UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Setor de Ciências Agrarias

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Setor de Ciências Agrarias"

Transcrição

1 ATIBUIÇÕES DO SETOR DE INFORMÁTICA Segue abaixo as atribuições atualizadas da Comissão de Informática do SETOR AGRÁRIAS: 1. Manter e verificar os equipamentos de informática ligados ao campus, bem como, instalar os softwares de uso comum: Office se houver licença; Open-Office(Software Livre), (Excel, World, Powerpoint, Impress, Calc, Writer entre outros), Foxit Reader (abertura de arquivos em PDF), Winrar (descompactar e compactar de arquivos, Avast (antivírus) e K-lite mega pack (Codecs para abertura de diferentes arquivos multimídia), ou seja, é vedado a instalação de outros programas que não sejam estritamente de uso comum. Obs.: O uso dos aplicativos, assim como a operação dos Sistemas Operacionais é de responsabilidade do Servidor, (Professor/Técnico- Administrativo). No caso de reciclagem entrar em contato com a PROGEPE. Observação: Caso algum equipamento de informática apresentar defeito, nos informe imediatamente sobre o ocorrido, detalhando o problema através do O setor de Informática irá entrar em contato o mais breve possível, agendando o respectivo atendimento.

2 Favor colocar no corpo do , nome, telefone celular, ramal e local de trabalho. Detalhando o problema no corpo do 2. Atender os chamados somente de equipamentos com a etiqueta de patrimônio da UFPR, Departamentos, Coordenações e Unidades Administrativas em relação à: Instalação de programas legais, não piratas de uso comum nos computadores. Os mesmos já devem estar fora da caixa, com os periféricos devidamente acoplados à CPU, em um lugar adequado, para a instalação dos softwares comuns. Verificação do não funcionamento de microcomputador; neste caso, se for verificado que o problema é de software, o atendimento será no local onde se encontra a máquina, caso seja diagnosticado via telefone possível reinstalação do Sistema Operacional Formatar / Software, ou defeito físico, Hardware, o usuário deverá trazer o equipamento ao Setor de Informática, para que seja diagnosticado o problema e os prazos para a correção: No caso de reinstalação do sistema Operacional o prazo é de 48 horas no máximo, caso seja físico o responsável pelo equipamento será informado qual o defeito, para que o próprio usuário providencie as peças de reposição, via direção ou setor responsável. Pode consultar o CCE pelo Ramal 3322 se tem a peça disponível.

3 Caso a máquina esteja na garantia do fabricante, o setor de informática irá comunicar o usuário, orientando para entrar em contato com o fabricante via telefone e relatar o defeito, o usuário se responsabilizará com o agendamento do atendimento com fornecedor da máquina. Se houver dúvidas entrar em contato com o Ramal O usuário é responsável pelo uso e backup de seus dados, arquivos, s e softwares específicos, ao efetuar a nova instalação do sistema o usuário se responsabilizará pelo backup. É recomendado a todos o uso de s institucionais UFPR, usar o servidor de ZIMBRA UFPR, para maiores informações do uso entrar em contato com a Equipe do CCE Ramal A recuperação de senhas do UFPR será fornecida pelo sistema da Intranet UFPR ou via fone pelo Ramal Instalação, configuração e formatação de Windows: XP, Vista, 7, 8 e 10, e qualquer versão Linux. Softwares específicos de equipamentos instalados em Laboratório é de responsabilidade do setor em que está instalado, assim como sua manutenção, somente o suporte será dado ao computador ligado a ele. As impressoras Lexmark a responsabilidade é da empresa terceirizada, para manutenção do equipamento é necessário o próprio usuário abrir um chamado no sistema Oráculo na intranet UFPR, o prazo será informado pelo CCE no ramal A instalação do equipamento em um novo computador é feita pelo setor de informática do campus.

4 A Criação de sites é de responsabilidade da Informática, sendo necessário agendamento dom o responsável Após a criação do Sites, a inclusão dos conteúdos é de responsabilidade do setor o qual solicitou o site, o usuário deverá solicitar um agendamento com o Setor de Informática para realizar um treinamento e a criação de usuário e senha para a inclusão de conteúdo no Site. Alteração da estrutura do site, entrar em contato com o responsável pela criação de sites Procedimento ao atendimento da INFRAESTRUTURA de ponto de rede, acesso a rede UFPR sem Fio, rede elétrica; Qualquer computador novo para ingressar na internet UFPR deve ser cadastrado pelo setor de Informática, informando o CPF do usuário e o MAC Endereço físico da placa de rede, se for usar através do cabo Rj45. A solicitação de novo ponto de rede para cabo é feita através do chamado no Sistema ORÁCULO, Intranet, ou pelo ramal A confecção de cabos de rede para mudança de Layout é feita pelo CCE, antes de qualquer mudança consulte a equipe de informática do campus para uma avaliação.

5 Problemas como ponto de rede local, deve ser informado a equipe de informática que testará o ponto diagnosticando se o problema é no computador ou no ponto, depois do diagnostico, se o problema for constatado no ponto de rede, a equipe de informática orientará o usuário a abrir um chamado no Sistema ORÁCULO, Intranet, ou pelo ramal A internet sem fio somente será instalada novos roteadores onde não tiver cobertura da UFPR sem fio, após consulta e liberação da direção do campus. Problemas com a UFPR sem fio, o usuário deverá abrir um chamado pelo Sistema ORÁCULO, Intranet, ou pelo ramal Acesso ao switch somente o CCE está autorizado, desta forma qualquer manutenção terá que abrir chamado no Sistema ORÁCULO, Intranet, ou pelo ramal Serviço de servidores no campus, de Projetos, será responsabilidade do Gestor do Projeto. A equipe de informática não se responsabilizara por este procedimento. Serviços de manutenção elétrica serão efetuados pela Subprefeitura Ramal 5698.

6 3. Horários de Atendimento do setor de Informática O atendimento aos usuários será efetuado pelo período das 8:00hs as 18:00hs pelo Ramal 5653 e Observação Não será feito atendimento para equipamentos que não possuam identificação patrimonial, bem como, para notebooks com problemas referentes a hardware, monitores de vídeo e impressoras. Também não serão feitos reparos, manutenção e instalação de Microscópios com saída de Vídeo, Câmeras, Tablets, entre outros equipamentos que não estejam relacionados nos itens anteriores. Computadores pertencentes a projetos que não possuírem patrimônio UFPR, também não serão atendidos, e sua manutenção é de total responsabilidade do projeto em quais são utilizados. Todo agendamento está condicionado à abertura de chamado no Sistema de Atendimento aos Usuários, no Unidade de Informática Setor de Ciências Agrárias

7

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Coordenadoria do Campus de Ribeirão Preto Seção Técnica de Informática. Política de Informática CCRP

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Coordenadoria do Campus de Ribeirão Preto Seção Técnica de Informática. Política de Informática CCRP Política de Informática CCRP Índice 1. DISPOSIÇÕES GERAIS... 2 2. ESPECIFICAÇÃO E AQUISIÇÃO DE NOVOS EQUIPAMENTOS... 2 3. INSTALAÇÃO DE SOFTWARES... 2 4. DESENVOLVIMENTO, MANUTENÇÃO E BACKUP DE SISTEMAS

Leia mais

Sumário. Versão 00 - Agosto/2013 1

Sumário. Versão 00 - Agosto/2013 1 Breve definição de todos os serviços prestados pela DGTI Diretoria de Gestão da Tecnologia da Informação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais. O intuito deste documento

Leia mais

ASSISTÊNCIA BB PROTEÇÃO MÓDULO INFORMÁTICA Manual do Associado

ASSISTÊNCIA BB PROTEÇÃO MÓDULO INFORMÁTICA Manual do Associado ASSISTÊNCIA BB PROTEÇÃO MÓDULO INFORMÁTICA Manual do Associado OS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA SÃO PRESTADOS PELA BRASIL ASSISTÊNCIA S.A., CNPJ: 68.181.221/0001-47 ASSISTÊNCIA BB PROTEÇÃO Ao necessitar de algum

Leia mais

ASSISTÊNCIA HELP DESK REMOTO Manual do Associado OS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA SÃO PRESTADOS PELA USS SOLUÇÕES GERENCIADAS S.A. CNPJ: 01.979.

ASSISTÊNCIA HELP DESK REMOTO Manual do Associado OS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA SÃO PRESTADOS PELA USS SOLUÇÕES GERENCIADAS S.A. CNPJ: 01.979. ASSISTÊNCIA HELP DESK REMOTO Manual do Associado OS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA SÃO PRESTADOS PELA USS SOLUÇÕES GERENCIADAS S.A. CNPJ: 01.979.936/0001-79 ASSISTÊNCIA HELP DESK REMOTO Ao necessitar de algum

Leia mais

POLÍTICA DE ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I.

POLÍTICA DE ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I. POLÍTICA DE ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3. ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I. 3.1.1. Diretrizes 3.1.2. Responsabilidades 4. SERVIÇOS 4.1.1. Reparos efetuados

Leia mais

Assuntos relacionados ao departamento de TI que requer suporte para encontrar uma solução

Assuntos relacionados ao departamento de TI que requer suporte para encontrar uma solução Assuntos relacionados ao departamento de TI que requer suporte para encontrar uma solução Procedimentos a serem seguidos pela diretoria, gerentes e funcionários. As informações serão passadas para os gerentes

Leia mais

Suporte Informática com 1 visita 12 meses

Suporte Informática com 1 visita 12 meses Suporte Informática com 1 visita 12 meses Suporte informática para configuração inicial, tirar dúvidas ou problemas de informática por telefone, acesso remoto e tirar máximo proveito do computador. Quando

Leia mais

REGULAMENTO DO USO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA DO IESUR INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RONDÔNIA

REGULAMENTO DO USO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA DO IESUR INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RONDÔNIA REGULAMENTO DO USO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA DO IESUR INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RONDÔNIA Tem o presente regulamento a função de nortear as ações e procedimentos necessários ao bom funcionamento

Leia mais

Este Manual aplica-se a todos os Usuário de T.I. do Ministério Público de Goiás. ATIVIDADE AUTORIDADE RESPONSABILIDADE Manter o Manual Atualizado

Este Manual aplica-se a todos os Usuário de T.I. do Ministério Público de Goiás. ATIVIDADE AUTORIDADE RESPONSABILIDADE Manter o Manual Atualizado Versão 01 - Página 1/8 1 Objetivo Orientar o usuário de T.I. a solicitar atendimento. Mostrar o fluxo da solicitação. Apresentar a Superintendência 2 Aplicação Este Manual aplica-se a todos os Usuário

Leia mais

[Ano] NORMATIZAÇÃO DE USO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA DO INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL CÂMPUS IBIRUBÁ

[Ano] NORMATIZAÇÃO DE USO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA DO INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL CÂMPUS IBIRUBÁ [Ano] NORMATIZAÇÃO DE USO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA DO INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL CÂMPUS IBIRUBÁ Coordenadoria de Tecnologia da Informação 2013 AUTORES Aurélio Ricardo Batú Maicá Laura

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Serviços de informática. Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS

TERMO DE REFERÊNCIA. Serviços de informática. Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS TERMO DE REFERÊNCIA Serviços de informática Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS 1 I VISITA IN LOCO No dia 24 de junho de 2014 na sede da Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS realizamos

Leia mais

Elaborado por Marcos Matos Revisado por C. Douglas de Souza e Carina Gonçalves Aprovado por Paulo Bernardi

Elaborado por Marcos Matos Revisado por C. Douglas de Souza e Carina Gonçalves Aprovado por Paulo Bernardi Elaborado por Marcos Matos Revisado por C. Douglas de Souza e Carina Gonçalves Aprovado por Paulo Bernardi Sumário INTRODUÇÃO... 3 1.1. SOBRE O GUIA... 3 2. PRÉ-REQUISITO... 3 2.1. PREMISSAS DE FUNCIONAMENTO...

Leia mais

Manual de Usuário INDICE

Manual de Usuário INDICE Manual de Usuário INDICE Características do Sistema... 02 Características Operacionais... 03 Realizando o Login... 04 Menu Tarifador... 05 Menu Relatórios... 06 Menu Ferramentas... 27 Menu Monitor... 30

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Group Folha no servidor...6

Leia mais

Manual de Instalação Corporate

Manual de Instalação Corporate Manual de Instalação Corporate Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Imobiliária21

Leia mais

I. RESUMO DE SERVIÇOS

I. RESUMO DE SERVIÇOS I. RESUMO DE SERVIÇOS Definição de Usuário Período de Vigência Serviços A) Orientação para Solução de Problemas ASSISTÊNCIA HELP DESK Entende-se por Usuário, o titular do plano contratado, desde que tenha

Leia mais

HELP DESK 2. SERVIÇOS. 2.1. Help Desk Microcomputadores (Desk top e lap top)

HELP DESK 2. SERVIÇOS. 2.1. Help Desk Microcomputadores (Desk top e lap top) 1. OBJETIVO DO SERVIÇO Com a Assistência Informática - Help Desk, você tem o auxílio completo para a instalação e manutenção de seus computadores, games, celulares, tablets, etc, que trazem mais facilidade

Leia mais

Índice. Mamut Gravador Telefônico Digital MGC Manual de Instalação Procedimento de Instalação do Gravador Digital Mamut. V 1.0

Índice. Mamut Gravador Telefônico Digital MGC Manual de Instalação Procedimento de Instalação do Gravador Digital Mamut. V 1.0 Procedimento de Instalação do Gravador Digital Mamut. V 1.0 Índice 1- Preparação da CPU para o funcionamento do Gravador Digital Mamut 1.1 - Preparação da CPU 1.2 - Instalação do Firebird 2 - Instalação

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS CÂMPUS SANTA HELENA DE GOIÁS REGULAMENTO DA UTILIZAÇÃO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS CÂMPUS SANTA HELENA DE GOIÁS REGULAMENTO DA UTILIZAÇÃO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS CÂMPUS SANTA HELENA DE GOIÁS REGULAMENTO DA UTILIZAÇÃO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA JUNHO 2014 2 COMISSÃO DE ELABORAÇÃO Adriano Ferraz da Costa Edmar Augusto Yokome Filipe

Leia mais

CURSO DE CAPACITAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

CURSO DE CAPACITAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA COORDENAÇÃO DE GESTÃO DE PESSOAS CURSO DE CAPACITAÇÃO TECNOLOGIA

Leia mais

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc Sumário: 1. Pré-requisitos de instalação física e lógica do Sisloc... 3 Servidores de Dados... 3 Servidores de Aplicação (Terminal Service)... 3

Leia mais

Instalação do SisAlu 1. Apostila de Instalação do SisAlu

Instalação do SisAlu 1. Apostila de Instalação do SisAlu Instalação do SisAlu 1 Apostila de Instalação do SisAlu 2 Instalação do SisAlu Instalação do SisAlu 3 Índice 1. Objetivo... 4 2. Instalação... 5 2.1. Kit de Instalação... 5 2.2. Requisitos do sistema...

Leia mais

Liner. Manual do Usuário

Liner. Manual do Usuário Liner Manual do Usuário Parabéns, Você acaba de adquirir o Gravador Telefônico Digital Pctel Liner. Líder em seu segmento, disponibiliza a mais alta tecnologia em gravadores telefônicos digitais, convertendo

Leia mais

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC Sumário Pré-Requisitos de Instalação Física e Lógica do SISLOC...3 Servidores de Dados...3 Servidores de Aplicação (Terminal Service)...3 Estações

Leia mais

Serviços do Prodasen. Estrutura de atendimento... 5. Central de Atendimento... 6. Gerente de Relacionamento... 7. Infra-estrutra de Rede...

Serviços do Prodasen. Estrutura de atendimento... 5. Central de Atendimento... 6. Gerente de Relacionamento... 7. Infra-estrutra de Rede... Serviços do Prodasen Estrutura de atendimento... 5 Central de Atendimento... 6 Gerente de Relacionamento... 7 Infra-estrutra de Rede... 9 Gestão de Equimentos... 9 Serviços de apoio... 10 Outros serviços...

Leia mais

GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA

GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA GERENCIAMENTO DE PROJETOS PRONIM, IMPLANTAÇÃO SQL SERVER GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA Cliente GOVBR, UEM-MARINGA / Prefeitura Municipal de PEROLA Data 10/09/2015 Versão 1.0 Objeto:

Leia mais

Introdução ao Processamento de Dados (IPD)

Introdução ao Processamento de Dados (IPD) Universidade Federal de Pelotas Instituto de Física e Matemática Departamento de Informática Introdução ao Processamento de Dados (IPD) Estrutura da Apresentação Conceitos Básicos Processamento de Dados

Leia mais

Laboratórios de Informática Regulamento

Laboratórios de Informática Regulamento 1 Laboratórios de Informática Regulamento Pagina 1/10 Sumário DA CONSTITUIÇÃO...3 DA ADMINISTRAÇÃO...4 DA UTILIZAÇÃO...5 DISPOSIÇÕES GERAIS...10 Pagina 2/10 REGULAMENTO INTERNO DA CONTISTUIÇÃO Art. 1 -

Leia mais

MEDCLIN Software de Clínica Médica

MEDCLIN Software de Clínica Médica MEDCLIN Software de Clínica Médica WWW.ASASSOFTWARES.COM.BR Índice 1 Informações Básicas... 1 1.1 Sair da aplicação... 1 1.2 Travar aplicação... 1 1.3 Menu Diversos -> 5.1 Licenciamento do Sistema... 1

Leia mais

FLUXO 360 TERMOS E CONDIÇO ES

FLUXO 360 TERMOS E CONDIÇO ES FLUXO 360 TERMOS E CONDIÇO ES CADASTRO DE CLIENTES Recebimento de equipamentos somente com cadastro completo; O cadastro do e-mail é obrigatório; É de responsabilidade do cliente manter seus dados sempre

Leia mais

Manual de Instalação Flex

Manual de Instalação Flex Manual de Instalação Flex Sumário 1. Sobre este documento... 3 2. Suporte técnico... 3 3. Requisitos de hardware... 4 4. Instalação... 5 4.1. Instalação no servidor... 5 4.1.1. Instalação do sistema...

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE ASSISTÊNCIA ASSISTÊNCIA HELP DESK P L A N O 1

CONDIÇÕES GERAIS DE ASSISTÊNCIA ASSISTÊNCIA HELP DESK P L A N O 1 CONDIÇÕES GERAIS DE ASSISTÊNCIA ASSISTÊNCIA HELP DESK P L A N O 1 1. QUADRO RESUMO DE SERVIÇOS ITEM SERVIÇOS LIMITES DO SERVIÇO 2.1 Suporte Remoto Informática 2.2 Suporte Remoto Celular 2.3 Suporte Remoto

Leia mais

ALAGOAS GOVERNO DO ESTADO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E DO ESPORTE MANUAL DE DESBLOQUEIO DO TABLET EDUCACIONAL

ALAGOAS GOVERNO DO ESTADO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E DO ESPORTE MANUAL DE DESBLOQUEIO DO TABLET EDUCACIONAL MANUAL DE DESBLOQUEIO DO TABLET EDUCACIONAL Desbloqueando o Tablet Educacional Olá, Professor(a), agora que você está com o Tablet Educacional em mãos, terá que realizar seu desbloqueio. Para isso você

Leia mais

RELATÓRIO. Raimundo Gadelha Fontes Filho (Assessor de Suporte e Informática) Josinécia de Cássia Oliveira (Informática Web designer)

RELATÓRIO. Raimundo Gadelha Fontes Filho (Assessor de Suporte e Informática) Josinécia de Cássia Oliveira (Informática Web designer) RELATÓRIO Relatório das atividades realizadas no segundo trimestre do Setor de Suporte e Informática. EQUIPE: Raimundo Gadelha Fontes Filho (Assessor de Suporte e Informática) Josinécia de Cássia Oliveira

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Sumário 1. Sobre este documento... 3 2. Suporte técnico... 3 3. Requisitos de hardware... 4 3.1. Estação... 4 3.2. Servidor... 4 4. Instalação... 5 4.1. Instalação no servidor... 5

Leia mais

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA 1. DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO 1.1 O Laboratório de informática pode ser utilizado das 7:30 às 22:30

Leia mais

Projeto: Implantação de Sistema Objetivo

Projeto: Implantação de Sistema Objetivo Projeto: Implantação de Sistema Objetivo Permitir ao aluno o contato com sistemas de informação gerenciais e com algumas fases de implantação de sistemas, como, análise do sistema, definição da matriz

Leia mais

Resolução 02/07 CCE-UFPR ESTABELECE NORMAS PARA A CRIAÇÃO E MANUTENÇÃO DE CORREIO ELETRÔNICO (EMAILS) NO DOMÍNIO UFPR.BR

Resolução 02/07 CCE-UFPR ESTABELECE NORMAS PARA A CRIAÇÃO E MANUTENÇÃO DE CORREIO ELETRÔNICO (EMAILS) NO DOMÍNIO UFPR.BR Resolução 02/07 CCE-UFPR ESTABELECE NORMAS PARA A CRIAÇÃO E MANUTENÇÃO DE CORREIO ELETRÔNICO (EMAILS) NO DOMÍNIO UFPR.BR Considerando: 1. A Delegação do COPLAD-UFPR através da Resolução 20/06-COPLAD. 2.

Leia mais

ESPECIFICANDO ITENS DO SUPORTE

ESPECIFICANDO ITENS DO SUPORTE ESPECIFICANDO ITENS DO SUPORTE RUA DO BOM PASTOR, 47; Sala 202; IPUTINGA RECIFE - PE CEP: 50670-260 - CNPJ: 14.668.041/0001-65 Fone: +55 (81) 3048-5649 / +55 (81) 4102-0316 Fax: +55 (81) 3048-5649 Email:

Leia mais

Revisão 7 Junho de 2007

Revisão 7 Junho de 2007 Revisão 7 Junho de 2007 1/5 CONTEÚDO 1. Introdução 2. Configuração do Computador 3. Reativar a Conexão com a Internet 4. Configuração da Conta de Correio Eletrônico 5. Política Anti-Spam 6. Segurança do

Leia mais

Manual de Configuração de Ambiente para Utilização do Login via Certificado Digital no Cadastro Web

Manual de Configuração de Ambiente para Utilização do Login via Certificado Digital no Cadastro Web Manual de Configuração de Ambiente para Utilização do Login via Certificado Digital no Cadastro Web AÇÕES IMPORTANTES Ao tentar acessar o Cadastro Web por meio da certificação digital, é fundamental realizar

Leia mais

Informática Software. Prof. Marcos André Pisching, M.Sc.

Informática Software. Prof. Marcos André Pisching, M.Sc. Informática Software Prof. Marcos André Pisching, M.Sc. Objetivos Definir e classificar os principais tipos de softwares Básico Aplicativos Software Categorias Principais de Software Básico Chamado de

Leia mais

1. Índice. Setor: Infraestrutura Arquivo físico: Upgrade_SQL.doc Atualizado em: 23/09/2015 10:59:00 Aplica-se para: Migração SQL Server

1. Índice. Setor: Infraestrutura Arquivo físico: Upgrade_SQL.doc Atualizado em: 23/09/2015 10:59:00 Aplica-se para: Migração SQL Server CAMARA MUNICIPAL DE DIVINOPOLIS Setor: Infraestrutura Arquivo físico: Upgrade_SQL.doc Atualizado em: 23/09/2015 10:59:00 Aplica-se para: Migração SQL Server 1. Índice 1. Índice... 1 2. Conteúdo... 2 2.1.

Leia mais

MANUAL CFTV DIGITAL - LINHA LIGHT 16 CANAIS 120 FPS / VID 120-LI CONFIGURAÇÃO DO COMPUTADOR 16 Canais - 120 FPS Processador Dual Core 2.0GHZ ou superior; Placa Mãe Intel ou Gigabyte com chipset Intel;

Leia mais

Atualizaça o do Playlist Digital

Atualizaça o do Playlist Digital Atualizaça o do Playlist Digital Prezados Clientes, Nós da Playlist Software Solutions empresa líder de mercado no desenvolvimento de software para automação de rádios - primamos pela qualidade de nossos

Leia mais

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DIDÁTICO DE PRÁTICAS EM ADMINISTRAÇÃO E ESCRITÓRIO MULTIMÍDIA DO DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ADMINISTRAÇÃO - UNIR - CACOAL

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DIDÁTICO DE PRÁTICAS EM ADMINISTRAÇÃO E ESCRITÓRIO MULTIMÍDIA DO DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ADMINISTRAÇÃO - UNIR - CACOAL REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DIDÁTICO DE PRÁTICAS EM ADMINISTRAÇÃO E ESCRITÓRIO MULTIMÍDIA DO DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ADMINISTRAÇÃO - UNIR - CACOAL TÍTULO I - DO LABORATÓRIO DIDÁTICO CAPÍTULO I - DA ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Como conectar-se à rede Sem Fio (Wireless) da UNISC. Pré-Requisitos:

Como conectar-se à rede Sem Fio (Wireless) da UNISC. Pré-Requisitos: Setor de Informática UNISC Manual Prático: Como conectar-se à rede Sem Fio (Wireless) da UNISC Pré-Requisitos: O Notebook deve possuir adaptador Wireless instalado (drivers) e estar funcionando no seu

Leia mais

Ler e interpretar simbologias elétricas. Elaborar diagramas elétricos em planta baixa. Ler e interpretar Planta Baixa.

Ler e interpretar simbologias elétricas. Elaborar diagramas elétricos em planta baixa. Ler e interpretar Planta Baixa. : Técnico em Informática Descrição do Perfil Profissional: O profissional com habilitação Técnica em Microinformática, certificado pelo SENAI-MG, deverá ser capaz de: preparar ambientes para a instalação

Leia mais

Atualizaça o do Maker

Atualizaça o do Maker Atualizaça o do Maker Prezados Clientes, Nós da Playlist Software Solutions empresa líder de mercado no desenvolvimento de software para automação de rádios - primamos pela qualidade de nossos produtos,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 04, DE 19 DE MAIO DE 2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 04, DE 19 DE MAIO DE 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 04, DE 19 DE MAIO DE 2015 A DIRETORA-GERAL PRO TEMPORE, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, no uso de suas atribuições legais conferidas

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. HELP SUPORTE e HELP - REMOTO (Versão de usuário: 2.0)

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. HELP SUPORTE e HELP - REMOTO (Versão de usuário: 2.0) MANUAL DE UTILIZAÇÃO HELP SUPORTE e HELP - REMOTO (Versão de usuário: 2.0) 1 Sumário 1 Introdução...3 2 O que é o HELP Suporte?...3 3 Cadastro no Help Suporte...3 4 Como Acessar e Utilizar o HELP SUPORTE...3

Leia mais

Manual de Usuário. Gestion Libre de Parc Informatique (Gestão Livre de Parque de Informática) Versão 1.1 NRC

Manual de Usuário. Gestion Libre de Parc Informatique (Gestão Livre de Parque de Informática) Versão 1.1 NRC Manual de Usuário Gestion Libre de Parc Informatique (Gestão Livre de Parque de Informática) Versão 1.1 NRC Manual do Usuário GLPI 1. Introdução 3 2. Acessando o GLPI 4 3. Entendendo o processo de atendimento

Leia mais

Clique em Suporte, destacado em vermelho, para abrir o novo site de sistema de chamados (tickets). Será redirecionado para a tela de autenticação.

Clique em Suporte, destacado em vermelho, para abrir o novo site de sistema de chamados (tickets). Será redirecionado para a tela de autenticação. A finalidade do sistema é a abertura de chamados (tickets) para assistência/manutenção de todo equipamento da área de informática, computadores, notebooks, impressoras, lousa digital, rede e internet e

Leia mais

REGULAMENTO DO USO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA UNISSA

REGULAMENTO DO USO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA UNISSA REGULAMENTO DO USO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA UNISSA Tem o presente regulamento a função de nortear as ações e procedimentos necessários ao bom funcionamento dos laboratórios de informática, bem como

Leia mais

Política de Segurança Corporativa da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará

Política de Segurança Corporativa da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará Política de Segurança Corporativa da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará Agenda Projeto Realizado Política de Segurança da ALCE Próximos passos Projeto realizado Definição/Revisão da Política de

Leia mais

Serviços e Projetos de Tecnologia para Laboratórios Ulysses Azevedo

Serviços e Projetos de Tecnologia para Laboratórios Ulysses Azevedo Serviços e Projetos de Tecnologia para Laboratórios Ulysses Azevedo Divisão Tecnologia Grupo Vidy TALEO Tecnologia em Laboratórios Ltda ulysses@vidy.com.br (11) 8239-5900 Infraestrutura de Tecnologia Hardware

Leia mais

LABORATORIOS DE INFORMÁTICA. prof. André Aparecido da Silva Disponível em: www.oxnar.com.br/2015/profuncionario

LABORATORIOS DE INFORMÁTICA. prof. André Aparecido da Silva Disponível em: www.oxnar.com.br/2015/profuncionario LABORATORIOS DE INFORMÁTICA prof. André Aparecido da Silva Disponível em: www.oxnar.com.br/2015/profuncionario 1 O conhecimento da humanidade só evoluiu em virtude da incessante busca do ser humano em

Leia mais

HELP TECH 1. OBJETIVO DO SERVIÇO

HELP TECH 1. OBJETIVO DO SERVIÇO 1. OBJETIVO DO SERVIÇO Com o serviço de assistência Help Tech você tem o auxílio completo para a instalação e manutenção de seus computadores, games, celulares, tablets, etc, que trazem mais facilidade

Leia mais

REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA

REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA Departamento: Tecnologia da Informação Faculdade Adventista da Bahia 1 P á g i n a Normas de Utilização dos Laboratórios de Informática Da Faculdade Adventista

Leia mais

Padrões de Atendimento de Serviços da empresa

Padrões de Atendimento de Serviços da empresa Padrões de Atendimento de Serviços da empresa Softland Sistemas seguinte documento (abreviado para PAS) apresenta os padrões de serviços prestados pela Softland Sistemas Versão 1.0 06 de janeiro de 2010

Leia mais

Manual de Instalação ( Client / Server ) Versão 1.0

Manual de Instalação ( Client / Server ) Versão 1.0 1 pág. PROCEDIMENTO DE INSTALAÇÃO DO SGCOM ATENÇÃO: É OBRIGATÓRIO UMA CONEXÃO COM A INTERNET PARA EXECUTAR A INSTALAÇÃO DO SGCOM. Após o Download do instalador do SGCOM versão Server e Client no site www.sgcom.inf.br

Leia mais

INSTALAÇÃO DO CHEF FOODS NET

INSTALAÇÃO DO CHEF FOODS NET INSTALAÇÃO DO CHEF FOODS NET Obs.: Caso já possua um programa compactador de arquivo pular a etapa 1. 1 - Compactador de Arquivo Para instalar o Chef Foods Net você precisa de um programa descompactador

Leia mais

Recursos de Informática

Recursos de Informática Recursos de Informática Laboratórios de Informática Os laboratórios de informática atendem as necessidades básicas dos cursos, disponibilizando equipamentos e programas para atividades práticas demandadas

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO P. TJAM 56 PROJUDI Revisado por: Breno Figueiredo Corado DVTIC/PROJUDI

Leia mais

Soluções em Vendas Corporativas

Soluções em Vendas Corporativas Soluções em Vendas Corporativas Soluções em Vendas Corporativas Apresentação A Rastek trabalha na venda de toda a linha de produtos de informática, garantindo o atendimento às necessidades do cliente Trabalhamos

Leia mais

Quarta-feira, 09 de janeiro de 2008

Quarta-feira, 09 de janeiro de 2008 Quarta-feira, 09 de janeiro de 2008 ÍNDICE 3 4 RECOMENDAÇÕES DE HARDWARE PARA O TRACEGP TRACEMONITOR - ATUALIZAÇÃO E VALIDAÇÃO DE LICENÇAS 2 1. Recomendações de Hardware para Instalação do TraceGP Este

Leia mais

REQUERIMENTO DE EMPRESÁRIO PROCEDIMENTOS DO USUÁRIO Nota: O Empresário poderá fazer a pesquisa de nome previamente ou concomitante ao processo.

REQUERIMENTO DE EMPRESÁRIO PROCEDIMENTOS DO USUÁRIO Nota: O Empresário poderá fazer a pesquisa de nome previamente ou concomitante ao processo. REQUERIMENTO DE EMPRESÁRIO PROCEDIMENTOS DO USUÁRIO Nota: O Empresário poderá fazer a pesquisa de nome previamente ou concomitante ao processo. 1. O USUÁRIO DEVERÁ ACESSAR O SITE DA JUNTA COMERCIAL (www.jucepa.com),

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 052/2010 ESCLARECIMENTO 4

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 052/2010 ESCLARECIMENTO 4 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento 4 Referência: Pregão Eletrônico n. 052/2010 Data: 19/11/2010 Objeto: Contratação de serviços técnicos especializados de atendimento remoto e presencial a usuários de tecnologia

Leia mais

Processo Manutenção de Computadores

Processo Manutenção de Computadores Dono do Guilherme Ferreira Lúcio Lemes Substituto: Ednardo Melo de Farias Junior Aprovado por Chefe do Departamento Analisado criticamente por Representante da Direção 1 OBJETIVOS Este processo consiste

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA

MANUAL PARA USO DO SISTEMA Clínicas Odontológicas MANUAL PARA USO DO SISTEMA (GCO) GERENCIADOR CLÍNICO ODONTOLÓGICO SmilePrev Versão 2.0 SmilePrev Clínicas Odontológicas www.smilepev.com 2008 REQUISITOS BÁSICOS DO SISTEMA HARDWARE

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO FNDE 23/2012

MANUAL DE INSTALAÇÃO FNDE 23/2012 MANUAL DE INSTALAÇÃO FNDE 23/2012 Índice 1 INSTALAÇÃO PROINFO 23... 4 1.1 Material necessário para instalação ou manutenção... 4 1.2 Componentes... 4 1.3 Kit de Segurança... 5 2 Composições... 5 2.1 Servidor...

Leia mais

CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: TECNOLOGIA MANUAL DE PROCESSOS

CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: TECNOLOGIA MANUAL DE PROCESSOS CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: TECNOLOGIA MANUAL DE PROCESSOS 110 SETOR: TECNOLOGIA Nº DOC.: FOLHA:02/16 MATRIZ DE PROCESSOS E ATIVIDADES APROVADO POR: Ir. 25/03/2010 REVISÃO: 13/09/2013

Leia mais

Faculdade AlfaCastelo

Faculdade AlfaCastelo Faculdade AlfaCastelo REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA BARUERI - 2015 REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA A Faculdade AlfaCastelo possui dois laboratórios de informática composto por uma

Leia mais

ANGELLIRA RASTREAMENTO SATELITAL LTDA. Sistema LIRALOG. Manual de instalação e atualização TI 30/07/2014

ANGELLIRA RASTREAMENTO SATELITAL LTDA. Sistema LIRALOG. Manual de instalação e atualização TI 30/07/2014 ANGELLIRA RASTREAMENTO SATELITAL LTDA Sistema Manual de instalação e atualização TI 0/07/2014 Este documento descreve os procedimentos para instalação e atualização do sistema Liralog. Data: 0/07/2014

Leia mais

Processo Manutenção de Computadores

Processo Manutenção de Computadores Dono do Guilherme Ferreira Lúcio Lemes Aprovado por Chefe de Departamento Analisado criticamente por Chefe de Departamento Substituto: Ednardo Melo de Farias Junior 1 OBJETIVOS Este processo consiste em

Leia mais

DTI - DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

DTI - DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Índice 1. APRESENTAÇÃO...: 2 2. OBJETIVOS...: 2 3. INFRAESTRUTURA OPERACIONAL...: 3 3.1. Sala dos Professores...: 3 3.2. Secretaria das Coordenações...: 3 3.3. Secretaria Geral...: 3 3.4. Biblioteca...:

Leia mais

POLÍTICAS DE USO DA REDE SEM FIO

POLÍTICAS DE USO DA REDE SEM FIO POLÍTICAS DE USO DA REDE SEM FIO Departamento de Tecnologia da Informação Públicado em julho de 2014 Cachoeiro de Itapemirim ES Definição Uma rede sem fio (Wireless) significa que é possível uma transmissão

Leia mais

Produto Gestão de Pessoas - Versão 4w

Produto Gestão de Pessoas - Versão 4w Produto Gestão de Pessoas - Versão 4w Processo: Atualização e Instalação do Sistema Senior Sistemas S.A Rua São Paulo, 825 - Bairro Victor Konder - CEP 89012.001 - Blumenau/SC Fone: (047) 3221-3300 www.senior.com.br

Leia mais

Política de Utilização da Rede Sem Fio (Wireless)

Política de Utilização da Rede Sem Fio (Wireless) Política de Utilização da Rede Sem Fio (Wireless) UNISC Setor de Informática/Redes Atualizado em 22/07/2008 1. Definição Uma rede sem fio (Wireless) significa que é possível uma transmissão de dados via

Leia mais

Política de Utilização da Rede Sem Fio (Wireless)

Política de Utilização da Rede Sem Fio (Wireless) Política de Utilização da Rede Sem Fio (Wireless) Apucarana, 01 de fevereiro de 2011. Objetivos A política de utilização da rede wireless tem como objetivo estabelecer regras e normas de utilização e ao

Leia mais

TECNICO EM INFORMATICA PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO

TECNICO EM INFORMATICA PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO (s15h PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 500446 - TECNICO EM INFORMATICA Nivel: Tecnico Area Profissional: 0042 - COMERCIO-TEC Area de Atuacao: 0440 - BANCO DADOS/COMERCIO-TEC

Leia mais

O sistema que completa sua empresa Roteiro de Instalação (rev. 15.10.09) Página 1

O sistema que completa sua empresa Roteiro de Instalação (rev. 15.10.09) Página 1 Roteiro de Instalação (rev. 15.10.09) Página 1 O objetivo deste roteiro é descrever os passos para a instalação do UNICO. O roteiro poderá ser usado não apenas pelas revendas que apenas estão realizando

Leia mais

Manual BitFarmácia Popular Versão 2 Software Autorizador Farmácia Popular

Manual BitFarmácia Popular Versão 2 Software Autorizador Farmácia Popular Manual BitFarmácia Popular Versão 2 Software Autorizador Farmácia Popular Bitshop Informática Ltda Todos os Direitos Reservados www.bitshop.com.br Conteúdo 1. A Quem se Destina o BitFarmácia Popular 2.

Leia mais

NORMA ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I.

NORMA ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I. ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I. Data: 17 de dezembro de 2009 Pág. 1 de 8 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 1. INTRODUÇÃO 3 2. FINALIDADE 3 3. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3 4. ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I. 4 4.1. Diretrizes:

Leia mais

MANUAL DE SERVIÇOS GUIA DE RECUPERAÇÃO DO SISTEMA OPERACIONAL LINUX

MANUAL DE SERVIÇOS GUIA DE RECUPERAÇÃO DO SISTEMA OPERACIONAL LINUX MANUAL DE SERVIÇOS GUIA DE RECUPERAÇÃO DO SISTEMA OPERACIONAL LINUX MANUAL DE SERVIÇO NOTEBOOK CONSIDERAÇÕES PRECAUÇÕES DE SERVIÇO E INSPEÇÃO UTILIZE SOMENTE PEÇAS DESIGNADAS O conjunto de componentes

Leia mais

RELATÓRIO. Raimundo Gadelha Fontes Filho (Assessor de Suporte e Informática) Josinécia de Cássia Oliveira (Informática Web designer)

RELATÓRIO. Raimundo Gadelha Fontes Filho (Assessor de Suporte e Informática) Josinécia de Cássia Oliveira (Informática Web designer) RELATÓRIO Relatório das atividades realizadas período 2014 do Setor de Suporte e Informática. Equipe de Edição: Raimundo Gadelha Fontes Filho (Assessor de Suporte e Informática) Josinécia de Cássia Oliveira

Leia mais

OCOMON PRIMEIROS PASSOS

OCOMON PRIMEIROS PASSOS OCOMON PRIMEIROS PASSOS O OCOMON ainda não possui um arquivo de Help para atender a todas questões relacionadas ao sistema. Esse arquivo serve apenas para dar as principais instruções para que você tenha

Leia mais

CIHA. CIHA 01 e CIHA 02. Manual de Instalação

CIHA. CIHA 01 e CIHA 02. Manual de Instalação CIHA CIHA 01 e CIHA 02 Manual de Instalação Versão do produto: CIHA 01 1.0.4.3 e CIHA 02 1.0.4.4 Edição do documento: 1.1 Abril de 2015 Série A. Normas e Manuais Técnicos MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria

Leia mais

REGRAS PARA UTILIZAÇÃO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA

REGRAS PARA UTILIZAÇÃO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA REGRAS PARA UTILIZAÇÃO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA Ricardo Machado Torres Ricardo Ariel Correa Rabelo Renata Azevedo Santos Carvalho Everton Gonçalves Dias ARACAJU JANEIRO DE 2012 TÍTULO I - DOS HORÁRIOS

Leia mais

Soluções em Documentação

Soluções em Documentação Desafios das empresas no que se refere à documentação de infraestrutura de TI Realizar e manter atualizado o inventário de recursos de Hardware e software da empresa, bem como a topologia de rede Possuir

Leia mais

SISTEMA DE ABERTURA DE CHAMADOS TÉCNICOS DE INFORMÁTICA GLPI ( GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA ) Manual do Usuário

SISTEMA DE ABERTURA DE CHAMADOS TÉCNICOS DE INFORMÁTICA GLPI ( GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA ) Manual do Usuário SISTEMA DE ABERTURA DE CHAMADOS TÉCNICOS DE INFORMÁTICA GLPI ( GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA ) Manual do Usuário Setor de Tecnologia da Informação 2012 AUTORES Aurélio Ricardo Batú Maicá Laura

Leia mais

www.proinfocamamu.com.br

www.proinfocamamu.com.br www.proinfocamamu.com.br Prof. Miquéias Reale - www.proinfocamamu.com.br Professor: Miquéias Reale Diretor de Tecnologia da Reale Tech Telefone: (75) 3641-0056 / 8838-1300 E-mail: miqueias@realetech.com.br

Leia mais

BH PARK Software de Estacionamento

BH PARK Software de Estacionamento BH PARK Software de Estacionamento WWW.ASASSOFTWARES.COM.BR Índice 1 Informações Básicas... 1 1.1 Sair da aplicação... 1 1.2 Travar aplicação... 1 1.3 Licenciando a aplicação... 1 1.4 Contrato de Manutenção...

Leia mais

Como conectar-se à rede Sem Fio (Wireless) da UNISC. Pré-Requisitos:

Como conectar-se à rede Sem Fio (Wireless) da UNISC. Pré-Requisitos: Setor de Informática UNISC Manual Prático: Como conectar-se à rede Sem Fio (Wireless) da UNISC Pré-Requisitos: O Notebook deve possuir adaptador Wireless instalado (drivers) e estar funcionando no seu

Leia mais

Caro cliente. Guia do cliente. Página 1

Caro cliente. Guia do cliente. Página 1 Caro cliente. Os procedimentos a seguir se destinam somente em resolver problemas referentes á internet, não servindo para resolver qualquer outro problema no computador, como por exemplo, um computador

Leia mais

Tecnologia e Informática

Tecnologia e Informática Tecnologia e Informática Centro Para Juventude - 2014 Capitulo 1 O que define um computador? O computador será sempre definido pelo modelo de sua CPU, sendo que cada CPU terá um desempenho diferente. Para

Leia mais

Manual Operacional de Adesão ao FIES Técnico Procedimentos da Mantenedora

Manual Operacional de Adesão ao FIES Técnico Procedimentos da Mantenedora Manual Operacional de Adesão ao FIES Técnico Procedimentos da Mantenedora Brasília, março de 2012 Versão 1.0 SUMÁRIO 1. CONFIGURAÇÕES RECOMENDADAS... 3 2. ACESSO AO SISTEMA... 4 3. ADESÃO AO FIES... 5

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PROJETO PROEDUCAR MANUAL DE ORIENTAÇÃO 1 - O QUE É O PROJETO PROEDUCAR? O projeto PROEDUCAR leva o nome do Consórcio que ganhou a licitação para atualizar os equipamentos distribuídos por meio do programa

Leia mais