EM ODONTOLOGIA ESTÉTICA: DA PLASTIA GENGIVAL À DENTÍSTICA RESTAURADORA SÃO PAULO OBJETIVOS DO CURSO Capacitar o cirurgião-dentista a indicar, planejar e executar cirurgias de aumento de coroa estético

Leia mais

USP - FACULDADE DE ODONTOLOGIA DISCIPLINA DE DENTÍSTICA OPERATÓRIA DIRETA. - Lista de Materiais -

USP - FACULDADE DE ODONTOLOGIA DISCIPLINA DE DENTÍSTICA OPERATÓRIA DIRETA. - Lista de Materiais - USP - FACULDADE DE ODONTOLOGIA DISCIPLINA DE DENTÍSTICA OPERATÓRIA DIRETA - Lista de Materiais - GERAIS Avental branco Máscara descartável Óculos de proteção Gorro descartável Luvas de procedimentos descartáveis

Leia mais

PRÓTESE SOBRE IMPLANTES: Hands on em manequim 1ª Turma 72 horas

PRÓTESE SOBRE IMPLANTES: Hands on em manequim 1ª Turma 72 horas PRÓTS SOBR IMPLANTS: Hands on em manequim 1ª Turma 72 horas QUIP CINTÍFICA COORDNADOR DR. PAULO CSAR TAVARS - CRO-GO 2373 Mestre e specialista em Periodontia / specialista em Prótese 25 anos de xperiência

Leia mais

Harmonia. Caso Selecionado. Sidney Kina e José Carlos Romanini

Harmonia. Caso Selecionado. Sidney Kina e José Carlos Romanini Caso Selecionado Harmonia Sidney Kina e José Carlos Romanini Na busca para encontrar uma composição agradável no sorriso, alguns fatores de composição estética devem ser observados, para orientação na

Leia mais

C U R S O O D O N T O L O G I A

C U R S O O D O N T O L O G I A C U R S O O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: CLÍNICA INTEGRADA III Código: Pré-requisito: ODONTOLOGIA

Leia mais

REABLITAÇÃO ESTÉTICA E FUNCIONAL DA GUIA ANTERIOR E CANINA UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) DE UMA PACIENTE COM EROSÃO E BRUXISMO.

REABLITAÇÃO ESTÉTICA E FUNCIONAL DA GUIA ANTERIOR E CANINA UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) DE UMA PACIENTE COM EROSÃO E BRUXISMO. REABLITAÇÃO ESTÉTICA E FUNCIONAL DA GUIA ANTERIOR E CANINA UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) DE UMA PACIENTE COM EROSÃO E BRUXISMO. Caso clínico realizado pelo especialista em Dentística Restauradora

Leia mais

Protemp TM 4. Material Provisório à Base de Bisacril. Restauração provisória. qualidade. com a 3M ESPE

Protemp TM 4. Material Provisório à Base de Bisacril. Restauração provisória. qualidade. com a 3M ESPE Protemp TM 4 Material Provisório à Base de Bisacril Restauração provisória com a qualidade 3M ESPE Protemp TM 4 Com 40 anos de experiência em materiais provisórios e amplo conhecimento em produtos com

Leia mais

Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio

Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio Prof. Dr. Glauco Rangel Zanetti Doutor em Clínica Odontológica - Prótese Dental - FOP-Unicamp

Leia mais

PLANO DE DISCIPLINA. 1. Identificação: 2. Ementa: 3. Objetivo Geral: Departamento: Formação Específica Disciplina: PRÓTESE FIXA

PLANO DE DISCIPLINA. 1. Identificação: 2. Ementa: 3. Objetivo Geral: Departamento: Formação Específica Disciplina: PRÓTESE FIXA PLANO DE DISCIPLINA 1. Identificação: Departamento: Formação Específica Disciplina: PRÓTESE FIXA Cód.: FFE0022 Período Ministrado / Semestre / Ano : 5ºP/ 1ºS/ 2009 Corpo Docente: Prof. Dr. Marcos de Oliveira

Leia mais

LISTA DE MATERIAL E INSTRUMENTAL NECESSÁRIOS PARA AS ATIVIDADES PRÁTICAS:

LISTA DE MATERIAL E INSTRUMENTAL NECESSÁRIOS PARA AS ATIVIDADES PRÁTICAS: CURSO: Odontologia DISCIPLINA: Prótese Fixa Clínica e Prótese Fixa Pré-Clínica PERÍODO DO CURSO: 5º e 6º Período LISTA DE MATERIAL E INSTRUMENTAL NECESSÁRIOS PARA AS ATIVIDADES PRÁTICAS: 01 Manequim de

Leia mais

A PREVISIBILIDADE DIGITAL FACILITOU MUITO A COMUNICAÇÃO ENTRE O PROFESSIONAL E O PACIENTE EVITANDO-SE SURPRESAS NO FINAL DO TRATAMENTO

A PREVISIBILIDADE DIGITAL FACILITOU MUITO A COMUNICAÇÃO ENTRE O PROFESSIONAL E O PACIENTE EVITANDO-SE SURPRESAS NO FINAL DO TRATAMENTO Lorem. 2 A PREVISIBILIDADE DIGITAL FACILITOU MUITO A COMUNICAÇÃO ENTRE O PROFESSIONAL E O PACIENTE EVITANDO-SE SURPRESAS NO FINAL DO TRATAMENTO TÉCNICA DE HARMONIA DENTAL UTILIZANDO A PROPORÇÃO ÁUREA DIGITAL,

Leia mais

DISCIPLINA DE PRÓTESE FIXA I ODT 434

DISCIPLINA DE PRÓTESE FIXA I ODT 434 FACULDADE DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE DO BRASIL Departamento de Prótese e Materiais Dentários 1. CARACTERIZAÇÃO DISCIPLINA DE PRÓTESE FIXA I ODT 434 1.1 PRÉ-REQUISITOS: DENTÍSTICA OPERATÓRIA II ODC

Leia mais

SIMPLES E EFICIENTES PROCEDIMENTOS PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE DENTES NATURAIS E IMPLANTES

SIMPLES E EFICIENTES PROCEDIMENTOS PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE DENTES NATURAIS E IMPLANTES PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE Dr. Dario Adolfi Dr. Oswaldo Scopin de Andrade Dr. Maurício Adolfi Data: 7 a 11 de outubro de 2013 OBJETIVOS: Saiba como planejar uma reabilitação total e mostrar ao paciente

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág. CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: ODONTOLOGIA PRÉ-CLÍNICA I Código: Pré-requisito: ANATOMIA HUMANA

Leia mais

RELAÇÃO DE INSTRUMENTAIS E MATERIAIS DA DISCIPLINA DE CLÍNICA INTEGRADA EM PRÓTESE DENTAL

RELAÇÃO DE INSTRUMENTAIS E MATERIAIS DA DISCIPLINA DE CLÍNICA INTEGRADA EM PRÓTESE DENTAL RELAÇÃO DE INSTRUMENTAIS E MATERIAIS DA DISCIPLINA DE CLÍNICA INTEGRADA EM PRÓTESE DENTAL A disciplina utilizará as listas de materiais das disciplinas de Prótese Fixa, Prótese Parcial Removível e Prótese

Leia mais

Visão Clínica. A odontologia Interdisciplinar na Estética Dental Anterior The interdisciplinary dentistry at the anterior dental aesthetics

Visão Clínica. A odontologia Interdisciplinar na Estética Dental Anterior The interdisciplinary dentistry at the anterior dental aesthetics Visão Clínica A odontologia Interdisciplinar na Estética Dental Anterior The interdisciplinary dentistry at the anterior dental aesthetics Cláudio Pinho*, Patricia N. R. Pereira**, José Maria Gratone***

Leia mais

Resinas compostas: o estado da arte

Resinas compostas: o estado da arte Caso Selecionado Resinas compostas: o estado da arte Maurício U. Watanabe Na Odontologia atual, a resina composta é o material de eleição quando se trata de reconstruções de coroas fraturadas de dentes

Leia mais

Por: Renato Fabrício de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst

Por: Renato Fabrício de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst Por: Renato Fabrício de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst 1. Anamnese, exame clínico e exames complementares (inclusive radiográfico); 2. Moldagem e Modelagem para estudo

Leia mais

Reabilitação de lesões cervicais não cariosas associadas com hipersensibilidade dentinária empregando resinas compostas nano-híbridas

Reabilitação de lesões cervicais não cariosas associadas com hipersensibilidade dentinária empregando resinas compostas nano-híbridas Reabilitação de lesões cervicais não cariosas associadas com hipersensibilidade dentinária empregando resinas compostas nano-híbridas Autores Paulo Vinícius Soares 1, Guilherme Faria Moura 2, Ramon Correa

Leia mais

Ponto de Contato. Reabilitação Estética Sobre Implante em Função Imediata. Aesthetic rehabilitation with implants in immediate function

Ponto de Contato. Reabilitação Estética Sobre Implante em Função Imediata. Aesthetic rehabilitation with implants in immediate function Ponto de Contato Reabilitação Estética Sobre Implante em Função Imediata Aesthetic rehabilitation with implants in immediate function José Norberto Garcia Nesello* Manoel Martin Junior** Carlos Marcelo

Leia mais

CURSO INTENSIVO CLINICO E LABORATORIAL PARA CIRURGÕES DENTISTAS

CURSO INTENSIVO CLINICO E LABORATORIAL PARA CIRURGÕES DENTISTAS CURSO INTENSIVO CLINICO E LABORATORIAL PARA CIRURGÕES Dr. Dario Adolfi Dr. Gustavo Javier Vernazza Dr. Oswaldo Scopin de Andrade Data: 20 a 24 de setembro de 2010 PROGRAMA DO CURSO PRIMERO DIA Dr. Gustavo

Leia mais

AGULHA AZUL (NAVITIP 30ga, 25mm) E AGULHA AMARELA (ENDO- EZE 27ga): o 03 UNIDADES DE CADA o marca Ultradent (encontrado na Dental Perboni)

AGULHA AZUL (NAVITIP 30ga, 25mm) E AGULHA AMARELA (ENDO- EZE 27ga): o 03 UNIDADES DE CADA o marca Ultradent (encontrado na Dental Perboni) INSTRUMENTAL E MATERIAL NECESSÁRIOS O material solicitado deve ser organizado em caixas metálicas (perfuradas) e caixas plásticas conforme descrito abaixo: Caixa número 1 Instrumental clínico Caixa metálica

Leia mais

SEQUÊNCIA DE POLIMENTO DE CERÔMEROS

SEQUÊNCIA DE POLIMENTO DE CERÔMEROS SEQUÊNCIA DE POLIMENTO DE CERÔMEROS Dr. Alex Antônio Maciel de Oliveira Especialista em Implantodontia Consultor científico do Sistema Friccional de Implantes Kopp Contato: alexamaciel@hotmail.com Nos

Leia mais

Alinhamento de sorriso por meio de resinas compostas

Alinhamento de sorriso por meio de resinas compostas Caso Selecionado Alinhamento de sorriso por meio de resinas compostas Wanderley de Almeida Cesar Jr. Quando tenho pela frente um caso clínico para solucionar e uma necessidade estética do meu paciente

Leia mais

LISTA DE MATERIAIS. Obs. Os materiais sublinhados poderão ser comprados em grupo

LISTA DE MATERIAIS. Obs. Os materiais sublinhados poderão ser comprados em grupo LISTA DE MATERIAIS A lista de materiais abaixo relacionada proporcionará o correto aproveitamento das diferentes técnicas restauradoras partilhadas no curso, servindo ao mesmo tempo como estímulo para

Leia mais

PLANO DE CURSO. Faculdade Independente do Nordeste Credenciada pela Portaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada no D.O.U. de 09/07/2001.

PLANO DE CURSO. Faculdade Independente do Nordeste Credenciada pela Portaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada no D.O.U. de 09/07/2001. C U R S O O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: ODONTOLOGIA PRÉ-CLÍNICA 1 Código: ODO-022 Pré-requisito:

Leia mais

Protocolo para laminados cerâmicos: Relato de um caso clínico

Protocolo para laminados cerâmicos: Relato de um caso clínico rtigo Inédito Protocolo para laminados cerâmicos: Relato de um caso clínico Oswaldo Scopin de ndrade*, José Carlos Romanini** RESUMO literatura científica atual preconiza para a dentição anterior a opção

Leia mais

INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA

INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS E LABORATÓRIOS DE PROTESE DENTÁRIA Porque reabilitar pacientes

Leia mais

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM. Aula 2

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM. Aula 2 SUBSECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE ODONTOLOGIA CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISAS ODONTOLÓGICAS Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM

Leia mais

Prof. Dr. Guilherme B. Camacho Prof. Dr. Renato F. A. Waldemarin Edição 2015

Prof. Dr. Guilherme B. Camacho Prof. Dr. Renato F. A. Waldemarin Edição 2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA PRÓTESE MATERIAL / INSTRUMENTAL NECESSÁRIOS Unidades de Prótese Dentária - 2015 Prof. Dr. Guilherme B. Camacho Prof. Dr. Renato F. A. Waldemarin

Leia mais

Fragmento CerâmiCo em incisivo Central: abordagem estética e UltraConservadora

Fragmento CerâmiCo em incisivo Central: abordagem estética e UltraConservadora Visão Clínica Fragmento CerâmiCo em incisivo Central: abordagem estética e UltraConservadora Ceramic fragment in central incisor: Aesthetic approach and ultraconservative Carlos Marcelo Archangelo*, José

Leia mais

Estado do Ceará PREFEITURA MUNICIPAL DE CEDRO CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Estado do Ceará PREFEITURA MUNICIPAL DE CEDRO CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 1. O paciente João compareceu ao consultório odontológico uma semana depois de realizar uma exodontia do segundo molar inferior esquerdo. Qual das alternativas abaixo contém os

Leia mais

ODONTOLOGIA ESTÉTICA

ODONTOLOGIA ESTÉTICA ODONTOLOGIA ESTÉTICA O sorriso enaltece os dentes que podem assim como outros elementos da face denunciar a idade cronológica do ser humano por meio de desgastes ou mesmo pela alteração da cor. Nesse contexto,

Leia mais

Serviços preliminares

Serviços preliminares Vazagem de modelo em gesso tipo lv Vazagem de modelo em gesso sintético colocação de gengiva em silicone (elemento) colocação de gengiva em silicone total Vazagem do modelo de transferência Montagem em

Leia mais

2011.1 IMPLANTODONTIA - UFPE UFPE

2011.1 IMPLANTODONTIA - UFPE UFPE 2011.1 UFPE IMPLANTODONTIA - UFPE Manual da Disciplina Eletiva de Implantodontia do Departamento de Prótese e Cirurgia Buco Facial da Universidade Federal de Pernambuco UNIDADES PROGRAMÁTICAS DATA CONTEÚDO

Leia mais

PLANO DE DISCIPLINA. 1. Identificação: 2. Ementa: 3. Objetivo Geral:

PLANO DE DISCIPLINA. 1. Identificação: 2. Ementa: 3. Objetivo Geral: PLANO DE DISCIPLINA 1. Identificação: Departamento: Formação Específica Disciplina: DENTÍSTICA Cód.: 405 Período Ministrado / Semestre / Ano : 4ºP/ 2ºS/2008 Corpo Docente: Prof. Dr. Adalberto Bastos de

Leia mais

Nós acreditamos. Conheça o seu novo laboratório!

Nós acreditamos. Conheça o seu novo laboratório! Nós acreditamos. Conheça o seu novo laboratório! Bons profissionais procuram bons parceiros e fornecedores. Trabalhar com profissionais diferenciados, prestando serviços de alta qualidade é a nossa prioridade.

Leia mais

Aperfeiçoamento em Implantodontia - Turma 4

Aperfeiçoamento em Implantodontia - Turma 4 Aperfeiçoamento em Implantodontia - Turma 4 Objetivo do curso: Treinar e capacitar os profissionais dentro da especialidade Implantodontia para que possam identificar as características dos tecidos moles

Leia mais

Integração Periodontia/Dentística na restauração estética anterior

Integração Periodontia/Dentística na restauração estética anterior Integração Periodontia/Dentística na restauração estética anterior Integration between Periodontics on anterior aesthetic restoration 7 COLUNA VISÃO CLÍNICA Tiago Veras Fernandes 1 Eduardo Augusto de Lima

Leia mais

ODONTOLOGIA FOTOGRAFIA APLICADA À ODONTOLOGIA 3º Período / Carga Horária: 40 horas

ODONTOLOGIA FOTOGRAFIA APLICADA À ODONTOLOGIA 3º Período / Carga Horária: 40 horas ODONTOLOGIA FOTOGRAFIA APLICADA À ODONTOLOGIA 3º Período / Carga Horária: 40 horas 1. PRÉ-REQUISITO: Anatomia Geral LISTA DE MATERIAIS 1 Máquina Fotográfica Digital que apresente função manual e Zoom óptico

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA CLÍNICA INTEGRADA IVB

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA CLÍNICA INTEGRADA IVB UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA CLÍNICA INTEGRADA IVB Relação de instrumental/material Caros alunos, Bem vindos à Clínica Integrada IVB da Faculdade de Odontologia da UFAM. Abaixo,

Leia mais

DEPARTAMENTO DE DENTÍSTICA DISCIPLINA DE DENTÍSTICA RESTAURADORA I 2º SEMESTRE DE 2011

DEPARTAMENTO DE DENTÍSTICA DISCIPLINA DE DENTÍSTICA RESTAURADORA I 2º SEMESTRE DE 2011 DEPARTAMENTO DE DENTÍSTICA DISCIPLINA DE DENTÍSTICA RESTAURADORA I 2º SEMESTRE DE 2011 EXAME CLÍNICO E ANESTESIA 2pinças clínicas nº 317 (Duflex ref. 11.905) 1 pinça reta 2 espelhos planos nº 5 2 cabos

Leia mais

CURSOS ICMDS PROSTODONTIA

CURSOS ICMDS PROSTODONTIA CURSOS ICMDS PROSTODONTIA OBJECTIVOS Aprimorar a pratica clinica dos profissionais que praticam Prostodontia no seu dia dia e buscam a exelência no planeamento Estético, Mock up, Metal Free, nos Preparos

Leia mais

INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA

INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS E LABORATÓRIOS DE PROTESE DENTÁRIA Porque reabilitar pelo

Leia mais

MATERIAIS ODONTOLÓGICOS II

MATERIAIS ODONTOLÓGICOS II CURSO DE ODONTOLOGIA MATERIAIS ODONTOLÓGICOS II CADERNO DIDÁTICO TURMA 2011 Autores: ANZILIERO, Luciano Esp. Curso de Odontologia da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e Missões Campus de

Leia mais

CURSO AVANÇADO CLÍNICO EM RECONSTRUÇÃO TECIDUAL PERIODONTAL E

CURSO AVANÇADO CLÍNICO EM RECONSTRUÇÃO TECIDUAL PERIODONTAL E TEMPORADA DE CURSOS 2015 CURSO AVANÇADO CLÍNICO EM RECONSTRUÇÃO TECIDUAL PERIODONTAL E O equilíbrio entre a sustentação científica e o acúmulo de experiência clínica dita o ritmo das atividades do curso

Leia mais

LISTA DE MATERIAIS E INSTRUMENTAIS 2010. 3º Período

LISTA DE MATERIAIS E INSTRUMENTAIS 2010. 3º Período UNIVERSIDADE VALE DO RIO DOCE - UNIVALE FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FACS CURSO DE ODONTOLOGIA LISTA DE MATERIAIS E INSTRUMENTAIS 2010 3º Período Curso de Odontologia FACS/UNIVALE Governador Valadares/MG

Leia mais

Curso teórico- prático de cimentação adesiva e peças indiretas

Curso teórico- prático de cimentação adesiva e peças indiretas Curso teórico- prático de cimentação adesiva e peças indiretas Data de início: 19 de abril de 2012 Data de término: 21 de abril de 2012 Periodicidade ou Duração: 3 dias consecutivos Carga horária: 24hs/aula

Leia mais

ATUALIZAÇÃO EM ODONTOLOGIA ESTÉTICA E ADESIVA. José Carlos Garófalo

ATUALIZAÇÃO EM ODONTOLOGIA ESTÉTICA E ADESIVA. José Carlos Garófalo ATUALIZAÇÃO EM ODONTOLOGIA ESTÉTICA E ADESIVA José Carlos Garófalo José Carlos Garófalo Mestre em Dentística Restauradora pela FO- USP Especialista em Dentística Coordenador do Curso de Especialização

Leia mais

Coordenador Carlos Eduardo Sabrosa CD, MSD, DScD Professor Associado

Coordenador Carlos Eduardo Sabrosa CD, MSD, DScD Professor Associado UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO BIOMÉDICO FACULDADE DE ODONTOLOGIA Dentística Operatória II 5 o Período 2 o Semestre de 2014 Coordenador Carlos Eduardo CD, MSD, DScD Professor Associado

Leia mais

Anexo II da Resolução nº 146/2003-CEPE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

Anexo II da Resolução nº 146/2003-CEPE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Anexo II da Resolução nº 146/2003-CEPE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO: 2008 ANO DO CURSO: 3 Curso: Odontologia Modalidade: Profissionalizante

Leia mais

REPARO EM PORCELANA. 3M ESPE Adper Single Bond TM 2 Adesivo Fotopolimerizável

REPARO EM PORCELANA. 3M ESPE Adper Single Bond TM 2 Adesivo Fotopolimerizável REPARO EM PORCELANA Preparação: Isole e limpe a superfície. Deixe a superfície metálica rugosa com uma broca ou através da técnica de jateamento. Remova toda porcelana enfraquecida. Bisele as margens.

Leia mais

PROGRAMA CIVEx - CURSO INTENSIVO DE VIDEOCIRURGIA EXPERIMENTAL

PROGRAMA CIVEx - CURSO INTENSIVO DE VIDEOCIRURGIA EXPERIMENTAL PROGRAMA CIVEx - CURSO INTENSIVO DE VIDEOCIRURGIA EXPERIMENTAL MÓDULO 2: VIDEOCIRURGIA EXPERIMENTAL em Tecidos vivos wet lab Período: Carga horária: 60 h Local do Evento: IRCAD/AMITS BRAZIL / Barretos

Leia mais

Reabilitação Oral Estética e Função Relato de caso clínico

Reabilitação Oral Estética e Função Relato de caso clínico Reabilitação Oral Estética e Função Relato de caso clínico Autor: Frederico dos Reis GOYATÁ Especialista, Mestre e Doutor em Prótese Resumo: As reabilitações orais com as próteses totais removíveis contribuem

Leia mais

01* 02* 01* 02* 01* 02* 1 20 1 20 2 40 33

01* 02* 01* 02* 01* 02* 1 20 1 20 2 40 33 Organização Curricular PERÍODO LETIVO COMPONENTES CURRICULARES MATRIZ CURRICULAR 1º SEMESTRE / 1º MÓDULO CARGA HORÁRIA (horas-aulas) CARGA HORÁRIA TEÓRICA PRÁTICA TOTAL TOTAL (horasrelógio) Confecção de

Leia mais

CEC - Cursos de Educação Continuada

CEC - Cursos de Educação Continuada CEC - Cursos de Educação Continuada DATA DIA TIPO PROFESSOR TEMA CURRÍCULO LOCAL 3/9/11 SAB CEC Raphael Monte Alto Pinos em Fibra de Vidro: Indicações e Técnicas Prof. Adjunto da Disciplina de Clínica

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR FUNÇÃO: Recuperação / Reabilitação SUBFUNÇÃO OU COMPONENTE CURRICULAR:

Leia mais

CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM IMPLANTE e PRÓTESE SOBRE IMPLANTE CENTRO DE ESTUDOS

CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM IMPLANTE e PRÓTESE SOBRE IMPLANTE CENTRO DE ESTUDOS CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM IMPLANTE e PRÓTESE SOBRE IMPLANTE CENTRO DE ESTUDOS MANUAL DO ALUNO 2014 Docentes e Professores Convidados Prof. Dr. Jean Kleber Brito CRO 9795-GO Implantodontista / Prótese- Diretor

Leia mais

Assim como a Odontologia, a 3M ESPE procura evoluir constantemente, disponibilizando

Assim como a Odontologia, a 3M ESPE procura evoluir constantemente, disponibilizando Comunicado para Revenda 3M ESPE Novas Promoções Sumaré, 1 de abril de 2014. Prezado Revendedor 3M ESPE, Assim como a Odontologia, a 3M ESPE procura evoluir constantemente, disponibilizando produtos e promoções

Leia mais

APOSTILA DE INSTRUMENTAIS E MATERIAIS DE PERIODONTIA CURSO DE ODONTOLOGIA CIÊNCIAS DA SAÚDE

APOSTILA DE INSTRUMENTAIS E MATERIAIS DE PERIODONTIA CURSO DE ODONTOLOGIA CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE REGIONAL INTEGRADA DO ALTO URUGUAI E DAS MISSÕES CAMPUS ERECHIM APOSTILA DE INSTRUMENTAIS E MATERIAIS DE PERIODONTIA CURSO DE ODONTOLOGIA CIÊNCIAS DA SAÚDE Prof. Ms. Ivanete Maria Lando ERECHIM

Leia mais

Avaliação estética do sorriso do paciente na clínica restauradora

Avaliação estética do sorriso do paciente na clínica restauradora Capítulo 11 Avaliação estética do sorriso do paciente na clínica restauradora Leonardo Buso * Sanzio Marques * Paulo Fernando de Carvalho * José Carlos Romanini O sorriso é a manifestação dos lábios quando

Leia mais

TRANSFORMAÇÃO DA FORMA DOS LATERAIS CONÓIDES UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X)

TRANSFORMAÇÃO DA FORMA DOS LATERAIS CONÓIDES UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) TRANSFORMAÇÃO DA FORMA DOS LATERAIS CONÓIDES UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) Caso clínico realizado pelo especialista em Dentística Restauradora HECTOR GREGORY SOCIAS JUNIOR (República Dominicana).

Leia mais

Caso Selecionado. Como o olhar analítico da Odontologia Estética reconstrói um sorriso

Caso Selecionado. Como o olhar analítico da Odontologia Estética reconstrói um sorriso Como o olhar analítico da Odontologia Estética reconstrói um sorriso Marcelo Moreira*, Marcelo Kyrillos**, Luis Eduardo Calicchio***, Hélio Laudelino G. de Oliveira****, Márcio J. A. de Oliveira*****,

Leia mais

IMPLANTODONTIA E REABILITAÇÃO ORAL

IMPLANTODONTIA E REABILITAÇÃO ORAL Duração: 12 meses aperfeiçoamento e 30 meses especialização Periodicidade: 1 módulo/mês PÚBLICO ALVO: Cirurgiões dentistas que queiram iniciar sua formação em implantodontia e reabilitação oral, como também

Leia mais

FORMAÇÃO EM IMPLANTOLOGIA E PRÓTESE FIXA

FORMAÇÃO EM IMPLANTOLOGIA E PRÓTESE FIXA 28 Maio - 2 Junho 2012 FORMAÇÃO EM IMPLANTOLOGIA E PRÓTESE FIXA curriculum v vitae curric u Prof. Dr. Fernando Almeida Phd 2006 FMDUP - Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto. Administrador

Leia mais

Digital. Design. Corso teoric o-pratic o Di G ital s M i L e D esign. Abordagem moderna. nei settori estetici Anterior

Digital. Design. Corso teoric o-pratic o Di G ital s M i L e D esign. Abordagem moderna. nei settori estetici Anterior Curso Teórico e Prático di Smile Design & DIGITAL TECHNOLOGY Digital smile Design Corso teoric o-pratic o Di G ital s M i L e D esign Abordagem moderna para Approccio o digital moderno estudo digital apresentação

Leia mais

BROCAS (ALTA ROTAÇÃO) 02 - Esférica ¼ 02 - Esférica ½ 02 - Esférica 1 02 - Esférica 2 02 - Esférica 4 02 - Cilíndrica 56 01-329 02-330 02-245

BROCAS (ALTA ROTAÇÃO) 02 - Esférica ¼ 02 - Esférica ½ 02 - Esférica 1 02 - Esférica 2 02 - Esférica 4 02 - Cilíndrica 56 01-329 02-330 02-245 UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE ODONTOLOGIA Curso de Graduação em Odontologia Relação de Materiais e Instrumentais - URIAE 2 2º PERÍODO DENTÍSTICA Quant Especificação 01 Alicate 121 01

Leia mais

(Estética em Odontologia)

(Estética em Odontologia) APERFEIÇOAMENTO EM DENTÍSTICA RESTAURADORA (Estética em Odontologia) Exposição Dialogada,, Laboratórios e Clínica Especialista em Dentística Restauradora pela Universidade Federal de Minas Gerais; membro

Leia mais

20 anos de história na odontologia

20 anos de história na odontologia Impresso Especial 9912241672/2009-DR/PR Surya Dental CORREIOS A Revista de Compras do Profissional de Odontologia DEVOLUÇÃO GARANTIDA CORREIOS 20 anos de história na odontologia p. 03 Sucesso Comunicar

Leia mais

O uso do mock-up no planejamento de restaurações cerâmicas

O uso do mock-up no planejamento de restaurações cerâmicas Relato de caso clínico SILVA TB, LOPES LV OLIVEIRA MBRG, TAKANO AE, CARDOSO PC O uso do mock-up no planejamento de restaurações cerâmicas The use of mock-up on ceramics restorations Thaynan Bruna da Silva

Leia mais

CURSO ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria nº 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14

CURSO ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria nº 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 CURSO ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria nº 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: CLÍNICA ODONTOLÓGICA III Código: ODO-041 Pré-requisito: CLÍNICA

Leia mais

Casos Clínicos. Caso Clínico: Importância do Acabamento e Polimento na Obtenção de Excelência Estética com Resina Composta Direta.

Casos Clínicos. Caso Clínico: Importância do Acabamento e Polimento na Obtenção de Excelência Estética com Resina Composta Direta. Autor: Dr. LUIZ RAFAEL CALIXTO ESPECIALISTA EM DENTÍSTICA PELA UNESP- ARARAQUARA/SP MESTRE EM DENTÍSTICA PELA UNESP- ARARAQUARA/SP DOUTORANDO EM DENTÍSTICA PELA UNESP- ARARAQUARA/SP PROFESSOR DOS CURSOS

Leia mais

CURSO INTERNACIONAL DE REABILITAÇÃO ORAL E ESTÉTICA PERIIMPLANTAR

CURSO INTERNACIONAL DE REABILITAÇÃO ORAL E ESTÉTICA PERIIMPLANTAR CURSO INTERNACIONAL DE REABILITAÇÃO ORAL E ESTÉTICA PERIIMPLANTAR 2012 2013 INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Rose Cabral Telemóvel 935 014 972 e-mail: rose.cabral@signovinces.com.br Daniele Siqueira Telefones:

Leia mais

MEGA IMERSÃO EM RECONSTRUÇÃO TECIDUAL ESTÉTICA PERI-IMPLANTAR SÃO PAULO

MEGA IMERSÃO EM RECONSTRUÇÃO TECIDUAL ESTÉTICA PERI-IMPLANTAR SÃO PAULO MEGA IMERSÃO EM RECONSTRUÇÃO TECIDUAL ESTÉTICA PERI-IMPLANTAR SÃO PAULO Data: 19 a 23 de agosto de 2013. PROFESSORES Prof. Dr. Júlio César Joly Especialista em Periodontia CFO Mestre e Doutor em Clínica

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM DENTÍSTICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM DENTÍSTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM DENTÍSTICA PAULA PULGA PEREIRA UMA ABORDAGEM CONSERVADORA PARA FINALIZAÇÃO

Leia mais

Por: Renato Fabricio de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst

Por: Renato Fabricio de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst Por: Renato Fabricio de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst Técnica 1: Faceta I.Dente vital e preparo protético pronto. 1. Medir a altura e a largura do dente homológo do

Leia mais

LISTA DE MATERIAIS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENDODONTIA PROF. MANOEL EDUARDO DE LIMA MACHADO

LISTA DE MATERIAIS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENDODONTIA PROF. MANOEL EDUARDO DE LIMA MACHADO LISTA DE MATERIAIS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENDODONTIA PROF. MANOEL EDUARDO DE LIMA MACHADO PARAMENTAÇÃO E BIOSSEGURANÇA - avental - máscara descartável - luva descartável - óculos de proteção (paciente/aluno)

Leia mais

Odontologia Estetica Integrada:

Odontologia Estetica Integrada: Visao Clinica Odontologia Estetica Integrada: Obtendo Naturalidade com Simplicidade Claudio Pinho Os diversos meios de comunicação têm divulgado e demonstrado, cada vez mais, a importância do rejuvenescimento

Leia mais

LAMINADOS CERÂMICOS CRITÉRIOS CLÍNICOS PARA PLANEJAMENTO, EXECUÇÃO E MANUTENÇÃO. A utilização de laminados cerâmicos é extensamente

LAMINADOS CERÂMICOS CRITÉRIOS CLÍNICOS PARA PLANEJAMENTO, EXECUÇÃO E MANUTENÇÃO. A utilização de laminados cerâmicos é extensamente CAPÍTULO XIV LAMINADOS CERÂMICOS CRITÉRIOS CLÍNICOS PARA PLANEJAMENTO, EXECUÇÃO E MANUTENÇÃO Oswaldo Scopin de Andrade Sérgio Siqueira Jr. Ariovaldo Stefani Maristela Lobo Márcio Seto A utilização de laminados

Leia mais

Digital smile design: uma ferramenta para planejamento e comunicação em odontologia estética

Digital smile design: uma ferramenta para planejamento e comunicação em odontologia estética DICAS DE PRÓTESE LABORATORIAL Digital smile design: uma ferramenta para planejamento e comunicação em odontologia estética Coachman, Christian Cirurgião-dentista, Técnico em Prótese Dentária Calamita,

Leia mais

IPS e.max: harmonização do sorriso

IPS e.max: harmonização do sorriso Artigo Clínico IPS e.max: harmonização do sorriso Victor Grover Rene Clavijo*, Niélli Caetano de Souza*, Marcelo Ferrarezi de Andrade** Resumo Neste artigo será relatada a reabilitação do sorriso com o

Leia mais

REABILITAÇÃO ATRAVÉS DE HÍBRIDA APARAFUSADA.

REABILITAÇÃO ATRAVÉS DE HÍBRIDA APARAFUSADA. LABORATÓRIO Joaquín Madrueño Arranz Direção Técnica em laboratório de prótese dental próprio Formação e Peritagem em próteses dentais (Fotografias clínicas cedidas pelo Dr. Villar) REABILITAÇÃO ATRAVÉS

Leia mais

NATUREZA DO CURSO: Teórico, Prático e Demonstrativo; PÚBLICO ALVO:

NATUREZA DO CURSO: Teórico, Prático e Demonstrativo; PÚBLICO ALVO: NATUREZA DO CURSO: Teórico, Prático e Demonstrativo; PÚBLICO ALVO: Cirurgiões-Dentistas, Clínicos Gerais, Protesistas, Periodontistas e Implantodontistas que desejam o aperfeiçoamento e/ou aprendizado

Leia mais

Aura: Um novo conceito restaurador, para simplificar a técnica de uso de resinas compostas. Marcos de Oliveira Barceleiro

Aura: Um novo conceito restaurador, para simplificar a técnica de uso de resinas compostas. Marcos de Oliveira Barceleiro Aura: Um novo conceito restaurador, para simplificar a técnica de uso de resinas compostas Marcos de Oliveira Barceleiro Especialista, Mestre e Doutor em Dentística UERJ Professor Associado da Universidade

Leia mais

Renato Morales Jóias Doutor, Mestre e Especialista em Prótese Dentária pela UNESP, São José dos Campos

Renato Morales Jóias Doutor, Mestre e Especialista em Prótese Dentária pela UNESP, São José dos Campos Corpo Docente Coordenação: Renato Morales Jóias Doutor, Mestre e Especialista em Prótese Dentária pela UNESP, São José dos Campos Rogério Gonçalves Velasco Doutorando em Implantodontia pela Faculdade São

Leia mais

! 1. Alterar forma e/ou cor vestibular dos dentes; 2. Realinhar dentes inclinados para lingual. Restaurações estéticas anteriores diretas.

! 1. Alterar forma e/ou cor vestibular dos dentes; 2. Realinhar dentes inclinados para lingual. Restaurações estéticas anteriores diretas. Restaurações estéticas anteriores diretas. O crescente desenvolvimento de materiais resinosos e técnicas adesivas, possibilita o planejamento e execução de restaurações de resina composta na dentição anterior.

Leia mais