SAK Catálogo Técnico. Processos Produtivos com o uso de matérias primas de primeira linha.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SAK - 0800 77 160 11. Catálogo Técnico. Processos Produtivos com o uso de matérias primas de primeira linha."

Transcrição

1 lta Qualidade dos Produtos Processos Produtivos onfiáveis Materiais de Qualidade Produtos 100% confiáveis olaboradores ltamente apacitados Excelente Desempenho lto Rendimento uminoso Níveis Desprezíveis de Ruídos Processos Produtivos com o uso de matérias primas de primeira linha. Garantia de produtos com alta qualidade excelente desempenho lientes e usuários satisfeitos. v. Ibirama, 51 Taboão da Serra SP ep: Tel Fax SK Representante: Edição nº 02 atálogo Técnico

2 RETORES Eletrônicos Reator para âmpada T5 Monovolt Slim ( 360x30x30 )mm : 14W, 28 W e 54W ( Para 1 e 2 lâmpadas ) RETORES Eletrônicos RETOR EETRÔNIO PR ÂMPD FUORESENTE TUBUR, BIXO FTOR DE POTÊNI Todos reatores eletrônicos descritos abaixo, são de Partida Instantânea e Não Necessitam de Dispositivo de Partida. Pot.de Tensão orr. Ent orr. Ent Fator de Fator de Pot. Pot. Fator Fator Fator de Fator de Freq. Tensão Temp. Temp Dimensões ódigo Nº de âmp. 127V 220V Pot. Pot. Total Total de efic de efic Flux lum Flux lum na berto mb. de x x âmp. âmp. carc. ( g ) ( ) 127(V) 220(V) 127V 220V 127V 220V 127V 220V ( KHz ) ( KV ) ( º ) ( º ) FKE16112/22B /220 0,30 0,15 0,50 0, ,16 4,13 0,95 0, ,7 10 a 50 < X42X FKE18112/22B P /220 0,30 0,17 0,50 0, ,70 3,65 0,95 0, ,7 10 a 50 < X42X FKE20112/22B /220 0,33 0,18 0,50 0, ,70 3,80 0,95 0, ,7 10 a 50 < X42X FKE22112/22B /220 0,28 0,17 0,50 0, ,57 3,65 0,95 0, ,7 10 a 50 < X42X FKE26112/22B P /220 0,34 0,17 0,50 0, ,20 3,16 0,95 0, ,7 10 a 50 < X42X FKE32112/22B /220 0,45 0,26 0,50 0, ,94 3,06 0,95 0, ,7 10 a 50 < X42X FKE32112/22B /220 0,28 0,16 0,50 0, ,70 2,71 0,95 0, ,7 10 a 50 < X42X FKE40112/22B /220 0,57 0,32 0,50 0, ,27 2,37 0,95 0, ,7 10 a 50 < X42X FKE16212/22B /220 0,57 0,33 0,50 0, ,00 3,16 0,95 0, ,7 10 a 50 < X42X FKE18212/22BP /220 0,48 0,28 0,50 0, ,63 2,71 0,95 0, ,7 10 a 50 < X42X FKE20212/22B /220 0,59 0,34 0,50 0, ,38 2,37 0,95 0, ,7 10 a 50 < X42X FKE26212/22BP /220 0,64 0,37 0,50 0, ,27 2,31 0,95 0, ,7 10 a 50 < X42X FKE54212/22B /220 0,72 0,42 0,50 0, ,00 2,17 0,95 0, ,7 10 a 50 < X42X Multvolt ( V ) Slim ( 360x30x30 )mm : 14W, 28 W e 54W ( Para 1 e 2 lâmpadas ) RETOR EETRÔNIO PR ÂMPD FUORESENTE TUBUR, TO FTOR DE POTÊNI NBR E NBR Todos reatores eletrônicos descritos abaixo, são de Partida Rápida e operam em Freqüencia nas âmpadas de 22 KHz. Os reatores eletrônicos Não Necessitam de Dispositivo de Partida. Num. de Pot.de Tensão orr. Entr. Fator de THD Fator Fator Temp. Temp Dimensões âmp. âmp. 127V Tota Fluxo de argar mb. x x ( Nº ) ( % ) uminso Eficácia ( º ) ( º ) ( g ) FKE ,08 0, , a x3 0 x FKE ,15 0, , a x3 0 x FKE ,25 0, , a x3 0 x FKE ,15 0, , a x3 0 x FKE ,31 0, , a x3 0 x FKE ,49 0, , a x3 0 x FKE 141M ,08 0,15 0, , a x3 0 x FKE 281M ,15 0,28 0, , a x3 0 x FKE 541M ,28 0,46 0, , a x3 0 x FKE 142M ,15 0,28 0, , a x3 0 x FKE ,31 0,55 0, , a x3 0 x FKE ,86 0,49 0, , a x3 0 x RETOR EETRÔNIO PR ÂMPD FUORESENTE, TO FTOR DE POTÊNI Todos reatores eletrônicos descritos abaixo, são de Partida Instantânea e Não Necessitam de Dispositivo de Partida. Num. de Pot.de Tensão orr. Entr. orr. Entr. Fator Pot. Fator Pot. Pot. Total. Pot. Total THD THD Fator Fator Fator Freq. na Tensão Temp. Temp Dimensões âmp. âmp. 127V 220V 127V 220V 127V 220V 127V 220V de Fluxo um. Fluxo um. âmp. berto carc mb. x x ( Nº ) ( % ) ( % ) efic. 127V 220V ( KHz ) ( KV ) ( º ) ( º ) ( g ) FKE16112/ /220 0,14 0,08 0,97 0, ,20 0,95 0, , a x42x FKE18112/22 P /220 0,17 0,10 0,97 0, ,40 0,95 0, , a x42x FKE18112/ /220 0,19 0,09 0,97 0, ,40 0,95 0, , a x42x FKE20112/ /220 0,24 0,11 0,97 0, ,40 0,95 0, , a x42x FKE26112/22 P /220 0,26 0,12 0,97 0, ,85 0,95 0, , a x42x FKE32112/22 P /220 0,30 0,15 0,95 0, ,98 0,95 0, , a x42x FKE32112/ /220 0,28 0,17 0,98 0, ,98 0,95 0, , a x42x FKE36112/ /220 0,35 0,20 0,95 0, ,40 0,95 0, , a x42x FKE40112/ /220 0,33 0,19 0,95 0, ,40 0,95 0, , a x42x FKE16212/ /220 0,28 0,16 0,97 0, ,90 0,95 0, , a x42x FKE18212/22 P /220 0,27 0,15 0,97 0, ,15 0,95 0, , a x42x FKE18212/ /220 0,36 0,19 0,97 0, ,49 0,95 0, , a x42x FKE20212/ /220 0,31 0,19 0,97 0, ,45 0,95 0, , a x42x FKE26212/22 P /220 0,42 0,22 0,97 0, ,35 0,95 0, , a x42x FKE32212/22 P /220 0,51 0,28 0,95 0, ,45 0,95 0, , a x42x FKE32212/ /220 0,62 0,34 0,95 0, ,50 0,95 0, , a x42x FKE36212/ /220 0,65 0,37 0,98 0, ,22 0,95 0, , a x42x FKE40212/ /220 0,65 0,37 0,97 0, ,22 0,95 0, , a x42x36 230

3 RETORES Eletrônicos RETORES Para âmpadas de Descarga Os reatores KEIKO para lâmpadas de descarga são equipamentos auxiliares, que tem por finalidade, possibilitar o acendimento das lâmpadas e limitar a corrente do circuito. São fábricados em processos altamente confiaveis, o que garante produtos com alta qualidade e excelente desempenho. Os reatores KEIKO apresentam um modelo para cada necessidade em uso externo e interno. Ignitores KEIKO são dispositivos auxiliares para lâmpadas de Multivapores Metálicos e lâmpadas a Vapor de Sódio, que fornecem um pico de tensão adequado para a partidade da lâmpada. Dependendo do tipo de ignitor a tensão de pico pode chegar a 4500V. IGNITOR PR ÂMPDS MUTIVPORES METÁIOS E VPOR DE SÓDIO T PRESSÃO Tensão Freq. Tensão Esquema de Dimensões âmpada de rede de Pico igação Tipo ( kv ) ( Fig. ) D ( g ) IGQ 7/15 35 / 70 / 150 HQITS / HQIE / HQIR HSITD / MQI ,5 4, ,5 150 IGQ 25/ / 400 / 1000 HPIT / HSITHX ,58 0, ,5 135 RETOR EETRÔNIO PR ÂMPD FUORESENTE TUBUR, TO FTOR DE POTÊNI Todos reatores eletrônicos descritos abaixo, são de Partida Instantânea e operam em Freqüência nas âmpadas de 30 KHz. Os reatores eletrônicos Não Necessitam de Dispositivo de Partida. Num de Pot. de Tensão orrente Fator de Pot. THD Fator de Fator Tc Temp. Dimenções ódigo âmp. âmp. de Rede de Entrada Total Fluxo de mb. x x (W) (V) () (FP) (W) (%) um. Eficácia (º) (º) (mm) (g) FKE ,16 0, ,00 3, a x 41,3 x FKE ,19 0, ,00 5, a x 41,3 x FKE ,19 0, ,00 5, a x 41,3 x FKE ,21 0, ,00 4, a x 41,3 x FKE ,24 0, ,00 2, a x 41,3 x FKE ,28 0, ,00 2, a x 41,3 x FKE ,30 0, ,00 2, a x 41,3 x FKE ,32 0, ,00 2, a x 41,3 x FKE ,40 0, ,00 2, a x 41,3 x FKE ,47 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,53 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,55 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,32 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,31 0, ,00 2, a x 41,3 x FKE ,32 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,31 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,48 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,55 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,58 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,64 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,70 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,08 0, ,00 3, a x 41,3 x FKE ,09 0, ,00 5, a x 41,3 x FKE ,12 0, ,00 5, a x 41,3 x FKE ,12 0, ,00 5, a x 41,3 x FKE ,16 0, ,00 2, a x 41,3 x FKE ,19 0, ,00 2, a x 41,3 x FKE ,16 0, ,00 2, a x 41,3 x FKE ,22 0, ,00 2, a x 41,3 x FKE ,20 0, ,00 2, a x 41,3 x FKE ,28 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,34 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,36 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,16 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,21 0, ,00 2, a x 41,3 x FKE ,20 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,19 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,30 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,35 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,32 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,39 0, ,00 1, a x 41,3 x FKE ,38 0, ,00 1, a x 41,3 x Os reatores eletrônicos KEIKO, são fabricados em processos altamente confiáves, que proporcionam qualidade e segurança para o usuário. Todos valores estão sujeitos a alterações sem prévio aviso. * 5 anos de garantia para reatores com selo Procel. MT* / NHT* / MHNTD / MHWTD IGS 7 70 / 150* SON / NVE / UOX ,8 2, SÓDIO.P. MHNTD / MHWTD 100 / 150 / 250 / 400 / SON / SONT / NVE / NVT ,8 4, UOX / SÓDIO.P. ESQUEMS DE IGÇÕES

4 RETORES Para âmpadas de Descarga RETOR PR ÂMPDS VPOR DE SÓDIO T PRESSÃO ondições de operação ( Ignitor incorporado ) Tensão Freq. de orrente Fator de Tensão de apacitor p/ orrente c/ Esquema Dimensões da lâmpada de entrada Pico ( KV ) VS/VQP 70226BIIG , ,40 1,8 2,3 10 0, ,5 56,5 1,25 VS/VQP 70226IIG ,42 80 > 0,93 1,8 2, ,5 56,5 1,30 VS/VQP 70226E ,42 80 > 0,93 1,8 2, ,5 56,5 1,60 VS BIIG , ,46 2,8 4,5 12 0, ,5 56,5 1,62 VS IIG , > 0,94 2,8 4, ,5 56,5 1,65 VS E , > 0,94 2,8 4, ,5 72,5 2,10 VS/VQP BIIG , ,40 2,8 4,5 16 0, ,5 87,5 72,5 2,25 VS/VQP IIG , > 0,94 2,8 4, ,5 87,5 72,5 2,25 VS/VQP E , > 0,94 2,8 4, ,5 72,5 2,75 VS/VQO BIIG , ,43 2,8 4,5 30 1, ,5 72,5 2,87 VS/VQO IIG , > 0,94 2,8 4, ,5 72,5 2,95 VS/VQO E , > 0,94 2,8 4, ,5 72,5 3,40 VS/VQO BIIG , ,43 2,8 4,5 45 2, ,00 VS/VQO IIG , > 0,93 2,8 4, ,08 VS/VQO E , > 0,93 2,8 4, ,50 VS/VQO E , > 0,92 2,8 4, ,85 Todos modelos são para 220V / 60Hz. onsultar nosso departamento técnico, caso algum dos modelos de uso interno / integrado, seja instalado no interior de alguma luminária.. RETOR PR ÂMPDS MUTIVPORES METÁIOS PDRÃO ondições de operação (Ignitor incorporado) Tensão Freq. de orrente Fator de Tensão de apacitor p/ orrente c/ Esquema Dimensões da lâmpada de entrada Pico ( KV ) VQO 70226BIIG , ,40 3,5 4,5 10 0, ,5 56,5 1,32 VQO 70226IIG ,40 80 > 0,92 3,5 4, ,5 56,5 1,35 VQO 70226E ,40 80 > 0,92 3,5 4, ,5 72,5 1,88 VQO BIIG , ,40 3,5 4,5 16 0, ,5 87,5 72,5 2,30 VQO IIG , > 0,94 3,5 4, ,5 87,5 72,5 2,35 VQO E , > 0,94 3,5 4, ,5 72,5 2,60 VS/VQO BIIG , ,43 2,8 4,5 30 1, ,5 72,5 2,87 VS/VQO IIG , > 0,94 2,8 4, ,5 72,5 2,95 VS/VQO E , > 0,94 2,8 4, ,5 72,5 3,40 VS/VQO BIIG , ,43 2,8 4,5 45 2, ,00 VS/VQO IIG , > 0,93 2,8 4, ,08 VS/VQO E , > 0,93 2,8 4, ,50 VS/VQO E , > 0,94 2,8 4, ,85 VQO E , > 0, ,50 * VQO E , > 0, ,00 * O modelo VQO E é para tensão de rede de 380V, todos outros modelos são para tensão de rede de 220V. onsultar nosso departamento técnico, caso algum dos modelos de uso interno / integrado, seja instalado no interior de alguma luminária. RETOR PR ÂMPDS MUTIVPORES METÁIOS PDRÃO ondições de operação Tensão Freq. de orrente Fator de Tensão de apacitor p/ orrente c/ Esquema Dimensões da lâmpada de entrada Pico ( KV ) VS/VQP 70226BIIG , ,40 1,8 2,3 10 0, ,5 56,5 1,25 VS/VQP 70226IIG ,42 80 > 0,93 1,8 2, ,5 56,5 1,30 VS/VQP 70226E ,42 80 > 0,93 1,8 2, ,5 56,5 1,60 VS/VQP BIIG , ,40 2,8 4,5 16 0, ,5 87,5 72,5 2,20 VS/VQP IIG , > 0,95 2,8 4, ,5 87,5 72,5 2,25 VS/VQP E , > 0,95 2,8 4, ,5 72,5 2,75 VQP E , > 0,92 0,58 0, ,85 VQP E , > 0,92 1, ,50 * VQP E , > 0,92 1, ,00 * O modelo VQP E é para lâmpada multivapor metálico Philips 2000H, para tensão de rede de 380V. todos outros modelos são para tensão de rede de 220V. onsultar nosso departamento técnico, caso algum dos modelos de uso interno / integrado, seja instalado no interior de alguma luminária. RETOR PR ÂMPDS VPOR DE MERÚRIO ondições de operação Tensão Freq. de orrente de orrente de Fator de apacitor p/ orrente c/ Esquema Dimensões da lâmpada entr. de partida entr. em oper. VM 80226BI ,40 0, ,50 7 0, ,5 56,5 1,15 VM 80226BE ,40 0, ,50 7 0, ,5 67,5 56,5 1,40 VM 80226I ,60 0,43 90 > 0, ,5 56,5 1,20 VM 80226E ,60 0,43 90 > 0, ,5 56,5 1,50 VM BI ,80 1, , , ,5 56,5 1,50 VM BE ,80 1, , , ,5 67,5 56,5 1,60 VM I ,00 0, > 0, ,5 56,5 1,55 VM E ,00 0, > 0, ,5 56,5 1,80 VM BI ,50 2, , , ,5 72,5 2,65 VM BE ,50 2, , , ,5 72,5 2,80 VM I ,50 1, > 0, ,5 72,5 2,70 VM E ,50 1, > 0, ,5 72,5 3,10 VM BI ,00 3, , , ,20 VM BE ,00 3, , , ,45 VM I ,00 1, > 0, ,30 VM E ,00 1, > 0, ,70 Todos modelos são para 220V / 60Hz. onsultar nosso departamento técnico, caso algum dos modelos de uso interno / integrado, seja instalado no interior de alguma lumin ria. RETORES PR ÂMPDS MUTIVPORES METÁIO MUTIMRS OBS: para lâmpadas de 70 W a 150W ( Bipino Base RX7s e Base RX7s24 ) e para lâmpadas de potência 250 W a 400 W ( tubular e ovóide base E 40 ) ondições de operação ( Ignitor incorporado ) Tensão Freq. de orrente Fator de Tensão de apacitor p/ orrente c/ Esquema Dimensões da lâmpada de entrada Pico ( KV ) VQM 35226BIIG , ,43 3,5 4,5 5 0, ,5 56,5 1,32 VQM 35226IIG ,21 46 > 0,97 3,5 4, ,5 56,5 1,35 VQM 35226E ,21 46 > 0,97 3,5 4, ,5 72,5 1,88 VQM 70226BIIG , ,40 2,8 4,5 10 0, ,5 56,5 1,25 VQM 70226IIG ,40 80 > 0,94 2,8 4, ,5 56,5 1,30 VQM 70226E ,40 80 > 0,94 2,8 4, ,5 56,5 1,60 VQM150226BIIG , ,40 2,8 4,5 16 0, ,5 87,5 72,5 2,20 VQM150226IIG , > 0,95 2,8 4, ,5 87,5 72,5 2,25 VQM150226E , > 0,95 2,8 4, ,5 72,5 2,75 VQM250226BIIG , ,45 2,8 4,5 22 2, ,5 87,5 72,5 3,30 VQM250226IIG , > 0,94 2,8 4, ,5 87,5 72,5 3,30 VQM250226E , > 0,94 2,8 4, ,5 72,5 3,70 VQM BIIG , ,60 2,8 4,5 30 1, ,00 VQM IIG , > 0,95 2,8 4, ,08 VQM E , > 0,95 2,8 4, , RETORES Para âmpadas de Descarga TBE DE EQUIPMENTOS UXIIRES OMPTÍVEIS OM ÂMPDS MUTIVPOR METÁIO Tipo Osram Power Star HI DMR HQIE / HQIR OVOIDE MT MHNTD / MHWTD HQIT / HQITS MHNTD / MHWTD MQI HSITD MT * HQIE OVOIDE MT* MHNTD / MHWTD HQIT / HQITS MHNTD / MHWTD MQI HSITD MT* MT D/BH ou MF E/BUH HPIT / HPIE/ PUS HSITHX HSIEB / HSI TSX ( Britelux ) HQIT / HQIE HPIT PUS HGMIF MT D/BH ou MF E/BUH HPIT / HPIE/ PUS HSITHX HSIEB / HSI TSX ( Britelux ) HQIT / HQIE HPIT PUS HQI T HPIT HSIT HQIT 2000 W/N HPIT 2000W H HSIT Valores de apacitores para correção do Fator de MODEO P. ( uf ) FU B 3.7 FU B 1.8 FU B F B 1.8 F B F B 5 F B 3.7 F B 16 F B 4.5 FD B 10 FD B 2 FD B 10 FD B 3.70 FR B 12 FR B 5 FR B 10 FR B 4 FR B 16 FR B 5 * 2 X FD B 20 * 2 X FD B 4 * 2 X FD B 20 * 2 X FD B 7 6 Fabricante Todos GE Todos GE TUNGSRM Reator KEIKO VQM ( BIIG / E / IIG ) VQO ( BIIG / E / IIG ) VS/VQP ( BI / BIIG / E / IIG ) VQM ( BIIG / E / IIG ) VQO ( BIIG / E / IIG ) VS/VQP ( BI / BIIG / E / IIG ) VQM ( BIIG / E / IIG ) Qualquer reator Vapor mercúrio VQM ( BIIG / E / IIG ) VS/VQO ( BI / BIIG / E / IIG ) VQM ( BIIG / E / IIG ) Qualquer reator Vapor mercúrio VQM ( BIIG / E / IIG ) VS/VQO ( BI / BIIG / E / IIG ) VS/VQO E VQP E VQO E ( 220V ) VQO E ( 380V ) VQP E ( 220V ) VQP E ( 380V ) Ignitor KEIKO IGQ 7/15 IGQ 7/15 IGS 7 IGS 7 * IGQ 7/15 IGS 7 * IGQ 25/40 apacitor para correção do FP ( uf ) ESQUEM DE IGÇÃO DE PITOR 60 Nomenclaturas: VS Reator para lâmpada Vapor de Sódio. VQO Reator para lâmpada Multivapor Metálico padrão Osram VQP Reator para lâmpada Multivapor Metálico padrão Philips VQM Reator para lâmpada Multivapor Metálico Multimarcas Philips / Sylvania / Ge / Osram BI Baixo Fator de uso interno BIIG Baixo Fator de com ignitor ( uso interno ) IIG lto Fator de com ignitor e capacitor ( uso interno ) Obs.:Os capacitores são de polipropileno para tensão de 250V ( mínimo ). Os valores dos capacitores são unitários, ou seja, um capacitor para um conjunto reator/lâmpada (menos os que possuirem um asterístico antes do código). O capacitor deve ser ligado em paralelo com a rede.

5 RETORES Para âmpadas Fluorescentes Partida rápida simples e duplo HO (High Output) Partida rápida simples fator de potência natural Reator com sistema próprio de preaquecimento das lâmpadas fluorescentes. É adequado em locais onde o uso do interruptor é mais constante. Para instalações em grande quantidades no mesmo local, recomendase um projeto específico. Reator utilizado em lâmpadas fluorescentes de alta potência: é recomendado para ambientes amplos que exigem alta iluminação ( fábricas, galpões, etc ). Dimensões Fixação onsumo (omp. x arg. x lt.) ( Kg ) orrente Fator de Partida Rápida Simples Fator de Natural 60Hz FR B 1x20Wx127V 133 x 50,5 x x 20 0,92 32,00 0,72 0,35 FR B 1x20Wx220V 133 x 50,5 x x 20 0,92 35,00 0,43 0,37 FR B 1x32Wx127V 133 x 50,5 x x 20 0,92 45,00 0,80 0,45 FR B 1x32Wx220V 133 x 50,5 x x 20 0,92 45,00 0,44 0,50 FR B 1x40Wx127V 133 x 50,5 x x 20 0,92 50,00 0,92 0,45 FR B 1x40Wx220V 133 x 50,5 x x 20 0,92 51,50 0,52 0,45 Dimensões Fixação onsumo (omp. x arg. x lt.) ( Kg ) orrente Fator de Partida Rápida Simples e Duplo ( HO ) lto Fator de 60Hz FR x110Wx127V 240 x 76,5 x x 35 3, ,00 > 0,92 FR x110Wx220V 240 x 76,5 x x 35 2, ,70 > 0,94 FR x110Wx127V 240 x 76,5 x x 35 3, ,00 > 0,93 FR x110Wx220V 240 x 76,5 x x 35 3, ,20 > 0,92 Partida rápida simples e duplo alto fator de potência Partida convencional fator de potência natural Reator em que o sistema de preaquecimento das lâmpadas fluorescentes requer um dispositivo de partida (starter). sua utilização é mais difundida em pequenas instalações ( residênciais, pequenos ambientes outdoor, etc ). Dimensões Fixação onsumo (omp. x arg. x lt.) ( Kg ) orrente Fator de Partida onvencional Fator de Natural 60Hz FU B 1x5/7/9Wx127V 66 x 38 x 40,5 60 0,30 10,80 0,17 0,50 FU B 1x5/7/9/11Wx220V 66 x 38 x 40,5 60 0,30 12,70 0,17 0,34 FD B 1x18Wx127V 133 x 50,5 x x 20 0,90 25,50 0,49 0,41 FD B 1x18Wx220V 85 x 46,5 x ,48 21,25 0,21 0,46 F B 1x20Wx127V 66 x 38 x 40,5 60 0,30 23,50 0,37 0,50 F B 1x20Wx220V 85 x 46,5 x ,48 25,40 0,35 0,33 FD B 1x26Wx127V 133 x 50,5 x x 20 0,90 28,50 0,55 0,41 FD B 1x26Wx220V 85 x 46,5 x ,48 29,50 0,32 0,42 F B 1x36/40Wx127V 133 x 50,5 x x 20 0,90 50,00 0,90 0,44 F B 1x36/40Wx220V 85 x 46,5 x ,46 46,00 0,42 0,50 Reator de partida rápida para uma ou duas lâmpadas fluorescentes os quais proporcionam vantagens reais nas instalações, no consumo, e melhor estabilidade na variação de energia elétrica. É apropriado para grandes projetos. Todos os valores estão sujeitos a alterações sem prévio aviso. Dimensões Fixação onsumo Fator de (omp. x arg. x lt.) ( Kg ) orrente Partida Rápida Duplo lto Fator de 60Hz FR x16Wx127V 164 x 60 x x 28 1,16 52,50 0,44 > 0,96 FR x16Wx220V 164 x 60 x x 28 1,16 49,50 0,24 > 0,94 FR x20Wx127V 164 x 60 x x 28 1,16 51,50 0,45 > 0,94 FR x20Wx220V 164 x 60 x x 28 1,16 54,50 0,27 > 0,94 FR x32Wx127V 164 x 60 x x 28 1,16 79,50 0,60 > 0,96 FR x32Wx220V 164 x 60 x x 28 1,23 81,00 0,35 > 0,96 FR x40Wx127V 164 x 60 x x 28 1,23 90,50 0,75 > 0,95 FR x40Wx220V 164 x 60 x x 28 1,23 91,50 0,44 > 0,95 Partida Rápida Simples lto Fator de 60Hz FR x20Wx127V 164 x 60 x x 28 1,16 36,00 0,32 > 0,92 FR x20Wx220V 164 x 60 x x 28 1,16 34,50 0,17 > 0,92 FR x32Wx127V 164 x 60 x x 28 1,16 44,50 0,37 > 0,95 FR x32Wx220V 164 x 60 x x 28 1,16 46,00 0,22 > 0,95 FR x40Wx127V 164 x 60 x x 28 1,16 52,50 0,44 > 0,94 FR x40Wx220V 164 x 60 x x 28 1,16 52,80 0,25 > 0,96

6 KM UMINÁRI Para âmpada Vapor Sódio / Metálico UMINÁRI uminária industrial para ambientes internos. uminária com cúpula em acrilico prismático ou em cúpula de policarbonato (lexalite). luminária vem com soquete e reator para lâmpada de Vapor Metálico / Sódio disponível nas potências de 250 Watts ou 400 Watts. uminária com cúpula em chapa de alumínio, facho aberto para instalações entre 4 e 8 metros de altura, ou facho fechado para instalações acima de 8 metros. Disponível sem lente, com lente plana de cristal temperado com 4 mm de espessura e, com grade de proteção em arame galvanizado. luminária vem com soquete e reator para lâmpada de Vapor Metálico / Sódio disponivel nas potências de 250 Watts ou 400 Watts. Esta luminária OMPT possui um formato circular com fundo metalizado. Projetada para lâmpadas compactas de até 30W, proporciona até 50% de economia. DIMENSÕES (mm) TUR DIMETRO Fixação: Pé de galinha Somente uso interno. Nossa linha de luminária KM, foi desenvolvida para facilitar as instalações entre reator, luminária e rede elétrica. Nossas luminárias utilizam um sistema para fixação em perfilados, para facilitar a instalação e remoção da luminária, consequentemente o custo de mãodeobra é reduzido. s luminárias KM estão prontas para receber uma lâmpada compativel com o tipo de luminária, encaixála no perfilado e conectar os cabos de alimentação em uma rede de 220 Volts. Devido a praticidade na instalação e manutenção do equipamento, evita erros de montagens. odificação: K M R O Tipo de Padrão de âmpada: (0) de Osram, (P) de Philips e (M) Multimarcas uminária para lâmpadas padrão Osram, tambêm podem ser utilizadas com lâmpadas de Vapor de Sódio à alta pressão, na sua respectiva potência. uminária comercial de sobrepor e embutir, possui o corpo de plástico com a base interna de chapa pintada. Pode ser encontrada nas versões de 16/20W e 32/40W. DIMENSÕES (mm) 2x16/20W Emb x16/20W Sob x32/40W Emb x32/40W Sob Fixação: Pé de galinha (sobrepor) ou mola (embutir). uminária projetada apenas para reator eletrônico. ompleta com lâmpada, reator e soquetes. Disponível na cor branca ou metalizado. Tipo de úpula lto Fator de da âmpada (400W ) Vapor Metálico uminária KEIKO ódigo: R X FS S FG G F Tipos de cúpulas luminária com cúpula em acrílico luminária com cúpula em policarbonato ( exalite) luminária com cúpula em alumínio Facho Fechado sem Vidro luminária com cúpula em alumínio Facho berto sem Vidro luminária com cúpula em alumínio Facho Fechado com Grade luminária com cúpula em alumínio Facho berto com Grade luminária com cúpula em alumínio Facho Fechado com Vidro luminária com cúpula em alumínio Facho berto com Vidro

Reatores Eletrônicos Reatores de Descarga Ignitores

Reatores Eletrônicos Reatores de Descarga Ignitores Reatores Eletrônicos Reatores de Descarga Ignitores Reatores de Descarga para s à Vapor de Mercúrio a Alta Pressão, ABNT NBR 5125 / 5170 da Rendimento (%) Capacitor (uf) 906080260 RVM AFP 80 0,45 0,92

Leia mais

Eletrônicos. Convencionais. Manual do do Reator. Partida rápida. Fabricamos produtos com certificação: Descarga OCP 0018.

Eletrônicos. Convencionais. Manual do do Reator. Partida rápida. Fabricamos produtos com certificação: Descarga OCP 0018. Eletrônicos Convencionais Manual do do Partida rápida Fabricamos produtos com certificação: Descarga es BV OCP 0018 Índice Eletrônico de Descarga Índice PIS FPN 10 PIS AFP 10 PIS DICRÓICA 11 PID FPN 11

Leia mais

Lâmpadas de Descarga (HID)

Lâmpadas de Descarga (HID) Lâmpadas de Descarga (HID) ARTCOLOUR (MH-T) HPLN (Mercúrio) Lâmpada de Multi-Vapor Metálico coloridas, tipo MH-T, consistem de um tubo de descarga em quartzo, contendo vapor de mercúrio em alta pressão

Leia mais

Lâmpadas de Descarga de Alta Intensidade

Lâmpadas de Descarga de Alta Intensidade s de Descarga de Alta Intensidade Comercial Vapor Metálico com Reator Mercúrio Fluxo Luminoso / HPI 250W-PLUS-BU 1 E40 256 17000 4300K 69 HPI 400W-PLUS-BU 1 E40 390 22000 4300K 69 HPI 400W-PLUS-BUS 2 E40

Leia mais

04. LUMINÁRIAS INDUSTRIAIS

04. LUMINÁRIAS INDUSTRIAIS 04. LUMINÁRIAS INDUSTRIAIS Fotos meramente ilustrativas. Lâmpadas e equipamentos elétricos a pedido. Reservamo-nos o direito de efetuar modificações para aprimoramento de nossos produtos sem aviso prévio..

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS Uma empresa que tem orgulho de iluminar! CATÁLOGO DE PRODUTOS 1 PROJETORES ESTAMPADOS - LANÇAMENTO A Tec & Luz está com novidades em sua linha de produtos. Conheça a nova linha de Projetores Estampados

Leia mais

REATORES ELETROMAGNÉTICOS

REATORES ELETROMAGNÉTICOS REATORES ELETROMAGNÉTICOS Os reatores eletromagnéticos ORION são fabricados com os mais rígidos controles de qualidade conforme normas ABNT - NBR, COPEL (homologados tecnicamente), além de possuírem os

Leia mais

Município de Itajubá TERMO DE ADJUDICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO

Município de Itajubá TERMO DE ADJUDICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO Página: 1 O(A) Prefeito Municipal, Rodrigo Imar Martinez Riêra, no uso de suas atribuições legais, com base na Lei N. 10.520/2002, homologa o Processo Licitatório Nº na modalidade REGISTRO DE PREÇOS (PREGAO)

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO ELETRÔNICO SESC MINAS Nº 0117/2014

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO ELETRÔNICO SESC MINAS Nº 0117/2014 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO ELETRÔNICO SESC MINAS Nº 0117/2014 1 1. OBJETO 1.1. Aquisição de materiais elétricos, lâmpadas e reatores, para iluminação das unidades do Sesc durante as campanhas Outubro

Leia mais

Número PE022/2015. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega

Número PE022/2015. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega Folha 1 UNIVERSIDADE DO SUDOESTE DA - CAMPUS VITORIA DA CO 1 ALICATE, universal, de 8 polegadas, em aco, cabo com isolacao para 1000 volts e em conformidade com norma ABNT NBR vigente no que diz respeito

Leia mais

2) Neste resistor consegue-se verificar diretamente a corrente, pois se tem: Como o resistor é linear, a forma de onda é idêntica a da corrente;

2) Neste resistor consegue-se verificar diretamente a corrente, pois se tem: Como o resistor é linear, a forma de onda é idêntica a da corrente; Objetivo do teste Verificar os picos de corrente gerados por circuitos de lâmpadas de vapor Metálico (Mercúrio, Sódio, etc.) de lâmpadas fluorescentes compactas e lâmpadas incandescentes. Procedimentos

Leia mais

C ATÁ L O G O D E P R O D U T O S

C ATÁ L O G O D E P R O D U T O S CATÁLOGO DE PRODUTOS Reator Eletrônico para lâmpadas fluorescentes tubulares e compactas 4 pinos Reator Eletrônico alto fator de potência para lâmpadas fluorescentes RET AF e RET BF RET HI-TECH e RET DYNAMIC

Leia mais

MUNICÍPIO DE SÃO FRANCISCO DE PAULA

MUNICÍPIO DE SÃO FRANCISCO DE PAULA Licitação nº 044/2015 Edital de CONCORRÊNCIA n 007/2015 Processo Administrativo nº 110/2015 Tipo Julgamento: Menor preço global Finalidade: Prestação de serviços e locação Forma Execução: Indireta Regime:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO PARA PROJETOS ESTRUTURANTES

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO PARA PROJETOS ESTRUTURANTES Esclarecimentos Concorrência nº 002.081016.14.0 Objeto: contratação de empresa ou consórcio de empresas para a execução das OBRAS INTEGRANTES DO PROJETO DE REVITALIZAÇÃO DA ORLA DO GUAÍBA trecho 1. Solicitamos

Leia mais

FLUORESCENTES INCANDESCENTES HALÓGENAS HID

FLUORESCENTES INCANDESCENTES HALÓGENAS HID FLUORESCENTES INCANDESCENTES HALÓGENAS HID INDICE FLUORESCENTES COMPACTAS..................................................7 Espirais T2 Espirais alta potência Retas 2U e 3U Retas de alta potência Espirais

Leia mais

LÂMPADAS DE DESCARGA. Lâmpadas de descarga

LÂMPADAS DE DESCARGA. Lâmpadas de descarga LÂMPADAS DE DESCARGA Lâmpadas de descarga As lâmpadas de descarga de alta pressão são as mais eficientes fontes de luz artificial. Elas fornecem um grande pacote de luz através de lâmpadas muito pequenas.

Leia mais

INDUSTRIA BRASILEIRA Catálogo de Produtos 2014

INDUSTRIA BRASILEIRA Catálogo de Produtos 2014 INDUSTRIA BRASILEIRA Catálogo de Produtos 2014 Metal Técnica A Metal Técnica, vem atuando no mercado de iluminação desde 1998 acumulando uma experiência de 16 anos, levando a todos os seus clientes a

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 051/2015

ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 051/2015 Página 1 de 7 PREGÃO PRESENCIAL Nº 036/2015 OBJETO: REGISTRO DE PREÇOS PARA EVENTUAL E FUTURA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS ELÉTRICOS DE ALTA TENSÃO para recomposição e manutenção do estoque do almoxarifado,

Leia mais

Luminária de LED Ágata Cód. 09591

Luminária de LED Ágata Cód. 09591 Luminária de LED Ágata Cód. 09591 1 Luminária de LED Ágata Cód. 09591 Características A LUMINÁRIA ÁGATA reúne desempenho, segurança e confiabilidade para atender as especificações dos sistemas de iluminação

Leia mais

PEA - Eletrotécnica Geral 1 LÂMPADAS ELÉTRICAS ( FONTES LUMINOSAS )

PEA - Eletrotécnica Geral 1 LÂMPADAS ELÉTRICAS ( FONTES LUMINOSAS ) PEA - Eletrotécnica Geral 1 LÂMPADAS ELÉTRICAS ( FONTES LUMINOSAS ) PEA - Eletrotécnica Geral 2 - OBJETIVOS: 1) CONCEITOS BÁSICOS DE FOTOMETRIA E DA AÇÃO DA LUZ SOBRE O OLHO 2) TIPOS DE LÂMPADAS 2.1) LÂMPADAS

Leia mais

KBR - A Solução Definitiva. KBR Eletrônica Ltda.

KBR - A Solução Definitiva. KBR Eletrônica Ltda. KBR Eletrônica Ltda. KBR - A Solução Definitiva Iluminação de emergência Alarme de incêndio Luminária fluorescente para acendimento em tensão contínua (VCC) Inversor para lâmpada fluorescente Reator eletrônico

Leia mais

ANEXO VII PREÇOS ORIENTATIVOS EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº. 003/2010

ANEXO VII PREÇOS ORIENTATIVOS EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº. 003/2010 EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº. 003/2010 Valor estimado para licitação. 1. A quantidade estimada para a contratação dos serviços objeto deste projeto, pelo período de 12 (doze) meses, é de US: 1392 ( um mil

Leia mais

Para a realizar um projeto Elétrico Industrial, é necessário a aplicação de alguns fatores de projeto. São eles:

Para a realizar um projeto Elétrico Industrial, é necessário a aplicação de alguns fatores de projeto. São eles: Fatores de Projeto Elétrico Para a realizar um projeto Elétrico Industrial, é necessário a aplicação de alguns fatores de projeto. São eles: 1) Fator de Demanda 2) Fator de Carga 3) Fator de Perda 4) Fator

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG.. Instalações Elétricas Gerais 02.1. Geral 02.2. Normas 02.3. Escopo de Fornecimento 02.4. Características Elétricas para Iluminação de Uso Geral 02.4.1. Geral 02.4.2. Tensões de Alimentação

Leia mais

Outras configurações de montagem mediante pedido

Outras configurações de montagem mediante pedido 243 4-9m simples a cidade vista através de um prisma de luz com braço duplo e luminárias apoiadas 680 680 Graças ao seu difusor em vidro Ø110 prismático a Cristella desempenha um papel importante na criação

Leia mais

Uma gama completa. para todos tipos de iluminação PLAFONS, PORTA LÂMPADAS E ACESSÓRIOS. Uma marca do grupo

Uma gama completa. para todos tipos de iluminação PLAFONS, PORTA LÂMPADAS E ACESSÓRIOS. Uma marca do grupo Uma gama completa para todos tipos de iluminação PLAFONS, PORTA LÂMPADAS E ACESSÓRIOS Uma marca do grupo Lançamento Plafon E-27 Mais uma novidade chega para inovar os ambientes. PRODUTO NOVO: NÃO EXISTE

Leia mais

A iluminação além da imaginação

A iluminação além da imaginação A iluminação além da imaginação 2014 Índice Introdução... 4 Aplicações...5 Conhecendo o Iluminador... 6 Instalação e Uso... 7 Recomendações Elétricas... 8 Solucionando problemas... 13 Especificações técnicas...

Leia mais

SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA

SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-313.0054 KIT REMOVÍVEL (REATOR, IGNITOR

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Goiás Pró-Reitoria de Administração e Finanças

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Goiás Pró-Reitoria de Administração e Finanças 1 de 7 01/12/2014 10:25 PREGÃO ELETRÔNICO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Goiás Pró-Reitoria de Administração e Finanças Pregão Eletrônico Nº 00052/2014(SRP) - Pregão abandonado RESULTADO

Leia mais

SOLUÇÕES EM ILUMINAÇÃO

SOLUÇÕES EM ILUMINAÇÃO SOLUÇÕES EM ILUMINAÇÃO SOLUÇÕES EM ILUMINAÇÃO HÁ 27 ANOS A LEMCA OFERECE AO MERCADO SOLUÇÕES INOVADORAS EM SISTEMAS DE ILUMINAÇÃO QUE SOMAM PRODUTOS DE ALTA PERFORMANCE, EFICIÊNCIA ENERGÉTICA, ECONOMIA

Leia mais

Curso de Projetos de Iluminação Eficiente Professor Tomaz Nunes Cavalcante

Curso de Projetos de Iluminação Eficiente Professor Tomaz Nunes Cavalcante Curso de Projetos de Iluminação Eficiente Professor Tomaz Nunes Cavalcante Conteúdo do Curso Introdução. Conceito de Eficiência Energética. Conceitos de Iluminação. Luminotécnica. Avaliação financeira

Leia mais

Megaconduletes. Mega. Com. & Montagem de Cond. de Alumínio Ltda.

Megaconduletes. Mega. Com. & Montagem de Cond. de Alumínio Ltda. 2011 Megaconduletes Mega. om. & Montagem de ond. de lumínio Ltda. E D F ondulete sem Rosca RTERÍSTIS: aixa de derivação (ondulete), fabricada em liga de alumínio, com cantos arredondados. Sem rosca, fixação

Leia mais

MANUAL PARA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE LÂMPADAS E REATORES

MANUAL PARA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE LÂMPADAS E REATORES MANUAL PARA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE LÂMPADAS E REATORES 1 INTRODUÇÃO A energia elétrica é um recurso importante e indispensável em nossas vidas. Além de proporcionar conforto e segurança à população,

Leia mais

Exemplo de uma planta de distribuição elétrica utilizando parte da simbologia acima.

Exemplo de uma planta de distribuição elétrica utilizando parte da simbologia acima. TOMADA NO PISO PONTO DE FORÇA 2 3 3w 4w INTERRUPTOR DE 1 SEÇÃO INTERRUPTOR DE 2 SEÇÕES INTERRUPTOR DE 3 SEÇÕES INTERRUPTOR THREE-WAY PARALELO INTERRUPTOR FR-WAY INTERMEDIÁRIO ACIONADOR DE CIGARRA CIGARRA

Leia mais

Lâmpadas de Multivapores Metálicos

Lâmpadas de Multivapores Metálicos a u l a p r á t i c a Lâmpadas de Multivapores Metálicos Por Adriana Felicíssimo Eficiente, durável, econômica e... de luz branca SURGIDA HÁ CERCA DE 40 ANOS, A LÂMPADA de multivapores metálicos vem sendo

Leia mais

Produtos LED Linha Alta Performance

Produtos LED Linha Alta Performance Produtos LED Linha Alta Performance Fichas Técnicas / Setembro 2014 Rev.2.1 Lâmpada Tubular LED Lâmpada Tubular LED Lâmpada Tubular HO LED Lâmpada Tubular LED Lâmpada Tubular LED Lâmpada Tubular LED Lâmpada

Leia mais

Catálogo Comparativo

Catálogo Comparativo Catálogo Comparativo Upgrade nas vendas Com as lâmpadas compactas você sempre ganhou muito. Agora é a vez das lâmpadas de LED. Você ganhando muito mais! www.avantled.com.br facebook.com/avantlighting Catálogo

Leia mais

11 Cromado CROM INPO INES COES. Representa a medida da secção redonda. Representa a medida da secção quadrada

11 Cromado CROM INPO INES COES. Representa a medida da secção redonda. Representa a medida da secção quadrada Descrições Técnicas IP GRAU DE PROTEÇÃO - Exemplo: IP 65 1 Número (proteção contra penetração de sólidos) 0 Sem proteção 1 Proteção contra sólidos maiores de 50mm 2 Proteção contra sólidos maiores de 12mm

Leia mais

SPOTS SUPERLED DE EMBUTIR

SPOTS SUPERLED DE EMBUTIR www.alumbra.com.br SAC 0800-193130 SPOTS SUPERLED DE EMBUTIR SOLUÇÕES FEITAS PARA VOCÊ SOLUÇÕES FEITAS PARA VOCÊ VERSATILIDADE AO SEU DISPOR SPOT E SUPERLED AGORA EM UM PRODUTO ÚNICO E DE MUITO BOM GOSTO

Leia mais

Capacitores para Correção do Fator de Potência Bobinas de polipropileno metalizado, auto-regenerativo e com dielétrico seco Perdas dielétricas

Capacitores para Correção do Fator de Potência Bobinas de polipropileno metalizado, auto-regenerativo e com dielétrico seco Perdas dielétricas Capacitores para Correção do Fator de Potência Bobinas de polipropileno metalizado, auto-regenerativo e com dielétrico seco Perdas dielétricas menores que 0,4 W/kvar Dispositivo interruptor de segurança

Leia mais

corus DESCRIÇÃO CARACTERÍSTICAS PROJECTOR VANTAGENS OPÇÕES MONTAGENS DIMENSÕES

corus DESCRIÇÃO CARACTERÍSTICAS PROJECTOR VANTAGENS OPÇÕES MONTAGENS DIMENSÕES CARACTERÍSTICAS PROJECTOR Estanquicidade: IP 66 (*) Resistência aos choques (vidro): IK 08 (**) Classe de isolamento eléctrico: I (*) Pesos (ex: 510 mm - vazio): 2,9 kg (*) segundo IEC - EN 598 (**) segundo

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MANUTENÇÃO COM CUSTO REGRESSIVO E EFICIENTIZAÇÃO DO SISTEMA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE ITAÚNA - MG

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MANUTENÇÃO COM CUSTO REGRESSIVO E EFICIENTIZAÇÃO DO SISTEMA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE ITAÚNA - MG ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MANUTENÇÃO COM CUSTO REGRESSIVO E EFICIENTIZAÇÃO DO SISTEMA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE - MG OUTUBRO DE 2.014 1 OBJETIVO: Especificar os materiais a serem empregados na

Leia mais

ANÁLISE DA VIABILIDADE DE ILUMINAÇÃO À LED S EM RESIDÊNCIAS. Rodrigo Evandro da Mota, Tiago Augusto da Silva, José Ricardo Abalde Guede

ANÁLISE DA VIABILIDADE DE ILUMINAÇÃO À LED S EM RESIDÊNCIAS. Rodrigo Evandro da Mota, Tiago Augusto da Silva, José Ricardo Abalde Guede ANÁLISE DA VIABILIDADE DE ILUMINAÇÃO À LED S EM RESIDÊNCIAS. Rodrigo Evandro da Mota, Tiago Augusto da Silva, José Ricardo Abalde Guede FEAU/UNIVAP, Avenida Shisima Hifumi 2911, São José dos Campos - SP

Leia mais

Guia Prático Philips Iluminação

Guia Prático Philips Iluminação Guia Prático Philips Iluminação Lâmpadas, Reatores, Luminárias e LEDs Bem-Vindo ao Guia Prático Philips Iluminação O Guia Prático é uma ferramenta de fácil utilização que contém todas as informações necessárias

Leia mais

TERMO DE ADJUDICAÇÃO. Item 0001

TERMO DE ADJUDICAÇÃO. Item 0001 TERMO DE ADJUDICAÇÃO Às 15:21 horas do dia 17 de dezembro de 2012, o Pregoeiro Oficial da Prefeitura Municipal de Palmas, designado pela portaria 027/2012-GAB/SEFIN após analise da documentação do Pregão

Leia mais

POWER IP66 48-57 - 72. Externa / Integrada NW - CW. 6 a 12. 0 a 15º MIZAR LED IP66 48-72. Integrada NW - CW. Assimétrica. 3 a 6.

POWER IP66 48-57 - 72. Externa / Integrada NW - CW. 6 a 12. 0 a 15º MIZAR LED IP66 48-72. Integrada NW - CW. Assimétrica. 3 a 6. LED Luminárias LED Luminária BALOON POWER HELIOS LED NYX 80 Grau de proteção da luminária IP65 IP66 IP66 IP67 Qtd. de LEDs 48 48-57 - 72 2 x 24 3 Fonte Integrada Externa / Integrada Integrada Integrada

Leia mais

Estudo de Eficiência Energética de Sistemas de Iluminação em Aviários Através do Método dos Lúmens

Estudo de Eficiência Energética de Sistemas de Iluminação em Aviários Através do Método dos Lúmens Estudo de Eficiência Energética de Sistemas de Iluminação em Aviários Através do Método dos Lúmens Eduardo Alves de Almeida 1 ; Neander Berto Mendes 2 ; Roberta Passini 3 ; Anderson Marlon Machado Sobrinho

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA D SUMÁRIO CONTEÚDO PG. 1. OBJETIVO 02 2. ÂMBITO 02 3. CONCEITOS 02 4. NORMAS E LEGISLAÇÃO APLICÁVEIS E DOCUMENTOS COMPLEMENTARES 02 5. INSTRUÇÕES GERAIS 04 5.1. Condições Gerais 04 5.2. Condições Especificas

Leia mais

Iluminação do seu jeito. Catálogo 2010. www.andratti.com.br

Iluminação do seu jeito. Catálogo 2010. www.andratti.com.br atálogo 2010 www.andratti.com.br www.andratti.com.br 16 17 18 19 20 Lip Gisé rgus ura Línea Flip Top leo Flag rc Merlin Índice 01 randelas 02 03 04 05 06 mpulheta cabamentos ell 07 08 09 10 11 12 13 14

Leia mais

Finalidade... : ILUMINAÇÃO PÚBLICA PRAÇA JOÃO PESSOA Nº08

Finalidade... : ILUMINAÇÃO PÚBLICA PRAÇA JOÃO PESSOA Nº08 MEMORIAL DESCRITIVO 1. INTRODUÇÃO: O presente memorial tem por objetivo possibilitar uma visão global do projeto elétrico e da implantação da rede de distribuição em Baixa Tensão e iluminação pública do

Leia mais

nano 1 2 a luz sustentável

nano 1 2 a luz sustentável nano 1 2 a luz sustentável 1 nano CARACTERISTicas LUMINária Design: A. Baré DESCRIção A Nano 1 é um bom exemplo de design inteligente. Baseada no conceito da miniaturização, esta luminária pode ser utilizada

Leia mais

MANUAL PAR ARA A ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE SISTEMAS DE AR CONDICIONADO E ILUMINAÇÃO - 2005 -

MANUAL PAR ARA A ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE SISTEMAS DE AR CONDICIONADO E ILUMINAÇÃO - 2005 - MANUAL PAR ARA A ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE SISTEMAS DE AR CONDICIONADO E ILUMINAÇÃO - 2005 - ELETROBRÁS Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Praia do Flamengo, 66 - Bloco A - 14 o andar Flamengo - Rio

Leia mais

scala+lutecia MODELO GRANDE

scala+lutecia MODELO GRANDE scala+lutecia scala+lutecia MODELO GRANDE 8-10.8m Coluna com braço duplo (Scala Maxi) PONTO DE LUZ CONTEMPORÂNEO PARA A CIDADE 4577 1995 1995 Criada por Jean-Michel Wilmotte, a gama Lutecia foi especificamente

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁLOGO DE PRODUTOS Aladin ILUMINAÇÃO ÍNDICE LUMINÁRIAS FLUORESCENTES DE EMBUTIR 04 LUMINÁRIAS FLUORESCENTES DE SOBREPOR 06 PENDENTES COMERCIAIS E INDUSTRIAIS 09 EMBUTIDOS DIRECIONÁVEIS

Leia mais

https://www.compras.rs.gov.br/egov2/leilao/acessarataeletronicasistema.jsp?idoferta=154977

https://www.compras.rs.gov.br/egov2/leilao/acessarataeletronicasistema.jsp?idoferta=154977 Página 1 de 5 ATA DA SESSÃO DO PREGÃO ELETRÔNICO EDITAL: 76/2013 PROCESSO: 2697-01.00/13-6 Em 13/08/2013, às 14:00 horas, na ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL - ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Leia mais

LISTA DE ITENS HOMOLOGADOS

LISTA DE ITENS HOMOLOGADOS 1) Item: TRANSFORMADOR DE FORÇA 2,5 MVA Código UseAll (DMED): 748 COMTRAFO INDÚSTRIA DE TRANSFORMADORES ELÉTRICOS S.A. WEG EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS S.A. ZILMER INLETEC CONSTRUÇÕES ELÉTRICAS LTDA. 2) Item:

Leia mais

ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA DADOS TÉCNICOS

ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA DADOS TÉCNICOS 1 de 7 Sistemas Autônomos: VU-06 Sistema Autônomo Modelo VU-06 com dois faroletes com lâmpadas dicróicas de 20 Watts cada, com sensor de luminosidade, com bateria interna selada tipo gel de 12V-7Ah, autonomia

Leia mais

LABORATÓRIO CASEIRO DE FÍSICA MODERNA * 1

LABORATÓRIO CASEIRO DE FÍSICA MODERNA * 1 LABORATÓRIO CASEIRO DE FÍSICA MODERNA * 1 S. M. Arruda D. O. Toginho Filho Departamento de Física UEL Londrina PR Resumo A montagem de um laboratório de Física Moderna enfrenta um obstáculo muitas vezes

Leia mais

ETME 01. ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS PARA EFICIENTIZAÇÃO Revisão, 14/09/2010

ETME 01. ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS PARA EFICIENTIZAÇÃO Revisão, 14/09/2010 ETME 01 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS PARA EFICIENTIZAÇÃO Revisão, 14/09/2010 SUMÁRIO 1.1 OBJETIVO...4 1.2 NORMAS RECOMENDADAS...4 1.3 UNIDADES DE MEDIDA...4 1.4 IDIOMA...4 1.5 GARANTIAS QUANTO AO

Leia mais

IP 66 no conjunto óptico e IP 65 no compartimento do equipamento. Aço inoxidável, fácil abertura sem ferramenta para manutenção de lâmpada ou reator.

IP 66 no conjunto óptico e IP 65 no compartimento do equipamento. Aço inoxidável, fácil abertura sem ferramenta para manutenção de lâmpada ou reator. Potência 100-600W soquete E40 lampada tubular vapor de sódio ou metálico Fixação Horizontal e Lateral até 61 mm. Dois parafusos para encaixe rápido e seguro. Refletor Alumínio de alto grau de pureza, anodizado

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Central de Iluminação de Emergência 12 V(cc), 20 A, com Capacidade de 240 W. Código AFB240 A central de iluminação de emergência é alimentada pela rede elétrica predial (110 ou 220 volts) e também possui

Leia mais

Anexo I - Planilha de Proposta de Preço

Anexo I - Planilha de Proposta de Preço 1 ABRACADEIRA COPO DE 1. 1/4 C/ PARAFUSO E BUCHA 2 ABRACADEIRA COPO DE 1/2 C/ PARAFUSO E BUCHA 3 ABRACADEIRA DE COPO 1" C/ PARAFUSO E BUCHA 4 ABRAÇADEIRA EM NYLON 10CM P/ORGANIZAR FIAÇÃO CX CX C/100 5

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EMPREENDIMENTO COMERCIAL AC GOIANÉSIA/DR/GO

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EMPREENDIMENTO COMERCIAL AC GOIANÉSIA/DR/GO MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EMPREENDIMENTO COMERCIAL AC GOIANÉSIA/DR/GO 1. GENERALIDADES 1.1 O projeto refere-se às instalações elétricas do empreendimento comercial localizado

Leia mais

ANEXO IV FPTI FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU PLANILHA DE MATERIAIS E SERVIÇOS PARA MANUTENÇÃO ELÉTRICA EM BAIXA TENSÃO Proposta Registro de Preço

ANEXO IV FPTI FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU PLANILHA DE MATERIAIS E SERVIÇOS PARA MANUTENÇÃO ELÉTRICA EM BAIXA TENSÃO Proposta Registro de Preço ANEXO IV FPTI FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU PLANILHA DE MATERIAIS E SERVIÇOS PARA MANUTENÇÃO ELÉTRICA EM BAIXA TENSÃO Proposta Registro de Preço ITEM DESCRIÇÃO UNID QTDE VALOR VALOR MÃO VALOR MÁXIMO

Leia mais

Projeto Gráfico. Tiragem. planovisual.com.br. 2.000 unidades

Projeto Gráfico. Tiragem. planovisual.com.br. 2.000 unidades Projeto Gráfico planovisual.com.br Tiragem 2.000 unidades Todas as imagens contidas neste catálogo são meramente ilustrativas. A Kian se reserva no direito de alterar características, substituir ou retirar

Leia mais

focal DESCRIÇÃO CARACTERÍSTICAS PROJECTOR VANTAGENS DIMENSÕES MONTAGENS OPÇÕES

focal DESCRIÇÃO CARACTERÍSTICAS PROJECTOR VANTAGENS DIMENSÕES MONTAGENS OPÇÕES focal 325 Ø230 323 245 focal DESCRIÇÃO CARACTERÍSTICAS PROJECTOR Estanquicidade: IP 66 (*) Resistência aos choques (vidro): IK 08 (**) Classe de isolamento eléctrico: I ou II (*) Peso (vazio): 4 kg (*)

Leia mais

Fontes Artificiais de Luz: Características e Novas Tecnologias

Fontes Artificiais de Luz: Características e Novas Tecnologias 1 Encontro Nacional de Iluminação de Monumentos e Conjuntos Urbanos Protegidos Fonte Schréder Mercado Municipal de São Paulo Projeto: Franco & Fortes Lighting Design Senzi Consultoria Luminotécnica Fontes

Leia mais

ANEXO V PROPOSTA COMERCIAL PADRONIZADA PREGÃO N. 017/2012

ANEXO V PROPOSTA COMERCIAL PADRONIZADA PREGÃO N. 017/2012 ANEXO V PROPOSTA COMERCIAL PADRONIZADA A DME Distribuição S/A - DMED PREGÃO N. 017/2012 A empresa..., inscrita no CNPJ/MF sob o n....., estabelecida à Av./Rua..., n..., bairro......, na cidade de..., CEP...,

Leia mais

Lista 23 MATERIAL ELÉTRICO

Lista 23 MATERIAL ELÉTRICO Rua: José Bonifácio, 347 Centro CEP: 14.010-050 Fone / Fax: 16-3610-8173 / 16-3635-8675 Ribeirão Preto SP Skype: compel_rp_balcao@hotmail.com www.compelrp.com.br Lista 23 MATERIAL ELÉTRICO FILTRO DE LINHA

Leia mais

H7- Analisar o fator de potência de um motor. Prof. Dr. Emerson S. Serafim

H7- Analisar o fator de potência de um motor. Prof. Dr. Emerson S. Serafim H7- Analisar o fator de potência de um motor. Prof. Dr. Emerson S. Serafim 1 Quais são as causas do BAIXO fator de potência? Motores SUPERdimensionados ou com POUCA carga. Lâmpadas de descarga: fluorescentes,

Leia mais

SHORT TRAVEL STANDARD SH ST ALVENARIA

SHORT TRAVEL STANDARD SH ST ALVENARIA 2 SHORT TRAVEL STANDARD SH ST ALVENARIA Com um conceito que busca facilidades, desenvolvemos uma plataforma cabinada, compacta e moderna, perfeita para o tipo de aplicação em estrutura de alvenaria. Com

Leia mais

iluminação de emergência

iluminação de emergência iluminação de emergência 2 VU-06 VU-015 VU-011 VU-013 VU-014 VU-010 VU-012 Modelo Lâmpadas Autonomia (horas) Fluxo Luminoso (Lúmens) Bateria Interna Sensor de Luminosidade Dimensões mm (HxLxP) Peso Kg

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA LÂMPADAS A VAPOR DE METÁLICO DME SUMÁRIO CONTEÚDO PG. 1. OBJETIVO 02 2. ÂMBITO 02 3. CONCEITOS 02 4. NORMAS E LEGISLAÇÃO APLICÁVEIS E DOCUMENTOS COMPLEMENTARES 03 5. INSTRUÇÕES GERAIS 03 5.1. Condições

Leia mais

Capacitores Correção do Fator de Potência. Motores Automação Energia Tintas

Capacitores Correção do Fator de Potência. Motores Automação Energia Tintas Capacitores Correção do Fator de Potência Motores Automação Energia Tintas Unidade Capacitiva Monofásica - UCW g As unidades capacitivas monofásicas WEG, tipo UCW, são produzidas com filme de polipropileno

Leia mais

SUPER GELO SUPER DISSIPAÇÃO. Ginásios. 8 E39H2+Dobradiça, Parede

SUPER GELO SUPER DISSIPAÇÃO. Ginásios. 8 E39H2+Dobradiça, Parede SL-CR150 SUPER GELO SUPER DISSIPAÇÃO 1 E39H2+Gancho+Corrente+FMB 2 E39H2+Gancho+Tubo+FMB 3 Capa+E36H2+Gancho+corrente+FMB APLICAÇÃO Fábrica Estação Cinemas Aeroporto Armazém Shopping Center Ginásios Exposições

Leia mais

Torres Luminosas Compactas e Modulares

Torres Luminosas Compactas e Modulares Torres Luminosas Compactas e Modulares Safe solutions for your industry Índice TLC-60 Torre Luminosa Compacta Página 4 TLM-70 Torre Luminosa Modular Página 10 3 TLC-60 Torre Luminosa Compacta Desenvolvida

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Comutador de Iluminação de Provisória Para Lâmpadas HQI ou Sódio, Código AFCSC250 Equipamento destinado a ser instalado em locais que são iluminados através de lâmpadas HQI ou de Sódio, geralmente estas

Leia mais

AÇÕES PARA MELHORIA DO DESEMPENHO DE EQUIPAMENTOS DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA. Palestrante: Luís Donizeti de Assis Elektro

AÇÕES PARA MELHORIA DO DESEMPENHO DE EQUIPAMENTOS DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA. Palestrante: Luís Donizeti de Assis Elektro AÇÕES PARA MELHORIA DO DESEMPENHO DE EQUIPAMENTOS DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA Palestrante: Luís Donizeti de Assis Elektro 2o SEMINÁRIO PROCEL RELUZ AÇÕES PARA MELHORIA DO DESEMPENHO DE EQUIPAMENTOS DE ILUMINAÇÃO

Leia mais

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-010 PADRÕES E ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS DA DISTRIBUIÇÃO

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-010 PADRÕES E ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS DA DISTRIBUIÇÃO NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-010 PADRÕES E ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS DA DISTRIBUIÇÃO NDU-010 VERSÃO 3.1 JUNHO/2013 SUMÁRIO Item Descrição Classe Desenho 1. Haste de Aço-Cobre para Aterramento...

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS IMPLANTAÇÃO.

ESPECIFICAÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS IMPLANTAÇÃO. OBRA: COL. EST. RESIDENCIAL SÃO PEDRO - PROJETO PADRÃO SECULO XXI. LOCAL: - Rua Tucunaré com Rua Pacu e Avenida Astolpho Leão Borges APM-05, Residencial São Pedro Goianira - GO ESPECIFICAÇÃO DE INSTALAÇÕES

Leia mais

ILUMINAÇÃO NA ARQUITETURA. Prof. Arq. Minéia Johann Scherer

ILUMINAÇÃO NA ARQUITETURA. Prof. Arq. Minéia Johann Scherer ILUMINAÇÃO NA ARQUITETURA Prof. Arq. Minéia Johann Scherer LÂMPADAS A VAPOR DE MERCÚRIO São lâmpadas de descarga à alta pressão. Há no interior da lâmpada um tubo de descarga de quartzo que suporta altas

Leia mais

Termo de Garantia. Extinção da Garantia

Termo de Garantia. Extinção da Garantia OBS IMPORTANTE: Você esta adquirindo um produto de segurança. Verifique com o Engenheiro responsável da obra, se ele atende as necessidades para o local onde será Instalado, pois todo o equipamento de

Leia mais

Difusor: Alpha P: policarbonato injetado Alpha VP: vidro plano Alpha VC: vidro policurvo Refletor: alumínio polido quimicamente anodizado

Difusor: Alpha P: policarbonato injetado Alpha VP: vidro plano Alpha VC: vidro policurvo Refletor: alumínio polido quimicamente anodizado Iluminação Pública ALPHA P/ ALPHA V Alpha P Alpha VP Alpha VC Vias públicas, viadutos, pontes e passarelas e indústrias Pátios, parques, praças e estacionamentos Corpo: alumínio injetado a alta pressão

Leia mais

- Para se aumentar a quantidade de líquido (W), para o mesmo copo de chopp, deve-se reduzir a quantidade de espuma (VAr). Desta forma, melhora-se a

- Para se aumentar a quantidade de líquido (W), para o mesmo copo de chopp, deve-se reduzir a quantidade de espuma (VAr). Desta forma, melhora-se a 6. FATOR DE POTÊNCIA O fator de potência é uma relação entre potência ativa e potência reativa, conseqüentemente energia ativa e reativa. Ele indica a eficiência com a qual a energia está sendo usada.

Leia mais

Reatores eletrônicos HID-PrimaVision para lâmpadas CDM de 35W, 70W e 150W

Reatores eletrônicos HID-PrimaVision para lâmpadas CDM de 35W, 70W e 150W Reatores eletrônicos HIPrimaVision para lâmpadas M de 35W, 70W e 50W Reatores eletrônicos compactos para uso interno (/S) aplicáveis em lâmpadas vapor metálico de baixa potência Foto Ilustrativa escrição

Leia mais

Capítulo XII. Procedimentos de manutenção para economia de energia. Manutenção elétrica industrial. Conhecer melhor para administrar melhor

Capítulo XII. Procedimentos de manutenção para economia de energia. Manutenção elétrica industrial. Conhecer melhor para administrar melhor 50 Apoio Manutenção elétrica industrial Capítulo XII Procedimentos de manutenção para economia de energia Por Igor Mateus de Araújo e João Maria Câmara* Um programa bem elaborado de manutenção é um ponto

Leia mais

4-12m. maya+equinoxe UMA SOLUÇÃO POLIVALENTE PARA A CIDADE. maya

4-12m. maya+equinoxe UMA SOLUÇÃO POLIVALENTE PARA A CIDADE. maya 87 maya+equinoxe 4-12m maya+equinoxe Braço simples 1610 215 215 1610 1330 2115 1835 410 Braço simples 2115 0 Braço pedonal 770 470 60-80 UMA SOLUÇÃO POLIVALENTE PARA A CIDADE Criado por Jean-Michel Wilmotte,

Leia mais

terra midi maxi roma

terra midi maxi roma midi maxi roma DESCRIÇÃO CARACTERÍSTICAS PROJECTORES Grau de estanquicidade: IP 67 (*) Resistência aos choques: Terra Midi (vidro): IK 10 (**) Maxi (vidro): IK 10 (**) Terra Roma (grelha):ik 10 (**) Resistência

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.01.000 - INSTALAÇÕES ELÉTRICAS 06.01.302 - QUADROS DE FORÇA

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.01.000 - INSTALAÇÕES ELÉTRICAS 06.01.302 - QUADROS DE FORÇA ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.01.000 - INSTALAÇÕES ELÉTRICAS 06.01.302 - QUADROS DE FORÇA Tipo: Quadro de medição completo com TC (transformador de corrente) para medição em baixa tensão, compatível com

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA D SUMÁRIO CONTEÚDO PG. 1. OBJETIVO 02 2. ÂMBITO 02 3. CONCEITOS 02 4. NORMAS E LEGISLAÇÃO APLICÁVEIS E DOCUMENTOS COMPLEMENTARES 02 5. INSTRUÇÕES GERAIS 03 5.1. Condições de Serviço 03 5.2. Identificação

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁLOGO DE PRODUTOS ILUMINAÇÃO EM LED: TENDÊNCIA MUNDIAL. A utilização da iluminação em LED, além de oferecer produtos com maior durabilidade e segurança, minimizam o custo e o consumo de energia elétrica,

Leia mais

AS POSSIBILIDADES SÃO INFINITAS C ONDICIONADORES DE A R S PLIT

AS POSSIBILIDADES SÃO INFINITAS C ONDICIONADORES DE A R S PLIT S POSSIBILIDDES SÃO INFINITS ONDIIONDORES DE R S PLIT High all SB9 SB12 9.000 12.000 SB9R SB12R 9.0 H 11.300 12.000 H 14.500 SB1 SB24 SB30 1.400 24.000 30.000 SB1R SB24R SB30R 1.400 24.000 30.000 H 19.100

Leia mais

Fontes de Alimentação Lineares não reguladas

Fontes de Alimentação Lineares não reguladas Fontes Lineares não reguladas FAL 24Vcc / 5A FAL 24Vcc / 10A Referência FAL 24Vcc/5A C904385.2000 Referência FAL 24Vcc/10A C904404.2000 Dados nominais Tensão de Entrada (± 10%): Tensão de saída ± 5% (selecionável):

Leia mais

RESUMO CONTRATO DE FORNECIMENTO Nº 009 MATERIAL ELETRICO

RESUMO CONTRATO DE FORNECIMENTO Nº 009 MATERIAL ELETRICO RESUMO CONTRATO DE FORNECIMENTO Nº 009 MATERIAL ELETRICO FORNECEDOR: NORTEL SUPRIMENTOS INDUSTRIAIS S.A. ABRANGÊNCIA: NACIONAL VÁLIDO ATÉ: 30/04/13 ANALISTA RESPONSÁVEL: PATRICIA DOMINGUES TELEFONE: (11)

Leia mais

ENSAIOS DE EQUIPAMENTOS DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA. Juliana Iwashita

ENSAIOS DE EQUIPAMENTOS DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA. Juliana Iwashita ENSAIOS DE EQUIPAMENTOS DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA Juliana Iwashita 1 PROJETOS E CONSULTORIAS A EXPER desenvolve projetos e consultorias especializadas nas seguintes áreas: Certificações de produtos de iluminação

Leia mais

SESI - SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA SESI DE SIMÕES FILHO QUADRA POLIESPORTIVA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

SESI - SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA SESI DE SIMÕES FILHO QUADRA POLIESPORTIVA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS SESI - SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA SESI DE SIMÕES FILHO QUADRA POLIESPORTIVA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Memorial Descritivo Revisão - 2 Novembro / 2010 página 1 S U M Á R I O : 1 - OBJETIVO 2 - RESPONSÁVEL

Leia mais

A Vesper sabe quanto a iluminação é importante no planejamento de um ambiente. Ela interfere diretamente nas sensações que se cria.

A Vesper sabe quanto a iluminação é importante no planejamento de um ambiente. Ela interfere diretamente nas sensações que se cria. Pendente taça Colors Dimensão: 14x25 cm RMELHO CÓD.: VPS 28-10 CÓD.: VPS 28-9 Pendente Vesper DeLuxe Detalhe vidro fosco jateado parte inferior com recuo de 4 cm 4 Lâmpadas Soquete E-27 Até 60W Dimensão:

Leia mais

Tecnologia, beleza e versatilidade a serviço da saúde.

Tecnologia, beleza e versatilidade a serviço da saúde. Tecnologia, beleza e versatilidade a serviço da saúde. Exclusivos perfis de alumínio que possibilitam a sua montagem em diversas configurações, desde um simples ponto de gás a uma coluna de bloco cirúrgico,

Leia mais