Este projeto visa atender uma RPF da biblioteca Genius, para a expansão de sua rede corporativa baseado em tecnologia Wireless.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Este projeto visa atender uma RPF da biblioteca Genius, para a expansão de sua rede corporativa baseado em tecnologia Wireless."

Transcrição

1 SOLUÇÃO WLAN (RFP) FMP Faculdade Modulo Paulista Curso: Redes de Computadores ( turma de 2009, 1TRCR2 ) Alunos: Eduardo Popovici, Breno Degan, Thiago Bueno, Renan Cardoso, Lucas Landin e Erickson dos Santos Trabalho de Conclusão de Semestre Professor Orientador: Luciano Deluqui

2 Resumo Este projeto visa atender uma RPF da biblioteca Genius, para a expansão de sua rede corporativa baseado em tecnologia Wireless. O projeto tem por objetivo preparar a infra-estrutura de uma rede Wireless, entendendo que visitantes, professores e alunos, devem acessar através de dispositivos móveis, recursos de internet e intranet, seguindo políticas de acesso e gerenciamento situacional. A Genius utiliza uma rede cabeada, seguindo normas ANSI/TIA/EIA 568A sendo padrão da para ambiente corporativo, onde os usuários efetuam pesquisas e navegações. Foi utilizado as metragens e características da biblioteca da Faculdade Módulo (FMP), conforme orientação competente. Mantivemos durante o trabalho uma preocupação para aplicação de recursos utilizados por empresas de grande, médio e pequeno porte, visando além da conexão e acesso, à segurança e custo relativamente baixo, além de uma ótima qualidade de navegação. Horas de teste em equipamentos reais e virtuais foram de extrema valia, auxiliando como uma experiência única para o desenvolvimento deste projeto. TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 2/20

3 Abreviações AAS - Algorítmo Auto-Sensing ACL - Access Control List AD - Active Directory AP - Access Point BPS - Bits por segundo CA - Certification Authority CIR - Commited Information Rate DHCP - Dynamic Host Control Protocol DC - Domain Controler DNS - Domain Name Server RFP - Request For Proposal FMP - Faculdade Módulo Paulista FTP - File Transfer Protocol IAS - Internet Autentication Services ISP - Internet Service Provider IP - Internet Protocol LAN - Local Area Network POE - Power Over Ethernet PD - Power Device PI - Power Injector QOS - Quality of Service SSID - Service Set Identifier SLA - Service Level Agreement SNMP - Simple Network Management Protocol USB - Universal Serial Bus WLAN - Wireless Local Area Network TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 3/20

4 Sumário Resumo Abreviações Consideradas Objetivo do Projeto Objeto Escopo do Projeto Configuração da Proposta Projeto Lógico Modo de Operação Projeto Físico Distribuição dos APS e Routers Considerações Sobre a Tecnologia Utilizada Padrão Modelo de Negócio Plano com Fornecedores Plano de Outsourcing da implantação e recomendações Plano informativo para usuários e administradores Plano de treinamento Plano para medir a eficácia da nova rede Riscos que podem atrasar o projeto Plano de contingência Plano de evolução da rede Informações dos Fornecedores Proposta Técnica Modo de Operação Proposta Comercial Descrição resumida e valores Serviço e Mão de Obra Manutenção Condições Comerciais Retorno do Investimento Das Obrigações do Contratante Cronograma Conclusão Bibliografia Sumário de Imagens Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 4/20

5 1. Objetivo do projeto O Objetivo está na interconexão de uma rede sem fio com rede cabeada ethernet, mantendo o desempenho e qualidade. Este novo método de conexão a perfis móveis irá gerar maior disponibilidade e segurança sobre os recursos de visitantes, professores e alunos tendo acesso à internet e intranet através de uma rede Wireless. 1.1 Objeto O objeto desta proposta é a implementação de acesso à rede através de tecnologia Wireless, nas dependências de biblioteca Genius. 1.2 Escopo do projeto Devemos implementar uma rede Wireless juntamente a uma rede ethernet para prover disponibilidade "de acesso" a dispositivos móveis localizados dentro da biblioteca. A biblioteca receberá acessos adicionais de uma rede sem fio, sendo que, os usuários que estiverem no espaço físico "coberto pela rede" poderão se conectar através de autentificação. O projeto se restringe na implantação da rede sem fio na estrutura atual da biblioteca e não na alteração e adição de recursos na rede cabeada (ethernet) atualmente instalada. TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 5/20

6 2. Configuração da Proposta Entendendo que já existe uma infra-estrutura cabeada, vamos expandir os recursos da rede através de tecnologia Wireless, segundo as regras do padrão , por larguras de banda b/g, podendo chegar a uma velocidade de até 54 Mbps, tendo possibilidade de acesso de até 50 usuários simultâneos (verificar informativo anexo, relacionado ao AP). 2.1 Projeto Físico Figura 1.0 O envolvimento da empresa Factor no projeto físico está voltado para as partes a serem inseridas que irão fazer parte da implantação da Wireless. Novos pontos de rede, passagens de cabos, conectorização do AP, montagem do ambiente, instalação e certificação dos pontos e layout fisico da nova tecnologia implantada, identificação de quanto o sinal da rede irá chegar e mudanças fisicas que irão ocorrer na biblioteca. Referenciando pontos de rede serão implantados dois pontos de redes para cada AP Implantação: Rede Wireless Equipamentos: APs Tecnologia Implementada: IEEE b/g - IEEE 802.3af Os APs (APs) que serão usados neste projeto são modelos WAP200 da fabricante Linksys - Cisco, com suporte as tecnologias POE, isto é onde passa a energia elétrica usando cabo de rede categoria CAT5E, atualmente utilizado em redes cabeadas, com isto será não iremos ser usar ou implantar extensões de pontos de energia elétrica ou extensores de cabo de energia. TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 6/20

7 Serão utilizadas antenas omni-direcionais, emitindo o sinal via rádio em 360 graus. Referenciado no projeto tecnologias implementadas utilizaremos o padrão IEEE 802.3af, onde o instituto fala de mecanismos de rede elétrica via rede de dados não precisando de instalações de novos pontos elétricos, isto reduzirá o custo, levando uma redundância para o próprio AP e rede da Biblioteca GENIUS. O projeto conterá dois APs idênticos. Serão vinculados a estes dispositivos um PI, fornecendo energia de 12 via cabo de rede CAT5e, que é essencial para seu funcionamento. O WAP200 da rede Privada (Aluno, Professor) será conectado um cabo até o switch em uma porta definida no projeto e o PI será também colocado no cabo que irá levar até o Switch. TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 7/20

8 2.4 Distribuição dos APs O projeto terá um AP da rede Privada no canal de comunicação um, ou outro AP da rede publica que será utilizado para visitantes está sendo utilizado no canal de comunicação 11, com este tipo de configuração não iremos interferir em nenhum momento na freqüência de modo operativo do AP, tanto publico quanto privado, causando indisponibilidade de acesso à rede. AP PAREDE DA DIREITA DA BIBLIOTECA A biblioteca terá um dos APs localizado no meio da parede lateral direita da biblioteca. O sinal será direcionado por uma antena omni direcional que propaga sinais para todos os lados, e terá o canal 1 de freqüência de 2,4 GHz e o SSID (REDE PRIVADA) não propagado, pois esta rede possui um nível se segurança maior, conforme explicado no item Proposta Técnica. AP PAREDE DOS FUNDOS DA BIBLIOTECA Já o segundo AP ficará localizado na parte dos fundos da biblioteca, onde contará com um ótimo sinal nas mesas que estarão os alunos e a sala com divisória de vidro. Propagando o sinal por toda a área citada acima, este AP terá uma saída direta para internet, conforme exigência da RFP. Este AP utilizará freqüência no canal 11 e freqüência também de 2,4 GHz do AP com SSID ( REDE PUBLICA) propagado para seus devidos visitantes. TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 8/20

9 3. Considerações Sobre a Tecnologia Utilizadas O padrão Wi-Fi opera em faixas de freqüências que não necessitam de licença para instalação e/ou operação. Este fato as tornam atrativas. No entanto, para uso comercial no Brasil é necessária licença da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Para se ter acesso à internet através de rede Wi-Fi deve-se estar no raio de ação ou área de abrangência de um ponto de acesso (normalmente conhecido por hotspot) ou local público onde opere rede sem fios e usar dispositivo móvel, como computador portátil, Tablet PC ou Assistente Pessoal Digital com capacidade de comunicação sem fio, deixando o usuário do Wi-Fi bem à vontade em usá-lo em lugares de "não acesso" à internet, como: Aeroportos. Hotspot Wi-Fi existe para estabelecer ponto de acesso para conexão à internet. O ponto de acesso transmite o sinal sem fios numa pequena distância cerca de 100 metros. Quando um periférico que permite "Wi-Fi", como um Pocket PC, encontra um hotspot, o periférico pode na mesma hora conectar-se à rede sem fio. Muitos hotspots estão localizados em lugares que são acessíveis ao público, como aeroportos, cafés, hotéis e livrarias. Muitas casas e escritórios também têm redes "Wi-Fi". Enquanto alguns hotspots são gratuitos, a maioria das redes públicas é suportada por Provedores de Serviços de Internet (ISPs) que cobram uma taxa dos usuários para se conectarem. Atualmente quase todos os computadores portáteis vêm de fábrica com dispositivos para rede sem fio no padrão Wi-Fi (802.11b, a ou g). O que antes era acessório está se tornando item essencial, principalmente pelo fato da redução do custo de fabricação e necessidade de mobilidade. 3.1 Padrão O padrão estabelece normas para a criação e para o uso de redes sem fio. A transmissão dessa rede é feita por sinais de radiofreqüência, que se propagam pelo ar e podem cobrir áreas na casa das centenas de metros. Como existem inúmeros serviços que podem utilizar sinais de rádio, é necessário que cada um opere de acordo com as exigências estabelecidas pelo governo de cada país. Essa é uma maneira de evitar problemas, especialmente interferências. Há, no entanto, alguns segmentos de freqüência que podem ser usados sem necessidade de aprovação direta de entidades apropriadas de cada governo: as faixas ISM (Industrial, Scientific and Medical), que podem operar, entre outros, com os seguintes intervalos: 902 MHz MHz; 2,4 GHz - 2,485 GHz e 5,15 GHz - 5,825 GHz (dependendo do país, esses limites podem sofrer variações). Como você verá a seguir, são justamente essas duas últimas faixas que o Wi-Fi utiliza, no entanto, tal característica pode variar conforme a versão do padrão TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 9/20

10 4. Modelo de Negócio 4.1 Plano com Fornecedores A Factor tem contratos firmados com fornecedores de materiais e equipamentos, onde temos um vínculo de serviço, caso algum equipamento apresente problemas, a substituição será realizada de acordo com o SLA contratado. 4.2 Plano de Outsourcing da implantação e recomendações para gerencia da rede É firmado um contrato com a Genius, com cláusula que fazem parte do projeto a ser implantado, que a empresa garante e se compromete em ter a rede com um alto desempenho e funcionamento sem nenhum empecilho da rede Wireless após este projeto. 4.3 Plano para informar usuários, gerentes e administradores sobre o projeto Caso exista alguma dúvida de funcionamento ou problema com a parte física ou lógica da rede Wireless os usuários deverão procurar o suporte de TI da Genius para esclarecimento. Caso persista o problema, deverá ser solicitado o suporte técnico junto a FACTOR Tecnology, conforme descrito na SLA da Propostal Comercial. Problemas de conexão, parte física ou lógica deverá ser aberto uma chamado no site da Factor (www.factortechnology.com) utilizando credenciais que serão disponibilizadas para os administradores da rede Genius e os seus respectivos gerentes, ou ainda abrir chamado através de número de telefone a ser fornecido após a finalização da implantação. 4.4 Plano de treinamento O treinamento será feito através de um profissional da empresa FACTOR com o responsável pela TI da Biblioteca Genius, onde será explicada toda a operação lógica da rede. Depois do treinamento junto ao responsável de Tecnologia da Informação da Biblioteca Genius, disponibilizaremos um profissional para o todo o dia seguinte acompanhando e orientando na prática de como fazer a autenticação na Rede tanto Aluno, Professor e Visitantes. 4.5 Plano para medir a eficácia da nova rede Foram utilizados na elaboração da proposta, em laboratório, um sistema de monitoramento de banda e um sistema que gera trafego para simular o desempenho em picos de utilização. Assim conseguimos avaliar melhor as tecnologias utilizadas no projeto e dimensionar a rede com precisão. Todos os equipamentos serão testados e monitorados da mesma forma após a implantação do projeto. TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 10/20

11 4.6 Riscos que podem atrasar o projeto Considerando a dependência de entrega de produtos pelo fornecedor e demais imprevistos que possam ocorrer, consideramos um prazo máximo para entrega de 5 (cinco) dias após a data acordada em proposta. Riscos onde equipamentos novos por ventura apresentem defeito, danificados na compra. Queda de energia no local, que podem danificar os equipamentos e com isto acabará atrasando o projeto. Falta de ambiente exigido na proposta, como passagem dos cabos. 4.7 Plano de contingência Sugerimos nesta proposta, a aquisição de mais um AP para que este seja usado como contingência. Este terceiro AP poderá ficar inclusive em operação na rede privada, operando em canal diferente (no caso, canal 6), Caso haja necessidade de substituição no AP da rede pública, podemos dimensionar um dos APs da rede privada para que seja utilizado, enquanto a substituição do AP defeituoso é feita. Para este procedimento, será necessária uma rápida intervenção manual da Equipe de TI da Genius, que será explicado no treinamento. 4.8 Plano para a evolução da rede A estruturação da rede atual foi projetada prevendo possível expansão da rede. Tanto os APs quanto o Hardware usados suportam o dobro de carga prevista no projeto sem que haja qualquer prejuízo à rede Wireless. Futuramente podemos ampliar o projeto, sugerimos a implantação de um Proxy na rede pública (ligado diretamente à Internet), com o intuito de evitar que sites ilegais sejam acessados pelos visitantes. TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 11/20

12 5. Informações dos Fornecedores Injector Power Over Ethernet (TPE-101I) Aderente ao padrão IEEE 802.3af PoE (Power over Ethernet) Reduza cabeamento para APs Wireless, Telefonia IP e qualquer outro Equipamento Alimentado PD padrão IEEE 802.3af Fornece energia para Equipamento Alimentado (PD) de até 15.4 W. Detectando automaticamente Terminais PoE e Suprindo Energia Inline AAS Avançado alimenta somente dispositivos terminais 802.3af Padrões de Segurança Elevados com Proteção contra Curto-Circuitos Auto Desconexão para Casos de Sobre/Sub Tensão Suporta Detecção e Classificação de Energia Garantia no Brasil: 5 ANOS Servidor ML 110 Processador: Intel Quad-Core Xeon X3220 Clock do Processador (GHz): 240 Cache de Processador (L2): 4MB FSB (MHz): 1066 Qtde de Processador Suportado: 1 Memória Padrão: 4 x 2GB - 8GB Memória Máxima: 8GB Slot de Memória Total: 4 Baias de Discos Livres: 2 Baias de Discos Ocupadas: 2 Disco Máximo: 3000GB Disco Rígido Padrão: 2 x 250GB Interface de Disco: SATA Non-Hot Controladora: SATA 6 Port (Raid 0/1) Drive de 1.44MB: Opcional Mídia Óptica: DVD/RW Placa de Rede (Mbps): 10/100/1000 Porta Paralela: Não Porta USB: 08 Slot PCI: 1 Slot PCI-X: Não Slot PCI Express (PCI-E): 3 Fonte de Alimentação: Fonte Fixa Gabinete: Torre Garantia: 1 ano on site Memória de Vídeo: 8MB Peso Bruto: 13,99 Fabricante: HP-INTEL Linha: Servidores Sistema Operacioanal: Suse Linux U4439E Serviço de Suporte 24x7, 1 ano onsite, solução em 6 horas TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 12/20

13 WAP200 Velocidade (Mbps): 54 Padrão Wireless: IEEE b/g 54 Mbps Gerenciável: SNMP Porta LAN 10/100 Ethernet PoE: 1 Porta LAN 10/100 Mbps: 1 Peso (Kg): 0,4 Garantia: 3 anos balcão Porta USB: Não Segurança: WEP/WPA/WPA2 Antena: Múltiplas Internas Peso Bruto: 0,98 Fabricante: Linksys CISCO Linha: AP SWITCH 8 PORTAS Switch Não Gerenciável, 8 portas 10/100 SD208 N de Portas 10/100MBps: 8 Slot para Fibra Ótica (GBIC): Não Tipo de Switch: Desktop Nível de Gerenciamento: Não Porta Console (RS-232): Não Empilhável: Não Cascateamento: Sim VLAN: Não Dimensões (L x A x P) mm: 130 x 30 x 127 Fonte: 110V Garantia: 5 anos balcão Gerenciável: Não Peso (Kg): 0,43 Peso Bruto: 0,72 Fabricante: CISCO Valor: R$ 116,00 TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 13/20

14 6. Proposta Técnica Para a realização do projeto proposto, é necessário a utilização de um Servidor Físico, que utilizará o Sistema Operacional Suse Linux Enterprise, compatível e homologado pelo fabricante e dois Servidores Virtuais emulados através do Software VirtualBox OSE. Os Servidores Virtuais serão configurados com o Sistema Operacional Windows Server 2008 Standard, distribuídos da seguinte maneira: Servidor Virtual 01 Nome sugerido: DC-01 Serviços instalados: SNMP, AD, DNS, DHCP e CA. Caso a Biblioteca Genius já possua uma estrutura de Domínio, este servidor será incorporado na estrutura atual. Servidor Virtual 02 Nome sugerido: IAS-01 Serviços instalados: SNMP, IAS (Radius). Servidor Físico Nome sugerido: BS-01 Serviços instalados: SNMP, OpenVPN, Virtual Box OSE, Syslog, Cacti (gerência de SNMP) 6.1 Modo de Operação Para o acesso público (visitante) será designado um AP conectado diretamente à Internet e isolado da rede corporativa (conforme determinação da RFP), o Broadcast SSID será propagado e a senha será compartilhada com o visitantes. Neste AP, o protocolo de Autenticação utilizado será o WEP. O usuário público terá acesso restrito à Internet (portas 80/tcp e 443/tcp) através do uso de Access Lists disponíveis no AP utilizado. Neste ambiente proposto, o AP faz a função de Router e é o Gateway padrão das estações conectadas. Para o acesso Corporativo, o AP utilizará o Protocolo de Autenticação RADIUS, apontando a Autenticação para o Servidor IAS-01, que por sua vez faz a validação do usuário no Servidor DC-01, e de acordo com as políticas definidas, autorizará ou não o acesso à rede e a seus recursos. O usuário corporativo necessitará de um Certificado (emitido pelo Servidor DC- 01) instalado em sua máquina além de suas credenciais de Login (Domínio) para obter acesso à rede. O SSID da rede corporativa não será propagado. Tanto o AP da rede pública quanto o AP da rede privada serão "regulados" de forma que o sinal Wireless não ultrapasse em demasia os limites físicos das instalações de biblioteca Genius. Para atender a requisição de log de acesso, o Servidor Linux possui o serviço de Syslog, que coleta as informações enviadas pelos APs tanto da rede corporativa quanto da rede pública e gera relatórios customizáveis dos últimos 30 dias de acesso. TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 14/20

15 Em caso de necessidade de intervenção remota na rede corporativa, está planejado o acesso remoto através do Open VPN, que proporciona um acesso criptografado e seguro. Caso necessário acesso à rede pública, está previsto o acesso remoto via Web, conforme gerenciamento disponibilizado no AP. Será instalado o serviço de Gerenciamento de SNMP para que sejam gerados relatórios de Up/Down e Consumo de Banda por horário e Data, através do Software Cacti. No AP utilizado na rede corporativa será configurado uma ACL permitindo acesso somente à Internet (portas 80/tcp e 443/tcp) e FTP (21/tcp e /udp, para FTP passivo) São sugeridos no projeto os seguintes escopos DHCP: Rede Corporativa: até Máscara: Rede Publica: até Máscara: Obs: os endereços de rede acima são apenas sugestões, e podem ser perfeitamente alterados para se adequar à rede já existente da Genius sem que o projeto seja prejudicado. O serviço SNMP será habilitado em todos os servidores e nos APs. Ao término da implementação do Projeto, será disponibilizado pela proponente, para a Biblioteca Genius a documentação detalhada de todos os serviços implementados. Figura 1.6 TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 15/20

16 7. Proposta Comercial Logo abaixo segue descritivo simplificado dos equipamentos e de seus valores em reais, cotados conforme mercado atual, levando em consideração o mês de Novembro de Descrição resumida e valores AP Quant: 02 Preço: R$ 521,37 Servidor HP Proliant ML 110 Quant: 01 Preço: R$4.080,48 Switch Quant: 01 Preço: R$ 592,01 Injector Power Over Ethernet (TPE-101I) Quant: 02 Preço: R$ 272,00 Windows 2008 Server Versão: Small Busines Licenças: 26 Cals Per Server Preço: R$ 4780,00 Total de equipamentos + licenças: R$ , Serviço e mão de obra Toda a etapa de instalação e manutenção dos equipamentos e recursos citados à cima R$ 3.790,00 (TRÊS MIL, SETESSENTOS E NOVENTA REAIS), que podem ser pagos no ato da entrega do serviço. TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 16/20

17 7.3 Manutenção (opcional) O serviço de manutenção preventiva e corretiva possui característica opcional, podendo responder aos prazos e valores mensais descritos abaixo, dependendo do plano prévio acordado. Quanto a garantia dos equipamentos, verifique o item 5, que fala respectivamente da garantia de hardware fornecida pelos fabricantes. 8x5-1D R$ 380,00 16x7-1D R$ 560,00 24x7-1D R$ 890,00 24x7-6S R$ 1.380,00 24x7-4S R$ 1.890,00 8 Horas por 5 dias de atendimento e 1 dia de resposta 16 Horas por 7 dias de atendimento e 1 dia de resposta 24 Horas por 7 dias de atendimento e 1 dia de resposta 24 Horas por 7 dias de atendimento e 6 horas de solução 24 Horas por 7 dias de atendimento e 4 horas de solução 7.4 Condições comerciais Os tributos incidentes sobre os serviços contratados estão incluídos na proposta. No caso de alterações da legislação em vigor, inclusive quanto à criação de novos tributos incidentes sobre a operação, que importem em alteração dos encargos tributários ora considerados, os preços acima serão automaticamente reajustados. 7.5 Retorno do Investimento Para calcular o retorno do investimento deste projeto, podemos se basear no 3G, onde cada aluno iria gastar por acesso a rede externa, sem aproveitar os recursos da rede local. Partindo do princípio que 50 pessoas que acessam rede teriam que contratar um acesso via 3G, notamos que este projeto evita um gasto altíssimo com a mensalidade das operadoras, além de proporcionar mobilidade. Uma alternativa seria disponibilizar pontos de rede cabeada em diversos pontos da Biblioteca, mas que geraria um alto custo sem a mobilidade proporcionada pelo Wireless. 7.6 Das obrigações do Contratante É de responsabilidade do contratante que haja toda a infra-estrutura elétrica e cabeamentos necessários aos equipamentos fornecidos. Fica ainda responsável o contratante, por permitir o acesso aos locais necessários à instalação e configuração dos equipamentos e dispositivos, para a conclusão do projeto e a liberar as portas no Firewall para acesso remoto da proponente, quando necessário. TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 17/20

18 7.7 Cronograma Tarefas Início Término Reunião e Apresentação de Responsáveis e análise do Ambiente 07/12/09 08/12/09 para levantamento de informações Definir Funções e Lideres de Estruturas 07/12/09 08/12/09 Começar Negociações com Fornecedores 07/12/09 08/12/09 Definir Plano de Contingencia com Equipamentos 07/12/09 08/12/09 Fazer Inventário dos Equipamentos 08/12/09 09/12/09 Chegada de Equipamentos Ao Cliente 07/12/09 12/12/09 Enviar Relatórios para o Cliente 11/12/09 12/12/09 Instalações de Novos Equipamentos 14/12/09 18/12/09 Instalação Suse Linux 14/12/09 16/12/09 Instalação VM 14/12/09 16/12/09 Instalação Windows Server /12/09 16/12/09 Configuração DC 14/12/09 16/12/09 Instalação Server Certificado 16/12/09 17/12/09 Configuração AP 16/12/09 17/12/09 Configuração Roteador 16/12/09 17/12/09 Testes Gerais e Ajustes Finais 17/12/09 18/12/09 Envio de Relatório para o Cliente 18/12/09 19/12/09 Entrega do Projeto 18/12/09 19/12/09 Treinamento para o Administrador da Rede o Projeto 18/12/09 19/12/09 Acompanhamento para Esclarecimento de Duvidas na Prática 18/12/09 19/12/09 TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 18/20

19 8. Conclusão Através da mescla de tecnologias no meio de transmissão e de sistema de virtualização, é possível comunicar diversos ambientes de maneira fácil, rápida e segura. A tecnologia Wireless é uma realidade, que possui a tendência de se multiplicar a cada dia pelas empresas e comunidades, devido sua boa estética e baixo custo, além de altamente portável. O projeto, apesar de muito simples de ser implantado, demandou um estudo detalhado de configuração dos servidores de domínio, certificados, servidores virtuais e APs. No final o objetivo será alcançado, fornecendo o acesso à rede, tanto interna como externa por aqueles que a permissão convier. TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 19/20

20 9. Bibliografia Tanenbaum, Andrews Redes de Computadores 4 Edição, Editora Campus Dan Holme Kit de Treinamento Editora Bookman, Microsoft Press Wendell Odom Cisco CCNA Guia para Prova Edição revisada, Editora Cisco Press ultimo acesso em 16 Novembro de ultimo acesso em 15 de Novembro de 2009 Jardim, Fernando de Moraes Treinamento Avançado em Rede Wireless Editora Digerati Primeira edição, 2007 Fontan, Fernando Peres e Espiñeira, Perfero Mariño - Modelling thewireless Propagation Channel, Editora John Wiley Professio. TIM Trabalho Integração Multidisciplinar / 1TRCR2 20/20

Comunicação Sem Fio (Somente em Determinados Modelos)

Comunicação Sem Fio (Somente em Determinados Modelos) Comunicação Sem Fio (Somente em Determinados Modelos) Guia do Usuário Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft é uma marca registrada da Microsoft Corporation nos Estados Unidos.

Leia mais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais Curso de Preparatório para Concursos Públicos Tecnologia da Informação REDES Conceitos Iniciais; Classificações das Redes; Conteúdo deste módulo Equipamentos usados nas Redes; Modelos de Camadas; Protocolos

Leia mais

Aquisição de equipamentos de informática

Aquisição de equipamentos de informática CONVITE 010/2008 ANEXO I Aquisição de equipamentos de informática ITEM 1 Nome: Estação de trabalho Quantidade: 1 unidades Processador: (mínimo) Intel core 2 duo E7200 2.53Ghz FSB 1333Mhz 4Mb Cache, 65

Leia mais

Comunicação sem fio (somente para determinados modelos)

Comunicação sem fio (somente para determinados modelos) Comunicação sem fio (somente para determinados modelos) Guia do Usuário Copyright 2006 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft e Windows são marcas registradas da Microsoft Corporation nos

Leia mais

Access Point Router 150MBPS

Access Point Router 150MBPS Access Point Router 150MBPS Manual do Usuário Você acaba de adquirir um produto Leadership, testado e aprovado por diversos consumidores em todo Brasil. Neste manual estão contidas todas as informações

Leia mais

Orientações para implantação e uso de redes sem fio

Orientações para implantação e uso de redes sem fio Orientações para implantação e uso de redes sem fio Define requisitos e orientações técnicas para implantação e uso de redes sem fio na Universidade Estadual de Campinas. I. Introdução Este documento apresenta

Leia mais

Conexão Sem Fio Guia do Usuário

Conexão Sem Fio Guia do Usuário Conexão Sem Fio Guia do Usuário Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows é uma marca registrada da Microsoft Corporation nos Estados Unidos. Bluetooth é marca comercial dos respectivos

Leia mais

KIT PROVEDOR COMPACT - MONTAGEM CONFIGURAÇÃO BÁSICA

KIT PROVEDOR COMPACT - MONTAGEM CONFIGURAÇÃO BÁSICA KIT PROVEDOR COMPACT - MONTAGEM CONFIGURAÇÃO BÁSICA 1 Parabéns, você acaba de adquirir o equipamento mais avançado e de melhor relação custo/ benefício do mercado para compartilhamento de Internet via

Leia mais

ANEXO I RELAÇÃO DOS ITENS DA LICITAÇÃO

ANEXO I RELAÇÃO DOS ITENS DA LICITAÇÃO Folha: 1/6 1 2,000 UN MÓDULO BATERIAS PARA NOBREAK 3000VA --- 5.590,0000 11.180,0000 ------------------------------------ Descrição --------- Módulo fechado de baterias estacionárias, que comporte no mínimo

Leia mais

AULA 9: REDES SEM FIO

AULA 9: REDES SEM FIO AULA 9: REDES SEM FIO Objetivo: Detalhar conceitos sobre a aplicação, configuração, métodos utilizados para autenticação de usuários e segurança de acesso a redes sem fio. Ferramentas: - Emuladores de

Leia mais

Roteador Wireless 150Mbps 4 Portas

Roteador Wireless 150Mbps 4 Portas Roteador Wireless 150Mbps 4 Portas Manual do Usuário Você acaba de adquirir um produto Leadership, testado e aprovado por diversos consumidores em todo Brasil. Neste manual estão contidas todas as informações

Leia mais

BELLA DONNA CENTRO DE ESTÉTICA Sistema de Gerenciamento de Serviços em Estética SisGSE. Documento de Projeto Lógico e Físico de Rede

BELLA DONNA CENTRO DE ESTÉTICA Sistema de Gerenciamento de Serviços em Estética SisGSE. Documento de Projeto Lógico e Físico de Rede BELLA DONNA CENTRO DE ESTÉTICA Sistema de Gerenciamento de Serviços em Estética SisGSE Documento de Projeto Lógico e Físico Histórico de revisões Versão Data Autor Descrição Localização 1.0 20/OUT/2010

Leia mais

Política de Utilização da Rede Sem Fio (Wireless)

Política de Utilização da Rede Sem Fio (Wireless) Política de Utilização da Rede Sem Fio (Wireless) UNISC Setor de Informática/Redes Atualizado em 22/07/2008 1. Definição Uma rede sem fio (Wireless) significa que é possível uma transmissão de dados via

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Wireless Red e e d s e s s e s m e m fi f o

Wireless Red e e d s e s s e s m e m fi f o Wireless Redes sem fio A tecnologia Wireless (sem fio) permite a conexão entre diferentes pontos sem a necessidade do uso de cabos (nem de telefonia, nem de TV a cabo, nem de fibra óptica), através da

Leia mais

1 de 6 25/08/2015 10:22

1 de 6 25/08/2015 10:22 1 de 6 25/08/2015 10:22 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria Executiva Subsecretaria de Planejamento e Orçamento Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano Termo de Adjudicação

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA CÓD.:682-0

GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA CÓD.:682-0 WPS Roteador Wireless 300N GWA-101 5dBi Bi-Volt GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA CÓD.:682-0 Roteador Wireless 300Mbps Guia de Instalação Rápida REV. 2.0 1. Introdução: O Roteador Wireless 300Mbps, modelo 682-0

Leia mais

Prof. Edson Maia Graduado em Web Design e Programação Bacharel e Licenciado em Geografia Especialista em Gestão Ambiental Complementação para

Prof. Edson Maia Graduado em Web Design e Programação Bacharel e Licenciado em Geografia Especialista em Gestão Ambiental Complementação para Prof. Edson Maia Graduado em Web Design e Programação Bacharel e Licenciado em Geografia Especialista em Gestão Ambiental Complementação para Magistério Superior Especialista em Docência para Educação

Leia mais

Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012

Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012 Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012 Apresentação Portfólio de Serviços e Produtos da WebMaster Soluções. Com ele colocamos à sua disposição a Tecnologia que podemos implementar em sua empresa.

Leia mais

DISPOSITIVOS DE REDES SEM FIO

DISPOSITIVOS DE REDES SEM FIO AULA PRÁTICA DISPOSITIVOS DE REDES SEM FIO Objetivo: Apresentar o modo de operação Ad Hoc de uma rede padrão IEEE 802.11g/b e implementá-la em laboratório. Verificar os fundamentos de associação/registro

Leia mais

A. Modos de operação. Introdução. 1.1 - Repetidor Wireless N. Configurações mínimas. 1.2 - Repetidor Wireless N + cabo RJ-45. A embalagem contém

A. Modos de operação. Introdução. 1.1 - Repetidor Wireless N. Configurações mínimas. 1.2 - Repetidor Wireless N + cabo RJ-45. A embalagem contém Introdução O Repetidor Wi-Fi N - 300 Mbps com 2 portas de rede (1 porta LAN + 1 porta WAN/LAN) Comtac modelo WN9254 foi desenvolvido para usuários que buscam ampliar a cobertura de uma rede Wireless existente

Leia mais

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS INTERNET PROTOCOLOS 1 INTERNET Rede mundial de computadores. Também conhecida por Nuvem ou Teia. Uma rede que permite a comunicação de redes distintas entre os computadores conectados. Rede WAN Sistema

Leia mais

ERRATA DE EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL 005/2015

ERRATA DE EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL 005/2015 ERRATA DE EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL 005/2015 No Anexo I Termo de Referência Item 03 (Três) Da Especificação. Os respectivos itens estão sublinhados. ONDE SE LÊ: 1) DA ESPECIFICAÇÃO 1 Processador

Leia mais

Wireless. Leandro Ramos www.professorramos.com

Wireless. Leandro Ramos www.professorramos.com Wireless Leandro Ramos www.professorramos.com Redes Wireless Interferências Access-Point / ROUTER Wireless Ponto de Acesso Numa rede wireless, o hub é substituído pelo ponto de acesso (access-point em

Leia mais

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00008/2015-001 SRP

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00008/2015-001 SRP 26430 - INST.FED.DE EDUC.,CIENC.E TEC.S.PERNAMBUCANO 158149 - INST.FED.EDUC.CIENC.E TEC.SERTãO PERNAMBUCANO RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00008/2015-001 SRP 1 - Itens da Licitação 1 - EQUIPAMENTO

Leia mais

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER TÁSSIO JOSÉ GONÇALVES GOMES tassiogoncalvesg@gmail.com MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 TÁSSIO GONÇALVES - TASSIOGONCALVESG@GMAIL.COM 1 CONTEÚDO Arquitetura

Leia mais

Alan Menk Santos alanmenk@hotmail.com www.sistemasul.com.br/menk. Camada Física: Redes Sem Fio. Equipamentos de Rede. O que já conhecemos.

Alan Menk Santos alanmenk@hotmail.com www.sistemasul.com.br/menk. Camada Física: Redes Sem Fio. Equipamentos de Rede. O que já conhecemos. Alan Menk Santos alanmenk@hotmail.com www.sistemasul.com.br/menk Camada Física: Redes Sem Fio Equipamentos de Rede O que já conhecemos. Cabos; Atenas; Tipos de transmissão; 1 O que vamos conhecer. Equipamentos

Leia mais

REDES INTRODUÇÃO À REDES

REDES INTRODUÇÃO À REDES REDES INTRODUÇÃO À REDES Simplificando ao extremo, uma rede nada mais é do que máquinas que se comunicam. Estas máquinas podem ser computadores, impressoras, telefones, aparelhos de fax, etc. Ex: Se interligarmos

Leia mais

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Conhecer os modelo OSI, e TCP/IP de cinco camadas. É importante ter um padrão para a interoperabilidade entre os sistemas para não ficarmos

Leia mais

Configurações do adaptador W-U3300nL

Configurações do adaptador W-U3300nL Configurações do adaptador W-U3300nL Introdução Obrigado por adquirir o adaptador para rede sem fio C3 Tech. Apresentando o que há de melhor em Tecnologia Wireless, o Adaptador para Rede Sem Fio C3 Tech

Leia mais

Como Montar uma Rede Wireless Passo-a-Passo

Como Montar uma Rede Wireless Passo-a-Passo Outras apostilas em: www.projetoderedes.com.br Como Montar uma Rede Wireless Passo-a-Passo Redes Wireless estão em franco crescimento. Novas redes são implementadas, com soluções mais rápidas, abrangentes

Leia mais

4 Metodologia e Implementação

4 Metodologia e Implementação 4 Metodologia e Implementação Como estudado no capítulo 3, as redes IEEE 802.11b possuem diversas vulnerabilidades decorrentes da fragilidade dos mecanismos de autenticação, confidencialidade e integridade

Leia mais

SANTOS, BRUNA VIANA, ISMAEL SPITZER RELATÓRIO FINAL DE PROJETO

SANTOS, BRUNA VIANA, ISMAEL SPITZER RELATÓRIO FINAL DE PROJETO Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática ANDRESSA SANTOS, BRUNA VIANA, ISMAEL

Leia mais

PROJETO BÁSICO (De acordo com a Res. nº 272 da Anatel SCM, de 9 de agosto de 2001, Anexo II) OBJETO

PROJETO BÁSICO (De acordo com a Res. nº 272 da Anatel SCM, de 9 de agosto de 2001, Anexo II) OBJETO PROJETO BÁSICO (De acordo com a Res. nº 272 da Anatel SCM, de 9 de agosto de 2001, Anexo II) OBJETO OUTORGA DE SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA SCM sendo um serviço fixo de telecomunicações de interesse

Leia mais

Universidade de Brasília

Universidade de Brasília Universidade de Brasília Introdução a Microinformática Turma H Redes e Internet Giordane Lima Porque ligar computadores em Rede? Compartilhamento de arquivos; Compartilhamento de periféricos; Mensagens

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS Se todos os computadores da sua rede doméstica estiverem executando o Windows 7, crie um grupo doméstico Definitivamente, a forma mais

Leia mais

Security Shop MRS. Media Relay System. Manual do Usuário

Security Shop MRS. Media Relay System. Manual do Usuário Página 1 de 20 Security Shop MRS Media Relay System Manual do Usuário Página 2 de 20 Conteúdos: Conteúdos:... 2 Figuras:... 3 1. Introdução... 4 1.1 Âmbito do Documento... 4 1.2 Terminologia... 4 2. GERAL...

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. implantação e conectividade da rede de dados da EBSERH. 3 Módulo e cabo stack para switch de borda 12

TERMO DE REFERÊNCIA. implantação e conectividade da rede de dados da EBSERH. 3 Módulo e cabo stack para switch de borda 12 TERMO DE REFERÊNCIA I DEFINIÇÃO DO OBJETO O presente Projeto Básico tem por objeto a aquisição de equipamentos para implantação e conectividade da rede de dados da EBSERH. ITEM DESCRIÇÃO QUANTIDADE 1 Switch

Leia mais

GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA

GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA GERENCIAMENTO DE PROJETOS PRONIM, IMPLANTAÇÃO SQL SERVER GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA Cliente GOVBR, UEM-MARINGA / Prefeitura Municipal de PEROLA Data 10/09/2015 Versão 1.0 Objeto:

Leia mais

Capítulo 1: Introdução às redes de computadores

Capítulo 1: Introdução às redes de computadores ÍNDICE Capítulo 1: Introdução às redes de computadores Redes domésticas... 3 Redes corporativas... 5 Servidor... 5 Cliente... 7 Estação de trabalho... 8 As pequenas redes... 10 Redes ponto-a-ponto x redes

Leia mais

Manual de Configuração de Rede sem Fio.

Manual de Configuração de Rede sem Fio. IFBA: INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA Manual de Configuração de Rede sem Fio. 2010 T U R M A : 93631. IFBA - Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Prof.: Rafael Reale Disciplina:

Leia mais

Comunicação Sem Fio REDES WIRELES. Comunicação Sem Fio. Comunicação Sem Fio. Comunicação Sem Fio. Comunicação Sem Fio 06/05/2014

Comunicação Sem Fio REDES WIRELES. Comunicação Sem Fio. Comunicação Sem Fio. Comunicação Sem Fio. Comunicação Sem Fio 06/05/2014 REDES WIRELES Prof. Marcel Santos Silva Comunicação Sem Fio Usada desde o início do século passado Telégrafo Avanço da tecnologia sem fio Rádio e televisão Mais recentemente aparece em Telefones celulares

Leia mais

Documento de Requisitos de Rede (DRP)

Documento de Requisitos de Rede (DRP) Documento de Requisitos de Rede (DRP) Versão 1.2 SysTrack - Grupo 1 1 Histórico de revisões do modelo Versão Data Autor Descrição 1.0 30/04/2011 João Ricardo Versão inicial 1.1 1/05/2011 André Ricardo

Leia mais

FACSENAC. Versão:1.5. Identificador do documento: Projeto Lógico de Redes. Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0. Histórico de revisões

FACSENAC. Versão:1.5. Identificador do documento: Projeto Lógico de Redes. Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0. Histórico de revisões FACSENAC ECOFROTA Documento de Projeto Lógico de Rede Versão:1.5 Data: 21/11/2013 Identificador do documento: Projeto Lógico de Redes Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0 Localização: FacSenac

Leia mais

HP Router Advanced Implementation

HP Router Advanced Implementation HP Router Advanced Implementation Dados técnicos O HP Router Advanced Implementation tem como objetivo, baseado na entrevista para coleta de informações junto ao Cliente e na análise dos equipamentos existente,

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE UM PROVEDOR DE INTERNET COM A TECNOLGIA WIRELESS

IMPLANTAÇÃO DE UM PROVEDOR DE INTERNET COM A TECNOLGIA WIRELESS IMPLANTAÇÃO DE UM PROVEDOR DE INTERNET COM A TECNOLGIA WIRELESS Rodrigo de Carvalho Ribeiro 1 RESUMO A presente pesquisa foi realizada com o objetivo de identificar como funciona a tecnologia wireless,

Leia mais

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Windows 2003 Server Introdução Nessa Aula: É apresentada uma visão rápida e geral do Windows Server 2003. O Foco a partir da próxima aula, será no serviço de Diretórios

Leia mais

Impressão digital Sistema de eleição SisElege. Projeto Lógico de Rede

Impressão digital Sistema de eleição SisElege. Projeto Lógico de Rede Sistema de eleição SisElege Projeto Lógico de Rede Brasilia DF 25/10/2014 Histórico de revisões Versão Data Autor Descrição Localização 1.0 27/SET/2010 Grupo 3 Versão Inicial www.siselege.com.br 1.1 28/SET/2010

Leia mais

CPE Soft Manual. 125/400mW 2.4GHz. CPE Soft

CPE Soft Manual. 125/400mW 2.4GHz. CPE Soft CPE Soft Manual 125/400mW 2.4GHz CPE Soft Campinas - SP 2010 Indice 1.1 Acessando as configurações. 2 1.2 Opções de configuração... 3 1.3 Wireless... 4 1.4 TCP/IP 5 1.5 Firewall 6 7 1.6 Sistema 8 1.7 Assistente...

Leia mais

HP Network Core Implementation

HP Network Core Implementation HP Network Core Implementation Dados técnicos O serviço HP Network Core Implementation tem como objetivo, através de uma análise técnica no ambiente de rede local, realizar a implementação de uma proposta

Leia mais

SISGEP SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO

SISGEP SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO FACSENAC SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO Projeto Lógico de Rede Versão: 1.2 Data: 25/11/2011 Identificador do documento: Documento de Visão V. 1.7 Histórico de revisões Versão Data Autor Descrição 1.0 10/10/2011

Leia mais

OIW-5817CPE 802.11a/n 150Mbps Wireless CPE Router

OIW-5817CPE 802.11a/n 150Mbps Wireless CPE Router Manual do Usuário OIW-5817CPE 802.11a/n 150Mbps Wireless CPE Router Este manual também pode ser usado para configuração do produto OIW-5817CPE-PCBA. Versão 1.1 Última atualização Março/2012. 1 Introdução

Leia mais

Voltar. Placas de rede

Voltar. Placas de rede Voltar Placas de rede A placa de rede é o dispositivo de hardware responsável por envio e recebimento de pacotes de dados e pela comunicação do computador com a rede. Existem placas de rede on-board(que

Leia mais

WiMAX. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com

WiMAX. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com WiMAX é uma tecnologia padronizada de rede sem fio que permite substituir as tecnologias de acesso de banda larga por cabo e ADSL. O WiMAX permite a

Leia mais

Composição. Estrutura Fisica Redes Sistemas Operacionais Topologias de redes

Composição. Estrutura Fisica Redes Sistemas Operacionais Topologias de redes Composição Estrutura Fisica Redes Sistemas Operacionais Topologias de redes Aterramento Fio de boa qualidade A fiação deve ser com aterramento neutro (fio Terra) trabalhando em tomadas tripolares Fio negativo,

Leia mais

Manual do Usuário - Repetidor M300EW

Manual do Usuário - Repetidor M300EW ÍNDICE 1. Introdução... 1 1.1.Sobre o Repetidor Wireless M300EW... 1 1.2..Ethernet / Fast Ethernet... 1 1.3.Wireless LAN... 1 1.4..Conteúdo da Embalagem... 1 1.5.Características... 1 1.6..Requisitos de

Leia mais

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF REDES ESAF 01 - (ESAF - Auditor-Fiscal da Previdência Social - AFPS - 2002) Um protocolo é um conjunto de regras e convenções precisamente definidas que possibilitam a comunicação através de uma rede.

Leia mais

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Este artigo demonstra como configurar uma rede virtual para ser usada em testes e estudos. Será usado o VirtualBox

Leia mais

EN2HWI-N3 Roteador Sem Fio para Jogos Online N300

EN2HWI-N3 Roteador Sem Fio para Jogos Online N300 EN2HWI-N3 Roteador Sem Fio para Jogos Online N300 Introdução O Roteador Sem Fio para Jogos Online N300 fornece de alta velocidade com o padrão 802.11n, que realça a sua experiência em jogos online e multimídia.

Leia mais

PROTOCOLO 802.1X COM FRERADIUS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PROTOCOLO 802.1X COM FRERADIUS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO WISLIY LOPES JULIANO PIROZZELLI TULIO TSURUDA LUIZ GUILHERME MENDES PROTOCOLO 802.1X COM FRERADIUS GOIÂNIA JUNHO DE 2014 Sumário 1.

Leia mais

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS INFORMÁTICA PARA CONCURSOS Prof. BRUNO GUILHEN Vídeo Aula VESTCON MÓDULO I - INTERNET Aula 01 O processo de Navegação na Internet. A CONEXÃO USUÁRIO PROVEDOR EMPRESA DE TELECOM On-Line A conexão pode ser

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ANEXO II Pregão nº 003/2014 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA A empresa CONTRATADA deverá ser comprovadamente qualificada para os itens ofertados, deve entregar toda a estrutura de hardware e software adquirida em

Leia mais

AGENTE PROFISSIONAL - ANALISTA DE REDES

AGENTE PROFISSIONAL - ANALISTA DE REDES Página 1 CONHECIMENTO ESPECÍFICO 01. Suponha um usuário acessando a Internet por meio de um enlace de 256K bps. O tempo mínimo necessário para transferir um arquivo de 1M byte é da ordem de A) 4 segundos.

Leia mais

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE)

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) Possuir capacidade instalada, livre para uso, de pelo menos 5.2 (cinco ponto dois) TB líquidos em discos SAS/FC de no máximo 600GB 15.000RPM utilizando RAID 5 (com no

Leia mais

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC Sumário Pré-Requisitos de Instalação Física e Lógica do SISLOC...3 Servidores de Dados...3 Servidores de Aplicação (Terminal Service)...3 Estações

Leia mais

Tutorial NEGER Telecom COMO IMPLANTAR REDES WIFI EM VEÍCULOS

Tutorial NEGER Telecom COMO IMPLANTAR REDES WIFI EM VEÍCULOS Tutorial NEGER Telecom COMO IMPLANTAR REDES WIFI EM VEÍCULOS Julho/2010 Objetivo Este tutorial tem como objetivo fornecer informações técnicas e recomendações na utilização de roteadores 3G para implantação

Leia mais

Desenvolva Sistemas de Medições Distribuídos e Portáteis

Desenvolva Sistemas de Medições Distribuídos e Portáteis Desenvolva Sistemas de Medições Distribuídos e Portáteis Henrique Tinelli Engenheiro de Marketing Técnico NI Nesta apresentação, iremos explorar: Plataforma NI CompactDAQ Distribuída Sistemas de Medição

Leia mais

Capítulo 7 - Redes Wireless WiFi

Capítulo 7 - Redes Wireless WiFi Capítulo 7 - Redes Wireless WiFi Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 55 Roteiro Definição Benefícios Tipos de Redes Sem Fio Métodos de Acesso Alcance Performance Elementos da Solução

Leia mais

Solução Acesso Internet Áreas Remotas

Solução Acesso Internet Áreas Remotas Solução Acesso Internet Áreas Remotas Página 1 ÍNDICE GERAL ÍNDICE GERAL... 1 1. ESCOPO... 2 2. SOLUÇÃO... 2 2.1 Descrição Geral... 2 2.2 Desenho da Solução... 4 2.3 Produtos... 5 2.3.1 Parte 1: rádios

Leia mais

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc Sumário: 1. Pré-requisitos de instalação física e lógica do Sisloc... 3 Servidores de Dados... 3 Servidores de Aplicação (Terminal Service)... 3

Leia mais

Faculdade Escritor Osman da Costa Lins

Faculdade Escritor Osman da Costa Lins Faculdade Escritor Osman da Costa Lins Sistemas de Informação Projeto Redes de Computadores Professor: Hugo Souza 6º Período Alunos: Gleybson Farias Valmir Santos Sumário Sumário Introdução... 3 Lista

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 02. Prof. Gabriel Silva

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 02. Prof. Gabriel Silva FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 02 Prof. Gabriel Silva Temas da Aula de Hoje: Revisão da Aula 1. Redes LAN e WAN. Aprofundamento nos Serviços de

Leia mais

Estudo de caso da Solução Unified Wireless Cisco. Jonas Odorizzi. Curso de Redes e Segurança de Sistemas. Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Estudo de caso da Solução Unified Wireless Cisco. Jonas Odorizzi. Curso de Redes e Segurança de Sistemas. Pontifícia Universidade Católica do Paraná Estudo de caso da Solução Unified Wireless Cisco Jonas Odorizzi Curso de Redes e Segurança de Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, Abril de 2010 RESUMO Este artigo tem o objetivo

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Lote 1 item 3. MICROCOMPUTADOR:

TERMO DE REFERÊNCIA Lote 1 item 3. MICROCOMPUTADOR: TERMO DE REFERÊNCIA Lote 1 item 3. MICROCOMPUTADOR: 1.0 PROCESSADOR 1.1 Um processador Intel com arquitetura 64 Bits compatível com o equipamento ofertado e tecnologia de 65nm e núcleo duplo E4500; 1.2

Leia mais

OBJETIVOS 1 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 1 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL 2 PLANTA A 5 PLANTA B 6 DISTRIBUIÇÃO E CONFIGURAÇÃO DOS RACKS 7

OBJETIVOS 1 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 1 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL 2 PLANTA A 5 PLANTA B 6 DISTRIBUIÇÃO E CONFIGURAÇÃO DOS RACKS 7 ÍNDICES OBJETIVOS 1 JUSTIFICATIVAS 1 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 1 SEGURANÇA - INTERNET 1 SISTEMA OPERACIONAL 2 PROTOCOLO TCP/IP 2 INTRANET 2 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL 2 ESTAÇÕES 2 MICROS 3 IMPRESSORAS 3 PLANTA

Leia mais

LIGANDO MICROS EM REDE

LIGANDO MICROS EM REDE LAÉRCIO VASCONCELOS MARCELO VASCONCELOS LIGANDO MICROS EM REDE Rio de Janeiro 2007 ÍNDICE Capítulo 1: Iniciando em redes Redes domésticas...3 Redes corporativas...5 Servidor...5 Cliente...6 Estação de

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN www.brunoguilhen.com.br. Prof. BRUNO GUILHEN

APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN www.brunoguilhen.com.br. Prof. BRUNO GUILHEN APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN www.brunoguilhen.com.br Prof. BRUNO GUILHEN MÓDULO I - INTERNET Aula 01 O processo de Navegação na Internet. O processo de Navegação na Internet A CONEXÃO USUÁRIO

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores

prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores Apresentação do professor, da disciplina, dos métodos de avaliação, das datas de trabalhos e provas; introdução a redes de computadores; protocolo TCP /

Leia mais

Aula Prática 10 - Configuração Básica de Rede Wi-Fi

Aula Prática 10 - Configuração Básica de Rede Wi-Fi Aula Prática 10 - Configuração Básica de Rede Wi-Fi Equipamento: O equipamento utilizado nesta demonstração é um roteador wireless D-Link modelo DI-524, apresentado na figura abaixo. A porta LAN desse

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep

Leia mais

HP Router Basic Implementation

HP Router Basic Implementation HP Router Basic Implementation Dados técnicos O HP Router Basic Implementation tem como objetivo, baseado na entrevista para coleta de informações junto a equipe designada pelo cliente, realizar a instalação

Leia mais

SYSLOG - Sistema de Logística

SYSLOG - Sistema de Logística Integrantes (Grupo 3) Douglas Antony (Gerente) Bruno Sout Erika Nascimento Horácio Grangeiro Isaque Jerônimo Paulo Roriz Rodrigo Lima Versão:01.00 Data:18/05/2011 Identificador do documento:lr Versão do

Leia mais

Resolução Exercício 1 0773

Resolução Exercício 1 0773 1. Asus TS500-E4/PA4 Servidor Barebone Processador / Chipset Nº de Processadores: 2 Interface do Processador: Zócalo LGA771 Suporte do Processador: Intel Xeon Doble núcleo Intel Xeon Quatro núcleos do

Leia mais

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados Solução Completa em Automação FieldLogger Registro e Aquisição de Dados Ethernet & USB Até 16GB de memória Conversor A/D 24 bits Até 1000 amostras por segundo Apresentação FieldLogger O FieldLogger é um

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. Késsia Marchi

Redes de Computadores. Prof. Késsia Marchi Redes de Computadores Prof. Késsia Marchi Redes de Computadores Redes de Computadores Possibilita a conexão entre vários computadores Troca de informação Acesso de múltiplos usuários Comunicação de dados

Leia mais

Capítulo 11: Redes de Computadores. Prof.: Roberto Franciscatto

Capítulo 11: Redes de Computadores. Prof.: Roberto Franciscatto Capítulo 11: Redes de Computadores Prof.: Roberto Franciscatto REDES - Introdução Conjunto de módulos de processamento interconectados através de um sistema de comunicação, cujo objetivo é compartilhar

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação I

Administração de Sistemas de Informação I Administração de Sistemas de Informação I Prof. Farinha Aula 03 Telecomunicações Sistemas de Telecomunicações 1 Sistemas de Telecomunicações Consiste de Hardware e Software transmitindo informação (texto,

Leia mais

Projeto Infra-Estrutura de rede Coordenadores: DIEGO MIRANDA. Projeto Integrador

Projeto Infra-Estrutura de rede Coordenadores: DIEGO MIRANDA. Projeto Integrador Projeto Infra-Estrutura de rede Coordenadores: DIEGO MIRANDA Projeto Integrador 1. Estrutura de Rede 2. Visão do Rack 3. Planta Baixa TI 4. Planta Baixa Geral 5. Tabela de Endereço 6. Tabela Router 7.

Leia mais

Redes de Dados e Comunicações. Prof.: Fernando Ascani

Redes de Dados e Comunicações. Prof.: Fernando Ascani Redes de Dados e Comunicações Prof.: Fernando Ascani Redes Wireless / Wi-Fi / IEEE 802.11 Em uma rede wireless, os adaptadores de rede em cada computador convertem os dados digitais para sinais de rádio,

Leia mais

Manual Operacional Verificador de Preço VP240 / VP630 VP240W / VP630W

Manual Operacional Verificador de Preço VP240 / VP630 VP240W / VP630W Manual Operacional Verificador de Preço VP240 / VP630 VP240W / VP630W APRESENTAÇÃO Verificador de Preço da Tanca é o melhor equipamento para consulta do preço de produtos através dos códigos de barras.

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO FOLHAS DE DADOS Todas as folhas de dados para os equipamentos mencionados deverão ser devidamente preenchidas conforme determinado a seguir. Deverá ser preenchida uma folha de dados para cada tipo de equipamento

Leia mais

SolarWinds Kiwi Syslog Server

SolarWinds Kiwi Syslog Server SolarWinds Kiwi Syslog Server Monitoramento de syslog fácil de usar e econômico O Kiwi Syslog Server oferece aos administradores de TI o software de gerenciamento mais econômico do setor. Fácil de instalar

Leia mais

Comunicação sem fios (somente em alguns modelos) Manual do utilizador

Comunicação sem fios (somente em alguns modelos) Manual do utilizador Comunicação sem fios (somente em alguns modelos) Manual do utilizador Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows é uma marca registada da Microsoft Corporation nos E.U.A. Bluetooth

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M Kurose Redes de Computadores e a Internet Uma Abordagem Top-Down 5ª. Edição Pearson Cap.: 1 até 1.2.2 2.1.2 2.1.4 Como funciona uma rede? Existem princípios de orientação e estrutura?

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. PROFESSORA: Marissol Martins

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. PROFESSORA: Marissol Martins FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PROFESSORA: Marissol Martins AUTENTICAÇÃO DE MAQUINAS USANDO SERVIDOR FREERADIUS ALEXANDRE WILLIE EDER VERISSIMO HANANNY GIANINNY Goiânia GO Dezembro/2014

Leia mais

Serviço HP Installation and Startup para infraestrutura HP BladeSystem c-class (SO + IC)

Serviço HP Installation and Startup para infraestrutura HP BladeSystem c-class (SO + IC) Informações técnicas Serviço HP Installation and Startup para infraestrutura HP BladeSystem c-class (SO + IC) Serviços HP Care Pack O serviço HP Installation and Startup para infraestrutura HP BladeSystem

Leia mais

PROJETO BÁSICO. Serviço de Comunicação Multimídia

PROJETO BÁSICO. Serviço de Comunicação Multimídia PROJETO BÁSICO Serviço de Comunicação Multimídia xxxxxxxxxx, xx de xxxxx de 2009 PROJETO BÁSICO (De acordo com a Res. n 272 da Anatel - SCM, de 9 de agosto de 2001, Anexo II) O B J E T O SOLICITAÇÃO DE

Leia mais

Guia de instalação WOG 212

Guia de instalação WOG 212 Guia de instalação WOG 212 WOG 212 Outdoor Station 2-12 dbi Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O outdoor station 2 WOG 212 fornece uma solução completa para

Leia mais

WL-5470POE Hi-Powered Ponto Acesso POE com oito Modos de Operação

WL-5470POE Hi-Powered Ponto Acesso POE com oito Modos de Operação WL-5470POE Hi-Powered Ponto Acesso POE com oito Modos de Operação omo fornecedor e líder global de soluções WISP, AirLive compreende as aplicações dos ambientes dos operadores WISP. Como resultado, estamos

Leia mais