ibama 20 anos cuidando do Brasil revista uma janela para a informação ambiental Ano II nº 04

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ibama 20 anos cuidando do Brasil revista uma janela para a informação ambiental Ano II nº 04"

Transcrição

1 ibama revista uma janela para a informação ambiental Ano II nº anos cuidando do Brasil

2 ibama r e v i s t a Projeto gráfico e capa Ricardo R. Maia Edição Sandra Sato e Ricardo Maia Diretoria do Ibama Roberto Messias (presidente), Abelardo Bayma (Diplan), Antônio Carlos Hummel (Dbflo), Flavio Montiel (Dipro), Sebastião Pires (Dilic), Sandra Klosovski (Diqua), Andréa Vulcanis (Proge), Jorge Soares (Auditoria). Redação da Ascom Sandra Sato, Luis Lopes, Luciana Vieira, Janete Porto, Verbena Fé, Ricardo Maia, Antônio Carlos Lago, Christian Dietrich, José Vitor Barbosa e Talitha Pires. Apoio Administrativo Dila Pires, Francisco José Pereira e João de Deus Vieira Revisão de texto Cleide Passos, Maria José Teixeira e Ana Célia Luli Arte da capa Lavoisier Salmon e Paulo Luna Tiragem 10 mil exemplares Realização Assessoria de Comunicação do Ibama Contatos Março de 2009

3 Edição de aniversário Há 20 anos, em 22 de fevereiro de 1989, nascia o Ibama, fruto da fusão da Secretaria Especial do Meio Ambiente (Sema), da Superintendência da Pesca (Sudepe), da Superintendência da Borracha (Sudhevea) e do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF), com o objetivo de unificar a gestão ambiental no Brasil. A política ambiental instituída antes da criação do Ibama tinha como base o fomento à exploração dos recursos naturais. Era uma época em que os recursos eram vistos como inesgotáveis. A criação do Ibama nasceu do momento em que houve a percepção de que esses recursos não eram ilimitados e deveriam ser mantidos para as gerações futuras. Surgiu aí a necessidade da construção da sustentabilidade no desenvolvimento brasileiro. Atualmente, o Ibama está presente em todos os estados do país e sua atuação tem impacto direto na vida dos brasileiros. O instituto é considerado o guardião da natureza por todo o trabalho desenvolvido no licenciamento de obras com significativo impacto ambiental, na qualidade ambiental, na fiscalização, na regulação e no licenciamento dos usos dos recursos florísticos, faunísticos e pesqueiros. Nesta edição, você verá fotografias históricas dos 20 anos e conhecerá um pouco do que o Ibama realiza. Saber, por exemplo, como ele faz gestão de fauna silvestre, por meio dos Centros de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), como tem ajudado a proteger a mata atlântica e a Amazônia. O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, é testemunha deste trabalho. Ele acompanhou várias operações e fez questão de ir a Paragominas no Pará, no final de 2008 imediatamente após os ataques de madeireiros contra o Ibama. A edição também mostra que a Diretoria de Planejamento, Administração e Logística passou por uma profunda reestruturação com melhorias de procedimentos, ganhos orçamentários, capacitação de pessoal e investimentos em tecnologia da informação para ajudar o Ibama a cumprir a sua missão. Que o leitor sinta-se também um Guardião da Natureza enquanto acompanha as páginas da Revista do Ibama. E que essas experiências possam ser levadas para seu dia-a-dia na forma de uma nova consciência ecológica. Ibama, 20 anos cuidando do Brasil.

4 suma rio Carta ao leitor 20 anos de Ibama Ibama em festa Tecnologia da informação Ibama renova seu parque tecnológico 14 Conservação Projeto Cetas Brasil - Foco na gestão da fauna silvestre 19 Entrevista Qualidade ambiental - um novo conceito 22 Memória Parabéns, Ibama 32 Qualidade Ambiental A caminho da prevenção de acidentes com barragens 34 Fiscalização Guardiões da Mata Atlântica se unem para salvar o bioma da extinção 36 Reestruturação Diplan - nova face. Modernização e valorização de pessoas 41 Licenciamento Ibama licencia mais em Vida animal De volta à natureza

5

6 6 20 anos de Ibama Ibama em festa TEXTO: SANDRA SATO CRISTIAN DIETRICH LUIS LOPES FOTOS: HERMÍNIO LACERDA Da esquerda para direita: Fernando César Mesquista (jornalista), Carlos H. Custódio (Correios), ministro Carlos Minc, senador José Sarney, Roberto Messias Franco (Ibama), Izabella Mônica Vieira Teixeira (Secretária-executiva do MMA), e Jonas Corrêa (Asibama). A chegada à sede do Ibama na manhã de 30 de março foi surpreendente. Era o início da festa de comemoração dos 20 anos do Instituto. Entre manobras circenses, música e bolinhas de sabão, integrantes do grupo Instrumento de Ver entregavam aos servidores a programação do dia.. À tarde uma cerimônia oficial contou com as presenças do presidente do Congresso Nacional, senador José Sarney; do ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc; do jornalista Fernando Cesar Mesquita, que foi o primeiro presidente do Ibama, e do atual presidente, Roberto Messias Franco, entre outras autoridades, convidados e servidores. A concessão de medalhas do Mérito Ambiental, a pessoas que contribuíram com a causa do meio ambiente e com a consolidação do Ibama, empolgou a plateia. Outro momento emocionante foi a apresentação do coral da Associação dos Servidores da Carreira de Especialista em Meio Ambiente e do PECMA no Distrito Federal (Asibama/ DF) ao interpretar o hino nacional e a música Cio da Terra. Durante o evento, foi assinado acordo de cooperação entre o Ibama e a cooperativa Superação para a coleta de resíduos descartáveis no Instituto que serão destinados à reciclagem. O acordo faz parte da execução da Agenda Ambiental na Administração Pública A3P. Também houve o lançamento do selo comemorativo dos 20 anos do Ibama pelos Correios e Telégrafos, e exibido o filme de propaganda de educação ambiental Cuidar do meio ambiente todo mundo pode. Após a cerimônia, a banda Pé de Cerrado fez show animado enquanto erai servido coquetel patrocinadooferecido pela Asibama/DF. A cerimônia marcou o início das comemorações dos 20 anos que aconteceram em todos os estados e no Distrito Federal, com novas homenagens, sessões solenes em Assembleias Legislativas, debates e a Mostra Nacional Ambiental Caminhos da Sustentabilidade.

7 20 anos de Ibama 7 Ibama homenageia seu criador, servidores e personalidades Cuidando do Brasil O presidente do Ibama, Roberto Messias Franco, abriu a cerimônia falando sobre o que é cuidar do Brasil, que, na sua visão, é ter compromisso com o presente e com o futuro, com amor à natureza e à cultura. Messias listou entre os compromissos do Ibama punir os crimes ambientais e chamar à legalidade aqueles que estão irregulares, licenciar com presteza e rigor os empreendimentos, regular o uso dos recursos naturais, buscando ser referência para os demais integrantes do Sistema Nacional do Meio Ambiente (Sisnama). O ministro Carlos Minc afirmou que os 20 anos de história do Ibama marcaram o Brasil. Segundo ele, o desafio da gestão ambiental é muito grande. Minc destacou a atuação dos servidores do Instituto nos seus 10 meses à frente do Ministério, que, com muito trabalho, ajudaram o instituto a emitir 45% mais licenças com todo o rigor técnico e a reduzir o desmatamento. Minc disse ter orgulho de trabalhar com o Ibama e de ouvir os técnicos do Instituto em momentos importantes, O senador José Sarney lembrou da criação do Ibama, em 1989, afirmando que, àquela época a questão ambiental ganhou contornos de ideologia, pois o Brasil era atacado na comunidade internacional e acusado de ser o maior poluidor do planeta. Foi organizada uma reação juntando quatro grandes órgãos para criar um com força para tomar as decisões necessárias a fim de solucionar os problemas. Sarney afirmou ainda que sabia que o Ibama teria um grande destino. Segundo ele, é preciso cuidar do meio ambiente para continuar vivendo no planeta. O presidente do Congresso disse também que os servidores do Ibama são herdeiros de uma tradição de luta de uma grande causa, que é a causa da humanidade. Na comemoração do seu 20º aniversário, o Ibama homenageou o seu criador: o atual presidente do Congresso Nacional, senador José Sarney. Quando era presidente da República, Sarney extinguiu quatro órgãos: oinstituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF), a Superintendência do Desenvolvimento da Pesca (Sudepe), a Superintendência da Borracha (Sudhevea) e a Secretaria Especial de Meio Ambiente (Sema) ecriou o Ibama. A instituição de um único órgão federal para cuidar do meio ambiente no País foi uma recomendação do Programa Nossa Natureza, elaborado por um grupo de autoridades, acadêmicos e servidores altamente qualificados. A entrega da medalha a José Sarney foi feita pelo ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc. O senador chegou com quinze minutos de antecedência da hora marcada para o evento e permaneceu quase toda a tarde no auditório do Ibama lotado de servidores e convidados. O senador foi uma das 20 personalidades contempladas com a Medalha de Mérito Ambiental e portaria reconhecendo a sua contribuição ao meio ambiente. Metade do grupo homenageado foi escolhida por votação dos servidores, na intranet. Outros foram selecionados pelo Conselho Gestor, integrado pelo presidente, diretores, chefe de gabinete, procurador, auditor e assessores. Ministro Minc entrega medalha ao senador Sarney Revista Ibama

8 8 20 anos de Ibama Escolhas do Conselho Gestor H o m e n a g e a d o s Antonio Danilo Quando as pessoas identificam o Ibama, estão vendo o trabalho de Antonio Danilo. Ele criou a logomarca do instituto. O professor aposentado de arquitetura e urbanismo da UnB tem também no currículo o projeto de sinalização de Brasília. Atualmente, Antonio Danilo trabalha como arquiteto e design gráfico. Cláudio Carvalho Savaget O jornalista Cláudio Savaget foi editor de imagens do Jornal Nacional, Globo Esporte e Fantástico. Fundou a Savaget Produções que criou o Projeto Ecologia, uma iniciativa pioneira de educação ambiental. A repercussão do projeto deu origem ao Globo Ecologia, sob sua direção Elves Ismar Martins Elves, além de ser fiscal, é um cidadão. Realizava um bonito trabalho social com crianças carentes em Rio Grande/RS. Faleceu quando o helicóptero em que fazia fiscalização de pesca caiu no mar. Em seu nome, são homenageados todos os servidores que faleceram a trabalho no Ibama. Francisco Canindé O servidor mais antigo do Ibama começou a trabalhar no serviço público em 1954, na Caixa de Crédito de Pesca. Em 1960, entrou para a Sudepe. No Ibama, trabalhou sempre na Superintendência do Rio Grande do Norte, na Divisão de Fiscalização. Ele ainda está em atividade. Herman Benjamin Ministro do Superior Tribunal de Justiça, Herman Benjamin tem como foco principal a forte atuação na área ambiental. Escritor de livros, ensaios e artigos na área jurídico-ambiental, Herman foi membro da Delegação Oficial brasileira à Cúpula da Terra, em Johannesburgo, José Sarney Presidente da República que criou o Ibama. Atualmente, é presidente do Congresso Nacional. Foi o parlamentar que representou o Congresso Nacional na primeira Conferência Mundial de Meio Ambiente, em Estocolmo. É também escritor e tem assento na cadeira n 38 da Academia Brasileira de Letras. Judith Cortesão Uma das mais respeitadas ambientalistas do mundo, Judith Cortesão foi criadora de organizações não-governamentais. Participou também das duas primeiras expedições brasileiras à Antártica. Judith foi uma das primeiras integrantes da SEMA e uma das criadoras do único curso de pós-graduação em Educação Ambiental Marinha do Brasil, na FURG. Faleceu em Genebra aos 92 anos.. Paula Saldanha Paula Saldanha é jornalista, autora e ilustradora de livros, além de produtora. Trabalhou no Fantástico e nos telejornais Hoje e Globinho. Tem a RW Cine, produtora de programas independentes com a qual trabalha até hoje. Muitos dos seus vídeos e livros receberam prêmios. É presidente do Instituto Ecológico Terra Azul. Paulo Afonso Leme Machado Primeiro acadêmico a tratar do direito ambiental no país. Hoje, é professor de direito ambiental na Universidade Metodista de Piracicaba, publicou cinco livros sobre o tema e recebeu o prêmio Elizabeth Haub, concedido pelo Conselho Internacional de Direito Ambiental e pela Universidade de Bruxelas. Paulo Nogueira Neto O primeiro presidente do Conama organizou e dirigiu por 14 anos a SEMA, cuja criação foi um dos compromissos assumidos pelo Brasil na Conferência de Estocolmo. Deixou como herança a proteção de seis milhões de hectares em unidades de conservação. Foi o único representante da América Latina na Comissão Brundtland da ONU, que preparou o relatório Nosso Futuro Comum. Escolhas do Servidor Fausto Silva Junior Profissional dedicado e competente, incansável no combate aos ilícitos ambientais, engajado 24 horas na defesa do meio ambiente. Fernando César Mesquita Primeiro presidente do Ibama. É o responsável por criar e tornar conhecida a marca Ibama nacional e internacionalmente. Guilherme Gomes de Souza Servidor muito competente, grande conciliador e amigo. O verdadeiro multifuncional, conhecido pela sua enorme capacidade, não só no Ibama, mas em todos os lugares em que passa. Jonas Moraes Corrêa Presidente da Asibama Nacional. Conquistou, com seu empenho, grandes vitórias para a instituição e para seus servidores. J José Fernando Pedrosa Servidor muito querido e respeitado pelos colegas, destaca-se por sua competência, honestidade, amor e dedicação ao meio ambiente. José Silva Quintas Precursor da educação ambiental no Ibama, foi coordenador da Coordenação Geral de Educação Ambiental durante muitos anos, tendo criado e implantado a educação no processo de gestão ambiental. Físico e professor, escreveu livros sobre educação Márcia Silva Servidora competente e profissional. Por onde passa, veste a camisa do Ibama sempre com dedicação, honestidade e respeito aos colegas. Mirian Vaz Parente Companheira Mirian, como é conhecida, trabalha pelo crescimento do Ibama. Mirian é guerreira nos movimentos, comprometida com o bem coletivo, sempre à frete da luta pelos direitos dos servidores do instituto. Roseana Duarte Trein Precursora na elaboração da legislação ambiental e pelo fortalecimento da área de licenciamento ambiental. Sueli Monteiro de São Martinho Carvalho Contribuiu de forma significativa à consolidação da fiscalização e das causas ambientais como diretora de Controle e Fiscalização.

9 20 anos de Ibama 9 Selo comemorativo traz o tangará e a logomarca dos 20 anos Presidente do Ibama faz obliteração de selo O selo personalizado e o carimbo comemorativo foram lançados pelo Ministério das Comunicações e pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos para marcar os 20 anos de criação do Ibama. O selo é composto por duas partes: a primeira é ilustrada com o passáro tangará, uma das espécies mais conhecidas do Brasil e notável pelo colorido da sua plumagem e pelo canto macio. A segunda contém a imagem da logomarca comemorativa dos 20 anos do Ibama. Os selos circularão nas peças filatélicas e correspondências do Ibama em todas as regiões do País. O carimbo será usado para as obliterações dessas correspondências, sendo que as três primeiras ocorreram durante a cerimônia, na parte conduzida pelo presidente dos Correios, Carlos Henrique Custódio. Ele convidou o presidente do Congresso Nacional, senador José Sarney, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, e o presidente do Ibama, Roberto Messias Franco, para o carimbodos três selos. O cerimonial dos Correios informou que as peças filatélicas obliteradas pelas autoridades, naquele ato, passariam a compor o acervo do Museu Nacional Correios, em Brasília, e serviriam como fonte de pesquisa e registro de tão importante acontecimento no contexto histórico e sociocultural do País. Discursos emocionados marcaram as comemorações no Ibama Famoso por ser criador de casos na Esplanada dos Ministérios, o jornalista Fernando César Mesquita, primeiro presidente do Ibama, foi aplaudido calorosamente pelos servidores quando entrou no auditório para compor a mesa de honra. Ao discursar, o próprio Mesquita lembrouse da sua fama. Em tom descontraído, disse acreditar ter sido escolhido para presidir o Ibama porque o então presidente da República, José Sarney, queria se livrar dele. Antes, tinha sido porta-voz brigão, criador de casos. Em seguida, como ouvidor, também criou casos com muitos ministros. Concluiu: vamos mandar esse cara para algum lugar para que fique longe. Hoje, presidente do Congresso Nacional, o senador Sarney, que também compunha a mesa de honra da cerimônia, deu outra versão; ele veio para solucionar. Ele era o homem dos desafios naquela hora. Sarney deu carta branca para Mesquita tomar as decisões necessárias no momento em que quatro repartições eram extintas para criar uma só. Com apoio presidencial, Mesquita contou ter escolhido os membros da diretoria do Ibama segundo a competência, a seriedade e a qualificação profissional, e sem interferência política. Não escolhi ninguém por indicação partidária. Aqueles cobertos de proteção política, que, no primeiro momento, achavam que a política mandava aqui foram demitidos, contou. Quando discursou, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, também enfatizou a liberdade que o atual presidente do Ibama, Roberto Messias Franco, teve para escolher seus diretores. Nós aqui tínhamos de pegar a tradição dos presidentes do Ibama e andar um pouco adiante. Minc informou que não só o presidente do Ibama montou toda a sua diretoria sem nenhuma influência, mas ele também, no Ministério, nomeou, para presidir o Instituto Chico Mendes, Rômulo Melo, e para a Secretaria Executiva do Ministério do Meio Ambiente, Izabella Mônica Teixeira, ambos servidores do Instituto. O ministro elogiou Roberto Messias pela decisão de homenagear servidores com a Medalha Mérito Ambiental e destacou o trabalho daqueles que estão ralando para defender a Amazônia e todos os biomas, bem comoos superintendentes que estão em guerra contra os ilícitos ambientais e os analistas ambientais que estão avançando no licenciamento com rigor e critério. Quando tomou a palavra, o senador Sarney demonstrou emoção e descontração ao relatar a criação do Ibama. Foi com determinação e com a visão do que representaria o Ibama para o Brasil que ele foi criado. Ele foi recebido como uma criança e nós sabíamos que teria um grande destino. Estive aqui nos dez (anos), estou agora nos 20 anos e, como se diz no Nordeste, se Deus não mandar encontrar, nos 30 estarei junto comemorando com vocês. Revista Ibama

10 10 20 anos de Ibama Campanha educativa entra em cena Cuidar do meio ambiente todo mundo pode. Essa é a mensagem publicitária que o Ibama criou para passar ao público, bem como três spots (anúncios para rádio) da campanha de educação ambiental lançada em comemoração ao aniversário do Instituto. O objetivo da ação é conscientizar a população para a prática de ações sustentáveis no diaadia, mostrando que pequenas mudanças de atitude ajudam a melhorar a qualidade de vida. A campanha é uma criação da agência Propeg, contratada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom). O filme, feito em animação digital, mostra pessoas como super-heróis no combate ao desmatamento da floresta, à poluição dos rios e do ar. Indica ações que cidadãos comuns podem ter, como comprar madeira legal, evitar o desperdício de água e regular o carro para evitar a poluição do ar. Apesar de simples, são medidas fundamentais no cuidado com o meio ambiente. Adotamos uma linguagem lúdica, fantasiosa e divertida para chamar a atenção das gerações mais novas para um problema muito sério, que diz respeito ao futuro do planeta e à preservação dos recursos naturais, resume o diretor de criação da Propeg, Cláudio Leite. Os três spots também têm duração de 30 segundoscada. Eles seguem a mesma linha do filme ao mostrar que, sozinho, o cidadão não consegue acabar com o desmatamento, com a poluição dos rios ou do ar, mas pode, com pequenas atitudes, evitar o desperdício de água limpa, a emissão de gases poluentes e a venda de madeira ilegal. Em um deles, aparece uma conversa entre mãe e filho, que está há mais de dez minutos no chuveiro. Ele tenta prolongar o banho. Ela responde que desse jeito o futuro do planeta acaba escorrendo pelo ralo. No outro spot, um atendente da Madeireira Corta Tudo faz uma oferta, prontamente negada pelo cidadão que buscava orçamento para sua obra e que queria comprar madeira legal. Olha, chefia, tem uma opção que você paga menos... O comprador reage: sei, sei, eu pago menos agora e os meus filhos pagam mais depois. No último anúncio, quem tenta dar um jeitinho é o dono de um carro que está na oficina. O mecânico avisa da necessidade de troca de algumas peças, pois o carro está poluindo muito. Se o carro tá andando, fica do jeito que está, responde o dono, que ouve do mecânico indignado: e como fica o planeta quando o efeito estufa aumentar?. As peças da campanha estão disponíveis no site www. ibama.gov.br, em Sala de Imprensa. (Colaborou Assessoria de Comunicação da Propeg)

11 Ibama renova seu parque tecnológico TEXTO: VERBENA FÉ FOTOS: RICARDO R. MAIA Tecnologia da informação 11 O usuário que acessa a página do Ibama começa a perceber diferença na velocidade da transmissão dos dados. O Instituto está investindo em tecnologia da informação e comunicação e uma das primeiras ações do Centro Nacional de Telemática (CNT) foi ampliar o circuito de processamento de dados (link) externos da internet, de 32 Mega Bytes (MB) para 64 MB. Isso significa que a velocidade no acesso praticamente dobrou. Outra providência tomada foi a duplicação do link da sede do Ibama até o centro de processamento de dados (data center), instalado na Embratel, onde estão disponibilizados os sistemas corporativos do Instituto, o portal do Ibama na internet, a intranet e o correio eletrônico, para sanar uma das maiores reclamações dos usuários da rede corporativa a lentidão dos sistemas e do acesso. E, por último, houve a ampliação do link entre as superintendências estaduais e o data center, aliviando o gargalo de comunicação dentro do Ibama. A criação da área de relacionamento com os usuários é outra novidade. Composta por equipe técnica qualificada e com visão institucional, tem por objetivo interagir com as demais áreas do Ibama para o atendimento de demandas relacionadas à tecnologia da informação. Para isso, foi designado um responsável técnico para fazer a interlocução dos assuntos de tecnologia da informação pertinentes a cada uma das áreas do Instituto (presidência, diretorias, procuradoria-geral, auditoria e unidades descentralizadas). Essa ação visa melhorar o relacionamento da área de informática com os demais setores do Instituto. Recentemente, o Ibama assinou contrato com uma empresa para a prestação de serviços de tecnologia da informação para o desenvolvimento, a documentação e a manutenção de sistemas. O usuário solicita sua demanda à área de relacionamento, que providenciará a execução dos serviços pela fábrica contratada de software. O CNT vem se reestruturando com projetos que visam facilitar o acesso dos usuários à rede corporativa do Ibama tanto na sede quanto nas unidades descentralizadas. As medidas irão agilizar grande parte dos trabalhos realizados pelos técnicos do Instituto, que, hoje, precisam usar a internet e os serviços disponibilizados pela web. Essas novas ações estão em conformidade com a política do Governo Federal de adotar, sempre que possível, softwares que sejam de baixo custo e que tragam benefícios aos usuários que utilizam a tecnologia para desenvolver suas tarefas. Entre os projetos em andamento previstos está a aquisição de servidores de rede com maior capacidade de processamento para serem utilizados no data center. Há previsão para a compra de um grupo gerador, equipamentos para a proteção e a estabilização da rede elétrica e novos servidores de arquivos, com o objetivo de dar vazão à demanda de serviços existentes no próprio CNT. A transferência de local também é uma de suas prioridades, tendo em vista que a área física atualmente ocupada vem se tornando inadequada e insuficiente. Com relação à melhoria da infra-estrutura nas unidades descentralizadas, está em andamento processo para a aquisição de novos servidores de arquivos, microcomputadores e estabilizadores para as superintendências estaduais e, futuramente, será feita a atualização nos concentradores e na parte de cabeamento. Uma das ações pretendidas pelo CNT é padronizar todos os softwares (pacotes) utilizados pelo Ibama. A primeira providência será a instalação de softwares livres em todos os computadores pessoais, como o OpenOffice, a automação de escritórios em sua versão brasileira (BrOffice), similar ao Microsoft Office, e o navegador Mozila Firefox, parecido com o Internet Explorer, bem como outras ferramentas livres, recomendadas pelo Governo Federal, como forma de reduzir os custos, a dependência tecnológica e promover a interoperabilidade. Revista Ibama

12 12 Tecnologia da informação Sala de desenvolvimento do CNT/Ibama. Segundo o chefe do CNT, Nelson Gonçalves Rezende, a padronização abrangerá todos os equipamentos instalados dentro do Ibama, bem como os que vierem a ser adquiridos. Todas as máquinas adquiridas pelo Ibama deverão passar pelo CNT para adotar o mesmo padrão, afirma Nelson. Essa ação de padronização e de gerenciamento do parque computacional começou com a implantação do Configurador Automático e Coletor de Informações Computacionais (Cacic), software público do Governo Federal, capaz de fornecer informações patrimoniais e localização física dos equipamentos, auxiliando no controle das estações e na segurança da rede corporativa. Serão adotadas ainda, no âmbito do Instituto, novas políticas referentes ao uso do , à divulgação de produtos, à capacitação e ao treinamento de pessoal, segurança física e de dados. Uma nova versão do serviço de correio eletrônico corporativo (webmail) será implantada, aumentando a confiabilidade e o desempenho dos serviços de comunicação oferecidos atualmente. Sobre a política de capacitação e treinamento, há um trabalho realizado em parceria com o Centro Nacional de Desenvolvimento e Capacitação de Recursos Humanos do Ibama (Centre) para treinar os servidores nas ferramentas de software livre que serão instaladas em todas as máquinas. O CNT pretende, também, instituir política de segurança da informação, nos moldes preconizados pelo Governo Federal. Quanto a projetos de provimento de serviços técnicos terceirizados, existem mais dois que estão sendo iniciados: a estruturação de um serviço de telessuporte (nacional) e de suporte técnico aos usuários de microinformática na sede (Projeto Help-Desk), e um relacionado aos serviços especializados complementares, para o apoio aos

13 Tecnologia da informação 13 projetos e atividades do CNT, ambos por meio da contratação de serviços terceirizados de infor mática. Com a implantação do Projeto do Help- Desk, os usuários poderão acompanhar todo o processo de atendimento. Outro projeto básico é para a contratação dos serviços referentes à infra-estrutura de rede e de produção, que inclui também as áreas de apoio, como o suporte técnico (software e hardware), o gerenciamento do banco de dados, de informações e de redes. Adicionalmente, o CNT vem cooperando com as áreas responsáveis pelo atendimento ao cidadão (ouvidoria por meio do serviço telefônico 0800 da Linha Verde; e os serviços on-line) visando prover serviços especializados integrados de central de atendimento. Futuramente, o Centro Nacional de Telemática pretende implantar tecnologia de voz sobre IP (VoIP), sistema que interligará todas as centrais telefônicas do Ibama, com o objetivo de reduzir os custos de telefonia. Serão também instaladas salas de videoconferência visando a redução de custos, a agilidade nos projetos, a ampliação de público-alvo e a realização de atividades de forma simultânea, e, ainda, implementar o processo de certificação digital no tocante à segurança, utilizando as últimas tecnologias existentes no mercado. Sala de desenvolvimento do CNT/Ibama. Revista Ibama

14 14 Conservação Projeto Cetas-Brasil Foco na gestão da fauna silvestre TEXTO: JANETE PORTO FOTOS: JAIR TOSTES, JANETE PORTO, ÍRIA PINTO e acervo da vale O Projeto Cetas-Brasil foi criado em 2005 com o objetivo de construir, restaurar e equipar centros de triagem de animais silvestres (Cetas) em todo o país e constituir locais e condições adequadas para a recuperação, a manutenção e a destinação de animais, além de ancorar atividades de repatriação, reintrodução e monitoramento, tendo como alvo a conservação da fauna silvestre brasileira. Os Cetas são unidades estruturadas dotadas de sala de triagem para o recebimento de animais, quarentena para acomodação e recuperação, além de viveiros de reabilitação. Os Cetas recebem uma classificação que determina: os níveis de aprimoramento das estruturas e podem ser do tipo A, B ou C. Dessa forma, o nível A significa um Cetas com ridade e o nível dos Cetas a serem construídos em cada lugar. Todas essas medidas visam, além do local e das condições adequadas para a recuperação e a destinação dos animais apreendidos, possibilitar o desenvolvimento de pesquisas e o aperfeiçoamento técnico por meio de parcerias com as universidades. As aves representam a maior parte dos animais traficados e, em seguida, os répteis seguidos pelos mamíferos. Esses animais silvestres são recebidos nos Cetas, onde são tratados, e após serem recuperados recebem destinação segundo as condições que apresentam. O objetivo primeiro é, sempre, devolvê-los à natureza e quando isso não é possível, os animais são destinados a jardins zoológicos ou a criadores de animais silvestres devidamente registrados no Ibama. Papagaios Chauá (Amazona Rhodocorytha) espécie ameaçada de extinção. melhores condições estruturais e de equipamentos e assim por diante; a demanda de cada região; os estudos relativos à rota do tráfico; e a proximidade de universidades e aeroportos, determinam a prio- Atualmente, existem 50 Cetas no país, dos quais 27 são administrados pelo Ibama e 23 funcionam em parceria com zoológicos, prefeituras, universidades e outras instituições. Em 2005, o Projeto Cetas-Brasil teve o apoio de uma emenda parlamentar da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados. Foram utilizados R$ 8, 9 milhões na reforma e na implantação de 19 Cetas. Além desses, mais cinco Cetas foram implantados ou reformados com recursos provenientes de compensação ambiental e de parcerias públicas e privadas. Muito já foi feito, mas há ainda muito por fazer. O projeto está sendo implementado, fase em que adequações e ajustes são sempre necessários. No entanto, é preciso reconhecer que houve grande avanço, principalmente se consideramos que até 2003 havia apenas cinco unidades administradas pelo Ibama e que agora já são 27 em todo o país.

15 Conservação 15 Campanha Nacional de Proteção à Fauna A cada ano, cerca de 50 mil animais silvestres apreendidos são encaminhados aos Cetas do Ibama. Diante desse quadro, o Ministério do Meio Ambiente e o Ibama, por meio da Coordenação de Fauna da Diretoria de Uso Sustentável da Biodiversidade e Florestas, planejaram dentro do Projeto Cetas-Brasil a Campanha Nacional de Proteção à Fauna, que prevê atividades, como educação ambiental, associadas ao combate ao tráfico e à formação de agentes sociais. A percepção geral é de que ações isoladas de fiscalização se mostram ineficazes quando se trata de transformar a realidade, por isso, além da fiscalização, atenção especial será dada ao programa de capacitação de agentes multiplicadores. A Campanha Nacional de Proteção à Fauna foi apresentada pelo Ministro Carlos Minc em outubro de O trabalho pressupõe a construção de parcerias com várias instituições, como universidades, secretarias de educação, polícias rodoviária e ambiental, Ongs, Ministério Público e a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero). A Escola é o Bicho A principal ação da Campanha Nacional de Proteção à Fauna é o programa de capacitação de agentes multiplicadores, que será executado principalmente com professores das redes de ensino pública e privada. Essa atividade denominada A Escola é o Bicho propõe programa de formação em fauna silvestre para sensibilizar os jovens contra o tráfico de animais. O foco é na informação qualificada que alerta o comprador de animais silvestres sobre sua participação no crime ambiental. O conteúdo do curso abrange a Lei de Crimes Ambientais, conceitos de maus-tratos, a transmissão de zoonoses pelo manejo inadequado desses animais, além de esclarecer sobre os danos que o comércio ilegal causa à biodiversidade. Um projetopiloto para padronizar os procedimentos foi realizado em outubro/2008 em escolas privadas de Brasília. Caberá ao Ibama, por meio das superintendências estaduais, formar agentes multiplicadores. O material de divulgação inclui cartazes, banners, revistas, adesivos e vídeos que serão distribuídos. O Diretor de Uso Sustentável da Biodiversidade, Antônio Carlos Hummel, acredita que sensibilizar a população e levar a sociedade a participar como agente nos processos é o eixo importante da campanha que, agregada ao controle e à fiscalização, contribui para consolidar as políticas de proteção à fauna silvestre no país. O MMA, o Ibama e o MEC pretendem levar a campanha para a Conferência Infanto-Juvenil de Meio Ambiente que será realizada em abril de O projeto-piloto no Distrito Federal Cerca de dois mil alunos e professores das escolas Leonardo da Vinci, Santa Terezinha, Ciman, Moraes Rego, Sigma e Centro Educacional Católica de Brasília, Águas Claras, receberam técnicos de fauna do Ibama para atividades relacionadas ao projeto-piloto da Campanha Nacional de Proteção à Fauna A escola é o Bicho. Segundo o Coordenador de Fauna do Ibama, João Pessoa, o objetivo é consolidar o maior número possível de parcerias, para que a campanha forme um número significativo de agentes multiplicad0ores em todo o país, que contribuam na formação de cidadãos participativos e conscientes que, de fato, é o que muda de forma sólida a realidade. O Coordenador Pedagógico do Colégio Leonardo da Vinci, Luciano Brandão Gallo, elogiou a metodologia adotada pelo Ibama. Cumprimento o Ibama, como professor, pelos recursos pedagógicos adotados e desde já quero reservar vagas para que nossos educadores participem da segunda etapa no Programa de Agentes Multiplicadores. O analista ambiental Fabiano Pessoa, do Ibama/ Piauí, responsável pelas atividades com os alunos, declarou seu entusiasmo pelo projeto. É muito trabalho extra, mas a certeza de que estamos no caminho certo nos dá a disposição necessária para seguir em frente. Quando se fala em transversalidade, estou seguro de que a educação deve permear todas as iniciativas públicas. Revista Ibama

16 16 Conservação Ações do Projeto Cetas-Brasil e a campanha nos estados Espírito Santo Em Vitória, cerca de 30 professores participaram da primeira Oficina de Capacitação de Agentes Multiplicadores. O Ibama/Piauí capacitou 40 educadores em combate ao tráfico de animais silvestres, legislação e posse responsável, entre outros temas, que foram apresentados em dois módulos de 3 dias cada. Para 2009, a proposta é capacitar 500 agentes multiplicadores e oficializar parcerias com a Universidade Federal do Piauí, Secretarias de Educação, imprensa, Ministério Público e Ongs. Cartaz contra o tráfico ilegal de animais silvestres. A Orientadora Social do Pró-Jovem da Prefeitura de Vila Velha, Ednólia Alves de Souza, disse ter recebido informações importantes para o desenvolvimento de seu trabalho e que a capacitação deve ser estendida a toda a rede de ensino do estado. Meio ambiente é um tema transversal dentro dos parâmetros curriculares da educação e, portanto, é fundamental que as oficinas sejam um processo continuado, afirmou. Para o Superintendente do Ibama/ES, Reginaldo Anaíssi Costa, a oficina de capacitação foi um compromisso firmado entre os participantes e o Ibama, de que eles serão instrumentos na conscientização da sociedade sobre a importância de se adotar atitudes sustentáveis em relação ao patrimônio ambiental brasileiro, que é um bem de todos. Gibi do Projeto Cetas-Brasil. Piauí Projeto Liberdade e Saúde: uma experiência bem-sucedida. Há 2 anos, o Núcleo de Fauna do Ibama/Piauí vem desenvolvendo o Projeto Liberdade e Saúde com o objetivo de combater o tráfico de animais silvestres por meio da educação ambiental. Convictos de que só a repressão não estava sendo suficiente, os técnicos do Núcleo de Fauna se uniram aos técnicos do Núcleo de Educação Ambiental e prepararam um programa de capacitação para professores. Uma série de peças de publicidade e ao mesmo tempo didáticas foram elaboradas para servirem de suporte durante os cursos. Cartazes, jogos e gibi foram desenvolvidos sobre o tema. O sucesso do programa serviu como inspiração para a criação do projeto nacional A Escola é o Bicho.

17 Conservação 17 Paraíba: Encontro Nacional de Cetas Durante a primeira semana de dezembro, 113 analistas ambientais dos Cetas e dos Núcleos de Fauna do Ibama participaram de um encontro nacional em João Pessoa/PB, onde receberam capacitação em diversas áreas, como legislação de fauna e protocolos; identificação, manejo e contenção de aves, reptéis e mamíferos; nutrição de animais; soltura e monitoramento; Sistema Informatizado de Gestão de Fauna (Sisfauna); e as possibilidades de parcerias para os centros. As aulas práticas aconteceram em vários locais do município de João Pessoa/PB. No Zoológico Os analistas do Ibama receberam aula de identificação, manejo, contenção e nutrição de animais silvestres em cativeiro. A Zootecnista Ana Raquel Faria, da Coordenação de Fauna do Ibama, esclarece que a prática abordou procedimentos de maneira geral, o que possibilita a identificação das maiores dificuldades enfrentadas pelos técnicos, para que se possa adotar treinamentos específicos no próximo ano. Para o Coordenador de Fauna João Pessoa Moreira é importante não restringir a capacitação dos técnicos à teoria. A prática é fundamental, pois diz respeito ao dia-a-dia a ser enfrentado pelos analistas. Técnicos do Parque Ecológico do Tietê, do Zoológico de João Pessoa, do ICMBio e da Coordenação de Fauna do Ibama foram responsáveis pelo treinamento que envolveu répteis, mamíferos e aves. Aves de rapina Já na Floresta Nacional da Restinga de Cabedelo foi realizada aula prática sobre manejo e reabilitação de aves de rapina. Os técnicos puderam manejar animais vivos e realizar procedimentos de contenção. Segundo o biólogo e instrutor do curso, Cid Teixeira Neto, da Gerência do Ibama em Eunápolis/ BA, a reabilitação de aves de rapina pode ser alcançada através de técnicas já utilizadas por outros países, como exercícios em voadeiras e aplicação de técnicas de falcoaria. Ele acrescenta que entre os principais objetivos desse trabalho estão a correta manutenção dos filhotes recebidos nos Cetas e o oferecimento da oportunidade de desenvolver a sua musculatura e técnicas de caça. Para o biólogo do Ibama de São Paulo, Vincent Kurt Lo, o curso foi um grande aprendizado. Tivemos oportunidade de compartilhar experiências, como o projeto de soltura e repatriação que está sendo desenvolvido em São Paulo em parceria com o Ibama da Bahia, Goiás Espírito Santo e Maranhão. São Paulo: Reabilitação de fauna e parcerias bem-sucedidas A Divisão de Fauna do Ibama de São Paulo vem desenvolvendo, desde 2004, trabalhos de repatriação e soltura de animais silvestres. Quarenta papagaioschauá (Amazona rhodocorytha), uma das espécies de psitacídeos mais ameaçadas de extinção, vinham sendo reabilitados há dois anos em São Paulo. As aves apreendidas com traficantes receberam tratamento e foram repatriadas para o Espírito Santo. Os papagaios já estão acomodados em um viveiro de ambientação na reserva natural de Linhares/ES, da Cia Vale e serão reintroduzidos na natureza e monitorados por longo prazo pelo sistema de radiotelemetria. Recentemente importantes parcerias foram construídas com a Associação Bichos da Mata, as empresas Vale e TAM Linhas Aéreas, além de receber apoio da Reserva Biológica Sooretama/ ICMbio, entre outros. O trabalho foi desenvolvido pela Superintendência do Ibama de São Paulo em conjunto com a do Espírito Santo e viabilizado por meio de parcerias. A experiência já é considerada bem-sucedida, pois demonstrou a possibilidade de atender protocolos criteriosos, que consideram a Instrução Normativa do Ibama nº 179/2008, além do estabelecimento de importantes parcerias. O coordenador de Fauna do Ibama, João Pessoa Riograndense Moreira Junior, acredita que Revista Ibama

18 18 Conservação ações como essas são muito importantes para a preservação da fauna silvestre. Como são projetos caros e de longo prazo é necessário valorizar os parceiros que trazem uma grande contribuição aos trabalhos, afirma. Sistema Nacional de Gestão da Fauna: Uma ferramenta eficaz O Sistema Nacional de Gestão de Fauna Sisfauna é uma ferramenta moderna usada para aprimorar a gestão da fauna silvestre em cativeiro. Ela permite por meio de um sistema informatizado aumentar a transparência dos processos, agilizar a gestão da informação, desburocratizar os serviços para o usuário e maior eficácia no controle dos empreendimentos. O Sisfauna vai atender demandas da gestão da fauna em cativeiro, como emissão de autorizações, controle de plantel, comércio nacional, licenças emitidas e transações realizadas. Para acessar o Sisfauna o interessado deverá estar inscrito no Cadastro Técnico Federal CTF em sua categoria correspondente que pode ser: Jardim Zoológico, Centro de Triagem, Centro de Reabilitação, Mantenedor de Fauna Silvestre; Criadouro Científico de Fauna Silvestre para Fins de Pesquisa, Criadouro Científico de Fauna Silvestre para Fins de Conservação; Criadouro Comercial de Fauna Silvestre, Estabelecimento Comercial de Fauna Silvestre, Abatedouro e Frigorífico de Fauna Silvestre. As pessoas autorizadas pelo Ibama devem acessar o sistema e preencher os seus dados. Aqueles que pretendem obter autorização de uso e manejo nas categorias citadas devem fazê-lo por meio do sistema. Nessa primeira etapa será disponibilizado o módulo habilita empreendimento que dará maior agilidade ao processo de obtenção e emissão das autorizações. Além disso, permitirá o registro dos empreendimentos já autorizados pelo Ibama, o que dará uma visão geral da situação da fauna em cativeiro legal. Nas próximas etapas serão incluídos os módulos que permitirão o gerenciamento dos animais nos empreendimentos, o controle dos recintos, a emissão de licenças de transporte e certidões de origem legal. Papagaio Chauá (Amazona rhodocorytha)

19 Entrevista 19 Qualidade ambiental u m n o v o c o n c e i t o TEXTO: SANDRA SATO E VERBENA FÉ FOTO: HERMÍNIO LACERDA Um novo conceito de qualidade encontra-se em discussão no Ibama. À frente desse conceito de mudança está a diretora de Qualidade Ambiental, Sandra Klosovski. A pedagoga com especialização em planejamento educacional está desenvolvendo um projeto de reestruturação da área com definição das atividades a fim de distingui-la da área do licenciamento. A nova Qualidade do Ibama conservará a atribuição de analisar processos finalísticos relacionados a agrotóxico, substâncias químicas, pneus, resíduos perigosos, emissões e Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (Proconve). Mas, englobará o Observatório Ambiental e a Universidade Corporativa, ferramentas que hoje não integram a cultura da instituição. executar questões relativas à avaliação. O nosso patamar não é só a licença de produtos ou o controle dessas emissões, mas é saber por que eu faço isso, ou seja, o que significa isso no meio ambiente. Nós deveríamos gerar indicadores para mensurar a qualidade do meio ambiente. Ibama: Como caracterizar o trabalho nas Diretorias de Licenciamento e na de Qualidade? Sandra Klosovski, diretora de Qualidade Ambiental Revista Ibama: Por que há necessidade de reformular a Diretoria de Qualidade, criada há três anos a partir da divisão da Diretoria de Licenciamento e Qualidade (Diliq)? Sandra Klosovski: Quando olho a qualidade, percebo que é preciso fazer uma revisão dessa forma como ela segmentou seus processos de trabalho para se dizer efetivamente o seguinte: o que se faz aqui é uma interface com o licenciamento, mas não é licenciamento, ou seja, o que se faz aqui é um ciclo de licenciamento diferenciado. A qualidade precisa ter um pouco mais de condição para Sandra Klosovski: Os processos da Qualidade têm a ver com produtos (agrotóxicos, substâncias químicas, pneus, resíduos perigosos); os do Licenciamento, com projetos e empreendimentos. Na análise de pedido de autorização de produto químico para uso em meios aquáticos como controle de plantas macrófitas, por exemplo, tenho de considerar outros fatores que não é a planta em si, mas a maneira como ela se reproduz, se aquele produto vai de fato acabar com aquela espécie ou não. Mas, qual é o impacto do produto no meio aquático e em todo o meio no qual a água tenha relação estreita. A aprovação ou não de determinadas substâncias químicas ou de agrotóxicos muitas vezes é entendida como licenciamento, pois resulta ou não em anuência. Entretanto, a maneira como a Qualidade trabalha e os resultados dela nos apontam mais para uma avaliação ambiental do que para um licenciamento. Revista Ibama

20 20 Entrevista Ibama: Explique como anda o processo de reestruturação da Qualidade? Sandra Klosovski: Esse lado novo da qualidade está em modelagem, vai ter uma arquitetura, uma estrutura envolvendo desde as atuais atividades ao Observatório Ambiental e à Universidade Corporativa ou à educação corporativa (ainda não há definição sobre qual termo será usado). Primeiro, a gente quer discutir o que é a Qualidade hoje e saber de fato qual é a interface que existe entre o que ela desenvolve e o próprio licenciamento ambiental. Essa clareza do que é a Diretoria de Qualidade, nem a própria casa tem. A minha chegada aqui tem a ver com a avaliação e o conceito de qualidade, o que é que a gente chama de qualidade ambiental. Junto com esses processos que ela faz hoje, existem alguns desafios, como a produção do Relatório de Qualidade do Meio Ambiente RQMA, que segundo a Lei nº 6.938/81, art. 9º, inciso X, deveria ser publicado anualmente pelo Ibama. O RQMA foi produzido uma vez, na época da Secretaria de Meio Ambiente (Sema). Em 1998, chegou-se a contratar uma empresa, mas jamais foi publicado. E agora nós estamos na fase do terceiro Relatório que, na verdade, será o segundo. de Gestão da qualidade Ambiental, está elaborando um estudo teórico mesmo, pesquisando bibliografia, e discutindo com um grupo de trabalho o conceito de observatório ambiental. Nós vamos realizar um evento internacional, neste ano, e trazer pessoas que estão trabalhando com isso lá fora. Ibama: Por que é importante o Ibama ter um Observatório Ambiental? Sandra Klosovski: Primeiro para tratar dos conteúdos que o Ibama trabalha. Quando falo conteúdo, estou dizendo aquilo que é informação, que está de alguma forma na cabeça das pessoas, nos processos, nos pareceres e nos papéis que o Ibama gera. Saber onde estão e o que fazer com eles. Depois organizar isso, gerar produtos informacionais e disponibilizar ao público por meio do Centro Nacional de Informações (Cnia), da Intranet e da Internet, ou seja, todos os meios que eu já tenho disponível. Então, o primeiro desafio é cuidar um pouco das informações Rio dos Sinos. Ibama: Existe definição sobre os modelos de Observatório Ambiental e de Universidade Corporativa a serem adotados no Ibama? Sandra Klosovski: Ainda não. Ano passado, realizamos dois eventos para discutir esses assuntos. Ouvimos quem está falando de educação corporativa no governo e fora do governo, experiências como a da Caixa Econômica Federal e a do Banco do Brasil. A mesma coisa foi feita com o Observatório. A gente trouxe oito experiências nacionais de quem está falando, implantando ou já executando coisas que tenham a ver com a elaboração de observatórios, não só na área de meio ambiente. Isso nos permitiu ter um escopo básico sobre o que deve conter o Observatório do Ibama e o que não se deve conter. Paralelamente, a Rita Caribé, Coordenadora-Geral do Ibama, dos conteúdos que estão jogados hoje na casa. Tem memorando que possui informação e não é só uma maneira formal de pedir alguma coisa. Nós não pretendemos ver todos os memorandos e os ofícios que o Ibama gerou, porque não temos fôlego.

O PAPEL DO DO IBAMA NA NA PRESERVAÇÃO E E CONSERVAÇÃO

O PAPEL DO DO IBAMA NA NA PRESERVAÇÃO E E CONSERVAÇÃO INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSO NATURAIS RENOVÁVEIS IBAMA INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS IBAMA O PAPEL DO DO IBAMA NA NA PRESERVAÇÃO E E CONSERVAÇÃO

Leia mais

LEGISLAÇÃO AMBIENTAL E FLORESTAL

LEGISLAÇÃO AMBIENTAL E FLORESTAL LEGISLAÇÃO AMBIENTAL E FLORESTAL PROFESSORA ENG. FLORESTAL CIBELE ROSA GRACIOLI OUTUBRO, 2014. OBJETIVOS DA DISCIPLINA DISCUTIR PRINCÍPIOS ÉTICOS QUESTÃO AMBIENTAL CONHECER A POLÍTICA E A LEGISLAÇÃO VOLTADAS

Leia mais

Conservação das Espécies Ameaçadas de Extinção

Conservação das Espécies Ameaçadas de Extinção Programa 0508 Biodiversidade e Recursos Genéticos - BIOVIDA Objetivo Promover o conhecimento, a conservação e o uso sustentável da biodiversidade e dos recursos genéticos e a repartição justa e eqüitativa

Leia mais

PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS

PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS 2014 1 Índice 1. Contexto... 3 2. O Programa Cidades Sustentáveis (PCS)... 3 3. Iniciativas para 2014... 5 4. Recursos Financeiros... 9 5. Contrapartidas... 9 2 1. Contexto

Leia mais

Plataforma Ambiental para o Brasil

Plataforma Ambiental para o Brasil Plataforma Ambiental para o Brasil A Plataforma Ambiental para o Brasil é uma iniciativa da Fundação SOS Mata Atlântica e traz os princípios básicos e alguns dos temas que deverão ser enfrentados na próxima

Leia mais

REGISTRE SEUS DADOS ESCOLA: ALUNO: Prezados alunos e professores!

REGISTRE SEUS DADOS ESCOLA: ALUNO: Prezados alunos e professores! 1 Prezados alunos e professores! O livro Somos os Senhores do Planeta é fruto de um trabalho didático que tem por objetivo reunir em uma única publicação temas sobre o meio ambiente, são textos de fácil

Leia mais

Projeto de Assistência Técnica para a Agenda da Sustentabilidade Ambiental TAL Ambiental

Projeto de Assistência Técnica para a Agenda da Sustentabilidade Ambiental TAL Ambiental Ministério do Meio Ambiente Secretaria Executiva Projeto de Assistência Técnica para a Agenda da Sustentabilidade Ambiental TAL Ambiental Março de 2010 TAL Ambiental (Technical Assistance to the Environmental

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014 Institui a Política de Integração e Segurança da Informação do Sistema de Cadastro Ambiental Rural e dá outras providências. A MINISTRA DE ESTADO DO

Leia mais

Relatório de Gestão Setorial 2010

Relatório de Gestão Setorial 2010 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Relatório de Gestão Setorial 2010 Cruz das Almas BA 2010 ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO RELATÓRIO DE ATIVIDADES Período: Janeiro

Leia mais

3- Qual o telefone para contato e (ou) endereço da unidade do Ibama mais próxima da minha residencia?

3- Qual o telefone para contato e (ou) endereço da unidade do Ibama mais próxima da minha residencia? Gestão de Criadores de Passeriformes Silvestres - SISPASS - Perguntas frequentes - IBAMA - Instituto Br 1- Quero iniciar uma criação de pássaros, como proceder? Para iniciar uma criação de pássaros silvestres,

Leia mais

Curso Agenda 21. Sugestão de leitura: História das relações internacionais do Brasil

Curso Agenda 21. Sugestão de leitura: História das relações internacionais do Brasil Módulo 3 Gestão ambiental no Brasil 1. Introdução No encontro Rio +10, o Brasil, saiu fortalecido globalmente, assumindo definitivamente um papel de liderança regional dentro da ONU. No plano nacional,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RESENDE AGÊNCIA DO MEIO AMBIENTE DO MUNICÍPIO DE RESENDE

PREFEITURA MUNICIPAL DE RESENDE AGÊNCIA DO MEIO AMBIENTE DO MUNICÍPIO DE RESENDE PREFEITURA MUNICIPAL DE RESENDE AGÊNCIA DO MEIO AMBIENTE DO MUNICÍPIO DE RESENDE CONVÊNIO PUC - NIMA/ PETROBRAS / PMR PROJETO EDUCAÇÃO AMBIENTAL Formação de Valores Ético-Ambientais para o exercício da

Leia mais

PDL 0023/2003 JUSTIFICATIVA CURRICULUM VITAE. Nascida em 23/01/1958, na cidade de Mogi das Cruzes-SP.

PDL 0023/2003 JUSTIFICATIVA CURRICULUM VITAE. Nascida em 23/01/1958, na cidade de Mogi das Cruzes-SP. PDL 0023/2003 JUSTIFICATIVA Nome: Angela Maria Branco CURRICULUM VITAE Nascida em 23/01/1958, na cidade de Mogi das Cruzes-SP. Médica Veterinária - CRMV SP 3728. Endereço: Rua José de Almeida Soares, 89

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Página 1 de 5 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.405, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2010. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84,

Leia mais

PROJETO TEMÁTICO Campanha de divulgação Do Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT VIVER DIREITO

PROJETO TEMÁTICO Campanha de divulgação Do Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT VIVER DIREITO PROJETO TEMÁTICO Campanha de divulgação Do Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT VIVER DIREITO OBJETIVO A campanha teve por objetivo implantar na Instituição a cultura da responsabilidade

Leia mais

Nº: 5745 terça feira, 05 de maio de 2015 COMISSÃO DIRETORA. ATO DA COMISSÃO DIRETORA N O 5, de 2015

Nº: 5745 terça feira, 05 de maio de 2015 COMISSÃO DIRETORA. ATO DA COMISSÃO DIRETORA N O 5, de 2015 30/06/2015 Boletim Administrativo Eletrônico de Pessoal Nº: 5745 terça feira, 05 de maio de 2015 COMISSÃO DIRETORA ATO DA COMISSÃO DIRETORA N O 5, de 2015 Revisa e altera os objetivos estratégicos do plano

Leia mais

Sumário. 1. Visão Geral do EcoLega 3. 2. Alinhamento Estratégico 3. 3. Orientações essenciais 4. 4. Oficinas e Formação 5

Sumário. 1. Visão Geral do EcoLega 3. 2. Alinhamento Estratégico 3. 3. Orientações essenciais 4. 4. Oficinas e Formação 5 2 Para acessar cada item do Sumário, clique nele. Para retornar ao sumário, clique na logo do ecolega em qualquer página. Sumário 1. Visão Geral do EcoLega 3 2. Alinhamento Estratégico 3 3. Orientações

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL SOBRE A APLICAÇÃO DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO NO SENADO FEDERAL

RELATÓRIO ANUAL SOBRE A APLICAÇÃO DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO NO SENADO FEDERAL RELATÓRIO ANUAL SOBRE A APLICAÇÃO DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO NO SENADO FEDERAL Brasília 2013 SUMÁRIO MOTIVAÇÃO DO RELATÓRIO... 3 INTRODUÇÃO... 3 INICIATIVAS DO SENADO FEDERAL PARA ADEQUAÇÃO À LEI DE

Leia mais

Gerência de Comunicacão

Gerência de Comunicacão Gerência de Comunicacão Quem somos? Representação política e institucional Representação sindical Educação cooperativista, promoção social e monitoramento Gecom Marketing Publicidade e propaganda Assessoria

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 010/2013

ATO NORMATIVO Nº 010/2013 ATO NORMATIVO Nº 010/2013 Organiza as ações de comunicação social, no âmbito do Ministério Público do Estado da Bahia. OPROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso das atribuições que lhe confere

Leia mais

PORTARIA n 0175/2013 - GAB

PORTARIA n 0175/2013 - GAB PORTARIA n 0175/2013 - GAB Dispõe sobre as taxas de autorização para utilização de recursos faunísticos e serviços correlatos prestados no âmbito da Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos

Leia mais

12ª EDIÇÃO DO SELO AMBIENTAL DE GUARULHOS

12ª EDIÇÃO DO SELO AMBIENTAL DE GUARULHOS 12ª EDIÇÃO DO SELO AMBIENTAL DE GUARULHOS 1. APRESENTAÇÃO O Selo Ambiental de Guarulhos é uma premiação anual criada em 2002 pela Câmara Municipal de Guarulhos através do Decreto Legislativo 003/2002.

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.405, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2010. Institui o Programa Pró-Catador, denomina Comitê Interministerial para Inclusão Social

Leia mais

Manual do usuário. Acesso ao GEFAU

Manual do usuário. Acesso ao GEFAU Manual do usuário Acesso ao GEFAU Fev/2015 GEFAU PORTAL DO EMPREENDEDOR Conteúdo Introdução... 2 1. Acesso ao GEFAU... 3 2. Cadastro de empreendimentos... 5 2.1. Consulta aos empreendimentos do usuário...

Leia mais

Relato da Iniciativa

Relato da Iniciativa 1 Relato da Iniciativa 5.1 Nome da iniciativa ou projeto Novo portal institucional da Prefeitura de Vitória (www.vitoria.es.gov.br) 5.2 Caracterização da situação anterior A Prefeitura de Vitória está

Leia mais

NOTÍCIAS ACONTECE NOS ESCRITÓRIOS SETORIAIS DE GESTÃO ESTRATÉGICA

NOTÍCIAS ACONTECE NOS ESCRITÓRIOS SETORIAIS DE GESTÃO ESTRATÉGICA NOTÍCIAS ACONTECE NOS ESCRITÓRIOS SETORIAIS DE GESTÃO ESTRATÉGICA NOTÍCIAS ACONTECE NOS ESCRITÓRIOS SETORIAIS DE GESTÃO ES- TRATÉGICA Escritório Setorial de Gestão Estratégica da Diretoria Administrativa

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa RESOLUÇÃO DE MESA N.º 806/2007. (publicada no DOE nº 236, de 13 de dezembro de 2007) Dispõe sobre o Programa de Gerenciamento

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007 INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA 1. IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007 Consultoria especializada (pessoa física) para elaborar e implantar novas metodologias

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

Na lista das realizações destacadas, os PROFESSORES podem relembrar:

Na lista das realizações destacadas, os PROFESSORES podem relembrar: Professor: Muitas razões para votar em Scolforo e Édila O QUE FOI FEITO! Quando um membro de sua comunidade seja professor (a), técnico (a) administrativo ou estudante - apresentar uma crítica sobre algo

Leia mais

AdminIP. Manual do Usuário Módulo Administrador IES

AdminIP. Manual do Usuário Módulo Administrador IES 2ª Edição 2 AdminIP Manual do Usuário Módulo Administrador IES Brasília 2012 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 4 1. SISTEMA ADMINIP... 4 1.1 O que é o AdminIP?... 4 1.2 Quem opera?... 4 1.3 Onde acessar?... 5 1.4

Leia mais

Base Legal da Ação Lei nº 7.797, de 10 de julho de 1989 (cria o FNMA); decreto nº 3.524, de 26 de junho de 2000 (regulamento o FNMA)

Base Legal da Ação Lei nº 7.797, de 10 de julho de 1989 (cria o FNMA); decreto nº 3.524, de 26 de junho de 2000 (regulamento o FNMA) Programa 2045 - Licenciamento e Qualidade Ambiental 20M6 - Fomento a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Número de Ações 21 Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 18 - Gestão Ambiental Subfunção: 541

Leia mais

Elas formam um dos polos mais dinâmicos da economia brasileira, e são o principal sustentáculo do emprego e da distribuição de renda no país.

Elas formam um dos polos mais dinâmicos da economia brasileira, e são o principal sustentáculo do emprego e da distribuição de renda no país. Fonte: http://www.portaldaindustria.org.br 25/02/2015 PRONUNCIAMENTO DO PRESIDENTE DO CONSELHO DELIBERATIVO NACIONAL (CDN) DO SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS (SEBRAE), NA SOLENIDADE

Leia mais

(responsáveis pela Educação Ambiental)

(responsáveis pela Educação Ambiental) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO COORDENADORIA DE ESTUDOS E NORMAS PEDAGÓGICAS Praça da Republica, 53 - São Paulo CEP 01045-903 Tel. (011) 3237-2115 - ramal 209 5.100 mil

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONCURSO PÚBLICO PARA A CARREIRA DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONCURSO PÚBLICO PARA A CARREIRA DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONCURSO PÚBLICO PARA A CARREIRA DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO EDITAL N.º 51/2014 UNIFESSPA, DE 21 DE JULHO DE 2014 ANEXO I

Leia mais

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Brasília, 02 de janeiro de 2015. Ministra Miriam Belchior, demais autoridades, parentes e amigos aqui presentes.

Leia mais

A Implementação do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e do Programa de Regularização Ambiental (PRA) nos estados brasileiros

A Implementação do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e do Programa de Regularização Ambiental (PRA) nos estados brasileiros A Implementação do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e do Programa de Regularização Ambiental (PRA) nos estados brasileiros Sumário Executivo Maio de 2015 Este sumário executivo apresenta um panorama nacional

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 9.795, DE 27 DE ABRIL DE 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras

Leia mais

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS 43 Considerando os Objetivos Estratégicos, Indicadores e Metas, foram elaboradas para cada Objetivo, as Ações e indicados Projetos com uma concepção corporativa. O Plano Operacional possui um caráter sistêmico,

Leia mais

A reprodução desse conteúdo, em parte ou na íntegra, não é permitida sem autorização prévia da Allen.

A reprodução desse conteúdo, em parte ou na íntegra, não é permitida sem autorização prévia da Allen. Investimento contínuo para oferecer educação de qualidade UNIGRANRIO aposta na atualização e padronização de seu parque computacional a fim de propiciar aos alunos as melhores condições de ensino em pé

Leia mais

Soluções em TI ao alcance de todos

Soluções em TI ao alcance de todos Você sabia que a sua prefeitura, independentemente do tamanho, pode ser beneficiada com o uso de mais de 50 aplicações que fazem parte do Portal do Software Público Brasileiro? Soluções em TI ao alcance

Leia mais

Internet Ampliando o contato com a comunidade escolar

Internet Ampliando o contato com a comunidade escolar Internet Ampliando o contato com a comunidade escolar Introdução Silvio Henrique FISCARELLI 1 I Adriana da Silva TURQUETTI 2 Saur (1995), no Primeiro Congresso Nacional de Informática Pública realizado

Leia mais

INTENÇÕES PELA RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL QUE ENTRE SI CELEBRAM O MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE,

INTENÇÕES PELA RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL QUE ENTRE SI CELEBRAM O MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE, PROTOCOLO DE INTENÇÕES PELA RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL QUE ENTRE SI CELEBRAM O MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE, O BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL BNDES, A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL,

Leia mais

ROSANA DALLA COSTA FÉLIX MEDIA TRAINING DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL - TREINAMENTO PARA GESTORES RELATÓRIO TÉCNICO

ROSANA DALLA COSTA FÉLIX MEDIA TRAINING DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL - TREINAMENTO PARA GESTORES RELATÓRIO TÉCNICO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PLANEJAMENTO E GOVERNANÇA PÚBLICA ROSANA DALLA COSTA FÉLIX MEDIA TRAINING DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL - TREINAMENTO PARA GESTORES

Leia mais

http://diariodocongresso.com.br/novo/2011/09/expresso-livre-alcanca-20-mil-usuarios...

http://diariodocongresso.com.br/novo/2011/09/expresso-livre-alcanca-20-mil-usuarios... Page 1 of 8 Diário do Congresso Os Bastidores do Poder On-line Os Bastidores do Poder On-line Capa Senado Câmara Entrevistas Artigos Blogs Opinião Partidos Políticos Pesquise no DC 1ª Página Jornais 1ª

Leia mais

aumentar a arrecadação?

aumentar a arrecadação? Como aumentar a arrecadação? Como economizar recursos públicos? Como modernizar a Gestão Pública? Como oferecer melhores serviços ao cidadão? Melhoria da Gestão com o uso de Tecnologia da Informação Melhore

Leia mais

F o r e s t C o m u n i c a ç ã o PORTFÓLIO

F o r e s t C o m u n i c a ç ã o PORTFÓLIO F o r e s t C o m u n i c a ç ã o PORTFÓLIO A FOREST COMUNICAÇÃO nasceu para atender organizações que atuam na área socioambiental. Nossos serviços incluem assessoria e planejamento de comunicação, produção

Leia mais

Política Nacional de Meio Ambiente

Política Nacional de Meio Ambiente Política Nacional de Meio Ambiente O Brasil, maior país da América Latina e quinto do mundo em área territorial, compreendendo 8.511.996 km 2, com zonas climáticas variando do trópico úmido a áreas temperadas

Leia mais

Informação de Imprensa

Informação de Imprensa Informação de Imprensa L Fundação Espaço ECO produz e dissemina conhecimento por meio da Educação para a Sustentabilidade Organização promove a transformação socioambiental de pessoas, organizações e sistemas

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 141, DE 03 DE SETEMBRO DE 2009.

LEI COMPLEMENTAR Nº 141, DE 03 DE SETEMBRO DE 2009. LEI COMPLEMENTAR Nº 141, DE 03 DE SETEMBRO DE 2009. O GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO: Dispõe sobre o Modelo Integrado de Gestão do Poder Executivo do Estado de Pernambuco. Faço saber que a Assembléia

Leia mais

O que é a Programação? Justificativa:

O que é a Programação? Justificativa: O que é a Programação? A Programação consiste de temas a serem abordados a cada mês com caráter de evento (pequeno, médio ou de grande porte) com duração média de até 2 semanas/mês. Mesmo com cada mês

Leia mais

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM DECRETO nº 1098, de 12 de fevereiro de 2009 Dispõe sobre alocação, denominação e atribuições dos órgãos que compõem a estrutura organizacional do Gabinete da Prefeita e dá outras providências. A PREFEITA

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ MISSÃO: Garantir prestação jurisdicional rápida, acessível e efetiva no âmbito da sua competência. DESCRIÇÃO DA MISSÃO: A Justiça Federal no Paraná existe para garantir direitos

Leia mais

4. MODERNIZAÇÃO E RELACIONAMENTO INSTITUCIONAL

4. MODERNIZAÇÃO E RELACIONAMENTO INSTITUCIONAL Relatório de Atividades - 1 trimestre de 4.1. Planejamento Estratégico 4. MODERNIZAÇÃO E RELACIONAMENTO INSTITUCIONAL A principal atividade relacionada ao Planejamento Estratégico -2016 do TCE/SC no primeiro

Leia mais

Planejamento estratégico do Movimento Nossa São Paulo

Planejamento estratégico do Movimento Nossa São Paulo Planejamento estratégico do Movimento Nossa São Paulo Contribuições construídas pelo GT Juventude A avaliação das entidades e grupos que compõe o GT Juventude faz da atuação do Movimento em 2008 é extremamente

Leia mais

Patrus Transportes Urgentes Ltda.

Patrus Transportes Urgentes Ltda. Patrus Transportes Urgentes Ltda. Número de pessoas beneficiadas: 249 Motoristas diretos / 415 Motoristas agregados / Comunidade em geral. Introdução Ação: Campanhas Educativas Direção Consciente: 7 Pecados

Leia mais

Cria e regulamenta sistema de dados e informações sobre a gestão florestal no âmbito do Sistema Nacional do Meio Ambiente - SISNAMA.

Cria e regulamenta sistema de dados e informações sobre a gestão florestal no âmbito do Sistema Nacional do Meio Ambiente - SISNAMA. RESOLUÇÃO CONAMA Nº 379, de 19/10/2006 Cria e regulamenta sistema de dados e informações sobre a gestão florestal no âmbito do Sistema Nacional do Meio Ambiente - SISNAMA. CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE

Leia mais

CIRSURES - CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS DA REGIÃO SUL PROPOSTAS DE AÇÕES PARA A COLETA SELETIVA 2016 URUSSANGA - SC

CIRSURES - CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS DA REGIÃO SUL PROPOSTAS DE AÇÕES PARA A COLETA SELETIVA 2016 URUSSANGA - SC CIRSURES - CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS DA REGIÃO SUL PROPOSTAS DE AÇÕES PARA A COLETA SELETIVA 2016 URUSSANGA - SC JULHO DE 2015 1. Propostas de ações de divulgação Instalar sistema

Leia mais

Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil

Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Este guia pretende nortear os Grupos Escoteiros do Brasil a desenvolverem um

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

Conselheiro Wanderley Ávila

Conselheiro Wanderley Ávila Palavra do presidente Conselheiro Wanderley Ávila ASSCOM TCEMG À frente da Presidência do Tribunal de Contas, posso dizer da experiência ímpar que Deus me permitiu viver e que me suscita um sentimento

Leia mais

CIDADANIA AMBIENTAL PROJETO ARBORETO

CIDADANIA AMBIENTAL PROJETO ARBORETO CIDADANIA AMBIENTAL A resposta da sociedade de Araxá aos problemas ambientais se dá através das ações de educação ambiental. Destacam-se as atividades de educação ambiental promovidas por escolas, organizações

Leia mais

Marcele Bastos. o Graduada em Comunicação Social - Relações Públicas. Fundamentos de marketing. o Especialista em Gestão - ênfase em Marketing

Marcele Bastos. o Graduada em Comunicação Social - Relações Públicas. Fundamentos de marketing. o Especialista em Gestão - ênfase em Marketing o Especialista em Gestão - ênfase em Marketing o Graduada em Comunicação Social - Relações Públicas o Docente universitária na disciplina Fundamentos de marketing o 12 anos de experiência em comunicação

Leia mais

fazem bem e dão lucro

fazem bem e dão lucro Melhores práticas de fazem bem e dão lucro Banco Real dá exemplo na área ambiental e ganha reconhecimento internacional Reunidos em Londres, em junho deste ano, economistas e jornalistas especializados

Leia mais

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII)

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII) PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO Secretaria-Executiva Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional Plano de Integridade Institucional (PII) 2012-2015 Apresentação Como

Leia mais

PLANO DE AÇÃO-DIREÇÃO DO CAMPUS TERESINA ZONA SUL GESTÃO 2013-2017

PLANO DE AÇÃO-DIREÇÃO DO CAMPUS TERESINA ZONA SUL GESTÃO 2013-2017 PLANO DE AÇÃO-DIREÇÃO DO CAMPUS TERESINA ZONA SUL GESTÃO 2013-2017 O ensino, como a justiça, como a administração, prospera e vive muito mais realmente da verdade e da moralidade, com que se pratica do

Leia mais

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais

Sustentabilidade em Edificações Públicas Entraves e Perspectivas

Sustentabilidade em Edificações Públicas Entraves e Perspectivas Câmara dos Deputados Grupo de Pesquisa e Extensão - Programa de Pós-Graduação - CEFOR Fabiano Sobreira SEAPS-NUARQ-CPROJ-DETEC Valéria Maia SEAPS-NUARQ-CPROJ-DETEC Elcio Gomes NUARQ-CPROJ-DETEC Jacimara

Leia mais

MANUAL DE FORMATURAS FACULDADE DE TECNOLOGIA DA SERRA GAÚCHA

MANUAL DE FORMATURAS FACULDADE DE TECNOLOGIA DA SERRA GAÚCHA MANUAL DE FORMATURAS FACULDADE DE TECNOLOGIA DA SERRA GAÚCHA A conclusão de um curso superior é a celebração de uma grande conquista, portanto a cerimônia de formatura se transforma num momento especial

Leia mais

Abrasa - Ponto de Cultura, Internacional Brasileiros na Áustria.

Abrasa - Ponto de Cultura, Internacional Brasileiros na Áustria. 1 Abrasa - Ponto de Cultura, Internacional Brasileiros na Áustria. Quem somos: A Abrasa Associação Brasileiro-Afro-Brasileira para o Desenvolvimento da Dança, Cultura Educação e Arte, é uma Instituição

Leia mais

RESOLUÇÃO CONAMA n o 379, de 19 de outubro de 2006 Publicada no DOU nº 202, de 20 de outubro de 2006, Seção 1, página 175 e 176

RESOLUÇÃO CONAMA n o 379, de 19 de outubro de 2006 Publicada no DOU nº 202, de 20 de outubro de 2006, Seção 1, página 175 e 176 RESOLUÇÃO CONAMA n o 379, de 19 de outubro de 2006 Publicada no DOU nº 202, de 20 de outubro de 2006, Seção 1, página 175 e 176 Cria e regulamenta sistema de dados e informações sobre a gestão florestal

Leia mais

Plano de Trabalho 2013/2015

Plano de Trabalho 2013/2015 SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FUNDAP SEADE CEPAM CONVÊNIO SPDR USP FUNDAP SEADE CEPAM ANEXO I Plano de Trabalho 2013/2015 OUTUBRO DE 2013 I. JUSTIFICATIVAS

Leia mais

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília/DF 4, 5 e 6 de junho de 2012 A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Pablo Sandin Amaral Renato Machado Albert

Leia mais

Seminário 10 anos da Política Nacional de Educação Ambiental: avanços e necessidades em busca da edificação de sociedades sustentáveis.

Seminário 10 anos da Política Nacional de Educação Ambiental: avanços e necessidades em busca da edificação de sociedades sustentáveis. Seminário 10 anos da Política Nacional de Educação Ambiental: avanços e necessidades em busca da edificação de sociedades sustentáveis. A degradação ambiental, noticiada pelos meios de comunicação e percebida

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA GABINETE DO PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA GABINETE DO PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ, no uso de suas atribuições legais e com fundamento no art. 19, XX, da Lei Complementar nº 85, de 27 de dezembro de 1999, Considerando

Leia mais

Hotsite: Carta de Serviços ao Cidadão do MDS

Hotsite: Carta de Serviços ao Cidadão do MDS PRÁTICA 1) TÍTULO Hotsite: Carta de Serviços ao Cidadão do MDS 2) DESCRIÇÃO DA PRÁTICA - limite de 8 (oito) páginas: O Hotsite da Carta de Serviços ao Cidadão do MDS foi um projeto realizado pela Ouvidoria

Leia mais

Compromissos com o Meio Ambiente e a Qualidade de Vida Agenda Socioambiental para o Desenvolvimento Sustentável do Amapá

Compromissos com o Meio Ambiente e a Qualidade de Vida Agenda Socioambiental para o Desenvolvimento Sustentável do Amapá Compromissos com o Meio Ambiente e a Qualidade de Vida Agenda Socioambiental para o Desenvolvimento Sustentável do Amapá Eu, ( ) (sigla do partido) me comprometo a promover os itens selecionados abaixo

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS Mensagem nº 3, de 2013. Canoas, 25 de janeiro de 2013. A Sua Excelência o Senhor Vereador Juares Carlos Hoy Presidente da Câmara Municipal de Canoas Canoas RS Senhor Presidente, Na forma da legislação

Leia mais

Centro Educacional Linus Pauling

Centro Educacional Linus Pauling Centro Educacional Linus Pauling Projeto 2º SEmestre 2012 APRESENTAÇÃO Faz-se necessário entender que o equilíbrio da natureza é essencial para a vida na terra, e que atualmente a preocupação com a degradação

Leia mais

Seres vivos. Mensagens aos jovens. Proposta 1

Seres vivos. Mensagens aos jovens. Proposta 1 Mensagens aos jovens Nós, jovens, devemos nos organizar para a construção de projetos, em que possamos, juntos com a população e os órgãos responsáveis, nos responsabilizar pelo bem-estar do nosso patrimônio.

Leia mais

Experiência: CADASTRAMENTO DE PRÉ-PROJETOS PELA INTERNET. Fundo Nacional de Saúde FNS Ministério da Saúde

Experiência: CADASTRAMENTO DE PRÉ-PROJETOS PELA INTERNET. Fundo Nacional de Saúde FNS Ministério da Saúde Experiência: CADASTRAMENTO DE PRÉ-PROJETOS PELA INTERNET Fundo Nacional de Saúde FNS Ministério da Saúde Responsável: Hernandes Pires do Reis Consultor da Divisão de Manutenção e Suporte a Sistemas Endereço:

Leia mais

Regulamento Prêmio Sebrae de Jornalismo 6ª edição Nacional

Regulamento Prêmio Sebrae de Jornalismo 6ª edição Nacional Regulamento Prêmio Sebrae de Jornalismo 6ª edição Nacional 1. DOS OBJETIVOS DO PRÊMIO 1.1. O Prêmio Sebrae de Jornalismo (PSJ) é um concurso jornalístico instituído pelo Sebrae Nacional Serviço Brasileiro

Leia mais

Prêmio Socioambiental CHICO MENDES. PROCERT Programa de Certificação do Compromisso da Responsabilidade Socioambiental. Edição 2013 SELO VERDE

Prêmio Socioambiental CHICO MENDES. PROCERT Programa de Certificação do Compromisso da Responsabilidade Socioambiental. Edição 2013 SELO VERDE Prêmio Socioambiental CHICO MENDES PROCERT Programa de Certificação do Compromisso da Responsabilidade Socioambiental. Edição 2013 SELO VERDE REGULAMENTO 1 DO PROMOTOR E OBJETIVOS 1.1 - A realização da

Leia mais

Nossas conquistas 2013

Nossas conquistas 2013 Nossas conquistas 2013 O ano de 2013 foi especial para a Fundação e para as comunidades onde desenvolvemos ações sociais. Alcançamos o marco de 25 anos de atuação social e de 7 milhões de beneficiários,

Leia mais

TNT Cargas e Encomendas Expressas

TNT Cargas e Encomendas Expressas TNT Cargas e Encomendas Expressas Introdução Ação: Programa Road Safety Período: outubro de 2011 - atual Responsável pela ação: Setor de Treinamento de Motoristas E-mail: emerson.lima@tntbrasil.com.br

Leia mais

Licenciamento Ambiental nos Municípios: a Lei Complementar nº 140

Licenciamento Ambiental nos Municípios: a Lei Complementar nº 140 Licenciamento Ambiental nos Municípios: a Lei Complementar nº 140 I Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável Brasília, 29 de março de 2012 SISTEMA NACIONAL DO MEIO AMBIENTE - SISNAMA O

Leia mais

ANEXO I REGIMENTO INTERNO DO GABINETE DO MINISTRO CAPITULO I CATEGORIA E FINALIDADE

ANEXO I REGIMENTO INTERNO DO GABINETE DO MINISTRO CAPITULO I CATEGORIA E FINALIDADE (Portaria GM-MP nº 220, de 25 de junho de 2014 ) ANEXO I REGIMENTO INTERNO DO GABINETE DO MINISTRO CAPITULO I CATEGORIA E FINALIDADE Art. 1º O Gabinete do Ministro, órgão subordinado diretamente ao Ministro

Leia mais

o Inexistência de um processo de gerenciamento de captação unificado, cada escola procedia de uma maneira;

o Inexistência de um processo de gerenciamento de captação unificado, cada escola procedia de uma maneira; Há quase dois séculos no mundo, o Instituto Marista está presente em 79 países, e se organiza através de estruturas administrativas chamadas de Província. No Brasil, são quatro unidades administrativas:

Leia mais

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL. 1.1. Histórico da Prática Eficaz

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL. 1.1. Histórico da Prática Eficaz Nome da Instituição: Universidade Feevale Segmento: IES - Instituições de Ensino Superior Categoria: Gestão Administrativa, de Pessoas ou Financeira Nome da Prática Eficaz de Gestão Educacional: Programa

Leia mais

A Escola. Com uma média de 1.800 alunos por mês, a ENAP oferece cursos presenciais e a distância

A Escola. Com uma média de 1.800 alunos por mês, a ENAP oferece cursos presenciais e a distância A Escola A ENAP pode contribuir bastante para enfrentar a agenda de desafios brasileiros, em que se destacam a questão da inclusão e a da consolidação da democracia. Profissionalizando servidores públicos

Leia mais

Projeto Especial Ser Sustentável OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO

Projeto Especial Ser Sustentável OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Projeto Especial Ser Sustentável OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Apresentação Muito se fala em sustentabilidade hoje em dia. A importância de não apenas proteger, mas saber conviver em harmonia com o meio ambiente

Leia mais

MÓDULOS: 1. CADASTRO TÉCNICO FEDERAL CTF 2. CADASTRO INICIAL DELPHI 3. DOF WEB. Para uso das empresas madeireiras. Versão Setembro/2006.

MÓDULOS: 1. CADASTRO TÉCNICO FEDERAL CTF 2. CADASTRO INICIAL DELPHI 3. DOF WEB. Para uso das empresas madeireiras. Versão Setembro/2006. INSTRUÇÕES PARA USO DO DOCUMENTO DE ORIGEM FLORESTAL - DOF MÓDULOS: 1. CADASTRO TÉCNICO FEDERAL CTF 2. CADASTRO INICIAL DELPHI 3. DOF WEB Para uso das empresas madeireiras. Versão Setembro/2006. SUMÁRIO

Leia mais

Ministério da Cultura Secretaria de Articulação Institucional SAI

Ministério da Cultura Secretaria de Articulação Institucional SAI Secretaria de Articulação Institucional SAI O Processo de Construção do SNC Teresina-PI 04/Dez/2012 A Importância Estratégica do SNC Após os inúmeros avanços ocorridos nos últimos anos no campo da cultura

Leia mais

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL - AGENDA 21- (MÓDULO 3) Professora: Andréa Carla Lima Rodrigues

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL - AGENDA 21- (MÓDULO 3) Professora: Andréa Carla Lima Rodrigues DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL - AGENDA 21- (MÓDULO 3) Professora: Andréa Carla Lima Rodrigues INTRODUÇÃO O desenvolvimento da sociedade De forma desordenada e sem planejamento Níveis crescentes de poluição

Leia mais

PROPOSTA REFERENTE AO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE ANÁLISE SANITÁRIA

PROPOSTA REFERENTE AO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE ANÁLISE SANITÁRIA PROPOSTA REFERENTE AO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE ANÁLISE SANITÁRIA 1- DO CURSO O Curso de Especialização em Gestão em Análise Sanitária destina-se a profissionais com curso superior em áreas correlatas

Leia mais

CADASTRO TÉCNICO FEDERAL

CADASTRO TÉCNICO FEDERAL CADASTRO TÉCNICO FEDERAL DIRETORIA DE QUALIDADE AMBIENTAL- DIQUA COORDENAÇÃO GERAL DE GESTÃO DA QUALIDADE AMBIENTAL- CGQUA COORDENAÇÃO DE AVALIAÇÃO DA QUALDIADE AMBIENTAL- COAV Cadastro Técnico Federal

Leia mais