SÃO PAULO LULA VIEIRA 453 ANOS BATENDO RECORDES A PRIMEIRA IMPRESSÃO É A QUE FICA, COLECIONADOR DE JINGLES INESQUECÍVEIS MAS NEM SEMPRE É A CORRETA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SÃO PAULO LULA VIEIRA 453 ANOS BATENDO RECORDES A PRIMEIRA IMPRESSÃO É A QUE FICA, COLECIONADOR DE JINGLES INESQUECÍVEIS MAS NEM SEMPRE É A CORRETA"

Transcrição

1 SÃO PAULO 453 ANOS BATENDO RECORDES ANO 30 Nº 240 JANEIRO 2007 PUBLICAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DISTRIBUIDORES VOLKSWAGEN A PRIMEIRA IMPRESSÃO É A QUE FICA, MAS NEM SEMPRE É A CORRETA LULA VIEIRA COLECIONADOR DE JINGLES INESQUECÍVEIS

2 Recado UM RESULTADO EFETIVO por Elias Monteiro Iniciamos este ano com boas expectativas. O otimismo certamente se deve aos bons resultados alcançados em Tanto para nós, concessionários, quanto para a Volkswagen, o ano passado proporcionou agradáveis surpresas. A marca mostrou ao mercado a estratégia de futuro, os serviços e a ampla gama de produtos que temos a oferecer, combinando arrojadas ações de marketing, perfeitamente antenadas com o público. Uma evidência que comprova o quanto a reestruturação da companhia - que continua sendo feita - está reaproximando a marca do consumidor, em especial, do consumidor jovem. Também para a Rede Autorizada, a Volkswagen respondeu à altura do seu empenho, competência e confiança, anunciando investimentos significativos nas unidades brasileiras, de forma a recuperar mercado. Para os concessionários, a postura pró-ativa assumida pela montadora deixou clara sua intenção de priorizar o Brasil e a América Latina, prometendo novos lançamentos e novas políticas de gestão. A esse posicionamento, mais uma vez a Rede reagiu com profissionalismo, investindo por sua vez, boa soma de recursos em suas instalações e operação. É dela, sem dúvida, o mérito pelo aumento das vendas registrado no acumulado do ano. Foi com atitudes comerciais agressivas que os empresários e suas equipes souberam alavancar negócios. Ao sair dos escritórios e chegar ao show room, titulares e gerentes dobraram esforços para frente a frente com os clientes ampliar sensivelmente a comercialização de carros, peças e serviços. Hoje, ao saber que a Volkswagen se recupera a passos largos também em outras partes do mundo, como no importante mercado norte-americano, onde a companhia promete para os próximos anos mais que dobrar as vendas de veículos com o lançamento de 20 novos modelos, temos ainda mais uma razão para estarmos otimistas. Por isso, desejamos a você, concessionário Volkswagen, a sua família, que é sua cumplice em todas as situações, e a seus colaboradores, um 2007 repleto de boas novas e bons resultados, porque como dissemos em outras oportunidades, a realidade do dia-a-dia não é feita de conquistas, mas de resultados efetivos. Elias Monteiro é presidente da Assobrav/Grupo Disal

3 Cartas Expediente PUBLICAÇÃO MENSAL DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DISTRIBUIDORES VOLKSWAGEN Ano 30 Edição 240 Janeiro de 2007 stock.xchng 4 PAIXÃO POR AUTOMÓVEIS Gostei muito da abordagem feita na matéria de capa da edição 238 (Novembro ). Ao colocar o pensamento de especialistas como o médico psicoterapeuta José Ângelo Gaiarsa fica mais fácil e aceitável entender por que os homens gostam tanto de automóveis e chegam a endividar-se para ter um carro bem bonito. Concordo plenamente com a afirmação A diferença entre homens e meninos é somente o tamanho de seus brinquedos - e eu acrescentaria - e o preço também. Mesmo assim, com a objetividade que cabe às mulheres, digo e repito que o tema foi bem desenvolvido. Maria Paula Gerreiro - Jundiai - SP ABNEGAÇÃO E DEDICAÇÃO Fiquei impressionada com a abnegação da atleta Valéria Aprobato (Edição Dezembro 2006). Ela merece ser bonita porque além do tempo que passa treinando, submete-se a uma dieta muito rigorosa. Nestes dias em que as pessoas querem tudo de forma muito fácil, com pouco trabalho e muito dinheiro, essa moça é um exemplo para todos nós. Ela resgata um velho princípio: Sem esforço, determinação e abnegação não se vai longe. Parabéns a ela e a vocês por terem mostrado o seu propósito de vida. Maria Jose Segoe - São Paulo - SP ENSINAR A PESCAR Como pessoa atuante no terceiro setor, venho manifestar minha crítica à matéria Ensinar a Pescar e a Multiplicar o Peixe, publicada na edição passada (Dezembro ) dessa conceituada revista. Em que pese o incentivo dado às pessoas já engajadas na assistência ao próximo e à correta informação de que que o simples assistencialismo está dando lugar a projetos autosustentáveis, o texto malhou muito, mesmo sem citar nomes, as pessoas e entidades que eventualmente foram os precursores no Brasil na formação de ONGs. Sinceramente, acho que num país miserável como o nosso, às vezes, os fins justificam os meios. Clara L O Sonata São Paulo N.R.: Entendemos que a matéria mostrou muito mais aspectos positivos do que negativos sobre o tema, mas em nome do princípio jornalístico também foram apontados - ainda que sem revelar as fontes, como bem disse a leitora e assim preservar a integridade dos que eventualmente se viram retratados no texto - os pontos nada elogiosos que a grande imprensa e nossos repórteres constataram. Há, sim, personalidades e empresas que só se dedicam ao Terceiro Setor para tirar proveito próprio, mas felizmente também existem ações, como as citadas no texto, que fazem um trabalho efetivamente relevante para tirar da miséria as populações carentes. Com o que não podemos absolutamente concordar é com o pensamento de que em um país miserável como o nosso, às vezes, os fins justificam os meios. NANOTECNOLOGIA Que beleza as coisas que podem ser feitas com a nanotecnologia (Edição Dezembro )! Sem dúvida, a pesquisa e o avanço tecnológico são os responsáveis pela evolução do mundo e dos cidadãos. Parabéns por terem trazido aos leitores também este assunto. José Antonio Aicar São Paulo - SP Conselho Editorial Antonio Francischinelli Jr., Carlos Alberto Riquena, Evaldo Ouriques, Juan Carlos Escorza Dominguez, Mauro I.C. Imperatori e Silvia Teresa Bella Ramunno. Editoria e Redação Trade AT Once - Comunicação e Websites Ltda. Rua Itápolis, 815 CEP São Paulo SP Tel (11) / Editora e Jornalista Responsável Silvia Teresa Bella Ramunno (13.452/MT) Redação - Rosângela Lotfi (23.254/MT) Projeto Gráfico e Direção de Arte Azevedo Publicidade - Marcelo Azevedo Publicidade Disal Serviços Maria Marta Mello Guimarães Tel (11) Impressão Gráfica Itú Tiragem exemplares Revista filiada à ABERJ Permitida a reprodução total ou parcial, desde que citada a fonte. As matérias assinadas são de responsabilidade do autor e não refletem necessariamente a posição da Assobrav. Registro nº º Cartório Civil de Pessoas Jurídicas da Capital de São Paulo. Assobrav Av. José Maria Whitaker, 603 CEP São Paulo SP Tel: (11) Diretoria Executiva Presidente: Elias dos Santos Monteiro Vice-presidentes: Carlos Roberto Franco de Mattos Jr., Evandro Cesar Garms, Heloisa Souza Ribeiro Ferreira, Luiz Sérgio de Oliveira Maia, Mauro Pinto de Moraes Filho, Mauro Saddi, Nilo Augusto Moraes Coelho Filho, Rogério Wink e Walter Keiti Yaginuma. Presidentes dos Conselhos Regionais Região I: Rodrigo Gaspar de Faria Região II: Luiz Alberto Reze Região III: Roberto Petersen Região IV: Carlos Francisco Restier Região V: João França Neto Região VI: Ignacy Goldfeld Região VII: André Luiz Cortez Martins Conselho de Ex-Presidentes Sérgio Antonio Reze, Paulo Pires Simões, João Cláudio Pentagna Guimarães, Orlando S. Álvares de Moura, Amaury Rodrigues de Amorim, Carlos Roberto Franco de Mattos, Roberto Torres Neves Osório, Elmano Moisés Nigri e Rui Flávio Chúfalo Guião. Foto de capa: Marcos Alves

4 Sumário GENTE COMPORTAMENTO A PASSEIO 3 RECADO A mensagem do Conselho Editorial. 6 QUEM PASSOU POR AQUI Amigos e personalidades que visitaram a Assobrav e o Grupo Disal. 8 GENTE Um papo enriquecedor e divertido com o publicitário Lula Vieira, que além de sua irrefreável paixão pelo Rádio e os melhores jingles já compostos no Brasil, fala sobre literatura, o amor pelos cães e, claro, sobre comunicação e propaganda, sem dourar a pílula. 14 COMPORTAMENTO Dar ou não dar crédito à intuição? Devemos ou não confiar em nosso instinto, em nossa primeira impressão sobre os outros? Vale considerar o jargão popular meu santo não bateu com o dele? 20 BANDEIRA A Volkswagen no Brasil e no mundo. 24 OUTLOOK Novidades, comentários e lançamentos do setor automotivo. 28 A PASSEIO São Paulo, a super cap brasileira que reúne uma porção de títulos e recordes. Aos 453 anos continua inovando, puxando o desenvolvimento, promovendo talentos, correndo muitos riscos e assumindo muitas culpas, mas tudo de forma muito intensa, num ritmo eletrizante que contagia a todos que a vêem pela primeira, segunda, terceira, quarta, quinta...milionésima vez. São Paulo: uma concentração de adrenalina, cultura e prazeres, como poucas outras cidades no planeta. 34 CONSULTA SEBRAE As dicas e as opiniões dos consultores do SEBRAE. 36 FREIO SOLTO A opinião, a crítica e a ironia do jornalista Joel Leite. 37 COTIDIANO A crônica de Marco Bueno. 38 MOTIVAÇÃO Valores pessoais influenciam diretamente na carreira profissional. 39 SUCESSÃO A orientação da Bernhoeft Consultoria para sucessores e famílias empresárias. 40 NOVIDADES O que há de novo em eletrônica digital, periféricos de informática e outras utilidades. 41 LIVROS&AFINS As críticas ao trash Turistas go home e ao belo Um beijo a mais : divertido, leve, emocionante e com excelente trilha sonora. 42 VINHOS&VIDEIRAS A opinião abalizada de Arthur Azevedo, presidente da Associação Brasileira de Sommeliers - SP. 42 MESA POSTA Histórias de receitas e de cozinheiros. 5

5 Quem passou po r aqui Adriana Souza Ribeiro Ferreira, em forma invejável, no primeiro evento social após o nascimento de Pedro, para prestigiar a festa de fim de ano da Assobrav... Koloman Huber, gerente geral do Buffett França, em charmoso avental, comandando os quitutes da festa da Assobrav na Estação São Paulo... Thomas Schmall, prestigiando a Assobrav, antes mesmo de assumir oficialmente a presidência da Volkswagen do Brasil... Paulo Pinho, gerente executivo de Operações de Campo do Banco Volkswagen, para cumprimentar a liderança da Assobrav... Clic: Marcos Alves 6

6 Valdner Papa e sua irrepreensível elegância, para celebrar mais um ano de boa consultoria à Rede Volkswagen... Arthur Levy, gerente executivo do Marketing do Produto da Volkswagen do Brasil, para mais uma festa de despedida em sua homenagem... José Carlos Vascón, gerente do Escritório Regional II da Volskwagen do Brasil, para dar um abraço nos concessionários paulistas... O novo presidente da Audi no Brasil, Andreas Deges, para aclimatar-se ao cargo e ao País, em ritmo de festa... Mauro Cascão Machado, da VW Maudi de Goiás e vice-presidente da Unigo, para conferir o tempo e a temperatura de São Paulo... 7

7 Gente 8 LULA VIEIRA Um ficcionista apaixonado por -Q Por Silvia Bella uando você quiser. Estou à disposição. Fiquei gratamente surpresa com a rapidez com que Lula Vieira respondeu - assim objetivamente - ao meu solicitando uma entrevista. Talvez por ele ser uma estrela da propaganda brasileira e certamente por ser uma referência obrigatória nas boas faculdades de comunicação, o OK do mestre soou como um elogio antecipado e um claro convite para falar com ele pessoalmente no Rio de Janeiro. Não só a minha, mas a admiração de publicitários mais jovens por Lula Vieira tem uma forte razão. Décadas depois dele e do diretor de arte Fernando Girardo terem recebido o Clio [maior prêmio da Propaganda para a peça veiculada em rádio] no início dos anos 70, é comum, nos cursos de Publicidade e Propaganda ou de Rádio e TV, analisar a precisão, a concisão, a criatividade e a perenidade do spot de rádio criado por eles para as copiadoras Remington, e que dizia: A nova copiadora eletrostática Remignton funciona assim: você aperta um botão e ela tira cópia, tira cópia, tira cópia, tira cópia, tira cópia, tira cópia..., até você apertar o botão. Com a nova copiadora eletrostática Remington você tira cópia rapidamente, RÁDIO rapidamente, rapidamente, rapidamente, rapidamente... Essa obra-prima da propaganda em rádio - hoje um meio pouco e mal usado pelas agências - foi um dos motivos para esta entrevista, mas a conversa com Lula Vieira não ficou só nisso. Passou pela literatura, pelo afeto aos cães e pela sarcástica crítica a nós mesmos, gente de comunicação. Enfim, pura diversão, entre muitos outros ensinamentos, revelações e pensamentos que este premiado diretor de criação [Lula Vieira passou pelas maiores agências do País, entre elas, J.W.Thompson, Lintas, JMM Publicidade e ganhou mais de 300 prêmios de propaganda], Publicitário do Ano em 2004 e hoje diretor de marketing da Ediouro Publicações, trouxe a esta seção, freqüentemente enfatizados pelo cantarolar de jingles famosos, por explicações entre parênteses e pela expressão olha só que beleza!. Revista Showroom Você começou a carreira em rádio como muita gente? Lula Vieira Nada, comecei em jornal, mas o rádio sempre foi a minha paixão e de certa forma foi ele que me chamou... Revista Showroom Como assim? Rubens Chiri

8 Lula Vieira É, eu fui ser rádio-escuta isto, na pré-história do jornal Última Hora, igualmente pré-histórico... [risos] Eu era boy, tinha 17 anos, entrei no Última Hora, fui para o chefe de redação e disse: eu queria ser jornalista. Aí ele falou: - É, então senta ali naquela máquina e escreve por que você quer ser jornalista. E eu fiz, escrevi 10 laudas. Meu tio tinha me pago um curso de datilografia, então até que saiu bonito. Entreguei e ele leu calmamente. Olhou pra mim e disse: - Este é o maior monte de besteira que eu já li na vida (risos), mas eu vou te quebrar um galho...você datilografa muito bem olha só que beleza - tem um troço aqui chamado rádio-escuta que consiste no seguinte: você vai gravar tudo o que escutar do rádio e depois datilografar. Foi um começo, e para mim maravilhoso porque eu venho de uma família muito humilde e o dinheiro que passei a ganhar começou a fazer muita diferença. Passei a me achar um cara rico... Revista Showroom Puxa, mas como rádio-escuta, uma atribuição dos focas [no jargão jornalístico, o profissional iniciante], o dinheiro tinha que ser pouco... Lula Vieira Certamente era pouco, mas para mim...olha, eu ganhava 56 e alguma coisa, em alguma moeda que não lembro mais. Para quem estava acostumado a ouvir os pais discutindo horas para ver se poderiam me comprar um novo Vulcabrás [sapatos populares com sola de borracha, bem resistentes] e de repente se viu comprando vários na mesma semana, imagine...[risos] Revista Showroom Bem, então você ia ser jornalista e não publicitário? Lula Vieira Esse foi outro acaso, mas o trabalho no Última Hora e a prática que adquiri escrevendo valeram muito depois na Propaganda, porque como rádio-escuta eu comecei a enxugar as notícias que gravava, quer dizer, escrevia apenas o fato, deixando de lado toda a perfumaria que envolvia o noticiário da época. Era comum os locutores daquele tempo o José Gomes Talarico, o Tico-tico - falarem horas seguidas até muito bem sobre nada, mas eu - não por conhecimento técnico, mas pelo fato de detestar fazer esforço desnecessário - [risos], comecei a escrever o menos possível. Revista Showroom Esta concisão serviria depois na criação de textos publicitários e certamente para spots premiados... Lula Vieira Sem dúvida, e não só: serviu para que eu entrasse diretamente na ficção, que também é uma característica do rádio... Revista Showroom Ficção? Não entendi... Lula Vieira Pouco tempo depois de trabalhar como rádio-escuta, o chefe de redação do jornal me chamou e disse: - Pô, Luiz Antonio - eu não era Lula ainda, aliás, só nos chamam pelo nome as pessoas íntimas. No meu caso, minha ex-mulher e minha mãe, quando era viva, os demais me chamam pelo apelido [risos] - vou lhe botar na Polícia, porque lá é tudo analfabeto, então você reescreve os casos, os boletins de ocorrência...e é aí que eu digo que passei a ser ficcionista porque o pessoal da polícia naquela época jamais se baseava na verdade e eu jamais me baseei nas declarações deles [risos]... Revista Showroom Como assim, você quer dizer que floreava os fatos? Lula Vieira Olha, mais do que isso, eu chegava a descrever as ultimas palavras da vítima [risos], e o mais fantástico é que nunca ninguém reclamou... Revista Showroom Posso escrever isso? Lula Vieira Pode! Pensando bem, não sei como não fui preso... Acho que porque a maioria dos fatos referia-se a gente pobre, e em crime de pobre você pode inventar qualquer coisa, porque ninguém vai reclamar mesmo. Então eu dizia coisas do tipo: - E ela disse: por favor, não me mate...mas ele, impiedosamente disparou-lhe três tiros em pleno rosto... Revista Showroom [risos] Já era a fantasia que envolve o rádio... Lula Vieira Exatamente. Mas daí fui para a Propaganda. Um amigo meu que tinha uma agência especializada em classificados encontrou comigo e disse: -Você que conhece gente que escreve bem, pode me indicar alguém que esteja começando? Não posso pagar muito, mas quero montar o departamento de Propaganda Institucional... Aí eu perguntei: quanto é? Ele disse: bobagem, é praticamente uma ajuda de custo: 100 mil dinheiros! Nossa!, era o dobro do que eu ganhava olha só que beleza... Revista Showroom Bem, mas e a paixão por rádio... Lula Vieira Pois é, vamos a ela. Eu costumo dizer que sou um cara realizado porque eu tinha dois sonhos quando era garotinho. Ser piloto e locutor de rádio. E até pouco tempo atrás eu tinha o meu aviãozinho. Tive um ultraleve durante muitos anos... Mas continuo sendo locutor de rádio, graças ao meu programa Jingles Inesquecíveis - que eu adoro - na CBN com duas inserções diárias. Revista Showroom E o começo no rádio? Lula Vieira Ah!, isso também remonta à pré-história...como disse, eu fui muito pobre, mas tive a sorte de estudar no Colégio Aplicação em São Paulo, que na época era muito bom, um colégio sofisticado, embora do governo. Eu morava na Lapa, mas minha avó morava no Largo Santa Cecília, que ficava a dois quarteirões da Rádio Nacional, na Rua das Palmeiras. Eu ia almoçar na casa dela e assim que podia corria para a Rádio para assistir ao programa do Manoel da Nóbrega, cujo locutor de cabine era o Silvio Santos. Olha só que beleza, que aprendizado, Manoel da Nóbrega... e o cara que lia os comerciais era o Silvio Santos...Eu tinha uns 11, 12 anos, roubava do lixo os scripts, os textos do noticiário, das novelas, dos comerciais e ia para o banheiro da casa da minha avó, que dava eco, para ler aquilo tudo em voz alta e ouvir a minha própria voz amplificada... Revista Showroom Hoje você é a pessoa que tem mais programas, spots, jingles, enfim, material de rádio do Brasil, não? Lula Vieira Acho que sim. Corro o risco de ser um dos maiores colecionadores de programas de rádio do mundo. Tenho mais de 30 mil programas e certamente mais de 5 mil jingles. Revista Showroom Quando isso começou? Lula Vieira Há uns 10 anos. A diretoria do Clube de Criação do Rio de Janeiro [entidade classista] decidiu gravar um CD com jingles que marcaram a história do rádio brasileiro para vendê-lo e assim angariar fundos para a entidade. Para isso, contratamos um estagiário, o Nilson Filho, que fazia a pesquisa, indo a todos os lugares onde pudesse encontrar material interessante, como a Rádio Nacional, o Museu da Imagem e do Som. No fim, esse projeto acabou não dando certo, mas eu continuei pagando o Nilson particularmente e ele continuou trazendo coisas para 9

9 Gente 10 mim. Graças a esse acervo acabei ajudando a fazer as trilhas de JK e depois de Jango. Agora, é capaz desse material virar um livro, já que o diretor comercial daqui [da Ediouro] tem a idéia de lançar uma obra sobre jingles... Revista Showroom É uma ótima idéia porque seguramente você tem coisas muito interessantes... Lula Vieira Ah!, tenho sim. Tenho jingles de Tom Jobim, por exemplo... Revista Showroom Não diga? Lula Vieira Tom Jobim foi um grande jinglista. Foi ele quem criou para o talco Johnson a obra-prima que diz, mais ou menos, o seguinte: Chegou a criança mais bonita que já se viu; não me importa se é Maria, não me importa se é João; o que eu sei é que eu tenho o carinho na palma da minha mão. Quer dizer é o talco na mão do pai, presumivelmente cantando para a mulher grávida. A interpretação e a orquestração também são dele. É brilhante. Revista Showroom Parece que antes havia mais compositores fazendo jingles. Hoje se tem conhecimento do Zé Rodrix, do Zé Renato, mesmo assim, eles têm se dedicado mais à música... Lula Vieira É, mas eles fizeram coisas lindíssimas também. De qualidade comparável a grandes nomes do jingle nacional que também fizeram música quer dizer, a recíproca é verdadeira - como o Passarinho [Edson Borges, um dos maiores criadores de jingles do País] que foi parceiro de Dolores Duran e compôs grandes sucessos populares. Na criação de jingles, por exemplo, ele tem um famosíssimo para as lâmpadas GE: Se a lâmpada queimar, não adianta estrilar, nem bater o pé. O que resolve é ter logo à mão uma lâmpada GE olha que beleza! É perfeito. Conciso, original, pertinente e fácil de cantar. Tem todas as qualidades que um jingle precisa ter. Revista Showroom Que outro jingle você considera uma obraprima do gênero? Lula Vieira Há vários, mas eu gosto muito de outro do Passarinho para a Cera Dominó, que diz assim: Pise sem dó, é Cera Dominó. Olha que beleza! [risos] É realmente uma beleza porque toda dona de casa que usava cera tinha dó de que as pessoas pisassem sobre o assoalho recém encerado, então o jingle é perfeito porque ele é auto-explicativo. Na verdade, o jingle não é uma musiquinha agradável. Ele é uma p... idéia cantada. Revista Showroom E o Varig, Varig, Varig! [risos] que sei que é um dos seus favoritos... Lula Vieira Esse, então, é antológico e tem uma história incrível. O Boni [José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, considerado o responsável pelo padrão Globo de qualidade e hoje proprietário da TV Vanguarda] me mandou uma cartinha uma vez, dizendo que esse jingle era dele, daí eu perguntei ao Campanelli [Sérgio Campanelli, sócio-diretor da MCR Records] que esteve na gravação do primeiro Varig, Varig, Varig! Segundo ele, o Boni realmente estava lá porque trabalhava na Varig naquela época, mas ele não teve participação direta na criação do jingle. Ele teve participação na aprovação, o que é um grande mérito, pois aprovou uma idéia absolutamente genial. Na verdade, o jingle terminava no seco, tipo: Varig! Mas aí, o maestro ou o compositor (não era ainda o Archimedes Messina, que fez todos os demais) achou o fim meio brusco, meio semgraça e colocou isso em questão. Entre os palpites, surgiu o de uma moça do coro, que também cantava em uma orquestra, cujo maior sucesso era um mambo: - Que tal terminar em ritmo de mambo, tipo: Varig, Varig, Varig! - propôs ela. E o Boni disse: é isso aí. Legal. Essa é a incrível história do Varig, Varig, Varig! Tão famoso que originou a piada que se fazia com a TAP: - Nosso escritório fica em frente à Varig, Varig, Varig! [risos]. Revista Showroom Por que hoje o rádio é menos (ou mal) utilizado como mídia? Lula Vieira Ele está sendo mal usado aqui, no Brasil. Eu fui um dos jurados de Cannes este ano e o que tem de ofertas locais utilizando o rádio em toda sua plenitude é uma grandeza. Mas a perda da força do rádio no nosso caso remonta à época áurea da propaganda na TV, quando as verbas eram maiores e as emissoras eram limitadas. Então era possível fazer uma boa propaganda, até para clientes pequenos ou de âmbito local, com relativamente pouco dinheiro na TV. Todo mundo preferia isso, do criador ao (e principalmente) anunciante. O criador sonhava com uma premiação pelo seu filme, com o reconhecimento grande. Hoje com a mudança da situação toda, as verbas encolheram e os veículos estão mais caros, então o rádio deve ressurgir como mídia. Revista Showroom As montadoras de veículos e as concessionárias investem pouco em rádio. Não é um erro? Lula Vieira Pouquíssimo. E é um erro mesmo com toda razão. Engraçado que havia uma tradição grande de investimento em rádio por parte das concessionárias, já que o rádio nasceu para atender o varejo local, mas hoje o que se vê é o mau uso do meio. É um erro achar que o anúncio tipo oferta é feio, é de mau gosto. Eu ganhei o Clio com uma típica oferta de varejo para as copiadoras Remignton. Com aquele spot, simples, marcante e divertido, especialmente porque foi narrado pelo grande Paulo César Pereio, ganhamos o prêmio máximo da Propaganda. Revista Showroom Onde é que os criadores e os clientes erram quando se trata de anunciar em rádio? Lula Vieira Veja só, o Padre Marcelo nas manhãs da Globo tem mais audiência que a TV Globo, quer dizer, um comercial bem feito, adequado para aquele público que assiste ao Padre Marcelo, tem uma penetração imensa a um décimo do custa na TV. Revista Showroom Então, o que falta é foco, criatividade? Lula Vieira Exato. Falta foco e falta vontade por parte dos criadores, já que para eles o rádio é um veículo sem glamour. Uma maneira de incentivar os comerciais em rádio pode vir das próprias emissoras através de prêmios para os melhores trabalhos. A TV Globo fez isso durante muito tempo e acabou elevando o nível da propaganda brasileira e de conseqüência a própria audiência, já que o público prefere ver anúncios bonitos, divertidos, interessantes. O que não pode de jeito nenhum é ter anúncios não adequados à programação. Não cabe, por exemplo, um anúncio de motel durante o principal jornal da emissora, ou de um supermercado fazendo ofertas de leve três e pague dois, especialmente se for gritado. Não se trata de ser feio ou bonito, mas de ser inadequado para o programa. Revista Showroom Você acredita na recuperação do rádio como mídia mesmo com a quantidade de emissoras de TV e internet que existe hoje? Lula Vieira Sem dúvida, o cenário mudou. Antigamente o rádio era o móvel da sala e a família o ouvia reunida. Hoje é individual, mas estão vindo novas tecnologias, como o radio digital, o rádio via internet, onde você ouve estações do mundo inteiro. Quer dizer, o rádio ganha amplitude ao mesmo tempo em que conserva uma de suas melhores características que é a penetração regional. A b R f L q is 1 t p G E t f li im e m R c L q c C v c R L v e F q m h g R a t L d g q r

10 Rubens Chiri Agora, claro que esse rádio do futuro terá que se preparar muito bem para ter um sabor local interessante. Revista Showroom Esse sabor precisa ter uma certa dose de fantasia, de ficção, como você mesmo diz? Lula Vieira Ah!, claro, a fantasia é a melhor coisa do rádio. É o que o torna único, e exemplos de sucesso não faltam para provar isso. O melhor de todos continua sendo a transmissão do cineasta na época um jovem aspirante a diretor Orson Welles que em 1938 provocou a maior confusão nos Estados Unidos, paralisando toda a Costa Oeste, ao informar que a Terra estava sendo invadida por marcianos. Ele nada mais fez que uma adaptação da obra A Guerra dos Mundos, de outro gênio, o escritor H G Wells. E aqui no Brasil, a Rádio Nacional, a Rádio Tupi, comandavam tudo. O que dizer das radionovelas? Uma beleza...o narrador falava da mocinha, que era linda, e você criava a sua mocinha, linda como você a imaginava. Eu tenho essa tese de que rádio tem imagem, porque é a imagem que você faz na sua cabeça. E exatamente por isso ele é mais poderoso que a televisão em alguns momentos. Revista Showroom Quanto dessa crise no rádio não é falta de competência dos criadores? Lula Vieira Boa pergunta. Bastante. Há um empobrecimento na qualidade técnica do pessoal de marketing e mesmo do pessoal de criação. Em geral é uma turma cheia de MBA s, mas insensível. Com 25 anos, tendo sido protegidos pela família o tempo todo, via de regra esses jovens tem uma visão distorcida do que é o consumidor, a cabeça humana, a alma humana. Revista Showroom Anos atrás os criadores eram mais talentosos? Lula Vieira Não. Talvez fossemos mais apaixonados, mas na verdade éramos menos numerosos. Então os que tinham talento eram disputados a tapa pelas também poucas agências que havia. Foi uma época em que se ganhou muito dinheiro. Eu me lembro que com 23, 24 anos, ganhava o equivalente a uns R$ 60 mil mensais de hoje. Ser publicitário era como ser jogador de futebol hoje em dia, e eu mesmo agi como um deles. Fiquei deslumbrado, gastei muito dinheiro... Revista Showroom De qualquer forma, essa paixão, esse romantismo foram os responsáveis por grandes prêmios alcançados pela propaganda brasileira e pela revelação de grandes talentos... Lula Vieira Sem dúvida, mas o mundo da propaganda era diferente. A relação entre o criador e o cliente era mais próxima. A gente se envolvia profundamente e isso dava muito certo, tanto que até hoje, se você verificar bem, vai ver que as grandes idéias raramente nascem de um consenso, de um conselho ou de um grupo. Elas nascem no máximo de duas cabeças: do criador que a propõe e do presidente da empresa que a aprova. Há vários grandes empresários que também concordam com isso: a decisão da campanha realmente ousada é de um cara só. Revista Showroom Aqui (na Ediouro) você também é autoritário? A decisão é só sua? (risos) Lula Vieira Não, não. Como diretor de marketing me envolvo em todos os conselhos, desde o editorial, passando pela equipe que decide os títulos das obras, até o suporte geral de vendas...é um trabalho delicioso porque sou um leitor contumaz e a Ediouro, assim como outras grandes editoras, está fazendo um trabalho extremamente profissional, o que contribui para o crescimento dos títulos editados no País. Revista Showroom De fato houve um aumento sensível no número de obras editadas no Brasil, mas ainda estamos bem abaixo em relação ao mundo, não? Lula Vieira Sim, mas veja, só no ano passado o Brasil vendeu parece mentira - 41 mil títulos, o que dá 320 milhões de exemplares, incluindo os livros didáticos comprados pelo governo, mas só em livrarias foram 86 milhões. Esta já é uma indústria de R$ 2 bilhões e isso significa que estamos fazendo livros mais baratos, com maior qualidade, mais atraentes e mais diversificados, o que os leva a mais pessoas. Revista Showroom Vocês têm vários best sellers... Lula Vieira Este é um dos meios mais eficazes para incentivar a leitura. Não podemos só fazer livros para a elite, temos que editar obras que despertem o interesse do povo pela leitura. Pessoalmente preferiria editar apenas Machado e Proust, mas sabemos que os livros do Sidney Sheldon e do Paulo Coelho são mais acessíveis à média da população e quando essas pessoas perceberem tudo de bom que a leitura traz, passarão a ler obras mais profundas; vão sofisticar suas escolhas. Veja este livro Marley e Eu, de John Grogan. Já é um sucesso de vendas. É simples, fácil de ler, mas é singelo, uma graça. Fala sobre esse cão Marley, que é o cão que muita gente teve, um cão trapalhão, mas adorável, fidelíssimo...eu li e adorei, talvez porque adore cães, mas acho que todo mundo vai gostar desse livro porque ele traz uma mensagem de amizade, de companheirismo, de fidelidade... Revista Showroom Esse livro também faz chorar... Lula Vieira Ah!, faz, mas chorar é uma beleza, engrandece a alma e se servir de consolo para aqueles que como eu adoram cães, aí vai uma boa dica: tenha sempre mais de um cão, tenha uma porrada, assim, quando um deles se for, você tem ainda os outros para cuidar, para brincar e até para chorar junto de saudade daquele. 11

11 Co mpo rtamento O QUE DIZ O OLHAR 14

12 N Não sei, meu santo não bateu com o dele. Quem nunca disse essa frase? Arrisco dizer que todos, ao menos, uma vez na vida. Assim como certos animais, o ser humano é gregário, foi feito para viver em bando, mas essa percepção é perfeitamente natural e mais: uma função biológica. A teoria da evolução nos diz que nossa capacidade de intuir quando desconfiamos de alguma coisa é tão essencial para a sobrevivência humana quanto nossa capacidade de confiar e cooperar. o livro Inteligência social, Daniel Goleman, psicólogo, Ph.D em Harvard, explica que esse não fui com a cara dele reflete o funcionamento de circuitos cerebrais específicos, o que os médicos chamam de via principal e via secundária e que servem como sistema de advertência inicial para a insinceridade. Esse circuito, especializado em desconfiança, difere do da solidariedade e da conexão. Sua existência sugere a importância de se detectar a duplicidade nas questões humanas. Esse radar neural está localizado no centro do cérebro, abaixo do córtex, e lida com os processos emocionais. Chamada de amígdala, essa região, a via secundária, pode detectar medo no rosto de alguém em dois centésimos de segundos. Ela reage instantânea e automaticamente e tem a função de analisar todas as pessoas que encontramos diariamente, questionando se podemos nos aproximar dessa pessoa, se é perigoso ou não e, se é possível confiar nele(a). Essa avaliação contínua não é consciente. Já a via principal envia sinais ao córtex pré-frontal, centro executivo do cérebro. É racional e contém a capacidade de intencionalidade permitindo pensar sobre o que está acontecendo. Mas não está imune às tendências e à distorção perceptiva. Pesquisas recentes, feitas principalmente em universidades norte-americanas, que examinam o cérebro em laboratórios com imagens de alta tecnologia, mostram que estes mecanismos neuro-fisiológicos se Por Sophia Zahle ativam quando entramos em contato com alguma coisa ou alguém. A análise afetiva age antes da conceitual. A informação de que algo é bom ou ruim, seguro ou não, chega à amígdala antes de chegar ao córtex pré-frontal, resume César Ades, diretor e professor titular do Instituto de psicologia da USP. Não raro, quando encontramos uma pessoa e dizemos não gostar dela, se alguém nos pergunta por quê, não somos capazes de dizer. Como tudo na vida, nossa reação é afetiva. JOGO SOCIAL, FEITO DE DISSIMULAÇÕES O cérebro foi projetado pela evolução para usar informações derivadas do ambiente e do próprio organismo a fim de regular funcionalmente o comportamento e o próprio corpo, e isto reúne aspectos cognitivos e emocionais. Não vivemos em um ambiente neutro, mas polarizado. Assim é muito importante avaliar as pessoas e saber se serão sinceras a nosso respeito. O jogo social é feito de dissimulações e essa esperteza biológica, essa rapidez, considerando o número de pessoas com as quais interagimos diariamente, é necessária. 15

13 Co mpo rtamento Está ligada ao nosso instituto de sobrevivência, diz Ades. O cérebro é capaz de interpretar sem consciência o porquê, como os outros se comportarão ao nosso respeito, se essas pessoas estarão ligadas a nossa gratificação ou frustração barrando nossos desejos, mas nada impede que, apesar da primeira impressão, essa avaliação possa ser feita a longo prazo. Não raro, quando encontramos uma pessoa e dizemos não gostar dela, se alguém pergunta o porquê, não somos capazes de dizer. Como tudo na vida, nossa reação é afetiva e por ser rápido esse julgamento da amígdala, traz vantagens e perigos, pondera o psicólogo. A aparência da pessoa pode remeter a algumas memórias que são desagradáveis para quem vê. A amígdala julga pessoas e circunstâncias antes de ter um quadro completo para detectar um perigo sutil, mas como não envolve uma análise terminada é possível cometer erros de julgamento. Esse primeiro julgamento se dá por fragmentos. Percebemos pequenos pedaços de comportamento, de expressão facial, de linguagem não verbal, que podem incomodar à primeira vista. Não raro, pouco tempo depois percebemos qualidades e reformamos essa primeira impressão. Como seriam as relações humanas se a primeira impressão fosse absoluta, levada muito a sério? Tornaria mais difícil a vida de todos, pois perderíamos a flexibilidade diz César Ades. Tudo na vida social é interação. Um comportamento arredio em relação ao outro é facilmente percebido e, essa pessoa também terá um comportamento negativo. 16 Julgamos as coisas e as pessoas também a partir dos traços. MEMÓRIAS, EXPERIÊNCIAS Nas relações que se estabelecem entre as pessoas, tomar uma decisão envolve analisar vantagens e desvantagens, ganhos e perdas, nas mais variadas instâncias sociais. O comportamento de decidir sobre algo, parece incluir uma atividade cerebral explícita (sob o domínio de estruturas ou mecanismos cognitivos) e outra implícita (sob o domínio de mecanismos emocionais). Eliana Melchel Martins, psicóloga cognitiva e comportamental, mestranda em psicobiologia da Unifesp, explica que essa primeira impressão se dá sob o ponto de vista de quem vê, e é influenciada por inúmeros fatores. A aparência da pessoa pode remeter a algumas memórias que são desagradáveis para quem vê. Ou identificamos defeitos ou aspectos de personalidade que não admiramos e

14 não gostaríamos de ter. Mas é sempre em relação aos próprios modelos, sempre sob o ponto de vista pessoal. Simpatia, antipatia, dependem da carga emocional, das experiências pessoais, por vezes, até do nome da pessoa. Se essa bagagem emocional remeter àquele indivíduo, a interação será negativa. Por isso, aconselha o professor da USP: Tudo na vida social é interação. Um comportamento arredio em relação ao outro é facilmente percebido e, essa pessoa também terá um comportamento negativo. Analise novamente o outro e tente descobrir o porquê da impressão negativa, sem descartar a primeira impressão que prepara para algumas possíveis situações futuras. Até porque, mesmo a aceitação nunca será 100%. Se tivermos a disposição de reconsiderar, de conhecer melhor, conseguimos mudar o que pensamos e sentimos, diz Eliana. O COMPORTAMENTO É APREENDIDO O mesmo vale para comportamentos próprios que nos incomodam ou que prejudicam nossa vida social ou profissional. Comportamentos são apreendidos, estão relacionados com temperamento, personalidade, com o jeito de ver a vida. Ser bem humorado ou não, introspectivo ou expansivo, essas características expressam um estilo, mas é possível, sabendo bastante sobre si, melhorar e desenvolver características para causar boa impressão, explica César Ades que, no entanto, adverte: Não há regras para ser simpático, para ser bonito, para agradar. As pessoas percebem se o comportamento é espontâneo ou dissimulado. Os especialistas em emoção lêem o que diz o olhar da pessoa. Normalmente, dizem, desviamos o olhar para o chão quando estamos tristes, para longe quando algo nos desagrada e para baixo e para longe quando nos sentimos culpados ou envergonhados. Em geral, as pessoas sentem isso intuitivamente. Mentir demanda atividade consciente e intencional na via principal, que lida com os sistemas de controle executivo, que por sua vez, mantém nossas palavras e atos nos trilhos, mas não controla a via secundária, escreve Daniel Goleman. Ser empático não é ser simpático, nem antipático. Mas significa não manter relações desagradáveis. A BELEZA É UM PASSAPORTE PARA A SIMPATIA No livro, o psicólogo Goleman observa que uma pessoa que sorri impressiona melhor do que uma sisuda. Os sorrisos têm uma vantagem sobre todas as outras expressões emocionais: o cérebro humano prefere faces sorridentes, reconhecendoas mais pronta e rapidamente do que as expressões negativas efeito conhecido como vantagem da expressão de felicidade. Alguns neurocientistas sugerem que o cérebro tem um sistema para sentimentos positivos que se mantém preparado para agir, fazendo com que as pessoas tenham um humor positivo com mais freqüência 17

15 Co mpo rtamento do que negativo. Em conseqüência, não estamos preparados para desgostar das pessoas desde o início. A essa tendência, os cientistas dão o nome de neotenia. É a predisposição natural para ficarmos mais atraídos pelo novo, pessoas com características faciais que lembram bebês como olhos grandes, testa maior, nariz pequeno. Julgamos as coisas e as pessoas também a partir dos traços. A beleza (não é justo, mas é assim) é um passaporte para a simpatia. Uma pessoa que sorri e é bela, isto é, tem o rosto simétrico, aos nossos olhos é um indicativo de que é uma pessoa melhor e, portanto, mais digna de simpatia. Já a assimetria provoca reações sutis de desagrado. Algumas expressões negativas como o sarcasmo, por exemplo, torna a pessoa desagradável porque se expressa assimetricamente, explica Ades. Temos que distinguir níveis de relacionamento e qualidade afetiva para as pessoas importantes. Mas nada disso impede ou deve ser confundido com níveis de interação. Não podemos exigir simpatia mas deve-se desenvolver empatia que faz parte da boa atmosfera de trabalho, por exemplo. Os livros nos informam que empatia é uma condição psicológica que permite a uma pessoa sentir o que sentiria caso estivesse na situação e circunstância experimentada pela outra. A pessoa se coloca no lugar da outra e a outra, por sua vez, no seu lugar. No primeiro caso predomina a capacidade de entender e no segundo a capacidade de se fazer entender. As duas são igualmente importantes. 18 Os sorrisos têm uma vantagem sobre todas as outras expressões emocionais: o cérebro humano prefere faces sorridentes SIMPATIA, ANTIPATIA, EMPATIA O escritor Luiz Fernando Veríssimo, com a ironia que caracteriza seus textos, exemplifica assim a empatia: Do que adianta ao Homem ser um brasileiro bem de vida, ganhando bem, morando bem, até podendo se dar a luxos, e sentir todas as dores do ambiente degradado em que vive, ser um criminoso por analogia, um cúmplice por proximidade, um desgraçado por simpatia, um culpado por omissão e um miserável por culpa? A empatia é um sentimento supervalorizado. Não é bonito, é terrível. Atrapalha a vida, impede a felicidade, às vezes até a digestão. Ele se refere a etimologia da palavra que significa sofrer com. Mas pode significar ficar alegre com, ressalta Eliana Melchel. Ser empático não é ser simpático, nem antipático. Mas significa não manter relações desagradáveis, ser calmo, cordial, não íntimo de todo mundo, aceitar as diferenças, ser menos competitivo e uma série de outras coisas que podem melhorar os relacionamentos humanos. Mas cuidado, adverte, César Ades: Não se consegue manter uma empatia total. Mas é preciso cuidar dos diferentes níveis de relacionamento humano. A simpatia pressupõe solidariedade e envolvimento emocional, a empatia, compreensão.

16 Bandeira Novos e grandes TALENTOS VW Sedan, o projeto vencedor do estudante Felipe Montoya Os vencedores do Talento de Design Volkswagen. Em pé: Pedro Seelig, Williane Oliveira e Felipe Montoya; agachado: Rodrigo Maggi Pedro Seelig, Williane Oliveira, Felipe Montoya e Rodrigo Maggi são os novos talentos revelados pela 8ª Edição do Talento de Design Volkswagen. Os estudantes ganharam um estágio na área de Design & Package da montadora por um ano. Na categoria Shape (desenho externo) concorriam dez projetos. O vencedor foi o aluno da Facamp Felipe Montoya, com o projeto VW Sedan, seguido por Rodrigo Maggi, da UFPR, com o VW Leggati, e Pedro Seelig, também da Facamp, com o VW R2. Na categoria Color & Trim (interno) - novidade do concurso este ano -, a vencedora foi Williane Oliveira, da UEMG, com o VW Eurus. Esta edição do Talento de Design teve o tema Próximo Sedã Brasileiro com DNA Volkswagen e recebeu 250 inscrições de estudantes de desenho industrial e moda através do site o maior número desde a criação do concurso.todos os candidatos tiveram que apresentar projetos que contavam também com fundamentos, como consumidor-alvo, evolução e características mecânicas, no ato da inscrição, em junho de

17 FINALÍSSIMA Dos 250 projetos inscritos, 12 foram selecionados para a final do concurso. Em outubro, os estudantes foram até a fábrica para apresentar os trabalhos e defender suas idéias para os avaliadores, representantes de várias áreas da empresa. Eles também aproveitaram para conhecer o centro de Design, conversar com os profissionais e acompanhar um pouco do trabalho realizado. O Talento de Design está se tornando a cada ano mais difundido. Batemos recorde de inscrições e somos comentados em várias universidades como top para os estudantes. Essa troca tem sido boa para os dois lados, diz o gerente de design da Volkswagen do Brasil, Gerson Barone. No 3º lugar ficou o VW R2, do estudante Pedro Seelig O VW Legatti de Rodrigo Maggi foi o 2º colocado E o VW Eurus de Williane Oliviera conquistou o 1º lugar na categoria Color & Trim 21

18 Outlook OCEAN DRIVE, um novo Mercedes Ele é lindo, elegante e veloz. Enfim, é um Mercedes. E novo. Trata-se do - por hora - carro-conceito Ocean Drive, apresentado no Salão de Detroit (EUA) entre os dias 7 e 21 de janeiro. Ele foi inspirado no sedã S600, equipado com motor de 12 cilindros, e é, segundo a companhia, uma homenagem aos grandes conversíveis de quatro portas. Quem o viu adorou. De imediato, a larga grade frontal e o formato dos faróis, que incorporam diodos emissores de luz (LEDs) no lugar das tradicionais lâmpadas, é o que mais chama a atenção, mas conforme se vai observando os detalhes, percebe-se que ele é muito mais que essa frente imponente. A carroceria, por exemplo, tem duas tonalidades de cor, um conjunto realmente bonito. E se visto de lado, o Ocean Drive lembra os antigos carrões do passado, destacando-se a capota muito bem resolvida e a grande área envidraçada. Internamente ele também supera as expectativas. A combinação entre os revestimentos de couro e os acabamentos metálicos é perfeita. Os bancos dianteiros têm monitores de DVD nos encostos de cabeça e sistema de aquecimento Aircarf, que fornece ar quente para os ombros, pescoço e cabeça dos ocupantes enquanto a capota estiver recolhida (o sistema também existe nos assentos traseiros); ou seja, um luxo só comparável ao conforto que proporciona. O motor de 12 cilindros dispensa comentários: rende 517 cavalos de potência e 84,6 kgfm de torque e os equipamentos que integram o pacote de itens de segurança são excepcionais, entre os quais destacam-se os sistemas de assistência de frenagem Plus e de proteção de ocupantes Pre-Safe, que atuam em conjunto. O primeiro calcula a dosagem de frenagem ideal para cada situação, em frações de segundo, e o segundo reconhece situações de risco de acidentes conforme o comportamento do carro, como desaceleração repentina ou derrapagem iminente. Em poucas palavras, segurança quase que absoluta. Pode encomendar o seu, porque com todas essas qualidades e com o sucesso que fez em sua estréia, é certo que ele vai entrar em linha de produção logo, logo. 24

19 A história do AUTOMOBILISMO BRASILEIRO Em seu aniversário São Paulo não poderia deixar de ser homenageada pelo setor que mais a identifica, o automobilístico. Assim sendo, apaixonados por carros, amantes de corridas e todos aqueles que torcem ou torceram pelos grandes campeões brasileiros poderão reunir-se no Autódromo de Interlagos, entre os dias 25 e 28 de janeiro para uma série de atividades. Clássicos de Competição é o nome oficial do evento que vai resgatar a história das personalidades (mecânicos e pilotos) brasileiras e dos carros e corridas mais famosos. Gente e máquinas responsáveis pela posição de destaque que o Brasil ocupa hoje na Fórmula 1, Indy e outras. Pela primeira vez, carros como o Allard-Cadillac será apresentado ao público, junto às carreiras que marcaram época entre 1938/40. Também poderão ser vistos outros modelos como o Fitti Vêe, campeão em 1967, desenvolvido pelos irmãos Fittipaldi, além dos Fórmula Ford, pilotados por Rubens Barrichello e Christian Fittipaldi, o Stock Car, o Super Vêe, o Alfa GTAM, o FNM JK, entre tantos outros. Também poderão ser vistos pelo público presente, cuja estimativa é de 35 mil pessoas, segundo o Grupo Casa, organizador do evento, o Alfa Romeo campeão em 1940, na inauguração oficial do Autódromo de Interlagos, o DKW Malzoni, grande vedete da Equipe Willys com alguns de seus pilotos. Durante o evento, colecionadores e clubes terão a oportunidade de expor suas relíquias, amantes de velocidades poderão participar do Troféu São Paulo de Regularidade, pessoas interessadas nos momentos históricos irão passear em um museu com 60 carros das décadas de 30 a 90, entre outras atividades. Além disso, para os fãs de autorama haverá uma pista de entretenimento, e os cinéfilos poderão assistir clássicos sobre carros como Grand Prix, de Ao todo, serão exibidos 13 filmes. O evento contará, ainda, com palestras ministradas por pilotos renomados que vão abordar temas como os bastidores da carreira, estilo de pilotagem, design e evolução dos carros, motores, pneus e combustíveis. A iniciativa conta com o apoio da São Paulo Turismo, Grupo Bandeirantes de Telecomunicações, Museu do Automobilismo Brasileiro, APTA, Federação Paulista de Automobilismo e Federação Brasileira de Veículos Antigos. 25

20 A Passeio VOCÊ TEM FOME DE Q Por Rosângela Lotfi 28 Comida? Bebida? Diversão e arte? Prazer pra aliviar a dor? Dinheiro e felicidade? Seja qual for a resposta à pergunta formulada pelos músicos Arnaldo Antunes, Marcelo Fromer, Sérgio Britto, da banda de rock paulistana, Titãs, São Paulo tem. E tem inteiro e não pela metade. Comida, a música, não é um tema regional, como tantos que foram feitos em louvor à cidade de São Paulo. É universal e por isso mais adequado. Aos 453 anos, São Paulo é uma cidade cosmopolita, plural, superlativa, democrática, eclética. Tantas coisas que precisaríamos de um dicionário só de adjetivos para descrevê-la.

Poder: Jornal Fortuna

Poder: Jornal Fortuna Aqui você enriquece sua leitura Jornal Fortuna Volume 1, edição 1 Data do boletim informativo Nesta edição: Poder: Há vários tipos de poder, poder militar, poder da natureza, poder político, o poder da

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Onde você vai encontrar as suas futuras iniciadas?????

Onde você vai encontrar as suas futuras iniciadas????? Há 16 anos quando entrou na MK, a consagrada Diretora Nacional, Gloria Mayfield, não sabia como chegar ao topo, hoje ela dá o seguinte conselho. As lições que eu aprendi na Mary Kay para me tornar uma

Leia mais

PESQUISA DIAGNÓSTICA - SISTEMATIZAÇÃO. - Sim, estou gostando dessa organização sim, porque a gente aprende mais com organização das aulas.

PESQUISA DIAGNÓSTICA - SISTEMATIZAÇÃO. - Sim, estou gostando dessa organização sim, porque a gente aprende mais com organização das aulas. ESCOLA MUNICIPAL BUENA VISTA Goiânia, 19 de junho de 2013. - Turma: Mestre de Obras e Operador de computador - 62 alunos 33 responderam ao questionário Orientador-formador: Marilurdes Santos de Oliveira

Leia mais

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR

Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR INTRODUÇÃO Você está cansado de falsas promessas uma atrás da outra, dizendo

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

ATENDIMENTO A CLIENTES

ATENDIMENTO A CLIENTES Introdução ATENDIMENTO A CLIENTES Nos dias de hoje o mercado é bastante competitivo, e as empresas precisam ser muito criativas para ter a preferência dos clientes. Um dos aspectos mais importantes, principalmente

Leia mais

Conversando com os pais

Conversando com os pais Conversando com os pais Motivos para falar sobre esse assunto, em casa, com os filhos 1. A criança mais informada, e de forma correta, terá mais chances de saber lidar com sua sexualidade e, no futuro,

Leia mais

Page 1 of 7. Poética & Filosofia Cultural - Roberto Shinyashiki

Page 1 of 7. Poética & Filosofia Cultural - Roberto Shinyashiki Page 1 of 7 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Filosofia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Poética & Filosofia

Leia mais

10 segredos para falar inglês

10 segredos para falar inglês 10 segredos para falar inglês ÍNDICE PREFÁCIO 1. APENAS COMECE 2. ESQUEÇA O TEMPO 3. UM POUCO TODO DIA 4. NÃO PRECISA AMAR 5. NÃO EXISTE MÁGICA 6. TODO MUNDO COMEÇA DO ZERO 7. VIVA A LÍNGUA 8. NÃO TRADUZA

Leia mais

Xixi na Cama. Cara Professora, Caro Professor,

Xixi na Cama. Cara Professora, Caro Professor, Xixi na Cama Cara Professora, Caro Professor, Estamos oferecendo a você e a seus alunos mais um livro da coleção Revoluções: Xixi na Cama, do autor mineiro Drummond Amorim. Junto com a obra, estamos também

Leia mais

Faça amizades no trabalho

Faça amizades no trabalho 1 Faça amizades no trabalho Amigos verdadeiros ajudam a melhorar a saúde, tornam a vida melhor e aumentam a satisfação profissional. Você tem um grande amigo no local em que trabalha? A resposta para essa

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante visita às obras da usina hidrelétrica de Jirau

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante visita às obras da usina hidrelétrica de Jirau , Luiz Inácio Lula da Silva, durante visita às obras da usina hidrelétrica de Jirau Porto Velho-RO, 12 de março de 2009 Gente, uma palavra apenas, de agradecimento. Uma obra dessa envergadura não poderia

Leia mais

Alta Performance Como ser um profissional ou ter negócios de alta performance

Alta Performance Como ser um profissional ou ter negócios de alta performance Sobre o autor: Meu nome é Rodrigo Marroni. Sou apaixonado por empreendedorismo e vivo desta forma há quase 5 anos. Há mais de 9 anos já possuía negócios paralelos ao meu trabalho e há um pouco mais de

Leia mais

Escrita Eficiente sem Plágio

Escrita Eficiente sem Plágio Escrita Eficiente sem Plágio Produza textos originais com qualidade e em tempo recorde Ana Lopes Revisão Rosana Rogeri Segunda Edição 2013 Direitos de cópia O conteúdo deste livro eletrônico tem direitos

Leia mais

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem.

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem. Pais e filhos 1º cena: música ambiente (início da música pais e filhos legião urbana - duas pessoas entram com um mural e começam a confeccionar com frases para o aniversário do pai de uma delas (Fátima),

Leia mais

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país Brasil Você sabia que... A pobreza e a desigualdade causam a fome e a malnutrição. Os alimentos e outros bens e serviços básicos que afetam a segurança dos alimentos, a saúde e a nutrição água potável,

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

PERFIL DOS OUVINTES. Alcance: 776.533 ouvintes por mês ALCANCE 30 DIAS - 05/05h. Audiência: 71.701 ouvintes por minuto SS 06/19h FAIXA ETÁRIA

PERFIL DOS OUVINTES. Alcance: 776.533 ouvintes por mês ALCANCE 30 DIAS - 05/05h. Audiência: 71.701 ouvintes por minuto SS 06/19h FAIXA ETÁRIA A Rádio que é o AMOR DO RIO tem uma programação popular de sucesso formada pelas melhores músicas dos mais variados estilos, com grandes comunicadores e com as mais atraentes promoções, entretenimento

Leia mais

Por Carol Alvarenga, em 17 de junho de 2014, 15h Esquemaria.com.br

Por Carol Alvarenga, em 17 de junho de 2014, 15h Esquemaria.com.br Esquemaria.com.br / Dicas de estudos / 4 mitos sobre estudos: saiba mais como evitar estes erros Talvez você conheça estes mitos sobre estudos, mas você sabe a verdade por trás deles? Hoje eu trago um

Leia mais

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE.

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE. OS 4 PASSOS PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA HIGHSTAKESLIFESTYLE. Hey :) Gabriel Goffi aqui. Criei esse PDF para você que assistiu e gostou do vídeo ter sempre por perto

Leia mais

1. Você conhecia a história do bairro de Pinheiros? sim não 4 19

1. Você conhecia a história do bairro de Pinheiros? sim não 4 19 1. Você conhecia a história do bairro de Pinheiros? sim não 4 19 Você conhecia a história do bairro de Pinheiros? sim 17% não 83% 2. O que achou da transformação do Largo de Pinheiros? Diferente, muito

Leia mais

Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas?

Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas? 2 Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas? É SOBRE ISSO QUE VOU FALAR NESTE TEXTO. A maioria das empresas e profissionais

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

As 10 coisas que todas as campanhas vitoriosas fazem

As 10 coisas que todas as campanhas vitoriosas fazem Eleições 2012 As 10 coisas que todas as campanhas vitoriosas fazem Dicas práticas para prefeito e vereador Conquiste o diploma mais importante da sua vida Faça do blog Campanhas e Mandatos sua vantagem

Leia mais

Escrito por. Guilherme guinor Cunha Ex-tenista profissional, campeão mundial de poker online FTOPS #35 e criador do método GuinorBets

Escrito por. Guilherme guinor Cunha Ex-tenista profissional, campeão mundial de poker online FTOPS #35 e criador do método GuinorBets s O 6 s o i cíp Prin Bá s o sic o d o ét M o D r o n s i t u e G B Escrito por Guilherme guinor Cunha Ex-tenista profissional, campeão mundial de poker online FTOPS #35 e criador do método Índice Quem

Leia mais

Como deixar seu negócio on-line. Tendências e a força das mídias sociais no VAREJO!

Como deixar seu negócio on-line. Tendências e a força das mídias sociais no VAREJO! Como deixar seu negócio on-line Tendências e a força das mídias sociais no VAREJO! A palavra de ordem das redes sociais é interação. Comparando a internet com outros meios de comunicação em massa como

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Introdução. Pra quem é esse ebook?

Introdução. Pra quem é esse ebook? Introdução Se você está lendo esse ebook é porque já conhece o potencial de resultados que o marketing digital e o delivery online podem trazer para a sua pizzaria. Bem como também deve saber que em pouco

Leia mais

www.rockstarsocial.com.br

www.rockstarsocial.com.br 1 1 Todos os Direitos Reservados 2013 Todas As Fotos Usadas Aqui São Apenas Para Descrição. A Cópia Ou Distribuição Do Contéudo Deste Livro É Totalmente Proibida Sem Autorização Prévia Do Autor. AUTOR

Leia mais

3,3 milhões de exemplares* por mês e 8,7 milhões de leitores**

3,3 milhões de exemplares* por mês e 8,7 milhões de leitores** 16 revistas 3,3 milhões de exemplares* por mês e 8,7 milhões de leitores** Fonte: *IV (Out/09 a Set/10) E **Ipsos-Estudos Marplan/EGM- Out/09 a Set/10 Leitores Ambos, 10/+ anos Audiência Líquida das Revistas

Leia mais

coleção Conversas #26 Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #26 Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. Saí da prisão volto coleção Conversas #26 - setembro 2015 - e estou ou não desempregado, para o crime? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS, da

Leia mais

Belo reparo. capítulo um. No Japão, eles têm o kintsugi a arte de remendar porcelanas. Hoje Nova York Apartamento de Cassandra Taylor

Belo reparo. capítulo um. No Japão, eles têm o kintsugi a arte de remendar porcelanas. Hoje Nova York Apartamento de Cassandra Taylor capítulo um Belo reparo Hoje Nova York Apartamento de Cassandra Taylor No Japão, eles têm o kintsugi a arte de remendar porcelanas preciosas com ouro. O resultado é uma peça que nitidamente foi quebrada,

Leia mais

5Passos fundamentais. Conseguir realizar todos os seus SONHOS. para. Autora: Ana Rosa. www.novavitacoaching.com

5Passos fundamentais. Conseguir realizar todos os seus SONHOS. para. Autora: Ana Rosa. www.novavitacoaching.com 5Passos fundamentais para Conseguir realizar todos os seus SONHOS Autora: Ana Rosa www.novavitacoaching.com O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza dos seus sonhos! Eleanor Roosevelt CONSIDERA

Leia mais

Esta nova sequência tem uma novidade: ela é inédita!

Esta nova sequência tem uma novidade: ela é inédita! Esta nova sequência tem uma novidade: ela é inédita! Hum, essa não é uma novidade. As outras também eram de certa forma inéditas, uma vez que o layout era baseado na estrutura dos Gurus, mas vamos lá,

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

Nível Médio Prova 1: Compreensão leitora e língua em uso

Nível Médio Prova 1: Compreensão leitora e língua em uso TEXTO 1 Leia o texto abaixo e nas alternativas de múltipla escolha, assinale a opção correta. INTERCÂMBIO BOA VIAGEM 1 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 Cursos de intercâmbio são uma

Leia mais

Pra que serve tudo isso?

Pra que serve tudo isso? Capítulo 1 Pra que serve tudo isso? Parabéns! Você tem em mãos a base para o início de um bom planejamento financeiro. O conhecimento para começar a ver o dinheiro de outro ponto de vista, que nunca foi

Leia mais

6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães

6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicasdiadasmaes 6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães Apresentamos uma seleção com 6 dinâmicas de grupo para o Dia das Mães, são atividades que podem

Leia mais

Gratuidade com os outros

Gratuidade com os outros 2ª feira, dia 21 de setembro de 2015 Gratuidade com os outros Bom dia! Com certeza, todos nós já experimentamos como é bom brincar com amigos, como nos faz felizes trocar jogos e brinquedos, como sabe

Leia mais

Dicas. do professor. Eliseu Gabriel. Como estudar? Incentivar a leitura e o estudo é um ato de amor e respeito ao ser humano

Dicas. do professor. Eliseu Gabriel. Como estudar? Incentivar a leitura e o estudo é um ato de amor e respeito ao ser humano Incentivar a leitura e o estudo é um ato de amor e respeito ao ser humano Eliseu Gabriel O vereador e professor Eliseu Gabriel conseguiu aprovar uma Lei para ajudar a despertar o gosto pelo estudo e a

Leia mais

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências boletim Jovem de Futuro ed. 04-13 de dezembro de 2013 Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências O Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013 aconteceu de 26 a 28 de novembro.

Leia mais

TRECHOS DE ROTEIROS PARA VÍDEOS EMPRESARIAIS

TRECHOS DE ROTEIROS PARA VÍDEOS EMPRESARIAIS TRECHOS DE ROTEIROS PARA VÍDEOS EMPRESARIAIS Job: Vídeo Institucional Averty Cliente: Averty IMAGEM Imagens (arquivo) funcionários trabalhando sorridentes. Composição do Logo: Averty Consultoria e Treinamentos

Leia mais

Primeiro Email#1: Rota Problema Solução

Primeiro Email#1: Rota Problema Solução Esta segunda sequência respeita a estrutura da sequência do Eben que analisamos.o template é adequado aos profissionais que podem (e querem) trabalhar com os três mosqueteiros, ou seja, apresentar uma

Leia mais

Luau Bom D+ Bom D+ Verão. Desafio Ciclístico

Luau Bom D+ Bom D+ Verão. Desafio Ciclístico 4 Luau Bom D+ 10 Bom D+ Verão 16 Desafio Ciclístico 22 Triathlon Bahia de Todos os Santos 28 Revezamento a Nado Farol a Farol 34 Carnaval 2013 Record Bahia O que já era bom ficou ainda melhor. A primeira

Leia mais

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online.

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online. Assunto E-commerce Metodologia Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online. Quantidade de entrevistas realizadas: 1.652 mulheres Perfil: 18 a 50 anos Mercado: Brasil

Leia mais

Palestra 1 Mudança Organizacional. Texto base: 10 +1 Mandamentos para ter sucesso em um mundo em constantes mudanças

Palestra 1 Mudança Organizacional. Texto base: 10 +1 Mandamentos para ter sucesso em um mundo em constantes mudanças Palestra 1 Mudança Organizacional Texto base: 10 +1 Mandamentos para ter sucesso em um mundo em constantes mudanças 02 de Dezembro de 2009 10 +1 Mandamentos para ter sucesso em um mundo em constantes mudanças

Leia mais

COMO CRIAR UMA LISTA DE EMAILS GASTANDO MUITO POUCO

COMO CRIAR UMA LISTA DE EMAILS GASTANDO MUITO POUCO COMO CRIAR UMA LISTA DE EMAILS GASTANDO MUITO POUCO O dinheiro está na lista Junte emails e você estará mais perto da lista dos homens mais ricos do mundo. Essa é uma frase repleta de exageros, mas foi

Leia mais

Entendendo o que é Gênero

Entendendo o que é Gênero Entendendo o que é Gênero Sandra Unbehaum 1 Vila de Nossa Senhora da Piedade, 03 de outubro de 2002 2. Cara Professora, Hoje acordei decidida a escrever-lhe esta carta, para pedir-lhe ajuda e trocar umas

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Produzindo e divulgando fotos e vídeos. Aula 3 Divulgação de fotos e vídeos

Produzindo e divulgando fotos e vídeos. Aula 3 Divulgação de fotos e vídeos Produzindo e divulgando fotos e vídeos Aula 3 Divulgação de fotos e vídeos Objetivos 1 Entender o que são as redes sociais. 2 Definir Marketing Viral. 3 Entender como divulgar fotos e vídeos nas redes

Leia mais

MENOS ASSISTENCIALISMO, MAIS PEDAGOGIA. Moysés Kuhlmann: carências da educação infantil vão desde instalações à formação dos professores.

MENOS ASSISTENCIALISMO, MAIS PEDAGOGIA. Moysés Kuhlmann: carências da educação infantil vão desde instalações à formação dos professores. MENOS ASSISTENCIALISMO, MAIS PEDAGOGIA Moysés Kuhlmann: carências da educação infantil vão desde instalações à formação dos professores. 2 Ao lado das concepções do trabalho pedagógico para a infância,

Leia mais

Se você está começando a explorar o marketing digita com o YouTube, então você, certamente, já notou o quão poderosos são os vídeos.

Se você está começando a explorar o marketing digita com o YouTube, então você, certamente, já notou o quão poderosos são os vídeos. Eu fico muito feliz por você ter baixado esse ebook, nele você vai encontrar um método fantástico de atrair clientes através de uma plataforma incrível, que desenvolvi depois de milhares de testes dentro

Leia mais

Manifeste Seus Sonhos

Manifeste Seus Sonhos Manifeste Seus Sonhos Índice Introdução... 2 Isso Funciona?... 3 A Força do Pensamento Positivo... 4 A Lei da Atração... 7 Elimine a Negatividade... 11 Afirmações... 13 Manifeste Seus Sonhos Pág. 1 Introdução

Leia mais

POR QUE OFERECER UM ATENDIMENTO MULTICANAL?

POR QUE OFERECER UM ATENDIMENTO MULTICANAL? POR QUE OFERECER UM ATENDIMENTO MULTICANAL? Por que oferecer um atendimento multicanal? Este livro reúne em uma única fonte dicas para inovar na experiência com clientes, de um jeito simples e prático;

Leia mais

Thaísa Fortuni. 15 dicas de Mídias Sociais para Moda. Copyright 2015 - Todos os direitos reservados

Thaísa Fortuni. 15 dicas de Mídias Sociais para Moda. Copyright 2015 - Todos os direitos reservados Thaísa Fortuni Thaísa Fortuni 15 dicas de Mídias Sociais para Moda Copyright 2015 - Todos os direitos reservados Sobre Thaísa Fortuni Publicitária por formação, escritora e empreendora digital. Trabalha

Leia mais

Inglesar.com.br. asasasadsddsçlf

Inglesar.com.br. asasasadsddsçlf 1 Sumário Introdução...04 Passo 1...04 Passo 2...05 Passo 3...05 É possível Aprender Inglês Rápido?...07 O Sonho da Fórmula Mágica...07 Como Posso Aprender Inglês Rápido?...09 Porque isto Acontece?...11

Leia mais

Só que tem uma diferença...

Só que tem uma diferença... Só que tem uma diferença... Isso não vai ficar assim! Sei. Vai piorar. Vai piorar para o lado dela, isso é que vai! Por enquanto, só piorou para o seu, maninho. Pare de me chamar de maninho, Tadeu. Você

Leia mais

A importância de personalizar a sua loja virtual

A importância de personalizar a sua loja virtual A importância de personalizar a sua loja virtual Ter uma loja virtual de sucesso é o sonho de muitos empresários que avançam por esse nicho econômico. Porém, como as lojas virtuais são mais baratas e mais

Leia mais

APRENDA A COMO DUPLICAR SUAS VENDAS EM APENAS

APRENDA A COMO DUPLICAR SUAS VENDAS EM APENAS AGORA VOCÊ VAI BATER TODOS OS SEUS RECORDES DE VENDAS! APRENDA A COMO DUPLICAR SUAS VENDAS EM APENAS EXCLUSIVO PARA CONSULTORAS DE VENDAS WILLIAM MACHADO 2015 E-BOOK Versão GRATUITA Beta 1.3 ATENÇÃO! Falei

Leia mais

Antes de tudo... Obrigado!

Antes de tudo... Obrigado! Antes de tudo... Obrigado! Eu, Luiz Felipe S. Cristofari, agradeço por ter baixado esse PDF. Criei esse material para ajudar você a ter mais sucesso com suas ideias na internet e fico muito feliz quando

Leia mais

Capa e Diagramação Jordane Mendes Nicole Ferreira. Texto Naraiany Almeida

Capa e Diagramação Jordane Mendes Nicole Ferreira. Texto Naraiany Almeida Capa e Diagramação Jordane Mendes Nicole Ferreira Texto Naraiany Almeida Nicole Ferreira Ilustrações Davi Vinícius dos Santos Gomes Ítalo Gabriel Pimenta Italon Antunes Barreto Jéssica Pâmela de Souza

Leia mais

Não adianta falar inglês sem fazer sentido. 1

Não adianta falar inglês sem fazer sentido. 1 Não adianta falar inglês sem fazer sentido. 1 BOGUSZEWSKI, Luiza. 2 SCHETTERT, Gabriela Antunes. 3 MENEZES, Sérgio. 4 Universidade Positivo, Curitiba, PR. 2013 RESUMO Com a disseminação da cultura norte-americana

Leia mais

Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam uma vaga?

Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam uma vaga? Abdias Aires 2º Ano EM Arthur Marques 2º Ano EM Luiz Gabriel 3º Ano EM Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam

Leia mais

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce...

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce... Sumário Bleez Agência Digital... 3 Quem sou eu... 4 Introdução... 5 Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7 Quem está comprando no ecommerce... 10 Por que os brasileiros estão comprando mais... 12 O

Leia mais

Entrevistado: Data da Entrevista: Entrevista: 1- Como você percebe o processo de criação de marcas?

Entrevistado: Data da Entrevista: Entrevista: 1- Como você percebe o processo de criação de marcas? Entrevistado: Guto Lacaz Data da Entrevista: 19 de Julho de 2011 Entrevista: Pessoalmente Formado em Arquitetura pela Faculdade de Arquitetura de São José dos Campos, faculdade onde também realizou cursos

Leia mais

TROCANDO IDEIAS SOBRE A OBRA

TROCANDO IDEIAS SOBRE A OBRA Ideias sobre a obra 2 TROCANDO IDEIAS SOBRE A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) ABORDAGEM GERAL Cite outros títulos que o livro Memórias de um dicionário poderia ter. A turma vai eleger o mais interessante.

Leia mais

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca Orientação ao mercado de trabalho para Jovens 1ª parte APRESENTAÇÃO Muitos dos jovens que estão perto de terminar o segundo grau estão lidando neste momento com duas questões muito importantes: a formação

Leia mais

PORQUE O PRIMEIRO EMPREGO É DIFÍCIL?

PORQUE O PRIMEIRO EMPREGO É DIFÍCIL? PORQUE O PRIMEIRO EMPREGO É DIFÍCIL? Em épocas de vestibular, cerca de 1,8 milhão de jovens vão escolher uma profissão e dar arrepios no mercado, ou ficarem arrepiados, dando assim o primeiro empurrão

Leia mais

Atividade - Sequência Conrado Adolpho

Atividade - Sequência Conrado Adolpho Atividade - Sequência Conrado Adolpho Agora, eu quero lhe apresentar os 6 e-mails do conrado adolpho para vender o 8ps. Quero que você leia está sequência com muita atenção e, depois, responda às provocações

Leia mais

Arte do Namoro - Manual de Como Seduzir pelo Telefone por Rico 2009-2010, Todos Direitos Reservados - Pg 1

Arte do Namoro - Manual de Como Seduzir pelo Telefone por Rico 2009-2010, Todos Direitos Reservados - Pg 1 Direitos Reservados - Pg 1 Aviso aos que se acham malandros, ou que querem ser processados ou parar na cadeia. Este livro é registrado com todos os direitos reservados pela Biblioteca Nacional. A cópia,

Leia mais

Você, no entanto, pode nos ajudar!

Você, no entanto, pode nos ajudar! Este livro pode ser adquirido por educação, negócios, vendas ou uso promocional. Embora toda precaução tenha sido tomada na preparação deste livro, o autor não assume nenhuma responsabilidade por erros

Leia mais

Apoio. Patrocínio Institucional

Apoio. Patrocínio Institucional Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 83 Papo Reto com José Junior 12 de junho de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura

Leia mais

Plano de Mídia TV PAJUÇARA

Plano de Mídia TV PAJUÇARA Campeonato Alagoano A emoção do Campeonato Alagoano faz parte do Pajuçara Sistema de Comunicação desde 2008. E, de lá pra cá, já virou tradição de todo alagoano acompanhar todos os lances do seu time do

Leia mais

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53 Rio de Janeiro Sumário Para início de conversa 9 Família, a Cia. Ltda. 13 Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35 Cardápio de lembranças 53 O que o homem não vê, a mulher sente 75 Relacionamentos: as Cias.

Leia mais

Na Internet Gramática: atividades

Na Internet Gramática: atividades Na Internet Gramática: atividades Dica: Antes de fazer as atividades abaixo, leia os documentos Modo subjuntivo geral e Presente do subjuntivo, no Banco de Gramática. 1. No trecho a seguir, extraído da

Leia mais

Vamos mudar o mundo? Mais esta mudança deve começar por você!

Vamos mudar o mundo? Mais esta mudança deve começar por você! Vamos mudar o mundo? Mais esta mudança deve começar por você! Este Livro Digital (Ebook) é fruto de uma observação que eu faço no mínimo há dez anos nas Redes Sociais, e até pessoalmente na convivência

Leia mais

Como fazer seu blog se destacar dos outros

Como fazer seu blog se destacar dos outros Como fazer seu blog se destacar dos outros Fama. Tráfego. Reconhecimento. Muito dinheiro no bolso. Esses itens certamente estão presentes na lista de desejos de quase todos os blogueiros. Afinal, ninguém

Leia mais

VISITE O BLOG www.homemalpha.com.br

VISITE O BLOG www.homemalpha.com.br VISITE O BLOG www.homemalpha.com.br APRESENTAÇÃO A timidez é um problema que pode acompanhar um homem a vida inteira, tirando dele o prazer da comunicação e de expressar seus sentimentos, vivendo muitas

Leia mais

O Livro de informática do Menino Maluquinho

O Livro de informática do Menino Maluquinho Coleção ABCD - Lição 1 Lição 1 O Livro de informática do Menino Maluquinho 1 2 3 4 5 6 7 8 Algumas dicas para escrever e-mails: 1. Aprender português. Não adianta fi car orgulhoso por mandar um e-mail

Leia mais

Este documento provê informação atualizada, e simples de entender, para o empreendedor que precisa iniciar ou avaliar suas operações online.

Este documento provê informação atualizada, e simples de entender, para o empreendedor que precisa iniciar ou avaliar suas operações online. Os segredos dos negócios online A Internet comercial está no Brasil há menos de 14 anos. É muito pouco tempo. Nesses poucos anos ela já mudou nossas vidas de muitas maneiras. Do programa de televisão que

Leia mais

Televisão brasileira: o início da problemática 1

Televisão brasileira: o início da problemática 1 Televisão brasileira: o início da problemática 1 AUTOR: QUINTANA JÚNIOR, José CURSO: Comunicação Social Jornalismo/Unifra, Santa Maria, RS OBRA: CAPARELLI, Sérgio. Televisão e capitalismo no Brasil: com

Leia mais

Erros Críticos. 11 Erros Que Você Está Provavelmente Cometendo Nos Seus Estudos...

Erros Críticos. 11 Erros Que Você Está Provavelmente Cometendo Nos Seus Estudos... Erros Críticos 11 Erros Que Você Está Provavelmente Cometendo Nos Seus Estudos......E Como Você Pode Evitá-Los, Para Aprender Qualquer Idioma Em Meses E Não Em Anos. Olá, meu nome é Frank Florida, gringo

Leia mais

RECADO AOS PROFESSORES

RECADO AOS PROFESSORES RECADO AOS PROFESSORES Caro professor, As aulas deste caderno não têm ano definido. Cabe a você decidir qual ano pode assimilar cada aula. Elas são fáceis, simples e às vezes os assuntos podem ser banais

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA Carolina e, acompanhados de, estão na biblioteca, no mesmo lugar em que o segundo episódio se encerrou.os jovens estão atrás do balcão da biblioteca,

Leia mais

Diagnosticando os problemas da sua empresa

Diagnosticando os problemas da sua empresa Diagnosticando os problemas da sua empresa O artigo que você vai começar a ler agora é a continuação da matéria de capa da edição de agosto de 2014 da revista VendaMais. O acesso é restrito a assinantes

Leia mais

ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 11 PRIMEIRA PARTE A RELAÇÃO CONSIGO MESMO. 1. AUTOCONHECIMENTO... 15 1.1 Processos... 16 1.2 Dificuldades...

ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 11 PRIMEIRA PARTE A RELAÇÃO CONSIGO MESMO. 1. AUTOCONHECIMENTO... 15 1.1 Processos... 16 1.2 Dificuldades... ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 11 PRIMEIRA PARTE A RELAÇÃO CONSIGO MESMO 1. AUTOCONHECIMENTO... 15 1.1 Processos... 16 1.2 Dificuldades... 19 2. AUTOESTIMA... 23 2.1 Autoaceitação... 24 2.2 Apreço por si... 26

Leia mais

CARTAS: REGISTRANDO A VIDA

CARTAS: REGISTRANDO A VIDA CARTAS: REGISTRANDO A VIDA A carta abaixo foi escrita na época da ditadura militar. Ela traduz a alegria de um pai por acreditar estar próxima sua liberdade e, assim, a possibilidade do reencontro com

Leia mais

Restaurante Top 5. 10 passos para deixar seus convidados mais felizes sem gastar um centavo a mais

Restaurante Top 5. 10 passos para deixar seus convidados mais felizes sem gastar um centavo a mais Restaurante Top 5 10 passos para deixar seus convidados mais felizes sem gastar um centavo a mais Mensagem do Restaurante Olá, Sabemos que é momento de comemorar. E se não fosse uma data ou momento especial,

Leia mais

As cinco disciplinas

As cinco disciplinas As cinco disciplinas por Peter Senge HSM Management julho - agosto 1998 O especialista Peter Senge diz em entrevista exclusiva que os programas de aprendizado podem ser a única fonte sustentável de vantagem

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 37 Discurso na cerimónia de retomada

Leia mais

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães 2 No dia em que Iracema e Lipe voltaram para visitar a Gê, estava o maior rebuliço no hospital. As duas crianças ficaram logo

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Escola Municipal de Ensino Fundamental David Canabarro Florianópolis, 3892 Mathias Velho/Canoas Fone: 34561876/emef.davidcanabarro@gmail.com DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Nome: Stefani do Prado Guimarães Ano

Leia mais

Direção Criativa. Garantir a originalidade e a criatividade de um projeto é fruto. de um trabalho árduo que exige dedicação, envolvimento

Direção Criativa. Garantir a originalidade e a criatividade de um projeto é fruto. de um trabalho árduo que exige dedicação, envolvimento 44 :: Webdesign Direção Criativa Garantir a originalidade e a criatividade de um projeto é fruto de um trabalho árduo que exige dedicação, envolvimento e um imenso esforço para que o sucesso seja alcançado

Leia mais

ZECA CAMARGO Jornalista e Apresentador Rede Globo de Televisão

ZECA CAMARGO Jornalista e Apresentador Rede Globo de Televisão ZECA CAMARGO Jornalista e Apresentador Rede Globo de Televisão Zeca Camargo foi o convidado da segunda edição do RBS Debates, dia 23 de Julho, em Florianópolis. O evento reuniu mais de mil estudantes e

Leia mais

A turma. parte I Língua Portuguesa parte II Matemática

A turma. parte I Língua Portuguesa parte II Matemática parte I Língua Portuguesa parte II Matemática A turma 5 10 15 20 25 Eu também já tive turma, ou melhor, fiz parte de turma e sei como é importante em certa idade essa entidade, a turma. A gente é um ser

Leia mais

Leia a íntegra do pronunciamento da presidente eleita Dilma Rousseff

Leia a íntegra do pronunciamento da presidente eleita Dilma Rousseff 31/10/2010 23h56 - Atualizado em 01/11/2010 11h24 Leia a íntegra do pronunciamento da presidente eleita Dilma Rousseff Em Brasília, ela fez primeiro discurso após anúncio do resultado da eleição. Ela afirmou

Leia mais