PRO APPS ISP Data Sheet Professional Appliance / Apresentação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PRO APPS ISP Data Sheet Professional Appliance / Apresentação"

Transcrição

1 O PRO APPS ISP (Internet Services Provider) O componente Pro Apps ISP é projetado para apoiar provedores de acesso Internet na gestão de usuários, serviços e planos de negócio. É composto de uma combinação estratégica de recursos e funcionalidades, provê suporte a criação de planos de negócios com controle financeiro simplificado, oferecendo uma solução com recursos de apoio a estratégia comercial e modelo de negócio adotados no provedor de serviços de Internet. Apesar de criado com foco em provedores de acesso e serviços de Internet (ISP), o Componente Pro Apps ISP soma uma gama avançada de recursos que atende também empresas e outras organizações que não atuam como ISP. Recursos Combinados no Pro Apps ISP O Componente Pro Apps ISP integra os seguintes recursos: Servidor DHCP: serviço completo com DHCP incluindo servidor e relay, com suporte pleno a entrega de endereços estáticos, dinâmicos, configuração de chaves criptográficas para integração com outros recursos, integração nativa com Zonas DNS permitindo a atualização dinâmicas (nsupdate) de entradas e zonas conforme atribuição DHCP realizada; NAC (Network Access Control): poderoso recurso de autenticação e controle de acesso a rede LAN baseado em controle lógico (firewall) e/ou físico (porta de switch); é possível garantir que apenas estações de trabalho previstas acessarão a rede, utilizando configuração de DHCP e recursos de identificação de estação remota (client-id), e com base nessa autenticação decidir se libera o acesso ao firewall ou ainda reconfigurar aquela porta do switch retirando-a de uma VLAN isolada (vlan de autenticação) e colocando-a na VLAN ativa da rede após autenticação; Captive Portal: portal de captação de clientes com suporte a autenticação por usuário / senha e controle captcha, com timeout configurável de tempo de inatividade até considerar sessão como deslogada; permite a autenticação por usuário/senha/captcha e também integração com outros sistemas como mensageria;

2 Autenticação NAC: dependendo da complexidade do ambiente ou automação, a autenticação apenas NAC (Network Acess Control) por intermédio do DHCP, garantindo controle e segurança ao ambiente sem a necessidade de interação humana por trás da autenticação pelo Captive Portal; Autenticação NAC + Captive Portal: para controle total de acesso a combinação de autenticação por captive portal que requer interatividade humana para usuário, senha, captcha junto com autenticação pre-cadastrada; Hot Spot: similar ao comprtamento do Captive Portal mas com finalidade diferente; não existe vínculo com plano de negócio, usa autenticação Radius; ideal para acesso em redes públicas como aeroportos, shopping centers, teatros, escolas e até redes públicas municipais instaladas em praças públicas e parques; Controle de Banda: cada usuário de cada plano tem um controle de banda específico com velocidades independentes de upload e download, com direito a técnica de burst para rajadas e picos superiores de banda controlada; QoS / Controle diferenciado de Banda: permite definir grupos que tenham prioridades sobre outros grupos no consumo de banda Internet, ou ainda prioridades de certos usuários sobre outros usuários do mesmo grupo; não é prioridade de fila mas sim de consumo de banda aplicando técnica de fair weightened queueing onde mesmo havendo um usuário com maior peso, os demais continuam sendo atendidos em suas proporções justas; NAT: implementação da técnica de Network Address Translation (NAT) para que redes privadas (RFC 1918) acessem a Internet, nativo e seletivo; Firewall Específico: apesar de não conter uma interface específica e de propósito geral para controle de firewall, o componente permite a pre-configuração de regras adequadas ao modelo de negócio da empresa; as demais regras são manipuladas por demanda pelo componente ISP do Pro Apps; de forma totalmente integrada; Serviço de Mensageria: um poderoso e prático serviço de mensageria permite que a empresa ou provedor envie mensagens pre-definidas a seus clientes e usuários; desde mensagens associadas a vencimento de mensalidade e pagamentos em atraso, até mensagens seletivas e específicas por usuários individuais, grupos/planos ou ainda prontos de presença específicos; novas possibilidades de negócio e comunicação direta/imperativa com seus clientes e usuários; Gestão de Clientes: cadastro completo de clientes, incluindo coordenadas geográficas (latitude e longitude) para apoiar a localização do cliente na cidade, apontando Google Maps para o local onde o rádio foi instalado e permitindo ainda anotações específicas de visada;

3 Gestão de Planos de Acesso: planos de acesso com valores financeiros específicos, combinando recursos providos ao serviço contratado; controle de banda, prioridade, data de vencimento de pagamentos e todo controle comercial que sua organização precisa ter para estabelecer seu fluxo de negócios como provedor de acesso e serviços Internet ISP; ou ainda como grupo de usuários na sua organização; Gestão de Pre-cadastro: ideal para ambientes públicos ou para estratégia de adoção do componente Pro Apps ISP em pontos de presença já implantados, permite que o seu cliente faça um pré-cadastro via Captive Portal ou HotSpot para acessar o ambiente, tendo inicialmente seu acesso liberado, mas permitindo ao administrador da organização (provedor) confirmar que aquele usuário é cliente e vincular um plano de negócios a ele, passando a partir desse momento exigir o controle esperado sob aquele cliente; perfeito para seu negócio e para estratégia de adoção; Gestão comercial / financeira: controle de pagamentos e faturamento com possibilidade de suspensão automática de acesso Internet mediante inadimplência; lançamento dos pagamentos pode ser semi-automatizado; Pontos de Presença (POP): gestão de pontos de presença remotos e locais, o componente Pro Apps ISP pode fazer todo esse controle em um Gateway centralizado ou em pontos de presença distribuídos; nesse segundo caso podem ser torres remotas ou até mesmo cidades remotas; FreeBSD & Mikrotik RouterOS: seu POP (ponto de presença) pode ser um gateway FreeBSD, um ponto de acesso FreeBSD ou ainda um Mikrotik rodando RouterOS; o controle de banda e configuração Captive Portal, Radius e Hot Spot será aplicado, bem como configurações DHCP a esse nó remoto; Gráficos: o sistema instala regras de firewall e filas no FreeBSD e RouterOS que permitem a monitoração gráfica (Saguaro, MRTG, Cacti, Cricket) dos clientes/usuários; Painel de Controle Cliente: seu cliente/usuário pode redefinir sua própria senha, revisar seus dados cadastrais, planos comerciais aderidos e até fluxo financeiro ao se autenticar pelo Captive Portal; Bom para o seu provedor (ISP), ótimo para sua empresa: como você pode notar, os recursos acima são poderosos para um ISP mas especialmente interessantes para organizações de forma geral; ao cadastrar seus usuários enterprise em planos específicos, mas sem atribuir um valor mensal, ou seja ignorando as características comerciais no provimento de acesso, sua organização tem um ambiente completo de Gateway Internet, que, ao combinar com os controles de outro componente: Pro Apps Websnarf, sua organização está completamente bem servida em funcionalidades.

4 Conheça cada Recurso Conheça melhor alguns dos recursos do Pro Apps ISP individualmente: DHCP Server / DHCP Relay Serviço completo com DHCP incluindo servidor e relay, com suporte pleno a entrega de endereços estáticos, dinâmicos, configuração de chaves criptográficas para integração com outros recursos, integração nativa com Zonas DNS permitindo a atualização dinâmicas (nsupdate) de entradas e zonas conforme atribuição DHCP realizada;

5 Captive Portal & Gestão de Pre-cadastro Portal de captação de clientes com suporte a autenticação por usuário / senha e controle captcha, com timeout configurável de tempo de inatividade até considerar sessão como deslogada; permite a autenticação por usuário/senha/captcha e também integração com outros sistemas como mensageria; Oferece o recurso de pré-cadastro, ideal para ambientes públicos ou para estratégia de adoção do componente Pro Apps ISP em pontos de presença já implantados, permite que o seu cliente faça um pré-cadastro via Captive Portal ou HotSpot para acessar o ambiente, tendo inicialmente seu acesso liberado, mas permitindo ao administrador da organização (provedor) confirmar que aquele usuário é cliente e vincular um plano de negócios a ele, passando a partir desse momento exigir o controle esperado sob aquele cliente; perfeito para seu negócio e para estratégia de adoção;

6 Serviço de Mensageria Um poderoso e prático serviço de mensageria permite que a empresa ou provedor envie mensagens predefinidas a seus clientes e usuários; desde mensagens associadas a vencimento de mensalidade e pagamentos em atraso, até mensagens seletivas e específicas por usuários individuais, grupos/planos ou ainda prontos de presença específicos; novas possibilidades de negócio e comunicação direta/imperativa com seus clientes e usuários; O serviço de mensageria se integra a estratégia de negócio e gestão de acesso permitindo notificação de bloqueios e motivos de bloqueios, permitindo alertas antes do vencimento da mensalidade do cliente expirar e mesmo após ter expirado, como você pode observar nas imagens acima e abaixo. Acima você observa uma adoção do serviço de mensageria informando acesso a conteúdo não permitido, tipicamente uma abordagem corporativa, e abaixo suspensão por falta de pagamento. Pode-se suspender usuários de férias, ou outras estratégias para negócios diversos. Na imagem acima o serviço de mensageria é utilizado para lembrar o cliente do vencimento de sua mensalidade, é possível configurar que mensagens aparecerão em dias antes ou após vencimento e decidir em que momento bloquear o acesso / autenticação do usuário ou apenas informá-lo pela mensagem.

7 Mas o serviço de mensageria permite muito mais. Permite a criação de uma nova estratégia de negócios, podendo enviar mensagens a clientes específicos, de um grupo específico de plano de acesso ou um ponto de presença específico, ou ainda a todos. Veja alguns exemplo abaixo de oportunidade de negócios: Serviços Adicionais: seu provedor se oferece outros serviços e produtos, como por exemplo venda de computadores, pode aproveitar a base atual de clientes e informá-los através do portal de mensageria de oportunidades e promoções; Propaganda Comercial: em parceria estratégica com outros negócios da sua cidade ou bairro você pode criar mensagens comerciais anunciando e vendendo produtos, serviços ou eventos a seus clientes; Propagandas Políticas: uma oportunidade de comunicação direta entre candidatos e eleitores; Mensagens corporativas: avisos de interrupções programadas de serviço ou atendimento aos clientes; Mensagens individuais: para um usuário/cliente específico; Múltiplas mensagens: o usuário/cliente pode receber múltiplas mensagens simultâneamente; Na imagem abaixo você percebe como é a interface com o usuário; ao fazer login ou a qualquer momento que você desejar, o cliente/usuário é redirecionado ao sistema de mensageria e vê todas suas mensagens na

8 mesma tela, de maneira integrada e clean. Note que cada mensagem tem uma checkbox de confirmação de leitura, sem marcar, a mensagem continua aparecendo. Isso garante que o cliente realmente leu e deu ciência do conteúdo, excelente para ambiente corporativo, excelente para seu provedor e eventualmente comprovar que a mensagem foi recebida. Gestão de Clientes / Usuários Dados cadastrais, dados de contato, plano de acesso, controle de instalação e controle de chamados de serviço e reclamações de cada cliente, tudo gerenciado numa interface integrada e completa. É possível cadastro de clientes especiais como clientes VIP e acesso de Cortesia. A velocidade de Burst pode ser configurada individualmente; o endereçamento IP pode ser definido automaticamente de acordo com as redes précadastradas para aquele Ponto de Presença selecionado. O tipo de pessoa é cadastrado a parte pois se desejar,

9 o provedor pode incorporar consultas ao Serasa e outros controles de crédito positivo no mercado antes de vender o serviço à empresa ou ao cliente final. Dados cadastrais como localização e contato são facilmente gerenciados na mesma interface, como pode ser visto abaixo. O cliente tem acesso a sua própria área onde ele consegue revisar o plano que assina, seus dados cadastrais, pessoais, podendo modificar uma quantia limitada de informações. O cliente pode aproveitar essa interface e usa-la como canal de contato com o provedor ou a administração de rede da organização. Você pode ainda aproveitar e usar esse ambiente para oferecer outros serviços ou upgrades de serviços e permitir acesso a informações estatísticas, com alguma customização até mesmo os gráficos de consumo de banda podem ser apresentados.

10 Gestão de Planos O sistema permite controle de planos de serviço que apoiam a estratégia comercial da organização. Planos de acesso com valores financeiros específicos, combinando recursos providos ao serviço contratado; controle de banda, prioridade, data de vencimento de pagamentos e todo controle comercial que sua organização precisa ter para estabelecer seu fluxo de negócios como provedor de acesso e serviços Internet ISP; ou ainda como grupo de usuários na sua organização; No cadastro de planos você estabelece um nome/sigla para o plano, o valor financeiro do mesmo e as configurações de controle de banda. Dessas configurações de plano apenas o burst pode ser redefinido individualmente, todos os demais controles são imperativos do plano;

11 Gestão de Pontos de Presença - POP Gestão de pontos de presença remotos e locais, o componente Pro Apps ISP pode fazer todo esse controle em um Gateway centralizado ou em pontos de presença distribuídos; nesse segundo caso podem ser torres remotas ou até mesmo cidades remotas; seu POP (ponto de presença) pode ser um gateway FreeBSD, um ponto de acesso FreeBSD ou ainda um Mikrotik rodando RouterOS; o controle de banda e configuração Captive Portal, Radius e Hot Spot será aplicado, bem como configurações DHCP a esse nó remoto;

12 Diretamente associado a gestão de pontos-de-presença está a gestão de redes. Você pode pre-cadastrar redes RFC1918 ou redes reais, decidir se essas redes serão utilizadas como redes lógicas isoladas (tipicamente redes /30), ou redes com múltiplos clientes (redes maiores que /30), para decidir se entregará IP RFC1918 ou IP real aos clientes de cada ponto de presença. O gateway pode ser o primeiro ou último IP da rede de acordo com o padrão adotado na sua organização. Uma vez vinculada ao POP, a definição de rede é usada de forma automática se desejado, associando uma próxima rede livre ou IP livre de redes disponíveis para os próximos clientes cadastrados.

13 Configurações do Componente ISP Veja abaixo alguns dos recursos configuráveis do componente ISP e entenda seu funcionamento. Controles complementares do Captive Portal Através do Captive Portal você habilita os métodos de autenticação DHCP NAC ou combina DHCP NAC com Captive Portal; Pode cadastrar uma lista de exceções ao Captive (que nunca precisarão ser autenticados por ele), e liga o recurso de pre-cadastro na captação do cliente.

14 Lançamentos Financeiros Um sistema simples de gestão financeira permite relatórios comerciais e de pagamentos, incluindo lançamentos de valores, acréscimos por multas e descontos, mês de preferência e ano de referência junto com notas e considerações. Dependendo da forma de cobrança do ISP e do banco, pode ser possível pré automatizar esses lançamentos de pagamentos através de rotinas externas.

15 Recursos Pro Apps ISP Acompanhe abaixo a lista de recursos do componente ISP. Configuraçoes Componente ISP Configurações aplicáveis por demanda ou em lote; Configuração de domínio padrão; Endereço IP do componente; Porta do componente; Usuário de acesso remoto ao componente; Definição gateway padrão primeiro ou último da rede; Tempo máximo de inatividade para deslogar o usuário; Dia padrão para pagamento; UF padrão para cadastros Forçar cadastro de campos seletivamente Servidor DHCP Domínio DHCP entregue; Servidores DNS entregues; Domínio para atualização DNS nsupdate do tipo DDNS; Tipo de atualização DDNS; Atualização de leases estáticos; Modo DHCP primário ou DHCP Relay Lista de Controle de Acesso ao DHCP; Atualização DDNS das próprias estações; Pesquisa de leases; Requisições DHCP duplicadas; Estações DHCP desconhecidas; Requisições do tipo bootp; Requisições diskless boot; Rejeição IP da estação; Tempo padrão de lease; Tempo máximo de lease; Log via Syslog; Lembrar dados de relay; Múltiplas chaves de segurança; Chaves de segurança por Secret; Chaves de segurança Texto-MD5; Chaves MD5 puro; Atualização DDNS seletiva; Vínculo de chaves com zonas DNS; Configuração Network Acess Control (NAC); Customizações NAC por Cliente-ID; Captive Portal Definição de servidores DNS liberados; IP do Captive Portal; Suporte a pre-cadastro para captação de clientes; Modo HotSpot; Autenticação Radius para modo Hot Spot; Lista de exceções ao Captive Portal; Método de autenticação combinado com NAC; Método de autenticação apenas NAC; Firewall Simples Integrado Configuração do auto-increment step; Configuração One Pass Verbose/Log mode; Suporte a ALTQ; Configuração Dynamic Keep-Alive Stateful Debug mode; Sysctl de timers dinâmicos; Recurso I/O Fast; Recurso zerocopy; Número máximo de states; Regras pre-configuradas; Atualização por demanda de tables; Planos Comerciais Listagem de planos com resumo de configurações; Pesquisas e paginação de planos configurados; Criação de planos; Sigla de planos; Nome e descrição dos planos; Valor financeiro do plano; Controle de banda: Download e Upload independentes; Controle de Banda: burst por plano; Controle QoS do plano e priorização (peso) em relativo;

16 Gestão de Redes Listagem de redes IPv4 configuradas; Busca e paginação de redes configuradas; Resumo rico em informações em visualização simplificada; Identificação das redes; Cadastro de novas redes; Definição de gateway (primeiro ou último endereço); Listagem automática de endereços disponíveis; Redes isolada sou sequenciais; Pontos de Presença Listagem POP; Busca e paginação de POP; Cadastro de novo POP Identificação do POP por nome; Escolha da interface do POP; Tipo de distribuição centralizada (próprio gateway); Tipo de distribuição distribuída (POP remoto) POP do tipo FreeBSD; POP do tipo Mikrotik (RouterOS); Redes vinculadas a aquele POP; Descrição do POP; Alerta de Pagamentos Listagem de alertas configurados; Busca e paginação de alertas; Resumo estratégico de alertas que geram bloqueio; Cadastro de dias após vencimento; Cadastro de dias antes do vencimento; Ação apenas alertar; Ação bloquear; Mensagem de alerta com suporte a HTML simples; Mensageria Listagem de mensagens configuradas; Busca e paginação de mensagens; Resumo estratégico de mensagens Cadastro de nova mensagem; Assunto da mensagem Corpo da mensagem com suporte a HTML simples; Mensagem tipo pessoal (um cliente específico) Mensagem tipo plano (todos clientes de um plano); Mensagem tipo POP (todos de um mesmo POP) Data de ativação e término da mensagem; Gestão de Clientes Pre-cadastro de clientes; Seleção de campos de pre-cadastro; Listagem de pre-cadastro existentes; Conversão de pre-cadastro em cadastro; Listagem de cadastro de clientes; Busca e paginação de clientes; Informações estratégias na listagem de clientes; Status do cliente: ativo; Status do cliente: bloqueado por acesso indevido; Status do cliente: bloqueado por falta de pagamento; Escolha do plano; Redefinição de Burst caso desejado; Vínculo de POP (Ponto de Presença); Escolha automática de endereço IP; Escolha manual de endereço IP; Cadastro de MAC Address; Login em formato de ; Cliente VIP; Cliente cortesia; Definição de Senha; Data de pagamento; QoS habilitado e escolha de peso para QoS WF2Q+ Pessoa física e jurídica Cadastro de CPF/CNPJ Possível consulta de CPF/CNPJ no Serasa; alternativo de contato; Endereço completo padrão LDAP Cosine; Cadastro de Latitude e Longitude; Telefones fixos e móveis no cadastro de clientes; Controle de instalação e chamados / tickets; Registro de observações de instalação; Data de instalação Registro de chamados (tickets) de problemas e outros Listagem / ordenação de ticket e redefinição de status contatos com data e atendente; (aberto, andamento, fechado); Cadastro de clientes do Hot Spot;

17 Gestão Financeira Lançamento de pagamentos; Lançamento de valores; Lançamento de descontos e acréscimos; Data de pagamento; Mês e ano de referência; Observações; Semi-automatização de lançamento de acordo com dados bancários (dependente do banco e métodos de cobrança); Relatórios Relatórios de pagamentos por mês; Relatórios de pagamentos por ano; Relatório de inadimplência; Relatório de acesso por cliente; Relatório de acesso por data; Para o seu ISP ou sua organização, o Pro Apps ISP é um componente que combina recursos poderosos e atende requisitos de controle de acesso, segurança, negócios, planos comerciais, controle de banda e mensageria avançada. Para conhecer mais sobre o Pro Apps ISP e saber o que ele pode fazer pela sua organização, entre em contato!

1 Introdução. O sistema permite:

1 Introdução. O sistema permite: A intenção deste documento é demonstrar as possibilidades de aplicação da solução INCA Insite Controle de Acesso - para controle de conexões dia-up ou banda larga à Internet e redes corporativas de forma

Leia mais

MANUAL BÁSICO PARA OPERAR O ERPMK

MANUAL BÁSICO PARA OPERAR O ERPMK 1 ERPMK Sistema de Gestão Mikrotik SISTEMA DE GESTÃO PARA PROVEDORES ERPMK MANUAL BÁSICO PARA OPERAR O ERPMK REVISÃO 06/04/2015 2 ERPMK Sistema de Gestão Mikrotik 1. INTRODUÇÃO O QUE É ERPMK? O ERPMK é

Leia mais

PROAPPS Security Data Sheet Professional Appliance / Apresentação

PROAPPS Security Data Sheet Professional Appliance / Apresentação O ProApps Security O ProApps Security é um componente da suíte de Professional Appliance focada na segurança de sua empresa ou rede. A solução pode atuar como gateway e como solução IDS/IPS no ambiente.

Leia mais

Documento: Treinamentos pfsense Versão do documento: 2014. Treinamentos pfsense. Página 1 de 10

Documento: Treinamentos pfsense Versão do documento: 2014. Treinamentos pfsense. Página 1 de 10 Treinamentos pfsense Página 1 de 10 Definições, Acrônimos e Abreviações Abreviação / Sigla WAN LAN UTM pfsense BGP Descrição Wide Area Network - Rede de longa distância (interface de rede para links de

Leia mais

Changelog 21/01/2009

Changelog 21/01/2009 Página 1/7 Versão 1.1.0 Release 100 Changelog 21/01/2009 Executáveis Sistema Operacional(daemons) Homologada versão específica para processadores 64bits com suporte do Kernel Linux, otimizando o desempenho

Leia mais

Changelog 28/11/2012. Versão 2.1.003

Changelog 28/11/2012. Versão 2.1.003 Versão 2.1.003 Changelog 28/11/2012 RESUMO Nova Rotina Contábil Gerencial; Novo Hotspot; Grupos de NAS; Nova API XML; Novos Bancos Homologados Integração com PhoneBox Planos com Franquia Trafego em Tempo

Leia mais

Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.2 Enterprise

Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.2 Enterprise Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.2 Enterprise Índice Introdução 2 Interface administrativa 2 Status 2 Minha conta 3 Opções 3 Equipes de suporte 4 Jumpoint 5 Jump Clients 6 Bomgar Button 6 Mensagens

Leia mais

GUIA DE CONFIGURAÇÃO AUTENTICAÇÃO DE REDES WIFI COM CAPTIVE PORTAL

GUIA DE CONFIGURAÇÃO AUTENTICAÇÃO DE REDES WIFI COM CAPTIVE PORTAL GUIA DE CONFIGURAÇÃO AUTENTICAÇÃO DE REDES WIFI COM CAPTIVE PORTAL GUIA DE CONFIGURAÇÃO AUTENTICAÇÃO DE REDES WIFI COM CAPTIVE PORTAL Captive Portal é um programa de computador responsável por controlar

Leia mais

FACSENAC. Versão:1.5. Identificador do documento: Projeto Lógico de Redes. Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0. Histórico de revisões

FACSENAC. Versão:1.5. Identificador do documento: Projeto Lógico de Redes. Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0. Histórico de revisões FACSENAC ECOFROTA Documento de Projeto Lógico de Rede Versão:1.5 Data: 21/11/2013 Identificador do documento: Projeto Lógico de Redes Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0 Localização: FacSenac

Leia mais

PRO APPS File Server Data Sheet Professional Appliance / Apresentação

PRO APPS File Server Data Sheet Professional Appliance / Apresentação O PRO APPS FILE SERVER Pro Apps File Server é um poderoso servidor de arquivos, compatível com os principais protocolos de rede com essa finalidade, e que oferece recursos enterprise para controle de domínio

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Home -------------------------------------------------------------------------------------------------------- 7 2. Cadastros -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

WiNGS Wireless Gateway WiNGS Telecom. Manual. Índice

WiNGS Wireless Gateway WiNGS Telecom. Manual. Índice Wireless Network Global Solutions WiNGS Wireless Gateway Manual Índice Pagina Características Técnicas 3 Descrição do Aparelho 4 Quick Start 5 Utilizando a interface de administração WEB 7 Login 7 Usuários

Leia mais

Changelog 27/04/2009

Changelog 27/04/2009 Página 1/9 Versão 1.2.001 Changelog 27/04/2009 Executáveis Sistema Operacional(daemons) Desenvolvida uma nova versão do Hotspot Server, mais robusta e eficiente; As portas de 8000 até 8100 passam a ser

Leia mais

CPE Soft Manual. 125/400mW 2.4GHz. CPE Soft

CPE Soft Manual. 125/400mW 2.4GHz. CPE Soft CPE Soft Manual 125/400mW 2.4GHz CPE Soft Campinas - SP 2010 Indice 1.1 Acessando as configurações. 2 1.2 Opções de configuração... 3 1.3 Wireless... 4 1.4 TCP/IP 5 1.5 Firewall 6 7 1.6 Sistema 8 1.7 Assistente...

Leia mais

Manual do Usuário Cyber Square

Manual do Usuário Cyber Square Manual do Usuário Cyber Square Criado dia 27 de março de 2015 as 12:14 Página 1 de 48 Bem-vindo ao Cyber Square Parabéns! Você está utilizando o Cyber Square, o mais avançado sistema para gerenciamento

Leia mais

1 de 5 Firewall-Proxy-V4 :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO ::

1 de 5 Firewall-Proxy-V4 :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO :: 1 de 5 Firewall-Proxy-V4 D O C U M E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L FIREWALL, PROXY, MSN :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO :: Se o foco do seu negócio não é tecnologia, instalar e manter por conta própria

Leia mais

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS INTERNET PROTOCOLOS 1 INTERNET Rede mundial de computadores. Também conhecida por Nuvem ou Teia. Uma rede que permite a comunicação de redes distintas entre os computadores conectados. Rede WAN Sistema

Leia mais

Introdução. O que é? Como funciona. Soluções e serviços. Como Contratar. Quem somos. Powered by:

Introdução. O que é? Como funciona. Soluções e serviços. Como Contratar. Quem somos. Powered by: Introdução O que é? Como funciona Soluções e serviços Como Contratar Quem somos Características gerais do sistema Gerenciamento total do hotspot WiFi Implantação de rede multiponto WiFi Autenticação de

Leia mais

DHCP. Definindo DHCP: Fundamentação teórica do DHCP. Esquema visual

DHCP. Definindo DHCP: Fundamentação teórica do DHCP. Esquema visual Definindo DHCP: DHCP O DHCP é a abreviatura de Dynamic Host Configuration Protocol é um serviço utilizado para automatizar as configurações do protocolo TCP/IP nos dispositivos de rede (computadores, impressoras,

Leia mais

Ilustração 1: Componentes do controle de acesso IEEE 802.1x

Ilustração 1: Componentes do controle de acesso IEEE 802.1x Laboratório de IER 8 o experimento Objetivos: i) Configurar o controle de acesso IEEE 802.1x em uma LAN ii) Usar VLANs dinâmicas baseadas em usuário Introdução A norma IEEE 802.1x define o controle de

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO VIII Referente ao Edital de Pregão Presencial nº. 020/2014 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Página 1 de 6 Página 1 de 6 1. OBJETO: 1.1. Constitui objeto deste pregão a AQUISIÇÃO DE SISTEMA FIREWALL, conforme

Leia mais

Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio:

Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Produto: CL Titânio Assunto: Como acessar o CL Titânio remotamente via browser? Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Entre no menu clicando com o botão direito do

Leia mais

Parabéns, você acaba de adquirir um produto com qualidade e tecnologia Identech.

Parabéns, você acaba de adquirir um produto com qualidade e tecnologia Identech. MANUAL Sumário 1 INTRODUÇÃO3 2 LIGANDO/CONECTANDO3 3 CONFIGURAÇÕES4 31 - INICIAL4 32 - REDE8 321-3G8 322 - WAN9 323 - LAN10 324 - Tipo de Reconexão13 325 - Redirecionar14 33 - WIRELESS16 34 - DHCP17 35

Leia mais

SERVIDOR HOTSPOT PARA HOTÉIS/POUSADAS - SMARTWEB MANUAL DE OPERAÇÕES

SERVIDOR HOTSPOT PARA HOTÉIS/POUSADAS - SMARTWEB MANUAL DE OPERAÇÕES SERVIDOR HOTSPOT PARA HOTÉIS/POUSADAS - SMARTWEB MANUAL DE OPERAÇÕES O SMARTWEB é um servidor baseado na plataforma Mikrotik que permite o gerenciamento e controle de acessos à internet. Libera acesso

Leia mais

Changelog 26/08/2010

Changelog 26/08/2010 Versão 2.0.000 Changelog 26/08/2010 Página 1/5 Executáveis Sistema Operacional (daemons) A rotina de auto-aprendizado de MACs foi alterada para melhoria de performance; As rotinas de aplicação no Kernel

Leia mais

Configurando o DDNS Management System

Configurando o DDNS Management System Configurando o DDNS Management System Solução 1: Com o desenvolvimento de sistemas de vigilância, cada vez mais usuários querem usar a conexão ADSL para realizar vigilância de vídeo através da rede. Porém

Leia mais

PARANÁ GOVERNO DO ESTADO

PARANÁ GOVERNO DO ESTADO PROTOCOLOS DA INTERNET FAMÍLIA TCP/IP INTRODUÇÃO É muito comum confundir o TCP/IP como um único protocolo, uma vez que, TCP e IP são dois protocolos distintos, ao mesmo tempo que, também os mais importantes

Leia mais

Changelog 29/12/2010

Changelog 29/12/2010 Versão 2.0.002 Changelog 29/12/2010 Página 1/11 Atendimentos/Consultas/Consulta Geral Os botões da barra de ferramentas foram reajustados e realocados; Rotina alterada para mostrar 18 registros por página;

Leia mais

Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on

Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on Windows Server 2012 Virtualização Hyper-v Firewall Pfsense C o n t e ú d o d o c u r s o H a n d s - on 2 Sumário 1 Conteúdo Windows 2012... 3 2 Conteúdo Virtualização...

Leia mais

Manual de utilização do sistema de envio de sms marketing e corporativo da AGENCIA GLOBO. V 1.0. www.sms.agenciaglobo.net

Manual de utilização do sistema de envio de sms marketing e corporativo da AGENCIA GLOBO. V 1.0. www.sms.agenciaglobo.net Manual de utilização do sistema de envio de sms marketing e corporativo da AGENCIA GLOBO. V 1.0 www.sms.agenciaglobo.net 1 ACESSO O SISTEMA 1.1 - Para acessar o sistema de envio entre no site http://sms.agenciaglobo.net/

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS RETIFICADA

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS RETIFICADA ANEXO VIII Referente ao Edital de Pregão Presencial nº. 020/2014 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS RETIFICADA Página 1 de 6 Página 1 de 6 OBJETO : Constitui objeto deste Pregão a Aquisição de Sistema Firewall, conforme

Leia mais

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF REDES ESAF 01 - (ESAF - Auditor-Fiscal da Previdência Social - AFPS - 2002) Um protocolo é um conjunto de regras e convenções precisamente definidas que possibilitam a comunicação através de uma rede.

Leia mais

Ilustração 1: Componentes do controle de acesso IEEE 802.1x

Ilustração 1: Componentes do controle de acesso IEEE 802.1x Laboratório de RCO2 10 o experimento Objetivos: i) Configurar o controle de acesso IEEE 802.1x em uma LAN ii) Usar VLANs dinâmicas baseadas em usuário Introdução A norma IEEE 802.1x define o controle de

Leia mais

v2.0.1 Manual do Sistema www.webmikrotik.com/manual.pdf

v2.0.1 Manual do Sistema www.webmikrotik.com/manual.pdf v2.0.1 Manual do Sistema www.webmikrotik.com/manual.pdf Última Revisão 20/11/2009 - 2 - Manual do Sistema 1 Índice 1.1 Introdução...Pag. 06 1.1.1 O que é o WebMikrotik?...Pag. 06 1.1.2 Tipos de Licença...Pag.

Leia mais

Winconnection 6. Internet Gateway

Winconnection 6. Internet Gateway Winconnection 6 Internet Gateway Descrição Geral O Winconnection 6 é um gateway de acesso à internet desenvolvido dentro da filosofia UTM (Unified Threat Management). Assim centraliza as configurações

Leia mais

Tutorial HelpDesk. 1. Entendendo como funciona o Ticket. 2

Tutorial HelpDesk. 1. Entendendo como funciona o Ticket. 2 Tutorial HelpDesk Índice Analítico 1. Entendendo como funciona o Ticket. 2 2. Respondendo os Tickets. 3 Opções de envio de resposta e finalização de atendimento: 3 Alterando prioridade das mensagens. 4

Leia mais

Treinamento Nettion Administração. Humberto Caetano humberto@alliance3.com.br

Treinamento Nettion Administração. Humberto Caetano humberto@alliance3.com.br Treinamento Nettion Administração Humberto Caetano humberto@alliance3.com.br O Nettion Instalação Hardware Recomendado Processador Pentium Core 2 Duo 2GB de Memória HD Sata II (Para servidores de Email

Leia mais

Figura 2 - Menu "Config. Rede"

Figura 2 - Menu Config. Rede Produto: CL Titânio Assunto: Como acessar o CL Titânio remotamente via browser? Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Entre no menu Principal. clicando com o botão

Leia mais

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 Pela grande necessidade de controlar a internet de diversos clientes, a NSC Soluções em Informática desenvolveu um novo produto capaz de gerenciar todos os recursos

Leia mais

Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA...

Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... Portal de Vendas Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 1.1. Guia Portal de Vendas... 7 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... 8 5.

Leia mais

Manual SteelBOX Gestão e Automação de Estúdios Audiovisuais

Manual SteelBOX Gestão e Automação de Estúdios Audiovisuais Manual SteelBOX Gestão e Automação de Estúdios Audiovisuais Alterosa MG Do Software O SteelBOX é o melhor e mais completo software de gestão e automação de estúdios audiovisuais do país, nele pequenos

Leia mais

Universidade Federal do Acre. Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas

Universidade Federal do Acre. Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Universidade Federal do Acre Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Universidade Federal do Acre Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Pós-graduação Lato Sensu em Desenvolvimento de Software e Infraestrutura

Leia mais

Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750

Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750 Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750 Equipamento compacto e de alto poder de processamento, ideal para ser utilizado em provedores de Internet ou pequenas empresas no gerenciamento de redes e/ou no balanceamento

Leia mais

HTVix HA 211. Entrada de alimentação 12VDC / 500mA (Positivo no centro)

HTVix HA 211. Entrada de alimentação 12VDC / 500mA (Positivo no centro) 1 HTVix HA 211 1. Interfaces Entrada de alimentação 12VDC / 500mA (Positivo no centro) Conector RJ11 para conexão de aparelho telefônico analógico ou o adaptador para telefone e rede de telefonia convencional

Leia mais

Manual do Usuário SDMNet PORTAL DE FORNECEDORES

Manual do Usuário SDMNet PORTAL DE FORNECEDORES 1 sdmnet.dana.com.br Página 1 2 Login: Para acessar o Portal de Fornecedores (SDMNet) digite HTTP://sdmnet.dana.com.br. A seguir será solicitado seu Login e Senha. Caso tenha esquecido sua senha/login,

Leia mais

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br Sumário 1. Boas vindas... 4 2. Dashboard... 4 3. Cloud... 5 3.1 Servidores... 5 o Contratar Novo Servidor... 5 o Detalhes do Servidor... 9 3.2 Cloud Backup... 13 o Alteração de quota... 13 o Senha do agente...

Leia mais

CONFIGURAÇÃO KIT PROVEDOR DE INTERNET SEM FIO

CONFIGURAÇÃO KIT PROVEDOR DE INTERNET SEM FIO CONFIGURAÇÃO KIT PROVEDOR DE INTERNET SEM FIO IMPORTANTE: Não instale o KIT no mastro sem antes conhecer bem o SOFTWARE (firmware) de gerenciamento. Configure a placa AP e faça todos os testes possíveis,

Leia mais

PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION

PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION Parabéns por instalar o CRACKIT MV! Agora chegou a hora de configurá-lo e administrá-lo. Todo o ambiente de administração do CRACKIT MV é web, ou seja via Browser

Leia mais

MANUAL ESCOLA FLEX. Revisado em 09/07/2008. Sistema Flex www.sistemaflex.com

MANUAL ESCOLA FLEX. Revisado em 09/07/2008. Sistema Flex www.sistemaflex.com MANUAL ESCOLA FLEX Revisado em 09/07/2008 Sistema Flex www.sistemaflex.com Índice Manual Escola Flex Índice... 2 Tela de Abertura (Splash Screen)... 3 Login... 4 Seleção de Empresas... 5 Tela Principal...

Leia mais

HOTSPOT. Considerando a estrutura da imagem abaixo: PROIBIDA a cópia total ou parcial deste guia exclusivo de referência, sem autorização do autor.

HOTSPOT. Considerando a estrutura da imagem abaixo: PROIBIDA a cópia total ou parcial deste guia exclusivo de referência, sem autorização do autor. HOTSPOT HOTSPOT Hotspot é um termo utilizado para se referir a uma área pública onde está disponível um serviço de acesso a Internet, normalmente através de uma rede sem fio Wi-Fi. Aplicações típicas incluem

Leia mais

HOTSPOT. Considerando a estrutura da imagem abaixo: PROIBIDA a cópia total ou parcial deste guia exclusivo de referência, sem autorização do autor.

HOTSPOT. Considerando a estrutura da imagem abaixo: PROIBIDA a cópia total ou parcial deste guia exclusivo de referência, sem autorização do autor. HOTSPOT HOTSPOT Hotspot é um termo utilizado para se referir a uma área pública onde está disponível um serviço de acesso a Internet, normalmente através de uma rede sem fio Wi-Fi. Aplicações típicas incluem

Leia mais

MANUAL CLIENTE TODA A

MANUAL CLIENTE TODA A MANUAL CLIENTE TODA A Qualidade GVT AOS OLHOS DOS CLIENTES. TODA A QUALIDADE GVT AOS SEUS OLHOS O Serviço de Gerência é uma ferramenta fundamental para garantir o melhor desempenho dos serviços de telecomunicações

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR

MANUAL DO ADMINISTRADOR WinShare Proxy admin MANUAL DO ADMINISTRADOR Instalação do WinShare Índice 1. Instalação 2. Licenciamento 3. Atribuindo uma senha de acesso ao sistema. 4. Configurações de rede 5. Configurações do SMTP

Leia mais

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário Mandic. Somos Especialistas em Cloud. PAINEL MANDIC CLOUD Manual do Usuário 1 BEM-VINDO AO SEU PAINEL DE CONTROLE ESTE MANUAL É DESTINADO AO USO DOS CLIENTES DA MANDIC CLOUD SOLUTIONS COM A CONTRATAÇÃO

Leia mais

Manual de Instalação de Telecentros Comunitários. Ministério das Comunicações

Manual de Instalação de Telecentros Comunitários. Ministério das Comunicações Manual de Instalação de Telecentros Comunitários Ministério das Comunicações As informações contidas no presente documento foram elaboradas pela International Syst. Qualquer dúvida a respeito de seu uso

Leia mais

WORKSHOP HOTSPOT TÉCNICAS AVANÇADAS DE HOTSPOT, USO E APLICAÇÕES DIFERENTES

WORKSHOP HOTSPOT TÉCNICAS AVANÇADAS DE HOTSPOT, USO E APLICAÇÕES DIFERENTES WORKSHOP HOTSPOT TÉCNICAS AVANÇADAS DE HOTSPOT, USO E APLICAÇÕES DIFERENTES David Marcony - CATVBRASIL Gerente de TI (SETA NET - Fortaleza CE) Consultor Oficial Mikrotik Certificações MTCNA e MTCTCE Cisco

Leia mais

Apresentação - Winconnection 7

Apresentação - Winconnection 7 Apresentação - Winconnection 7 Conteúdo: Principais Novidades Produtos Recursos Plugins Requisitos Comparativo Dicas de Configuração Principais Novidades Principais Novidades: Novo Administrador Web Sistema

Leia mais

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade DM003.0 Página 1 / 42 Índice 1 APRESENTAÇÃO... 4 DETALHAMENTO DOS LINKS DO TECBIZ ONLINE... 5 2 INICIAL... 5 3 ASSOCIADO... 5 3.1 SELECIONA ASSOCIADO... 5 3.2 ALTERAR

Leia mais

2013 GVDASA Sistemas Configuração dos Portais 2

2013 GVDASA Sistemas Configuração dos Portais 2 2013 GVDASA Sistemas Configuração dos Portais 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO PÉGASUS (ETHERNET) STUDIO V2.02 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Rua Coronel Botelho, 64 - Alto da Lapa - CEP: 05088-020 São Paulo - SP - Brasil +55 (11) 3832-6102 PÉGASUS (ETHERNET) STUDIO V2.02 - MANUAL

Leia mais

Sistema de Registro de Estações da UFRGS

Sistema de Registro de Estações da UFRGS Sistema de Registro de Estações da UFRGS Caciano Machado, Daniel Soares, Leandro Rey, Luís Ziulkoski, Rafael Tonin, Clarissa Marchezan, Eduardo Postal, Eduardo Horowitz 1 Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

McAfee Security Management Center

McAfee Security Management Center Security Management Center O gerenciamento de segurança centralizado foi desenvolvido para ambientes de firewall de próxima geração e alto desempenho. Principais vantagens Um painel unificado por todo

Leia mais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais Curso de Preparatório para Concursos Públicos Tecnologia da Informação REDES Conceitos Iniciais; Classificações das Redes; Conteúdo deste módulo Equipamentos usados nas Redes; Modelos de Camadas; Protocolos

Leia mais

Anexo III: Solução de Rede Local - LAN (Local Area Network)

Anexo III: Solução de Rede Local - LAN (Local Area Network) Anexo III: Solução de Rede Local - LAN (Local Area Network) 1. Objeto: 1.1. Contratação de uma Solução de rede de comunicação local (LAN) para interligar diferentes localidades físicas e os segmentos de

Leia mais

CONFIGURANDO O SERVIÇO DE VPN NO WINDOWS SERVER 2008 R2

CONFIGURANDO O SERVIÇO DE VPN NO WINDOWS SERVER 2008 R2 CONFIGURANDO O SERVIÇO DE VPN NO WINDOWS SERVER 2008 R2 1. Antes de começar A tabela a seguir lista as informações que você precisa saber antes de configurar um servidor VPN de acesso remoto. Antes de

Leia mais

Uma poderosa ferramenta de monitoramento. Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP

Uma poderosa ferramenta de monitoramento. Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP Uma poderosa ferramenta de monitoramento Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP Abril de 2008 O que é? Características Requisitos Componentes Visual O que é?

Leia mais

SISGEP SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO

SISGEP SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO FACSENAC SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO Projeto Lógico de Rede Versão: 1.2 Data: 25/11/2011 Identificador do documento: Documento de Visão V. 1.7 Histórico de revisões Versão Data Autor Descrição 1.0 10/10/2011

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO BRASQUID

MANUAL DO USUÁRIO BRASQUID MANUAL DO USUÁRIO BRASQUID Saulo Marques FATEC FACULDADE DE TECNOLOGIA DE CARAPICUIBA Sumário 1 Instalação... 4 2 Configuração inicial... 6 2.1 Scripts e Arquivos Auxiliares... 10 2.2 O Squid e suas configurações...

Leia mais

ISP-SAFE Um Projeto de código aberto para provedores que utilizam Mikrotik

ISP-SAFE Um Projeto de código aberto para provedores que utilizam Mikrotik ISP-SAFE Um Projeto de código aberto para provedores que utilizam Mikrotik Quem somos e o que fazemos? Quais os elementos necessários para ter uma rede segura? Controle de MAC s Entrega de chaves de criptografia

Leia mais

CRManager. CRManager. TACTIUM CRManager. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM CRManager Guia de Funcionalidades. www.softium.com.

CRManager. CRManager. TACTIUM CRManager. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM CRManager Guia de Funcionalidades. www.softium.com. Tactium Tactium CRManager CRManager TACTIUM CRManager Guia de Funcionalidades 1 O TACTIUM CRManager é a base para implementar a estratégia de CRM de sua empresa. Oferece todo o suporte para personalização

Leia mais

Transferência de Arquivos FTP

Transferência de Arquivos FTP FPROT FTP e DHCP FTP Arquitetura Transferência de Arquivos FTP Transferência de arquivos em sistemas remotos Utiliza o protocolo FTP sobre uma conexão TCP Estabelece conexão TCP com um servidor. Serviço

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gestão de Documentos Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário Os Módulos do Gerenciador de NFe: Informações Básicas Primeiro Acesso: Requisitos Acesso ao Drive Contábil Nasajon

Leia mais

Administração de Redes 2014/15. Dynamic Host Configuration Protocol (DHCP)

Administração de Redes 2014/15. Dynamic Host Configuration Protocol (DHCP) Administração de Redes 2014/15 Dynamic Host Configuration Protocol (DHCP) 1 Configuração de parâmetros de rede Para poder funcionar em rede e ligar-se à Internet, uma máquina precisa de ter um conjunto

Leia mais

http://www.foscam.com.br http://loja.foscam.com.br

http://www.foscam.com.br http://loja.foscam.com.br http://www.foscam.com.br http://loja.foscam.com.br TUTORIAL PARA ACESSO REMOTO/WEB FOSCAM BRASIL Inicialmente defina uma porta (HTTP port) para cada câmera. Acesse as configurações da câmera em for administrator

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO FIMT

MANUAL DO USUÁRIO FIMT FÁCIL IMÓVEL MT MANUAL DO USUÁRIO FIMT GESTOR IMOBILIÁRIO SANDRO RAMIRO 05/06/2015 Manual completo de funcionalidade do Sistema FIMT. Versão 2.0 INTRODUÇÃO PÁGINA INICIAL 03 ANUNCIANTE 04 LANÇAMENTO 05

Leia mais

Palestra: Mikrotik: Histórico, Características, Instalação e Configurações Básicas. Apresentação: Prof. Vinícius Ferreira de Souza

Palestra: Mikrotik: Histórico, Características, Instalação e Configurações Básicas. Apresentação: Prof. Vinícius Ferreira de Souza Palestra: Mikrotik: Histórico, Características, Instalação e Configurações Básicas Apresentação: Prof. Vinícius Ferreira de Souza Referencial Teórico: 1 Minicurso ministrado pelo prof. José Ferreira Neto

Leia mais

Aula Prática Roteador

Aula Prática Roteador Aula Prática Roteador INTRODUÇÃO Os roteadores são os equipamentos empregados na função de interconexão das redes como, por exemplo, redes IP. Diferentes redes IPs enviam suas informações/tráfego por meio

Leia mais

A camada de rede do modelo OSI

A camada de rede do modelo OSI A camada de rede do modelo OSI 1 O que faz a camada de rede? (1/2) Esta camada tem como função principal fazer o endereçamento de mensagens. o Estabelece a relação entre um endereço lógico e um endereço

Leia mais

Tuneis PPPoE em Provedores de Internet. Mikrotik User Meeting em Salvador/BA Brasil 11 e 12 de Novembro de 2010

Tuneis PPPoE em Provedores de Internet. Mikrotik User Meeting em Salvador/BA Brasil 11 e 12 de Novembro de 2010 Tuneis PPPoE em Provedores de Internet. Mikrotik User Meeting em Salvador/BA Brasil 11 e 12 de Novembro de 2010 Humberto Filho Graduando em Sistema de Informação; Certificado Mikrotik MTCNA; HiperNET Fundada

Leia mais

Ciência da Computação / Sistemas de Informação Redes de Computadores Escalonamento de Endereço IP NAT e DHCP

Ciência da Computação / Sistemas de Informação Redes de Computadores Escalonamento de Endereço IP NAT e DHCP Ciência da Computação / Sistemas de Informação Redes de Computadores Escalonamento de Endereço IP NAT e DHCP 2009, Cisco Systems, Inc. All rights reserved. Profª Ana Lúcia Rodrigues Wiggers 1 Escalonamento

Leia mais

Procedimento de configuração para usuários VONO

Procedimento de configuração para usuários VONO Adaptador de telefone analógico ZOOM Procedimento de configuração para usuários VONO Modelos 580x pré configurados para VONO 1 - Introdução Conteúdo da Embalagem (ATENÇÃO: UTILIZE APENAS ACESSÓRIOS ORIGINAIS):

Leia mais

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CADASTRO DA EMPRESA... 8 3. CONTROLE DE PERMISSÕES... 14 4. CONFIGURAÇÕES DA EMPRESA... 19 5. CND...

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CADASTRO DA EMPRESA... 8 3. CONTROLE DE PERMISSÕES... 14 4. CONFIGURAÇÕES DA EMPRESA... 19 5. CND... Sage CND Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 1.1. Primeiro Acesso... 2 1.2. Conhecendo a Plataforma Sage... 4 1.2.1. Seleção de Empresa de Trabalho... 4 1.2.2. Sair do sistema/minhas Configurações... 5 1.2.3.

Leia mais

Rede GlobalWhitepaper

Rede GlobalWhitepaper Rede GlobalWhitepaper Janeiro 2015 Page 1 of 8 1. Visão Geral...3 2. Conectividade Global, qualidade do serviço e confiabilidade...4 2.1 Qualidade Excepcional...4 2.2 Resiliência e Confiança...4 3. Terminais

Leia mais

REDES SEM FIO COM MIKROTIK ALTAIR M. SOUZA

REDES SEM FIO COM MIKROTIK ALTAIR M. SOUZA REDES SEM FIO COM MIKROTIK ALTAIR M. SOUZA Routerboard RB 433 Routerboard RB 750 Routerboard RB 1100 AH Redes Wireless Wireless, provém do inglês: wire (fio, cabo); less (sem); ou seja: sem fios. Utiliza

Leia mais

A primeira parte do cadastro de clientes é formado pela Identificação, com as principais informações do cliente.

A primeira parte do cadastro de clientes é formado pela Identificação, com as principais informações do cliente. 1 CADASTROS 1.1 CLIENTES 1.1.1 IDENTIFICAÇÃO A primeira parte do cadastro de clientes é formado pela Identificação, com as principais informações do cliente. A identificação é composta pelos campos: Código:

Leia mais

We! Shop. Loja Virtual. Design Gráfico Webdesign E-commerce Social Media Marketing Digital SEO. contato@wedesign.net.br www.wedesign.net.

We! Shop. Loja Virtual. Design Gráfico Webdesign E-commerce Social Media Marketing Digital SEO. contato@wedesign.net.br www.wedesign.net. We! Shop Loja Virtual Design Gráfico Webdesign E-commerce Social Media Marketing Digital SEO contato@wedesign.net.br contato@wedesign.net.br 01 A plataforma WE! SHOP Plataforma de e Commerce do WE! SHOP

Leia mais

Uso de APIs para implementação de páginas de avisos para WISPs que utilizam PPPoE como método de autenticação de usuários em RADIUS

Uso de APIs para implementação de páginas de avisos para WISPs que utilizam PPPoE como método de autenticação de usuários em RADIUS Uso de APIs para implementação de páginas de avisos para WISPs que utilizam PPPoE como método de autenticação de usuários em RADIUS Clique para editar o estilo do subtítulo mestre Eng. Sérgio Ferreira

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO Criado e revisado por: Régis Fialho Equipe Cyber Squ@re Manager E-mail: regis@awdsistemas.com.br Site: www.cybersquare.com.br Telefone: Porto Alegre: (051) 3207-8521 disponível em

Leia mais

Omega Tecnologia Manual Omega Hosting

Omega Tecnologia Manual Omega Hosting Omega Tecnologia Manual Omega Hosting 1 2 Índice Sobre o Omega Hosting... 3 1 Primeiro Acesso... 4 2 Tela Inicial...5 2.1 Área de menu... 5 2.2 Área de navegação... 7 3 Itens do painel de Controle... 8

Leia mais

UM NOVO CONCEITO EM HOSPEDAGEM DE DOMÍNIO

UM NOVO CONCEITO EM HOSPEDAGEM DE DOMÍNIO www.origy.com.br UM NOVO CONCEITO EM HOSPEDAGEM DE DOMÍNIO CARACTERÍSTICAS: E-MAIL IMAP * Acesso simultâneo e centralizado, via aplicativo, webmail e celular/smartphone * Alta capacidade de armazenamento

Leia mais

Gateways de Correio Eletrônico Usando o MDaemon 6.0

Gateways de Correio Eletrônico Usando o MDaemon 6.0 Gateways de Correio Eletrônico Usando o MDaemon 6.0 Alt-N Technologies, Ltd 1179 Corporate Drive West, #103 Arlington, TX 76006 Tel: (817) 652-0204 2002 Alt-N Technologies. Todos os Direitos Reservados.

Leia mais

Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4

Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4 Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4 Switch Fast Ethernet com as seguintes configurações mínimas: capacidade de operação em camada 2 do modelo OSI; 24 (vinte e quatro) portas

Leia mais

CONDIÇÕES DA HOSPEDAGEM

CONDIÇÕES DA HOSPEDAGEM CONDIÇÕES DA HOSPEDAGEM OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA 1.1. As presentes condições tem por objeto a Hospedagem, sem exclusividade, dos Conteúdos de propriedade do CONTRATANTE na revenda NETPCHOST compartilhados

Leia mais

ETI/Domo. Português. www.bpt.it. ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14

ETI/Domo. Português. www.bpt.it. ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14 ETI/Domo 24810180 www.bpt.it PT Português ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14 Configuração do PC Antes de realizar a configuração de todo o sistema, é necessário configurar o PC para que esteja pronto

Leia mais

Manual Digifort Evidence Versão 1.0.1 Rev. A

Manual Digifort Evidence Versão 1.0.1 Rev. A Manual Digifort Evidence Versão 1.0.1 Rev. A Índice ANTES DE VOCÊ COMEÇAR... 4 PRÉ-REQUISITOS... 4 SCREEN SHOTS... 4 A QUEM SE DESTINA ESTE MANUAL... 4 COMO UTILIZAR ESTE MANUAL... 4 Introdução... 5 INSTALANDO

Leia mais

Changelog 04/12/2013. Atendimentos/Execução/Emite O.S. Alterada posição dos campos: Cidade, UF, Cep e Complemento.

Changelog 04/12/2013. Atendimentos/Execução/Emite O.S. Alterada posição dos campos: Cidade, UF, Cep e Complemento. Versão 2.2.003 Changelog 04/12/2013 RESUMO Nota Fiscal de Serviços formulário contínuo Nota Fiscal de Adesão automática Fatura de Serviços Rotina de Pedidos Integração com MyNet Pré-Faturamento Faturamento

Leia mais

WebZine Manager. Documento de Projeto Lógico de Rede

WebZine Manager. Documento de Projeto Lógico de Rede WebZine Manager Documento de Projeto Lógico de Rede Versão:1.0 Data: 10 de Setembro de 2012 Identificador do documento: WebZine Manager Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0 Localização: SoftSolut,

Leia mais

Servidor, Proxy e Firewall. Professor Victor Sotero

Servidor, Proxy e Firewall. Professor Victor Sotero Servidor, Proxy e Firewall Professor Victor Sotero 1 Servidor: Conceito Um servidor é um sistema de computação centralizada que fornece serviços a uma rede de computadores; Os computadores que acessam

Leia mais

Acesso Remoto Geovision

Acesso Remoto Geovision Inviolável Segurança Acesso Remoto Geovision Manual de apoio para configuração do acesso remoto no sistema Geovision no Windows e Internet Explorer. Luan Santos da Silva luan@w7br.com versão: 1.0 By: Luan

Leia mais

Tutorial de como configurar o Roteador DIR-600 Wireless 150

Tutorial de como configurar o Roteador DIR-600 Wireless 150 Tutorial de como configurar o Roteador DIR-600 Wireless 150 Para começar a configurar sua rede sem fio, conecte o cabo de rede do seu computador ao roteador em uma porta LAN, e outro cabo do seu modem

Leia mais