Panorama Projeto STID Soluções de Telecomunicações para Inclusão Digital. Campinas, 26 de março de 2009

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Panorama Projeto STID Soluções de Telecomunicações para Inclusão Digital. Campinas, 26 de março de 2009"

Transcrição

1 Panorama Projeto STID Soluções de Telecomunicações para Inclusão Digital Campinas, 26 de março de 2009

2 STID Soluções de Telecomunicações para Inclusão Digital Projeto de Pesquisa e Desenvolvimento, conduzido pelo CPqD. Áreas de atuação: Serviços de governo eletrônico como um caminho para a cidadania digital. Interfaces de usuário e modelos de interação voltados para o público em geral, com recursos especiais para idosos, analfabetos, deficientes auditivos e visuais. Inteligibilidade e adequação lingüística do conteúdo dos serviços e interfaces. Implantação de telecentros. Testes de usabilidade. Planejamento e políticas de inclusão digital. Suportado com recursos do Funttel Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações.

3 STID O que buscamos? Desenvolver serviços de governo eletrônico que atendam as necessidades das comunidades e promovam a inclusão digital. Conceber ferramentas e modelos de interação que permitam que usuários com baixo letramento e com limitações sensoriais desenvolvam autonomia no uso dos serviços de governo eletrônico e no acesso às facilidades disponíveis na internet. Identificar ferramentas e recomendações para ampliar o papel dos espaços comunitários nas iniciativas de inclusão digital. Identificar modelos para o planejamento em âmbito nacional de serviços de governo eletrônico e para políticas de inclusão digital.

4 Projeto STID e as Fronteiras da Inclusão Digital Inclusão Digital Internet Inteligibilidade Conteúdo adequado ao público-alvo Acessibilidade Usabilidade Barreiras Sociais e Psicológicas Deficiências Físicas e Sensoriais Aproximação com o Usuário Acesso Barreiras Econômicas Infraestrurura Deficiente

5 Ultrapassando as Fronteiras da Inclusão Digital Inteligibilidade Conteúdo adequado ao usuário Adequação lingüística Tecnologias e ferramentas assistivas Serviços e-gov Acessibilidade Usabilidade Particularidades de cada perfil de usuário Ambiente acolhedor Proximidade com o usuário Acesso Disponibilidade de acesso Universalização da banda larga Planejamento e Políticas de Inclusão Digital

6 Campos de Teste - Telecentros 2 Telecentros Bastos e Santo Antônio de Posse, ambos em SP Terminais dedicados para acesso aos serviços STID. Terminais para acesso à internet. Software Livre. Ferramentas assistivas. Ambientes integrados a centros culturais dos municípios ou outras iniciativas de inclusão digital. Monitores treinados nas tecnologias instaladas e no atendimento ao público-alvo STID. Postos de saúde conectados aos servidores dos telecentros Interface administrativa do serviço de saúde. Integração com as unidades centrais de atendimento.

7 Campos de Teste - Telecentros Administração Telecentros Internet Postos de Saúde Centros Comunitários (Futuro) Quiosques/ Hotspots (Futuro)

8 Telecentros Bastos Sto Antônio de Posse

9 Serviços & Interfaces Dois serviços exploratórios desenvolvidos e implantados durante o projeto: IncluaSaúde marcação, verificação de consultas, dicas de saúde PrevidênciaFácil portal de acesso aos serviços da previdência Serviços residentes nos servidores dos telecentros. Interface administrativa para monitores, administradores e atendentes dos postos de saúde. Interface de usuário para os todos os perfis atendidos pelo STID: alfabetizados, analfabetos, deficientes auditivos e visuais. Concebida a partir do trabalho de pesquisa realizado em conjunto com a Unicamp e USP, testes em campo e outras atividades de pesquisa realizada pelo CPqD. Características: login via reconhecimento facial e teclado. Interface icônica. Síntese dinâmica de texto para voz e texto para libras. Integração com leitor de telas para cegos. Suporte para conteúdo audio-visual.

10 Status & próximos passos Testes de usabilidade em campo e em laboratório realizados desde agosto/2008 nas localidades-teste e no laboratório de usabilidade. Serviços PrevidênciaFácil e IncluaSaúde implantados nos dois telecentros e operando em 3 postos de saúde de cada localidade desde janeiro/2009, Versão inicial das interfaces para usuários analfabetos e com baixo letramento. Ações de divulgação intensiva dos serviços STID diretamente com os usuários dos postos de saúde em andamento. Implantação do modelo de interação final do STID, com suporte para todo o público-alvo STID (abril/2009). Continuação das ações de divulgação e testes em campo e em laboratório com a interfaces finais do STID. Desenvolvimento de propostas de modelos de implantação em âmbito nacional.

11 Luiz Rolim (19)

Modelo de interação humano-computador para analfabetos e pessoas com deficiência. Campinas, 26 de março de 2009

Modelo de interação humano-computador para analfabetos e pessoas com deficiência. Campinas, 26 de março de 2009 Modelo de interação humano-computador para analfabetos e pessoas com deficiência Campinas, 26 de março de 2009 Modelo de Interação Guia para projetistas de interfaces de usuários e desenvolvedores de sistemas

Leia mais

A cidade digital plena, articulada a partir da administração local. Marcos de C. Marques Pesquisador e Consultor São Paulo, 09 de Junho de 2009

A cidade digital plena, articulada a partir da administração local. Marcos de C. Marques Pesquisador e Consultor São Paulo, 09 de Junho de 2009 A cidade digital plena, articulada a partir da administração local Marcos de C. Marques Pesquisador e Consultor São Paulo, 09 de Junho de 2009 O foco na construção de uma cidade digital deve recair sobre

Leia mais

PROPLAN Diretoria de Informações. Tutorial SisRAA Biblioteca

PROPLAN Diretoria de Informações. Tutorial SisRAA Biblioteca PROPLAN Tutorial SisRAA Biblioteca Ana Carla Macedo da Silva Jaciane do Carmo Ribeiro Diego da Costa Couto Mauro Costa da Silva Filho Dezembro 2014 SUMÁRIO 1. Menu: Acessibilidade... 3 1.1 Opção de menu:

Leia mais

Caminhos para as cidades digitais no Brasil. Campinas, 26 de março de 2009

Caminhos para as cidades digitais no Brasil. Campinas, 26 de março de 2009 Caminhos para as cidades digitais no Brasil Campinas, 26 de março de 2009 Atualmente, faz-se necessário o exame de meios que estimulem a difusão de cidades digitais sustentáveis pelo país, porque, além

Leia mais

Aplicação web para. Telecentros no Brasil»

Aplicação web para. Telecentros no Brasil» Aplicação web para A primeira unidade do projeto Casa Brasil em Manaus foi inaugurada no último dia 20/09 com a sala de leitura, auditório e sete salas equipadas com 20 computadores, que funcionarão como

Leia mais

Acessibilidade Web na Universidade O que é? Por quê? Como Fazer? Amanda Meincke Melo amanda.melo@unipampa.edu.br http://ammelobr.blogspot.

Acessibilidade Web na Universidade O que é? Por quê? Como Fazer? Amanda Meincke Melo amanda.melo@unipampa.edu.br http://ammelobr.blogspot. Acessibilidade Web na Universidade O que é? Por quê? Como Fazer? Amanda Meincke Melo amanda.melo@unipampa.edu.br http://ammelobr.blogspot.com/ 2 Agenda Conceitos Acessibilidade Web Cenários Estudos de

Leia mais

Desenvolvendo e Integrando Serviços Multiplataforma de TV Digital Interativa

Desenvolvendo e Integrando Serviços Multiplataforma de TV Digital Interativa Desenvolvendo e Integrando Serviços Multiplataforma de TV Digital Interativa Agenda Introdução Aplicações interativas de TV Digital Desafios de layout e usabilidade Laboratório de usabilidade Desafios

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA A inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais na Universidade de Brasília Tania Milca de Carvalho Malheiros A IMPORTÂNCIA DO TEMA: INCLUSÃO SOCIAL a inclusão social

Leia mais

Importância e Implementação

Importância e Implementação Importância e Implementação O que é? Sub-área da inclusão social. Democratização do acesso às tecnologias de informação. Melhorar as condições de vida de uma comunidade com ajuda da tecnologia. Utilização

Leia mais

Governo eletrônico e a integração de processos de serviços públicos para melhoria do atendimento a sociedade

Governo eletrônico e a integração de processos de serviços públicos para melhoria do atendimento a sociedade Governo eletrônico e a integração de processos de serviços públicos para melhoria do atendimento a sociedade Rogério Santanna dos Santos Brasília, 03 de junho de 2009 Fórum Internacional das Centrais de

Leia mais

Cidades Inteligentes

Cidades Inteligentes Cidades Inteligentes Além das Cidades Digitais Plenas Juliano Castilho Dall Antonia CTI 15/05/14 Conceituação Publicado em 2006 Creative Commons Você pode copiar, distribuir e exibir Você pode criar obras

Leia mais

INCLUSÃO DIGITAL COMO FORMA DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL CANELA - RS

INCLUSÃO DIGITAL COMO FORMA DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL CANELA - RS INCLUSÃO DIGITAL COMO FORMA DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL CANELA - RS DADOS ESTATÍSTICOS População 2010: 39.238 Área da unidade territorial (km²): 254 EMEF: 12 EMEE: 1 EMEI: 10 UBS: 7 Parques Municipais:

Leia mais

Análise do uso das tecnologias assistivas no comércio eletrônico

Análise do uso das tecnologias assistivas no comércio eletrônico Análise do uso das tecnologias assistivas no comércio eletrônico Camerino Badaró dos Santos Neto Supervisor: Fabricio de Sousa Professor: Claudio Rodolfo Resumo Tecnologia Assistiva é qualquer aplicativo

Leia mais

Governo Eletrônico no Brasil

Governo Eletrônico no Brasil Governo Eletrônico no Brasil João Batista Ferri de Oliveira Natal, 18 de Setembro de 2009 II Simpósio de Ciência e Tecnologia de Natal Estrutura da apresentação Estrutura organizacional Diretrizes Principais

Leia mais

1o. Seminário Gestão de Informação Jurídica em Espaços Digitais. Acessibilidade. Prof. José Antonio Borges NCE/UFRJ Fev / 2007

1o. Seminário Gestão de Informação Jurídica em Espaços Digitais. Acessibilidade. Prof. José Antonio Borges NCE/UFRJ Fev / 2007 1o. Seminário Gestão de Informação Jurídica em Espaços Digitais Acessibilidade Prof. José Antonio Borges NCE/UFRJ Fev / 2007 Entendendo o problema: Porque desenvolver sistemas que permitam o acesso a pessoas

Leia mais

O Projeto Casa Brasil de inclusão digital e social

O Projeto Casa Brasil de inclusão digital e social II Fórum de Informação em Saúde IV Encontro da Rede BiblioSUS O Projeto Casa Brasil de inclusão digital e social Maria de Fátima Ramos Brandão Outubro/2007 1 Apresentação O Projeto Casa Brasil Modelos

Leia mais

Sheet1. Criação de uma rede formada por tvs e rádios comunitárias, para acesso aos conteúdos

Sheet1. Criação de uma rede formada por tvs e rádios comunitárias, para acesso aos conteúdos Criação de um canal de atendimento específico ao público dedicado ao suporte de tecnologias livres. Formação de comitês indicados por representantes da sociedade civil para fomentar para a ocupação dos

Leia mais

Acessibilidade nos sites das Instituições da Rede Federal de EPT

Acessibilidade nos sites das Instituições da Rede Federal de EPT Acessibilidade nos sites das Instituições da Rede Federal de EPT Maurício Covolan Rosito Gerente do Núcleo de Bento Gonçalves do projeto de Acessibilidade Virtual da RENAPI Everaldo Carniel Pesquisador

Leia mais

ü Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação

ü Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação Nome e titulação do Coordenador: Coordenador: Prof. Wender A. Silva - Mestrado em Engenharia Elétrica (Ênfase em Processamento da Informação). Universidade

Leia mais

LINVOX DOSVOX em Linux

LINVOX DOSVOX em Linux LINVOX DOSVOX em Linux Senabraille - Goiânia José Antonio Borges Projeto DOSVOX NCE/UFRJ - nov/2004 Uso de computadores por DVs Leitura e escrita foram tornadas, entre videntes e cegos, razoavelmente compatíveis

Leia mais

Acesso à Internet e direitos do consumidor: balanço e perspectivas

Acesso à Internet e direitos do consumidor: balanço e perspectivas Acesso à Internet e direitos do consumidor: balanço e perspectivas Mesa 1: Acesso à banda larga: onde chegamos com o PNBL e o que temos pela frente Brasília, 3 de Junho de 14 CGI.br Comitê Gestor da Internet

Leia mais

INCLUSÃO DIGITAL: A TERCEIRA IDADE E SUAS DIFICULDADES ASSOCIADAS AS NOVAS TECNOLOGIAS.

INCLUSÃO DIGITAL: A TERCEIRA IDADE E SUAS DIFICULDADES ASSOCIADAS AS NOVAS TECNOLOGIAS. INCLUSÃO DIGITAL: A TERCEIRA IDADE E SUAS DIFICULDADES ASSOCIADAS AS NOVAS TECNOLOGIAS. Cícero Gonçalves dos Santos Faculdade Sete de Setembro (FASETE), cycero_hsc@hotmail.com Denise Xavier Fortes Faculdade

Leia mais

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. IF baiano Turno: matutino Nome: Almiro,Erica,Flavia,Valdinéia Professora: Laís 2015

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. IF baiano Turno: matutino Nome: Almiro,Erica,Flavia,Valdinéia Professora: Laís 2015 Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. IF baiano Turno: matutino Nome: Almiro,Erica,Flavia,Valdinéia Professora: Laís 2015 DISTRIBUIÇÃOS PARA DEFICIENTES DISTRIBUIÇÕES linuxacessivel.org

Leia mais

Tecnologia nos Municípios Brasileiros

Tecnologia nos Municípios Brasileiros PREFEITURA DE ITABORAÍ SECRETARIA DE FAZENDA ASSCT&I & (COBRA/BANCO DO BRASIL) DIRETORIA DE SISTEMAS INTEGRADOS Tecnologia nos Municípios Brasileiros O TERMO CIDADE DIGITAL Uma Cidade Digital muitas vezes

Leia mais

Práticas de leitura inclusiva para pessoa com deficiência visual: Cenário, avanços e desafios. II Fórum Catarinense do Livro e da Leitura maio/14

Práticas de leitura inclusiva para pessoa com deficiência visual: Cenário, avanços e desafios. II Fórum Catarinense do Livro e da Leitura maio/14 Práticas de leitura inclusiva para pessoa com deficiência visual: Cenário, avanços e desafios II Fórum Catarinense do Livro e da Leitura maio/14 Fundação Dorina Nowill para Cegos Existente há mais de 68

Leia mais

1 Sumário... 2. 2 O Easy Chat... 3. 3 Conceitos... 3. 3.1 Perfil... 3. 3.2 Categoria... 3. 4 Instalação... 5. 5 O Aplicativo... 7 5.1 HTML...

1 Sumário... 2. 2 O Easy Chat... 3. 3 Conceitos... 3. 3.1 Perfil... 3. 3.2 Categoria... 3. 4 Instalação... 5. 5 O Aplicativo... 7 5.1 HTML... 1 Sumário 1 Sumário... 2 2 O Easy Chat... 3 3 Conceitos... 3 3.1 Perfil... 3 3.2 Categoria... 3 3.3 Ícone Específico... 4 3.4 Janela Específica... 4 3.5 Ícone Geral... 4 3.6 Janela Geral... 4 4 Instalação...

Leia mais

Prefeitura de Guarulhos desenvolve o Guarux, sistema livre com foco educacional, profissional e em aplicativos acessíveis

Prefeitura de Guarulhos desenvolve o Guarux, sistema livre com foco educacional, profissional e em aplicativos acessíveis Prefeitura de Guarulhos desenvolve o Guarux, sistema livre com foco educacional, profissional e em aplicativos acessíveis Perfil Guarulhos é um dos 39 municípios da Grande São Paulo, região economicamente

Leia mais

As potencialidades da Educação a Distância na escolarização e profissionalização da pessoa com deficiência no País

As potencialidades da Educação a Distância na escolarização e profissionalização da pessoa com deficiência no País Audiência Pública As potencialidades da Educação a Distância na escolarização e profissionalização da pessoa com deficiência no País Carlos Bielschowsky Secretário de Educação a Distância Dados globais

Leia mais

RECOMENDAÇÕES PARA A ACESSIBILIDADE EM ETAPAS DA 2 CONFERÊNCIA NACIONAL DE JUVENTUDE

RECOMENDAÇÕES PARA A ACESSIBILIDADE EM ETAPAS DA 2 CONFERÊNCIA NACIONAL DE JUVENTUDE RECOMENDAÇÕES PARA A ACESSIBILIDADE EM ETAPAS DA 2 CONFERÊNCIA NACIONAL DE JUVENTUDE Este documento foi organizado pela Comissão Organizadora Nacional (CON) da 2 Conferência Nacional de Políticas Públicas

Leia mais

ITU Regional Human Capacity Development Forum. TIC e Desenvolvimento Econômico e Social

ITU Regional Human Capacity Development Forum. TIC e Desenvolvimento Econômico e Social ITU Regional Human Capacity Development Forum TIC e Desenvolvimento Econômico e Social O mundo passa por um momento de profundas transformações...... as comunicações são parte dessas transformações. Políticas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA. Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenadoria de Educação a Distância MCONF

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA. Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenadoria de Educação a Distância MCONF UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenadoria de Educação a Distância MCONF RESULTADOS DO EXPERIMENTO 5 Endereço da Sala: http://mconf.rnp.br/webconf/unipampa.

Leia mais

AÇÕES DE GESTÃO DO CONHECIMENTO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: COMPARTILHAMENTO DE EXPERIÊNCIAS EUGÊNIA BELÉM CALAZANS COELHO

AÇÕES DE GESTÃO DO CONHECIMENTO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: COMPARTILHAMENTO DE EXPERIÊNCIAS EUGÊNIA BELÉM CALAZANS COELHO AÇÕES DE GESTÃO DO CONHECIMENTO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: COMPARTILHAMENTO DE EXPERIÊNCIAS EUGÊNIA BELÉM CALAZANS COELHO A DEMOCRATIZAÇÃO DO ACESSO À INFORMAÇÃO EM SAÚDE: ACESSIBILIDADE DA BVS MS ÀS PESSOAS

Leia mais

Desenvolvimento de um CMS 1 para a criação e publicação de web sites acessíveis por deficientes visuais.

Desenvolvimento de um CMS 1 para a criação e publicação de web sites acessíveis por deficientes visuais. Desenvolvimento de um CMS 1 para a criação e publicação de web sites acessíveis por deficientes visuais. Tales Henrique José MOREIRA 1 ; Gabriel da SILVA 2 ; 1 Estudante de Tecnologia em Sistemas para

Leia mais

Educação Especial. 5. O que é a Sala de Recursos Multifuncionais?

Educação Especial. 5. O que é a Sala de Recursos Multifuncionais? Educação Especial 1. Qual a definição de pessoa com deficiência? De acordo com a ONU, pessoa com deficiência é aquela que tem impedimentos de natureza física, intelectual ou sensorial, os quais, em interação

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

Técnicas Assistivas para Pessoas com Deficiência Visual

Técnicas Assistivas para Pessoas com Deficiência Visual Técnicas Assistivas para Pessoas com Deficiência Visual Aula 15 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE.

Leia mais

Síntese de voz panorama tecnológico ANTONIO BORGES

Síntese de voz panorama tecnológico ANTONIO BORGES Síntese de voz panorama tecnológico ANTONIO BORGES Quase todos nós vamos precisar de óculos um dia (a menos que a tecnologia médica promova a substituição deste artefato por alguma outra coisa tecnológica,

Leia mais

Internet Cidadão Quissamã

Internet Cidadão Quissamã Internet Cidadão Quissamã Agenda Introdução Internet Cidadão Rede Prefeitura Situação Internet Cidadão Setembro de 2005 Ausência de provedores locais de acesso à Internet 2 Empresas de Informática (cerca

Leia mais

Nome da Empresa Sistema digitalizado no almoxarifado do EMI

Nome da Empresa Sistema digitalizado no almoxarifado do EMI Nome da Empresa Documento Visão Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 23/02/2015 1.0 Início do projeto Anderson, Eduardo, Jessica, Sabrina, Samuel 25/02/2015 1.1 Correções Anderson e Eduardo

Leia mais

ACESSIBILIDADE EM BIBLIOTECAS

ACESSIBILIDADE EM BIBLIOTECAS ACESSIBILIDADE EM BIBLIOTECAS São Paulo, 13 de novembro de 2009 LEGISLAÇÃO E BIBLIOTECAS: DIREITOS DO USUÁRIO As bibliotecas têm a responsabilidade de garantir e de facilitar o acesso às manifestações

Leia mais

Cidades Interativas Natal 2008

Cidades Interativas Natal 2008 Cidades Interativas Natal 2008 Cidadania eletrônica e Cidades Digitais Março 2008 w w w.www.cpqd.com.br c p q d.c o m.b r Agenda Conceitos e definições Projetos de P&D da DITVD STID SAPSA Conceitos e definições

Leia mais

Manual do Usuário - Portal Intranet

Manual do Usuário - Portal Intranet Manual do Usuário - [usado em conjunto com as recomendações do processo. Os textos em itálico-azul representam informações para auxiliar o preenchimento do template e devem ser removidos quando da sua

Leia mais

www.aciccolombo.com.br.com.br Serviço Completo para a Gestão de sua Nota Fiscal Eletrônica

www.aciccolombo.com.br.com.br Serviço Completo para a Gestão de sua Nota Fiscal Eletrônica Serviço Completo para a Gestão de sua Nota Fiscal Eletrônica NF-e OnDemand Serviço Completo para a Gestão de sua Nota Fiscal Eletrônica através de um provedor de aplicação Parcerias de Sucesso! Firmamos

Leia mais

Telebras Institucional

Telebras Institucional Telebras Institucional Ibirubá-RS, Setembro 2011 A Telebrás Quem somos A TELEBRAS é uma S/A de economia mista, vinculada ao Ministério das Comunicações, autorizada a usar e manter a infraestrutura e as

Leia mais

Humano-Computador (IHC)

Humano-Computador (IHC) 1 INF1403 Introdução a Interação Humano-Computador (IHC) Turma 3WA Professora: Clarisse Sieckenius de Souza Acessibilidade: Uma questão de lei e direitos humanos 15/Mar/2010 Stephen Hawking um dos maiores

Leia mais

Gustavo Noronha Silva. Projeto de Pesquisa: Impactos do Software Livre na Inclusão Digital

Gustavo Noronha Silva. Projeto de Pesquisa: Impactos do Software Livre na Inclusão Digital Gustavo Noronha Silva Projeto de Pesquisa: Impactos do Software Livre na Inclusão Digital Universidade Estadual de Montes Claros / UNIMONTES junho / 2003 Gustavo Noronha Silva Projeto de Pesquisa: Impactos

Leia mais

Acessibilidade. Profa. Renata Pontin de Mattos Fortes

Acessibilidade. Profa. Renata Pontin de Mattos Fortes Acessibilidade Profa. Renata Pontin de Mattos Fortes 1 Acessibilidade 2 Roteiro Acessibilidade Acessibilidade na Informática Inclusão Digital Design da Interação e Acessibilidade 3 Acessibilidade Definição

Leia mais

Informática na Educação Especial

Informática na Educação Especial Informática na Educação Especial Ciência da Computação Informática na Educação Educação Psicologia Sociologia... Profª. Dr ª. Márcia de Borba Campos - marciabc@inf.pucrs.br Profª. Dr ª. Milene Selbach

Leia mais

Atualização Tecnológica Solicitante de Bens e Serviços (Carrinho de Compras)

Atualização Tecnológica Solicitante de Bens e Serviços (Carrinho de Compras) Atualização Tecnológica Solicitante de Bens e Serviços (Carrinho de Compras) Última Atualização 26/01/2011 Objetivo O SRM é o sistema utilizado na gestão de relacionamento com fornecedores do Sistema Petrobras,

Leia mais

Acessibilidade para Biblioteca do Ministério da Saúde

Acessibilidade para Biblioteca do Ministério da Saúde Acessibilidade para Biblioteca do Ministério da Saúde Sociedade da Informação A exemplo das políticas adotadas pelas Nações Unidas, especialmente pela convenção das pessoas com deficiência, da qual o Brasil

Leia mais

Avanços importantes na Educação com o advento da Banda Larga

Avanços importantes na Educação com o advento da Banda Larga Avanços importantes na Educação com o advento da Banda Larga Conselho de Altos Estudos e Avaliação Tecnológica da Camara dos Deputados Carlos Bielschowsky Secretário de Educação a Distância - MEC Em 16

Leia mais

Título do trabalho: Acessibilidade do espaço físico da Biblioteca Dante Moreira Leite

Título do trabalho: Acessibilidade do espaço físico da Biblioteca Dante Moreira Leite Temática(s): Acessibilidade do espaço físico Tipo de Trabalho: Relato de Experiência Título do trabalho: Acessibilidade do espaço físico da Biblioteca Dante Moreira Leite Autora e Filiação: Sampaio, M.

Leia mais

Sistema de Geração de Sítios e Manutenção de Conteúdo: uma solução incorporando regras de acessibilidade

Sistema de Geração de Sítios e Manutenção de Conteúdo: uma solução incorporando regras de acessibilidade Sistema de Geração de Sítios e Manutenção de Conteúdo: uma solução incorporando regras de acessibilidade Ilan Chamovitz Datasus Departamento de Informática e Informação do SUS Ministério da Saúde - Brasil

Leia mais

Inclusão digital de deficientes visuais através de Projeto Comunitário, Santana do Livramento (2013)

Inclusão digital de deficientes visuais através de Projeto Comunitário, Santana do Livramento (2013) Inclusão digital de deficientes visuais através de Projeto Comunitário, Santana do Livramento (2013) Eduardo Bueno Simões Pires 1, Aline da Cunha Simões Pires 2 1 Instituto de Informática Universidade

Leia mais

Linguagem de Programação Visual. Aula 2 Prof. Gleison Batista de Sousa

Linguagem de Programação Visual. Aula 2 Prof. Gleison Batista de Sousa Linguagem de Programação Visual Aula 2 Prof. Gleison Batista de Sousa Historico 50s Interfaces são painel de controles do hardware, usuário são engenheiros; 60-70s Interfaces são programas em linguagens

Leia mais

Acessibilidade na Web

Acessibilidade na Web Acessibilidade na Web Departamento de Computação - UFS Tópicos Especiais em Sistemas de Informação Lucas Augusto Carvalho lucasamcc@dcomp.ufs.br Prof. Rogério Vídeo Custo ou Benefício? http://acessodigital.net/video.html

Leia mais

Software Livre. Agência de Tecnologia da Informação de Sergipe

Software Livre. Agência de Tecnologia da Informação de Sergipe Software Livre Governo do Estado de Sergipe Apresentação AGETIS Situação Encontrada e Motivação SL no Governo de Sergipe Decisão Governamental Decreto 23.706 de 10 de Março de 2006 Projetos Conclusão AGETIS

Leia mais

FileMaker Pro 12. Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o

FileMaker Pro 12. Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o FileMaker Pro 12 Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o FileMaker Pro 12 2007 2012 FileMaker Inc. Todos os direitos reservados. FileMaker Inc. 5201 Patrick Henry Drive Santa Clara,

Leia mais

Diretrizes Complementares para Aplicação da Análise de Pontos de Função no PAD

Diretrizes Complementares para Aplicação da Análise de Pontos de Função no PAD Diretrizes Complementares para Aplicação da Análise de Pontos de Função no PAD Ricardo Gaspar (21) 2172-8078 ricardo.gaspar@bndes.gov.br 10 de Junho de 2013 Agenda Contextualização Diretrizes de Contagem

Leia mais

Existem 109 questões nesta pesquisa

Existem 109 questões nesta pesquisa FASE 2: ANÁLISE DO WEBSITE INSTRUÇÕES Leia atentamente todas as questões Explore o website em avaliação, procurando pelas questões propostas Depois, responda cada questão Algumas questões precisam de informações

Leia mais

TECNOLOGIA ASSISTIVA E ACESSIBILIDADE À WEB. Projeto de Acessibilidade Virtual - RENAPI Maio/2010

TECNOLOGIA ASSISTIVA E ACESSIBILIDADE À WEB. Projeto de Acessibilidade Virtual - RENAPI Maio/2010 TECNOLOGIA ASSISTIVA E ACESSIBILIDADE À WEB Projeto de Acessibilidade Virtual - RENAPI Maio/2010 Tecnologia Assistiva Expressão utilizada para identificar todo o arsenal de recursos e serviços que contribuem

Leia mais

A PÁGINA DISCIPLINAR DE MATEMÁTICA DO PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO

A PÁGINA DISCIPLINAR DE MATEMÁTICA DO PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO A PÁGINA DISCIPLINAR DE MATEMÁTICA DO PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO Resumo: Dolores Follador Secretaria de Estado da Educação do Paraná e Faculdades Integradas do Brasil - Unibrasil doloresfollador@gmail.com

Leia mais

II Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias e IV Fórum Prazeres da Leitura. Acessibilidade Brasil

II Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias e IV Fórum Prazeres da Leitura. Acessibilidade Brasil II Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias e IV Fórum Prazeres da Leitura Acessibilidade Brasil Acessibilidade em Bibliotecas Acessibilidade Brasil A Importância da Acessibilidade

Leia mais

O Casa Brasil não é apenas um espaço de inclusão digital, mas de inclusão social, entretenimento, produção e disseminação cultural, de articulação política e social e ampliação da cidadania, assim como

Leia mais

ACESSIBILIDADE WEB: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO DO CONHECIMENTO DO DESENVOLVEDOR WEB BRASILEIRO

ACESSIBILIDADE WEB: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO DO CONHECIMENTO DO DESENVOLVEDOR WEB BRASILEIRO ACESSIBILIDADE WEB: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO DO CONHECIMENTO DO DESENVOLVEDOR WEB BRASILEIRO Timóteo Moreira Tangarife, Cláudia Mont Alvão Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces LEUI Programa

Leia mais

Título do trabalho: PROMOVER A ACESSIBILIDADE AOS DEFICIENTES VISUAIS E BAIXA VISÃO À REDE DE BIBLIOTECAS DA UNESP

Título do trabalho: PROMOVER A ACESSIBILIDADE AOS DEFICIENTES VISUAIS E BAIXA VISÃO À REDE DE BIBLIOTECAS DA UNESP Temática(s): Acessibilidade em bibliotecas Tipo de Trabalho: Relato de experiência Título do trabalho: PROMOVER A ACESSIBILIDADE AOS DEFICIENTES VISUAIS E BAIXA VISÃO À REDE DE BIBLIOTECAS DA UNESP Autores

Leia mais

e-mag 3.0 Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico Projeto de Acessibilidade Virtual da RENAPI SETEC/MEC Andréa Poletto Sonza

e-mag 3.0 Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico Projeto de Acessibilidade Virtual da RENAPI SETEC/MEC Andréa Poletto Sonza e-mag 3.0 Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico SETEC/MEC Andréa Poletto Sonza Brasília, 21 de Setembro de 2011 e-mag Acessibilidade Conceitos Por que acessibilidade? e-mag Histórico Versão 3.0

Leia mais

TEMA 02 : Estruturação dos NAPNE (Tecnologia Assistiva e Recursos Multifuncionais)

TEMA 02 : Estruturação dos NAPNE (Tecnologia Assistiva e Recursos Multifuncionais) PROPOSTAS DE AÇÕES DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA PARA O IFB E A REDE FEDERAL TEMA 01: Gestão dos NAPNE (Vinculação/gestão) 1. No campus, o Napne deverá estar vinculado à Direção de Ensino (e não à coordenação

Leia mais

Manual Easy Chat Data de atualização: 20/12/2010 16:09 Versão atualizada do manual disponível na área de download do software.

Manual Easy Chat Data de atualização: 20/12/2010 16:09 Versão atualizada do manual disponível na área de download do software. 1 - Sumário 1 - Sumário... 2 2 O Easy Chat... 3 3 Conceitos... 3 3.1 Perfil... 3 3.2 Categoria... 4 3.3 Ícone Específico... 4 3.4 Janela Específica... 4 3.5 Ícone Geral... 4 3.6 Janela Geral... 4 4 Instalação...

Leia mais

Inclusão Digital. Marcos Sunye. Centro de Computação Científica e Software Livre C3SL/UFPR

Inclusão Digital. Marcos Sunye. Centro de Computação Científica e Software Livre C3SL/UFPR Inclusão Digital Marcos Sunye Centro de Computação Científica e Software Livre C3SL/UFPR INCLUSÃO DIGITAL Desafios da Inclusão Digital Experiência do C3SL/UFPR Integração Governo do Paraná MEC MC Desafios

Leia mais

Trabalho interdisciplinar e atividade extensionista na UEPG: o projeto Portal Comunitário

Trabalho interdisciplinar e atividade extensionista na UEPG: o projeto Portal Comunitário Trabalho interdisciplinar e atividade extensionista na UEPG: o projeto Portal Comunitário SOUZA, Kauana Mendes 1 ; XAVIER, Cintia 2 Universidade Estadual de Ponta Grossa, Paraná, PR RESUMO O projeto Portal

Leia mais

Ministério das Comunicações. Secretaria de Inclusão Digital

Ministério das Comunicações. Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Comunicações Secretaria de Inclusão Digital Computadores para a Inclusão Os Centros de Recondicionamento de Computadores (CRCs) são parte do projeto Computadores para Inclusão, que promove

Leia mais

Acessibilidade e Desenho Universal em Bibliotecas

Acessibilidade e Desenho Universal em Bibliotecas ACESSIBILIDADE EM INFORMAÇÃO E EM ARTE Quem faz a diferença? Acessibilidade e Desenho Universal em Bibliotecas Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - UFRJ Regina COHEN, DSc. Arquiteta e Doutora em Ecologia

Leia mais

Apresentando o GNOME. Arlindo Pereira arlindo.pereira@uniriotec.br

Apresentando o GNOME. Arlindo Pereira arlindo.pereira@uniriotec.br Apresentando o GNOME Arlindo Pereira arlindo.pereira@uniriotec.br O que é o GNOME? GNOME é um ambiente desktop - a interface gráfica de usuário que roda sobre um sistema operacional - composta inteiramente

Leia mais

ENGENHARIA DE USABILIDADE Unidade V Acessibilidade à Web. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com

ENGENHARIA DE USABILIDADE Unidade V Acessibilidade à Web. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático Conceitos e Importância Projeto e desenvolvimento de Web acessível Acessibilidade É o processo e as técnicas usadas para criar

Leia mais

BIBLIOTECA PROF. JOSÉ ROBERTO SECURATO RELATÓRIO DE GESTÃO 2014. São Paulo

BIBLIOTECA PROF. JOSÉ ROBERTO SECURATO RELATÓRIO DE GESTÃO 2014. São Paulo BIBLIOTECA PROF. JOSÉ ROBERTO SECURATO RELATÓRIO DE GESTÃO 2014 São Paulo 2015 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REALIZAÇÕES... 3 2.1 Acervo... 3 2.2 Plano de atualização e expansão do acervo... 3 2.3 Divulgação...

Leia mais

FileMaker Pro 14. Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o FileMaker Pro 14

FileMaker Pro 14. Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o FileMaker Pro 14 FileMaker Pro 14 Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o FileMaker Pro 14 2007-2015 FileMaker, Inc. Todos os direitos reservados. FileMaker Inc. 5201 Patrick Henry Drive Santa Clara,

Leia mais

Instalação: permite baixar o pacote de instalação do agente de coleta do sistema.

Instalação: permite baixar o pacote de instalação do agente de coleta do sistema. O que é o projeto O PROINFODATA - programa de coleta de dados do projeto ProInfo/MEC de inclusão digital nas escolas públicas brasileiras tem como objetivo acompanhar o estado de funcionamento dos laboratórios

Leia mais

Manual de PRODUÇÃO ONLINE. Autorização e Faturamento

Manual de PRODUÇÃO ONLINE. Autorização e Faturamento Manual de PRODUÇÃO ONLINE 2 APRESENTAÇÃO A Unimed-Rio desenvolveu seu sistema de Produção Online, criado para facilitar a rotina de atendimento de seus médicos cooperados. Este sistema é composto por dois

Leia mais

O QUE É O SITE MUNÍCIPIOS?

O QUE É O SITE MUNÍCIPIOS? O QUE É O SITE MUNÍCIPIOS? Apresentação Histórico Estratégia de comunicação e políticas para promoção do municipalismo forte e atuante A atuação da Confederação Nacional de Municípios na comunicação pública

Leia mais

As publicações da Confederação Nacional de Municípios CNM podem ser acessadas, na íntegra, na biblioteca online do Portal CNM: www.cnm.org.br.

As publicações da Confederação Nacional de Municípios CNM podem ser acessadas, na íntegra, na biblioteca online do Portal CNM: www.cnm.org.br. 2015 Confederação Nacional de Municípios CNM. Esta obra é disponibilizada nos termos da Licença Creative Commons: Atribuição Uso não comercial Compartilhamento pela mesma licença 4.0 Internacional. É permitida

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE ACESSO À TECNOLOGIA DE INFORMAÇÕES COM INCLUSÃO SOCIAL E DIGITAL

IMPLANTAÇÃO DE ACESSO À TECNOLOGIA DE INFORMAÇÕES COM INCLUSÃO SOCIAL E DIGITAL IMPLANTAÇÃO DE ACESSO À TECNOLOGIA DE INFORMAÇÕES COM INCLUSÃO SOCIAL E DIGITAL Assunto: Implantação de Acesso à Tecnologia de Informações com Inclusão Social e Digital Objetivo: Objetiva pelo desenvolvimento

Leia mais

ESPELHO DE EMENDAS DE INCLUSÃO DE META

ESPELHO DE EMENDAS DE INCLUSÃO DE META COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS E FISCALIZ S AO PLN 0002 / 2007 - LDO Página: 489 de 2393 ESPELHO DE S DE INCLUSÃO DE META AUTOR DA 24760001 0461 Promoção da Pesquisa e do Desenvolvimento Científico

Leia mais

Correio Eletrônico Carteiro. Apresentador: Marcos Martins Melo 13/02/2007

Correio Eletrônico Carteiro. Apresentador: Marcos Martins Melo 13/02/2007 Correio Eletrônico Carteiro Apresentador: Marcos Martins Melo 13/02/2007 Agenda -Histórico; - Objetivos; - Necessidades; - Projeto; -Solução; -Segurança; -Telas; - Novos desafios. Agenda -Histórico; -

Leia mais

Fonte: Universidade Federal do Paraná. Sistema de Bibliotecas. Biblioteca Central. Departamento de Bibliotecas e Documentação

Fonte: Universidade Federal do Paraná. Sistema de Bibliotecas. Biblioteca Central. Departamento de Bibliotecas e Documentação Sigla Código Nome da Biblioteca Banheiros adaptados Bebedouros e lavabos adaptados Entrada/Saída com dimensionamento Banheiros com leiautes adaptados (lavatórios, espelhos, barras de apoio, vasos, papeleiras,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão Diretoria de Políticas de Educação Especial Inclusão A concepção da inclusão educacional expressa o conceito

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação Informação no contexto administrativo Graduação em Redes de Computadores Prof. Rodrigo W. Fonseca SENAC FACULDADEDETECNOLOGIA PELOTAS >SistemasdeInformação SENAC FACULDADEDETECNOLOGIA

Leia mais

Projeto EnCaminhar Rede de Educação e Tele-Saúde Escolar Via Satélite

Projeto EnCaminhar Rede de Educação e Tele-Saúde Escolar Via Satélite Projeto EnCaminhar Rede de Educação e Tele-Saúde Escolar Via Satélite Apresentador Prof.Dr. Renato M.E. Sabbatini Neurocientista do comportamento e especialista em EaD e tele-saúde, doutorado pela USP/Ribeirão

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 PROPOSTA DE UMA ARQUITETURA DE INTERFACE DE SOFTWARE PARA GERAÇÃO DE NOTAS MUSICAIS PARA DETECÇÃO DE OBSTÁCULOS MAGNA CAETANO DA SILVA 1, GABRIEL DA SILVA 2 RESUMO Para realização deste trabalho foi realizada

Leia mais

Apresentação. Bem-vindo à apresentação das diferenças entre as versões 1 e 2 do SEER. Elaborado por: Fernanda Moreno Consultora Ibict Fevereiro 2007

Apresentação. Bem-vindo à apresentação das diferenças entre as versões 1 e 2 do SEER. Elaborado por: Fernanda Moreno Consultora Ibict Fevereiro 2007 Apresentação Bem-vindo à apresentação das diferenças entre as versões 1 e 2 do SEER Elaborado por: Fernanda Moreno Consultora Ibict Fevereiro 2007 Objetivo Durante esta apresentação, editores terão a oportunidade

Leia mais

V CINFORM Encontro Nacional de Ciência da Informação. Política de Informação Pública

V CINFORM Encontro Nacional de Ciência da Informação. Política de Informação Pública V CINFORM Encontro Nacional de Ciência da Informação Política de Informação Pública Salvador, 28 a 30 de junho de 2004 Política de Informação Pública Inclusão Digital de Micro e Pequeno Empresa Telecentros

Leia mais

Este Manual aplica-se a todos os Usuário de T.I. do Ministério Público de Goiás. ATIVIDADE AUTORIDADE RESPONSABILIDADE Manter o Manual Atualizado

Este Manual aplica-se a todos os Usuário de T.I. do Ministério Público de Goiás. ATIVIDADE AUTORIDADE RESPONSABILIDADE Manter o Manual Atualizado Versão 01 - Página 1/8 1 Objetivo Orientar o usuário de T.I. a solicitar atendimento. Mostrar o fluxo da solicitação. Apresentar a Superintendência 2 Aplicação Este Manual aplica-se a todos os Usuário

Leia mais

Tecnologias Assistivas

Tecnologias Assistivas Tecnologias Assistivas Novembro/2011 Elisa Tuler de Albergaria Departamento de Ciência da Computação INCLUSÃO NAS ESCOLAS: Oficinas do fazer e do pensar COM a diferença - 2011 Acessibilidade Acessibilidade

Leia mais

Programa Febraban de Inclusão Social. São Paulo, 26/09/2006

Programa Febraban de Inclusão Social. São Paulo, 26/09/2006 Programa Febraban de Inclusão Social São Paulo, 26/09/2006 1 População com Deficiência no Brasil Fatos e Percepções 2 Entendimento População com Deficiência no Brasil Fatos e Percepções 1º Semestre/06

Leia mais

BlackBerry Mobile Voice System

BlackBerry Mobile Voice System BlackBerry Mobile Voice System BlackBerry Mobile Voice System Comunicações móveis unificadas O Mobile Voice System ( MVS) foi projetado para unificar os recursos do telefone fixo aos smartphones e às redes

Leia mais

I F N 1 F 4 1 0 4 3 0 3 In I t n r t o r d o u d ç u ã ç o ã o a a I n I t n e t r e a r ç a ã ç o ã

I F N 1 F 4 1 0 4 3 0 3 In I t n r t o r d o u d ç u ã ç o ã o a a I n I t n e t r e a r ç a ã ç o ã 1 INF1403 Introdução a Interação Humano-Computador (IHC) Turma 3WB Professor: Alberto Barbosa Raposo Interface e interação Qualidade da Experiência do Usuário Usabilidade, comunicabilidade, acessibilidade

Leia mais

LOCALIZAÇÃO: PAVIMENTO TÉRREO IDENTIFICAÇÃO ÁREA (M 2 ) CAPACIDADE Auditório 367,23 406

LOCALIZAÇÃO: PAVIMENTO TÉRREO IDENTIFICAÇÃO ÁREA (M 2 ) CAPACIDADE Auditório 367,23 406 INFRA-ESTRUTURA FÍSICA E TECNOLÓGICA As salas de aula da FACULDADE BARRETOS estão aparelhadas para turmas de até 60 (sessenta) alunos, oferecendo todas as condições necessárias para possibilitar o melhor

Leia mais

PROJETO ARARIBÁ. Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico.

PROJETO ARARIBÁ. Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico. PROJETO ARARIBÁ Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico. ARARIBÁ HISTÓRIA O livro tem oito unidades, divididas

Leia mais

PROTOCOLO DE SOLUÇÕES Programa: Inclusão da Pessoa com Deficiência no Mercado de Trabalho SOLUÇÕES SOCIAIS

PROTOCOLO DE SOLUÇÕES Programa: Inclusão da Pessoa com Deficiência no Mercado de Trabalho SOLUÇÕES SOCIAIS 1 PROTOCOLO DE SOLUÇÕES Programa: Inclusão da Pessoa com Deficiência no Mercado de Trabalho Serviço Social da Indústria de Santa Catarina SOLUÇÕES SOCIAIS 2 Programa: Inclusão da Pessoa com Deficiência

Leia mais