Trabalho realizado por: Disciplina: Formação Cívica. Ano letivo:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Trabalho realizado por: Disciplina: Formação Cívica. Ano letivo: 2011-2012"

Transcrição

1

2 Trabalho realizado por: Disciplina: Formação Cívica Ano letivo:

3 Realizámos um estudo relativo à Gestão do Orçamento Familiar a 46 alunos do 7º ao 9º ano da Escola Secundária Poeta Al Berto de Sines. Com este estudo pretendemos saber as noções que estes alunos têm relativamente a este tema.

4 O dinheiro ganho pelos teus pais (ordenado); A totalidade do dinheiro ganho (ordenado) menos a totalidade das despesas a pagar Os projectos que a tua família tem, nomeadamente as férias em família, etc 19% 36% 45%

5 Não gastar dinheiro Gastar o dinheiro apenas em coisas essenciais 0% 9% 91%

6 Sim Não Ás vezes 30% 7% 63%

7 Marca Branca Outra Marcas 43% 57%

8 Sim Não 39% 61%

9 Os que mais gosto Os mais baratos 33% 67%

10 Lidl Pingo Doce Intermarché Mini Preço Litoral Votos nulos 0% 2% 17% 13% 9% 59%

11 Uma boa gestão das finanças pessoais é determinante para melhor administrar os rendimentos e controlar as despesas, permitindo ainda poupar para acautelar algum imprevisto e para investir. Foi isso que pretendemos saber com o estudo estatístico realizado. Concluímos que a maioria das pessoas sabe o que é um orçamento familiar, sabe o que é poupar e costuma fazê-lo. O pingo doce para a amostra estudada é o supermercado que oferece melhores preços.

12 1- Faça um orçamento mensal. Registe todos os seus rendimentos e despesas. O saldo deverá ser positivo. 2- Aumente a poupança. Tente colocar de parte 10% do que ganhe. 3- faça um pé-de-meia para eventuais emergências. 4- tente diversificar as suas fontes de rendimentos. 5- Corte nas despesas. Comece pelas despesas variáveis como alimentação e vestuário.

13 6- Pesquise, compare e negoceie os seus créditos e seguros. 7- Otimize os impostos. Aproveite os benefícios fiscais. 8- Outras poupanças: invista a longo prazo e informe-se sobre os vários tipos de produtos financeiros.

14 É simples e ajuda quando controlamos as finanças pessoais e familiares: Guarde todos os recibos e aponte num papel todas as despesas que efetua mensalmente; Registe e calcule as despesas que efetuou ao longo do mês; Registe e calcule todos os rendimentos. Seus e do agregado familiar; Por fim, calcule o seu orçamento mensal Receitas Despesas = Saldo Mensal O saldo mensal deverá ser positivo Não se esqueça que mais importante do que o que ganhamos é o dinheiro que poupamos!

15 Constitua um fundo de emergência (três a seis vezes o rendimento mensal da família) para acautelar situações imprevistas (perda de emprego, doença ). Constitua uma aplicação de curto prazo que lhe dê algum rendimento e que possa movimentar a qualquer momento. Tente não ficar dependente de uma só fonte e se precisar de aumentar os rendimentos pode recorrer aos seus pequenos conhecimentos e fazê-los render: pequenos arranjos domésticos (canalizações, electricidade ), cozinhar para forra, guarda de crianças

16 Prefira produtos da época e da região; Prefira frutas e hortícolas a granel; Cozinhe as suas refeições; Aproveite as sobras das refeições. Opte por lâmpadas económicas; Utilize as máquinas de lavar roupa e loiça na carga máxima e a temperaturas baixas; Desligue os aparelhos(tv, computador ) em modo de espera (stand by); Reduza o consumo de água e energia tomando duches rápidos. Peça ao seu médico medicamentos genéricos, têm a mesma composição que os medicamentos de marca e são mais baratos.

17 Prefira os transportes públicos e ande mais a pé; Utilizando o seu automóvel pratique uma eco condução, evitando deslocações desnecessárias. Faça uma lista de compras e defina um montante máximo para os gastos; Compare produtos, marcas e preços; Esteja atento a promoções e épocas de saldos; Prefira embalagens familiares e produtos de marca branca. Prefira tarifas triplas de televisão, internet e telefone pois são mais baratas; Para o seu telemóvel trace o seu perfil e verifique as redes e o melhor tarifário às suas necessidades.

18 O crédito à habitação é uma das principais despesas dos agregados familiares. Esta decisão tem implicações para quase toda a vida (40 a 50 anos). Faça uma pesquisa de mercado consultando o maior número de bancos possível. Compare encargos e negoceie condições. Contacte também seu banco e fala valer a sua posição de cliente e negoceie. Despesas iniciais (comissões de análise ou de estudo e de abertura de processo, despesas de avaliação); Custos associados aos seguros; Pagamento do imposto municipal sobre as transmissões onerosas (IMT). Numa simulação bancária, os bancos são obrigados a fornecer uma Ficha de Informação Normalizada (descrição dos contratos e dos planos financeiros associados).

19 Se a opção é mesmo o recurso ao crédito, é necessário obter informação sobre as diferenças formas de crédito disponíveis, nomeadamente, no que concerne ao valor da TAEG para comparar as propostas de várias instituições e escolher a melhor. Precisa mesmo do produto? Necessita de contrair um crédito para a sua aquisição? Poderia primeiro efetuar uma poupança? O orçamento familiar suporta uma nova despesa e a prestação mensal do crédito? A TAEG (Taxa Anual Efectiva Global) percentagem anual que expressa o custo total de um contrato de crédito. No cálculo da TAEG estão incluídas as despesas de capital e juros, impostos, comissões e seguros. Nos contratos de crédito quanto mais baixa for esta taxa menor é o custo de crédito.

20 Na escolha de um cartão de crédito deverá, estar atento à taxa de juro e à anuidade (muitos cartões estão isentos no primeiro ano), referida no contrato de adesão. Seja disciplinado e controle os gastos. E muito fácil perder a noção de quanto já gastou; Pague integralmente o saldo em dívida porque as taxas de juro são elevadas; Utilize sempre, e apenas, o período de crédito sem juros (só paga as despesas ao fim de 20 a 50 dias e não tem juros). Evite efetuar levantamentos de dinheiro a crédito (cash-advance).

21 Diminua as despesas com os seus seguros: Faça um levantamento dos seus seguros para evitar a duplicação de coberturas e o desperdício de dinheiro. Faça uma prospeção de mercado, solicite simulações, uma vez que as diferenças de preços em vários seguros são muito acentuadas. Contraste apenas aquilo que realmente necessita e avalie corretamente os bens seguros para garantir que, em caso de sinistro, recebe a indemnização devida. Se tiver dificuldade em pagar o prémio de uma só vez, considere a possibilidade de fracionar o pagamento. Mas atenção! O fracionamento tem encargos. Os seguros fazem parte da maioria dos orçamentos familiares. Permitem, muitas vezes, proteger o nosso dinheiro e preservar o estilo de vida no caso de se verificar algum imprevisto.

22 Os impostos são encargos que nunca devem ser esquecidos, nem que seja, pelas consequências que o seu não pagamento pode trazer: coimas, penhora de bens, etc. Alguns dos principais impostos: IRS, IRC, IVA, Imposto de Selo, IMT, IMI, Impostos especiais sobre o consumo.

23 Existe uma grande variedade de produtos financeiros disponíveis para aplicar as poupanças. Com mais ou menos risco, o importante é ver a poupança a crescer. Sejam ações, fundos de investimento, obrigações ou até imobiliário. A primeira regra para um bom investimento é conhecer bem o produto em que está a aplicar o seu dinheiro. Nunca se deve investir no desconhecido! Tenha em conta a segurança, a liquidez e o rendimento de cada produto.

24 O que não deve fazer: O pior que pode fazer é deixar arrastar a situação; Não deixe de contactar com as entidades. Verifique a correspondência recebida; Quando tem prestações em atraso, se não resolver, a dívida tende sempre a aumentar; Evite contrair créditos para fazer face às dificuldades financeiras. Pode ser o início de uma bola de neve e só aumentará as suas dívidas! Quando as contas se complicam pode: Reorganizar o seu orçamento mensal em função do rendimento anual. Diminua as despesas, adote um estilo de vida diferente! Poderá ser necessário adotar medidas drásticas, como a venda do carro ou até da casa. Apresente a situação às entidades credoras e tente renegociar o seu contacto de crédito para encontrar uma solução de pagamento.

25 Gerir e poupar - DECO

26

O DINHEIRO NÃO CAI DO CÉU E PARECE QUE VOA DO BOLSO *

O DINHEIRO NÃO CAI DO CÉU E PARECE QUE VOA DO BOLSO * PUBLICADO NA EDIÇÃO IMPRESSA SEGUNDA-FEIRA, 10 DE DEZEMBRO DE 2012 POR O DINHEIRO NÃO CAI DO CÉU E PARECE QUE VOA DO BOLSO * Elaborar o orçamento familiar é muito importante porque permite controlar melhor

Leia mais

Oficina Pedagógica COMO CONSTRUIR E GERIR UM ORÇAMENTO FAMILIAR. 10.11.2011 Formadora: Olga Fernandes

Oficina Pedagógica COMO CONSTRUIR E GERIR UM ORÇAMENTO FAMILIAR. 10.11.2011 Formadora: Olga Fernandes Oficina Pedagógica COMO CONSTRUIR E GERIR UM ORÇAMENTO FAMILIAR Formadora: Olga Fernandes 1 ORÇAMENTO FAMILIAR PROGRAMA 19.00 H -Abertura 19.05 H Visionamento de um vídeo sobre Orçamento Familiar 19.15

Leia mais

PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO FINANCEIRA. Gestão do orçamento familiar

PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO FINANCEIRA. Gestão do orçamento familiar PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO FINANCEIRA Gestão do orçamento familiar 1 PLANO DE EXPOSIÇÃO A importância do orçamento familiar Rendimentos e despesas Risco e incerteza Saldo do orçamento Elaboração do orçamento

Leia mais

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO NOÇÕES BÁSICAS SOBRE CRÉDITO

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO NOÇÕES BÁSICAS SOBRE CRÉDITO ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO NOÇÕES BÁSICAS SOBRE CRÉDITO Índice Conceito de empréstimo Avaliação da capacidade financeira Principais tipos de crédito Ficha de Informação Normalizada Principais características

Leia mais

ÁREA DE FORMAÇÃO: PLANEAR O ORÇAMENTO FAMILIAR COMO ELABORAR O ORÇAMENTO FAMILIAR

ÁREA DE FORMAÇÃO: PLANEAR O ORÇAMENTO FAMILIAR COMO ELABORAR O ORÇAMENTO FAMILIAR ÁREA DE FORMAÇÃO: PLANEAR O ORÇAMENTO FAMILIAR COMO ELABORAR O ORÇAMENTO FAMILIAR Índice A importância do orçamento familiar Etapas da elaboração do orçamento familiar 1ª etapa: identificação do rendimento

Leia mais

Guia do uso consciente do crédito. O crédito está aí para melhorar sua vida, é só se planejar que ele não vai faltar.

Guia do uso consciente do crédito. O crédito está aí para melhorar sua vida, é só se planejar que ele não vai faltar. Guia do uso consciente do crédito O crédito está aí para melhorar sua vida, é só se planejar que ele não vai faltar. Afinal, o que é crédito? O crédito é o meio que permite a compra de mercadorias, serviços

Leia mais

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CARTÃO DE CRÉDITO

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CARTÃO DE CRÉDITO ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CARTÃO DE CRÉDITO Índice O que é o cartão de crédito? Ficha de Informação Normalizada (FIN) Modalidades de reembolso Custo do crédito Taxas máximas Livre revogação Contrato

Leia mais

Dos documentos que se seguem quais os necessários para abrir uma conta num banco?

Dos documentos que se seguem quais os necessários para abrir uma conta num banco? Quais as principais funções de um banco? A Captar depósitos e gerir a poupança dos seus clientes. B Conceder empréstimos a empresas, particulares e ao Estado. C Disponibilizar meios e formas de pagamento

Leia mais

Planejamento Financeiro

Planejamento Financeiro Maio 2009 ... O Brasil é onde mais pessoas se preocupam com o futuro e onde menos se faz poupança Pesquisa realizada em 12 países, pelo Principal Financial Group (03/2004) ... Famílias se endividam mais

Leia mais

Mensagem do Administrador

Mensagem do Administrador Educação Financeira Índice 1. Mensagem do administrador... 01 2. O Cartão de crédito... 02 3. Conhecendo sua fatura... 03 4. Até quanto gastar com seu cartão... 07 5. Educação financeira... 08 6. Dicas

Leia mais

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CRÉDITO PESSOAL

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CRÉDITO PESSOAL ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CRÉDITO PESSOAL Índice Finalidades do crédito pessoal Ficha de Informação Normalizada (FIN) Montante e prazo Modalidades de reembolso Garantias Custos do crédito Taxa

Leia mais

CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL BENFMEMD_20130701 Benfica Member CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS,

Leia mais

Gestão de Finanças Pessoais Nome do Palestrante

Gestão de Finanças Pessoais Nome do Palestrante Gestão de Finanças Pessoais Nome do Palestrante Como nos relacionamos com o dinheiro? O que é dinheiro? Como nos relacionamos com o dinheiro? O que o dinheiro significa para você? Sonhos Sonhos não se

Leia mais

CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL ITICCRD_20150701 Caixa ITIC CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS,

Leia mais

O (Sobre)-Endividamento das Famílias: Prevenir ou Solucionar?

O (Sobre)-Endividamento das Famílias: Prevenir ou Solucionar? O (Sobre)-Endividamento das Famílias: Prevenir ou Solucionar? Luísa Marabuto Clara Magalhães Celeste Varum Carla Monteiro GEACE-UA 5ª Conferência Internacional de Educação Financeira 15 e 16 de Julho de

Leia mais

CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL LACARDD_20151001 LA Card Visa CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS,

Leia mais

Veja dicas para se livrar das dívidas e usar bem o crédito

Veja dicas para se livrar das dívidas e usar bem o crédito Veja dicas para se livrar das dívidas e usar bem o crédito Especialistas dão dicas para sair do vermelho. É fundamental planejar gastos e usar bem o crédito. Por Anay Cury e Gabriela Gasparin Do G1, em

Leia mais

Seu maior bem é o seu nome. Cuide dele.

Seu maior bem é o seu nome. Cuide dele. Seu maior bem é o seu nome. Cuide dele. Saiba como limpar o nome. E mantê-lo limpo. Todos sabemos como é precioso o nosso nome e que dificuldades aparecem para todo mundo. Em muitos momentos da vida nos

Leia mais

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CRÉDITO À HABITAÇÃO

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CRÉDITO À HABITAÇÃO ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CRÉDITO À HABITAÇÃO Índice Finalidades do crédito à habitação Avaliação da capacidade financeira Ficha de Informação Normalizada (FIN) Prazo Modalidades de reembolso

Leia mais

Use bem o seu dinheiro

Use bem o seu dinheiro 1016323-6 - abr/2012 Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? No site www.itau.com.br/usoconsciente, você encontra vídeos, testes e informações para uma gestão financeira eficiente. Acesse

Leia mais

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CUSTO DO CRÉDITO

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CUSTO DO CRÉDITO ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CUSTO DO CRÉDITO Índice Componentes do custo do crédito Taxa de juro Comissões Despesas Seguros Medidas agregadas do custo do crédito: TAE e TAEG Taxas máximas no crédito

Leia mais

cartilha educação financeira

cartilha educação financeira cartilha educação financeira cartilha educação financeira A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO FINANCEIRA A educação financeira é decisiva para o bem-estar presente e futuro das famílias, contudo, ela nem sempre

Leia mais

Guia do uso consciente do crédito. Dicas e informações para você usar o crédito sem perder o sono.

Guia do uso consciente do crédito. Dicas e informações para você usar o crédito sem perder o sono. Guia do uso consciente do crédito Dicas e informações para você usar o crédito sem perder o sono. Afinal, o que é crédito? O crédito é o meio que permite a compra de mercadorias, serviços ou obtenção e

Leia mais

A relação dos portugueses com o dinheiro e o crédito. 2 de Abril de 2008

A relação dos portugueses com o dinheiro e o crédito. 2 de Abril de 2008 A relação dos portugueses com o dinheiro e o crédito 2 de Abril de 2008 Caracterização dos inquiridos Sexo 37% 63% Feminino Masculino Idade 12% 18-25 anos 18% 26-35 anos 36-45 anos 54% 16% > de 45 anos

Leia mais

1 USE SUA RAZÃO E DEIXE AS EMOÇÕES POR ÚLTIMO

1 USE SUA RAZÃO E DEIXE AS EMOÇÕES POR ÚLTIMO BEM VINDO AO GUIA DE 10 PASSOS DE COMO MELHORAR MUITO A SUA VIDA FINANCEIRA! APROVEITE! 1 USE SUA RAZÃO E DEIXE AS EMOÇÕES POR ÚLTIMO Quando se trata do nosso dinheiro, a emoção sempre tende a ser um problema.

Leia mais

CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL MMORECLD_20150701 Miles & More da Caixa Classic CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação CAIXA

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à ordem 19.1. Depósitos à ordem 17.2. Depósitos a prazo 19.2. Depósitos a prazo

Leia mais

POR QUE PRECISAMOS SER RACIONAIS COM O DINHEIRO?

POR QUE PRECISAMOS SER RACIONAIS COM O DINHEIRO? ORGANIZE SUA VIDA POR QUE PRECISAMOS SER RACIONAIS COM O DINHEIRO? - Para planejar melhor como gastar os nossos recursos financeiros QUAIS OS BENEFÍCIOS DE TER UM PLANEJAMENTO FINANCEIRO? - Para que possamos

Leia mais

UM ESPECIALISTA AO SEU LADO. www.doutorfinancas.pt

UM ESPECIALISTA AO SEU LADO. www.doutorfinancas.pt UM ESPECIALISTA AO SEU LADO www.doutorfinancas.pt Programa Principais sintomas de doença financeira Principais Ferramentas de Gestão de Finanças Pessoais Orçamento familiar O Negócio Bancário Mecanismos

Leia mais

M = C. (1 + (i. T)) Juros compostos:- Como calcular juros compostos: montante, capital inicial, fórmula, taxa, tempo, etc.

M = C. (1 + (i. T)) Juros compostos:- Como calcular juros compostos: montante, capital inicial, fórmula, taxa, tempo, etc. Material de Estudo para Recuperação 9 ano. Juros Simples O regime de juros será simples quando o percentual de juros incidirem apenas sobre o valor principal. Sobre os juros gerados a cada período não

Leia mais

Como preparar o futuro financeiro dos portugueses. Lisboa, 21 de Janeiro 2015

Como preparar o futuro financeiro dos portugueses. Lisboa, 21 de Janeiro 2015 Como preparar o futuro financeiro dos portugueses Lisboa, 21 de Janeiro 2015 Como gerir o orçamento com pouco dinheiro Pedro Torres, NOVO BANCO AGENDA I.ENQUADRAMENTO II.ORÇAMENTO FAMILIAR III.POUPANÇA

Leia mais

Projeto de Extensão: Ciclo de Oficinas de Educação Matemática: os ODM em foco. Organize seu dinheiro: Elaboração de planilha de orçamento doméstico

Projeto de Extensão: Ciclo de Oficinas de Educação Matemática: os ODM em foco. Organize seu dinheiro: Elaboração de planilha de orçamento doméstico Organize seu dinheiro: Elaboração de planilha de orçamento doméstico Junto com um dos Objetivos do Desenvolvimento do Milênio (ODM), a segunda oficina do projeto de extensão Ciclo de Oficinas de Educação

Leia mais

SUPERENDIVIDAMENTO. Saiba planejar seus gastos e evite dívidas.

SUPERENDIVIDAMENTO. Saiba planejar seus gastos e evite dívidas. SUPERENDIVIDAMENTO Saiba planejar seus gastos e evite dívidas. Nos últimos anos, houve um crescimento significativo de endividados no Brasil. A expansão da oferta de crédito e a falta de controle do orçamento

Leia mais

Sonhos. Sonhos não costumam ser autorrealizáveis. É necessário agir

Sonhos. Sonhos não costumam ser autorrealizáveis. É necessário agir Sonhos Sonhos não costumam ser autorrealizáveis É necessário agir Como transformar sonhos em projetos? 1) Saiba aonde você quer chegar 2) Internalize a visão de futuro trazida pela realização do projeto

Leia mais

ÁREA DE FORMAÇÃO: POUPAR E INVESTIR NOÇÕES BÁSICAS SOBRE APLICAÇÃO DE POUPANÇA

ÁREA DE FORMAÇÃO: POUPAR E INVESTIR NOÇÕES BÁSICAS SOBRE APLICAÇÃO DE POUPANÇA ÁREA DE FORMAÇÃO: POUPAR E INVESTIR NOÇÕES BÁSICAS SOBRE APLICAÇÃO DE Índice A importância da poupança Remuneração e risco Principais tipos de riscos Princípios básicos da aplicação da poupança Produtos

Leia mais

GUIA DO CRÉDITO CONSCIENTE

GUIA DO CRÉDITO CONSCIENTE GUIA DO 1 FAMILIAR GUIA DO 2 Existem várias maneiras de usar o dinheiro de forma consciente. Uma delas é definir suas necessidades e planejar todos os seus gastos levando em conta a renda disponível. Para

Leia mais

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 3: Gerenciamento de dívidas

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 3: Gerenciamento de dívidas Educação Financeira Crédito Consignado Módulo 3: Gerenciamento de dívidas Objetivo Auxiliar no gerenciamento de dívidas e de como quitá-las, conscientizando as pessoas da importância em diminui-las e de

Leia mais

BANCO CREDIBOM, SA FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 01-Jul-2010. 20.4. Outros créditos

BANCO CREDIBOM, SA FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 01-Jul-2010. 20.4. Outros créditos FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 18 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20.1. Linhas de crédito e contas correntes 18.2. Crédito pessoal 18.3. Crédito automóvel 18.4.

Leia mais

Cartilha do ORÇAMENTO DOMÉSTICO. seja um

Cartilha do ORÇAMENTO DOMÉSTICO. seja um Cartilha do ORÇAMENTO DOMÉSTICO seja um A Boa Vista Serviços é uma empresa genuinamente brasileira, atualizada e inovadora, constituída para a operação do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito).

Leia mais

CARTÕES UNIBANCO APRESENTAÇÃO

CARTÕES UNIBANCO APRESENTAÇÃO CARTÕES UNIBANCO APRESENTAÇÃO A UNICRE UNICRE Instituição Financeira de Crédito, S.A Especialista em cartões de pagamento desde 1974 Sede: Av. António Augusto de Aguiar, 122 Lisboa www.unicre.pt Emissora

Leia mais

Manual de. Educação Financeira. Dicas para planejar e poupar seu dinheiro. Cecreb MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA

Manual de. Educação Financeira. Dicas para planejar e poupar seu dinheiro. Cecreb MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA Manual de Educação Financeira MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA Dicas para planejar e poupar seu dinheiro 1 A filosofia da Manual de Educação Financeira 2 Um dos princípios básicos das Cooperativas de Crédito

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à ordem 19.1. Depósitos à ordem 17.2. Depósitos a prazo 19.2. Depósitos a prazo

Leia mais

Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA

Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor do Folheto das Comissões

Leia mais

O que é a Poupança? A ) Acto de gastar dinheiro na compra de um determinado bem. B ) As moedas e notas que escondes da Família;

O que é a Poupança? A ) Acto de gastar dinheiro na compra de um determinado bem. B ) As moedas e notas que escondes da Família; Questão 1 O que é a Poupança? A ) Acto de gastar dinheiro na compra de um determinado bem. B ) As moedas e notas que escondes da Família; C ) Considerando como o aforro que pode ser usado em investimentos

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação 1.2. Endereço

Leia mais

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR DIRETORIA DE ESTUDOS E PESQUISAS

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR DIRETORIA DE ESTUDOS E PESQUISAS Resultados dos estudos sobre a redução de taxas de juros praticadas por bancos públicos e privados. Orientações aos consumidores. Face aos diversos anúncios de redução de juros veiculados na mídia a partir

Leia mais

BANCO CREDIBOM, SA Entrada em vigor: 01-12-2015 FOLHETO DE TAXAS DE JURO. 20.4. Outros créditos

BANCO CREDIBOM, SA Entrada em vigor: 01-12-2015 FOLHETO DE TAXAS DE JURO. 20.4. Outros créditos FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 18 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20.1. Linhas de crédito e contas correntes 18.2. Crédito pessoal 18.3. Crédito automóvel 18.4.

Leia mais

Conseguimos te ajudar?

Conseguimos te ajudar? Controlar suas finanças deve ser um hábito. Não com o objetivo de restringir seus sonhos de consumo, mas sim de convidá-lo a planejar melhor a realização da cada um deles, gastando o seu dinheiro de maneira

Leia mais

Ficha de Informação Geral

Ficha de Informação Geral Objectivo da Ficha de Informação Geral Oferecer aos Clientes informação de carácter geral sobre o crédito à habitação, o mais transparente, sistemático e rigorosamente possível, antes da formalização de

Leia mais

18 OPERAÇÕES DE CRÉDITO

18 OPERAÇÕES DE CRÉDITO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 18 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20.1. Linhas de crédito e contas correntes 18.2. Crédito pessoal 18.3. Crédito automóvel 18.4.

Leia mais

1 IRPF - Entrega A partir do dia 06 de março tem início o período de entrega da Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda Pessoa Física. É importante ficar atento principalmente se você for obrigado

Leia mais

MAPAS DE FLUXOS FINANCEIROS

MAPAS DE FLUXOS FINANCEIROS DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 2010 MAPAS DE FLUXOS FINANCEIROS Documentos de Prestação de Contas 2010 DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 2010 Fluxos de Caixa Documentos de Prestação de Contas 2010 DOC

Leia mais

PRODUTOS E SERVIÇOS BANCÁRIOS. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil

PRODUTOS E SERVIÇOS BANCÁRIOS. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil PRODUTOS E SERVIÇOS BANCÁRIOS Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários

Leia mais

Cálculo Financeiro. . Casos Reais Resolvidos e Explicados (2008) ISBN 978-972-592-234-7 Escolar Editora

Cálculo Financeiro. . Casos Reais Resolvidos e Explicados (2008) ISBN 978-972-592-234-7 Escolar Editora . Teoria e Prática 1ª edição (2004) ISBN 978-972-592-176-3 2ª edição (2007) ISBN 978-972-592-210-1 3ª edição (2009) ISBN 978-972-592-243-9. Exercícios Resolvidos e Explicados (2008) ISBN 978-972-592-233-0.

Leia mais

MÓDULO 2 // ORÇAMENTO FAZ O EQUILÍBRIO A PARTIR DE 18 ANOS

MÓDULO 2 // ORÇAMENTO FAZ O EQUILÍBRIO A PARTIR DE 18 ANOS MÓDULO 2 // ORÇAMENTO FAZ O EQUILÍBRIO A PARTIR DE 18 ANOS MÓDULO 2 // BATE-BOLA FINANCEIRO O Bate-Bola Financeiro é um videogame educacional desenvolvido para ajudar estudantes a entenderem melhor os

Leia mais

500.000 FAMÍLIAS JÁ GEREM MELHOR AS SUAS DESPESAS

500.000 FAMÍLIAS JÁ GEREM MELHOR AS SUAS DESPESAS 500.000 FAMÍLIAS JÁ GEREM MELHOR AS SUAS DESPESAS CLIENTE FREQUENTE Poupe mais com esta solução integrada de produtos e serviços bancários e pague o mesmo todos os meses. MILLENNIUM. É PARA AVANÇAR. www.millenniumbcp.pt

Leia mais

Formação. Serviços Mínimos Bancários

Formação. Serviços Mínimos Bancários Formação Serviços Mínimos Bancários AÇÃO DE FORMAÇÃO Serviços Mínimos Bancários 21 de março de 2013 CONTEÚDO FORMATIVO 3 HORAS I Gestão do orçamento familiar e poupança Identificar rendimentos e despesas

Leia mais

FIN - FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA

FIN - FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA FIN - FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA PARTE I - CONDIÇÕES FINANCEIRAS DO CRÉDITO À HABITAÇÃO A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO E OBSERVAÇÕES 1. Identificação da Instituição Denominação Caixa Geral de Depósitos,

Leia mais

Comprar: Deixe-se guiar!

Comprar: Deixe-se guiar! Está prestes a comprar um imóvel e tem numerosas perguntas bem legítimas. Quais as diferentes etapas e as formalidades a efetuar, antes, durante e após a compra? Siga o guia! Antes da compra Se está a

Leia mais

OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20 OPERAÇÕES DE CRÉDITO

OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20 OPERAÇÕES DE CRÉDITO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros Clientes 18 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 18.2. Crédito pessoal 20.1. Linhas de crédito e contas correntes 18.3. Crédito automóvel 20.4.

Leia mais

Preçário UNION DE CREDITOS INMOBILIARIOS, S.A., EFC - SUCURSAL EM PORTUGAL

Preçário UNION DE CREDITOS INMOBILIARIOS, S.A., EFC - SUCURSAL EM PORTUGAL Preçário UNION DE CREDITOS INMOBILIARIOS, S.A., EFC - SUCURSAL EM INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS DE CRÉDITO COM SEDE EM ESTADO-MEMBRO DA UNIÃO EUROPEIA Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO

Leia mais

PROPOSTA DE VALOR PARA MEMBROS DA ORDEM DOS ADVOGADOS CONDIÇÕES

PROPOSTA DE VALOR PARA MEMBROS DA ORDEM DOS ADVOGADOS CONDIÇÕES PROPOSTA DE VALOR PARA MEMBROS DA ORDEM DOS ADVOGADOS CONDIÇÕES Cartão Ordem dos Advogados Um cartão de crédito PERSONALIZADO E DIFERENCIADOR com vantagens únicas para a classe profissional COMPRE AGORA

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à Ordem 19.1. Depósitos à Ordem 17.2. Depósitos a Prazo 19.2. Depósitos a Prazo

Leia mais

Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA

Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor do Folheto das Comissões

Leia mais

(VAR2) Não se aplica. Não se aplica. Não se aplica. Não se aplica. Cartão de Crédito BBVA Private. Cartão de Crédito com Período de Free-Float

(VAR2) Não se aplica. Não se aplica. Não se aplica. Não se aplica. Cartão de Crédito BBVA Private. Cartão de Crédito com Período de Free-Float FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação 1.2. Endereço

Leia mais

ANEFAC Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade

ANEFAC Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade PESQUISA DE UTILIZAÇÃO DO 13º SALÁRIO A Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração (ANEFAC) realizou durante o mês de outubro de a 15ª edição da Pesquisa de Utilização do 13º salário.

Leia mais

Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA

Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor do Folheto das Comissões

Leia mais

Recomendações aos Investidores em Instrumentos Financeiros

Recomendações aos Investidores em Instrumentos Financeiros Recomendações aos Investidores em Instrumentos Financeiros Um investimento responsável exige que conheça todas as suas implicações. Certifique-se de que conhece essas implicações e que está disposto a

Leia mais

Endereço Internet: www.millenniumbcp.pt. Cartão de crédito.

Endereço Internet: www.millenniumbcp.pt. Cartão de crédito. FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL Cartões de Crédito Gémeos TAP Gold VISA/American Express A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação

Leia mais

Renato Meirelles. renato@datapopular.com.br @DataPopularRM 55 11 3218-2222

Renato Meirelles. renato@datapopular.com.br @DataPopularRM 55 11 3218-2222 O CONSUMIDOR EMERGENTE E A DEMANDA POR INCLUSÃO FINANCEIRA Renato Meirelles renato@datapopular.com.br @DataPopularRM 55 11 3218-2222 Critério de Classificação Social Calculado a partir da renda domiciliar

Leia mais

# Confiança Planeamento e Gestão de Investimentos. segurança do seu património. Para isso contamos com o nosso trabalho, no

# Confiança Planeamento e Gestão de Investimentos. segurança do seu património. Para isso contamos com o nosso trabalho, no Caritas Dioces ana de Coim bra Condições válidas para Caritas Diocesana de Coimbra Oferta de Cooperação Barclays at Work Saiba mais em www.barclays.pt/compromissopremier # Confiança Planeamento e Gestão

Leia mais

Educação Financeira e Orçamento Doméstico

Educação Financeira e Orçamento Doméstico Objetivo de hoje... Sensibilizar os participantes da importância do planejamento e controle financeiro para educação financeira e melhores praticas do orçamento doméstico. Dinheiro pode proporcionar coisas

Leia mais

É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado.

É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. de Cooperação Barclays at Work Índice 4. Crédito Habitação 5. Leasing 6. Seguros IV. Check List V. Contactos I. O Barclays no Mundo Grupo Financeiro

Leia mais

BANRIDICAS FINANCEIRAS. A sua cartilha sobre Educação Financeira

BANRIDICAS FINANCEIRAS. A sua cartilha sobre Educação Financeira BANRIDICAS FINANCEIRAS A sua cartilha sobre Educação Financeira Planejando seu orçamento Traçar planos e colocar tudo na ponta do lápis - não é tarefa fácil, mas também não é impossível. O planejamento

Leia mais

Preçário. Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo

Preçário. Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo Preçário CAIXA CENTRAL - CAIXA CENTRAL DE CRÉDITO AGRICOLA MÚTUO, CRL E CAIXAS DE CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO DO SISTEMA INTEGRADO DO CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas

Leia mais

1.2. Endereço Rua Áurea, 219-241: Apartado 2882: 1122-806 Lisboa

1.2. Endereço Rua Áurea, 219-241: Apartado 2882: 1122-806 Lisboa FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL (ao abrigo do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 133/2009, de 2 de Junho) A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1.

Leia mais

O incumprimento por parte dos compradores, consequências e soluções, a perda de habitação e das poupança das famílias

O incumprimento por parte dos compradores, consequências e soluções, a perda de habitação e das poupança das famílias O incumprimento por parte dos compradores, consequências e soluções, a perda de habitação e das poupança das famílias Natália Nunes Gabinete de Apoio ao Sobre-endividado CONFERÊNCIA HABITAÇÃO, ARRENDAMENTO

Leia mais

Hoje, você agricultor familiar do Grupo B, tem oportunidades. Apresentação

Hoje, você agricultor familiar do Grupo B, tem oportunidades. Apresentação Apresentação Hoje, você agricultor familiar do Grupo B, tem oportunidades de acesso ao crédito orientado e acompanhado do Agroamigo do Banco do Nordeste. O Agroamigo foi criado para lhe atender de forma

Leia mais

Glossário de Crédito Habitação do NOVO BANCO

Glossário de Crédito Habitação do NOVO BANCO Glossário de Crédito Habitação do NOVO BANCO Tipo de Propriedade 1ª Habitação Residência habitual do agregado familiar (habitação própria permanente). 2ª Habitação Residência não habitual do agregado familiar

Leia mais

Como o consumidor brasileiro paga as contas (consumidores) Outubro 2012

Como o consumidor brasileiro paga as contas (consumidores) Outubro 2012 Como o consumidor brasileiro paga as contas (consumidores) Outubro 2012 METODOLOGIA Plano amostral Público alvo: Consumidores de todas as Capitais do Brasil. Tamanho amostral da Pesquisa Perfil Adimplente

Leia mais

Banif SA - Pag. 1 de 13

Banif SA - Pag. 1 de 13 FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA - CRÉDITO À HABITAÇÃO E DE CRÉDITO CONEXO PARTE I - CONDIÇÕES FINANCEIRAS DO CRÉDITO À HABITAÇÃO A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO E OBSERVAÇÕES 1. Identificação da Instituição

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL (ao abrigo do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 133/2009, de 2 de Junho) A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Orientação Financeira

Orientação Financeira Orientação Financeira AGENDA Objetivo Finanças do brasileiro Planejamento Financeiro Consumo Consciente O que os bancos oferecem Leituras e Sites Sugeridos 3 4 10 20 24 36 3 OBJETIVO Orientar e Estimular

Leia mais

PESQUISA DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA SPC BRASIL. Janeiro 2014

PESQUISA DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA SPC BRASIL. Janeiro 2014 PESQUISA DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA SPC BRASIL Janeiro 2014 PESQUISA DO SPC BRASIL REVELA QUE 81% DOS BRASILEIROS SABEM POUCO OU NADA SOBRE SUAS FINANÇAS PESSOAIS Os brasileiros ainda estão muito distantes

Leia mais

5º Workshop da Plataforma do Empreendedor

5º Workshop da Plataforma do Empreendedor 5º Workshop da Plataforma do Empreendedor Lisboa, AIP-CE 27 de Maio de 2010 EMPREENDEDORISMO Da ideia à actividade. O Montepio apoia a criação de negócios independentemente da sua dimensão e está disponível

Leia mais

FINANÇAS A B C D A R$ 24.000,00. B R$ 12.000,00. C R$ 2.000,00. D R$ 0,00.

FINANÇAS A B C D A R$ 24.000,00. B R$ 12.000,00. C R$ 2.000,00. D R$ 0,00. ESPE/Un SERE 2013 Nas questões a seguir, marque, para cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando. Para as devidas marcações, use a Folha de Respostas, único documento válido para

Leia mais

Módulos de Formação 2013

Módulos de Formação 2013 Módulos de Formação 2013 Documento de trabalho Editores Banco de Portugal Comissão do Mercado de Valores Mobiliários Instituto de Seguros de Portugal Design, impressão e acabamento Banco de Portugal Departamento

Leia mais

Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA

Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo da Cofidis, contém

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 529/XII/3.ª

PROJETO DE LEI N.º 529/XII/3.ª Grupo Parlamentar PROJETO DE LEI N.º 529/XII/3.ª ASSEGURA O ACESSO DOS CIDADÃOS AOS SERVIÇOS MÍNIMOS BANCÁRIOS GRATUITOS E LIMITA A COBRANÇA DE DESPESAS DE MANUTENÇÃO DE CONTA POR PARTE DAS INSTITUIÇÕES

Leia mais

O melhor crédito para você

O melhor crédito para você 1016324-4 - abr/2012 Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? No site www.itau.com.br/usoconsciente, você encontra vídeos, testes e informações para uma gestão financeira eficiente. Acesse

Leia mais

GUIA DE PLANEJAMENTO FINANCEIRO

GUIA DE PLANEJAMENTO FINANCEIRO GUIA DE PLANEJAMENTO FINANCEIRO VOCÊ TEM MAIS DINHEIRO DO QUE IMAGINA PLANEJAMENTO FINANCEIRO; COMO ORGANIZAR SEU ORÇAMENTO; A IMPORTÂNCIA DE TER AS CONTAS EM DIA; DESCUBRA COMO FAZER PARA QUE SOBRE UM

Leia mais

ORÇAMENTO DOMÉSTICO PLANEJAMENTO DE COMPRAS FORMAS DE PAGAMENTO ECONOMIA DOMÉSTICA

ORÇAMENTO DOMÉSTICO PLANEJAMENTO DE COMPRAS FORMAS DE PAGAMENTO ECONOMIA DOMÉSTICA junho/2014 ORÇAMENTO DOMÉSTICO PLANEJAMENTO DE COMPRAS FORMAS DE PAGAMENTO ECONOMIA DOMÉSTICA A elaboração do orçamento doméstico nem sempre é uma tarefa fácil. Definir quais são as suas necessidades e

Leia mais

Declare guerra às dívidas!

Declare guerra às dívidas! Declare guerra às dívidas! Na semana passada nossa primeira dica foi dirigida aos trabalhadores que têm algum dinheiro guardado. Demos algumas sugestões simples para evitar que o tão sacrificado pé de

Leia mais

Preçário BBVA, INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, SA. Instituição Financeira de Crédito

Preçário BBVA, INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, SA. Instituição Financeira de Crédito Preçário BBVA, INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, SA Instituição Financeira de Crédito Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo do(a) BBVA,

Leia mais

Tabela de Taxas de Juro. Anexo II. Instituição Financeira Bancaria com Sede em Território Nacional. Entrada em vigor: 26 de Outubro de 2015

Tabela de Taxas de Juro. Anexo II. Instituição Financeira Bancaria com Sede em Território Nacional. Entrada em vigor: 26 de Outubro de 2015 Anexo II Instituição Financeira Bancaria com Sede em Território Nacional Entrada em vigor: 26 de Outubro de 2015 Preçário pode ser consultado nas Agências e locais de atendimento ao público do Banco Keve

Leia mais

F L U X O S D E C A I X A ANO 2013 ENTIDADE MVN MUNICIPIO DE VENDAS NOVAS Pág. 1 PERÍODO JANEIRO A DEZEMBRO - 2013/12/31 R E C E B I M E N T O S

F L U X O S D E C A I X A ANO 2013 ENTIDADE MVN MUNICIPIO DE VENDAS NOVAS Pág. 1 PERÍODO JANEIRO A DEZEMBRO - 2013/12/31 R E C E B I M E N T O S ENTIDADE MVN MUNICIPIO DE VENDAS NOVAS Pág. 1 PERÍODO JANEIRO A DEZEMBRO - 2013/12/31 R E C E B I M E N T O S SALDO DA GERÊNCIA ANTERIOR... 213.697,03 EXECUÇÃO ORÇAMENTAL... 67.235,92 OPERAÇÕES DE TESOURARIA...

Leia mais

Oferta do BNU para os Funcionários Públicos de Macau

Oferta do BNU para os Funcionários Públicos de Macau Oferta do BNU para os Funcionários Públicos de Macau Pacote Deluxe : Um conjunto de oportunidades! Condições de Acesso Payroll + BOL + Cartão de Débito + Cartão de Crédito + One Auto-Pay. Overdraft Crédito

Leia mais

61 Dicas para economizar dinheiro na crise. Dicas para economizar dinheiro na crise

61 Dicas para economizar dinheiro na crise. Dicas para economizar dinheiro na crise 61 Dicas para economizar dinheiro na crise 1 1. Organize todas os seus gastos fixos. Avalie todos os seus gastos fixos, gastos fixos são todos os gastos que você tem que pagar todo mês, tal como: aluguel,

Leia mais

Serviços Municipalizados da C.M.Guarda

Serviços Municipalizados da C.M.Guarda 01 Orçamento-Exercício corrente 12.450.272,25 12.450.272,25 0,00 0,00 011 Receitas,00 12.133.603,25 0,00 12.133.603,25 01104 Taxas, multas e outras penalidades,00 19.860,00 0,00 19.860,00 0110402 Multas

Leia mais

10 dicas infalíveis para fazer sobrar dinheiro

10 dicas infalíveis para fazer sobrar dinheiro Diego Medeiros 10 dicas infalíveis para fazer sobrar dinheiro Para pessoas que precisam poupar mas não conseguem começar Versão 1.0 2 3 Índice 4 Prefácio 5 Por que este conteúdo é importante 5 Para quem

Leia mais