MANUAL DE USO E INSTALAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DE USO E INSTALAÇÃO"

Transcrição

1 P MANUAL DE USO E INSTALAÇÃO

2 MCZ S.p.A. - Via G.Oberdan 86, I Vigonovo (PN) Italy. EN Art. 15a B-VG - VKF AEAI 07 POWER BOX Potencia nominal: Potência nominal: Nominal heat output: Brændværdi: Emisión CO ( al 13% de O2): Emissão CO (13% de O2): CO emission (at 13% O2) CO emission (ved 13% O2): Eficiencia: Eficiencia: Efficiency: Virkningsgrad: Temperadura humos: Tempretura dos fumos: Flue gas temperature: Røggastemperatur: Asorbimiento electrico max: Potência electrica absorbida: Max. electrical power supply: Max. elektrisk effekt: Tensión de funcionamiento: Tensão electrica funcionamento: Rated voltage: Netspænding: Distancias de seguridad (retro): Distancia de segurança (trasiera): Safety clarence distance (back): Sikkerhedsafstand (bag): Distancias de seguridad (laterales): Distancia de segurança (lateral): Safety clarence distance (side): Sikkerhedsafstand (side): Utilizar sólo con combustibles adaptados. Utilizar somente combustivel adaquado. Use only recommended fuels. Anvend kun anbefalede brændsler. Leer y seguir las instrucciones! Leia atentamente e siga as instruções! Leggere e seguire le istruzioni! Read and follow the operating instructions! Følg fabrikantens COD: Max Min P max P min P max P min 170 C 270 W 230 V - 50 Hz. 200 mm 200 mm 8,5 kw 2,6 kw 0,019% 0,042% 91,7% 92,6% Producto conforme a la instalación de tubos múltiples. Produto conforme para instalação em condutas multiplas. Appliance suitable for installation in a shared flue. Apparatet kan bruges i en røggassamleledning.

3 Índice pág. 3 INTRODUÇÃO AVISOS E CONDIÇÕES DE GARANTIA AVISOS PARA A SEGURANÇA AVISOS OPERACIONAIS CONDIÇÕES DE GARANTIA Limites Exclusões NOÇÕES TEÓRICAS PARA A INSTALAÇÃO O PELLET PRECAUÇÕES PARA A INSTALAÇÃO O AMBIENTE DE FUNCIONAMENTO LIGAÇÃO À TOMADA DE AR EXTERNA LIGAÇÃO DO TUBO DE DESCARGA DE FUMOS LIGAÇÃO AO CANO FUMEIRO LIGAÇÃO A UMA CONDUTA EXTERNA COM TUBO ISOLADO OU PAREDE DUPLA CONEXÃO AO CANO FUMEIRO ANOMALIAS DE FUNCIONAMENTO LIGADAS AOS DEFEITOS DE TIRAGEM DO CANO FUMEIRO INSTALAÇÃO E MONTAGEM DESENHOS e CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS PREPARAÇÃO E DESEMBALAGEM MONTAGEM DAS PERNAS E FIXAÇÃO DO MONOBLOCO NO PAVIMENTO DESMONTAGEM DA MOLDURA DE COMPENSAÇÃO MONTAGEM RAMPA CARREGAMENTO PELLET (LINK) Montagem lateral da rampa Montagem frontal da rampa AR COMBURENTE E FILTRO DE AR BOCAIS DE VENTILAÇÃO DA COIFA Premissa Bocais de ventilação da coifa para revestimento novo Máscara para a realização dos furos para as grades de ventilação da coifa de série LIGAÇÃO ELÉCTRICA REALIZAÇÃO DO REVESTIMENTO ISOLAMENTO DA TRAVE DE MADEIRA MONTAGEM DE REVESTIMENTOS DE SÉRIE MCZ MONTAGEM DA MOLDURA DE COMPENSAÇÃO MONTAGEM DA PORTA DA RAMPA DO PELLET (LINK) Montagem da porta ABERTURA/FECHO DA PORTA DO PELLET ESQUEMA PARA A REALIZAÇÃO DOS FUROS NO REVESTIMENTO MEDIDAS ACONSELHADAS FUNCIONAMENTO AVISOS ANTES DO ACENDIMENTO CONTROLO ANTES DO ACENDIMENTO CARREGAMENTO DOS PELLETS NO POWERBOX COMPACT CARREGAMENTO DOS PELLETS NO POWERBOX LINK CONTROLO REMODO LCD Visor do controlo remoto Características gerais do controlo remoto LCD Tipologia e substituição das pilhas PAINEL DE EMERGÊNCIA CONFIGURAÇÕES A EXECUTAR ANTES DO PRIMEIRO ACENDIMENTO Regulação da hora e do dia corrente Configuração da unidade de medida da temperatura PRIMEIRO ACENDIMENTO...31 Índice

4 Índice pág Liga/desliga do controlo remoto Nota sobre o primeiro acendimento Liga/desliga pelo painel de emergência MODO DE FUNCIONAMENTO Manual e automático Modo manual Passagem do modo manual a automático Modo automático Passagem do modo automático ao manual Modo automático com ECO-STOP Activação/desactivação modo ECO-STOP A VENTILAÇÃO AR QUENTE FUNÇÃO SLEEP O CRONO Dia corrente e relógio Activação CRONO e escolha de um programa Desactivação do CRONO PROGRAMAS SEMANAIS E DIÁRIOS PRÉ-CONFIGURADOS Programas semanais Programas diários EXEMPLO PRÁTICO DE PROGRAMAÇÃO SEMANAL/DIÁRIA Configuração de um programa semanal Configuração de um programa diário ACTIVAÇÃO DO BLOQUEIO DO TECLADO SENSOR DE NÍVEL DO PELLET SINCRONIZAÇÃO DO CONTROLO REMOTO AS SEGURANÇAS SINALIZAÇÃO DOS ALARMES Saída da condição de alarme Interrupção do funcionamento do produto MANUTENÇÃO E LIMPEZA LIMPEZAS DIÁRIAS OU SEMANAIS Antes de cada acendimento Controlo cada 2 / 3 dias Limpeza do vidro LIMPEZAS PERIÓDICAS A CARGO DO UTENTE Extracção do monobloco Limpeza do filtro de ar Limpeza do trocador de calor Limpeza da conduta de fumos e conexão Outros controlos Desactivação (fim estação) Controlo dos componentes internos AVARIAS / CAUSAS / SOLUÇÕES ESQUEMAS ELÉCTRICOS E PEÇAS SOBRESSALENTES ESQUEMA ELÉCTRICO...56 Índice

5 Capítulo 1 pág. 5 INTRODUÇÃO Prezado cliente, desejamos agradecer pela preferência que nos concedeu com relação aos produtos MCZ, sobretudo para uma estufa da linha Pellet MCZ. Para um funcionamento excelente da estufa e para poder usufruir totalmente do calor e da sensação de bem-estar que a chama pode difundir na sua moradia, recomendamos para que leia com atenção este manual antes de acender pela primeira vez. Congratulamo-nos mais uma vez, lembramos que o produto NÃO DEVE ser utilizado por crianças ou pessoas com capacidades mentais e físicas reduzidas ou com falta de experiência e conhecimento, sem supervisão ou oportunamente instruídas sobre a utilização do aparelho pela pessoa responsável de sua segurança. Revisões da publicação Com o objectivo de melhorar o produto, para a actualização desta publicação, o Fabricante reserva-se o direito de efectuar alterações sem aviso prévio. É proibida qualquer reprodução mesmo que parcial do presente manual sem a autorização do Fabricante. Conservação do manual e como consultar SIMBOLOGIA PRESENTE NO MANUAL ATENÇÃO: Este símbolo de aviso indica para ler com atenção e entender a mensagem à qual se refere porque a inobservância de quanto escrito, pode provocar sérios danos à estufa e colocar em risco a integridade de quem a utiliza. INFORMAÇÕES: Com este símbolo são salientadas as informações importantes para o bom funcionamento da estufa. A falta de observação de quanto indicado comprometerá a utilização da estufa e o funcionamento será insatisfatório SEQUÊNCIAS OPERACIONAIS: Indica uma sequência de botões a carregar para aceder ao menu ou executar as regulações. MANUAL Indica de consultar com atenção o presente manual ou as instruções relativas. Guardar este manual com cuidado num lugar de fácil e rápido acesso. Se este manual for extraviado ou destruído ou estiver em más condições deve-se pedir uma cópia ao próprio revendedor ou directamente ao Fabricante especificando os dados de identificação do produto. Um item fundamental ou que requer uma atenção especial está representado com o texto em negrito. O texto em itálico utiliza-se para chamar a sua atenção em outros parágrafos deste manual ou para eventuais esclarecimentos suplementares. Introdução

6 Capítulo 1 pág AVISOS E CONDIÇÕES DE GARANTIA 1.1. AVISOS PARA A SEGURANÇA A instalação, a ligação eléctrica, o controlo do funcionamento e a manutenção devem ser efectuadas exclusivamente por pessoal qualificado ou autorizado. Instalar a estufa conforme a norma vigente do lugar, região ou estado. Para o uso correcto da estufa e das aparelhagens electrónicas ligadas à mesma e para prevenir acidentes devem sempre ser observadas as indicações contidas neste manual. O uso, a regulação e a programação devem ser efectuados por adultos. Erros ou más configurações podem provocar condições de perigo e/ou funcionamento irregular. Antes de iniciar qualquer operação, o utente -ou quem quer se preste a operar na estufa- deverá ter lido e entendido todo o conteúdo deste manual de instruções. A estufa deve ser destinada somente ao uso para o qual é prevista. Qualquer outro uso deve ser considerado impróprio e portanto perigoso. Não utilizar a estufa como escada ou estrutura de apoio. Não colocar a roupa para secar na estufa. Eventuais varais ou similares devem ser mantidos à distância apropriada da estufa.-perigo de incêndio. Toda responsabilidade por um uso impróprio do produto é totalmente a cargo do utente e exime a MCZ de qualquer responsabilidade civil e penal. Qualquer tipo de adulteração ou de substituição não autorizada de partes não originais da estufa pode ser perigoso para a integridade do operador e exime a MCZ de qualquer responsabilidade civil e penal. Grande parte das superfícies da estufa são muito quentes (porta, maçaneta, vidro, tubos de saída fumos, etc.). É preciso portanto evitar de entrar em contacto com estas partes sem roupas de protecção adequadas ou meios apropriados, como por exemplo, luvas de protecção térmica ou sistemas de accionamento tipo gancho. Explicar com cuidado este perigo às pessoas idosas, deficientes e em particular a todas as crianças, mantendo-as longe da estufa durante o funcionamento. É proibido fazer a estufa funcionar com a porta aberta ou com o vidro quebrado. Não tocar a estufa com as mãos húmidas, tratandose de um aparelho eléctrico. Desligar sempre o fio antes de intervir na unidade. Avisos e condições de garantia Antes de efectuar qualquer operação de limpeza ou manutenção previamente certifique-se de desligar a rede de alimentação eléctrica usando o interruptor geral situado na parte lateral da mesma ou desligando o cabo eléctrico que a alimenta. A estufa deve ser ligada electricamente a uma instalação que tenha um condutor de terra conforme quanto previsto pelas normas 73/23 CEE e 93/98 CEE. A instalação deve ser dimensionada adequadamente à potência eléctrica declarada da estufa. Uma instalação errada ou uma manutenção imprópria (não conformes com quanto contido neste manual) podem causar danos às pessoas, animais ou coisas. Neste caso a MCZ é isenta de qualquer responsabilidade civil ou penal AVISOS OPERACIONAIS Apagar a estufa no caso de avaria ou mau funcionamento. O pellet não deve ser colocado manualmente no queimador. O acumulo de pellets incombustos no queimador, após repetidas falhas de acendimento deve ser removido antes de proceder com um novo acendimento. Não lavar as partes internas da estufa com água. Não lavar a estufa com água. A água poderá penetrar dentro da unidade e estragar os isolamentos eléctricos, provocando choques eléctricos. Não expor o próprio corpo ao ar quente durante longo tempo. Não aquecer muito o ambiente no qual se está e onde a estufa está instalada. Isto pode danificar as condições físicas e causar problemas de saúde. Não expor directamente ao fluxo de ar quente plantas ou animais. Poderá haver efeitos nocivos em plantas ou animais. No reservatório não colocar combustíveis diferentes de pellet de madeira. Instalar a estufa em locais adequados ao combate contra incêndio e predispostos com todos os serviços, tais como alimentações (ar e eléctricas) e descargas para os fumos. Em caso de incêndio do cano fumeiro, apagar a estufa, desligá-la da rede e nunca abrir a porta. Deve-se então chamar as autoridades competentes. A armazenagem da estufa e do revestimento em cerâmica deve ser efectuado em locais sem humidade e os mesmos não devem ser expostos às intempéries. É desaconselhado apoiar o corpo da estufa

7 Capítulo 1 pág. 7 directamente no pavimento, e se o mesmo for de material inflamável deve ser isolado adequadamente. Não acender a estufa com materiais inflamáveis no caso de avaria no sistema de acendimento. INFORMAÇÕES: Para qualquer problema contactar o revendedor ou o pessoal qualificado e autorizado pela MCZ e no caso de reparação exigir peças sobressalentes originais. Deve-se utilizar exclusivamente o combustível declarado pela MCZ (para a ITÁLIA somente pellet diâmetro 6mm enquanto para os outros países europeus pellet com diâmetro 6-8 mm) e fornecido somente pelo sistema automático de alimentação. Controlar e limpar periodicamente os tubos de descarga de fumos (conexão ao cano fumeiro) O acumulo de pellets incombustos no queimador, após repetidas falhas de acendimento deve ser removido antes de proceder com um novo acendimento. A estufa de pellet não é um aparelho de cozedura. Manter a tampa do reservatório de combustível sempre fechada. Guardar com cuidado este manual de instruções pois deve acompanhar a estufa durante toda a sua vida. Se for vendida ou transferida para outro utente verificar sempre que o manual acompanhe o produto. Em caso de extravio solicitar uma cópia ao revendedor autorizado ou à MCZ CONDIÇÕES DE GARANTIA A MCZ garante o produto, com exclusão dos elementos sujeitos a desgaste normal citados abaixo pelo prazo de dois anos a partir da data de compra que é comprovada por um documento que contém o nome do vendedor e a data na qual foi efectuada a venda, o envio do certificado de garantia preenchido no prazo de 8 dias. e se o produto foi instalado e vistoriado por instalador especializado e conforme as instruções detalhadas indicadas no manual de instruções fornecido com o produto. Por garantia entende-se a substituição ou reparação gratuita das partes reconhecidas defeituosas na origem por vícios de fabricação Limites Não estão incluídos na garantia acima as partes relativas a peças eléctricas e electrónicas, ventiladores para os quais o período garantido é de 1 ano depois da compra do produto comprovado segundo quanto indicado acima. Não estão em garantia as partes sujeitas a desgaste normal, tais como: guarnições, vidros e todas as partes removíveis do lume. As partes substituídas serão garantidas pelo prazo restante da garantia decorrente da data de compra do produto. Especificamente os vidros são garantidos até o momento no qual o montador autorizado MCZ, certifica a perfeita integridade no momento em que terminar a montagem Exclusões As variações cromáticas das partes pintadas e em cerâmica, assim como os craquelês da cerâmica não constituem motivo de reclamação pois são características naturais do material e do uso do produto. Não são cobertas pela garantia todas as partes que constarem defeituosas por causa de negligência ou desleixo no uso, de manutenção errada, de instalação não conforme com quanto especificado pela MCZ ( ver capítulos relativos neste manual de uso). A MCZ exime-se de qualquer responsabilidade por danos que possam, directamente ou indirectamente, causar a pessoas, animais ou coisas por consequência da falta de observação de todas as indicações contidas no manual de instruções e concernentes, sobretudo os avisos com relação à instalação, uso e manutenção do aparelho. No caso de ineficiência do produto contactar o revendedor e/ou o importador de área. Os danos causados pelo transporte e/ou movimentação são excluídos da garantia. Para a instalação e o uso do produto, consultar exclusivamente o manual fornecido. A garantia é anulada em caso de danos causados por adulterações no aparelho, agentes atmosféricos, calamidades naturais, descargas eléctricas, incêndios, defeito da instalação eléctrica e causados por falta ou incorrecta manutenção segundo as instruções do fabricante. PEDIDO DE ATENDIMENTO O pedido de atendimento deve ser enviado ao revendedor o qual providenciará a enviar a chamada ao departamento de assistência técnica MCZ. MCZ DECLARA QUE A ESTUFA COMPRADA RESPONDE ÀS DIRECTIVAS CEE 89/336 E 72/23 E EMENDAS POSTERIORES. MCZ exime-se de qualquer responsabilidade se o produto e qualquer outro acessório sejam utilizados impropriamente ou modificados sem autorização. Para qualquer substituição devem ser utilizadas somente peças sobressalentes originais MCZ. Avisos e condições de garantia

8 Capítulo 2 pág NOÇÕES TEÓRICAS PARA A INSTALAÇÃO 2.1. O PELLET O pellet é obtido por trefilação de serragem produzida durante o beneficiamento da madeira natural seca (sem verniz). A compactação do material é garantida pela lignina que está contida na própria madeira e permite a produção do pellet sem o uso de colas ou ligantes. O mercado oferece várias tipologias de pellet com características que variam conforme as misturas de madeira usadas. O diâmetro varia dos 6 aos 8 mm, com um comprimento standard compreendido entre 5 e 30 mm. O pellet de boa qualidade tem uma densidade que varia de 600 até mais de 750 kg/mc com um conteúdo de água que se mantém entre 5% e l 8% do seu peso. Para além de ser um combustível ecológico, porque se aproveitam no máximo os resíduos da madeira obtendo uma combustão mais limpa daquela produzida com os combustíveis fósseis, o pellet apresenta também vantagens técnicas. Enquanto uma boa lenha tem um poder calorífico de 4,4 kw/kg (15% de humidade, após cerca 18 meses de maturação), o do pellet é de 5,3 kw/kg. Para garantir uma boa combustão é necessário que o pellet seja guardado num lugar não húmido e protegido da sujeira. O pellet geralmente é fornecido em sacos de 15 kg, portanto a estocagem é muito prática. Um pellet de boa qualidade garante uma boa combustão abaixando as emissões nocivas na atmosfera. Combustível pellet Quanto mais o combustível é de qualidade ruim mais será necessário intervir para a limpeza interna no braseiro e na câmara de combustão. Saco de combustível de 15 Kg O pellet deve ser produzido somente com essências de madeira não tratada quimicamente. As normas DIN e ONORM M 7135 certificam um pellet de qualidade com as características a seguir: Poder calorífico: 5,3 kw/kg Densidade: 700 kg/mc Conteúdo de água: max 8% do peso Percentagem de cinzas: max 1% do peso Diâmetro: 6 6,5mm Comprimento: max 30mm Conteúdo: 100% madeira não tratada e sem nenhuma adição de substâncias ligantes (percentagem de córtex max 5%) Embalagem: em sacos realizados com material ecocompatível ou biologicamente decomponível Noções teóricas para a instalação

9 Capítulo 2 pág. 9 MCZ recomenda muito o uso de combustível certificado para suas estufas. A utilização de pellet de má qualidade ou não conforme a quanto indicado anteriormente compromete o funcionamento da sua estufa e pode, por conseguinte, causar a anulação da garantia e da responsabilidade sobre o produto. As estufas a pellet MCZ funcionam exclusivamente com pellet de diâmetro 6 mm (somente para a ITÁLIA) e 6-8mm (países europeus) com comprimento que vai de 5mm ao max 30mm PRECAUÇÕES PARA A INSTALAÇÃO IMPORTANTE! A INSTALAÇÃO E A MONTAGEM DEVEM SER EFECTUADAS POR PESSOAL QUALIFICADO. Todos os regulamentos locais, inclusive aqueles que se referem às normas nacionais e europeias, devem ser respeitados no momento da instalação do aparelho A instalação da estufa deve ser efectuada num lugar idóneo a permitir as operações normais de abertura e manutenção ordinária da estufa. O ambiente deve ser: predisposto às condições ambientais de funcionamento dotado de alimentação eléctrica 230V 50 Hz (EN73-23) predisposto com sistema adequado de evacuação dos fumos dotado de ventilação externa dotado de sistema de ligação à terra conforme CE IMPORTANTE! O PRODUTO DEVE SER LIGADO A UM CANO FUMEIRO INTERNO OU EXTERNO, EM CONFORMIDADE COM AS NORMAS VIGENTES. O produto deve ser ligado a um cano fumeiro ou a uma conduta vertical que possa descarregar os fumos no ponto mais alto da moradia. Os fumos são sempre derivados de combustão de essências da madeira, portanto se saem em contacto ou próximo a paredes podem sujá-las. Prestar atenção porque por serem pouco visíveis mas muito quentes provocam queimaduras em contacto. Antes de posicionar o monobloco deve-se realizar o furo para a passagem do tubo de fumos e o furo para a tomada de ar externo. A ficha eléctrica deve ser posicionada num ponto onde seja sempre acessível ou, na fase de instalação, prever oportunos dispositivos de desconexão da rede de alimentação, em conformidade com as normas de instalações eléctricas Noções teóricas para a instalação

10 Capítulo 2 pág O AMBIENTE DE FUNCIONAMENTO Para um bom funcionamento e uma boa distribuição da temperatura o monobloco deve ser posicionado num lugar onde possa afluir o ar necessário para a combustão do pellet (deveme star disponíveis cerca de 40 m 3 /h) segundo a norma para a instalação e conforme as normas vigentes no país. O volume do ambiente não deve ser inferior a 50 m 3. O ar deve entrar através de aberturas permanentes efectuadas nas paredes (próximo à estufa) que vão para fora com uma secção mínima de 100 cm 2. Tais aberturas devem ser realizadas de maneira a não poder ser obstruídas de maneira nenhuma. O ar pode ser tomado também por lugares contíguos ao lugar a ventilar desde que os mesmos sejam dotados de tomada de ar externo e não sejam usados como quarto de dormir e casa de banho ou onde não existe perigo de incêndio como, por exemplo: garagem, reservatórios de lenha, armazéns de material inflamável respeitando taxativamente quanto prescrito pelas normas vigentes. Não é admitida a instalação nos quartos de dormir, nas casas de banho ou duche, e onde já está instalado outro aparelho de aquecimento sem um afluxo de ar autónomo (lareira, estufa etc.). É proibido o posicionamento da estufa em ambiente com atmosfera explosiva. O pavimento do local onde será instalada a estufa deve ser dimensionado adequadamente para suportar o peso da mesma. Se as paredes não são inflamáveis posicionar a estufa a uma distância mínima traseira de pelo menos 10 cm. No caso de paredes inflamáveis manter uma distância mínima traseira de 20 cm, lateral de 50 cm e dianteira de 150 cm. No caso de presença de objectos considerados particularmente delicados como móveis, cortinas, estofos, aumentar bastante a distância da estufa. Exemplo de realização da tomada de ar 200 cm Na presença de pavimento de madeira predispor a superfície de protecção do pavimento e sempre conforme às normas vigentes no país cm 200 cm 2.4. LIGAÇÃO À TOMADA DE AR EXTERNA É indispensável que no local onde a estufa é instalada possa afluir pelo menos tanto ar quanto for necessário para a combustão regular do aparelho e para a ventilação do local. Isto pode ser efectuado por meio de aberturas permanentes efectuadas nas paredes do local a ventilar que dão para fora, ou por meio de condutas de ventilação simples ou colectivos. Para tal fim, na parede externa próximo à estufa deve ser realizado um furo de trânsito com secção livre mínima de 100 cm². (furo diâmetro 12cm ou quadrado 10x10cm), protegido por uma grelha dentro e fora. Exemplo de instalação de Powerbox Noções teóricas para a instalação

11 Capítulo 2 pág. 11 A tomada de ar deve também: ser comunicante directamente com o ambiente de instalação ser protegida com grelha, rede metálica ou protecção idónea desde que não reduza o diâmetro mínimo. posicionada de modo a evitar que possa ser obstruída Não é obrigatório ligar a tomada de ar directamente à estufa (comunicante directo com o exterior) mas com o diâmetro acima citado devem ser garantidos cerca de 50 m³/h de ar. Ver a norma UNI REV LIGAÇÃO DO TUBO DE DESCARGA DE FUMOS Ao executar o furo para a passagem do tubo de descarga de fumos é necessário considerar a eventual presença de materiais inflamáveis. Se o furo tiver que atravessar uma parede de madeira ou de material termolábil o INSTALADOR DEVE antes utilizar a conexão apropriada na parede (diam. 13cm mínimo) e isolar adequadamente o tubo da estufa que o atravessa utilizando materiais isolantes adequados (espess. 1,3 5 cm com condutividade térmica min de 0,07 W/m K). O mesmo vale se o tubo da estufa deve percorrer trechos verticais ou horizontais ficando sempre na proximidade (min.20cm) da parede termolábil. Como alternativa recomenda-se o uso de tubo industrial isolado que pode ser usado também fora para evitar o condensado. A câmara de combustão trabalha em depressão. A conduta de fumos para a descarga dos fumos estará em depressão quando ligada a eficiente cano fumeiro como prescrito. Ligação do tubo de descarga de fumos Planta IMPORTANTE! Todas as trocas de direcção a 90 do canal de descarga de fumos devem ser possivelmente preparados com as uniões apropriadas em T com inspecção. (Ver acessórios estufa a pellet) É taxativamente proibido o uso de uma rede na extremidade do tubo de descarga, pois a mesma poderá causar o mau funcionamento da estufa. PARA A LIGAÇÃO EM CANO FUMEIRO NÃO DEVEM SER USADOS MAIS DO QUE 2-3 m. DE TUBAGEM HORIZONTAM E NÃO DEVEM SER USADAS MAIS DE 3 CURVAS DE 90 RECOMENDA-SE TAMBÉM DE NÃO ULTRAPASSAR 6 METROS DE COMPRIMENTO COM O TUBO Ø 80 mm O TUBO Ø 80 mm SERVE SOMENTE PARA EXECUTAR A CONEXÃO AO CANO FUMEIRO E NÃO PODE SER CONSIDERADO CANO FUMEIRO. O cano fumeiro tem características diferentes descritas nos parágrafos seguintes Exemplo de instalação de PowerBox Noções teóricas para a instalação

12 Capítulo 2 pág LIGAÇÃO AO CANO FUMEIRO O cano fumeiro deve ter dimensões internas não superiores a cm. 20X20 ou diâmetro 20 cm.; no caso de dimensões superiores ou más condições do cano fumeiro (por ex. rachaduras, pouco isolamento, etc.) é recomendável introduzir no cano fumeiro um tubo de aço inox com diâmetro adequado em todo o seu comprimento, até o topo. Verificar com instrumentos adequados que haja uma tiragem min. de 10 Pa. Na base do cano fumeiro prever uma inspecção para o controlo periódico e a limpeza que deve ser efectuada anualmente. Executar a conexão ao cano fumeiro com vedação com conexões e tubos recomendados por nós. Controlar taxativamente que seja instalada uma cumeeira contra vento segundo as normas vigentes. Este tipo de ligação, também na falta temporária de corrente, garante a evacuação dos fumos. 0,5 mt. 1 1) Cumeeira contra vento 2) Cano fumeiro 3) Inspecção LIGAÇÃO A UMA CONDUTA EXTERNA COM TUBO ISOLADO OU PAREDE DUPLA 0,5 mt. 1 A conduta externa deve ter medidas internas mínimas de cm. 10X10 ou diâmetro 10 cm. e máximas de cm. 20X20 ou diâmetro 20 cm. Verificar com instrumentos adequados que haja uma tiragem de 10 Pa. Devem ser utilizados somente tubos isolados (parede dupla) em aço inox lisos dentro (não são admitidos tubos inox flexíveis) fixados na parede. Prever na base da conduta vertical externa uma inspecção para os controlos periódicos e a limpeza que deve ser efectuada anualmente. Executar a conexão ao cano fumeiro com vedação com conexões e tubos recomendados por nós. Controlar taxativamente que seja instalada uma cumeeira contra vento segundo as normas vigentes. Este tipo de ligação, também na falta temporária de corrente, garante a evacuação dos fumos. 1) Cumeeira contra vento 2) Cano fumeiro 3) Inspecção CONEXÃO AO CANO FUMEIRO 0,5 mt. 1 A conexão entre estufa e cano fumeiro ou conduta fumeira, para um bom funcionamento não deve ser inferior a 3% de inclinação nos trechos horizontais cujo comprimento total não deve ultrapassar 2/3 m. e o trecho vertical de uma conexão em T a outra (troca de direcção) não deve ser inferior a 1,5 m. Verificar com instrumentos adequados que haja uma tiragem min. de 10 Pa. Na base do cano fumeiro prever uma inspecção para os controlos periódicos e para a limpeza que deve ser executada anualmente. Executar a conexão ao cano fumeiro com vedação com conexões e tubos recomendados por nós. Controlar taxativamente que seja instalada uma cumeeira contra vento segundo as normas vigentes. H > 1,5 mt. 2-3 mt. MAX 3-5 % 1) Cumeeira contra vento 2) Cano fumeiro 3) Inspecção 3 2 Noções teóricas para a instalação

13 Capítulo 2 pág. 13 Este tipo de ligação, também na falta temporária de corrente, garante a evacuação dos fumos ANOMALIAS DE FUNCIONAMENTO LIGADAS AOS DEFEITOS DE TIRAGEM DO CANO FUMEIRO Entre todos os factores meteorológicos e geográficos que influenciam o funcionamento de um cano fumeiro (chuva, neblina, neve, altitude a.n.m., período de insolação, exposição aos pontos cardeais, etc ) o vento è com certeza mais determinante. Com efeito, para além da depressão térmica induzida pela diferença de temperatura entre interior e exterior da lareira, existe outro tipo de depressão (ou sobrepressão): a pressão dinâmica induzida pelo vento. Um vento ascendente sempre tem o efeito de aumentar a depressão e portanto a tiragem.um vento horizontal aumenta a depressão no caso de instalação correcta da cumeeira. Um vento descendente sempre tem o efeito de diminuir a depressão, às vezes invertendo-a. Ex. Vento descendente de 45 de 8m/seg. sobrepressão de 17 Pa Ex. Vento horizontal 8m/seg. Depressão de 30 Pa Pontos menos favoráveis Posição mais favorável Vento descendente VENTO Zona sob pressão Zona sob depressão Para além da direcção e da força do vento, também a posição do cano fumeiro e da cumeeira em relação ao tecto da casa e à paisagem circunstante é importante. O vento influencia o funcionamento da lareira também indirectamente criando algumas áreas de sobrepressão e depressão na parte externa e também na parte interna das moradias. Nos ambientes expostos directamente ao vento (2) pode-se criar uma sobrepressão interna que pode favorecer a tiragem de estufas e lareiras, mas que pode ser combatida pela sobrepressão externa se a cumeeira estiver situada do lado exposto ao vento (1). Ao contrário,nos ambientes opostos à direcção do vento (3) pode criar-se uma depressão dinâmica que entra em concorrência com a depressão térmica natural desenvolvida pela lareira, que porém pode ser compensada (às vezes) colocando a conduta de fumos pelo lado oposto à direcção do vento (4) IMPORTANTE! O funcionamento da estufa de pellets sente de maneira sensível a conformidade e a posição do cano fumeiro executada. Condições precárias podem ser resolvidas somente com uma configuração adequada da estufa feita pelo pessoal qualificado MCZ. VENTO = Zonas em sobrepressão 3-4 = Zonas em depressão Noções teóricas para a instalação

14 Capítulo 3 pág INSTALAÇÃO E MONTAGEM 3.1. DESENHOS e CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS POWERBOX COMPACT Note * Dados variáveis consoante o tipo e a dimensão da pelota utilizada CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Potência térmica global Max Potência térmica global Min 8.5 kw / kcal/h 2.6kw / kcal/h Rendimento no Max 91.7 % (> 90%) Rendimento no Min 92.6 % (> 90%) Temperatura dos fumos na saída no Max 170 C Temperatura dos fumos na saída no Min 70 C CO a 13%O ² no Min e no Max % CO 2 no Min e no Max 4.3% 8.5% Massa fumos no min e no max g/sec Tiragem mínima na potência Max 0,12 mbar 12 Pa Tiragem mínima na potência Min 0,07 mbar 7 Pa Capacidade reservatório Tipo de combustível pellet Consumo horário pellet 25 litri Pellet Ø 6-8 mm. Pezzatura 5/30 mm Min ~ 0,6 kg/h * Max.~ 1,75 kg/h * Al min ~ 28 h * Autonomia Al max. ~ 10 h * Volume de aquecimento 183/40 209/35 m 3 244/30 ** Entrada de ar para a combustão Ø 50 mm. Saída de fumos Potência eléctrica máxima absorvida Tensão e frequência de alimentação Peso líquido Peso com embalagem ** Volume riscaldabile a seconda del bisogno di cal/m (rispettivamente Kcal/h por m 3 ) Produto conforme para instalação em condutas multiplas. Ø 80 mm. 270 Watt 220 Volt / 50 Hz 120 Kg. 140 Kg. Instalação e montagem

15 Capítulo 3 pág. 15 POWERBOX LINK Note * Dados variáveis consoante o tipo e a dimensão da pelota utilizada CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Potência térmica global Max Potência térmica global Min 8.5 kw / kcal/h 2.6kw / kcal/h Rendimento no Max 91.7 % (> 90%) Rendimento no Min 92.6 % (> 90%) Temperatura dos fumos na saída no Max 170 C Temperatura dos fumos na saída no Min 70 C CO a 13%O ² no Min e no Max % CO 2 no Min e no Max 4.3% 8.5% Massa fumos no min e no max g/sec Tiragem mínima na potência Max 0,12 mbar 12 Pa Tiragem mínima na potência Min 0,07 mbar 7 Pa Capacidade reservatório Tipo de combustível pellet Consumo horário pellet 25 litri Pellet Ø 6-8 mm. Pezzatura 5/30 mm Min ~ 0,6 kg/h * Max.~ 1,75 kg/h * Al min ~ 28 h * Autonomia Al max. ~ 10 h * Volume de aquecimento 183/40 209/35 m 3 244/30 ** Entrada de ar para a combustão Ø 50 mm. Saída de fumos Potência eléctrica máxima absorvida Tensão e frequência de alimentação Peso líquido Peso com embalagem ** Volume riscaldabile a seconda del bisogno di cal/m (rispettivamente Kcal/h por m 3 ) Produto conforme para instalação em condutas multiplas. Ø 80 mm. 270 Watt 220 Volt / 50 Hz 120 Kg. 140 Kg. Instalação e montagem

16 Capítulo 3 pág PREPARAÇÃO E DESEMBALAGEM O monobloco é entregue numa embalagem única. Abrir a embalagem, remover as cintas, retirar o monobloco do estrado e posicionar no lugar escolhido prestando atenção para que seja conforme com quanto previsto. O corpo da estufa ou monobloco deve ser sempre movimentado na posição vertical exclusivamente com carrinhos. Deve-se prestar muita atenção para que a porta e seu vidro sejam poupados de batidas mecânicas que comprometem a sua integridade. De qualquer maneira a movimentação dos produtos deve ser efectuada com cuidado. Se possível desembalar a estufa próximo à área onde será instalada. Os materiais que compõem a embalagem não são nem tóxicos nem nocivos, portanto, não exigem processos de eliminação especiais. A armazenagem, a eliminação ou eventualmente a reciclagem fica a cargo do utilizador final em conformidade com as leis vigentes em matéria. Não armazenar o monobloco e os revestimentos sem as relativas embalagens. Se for preciso ligar a estufa a um tubo de descarga que atravessa a parede traseira (para entrar no cano fumeiro ) prestar a máxima atenção para não forçar a embocadura MONTAGEM DAS PERNAS E FIXAÇÃO DO MONOBLOCO NO PAVIMENTO É obrigatório fixar o monobloco numa bancada de modo que durante as operações de manutenção anual por parte do técnico autorizado, a câmara de combustão possa ser extraída do seu alojamento com o auxílio de duas guias extensíveis. Para fixar o monobloco faça as seguintes operações: 1. Meça a distância (A) do bordo da moldura até ao exterior do suporte de modo a podê-lo remontar adequadamente. A = 580 mm (medida da batida cornija à parte externa do suporte) A1 = 577 mm (medida do exterior parede para exterior suporte) A2 = 3 mm (medida do exterior parede para a batida da cornija) 2. remova a moldura de compensação ou o elemento direito e esquerdo (C) como indicado no parágrafo desaparafuse os parafusos em baixo (B) sob a porta do monobloco 4. em seguida extraia a máquina e separe-a do seu suporte (D) 5. Posicione o suporte (D) à distância da parede medida anteriormente (A1) ver figura ao lado 6. com os parafusos fornecidos fixar o suporte (D) na base (E) prestando atenção que a superfície de fixação do suporte (D) e a parede estejam perpendiculares 7. reposicionar a máquina sobre o suporte (D), reintroduzir os parafusos (B) verificando que a máquina e o suporte estejam bem fixados para garantir o funcionamento do produto. A Instalação e montagem

17 Capítulo 3 pág. 17 É muito importante certificar-se de ter respeitado as medidas de assentamento da base do produto, prestando muita atenção que a superfície de fixação do suporte e a parede estejam perpendiculares. Certificar-se também, que os parafusos deixem a máquina vinculada no suporte. É obrigatório fixar o monobloco à base pois, aquando da manutenção, a câmara de combustão tem de ser extraída e o baricentro do aparelho desloca-se bastante para a frente. Se o produto não estiver fixado numa bancada, pode perder a estabilidade. C D B E B C Fixação à base O monobloco pode ser instalado à altura desejada, construindo no local uma elevação adequada. Este suporte tem de ser construído em material não inflamável. A MCZ declina toda e qualquer responsabilidade por eventuais danos a coisas e pessoas, caso não sejam respeitadas as advertências indicadas acima DESMONTAGEM DA MOLDURA DE COMPENSAÇÃO Para evitar de danificar a moldura (C) de acabamento situada à volta da porta do fogo, é aconselhável desmontá-la antes de fixar o Powerbox na base (E) e colocá-la num local seguro. Para a desmontagem ver cap MONTAGEM RAMPA CARREGAMENTO PELLET (LINK) Outra escolha a efectuar antes de posicionar o monobloco é aquela de definir o lado onde instalar a rampa para o carregamento do combustível. Instalação e montagem

18 Capítulo 3 pág. 18 O Powerbox Link é entregue com duas braçadeiras, o tubo para a ligação e a rampa com porta. A rampa, pode ser montada do lado direito, do lado esquerdo ou frontalmente. O tubo de ligação tem 1 metro de comprimento. É obrigatório encurtar o tubo de ligação, dependendo do posicionamento (lateral ou frontal), de modo que fique bem esticado. Esta operação é necessária para facilitar a descida dos pellets. Antes de realizar o revestimento faça uma prova de carregamento do combustível para verificar a sua correcta descida para o depósito. É obrigatório efectuar o correcto isolamento do tubo, no caso deste ser montado do lado esquerdo, ao nível da evacuação dos fumos. A MCZ declina toda e qualquer responsabilidade caso não seja respeitada a advertência indicada acima. Risco de incêndio!! Montagem lateral da rampa No caso de decidir posicionar a rampa lateralmente, a distância do eixo da máquina à parede deve ser no máximo de 80 cm (figura ao lado). Para posicionar a rampa faça as seguintes operações: Ligue o tubo fornecido ao Powerbox, prestando atenção para que fique rodado lateralmente, e fixe-o com a braçadeira. Ligue o tubo (na parte superior) à entrada da estrutura da porta, usando a braçadeira fornecida. Posicione o tubo com a estrutura da porta de modo que, com o revestimento feito, se possa enroscar e fixar na parede do próprio revestimento ao nível do furo realizado para a sua introdução. Para a montagem da porta externa consulte o parágrafo 3.15, dado que tal operação só pode ser efectuada com o revestimento completo. Montagem da rampa lateral Montagem frontal da rampa Ligue o tubo fornecido com o produto, prestando atenção para que fique rodado frontalmente, e fixe-o com a braçadeira. Ligue o tubo à entrada da estrutura da porta, usando a braçadeira. Posicione a tubagem de modo a torná-la acessível com o revestimento completo e de modo a poder fixar a estrutura da porta, ao furo preparado na parede do próprio revestimento. Para a montagem da porta externa consulte o parágrafo 3.15, dado que tal operação só pode ser efectuada com o revestimento completo. Montagem da rampa frontal Instalação e montagem

19 Capítulo 3 pág AR COMBURENTE E FILTRO DE AR O PowerSystem é dotado de uma entrada do ar comburente que permite a aspiração do ar indispensável para a combustão. Essa entrada situada na parte traseira do monobloco, é protegida por um filtro anti-pólen fácil de limpar. Recomenda-se de fazer retirar o ar comburente sempre dentro do ambiente de instalação e não na parte externa, para evitar que sejam aspiradas impurezas, pós finos ou humidade. O filtro do ar de forma cilíndrica, está posicionado logo atrás do monobloco no início da tubulação e é composto por uma fina rede metálica. O filtro deve ser submetido periodicamente à manutenção, para aceder é necessário extrair a câmara de combustão através das guias apropriadas. Para esta operação deve ser consultado o capítulo relativo à manutenção. Exemplo de ligação tubos entrada de ar 3.7. BOCAIS DE VENTILAÇÃO DA COIFA Premissa O Powerbox pode ser utilizados de duas formas diferentes: Como introdução em um revestimento existente Como nova instalação Se o Powerbox for introduzido em um revestimento existente serão utilizadas as grelhas de ventilação presentes no revestimento. Se o Powerbox for utilizado como nova instalação a MCZ recomenda instalar os bocais de ventilação conforme descrito no parágrafo revestimento existente Bocais de ventilação da coifa para revestimento novo. É obrigatório instalar os bocais de ventilação da coifa MCZ ou bocais que possam garantir a mesma funcionalidade e a mesma secção de passagem de ar (ver acessórios MCZ).MCZ não responde por eventuais danos à estrutura ou aos componentes eléctricos causados pela falta de observação deste aviso. Vista a potência elevada do PowerBox, a estrutura atinge temperaturas elevadas e é indispensável garantir sempre uma ventilação contínua e eficiente dentro do revestimento. Essa praxe, para além de garantir um perfeito funcionamento do produto, permite de recuperar parte do calor da estrutura que se perde se ficar dentro do revestimento. Para um entendimento melhor das quantidades, medidas e função dos bocais de ventilação a instalar no revestimento, a seguir reproduzimos algumas configurações potenciais de instalação com os relativos bocais. Instalação e montagem

20 Capítulo 3 pág. 20 1a) Grade para a saída do ar de convecção 1b) Grade para a entrada do ar de convecção As grades 1a e 1b são indispensáveis para fazer sair o calor que se aninha dentro da coifa e é obrigatório montá-las indiferentemente do tipo de instalação ou de revestimento que será realizado. 2) Porta para o carregamento do pellet. 1a Máscara para a realização dos furos para as grades de ventilação da coifa de série No desenho abaixo, ilustram-se as posições e as dimensões para o posicionamento das grelhas para a ventilação da coifa. (1a e 1b) 1b Instalação e montagem

BEDIENUNGSANWEISUNG IKD 943.1. mit Montageanweisungen

BEDIENUNGSANWEISUNG IKD 943.1. mit Montageanweisungen BEDIENUNGSANWEISUNG mit Montageanweisungen GB F NL I E P Instructions for use and installation instructions Instructions d'utilisation et avis de montage Gebruiksaanwijzing en montagehandleiding Istruzioni

Leia mais

Referência do modelo 3. Especificações 4. Antes de usar 5, 6. Peças e acessórios 7

Referência do modelo 3. Especificações 4. Antes de usar 5, 6. Peças e acessórios 7 Página Referência do modelo 3 Especificações 4 Antes de usar 5, 6 Peças e acessórios 7 Instalação 8, 9 Modo de operação para modelos mecânicos Modo de operação para modelos electrónicos 10, 11 12, 13 Drenagem

Leia mais

AQUECEDOR A GÁS DE CHAMA AZUL ESTUFA A BLU FLAME SBF

AQUECEDOR A GÁS DE CHAMA AZUL ESTUFA A BLU FLAME SBF AQUECEDOR A GÁS DE CHAMA AZUL ESTUFA A BLU FLAME SBF 02 PT ES Dados Técnicos AQUECEDOR A GÁS DE CHAMA AZUL Tipo Categoria Potência Potência Potência Pressão máxima média mínima do gás G30 I3B KW g/h KW

Leia mais

Características da Lt408

Características da Lt408 Lt408 Guia Rápido Características da Lt408 A Lt408 a geração de impressoras industriais robustas de alto rendimento com alta resolução. A Lt408 é uma impressora fácil de usar, com um rendimento e velocidade

Leia mais

Manual de instruções para carregadores de acumuladores. utilizados para carregar acumuladores de cadeiras de rodas e scooters

Manual de instruções para carregadores de acumuladores. utilizados para carregar acumuladores de cadeiras de rodas e scooters Manual de instruções para carregadores de acumuladores CCC 405 e CCC 410 24V/5A 24V/10A utilizados para carregar acumuladores de cadeiras de rodas e scooters Certified to EN60601-1 3 rd ed. Em conformidade

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS PARA LUMINÁRIAS DE UTILIZAÇÃO DOMÉSTICA

INSTRUÇÕES GERAIS PARA LUMINÁRIAS DE UTILIZAÇÃO DOMÉSTICA INSTRUÇÕES GERAIS PARA LUMINÁRIAS DE UTILIZAÇÃO DOMÉSTICA INSTRUÇÕES GERAIS PARA LUMINÁRIAS DE UTILIZAÇÃO DOMÉSTICA INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA O fabricante aconselha um uso correcto dos aparelhos de iluminação!

Leia mais

Albicalor, Lda. Rua Comendador Martins Pereira 3850-089 Albergaria-a-Velha

Albicalor, Lda. Rua Comendador Martins Pereira 3850-089 Albergaria-a-Velha Para produzir a cerâmica Majolica são necessárias duas semanas. O resultado é um produto exclusivo que não desgasta e tem propriedades termo condutoras. As imperfeições minusculas, tais como as micro pepitas,

Leia mais

CELSIUSNEXT WTD 24 AM E23 WTD 24 AM E31. Manual de instalação e utilização

CELSIUSNEXT WTD 24 AM E23 WTD 24 AM E31. Manual de instalação e utilização Manual de instalação e utilização CELSIUSNEXT 6720608913-00.1AL WTD 24 AM E23 WTD 24 AM E31 Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler

Leia mais

INSTRUÇÕES IMPORTANTES PARA A SEGURANÇA PERIGO: ADVERTÊNCIA:

INSTRUÇÕES IMPORTANTES PARA A SEGURANÇA PERIGO: ADVERTÊNCIA: INSTRUÇÕES IMPORTANTES PARA A SEGURANÇA A SUA SEGURANÇA E A DOS OUTROS É MUITO IMPORTANTE Este manual e o próprio aparelho possuem importantes informações relativas à segurança, que devem ser lidas e respeitadas

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES ASPIRADOR DE PÓ 800 W COM CABO TELESCÓPICO Equipamento somente para uso doméstico. Obrigado por escolher um produto com a marca Tramontina. Por favor, leia o Manual de Instruções por

Leia mais

Oar contém uma quantidade variável de vapor de água, que determina o grau de umidade de um

Oar contém uma quantidade variável de vapor de água, que determina o grau de umidade de um Algumas noções sobre a umidade relativa do ar Oar contém uma quantidade variável de vapor de água, que determina o grau de umidade de um ambiente. A capacidade do ar de reter vapor de água é tanto maior

Leia mais

ANTES DE UTILIZAR A PLACA EM VIDRO CERÂMICO

ANTES DE UTILIZAR A PLACA EM VIDRO CERÂMICO MANUAL DE UTILIZAÇÃO ANTES DE UTILIZAR A PLACA EM VIDRO CERÂMICO INSTALAÇÃO LIGAÇÃO ELÉCTRICA SUGESTÕES PARA POUPANÇA DE ENERGIA SUGESTÕES PARA A PROTECÇÃO DO AMBIENTE PRECAUÇÕES E RECOMENDAÇÕES GERAIS

Leia mais

Manual de instruções. Caldeira de condensação a gás Logano plus GB312. Para o utilizador. Leia atentamente antes de utilizar o aparelho.

Manual de instruções. Caldeira de condensação a gás Logano plus GB312. Para o utilizador. Leia atentamente antes de utilizar o aparelho. Manual de instruções Caldeira de condensação a gás Logano plus GB312 Para o utilizador Leia atentamente antes de utilizar o aparelho. 7 747 010 152-01/2007 PT Índice 1 Para a sua segurança...........................................

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÕES. Ar Condicionado de Inversor de Sistema FXNQ20A2VEB FXNQ25A2VEB FXNQ32A2VEB FXNQ40A2VEB FXNQ50A2VEB FXNQ63A2VEB

MANUAL DE OPERAÇÕES. Ar Condicionado de Inversor de Sistema FXNQ20A2VEB FXNQ25A2VEB FXNQ32A2VEB FXNQ40A2VEB FXNQ50A2VEB FXNQ63A2VEB MANUAL DE OPERAÇÕES Ar Condicionado de Inversor de Sistema FXNQ20A2VEB FXNQ25A2VEB FXNQ32A2VEB FXNQ40A2VEB FXNQ50A2VEB FXNQ63A2VEB ÍNDICE LER ANTES DE UTILIZAR Nomes e funções das peças...2 Precauções

Leia mais

Instruções de instalação

Instruções de instalação Instruções de instalação Acessórios Cabos de ligação do acumulador da caldeira de aquecimento Para técnicos especializados Ler atentamente antes da montagem. Logano plus GB225-Logalux LT300 6 720 642 644

Leia mais

Este manual de instruções é parte integrante do produto e deve ficar na posse do cliente final. Imagem 1: Vista frontal

Este manual de instruções é parte integrante do produto e deve ficar na posse do cliente final. Imagem 1: Vista frontal Painel de comando e sinalização N.º art. MBT 2424 Manual de instruções 1 Indicações de segurança A instalação e a montagem de aparelhos eléctricos apenas devem ser realizadas por electricistas especializados.

Leia mais

Sumário ESTAS INSTRUÇÕES SÓ SÃO VÁLIDAS PARA OS PAÍSES DE DESTINAÇÃO CUJOS SÍMBOLOS IDE IDENTIFICAÇÃO SE ENCONTRAM NA CAPA DO PRESENTE MANUAL.

Sumário ESTAS INSTRUÇÕES SÓ SÃO VÁLIDAS PARA OS PAÍSES DE DESTINAÇÃO CUJOS SÍMBOLOS IDE IDENTIFICAÇÃO SE ENCONTRAM NA CAPA DO PRESENTE MANUAL. Sumário 1. AVISOS PARA A SEGURANÇA E USO 56 2. COLOCAÇÃO NA BANCADA TOP 58 3. LIGAÇÃO ELÉCTRICA 60 4. LIGAÇÃO DO GÁS 61 5. ADAPTAÇÃO AOS DIFERENTES TIPOS DE GÁS 63 6. OPERAÇÕES FINAIS 67 7. USO DA PLACA

Leia mais

BEDIENUNGSANWEISUNG KD 935.1 / 934.1 / 634.1. mit Montageanweisungen

BEDIENUNGSANWEISUNG KD 935.1 / 934.1 / 634.1. mit Montageanweisungen BEDIENUNGSANWEISUNG mit Montageanweisungen Instructions for use and installation instructions Instructions d utilisation et avis de montage Gebruiksaanwijzing en montagehandleiding Istruzioni di l uso

Leia mais

CYLINDER VACUUM CLEANER BODYGUARD VCC 4950

CYLINDER VACUUM CLEANER BODYGUARD VCC 4950 CYLINDER VACUUM CLEANER BODYGUARD VCC 4950 PT F C S D J T B G U A R Q P O N M H I E K L 3 PORTUGESE 45-53 4 SEGURANÇA Por favor, leia na íntegra manual de instruções antes de usar este aparelho! Siga todas

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE USO E MANUTENÇÃO DO UTILIZADOR

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE USO E MANUTENÇÃO DO UTILIZADOR MANUAL DE INSTRUÇÕES DE USO E MANUTENÇÃO DO UTILIZADOR Nota: O presente documento não dispensa a consulta das instruções técnicas do fabricante. Ao autor reserva-se o direito da realização de todas e quaisquer

Leia mais

PISTÃO ELECTROMECÂNICO PARA PORTÕES E PORTAS DE BATENTE PARA COLOCAÇÃO EXTERNA

PISTÃO ELECTROMECÂNICO PARA PORTÕES E PORTAS DE BATENTE PARA COLOCAÇÃO EXTERNA PISTÃO ELECTROMECÂNICO PARA PORTÕES E PORTAS DE BATENTE PARA COLOCAÇÃO EXTERNA PM/PM1 ATENÇÃO!! Antes de efectuar a instalação, leia atentamente este manual que é parte integrante deste equipamento Nossos

Leia mais

11/13 1094-09-05 783912 REV.1. www.philco.com.br SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO. Manual de Instruções

11/13 1094-09-05 783912 REV.1. www.philco.com.br SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO. Manual de Instruções 11/13 1094-09-05 783912 REV.1 www.philco.com.br 0800 645 8300 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO PCL1F Manual de Instruções INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha de mais um produto da linha Philco. Para garantir o

Leia mais

Manual de instruções Forno para pizza Mini

Manual de instruções Forno para pizza Mini P Manual de instruções Forno para pizza Mini 203510 203500 V1/0813 PORTUGUÊS Tradução do manual de instruções original Antes de iniciar a utilização deve ler o manual de instruções e seguidamente guardá-lo

Leia mais

Manual de instruções

Manual de instruções P Manual de instruções Salamandra eléctrica 100 A151.5001 V3/0211 Mantenha este manual de instruções pronto a ser utilizado com o produto! - 1 - 1. Informações gerais 3 1.1 Informações sobre o manual de

Leia mais

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO ANTES DE UTILIZAR A MÁQUINA DE LAVAR LOIÇA/LIGAÇÕES CUIDADOS E SUGESTÕES GERAIS COMO ENCHER O DEPÓSITO DO SAL COMO ENCHER O DISTRIBUIDOR DO ABRILHANTADOR COMO ENCHER O DISTRIBUIDOR

Leia mais

Índice. Simbologia utilizada:

Índice. Simbologia utilizada: Índice Cool Control Descrição dos símbolos... 47 Informações importantes 49 Utilização conforme a finalidade...49 Para a sua segurança...49 1 Preparação e colocação em funcionamento 50 Caixa original...50

Leia mais

Chaminés Cálculos e Normas aplicáveis

Chaminés Cálculos e Normas aplicáveis Chaminés Cálculos e Normas aplicáveis Chaminé de tiragem natural Tem como função permitir a evacuação dos gases, produzidos por uma determinada combustão. Aplicado na extracção de gases de combustão provenientes

Leia mais

Instruções para montagem e utilização

Instruções para montagem e utilização PT Instruções para montagem e utilização PT - Instruções para montagem e utilização Consultar também os desenhos nas primeiras páginas com as referências alfabéticas indicadas no texto explicativo.

Leia mais

MOTOR PARA PORTÕES E PORTAS DE BATENTE XNODO

MOTOR PARA PORTÕES E PORTAS DE BATENTE XNODO MOTOR PARA PORTÕES E PORTAS DE BATENTE XNODO ATENÇÃO!! Antes de efectuar a instalação, leia atentamente este manual que é parte integrante deste equipamento Nossos produtos se instalado por pessoal qualificado,

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO Índice pág. 1 INTRODUÇÃO...3 1. AVISOS E CONDIÇÕES DE GARANTIA...4 1.1. AVISOS PARA A SEGURANÇA...4 1.2. AVISOS OPERACIONAIS...4 1.3. CONDICÕES DE GARANTIA...5 1.3.1. Limites...5 1.3.2. Exclusões...5 2.

Leia mais

Seu manual do usuário AEG-ELECTROLUX ERG47800 http://pt.yourpdfguides.com/dref/294801

Seu manual do usuário AEG-ELECTROLUX ERG47800 http://pt.yourpdfguides.com/dref/294801 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para AEG- ELECTROLUX ERG47800. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no

Leia mais

ML-6622 CHURRASQUEIRA ELÉTRICA

ML-6622 CHURRASQUEIRA ELÉTRICA ML-6622 CHURRASQUEIRA ELÉTRICA INTRODUÇÃO A Churrasqueira Elétrica ML-6622 NKS Milano é um produto de alta tecnologia e qualidade. Para melhor entender todas as funções deste aparelho, e utilizá-lo com

Leia mais

RÁDIO RELÓGIO SY-1045 MANUAL DE INSTRUÇÕES

RÁDIO RELÓGIO SY-1045 MANUAL DE INSTRUÇÕES RÁDIO RELÓGIO SY-1045 MANUAL DE INSTRUÇÕES ATENÇÃO Esta sinal de exclamação adverte o utilizador da presença de instruções importantes de operatividade. O raio adverte o utilizador da presença de voltajem

Leia mais

Advertências. Código QR. 1 Advertências

Advertências. Código QR. 1 Advertências Advertências Como obter o manual completo Neste manual são apresentadas apenas as noções básicas necessárias para a utilização do aparelho. Para obter o manual completo com as descrições de todas as funcionalidades,

Leia mais

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA [M00 11112011] 1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA É muito importante que você leia atentamente todas as instruções antes de utilizar o produto, pois elas garantirão sua segurança. Condições de Instalação

Leia mais

INSTRUÇÕES SLIDE3000/5000 MOTOR INDUSTRIAL P/PORTA DE CORRER

INSTRUÇÕES SLIDE3000/5000 MOTOR INDUSTRIAL P/PORTA DE CORRER MOTOR INDUSTRIAL P/PORTA DE CORRER INSTRUÇÕES SLIDE3000/5000 A POR FAVOR LER O MANUAL COM ATENÇÃO ANTES DE PROCED- ER A INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO AUTOMATISMO VER.:1.02 REV.:11/2012 INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Leia mais

Manual de Operação e Manutenção ADVERTÊNCIA

Manual de Operação e Manutenção ADVERTÊNCIA Manual de Operação e Manutenção LG958L/LG959 ADVERTÊNCIA Os operadores e o pessoal de manutenção devem ler este manual com cuidado e entender as instruções antes de usar a carregadeira de rodas, para evitar

Leia mais

1 Indicações de segurança

1 Indicações de segurança Actuador regulador universal 1 canal, 50-210 W com entrada binária N.º art. 3210 UP Manual de instruções 1 Indicações de segurança A instalação e a montagem de aparelhos eléctricos apenas devem ser realizadas

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES EXAUSTOR DECORATIVO AD789XE1

MANUAL DE INSTRUÇÕES EXAUSTOR DECORATIVO AD789XE1 MANUAL DE INSTRUÇÕES EXAUSTOR DECORATIVO AD789XE1 BRANDT 2 Caro (a) Cliente; Acaba de adquirir um exaustor BRANDT, o que desde já agradecemos. Colocámos neste aparelho toda a nossa paixão e o nosso saber

Leia mais

ASPIRADOR TURBO RED 1850

ASPIRADOR TURBO RED 1850 06/08 350-04/00 072579 REV.0 Manual de Instruções SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO ASPIRADOR TURBO RED 1850 ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800-6458300 RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL SOLUÇÃO POSSÍVEL

Leia mais

Manual de instruções

Manual de instruções Manual de instruções Doppelkochplatte Dubbele Kookplaat Double réchaud Fogón doble Placa de aquecimento dupla Piastra termica doppia Double Hot Plate Podwójna płyta grzewcza Dupla főzőlap Двокамфорна кухонна

Leia mais

Manual Instalador e Utilizador Caldeira de Gaseificação a Lenha OFA WOOD GP

Manual Instalador e Utilizador Caldeira de Gaseificação a Lenha OFA WOOD GP Manual Instalador e Utilizador Caldeira de Gaseificação a Lenha OFA WOOD GP ÍNDICE INTRODUÇÃO... 1. DESCRIÇÃO GERAL DA CALDEIRA DE GASEIFICAÇÃO A LENHA OFA WOOD GP... 2. COMPONENTES FORNECIDOS COM A CALDEIRA...

Leia mais

Hotte de cuisine Cooker hood Dunstabzugshaube Cappa da cucina Campana Coifa Wasemkap

Hotte de cuisine Cooker hood Dunstabzugshaube Cappa da cucina Campana Coifa Wasemkap COUV. BRANDT 21/04/04 11:46 Page 1 GUIDE D INSTALLATION & D UTILISATION INSTRUCTIONS FOR INSTALLATION AND USE / MONTAGE- UND GEBRAUCHSANWEISUNG ISTRUZIONI PER L INSTALLAZIONE E L USO / INSTRUCCIONES PARA

Leia mais

XDS-100. Manual de segurança R9898490

XDS-100. Manual de segurança R9898490 XDS-100 Manual de segurança R9898490 R59770579PT/00 25/08/2010 Barco nv Simulation Division Noordlaan 5, B-8520 Kuurne Telefone: +32 56.36.82.11 Fax: +32 56.36.84.86 E-mail: info@barco.com Visite-nos na

Leia mais

SÓ PARA USO DOMÉSTICO!

SÓ PARA USO DOMÉSTICO! - Não o utilize num espaço fechado e cheio de vapores que advenham de óleos, dissolventes, produtos anticaruncho, pó inflamável ou outros vapores explosivos ou tóxicos. - Extraia sempre a ficha do aparelho

Leia mais

RECUPERADOR DE CALOR AIRSYSTEM. MANUAL DE INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO pág. 1 INTRODUÇÃO...3

RECUPERADOR DE CALOR AIRSYSTEM. MANUAL DE INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO pág. 1 INTRODUÇÃO...3 RECUPERADOR DE CALOR AIRSYSTEM Índice MANUAL DE INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO pág. 1 INTRODUÇÃO...3 1. AVISOS E CONDIÇÕES DE GARANTIA...5 1.1. AVISOS PARA A SEGURANÇA...5 1.2. AVISOS OPERACIONAIS...6 1.3. CONDICÕES

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES WWW.ELGIN.COM.BR UMIDIFICADOR DE AR FGUA-03AZ-0 SAC: 0800 7035446 GDE. SÃO PAULO (11) 3383-5555

MANUAL DE INSTRUÇÕES WWW.ELGIN.COM.BR UMIDIFICADOR DE AR FGUA-03AZ-0 SAC: 0800 7035446 GDE. SÃO PAULO (11) 3383-5555 WWW.ELGIN.COM.BR MANUAL DE INSTRUÇÕES UMIDIFICADOR DE AR FGUA-03AZ-0 Atenção: antes de usar o produto leia cuidadosamente as instruções deste manual. SAC: 0800 7035446 GDE. SÃO PAULO (11) 3383-5555 VANTAGENS

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES Linha de Fornos a gás Modelos: S651/S652/S653/S656/S657/S658/S660/S661/S662/ S665/S666/S667/S670/S671/S672/S675/S676/S677 ATENÇÃO! - Leia e siga rigorosamente as instruções deste manual

Leia mais

ESQUENTADORES SENSOR GREEN

ESQUENTADORES SENSOR GREEN ESQUENTADORES SENSOR GREEN SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Índice A eficiência na produção de água quente em grandes quantidades 03 Aplicações e Utilizações 05 Benefícios para o Instalador 06 Líder em Tecnologia

Leia mais

ESPAÑOL Instrucciones de uso Página 4 PORTUGUÊS Instruções de utilização Página 10

ESPAÑOL Instrucciones de uso Página 4 PORTUGUÊS Instruções de utilização Página 10 ESPAÑOL Instrucciones de uso Página 4 PORTUGUÊS Instruções de utilização Página 10 3 UTILIZAR PELA PRIMEIRA VEZ Ligue o aparelho à tomada de corrente. Nos modelos com parte eletrónica, será emitido um

Leia mais

M A N U A L DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Compressores de ar D 1 / D 2 / D 3

M A N U A L DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Compressores de ar D 1 / D 2 / D 3 Rev.03-06/23 M A N U A L DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Compressores de ar D 1 / D 2 / D 3 Rua Major Carlos Del Prete, 19 - Bairro Cerâmica CEP 09530-0 - São Caetano do Sul - SP - Brasil Fone/Fax: (11) 4224-3080

Leia mais

Manual de instruções. Misturador de bar duplo V1/1013

Manual de instruções. Misturador de bar duplo V1/1013 P Manual de instruções Misturador de bar duplo 135101 V1/1013 PORTUGUÊS Tradução do manual de instruções original Antes de iniciar a utilização deve ler o manual de instruções e seguidamente guardá-lo

Leia mais

Aspirador de pó ASP 1000

Aspirador de pó ASP 1000 ELIMINAÇÃO DE PROBLEMAS ASPIRADOR NÃO LIGA Verificar se a tomada está energizada ou o plugue (16) está encaixado corretamente FALTA OU DIMINUIÇÃO DE SUCÇÃO Acessórios (mangueira e tubos) podem estar obstruídos.

Leia mais

Desumidificador. Desidrat Plus IV Desidrat Plus V

Desumidificador. Desidrat Plus IV Desidrat Plus V Desumidificador Desidrat Plus IV Desidrat Plus V Obrigado por escolher esse produto. Por favor, leia esse manual de instrução antes de usar o aparelho. Índice: Introdução do Produto... 1 Instrução de Uso...

Leia mais

BEDIENUNGSANWEISUNG EMA 950.0. mit Montageanweisungen

BEDIENUNGSANWEISUNG EMA 950.0. mit Montageanweisungen BEDIENUNGSANWEISUNG mit Montageanweisungen GB F NL I E P Instructions for use and installation instructions Instructions d'utilisation e avis de montage Gebruiksaanwijzing en montagehandleiding Istruzioni

Leia mais

Instruções de montagem e de manutenção

Instruções de montagem e de manutenção Instruções de montagem e de manutenção Termoacumulador para água quente sanitária Logalux LT 35-300 Para os técnicos especializados Leia atentamente antes da montagem e da manutenção 630 337-0/000 PT/BR

Leia mais

Instruções para utilização

Instruções para utilização Instruções para utilização MÁQUINA DE LAVAR ROUPA Português AWM 129 Sumário Instalação, 16-17-18-19 Desembalar e nivelar Ligações hidráulicas e eléctricas Primeiro ciclo de lavagem Dados técnicos Instruções

Leia mais

Motocicleta Elétrica para Crianças TF-840

Motocicleta Elétrica para Crianças TF-840 Motocicleta Elétrica para Crianças TF-840 Manual para Instalação e Operação Design de simulação de motocicleta Funções para frente e para trás Função de reprodução de música na parte frontal O produto

Leia mais

Manual do Usuário. Climatizador de Ar

Manual do Usuário. Climatizador de Ar Climatizador de Ar SUMÁRIO TERMO DE GARANTIA...03 PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA...04 INFORMAÇÕES IMPORTANTES...05 VISTA GERAL DO APARELHO...06 PAINEL DE CONTROLE KC05LFM...07 RETIRADA E LIMPEZA DO FILTRO...08

Leia mais

TS1401-1. Manual do Utilizador Português

TS1401-1. Manual do Utilizador Português TS1401-1 Manual do Utilizador Português Conteúdo 1. Especificação... 3 2. Iniciar... 5 2.1. Lista de peças... 5 2.2. Precauções... 5 2.3. Instalar a bateria... 6 3. Instruções de funcionamento... 6 3.1.

Leia mais

PAINEL ELÉTRICO PARA FRITAR E GRELHAR

PAINEL ELÉTRICO PARA FRITAR E GRELHAR PAINEL ELÉTRICO PARA FRITAR E GRELHAR Mod. BE62TLL, BE62TRR, Mod. FTE-40B, FTE-40B/2 OFTE 40B 115.008 BE62TLC, BE63TLL, BE63TLR, Mod. FTE-60B, FTE-60B/2 OFTE 60B 115.009 BE63TLC, BE65TLL, BE65TMC Mod.

Leia mais

Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler as instruções de utilização!

Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler as instruções de utilização! Manual de instalação e utilização Esquentadores a gás minimaxx WRD 11-2.B.. WRD 14-2.B.. WRD 18-2.B.. Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES ICE MAKER MÁQUINA DE GELO MANUAL DE INSTRUÇÕES Leia atentamente este Manual, antes de usar seu ICE MAKER. Guarde-o em local seguro, para futuras consultas. Modelo: NI1000A - (Preto 127V) / NI1000B (Preto

Leia mais

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA [REV.01 14032012] Obrigado por adquirir o ventilador Eros Cadence, um produto de alta tecnologia, seguro e eficiente. É muito importante ler atentamente este manual de instruções, as informações contidas

Leia mais

Versão 1.0 do documento Maio de 2014. Solução de Digitalização para Grandes Formatos Xerox 7742 Guia do Usuário

Versão 1.0 do documento Maio de 2014. Solução de Digitalização para Grandes Formatos Xerox 7742 Guia do Usuário Versão 1.0 do documento Maio de 2014 Solução de Digitalização para Grandes Formatos Xerox 7742 BR9918 Índice 1 Visão geral do produto...1-1 Visão geral das ferramentas do software do produto...1-1 Componentes

Leia mais

FXZQ25MVE FXZQ32MVE FXZQ40MVE FXZQ50MVE

FXZQ25MVE FXZQ32MVE FXZQ40MVE FXZQ50MVE OPERATION MANUAL SYSTEM Inverter Air Conditioners English Español MODELS (Ceiling-mounted Multi flow cassette type) Portugues FXZQ20MVE FXZQ25MVE FXZQ32MVE FXZQ40MVE FXZQ50MVE Dispositivo de extração de

Leia mais

IKD 976.2 IKDEM 976.2. Εγχειρίδιο οδηγιών

IKD 976.2 IKDEM 976.2. Εγχειρίδιο οδηγιών DE Bedienungsanleitung GB Instructions Booklet FR Mode d emploi IT Libretto Istruzioni NL Gebruiksaanwijzing ES Manual de instrucciones Manual de Instruções GR Εγχειρίδιο οδηγιών IKD 976.2 IKDEM 976.2

Leia mais

Versão: 00 Data: 10/2012 Codigo Manual: 1

Versão: 00 Data: 10/2012 Codigo Manual: 1 1 ÍNDICE ÍNDICE... 2 1. PERMISSAS... 3 1.1 LÍNGUA OFICIAL DO MANUAL... 3 1.2 SIMBOLOGIA UTILIZADA NO MANUAL... 3 1.3 INTRODUÇÃO.... 3 1.4 CONSELHOS ÚTEIS... 3 2. SEGURANÇA... 4 2.1 DESCRIÇÃO DOS SÍMBOLOS

Leia mais

ÍNDICE GUIA DE CONSULTA RÁPIDA INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO TABELA DE PROGRAMAS BROCHURA

ÍNDICE GUIA DE CONSULTA RÁPIDA INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO TABELA DE PROGRAMAS BROCHURA ÍNDIE GUIA DE ONSULTA RÁPIDA TABELA DE PROGRAMAS PREPARAÇÃO DA ROUPA SELEIONAR AS OPÇÕES E O PROGRAMA INIIAR E TERMINAR UM PROGRAMA MODIFIAR UM PROGRAMA INTERROMPER UM PROGRAMA MANUTENÇÃO E LIMPEZA DIÁRIAS

Leia mais

Mezzo Compensação. cozinhas. Hottes > hottes tradicionais grande conforto. descrição técnica. p. 926. hotte de cozinha tradicional Conforto.

Mezzo Compensação. cozinhas. Hottes > hottes tradicionais grande conforto. descrição técnica. p. 926. hotte de cozinha tradicional Conforto. Hottes > hottes tradicionais grande conforto cozinhas Mezzo Compensação hotte de cozinha tradicional Conforto vantagens Compensação integrada. Filtros de choque montados de série. Iluminação encastrada

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO 7900 A L F A

MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO 7900 A L F A ASPIRADOR TIPO CICLONE Manual do utilizador MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO 7900 A L F A 1 Estimados clientes: Muito obrigada por ter escolhido um dos nossos aspiradores de uso doméstico, que é um aparelho

Leia mais

MANUAL DE FUNCIONAMENTO

MANUAL DE FUNCIONAMENTO Henny Penny Armário-Estufa Modelo HHC-900 MANUAL DE FUNCIONAMENTO ARMÁRIO-ESTUFA HENNY PENNY Modelo HHC-903 Modelo HHC-900 FMO1-887 Revisto em 10-15-04 SECÇÃO 1. INTRODUÇÃO 1-1 EXPOSITOR O Armário-Estufa

Leia mais

A151.300 A151.600 V4/0111

A151.300 A151.600 V4/0111 A151.300 A151.600 V4/0111 P 1. Informações gerais 62 1.1 Informações sobre o manual de instruções 62 1.2 Simbologia 62 1.3 Garantia 63 1.4 Direitos de autor 63 1.5 Declaração de conformidade 63 2. Segurança

Leia mais

MANUAL DE USO E MANUTENÇÃO

MANUAL DE USO E MANUTENÇÃO MANUAL DE USO E MANUTENÇÃO SUMÁRIO SUMÁRIO... 1 INTRODUÇÃO... 2 SIMBOLOGIA UTILIZADA... 3 RECOMENDAÇÕES DE SEGURANÇA... 4 DESEMBALAGEM... 5 INSTALAÇÃO... 6 FUNCIONAMENTO... 8 INFORMAÇÕES GERAIS DO COMPRESSOR...

Leia mais

PRO V2 A-105. Manuel (PT)

PRO V2 A-105. Manuel (PT) PRO V2 A-105 Manuel (PT) 2 PRO V2 A-105 Conexão dos captores Parte traseira: Magnético/Infra-vermelhos Temperatura 1 Pilha (Tipo: CR2450) RPM (Alta sensibilidade) RPM (Normal) Para substituir a pilha 3

Leia mais

tatamia 1 2 OK NO 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 Tatamia 2 1 3 11 10 5 6 7 9 4 8 1 SPST6621BMPEG 2 ARPI0509L65BMGN 3 ASPI0105BM 4 ASPI0106BMGN 5 SPST6591GN 6 ASPI0107DGN ASPI0107SGN 7 ARPI0510L50BMGN

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Unidade interior de Condutas 774770 7747704 7747705 Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler as instruções de

Leia mais

DEPURADOR BUILT MANUAL DE INSTRUÇÕES

DEPURADOR BUILT MANUAL DE INSTRUÇÕES DEPURADOR BUILT MANUAL DE INSTRUÇÕES ÍNDICE 1. GERAL 2. PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA 3.. CUIDADOS 4.. INSTRUÇÃO PARA INSTALAÇÃO 5.. ATENÇÃO 6.OPERAÇÃO 7 USO E MANUTENÇÃO 8.. ESPECIFICAÇÕES 9............ TERMO

Leia mais

INSTRUCCIONES DE EMPLEO Y DE MONTAJE

INSTRUCCIONES DE EMPLEO Y DE MONTAJE INSTRUCCIONES DE EMPLEO Y DE MONTAJE IKD3850.0E IKD4850.0E IKD4850.0GE ÍNDICE Aspectos gerais Índice 37 Os dados do seu aparelho 38 Indicações de segurança 39 Instalação Indicações de montagem 41 Ligação

Leia mais

Motorisation et commande de volets roulants sans fil. Motor y controlo para persianas sin cables

Motorisation et commande de volets roulants sans fil. Motor y controlo para persianas sin cables FR Motorisation et commande de volets roulants sans fil NL Motor en bedienning voor rolluiken draadloos ES Motor y controlo para persianas sin cables PT Motor e comando para persianas sem fios EN Motorisation

Leia mais

VÁLVULAS DE RETENÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES E MANUTENÇÃO SÉRIE: R

VÁLVULAS DE RETENÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES E MANUTENÇÃO SÉRIE: R 22/04/2013 MANUAL DE INSTRUÇÕES E MANUTENÇÃO SÉRIE: R cmo@cmo.es http://www.cmo.es pág. 1 MONTAGEM DESCRIÇÃO Directiva sobre máquinas: DIR 2006/42/CE (MÁQUINAS). Directiva sobre equipamentos sob pressão:

Leia mais

Aquecedor à Óleo de Ambiente. Manual do Usuário

Aquecedor à Óleo de Ambiente. Manual do Usuário Aquecedor à Óleo de Ambiente Manual do Usuário Índice 1. Segurança... 5 1.1 Medidas Importantes de Segurança... 5 1.2 Segurança Elétrica... 6 2. Descrição dos Componentes... 7 3. Instalação... 7 4. Utilização...

Leia mais

Manual de instruções. Rampa de alinhamento

Manual de instruções. Rampa de alinhamento Manual de instruções Rampa de alinhamento Apresentação Primeiramente queremos lhe dar os parabéns pela escolha de um equipamento com nossa marca. Somos uma empresa instalada no ramo de máquinas para auto

Leia mais

ADVERTÊNCIAS ESPECÍFICAS PARA APARELHO COM GÁS REFRIGERANTE R410A*

ADVERTÊNCIAS ESPECÍFICAS PARA APARELHO COM GÁS REFRIGERANTE R410A* Advertências Utilize o aparelho somente como indicado neste manual. Estas instruções não pretendem abranger todas as condições e situações possíveis. É necessário sempre usar o bom senso e a prudência

Leia mais

Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler as instruções de utilização!

Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler as instruções de utilização! Manual de instalação e utilização Esquentadores a gás minimaxx WRD 11-2 KME... WRD 14-2 KME... WRD 17-2 KME... Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO 7901 A L F A

MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO 7901 A L F A ASPIRADOR SISTEMA CYCLONIC COM DEPÓSITO DUPLO Manual do utilizador MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO 7901 A L F A 1 As Vantagens: 1. Com o seu avançado sistema de limpeza de duplo ciclo, e além disso os 2 filtros

Leia mais

CONSELHOS E SUGESTÕES

CONSELHOS E SUGESTÕES CONSELHOS E SUGESTÕES Este manual de instruções de uso se aplica a várias versões do equipamento. É possível encontrar descrições de características que não se aplicam ao seu dispositivo. INSTALAÇÃO O

Leia mais

Painel sinóptico BAT 100 LSN. Guia de instruções

Painel sinóptico BAT 100 LSN. Guia de instruções Painel sinóptico BAT 100 LSN pt Guia de instruções Painel sinóptico Índice pt 3 Índice 1 Instruções de segurança 4 2 Descrição funcional 4 3 Vista geral do sistema 6 4 Instalação 7 5 Ligação 11 6 Manutenção

Leia mais

Ler este manual antes da instalação OHMLINE 2009 DOMUS. Motor de correr. Página 1

Ler este manual antes da instalação OHMLINE 2009 DOMUS. Motor de correr. Página 1 Ler este manual antes da instalação OHMLINE 2009 DOMUS Motor de correr Página 1 Na instalação e utilização deve ter muita Atenção 1) Cuidado! Para sua segurança, é importante seguir todas as indicações

Leia mais

BrewStation. Cafeteira. LEIA ANTES DE USAR Visite o site www.hamiltonbeach.com.br para conhecer a nossa linha de produtos completa.

BrewStation. Cafeteira. LEIA ANTES DE USAR Visite o site www.hamiltonbeach.com.br para conhecer a nossa linha de produtos completa. Cafeteira BrewStation LEIA ANTES DE USAR Visite o site www.hamiltonbeach.com.br para conhecer a nossa linha de produtos completa. Dúvidas? Por Favor, ligue - nossos associados estão prontos para ajudar.

Leia mais

AGRADECIMENTOS. Buscando a sua total satisfação, desenvolvemos diversos modelos de aparelhos para diversas necessidades.

AGRADECIMENTOS. Buscando a sua total satisfação, desenvolvemos diversos modelos de aparelhos para diversas necessidades. KO 1800S G1 AGRADECIMENTOS Parabéns por adquirir um aquecedor de água a gás automático Komeco. Nos sentimos honrados por sua escolha e por participarmos do seu dia a dia. Nossa filosofia é desenvolver

Leia mais

LEV-30. Manual do produto. Laminador Elétrico

LEV-30. Manual do produto. Laminador Elétrico Manual do produto Antes de utilizar o seu produto Arke, leia atentamente este manual. Temos certeza que lhe será bastante útil. Laminador Elétrico LEV-30 PARABÉNS POR SUA ESCOLHA! Você adquiriu um produto

Leia mais

OFFICINE OROBICHE S.p.A. 1/5

OFFICINE OROBICHE S.p.A. 1/5 OFFICINE OROBICHE S.p.A. 1/5 MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA FLUXÓMETRO SÉRIE RV 1. DESCRIÇÃO O fluxómetro RV é um medidor económico, para débitos grandes e muito grandes, do tipo diafragma. Dotado de um tubo

Leia mais

Manual de utilização. No sentido inverso ao da marcha e no sentido da marcha Grupo 0+ - 1. Peso 0-18 kg. Idade 6m-4a

Manual de utilização. No sentido inverso ao da marcha e no sentido da marcha Grupo 0+ - 1. Peso 0-18 kg. Idade 6m-4a 1 26 27 34 35 16 2 4 3 Manual de utilização 5 6 8 9 7 10 11 12 13 14 15 28 29 36 31 17 30 37 No sentido inverso ao da marcha e no sentido da marcha Grupo 0+ - 1 19 20 21 23 Peso 0-18 kg 18 22 38 39 Idade

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA O UTILIZADOR - SALAMANDRA MADEIRA

INSTRUÇÕES PARA O UTILIZADOR - SALAMANDRA MADEIRA INSTRUÇÕES PARA O UTILIZADOR - SALAMANDRA MADEIRA INDICE: 1. Embalagem...2 2. Dados técnicos...2 3. Instalação..3 3.1. Condições.....3 3.1.1. Ventilação...3 3.1.2. Localização do aparelho...3 3.1.3. Soalhos

Leia mais

FICHET BAUCHE NEVO MANUAL DE INSTRUÇÕES

FICHET BAUCHE NEVO MANUAL DE INSTRUÇÕES FICHET BAUCHE NEVO MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 Refª.: BASS-0011-B/21-02-2014 Sumário 1- CARACTERÍSTICAS... 4 1-1 Modelos... 4 1-2 Dimensões e Pesos... 4 1-3 Acessórios interiores (standard e opcionais)... 5

Leia mais

150320 150310 V1/0815

150320 150310 V1/0815 150320 150310 V1/0815 P PORTUGUÊS Tradução do manual de instruções original Índice 1. Segurança... 72 1.1 Indicações de segurança... 72 1.2 Explicação dos símbolos... 74 1.3 Fontes de riscos... 74 1.4

Leia mais

Contador de electricidade instantâneo

Contador de electricidade instantâneo Contador de electricidade instantâneo Modo de utilização Ref. 54385 Linha de apoio: hotline@chacon.be CONTEÚDO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO 1 SEGURANÇA 2 DENTRO DA CAIXA 3 PROCURAR O CABO DE ALIMENTAÇÃO 4 INSTALAÇÃO

Leia mais

CÂMARA DE VIGILÂNCIA COM ECRÃ LCD A CORES

CÂMARA DE VIGILÂNCIA COM ECRÃ LCD A CORES CÂMARA DE VIGILÂNCIA COM ECRÃ LCD A CORES MANUAL DO UTILIZADOR A B 25.02.2014 2 C D E F DIREITOS DE AUTOR A Velleman NV detem todos os direitos de autor sobre este manual do utilizador. Todos os direitos

Leia mais