FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DO VALE DO RIO GRANDE CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MANUAL BÁSICO PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DO VALE DO RIO GRANDE CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MANUAL BÁSICO PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO"

Transcrição

1 0 FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DO VALE DO RIO GRANDE CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MANUAL BÁSICO PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Olímpia 2017

2 1 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO CONCEITUAÇÃO ESTRUTURA DO ARTIGO Elementos pré-textuais Elementos textuais Elementos pós-textuais FORMATAÇÃO NÚMERO DE PÀGINAS NUMERAÇÃO DAS PARTES DO ARTIGO Alínea TÍTULOS SEM INDICATIVO NUMÉRICO ILUSTRAÇÕES E TABELAS CITAÇÕES NOTAS DE RODAPÉ REFERÊNCIAS ANEXO A Modelo de capa 13 ANEXO B Modelo de folha de rosto 14

3 2 1 INTRODUÇÃO Este manual apresenta os elementos que constituem a estrutura de um artigo científico, com o objetivo de auxiliar os alunos da EDUVALE, que estejam realizando o TCC nesta modalidade. As orientações aqui apresentadas baseiam-se na NBR 6022 de maio de 2003, da ABNT. Além da NBR 6022, ao preparar um artigo científico, na EDUVALE, deve-se consultar as normas abaixo relacionadas: ABNT NBR 6023: Elaboração de referências 2002 ABNT NBR 6024: Numeração progressiva das seções de um documento 2003 ABNT NBR 6028: Resumos 2003 ABNT NBR 10520: Informação e documentação citação em documento 2002 ABNT NBR 14724: Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação Cabe ressaltar que, por motivos acadêmicos, os artigos realizados na EDUVALE devem ter no mínimo, 15 páginas e no máximo 18. Vale ainda, destacar que alguns ajustes foram feitos, tendo em vista as características dos TCCs da EDUVALE. 2 CONCEITUAÇÂO Artigo científico é parte de uma publicação com autoria declarada, que apresenta e discute ideias, métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do conhecimento. (ABNT. NBR 6022, 2003) De acordo com Lakatos e Marconi (1991), o artigo consiste em pequenos estudos que tratam de uma questão verdadeiramente científica, mas não chegam a constituir-se em matéria de um livro.

4 3 3 ESTRUTURA DO ARTIGO O artigo possui a seguinte estrutura: elementos pré-textuais, elementos textuais e elementos pós-textuais. 3.1 Elementos pré-textuais a) título e subtítulo (se houver) O título e o subtítulo (se houver) devem figurar na página de abertura do artigo, na língua do texto. Devem ser separados por dois pontos (:). Na redação do título deve-se evitar ponto, vírgula, ponto de exclamação e aspas ou qualquer outro elemento que interfira na sua compreensão. O título deve ser centralizado e em caixa alta. b) nome do autor; O autor do artigo deve vir indicado no centro e em caixa alta c) resumo na língua do texto; Elemento obrigatório, constituído de frases concisas e objetivas, não ultrapassando 250 palavras, em parágrafo único, apresentando a natureza do problema estudado, os objetivos pretendidos, a metodologia utilizada, os resultados alcançados. d) palavras-chave na língua do texto Elemento obrigatório que devem figurar abaixo do resumo, antecedidas da expressão palavras-chave, separadas entre si por um ponto, (em número de 3 a 6). Observação importante: Embora a ABNT não inclua capa, folha de rosto e folha de aprovação como elementos pré-textuais do artigo, aqui na EDUVALE eles serão obrigatórios, por se tratar de trabalho acadêmico e para facilitar sua identificação. 3.2 Elementos textuais

5 4 a) introdução Na introdução, deve-se expor o tema pesquisado, oferecendo uma visão global do estudo realizado, como também, as justificativas que levaram à escolha do tema, o problema de pesquisa, o objetivo pretendido, o método proposto e os principais resultados. b) desenvolvimento É a parte principal e a mais extensa do artigo, que contém a exposição detalhada do assunto abordado. Divide-se em seções e subseções. Nele são debatidas as ideias e teorias que sustentam o assunto (Fundamentação teórica). É importante expor os argumentos de forma explicativa ou demonstrativa, através de proposições desenvolvidas na pesquisa vindas de forma colaborativa da percepção de vários autores através de suas publicações, onde o pesquisador conversa com esses autores, seja concordando ou discordando, demonstrando, assim, ter domínio e conhecimento da literatura básica, do assunto, analisando as informações publicadas sobre o tema até o momento da redação final do trabalho, demonstrando teoricamente o objeto de seu estudo e a necessidade ou oportunidade da pesquisa que realizou. Quando o artigo inclui pesquisa descritiva apresentam-se os resultados desenvolvidos na coleta dos dados através das entrevistas, observações, questionários, entre outras técnicas. c) conclusão Segundo a ABNT, é a parte final do artigo, onde as questões da pesquisa correspondentes aos objetivos são respondidas. O autor pode também, nessa parte, apresentar recomendações e sugestões para trabalhos futuros. Nesta seção não se permite que sejam incluídos dados novos, que já não tenham sido apresentados anteriormente Elementos pós-textuais a) título e subtítulos (se houver) em língua estrangeira O título, e subtítulo em língua estrangeira, diferenciados tipograficamente ou separados por dois pontos (:), precedem o resumo em língua estrangeira.

6 5 b) resumo em língua estrangeira Versão do resumo da língua do texto, para o idioma de divulgação internacional, com as mesmas características. Normalmente ele é feito em inglês, com o título ABSTRACT e inserido, logo após o resumo na língua do texto, para o idioma de divulgação internacional, com as mesmas características (em inglês Abstract, em espanhol Resumen, em francês Résumé). c) palavras-chave em língua estrangeira Versão das palavras-chave na língua do texto para a mesma língua do resumo em língua estrangeira ( em inglês Keywords, em espanhol Palavras clave, em francês Mots-clés) d) referências Elemento obrigatório, elaborado em ordem alfabética, a partir do último sobrenome do autor e de acordo com a NBR 6023 da ABNT. e) apêndice (s) Elemento opcional, produzido pelo próprio autor, mas que ele só deseja que apareça ao final do artigo. São identificados por letras maiúsculas consecutivas, travessão e pelos respectivos títulos (em caixa alta). APÊNDICE A Roteiro de entrevista realizada com produtores de goiaba que processam as suas produções. APÊNDICE B Roteiro de entrevista realizada com produtores de goiaba que comercializam suas produções para as indústrias processadoras. f) anexo (s) Elemento opcional. Trata-se de material não elaborado pelo autor, e colocado no final do artigo. Os anexos são identificados por letras maiúsculas, consecutivas, travessão e respectivos títulos. ANEXO A Modelo de capa ANEXO B Modelo de folha de rosto 4 FORMATAÇÃO Fonte: Arial ou times new Roman Tamanho da fonte: 12, exceto para as citações diretas com mais de três linhas, nas quais se utiliza fonte tamanho 10, (conforme item 9). Espaço entre linhas: 1,5

7 6 Parágrafo: 2 cm Margens: esquerda e superior: 3 cm; direita e inferior: 2 cm Número de espaços entre título e texto: 2 espaços. As referências e as legendas das ilustrações devem ser digitadas em espaço simples. 5 NÚMERO DE PÁGINAS Toas as folhas do trabalho, a partir da folha de rosto, devem ser, contadas, mas não numeradas. Iniciar a contagem a partir da folha de rosto, mas só começar a paginação efetiva a partir da introdução. Utilizar números arábicos: 1,2, NUMERAÇÃO DAS PARTES DO ARTIGO Na numeração das seções devem ser utilizados números arábicos. As seções se dividem em: primária, secundária, terciária, quaternária, quinaria e alíneas. Seção primária - 1 PRINCIPAL DIVISÃO DO TEXTO Seção secundária 1.1 Subdivisão do texto a partir de uma seção primária Seção terciária Subdivisão do texto a partir da seção secundária Seção quaternária Subdivisão do texto a partir da terciária Seção quinaria Subdivisão do texto a partir da quaternária 6.1 Alínea As alíneas são utilizadas no texto quando necessário, obedecendo a seguinte disposição: a) no trecho final da seção correspondente, anterior às alíneas termina por dois pontos;

8 7 b) as alíneas são ordenadas por letras minúsculas seguidas de parênteses; c) a matéria da alínea começa por letra minúscula e termina em ponto e vírgula, e na última alínea, termina em ponto. Os elementos devem ser apresentados na seguinte ordem: a) nome do órgão ou entidade responsável; b) título do projeto, programa ou plano que o relatório está relacionado; c) título do relatório. 7 TÍTULOS SEM INDICATIVO NUMÉRICO Os títulos que não devem ser numerados são: folha de rosto, folha de aprovação, resumo na língua do texto, resumo em língua estrangeira (abstract), referências, apêndice e anexo. Eles devem ser centralizados na página e em caixa alta. 8 ILUSTRAÇÕES E TABELAS As ilustrações compreendem quadros, gráficos, desenhos, mapas e fotografias, quadros, plantas, retratos, organogramas, fluxogramas, esquemas e figuras. Devem aparecer sempre que possível na própria folha onde está inserido o texto. Quanto às tabelas, elas constituem uma forma adequada para apresentar dados numéricos, principalmente quando compreendem valores comparativos. Deve ter seu título, inscrito no topo, antecedido pela palavra Tabela seguida de seu número, em algarismo arábico, de modo crescente. Abaixo da tabela, deve-se indicar a fonte, ou seja, o responsável pelos dados numéricos em letra maiúscula / minúscula. Tabela 1 Participação (%) de alguns produtos agrícolas nas exportações totais de 1990 a 2000.

9 8 Fonte: Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura FAO, (2000). 9 CITAÇÕES De acordo com a NBR citação é menção de uma informação extraída de outra fonte pelo autor do trabalho. Elas podem ser de dois tipos: direta e indireta. a) Direta Quando o texto transcrito atinge até três linhas: Segundo a NBR 14724, Trabalho de Conclusão de Curso é um documento que representa o resultado de estudo, devendo expressar conhecimento do assunto escolhido, que deve ser obrigatoriamente emanado da disciplina, módulo, estudo independente, curso, programa e outros ministrados [...]. Citações diretas com mais de três linhas: Quando o texto transcrito abranger mais de três linhas, sua cópia deve ser em parágrafo isolado e após o texto que introduz a citação. A NBR recomenda que este tipo de citação fique afastado da margem esquerda com recuo de 4 (quatro) cm, grafado com letra menor que a utilizada no texto. A NBR recomenda fonte tamanho 10. Nesse tipo de citação o espaço entre linhas é o simples. A pesquisa bibliográfica é habilidade fundamental nos cursos de graduação, uma vez que constitui o primeiro passo para todas atividades acadêmicas. Uma pesquisa de laboratório ou de campo implica,

10 9 necessariamente, a pesquisa bibliográfica preliminar. Seminários, painéis, debates, resumos críticos, monografias não dispensam a pesquisa bibliográfica. Ela é obrigatória nas pesquisas exploratórias, na delimitação do tema de um trabalho ou pesquisa, no desenvolvimento do assunto, nas citações, na apresentação das conclusões (NBR 14724, 2002). b) Indireta: também chamada de conceitual, ou ainda, citação livre, consiste numa paráfrase ou resumo de um trecho de determinada obra. Pode constituir-se de resumo, comentário de uma ideia, ou simplesmente reproduzir uma ideia de um autor, mas com outras palavras. Não usar aspas. - A situação econômica do Brasil, em fins de 1986, estava extremamente semelhante àquela do ano de 1963 (FONTES, 1987). - Segundo Fontes (1987), a situação econômica do Brasil, em fins de 1986, estava extremamente semelhante àquela do ano de c) Citação de citação (apud, citado por) Constitui-se de referência a um texto, documento ou obra a qual não se teve acesso diretamente, mas por intermédio de terceiros. Só deve ser utilizada em caso de impossibilidade de acesso ao texto original. Fulano de tal (citado por Beltrano, 2004, p. 20) afirma... [o que se segue pode ser uma citação direta ou indireta]. No lugar da expressão citado por pode ser usada a expressão latina apud. Ex: fulano de tal (apud Beltrano, 2004, p. 20) afirma: NOTAS DE RODAPÉ As notas de rodapé têm a finalidade de esclarecer pormenores importantes do assunto que, se inseridos no texto, quebrariam sua ordem. As notas de rodapé devem ser localizadas na margem inferior da mesma página onde ocorre a chamada numérica no texto e separadas por um traço contínuo de 3 (três) cm, digitadas em espaço simples, com fonte tamanho 10. Como se faz uma tese é uma panaceia ditada pelo bom senso de um professor experiente que percebe a utilidade que poderá ter, para um estudante que

11 10 inicia uma tarefa, a apresentação dela nas suas exatas dimensões, sem alardes, preconceitos ou exageros 1 (vide abaixo no rodapé a indicação¹). 11 REFERÊNCIAS Quando se faz um tipo de citação é imprescindível citar a fonte, especificando o nome do autor, título da obra, edição, cidade, editora, volume (se houver) e o número de páginas, no caso de citações diretas. As referências devem ser alinhadas na margem esquerda do texto, digitadas em espaço simples, colocadas em ordem alfabética e separadas entre si por um espaço de 1,5 de entrelinha. Quando as obras referenciadas possuírem dois títulos, estes aparecem precedidos de dois pontos e sem destaque de negrito. a) Apenas um autor ARAÚJO, J. A construção do saber. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, b) Com dois autores BATEMAN, T. S.; SNELL, S. A. Administração: construindo vantagem competitiva. São Paulo: Atlas, c) Com três autores SHIBA, S.; GRAHAM, A.; WALDEN. D. TQM: quatro revoluções na gestão da qualidade. Porto Alegre: Bookman, d) Com quatro autores ou mais 1 ECO, Humberto, 1989, p. 11

12 11 SLACK, N. et al. Administração da produção. São Paulo: Atlas, 1997.

13 12 REFERÊNCIAS ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6021: Publicação periódica científica impressa: apresentação. Rio de Janeiro, 2003, 9 p.. NBR 6022: Informação e documentação: artigo em publicação periódica científica impressa: apresentação. Rio de Janeiro: 2003, 5 p.. NBR 6023: Informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro, 2002, 24 p.. NBR 6024: Informação e documentação: numeração progressiva das seções de um documento escrito: apresentação. Rio de Janeiro: 2003, 3 p.. NBR 6027: Informação e documentação: sumário: apresentação. Rio de Janeiro: 2003, 2 p.. NBR 6028: Informação e documentação: resumo: apresentação. Rio de Janeiro: 2003, 2 p.. NBR 6029: Informação e documentação: livros e folhetos: apresentação. Rio de Janeiro: 2006, 10 p.. NBR 10520: Informação e documentação: citações em documentos: apresentação. Rio de Janeiro: 2002, 7 p. 1989, 9 p.. NBR 10719: Apresentação de relatórios técnico-científicos. Rio de Janeiro:. NBR 14724: Informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro: 2005, 9 p.

14 13 ANEXO A Modelo de capa FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DO VALE DO RIO GRANDE CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NOME DO ALUNO MANUAL BÁSICO PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Olímpia 2017

15 14 ANEXO B Modelo de folha de rosto Nome do Aluno MANUAL BÁSICO PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Artigo apresentado ao curso de Administração à Faculdade de Ciências Humanas do Vale do Rio Grande, como requisito parcial para a obtenção do título de bacharel em administração, sob orientação do Prof.(a) (Esp / Ms / Dr) + nome do Prof. Olímpia 2017

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA TÉCNICA E/OU CIENTÍFICA IMPRESSA ABNT 6022:2018

ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA TÉCNICA E/OU CIENTÍFICA IMPRESSA ABNT 6022:2018 ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA TÉCNICA E/OU CIENTÍFICA IMPRESSA ABNT 6022:2018 REFERÊNCIA NORMATIVA Documentos indispensáveis para consulta e aplicação deste documento ABNT NBR 6022 - Artigo em publicação

Leia mais

Procedimentos para apresentação de artigo em publicação periódica científica. Módulo V (NBR 6022:2003) Maria Bernardete Martins Alves

Procedimentos para apresentação de artigo em publicação periódica científica. Módulo V (NBR 6022:2003) Maria Bernardete Martins Alves Procedimentos para apresentação de artigo em publicação periódica científica Módulo V (NBR 6022:2003) Maria Bernardete Martins Alves Normas técnicas Norma técnica é um documento estabelecido por consenso

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

BIBLIOTECA DA FATEC GARÇA NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO CIENTÍFICO

BIBLIOTECA DA FATEC GARÇA NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO CIENTÍFICO Faculdade de Tecnologia Dep. Júlio Julinho Marcondes de Moura BIBLIOTECA DA FATEC GARÇA NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO CIENTÍFICO GARÇA 2015 Sumário 1 ARTIGO CIENTÍFICO...

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Rosangela Alves de Oliveira * Nome do (s) autor (s) RESUMO Este trabalho estabelece as orientações para apresentação de um artigo científico. Todas as informações

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DESPORTIVA E DE LAZER ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO TEXTUAL DO TRABALHO FINAL

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DESPORTIVA E DE LAZER ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO TEXTUAL DO TRABALHO FINAL CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DESPORTIVA E DE LAZER ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO TEXTUAL DO TRABALHO FINAL Porf.a Paulina Gomes 1 INTRODUÇÃO Este roteiro apresenta, de forma resumida, os passos a

Leia mais

ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE NORMAS PARA O ARTIGO CIENTÍFICO NA FACULDADE CEARENSE

ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE NORMAS PARA O ARTIGO CIENTÍFICO NA FACULDADE CEARENSE ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE NORMAS PARA O ARTIGO CIENTÍFICO NA FACULDADE CEARENSE FORTALEZA 2011 1 FACULDADE CEARENSE ARTIGO CIENTÍFICO 2 ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE Apresentação 4 Introdução

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO?

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO? Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003 COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO? Título do artigo, centralizado. Maria da Silva Pereira* Maria Alves de Arruda** Nome(s) do(s) autor(es). RESUMO

Leia mais

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS. A ABNT NBR 14724:2011 estabelece algumas regras para a apresentação gráfica de um trabalho.

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS. A ABNT NBR 14724:2011 estabelece algumas regras para a apresentação gráfica de um trabalho. REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS A ABNT NBR 14724:2011 estabelece algumas regras para a apresentação gráfica de um trabalho. PAPEL MARGENS FONTE TEXTO TÍTULO DAS SEÇÕES TÍTULO DAS

Leia mais

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE 2010. NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Trabalhos acadêmicos: trabalho de conclusão de curso (TCC), trabalho de graduação interdisciplinar

Leia mais

b) Revisão: os artigos de revisão analisam e discutem trabalhos já publicados, revisões bibliográficas etc.

b) Revisão: os artigos de revisão analisam e discutem trabalhos já publicados, revisões bibliográficas etc. 1 O Artigo Científico e sua estrutura Artigo científico é parte de uma publicação com autoria declarada, que apresenta e discute idéias, métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do

Leia mais

MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO

MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE DOM LUIZ DE ORLEANS E BRAGANÇA COORDENAÇÃO GERAL DOS CURSOS MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO Ribeira do Pombal - BA ARTIGO CIENTÍFICO O artigo pode ser definido como discussão de temáticas científicas

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS DIPLOMADOS DA ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA ADESGBA

ASSOCIAÇÃO DOS DIPLOMADOS DA ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA ADESGBA ASSOCIAÇÃO DOS DIPLOMADOS DA ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA ADESGBA FONTE TIMES 14, NEGRITO CAIXA ALTA sem espaço espaço 1,5 MBA GESTÃO POLÍTICA E PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO espaço 1,5 CEPE 2017 5 espaços 1,5

Leia mais

A estrutura básica para a elaboração de um Artigo Científico corresponde aos:

A estrutura básica para a elaboração de um Artigo Científico corresponde aos: O ARTIGO CIENTÍFICO Um artigo científico corresponde ao relato sobre as análises realizadas a respeito de um determinado tema e deve trazer dados e informações atuais. Apresenta-se como resultado de pesquisa,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA PROEnG Nº 01/07

INSTRUÇÃO NORMATIVA PROEnG Nº 01/07 INSTRUÇÃO NORMATIVA PROEnG Nº 01/07 Dispõe sobre normas complementares ao referencial metodológico da Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT. A do Centro Universitário de Brusque Unifebe, no uso

Leia mais

MANUAL DE FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

MANUAL DE FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS MANUAL DE FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Elaborado por: Carmen Torresan Atualizado por: Andreza A. de Oliveira MARINGÁ 2018 Bibliotecária / CRB9 n o 629 Mestre em Educação. Bibliotecária / CRB9 n o

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Rosangela Alves de Oliveira * Nome do (s) autor (s) RESUMO Este trabalho estabelece as orientações para apresentação de um artigo científico. Todas as informações

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA ÀS ORGANIZAÇÕES. Gabriel Soares de Vasconcelos

INFORMÁTICA APLICADA ÀS ORGANIZAÇÕES. Gabriel Soares de Vasconcelos INFORMÁTICA APLICADA ÀS ORGANIZAÇÕES Roteiro Redação de textos ABNT Editores de textos MS Word Configuração ABNT no MS Word Redação de textos Definição É todo ato normativo e toda comunicação através da

Leia mais

NORMAS GERAIS PARA REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO OU TESE

NORMAS GERAIS PARA REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO OU TESE NORMAS GERAIS PARA REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO OU TESE O PPGO admite que as dissertações e teses sejam apresentadas nas modalidades clássica, artigo ou mista. A modalidade clássica refere-se à estrutura de

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIAGRAMAÇÃO. Gesiane Rebouças

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIAGRAMAÇÃO. Gesiane Rebouças TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIAGRAMAÇÃO Gesiane Rebouças gesianereboucas@gmail.com ESTRUTURA DE TRABALHOS ACADÊMICOS MONOGRAFIA PARTE EXTERNA - Capa - Lombada*** PARTE INTERNA ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Leia mais

CAPA (elemento obrigatório) Deve conter dados que identifiquem a obra (nome da instituição, autor, título, local, ano).

CAPA (elemento obrigatório) Deve conter dados que identifiquem a obra (nome da instituição, autor, título, local, ano). ESTRUTURA DO PROJETO DE TCC O trabalho científico deverá ser organizado de acordo com a estrutura abaixo, NBR 14724/2006: capa; folha de rosto; verso da folha de rosto (ficha catalográfica) folha de aprovação

Leia mais

ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO O trabalho científico deverá ser organizado de acordo com a estrutura abaixo, NBR 14724/2006: capa; folha de rosto; verso da folha de rosto (ficha catalográfica)

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA BIBLIOTECA PROF. ANTÔNIO TAVARES QUINTAS MANUAL DE NORMAS PARA TRABALHOS ACADÊMICOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA BIBLIOTECA PROF. ANTÔNIO TAVARES QUINTAS MANUAL DE NORMAS PARA TRABALHOS ACADÊMICOS 0 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA BIBLIOTECA PROF. ANTÔNIO TAVARES QUINTAS MANUAL DE NORMAS PARA TRABALHOS ACADÊMICOS Porto Alegre 2013 1 SUMÁRIO 1 ESTRUTURA... 2 2 ELEMENTOS

Leia mais

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm;

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm; Breve orientação para formatação das 6 (seis) primeiras páginas de teses e dissertações, condição obrigatória para que os textos sejam divulgados pela Biblioteca Digital. Em caso de dúvida, consulte o

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC 1 ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC 1 Estrutura de apresentação 1.1 Pré-textuais Capa (obrigatório) Lombada (obrigatório) Folha de rosto (obrigatório) Folha de aprovação

Leia mais

NORMAS PARA PUBLICAR NA REVISTA ANAP BRASIL

NORMAS PARA PUBLICAR NA REVISTA ANAP BRASIL NORMAS PARA PUBLICAR NA REVISTA ANAP BRASIL CRITÉRIOS PARA SELEÇÃO Os artigos deverão ser encaminhados para Comissão Avaliadora da ANAP, através do e-mail anapbrasil@amigosdanatureza.org.br. A seleção

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003)

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) Junho de 2011. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Biblioteca Universitária. Programa de capacitação. 2

Leia mais

TCC FORMATAÇÃO. Gesiane Rebouças

TCC FORMATAÇÃO. Gesiane Rebouças TCC FORMATAÇÃO Gesiane Rebouças gesianereboucas@gmail.com ESTRUTURA DE TRABALHOS ACADÊMICOS MONOGRAFIA PARTE EXTERNA - Capa - Lombada*** PARTE INTERNA ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS - Folha de rosto - Ficha catalográfica

Leia mais

DIRETRIZES PARA A APRESENTAÇÃO DO TGI Guia para consulta rápida. Escola de Engenharia

DIRETRIZES PARA A APRESENTAÇÃO DO TGI Guia para consulta rápida. Escola de Engenharia DIRETRIZES PARA A APRESENTAÇÃO DO TGI Guia para consulta rápida Escola de Engenharia Bibliografia Básica: UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE. Apresentação de Trabalhos Acadêmicos: guia para alunos da

Leia mais

FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ

FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DE CAPA, FOLHA DE ROSTO, SUMÁRIO E FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PROFª Ma. CLEUSA BERNADETE LARRANHAGAS MAMEDES Araputanga, MT 2017 2

Leia mais

FACULDADE SÃO LUÍS DE FRANÇA ESPECIALIZAÇÃO EM... TÍTULO: SUBTÍTULO (SE HOUVER)

FACULDADE SÃO LUÍS DE FRANÇA ESPECIALIZAÇÃO EM... TÍTULO: SUBTÍTULO (SE HOUVER) FACULDADE SÃO LUÍS DE FRANÇA ESPECIALIZAÇÃO EM... TÍTULO: SUBTÍTULO (SE HOUVER) ARACAJU 2008 Modelo de artigo científico, elaborado conforme as normas da ABNT (NBR 6022, 2003). Por se tratar de trabalho

Leia mais

MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO (TCC) PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA

MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO (TCC) PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA Faculdade de Odontologia Biblioteca Malvina Vianna Rosa MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO (TCC) PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA Este documento

Leia mais

MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE ARTIGO ACADÊMICO

MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE ARTIGO ACADÊMICO MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE ARTIGO ACADÊMICO Elaborado por: Carmen Torresan Atualizado por: Andreza A. de Oliveira MARINGÁ 2018 Bibliotecária / CRB9 n o 629 Mestre em Educação. Bibliotecária / CRB9 n o 1816

Leia mais

21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2

21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2 21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2 O Trabalho Final de Curso (TFC) caracteriza-se pela unicidade e delimitação do tema e pela profundidade do tratamento, e não por

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES Porto Alegre 2012 2 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 INTRODUÇÃO... 4 3 ESTRUTURA... 5 3.1 Elementos Pré-Textuais... 6 3.2 Elementos Textuais... 13 3.3 Elementos

Leia mais

Elementos pré-textuais Antecedem o texto, trazendo informações que identificam o trabalho, na seqüência a seguir:

Elementos pré-textuais Antecedem o texto, trazendo informações que identificam o trabalho, na seqüência a seguir: Regras para Exame de Qualificação - Mestrado e Doutorado Estrutura do trabalho acadêmico O trabalho acadêmico está estruturado em elementos pré-textuais, elementos textuais e elementos pós-textuais. Alguns

Leia mais

NORMAS ABNT PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS

NORMAS ABNT PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS NORMAS ABNT PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS Gláucia Maria Saia Cristianini Biblioteca Prof. Achille Bassi Fontes: Diretrizes para apresentação de dissertações e teses da USP: documento eletrônico

Leia mais

Edital de seleção de artigos, resumos e resenhas para a Revista Acadêmica de Relações Internacionais

Edital de seleção de artigos, resumos e resenhas para a Revista Acadêmica de Relações Internacionais Edital de seleção de artigos, resumos e resenhas para a Revista Acadêmica de Relações Internacionais A Revista Acadêmica de Relações Internacionais (RARI) tem a honra de apresentar à comunidade acadêmica

Leia mais

Apresentação de citações em documentos. Numeração progressiva das seções de documento. Apresentação de trabalhos acadêmicos

Apresentação de citações em documentos. Numeração progressiva das seções de documento. Apresentação de trabalhos acadêmicos ESTRUTURAÇÃO DAS DISSERTAÇÕES DO MESTRADO EM SAÚDE E MEIO AMBIENTE Fevereiro/2013 O presente guia tem como objetivo fornecer orientações para a estruturação das dissertações e teses do Mestrado em Saúde

Leia mais

Normas para redação e apresentação de Teses e Dissertações

Normas para redação e apresentação de Teses e Dissertações MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI DIAMANTINA - MINAS GERAIS ANEXO DA RESOLUÇÃO Nº. 11-CONSEPE, DE 16 DE MAIO DE 2008. Normas para redação e apresentação de

Leia mais

COORDENAÇÃO ACADÊMICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO TIPO ARTIGO CIENTÍFICO

COORDENAÇÃO ACADÊMICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO TIPO ARTIGO CIENTÍFICO COORDENAÇÃO ACADÊMICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO TIPO ARTIGO CIENTÍFICO SÃO LUÍS 2013 COORDENAÇÃO ACADÊMICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO

Leia mais

Formatação de trabalhos acadêmicos. Segundo as normas da ABNT

Formatação de trabalhos acadêmicos. Segundo as normas da ABNT Formatação de trabalhos acadêmicos Segundo as normas da ABNT ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT/CB-001 - Comitê Brasileiro de Mineração e Metalurgia ABNT/CB-005 - Comitê Brasileiro Automotivo

Leia mais

Orientação em Normalização Documentária. Apresentação de Trabalhos Acadêmicos

Orientação em Normalização Documentária. Apresentação de Trabalhos Acadêmicos Orientação em Normalização Documentária Apresentação de Trabalhos Acadêmicos Maria Luzinete Euclides - Bibliotecária Marília - 2006 Apresentação de Trabalhos Acadêmicos NBR 14724/2005 Estabelece os princípios

Leia mais

MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM

MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM Este documento tem a finalidade de auxiliar os alunos na formatação das Teses e Dissertações do Programa

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA E SOCIEDADE - PGCULT MESTRADO INTERDISCIPLINAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA E SOCIEDADE - PGCULT MESTRADO INTERDISCIPLINAR UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA E SOCIEDADE - PGCULT MESTRADO INTERDISCIPLINAR NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS QUALIFICAÇÃO E DISSERTAÇÃO

Leia mais

METODOLOGIA DA PESQUISA II

METODOLOGIA DA PESQUISA II METODOLOGIA DA PESQUISA II Professora Suzane Maranduba Pedro demo 1 RECOMENDAÇÕES 1- Não utilize o celular durante as aulas. 2- Utilize sempre o título e o nome para fazer colocações 3- Use sempre o crachá

Leia mais

Pós-Graduação em Engenharia de Materiais - POSMAT

Pós-Graduação em Engenharia de Materiais - POSMAT CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS Pós-Graduação em Engenharia de Materiais - POSMAT NORMAS DOS TRABALHOS ESCRITOS baseados na ABNT 14724, de17 de março de 2011. FORMATAÇÃO I. Deve-se

Leia mais

DEFESA DE DISSERTAÇÃO

DEFESA DE DISSERTAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA FACULDADE DE DIREITO MESTRADO PROFISSIONAL EM SEGURANÇA PÚBLICA, JUSTIÇA E CIDADANIA. PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SEGURANÇA PÚBLICA DEFESA DE DISSERTAÇÃO Salvador - BA Setembro

Leia mais

FACULDADE INTERAMERICANA DE PORTO VELHO

FACULDADE INTERAMERICANA DE PORTO VELHO FACULDADE INTERAMERICANA DE PORTO VELHO Curso de DIREITO Edital nº. 01 2018/02 O Trabalho de Conclusão é conteúdo curricular obrigatório do Curso de Direito e consiste em uma pesquisa individual orientada

Leia mais

NORMAS GERAIS PARA ENVIO DE TRABALHOS

NORMAS GERAIS PARA ENVIO DE TRABALHOS NORMAS GERAIS PARA ENVIO DE TRABALHOS O(s) trabalho(s) deverão ser compostos, por no máximo 4 (quatro) autores, sendo: 1 (um) autor, 3 (três) co - autores, indicados em nota de rodapé a afiliação de cada

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÕES DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ENQUANTO TRABALHO ACADÊMICO NO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA CÂMPUS SANTO AUGUSTO

NORMAS PARA APRESENTAÇÕES DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ENQUANTO TRABALHO ACADÊMICO NO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA CÂMPUS SANTO AUGUSTO 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA. FARROUPILHA CÂMPUS SANTO AUGUSTO NORMAS PARA APRESENTAÇÕES DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOCIÊNCIA ANIMAL

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOCIÊNCIA ANIMAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS - REGIONAL JATAÍ UNIDADE ACADÊMICA ESPECIAL DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOCIÊNCIA ANIMAL Guia para Redação Técnico-Científica

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS - CELER FACULDADES

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS - CELER FACULDADES NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS - CELER FACULDADES Os artigos, cuja extensão será entre 15 e 20 páginas (incluindo títulos, resumos, tabelas, figuras, mapas e referências), deverão ser redigidos

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (fonte 14, espaço entre linhas de 1,5)

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (fonte 14, espaço entre linhas de 1,5) 1 Modelo de capa FACULDADE ZACARIAS DE GÓES (Espaço duplo, fonte 14) CLAUDIA REGINA ARAUJO RIOS COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (fonte 14, espaço entre linhas de 1,5) Valença BA 2010 (espaço simples,

Leia mais

NORMAS PARA ENVIO DOS TRABALHOS COMPLETOS PARA A III JORNADA DE CIÊNCIAS SOCIAIS DA UNIFAL-MG

NORMAS PARA ENVIO DOS TRABALHOS COMPLETOS PARA A III JORNADA DE CIÊNCIAS SOCIAIS DA UNIFAL-MG NORMAS PARA ENVIO DOS TRABALHOS COMPLETOS PARA A III JORNADA DE CIÊNCIAS SOCIAIS DA UNIFAL-MG A III Jornada de Ciências Sociais da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG), que acontecerá nos dias 03

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS - CELER FACULDADES

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS - CELER FACULDADES NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS - CELER FACULDADES Os artigos, cuja extensão será entre 15 e 20 páginas (incluindo títulos, resumos, tabelas, figuras, mapas e referências), deverão ser redigidos

Leia mais

Roteiro com Orientações para Elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso

Roteiro com Orientações para Elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso Roteiro com Orientações para Elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso Disciplina (EST APS) Curso de Tecnologia em Processamento de Dados Professora Responsável em 2011 : Vânia Franciscon Vieira 1 ÍNDICE

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CÂMPUS JATAÍ CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA 1. Formatação geral Os textos devem ser digitados em cor preta, podendo utilizar

Leia mais

SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR DE MANHUAÇU FACULDADE DO FUTURO

SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR DE MANHUAÇU FACULDADE DO FUTURO SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR DE MANHUAÇU FACULDADE DO FUTURO NORMAS TÉCNICAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Manhuaçu 2015 Elaboração Juliana dos Santos Paiva e Santos Fabio Fortes

Leia mais

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO DE ACORDO COM AS NORMAS DE DOCUMENTAÇÃO DA ABNT: INFORMAÇÕES BÁSICAS FACULDADE ALDETE MARIA ALVES - FAMA

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO DE ACORDO COM AS NORMAS DE DOCUMENTAÇÃO DA ABNT: INFORMAÇÕES BÁSICAS FACULDADE ALDETE MARIA ALVES - FAMA MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO DE ACORDO COM AS NORMAS DE DOCUMENTAÇÃO DA ABNT: INFORMAÇÕES BÁSICAS FACULDADE ALDETE MARIA ALVES - FAMA PRESIDENTE Eva Dias de Freitas DIRETORA ACADÊMICA

Leia mais

Indexação. Qualis CAPES. ABNT com/sem adaptações

Indexação. Qualis CAPES. ABNT com/sem adaptações Bases de dados que selecionam e reúnem revistas por área do conhecimento Indexação fornecem informações dos artigos Critérios de seleção de revistas científicas para submissão de artigos http://goo.gl/bcwd1a

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO O trabalho deve ser digitado e impresso em papel branco ou reciclado no formato A4. O texto pode ser digitado no anverso e verso das folhas,

Leia mais

NORMAS BÁSICAS E PADRÕES PARA A ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO

NORMAS BÁSICAS E PADRÕES PARA A ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC SETEC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO CAMPUS ITUIUTABA DEPARTAMENTO DE ENSINO CURSO TÉCNICO DE NIVEL MÉDIO EM ----------------------------

Leia mais

Comitê de Avaliação de Trabalhos de Conclusão de Cursos da Faculdade de Tecnologia (FATEC) de Taquaritinga/SP

Comitê de Avaliação de Trabalhos de Conclusão de Cursos da Faculdade de Tecnologia (FATEC) de Taquaritinga/SP CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE TAQUARITINGA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSOS (TCC) Comitê de Avaliação de Trabalhos de Conclusão

Leia mais

Graduação UFRJ. Normas para monografias e trabalhos teóricos

Graduação UFRJ. Normas para monografias e trabalhos teóricos Graduação UFRJ Normas para monografias e trabalhos teóricos SUMÁRIO 02 02 04 DEFINIÇÕES 1.1 - TRABALHO FINAL DE GRADUAÇÃO 1.2 - ABNT FORMATO GERAL DE APRESENTAÇÃO ESTRUTURA DO TFG TEÓRICO 3.1 - ELEMENTOS

Leia mais

FUNDAÇÃO PEDRO LEOPOLDO

FUNDAÇÃO PEDRO LEOPOLDO FUNDAÇÃO PEDRO LEOPOLDO MANUAL DE NORMALIZAÇÃO Trabalhos Acadêmicos (De acordo com as normas da ABNT) Pedro Leopoldo 2011 Catarina Capella Fabrício Veiga Costa Eloísa Helena Rodrigues Guimarães Letícia

Leia mais

REGRAS GERAIS APRESENTAÇÃO Formato Margem Espacejamento Notas rodapé Indicativos seção ABNT NBR 6024 Paginação

REGRAS GERAIS APRESENTAÇÃO Formato Margem Espacejamento Notas rodapé Indicativos seção ABNT NBR 6024 Paginação ANEXO 01 REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO Formato O texto deverá ser apresentado em papel branco, formato A4 (21 cm x 29,7 cm), digitado no anverso das folhas, com exceção da folha de rosto cujo verso deverá

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DOS RESUMOS III SIGA Ciência Simpósio Científico de Gestão Ambiental

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DOS RESUMOS III SIGA Ciência Simpósio Científico de Gestão Ambiental NORMAS PARA ELABORAÇÃO DOS RESUMOS III SIGA Ciência Simpósio Científico de Gestão Ambiental Para inscrever o resumo do trabalho, o(s) autor(es) deverá(ão) seguir as normas abaixo e enviar o arquivo juntamente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL BIBLIOTECA CENTRAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL BIBLIOTECA CENTRAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL BIBLIOTECA CENTRAL Treinamento Sobre Uso da NBR 14724 da ABNT : apresentação de trabalhos acadêmicos Maria Amazilia Penna de Moraes Ferlini Bibliotecária-Documentalista

Leia mais

NOME DO ALUNO. TÍTULO DO TRABALHO: subtítulo se houver

NOME DO ALUNO. TÍTULO DO TRABALHO: subtítulo se houver UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO [AO QUAL O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO ESTÁ VINCULADO] DEPARTAMENTO [AO QUAL O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO ESTÁ VINCULADO] NOME DO ALUNO TÍTULO DO TRABALHO: subtítulo

Leia mais

COLEGIADO PLENO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA (MESTRADO PROFISSIONAL)

COLEGIADO PLENO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA (MESTRADO PROFISSIONAL) COLEGIADO PLENO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA (MESTRADO PROFISSIONAL) RESOLUÇÃO n.03/2015 /COLEGIADO PLENO do PGSCol Aprova elementos mínimos a constar na elaboração do Projeto de Qualificação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NUCI/CCSA/UFS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NUCI/CCSA/UFS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NUCI/CCSA/UFS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO APRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO I e II EM BIBLIOTECONOMIA

Leia mais

PREPARAÇÃO DE ORIGINAIS

PREPARAÇÃO DE ORIGINAIS UTF Editora EPARAÇÃO DE ORIGINAIS Para a submissão, o original deve estar pronto e completo. Não serão admitidos acréscimos ou supressões ao texto. Todos os originais devem ser acompanhados do Formulário

Leia mais

Redação Científica. Normas Brasileiras de Referência (NBR) da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para trabalhos científicos

Redação Científica. Normas Brasileiras de Referência (NBR) da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para trabalhos científicos Redação Científica Normas Brasileiras de Referência (NBR) da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para trabalhos científicos Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação Terceira

Leia mais

NORMATIZAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS

NORMATIZAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS NORMATIZAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS 1. ARTIGO CIENTÍFICO A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) conceitua artigo científico como Parte de uma publicação com autoria declarada, que apresenta

Leia mais

NORMAS PARA FORMATAR TEXTOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA FORMATAR TEXTOS ACADÊMICOS NORMAS PARA FORMATAR TEXTOS ACADÊMICOS Texto organizado a partir das normas vigentes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) AUTORAS: Emilce Maria Diniz e Luciana Cristina de Souza REVISÃO:

Leia mais

PROJETO GRÁFICO. Formato Os textos devem ser apresentados em papel branco ou reciclado, formato A4 (21cm X 29,7cm).

PROJETO GRÁFICO. Formato Os textos devem ser apresentados em papel branco ou reciclado, formato A4 (21cm X 29,7cm). 1 PROJETO GRÁFICO O projeto gráfico segue os padrões da NBR 14724 da ABNT - Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação. Consiste na apresentação gráfica do trabalho acadêmico e é de responsabilidade

Leia mais

Manual para formatação de trabalhos

Manual para formatação de trabalhos UNIVERSIDADE DE PASSO FUNDO FACULDADE DE ENGENHARIA E ARQUITETURA CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL Manual para formatação de trabalhos Passo Fundo, 2013. 1 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 2 2 ASPECTOS GERAIS SOBRE

Leia mais

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA A elaboração da monografia deve ter como referência a ABNT NBR 14724:2011, disponível no Portal BU/UFSC (http://portalbu.ufsc.br/normalizacao-de-trabalhos-2/),

Leia mais

INTRODUÇÃO E NORMAS PARA APRESENTAÇÃO GRÁFICA

INTRODUÇÃO E NORMAS PARA APRESENTAÇÃO GRÁFICA NORMAS TÉCNICAS DO TRABALHO ACADÊMICO INTRODUÇÃO E NORMAS PARA APRESENTAÇÃO GRÁFICA Prof. Arlindo F. Gonçalves Jr. http://www.mural-2.com O QUE É NORMALIZAÇÃO Atividade que estabelece, em relação a problemas

Leia mais

ASSOCIAÇÃO FACULDADE RIBEIRÃO PRETO GRUPO UNIESP MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

ASSOCIAÇÃO FACULDADE RIBEIRÃO PRETO GRUPO UNIESP MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ASSOCIAÇÃO FACULDADE RIBEIRÃO PRETO GRUPO UNIESP MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO RIBEIRÃO PRETO 2014 LISTA DE FIGURAS Figura 1 - Modelo de Capa... 9 Figura

Leia mais

Orientações aos concluintes.

Orientações aos concluintes. Orientações aos concluintes referencia@ufersa.edu.br TRABALHO ACADÊMICO (NBR 14724/2011) Especificar os princípios gerais para a elaboração e apresentação de trabalhos acadêmicos. (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO SOCIAL FATEC DE TECNOLOGIA DO TATUAPÉ VICTOR CIVITA

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO SOCIAL FATEC DE TECNOLOGIA DO TATUAPÉ VICTOR CIVITA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO SOCIAL FATEC DE TECNOLOGIA DO TATUAPÉ VICTOR CIVITA APRESENTAÇÃO Os Projetos Sociais constituem, desde 2018, uma das modalidades de apresentação dos Trabalhos de Graduação

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS + A S S O C I A Ç Ã O B R A S I L E I R A D E I N C E N T I V O A C I Ê N C I A Rio Grande do Sul Brasil 2013 PREFÁCIO A Associação Brasileira de Incentivo

Leia mais

CURSO DE... Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito. NOME DO AUTOR Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito

CURSO DE... Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito. NOME DO AUTOR Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito CURSO DE... NOME DO AUTOR TÍTULO: SUBTÍTULO MARINGÁ ANO NOME DO AUTOR TÍTULO: SUBTÍTULO Recuo de 7 cm, fonte 12, espaço simples Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade Metropolitana de Maringá

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO

COMO ELABORAR UM ARTIGO COMO ELABORAR UM ARTIGO Jaqueline C. Bueno 1 Resumo Nosso objetivo é detalhar os passos na elaboração de um artigo acadêmico. Utilizaremos a NBR 6022 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT)

Leia mais

Aula 08. de Curso (TCC)

Aula 08. de Curso (TCC) Metodologia Científica - Lícia Mara Pinheiro Rodrigues- UNIGRAN Aula 08 O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Caro(a) Acadêmico(a), Chegamos à nossa última aula e nela trataremos de um trabalho que faz

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO CURSOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, TURISMO E DE PÓS-GRADUAÇÃO Maria Paulina Gomes DE RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO Faculdades Integradas Hélio Alonso Cursos de Comunicação Social, Turismo e de Pós-Graduação

Leia mais

FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO. PROFª Ma. CLEUSA BERNADETE LARRANHAGAS MAMEDES

FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO. PROFª Ma. CLEUSA BERNADETE LARRANHAGAS MAMEDES FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO PROFª Ma. CLEUSA BERNADETE LARRANHAGAS MAMEDES Araputanga, MT 2017 2 SUMÁRIO 1 ARTIGO CIENTÍFICO...3 2 FORMATAÇÃO DO

Leia mais

ADICIONE AQUI O TÍTULO DO SEU ARTIGO, EM LETRA MAIÚSCULA, NEGRITO E CENTRALIZADO: SUBTÍTULO (SE HOUVER)

ADICIONE AQUI O TÍTULO DO SEU ARTIGO, EM LETRA MAIÚSCULA, NEGRITO E CENTRALIZADO: SUBTÍTULO (SE HOUVER) ADICIONE AQUI O TÍTULO DO SEU ARTIGO, EM LETRA MAIÚSCULA, NEGRITO E CENTRALIZADO: SUBTÍTULO (SE HOUVER) SILVA, Maria 1 SILVA, João 2 emaildoautor@fag.edu.br RESUMO Elemento obrigatório, constituído de

Leia mais

NOME DA INSTITUIÇÃO 1 fonte 12. RELATÓRIO DE fonte 12. NOME DO(A) ALUNO(A) fonte 12. Nome da Cidade fonte 12 Ano CAPA

NOME DA INSTITUIÇÃO 1 fonte 12. RELATÓRIO DE fonte 12. NOME DO(A) ALUNO(A) fonte 12. Nome da Cidade fonte 12 Ano CAPA CAPA NOME DA INSTITUIÇÃO 1 fonte 12 [H1] Comentário: Use margens: Superior e esquerda: 3com; Inferior e direita: 2cm. NOME DO(A) ALUNO(A) fonte 12 [HDA2] Comentário: Use ordem alfabética. RELATÓRIO DE

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

NORMAS PARA REDAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIONAL JATAÍ UNIDADE ACADÊMICA ESPECIAL DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL DISCIPLINA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO NORMAS PARA REDAÇÃO DO

Leia mais

ANEXO B - Sugestão para elaboração de Artigo Cientifico.

ANEXO B - Sugestão para elaboração de Artigo Cientifico. CABEÇALHO: Fonte: fonte 12, letras maiúsculas, negrito, espaço 1,5. ANEXO B - Sugestão para elaboração de Artigo Cientifico. CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIFACISA PROGRAMA

Leia mais

2 SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS... 3 INTRODUÇÃO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO INTRODUÇÃO ESTRUTURA BÁSICA DO RELATÓRIO

2 SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS... 3 INTRODUÇÃO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO INTRODUÇÃO ESTRUTURA BÁSICA DO RELATÓRIO Colegiado do curso Bacharelado em Ciência da Computação Guia para Normalização de Relatórios de Estágio Supervisionado Uberlândia - MG 2002 2 SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS... 3 INTRODUÇÃO... 4 1 RELATÓRIO DE

Leia mais

NORMAS PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

NORMAS PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA NORMAS PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA O projeto gráfico é de responsabilidade do autor do

Leia mais

Tam. da figura: 4,0 x 10 cm NORMAS PARA REDAÇÃO DO PROJETO FINAL DE CURSO PFC

Tam. da figura: 4,0 x 10 cm NORMAS PARA REDAÇÃO DO PROJETO FINAL DE CURSO PFC Tam. da figura: 4,0 x 10 cm NORMAS PARA REDAÇÃO DO PROJETO FINAL DE CURSO PFC INCONFIDENTES-MG 2014 Este documento tem por finalidade disciplinar a apresentação de trabalhos científicos (Projeto Final

Leia mais