2003 Hovione vence num ano difícil para a Indústria Farma

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2003 Hovione vence num ano difícil para a Indústria Farma"

Transcrição

1 HOVIONEws NESTE NÚMERO EM FOCO Hovione vence num ano difícil para a Indústria Farma 1 Desafios e novas metas atingidas em Projecto Delta20 avança a bom ritmo 3 Luisa Paulo nomeada VP da APIC/CEFIC 3 GRUPO HOVIONE 4 EasyBES Um colega novo na Empresa 5 Jantar de homenagem ao Armando Simões: emocionante e divertido 5 7 CASAS Resultado do questionário indica boas relações com a Comunidade 6 Obras na estrada de Sete Casas previstas para VIDA & SAÚDE 64% afirmam estar satisfeitos com o Plano de Saúde Hovione 7 COMUNIDADE HOVIONE 8 Após o período de exuberância, certas empresas deparam-se agora com dificuldades: EM FOCO Número 12 Janeiro 2004 A Comunicação na Hovione 2003 Hovione vence num ano difícil para a Indústria Farma Para entendermos as dificuldades que caracterizaram a nossa indústria no ano 2003, é necessário rever as tendências que marcaram os anos 90. A última década do século XX foi um período de grande re-estruturação tanto no sector Farma, como no sector da Química Fina. Assistiu-se, por um lado, a um aumento do "outsourcing" (subcontratação) e por outro, à venda de muitas fábricas produtoras de princípios activos farmacêuticos. No final dos anos 90, a nossa indústria caracterizava-se por um optimismo exuberante; grandes empresas, para fortalecerem a sua posição nos sectores da química farmacêutica e na expectativa de fortes crescimentos, fizeram muitas aquisições de empresas de média dimensão, por preços extremamente elevados. Muitas firmas (incluindo a Hovione) fizeram fortes investimentos em capacidade adicional. No entanto, este optimismo foi de pouca dura e 2002 e 2003 revelaram-se anos maus para a indústria química farmacêutica. Aquelas empresas que pagaram ou que investiram demais deparam-se agora com um mercado deprimido (ver caixa). Efectivamente, o crescimento esperado nunca aconteceu, pois a produtividade da inovação na indústria farmacêutica sofreu uma queda acentuada. A média de aprovações de novos produtos pelo FDA era de cerca de 40 medicamentos por ano entre 1990 e 1997, tendo passado para metade em 2002 e Não havendo inovação, não há novos lançamentos, o negócio não cresce. A Clariant sofreu um prejuízo de USD 1.2 biliões entre o preço de aquisição e o preço real actual da BTP. A Degussa sofreu um prejuízo semelhante no montante de USD 0.5 bilião. A Lonza viu-se forçada a despedir 550 empregados e fechou uma fábrica na Califórnia. A DSM encerrou 360m3 de capacidade na Holanda. A Metalgesselschaft pôs à venda o seu negócio de química fina para o qual tinha adquirido, há escassos 2 anos, as empresas Suiça Rhoener e Francesa Finorga. A Solutia está em processo de falência. Apesar do abrandamento, Hovione prevê crescimento de 13% Para a Hovione, o ano também não foi fácil, sentindo claramente o abrandamento do negócio - no entanto, contamos acabar o ano fiscal 2003 com um crescimento de vendas de 13%. Como é que conseguimos estes bons resultados? Através de uma gestão cautelosa da carteira de projectos. A Hovione vende nos EUA, mas também na Europa e no Japão; para nós as grandes multinacionais são só parte do nosso mercado alvo, pois também servimos o mercado de genéricos que tem tido um forte crescimento, não só em Portugal, como em todo o Mundo. As nossas capacidades também 1 Área de produção - Ed. 15 encaixam perfeitamente nas necessidades das Biotechs que vêem na Hovione um fornecedor capaz de fazer alguns quilos para ensaios clínicos (o papel-chave do nosso Centro de Transferência de Tecnologia situado em Princeton), como toneladas para a fase comercial. Em 2003, assinámos 3 novos contratos para produtos em fase de desenvolvimento. Em bom andamento estão o LY01 no qual acabámos a optimização e o desenvolvimento do processo, o TY01 cuja validação foi feita com sucesso; para o JN02 recebemos mais uma encomenda do cliente para fazer a qualificação como fornecedor aprovado, e no BN01 inciou-se a fabricação do demo batch. Das 8 auditorias que tivémos durante o ano, todas correram bem e é de realçar que o ponto forte mencionado, de forma unânime, é sempre a boa organização da fábrica, limpeza e arrumação, assim como os bons conhecimentos técnicos das pessoas em geral. Produtos genéricos em alta NY01 - Aumentámos as vendas em 16%. As perspectivas para 2004 são muito positivas, com uma estimativa de aumento das vendas de 23%. XR01 - Quase duplicámos as vendas entra 2002 e Corticosteróides - Estabelecemos novos contratos importantes para ST57, ST02, ST03 e ST75. ST75 e SK17 - Está em força a promoção destes dois novos genéricos, que têm tido o interesse de muitos potenciais clientes. Estamos a trabalhar em acordos de confidencialidade com 28 empresas para ST75 e 20 para SK17.

2 HOVIONEws Desafios e novas metas atingidas em 2003 Se a Hovione conseguiu superar as dificuldades do ano que findou, foi também graças à Melhoría Contínua e aos esforços de cada área. Eis alguns dos sucessos de 2003: Certamente que a obtenção do número mágico dos 40 na performance do NY01, há anos uma meta para a qual trabalhámos, foi um dos grandes sucessos de Também no XR01 tivemos excelentes resultados. A simplificação da instalação e a optimização do processo resultaram numa redução do cycletime (tempo de fabricação de cada lote) de 5/6 dias para 3/4 dias, chegando-se a Custo Custo Real (unidade) atingir 2.5 dias. O ganho evidenciado disponibiliza recursos humanos e equipamentos, e permitiu produzir as vendas dum ano em pouco mais de 6 meses. O rendimento médio do lote também subiu 3%. Em Macau, também o rendimento médio da ML01 subiu de 53% para 63%, o que representa em termos relativos uma melhoria na ordem dos 20%. A unidade de recuperação de solventes melhorou o seu rendimento em 7%, com base numa simples ideia desenvolvida pelo responsável desta unidade, António Raimundo. Com esta solução, a Hovione pode deixar de pagar pelo tratamento do resíduo de recuperação, para passar a ser fornecedora deste produto recuperado. Esta acção corresponde, face aos dados de exercício desta unidade em 2002, um ganho de mais de 100,000/ano. A entrada em funcionamento do DeltaV, a nova geração de sistemas de automação indústrial, esteve em muito ligado ao sucesso do NY e em especial à gigantesca redução de desvios consequente dos anteriores sistemas de registos menos fiáveis. A implementação da nova filosofia de planeamento "Farol" permite uma melhor gestão da produção e ocupação dos equipamentos e das instalações indústriais. O novo arquivo GMP à prova de fogo situado no último piso do Ed. 18 foi recentemente concluído. Com capacidade total para 9000 pastas - metade destinando-se a documentação GMP - a sua gestão segue as normas internacionais de Arquivistica e é suportada por um software desenvolvido internamente pelo Dept de Informática, possuindo também um controlo de acessos rigoroso. Na Garantia da Qualidade, implementou-se o projecto "Globe", um Sistema da Qualidade a nível de Grupo, aplicável nas três unidades operacionais da Hovione, com a preparação de 45 COPs (Corporate Operating Procedures) das quais 43 foram adoptadas em Loures em Todo este trabalho já obteve da parte de clientes uma opinião muito positiva; consideraram que foi um trabalho difícil, mas muito útil para a uniformização do Sistema da Qualidade do Grupo, o que lhes dá uma confiança ainda maior na Hovione. A reorganização do Grupo de Controlo da Qualidade (CQ) foi integralmente implementada a partir de Outubro, data em que ficaram concluídas as obras necessárias a acolher o novo laboratório de Análise Básica. Os resultados do inquérito interno revelaram uma melhor eficiência desta nova organização, que é também confirmada pelo feedback dos nossos clientes, como se verifica no abaixo trânscrito. A instalação da aplicação Webserver Millenium em ambiente Web, torna possível às Nº 12 - Janeiro 2004 Sent: segunda-feira, 8 de Dezembro de :35 To: Jorge Manuel Pastilha (SC) ( ); Katalin Kovats (SC) ( ); Ana Goncalves (SC) ( ) Subject: Hovione QC Lab Certification for CX01 Dear Jorge, Kati & Ana, CONGRATULATIONS on Hovione successfully passing the CX01 Analytical Tech Transfer Protocol! I've sent the documents via fax and fedex to your attention Jorge. Thank you and your staff for all the hard work in getting new instruments up, running and qualified in a timely manner and conducting all of those tests. On a personal note, thank you for your patience while I put all the documentation together over the past two months. Sincerely, Rend. Acum. Real diversas áreas da empresa aceder às análises (cromatogramas) de forma remota, utilizando o browser Internet Explorer reduzindo assim o tempo de acesso à informação e possibilitando o acompanhamento da evolução das injecções. Implementou-se o sistema de Códigos de Barras (Fase 2), nas movimentações no Armazém de Químicos (Ed. 8) e respectivos livros de registo - um projecto em que se falava há muitos anos e que foi agora concretizado. A recente Implementação do módulo de Tesouraria do SAP permite obter uma Previsão de Tesouraria promovendo sistemas automatizados e maior rigor. Na Hovione Macau, foi concluído o upgrade do sistema ISO9001 para a versão Também a nível de segurança, o desempenho tem demonstrado melhorias, sem registo de incidente/acidente há quase 200 dias. O sistema automático de informação por e- mail ao fornecedor sempre que um cheque é remetido por correio, irá permitir aos fornecedores uma melhor gestão da sua tesouraria. As áreas da Automação, Instalações e Suporte Técnico do CQ passaram a disponibilizar os seus serviços às áreas requerentes através de um aplicação Helpdesk em tudo semelhante à que já existia para o DIBS. Novas oportunidades de negócio à vista Num futuro a médio prazo, a Hovione mantém a sua estratégia, tanto na área do "outsourcing", como na dos genéricos. Face à actual situação da Indústria, a Empresa vê oportunidades de negócio em várias áreas que se enquadram bem no nosso negócio e nas nossas capacidades técnicas, são estas: a área de elevada exigência regulamentar, tal como os injectáveis e produtos estéreis, o negócio dos produtos formulados e ainda novas oportunidades nos chamados supergenéricos. 2

3 Na vanguarda da ciência da saúde Projecto Delta20 avança a bom ritmo No decorrer do projecto foram entrevistados, por amostragem, um total de 35 colaboradores, percorrendo vários níveis hierárquicos. Foram também efectuados contactos com a Hovione Macau e New Jersey. Foram identificadas diversas oportunidades de ganhos de produtividade no decorrer das entrevistas. Destas, sete deram origem a subprojectos. Cada sub-projecto é acompanhado seguindo uma metodologia de Gestão por Projecto: Gestor de Projecto, Diagnóstico, Objectivos, Propostas de Solução, Recursos Humanos e Financeiros, Calendário e Quadro de Controlo. Actualmente, o sub-projecto 2 - Gestão de Desvios e o 4 - Aprovação de Especificações já estão implementados (roll-out). O sub-projecto de maior envergadura e impacto é certamente o #1 - Estrutura Organizacional, cujo gestor é a Ana Ferreira. Este sub-projecto prende-se com pontos do diagnóstico efectuado no âmbito do Delta20: excesso de níveis hierárquicos e de respectivas chefias, que torna demasiado pesada a nossa organização actual. À luz da actual dimensão da Empresa e de modo a permitir a sua Hovionews: Luisa, muitos parabéns por esta nomeação! Antes de mais, o que é o APIC/CEFIC European Conference e qual a sua participação nesta organização? Luisa Paulo: Quero começar por agradecer os parabéns, que penso não serem só para mim mas também para a Hovione, que se apresenta cada vez mais como uma empresa reconhecida mundialmente. A APIC (Active Pharmaceutical Ingredient Commitee), tal como o nome indica, é constituida por elementos de várias empresas europeias produtoras de APIs, que estão divididos em dois sub-grupos: o das GMPs e o grupo dos Registos (Regulatory Affairs). A APIC evolução a médio prazo, foi aprovada em Janeiro de 2004, pela Comissão Executiva, uma nova estrutura do Grupo. O início da implementação da nova estrutura está programado para Abril de Como inicialmente previsto, a primeira fase do projecto foi concluída até ao final de Dezembro de Durante o ano de 2004 irá decorrer o acompanhamento dos vários subprojectos onde será possível avaliar a eficácia Responsáveis Sub-Projectos Gestor de Projectos Acompanhamento 20 #1 - Estrutura Ana Ferreira Cláudia Ferreira Organizacional #2 - Gestão de Desvios Jorge Valadas Ana Geraldes #3 - Change of Line (COL) Arminda Prates Filipe Vicente #4 - Aprovação de Graça Mata Cláudia Ferreira Especificações #5 - Gestão de PdA s Jorge Valadas Ana Geraldes #6 - In-Process Control Luís Cabrita Filipe Vicente #7 - Linhas de Produção Filipe Vicente Filipe Vicente Luisa Paulo nomeada Vice-Presidente da APIC/CEFIC Luisa Paulo trabalha na Hovione há 20 anos e é Directora de Qualidade nas instalações de Loures desde A Luisa foi recentemente nomeada uma dos vice-chairpersons do APIC/CEFIC European Conference. faz parte de uma organização europeia chamada CEFIC, European Chemical Industry Council, que representa cerca de empresas químicas, desde a pequena à grande indústria. A Hovione neste momento é representada por mim no grupo das GMPs e pela Drª Graça Mata no grupo dos Registos. Desde Setembro de 2001 que participo nas 2 ou 3 reuniões do grupo por ano. Uma dessas reuniões, a General Assembly, inclui uma reunião conjunta com o grupo RA. Nesta General Assembly, ambos os grupos fazem o ponto de situação dos trabalhos realizados durante o ano. HN: O que representa este novo cargo e quais as suas funções e responsabilidades? LP: Este cargo representa para mim o reconhecimento por parte dos colegas (eu não me ofereci, eles é que me convidaram) de que posso fazer um trabalho válido dentro do grupo. Essencialmente, as minhas funções consistem em manter o grupo activo, nomeadamente os grupos de trabalho (Task forces), coordenar as reuniões do grupo, e HOVIONEws de cada um, comparando regularmente o ganho de produtividade a ele associado com o que foi estabelecido nos seus objectivos iniciais. No final de 2004 será realizada a avaliação global de todo o projecto. Por último, não queremos deixar de agradecer a todos os envolvidos na implementação dos sub-projectos o empenho demonstrado, sem o qual a sua concretização não seria possível. participar nas reuniões do EXCOM. Estas reuniões têm por objectivo analisar os trabalhos que estão em curso, definir objectivos, definir os assuntos que devem ser tratados prioritariamente com as autoridades e a organização da conferência anual. HN: Por quanto tempo irá a Luisa assumir este cargo? LP: Normalmente estes cargos duram no mínimo um ano, podendo continuar por mais tempo, dependendo da disponibilidade, e caso não existam impedimentos. HN: O que representa esta nomeação para a Hovione? LP: Na minha perspectiva, esta nomeação significa para a Hovione mais uma hipótese de ser conhecida e de tentar fazer prevalecer os nossos pontos de vista quanto à aplicação dos vários guias pelos quais nos temos de reger. Durante o ano, vão realizar-se reuniões com a EP e outros organismos oficiais (EMEA) onde a Hovione poderá vir a estar presente. Nessas reuniões, os elementos presentes apresentam- -se não só como elementos da APIC, que representa a maneira de pensar da indústria europeia, mas também como elementos da empresa que representam. Ficha Técnica Concepção, Redacção e Produção: Sofia Villax e Isabel Mestre - Apoio de: Diane Villax - Tiragem: 1000 exemplares Os nossos agradecimentos a todos os que colaboraram neste número: Claudia Ferreira (CM); Luisa Paulo (QC); Eric Ng (HM); Lavinia Emery (NJ); Isabel Pina (DF); Ana Ferreira (RH); Alberto Mesquita (DIBS); Martha Heggie (CD); Armando Simões (CM); Ana Barros (RH) 3

4 HOVIONEws O GRUPO HOVIONE Hovione New Jersey (NJ) Festa de Natal NJ celebrou a festa do Natal no dia 14 de Dezembro, com a presença do Pai Natal, que distribuiu prendas às crianças e aos nossos colegas. Também esteve presente o mágico Jeff, que cativou a audiência, especialmente a infantil, que o ajudou na sua actuação. Alterações no pessoal NJ encerrou o ano de 2003 com o preenchimento das três vagas disponíveis no Dept. de Operações. Damos as boas vindas a John Rose, Joe Troiano e Troy Chamberlain. A chegada de novos colegas faz com que a Hovione NJ tenha actualmente 22 empregados. Agradecemos ainda a ajuda dos colegas de Loures e Macau: Dirce Macário, Pedro Pires, Jimmy Aislo e Romeu Tercias. Novos projectos NJ entra no novo ano com dois novos projectos: CH01 e PA01. Nº 12 - Janeiro 2004 Jantares de Natal da Hovione Loures Direcção de Marketing e Vendas O jantar decorreu no Forcado e de acordo com a tradição deste restaurante ribatejano, houve o habitual beijo ao boi. Direcção Industrial Estará o Dave a pedir novos projectos para 2004? Hovione Macau (HM) Eventos Sociais Os colegas da Hovione Macau participaram mais uma vez na Corrida Internacional de Barcos Dragão, nos dias 13 e 14 de Setembro e ganharam o 1º Prémio de Pequenos Barcos Dragão (Grupo C), na corrida dos 500 m. Muitos parabéns à equipa! HM realizou pela primeira vez um passeio a pé com a duração de cerca de 2 horas pelo Trilho da Taipa Grande. O passeio foi seguindo dum almoço buffet num hotel de Macau. O dia de São Martinho foi celebrado com um tradicional Magusto português. Neste jantar, onde participaram 150 pessoas, houve ainda exibição de folclore português. O jantar anual teve lugar no dia 10 de Novembro, no Westin Hotel. Este ano 8 colegas foram homenageados por 10 anos de serviço: Bruno Vinluan, Choi Kam Lin, Sam Fong Ieng, Ng Iok Lon, Wong Chio Long, Chan Pak Wo, Victor Bein e Eric Ng. Festa de Natal Os vencedores da corrida dos 500 m Promoções e admissões No período entre Setembro e Dezembro foram promovidos os seguintes colegas: Fong Nai Ngok, Tai Chi Wai, Ieong Iong Kuan, Choi Ka Tong, Wong Weng Meng e Ng Chi Chon, aos quais desejamos a continuação dum bom trabalho! Foram admitidos os colegas Joana Cunha e Chan Hou Fei. Desempenho em Segurança O nível de segurança na HM continua a melhorar: até final de Dezembro contavam 195 dias sem acidentes. Mais uma vez, no Forcado, cumpriu-se a tradição de beijar o boi e onde predominou a boa disposição, o convívio, a música e a habitual troca de presentes secretos! Direcção de Inv. & Desenvolvimento Ao sabor da comida brasileira, o I&D divertiu-se e até se revelaram alguns artistas na área musical. Direcção Geral Fabril O jantar de Natal revelou-se o mais difícil projecto do ano: digerir um porco preto alentejano, um boi brasileiro, um canguru australiano, um veado e uma avestruz não se sabe donde, tudo na mesma refeição... 4

5 Na vanguarda da ciência da saúde HOVIONEws Um colega novo na Empresa Se trabalha na Hovione, pode agora ter a sua conta e respectivos serviços bancários no seu local de trabalho. O EasyBES é um serviço do Banco Espírito Santo que funciona unicamente para colaboradores de empresas aderentes. O EasyBES oferece essencialmente duas grandes vantagens em relação a uma conta tradicional - por um lado facilita a vida, pois evita deslocações ao banco e, por outro, oferece condições bastante mais competitivas. Qualquer assunto pode ser tratado directamente pelo telefone ou por 24 horas/dia e os documentos são entregues por correio-mala directamente do seu local de trabalho. Para além da facilidade em tratar dos seus assuntos, pode também marcar uma reunião pessoal com o Gestor da nossa agência EasyBES: o Sr. Francisco Matias, que está presente na Hovione às segundas-feiras entre as 17 e as 18h. Para saber mais sobre as condições favoráveis que poderá obter com estes produtos, informe-se através da Linha de Não-Aderentes , por ou no site Alternativamente, marque uma reunião através do Outlook com o Sr. Francisco Matias e conheça o serviço personalizado do EasyBES. Em funcionamento na Hovione desde Novembro de 2003, o EasyBES oferece os seguintes produtos: - Conta serviço; - Cartões crédito e débito; - Crédito à Habitação; - Conta Poupança Habitação; - Fundos de Investimento; - PPRs; - Transacção de títulos. Jantar de homenagem ao Armando Simões: emocionante e divertido No passado dia 17 de Dezembro, realizou-se no Hotel Altis em Lisboa, um jantar de homenagem ao Armando Simões, que desde o início de 2004 passou à situação de reforma. A boa disposição de todos os presentes foi a tónica desse jantar. Vários colegas, que privaram com ele ao longo de 43 anos de carreira na Hovione, falaram um pouco sobre as experiências partilhadas, tendo havido manifestações deveras engraçadas, incluindo até um momento de poesia. Foi uma demonstração do apreço e reconhecimento que os colegas têm pelo Armando Simões, quer a nível pessoal, quer profissional, pelo seu empenho, dedicação e excelência do trabalho que desenvolveu ao longo de todos estes anos continuando, no entanto, a prestar a sua colaboração à Hovione, quer como Administrador, quer como representante da Empresa junto de diversas entidades oficiais. No final foi a vez do Armando agradecer e fazer uma retrospectiva sobre os seus 43 anos de carreira, demonstrando ainda que, ao cabo destes anos, continua com o mesmo entusiasmo de sempre e que, sem dúvida, vale a pena continuar o projecto Hovione, iniciado pelo Eng. Ivan Villax, a quem prestou uma sentida homenagem. Armando Simões 10 Regras de Segurança Informática A segurança informática é um assunto sério e qualquer omissão ao cumprimento das regras abaixo indicadas pode ocasionar graves prejuízos para a Empresa e para todos os que nela trabalham. Devem-se cumprir as seguintes regras: - Não faça download, não execute nem copie qualquer ficheiro executável (extensão.exe,.com,.bat,.vbs,.shs) ou outros cuja extensão ou origem desconheça; - Não divulgue o seu login ou endereço de a quem não tiver necessidade real de os conhecer e não forneça a sua password em nenhuma circunstância; - Não tente instalar software no seu computador sem contactar o DIBS; - Não faça login em aplicações ou outros sistemas que não seja suposto requererem essa informação, nem frequente sites de conteúdo duvidoso; - Se fôr contactado telefonicamente por alguém da "Informática" ou semelhante, certifique-se da identidade do interlocutor; - Não contribua para a proliferação de s indesejáveis; - Não interfira com o download do software anti-vírus, quando efectuar login à rede; - Não ligue, nem permita que outras pessoas (excepto DIBS) liguem, quaisquer equipamentos periféricos ao seu PC através de portas como USB, série ou docking station; - Pondere seriamente antes de aceitar o carregamento ou execução de macros em documentos Office (Word, Excel, Project e outros); - A segurança informática é em grande parte uma questão de atitude: tenha-a presente em todas as circunstâncias e em caso de dúvida, ligue o 460 (Helpdesk). 5

6 HOVIONEws N. 12 Janeiro 2004 Resultado de questionário indica boas relações profissionais com a Comunidade À semelhança do questionário realizado em Abril de 2003 à Comunidade Vizinha, realizámos em Novembro passado um inquérito dirigido aos nossos contactos profissionais e institucionais em Loures com dois objectivos: verificar a qualidade das nossas relações profissionais e aferir a percepção da imagem da Empresa junto dos inquiridos. Os resultados obtidos foram muito positivos. Em 72 questionários que foram enviados, 27 foram devolvidos, o que representa uma taxa de resposta de cerca de 37,5%. A grande maioria dos inquiridos conhece bem a Hovione e considera a sua relação com a empresa muito boa, tendo facilidade em falar com a pessoa certa e obter respostas rápidas. Foi também aferido que a maioria das pessoas inquiridas caracteriza o seu contacto com a Hovione como sendo profissional, agradável e amigável. Numa perspectiva de melhoria contínua, este questionário serviu também para nos ajudar a perceber quais os pontos que podem ainda ser melhorados. Concluímos que temos de continuar a alargar a distribuição e divulgação da HOVIONEws, que prova ser um excelente meio de comunicação, não só interna como externamente. Outro aspecto salientado no inquérito é o interesse e necessidade de uma maior divulgação das iniciativas de responsabilidade social e de apoios levadas a cabo pela Hovione em Loures. Finalmente gostaríamos de agradecer a todos aqueles que tão simpaticamente participaram neste inquérito. Conhece a empresa Hovione? Como caracteriza o tipo de contacto/relação que tem com a Hovione? Que facilidade tem em falar com a pessoa certa e obter respostas rápidas? Considera a sua relação com a Hovione: Profissional? Considera a sua relação com a Hovione: Agradável? Considera a sua relação com a Hovione: Amigável? Que impacto acha que a Hovione tem na comunidade de Loures? Considera a imagem da Hovione no geral: 77,8% Bem/Muito bem 88,9% Bom/Muito bom 85,2% Boa/Muito boa 70,4% Muito profissional 48,2% Muito agradável 59,3% Muito amigável 85,2% Bom/Muito bom 88,9% Positiva Obras na estrada de Sete Casas previstas para 2004 No início de Setembro último, dirigimos ao Presidente da Câmara Municipal de Loures uma carta solicitando reparações urgentes na estrada que atravessa Sete Casas, reflectindo não só as nossas próprias preocupações mas também as dos moradores da localidade. Solicitámos ainda a execução do nosso pedido de Julho para a colocação de sinalização impeditiva de estacionamento em frente aos números 118 a 130 da Rua Comandante Carvalho Araújo. A sinalização já foi colocada a 9 de Dezembro. Quanto ao arranjo da estrada, em reunião com o Vereador João Pedro Domingues em 20 de Novembro, fomos informados que a CM Loures efectuou diligências junto do Instituto de Estradas de Portugal (entidade responsável pela manutenção desta estrada), ao que foi informada de que o projecto de execução da obra está em fase final, prevendo-se o lançamento do concurso para o início de Acordámos com o Vereador João Domingues juntarmos esforços para que a obra seja realizada no mais curto espaço de tempo. Sinalização na Rua Comandante Carvalho Araújo,

7 Na vanguarda da ciência da saúde VIDA & SAÚDE HOVIONEws 64% afirmam estar satisfeitos com o Plano de Saúde Hovione Na edição anterior da HOVIONEws foi lançado um questionário sobre o Plano de Saúde Hovione. Com um total de 162 respostas recebidas, os resultados são muito positivos, apontando para uma satisfação global com o seguro de saúde da Vitória, do qual beneficiamos desde Com base nestas respostas, estão já em curso algumas melhorias propostas no questionário. A partir de Fevereiro o processo de reembolso será feito directamente por transferência bancária pela Vitória o qual, para além de reduzir trabalho burocrático ao nosso Dept. de RH, torna o reembolso mais rápido. Estamos a implementar no Sharepoint (intranet da Hovione) um sub-menu para o Plano de Saúde que incluirá, para além de um template de impressos de pedido de reembolso para preenchimento e impressão (a assinatura é sempre necessária), todas as informações sobre o Plano em si, bem como uma caixa de sugestões. Em relação ao Plano de Saúde, estão em análise as sugestões propostas para incluir novas garantias. Face à actual política de contenção de custos na Hovione, a melhoria no Plano será feita com base numa análise cuidadosa, de maneira a que a melhor proposta vá ao encontro das expectativas. O novo plano deverá entrar em vigor ainda durante o primeiro trimestre de Como classifica o seu Seguro de Saúde Victória? 65,5% Muito bom/bom O pedido de reembolso é satisfatório? 85,8% Sim O acesso aos impressos de reembolso via Sharepoint facilitaria o processo? 74,5% Sim Os prazos de comparticipação de despesas são satisfactórios? 74,7% Sim A comparticipação via transferência bancária melhoraria o processo? 77,2% Sim A informação contida nos extractos de reembolso é clara e suficiente? Que factores podem contribuir para uma melhoria do seu actual Seguro de Saúde? Considera-se bem informado sobre o seu Seguro de Saúde? 3.7% 86,4% Sim 32,7% Aumento limite das comparticipações 63,4% Sim 63,6% Novas garantias (1) Qual o grau de satisfação face ao Seguro de Saúde? 63,6% Muito satisfeito/satisfeito Ficha técnica Nº de respostas: 162 Sexo F: 37% M: 63% Idade: -25: 5%; 25-30: 25%; 31-35: 23%; 36-40: 13%; 41-45: 16%; 46-50: 9%; 51-55: 6%; +56: 4% Nº de anos na Hovione: -2: 7%; 2-5: 22%; 6-10: 25%; 11-15: 14%; +16: 31% COMUNIDADE HOVIONE Eventos Visitas de estudo: 13 e 16 de Outubro - 50 alunos da Faculdade de Farmácia da Dinamarca (contacto da Embaixada Real da Dinamarca). 29 de Outubro - 16 alunos da disciplina de Segurança e Higiene Indústrial, dos Cursos de Química e Engenharia Química, do Instituto Superior Técnico, acompanhados pela Prof. Cristina Fernandes. 12 de Novembro - 25 alunos do 4º Ano de Química Indústrial, do Instituto Superior Técnico, acompanhados do Prof. Pedro Paulo Santos. Estudantes da Faculdade de Farmácia da Dinamarca, acompanhados pela Cláudia Ferreira (1) Novas garantias sugeridas: Oftalmologia e estomatologia: 62,7% Estomatologia: 26,5% Outras: 6,9% Oftalmologia: 3,9% Recursos Humanos Notícias do período de Setembro a Dezembro de Promoções Foram promovidos os colegas Ana Conceição, Sara Azevedo, Ozanan Pinto, Pedro Miguel Alves, Filipe Silva, Bruno Fernandes e Cristina Silva. Desejamos o maior sucesso nas suas funções. Parabéns e Felicidades Rute Costa e Vitor Soeiro, pelo casamento. Anabela Dias Conde, Alexandra Lourenço, Manuel Lourenço, Maria João Afonso, Amândio Cardoso, Nuno Fernandes, Joaquim Leite, João Figueira, Luis Guilherme Félix e Domingos Martins pelo nascimento dos filhos. Estágios Temos connosco os estagiários Silvia Pelicano e Ricardo Baldaia no Controlo de Qualidade e Miguel António na Manutenção. 7

8 HOVIONEws N. 12 Janeiro 2004 Admissões A todos os que se tornaram efectivos na Hovione, renovamos as boas vindas e desejamos o maior sucesso: Alfredo Chipondia Linha de Produção NY/DI Ana Linhas Téc. Qualidade/DIBS Ext.: 467 Andrea Cruz Téc. Assist. EP/ID Ext.: 248 António Henriques Cientista Junior/ID Ext.: 464 Bruno Ribeiro Escala Piloto/ID Elisabete Mateus Cientista Junior/ID Ext.: 466 Filipe Gaspar Eng. Químico/DI Ext.: 395 Joaquim da Costa Serralheiro Mec./DI Ext.: 230 Joel Silva José Melo Linha Produção B15/DI Eng. Produção/DI Ext.: 134 José Sampaio Armazém/DI Luis Fernandes Linha Produção NY/DI Luis Segadães Eng. Produção/DI Ext.: 395 Miguel Martins Eng. Manutenção/DI Ext.: 238 Neldes Moura Pedro Pereira Linha Produção B15/DI Linha Produção NY/DI Rui Alexandre Escala Piloto/ID Rui Escarigo Linha Produção XR/DI Ricardo Rodrigues Ricardo Simões Linha Produção B15/DI Cientista Junior/ID Ext.: 255 Serghei Romanat Linha Produção XR/DI Grupo Cultural e Desportivo da Hovione A actual Direcção do Grupo Cultural e Desportivo da Hovione está a concluir o seu mandato de 2 anos para o qual foi eleita (1 de Abril de 2002 a 31 de Março de 2004). Pensamos que o balanço foi muito positivo, a avaliar pela enorme adesão que quase todas as iniciativas registaram. Compete, no entanto, aos colaboradores da Hovione pronunciarem-se sobre o seu grau de satisfação relativamente à actividade do GCDH. Assim, em breve lançaremos um inquérito para obtermos a vossa opinião. A existência de um Grupo Cultural e Desportivo dentro de uma empresa e apoiada por esta, tem como principal missão proporcionar não só momentos de lazer e convívio, mas também contribuir para o desenvolvimento das relações interpessoais com reflexos positivos nas relações laborais. Em princípio, todos podem a nível individual assistir a uma peça de teatro, a concertos ou a qualquer outro espectáculo, mas já não terá a mesma facilidade de participar em actividades de grupo como o futebol, paintball ou rafting. Nem sempre é fácil reunir um grupo de amigos, mas verificámos que, quando se trata dum grupo de colegas de trabalho, o GCDH tem um papel preponderante como produtor e facilitador da prática dessas actividades. A actual Direcção empenhou-se muito na realização de actividades que agradassem a todos: fomos do futebol à ópera, da aventura às exposições, sem esquecer familiares e simples amigos dos nossos colaboradores. Mas o mandato está a chegar ao fim e é altura de dar lugar a outros, se assim o entenderem os colaboradores da Hovione. O último desafio que lançamos é precisamente o de constituirem listas de candidatos que dêem continuidade ao trabalho desenvolvido ao longo destes dois anos. Passeio pedeste ao Cabo da Roca - 23 de Março - Foto de Paulo Baião 8

Águas de Gondomar considerada novamente uma das Melhores Empresas para Trabalhar. A Águas de Gondomar, de acordo com os resultados publicados na

Águas de Gondomar considerada novamente uma das Melhores Empresas para Trabalhar. A Águas de Gondomar, de acordo com os resultados publicados na info Gondomar Newsletter N.º14 Julho 2012 Semestral Águas de Gondomar considerada novamente uma das Melhores Empresas para Trabalhar A Águas de Gondomar, de acordo com os resultados publicados na revista

Leia mais

RELATÓRIO DE AUDITORIA

RELATÓRIO DE AUDITORIA Entidade Auditada: BIBLIOTECA MUNICIPAL SANTA MARIA DA FEIRA Tipo de Auditoria: Auditoria Interna Data da Auditoria: 09.12.2014 Duração: 1 dia Locais Auditados: Av. Dr. Belchior Cardoso da Costa / 4520-606

Leia mais

MINISTÉRIO da SAÚDE. Gabinete do Secretário de Estado da Saúde INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O SECRETÁRIO DE ESTADO DA SAÚDE

MINISTÉRIO da SAÚDE. Gabinete do Secretário de Estado da Saúde INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O SECRETÁRIO DE ESTADO DA SAÚDE INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O SECRETÁRIO DE ESTADO DA SAÚDE APRESENTAÇÃO DO PRONTUÁRIO TERAPÊUTICO INFARMED, 3 DE DEZEMBRO DE 2003 Exmo. Senhor Bastonário da Ordem dos Farmacêuticos Exmo. Senhor Bastonário

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PARA A EMISSÃO DE PARECERES DO CLAS

REGULAMENTO INTERNO PARA A EMISSÃO DE PARECERES DO CLAS REGULAMENTO INTERNO PARA A EMISSÃO DE PARECERES DO CLAS (Enquadramento) Conforme o disposto na Resolução do Conselho de Ministros nº. 197/97, de 18 de Novembro e no Despacho Normativo nº. 8/2, de 12 de

Leia mais

Aumente o potencial da força de vendas da empresa ao fornecer-lhe o acesso em local remoto à informação comercial necessária á à sua actividade.

Aumente o potencial da força de vendas da empresa ao fornecer-lhe o acesso em local remoto à informação comercial necessária á à sua actividade. Descritivo completo PHC dcrm Aumente o potencial da força de vendas da empresa ao fornecer-lhe o acesso em local remoto à informação comercial necessária á à sua actividade. Benefícios Acesso aos contactos

Leia mais

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade PHC dcrm DESCRITIVO O módulo PHC dcrm permite aos comerciais da sua empresa focalizar toda a actividade no cliente, aumentando a capacidade de resposta aos potenciais negócios da empresa. PHC dcrm Aumente

Leia mais

ConselhoCientíficodoLNEGCo nselhocientíficodolnegconsel hocientíficodolnegconselho CientíficodoLNEGConselhoCie

ConselhoCientíficodoLNEGCo nselhocientíficodolnegconsel hocientíficodolnegconselho CientíficodoLNEGConselhoCie ConselhoCientíficodoLNEGCo nselhocientíficodolnegconsel hocientíficodolnegconselho CientíficodoLNEGConselhoCie RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ntíficodolnegconselhocientífi Científico 2011 12/31/2011 codolnegconselhocientíficod

Leia mais

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa, ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa, ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade O módulo PHC dcrm permite aos comerciais da sua empresa focalizar toda a actividade no cliente, aumentando a capacidade de resposta aos potenciais negócios da empresa. PHC dcrm Aumente o potencial da força

Leia mais

RELATÓRIO DE AUDITORIA

RELATÓRIO DE AUDITORIA IDENTIFICAÇÃO Data da auditoria 23-02-2015 24-02-2015 Organização Morada Sede Representante da Organização Câmara Municipal de Santa Maria da Feira - Biblioteca Municipal Av. Dr. Belchior Cardoso da Costa

Leia mais

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora:

Leia mais

ORIENTAÇÃO SOBRE PRINCÍPIOS DE AUDITORIA NP EN ISO 19011:2003. Celeste Bento João Carlos Dória Novembro de 2008

ORIENTAÇÃO SOBRE PRINCÍPIOS DE AUDITORIA NP EN ISO 19011:2003. Celeste Bento João Carlos Dória Novembro de 2008 ORIENTAÇÃO SOBRE PRINCÍPIOS DE AUDITORIA NP EN ISO 19011:2003 Celeste Bento João Carlos Dória Novembro de 2008 1 SISTEMÁTICA DE AUDITORIA - 1 1 - Início da 4 - Execução da 2 - Condução da revisão dos documentos

Leia mais

Consulta de recibos de vencimento de forma simples e rápida; Automatização de. Introdução de faltas, horas extraordinárias e movimentos variáveis;

Consulta de recibos de vencimento de forma simples e rápida; Automatização de. Introdução de faltas, horas extraordinárias e movimentos variáveis; Descritivo completo PHC dpessoal O Portal do funcionário que simplifica a gestão dos seus assuntos relacionados com a área dos recursos humanos e que agiliza os processos administrativos dos departamentos

Leia mais

A solução para consultar e introduzir documentos, imagens e outros ficheiros a partir de um local com acesso à Internet.

A solução para consultar e introduzir documentos, imagens e outros ficheiros a partir de um local com acesso à Internet. dcontroldoc Interno e Externo Descritivo completo A solução para consultar e introduzir documentos, imagens e outros ficheiros a partir de um local com acesso à Internet. Benefícios Facilidade em pesquisar

Leia mais

GESTÃO MUSEOLÓGICA E SISTEMAS DE QUALIDADE Ana Mercedes Stoffel Fernandes Outubro 2007 QUALIDADE E MUSEUS UMA PARCERIA ESSENCIAL

GESTÃO MUSEOLÓGICA E SISTEMAS DE QUALIDADE Ana Mercedes Stoffel Fernandes Outubro 2007 QUALIDADE E MUSEUS UMA PARCERIA ESSENCIAL CADERNOS DE MUSEOLOGIA Nº 28 2007 135 GESTÃO MUSEOLÓGICA E SISTEMAS DE QUALIDADE Ana Mercedes Stoffel Fernandes Outubro 2007 QUALIDADE E MUSEUS UMA PARCERIA ESSENCIAL INTRODUÇÃO Os Sistemas da Qualidade

Leia mais

INQUÉRITO REALIZADO A ALUNOS LABORATÓRIO DE CÁLCULO. Trabalho realizado por Lucília Rodrigues Macedo

INQUÉRITO REALIZADO A ALUNOS LABORATÓRIO DE CÁLCULO. Trabalho realizado por Lucília Rodrigues Macedo INQUÉRITO REALIZADO A ALUNOS LABORATÓRIO DE CÁLCULO 2010 Trabalho realizado por Lucília Rodrigues Macedo ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. METODOLOGIA... 3 3. APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS... 4 1. RESULTADOS

Leia mais

O aumento da força de vendas da empresa

O aumento da força de vendas da empresa PHC dcrm O aumento da força de vendas da empresa O enfoque total na actividade do cliente, através do acesso remoto à informação comercial, aumentando assim a capacidade de resposta aos potenciais negócios

Leia mais

indiferenca.com Índice Empresa Pág. 3 Valores Pág. 3 Mercado Pág. 4 Serviços Pág. 4 Marcas Pág. 6 Protocolo Pág. 7 Vantagens

indiferenca.com Índice Empresa Pág. 3 Valores Pág. 3 Mercado Pág. 4 Serviços Pág. 4 Marcas Pág. 6 Protocolo Pág. 7 Vantagens Página2 Índice Empresa Valores Mercado Serviços Marcas Protocolo Vantagens a. Alunos / Docentes / Funcionários Contrapartidas Pág. 3 Pág. 3 Pág. 4 Pág. 4 Pág. 6 Pág. 7 Pág. 7 Pág. 8 Pág. 8 4440-650 Valongo

Leia mais

A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes.

A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes. Descritivo completo PHC dfront A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes. Benefícios Aumento da qualidade e eficiência

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

Proposta de alteração do regime jurídico da promoção da segurança e saúde no trabalho Posição da CAP

Proposta de alteração do regime jurídico da promoção da segurança e saúde no trabalho Posição da CAP Proposta de alteração do regime jurídico da promoção da segurança e saúde no trabalho Posição da CAP Em Geral Na sequência da publicação do novo Código do Trabalho, aprovado pela Lei n.º 7/2009, de 12

Leia mais

O QUE É A CERTIFICAÇÃO DA QUALIDADE?

O QUE É A CERTIFICAÇÃO DA QUALIDADE? 1 O QUE É A CERTIFICAÇÃO DA QUALIDADE? A globalização dos mercados torna cada vez mais evidente as questões da qualidade. De facto a maioria dos nossos parceiros económicos não admite a não qualidade.

Leia mais

PHC Mensagens SMS. Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC

PHC Mensagens SMS. Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC PHCMensagens SMS DESCRITIVO O módulo PHC Mensagens SMS permite o envio de mensagens a múltiplos destinatários em simultâneo, sem ser necessário criar e enviar uma a uma. Comunique com mais sucesso: ganhe

Leia mais

incorporação de um novo colaborador

incorporação de um novo colaborador incorporação de um novo colaborador Manual de Excelência no Serviço 21 4. A Incorporação de um Novo Colaborador Recrutamento e Selecção Antes da incorporação de um novo colaborador no Hotel será obrigatório

Leia mais

GUIA PARA COMPRA ONLINE

GUIA PARA COMPRA ONLINE GUIA PARA COMPRA ONLINE www.tipsal.pt QUEM SOMOS A TIPSAL - Técnicas Industriais de Protecção e Segurança, Lda foi fundada em 1980. Somos uma empresa de capitais exclusivamente nacionais com sede social

Leia mais

UNIVERSIDADE POPULAR DO PORTO

UNIVERSIDADE POPULAR DO PORTO ACÇÃO DE FORMAÇÃO OS ARQUIVOS DO MUNDO DO TRABALHO TRATAMENTO TÉCNICO ARQUIVÍSTICO RELATÓRIO FINAL Enquadramento A acção de formação Os arquivos do mundo do trabalho tratamento técnico arquivístico realizou-se

Leia mais

REGULAMENTO DO CONTROLO DE QUALIDADE DA ORDEM DOS REVISORES OFICIAIS DE CONTAS. (Artigo 68.º do Decreto-Lei n.º 487/99, de 16 de Novembro)

REGULAMENTO DO CONTROLO DE QUALIDADE DA ORDEM DOS REVISORES OFICIAIS DE CONTAS. (Artigo 68.º do Decreto-Lei n.º 487/99, de 16 de Novembro) REGULAMENTO DO CONTROLO DE QUALIDADE DA ORDEM DOS REVISORES OFICIAIS DE CONTAS (Artigo 68.º do Decreto-Lei n.º 487/99, de 16 de Novembro) CAPÍTULO I Objectivos e caracterização do controlo de qualidade

Leia mais

O GRUPO AITEC. Breve Apresentação

O GRUPO AITEC. Breve Apresentação O GRUPO AITEC Breve Apresentação Missão Antecipar tendências, identificando, criando e desenvolvendo empresas e ofertas criadoras de valor no mercado mundial das Tecnologias de Informação e Comunicação

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA

CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA Na defesa dos valores de integridade, da transparência, da auto-regulação e da prestação de contas, entre outros, a Fundação Casa da Música,

Leia mais

FORMAÇÃO EM GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS NOS SECTORES HOTELEIRO E TURÍSTICO

FORMAÇÃO EM GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS NOS SECTORES HOTELEIRO E TURÍSTICO FORMAÇÃO EM GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS NOS SECTORES HOTELEIRO E TURÍSTICO (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Março/Abril 2004) por António Jorge Costa, Presidente do Instituto de Planeamento

Leia mais

As novas tecnologias na Gestão do Talento www.optimhom.pt O QUE SÃO Os são um instrumento on-line de avaliação de competências, que usa questões simples ligadas às situações concretas do diaa-dia nas organizações,

Leia mais

1. (PT) - Turisver, 20/09/2012, Pedro Duarte 1. 3. (PT) - Diário Económico, 25/09/2012, Unicer antecipa crescimento de 15% das vendas em Angola 5

1. (PT) - Turisver, 20/09/2012, Pedro Duarte 1. 3. (PT) - Diário Económico, 25/09/2012, Unicer antecipa crescimento de 15% das vendas em Angola 5 Tema de pesquisa: Internacional 25 de Setembro de 2012 Revista de Imprensa 25-09-2012 1. (PT) - Turisver, 20/09/2012, Pedro Duarte 1 2. (PT) - Jornal de Negócios - Negócios Mais, 25/09/2012, Bluepharma

Leia mais

AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE NOS SERVIÇOS SAGRA ONLINE

AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE NOS SERVIÇOS SAGRA ONLINE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE NOS SERVIÇOS SAGRA ONLINE Relatório de Apreciação Ref.ª IT 08/82/2007 1. Introdução No Centro Operativo e de Tecnologia de Regadio (COTR) a qualidade é encarada como

Leia mais

Percepção de Portugal no mundo

Percepção de Portugal no mundo Percepção de Portugal no mundo Na sequência da questão levantada pelo Senhor Dr. Francisco Mantero na reunião do Grupo de Trabalho na Aicep, no passado dia 25 de Agosto, sobre a percepção da imagem de

Leia mais

XI Mestrado em Gestão do Desporto

XI Mestrado em Gestão do Desporto 2 7 Recursos Humanos XI Mestrado em Gestão do Desporto Gestão das Organizações Desportivas Módulo de Gestão de Recursos Rui Claudino FEVEREIRO, 28 2 8 INDÍCE DOCUMENTO ORIENTADOR Âmbito Objectivos Organização

Leia mais

Situação dos migrantes e seus descendentes directos no mercado de trabalho MANUAL ENTREVISTADOR

Situação dos migrantes e seus descendentes directos no mercado de trabalho MANUAL ENTREVISTADOR DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICAS DEMOGRÁFICAS E SOCIAIS SERVIÇO DE ESTATÍSTICAS DEMOGRÁFICAS Situação dos migrantes e seus descendentes directos no mercado de trabalho MANUAL DO ENTREVISTADOR Março 2008 2

Leia mais

A Gestão da experiência do consumidor é essencial

A Gestão da experiência do consumidor é essencial A Gestão da experiência do consumidor é essencial Sempre que um cliente interage com a sua empresa, independentemente do canal escolhido para efetuar esse contacto, é seu dever garantir uma experiência

Leia mais

Boletim Informativo do CEPA Edição de Agosto de 2006 Número 17 Publicação da Direcção dos Serviços de Economia de Macau

Boletim Informativo do CEPA Edição de Agosto de 2006 Número 17 Publicação da Direcção dos Serviços de Economia de Macau Boletim Informativo do CEPA Edição de Agosto de 2006 Número 17 Publicação da Direcção dos Serviços de Economia de Macau Índice: 1. Cerimónia de entrega de Certificados do Exame Nacional de Qualificação

Leia mais

RELATÓRIO DA AUDITORIA INTERNA AO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

RELATÓRIO DA AUDITORIA INTERNA AO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE Pág. 1 5 Designação legal da Organização: Municipio do Sátão. Instalações auditadas: Paços do Concelho, na Praça Paulo VI, Oficina e Armazém na Zona Industrial e Obra (Bem ou serviço nº 525) "valetas em

Leia mais

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente Grupo Pestana suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O trabalho de consolidação de informação permitiu desde logo abrir novas possibilidades de segmentação, com base num melhor conhecimento

Leia mais

Gabinete do Governador e dos Conselhos

Gabinete do Governador e dos Conselhos Discurso do Governador do Banco de Cabo Verde, Carlos Burgo, no acto de inauguração da nova agência do Banco Africano de Investimento no Plateau, Cidade da Praia, 5 de Fevereiro de 2010. 1 Exmo. Sr. Presidente

Leia mais

FORMAÇÃO EM GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS NOS SECTORES HOTELEIRO E TURÍSTICO (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Março/Abril 2004)

FORMAÇÃO EM GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS NOS SECTORES HOTELEIRO E TURÍSTICO (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Março/Abril 2004) FORMAÇÃO EM GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS NOS SECTORES HOTELEIRO E TURÍSTICO (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Março/Abril 2004) por António Jorge Costa, Presidente do Instituto de Planeamento

Leia mais

A Comissão de Auditoria e Controlo tem entre outras as seguintes competências:

A Comissão de Auditoria e Controlo tem entre outras as seguintes competências: RELATÓRIO DAS ACTIVIDADES DA COMISSÃO DE AUDITORIA E CONTROLO DESENVOLVIDAS NO EXERCÍCIO DE 2011 I Introdução O âmbito de actuação da Comissão de Auditoria e Controlo da EDP Renováveis, SA, como Comissão

Leia mais

6º Congresso Nacional da Administração Pública

6º Congresso Nacional da Administração Pública 6º Congresso Nacional da Administração Pública João Proença 30/10/08 Desenvolvimento e Competitividade: O Papel da Administração Pública A competitividade é um factor-chave para a melhoria das condições

Leia mais

Câmara Municipal de Almeida Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Enquadramento legal

Câmara Municipal de Almeida Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Enquadramento legal 1 Câmara Municipal de Almeida Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Enquadramento legal 1. A Câmara Municipal de Almeida tem, nos termos da lei e dos estatutos, autonomia administrativa, financeira e

Leia mais

Escola Secundária com 3º Ciclo da Baixa da Banheira (403234)

Escola Secundária com 3º Ciclo da Baixa da Banheira (403234) CONSELHO GERAL TRANSITÓRIO REGULAMENTO DO PROCEDIMENTO CONCURSAL PARA A ELEIÇÃO DO DIRECTOR DA ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO Artigo 1.º Objecto O presente Regulamento define as regras a observar no procedimento

Leia mais

AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A.

AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A. AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A. Empresa especializada na concepção, instalação e manutenção de equipamentos para a indústria hoteleira, restauração e similares. Primeira empresa do sector a nível

Leia mais

Lar, Centro Dia, SAD, Centro Convívio, Creche, Jardim Infância, ATL

Lar, Centro Dia, SAD, Centro Convívio, Creche, Jardim Infância, ATL Lar, Centro Dia, SAD, Centro Convívio, Creche, Jardim Infância, ATL 1 Sendo uma IPSS, que: Não tem fins lucrativos; Fornece serviços para melhorar a qualidade de vida dos clientes; Os lucros, se houverem,

Leia mais

Apresentação da Solução. Divisão Área Saúde. Solução: Gestão de Camas

Apresentação da Solução. Divisão Área Saúde. Solução: Gestão de Camas Apresentação da Solução Solução: Gestão de Camas Unidade de negócio da C3im: a) Consultoria e desenvolvimento de de Projectos b) Unidade de Desenvolvimento Área da Saúde Rua dos Arneiros, 82-A, 1500-060

Leia mais

ACTA Nº 1. Deve ler-se:-------------------------------------------------------------------------------------------

ACTA Nº 1. Deve ler-se:------------------------------------------------------------------------------------------- ACTA Nº 1 Aos vinte e oito dias do mês de Novembro do ano de dois mil e três reuniu o júri do Concurso Público Nº 01 9.096/2003 (contratação de serviços de consultoria de natureza organizacional) para

Leia mais

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS?

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? HOTEL TIVOLI LISBOA, 18 de Maio de 2005 1 Exmos Senhores ( ) Antes de mais nada gostaria

Leia mais

A solução ç ideal para p o aumento da eficiência administrativa da área de formação.

A solução ç ideal para p o aumento da eficiência administrativa da área de formação. Descritivo completo PHC dformação A solução ç ideal para p o aumento da eficiência administrativa da área de formação. Benefícios Comunicação dinâmica e directa com os formandos; Redução de tarefas administrativas

Leia mais

ANEXO I ORDENS DE TRABALHO DAS REUNIÕES DO PLENÁRIO DA CPEE

ANEXO I ORDENS DE TRABALHO DAS REUNIÕES DO PLENÁRIO DA CPEE ANEXO I ORDENS DE TRABALHO DAS REUNIÕES DO PLENÁRIO DA CPEE Durante o ano de 2009, nas 8 (oito) reuniões de Plenário da CPEE os assuntos abordados e as matérias alvo de deliberação foram as constantes

Leia mais

VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL, S.R. DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL Despacho n.º 492/2009 de 28 de Abril de 2009

VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL, S.R. DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL Despacho n.º 492/2009 de 28 de Abril de 2009 VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL, S.R. DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL Despacho n.º 492/2009 de 28 de Abril de 2009 O Decreto Regulamentar n.º 84-A/2007, de 10 de Dezembro, estabeleceu o enquadramento

Leia mais

Sistema de Monitorização e Avaliação da Rede Social de Alcochete. Sistema de Monitorização e Avaliação - REDE SOCIAL DE ALCOCHETE

Sistema de Monitorização e Avaliação da Rede Social de Alcochete. Sistema de Monitorização e Avaliação - REDE SOCIAL DE ALCOCHETE 3. Sistema de Monitorização e Avaliação da Rede Social de Alcochete 65 66 3.1 Objectivos e Princípios Orientadores O sistema de Monitorização e Avaliação da Rede Social de Alcochete, adiante designado

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AERONÁUTICA. Departamento de Relações Públicas e Comunicação

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AERONÁUTICA. Departamento de Relações Públicas e Comunicação Departamento de Relações Públicas e Comunicação Regulamento 1. Do Departamento de Relações Públicas e Comunicação 1.1 Definição 1.2. Constituição 1.3. Articulação e procedimentos 1.4. Local de funcionamento

Leia mais

Regulamento Municipal de Apoio às Actividades Desportivas

Regulamento Municipal de Apoio às Actividades Desportivas Regulamento Municipal de Apoio às Actividades Desportivas Preâmbulo A Câmara Municipal de Nordeste tem vindo a apoiar ao longo dos anos de forma directa e organizada toda a actividade desportiva no concelho

Leia mais

PHC dpessoal. ππ Gestão de Funcionários. ππ Registo de faltas e horas

PHC dpessoal. ππ Gestão de Funcionários. ππ Registo de faltas e horas PHC dpessoal DESCRITIVO Com o PHC dpessoal o funcionário tem acesso a visualizar e a introduzir diversos dados relacionados com as suas faltas, férias, despesas ou outros assuntos relativos ao Departamento

Leia mais

Caso prático: Um contrato de desempenho energético num hotel de cinco estrelas. pág. 22

Caso prático: Um contrato de desempenho energético num hotel de cinco estrelas. pág. 22 Caso prático: Um contrato de desempenho energético num hotel de cinco estrelas. pág. 22 H IPALAI.'I.)"S'.' HOlfc.O'.^INIHIA Corínthía Hotel Lisbon "Energy Performance Contracting" num hotel de cinco estrelas

Leia mais

Prémio Excelência no Trabalho 2015

Prémio Excelência no Trabalho 2015 FAQ Frequently Asked Questions Índice Prémio Excelência no Trabalho 2015 INSCRIÇÃO... 2 COMUNICAÇÃO INTERNA... 4 QUESTIONÁRIO DIRIGIDO AOS COLABORADORES... 5 INQUÉRITO À GESTÃO DE TOPO... 7 TRATAMENTO

Leia mais

1. Introdução. 2. Metodologia e Taxa de Adesão. Resultados Nacionais Agregados de 2011

1. Introdução. 2. Metodologia e Taxa de Adesão. Resultados Nacionais Agregados de 2011 1 Resultados Nacionais Agregados de 11 Observatório Nacional de Recursos Humanos Resultados Nacionais Agregados de 11 1. Introdução Desde a sua criação em 02 que o Observatório Nacional de Recursos Humanos

Leia mais

Regulamento do Centro de Ciências Matemáticas

Regulamento do Centro de Ciências Matemáticas Centro de Ciências Matemáticas Campus Universitário da Penteada P 9000-390 Funchal Tel + 351 291 705181 /Fax+ 351 291 705189 ccm@uma.pt Regulamento do Centro de Ciências Matemáticas I Disposições gerais

Leia mais

BLUEWORKS MEDICAL EXPERT DIAGNOSIS, LDA.

BLUEWORKS MEDICAL EXPERT DIAGNOSIS, LDA. BLUEWORKS MEDICAL EXPERT DIAGNOSIS, LDA. 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa A BlueWorks Medical Expert Diagnosis, Lda. é uma start-up de Coimbra que se dedica ao desenvolvimento

Leia mais

Conselho Geral e de Supervisão REGULAMENTO INTERNO COMISSÃO DE GOVERNO SOCIETÁRIO E SUSTENTABILIDADE

Conselho Geral e de Supervisão REGULAMENTO INTERNO COMISSÃO DE GOVERNO SOCIETÁRIO E SUSTENTABILIDADE Conselho Geral e de Supervisão REGULAMENTO INTERNO COMISSÃO DE GOVERNO SOCIETÁRIO E SUSTENTABILIDADE Aprovado em 18 de Junho de 2015 REGULAMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE GOVERNO SOCIETÁRIO E SUSTENTABILIDADE

Leia mais

O seu escritório na nuvem - basta usar o browser.

O seu escritório na nuvem - basta usar o browser. 02 O seu escritório na nuvem - basta usar o browser. As soluções tecnológicas que encontra para melhorar a colaboração na sua empresa são muito caras e complexas? Pretende tornar as suas equipas mais ágeis

Leia mais

Fundo de Garantia Automóvel. Fundo de Garantia Automóvel

Fundo de Garantia Automóvel. Fundo de Garantia Automóvel INSTITUTO DE SEGUROS DE PORTUGAL Rigor e Transparência Rigor e Transparência COSTUMAMOS DIZER NO FGA QUE O UTENTE, AINDA QUE NÃO TENHA RAZÃO, É A RAZÃO DA NOSSA EXISTÊNCIA E DIZEMOS TAMBÉM QUE UM PROCESSO

Leia mais

NO ÂMBITO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

NO ÂMBITO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE INTRODUÇÃO Página: / Revisão:0 MANUAL DE FUNÇÕES NO ÂMBITO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE XZ Consultores Direção INTRODUÇÃO Página: / Revisão:0 ÍNDICE CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO 1 Mapa de Controlo das Alterações

Leia mais

PARCEIROS Modelo de Negócio

PARCEIROS Modelo de Negócio PARCEIROS Modelo de Negócio YouBIZ Telecom O YouBIZ Telecom é um negócio da empresa YouBIZ, parceira da. Somos uma empresa líder no canal de Marketing de Rede, com uma quota de mercado superior a 85%.

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS Consigo rastrear o minha Compra? Sim. As informações mais atualizadas sobre sua Compra e a situação de entrega de sua Compra estão disponíveis em Meus pedidos.

Leia mais

T&E Tendências & Estratégia

T&E Tendências & Estratégia FUTURE TRENDS T&E Tendências & Estratégia Newsletter número 1 Março 2003 TEMA deste número: Desenvolvimento e Gestão de Competências EDITORIAL A newsletter Tendências & Estratégia pretende ser um veículo

Leia mais

prodj Condições Gerais de Venda On-line

prodj Condições Gerais de Venda On-line Índice 1. Contactos da prodj... 2 2. Processo de compra na loja on line da prodj... 2 2.1. Registo introdução, correcção e eliminação de dados pessoais... 2 2.2. Segurança no registo... 2 2.2. Compra...

Leia mais

E- Marketing - Estratégia e Plano

E- Marketing - Estratégia e Plano E- Marketing - Estratégia e Plano dossier 2 http://negocios.maiadigital.pt Indíce 1 E-MARKETING ESTRATÉGIA E PLANO 2 VANTAGENS DE UM PLANO DE MARKETING 3 FASES DO PLANO DE E-MARKETING 4 ESTRATÉGIAS DE

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL À TUNÍSIA

MISSÃO EMPRESARIAL À TUNÍSIA MISSÃO EMPRESARIAL À TUNÍSIA 03 A 06 DE NOVEMBRO DE 2008 RELATÓRIO FINAL MISSÃO EMPRESARIAL À TUNÍSIA 03 A 06 DE NOVEMBRO DE 2008 1. Introdução À semelhança de iniciativas anteriores, a Nersant organizou

Leia mais

Uma iniciativa: CONCURSO DE IDEIAS SETOR ENERGÈTICO. Regulamento. Com o apoio:

Uma iniciativa: CONCURSO DE IDEIAS SETOR ENERGÈTICO. Regulamento. Com o apoio: Uma iniciativa: CONCURSO DE IDEIAS SETOR ENERGÈTICO Regulamento Com o apoio: Regulamento do concurso para a conceção de um produto inovador na área da Energia Renovável - Fotovoltaico, CPV, gestão da energia

Leia mais

Regulamento da Rede de Mentores

Regulamento da Rede de Mentores Regulamento da Rede de Mentores 1. Enquadramento A Rede de Mentores é uma iniciativa do Conselho Empresarial do Centro (CEC) e da Associação Industrial do Minho (AIMinho) e está integrada no Projeto Mentor

Leia mais

OBJECTIVOS PARA O BIÉNIO 2005/2006

OBJECTIVOS PARA O BIÉNIO 2005/2006 OBJECTIVOS PARA O BIÉNIO 2005/2006 Objectivos Gerais: Continuar a lutar pela criação de Emprego Científico; o Organizar uma nova conferência sobre o Emprego Científico; Exigir a regulamentação do novo

Leia mais

SECRETÁRIO REGIONAL DA PRESIDÊNCIA Despacho Normativo n.º 69/2010 de 22 de Outubro de 2010

SECRETÁRIO REGIONAL DA PRESIDÊNCIA Despacho Normativo n.º 69/2010 de 22 de Outubro de 2010 SECRETÁRIO REGIONAL DA PRESIDÊNCIA Despacho Normativo n.º 69/2010 de 22 de Outubro de 2010 Considerando o Regime de enquadramento das políticas de juventude na Região Autónoma dos Açores, plasmado no Decreto

Leia mais

Apresentação de Resultados Plano de Ações de Melhoria. www.anotherstep.pt

Apresentação de Resultados Plano de Ações de Melhoria. www.anotherstep.pt Apresentação de Resultados Plano de Ações de Melhoria www.anotherstep.pt 2 Sumário Ponto de situação Plano de Ações de Melhoria PAM Enquadramento e planeamento Selecção das Ações de Melhoria Fichas de

Leia mais

OFICIAL DA ORDEM MILITAR DE CRISTO MEDALHA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E BONS SERVIÇOS. Circular n.º 023-A/2014 Portal F.P.T. - Inscrições (Aditamento)

OFICIAL DA ORDEM MILITAR DE CRISTO MEDALHA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E BONS SERVIÇOS. Circular n.º 023-A/2014 Portal F.P.T. - Inscrições (Aditamento) Circular n.º 023-A/2014 Portal F.P.T. - Inscrições (Aditamento) Exmo. Sr. Presidente, A Direcção da F.P.T. tem emitido, ao longo dos últimos meses, diversas Circulares, com o objectivo de ir informando,

Leia mais

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO ÍNDICE 11. PRESSUPOSTO BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO 25 NO ALENTEJO pág. 11.1. Um sistema regional de inovação orientado para a competitividade

Leia mais

Apresentação. Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares. Oliveira de Azeméis Novembro 2007

Apresentação. Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares. Oliveira de Azeméis Novembro 2007 Apresentação Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares Oliveira de Azeméis Novembro 2007 Apresentação SABE 12-11-2007 2 Apresentação O conceito de Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares (SABE) que se

Leia mais

PHC dteamcontrol Interno

PHC dteamcontrol Interno O módulo PHC dteamcontrol Interno permite acompanhar a gestão de todos os projectos abertos em que um utilizador se encontra envolvido. PHC dteamcontrol Interno A solução via Internet que permite acompanhar

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO Concurso externo de Ingresso para preenchimento de um posto de trabalho na categoria de Técnico de Informática do Grau 1, Nível 1, da carreira

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão do Instituto Politécnico de Portalegre. Joaquim Mourato Conferência Inovação no Ensino Superior - Évora 23/01/2007

Sistema Integrado de Gestão do Instituto Politécnico de Portalegre. Joaquim Mourato Conferência Inovação no Ensino Superior - Évora 23/01/2007 Sistema Integrado de Gestão do Instituto Politécnico de Portalegre Joaquim Mourato Conferência Inovação no Ensino Superior - Évora 23/01/2007 Objectivos e Metodologia Sistema Integrado de Gestão Análise

Leia mais

A solução ideal para criar um site público e dinâmico â com um visual profissional, sem necessidade de conhecimentos em HTML.

A solução ideal para criar um site público e dinâmico â com um visual profissional, sem necessidade de conhecimentos em HTML. Descritivo completo PHC dportal A solução ideal para criar um site público e dinâmico â com um visual profissional, sem necessidade de conhecimentos em HTML. Benefícios Actualização e manutenção simples

Leia mais

MÓDULO III HELP DESK PARA FORMAÇÃO ONLINE

MÓDULO III HELP DESK PARA FORMAÇÃO ONLINE MÓDULO III HELP DESK PARA FORMAÇÃO ONLINE Objectivos gerais do módulo No final do módulo, deverá estar apto a: Definir o conceito de Help Desk; Identificar os diferentes tipos de Help Desk; Diagnosticar

Leia mais

27% das empresas prevê aumento dos postos de trabalho

27% das empresas prevê aumento dos postos de trabalho Análise da Michael Page sobre Recursos Humanos 27% das empresas prevê aumento dos postos de trabalho Manter a motivação das equipas é o principal desafio das empresas portuguesas, sendo apontado por 42%

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE DA CONSTRUTORA COPEMA

MANUAL DA QUALIDADE DA CONSTRUTORA COPEMA 1/10 INFORMAÇÕES SOBRE A EMPRESA... 2 ABRANGÊNCIA DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE... 3 1. SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE:... 4 - MANUAL DA QUALIDADE... 4 Escopo do SGQ e definição dos clientes... 4 Política

Leia mais

Avaliação de Investimentos Logísticos e. Outsourcing Logístico

Avaliação de Investimentos Logísticos e. Outsourcing Logístico APLOG Centro do Conhecimento Logístico Avaliação de Investimentos Logísticos e Outsourcing Logístico Guilherme Loureiro Cadeia de Abastecimento- Integração dos processos de gestão Operador Logístico vs

Leia mais

Políticas Organizacionais

Políticas Organizacionais Políticas Organizacionais Manual de Políticas da CERCI Elaborado por/data Departamento de Gestão da Qualidade/Março 2013 Aprovado por/data Direção/18.03.2013 Revisto por/data Índice 1. Política e Objetivos

Leia mais

Estaleiros Temporários ou Móveis Decreto-Lei n.º 273/2003, de 29 de Outubro

Estaleiros Temporários ou Móveis Decreto-Lei n.º 273/2003, de 29 de Outubro Estaleiros Temporários ou Móveis Decreto-Lei n.º 273/2003, de 29 de Outubro 1. INTRODUÇÃO A indústria da Construção engloba um vasto e diversificado conjunto de características, tais como: Cada projecto

Leia mais

PHC dfront. A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes

PHC dfront. A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes PHC dfront DESCRITIVO O módulo PHC dfront permite, não só a introdução das encomendas directamente no próprio sistema, bem como a consulta, pelo cliente, de toda a informação financeira que lhe diz respeito.

Leia mais

Serviços Financeiros. Créditos Incobráveis. Recuperação do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) Outubro de 2009

Serviços Financeiros. Créditos Incobráveis. Recuperação do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) Outubro de 2009 Serviços Financeiros Créditos Incobráveis Recuperação do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) Outubro de 2009 Sabia que 25% das falências são resultado de créditos incobráveis? Intrum Justitia Os créditos

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Cooperação, Parcerias e Contratos Internacionais. Relatório de Avaliação Final. Suzete Lopes suzetelopes@leaderconsulting.info.

FICHA TÉCNICA. Cooperação, Parcerias e Contratos Internacionais. Relatório de Avaliação Final. Suzete Lopes suzetelopes@leaderconsulting.info. FICHA TÉCNICA Título Organização Curso Relatório de Avaliação Final Suzete Lopes suzetelopes@leaderconsulting.info Cooperação, Parcerias e Contratos Internacionais Entidade Leader Consulting, 08 de Dezembro

Leia mais

UM SISTEMA DE QUALIFICAÇÃO PARA A REABILITAÇÃO DO EDIFICADO E DO PATRIMÓNIO. Vítor Cóias

UM SISTEMA DE QUALIFICAÇÃO PARA A REABILITAÇÃO DO EDIFICADO E DO PATRIMÓNIO. Vítor Cóias UM SISTEMA DE QUALIFICAÇÃO PARA A REABILITAÇÃO DO EDIFICADO E DO PATRIMÓNIO Vítor Cóias De actividade subsidiária do sector da construção, a reabilitação do edificado e da infra-estrutura construída, isto

Leia mais

Relatório & C o n t a s de

Relatório & C o n t a s de Relatório & C o n t a s de 2010 Garantia Seguros Relatório & Contas de 2010 2 RELATÓRIO & CONTAS DE 2010 GARANTIA SEGUROS - RELATÓRIO & CONTAS DE 2010 3 Senhores Accionistas, No cumprimento dos preceitos

Leia mais

SAC- Sistema Apodemo de Certificação

SAC- Sistema Apodemo de Certificação SAC- Sistema Apodemo de Certificação APODEMO, Lisboa, 30/09/ 2013 Agenda 9h30 Credenciação e Pequeno Almoço 10h00 Introdução ao SAC 10h15 Como Funciona o SAC? 10h30 Onde Estamos Neste Momento? 11h00 Perguntas

Leia mais

Regulamento Interno da Comissão Especializada APIFARMA VET

Regulamento Interno da Comissão Especializada APIFARMA VET Regulamento Interno da Comissão Especializada APIFARMA VET De harmonia com o disposto no artº 36º. dos Estatutos da APIFARMA é elaborado o presente Regulamento interno que tem por objectivo regulamentar

Leia mais

Assembleia Geral. Conselho Fiscal

Assembleia Geral. Conselho Fiscal No passado dia 23 de Março de 2010 a Assembleia Geral da AproCS aprovou por unanimidade os seguintes pontos da ordem de trabalhos: 1. Actividades desenvolvidas em 2009; 2. Contas da Associação referentes

Leia mais

Diário da República, 1.ª série N.º 145 29 de Julho de 2008 5106-(19)

Diário da República, 1.ª série N.º 145 29 de Julho de 2008 5106-(19) Diário da República, 1.ª série N.º 145 29 de Julho de 2008 5106-(19) Portaria n.º 701-E/2008 de 29 de Julho O Código dos Contratos Públicos consagra a obrigação das entidades adjudicantes de contratos

Leia mais

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes sobre a Qualidade. Enquadramento.

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes sobre a Qualidade. Enquadramento. Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes sobre a Qualidade 2011 Entidade Promotora Concepção e Realização Enquadramento Vice-Presidência Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes

Leia mais