Efeitos do mercúrio na saúde e no meio ambiente Prof. Eloisa Dutra Caldas I Seminário Saúde Sem Mercúrio em Brasília Brasília, 16 de abril de 2013

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Efeitos do mercúrio na saúde e no meio ambiente Prof. Eloisa Dutra Caldas I Seminário Saúde Sem Mercúrio em Brasília Brasília, 16 de abril de 2013"

Transcrição

1 Universidade de Brasília Efeitos do mercúrio na saúde e no meio ambiente Prof. Eloisa Dutra Caldas I Seminário Saúde Sem Mercúrio em Brasília Brasília, 16 de abril de 2013

2 Século IX Mercúrio Amaciar pele de coelho para fabricação de chapéu (nitrato de mercúrio) Perturbações renais e nervosas (hidrargirismo) Minamata, Japão 1953 Chisso Industria Química (acetaldeído) > 900 mortes: consumo de peixe Bebês com deformidades Doença de minamata 2265 vítimas, 1435 mortes até 2000 THE LANCET Vol 358 October 20, 2001

3 Natural Fontes de mercúrio Evaporação da crosta terrestre: a tons/ano (elementar: Hg 0 ) Vulcano, queimas, petróleo, carvão Antropogênia: elementar e inorgânico atividade industrial, mineração Incineração de lixo doméstico e hospitalar USA: 13% das emissões é de origem hospitalar 4-5% dos degetos na água

4 Mercúrio no ambiente

5 População geral Exposição humana Alimentos, principalmente peixe (MeHg) Amalgama dentária Ambiental, natural ou antropogênica Exposição fetal dieta materna Recém nascidos, crianças Vacinas (EtHg) Leite materno Ocupacional Indústria Mineração

6 Exposição e toxicidade Inalação (Hg 0 ) Vaporização a partir de 12 o C difusão através da membrana alveolar Lipossolúvel afinidade por glóbulos vermelhos e SNC oxidação t 1/2 ~ dias Toxicidade aguda bronquite corrosiva e peneumonite intersticial, SNC crônica excitabilidade, tremor e gengivite, comportamento: SNC e periférico

7 INGESTÃO Metálico (Hg 0 ) 0.01% absorvido Inorgânico (HgCl 2 ) 7% absorvido armazenado nos rins t 1/2 ~ 40 dias Nefropatia excretado na urina e fezes Orgânico (MeHg) 90-95% absorção biotransformado a inorgânico armazenado no fígado e cérebro t 1/2 ~ 70 dias Acrodinia Aguda ou crônica Irritabilidade, dor nas extremidades, hipertensão

8 MeHg Consumo de peixe, principalmente Neurotóxico Parestesia, ataxia, neurastenia, tremor, gengivite, eretismo peroxidação lipídica Mulheres em idade reprodutiva exposição do feto migração neuronal anormal interage com DNA e RNA comprometimento do desenvolvimento cerebral retardamento psicomotor

9 Mecanismo de toxicidade do mercúrio alta afinidade por tiols de proteínas, aminoácidos, peptídios albumina, metalotioneina, glutatione, cisteina Inativação de enzimas, alteração protéica, transporte celular alteração permeabilidade da membrana formação de radicais livres Zalups. Pharmac Reviews, 2001

10 Níveis de mercúrio Exposição segura oral (OMS) MeHg (peixe e crustáceos): 1,6 µg/kg pc Estudos epidemiológicos nas ilhas Faroe e Seychelles com crianças 5-7 anos - desenvolvimento neurológico Mercúrio no cabelo materno,consumo de peixes Concentração de mercúrio no sangue e ingestão diária Mercúrio inorgânico (exposição outra que não peixe e crustáceos): 4 µg/kg pc Limite máximo em peixe (Codex alimentarius e Brasil) Predadores: 1 mg/kg Não predadores: 0,5 mg/kg Indicador biológico de exposição, inorgânico na urina (NR 7) Valor de referencia 5 μg/g creatinina IBMP: 35 μg/g creatinina

11 Mercúrio em peixe no Brasil Hg, ng/g d.w. (Lebel et al., 1997) Perto da região de garimpo Longe da região de garimpo (Roulet et al., 1998) Solo/água com teores elevados de mercúrio Independe da atividade humana

12 Gerenciamento e comunicação de risco: mercúrio em peixes na Amazônia Consumo de peixes (predadores) pode representar um risco para a população Limite máximos mais restritivos não terão impacto Ação possível Informação da população quanto ao riscos Alteração do hábito alimentar sem impactar de maneira significante a dieta regional Grupo de maior risco: mulheres em idade gestacional

13

14

15 Timerosal (EtHg) na vacina Controvérsia quanto aos risco Exposição aguda Autismo?

16 Conclusões Mercúrio: componente natural Atividade humana aumentou a disponibilidade Uso hospitalar Educação do operador, condições de trabalho Lixo Risco/benefício Dieta programas de comunicação de risco para populações mais críticas, sem comprometer o consumo de peixe Vacina Custo não deve afetar a abrangência

17 Universidade de Brasília Grata!

METAIS PESADOS NO AMBIENTE. PRINCIPAIS : Hg, Pb, Cd, As (USO EXTENSIVO, TOXICIDADE, LARGA DISTRIBUIÇÃO, OCORRÊNCIA FREQUENTE DE NÍVEIS TÓXICOS.

METAIS PESADOS NO AMBIENTE. PRINCIPAIS : Hg, Pb, Cd, As (USO EXTENSIVO, TOXICIDADE, LARGA DISTRIBUIÇÃO, OCORRÊNCIA FREQUENTE DE NÍVEIS TÓXICOS. METAIS PESADOS NO AMBIENTE PRINCIPAIS : Hg, Pb, Cd, As (USO EXTENSIVO, TOXICIDADE, LARGA DISTRIBUIÇÃO, OCORRÊNCIA FREQUENTE DE NÍVEIS TÓXICOS. COMPORTAMENTO NO AMBIENTE: NÃO SÃO DEGRADÁVEIS? ACUMULAM NO

Leia mais

Monitoramento da Exposição a Substâncias Químicas de Interesse Ambiental e Ocupacional. Armando Meyer IESC/UFRJ

Monitoramento da Exposição a Substâncias Químicas de Interesse Ambiental e Ocupacional. Armando Meyer IESC/UFRJ Monitoramento da Exposição a Substâncias Químicas de Interesse Ambiental e Ocupacional Armando Meyer IESC/UFRJ Roteiro Monitoramento ocupacional e ambiental Porque monitorar? O que é? O que medir? Onde

Leia mais

INTOXICAÇÃO EXOGÉNA POR AGROTÓXICOS

INTOXICAÇÃO EXOGÉNA POR AGROTÓXICOS INTOXICAÇÃO EXOGÉNA POR AGROTÓXICOS CEREST ESTADUAL Enfª do Trabalho: Thaysa Zago CLASSIFICAÇÃO Inseticidas ou praguicidas: combatem insetos; Fungicidas: atingem os fungos; Herbicidas: matam as plantas

Leia mais

WORKSHOP INTERNACIONAL SOBRE GEOLOGIA MEDICA 02-04 DE JUNHO DE 2005 RIO DE JANEIRO-BRASIL

WORKSHOP INTERNACIONAL SOBRE GEOLOGIA MEDICA 02-04 DE JUNHO DE 2005 RIO DE JANEIRO-BRASIL WORKSHOP INTERNACIONAL SOBRE GEOLOGIA MEDICA 02-04 DE JUNHO DE 2005 RIO DE JANEIRO-BRASIL Avaliação de risco uma ferramenta para o processo de gerenciamento socioambiental: Estudo de caso região norte

Leia mais

A CONTRIBUIÇÃO DAS ONGs PARA A DISCUSSÃO GLOBAL SOBRE O MERCÚRIO

A CONTRIBUIÇÃO DAS ONGs PARA A DISCUSSÃO GLOBAL SOBRE O MERCÚRIO A CONTRIBUIÇÃO DAS ONGs PARA A DISCUSSÃO GLOBAL SOBRE O MERCÚRIO Zuleica Nycz Toxisphera_Apromac FBOMS Seminário de Atualização sobre o Mercúrio Fundacentro São Paulo Agosto de 2013 MERCURY POLICY PROJECT

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS CENTRO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS CENTRO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA Informe Técnico nº 1 MERCÚRIO METÁLICO Diante da exposição por Mercúrio metálico de moradores do Distrito de Primavera, Município de Rosana, SP, a DOMA/CVE presta o seguinte Informe Técnico. Breve histórico

Leia mais

CHUMBO PROPRIEDADES ASPECTOS TOXICOLÓGICOS DOS METAIS

CHUMBO PROPRIEDADES ASPECTOS TOXICOLÓGICOS DOS METAIS ASPECTOS TOXICOLÓGICOS DOS METAIS Componentes naturais da litosfera Deslocamento derivado de fontes naturais e antropogênicas Efeitos tóxicos conhecidos desde a Antiguidade PROPRIEDADES Chumbo metálico

Leia mais

Monitorização/ Dispositivos de Oferta/Benefícios e Malefícios Oxigenoterapia. Mariana C. Buranello Fisioterapeuta Nayara C. Gomes - Enfermeira

Monitorização/ Dispositivos de Oferta/Benefícios e Malefícios Oxigenoterapia. Mariana C. Buranello Fisioterapeuta Nayara C. Gomes - Enfermeira Monitorização/ Dispositivos de Oferta/Benefícios e Malefícios Oxigenoterapia Mariana C. Buranello Fisioterapeuta Nayara C. Gomes - Enfermeira Monitorização Oximetria de pulso É a medida da saturação da

Leia mais

CAPÍTULO 02 A TEIA ALIMENTAR

CAPÍTULO 02 A TEIA ALIMENTAR CAPÍTULO 02 A TEIA ALIMENTAR Cadeia alimentar: é uma seqüência de seres vivos relacionando-se dentro de um ecossistema, onde um ser serve de alimento para outro ser. Exemplo: Capim capivara onça bactéria

Leia mais

Alternativa eficiente e segura para destinação de lâmpadas fluorescentes!

Alternativa eficiente e segura para destinação de lâmpadas fluorescentes! Alternativa eficiente e segura para destinação de lâmpadas fluorescentes! Um produto: POR QUE UTILIZAR LÂMPADAS FLUORESCENTES? QUAL É O FATOR PRIMORDIAL QUE LEVA AO AUMENTO DE CONSUMO NO USO DE LÂMPADAS

Leia mais

2 - Biodisponibilidade. Biodisponibilidade Velocidade e extensão de absorção de um fármaco a partir de uma forma de administração

2 - Biodisponibilidade. Biodisponibilidade Velocidade e extensão de absorção de um fármaco a partir de uma forma de administração 2 - Biodisponibilidade TOXICOCINÉTICA Biodisponibilidade Velocidade e extensão de absorção de um fármaco a partir de uma forma de administração Fator de Biodisponibilidade (F) Fração da dose administrada

Leia mais

Alterações Metabolismo Carboidratos DIABETES

Alterações Metabolismo Carboidratos DIABETES 5.5.2009 Alterações Metabolismo Carboidratos DIABETES Introdução Diabetes Mellitus é uma doença metabólica, causada pelo aumento da quantidade de glicose sanguínea A glicose é a principal fonte de energia

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE 1ª SÉRIE TURMA: 1101 DATA: NOME: Nº

EXERCÍCIOS ON LINE 1ª SÉRIE TURMA: 1101 DATA: NOME: Nº EXERCÍCIOS ON LINE 3º Bimestre DISCIPLINA: BIOLOGIA PROFESSOR(A): LEANDRO 1ª SÉRIE TURMA: 1101 DATA: NOME: Nº 1. Qual a composição química da membrana plasmática? 2. A célula apresenta membrana plasmática

Leia mais

Acido Crômico Anidro FISPQ nº: 0007 Ultima Revisão: 08/11/2014

Acido Crômico Anidro FISPQ nº: 0007 Ultima Revisão: 08/11/2014 1. Identificação do Produto e da Empresa Nome do produto : Código do produto : 0007 Empresa : Jenifer Martins de Souza (MV Química / Lubrificantes Brasil) Rua José Carlos, 44 Jandira - SP Cep: 06608-330

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS. Nome do produto: Paratest Formalina 5 Data da última revisão: 18.08.2014

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS. Nome do produto: Paratest Formalina 5 Data da última revisão: 18.08.2014 FISPQ nº: 001 página: 01/05 SEÇÃO 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA - NOME DO PRODUTO: PARATEST FORMALINA 5 - CÓDIGO INTERNO DE IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO: 1500; 1660; 2096; 2559; 2092; 2928; 2929;

Leia mais

Efeitos do mercúrio à saúde e no ambiente

Efeitos do mercúrio à saúde e no ambiente IV SEMINÁRIO HOSPITAIS SAUDÁVEIS - SHS 2011 São Paulo - 26 e 27 de setembro de 2011 Efeitos do mercúrio à saúde e no ambiente Gilmar da Cunha Trivelato Pesquisador Titular Fundação Jorge Duprat Figueiredo

Leia mais

I Ciclo de Debates Saúde Sem Dano - Projeto Hospitais Saudáveis Assistência à Saúde Livre de Mercúrio. Noil A. M. Cussiol

I Ciclo de Debates Saúde Sem Dano - Projeto Hospitais Saudáveis Assistência à Saúde Livre de Mercúrio. Noil A. M. Cussiol I Ciclo de Debates Saúde Sem Dano - Projeto Hospitais Saudáveis Assistência à Saúde Livre de Mercúrio Belo Horizonte, 03 de agosto de 2011 Noil A. M. Cussiol Comissão Nacional de Energia Nuclear Autarquia

Leia mais

MICRONUTRIENTES: Vitaminas e Minerais

MICRONUTRIENTES: Vitaminas e Minerais Projeto de Extensão Saúde da Família e o Papel da Escola MICRONUTRIENTES: Vitaminas e Minerais Danielle Mayumi Tamazato Maiara Jaloretto Barreiro O que são vitaminas? Vitaminas são micronutrientes essenciais

Leia mais

9/30/2014. Por que engenheiros biomédicos precisam estudar anatomia e fisiologia? Introdução. Fisiologia. Anatomia

9/30/2014. Por que engenheiros biomédicos precisam estudar anatomia e fisiologia? Introdução. Fisiologia. Anatomia Por que engenheiros biomédicos precisam estudar anatomia e fisiologia? Introdução à Anatomia e Fisiologia EN2319-Bases Biológicas para Engenharia I Reginaldo K Fukuchi Universidade Federal do ABC Por que

Leia mais

Alex Luiz Pereira. www.coopermiti.com.br

Alex Luiz Pereira. www.coopermiti.com.br Alex Luiz Pereira www.coopermiti.com.br Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrônicos (REEE) Chumbo provavelmente, o elemento químico mais perigoso; acumulam-se nos ossos, cabelos, unhas, cérebro, fígado

Leia mais

Nome do Produto: 100% Whey Protein Gold Standard - Optimum Nutrition

Nome do Produto: 100% Whey Protein Gold Standard - Optimum Nutrition Nome do Produto: 100% Whey Protein Gold Standard - Optimum Nutrition Apresentação do Produto: Potes 2lbs, 5lbs e 10lbs Descrição do Produto: 100% Whey Protein é derivado do soro do leite (livre de lactose)

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico - FISPQ

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico - FISPQ Página 1 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Ácido Oxálico Nome Químico: Ácido etanodióico Identificação da Empresa: Empresa: Superquímica Comércio e Transporte Ltda Endereço: Av.

Leia mais

8/17/10 1ª PERGUNTA: 2ª PERGUNTA:

8/17/10 1ª PERGUNTA: 2ª PERGUNTA: 1ª PERGUNTA: Riscos associados ao uso de fármacos e/ou exposição a substâncias tóxicas: implicações de doenças hepá=cas e renais e enfoque em crianças, gestantes, lactantes e idosos Qual o objeevo do uso

Leia mais

Nome da empresa: LANXESS Indústria de Produtos Químicos e Plásticos Ltda

Nome da empresa: LANXESS Indústria de Produtos Químicos e Plásticos Ltda Numero FISPQ: 131 1 - Identificação do produto e da empresa Nome do produto: VERDE XADREZ Nome da empresa: LANXESS Indústria de Produtos Químicos e Plásticos Ltda Endereço: Av. Maria Coelho de Aguiar,

Leia mais

PROVA DE BIOLOGIA I. A charge refere-se a um problema que afeta cada vez mais pessoas em várias regiões do nosso planeta.

PROVA DE BIOLOGIA I. A charge refere-se a um problema que afeta cada vez mais pessoas em várias regiões do nosso planeta. 26 PROVA DE BIOLOGIA I QUESTÃO 40 A charge refere-se a um problema que afeta cada vez mais pessoas em várias regiões do nosso planeta. Vai um baldinho aí? Fonte: conexaoambiental.zip.net/arch2007-11-01_2007-.

Leia mais

VITAMINAS. COMPOSTOS ORGÂNICOS, NECESSÁRIOS EM QUANTIDADES PEQUENAS -mg, µg/ DIA;

VITAMINAS. COMPOSTOS ORGÂNICOS, NECESSÁRIOS EM QUANTIDADES PEQUENAS -mg, µg/ DIA; VITAMINAS COMPOSTOS ORGÂNICOS, NECESSÁRIOS EM QUANTIDADES PEQUENAS -mg, µg/ DIA; ESSENCIAIS PARA A MANUTENÇÃO DA SAÚDE, CRESCIMENTO NORMAL E REPRODUÇÃO. DEFICIÊNCIA VITAMÍNICA em 1987: NPT = MORTE VITAMINAS

Leia mais

Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI

Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS Porção de 100g (1/2 copo) Quantidade por porção g %VD(*) Valor Energético (kcal) 64 3,20 Carboidratos 14,20 4,73 Proteínas 1,30 1,73 Gorduras

Leia mais

CIA. INDUSTRIAL H. CARLOS SCHNEIDER CISER

CIA. INDUSTRIAL H. CARLOS SCHNEIDER CISER 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Identificação do produto Nome comercial: Silicone neutro incolor Uso pertinente e natureza química Selante / Silicone Identificação do fornecedor da ficha de dados

Leia mais

Capacidade de organizar os produtos da digestão usando a energia extraída dos mesmos produtos da digestão (REGULAÇÃO)

Capacidade de organizar os produtos da digestão usando a energia extraída dos mesmos produtos da digestão (REGULAÇÃO) Capacidade de organizar os produtos da digestão usando a energia extraída dos mesmos produtos da digestão (REGULAÇÃO) As proteínas são digeridas até aminoácidos, as gorduras (triglicérides) até glicerol

Leia mais

BIOINDICADORES E BIOMARCADORES DE AGROQUÍMICOS NO CONTEXTO DA RELAÇÃO SAÚDE-AMBIENTE

BIOINDICADORES E BIOMARCADORES DE AGROQUÍMICOS NO CONTEXTO DA RELAÇÃO SAÚDE-AMBIENTE BIOINDICADORES E BIOMARCADORES DE AGROQUÍMICOS NO CONTEXTO DA RELAÇÃO SAÚDE-AMBIENTE Cláudio Martin Jonsson Vera Lúcia Castro Jaguariúna, outubro 2005. O modelo de agricultura utilizado atualmente visa

Leia mais

Tome uma injeção de informação. Diabetes

Tome uma injeção de informação. Diabetes Tome uma injeção de informação. Diabetes DIABETES O diabetes é uma doença crônica, em que o pâncreas não produz insulina em quantidade suficiente, ou o organismo não a utiliza da forma adequada. Tipos

Leia mais

Conselhos para Colaboradores e Parceiros da Securitas Portugal securitas.pt

Conselhos para Colaboradores e Parceiros da Securitas Portugal securitas.pt Security, Health and Safety Conselhos para Colaboradores e Parceiros da Securitas Portugal securitas.pt O Regulamento (CE) 1272/2008 CLP (classificação, rotulagem e embalagem) harmoniza a legislação comunitária

Leia mais

02/07/2014. Heider Lopes Rayssa Simão. Osoloéumsistemavivo,dinâmicoenãorenovável; Habitat de diversos organismos;

02/07/2014. Heider Lopes Rayssa Simão. Osoloéumsistemavivo,dinâmicoenãorenovável; Habitat de diversos organismos; Universidade Federal de São Del Rei - Campus Sete Lagoas Engenharia Agronômica Impactos de xenobióticos e metais pesados na microbiota do solo Heider Lopes Rayssa Simão Osoloéumsistemavivo,dinâmicoenãorenovável;

Leia mais

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS CICLOS BIOGEOQUÍMICOS O fluxo de energia em um ecossistema é unidirecional e necessita de uma constante renovação de energia, que é garantida pelo Sol. Com a matéria inorgânica que participa dos ecossistemas

Leia mais

COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA CARNE. Profª Sandra Carvalho

COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA CARNE. Profª Sandra Carvalho COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA CARNE Profª Sandra Carvalho A carne magra: 75% de água 21 a 22% de proteína 1 a 2% de gordura 1% de minerais menos de 1% de carboidratos A carne magra dos diferentes animais de abate

Leia mais

47 Por que preciso de insulina?

47 Por que preciso de insulina? A U A UL LA Por que preciso de insulina? A Medicina e a Biologia conseguiram decifrar muitos dos processos químicos dos seres vivos. As descobertas que se referem ao corpo humano chamam mais a atenção

Leia mais

Aprodução mundial de mercúrio

Aprodução mundial de mercúrio QUÍMICA E SOCIEDADE Garimpo Metal pesado Floresta Veneno Contaminação Rios Jurandir Rodrigues de Souza e Antonio Carneiro Barbosa Nos últimos anos a problemática da contaminação por mercúrio no Brasil,

Leia mais

Nome da empresa: LANXESS Indústria de Produtos Químicos e Plásticos Ltda

Nome da empresa: LANXESS Indústria de Produtos Químicos e Plásticos Ltda Numero FISPQ: 139 1 - Identificação do produto e da empresa Nome do produto: FERRIT 925 Nome da empresa: LANXESS Indústria de Produtos Químicos e Plásticos Ltda Endereço: Av. Maria Coelho de Aguiar, 215,

Leia mais

Gerenciamento de Riscos em Serviços de Saúde e a Segurança a dos Trabalhadores

Gerenciamento de Riscos em Serviços de Saúde e a Segurança a dos Trabalhadores Gestão em Saúde e Segurança a no Trabalho em Serviços de Saúde Gerenciamento de Riscos em Serviços de Saúde e a Segurança a dos Trabalhadores 2007 As invenções do homem, em busca do bem estar e de melhores

Leia mais

FISPQ FLÚOR GEL NEUTRO

FISPQ FLÚOR GEL NEUTRO Página : 1 de 6 SEÇÃO 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: FLUOR GEL NEUTRO MAQUIRA Sabor: Menta Capacidade: frasco com 200 ml Teor: fluoreto de sódio a 2% Registro na Anvisa: 80322400048

Leia mais

VITAMINA B2. Riboflavina. Informações Técnicas. INCI NAME: Riboflavin ou Lactoflavin CAS NUMBER: 83-88-5

VITAMINA B2. Riboflavina. Informações Técnicas. INCI NAME: Riboflavin ou Lactoflavin CAS NUMBER: 83-88-5 Informações Técnicas VITAMINA B2 Riboflavina INCI NAME: Riboflavin ou Lactoflavin CAS NUMBER: 83-88-5 INTRODUÇÃO A vitamina B2 faz parte de vários sistemas enzimáticos (oxidases e desidrogenases); participa

Leia mais

Células A (25%) Glucagon Células B (60%) Insulina Células D (10%) Somatostatina Células F ou PP (5%) Polipeptídeo Pancreático 1-2 milhões de ilhotas

Células A (25%) Glucagon Células B (60%) Insulina Células D (10%) Somatostatina Células F ou PP (5%) Polipeptídeo Pancreático 1-2 milhões de ilhotas Instituto Biomédico Departamento de Fisiologia e Farmacologia Disciplina: Fisiologia II Curso: Medicina Veterinária Pâncreas Endócrino Prof. Guilherme Soares Ilhotas Células A (25%) Glucagon Células B

Leia mais

Função orgânica nossa de cada dia. Profa. Kátia Aquino

Função orgânica nossa de cada dia. Profa. Kátia Aquino Função orgânica nossa de cada dia Profa. Kátia Aquino Vamos analisar! Funções Carboidratros (ou Glicídios) Energética: eles são os maiores fornecedores de energia para os seres vivos, principalmente a

Leia mais

Grupo de Protecção e Segurança Radiológica Octávia Monteiro Gil

Grupo de Protecção e Segurança Radiológica Octávia Monteiro Gil Grupo de Protecção e Segurança Radiológica 1st Workshop for Stakeholders - 6 de Dezembro de 2013 Radioactividade A radioactividade existe desde a formação do Universo, e os seres humanos viveram sempre

Leia mais

Nome do produto: MC Injekt 2300 Top (A) Data da última revisão: 22/07/2011. - Nome da empresa: MC-Bauchemie Brasil Indústria e Comércio Ltda

Nome do produto: MC Injekt 2300 Top (A) Data da última revisão: 22/07/2011. - Nome da empresa: MC-Bauchemie Brasil Indústria e Comércio Ltda Página 1 de 5 1. Identificação do produto e da empresa - Nome do produto: MC Injekt 2300 TOP (Parte A) - Nome da empresa: MC-Bauchemie Brasil Indústria e Comércio Ltda - Endereço: Rua Henry Martin, 235

Leia mais

DIABETES MELLITUS. Ricardo Rodrigues Cardoso Educação Física e Ciências do DesportoPUC-RS

DIABETES MELLITUS. Ricardo Rodrigues Cardoso Educação Física e Ciências do DesportoPUC-RS DIABETES MELLITUS Ricardo Rodrigues Cardoso Educação Física e Ciências do DesportoPUC-RS Segundo a Organização Mundial da Saúde, existem atualmente cerca de 171 milhões de indivíduos diabéticos no mundo.

Leia mais

AGRICULTURA URBANA. Principais ameaças à prática da Agricultura urbana

AGRICULTURA URBANA. Principais ameaças à prática da Agricultura urbana AGRICULTURA URBANA Principais ameaças à prática da Agricultura urbana 19 de Junho de 2012 AGRICULTURA URBANA A actividade agrícola urbana está sujeita a várias fontes de poluição que podem afectar a qualidade

Leia mais

Álcool e energéticos. Uma mistura perigosa. José Guerchon Camila Welikson Arnaldo Welikson Barbara Macedo Durão

Álcool e energéticos. Uma mistura perigosa. José Guerchon Camila Welikson Arnaldo Welikson Barbara Macedo Durão Álcool e energéticos. Uma mistura perigosa. José Guerchon Camila Welikson Arnaldo Welikson Barbara Macedo Durão Este documento tem nível de compartilhamento de acordo com a licença 3.0 do Creative Commons.

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos VEDAPREN FAST - TERRACOTA

Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos VEDAPREN FAST - TERRACOTA 1. Identificação do produto e da empresa Nome do produto: Códigos internos de identificação do produto: 111690, 111691, 121714 e 111689 Nome da empresa: Otto Baumgart Ind. e Com. S/A Endereço: Rua Coronel

Leia mais

OSMORREGULAÇÃO um exemplo de regulação hormonal

OSMORREGULAÇÃO um exemplo de regulação hormonal OSMORREGULAÇÃO um exemplo de regulação hormonal A composição química do nosso meio interno está continuamente sujeita a modificações (principalmente devido ao metabolismo celular), pelo que é importante

Leia mais

Samba, suor e cerveja!

Samba, suor e cerveja! A UU L AL A Samba, suor e cerveja! O carnaval está chegando e você não vê a hora de sambar ao ritmo da bateria das escolas de samba ou de ir atrás do trio elétrico. Tanto calor e tanto exercício vão dar

Leia mais

Dose da droga administrada ABSORÇÃO Concentração da droga na circulação sistêmica DISTRIBUIÇÃO ELIMINAÇÃO Droga nos tecidos de distribuição FARMA- COCINÉ- TICA FARMACOCINÉTICA Concentração da droga no

Leia mais

Mutações. Escola Secundária Quinta do Marquês. Disciplina: Biologia e Geologia Professor: António Gonçalves Ano letivo: 2013/2014

Mutações. Escola Secundária Quinta do Marquês. Disciplina: Biologia e Geologia Professor: António Gonçalves Ano letivo: 2013/2014 Escola Secundária Quinta do Marquês Mutações Disciplina: Biologia e Geologia Professor: António Gonçalves Ano letivo: 2013/2014 Trabalho realizado por: Bárbara Dória, nº4, 11ºB Definição de mutação As

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICOS FISPQ 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E EMPRESA

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICOS FISPQ 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E EMPRESA Pág. 1/6 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICOS FISPQ 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E EMPRESA Nome do produto: REVESTIMENTO FOSFATADO PÓ Cód. Interno de Identificação do Produto: Nome da Empresa:

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico Nome do Produto: Reticulina Código: EP-12-20021 RETICULINA Seção 1: Identificação do Produto e da Empresa Erviegas Ltda R. Lacedemônia, 268 - São Paulo

Leia mais

A experiência Portuguesa na Incineradora de RH do Parque da Saúde de Lisboa

A experiência Portuguesa na Incineradora de RH do Parque da Saúde de Lisboa A experiência Portuguesa na Incineradora de RH do Parque da Saúde de Lisboa M. Fátima Reis Unidade de Saúde Ambiental 1 ESTRUTURA 1. Enquadramento 2. Vigilância Epidemiológica Fundamentação Componentes

Leia mais

INTRODUÇÃO AO CONTROLE DA POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA Fonte: CETESB

INTRODUÇÃO AO CONTROLE DA POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA Fonte: CETESB INTRODUÇÃO AO CONTROLE DA POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA Fonte: CETESB 1 INTRODUÇÃO A poluição do ar é um fenômeno recorrente principalmente da atividade humana em vários aspectos. Dentre os quais podemos destacar:

Leia mais

n Calcium Sandoz + Vitamina C laranja carbonato de cálcio lactogliconato de cálcio ácido ascórbico

n Calcium Sandoz + Vitamina C laranja carbonato de cálcio lactogliconato de cálcio ácido ascórbico Calcium Sandoz + Vitamina C laranja carbonato de cálcio lactogliconato de cálcio ácido ascórbico Forma farmacêutica, via de administração e apresentação: Comprimidos efervescentes. Uso oral. Embalagem

Leia mais

Diabetes Gestacional

Diabetes Gestacional Diabetes Gestacional Introdução O diabetes é uma doença que faz com que o organismo tenha dificuldade para controlar o açúcar no sangue. O diabetes que se desenvolve durante a gestação é chamado de diabetes

Leia mais

Vera Lúcia de Castro Jaguariúna, 2006.

Vera Lúcia de Castro Jaguariúna, 2006. Aspectos do biomonitoramento da toxicidade perinatal pelos agroquímicos Vera Lúcia de Castro Jaguariúna, 2006. A contaminação ambiental por agroquímicos pode causar efeitos negativos aos recursos naturais

Leia mais

Sistema tampão. Um sistema tampão é constituído por um ácido fraco e sua base conjugada HA A - + H +

Sistema tampão. Um sistema tampão é constituído por um ácido fraco e sua base conjugada HA A - + H + Sistema tampão Um sistema tampão é constituído por um ácido fraco e sua base conjugada HA A - + H + Quando se adiciona um ácido forte na solução de ácido fraco HX X - + H + HA A - H + X - H + H + HA A

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos

Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos 1. Identificação do produto e da empresa Nome do produto: Bayferrox 328 Nome da empresa : Bayer S.A. Endereço : Rua Domingos Jorge, 1100 Bairro : Socorro Cidade : São Paulo Estado : SP CEP.: 04779-900

Leia mais

Pode ser velhice ou carência de B12

Pode ser velhice ou carência de B12 Por Jane E. Brodyre, The New York Times News Service/Syndicate Pode ser velhice ou carência de B12 Ilsa Katz tinha 85 anos quando sua filha, Vivian Atkins, começou a notar que ela estava ficando cada vez

Leia mais

Excreção. Manutenção do equilíbrio de sal, água e remoção de excretas nitrogenadas.

Excreção. Manutenção do equilíbrio de sal, água e remoção de excretas nitrogenadas. Fisiologia Animal Excreção Manutenção do equilíbrio de sal, água e remoção de excretas nitrogenadas. Sistema urinario Reabsorção de açucar, Glicose, sais, água. Regula volume sangue ADH: produzido pela

Leia mais

Anemia Falciforme Atenção Especial. Revisado pelo Prof. Dr. Rodolfo Delfino Cançado

Anemia Falciforme Atenção Especial. Revisado pelo Prof. Dr. Rodolfo Delfino Cançado Anemia Falciforme Atenção Especial Revisado pelo Prof. Dr. Rodolfo Delfino Cançado Anemia Falciforme Anemia Falciforme é uma das enfermidades hereditárias mais comuns no Brasil e no mundo. Caracteriza-se

Leia mais

NUTRIÇÃO. Prof. Marta E. Malavassi

NUTRIÇÃO. Prof. Marta E. Malavassi Prof. Marta E. Malavassi Conceito: processo orgânico que envolve ingestão, digestão, absorção, transporte e eliminação das substâncias alimentares para a manutenção de funções, a formação e regeneração

Leia mais

SISTEMA ENDÓCRINO. Jatin Das TIREÓIDE

SISTEMA ENDÓCRINO. Jatin Das TIREÓIDE SISTEMA ENDÓCRINO Jatin Das Os hormônios tireoidianos são fundamentais para o desenvolvimento de vários órgãos no período embrionário, rio, mas também m são responsáveis pelo crescimento, a diferenciação

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos

Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos 1. Identificação do produto e da empresa Nome do produto : Preto Xadrez Nome da empresa : Bayer S.A. Endereço : Rua Domingos Jorge, 1100 Bairro : Socorro Cidade : São Paulo Estado : SP CEP.: 04779-900

Leia mais

Classificação e Rotulagem de Perigo dos Ingredientes que Contribuem para o Perigo: N. A

Classificação e Rotulagem de Perigo dos Ingredientes que Contribuem para o Perigo: N. A Nome do Produto: VERCLEAN 900 FISQP N.º: 02 Página: 1/7 Última Revisão: 08/04/13 1. Identificação do Produto e da Empresa Nome do Produto: DETERGENTE VERCLEAN 900 Código Interno de Identificação: 101 Nome

Leia mais

Alimentos de Soja - Uma Fonte de Proteína de Alta Qualidade

Alimentos de Soja - Uma Fonte de Proteína de Alta Qualidade Alimentos de Soja - Uma Fonte de Proteína de Alta Qualidade Documento de posição do Comité Consultivo Científico da ENSA Introdução As proteínas são um importante nutriente necessário para o crescimento

Leia mais

EPIGENÉTICA E NUTRIÇÃO MATERNA. Augusto Schneider Faculdade de Nutrição Universidade Federal de Pelotas

EPIGENÉTICA E NUTRIÇÃO MATERNA. Augusto Schneider Faculdade de Nutrição Universidade Federal de Pelotas EPIGENÉTICA E NUTRIÇÃO MATERNA Augusto Schneider Faculdade de Nutrição Universidade Federal de Pelotas EPIGENÉTICA Estudo da variação herdável que ocorre sem mudança na sequência do DNA Mudanças de longo

Leia mais

TIREÓIDE. O que é tireóide?

TIREÓIDE. O que é tireóide? TIREÓIDE O que é tireóide? A tireóide é uma glândula em forma de borboleta, situada no pescoço, logo abaixo do ossinho do pescoço, popularmente conhecido como gogó. A tireóide produz um hormônio capaz

Leia mais

Pesquisa revela uma das causas de morte prematura na Rússia: a vodca

Pesquisa revela uma das causas de morte prematura na Rússia: a vodca Pesquisa revela uma das causas de morte prematura na Rússia: a vodca Post 02 Fevereiro 2014 By UNIAD Revista Veja - Álcool Estudo concluiu que risco de morte entre homens russos com menos de 55 anos pode

Leia mais

O mar está morrendo!

O mar está morrendo! A UU L AL A O mar está morrendo! O mar, além de ser fonte de recursos para a humanidade, serve também como local de turismo. Esse ambiente abriga uma grande quantidade de seres vivos, desde formas microscópicas

Leia mais

FISPQ Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico ANODO DE CHUMBO

FISPQ Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico ANODO DE CHUMBO Página 1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome da Empresa/Fornecedor Resimapi Produtos Químicos Ltda Nome do Produto: Endereço: Av. Osaka, 800 Arujá São Paulo Telefone da Empresa: (0XX11)

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - FISPQ

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - FISPQ FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - FISPQ PRODUTO: BATERIA MOURA 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Nome da Empresa: Endereço: Bateria Moura Acumuladores Moura

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos REVISÃO 03 DATA DA REVISÃO: 26/06/2011 ACABAMENTO EPÓXI PARTE B FISPQ - 061 ACABAMENTO

Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos REVISÃO 03 DATA DA REVISÃO: 26/06/2011 ACABAMENTO EPÓXI PARTE B FISPQ - 061 ACABAMENTO FISPQ - 061 ACABAMENTO EPOXI - Parte B 1. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA Fabricante: Aderência Pisos e Revestimentos Ltda. Endereço: Rua Dr. Sebastião Carlos Arantes, 35 São Paulo SP CEP 04624-130 Telefone:

Leia mais

FISIOLOGIA RENAL EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM

FISIOLOGIA RENAL EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM FISIOLOGIA RENAL 01. A sudorese (produção de suor) é um processo fisiológico que ajuda a baixar a temperatura do corpo quando está muito calor ou quando realizamos uma atividade

Leia mais

REMOÇÃO DE MANGANÊS DE ÁGUAS E EFLUENTES INDUSTRIAIS UTLIZANDO PRCESSOS DE OXIDAÇÃO AVANÇADA.

REMOÇÃO DE MANGANÊS DE ÁGUAS E EFLUENTES INDUSTRIAIS UTLIZANDO PRCESSOS DE OXIDAÇÃO AVANÇADA. REMOÇÃO DE MANGANÊS DE ÁGUAS E EFLUENTES INDUSTRIAIS UTLIZANDO PRCESSOS DE OXIDAÇÃO AVANÇADA. Aluno: Rosana Maria de Oliveira Silva Orientador: Luiz Alberto Cesar Teixeira Introdução Nos últimos anos tem-se

Leia mais

Metais essenciais (micronutrientes) e não- essenciais. alimentos. Vegetais. solo; fatores externos. Animal ração; água; pastagem.

Metais essenciais (micronutrientes) e não- essenciais. alimentos. Vegetais. solo; fatores externos. Animal ração; água; pastagem. Metais tóxicos em alimentos Metais tóxicos em alimentos Metais essenciais (micronutrientes) e não- essenciais. Acúmulo de metais em alimentos: Vegetais tipo de vegetal; solo; fatores externos. Animal ração;

Leia mais

Os aspectos ambientais dos resíduos eletrônicos E-LIXO

Os aspectos ambientais dos resíduos eletrônicos E-LIXO Os aspectos ambientais dos resíduos eletrônicos E-LIXO Junho de 2009 Realidade Atual População Desenvolvimento Tecnológico Demanda de bens de consumo Aumento da demanda de produtos descartáveis aumento

Leia mais

Poluição da Água Poluição da água é qualquer alteração de suas propriedades físicas, químicas e biológicas, que possa implicar

Poluição da Água Poluição da água é qualquer alteração de suas propriedades físicas, químicas e biológicas, que possa implicar Poluição da Água Poluição da água é qualquer alteração de suas propriedades físicas, químicas e biológicas, que possa implicar em prejuízo à saúde, à segurança e ao bem estar das populações, causar danos

Leia mais

Beta-alanina. GAMMA COMÉRCIO, IMPORTAÇÃO & EXPORTAÇÃO LTDA. Avenida Santa Catarina, 66 - Aeroporto- 04635-000 - São Paulo SP - Brasil

Beta-alanina. GAMMA COMÉRCIO, IMPORTAÇÃO & EXPORTAÇÃO LTDA. Avenida Santa Catarina, 66 - Aeroporto- 04635-000 - São Paulo SP - Brasil Beta-alanina Fórmula Estrutural: Fórmula Molecular: C3H7NO2 / NH 2 CH 2 CH 2 COOH Peso Molecular: 89.09 g/mol CAS: 107-95-9 Sinonímia: β-ala; AI3-18470; beta-aminopropionic acid; 3-Aminopropanoic acid;

Leia mais

Concentração no local do receptor

Concentração no local do receptor FARMACOCINÉTICA FARMACOCINÉTICA O que o organismo faz sobre a droga. FARMACODINÂMICA O que a droga faz no organismo. RELAÇÕES ENTRE FARMACOCINÉTICA E FARMACODINÂMICA DROGA ORGANISMO FARMACOCINÉTICA Vias

Leia mais

Platistine CS cisplatina

Platistine CS cisplatina Platistine CS cisplatina PARTE I - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO Nome: Platistine CS Nome genérico: cisplatina APRESENTAÇÕES Platistine CS 1 mg/ml em embalagens contendo 1 frasco-ampola de 50 ml (50 mg) ou

Leia mais

Aumentar o Consumo dos Hortofrutícolas

Aumentar o Consumo dos Hortofrutícolas Aumentar o Consumo dos Hortofrutícolas As doenças crónicas não transmissíveis são responsáveis por 63% das causas de morte no mundo Fonte: WHO; Global status report on noncommunicable diseases, 2010 O

Leia mais

Avaliação da toxicidade

Avaliação da toxicidade Para ajudar a proteger sua privacidade, o PowerPoint impediu o download automático desta imagem externa. Para baixar e exibir esta imagem, clique em Opções na Barra de Mensagens e clique em Habilitar conteúdo

Leia mais

UROVIT (cloridrato de fenazopiridina)

UROVIT (cloridrato de fenazopiridina) UROVIT (cloridrato de fenazopiridina) União Química Farmacêutica Nacional S.A 100 mg e 200 mg UROVIT cloridrato de fenazopiridina IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES 100 mg: embalagem

Leia mais

Eliane Petean Arena Nutricionista - CRN 3257. Rua Conselheiro Antônio Prado 9-29 Higienópolis Bauru - SP Telefone : (14) 3243-7840

Eliane Petean Arena Nutricionista - CRN 3257. Rua Conselheiro Antônio Prado 9-29 Higienópolis Bauru - SP Telefone : (14) 3243-7840 Músculos Ok Eliane Petean Arena Nutricionista - CRN 3257 Rua Conselheiro Antônio Prado 9-29 Higienópolis Bauru - SP Telefone : (14) 3243-7840 Conhecendo seu corpo e seus músculos Proteínas e o ganho de

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança do Produto Químico

Ficha de Informações de Segurança do Produto Químico 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME DO PRODUTO... HTH Avaliar Elevador de Alcalinidade NOME DA EMPRESA... Arch Química Brasil Ltda. ENDEREÇO... Av. Brasília,nº 1500 Jd. Buru Salto-SP TELEFONE

Leia mais

Regulação dos níveis iônicos do sangue (Na +, K +, Ca 2+, Cl -, HPO 4. , K +, Mg 2+, etc...)

Regulação dos níveis iônicos do sangue (Na +, K +, Ca 2+, Cl -, HPO 4. , K +, Mg 2+, etc...) Regulação dos níveis iônicos do sangue (Na +, K +, Ca 2+, Cl -, HPO 4 2-, K +, Mg 2+, etc...) Regulação do equilíbrio hidrossalino e da pressão arterial; Regulação do ph sanguíneo (H +, HCO 3- ); Síntese

Leia mais