Excelência no Atletismo: a história de vida de Fabiano Peçanha

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Excelência no Atletismo: a história de vida de Fabiano Peçanha"

Transcrição

1 Excelência no Atletismo: a história de vida de Fabiano Peçanha Andrigo Zaar¹, Ms; Victor Manuel Machado dos Reis², Ph.D; Antonino Pereira³, Ph.D. ¹Departamento de Ciências do Desporto, Exercício e Saúde (DCDES). Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), Portugal. ²Centro de Investigação em Desporto, Saúde e Desenvolvimento Humano (CIDESD). Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), Portugal. ³Centro de Investigação em Desporto, Saúde e Desenvolvimento Humano (CIDESD). Instituto Politécnico de Viseu (IPV), Portugal. RESUMO O objetivo desta pesquisa é fornecer uma compreensão em profundidade de algumas das características, valores, referências e preocupações que orientam atividade de um atleta de alto rendimento, bem como, conhecer as representações que tem sobre a excelência, a partir do estabelecimento da sua História de Vida. Para tanto, nos concentramos nos acontecimentos da vida de Fabiano Peçanha, 30 anos, especialista nas provas de Meio-Fundo no Atletismo, semi-finalista nos 800m rasos dos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008 e Londres 2012, décimo sexto colocado no ranking mundial em 2007 e Fabiano ilustra algumas das dimensões da construção da sua performance em um ambiente altamente desafiador e competitivo. Entre as principais características de um atleta de alto rendimento salientam-se uma grande paixão pela profissão, respeito pelos atletas e determinação perante os obstáculos. Palavras-chave: Excelência Esportiva, Atletismo, Meio-Fundo ABSTRACT This research aims to provide an in-depth understanding of some of the characteristics, values references and concerns that guide the activity of a high performance athlete. It also seeks to know his/her representations on excellence, by the understanding of his/her life story. Thus, we will focus on 30-yearold Fabiano Peçanha s life events, who is an expert middle distance runner; a semi-finalist in the 800m in the Beijing Olympic Games 2008 and London 2012; he was also in the sixteenth place in the world rankings 2007 and Fabiano centers some of the construction of his performance in a highly challenging and competitive environment. Among the main features of a high performance athlete we can mention a great passion for the profession, respect for the other athletes and determination to overcome the obstacles. Keywords: Sports Excellence, Athletics, Middle Distance

2 INTRODUÇÃO O desporto é uma atividade que busca a transcendência, apelando ao homem para superar, sistematicamente, os seus limites (Garcia & Lemos, 2005). Como afirma Bento (2004), a essência da sua prática se concretiza a subir os degraus da superação das dificuldades para a excelência. Nos últimos tempos, tem-se verificado um crescente interesse pelo estudo de atletas que apresentam desempenhos desportivos de nível superior (Sanderson, 1997). Apesar da riqueza da informação existente acerca dos fatores que influenciam a aquisição e a manutenção do desempenho de alto nível, a nossa compreensão está longe de estar completa e são ainda muitas as interrogações frente a este tema (Baker, Horton, Robertson-Wilson & Wall, 2003). Arens (1983), Mallett e Hanrahan (2004), e Orlick (2008), salientam os motivos que condicionam atletas a obter sucesso por vários anos enquanto outros desaparecem rapidamente; como conseguem obter confiança, lealdade e respeito dos adversários; como conseguem permanecer motivados, confiantes e agressivos de modo a superarem com êxito as exigências do alto rendimento; como se inspiram pelo gosto e prazer na atividade que exercem. Apesar de estarem muitas vezes no centro do interesse público, sabe-se pouco acerca dos comportamentos e das práticas dos corredores de alto rendimento. Nesse sentido, é necessário a realização de investigações que permitam recolher dados sobre as interpretações do atleta acerca da sua experiência, do seu trabalho quotidiano, sobre princípios que orientam as suas ações e os significados das suas atitudes e comportamentos (Bompa, 2000; Borin & Gonçalves, 2004). Nesta pesquisa interessa-nos fundamentalmente, problematizar a excelência do corredor especialista nas provas de Meio-Fundo (MF). Assim, partimos de uma questão que parece justificar-se: como caracterizam-se os corredores excelentes? O objetivo central deste estudo foi identificar os valores, as referências e as preocupações que orientam, a atividade de um atleta de alto rendimento, bem como conhecer as representações que tem sobre a excelência, a partir do estabelecimento da sua História de Vida. A Excelência no Desporto é um fenomeno muldimensional e como tal não pode ser limitado a uma única perspectiva (Housner & French,1994). Um desempenho excelente tem a ver com uma série de disposições, atitudes, crenças, conhecimentos e comportamentos que se inserem na forma como o atleta vê o mundo e a sua atividade. Sendo assim, para que o seu estudo possa ser o mais abrangente possível, deve contemplar várias dimensões (pedagógicas, socais, psicológicas, morais e políticas) e utilizar diversos paradigmas e metodologias de investigação científica.

3 Nessa perspectiva, optamos pela utilização de uma metodologia de caráter qualitativo uma vez que, devido às suas potencialidades (Denzin & Lincon, 2000), pode proporcionar um conjunto de dados que nos ajudem a compreender os significados e representações acerca da excelência no desporto. Por outro lado, cada caso é, em muitos aspectos, semelhante de muitas formas a outras pessoas e único em muitos aspectos (Stake, 2009). Estamos, pois, interessados no seu estudo tanto pela sua singularidade como pelas suas semelhanças. Nesse sentido, há que procurar comprendê-los e conhecer como eles agem na sua atividade e contextos. A utilização das Histórias de Vida justifica-se porque, segundo o sociólogo Machado Pais (2002), o sistema social manifesta-se sempre na vida individual, de tal modo que pode ser apreendido a partir das especificidades das práticas individuais. Esta técnica atribui, pois, à subjetividade um valor de conhecimento que constitui um ponto de partida para a compreensão da realidade social. TAREFA EMPÍRICA Participante do estudo O nosso estudo incidiu sobre um atleta brasileiro especialista nas provas de MF, Fabiano Peçanha, nascido em 1982, em Cruz Alta, uma cidade do norte do Rio Grande do Sul, Brasil. Enquanto jovem foi captado aos 11 anos de idade para a prática do Atletismo na escola de iniciação desportiva sob supervisão de seu pai Jorge Peçanha. Em 1997 aos 15 anos venceu e quebrou o recorde da Corrida de São Silvestrinha, percorrendo os 1.200m em 3min12s. Aos 16 anos no decurso de 1998, conquistou o primeiro dos 20 títulos brasileiros nas categorias Menores, Juvenil e Adulto, integrando a seleção juvenil e adulta do Estado do Rio Grande do Sul, em 2001 sagrouse campeão Pan-Americano Juvenil dos 1.500m, em 2002 foi campeão Sul-Americano Universitário dos 800m e 1.500m. Mas foi em 2003 que Fabiano apresentou-se para o alto rendimento esportivo, ao marcar 1min46s20 nos 800m. Entre os numerosos títulos obtidos em seus 19 anos de carreira, salientam-se os seguintes: Fabiano conquistou quatro vezes o Campeonato Sul-Americano Adulto nos 800m (2003, 2005, 2006 e 2009) e três vezes nos 1.500m (2003, 2005 e 2007). Em 2003 e 2007 foi medalha de bronze nos 800m dos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo e do Rio de Janeiro. Duas vezes Bronze em Campeonatos Mundiais Universitários nos 800m (2003 e 2009) e nos 1.500m (2003 e 2007). Campeão Mundial Universitário dos 800m em 2005 na Turquia, em 2007 foi vice Campeão Mundial Universitário dos 800m na Tailândia, Campeão Ibero-Americano dos 1.500m e semi-finalista nos 800m nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008 e Londres 2012, dos Campeonatos Mundiais Indoor da Hungria em 2004 e da Espanha em No decurso de 2009 obteve o décimo primeiro lugar nos 800m no Campeonato Mundial de Atletismo em Berlim, sagrou-se bi-campeão do GP Brasil de Atletismo em Belém, campeão do GP de Lucerna na Suíça,

4 e quinto colocado no Super Grand Prix de Londres. Além de configurar em décimo sexto colocado no ranking mundial da International Association of Atlhetics Federations (IAAF), nos 800m em 2007 e 2009 com 1min44s60 e 1min44s63 respectivamente. PROCEDIMENTOS A técnica de investigação científica utilizada foi a das Histórias de Vida, a qual dá ênfase às experiências dos indivíduos e às suas ligações com as mudanças ocorridas ao longo do trajeto de vida (Tierney, 2000). Atendendo às suas características, permitem a obtenção de informações relativas à vida desportiva e pessoal dos atletas de alto rendimento, aumentando a compreensão acerca das suas influências sociais e culturais e sobre os contextos onde treinam, competem e vivem (Sands, 2002). A recolha de informação para o estabelecimento da História de Vida decorreu durante o período de 12 meses (09/2011 a 09/2012). Os instrumentos para o estabelecimento da História de Vida foram as entrevistas e a observação não participante: i) entrevistas - a técnica da entrevista semidiretiva é a que serve de base à recolha de informação no âmbito das Histórias de Vida (Poirier et al. 1995). Uma vez que se centrou somente num indivíduo, História de Vida única, procedeu-se à realização de vários diálogos cujo objetivo foi o aprofundamento da informação e a abordagem de temas que não foram antes tratados (Poirier et al. 1995). O guião da entrevista foi elaborado tendo em conta os requisitos metodológicos definidos por vários autores (Bogdan & Birklen, 1994; Ruquoy, 2005). Antes da sua aplicação ao sujeito do estudo, o guião foi submetido a um grupo de professores do ensino superior, habituados a lidar com este tipo de instrumento, que o sancionaram. As entrevistas foram gravadas com a devida autorização e posteriormente transcritas. ii) observação não participante - sem o envolvimento do observador no campo do objeto de estudo, foram observados treinos, competições, conferências, bem como refeições e momentos de lazer do atleta. Daqui resultou todo um conjunto de informações que se constituíram como notas de campo (Heinemann, 2003; Thomas & Nelson, 1996) as quais consistem em descrições das intervenções e comportamentos, bem como as interações pessoais e processos organizacionais em que Fabiano Peçanha estava envolvido. Nesta pesquisa, a transcrição das entrevistas e notas de campo constituíram o corpus de análise. A técnica de tratamento da informação utilizada foi a Análise de Conteúdo (Bardin, 2008). Neste estudo foram consideradas as duas funções da Análise de Conteúdo, ou seja, a confirmatória e a heurística (Bardin, 2008). Assim, com base na revisão de literatura, realizou-se parte da categorização - a priori - e após uma exploração mais aprofundada do corpus, efetuou-se a restante categorização - a posteriori.

5 A análise dos dados foi submetida a uma discussão com outros investigadores com o objetivo de se promover um confronto com as opções por nós efetuadas, desenvolvendo-se assim um processo com vista a tornar todo o percurso metodológico desenvolvido o mais credível possível (Bardin, 2008). COMPREENSÃO DO ÊXITO DESPORTIVO ATRAVÉS DA HISTÓRIA DE VIDA Seguidamente, iremos apresentar as idéias e reflexões estruturantes do pensamento, das atitudes e comportamentos do entrevistado. Estas emergiram como as categorias decisivas deste estudo. Princípios Orientadores O nosso estudo procurou compreender como caracterizam-se os corredores excelentes, identificando os valores, as referências e as preocupações que orientam a atividade de um meio-fundista de alto nível, bem como conhecer as representações que tem sobre a excelência, a partir do estabelecimento da sua História de Vida. Nesse âmbito, o nosso entrevistado expressou um conjunto de cuidados que o tem acompanhado ao longo da sua carreira. Um evidenciado está relacionado com a valorização da educação recebida pela família. Acredito que tive uma boa educação familiar. Isto fez com que eu aprimorasse ainda mais minhas decisões, a fim de seguir o caminho do bem e de ter atitudes corretas. Como refere Mallett & Hanrahan (2004), as decisões do ser humano são influenciadas pelos princípios e valores norteados pela educação oferecida pela famíla. Assim, o fato do pai e a mãe serem professores, também contribuiu muito para que eu seguisse esse caminho. Tal posição vai de encontro á bibbliografia, uma vez que a pesquisa retrospectiva sobre os últimos 30 anos com indivíduos de elite em vários domínios, revelou a importância da sustentação parental para o desenvolvimento da excelência na sua atividade (Baker, Horton, Robertson-Wilson & Wall, 2003). O gosto e a paixão pela atividade profissional foi também algo muito valorizado pelo nosso entrevistado. Efetivamente, acredito que possuo outras características natas que somadas ao talento, fazem a diferença. A mais importante delas, sem dúvida é o gosto e a paixão pela superação de desafios e isto sempre esteve presente em mim. A paixão pela sua atividade revela-se como uma grande linha orientadora que marca a forma de sentir, estar e atuar deste atleta. Uma grande afeição que surge desde sempre e que é profunda, persistente e inabalável. Tal aspecto é apontado na literatura como fator determinante na promoção da excelência (Tanser, 1997; Orlick, 2008). Nesta perspectiva Patrício (2008), afirma que o que vale a pena ser feito, vale ainda mais se for bem feito e isso só é possível quando se gosta daquilo que se faz. Outra inquietação manifestada por Fabiano Peçanha tem a ver com o tipo de relação que o atleta possui com seu treinador. Essa relação de confiança e respeito é fruto do profundo conhecimento técnico e

6 convívio familiar... parceria na qual perdura pelos 19 anos de carreira sob a supervisão do meu treinador e pai Jorge Peçanha. Atendendo ao papel desempenhado pelo treinador, verifica-se um incremento no estudo dos seus conhecimentos e suas competências, salientando-se que a relação treinador-atleta tem papel fundamental (Salinero & Ruiz, 2010; Santos & Mesquita, 2010; Sarı & Soyer, 2010). Nesta perspectiva Tanser (1997), afirma que a relação treinador-atleta deve ser norteada pela credibilidade e respeito. O sentimento de felicidade foi bem evidenciado pelo nosso estrevistado como fundamental para alcançar o êxito. Assim, acho que estar próximo da família e amigos e morar na própria casa são fatores que mantêm a felicidade em um nível mais elevado. Esta afirmação permite-nos verificar que Fabiano Peçanha possui o desejo genuíno de se tornar melhor e continuamente melhor na relação social que o mantêm motivado. Possuo grande carisma populacional no RS. Grande torcida antes e durante as competições. Acho esse fator, um grande contribuinte não somente no favorecimento do alto rendimento, mas principalmente na manutenção da felicidade. Como afirma Balbinotti et al. (2007), a felicidade está relacionada à sensação de bem estar, de prazer e satisfação que a prática regular da atividade proporciona. Supõe o interesse que se tem pela atividade assim como a necessidade e a importância acordada pelo sujeito. Também Martínez e Chirivella (1995) afirmam que a felicidade é a chave para a compreensão da motivação no desporto e a promoção da busca do prazer pode ser o aspecto principal da autonomia e da satisfação. A determinação foi outra apreensão bem vincada, a qual está relacionada com a capacidade de ser firme nas suas decisões, em não se deixar abater perante as dificuldades e em não ter hesitações nos seus objetivos. Ou seja, isso me movia aos treinos e competições com uma capacidade de suportar o sofrimento me sentindo com uma força muito maior. Também em 2008, fiquei sem clube por quatro meses. Foi um período de tensão. Mas utilizei do momento como motivo para me dedicar ainda mais e fazer bons resultados. Em 2009 quando voltei a correr 1.44 para os 800m a situação melhorou significativamente. Ao longo dos tempos, e nos vários domínios, têm-se encontrado notáveis personalidades que venceram porque sempre se recusaram a desistir perante as dificuldades detectadas no seu percurso e os fracassos intermédios. Orlick (2008), afirma que todos nós possuímos uma força incrível quando centramos esta força num objetivo bem determinado. Segundo este autor a excelência flui naturalmente quando você desenvolve a confiança em seu objetivo, ao saber que seu foco vai levá-lo onde você quer chegar. Ambições e projetos futuros Num período de grandes mudanças e transformações sociais a capacidade de olhar em frente, de idealizar é fundamental para a construção do futuro. Uma idéia que transparece nas afirmações de nosso

7 entrevistado tem a ver com a necessidade de desenvolver todos os dias um bom trabalho. Sei das dificuldades. Que eu tenho que melhorar uma porcentagem difícil de atingir, embora seja muito pequena. Acho que sim, que meu desempenho poderia ser ainda um pouco melhor e chegar a uma medalha em Campeonatos Mundiais ou Jogos Olímpicos. Mas quando o resultado não é o esperado, a gente pensa em como seria se fizesse o passado de maneira diferente... mas, de qualquer forma, se eu tivesse feito um passado diferente de nada me garantiria que o resultado poderia ser melhor, pois seria criada uma nova linha de tempo, com novas situações que poderiam dar certo, mas que também poderiam dar errado. Na intenção de refletir a esse respeito Orlick (2008), nos lembra que o coração da excelência humana, muitas vezes começa a bater quando o indivíduo descobre uma perseguição que absorve, liberta, desafia ou lhe dá um senso de significado, alegria e paixão. Quando o atleta encontra algo que promove satisfação a motivação e o compromisso em atingir o resultado tende a crescer. Constrangimentos e dificuldades Ao longo de todo o percurso de vida, os atletas passam por momentos de grandes dificuldades, chegando algumas delas a gerar crises profundas. Perante tais obstáculos, a reação do atleta Fabiano Peçanha vai num sentido positivo e construtivo. Assim, as lesões são momentos bastante difíceis. Eu tive duas sérias em minha carreira que me fizeram perder importantes competições. Na volta aos treinos, se tem a impressão de que não mais conseguirá correr como antes. Mas sempre sonhei em elevar o atletismo a uma maior importância social em nosso país. Segundo Potrac et al. (2002), a percepção da necessidade em estabelecer uma forte ligação social através de seus resultados criam um laço fundado sobre o seu comportamento profissional e pessoal. O grande constrangimento apontado pelo nosso entrevistado tem a ver com o desejo profundo e constante envolvimento na profissão, em ter obtido índice para os Jogos Olímpicos de 2004 e ser impedido de participar por motivo de lesão. Este tipo de atitude insere-se na pedagogia da inquietação e intervenção, do gosto pelo fazer, de estimulação do querer, de celebração do entusiasmo perante as dificuldades e de premiação dos progressos alcançados (Bento, 2004). Os momentos marcantes Ao longo do seu trajeto de vida existem sempre momentos que se constituem como marco de relevo na vida de um atleta de sucesso. Entre os momentos mais importantes, estão os relacionados com o sucesso que obteve no desempenho da sua atividade. O primeiro resultado que fez eu e minha família perceber que seria um atleta de nível nacional foi em 1997 aos 15 anos quando venci e quebrei o recorde da Corrida de São Silvestrinha em SP. Ali eu superei fortes adversários que já eram destaque em

8 competições nas categorias de base nacional, por uma distância de mais de 100m na prova dos 1.200m. Outro resultado importante foi no Troféu Brasil de 2003, quando melhorei minha marca dos 800m de 1min48s pra 1min46s. Esse resultado era índice B para o Mundial e me colocou nos Jogos Panamericanos de Santo Domingo. Os elementos aqui apontados permitem verificar que os momentos mais altos correspondem a situações riquíssimas ligadas ao seu exercício profissional. Transparece a idéia de que este atleta desde há muito tempo sentiu o desejo de se realizar através da profissão, desenvolvendo perspectivas de futuro e estabelecendo objetivos a longo prazo. Na vida de um corredor de sucesso existem também momentos que geram infelicidade, angústia e sofrimento, sendo o mais salientado a situação financeira. Muitas vezes passei por momentos difíceis, tendo de aceitar propostas incondizentes com meu nível de performance. Infelizmente não temos uma política esportiva consistente, que apresente condições reais para o desenvolvimento do Atletismo no Rio Grande do Sul (Brandt, 2002). Na perspectiva de Pilatti (2000), o Atletismo brasileiro possui uma espetacularização restrita, apresentando três hipóteses para este fenômeno: i) incapacidade administrativa da CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo); ii) falta de apoio da mídia e iii) uma tradição que associa o esporte ao apoio do Estado. Percepções acerca da excelência Um dos aspectos que entendemos pertinente pesquisar foi saber qual o entendimento e reflexão que o atleta Fabiano Peçanha faz acerca do seu desempenho, das suas funções e significados que lhe atribui, bem como da sua missão na sociedade. Algo que nos pareceu importante saber, foi sobre de que forma a excelência é construída e gerida. As respostas vão na direção da procura constante da qualidade. Assim, cada vez mais eu busco qualidade no treinamento para que a gente possa ser grande e conquistar o que ainda não foi conquistado em anos anteriores. Nesse sentido afirma que a motivação é um fator que deve vir do próprio atleta. Não há treinador ou treinamento no mundo que traga resultados se o atleta não tiver a determinação e motivação de buscá-lo. Só com um espírito criativo, inovador e empreendedor, aberto a novas idéias e disponível para aprender (Tanser, 1997), que alguém impõe desafios a si próprio, que acredita na sua missão e na sua equipe (Orlick, 2008), a partir das respostas às muitas questões que acompanham um atleta de alto rendimento no seu quotidiano, podemos compreender os valores, as referências e as preocupações que os orientam. Neste sentido os caminhos para se chegar na excelência também são diversos. Mas, provavelmente a manutenção da excelência necessita de uma mínima estrutura. É fundamental que haja treinos corretos, suporte nutricional adequado, estrutura médica profilática, somados aos níveis interessantes de motivação, com um estilo de vida interessante, apoio familiar, social e financeiro.

9 Outro aspecto que nos preocupou foi saber qual é o papel que um atleta excelente deve ter na sociedade e no desporto, em particular. As respostas apontam, de maneira clara, para a responsabilidade social. Assim,...não quero ser apenas mais um em um grande centro, mas ser responsável pela criação de um novo centro de atletismo, que beneficie um grande grupo de pessoas. É nesse sentido que a ação do atleta é determinante já que isso também se tornou real. Através de nossas conquistas, formamos a equipe da UNISC, que beneficiou centenas de pessoas. Mais de trinta tiveram acesso a universidade com bolsas de estudos. Cerca de dez já concluíram o ensino superior. A intervenção do atleta Fabiano Peçanha vai muitas vezes ao nível dos aspectos profissionais da vida em sociedade. Por exemplo, mesmo estando em um grande centro, sempre preocupei-me em fazer o possível para auxiliar os colegas. Foi assim que auxiliei na decisão da ASICS a patrocinar todo o atletismo do Clube Pinheiros no qual represento. No âmbito da responsabilidade social, o nosso entrevistado dá uma especial atenção à questão do valor educativo do desporto. Criei a Associação Medalha de Ouro em Santa Cruz do Sul, que visa oportunizar o Atletismo de forma educacional a crianças da rede pública e estadual que não tem acesso ao esporte... Segundo Tanser (1997), os atletas que procuram ter sucesso deverão demonstrar um genuíno interesse pela sua formação global, pela sua vida extra-desportiva e pelo seu futuro. Estarem disponíveis para auxiliar a sociedade em suas inquietudes e procurar desenvolver relações norteadas pela lealdade e amizade. Por outro lado, o desempenho dos atletas de topo mundial constitui um exemplo a seguir por milhares de jovens em processo de formação e desenvolvimento. Os seus comportamentos positivos são fundamentais para a promoção e valorização do desporto. Atletas que saibam respeitar o grau de responsabilidade que contraíram junto dos seus admiradores e que, para chegarem onde chegaram foi necessário o investimento de muitos recursos financeiros e humanos por parte do seu País. O desporto deve estar assente, numa visão ética da pessoa humana (Garcia & Lemos, 2005), pelos pressupostos teóricos em que se fundamenta, sempre foi visto como campo de vivência, de transmissão e socialização em valores e princípios humanistas (Bento, 1998). CONCLUSÕES O objetivo central deste estudo foi identificar os valores, as referências e as preocupações que orientam, a atividade de um atleta de alto rendimento, bem como conhecer as representações que tem sobre a excelência, a partir do estabelecimento da sua História de Vida. O nosso entrevistado manifestou um conjunto de apreensões que o têm acompanhado ao longo da sua carreira, salientando uma grande paixão pela profissão, respeito pelos adversários, disciplina aos treinos e uma grande determinação que permitiu trilhar caminhos de sucesso e repletos de obstáculos.

10 Em termos de ambições e projetos futuros salientou a vontade de desenvolver todos os dias um bom trabalho. A forma como lida com os constrangimentos e dificuldades é efetuada de uma forma construtiva, encarando-os como algo indispensável para um processo de aperfeiçoamento, ao auxiliar na implantação de uma pista sintética em Santa Cruz do Sul, além de obter bolsa de estudos aos colegas de equipe e incentivar seu patrocinador pessoal a tornar-se o patrocinador da equipe. Ao longo do seu trajeto os momentos mais importantes estão, essencialmente, relacionados com ocasiões em que foram alcançados grandes êxitos desportivos, enquanto que os que geram mais angústia e sofrimento acontecem quando ocorreram propostas financeiras que desmereciam seu nível de rendimento. O entendimento que tem sobre a sua missão na sociedade está estruturado em duas referências. Uma tem a ver com o fato de que somente a procura constante da qualidade, através de um espírito permanentemente empreendedor, inovador e exigente, poderá contribuir para a busca de mais e melhores resultados desportivos. A outra tem a ver com o gosto e a paixão pela atividade que desenvolve, com altos níveis de motivação acreditando que o faz com mais realismo, mais força que os adversários. A abordagem metodológica utilizada neste estudo foi a da história de vida, situada num quadro de valorização do subjetivo, do qualitativo e do particular. Esta abordagem do singular colocou um atleta de alto rendimento no centro da investigação, com a convicção de que a singularidade da sua vida pode fornecer informações que poderão contribuir para um maior conhecimento sobre a excelência no desporto. AGRADECIMENTOS Gostaríamos de, publicamente, expressar os nossos agradecimentos ao atleta Fabiano Peçanha por, de uma forma tão generosa, ter partilhado conosco a sua História de Vida.

11 BIBLIOGRAFIA Arens, O.: Young runners avoid specialisation. Mod. Athl. Coach 21(1): 22-24, Baker, J.; Horton, S.; Robertson-Wilson, J. & Wall, M. Nurturing sport expertise: factors influencing the development of elite athlete. Journal of Sports Science and Medicine, 2, 1-9, Balbinotti, M.A.A. Balbinotti, C.A.A. Barbosa, M.L.L. Ferreira, M.A.O. Gotze, M. Dimensões motivacionais de atletas corredores de longa distância: um estudo descritivo-comparativo segundo o sexo. Coleção Pesquisa em Educação Física, vol. 6, n. 2, set/2007. Bardin, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, Bento, J. Desporto - Discurso e substância. Porto: Campo das Letras Editores, S.A Bogdan, R. & Birklen, S. Investigação qualitativa em educação. Uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora, Bompa, T. Total Training for Young Champions. Champaign, IL: Human Kinetics, Borin, J.P., & Gonçalves, A. Alto nível de rendimento: a problemática do desempenho desportivo. Rev. Bras. Cienc. Esporte, Campinas, v. 26, n. 1, p. 9-17, set Brandt, L.A. Perfil do Atletismo do Rio Grande do Sul: Características Somáticas e Motoras das Categorias Pré-Mirim, Mirim e Menor. Dissertação de Mestrado. UFRGS, Denzin, N. & Lincon, Y. (Eds). Handbook of Qualitative Research (2nd ed.). London: Sage Publications, Garcia, R. & Lemos, K. Temas (quase éticos) de desporto. Belo Horizonte: Casa da Educação Física, Heinemann, K. Introducción a la metodología de la investigación empírica en las ciencias del deporte. Barcelona: Editorial Paidotribo, Housner, L. & French, K. Future directions for research on expertise in learning, performance, and instruction in sport and physical activity. Quest, Vol. 46, nº2, May, , Machado Pais, J. Sociologia da vida quotidiana. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais, Mallett, C.J. & Hanrahan, S.J. Elite athletes: why does the fire burn so brightly? Psychology of Sport and Exercise 5, , Martínez, L.M. & Chirivella, E.C. Direcciones y Problemas de la Motivacion y Emocion en la Actividad Fisica y Deportiva. Revista de Psicología del Deporte, Madrid, 7: , Orlick, T. In pursuit of excellence (4th Edition). U.K. Human Kinetics, Patrício, M. Perenidade da aretê como horizonte apelativo da Paideia. Sobre a excelência na educação. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto, 8(2) , 2008.

12 Pilatti, L.A. Os donos das pistas: uma efígie sociológica do esporte federativo brasileiro. Campinas: Unicamp. Tese de Doutorado, Poirier, J., Clapier-Valladon, S. & Raybout, P. Histórias de vida. Teoria e prática. Oeiras: Celta Editora, Potrac, P., Jones, R. & Armour, K. It s All About Getting Respect : The Coaching Behaviors of an Expert English Soccer Coach Sport, Education and Society, Vol. 7, No. 2, pp , Ruquoy, D. Situação de entrevista e estratégia do entrevistador. In: Albarello C, Hiernaux J, Maroy C, Ruquoy D, Saint-Georges P, Práticas e métodos de investigação em Ciências Sociais (2ªedição) Lisboa: Gradiva Publicações Lda., , Salinero, J. & Ruiz, G. El entrenador de alto rendimiento deportivo y su contraste com entrenadores de menor nível. Motricidad. European Journal of Human Movement, 24, , Sanderson, L. Practical aspects of recruiting, motivating and retaining athletes from youth to elite. Conference in the XX European Athletics Coaches Association, Coaching the developing young athlete, Belgrade, Sands, R. Sport ethnography. Champaign, IL: Human Kinetics, Santos, A. & Mesquita, I. Percepção dos treinadores sobre as competências profissionais em função da sua formação e experiência. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum, 12(4):275-28, Sarı, İ. & Soyer, F. The scope, development and the characteristics of expertise in sports coaching context. International Journal of Human Sciences [Online]. 7:2. Available: Stake, R. A arte de investigação com estudos de caso (2ª edição). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, Tanser, T. Train Hard, Win Easy: The Kennyan Way. Editora: Tafnews Press, Thomas, J. & Nelson, J. Research methods on Physical Activity. Champaign IL: Human Kinetics, Tierney, W. Undaunted courage: life history and the postmodern challenge. In: Denzin, N. & Lincon, Y. (Eds), Handbook of Qualitative Research (2nd ed.). London: Sage Publications, p , Endereço para correspondência: Andrigo Zaar R: Itália 435, Ap 2 Centro, Erechim - RS - Brasil CEP Tel: 54)

A EXCELÊNCIA DO TREINADOR DESPORTIVO. UM ESTUDO DE CASO.

A EXCELÊNCIA DO TREINADOR DESPORTIVO. UM ESTUDO DE CASO. A EXCELÊNCIA DO TREINADOR DESPORTIVO. UM ESTUDO DE CASO. ANTONINO PEREIRA Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação Portugal INTRODUÇÃO A busca da transcendência tem sido um desejo

Leia mais

Treinadores: Os grandes desafios da atualidade Ericeira 2012.07.11. José Curado

Treinadores: Os grandes desafios da atualidade Ericeira 2012.07.11. José Curado Treinadores: Os grandes desafios da atualidade Ericeira 2012.07.11 José Curado Sumário Introdução Estado da profissão Treinadores e globalização Treinadores e Investigação Científica Treinadores, novas

Leia mais

CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM COACHING 5 a 12 de Setembro, Belo Horizonte Brasil. www.criscarvalho.com

CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM COACHING 5 a 12 de Setembro, Belo Horizonte Brasil. www.criscarvalho.com CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM COACHING 5 a 12 de Setembro, Belo Horizonte Brasil O processo de Certificação tem como finalidade formar e preparar os participantes para serem capazes de compreender e atuar

Leia mais

PLANO COMERCIAL PÉ DE VENTO 2014 À 2016

PLANO COMERCIAL PÉ DE VENTO 2014 À 2016 PLANO COMERCIAL PÉ DE VENTO 2014 À 2016 QUEM SOMOS A Associação Atlética Pé de Vento é uma organização não governamental. Considerada hoje uma das maiores equipes de corrida de longa distância da América

Leia mais

ANÁLISE DOS TEMPOS E IDADES DO RANKING DA PROVA DOS 100 METROS MASCULINO

ANÁLISE DOS TEMPOS E IDADES DO RANKING DA PROVA DOS 100 METROS MASCULINO Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 259 ANÁLISE DOS TEMPOS E IDADES DO RANKING DA PROVA DOS 100 METROS MASCULINO Rogers Figueiredo Claro 1, Aguinaldo

Leia mais

AAARP PROJETO ATLETISMO. Acreditamos no poder da transformação através do esporte. E CIDADANIA ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO ATLETISMO DE RIBEIRÃO PRETO

AAARP PROJETO ATLETISMO. Acreditamos no poder da transformação através do esporte. E CIDADANIA ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO ATLETISMO DE RIBEIRÃO PRETO Acreditamos no poder da transformação através do esporte. Foto: Matheus urenha PROJETO ATLETISMO E CIDADANIA AAARP ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO ATLETISMO DE RIBEIRÃO PRETO Troféu Brasil de Atletismo, Equipe

Leia mais

Faça amizades no trabalho

Faça amizades no trabalho 1 Faça amizades no trabalho Amigos verdadeiros ajudam a melhorar a saúde, tornam a vida melhor e aumentam a satisfação profissional. Você tem um grande amigo no local em que trabalha? A resposta para essa

Leia mais

FLÁVIA MOTTA Consultora em Gestão de Pessoas Life & Professional Coach Pedagoga, Pós-graduada em Psicologia Organizacional MBA em Gestão de Pessoas

FLÁVIA MOTTA Consultora em Gestão de Pessoas Life & Professional Coach Pedagoga, Pós-graduada em Psicologia Organizacional MBA em Gestão de Pessoas DUO A DUO nasce com mais de 17 anos de experiência de seus fundadores nos segmentos de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas, Gerenciamento de Processos, Esportes e Qualidade de Vida. Com um vasto conhecimento

Leia mais

Projecto de Rede Temática AEHESIS

Projecto de Rede Temática AEHESIS Projecto de Rede Temática AEHESIS Aligning a European Higher Education Structure In Sport Science Relatório do Terceiro Ano - Resumo - (translated by the Polytechnique Institute of Santarem, Escola Superior

Leia mais

EC PINHEIROS OLÍMPICO AQUÁTICOS

EC PINHEIROS OLÍMPICO AQUÁTICOS EC PINHEIROS OLÍMPICO AQUÁTICOS ESPORTE CLUBE PINHEIROS NÚMEROS QUE IMPRESSIONAM 112 ANOS de existência umas das instituições mais tradicionais do país, oferecendo atividades esportivas, sociais e culturais

Leia mais

O TREINAMENTO DOS SISTEMAS OFENSIVOS NO BASQUETEBOL BRASILEIRO: UM ESTUDO ORIENTADO POR ESPECIALISTAS DO DESPORTO DE ALTO RENDIMENTO

O TREINAMENTO DOS SISTEMAS OFENSIVOS NO BASQUETEBOL BRASILEIRO: UM ESTUDO ORIENTADO POR ESPECIALISTAS DO DESPORTO DE ALTO RENDIMENTO O TREINAMENTO DOS SISTEMAS OFENSIVOS NO BASQUETEBOL BRASILEIRO: UM ESTUDO ORIENTADO POR ESPECIALISTAS DO DESPORTO DE ALTO RENDIMENTO INTRODUÇÃO DR. VALDOMIRO DE OLIVEIRA DR. ROBERTO RODRIGUES PAES DR.

Leia mais

ANÁLISE QUALITATIVA DE DADOS

ANÁLISE QUALITATIVA DE DADOS ANÁLISE QUALITATIVA DE DADOS Gabriela Rodrigues A expressão é correntemente utilizada nas Ciências Sociais, particularmente entre a Antropologia e a Sociologia, e refere-se a um conjunto de técnicas de

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM. Dinâmica de Grupo (opção CSH)

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM. Dinâmica de Grupo (opção CSH) INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM Escola Superior de Desporto de Rio Maior 1 LICENCIATURA TREINO DESPORTIVO Dinâmica de Grupo (opção CSH) 6º Semestre 2009/2010 Docente: Carla Chicau Borrego (Regente) Dora

Leia mais

Coaching I Formação I Certificação

Coaching I Formação I Certificação Coaching I Formação I Certificação 2011 Business Consultants, Inc. Publicado por EHP, Elemento Humano Portugal. www.thehumanelement.com.pt 1 Uma solução integrada à problemática humana nas organizações

Leia mais

RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE

RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE COACHING EDUCATION By José Roberto Marques Diretor Presidente - Instituto Brasileiro de Coaching Denominamos de Coaching Education a explicação, orientação e aproximação

Leia mais

XII FESTIVAL OLÍMPICO DA JUVENTUDE EUROPEIA UTRECHT 2013 14 a 19 de julho BOLETIM INFORMATIVO N.º 1

XII FESTIVAL OLÍMPICO DA JUVENTUDE EUROPEIA UTRECHT 2013 14 a 19 de julho BOLETIM INFORMATIVO N.º 1 XII FESTIVAL OLÍMPICO DA JUVENTUDE EUROPEIA UTRECHT 2013 14 a 19 de julho BOLETIM INFORMATIVO N.º 1 ÍNDICE O FESTIVAL OLÍMPICO DA JUVENTUDE EUROPEIA A XII EDIÇÃO AS MODALIDADES A MISSÃO PORTUGUESA LINKS

Leia mais

TREINO PSICOLÓGICO EM POPULAÇÕES COM NECESSIDADES ESPECIAIS

TREINO PSICOLÓGICO EM POPULAÇÕES COM NECESSIDADES ESPECIAIS NECESIDADES EDUCATIVAS ESPECIALES. CALIDAD DE VIDA Y SOCIEDAD ACTUAL TREINO PSICOLÓGICO EM POPULAÇÕES COM NECESSIDADES ESPECIAIS Anabela Vitorino y José Alves Instituto Politécnico de Santarém Resumo:

Leia mais

WORLDSKILLS... PROMOVENDO A EXCELÊNCIA ENTRE AS OCUPAÇÕES. v1 2

WORLDSKILLS... PROMOVENDO A EXCELÊNCIA ENTRE AS OCUPAÇÕES. v1 2 WORLDSKILLS... PROMOVENDO A EXCELÊNCIA ENTRE AS OCUPAÇÕES v1 2 3 v2 CONTEÚDO MoVE international 3 Aprendizagem para a Vida 4 5 O Caminho para a identidade profissional 6 7 Líderes na preparação 8 9 Fortalecendo

Leia mais

Rendimento esportivo ou rendimento humano? o que busca a da Psicologia do esporte?

Rendimento esportivo ou rendimento humano? o que busca a da Psicologia do esporte? Psicología para América Latina Revista de la Unión Latinoamericana de Psicología www.psicolatina.org Rendimento esportivo ou rendimento humano? o que busca a da Psicologia do esporte? Katia Rubio Universidade

Leia mais

Mais um ano Mais Recordes

Mais um ano Mais Recordes www.portugalrugbyfestival.com Mais um ano Mais Recordes 12 e 13 de Abril de 2014 Estádio Universitário de Lisboa O Rugby Youth Festival Jogos Santa Casa 2014 terminou como a edição que bateu todos os recordes,

Leia mais

FUTEBOL NO PROJETO ESCOLA DA BOLA

FUTEBOL NO PROJETO ESCOLA DA BOLA 9. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( x ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO (

Leia mais

TOTAL LEADERSHIP. Liderança e Motivação 3 - LEADER VISION MISSÃO VALORES IDENTIDADE. QUANDO Inicio: 10 de Outubro, 14h30 Final: 12 de Outubro, 18h00

TOTAL LEADERSHIP. Liderança e Motivação 3 - LEADER VISION MISSÃO VALORES IDENTIDADE. QUANDO Inicio: 10 de Outubro, 14h30 Final: 12 de Outubro, 18h00 TOTAL LEADERSHIP Liderança e Motivação TOP QUALITY TRAINING 1 - LEADER BALANCE REFLEXÃO MUDANÇA EQUILIBRIO 2 - LEADER SKILLS TREINO ENERGIA ESTRATÉGIA 3 - LEADER VISION MISSÃO VALORES IDENTIDADE DESENVOLVA

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA Á EDUCAÇÃO. Luis Carlos Azevedo 1 RESUMO

CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA Á EDUCAÇÃO. Luis Carlos Azevedo 1 RESUMO CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA Á EDUCAÇÃO Luis Carlos Azevedo 1 RESUMO Este artigo apresenta como objeto de as pesquisas sobre as Contribuições da Psicologia à Educação. O objetivo foi analisar a produção

Leia mais

Programação Novas turmas INSTITUIÇÕES CERTIFICADORAS: PROMOVEM: CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM COACHING. Certificado Europeu. Formadora: Cris Carvalho

Programação Novas turmas INSTITUIÇÕES CERTIFICADORAS: PROMOVEM: CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM COACHING. Certificado Europeu. Formadora: Cris Carvalho Programação Novas turmas INSTITUIÇÕES CERTIFICADORAS: PROMOVEM: CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM COACHING Certificado Europeu Formadora: Cris Carvalho Apresentação Este curso foi desenvolvido através da experiência

Leia mais

"A ansiedade competitiva"

A ansiedade competitiva "A ansiedade competitiva" Dr. Rolando Andrade, Psicólogo da Seleção Nacional/Liberty Seguros "A mais injusta das condições da guerra está no facto de que as proezas são atribuídas a todos e as derrotas

Leia mais

EMPREENDEDORISMO JOVEM EM CABO VERDE: necessidades e oportunidades

EMPREENDEDORISMO JOVEM EM CABO VERDE: necessidades e oportunidades Ana Teresa Dias Valente Marline Morais Conceição Vieira de Carvalho Ana Teresa Dias Valente Morais EMPREENDEDORISMO JOVEM EM CABO VERDE: necessidades e oportunidades Dissertação de Mestrado em Intervenção

Leia mais

Justiça do treinador e satisfação desportiva:

Justiça do treinador e satisfação desportiva: Justiça do treinador e satisfação desportiva: O papel mediador das competências psicológicas desportivas ARTIGOS TÉCNICOS JUVENTUDE VIDIGALENSE 2015-2016 Mitos assocados à Psicologia do Desporto Crença

Leia mais

Curso COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL ( Nível II )

Curso COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL ( Nível II ) Curso COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL ( Nível II ) LISBOA 27, 28 e 29 Junho 2014 PORTO 26, 27 e 28 Setembro 2014 www.coachingdesportivo.pt Apresentação Dando continuidade à linha seguida no Nível I

Leia mais

2º/3º/4º Semestre 2009/2010

2º/3º/4º Semestre 2009/2010 I N S T I T U T O POLITÉCNICO DE SAN T AR É M Escola Superior de Desporto de Rio Maior LICENCIATURAS em T.D., C.F.S.D. e D.N.T.A. (Opção T.P.) Desporto para Deficientes 2º/3º/4º Semestre 2009/2010 Docentes:

Leia mais

FUTSAL FEMININO: A PRÁTICA E SUAS LIMITAÇÕES

FUTSAL FEMININO: A PRÁTICA E SUAS LIMITAÇÕES 9. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO (

Leia mais

5Passos fundamentais. Conseguir realizar todos os seus SONHOS. para. Autora: Ana Rosa. www.novavitacoaching.com

5Passos fundamentais. Conseguir realizar todos os seus SONHOS. para. Autora: Ana Rosa. www.novavitacoaching.com 5Passos fundamentais para Conseguir realizar todos os seus SONHOS Autora: Ana Rosa www.novavitacoaching.com O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza dos seus sonhos! Eleanor Roosevelt CONSIDERA

Leia mais

Voleibol. Bernardo Rezende

Voleibol. Bernardo Rezende Voleibol Histórico e Desenvolvimento Bernardo Rezende d Voleibol Amador Panorama Histórico Anos 70 Início do desenvolvimento profissional Influência da Escola Japonesa Planejamentoamédioelongoprazo Planejamento

Leia mais

ESPORTE CLUBE PINHEIROS

ESPORTE CLUBE PINHEIROS EC PINHEIROS 2012 NÚMEROS QUE IMPRESSIONAM 113 ANOS de existência umas das instituições mais tradicionais do país, oferecendo atividades esportivas, sociais e culturais de primeiro nível. 170.000 m² de

Leia mais

A PESQUISA QUALITATIVA. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior guanis@gmail.com

A PESQUISA QUALITATIVA. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior guanis@gmail.com A PESQUISA QUALITATIVA Dr. Guanis de Barros Vilela Junior guanis@gmail.com O que é Pesquisa Qualitativa? A pesquisa qualitativa tem como objetivo principal interpretar o fenômeno que observa. Seus objetivos

Leia mais

Jornadas de Educação Pelo Desporto 1

Jornadas de Educação Pelo Desporto 1 Jornadas de Educação Pelo Desporto 1 Jornadas de Educação Pelo Desporto As Jornadas de Educação Pelo Desporto alinham-se com os objetivos gerais do Diálogo Estruturado na área da juventude, uma vez que

Leia mais

FACULDADE SOGIPA DE EDUCAÇÃO FÍSICA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO E TREINAMENTO EM LUTAS CARLOS ÉRICO HENRIQUES CAMILLO

FACULDADE SOGIPA DE EDUCAÇÃO FÍSICA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO E TREINAMENTO EM LUTAS CARLOS ÉRICO HENRIQUES CAMILLO FACULDADE SOGIPA DE EDUCAÇÃO FÍSICA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO E TREINAMENTO EM LUTAS CARLOS ÉRICO HENRIQUES CAMILLO O OLHAR DO EXPERT NA DETECÇÃO DE NOVOS TALENTOS ESPORTIVOS NO JUDÔ PORTO ALEGRE,

Leia mais

Blue Mind Desenvolvimento Humano

Blue Mind Desenvolvimento Humano Conhecendo o Coaching Por Fábio Ferreira Professional & Self Coach pelo Instituto Brasileiro de Coaching, com certificação internacional pela European Coaching Association e Global Coaching Community,

Leia mais

O PROCESSO DE COACHING EXECUTIVO E EMPRESARIAL: PERCEPÇÕES DE GESTORES DE RECURSOS HUMANOS PSICÓLOGOS E DE OUTRAS FORMAÇÕES

O PROCESSO DE COACHING EXECUTIVO E EMPRESARIAL: PERCEPÇÕES DE GESTORES DE RECURSOS HUMANOS PSICÓLOGOS E DE OUTRAS FORMAÇÕES 26 a 29 de outubro de 2010 ISBN 978-85-61091-69-9 O PROCESSO DE COACHING EXECUTIVO E EMPRESARIAL: PERCEPÇÕES DE GESTORES DE RECURSOS HUMANOS PSICÓLOGOS E DE OUTRAS FORMAÇÕES Dione Nunes Franciscato 1 ;

Leia mais

Evento técnico mensal

Evento técnico mensal Evento técnico mensal GERENCIAMENTO DE CARREIRA PARA O SUCESSO DO GESTOR DE PROJETOS Fernanda Schröder Gonçalves Organização Apoio 1 de xx APRESENTAÇÃO Fernanda Schröder Gonçalves Coordenadora do Ibmec

Leia mais

EC PINHEIROS OLÍMPICO TERRESTRES

EC PINHEIROS OLÍMPICO TERRESTRES EC PINHEIROS OLÍMPICO TERRESTRES ESPORTE CLUBE PINHEIROS NÚMEROS QUE IMPRESSIONAM 112 ANOS de existência umas das instituições mais tradicionais do país, oferecendo atividades esportivas, sociais e culturais

Leia mais

ESTILOS DE LIDERANÇA ESPORTIVA: O IMPACTO EM EQUIPES DE HANDEBOL

ESTILOS DE LIDERANÇA ESPORTIVA: O IMPACTO EM EQUIPES DE HANDEBOL ISBN 978-8-9--7 V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 7 a de outubro de 9 ESTILOS DE LIDERANÇA ESPORTIVA: O IMPACTO EM EQUIPES DE HANDEBOL Talita Caparróz dos Santos Cruz ; Geni

Leia mais

Fruto do título de campeão nacional conquistado, João Pedro Sanches carimbou o passaporte para estar presente na 1.ª fase do Campeonato do Mundo, que

Fruto do título de campeão nacional conquistado, João Pedro Sanches carimbou o passaporte para estar presente na 1.ª fase do Campeonato do Mundo, que Resistência, coordenação, força e equilíbrio são alguns dos requisitos físicos necessários para a prática do Street Workout. Ainda pouco divulgada no nosso país, é uma modalidade desportiva que atrai cada

Leia mais

A INFLUÊNCIA DO ESPORTE COMO FATOR ESTIMULADOR DA INCLUSÃO NA VIDA DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL

A INFLUÊNCIA DO ESPORTE COMO FATOR ESTIMULADOR DA INCLUSÃO NA VIDA DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 252 A INFLUÊNCIA DO ESPORTE COMO FATOR ESTIMULADOR DA INCLUSÃO NA VIDA DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL Amália

Leia mais

Richard Way aborda a plataforma Canadian Sport For Life para melhorar a qualidade do esporte e a atividade física no Canadá

Richard Way aborda a plataforma Canadian Sport For Life para melhorar a qualidade do esporte e a atividade física no Canadá Richard Way aborda a plataforma Canadian Sport For Life para melhorar a qualidade do esporte e a atividade física no Canadá A conferência Canadian Sport for Life: Uma nação inspirada a se movimentar, apresentada

Leia mais

INTRODUÇÃO 3 BREVE HISTORIAL 4 PRINCÍPIOS ORIENTADORES 5 VISÃO E MISSÃO 6 ÁREAS-CHAVE E OBJECTIVOS 6 ESTRUTURA 8 APOIOS 8 ORÇAMENTO 9

INTRODUÇÃO 3 BREVE HISTORIAL 4 PRINCÍPIOS ORIENTADORES 5 VISÃO E MISSÃO 6 ÁREAS-CHAVE E OBJECTIVOS 6 ESTRUTURA 8 APOIOS 8 ORÇAMENTO 9 Plano de atividades e Orçamento Época desportiva 2012/2013 INTRODUÇÃO 3 BREVE HISTORIAL 4 PRINCÍPIOS ORIENTADORES 5 VISÃO E MISSÃO 6 ÁREAS-CHAVE E OBJECTIVOS 6 ESTRUTURA 8 APOIOS 8 ORÇAMENTO 9 Página 2

Leia mais

Escola Superior de Enfermagem de Vila Real. Gabinete de Apoio ao Estudante (GAE) na ESEnfVR-UTAD

Escola Superior de Enfermagem de Vila Real. Gabinete de Apoio ao Estudante (GAE) na ESEnfVR-UTAD Escola Superior de Enfermagem de Vila Real Gabinete de Apoio ao Estudante (GAE) na ESEnfVR-UTAD 1. Introdução No seguimento de uma estratégia há muito adoptada pela maioria das instituições de Ensino Superior

Leia mais

LEI PAULISTA DE INCENTIVO AO ESPORTE PIE PROGRAMA DE INCENTIVO AO ESPORTE DECRETO 55.636/2010

LEI PAULISTA DE INCENTIVO AO ESPORTE PIE PROGRAMA DE INCENTIVO AO ESPORTE DECRETO 55.636/2010 LEI PAULISTA DE INCENTIVO AO ESPORTE PIE PROGRAMA DE INCENTIVO AO ESPORTE DECRETO 55.636/2010 ESCOLA DE Pedal Batatais Histórico da Entidade e Descritivo de Atividades Fundada em 1999 por JOSÈ REGINALDO

Leia mais

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010 A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA Rosana Maria Gessinger Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS rosana.gessinger@pucrs.br Valderez Marina

Leia mais

Curso de COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL (I)

Curso de COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL (I) Curso de COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL (I) Praia da Vitória Ilha Terceira Apoios: 6, 7 e 8 Junho 2014 Modelo O curso de Coaching Desportivo e Treino Mental (Nível I), insere-se num modelo progressivo

Leia mais

LEGADO DAS OLIMPÍADAS DE LONDRES

LEGADO DAS OLIMPÍADAS DE LONDRES LEGADO DAS OLIMPÍADAS DE LONDRES Londres apresentou a proposta de legado para o esporte para o Reino Unido na sua candidatura para sede olímpica de 2012. Dois grandes projetos para esporte participação

Leia mais

Crianças e jovens, de 09 até 17 anos de idade, participam de Escolinha e das Equipes nas competições oficiais.

Crianças e jovens, de 09 até 17 anos de idade, participam de Escolinha e das Equipes nas competições oficiais. ABIG / JEQUIÁ BASQUETE * Localizado na Ilha do Governador * Há 40 anos participando das competições de Basquete no Estado do Rio de Janeiro * Equipes participando de 5 categorias nesta temporada Crianças

Leia mais

Cristiano Ronaldo O futebolista mais valioso do mundo. Janeiro 2015

Cristiano Ronaldo O futebolista mais valioso do mundo. Janeiro 2015 Cristiano Ronaldo O futebolista mais valioso do mundo Janeiro 2015 Índice Contexto 02 Objectivos 03 Metodologia 04 Imagem 05 Sports Reputation Index by IPAM 07 Determinação do valor potencial 12 Conclusões

Leia mais

PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL

PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL Tenho lido e ouvido muitos comentários nos últimos dias sobre o trabalho de formação no Brasil. Algumas pessoas, alguns profissionais

Leia mais

O PROFESSOR ITINERANTE E A INCLUSÃO EDUACIONAL : a prática pedagógica no estado de Pernambuco.

O PROFESSOR ITINERANTE E A INCLUSÃO EDUACIONAL : a prática pedagógica no estado de Pernambuco. O PROFESSOR ITINERANTE E A INCLUSÃO EDUACIONAL : a prática pedagógica no estado de Pernambuco. Autora: Maria José de Souza Marcelino. Orientador: Professor Dr. Washington Luiz Martins (UFPE). Instituto

Leia mais

Marcos Tarciso Masetto COMPETÊNCIA PEDAGÓGICA DO PROFESSOR UNIVERSITÁRIO

Marcos Tarciso Masetto COMPETÊNCIA PEDAGÓGICA DO PROFESSOR UNIVERSITÁRIO Marcos Tarciso Masetto COMPETÊNCIA PEDAGÓGICA DO PROFESSOR UNIVERSITÁRIO Competência pedagógica do professor universitário Copyright 2003, 2012 by Marcos Tarciso Masetto Direitos desta edição reservados

Leia mais

A pesquisa na formação do professor

A pesquisa na formação do professor A pesquisa na formação do professor Karen Maria Jung Introdução Este trabalho tem por objetivo mostrar como a pesquisa, na formação de novos professores, é abordada nos diferentes cursos de Licenciatura

Leia mais

TREINAMENTO DE FORÇA PARA CORREDORES DE

TREINAMENTO DE FORÇA PARA CORREDORES DE R EVISTA T REINAMENTO DESPORTIVO 79 TREINAMENTO DE FORÇA PARA CORREDORES DE 5.000m E 10.000m UM ESTUDO DE CASO Cleber da Silva Guilherme Escola de Educação Física e Esporte da USP Fernanda de Aragão e

Leia mais

O PERCURSO FORMATIVO DOS DOCENTES QUE ATUAM NO 1º. CICLO DE FORMAÇÃO HUMANA

O PERCURSO FORMATIVO DOS DOCENTES QUE ATUAM NO 1º. CICLO DE FORMAÇÃO HUMANA O PERCURSO FORMATIVO DOS DOCENTES QUE ATUAM NO 1º. CICLO DE FORMAÇÃO HUMANA Profª. Ms. Marilce da Costa Campos Rodrigues - Grupo de estudos e pesquisas em Política e Formação Docente: ensino fundamental

Leia mais

Título de apresentação principal em Calibri tamanho 18

Título de apresentação principal em Calibri tamanho 18 COACHING Título de apresentação principal em Calibri tamanho 18 O novo caminho para o sucesso e a realização pessoal! Todos sabem que para ser médico, advogado, dentista ou engenheiro são necessários anos

Leia mais

TEORIAS DA PERSONALIDADE

TEORIAS DA PERSONALIDADE 1 Ano Lectivo 2010/11 Psicologia do Desporto e do Exercício PROGRAMA UNIDADE CURRICULAR TEORIAS DA PERSONALIDADE Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Desporto de Rio Maior Anabela Vitorino

Leia mais

Valores educacionais do Olimpismo

Valores educacionais do Olimpismo Valores educacionais do Olimpismo Aula 3 Busca pela excelência e equilíbrio entre corpo, vontade e mente Rio 2016 Versão 1.0 Objetivos 1 Detalhar o valor busca pela excelência 2 Apresentar estratégias

Leia mais

Certificação Internacional em Coaching

Certificação Internacional em Coaching Certificação Internacional em Coaching O CURSO O Coaching apresenta-se hoje como uma das formas mais eficazes de desenvolvimento pessoal, ajudando a extrair o máximo potencial de si e dos outros, com vista

Leia mais

h u m a n i t y. c o m. b r A vida acontece quando você realiza os seus sonhos

h u m a n i t y. c o m. b r A vida acontece quando você realiza os seus sonhos h u m a n i t y. c o m. b r A vida acontece quando você realiza os seus sonhos Desenvolva sua capacidade de Liderança. Seja um LÍDER DE ELITE! A vida é feita de momentos e são esses momentos que fazem

Leia mais

Projeto de Ações para o Serviço Psicológico do Setor Socioeducacional da Faculdade ASCES

Projeto de Ações para o Serviço Psicológico do Setor Socioeducacional da Faculdade ASCES Projeto de Ações para o Serviço Psicológico do Setor Socioeducacional da Faculdade ASCES Jovanka de Freitas S. Limeira Psicóloga Setor Socioeducacional Caruaru 2014 APRESENTAÇÃO O presente projeto sugere

Leia mais

Modelos do Esporte na Espanha

Modelos do Esporte na Espanha Modelos do Esporte na Espanha Xavier Iglesias, Rafael Tarragó Instituto Nacional de Educação Física da Catalunha (Universidade de Barcelona) Nas últimas décadas, os Jogos Olímpicos e os grandes eventos

Leia mais

Uma lição de vida? Nos meus últimos anos tenho aprendido muitas lições de vida mesmo. A que eu acho mais importante de transmitir são "os Resultados"

Uma lição de vida? Nos meus últimos anos tenho aprendido muitas lições de vida mesmo. A que eu acho mais importante de transmitir são os Resultados Gonçalo Carvalho Em entrevista exclusiva à Federação Equestre Portuguesa, meses antes do início dos Jogos Olímpicos do Rio 2016, Gonçalo Carvalho fala da sua paixão pelo desporto equestre, da trajetória

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Liderança e Gestão de Pessoas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

PROGRAMA ATLETA PARCEIRO

PROGRAMA ATLETA PARCEIRO PROGRAMA ATLETA PARCEIRO Contexto: O Programa Atleta Parceiro é uma ação da Pedro Baldo Escola de Natação que oferece bolsas integrais e parciais para atletas que se comprometem com as estratégias de treinamento

Leia mais

TEMATIZANDO HANDEBOL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Handebol; Educação Física Escolar; Cultura Corporal.

TEMATIZANDO HANDEBOL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Handebol; Educação Física Escolar; Cultura Corporal. TEMATIZANDO HANDEBOL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA Handebol; Educação Física Escolar; Cultura Corporal. André Jonatas Barbosa EMEF Gal. Júlio Marcondes Salgado Resumo Este trabalho tem por objetivo relatar

Leia mais

Liderança, gestão de pessoas e do ambiente de trabalho

Liderança, gestão de pessoas e do ambiente de trabalho Glaucia Falcone Fonseca O que é um excelente lugar para se trabalhar? A fim de compreender o fenômeno dos excelentes locais de trabalho, devemos primeiro considerar o que as pessoas falam sobre a experiência

Leia mais

COACHING. Imagem Evolução do Coaching por Coach Douglas Ferreira. Veja um pouco de sua evolução.

COACHING. Imagem Evolução do Coaching por Coach Douglas Ferreira. Veja um pouco de sua evolução. Faculdade Tecnologia Senac. Goiania,29 de maio de 2014. Nome: Thiago Pereira Profº Itair Pereira da Silva GTI 1 - Matutino COACHING O Coaching é um processo, com início, meio e fim, definido em comum acordo

Leia mais

Empreender para Crescer

Empreender para Crescer Empreender para Crescer R. Miguel Coelho Chief EntusiastPersonalBrands Caros Pais e Encarregados de Educação, este ano lectivo, por iniciativa da Assoc. Pais do Colégio, vai iniciar-se em Novembro uma

Leia mais

www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes

www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes Sólidos conteúdos com alegria - essas são algumas características das palestras de Marcelo de Elias. Outra característica marcante: Cada palestra é um projeto

Leia mais

COOPERAÇÃO E SOLIDARIEDADE: o programa COOPERJOVEM em turmas da EJA na Escola Municipal Maria Minervina de Figueiredo em Campina Grande-PB

COOPERAÇÃO E SOLIDARIEDADE: o programa COOPERJOVEM em turmas da EJA na Escola Municipal Maria Minervina de Figueiredo em Campina Grande-PB COOPERAÇÃO E SOLIDARIEDADE: o programa COOPERJOVEM em turmas da EJA na Escola Municipal Maria Minervina de Figueiredo em Campina Grande-PB Monaliza Silva Professora de ciências e biologia da rede estadual

Leia mais

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DE SAÚDE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA Regiane de Oliveira Galdino

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DE SAÚDE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA Regiane de Oliveira Galdino UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DE SAÚDE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA Regiane de Oliveira Galdino O PAPEL DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA NAS ESCOLAS EM RELAÇÃO AOS JOGOS COLEGIAIS.

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO SUMÁRIO 01. INTRODUÇÃO 01. a. APRESENTAÇÃO DA FEDERAÇÃO 03 01. b. DIFERENCIAIS COMPETITIVOS 04 02. PRINCIPIOS NORTEADORES 02. a. MISSÃO 05 02. b. VISÃO 05 02. c. VALORES 05 02.

Leia mais

DA UNIVERSIDADE AO TRABALHO DOCENTE OU DO MUNDO FICCIONAL AO REAL: EXPECTATIVAS DE FUTUROS PROFISSIONAIS DOCENTES

DA UNIVERSIDADE AO TRABALHO DOCENTE OU DO MUNDO FICCIONAL AO REAL: EXPECTATIVAS DE FUTUROS PROFISSIONAIS DOCENTES DA UNIVERSIDADE AO TRABALHO DOCENTE OU DO MUNDO FICCIONAL AO REAL: EXPECTATIVAS DE FUTUROS PROFISSIONAIS DOCENTES Karem Nacostielle EUFRÁSIO Campus Jataí karemnacostielle@gmail.com Sílvio Ribeiro DA SILVA

Leia mais

Coordenadoria de Gestão das Políticas e Programas de Esporte e Lazer - CGPE. Clínica de Basquete. Aprendendo com o esporte

Coordenadoria de Gestão das Políticas e Programas de Esporte e Lazer - CGPE. Clínica de Basquete. Aprendendo com o esporte "Uma jornada de mil milhas começa com um primeiro passo" Lao-Tsé Data: 08/08/2009 Horário: 9H00 às 13H00 Local: Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa INTRODUÇÃO O objetivo do Circuito esportivo Clube

Leia mais

MADRINA-Desenvolvimento Infantil e Parental 1

MADRINA-Desenvolvimento Infantil e Parental 1 MADRINA-Desenvolvimento Infantil e Parental 1 PROJETO MEU TEMPO DE CRIANÇA Missão Visão Valores Colaborar com a importante tarefa de educar as crianças, nesse momento único de suas jovens vidas, onde os

Leia mais

O Coaching pode ajudar uma pessoa a:

O Coaching pode ajudar uma pessoa a: O que é o Coaching O que é o Coaching É um processo compartilhado de desenvolvimento pessoal e profissional focado em ações no presente, para tornar real suas intenções de atingir objetivos e alcançar

Leia mais

APRENDER A SER TREINADOR NO CONTEXTO DE FORMAÇÃO ACADÊMICA

APRENDER A SER TREINADOR NO CONTEXTO DE FORMAÇÃO ACADÊMICA APRENDER A SER TREINADOR NO CONTEXTO DE FORMAÇÃO ACADÊMICA Luciana De Mar,n Silva Cardiff Metropolitan University, Cardiff, UK; UWE Hartpury, Gloucester, UK CONTEÚDO o Introdução o Objetivo do estudo o

Leia mais

PROJETO REAÇÃO OLÍMPICO VI

PROJETO REAÇÃO OLÍMPICO VI PROJETO REAÇÃO OLÍMPICO VI Temporada 2016/2017 Breve Histórico Criado pelo medalhista olímpico Flávio Canto em 2003, o Instituto Reação é uma organização não governamental que promove o desenvolvimento

Leia mais

PROJETO ATLETISMO EQUIPE PÉ DE VENTO RUMO AOS JOGOS OLÍMPICOS RIO 2016

PROJETO ATLETISMO EQUIPE PÉ DE VENTO RUMO AOS JOGOS OLÍMPICOS RIO 2016 PROJETO ATLETISMO Alto Rendimento EQUIPE PÉ DE VENTO RUMO AOS JOGOS OLÍMPICOS RIO 2016 PROPONENTE Proponente: Associação Atlética Pé de Vento CNPJ: 07.344.299\0001-40 E-mail: pedeventobra@gmail.com Site:

Leia mais

A importância da Psicologia no Desporto

A importância da Psicologia no Desporto ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ESCOLAS DE FUTEBOL APEF A importância da Psicologia no Desporto Pedro Teques Departamento de Psicologia e Comunicação da APEF Direcção de Contacto: Pedro Teques, Departamento de

Leia mais

Atributos do Tênis de Mesa

Atributos do Tênis de Mesa Atributos do Tênis de Mesa O tênis de mesa é considerado um xadrez na velocidade da luz São 107 marcas aprovadas pela ITTF de borracha para raquete, com quase 1400 modelos diferentes. O gasto calórico

Leia mais

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal Sporting Clube de Portugal Bem-vindo ao mundo do futebol e a uma parceria de sucesso que irá proporcionar à sua marca uma projecção nacional e internacional DISCLAIMER. Documento confidencial. É proibida

Leia mais

Quem será o campeão? Dinâmica 2. Professor. 9º Ano 4º Bimestre. DISCIPLINA Ano CAMPO CONCEITO DINÂMICA. Tratamento da Informação.

Quem será o campeão? Dinâmica 2. Professor. 9º Ano 4º Bimestre. DISCIPLINA Ano CAMPO CONCEITO DINÂMICA. Tratamento da Informação. Reforço escolar M ate mática Quem será o campeão? Dinâmica 2 9º Ano 4º Bimestre DISCIPLINA Ano CAMPO CONCEITO Professor Matemática Ensino Fundamental 9º DINÂMICA Quem será o campeão? Tratamento da Informação.

Leia mais

Porque fazer um curso de Coaching? Tendências do Mercado de Coaching. Um dia na vida de um Coach. Teste: Tornando-se um Coach

Porque fazer um curso de Coaching? Tendências do Mercado de Coaching. Um dia na vida de um Coach. Teste: Tornando-se um Coach ABRACOACHING 2015 1 Porque fazer um curso de Coaching? Metodologia Comprovada Resultados sem precedentes As maiores razões para escolher um coach Tendências do Mercado de Coaching Oportunidades da Carreira

Leia mais

DUARTE MOURÃO currículo

DUARTE MOURÃO currículo DUARTE MOURÃO currículo O ATLETA DUARTE MOURÃO NOME: Duarte Rafael Rodrigues de Almeida Mourão DATA DE NASCIMENTO: 28 Janeiro de 1984 RESIDÊNCIA: Loures NATURALIDADE: Loures MORADA: Rua Dr. Henrique Barbas

Leia mais

O MINISTÉRIO DOS ESPORTES, através do Gabinete do Ministro, baixa PORTARIA N.º 151 de 4 de agosto de 2010.

O MINISTÉRIO DOS ESPORTES, através do Gabinete do Ministro, baixa PORTARIA N.º 151 de 4 de agosto de 2010. Circular: 003 2010 Vila Velha, 06 de Agosto de 2010. Às Federações de Triathlon. Prezados Senhores e Senhoras, A CBTri e suas filiadas estão recebendo vários e-mails e telefonemas de pais, treinadores

Leia mais

GINÁSTICA FUNCIONAL: IMPACTOS NA AUTOESTIMA E AUTOIMAGEM DE IDOSOS DA UNIVERSIDADE ABERTA À MATURIDADE

GINÁSTICA FUNCIONAL: IMPACTOS NA AUTOESTIMA E AUTOIMAGEM DE IDOSOS DA UNIVERSIDADE ABERTA À MATURIDADE GINÁSTICA FUNCIONAL: IMPACTOS NA AUTOESTIMA E AUTOIMAGEM DE IDOSOS DA UNIVERSIDADE ABERTA À MATURIDADE RESUMO Esterfania Silva Lucena; Manoel Freire de Oliveira Neto Universidade Estadual da Paraíba, Email:

Leia mais

O CAMINHO PARA REFLEXÃO

O CAMINHO PARA REFLEXÃO O CAMINHO PARA REFLEXÃO a 2 Semana EMPREENDER É DAR A SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A SOCIEDADE No mudo dos negócios existe a diferença visível do acomodado que nunca quer aprender a mesma coisa duas vezes e o

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO APRESENTAÇÃO O Projeto Político Pedagógico da Escola foi elaborado com a participação da comunidade escolar, professores e funcionários, voltada para a

Leia mais

PROJETO BOM CIDADÃO INVESTIR NO CIDADÃO DO FUTURO ATRAVÉS DO ESPORTE KARATÊ

PROJETO BOM CIDADÃO INVESTIR NO CIDADÃO DO FUTURO ATRAVÉS DO ESPORTE KARATÊ PROJETO BOM CIDADÃO INVESTIR NO CIDADÃO DO FUTURO ATRAVÉS DO ESPORTE KARATÊ ÍNDICE 1 APRESENTAÇÃO DO PROJETO 2 JUSTIFICATIVA 3 A IMPORTÂNCIA DO PROJETO NA ACADEMIA 4 OBJETIVO 5 METAS 6 METODOLOGIA 7 O

Leia mais

A melhor equipe de natação universitária do Brasil é da UNIP!

A melhor equipe de natação universitária do Brasil é da UNIP! A melhor equipe de natação universitária do Brasil é da UNIP! Oito vezes campeã das Olimpíadas Universitárias Brasileira, time de natação da UNIP quebra recordes de conquistas e torna-se referência de

Leia mais

O VOLEIBOL COMO CONTEÚDO ESCOLAR DA EDUCAÇÃO FÍSICA: TER OU NÃO SER Sonia Maria Soares Barbosa de Sousa Ana Maria da Silva Rodrigues

O VOLEIBOL COMO CONTEÚDO ESCOLAR DA EDUCAÇÃO FÍSICA: TER OU NÃO SER Sonia Maria Soares Barbosa de Sousa Ana Maria da Silva Rodrigues O VOLEIBOL COMO CONTEÚDO ESCOLAR DA EDUCAÇÃO FÍSICA: TER OU NÃO SER Sonia Maria Soares Barbosa de Sousa Ana Maria da Silva Rodrigues RESUMO: O conteúdo voleibol, enquanto prática desportiva nas escolas

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Paulo Jorge Ferreira Gomes, casado, natural de Lisboa, Portugal, nascido a 11/11/72. R. Maria Almira Medina, nº26 2710-717 Sintra

CURRICULUM VITAE. Paulo Jorge Ferreira Gomes, casado, natural de Lisboa, Portugal, nascido a 11/11/72. R. Maria Almira Medina, nº26 2710-717 Sintra CURRICULUM VITAE 1. Dados Pessoais Nome Paulo Jorge Ferreira Gomes, casado, natural de Lisboa, Portugal, nascido a 11/11/72. Morada R. Maria Almira Medina, nº26 2710-717 Sintra Contactos 913482441 p11gomes@hotmail.com

Leia mais

CRENÇAS DISCENTES SOBRE A FORMAÇÃO EM LETRAS E A DOCÊNCIA EM LÍNGUA INGLESA

CRENÇAS DISCENTES SOBRE A FORMAÇÃO EM LETRAS E A DOCÊNCIA EM LÍNGUA INGLESA Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 761 CRENÇAS DISCENTES SOBRE A FORMAÇÃO EM LETRAS E A DOCÊNCIA EM LÍNGUA INGLESA Fabiana Gonçalves Monti 1, Sérgio

Leia mais