O KAIZEN COMO FERRAMENTA PREPONDERANTE NOS PROCESSOS PRODUTIVOS DE EMPRESAS: ESTUDO DE CASO DE UMA MINERADORA DA REGIÃO DO ALTO PARANAÍBA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O KAIZEN COMO FERRAMENTA PREPONDERANTE NOS PROCESSOS PRODUTIVOS DE EMPRESAS: ESTUDO DE CASO DE UMA MINERADORA DA REGIÃO DO ALTO PARANAÍBA"

Transcrição

1 O KAIZEN COMO FERRAMENTA PREPONDERANTE NOS PROCESSOS PRODUTIVOS DE EMPRESAS: ESTUDO DE CASO DE UMA MINERADORA DA REGIÃO DO ALTO PARANAÍBA KARINA PRISCILA CAMPOS ICEH DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO PLANALTO DE ARAXÁ. RICARDO MOREIRA DOS SANTOS FONSECA PROFESSOR ICEH DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO PLANALTO DE ARAXÁ. RESUMO O presente trabalho teve como objetivo mostrar a importância e a eficácia da ferramenta Kaizen para melhoria continua dos processos produtivos em uma mineradora da região do Alto Paranaíba, e apresentar os seus resultados. Para melhor entendimento dessa ferramenta foi realizado uma pesquisa bibliográfica com o intuito de conhecer sobre as ferramentas gerenciais que compõe o sistema de gestão da qualidade, seus conceitos, ferramentas e historiadores. O foco deste estudo foi o de apresentar a aplicabilidade da ferramenta kaizen, num processo de melhoria no processo de caracterização de amostras de minério, que através das pessoas traz resultados significativos para as empresas que o utilizam, esse método transforma o ambiente de trabalho e a visão dos empregados, apresentando novas formas de trabalho, soluções fáceis e de rápida aplicação. Palavras Chave: Ferramentas da Qualidade, Gestão da Qualidade, Melhoria Contínua, Processos, Mineradora. 1. INTRODUÇÃO As empresas estão se tornando cada vez mais competitivas e buscam melhorar suas estratégias de negócios. Com as mudanças que ocorrem nos mercados, é necessário a busca pela qualidade, com isso as ferramentas da qualidade se tornaram imprescindíveis. Lacombe e Heilborn (2008) citam que o maior desafio hoje é a qualidade, e os clientes estão cada vez mais exigentes e os concorrentes mais fortes. Se não houver uma busca constante por qualidade e uma sintonia muito grande entre os órgãos da engenharia do produto e de marketing, os produtos não serão demandados pelos clientes. Segundo Corrêa e Corrêa (2005), parte dos problemas relacionados à qualidade, pode ser resolvido com o uso das sete ferramentas da qualidade criadas por Kaoru Ishikawa, usadas nas tomadas de decisão para resolver problemas. Uma das ferramentas que se mostrou eficaz é o Kaizen, que será assunto principal desta pesquisa, e para Fonseca, Lourenço e Allen (1997), é uma palavra de origem japonesa que significa melhoramento contínuo em todas as áreas de uma organização. Na opinião de Werkema (2002) o kaizen nada mais é que um processo de melhoria continua sendo que maioria de suas ações são aplicadas em curto prazo. 1

2 Diante desta busca pela melhoria constante, pretende-se elucidar a seguinte questão: como o Kaizen, uma ferramenta da gestão da qualidade que busca o melhoramento contínuo pode melhorar os processos produtivos de uma empresa? Como objetivo geral, pretendeu-se mostrar a importância e a eficácia do Kaizen para melhoria continua dos processos produtivos em uma mineradora da região do Alto Paranaíba e especificamente pretendeu-se: identificar os principais conceitos da qualidade; apresentar as ferramentas que compõem o sistema de gestão da qualidade; descrever os resultados apontados com a aplicação do Kaizen na redução do desperdício de matéria-prima na coleta das amostras de minério e do tempo gasto na preparação das amostras e identificar através de estudo de caso, como a aplicabilidade do Kaizen melhora os processos produtivos. 2. REFERENCIAL TEÓRICO Nesta seção pretendeu-se trabalhar as referências teóricas que balizaram a pesquisa empírica, analisando de forma ampla na literatura acadêmica e técnica específica, as eras e os conceitos de Qualidade e seus gurus, as Ferramentas de Gestão da Qualidade e Kaizen A Era da Qualidade Para Maximiniano (2004) e Junior (2005), as eras da história da qualidade, agregaram muito para o entendimento atual sobre a qualidade total. Na era da Inspeção: Para Maximiniano (2004), antes mesmo da Revolução Industrial, utilizavam-se a inspeção, onde separavam os produtos bons dos defeituosos por meio de observação. Outra era foi o Controle Estatístico: Junior (2005), afirmam que esta ferramenta utilizava-se de uma amostra para se medir o desempenho da produção e a qualidade dos produtos. A última era, a era da Qualidade Total: onde a qualidade passa a ser mais do que apenas conformidades de acordo com especificações, passando a ser de responsabilidade de todos da organização, e que envolvessem os recursos das operações produtivas como pessoas, máquinas e operações (MAXIMINIANO, 2004; JUNIOR, 2005). Werkema (1995) tem a visão do conceito de qualidade muito parecida com a visão de Paladini (2009) os autores citam que para que o controle da qualidade possa ser exercido, é essencial que esteja bem claro o significado do termo qualidade. Os autores definem qualidade como sendo um produto ou serviço que atendam perfeitamente, que seja confiável, seguro e atenda as necessidades dos clientes. Moreira, Pereira Filho e Cavalcante (2010) apresentam conceito da norma NBR ISO 9000 sendo conformidade a requisitos estabelecidos. 2

3 Como visto anteriormente, a qualidade foi amplamente denominada, sendo que todas apontam para a essencial característica de que qualidade se mede pela satisfação do cliente. O conceito e entendimento da Gestão da Qualidade Total TQM ocorreram no final da década de 80, e foi adotado por muitas empresas, com a crença de que iria transformar o desempenho de suas operações imediatamente (SLACK, CHAMBERS; JOHNSTON, 2009). Porto e Junior (2005, p. 4) afirmam que o TQM é uma conjugação de métodos gerenciais visando introduzir uma mudança de procedimentos e comportamentos em todas as pessoas, criando uma nova cultura com compromisso com a qualidade total dos produtos e serviços oferecidos pela empresa. Para Arnold (1999) e Campos (2004) existem seis conceitos básicos da TQM: a) uma administração envolvida e compromissada; b) enfoque no cliente; c) envolvimento de todos; d) melhoria continua; e) parcerias com fornecedores e f) mensurações do desempenho. Com os conceitos sobre gestão da qualidade, não se pode deixar de citar que houve grandes pensadores ou gurus, que contribuíram para a gestão da qualidade. Os principais gurus: Feigenbaum, Deming, Ishikawa, Taguchi e Crosby (LACOMBE e HEILBORN, 2008 e MOREIRA, PEREIRA FILHO e CAVALCANTE, 2010). Maximimiano (2004) cita que Swhewart, Dodge e Roming foram responsáveis pela criação do controle estatístico, Feigenbaum, o sistemas de qualidade e qualidade total, Deming os 14 pontos do controle de qualidade, Juran a tipologia da qualidade e Ishikawa os círculos da qualidade e conceitos da qualidade total. Os gurus tiveram relevância para o conceito de qualidade, e suas ferramentas auxiliaram no crescimento de empresas que trabalham com a cultura de que a qualidade faz parte dos processos organizacionais As Ferramentas da Qualidade De acordo com Corrêa e Corrêa (2005), parte dos problemas relacionados à qualidade pode ser resolvido com o uso das ferramentas da qualidade. O autor relaciona as ferramentas: 1) diagramas de processo; 2) análise de Pareto; 3) diagrama de Ishikawa; 4) diagrama de correlação; 5) histogramas; 6) carta de controle de processos e 7) folha de verificação (CORRÊA e CORRÊA 2005, p.134 e FONSECA, LOURENÇO e ALLEN, 1997, p. 5). Werkema (1995) e Junior (2005), indicam outras ferramentas que auxiliam no controle da qualidade, o brainstorming, o 5W2H, o Ciclo PDCA e o KAIZEN. 3

4 2.2.1 Brainstorming O brainstorming é uma ferramenta valiosa para as organizações, com a sua aplicação surgem ideias e oportunidades de melhoria que ocasionam impactos positivos e imprescindíveis para a solução de problemas organizacionais (SILVA, 1996). Para Silva (1996), Campos (2004) e Oliveira, Sawitzki e Antonello (2011), o brainstorming é uma técnica de geração de ideias em grupos onde os presentes lançam ideias e sugestões com a finalidade de criar outras ideias para criação ou para a resolução de problemas Diagrama de Ishikawa Outra ferramenta que utiliza da técnica do brainstorming é o diagrama de Ishikawa, que oferece apoio para a resolução dos gargalos. Campos (2004) e Corrêa e Corrêa (2005), informam que o diagrama se assemelha a uma espinha de peixe onde o efeito não desejado é inserido isoladamente das possíveis causas que o produz W2H Outra ferramenta eficaz é o 5W2H, é um método gerencial na resolução de problemas relacionados a produção, por fornecer perguntas tão importantes e que fornecem bases para a realização de um plano de ação. Para Werkema (2002) e Campos (2004), o 5W2H é uma ferramenta gerencial que tem o objetivo de criar ações para a tática elaborada Ciclo PDCA O Ciclo PDCA para Werkema (1995) e Campos (2004), é uma ferramenta que auxilia na tomada de decisões permitindo o alcance das metas de uma organização. Corrêa e Corrêa (2005) ainda complementam que essa ferramenta auxilia no planejamento estratégico mais detalhado e apoia os gerentes durante as mudanças necessárias Kaizen O kaizen é um método que causa mudanças significativas nas empresas que o utilizam, pode ser considerado um diferencial competitivo por promover o desenvolvimento contínuo dos processos produtivos e a melhoria da cultura organizacional. De acordo com Briales (2005), o kaizen é originário do Japão em O autor acrescenta que este foi criado por Tachi Ohno e aplicado primeiramente no grupo Toyota com o intuito de reduzir os desperdícios, otimizar a produção e melhorar o ambiente de trabalho. Para Fonseca, Lourenço e Allen (1997), Kaizen em japonês, significa melhoramento contínuo em todas as áreas de uma organização através de pequenas mudanças nos processos produtivos existentes, de fácil implementação, mas que proporcionam grandes mudanças, 4

5 utilizando a criatividade e a capacidade intelectual dos empregados, e principalmente sem demandar grandes investimentos, sejam eles técnicos ou financeiros. Já Corrêa e Corrêa (2005), o Kaizen é uma ferramenta que atua de forma gradual e incremental, ou seja, aos poucos e completando os processos. Portanto, pode-se concluir que o kaizen é uma ferramenta imprescindível para a melhoria dos processos produtivos de uma empresa. Esse método causa grandes mudanças nas organizações, tanto nos processos quanto no comportamento e na visão daqueles que participam dele, sendo estas modificações em curto prazo, de baixo custo e com qualidade. 3. METODOLOGIA O presente estudo é de natureza qualitativa, que segundo Michel (2005), busca discutir a ligação e a correlação de dados analisados dos significados que representam aos seus atos. De natureza descritiva, como o próprio nome indica, descreve o fenômeno detalhando aquilo que foi observado (TRIVIÑOS, 1987). Para atender ao objetivo geral de mostrar a importância e a eficácia da ferramenta Kaizen para melhoria continua dos processos produtivos, é proposto um estudo de caso em uma mineradora da região do alto Paranaíba, que de acordo com Yin (2003), o estudo de caso é um método de estudo empírico o qual investiga o fenômeno dentro do seu contexto de realidade. Como unidade de análise, tem-se a aplicação da ferramenta Kaizen no processo de Caracterização Tecnológica das Amostras na mineradora e a unidade de observação, composta por 19 participantes diretos na aplicação da ferramenta. Em primeiro momento, foi efetuada uma pesquisa documental acerca do estudo proposto. Em segundo momento a utilização da observação não participante, que para Marconi e Lakatos (2010), o pesquisador a utiliza para registrar e acumular informações. 4. APLICAÇÃO PRÁTICA Para a contextualização da mineradora pesquisada, foi solicitado sigilo de seu nome, o qual ficticiamente será Mineradora V. Os seus principais processos são: a) Mineração; b) Beneficiamento; c) Expedição de Convencional; e d) Expedição de Ultrafinos. O presente trabalho foi realizado por um estudo de caso. O Controle da Qualidade é praticado diariamente pelas equipes do Sistema de Gestão da Qualidade - SGQ, e é o Kaizen uma das atividades amplamente utilizada pela mineradora. 5

6 A aplicação do kaizen neste estudo foi oriunda de um evento denominado mapeamento da cadeia de valor, com vistas a identificar oportunidades de melhorias alinhadas com a estratégia da empresa. Nesse mapeamento são levados em consideração alguns critérios como orçamento anual, indicadores de desempenho, problemas operacionais, metas internas, necessidades identificadas pela gerencia local e as demandas corporativas. Para o desenvolvimento do kaizen nesta atividade, participaram membros da área em estudo, membros suporte e membros externos da área. Devido aos fatores listados, foi identificado à necessidade de realização do kaizen e que envolvessem todo o processo e as pessoas ligadas direta ou indiretamente. As atividades desenvolvidas neste Kaizen foram: a) Treinar; b) Observar, Organizar e Definir; c) Seleção de ideias levantadas; d) Definir as ações; e e) Implementar, melhorar e produzir. O Kaizen deve ser atuante e ao menor tempo possível, e neste estudo especificamente, sua realização durou cinco dias de uma semana. No primeiro dia do evento kaizen, foi realizado um treinamento com os participantes. Foram apresentados o cronograma das atividades, as fases, a filosofia, as regras e princípios básicos e como a ferramenta seria trabalhada durante a semana. No segundo dia (FIG.1), realizou-se um fluxograma para que o Figura 1 - Fluxograma Fonte: Arquivo da empresa pesquisada. processo pudesse ser entendido por todos e identificados os problemas. Após sua elaboração, foi feito uma visita nas áreas envolvidas para o levantamento dos gargalos e/ou oportunidades de melhoria. 6

7 No terceiro dia foi realizado o brainstorming. Foram apresentadas 114 ideias, com 64 ações no plano de ação, sendo 39 da área de Geologia, 14 do Laboratório e 11 da Planta Piloto. Nesta fase as equipes trabalharam com as ações. A FIG. 2 mostra esta atividade. Figura 2 Atividade Brasinstorming Fonte: Arquivo da Empresa Pesquisada. No quarto dia pode ser identificado oportunidade de melhoria ou necessidade de mudanças. Nesse momento é feito a implementação dos planos de ação. Na área da Mina, foi implantado o uso de bombona e um tapete de borracha evitando assim a perda do material durante os furos. A FIG. 3 representa esta alteração, o que era desenvolvido anteriormente e que gerava perdas de amostras, e a nova metodologia. Figura 3 Antes e Depois Pó Extraído dos Furos Fonte: Arquivo da empresa pesquisada. No Galpão de Geologia, foi estipulado o tempo gasto na homogeneização do minério. Essa ação gerou um controle eficaz e rápido das amostras que chegavam ao galpão. Outra 7

8 ação foi a utilização de ar comprimido no lugar de vassouras para a limpeza das chapas. Podese verificar que as amostras não seriam contaminadas. Conforme apresentado na FIG. 4. Figura 4 Antes e Depois Homogeneização do Minério Fonte: Arquivo da empresa pesquisada. No Laboratório Químico, a ação foi de melhoria na identificação dos candinhos recipientes utilizados para fusão é uma sistemática bem organizada para não ocorrer troca de amostras que posteriormente seriam analisadas, conclui-se com essa ação, que o processo de exames realizados no laboratório químico reduziu a possibilidade de troca ou confusão dessas amostras analisadas e dos recipientes, conforme mostra a FIG. 5. No último dia de kaizen, foram apresentados as ações que tiveram maior destaque durante o evento e os resultados obtidos com a implementação do novo ou novos procedimentos. Figura 5 Antes e Depois - Identificação das Amostras Fonte: Arquivo da empresa pesquisada. Considerações Durante todo o evento houve discussão ampla sobre o tema do kaizen, com a avaliação de impactos na cadeia produtiva, levando a se obter um leque de sugestões para a resolução 8

9 dos gargalos produtivos. O fluxo produtivo foi revisado visando a produtividade, os custos e recursos necessários na realização dessas ações. Foi visto que durante a elaboração das ações, a equipe estava focada nos problemas e cenários envolvidos no processo. Com isso concluiu-se que o kaizen é uma ferramenta que causa mudanças significativas agregando valor a produção, a cultura da empresa, a visão dos funcionários e na gestão produtiva da empresa. Os resultados obtidos foram surpreendentes. Houve uma melhoria significativa no processo no qual o kaizen se propôs a melhorar. 5. CONCLUSÃO O conceito de qualidade foi amplamente denominado ao longo das eras da qualidade, sendo que cada guru contribuiu para o entendimento e melhoramento dos conceitos no qual se pratica no século XXI. Estes são lembrados quando se fala em qualidade, e cada contribuição ou ferramenta criada é aplicada em várias empresas, e se tornaram um grande diferencial. As eras da qualidade foram períodos importantes para o desenvolvimento da qualidade. Foram identificados neste trabalho vários conceitos da qualidade, todos apontando para a direção de que um produto de qualidade é aquele que satisfaz ou ainda supera as expectativas dos clientes. A Gestão da Qualidade pode ser dividida em três fases: eliminação das perdas, a eliminação das causas das perdas e a última etapa, a otimização do processo. Conclui-se que as ferramentas da qualidade têm um papel importante para as organizações, auxiliam os gerentes nas tomadas de decisões de forma eficaz e garante a qualidade dos processos produtivos. Esses métodos oferecem informações claras e objetivas, além de mostrar os problemas ocorridos, levantar suas causas e apresentar informações para que se possam resolvê-los da melhor forma. O Kaizen é um método eficaz e trás mudanças para as empresas, além de ser uma ferramenta de melhoria contínua, que transforma a visão dos empregados e apresenta soluções práticas e em curto prazo. Antes da ação do kaizen, a qualidade das amostras não estavam conforme o planejado. No Laboratório Químico as demandas não estavam sendo realizadas dentro do tempo estipulado e na análise química havia a possibilidade de troca das amostras. Na Planta Piloto o que era produzido não estava de acordo com a capacidade que essa área possuía e que era necessária. Nas pilhas (certa quantidade de minério já caracterizado, armazenado), somente 45 a 50% estavam sendo caracterizados de forma correta. 9

10 O estudo apresentou as oportunidades de melhoria e sugestões apontadas. Essas contribuições foram estudadas pela área gerencial e aplicadas no processo. As consequências do kaizen para este evento foi a redução do tempo no processo de caracterização, e a qualidade das amostras, conforme o planejamento feito no inicio do evento. 6. REFERÊNCIAS ARNOLD, J. R. Tony. Administração de Materiais. Ed. São Paulo; Atlas S.A, 1999, 521 p. BRIALES, J. A. Melhoria contínua através do Kaizen: estudo de caso Daimlerchrysler do Brasil. Disponível em: T /Publico/Dissertacao%20Julio%20 Briales.pdf Acesso em: 30 de outubro de CAMPOS, Vicente Falconi. TQC - Controle da Qualidade Total, no estilo japonês. 8. ed. Nova Lima: INDG Tecnologia e Serviços Ltda, 2004, 256p. CORRÊA, Henrique L. CORRÊA, Carlos A. Administração de Produção e de Operações. Ed. Compacta. São Paulo: Atlas, 2005, 446 p. FONSECA, Carlos Juvenal Carvalho. LOURENÇO, Jorge Tadeu Vieira. ALLEN, José Domingos Trinta. TAO Terminologia do Aprimoramento Organizacional. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1997, 237 p. JUNIOR, Isnard Marshall. et al. Gestão da Qualidade. 6. Ed. Rio de Janeiro: FGV, 2005, 164 p. LACOMBE, Francisco. HEILBORN, Gilberto. Administração Princípios e Tendências. 2. Ed. São Paulo: Saraiva, 2008, 544 p. MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia científica. São Paulo: Atlas, 2010, 312p. MAXIMINIANO, Antonio Cesar Amaru. Teoria Geral da Administração. 4. Ed. São Paulo: Atlas, 2004, 521p. MICHEL, Maria Helena. Metodologia e pesquisa científica em ciências sociais: Um guia para acompanhamento da disciplina e elaboração de trabalhos monográficos. São Paulo-SP: Atlas, 2005, 210 p. MOREIRA, Marcos André Porto; PEREIRA FILHO, Hugo; CAVALCANTE, Adriana Costa. A Inovação no Contexto de um Sistema de Gestão da Qualidade: Estudo de Caso a partir de uma Metodologia de Gerenciamento de Projetos. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓSGRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 2010, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, CD-ROM. OLIVEIRA, Luana Yara Miolo de; SAWITZKI, Roberta Cristina; ANTONELLO, Claudia Simone. Aprendizagem e os Processos de Criação de Logotipos Estudo de Casos Múltiplos em Agências de Publicidade e Design. MOREIRA, Marcos André Porto; PEREIRA FILHO, 10

11 Hugo; CAVALCANTE, Adriana Costa. A Inovação no Contexto de um Sistema de Gestão da Qualidade: Estudo de Caso a partir de uma Metodologia de Gerenciamento de Projetos. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓSGRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 2011, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, CD- ROM. PALADINI, Edson Pacheco. Gestão Estratégica da Qualidade. 2. Ed. São Paulo: Atlas, 2009, 220 p. SILVA, João Martins. O Ambiente da Qualidade nas Práticas 5S. 3. Ed. Belo Horizonte: Littera Maciel, SLACK, Nigel. CHAMBERS, Stuart. JOHNSTON, Robert. Administração da Produção. 3. Ed.São Paulo: Atlas, 2009, 703 p. TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à Pesquisa em Ciências Sociais. São Paulo: Atlas, WERKEMA, Maria Cristina. TQC Gestão pela Qualidade Total. Belo Horizonte: QFCO, 1995, 108 p. WERKEMA, Maria Cristina. Criando a Cultura Seis Sigma. 1. Ed. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2002, 253 p. YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e método. 2. reimp. Porto Alegre: Bookman,

O REFLEXO DA QUALIDADE PARA A PRODUTIVIDADE

O REFLEXO DA QUALIDADE PARA A PRODUTIVIDADE O REFLEXO DA QUALIDADE PARA A PRODUTIVIDADE Fernanda Aparecida de SOUZA 1 RGM: 079195 Juliana Regina de ALMEIDA 1 RGM: 079247 Mary Ellen dos Santos MOREIRA 1 RGM: 079248 Renato Francisco Saldanha SILVA

Leia mais

Conceitos. Conceitos. Histórico. Histórico. Disciplina: Gestão de Qualidade ISSO FATEC - IPATINGA

Conceitos. Conceitos. Histórico. Histórico. Disciplina: Gestão de Qualidade ISSO FATEC - IPATINGA Disciplina: FATEC - IPATINGA Gestão de ISSO TQC - Controle da Total Vicente Falconi Campos ISO 9001 ISO 14001 OHSAS 18001 Prof.: Marcelo Gomes Franco Conceitos TQC - Total Quality Control Controle da Total

Leia mais

Propostas de melhorias da qualidade no processo de prestação de serviços de topografia: um estudo de caso

Propostas de melhorias da qualidade no processo de prestação de serviços de topografia: um estudo de caso Propostas de melhorias da qualidade no processo de prestação de serviços de topografia: um estudo de caso Cristiana Guimarães Cunha (FEAMIG) cristiguimaraes@yahoo.com.br Gislaine Barbosa Nascimento (FEAMIG)

Leia mais

Deming (William Edwards Deming)

Deming (William Edwards Deming) Abordagens dos principais autores relativas ao Gerenciamento da Qualidade. Objetivo: Estabelecer base teórica para o estudo da Gestão da Qualidade Procura-se descrever, a seguir, as principais contribuições

Leia mais

FERRAMENTAS DA QUALIDADE NO GERENCIAMENTO DE PROCESSOS

FERRAMENTAS DA QUALIDADE NO GERENCIAMENTO DE PROCESSOS 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 FERRAMENTAS DA QUALIDADE NO GERENCIAMENTO DE PROCESSOS Priscila Pasti Barbosa 1, Sheila Luz 2, Fernando Cesar Penteado 3, Generoso De Angelis Neto 4, Carlos

Leia mais

FERRAMENTAS E MÉTODOS DA GESTÃO DA QUALIDADE: INSTRUMENTOS PARA A COMPETITIVIDADE

FERRAMENTAS E MÉTODOS DA GESTÃO DA QUALIDADE: INSTRUMENTOS PARA A COMPETITIVIDADE FERRAMENTAS E MÉTODOS DA GESTÃO DA QUALIDADE: INSTRUMENTOS PARA A COMPETITIVIDADE Marlette Cassia Oliveira Ferreira marlettecassia@gmail.com FATEC São Sebastião Janaína de Souza Gimenez FAESO Janaina de

Leia mais

Gestão da qualidade. Prof. André Jun Nishizawa

Gestão da qualidade. Prof. André Jun Nishizawa Gestão da qualidade Prof. Conceitos O que é qualidade? Como seu conceito se alterou ao longo do tempo? O que é gestão da qualidade e como foi sua evolução? Quem foram os principais gurus da qualidade e

Leia mais

Gestão da qualidade. Prof. André Jun Nishizawa

Gestão da qualidade. Prof. André Jun Nishizawa Gestão da qualidade Prof. Conceitos O que é qualidade? Como seu conceito se alterou ao longo do tempo? O que é gestão da qualidade e como foi sua evolução? Quem foram os principais gurus da qualidade e

Leia mais

FTAD. Formação Técnica em Administração de Empresas. Gestão da Qualidade

FTAD. Formação Técnica em Administração de Empresas. Gestão da Qualidade FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Gestão da Qualidade Aula 5 O PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO Objetivo: Compreender os requisitos para obtenção de Certificados no Sistema Brasileiro de Certificação

Leia mais

Química. Qualidade Total

Química. Qualidade Total Química Qualidade Total Guarulhos 2012 Günter Wilhelm Uhlmann CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: Conceitos Básicos - Qualidade - Produtividade - Competitividade Qualidade evolução histórica Gestão da Qualidade Total

Leia mais

Aplicação do MASP para redução de perdas e aumento da produtividade no processo de fabricação de embalagens para consumo

Aplicação do MASP para redução de perdas e aumento da produtividade no processo de fabricação de embalagens para consumo Aplicação do MASP para redução de perdas e aumento da produtividade no processo de fabricação de embalagens para consumo Fábio Gomes Jardim (eng.jardim@yahoo.com.br / UEPA) Diego Moah Lobato Tavares (moah6@hotmail.com/uepa)

Leia mais

QUALIDADE II. Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves 09/08/2012. Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves

QUALIDADE II. Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves 09/08/2012. Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves QUALIDADE II Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves Engenheiro Agrônomo CCA/UFSCar 1998 Mestre em Desenvolvimento Econômico, Espaço e Meio Ambiente IE/UNICAMP 2001 Doutor

Leia mais

QUALIDADE: NÃO MAIS UM DIFERENCIAL, E SIM UMA SOBREVIVÊNCIA PARA AS INSTITUIÇÕES

QUALIDADE: NÃO MAIS UM DIFERENCIAL, E SIM UMA SOBREVIVÊNCIA PARA AS INSTITUIÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MBA EM GESTÃO DA QUALIDADE ELISANGELA ELIAS FERNANDES QUALIDADE: NÃO MAIS UM DIFERENCIAL, E SIM UMA SOBREVIVÊNCIA PARA

Leia mais

Aplicação das ferramentas de qualidade para um processo de melhoria contínua: estudo de caso de uma construtora

Aplicação das ferramentas de qualidade para um processo de melhoria contínua: estudo de caso de uma construtora Aplicação das ferramentas de qualidade para um processo de melhoria contínua: estudo de caso de uma construtora Mateus Mamede Mousinho (mateus.mousinho@hotmail.com / CESUPA) Fernanda dos Santos Bastos

Leia mais

O CICLO PDCA E DMAIC NA MELHORIA DO PROCESSO PRODUTIVO NO SETOR DE FUNDIÇÃO: UM ESTUDO DE CASO DA EMPRESA DELUMA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA

O CICLO PDCA E DMAIC NA MELHORIA DO PROCESSO PRODUTIVO NO SETOR DE FUNDIÇÃO: UM ESTUDO DE CASO DA EMPRESA DELUMA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA O CICLO PDCA E DMAIC NA MELHORIA DO PROCESSO PRODUTIVO NO SETOR DE FUNDIÇÃO: UM ESTUDO DE CASO DA EMPRESA DELUMA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA Roselaine Cunha de Souza 1 Talita Veronez Demétrio 2 Orientador

Leia mais

Sumário. Capítulo 1: Evolução das Teorias Administrativas

Sumário. Capítulo 1: Evolução das Teorias Administrativas Sumário Capítulo 1: Evolução das Teorias Administrativas 1.1. A Administração Científica 1.2. A Teoria Clássica 1.3. Teoria das Relações Humanas 1.4. Burocracia 1.5. Teoria Estruturalista 1.6. Teoria dos

Leia mais

TQM TOTAL QUALITY MANAGEMENT

TQM TOTAL QUALITY MANAGEMENT CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INTEGRANTES DO GRUPO: ADRIANA MOREIRA DAS FLORES DENISE MARIANO MELLO FRANCIELE SHISHITO DOS SANTOS LILIAN REGINA CHAVES SANTOS PRISCILA MARCELO TQM TOTAL QUALITY MANAGEMENT Itaquaquecetuba

Leia mais

PREPARAÇÃO DO SETOR DE SUPORTE TÉCNICO PARA CERTIFICAÇÃO ISO 9001: O CASO DE UMA EMPRESA DE OUTSOURCING DE IMPRESSÃO

PREPARAÇÃO DO SETOR DE SUPORTE TÉCNICO PARA CERTIFICAÇÃO ISO 9001: O CASO DE UMA EMPRESA DE OUTSOURCING DE IMPRESSÃO PREPARAÇÃO DO SETOR DE SUPORTE TÉCNICO PARA CERTIFICAÇÃO ISO 9001: O CASO DE UMA EMPRESA DE OUTSOURCING DE IMPRESSÃO Alisson Oliveira da Silva (FAHOR) as000699@fahor.com.br Matheus Weizenman (FAHOR) mw000944@fahor.com.br

Leia mais

Introdução à Qualidade. Aécio Costa

Introdução à Qualidade. Aécio Costa Introdução à Qualidade Aécio Costa O que é Qualidade? Percepções Necessidades Resultados O que influencia: Cultura Modelos mentais Tipo de produto ou serviço prestado Necessidades e expectativas Qualidade:

Leia mais

PROJETO DE MONOGRAFIA ADMINISTRAÇÃO DA QUALIDADE: PERSPECTIVAS DA CERTIFICAÇÃO SÉRIE ISO 14.000 NAS EMPRESAS

PROJETO DE MONOGRAFIA ADMINISTRAÇÃO DA QUALIDADE: PERSPECTIVAS DA CERTIFICAÇÃO SÉRIE ISO 14.000 NAS EMPRESAS CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS - FASA CURSO: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS DISCIPLINA: MONOGRAFIA ACADÊMICA PROFESSOR ORIENTADOR: MARCELO GAGLIARDI PROJETO DE MONOGRAFIA

Leia mais

O SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE NO GRUPO JMT 1

O SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE NO GRUPO JMT 1 O SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE NO GRUPO JMT 1 CATTELAN, Verônica Dalmolin 2 ; NORO, Greice de Bem 3; MAGALHÃES, Aline Cristina de Menezes 4 1 Trabalho de Pesquisa _UNIFRA 2 Bacharel em Admninistração

Leia mais

Utilização das ferramentas de qualidade para melhor gerenciar o processo produtivo em uma empresa de produtos ortopédicos.

Utilização das ferramentas de qualidade para melhor gerenciar o processo produtivo em uma empresa de produtos ortopédicos. Utilização das ferramentas de qualidade para melhor gerenciar o processo produtivo em uma empresa de produtos ortopédicos. João Antonio Soares Vieira (joaoantonioep@gmail.com/ UEPA) Janine Campos Botelho

Leia mais

Química. Qualidade Total

Química. Qualidade Total Química Qualidade Total Guarulhos 2012 Günter Wilhelm Uhlmann CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: Conceitos Básicos - Qualidade - Produtividade - Competitividade Qualidade evolução histórica Gestão da Qualidade Total

Leia mais

ANÁLISE DA MELHORIA CONTÍNUA DA QUALIDADE APÓS IMPLEMENTAÇÃO DE UMA CABINE DE INSPEÇÃO NO SETOR INDUSTRIAL

ANÁLISE DA MELHORIA CONTÍNUA DA QUALIDADE APÓS IMPLEMENTAÇÃO DE UMA CABINE DE INSPEÇÃO NO SETOR INDUSTRIAL XXVIENANGRAD ANÁLISE DA MELHORIA CONTÍNUA DA QUALIDADE APÓS IMPLEMENTAÇÃO DE UMA CABINE DE INSPEÇÃO NO SETOR INDUSTRIAL Maria Raquel Bandeira ALEXANDRE DE MELO ABICHT Alessandra Carla Ceolin FOZDOIGUAÇU,2015

Leia mais

Gestão da qualidade. Conceito e histórico da qualidade. Prof. Dr. Gabriel Leonardo Tacchi Nascimento

Gestão da qualidade. Conceito e histórico da qualidade. Prof. Dr. Gabriel Leonardo Tacchi Nascimento Gestão da qualidade Conceito e histórico da qualidade Prof. Dr. Gabriel Leonardo Tacchi Nascimento Como é vista a qualidade Redução de custos Aumento de produtividade Conceito básico de qualidade Satisfação

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE: ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DO SEGMENTO METAL MECÂNICO

IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE: ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DO SEGMENTO METAL MECÂNICO ISSN 1984-9354 IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE: ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DO SEGMENTO METAL MECÂNICO Rosane de Almeida do Amaral (Universidade de Caxias do Sul) Roberto Biasio (Universidade

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO TESTE DE SOFTWARE PARA A QUALIDADE DO PROJETO

A IMPORTÂNCIA DO TESTE DE SOFTWARE PARA A QUALIDADE DO PROJETO A IMPORTÂNCIA DO TESTE DE SOFTWARE PARA A QUALIDADE DO PROJETO Autora: LUCIANA DE BARROS ARAÚJO 1 Professor Orientador: LUIZ CLAUDIO DE F. PIMENTA 2 RESUMO O mercado atual está cada vez mais exigente com

Leia mais

Melhoria do processo de pintura em uma indústria moveleira

Melhoria do processo de pintura em uma indústria moveleira Melhoria do processo de pintura em uma indústria moveleira Carolina Oliveira de Paula Universidade Federal de Viçosa (UFV) carolinaengprod@gmail.com José Ivo Ribeiro Júnior Universidade Federal de Viçosa

Leia mais

Uma abordagem comparativa do gerenciamento da qualidade do projeto

Uma abordagem comparativa do gerenciamento da qualidade do projeto Uma abordagem comparativa do gerenciamento da qualidade do projeto Amaury Bordallo Cruz (PEP/UFRJ) bordalo@ugf.br Elton Fernandes - (Coppe-UFRJ) - elton@pep.ufrj.br Solange Lima (PEP/UFRJ) solangelima@petrobras.com.br

Leia mais

A GESTÃO DA QUALIDADE ORGANIZACIONAL 1

A GESTÃO DA QUALIDADE ORGANIZACIONAL 1 A GESTÃO DA QUALIDADE ORGANIZACIONAL 1 FRANCESCHI, Franciéli Rosa de 2 ; LORENZETT, Daniel Benitti 2 ; NEUHAUS, Mauricio 3 ; COSTA, Vanessa de Matos da 2 ; ROSSATO, Marivane Vestena 2 ; PEGORARO, Delvan

Leia mais

ESTUDOS PARA IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM UMA EMPRESA DE CONSULTORIA EM ENGENHARIA CIVIL

ESTUDOS PARA IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM UMA EMPRESA DE CONSULTORIA EM ENGENHARIA CIVIL ESTUDOS PARA IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM UMA EMPRESA DE CONSULTORIA EM ENGENHARIA CIVIL ANA LAURA CANASSA BASSETO (UTFPR) alcanassa@hotmail.com Caroline Marqueti Sathler (UTFPR)

Leia mais

Plano de Ensino. Elabora dados de refugo, devolução, retrabalho dos setores produtivos;

Plano de Ensino. Elabora dados de refugo, devolução, retrabalho dos setores produtivos; Plano de Ensino Curso: Engenharia de Produção/ noturno Disciplina: Engenharia da Qualidade Carga horária semanal: 2h Ano: 2015/1 urma: EPM5 Carga horária total: 40h Ementa Aplicação das ferramentas e estratégias

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE DE SOFTWARE Introdução

GESTÃO DA QUALIDADE DE SOFTWARE Introdução GESTÃO DA QUALIDADE DE SOFTWARE Introdução Considerações iniciais Qualidade: Grau de perfeição, de precisão, de conformidade a um certo padrão. É conceito multidimensional, isto é, o cliente avalia a qualidade

Leia mais

Implantação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001:2000 em uma empresa prestadora de serviço

Implantação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001:2000 em uma empresa prestadora de serviço Implantação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001:2000 em uma empresa prestadora de serviço Adriana Ferreira de Faria (Uniminas) affaria@uniminas.br Adriano Soares Correia (Uniminas) adriano@ep.uniminas.br

Leia mais

ORGANIZAÇÃO PÚBLICA PARA O ALCANCE DE UMA GESTÃO DE QUALIDADE

ORGANIZAÇÃO PÚBLICA PARA O ALCANCE DE UMA GESTÃO DE QUALIDADE ISSN 1984-9354 ORGANIZAÇÃO PÚBLICA PARA O ALCANCE DE UMA GESTÃO DE QUALIDADE Sandson Barbosa Azevedo, William Lisboa Ramos (Faculdade Projeção; INFRAERO) Resumo: Esse artigo visa analisar os resultados

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: AUXILIAR ADMINISTRATIVO

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: AUXILIAR ADMINISTRATIVO Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Etec PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIO Habilitação Profissional: TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO Qualificação:

Leia mais

Proposição de um Plano para a Implementação da Gestão da Qualidade em uma Empresa do Setor Metalúrgico Gaúcho

Proposição de um Plano para a Implementação da Gestão da Qualidade em uma Empresa do Setor Metalúrgico Gaúcho Proposição de um Plano para a Implementação da Gestão da Qualidade em uma Empresa do Setor Metalúrgico Gaúcho Jefferson Menezes de Oliveira (UFSM) jeffersonmenezes@gmail.com Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues

Leia mais

2 Seminário de Engenharia Química. Silvia Binda 1

2 Seminário de Engenharia Química. Silvia Binda 1 2 Seminário de Engenharia Química Silvia Binda 1 Inter-relação entre o conceito de qualidade, gestão da qualidade e elementos que a compõem QUALIDADE Gestão da Qualidade Habilidade de um conjunto de características

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ MBA GESTÃO DA QUALIDADE MARIA EUGENIA ZAPOTOCZNY DOS ANJOS FERRAMENTAS DA QUALIDADE E CRIAÇÃO DE INDICADORES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ MBA GESTÃO DA QUALIDADE MARIA EUGENIA ZAPOTOCZNY DOS ANJOS FERRAMENTAS DA QUALIDADE E CRIAÇÃO DE INDICADORES UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ MBA GESTÃO DA QUALIDADE MARIA EUGENIA ZAPOTOCZNY DOS ANJOS FERRAMENTAS DA QUALIDADE E CRIAÇÃO DE INDICADORES CURITIBA 2014 MARIA EUGENIA ZAPOTOCZNY DOS ANJOS FERRAMENTAS

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ PLANO DE ENSINO - 1º SEMESTRE /2013 Disciplina GESTÃO DA QUALIDADE Curso ADMINISTRAÇÃO Turno/Horário NOTURNO 3 a -feira:1º e 2º horário 4 a -feira: 3º e 4º horário Turma: 8º ADN 1 Professor(a) Nazaré da

Leia mais

Gestão Estratégica da Qualidade

Gestão Estratégica da Qualidade UNIVERSIDADE DE SOROCABA Curso Gestão da Qualidade Gestão Estratégica da Qualidade Professora: Esp. Débora Ferreira de Oliveira Aula 4 30/08 Projeto transformação dos requisitos da qualidade, definidos

Leia mais

Profº Adilson Spim 09/09/2012

Profº Adilson Spim 09/09/2012 Gestão da Qualidade ISO 9001:2008 Princípios e Requisitos Por que Qualidade e ISO 9000? Conquistar e manter mercados; Reduzir desperdícios. Gestão da Qualidade Atendimento de requisitos e redução de desperdícios

Leia mais

Modelo de Gestão KAIZEN e Sua Aplicação no Setor de Fertilizantes

Modelo de Gestão KAIZEN e Sua Aplicação no Setor de Fertilizantes Modelo de Gestão KAIZEN e Sua Aplicação no Setor de Fertilizantes ASSUNÇÃO, D. S. a ; MOURA, L. B. b ;MAMEDES, T. C. c ; SIMÕES, T. F. d a. Universidade Paulista, São Paulo, daviassuncao_logistic@hotmail.com

Leia mais

Gerência da Qualidade

Gerência da Qualidade Gerência da Qualidade Curso de Engenharia de Produção e Transportes PPGEP / UFRGS ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Temas Abordados Qualidade Ferramentas da Qualidade 5 Sensos PDCA/MASP Os Recursos Humanos e o TQM

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE: UM ESTUDO DE CASO EM UMA IMPORTADORA DE MEDICAMENTOS

IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE: UM ESTUDO DE CASO EM UMA IMPORTADORA DE MEDICAMENTOS ISSN 1984-9354 IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE: UM ESTUDO DE CASO EM UMA IMPORTADORA DE MEDICAMENTOS Rafael Salles de Carvalho (LATEC/UFF) Resumo A melhoria contínua da qualidade faz parte

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO GERENCIAL: UM ESTUDO DE CASO EM UMA PEQUENA EMPRESA DO SETOR AGRONEGÓCIO NO MUNICÍPIO DE BAMBUÍ/MG.

A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO GERENCIAL: UM ESTUDO DE CASO EM UMA PEQUENA EMPRESA DO SETOR AGRONEGÓCIO NO MUNICÍPIO DE BAMBUÍ/MG. Bambuí/MG - 2008 A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO GERENCIAL: UM ESTUDO DE CASO EM UMA PEQUENA EMPRESA DO SETOR AGRONEGÓCIO NO MUNICÍPIO DE BAMBUÍ/MG. Ana Cristina Teixeira AMARAL (1); Wemerton Luis EVANGELISTA

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE Uma Abordagem por Processos Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto A Evolução Histórica da Qualidade A Evolução Histórica da Qualidade ARTESANATO Qualidade

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE FOLLOW-UP DE NÃO CONFORMIDADES DE FORNECEDORES

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE FOLLOW-UP DE NÃO CONFORMIDADES DE FORNECEDORES 2, 3 e 4 de Julho de 2009 ISSN 1984-9354 DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE FOLLOW-UP DE NÃO CONFORMIDADES DE FORNECEDORES Sara Freire Dias Facesm/Fapemig Edmar Oliveira Duarte Facesm Elvis Magno da Silva

Leia mais

O USO DE FERRAMENTAS DA QUALIDADE VISANDO A PADRONIZAÇÃO DO TAMANHO DA MASSA DA LASANHA PRODUZIDA EM UMA INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA

O USO DE FERRAMENTAS DA QUALIDADE VISANDO A PADRONIZAÇÃO DO TAMANHO DA MASSA DA LASANHA PRODUZIDA EM UMA INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA O USO DE FERRAMENTAS DA QUALIDADE VISANDO A PADRONIZAÇÃO DO TAMANHO DA MASSA DA LASANHA PRODUZIDA EM UMA INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA Wherllyson Patricio Goncalves (UFCG) wherllyson@yahoo.com.br Suelyn Fabiana

Leia mais

Sumário. Agradecimentos... 7. Capítulo II

Sumário. Agradecimentos... 7. Capítulo II Agradecimentos É bem difícil escrever agradecimentos pela simples razão que inúmeras pessoas ajudam na nossa formação, seja pelas críticas ou sugestões. Claro que inicio pelos meus pais Giovanni Carranza

Leia mais

MEDIÇÃO DE DESEMPENHO DO PROCESSO DE MELHORIA CONTÍNUA EM EMPRESA CERTIFICADA ISO 9001:2000

MEDIÇÃO DE DESEMPENHO DO PROCESSO DE MELHORIA CONTÍNUA EM EMPRESA CERTIFICADA ISO 9001:2000 XXIX ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. MEDIÇÃO DE DESEMPENHO DO PROCESSO DE MELHORIA CONTÍNUA EM EMPRESA CERTIFICADA ISO 9001:2000 Patricia Lopes de Oliveira (UFSCar) patricia@ccdm.ufscar.br

Leia mais

Ferramentas da Qualidade. Professor: Fabrício Maciel Gomes fmgomes@usp.br

Ferramentas da Qualidade. Professor: Fabrício Maciel Gomes fmgomes@usp.br Ferramentas da Qualidade Professor: Fabrício Maciel Gomes fmgomes@usp.br ABORDAGENS DA QUALIDADE ABORDAGENS DA QUALIDADE Desde que a Qualidade se tornou um atributo do processo produtivo, ela vem sendo

Leia mais

REDUCING COSTS OF QUALITY TOOLS

REDUCING COSTS OF QUALITY TOOLS REDUZINDO CUSTOS COM AS FERRAMENTAS DA QUALIDADE Amanda Theorodo STECCA¹ Matheus Guilherme de Camargo OLIVEIRA¹ Tatiane Maria MIÃO¹ Tayane Dutra INÁCIO¹ Viviane Regina de Oliveira SILVA 2 RESUMO O artigo

Leia mais

CAPÍTULO I NOÇÕES BÁSICAS DE ADMINISTRAÇÃO...

CAPÍTULO I NOÇÕES BÁSICAS DE ADMINISTRAÇÃO... Sumário Sumário CAPÍTULO I NOÇÕES BÁSICAS DE ADMINISTRAÇÃO... 15 1. Conceitos Básicos... 15 1.1. O que é Administração?... 15 1.2. O que é Administração Pública?... 16 1.3. O que são as organizações?...

Leia mais

Tradução livre do PMBOK 2000, V 1.0, disponibilizada através da Internet pelo PMI MG em abril de 2001

Tradução livre do PMBOK 2000, V 1.0, disponibilizada através da Internet pelo PMI MG em abril de 2001 Capítulo 8 Gerenciamento da Qualidade do Projeto O Gerenciamento da Qualidade do Projeto inclui os processos necessários para garantir que o projeto irá satisfazer as necessidades para as quais ele foi

Leia mais

Análise dos processos de produção da própolis e do mel: um estudo de caso em uma empresa alimentícia do centro-oeste de Minas Gerais

Análise dos processos de produção da própolis e do mel: um estudo de caso em uma empresa alimentícia do centro-oeste de Minas Gerais Análise dos processos de produção da própolis e do mel: um estudo de caso em uma empresa alimentícia do centro-oeste de Minas Gerais Tatiane Goulart OLIVEIRA ¹; Estefânia Paula da SILVA²; Rodrigo Herman

Leia mais

Programas de Capacitação. Estratégia Empresarial Marketing Gestão Ambiental

Programas de Capacitação. Estratégia Empresarial Marketing Gestão Ambiental Programas de Capacitação Estratégia Empresarial Marketing Gestão Ambiental 2013 PROGRAMAS DE CAPACITAÇÃO: CURSOS O Caminho da Estratégia... 3 Preparadas para Competir... 4 Gestão da Qualidade para PMEs...

Leia mais

AUTOR(ES): FABIO NAKAHATA, MARCONI OLIVEIRA GRANÉ ESGRINGNERO, RINALDO SARRA

AUTOR(ES): FABIO NAKAHATA, MARCONI OLIVEIRA GRANÉ ESGRINGNERO, RINALDO SARRA Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: FILOSOFIA KAIZEN APLICADA À GESTÃO DE ESTOQUES CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E TECNOLOGIAS

Leia mais

Unidade II PROCESSOS ORGANIZACIONAIS. Prof. Léo Noronha

Unidade II PROCESSOS ORGANIZACIONAIS. Prof. Léo Noronha Unidade II PROCESSOS ORGANIZACIONAIS Prof. Léo Noronha Macroprocesso Referência: sistema de gestão da qualidade pela NBR ISO 9011:2008. Macroprocesso Para a realização do produto, necessitase da integração

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

MODELO SEIS SIGMA. Histórico e Perspecitiva Estratégica da Qualidade. TQM / Seis Sigma / ISO 9000. Ferramentas da Qualidade.

MODELO SEIS SIGMA. Histórico e Perspecitiva Estratégica da Qualidade. TQM / Seis Sigma / ISO 9000. Ferramentas da Qualidade. Operacional Tático Estratégico Sustentabilidade Serviços MODELO SEIS SIGMA Histórico e Perspecitiva Estratégica da Qualidade PRINCÍPIOS Gerenciamento das Diretrizes TQM / Seis Sigma / ISO 9000 Gestão por

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS PROJETO DE PESQUISA ALUNOS DO 7ºNA SALA 641: JOSÉ CARLOS DOS SANTOS PRONT: 21746 EVERSON NEPOMUCENO PEREIRA PRONT: 21799

Leia mais

Vicente Falconi Campos. TQC Controle da Qualidade Total (no estilo japonês)

Vicente Falconi Campos. TQC Controle da Qualidade Total (no estilo japonês) Vicente Falconi Campos TQC Controle da Qualidade Total (no estilo japonês) 1. Sobrevivência e Produtividade.................................................... 01 1.1. Conceito de qualidade.......................................................

Leia mais

Procedimentos Para se Criar um Sistema de Gestão da Qualidade

Procedimentos Para se Criar um Sistema de Gestão da Qualidade Procedimentos Para se Criar um Sistema de Gestão da Qualidade Your Name Elaine G.M de Figueiredo Your Title Universidade Your Organization Federal do (Line Pará #1) 2005-12-31 Qualidade de Software Your

Leia mais

Gestão de Pessoas CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. 5.Mapeamento e análise de processos organizacionais. Indicadores de Desempenho.

Gestão de Pessoas CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. 5.Mapeamento e análise de processos organizacionais. Indicadores de Desempenho. Gestão de Pessoas CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 5.Mapeamento e análise de processos organizacionais. Indicadores de Desempenho. AULA 07 - ATPS Prof. Leonardo Ferreira 1 A Estrutura Funcional X Horizontal Visão

Leia mais

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS GESTÃO POR COMPETÊNCIAS STM ANALISTA/2010 ( C ) Conforme legislação específica aplicada à administração pública federal, gestão por competência e gestão da capacitação são equivalentes. Lei 5.707/2006

Leia mais

QUALIDADE NA MANUTENÇÃO

QUALIDADE NA MANUTENÇÃO QUALIDADE NA MANUTENÇÃO Mateus Albernaz Lemos (UENF) mateus.albernaz@gmail.com Claudia Marcia R. Machado Albernaz (UENF) cmrmachado@gmail.com Rogerio Atem de Carvalho (IFF) ratem@cefetcampos.br A importância

Leia mais

ANÁLISE DAS FERRAMENTAS E DO CONTROLE DA QUALIDADE E PROCESSO

ANÁLISE DAS FERRAMENTAS E DO CONTROLE DA QUALIDADE E PROCESSO 1 ANÁLISE DAS FERRAMENTAS E DO CONTROLE DA QUALIDADE E PROCESSO Solange de Fátima Machado 1 Renato Francisco Saldanha Silva 2 Valdecil de Souza 3 Resumo No presente estudo foi abordada a análise das ferramentas

Leia mais

Qualidade é o grau no qual um conjunto de características inerentes satisfaz a requisitos. ISO 9001:2008

Qualidade é o grau no qual um conjunto de características inerentes satisfaz a requisitos. ISO 9001:2008 1 Sumário 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. Introdução...3 Ferramentas da Qualidade...4 Fluxograma...5 Cartas de Controle...7 Diagrama de Ishikawa...9 Folha de Verificação...11 Histograma...13 8. 9. 10. Gráfico de

Leia mais

SISTEMAS DE SUGESTÕES: uma estratégia de gestão empresarial

SISTEMAS DE SUGESTÕES: uma estratégia de gestão empresarial SISTEMAS DE SUGESTÕES: uma estratégia de gestão empresarial Rosângela de Fátima Stankowitz Penteado-(UTFPR) zanza2007@gmail.com João Luiz Kovaleski - (UTFPR) kovaleski@utfpr.edu.br Resumo: O presente trabalho

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO PELA QUALIDADE TOTAL E PADRONIZAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMA DE GESTÃO PELA QUALIDADE TOTAL E PADRONIZAÇÃO NA EMPRESA SISTEMA DE GESTÃO PELA QUALIDADE TOTAL E PADRONIZAÇÃO NA EMPRESA Andréia Pereira da Fonseca, Unisalesiano de Lins, e-mail: andreia.fonseca@bertin.com.br Ariane de Carvalho Naya, Unisalesiano de Lins, e-mail:

Leia mais

O Processo De Melhoria Contínua

O Processo De Melhoria Contínua O Processo De Melhoria Contínua Não existe mais dúvida para ninguém que a abertura dos mercados e a consciência da importância da preservação do meio ambiente e a se transformaram em competitividade para

Leia mais

INFORMAÇÃO EM RELAÇÕES PÚBLICAS a pesquisa empírica em Portais Corporativos

INFORMAÇÃO EM RELAÇÕES PÚBLICAS a pesquisa empírica em Portais Corporativos INFORMAÇÃO EM RELAÇÕES PÚBLICAS a pesquisa empírica em Portais Corporativos Cláudia Peixoto de Moura Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul PUCRS E-mail: cpmoura@pucrs.br Resumo do Trabalho:

Leia mais

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br Corporativo Transformar dados em informações claras e objetivas que possibilitem às empresas tomarem decisões em direção ao sucesso. Com essa filosofia a Star Soft Indústria de Software e Soluções vem

Leia mais

CONSULTORIA. Sistema de Gestão ISO 9001 - Lean Esquadrias

CONSULTORIA. Sistema de Gestão ISO 9001 - Lean Esquadrias CONSULTORIA Sistema de Gestão ISO 9001 - Lean Esquadrias PADRÃO DE QUALIDADE DESCRIÇÃO ISO 9001 Esse Modelo de Produto de Consultoria tem por objetivo definir e melhorar todos os processos da empresa,

Leia mais

Análise da Utilização de Conceitos de Produção Enxuta em uma Pequena Empresa do Setor Metal Mecânico

Análise da Utilização de Conceitos de Produção Enxuta em uma Pequena Empresa do Setor Metal Mecânico Análise da Utilização de Conceitos de Produção Enxuta em uma Pequena Empresa do Setor Metal Mecânico Matheus Castro de Carvalho (matheus_c_carvalho@hotmail.com / CESUPA) Resumo: A aplicação dos conceitos

Leia mais

PLANO DE DISCIPLINA VI - BIBLIOGRAFIA

PLANO DE DISCIPLINA VI - BIBLIOGRAFIA CURSO: SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS DISCIPLINA: RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS CÓDIGO: PG - 419 PERÍODO: 4º CARGA HORÁRIA: 80ha = 66,67h I - COMPETÊNCIAS Entender o foco e objetivos

Leia mais

Roteiro de Aplicação do Masp: um Estudo de Caso na Indústria Madeireira

Roteiro de Aplicação do Masp: um Estudo de Caso na Indústria Madeireira Roteiro de Aplicação do Masp: um Estudo de Caso na Indústria Madeireira Ademir Stefano Piechnicki Ademirstefano@hotmail.com (UTFPR-PG) João Luiz Kovaleski kovaleski@utfpr.edu.br (UTFPR-PG) Resumo:Este

Leia mais

Revista Científica INTERMEIO Faculdade de Ensino e Cultura do Ceará FAECE / Faculdade de Fortaleza - FAFOR

Revista Científica INTERMEIO Faculdade de Ensino e Cultura do Ceará FAECE / Faculdade de Fortaleza - FAFOR GESTÃO DA QUALIDADE: CONCEITO, PRINCÍPIO, MÉTODO E FERRAMENTAS Antonia Angélica Muniz dos Santos 1 Edna Almeida Guimarães 2 Giliard Paulo de Brito 3 RESUMO Este artigo mostra o conceito e a evolução da

Leia mais

Administração das Operações Produtivas

Administração das Operações Produtivas UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS Administração das Operações Produtivas Prof. Rodolpho Antonio Mendonça WILMERS São Paulo 2009 Administração das Operações Produtivas Introdução Nada

Leia mais

Sistemas de Indicadores de Desempenho

Sistemas de Indicadores de Desempenho Sistemas de Indicadores de Desempenho Aula 11 Profª. Ms. Eng. Aline Soares Pereira Sistemas Produtivos I Indicadores Indicadores são formas de representação quantificáveis das características de produtos

Leia mais

O CEP COMO FERRAMENTA DE MELHORIA DE QUALIDADE E PRODUTIVIDADE NAS ORGANIZAÇÕES.

O CEP COMO FERRAMENTA DE MELHORIA DE QUALIDADE E PRODUTIVIDADE NAS ORGANIZAÇÕES. O CEP COMO FERRAMENTA DE MELHORIA DE QUALIDADE E PRODUTIVIDADE NAS ORGANIZAÇÕES. Evandro de Paula Faria, Claudia Cristina de Andrade, Elvis Magno da Silva RESUMO O cenário competitivo exige melhoria contínua

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DA QUALIDADE

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DA QUALIDADE ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DA QUALIDADE Atualizado em 03/12/2015 GESTÃO DA QUALIDADE As ideias principais que baseiam o significado atual da qualidade são, basicamente, as seguintes: Atender às expectativas,

Leia mais

Normas Série ISO 9000

Normas Série ISO 9000 Normas Série ISO 9000 Ana Lucia S. Barbosa/UFRRJ Adaptado de Tony Tanaka Conteúdo Conceitos principais A série ISO9000:2000 ISO9000:2000 Sumário Princípios de Gestão da Qualidade ISO9001 - Requisitos Modelo

Leia mais

Administração das Operações Produtivas

Administração das Operações Produtivas UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS Administração das Operações Produtivas Prof. Rodolpho Antonio Mendonça WILMERS São Paulo 2011 Administração das Operações Produtivas Introdução Nada

Leia mais

METODOLOGIA 8D RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS. Resumo

METODOLOGIA 8D RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS. Resumo 1 METODOLOGIA 8D RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS Solange de Souza Machado 1 Vanessa Aparecida Fim de Carvalho 2 Claudinei Novelli 3 Akira Yoshinaga 4 Resumo Essa metodologia 8D tem a finalidade de eliminar problemas

Leia mais

Para entendermos melhor a evolução da qualidade, precisamos rememorar alguns pontos na história.

Para entendermos melhor a evolução da qualidade, precisamos rememorar alguns pontos na história. SISTEMA DE QUALIDADE EAD MÓDULO XIX - RESUMO Para entendermos melhor a evolução da qualidade, precisamos rememorar alguns pontos na história. Posteriormente, ocorreu a Revolução Industrial, em que a subsistência

Leia mais

UM BREVE HISTÓRICO DA GESTÃO DA QUALIDADE

UM BREVE HISTÓRICO DA GESTÃO DA QUALIDADE UM BREVE HISTÓRICO DA GESTÃO DA QUALIDADE A história da qualidade tem inicio na pré-história, naquela época já existia a necessidade de produzir utensílios cada vez melhor, porém nesse período ainda não

Leia mais

APLICAÇÃO DA ESTRATÉGIA SEIS SIGMA À UMA UNIDADE DE SAÚDE

APLICAÇÃO DA ESTRATÉGIA SEIS SIGMA À UMA UNIDADE DE SAÚDE APLICAÇÃO DA ESTRATÉGIA SEIS SIGMA À UMA UNIDADE DE SAÚDE Heliton E. M. Damasceno 1, Aline R. Gomes Damasceno 2, Antônio Pascoal Del arco Júnior 3, Francisco Cristovão de Melo 4 1 Graduação,Rua Visconde

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Unidade I Conceito de Qualidade Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com UNIDADE I : Conceito de Qualidade 1.1 Qualidade de processo de software 1.2 Qualidade de produto de software UNIDADE

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PARA AS EMPRESAS

A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PARA AS EMPRESAS A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PARA AS EMPRESAS Gilmar da Silva, Tatiane Serrano dos Santos * Professora: Adriana Toledo * RESUMO: Este artigo avalia o Sistema de Informação Gerencial

Leia mais

Implantação e certificação ISO 9001 em uma empresa de serviços de alimentação

Implantação e certificação ISO 9001 em uma empresa de serviços de alimentação Implantação e certificação ISO 9001 em uma empresa de serviços de alimentação Otávio J. Oliveira (FEB/UNESP) otavio@feb.unesp.br Maureen Costa Florian (Uninove) - maureenflorian@uol.com.br Resumo A qualidade

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( X ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Administração Geral

Leia mais

UM ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DO RAMO DE PALMITO: UMA ANÁLISE DO PROCESSO DE LIMPEZA DO RECIPIENTE DO PALMITO

UM ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DO RAMO DE PALMITO: UMA ANÁLISE DO PROCESSO DE LIMPEZA DO RECIPIENTE DO PALMITO UM ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DO RAMO DE PALMITO: UMA ANÁLISE DO PROCESSO DE LIMPEZA DO RECIPIENTE DO PALMITO Jeferson Martins Araújo (araujojeferson.jm@gmail.com/ UFPA Campus de Abaetetuba) Marcel

Leia mais

INTRODUÇÃO E CAPÍTULO 1 (parcial) CARPINETTI, L.C.R., MIGUEL, P.A.C., GEROLAMO, M.C., Gestão da Qualidade: ISO 9001:2000, São Paulo, Atlas, 2009.

INTRODUÇÃO E CAPÍTULO 1 (parcial) CARPINETTI, L.C.R., MIGUEL, P.A.C., GEROLAMO, M.C., Gestão da Qualidade: ISO 9001:2000, São Paulo, Atlas, 2009. INTRODUÇÃO E CAPÍTULO 1 (parcial) CARPINETTI, L.C.R., MIGUEL, P.A.C., GEROLAMO, M.C., Gestão da Qualidade: ISO 9001:2000, São Paulo, Atlas, 2009. Introdução Segundo as informações disponíveis no site do

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO EM CONTABILIDADE NA MODALIDADE A DISTÂNCIA - 2010/1

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO EM CONTABILIDADE NA MODALIDADE A DISTÂNCIA - 2010/1 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO EM CONTABILIDADE NA MODALIDADE A DISTÂNCIA - 2010/1 DC 5080 25/03/2010 Rev. 00 1. Dados Legais Autorizado pelo Parecer 470 do Conselho Estadual de Educação de 24 de novembro

Leia mais

Diagrama de Ishikawa e técnicas de planejamento e controle da produção em uma empresa varejista do setor têxtil em Marabá-PA

Diagrama de Ishikawa e técnicas de planejamento e controle da produção em uma empresa varejista do setor têxtil em Marabá-PA Diagrama de Ishikawa e técnicas de planejamento e controle da produção em uma empresa varejista do setor têxtil em Marabá-PA Peri Guilherme Monteiro da Silva (peri-guilherme@hotmail.com/uepa) Murilo Marques

Leia mais

UTILIZAÇÃO DA ETAPA DE PLANEJAMENTO DO CICLO PDCA PARA ANÁLISE E PROPOSIÇÃO DE SOLUÇÃO DE UM PROBLEMA DE UM CENTRO TÉCNICO AUTOMOTIVO DE BELÉM DO PARÁ

UTILIZAÇÃO DA ETAPA DE PLANEJAMENTO DO CICLO PDCA PARA ANÁLISE E PROPOSIÇÃO DE SOLUÇÃO DE UM PROBLEMA DE UM CENTRO TÉCNICO AUTOMOTIVO DE BELÉM DO PARÁ UTILIZAÇÃO DA ETAPA DE PLANEJAMENTO DO CICLO PDCA PARA ANÁLISE E PROPOSIÇÃO DE SOLUÇÃO DE UM PROBLEMA DE UM CENTRO TÉCNICO AUTOMOTIVO DE BELÉM DO PARÁ Nathalia Juca Monteiro (UEPA ) nathalia2210@yahoo.com.br

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO

ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO CESUMAR CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MARINGÁ ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO 1 Ana Carolina Ignácio da Silva 2 Flavio José Patrocínio 3 Marcia Tathiane da Silva Ribeiro Mantovani 4 Mariane Ichisato 5 Renata Cristina

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE LAYOUT CELULAR EM UMA EMPRESA START-UP DE TECNOLOGIA

IMPLANTAÇÃO DE LAYOUT CELULAR EM UMA EMPRESA START-UP DE TECNOLOGIA IMPLANTAÇÃO DE LAYOUT CELULAR EM UMA EMPRESA START-UP DE TECNOLOGIA Lucas Almeida dos Santos (UFSM ) luksanttos@gmail.com Alexandre De Crescenzo Guedes da Luz (UFSM ) decrecenzo@hotmail.com Juliano Hammes

Leia mais