PROCESSOS PROLIFERATIVOS NÃO NEOPLÁSICOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROCESSOS PROLIFERATIVOS NÃO NEOPLÁSICOS"

Transcrição

1 DISCIPLINA DE PATOLOGIA ORAL E MAXILOFACIAL Graduação em Odontologia - 5º Período PROCESSOS PROLIFERATIVOS NÃO NEOPLÁSICOS Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012

2 GRANULOMA PIOGÊNICO DEFINIÇÃO Crescimento comum da cavidade bucal semelhante a um tumor, considerado de natureza não neoplásica.

3 GRANULOMA PIOGÊNICO ETIOLOGIA Proliferação exuberante de tecido conjuntivo em resposta a um irritante local ou trauma Ø Fatores que podem desencadear essa reação: Acúmulo de biofilme e tártaro Restaurações com arestas ou rugosidades; Próteses mal adaptadas e fraturas dentárias; Resíduos de alimentação,(casca de pipoca); Material de higiene dental(cerdas de escova);

4 GRANULOMA PIOGÊNICO Comum em crianças e adultos jovens do gênero feminino Nódulo vermelho ulcerado, com superfície lisa ou lobulada Usualmente pediculado

5 GRANULOMA PIOGÊNICO Crescimento rápido Gengiva (75% casos) Episódios de sangramento

6 GRANULOMA PIOGÊNICO Epúlide granulomatosa

7 GRANULOMA PIOGÊNICO Características Histopatológicas Proliferação altamente vascular Massas lobulares de tecido de granulação hiperplásico; Em lesões antigas podem ser observadas certa fibrose - maturação do processo de reparo de tecido conjuntivo Números variáveis de células inflamatórias (neutrófilos)

8

9

10 GRANULOMA PIOGÊNICO Tratamento e Prognóstico Excisão cirúrgica conservadora da lesão Exame microscópico Lesões gengivais - excisão deve estender-se abaixo do periósteo e os dentes adjacentes devem ser raspados As lesões ocasionalmente recidivam

11 FIBROMA OSSIFICANTE PERIFÉRICO Maturação fibrosa dos Gran.Piogênicos ou produto mineralizado das células do periósteo ou ligamento periodontal Massa nodular, pediculada ou séssil, superfície lisa ou lobulada Assintomática e firme à palpação Pode sentir endurecimento no interior (presença de material calcificado) Adolescentes e adultos jovens (pico: 10 a 19 anos)

12 FIBROMA OSSIFICANTE PERIFÉRICO 2/3 dos casos em mulheres Preferência pela maxila Exclusivo da gengiva (papila interdental) Região dos incisivos e caninos = 50% dos casos - Crescimento lento e progressivo - Pode haver assimetria facial

13 FIBROMA OSSIFICANTE PERIFÉRICO

14 FIBROMA OSSIFICANTE PERIFÉRICO Características Histopatológicas Proliferação de fibroblastos associada à formação de material mineralizado Componente mineralizado: osso, material cementoide, calcificações distróficas

15 FIBROMA OSSIFICANTE PERIFÉRICO TRATAMENTO Excisão cirúrgica local com encaminhamento do espécime para exame histopatológico A massa deve ser excisada abaixo do periósteo (recidivas são mais comuns se a base da lesão permanecer) Raspagem nos dentes adjacentes Recidivas: 8 a 16% dos casos

16 FIBROMA OSSIFICANTE PERIFÉRICO TRATAMENTO O tratamento é cirúrgico, sendo imprescindível sua completa remoção, incluindo o periósteo envolvido para se evitar recidiva.

17 FIBROMA Tumor mais comum da cavidade bucal - Neoplasia verdadeira ou hiperplasia reacional do tecido conjuntivo? Localização mais comum - Também pode representar maturação fibrosa do Gran.Piogênico - Nódulo rosa de super=cie lisa, firme, séssil ou pediculado - AssintomáAco - Mais comum em adultos e mulheres (2:1)

18 FIBROMA

19 FIBROMA Características Histopatológicas Massa nodular de tecido conjuntivo fibroso recoberto por epitélio escamoso estratificado Tecido conjuntivo denso e colagenizado Lesões não são encapsuladas

20 FIBROMA Tratamento e Prognóstico Excisão cirúrgica conservadora Recidivas são raras Tecido excisado deve ser encaminhado para exame microscópico (outros tumores benignos ou malignos podem apresentar semelhança com o fibroma)

21 Hiperplasia Fibrosa Inflamatória Lesão decorrente de traumas constantes no rebordo alveolar Geralmente causada por próteses totais ou parciais ou mesmo aparelhos ortodônticos removíveis Apresenta sinonímia ampla: hiperplasia fibrosa inflamatória induzida por prótese, hiperplasia fibrosa inflamatória, Epúlide Fissurada

22 Hiperplasia Fibrosa Inflamatória Etiologia Trauma crônico produzido por uma prótese mal-adaptada

23 Hiperplasia Fibrosa Inflamatória Características Clínicas Lesão comum que ocorre na mucosa vestibular e com menos frequência ao longo do sulco lingual mandibular Geralmente onde a borda da prótese entra em contato com o tecido Massa firme e lobulada no sulco gengivolabial ou assoalho da boca

24 HIPERPLASIA POR PRÓTESE (Hiperplasia fibrosa inflamatória).

25 Hiperplasia Fibrosa Inflamatória Características Histopatológicas Hiperplasia do tecido conjuntivo fibroso O epitélio de recobrimento é hiperparaceratótico, com hiperplasia pseudoepiteliomatosa Áreas focais de ulceração

26 Hiperplasia Fibrosa Inflamatória Tratamento Remoção cirúrgica com exame microscópico do tecido excisado Prótese mal adaptada deve ser refeita ou corrigida para evitar a recorrência da lesão

27 GRANULOMA PERIFÉRICO DE CÉLULAS GIGANTES Crescimento semelhante a um tumor relativamente comum na cavidade bucal. Irritação ou trauma Adultos jovens 60% mulheres MANDÍBULA mais afetada Exclusivo da gengiva ou rebordo alveolar edêntulo Pode haver reabsorção óssea

28 GRANULOMA PERIFÉRICO DE CÉLULAS GIGANTES Características Histopatológicas Proliferação de células gigantes multinucleadas em meio a estroma conjuntivo

29 GRANULOMA PERIFÉRICO DE CÉLULAS GIGANTES Tratamento e Prognóstico Tratamento excisão cirúrgica local abaixo do osso subjacente (curetagem do periósteo) Raspagem dos dentes adjacentes 10% das lesões recidivam

30 LESÃO CENTRAL DE CÉLULAS GIGANTES Algumas lesões apresentam comportamento agressivo Mais de 60% dos casos ocorrem antes dos 30 anos Maioria em mulheres 70% em mandíbula anterior AssintomáAcos Rx: defeitos radiolúcidos uni ou mulaloculares bem delimitados, sem halo radiopaco Classificação: Lesões agressivas e não-agressivas

31 LESÃO CENTRAL DE CÉLULAS GIGANTES Caso clínico

32 LESÃO CENTRAL DE CÉLULAS GIGANTES Caso clínico

33 LESÃO CENTRAL DE CÉLULAS GIGANTES Caso clínico

34 LESÃO CENTRAL DE CÉLULAS GIGANTES Caso clínico

35 LESÃO CENTRAL DE CÉLULAS GIGANTES LESÃO CENTRAL DE CÉLULAS GIGANTES DOS OSSOS GNÁTICOS X TUMORES DE CÉLULAS GIGANTES DO ESQUELETO EXTRAGNÁTICO

36 LESÃO CENTRAL DE CÉLULAS GIGANTES TRATAMENTO Curetagem cuidadosa Injeção de coracosteroides (acetato de triancinolona) Recidivas: 11 a 50% dos casos PrognósAco bom a longo prazo

37 OBRIGADO PELA ATENÇÃO

Disciplina: Patologia Oral PARTE. Curso: Odontologia 4º e 5º Períodos

Disciplina: Patologia Oral PARTE. Curso: Odontologia 4º e 5º Períodos Graduação em Odontologia Disciplina: Patologia Oral PATOLOGIA ÓSSEA { 4 a PARTE Curso: Odontologia 4º e 5º Períodos h t t p : / / l u c i n e i. w i k i s p a c e s. c o m Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira

Leia mais

Patologia Buco Dental Prof. Dr. Renato Rossi Jr. www.professorrossi.com

Patologia Buco Dental Prof. Dr. Renato Rossi Jr. www.professorrossi.com TUMORES BENIGNOS PAPILOMA: Papiloma é uma neoplasia benigna de origem epitelial. Clinicamente apresenta-se como lesão exofítica, de superfície irregular ou verrucosa com aspecto de couve-flor, assintomático,

Leia mais

TUMORES OSSEOS EM CABEÇA E PESCOÇO

TUMORES OSSEOS EM CABEÇA E PESCOÇO CABEÇA E PECOÇO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ HOSPITAL WALTER CANTÍDIO Residência em Cirurgia de Cabeça e Pescoço TUMORES OSSEOS EM Geamberg Macêdo Agosto - 2006 TUMORES ÓSSEOS BÊNIGNOS OSTEOMA CONDROMAS

Leia mais

LESÃO PERIFÉRICA DE CÉLULAS GIGANTES - RELATO DE CASO

LESÃO PERIFÉRICA DE CÉLULAS GIGANTES - RELATO DE CASO LESÃO PERIFÉRICA DE CÉLULAS GIGANTES - RELATO DE CASO Ana Lúcia Alvares Capelozza 1 Luís Antônio de Assis Taveira 2 Otávio Pagin 3 1 Professora Associada do Departamento de Estomatologia da FOB-USP 2 Professor

Leia mais

Hermann Blumenau- Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Patologia Bucal. Prof. Patrícia Cé

Hermann Blumenau- Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Patologia Bucal. Prof. Patrícia Cé Hermann Blumenau- Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Patologia Bucal Prof. Patrícia Cé No organismo, verificam-se formas de crescimento celular controladas e não controladas. A hiperplasia,

Leia mais

GRANULOMA PIOGÊNICO: RELATO DE CASO CLÍNICO PYOGENIC GRANULOMA: CASE REPORT

GRANULOMA PIOGÊNICO: RELATO DE CASO CLÍNICO PYOGENIC GRANULOMA: CASE REPORT 12 GRANULOMA PIOGÊNICO: RELATO DE CASO CLÍNICO PYOGENIC GRANULOMA: CASE REPORT RESUMO Sérgio Herrero MORAES 1 Gabriela F. MORAES 2 Júlia DURSKI 3 Flávio Luiz VIERO 4 Débora D. da Silva MEIRA 5 Maria Eugênia

Leia mais

Hermann Blumenau- Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Patologia Bucal. Prof. Patrícia Cé

Hermann Blumenau- Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Patologia Bucal. Prof. Patrícia Cé Hermann Blumenau- Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Patologia Bucal Prof. Patrícia Cé Conceito Do grego, pathós= sofrimento, doença lógos= estudo É o ramo da ciência que se ocupa das alterações

Leia mais

Doença Periodontal na Infância

Doença Periodontal na Infância Universidade de São Paulo Faculdade de Odontologia Doença Periodontal na Infância Profa. Dra. Ana Estela Haddad Camilla V. Galatti / Dr. Cássio Alencar Doença periodontal é uma afecção da fase adulta?

Leia mais

Centro Universitário Cesmac CAMILA MARIA BEDER RIBEIRO

Centro Universitário Cesmac CAMILA MARIA BEDER RIBEIRO Centro Universitário Cesmac CAMILA MARIA BEDER RIBEIRO TUMORES ODONTOGÊNICOS Tumores odontogênicos - grupo de doenças heterogêneas que vão desde hamartomas ou proliferação de tecido não neoplásico a neoplasias

Leia mais

NEOPLASIAS DE ORIGEM MESENQUIMAL E NOMENCLATURA DAS NEOPLASIAS

NEOPLASIAS DE ORIGEM MESENQUIMAL E NOMENCLATURA DAS NEOPLASIAS NEOPLASIAS DE ORIGEM MESENQUIMAL E NOMENCLATURA DAS NEOPLASIAS Curso: Graduação em Odontologia 4 º e 5 º Períodos Disciplina: Patologia Oral http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira

Leia mais

Tumores Odontogênicos

Tumores Odontogênicos Karla Mayra Rezende Marcelo Bönecker Tumores Odontogênicos Introdução Tumores odontogênicos compreendem grupos de neoplasias que tem como origem os tecidos formadores dos dentes. O clinico tem como responsabilidade

Leia mais

UNA-SUS Universidade Aberta do SUS SAUDE. da FAMILIA. CASO COMPLEXO 6 Dona Margarida. Fundamentação Teórica: Odontologia geriátrica

UNA-SUS Universidade Aberta do SUS SAUDE. da FAMILIA. CASO COMPLEXO 6 Dona Margarida. Fundamentação Teórica: Odontologia geriátrica CASO COMPLEXO 6 Dona Margarida : Maria Angela M. Mimura As alterações e patologias apresentadas no caso de Dona Margarida são diversas e de etiologias diferentes, portanto serão tratadas por itens de modo

Leia mais

Tumores Benignos dos Tecidos Moles

Tumores Benignos dos Tecidos Moles Tumores Benignos dos Tecidos Moles Classificação - OMS (2005) Hamartoma: crescimento dismórfico de tecido original de uma região. Geralmente autolimitante e pode sofrer involução Neoplasia: crescimento

Leia mais

Fibroma Ossificante Periférico: Relato de Caso. Peripheral Ossifying Fibroma: Case Report

Fibroma Ossificante Periférico: Relato de Caso. Peripheral Ossifying Fibroma: Case Report Recebido em 03/03/2010 França, Aprovado et em al. 10/07/2010 V11N1 Fibroma Ossificante Periférico: Relato de Caso Peripheral Ossifying Fibroma: Case Report Diuriane Caroline Campos França I Laís Soares

Leia mais

TUMORES ODONTOGÊNICOS

TUMORES ODONTOGÊNICOS TUMORES ODONTOGÊNICOS Graduação em Odontologia 4 o e 5 o períodos Disciplina: Patologia Oral 14/11/12 Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 TUMORES ODONTOGÊNICOS Grupo complexo de lesões de diversos

Leia mais

Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde Bucal CID 10

Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde Bucal CID 10 Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde Bucal CID 10 K00 - Distúrbios do Desenvolvimento e da Erupção Dos Dentes K00.0 - Anodontia K00.1 - Dentes Supranumerários

Leia mais

NEOPLASIAS DE ORIGEM MESENQUIMAL

NEOPLASIAS DE ORIGEM MESENQUIMAL NEOPLASIAS DE ORIGEM MESENQUIMAL Curso: Odontologia 4 º e 5 º Períodos Disciplina: Patologia Oral http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 NEOPLASIAS NOMENCLATURA - O critério

Leia mais

UNA-SUS Universidade Aberta do SUS SAUDE. da FAMILIA. CASO COMPLEXO 4 Maria do Socorro. Fundamentação Teórica: HIV e saúde bucal

UNA-SUS Universidade Aberta do SUS SAUDE. da FAMILIA. CASO COMPLEXO 4 Maria do Socorro. Fundamentação Teórica: HIV e saúde bucal CASO COMPLEXO 4 Maria do Socorro : Cleonice Hirata A infecção por HIV tem uma associação relativamente alta com manifestações bucais e otorrinolaringológicas, tais como linfoadenopatias cervicais, infecções

Leia mais

Prevalência de processos proliferativos não neoplásicos na cavidade bucal: estudo retrospectivo de quarenta anos

Prevalência de processos proliferativos não neoplásicos na cavidade bucal: estudo retrospectivo de quarenta anos 38 Clínica e Pesquisa em Odontologia - UNITAU, Volume 1, Número 1, p. 38-42; 2009 Prevalência de processos proliferativos não neoplásicos na cavidade bucal: estudo retrospectivo de quarenta anos Prevalence

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Analisando-se a imagem de um dente íntegro, todas as suas partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos sua escala de radiopacidade e posição

Leia mais

PATOLOGIA DA MAMA. Ana Cristina Araújo Lemos

PATOLOGIA DA MAMA. Ana Cristina Araújo Lemos PATOLOGIA DA MAMA Ana Cristina Araújo Lemos Freqüência das alterações mamárias em material de biópsia Alteração fibrocística 40% Normal 30% Alterações benignas diversas 13% Câncer 10% Fibroadenoma

Leia mais

ANATOMIA DO PERIODONTO

ANATOMIA DO PERIODONTO INAPÓS - Faculdade de Odontologia e Pós Graduação DISCIPLINA DE PERIODONTIA ANATOMIA DO PERIODONTO Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira http://lucinei.wikispaces.com 2012 PERIODONTO DE SUSTENTAÇÃO Ligamento

Leia mais

Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética

Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética Figura 9 1A Diagrama de secção transversal mostrando um implante no local do incisivo. A forma côncava do rebordo vestibular é evidenciada.

Leia mais

Alterações da polpa, do periápice e do periodonto

Alterações da polpa, do periápice e do periodonto Disciplina: Patologia Oral Alterações da polpa, do periápice e do periodonto Parte 2 Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2º Semestre - 2012 ALTERAÇÕES DA POLPA, DO PERIÁPICE E DO PERIODONTO PATOLOGIA

Leia mais

RLN (regional lymphnode linfonodo regional) 53-74%(tamanho não esta alterado). Pacientes com Mandubulectomia e Maxilectomia o MST é acima de um ano.

RLN (regional lymphnode linfonodo regional) 53-74%(tamanho não esta alterado). Pacientes com Mandubulectomia e Maxilectomia o MST é acima de um ano. Cirur.: Cirugia RLN:Regional Lynphonode/ Limfonodo regional Neoplasias Orais MST: Mean survive time/tempo médio de sobrevivência Leonel Rocha, DVM, MV DentalPet@gmail.com Melanoma maligno É o tumor oral

Leia mais

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução ODONTOLOGIA CANINA Juliana Kowalesky Médica Veterinária Mestre pela FMVZ -USP Pós graduada em Odontologia Veterinária - ANCLIVEPA SP Sócia Fundadora da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária

Leia mais

ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL

ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL Vamos descrever a seguir as principais imagens das alterações da raiz dental. As ocorrências, em sua maioria, são provenientes de causas patológicas. FORMA

Leia mais

Tabela de Honorários

Tabela de Honorários Tabela de Honorários CONSULTA Código Descrição do Procedimento Quantidade USO Dente/ Área RX Garantia Evento COBERTURA PLANO REGRAS TÉCNICAS 81000065 CONSULTA ODONTOLÓGICA INICIAL 40 - - 6 MESES TODOS

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ESTUDAR COM ATENÇÃO AMPLIAR AS IMAGENS PARA OBSERVAR OS DETALHES O periodonto (peri= em redor de; odontos = dente) compreende a gengiva, o ligamento periodontal,

Leia mais

METODOLOGIA DO EXAME CLÍNICO

METODOLOGIA DO EXAME CLÍNICO Disciplina: Estomatologia METODOLOGIA DO EXAME CLÍNICO Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 Levantamentos Epidemiológicos Clássicos Exame Clínico Nível de Doença não detectada Exames Complementares

Leia mais

ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil

ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil 1 DIAGNÓSTICO 1.1 Consulta Clínico 1.2 Consulta Especialista 1.3 Condicionamento em Odontologia para crianças

Leia mais

IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Em um dente íntegro, suas imagens são facilmente identificáveis, pois já conhecemos a escala de radiopacidade. Estudamos as imagens das estruturas anatômicas, suas

Leia mais

Sinonímia Alterações Herdadas e Congênitas Defeitos de Desenvolvimento da Região Maxilofacial e Oral

Sinonímia Alterações Herdadas e Congênitas Defeitos de Desenvolvimento da Região Maxilofacial e Oral Sinonímia Alterações Herdadas e Congênitas Defeitos de Desenvolvimento da Região Maxilofacial e Oral Doença Hereditária: é um desvio da normalidade transmitidos por genes e que podem estar presentes ou

Leia mais

TUMORES GIGANTES DE OVÁRIO

TUMORES GIGANTES DE OVÁRIO TUMORES GIGANTES DE OVÁRIO Os autores apresentam três casos de Tumores Gigantes de Ovário, sendo um com alto grau de malignidade (Linfoma do tipo Burkitt), dois benignos (Cisto Seroso e Teratoma), porém

Leia mais

Anatomia do Periodonto. Por Carlos Marcelo da Silva Figueredo,, DDS, MDSc,, PhD cmfigueredo@hotmail.com www.periodontiamedica.com

Anatomia do Periodonto. Por Carlos Marcelo da Silva Figueredo,, DDS, MDSc,, PhD cmfigueredo@hotmail.com www.periodontiamedica.com Anatomia do Periodonto Por Carlos Marcelo da Silva Figueredo,, DDS, MDSc,, PhD cmfigueredo@hotmail.com Periodonto Normal Anatomia macroscópica Anatomia microscópica Anatomia macroscópica Gengiva Ligamento

Leia mais

Odontologia 2.004 à 2.007

Odontologia 2.004 à 2.007 Odontologia 2.004 à 2.007 Procedimentos após 10/99 à 12/07 2.004 2.005 2.006 2.007 TOTAL 0301101-PROCEDIMENTOS COLETIVOS (PACIENTE/MES) 3.161 5.145 434-8.740 0301102-ACAO COLETIVA ESCOVACAO DENTAL SUPERVISION

Leia mais

DOENÇAS AUTO-IMUNES MUCOCUTÂNEAS

DOENÇAS AUTO-IMUNES MUCOCUTÂNEAS Curso: Graduação em Odontologia 4º e 5º Períodos Disciplina: Patologia Oral DOENÇAS AUTO-IMUNES MUCOCUTÂNEAS http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 DOENÇAS AUTO-IMUNES

Leia mais

Controle de Hemorragia sem Aplicação de Agente Hemostático em região Buco-maxilo-facial 82000484 130

Controle de Hemorragia sem Aplicação de Agente Hemostático em região Buco-maxilo-facial 82000484 130 ANEXO I TABELA DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS AGEMED Baseado na Lei 9656 e RN 211 - Edição julho/2014 Terminologia Unificada da Saúde Suplementar (TUSS). NOMENCLATURA / PROCEDIMENTO CÓDIGO TUSS RAIO X

Leia mais

HIPERPLASIA GENGIVAL NA REGIÃO ANTERIOR DA MANDÍBULA GINGIVAL HYPERPLASIA IN ANTERIOR REGION OF THE MANDIBLE LITERATURE REVIEW AND CASES REPORT

HIPERPLASIA GENGIVAL NA REGIÃO ANTERIOR DA MANDÍBULA GINGIVAL HYPERPLASIA IN ANTERIOR REGION OF THE MANDIBLE LITERATURE REVIEW AND CASES REPORT 182 HIPERPLASIA GENGIVAL NA REGIÃO ANTERIOR DA MANDÍBULA GINGIVAL HYPERPLASIA IN ANTERIOR REGION OF THE MANDIBLE LITERATURE REVIEW AND CASES REPORT Lilian Aparecida PASETTI * Vinicius Fonseca RIBAS **

Leia mais

Cobertura do Plano Star

Cobertura do Plano Star Cobertura do Plano Star Diagnóstico Consulta inicial Exame histopatológico Condicionamento em odontologia. Urgência Curativo em caso de hemorragia bucal consiste na aplicação de hemostático e sutura no

Leia mais

Tabela de Preços/Descontos. Público em geral. Consulta de Medicina Dentária. Dentisteria e Estética. Restauração com Compósito ou Amálgama 50 45

Tabela de Preços/Descontos. Público em geral. Consulta de Medicina Dentária. Dentisteria e Estética. Restauração com Compósito ou Amálgama 50 45 SMILt Tabela de Preços/Descontos Designação Público em geral Comunidade IPLeiria Consulta de Medicina Dentária Consulta de Medicina Dentária 50 45 Consulta de Urgência 50 45 Dentisteria e Estética Restauração

Leia mais

Perda da uniformidade nas células e desarranjo estrutural tecidual

Perda da uniformidade nas células e desarranjo estrutural tecidual .Leucoplasia: (grego: leuco = branco - plasis = formação) Transformação metaplásica do epitélio escamoso estratificado não ceratinizado consistindo em aumento das camadas de ceratina. Exemplos: mucosa

Leia mais

ODONTOLOGIA PERIODONTIA I. 5º Período / Carga Horária: 90 horas

ODONTOLOGIA PERIODONTIA I. 5º Período / Carga Horária: 90 horas ODONTOLOGIA PERIODONTIA I 5º Período / Carga Horária: 90 horas 1. PRÉ-REQUISITO: Biossegurança e Orientação Profissional Odontológica; Diagnóstico por Imagem I; Patologia Buço Denta. 2. EMENTA: O aluno

Leia mais

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente).

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). Consiste na regularização do alvéolo (local onde está inserido o dente), geralmente após a

Leia mais

Disciplina: Patologia Oral 4 e 5º períodos CÂNCER BUCAL. http://lucinei.wikispaces.com. Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira

Disciplina: Patologia Oral 4 e 5º períodos CÂNCER BUCAL. http://lucinei.wikispaces.com. Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira Disciplina: Patologia Oral 4 e 5º períodos CÂNCER BUCAL http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 Sigmund Freud ( 1856-1939, 83 anos ) durante 59 anos, mais de 20 charutos/dia

Leia mais

www.dentaluni.com.br

www.dentaluni.com.br TUSS PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS SUPERIOR EMERGÊNCIA 82000468 Controle de hemorragia com aplicação de agente hemostático em região bucomaxilofacial coberto 82000484 Controle de hemorragia sem aplicação

Leia mais

Incisão e Drenagem extra-oral de abscesso, hematoma e/ou flegmão da região buco-maxilo-facial

Incisão e Drenagem extra-oral de abscesso, hematoma e/ou flegmão da região buco-maxilo-facial CÓDIGO 81000049 81000057 82000468 Diagnóstico, Urgência-Emergência: Noturna, Sábado, Domingo ou Feriado (procedimento abaixo) Consulta odontológica de Urgência (Horário normal das 08:00 horas às 18:00

Leia mais

A gengivite é uma inflamação das gengivas provocada por acumulação de placa bacteriana e tártaro como consequência

A gengivite é uma inflamação das gengivas provocada por acumulação de placa bacteriana e tártaro como consequência Periodontologia É a disciplina da medicina dentária que se dedica à prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças das gengivas e das estruturas de suporte dos dentes. A inflamação e o sangramento das

Leia mais

Procedimento (Analitico)

Procedimento (Analitico) Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS Procedimento (Analitico) 0414020014 - ALVEOLOTOMIA / ALVEOLECTOMIA

Leia mais

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO EXAME CLÍNICO DA DOENÇA PERIODONTAL DIAGNÓSTICO PERIODONTAL CONSISTE O DIAGNÓSTICO NA ANÁLISE DO PERIODONTAL HISTÓRICO DO CASO, NA AVALIAÇÃO DOS SINAIS CLÍNICOS E SINTOMAS, COMO TAMBÉM DOS RESULTADOS DE

Leia mais

Cobertura RN 338 Lei 9656/98:

Cobertura RN 338 Lei 9656/98: Cobertura RN 338 Lei 9656/98: CÓDIGO PROCEDIMENTO Flex 30% GRUPO 87000032 CONDICIONAMENTO EM ODONTOLOGIA PARA PACIENTES COM NECESSIDADES ESPECIAIS R$ 7,62 CONSULTAS 81000030 CONSULTA ODONTOLÓGICA R$ 10,58

Leia mais

VARIAÇÕES ANATÔMICAS DA NORMALIDADE E DEFEITOS DO DESENVOLVIMENTO

VARIAÇÕES ANATÔMICAS DA NORMALIDADE E DEFEITOS DO DESENVOLVIMENTO Disciplina: Estomatologia VARIAÇÕES ANATÔMICAS DA NORMALIDADE E DEFEITOS DO DESENVOLVIMENTO http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 ANOMALIAS DE DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO

Leia mais

RASPAGEM E ALISAMENTO RADICULAR E TRATAMENTO PERIODONTAL DE SUPORTE

RASPAGEM E ALISAMENTO RADICULAR E TRATAMENTO PERIODONTAL DE SUPORTE INAPÓS - Faculdade de Odontologia e Pós Graduação Disciplina de Periodontia 5 o período RASPAGEM E ALISAMENTO RADICULAR E TRATAMENTO PERIODONTAL DE SUPORTE Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira http://lucinei.wikispaces.com

Leia mais

COBERTURA DE PLANOS PESSOA FÍSICA DENTALPAR MASTER I E MASTER IV

COBERTURA DE PLANOS PESSOA FÍSICA DENTALPAR MASTER I E MASTER IV COBERTURA DE PLANOS PESSOA FÍSICA DENTALPAR MASTER I E MASTER IV DIAGNÓSTICO exame inicial exame periódico perícia procedimento diagnóstico anatomopatológico exame histopatológico teste de fluxo salivar

Leia mais

Especialidades Odontológicas

Especialidades Odontológicas Especialidades Odontológicas Urubatan Medeiros Doutor (USP) - Professor Titular do Departamento de Odontologia Preventiva e Comunitária (UERJ/UFRJ) - Consultor do Ministério da Saúde I - Introdução A Odontologia

Leia mais

ROL DE PROCEDIMENTOS E SUAS ESPECIFICAÇÕES

ROL DE PROCEDIMENTOS E SUAS ESPECIFICAÇÕES ROL DE PROCEDIMENTOS E SUAS ESPECIFICAÇÕES Classificam-se como procedimentos de DIAGNÓSTICOS: I Consulta Inicial Consiste em anamnese, preenchimento de ficha clínica Odontolegal, diagnósticos das doenças

Leia mais

ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE

ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE O órgão dentário, um dos elementos do aparelho mastigatório, é constituído por tecidos especificamente dentais (esmalte, dentina, polpa) e por tecidos periodontais

Leia mais

30/03/2015 CEO O / C / ISA S R A e R gi g o i n o al 2015 Unid i ade I e II 1

30/03/2015 CEO O / C / ISA S R A e R gi g o i n o al 2015 Unid i ade I e II 1 CEO / CISA Regional 2015 Unidade I e II 1 O CEO / CISA teve inicio no dia 08/02/2010, junto ao Hospital de Caridade de Ijuí, onde 4 profissionais trabalhavam divididos em especialidades. Eram atendidos

Leia mais

DOS TECIDOS BUCAIS. Periodontopatias. Pulpopatias. Periapicopatias TIPOS: -INCIPIENTE -CRÔNICA -HIPERPLÁSICA. Causada pelo biofilme bacteriano

DOS TECIDOS BUCAIS. Periodontopatias. Pulpopatias. Periapicopatias TIPOS: -INCIPIENTE -CRÔNICA -HIPERPLÁSICA. Causada pelo biofilme bacteriano LESÕES INFLAMATÓRIAS DOS TECIDOS BUCAIS PERIODONTOPATIAS PERIODONTOPATIAS DOENÇAS DO PERIODONTO Periodontopatias Pulpopatias Periapicopatias Inflamação limitada aos tecidos moles que circundam os dentes(tec.peridentais).

Leia mais

Tabela de Procedimentos Básicos UNIODONTO TABELA DE PROCEDIMENTOS COPARTICIPAÇÃO-III UNIODONTO-SC

Tabela de Procedimentos Básicos UNIODONTO TABELA DE PROCEDIMENTOS COPARTICIPAÇÃO-III UNIODONTO-SC Tabela de Procedimentos Básicos UNIODONTO TABELA DE PROCEDIMENTOS COPARTICIPAÇÃO-III UNIODONTO-SC Baseado na Lei 9656 e RN 211 - Edição outubro/2011 - Terminologia Unificada da Saúde Suplementar (TUSS).

Leia mais

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44 Mitos e Verdades da Odontologia Mitos: Quanto maior e colorida for nossa escova dental, melhor! Mentira. A escova dental deve ser pequena ou média para permitir alcançar qualquer região da nossa boca.

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Odontologia 2012-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Odontologia 2012-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Odontologia 2012-1 PERDA PRECOCE DE DENTES DECÍDUOS Alunos: MARCELINO, Patrick de Almeida; SANTOS,

Leia mais

TUMORES DOS TECIDOS MOLES: FIBROMATOSE GENGIVAL SOFT TISSUE TUMORS: GINGIVAL FIBROMATOSIS

TUMORES DOS TECIDOS MOLES: FIBROMATOSE GENGIVAL SOFT TISSUE TUMORS: GINGIVAL FIBROMATOSIS TUMORES DOS TECIDOS MOLES: FIBROMATOSE GENGIVAL SOFT TISSUE TUMORS: GINGIVAL FIBROMATOSIS FAÍSCA, T. M. R. T. * ROSA, A. N. ** RACHID, H. *** RESUMO Trata-se de um caso clínico de fibroma gengival de um

Leia mais

CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS REGIONAL CEO/ CISA

CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS REGIONAL CEO/ CISA CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS REGIONAL CEO/ CISA Versão I 2013 PROTOCOLO INTEGRADO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS CEO CISA/IJUI 1. ENDODONTIA 2. PERIODONTIA 3. CIRURGIA ORAL MENOR 4. PACIENTES

Leia mais

COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS

COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO 01. DIAGNÓSTICO Exame clínico inicial Consultas com hora marcada Exame clínico final Exame admissional (exame de sanidade dentária) 02. ATENDIMENTO DE

Leia mais

I CONGRESSO LONDRINENSE DE ODONTOLOGIA IV CONGRESSO ODONTOLÓGICO DA UEL

I CONGRESSO LONDRINENSE DE ODONTOLOGIA IV CONGRESSO ODONTOLÓGICO DA UEL I CONGRESSO LONDRINENSE DE ODONTOLOGIA IV CONGRESSO ODONTOLÓGICO DA UEL ENCONTRO DA PÓS-GRADUAÇÃO NORMAS GERAIS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS As apresentações poderão ser realizadas na forma de PÔSTER

Leia mais

NOVA TABELA DE PROCEDIMENTOS - TUSS PROCEDIMENTOS PLANOS PESSOA JURÍDICA VALOR CÓDIGO DESCRIÇÃO ANEXO 1 ANEXO 2 B1 E E-UN EX JÚNIOR US DIAGNÓSTICO

NOVA TABELA DE PROCEDIMENTOS - TUSS PROCEDIMENTOS PLANOS PESSOA JURÍDICA VALOR CÓDIGO DESCRIÇÃO ANEXO 1 ANEXO 2 B1 E E-UN EX JÚNIOR US DIAGNÓSTICO NOVA TABELA DE PROCEDIMENTOS - TUSS PROCEDIMENTOS PLANOS PESSOA JURÍDICA VALOR CÓDIGO DESCRIÇÃO ANEXO 1 ANEXO 2 B1 E E-UN EX JÚNIOR US 81000030 CONSULTA ODONTOLÓGICA X X X X X X X 85 CONTROLE DE HEMORRAGIA

Leia mais

EXAMES LABORATORIAIS DIAGNOSTICO ANATOMOPATOLOGICO EM MATERIAL DE BIOPSIA NA REGIAO BUCO-MAXILO- 81000138 FACIAL

EXAMES LABORATORIAIS DIAGNOSTICO ANATOMOPATOLOGICO EM MATERIAL DE BIOPSIA NA REGIAO BUCO-MAXILO- 81000138 FACIAL UNIODONTO PORTO ALEGRE Modalidade pré-pagamento sem coparticipação, ou seja, o contratante pagará apenas o valor da mensalidade e terá a sua disposição todos os beneficios previstos pela ANS. Atendimento

Leia mais

Considerações sobre Lesões Teciduais Buco Maxilo Faciais

Considerações sobre Lesões Teciduais Buco Maxilo Faciais Considerações sobre Lesões Teciduais Buco Maxilo Faciais Autor: Cassiano Augusto Fraiha Amaral Orientador: Prof. Almir Alves Feitosa Novembro 2012 Lesões Fundamentais Os processos patológicos básicos manifestam-se

Leia mais

ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL

ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL Prefeitura do Município de São Paulo Secretaria Municipal da Saúde Coordenação de Desenvolvimento da Gestão Descentralizada ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL DIAGNÓSTICO PRECOCE E PREVENÇÃO DO CÂNCER BUCAL RELATÓRIO

Leia mais

Tumores Odontogênicos. Humberto Brito R3 CCP

Tumores Odontogênicos. Humberto Brito R3 CCP Tumores Odontogênicos Humberto Brito R3 CCP Avelar, 2008; Rodrigues, 2010 INTRODUÇÃO Neoplasias que afetam a maxila e a mandíbula A maioria acomete a mandíbula 2/3 (principalmente a região posterior) Grupo

Leia mais

ANEXO I. Rol de Procedimentos Odontológicos

ANEXO I. Rol de Procedimentos Odontológicos ANEXO I Rol de Procedimentos Odontológicos Classificam-se como procedimentos de DIAGNÓSTICO: I Consulta inicial II Exame histopatológico Consiste em anamnese, preenchimento de ficha clínica odontolegal,

Leia mais

Leucemias e Linfomas LEUCEMIAS

Leucemias e Linfomas LEUCEMIAS 23 Leucemias e Linfomas LEUCEMIAS A leucemia representa um grupo de neoplasias malignas derivadas das células hematopoiéticas. Esta doença inicia sempre na medula-óssea, local onde as células sangüíneas

Leia mais

Técnicas Anestésicas Aplicadas à Cirurgia Oral

Técnicas Anestésicas Aplicadas à Cirurgia Oral Técnicas Anestésicas Aplicadas à Cirurgia Oral Anestesias Locais 1. Periférica, tópica ou de superfície 2. Infiltrativa terminal 3. Troncular, regional ou bloqueio de condução Aula de cirurgia Anestesia

Leia mais

Manual de Patologia Bucal

Manual de Patologia Bucal Manual de Patologia Bucal Fábio Ramôa Pires Teresa Cristina Ribeiro Bartholomeu dos Santos Rio de Janeiro 2013 Universidade do Estado do Rio de Janeiro Faculdade de Odontologia Disciplina de Patologia

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL SUB- PATOLOGIA GERAL E ORAL Estomatologia Métodos de Diagnóstico I e II Processos Patológicos PROGRAMA SUGERIDO (PROVA ESCRITA / DIDÁTICA / PRÁTICA) - TEMAS 1. Cistos dos maxilares. 2. Neoplasias benignas

Leia mais

PROGRAMA DE PREVENÇÃO AO CÂNCER BUCAL

PROGRAMA DE PREVENÇÃO AO CÂNCER BUCAL PROGRAMA DE PREVENÇÃO AO CÂNCER BUCAL MARINHA DO BRASIL ODONTOCLÍNICA CENTRAL DA MARINHA PROTOCOLO PARA EXAMES PREVENTIVOS DE DESORDENS POTENCIALMENTE MALIGNAS E MALIGNAS DA CAVIDADE BUCAL 1- PROPÓSITO

Leia mais

Cursos de Graduação em Farmácia e Enfermagem 3º Período

Cursos de Graduação em Farmácia e Enfermagem 3º Período Cursos de Graduação em Farmácia e Enfermagem 3º Período Disciplina: Patologia Geral http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2013 ALTERAÇÕES DO CRESCIMENTO ALTERAÇÕES DA DIFERENCIAÇÃO

Leia mais

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários Nosso consultório odontológico está equipado para oferecer ao produtor rural todos os tratamentos odontológicos disponíveis na atualidade. Segue abaixo uma discriminação detalhada de cada tratamento oferecido

Leia mais

componentes Sistema digestório Pré-diafragmáticos: boca, língua, dentes, faringe, esôfago

componentes Sistema digestório Pré-diafragmáticos: boca, língua, dentes, faringe, esôfago Mecanismos para Obtenção de Alimentos Ingestão de Grandes Quantidades de Alimento Absorção de nutrientes diretamente do meio Parasitas do sangue Adaptações mais interessantes Aquelas evoluíram p/ obtenção

Leia mais

Código Estruturado. 79 81000138 Diagnóstico anatomopatológico em material de biópsia. 79 81000154 Diagnóstico anatomopatológico em peça cirúrgica na

Código Estruturado. 79 81000138 Diagnóstico anatomopatológico em material de biópsia. 79 81000154 Diagnóstico anatomopatológico em peça cirúrgica na TUSS Odontologia Código Procedimento US Código Estruturado Especialidade US DIAGNÓSTICO DIAGNÓSTICO 01.01 CONSULTA ODONTOLÓGICA INICIAL 65 81000065 Consulta odontológica inicial 65 01.05 CONSULTA ODONTOLÓGICA

Leia mais

Doenças gengivais induzidas por placa

Doenças gengivais induzidas por placa Doenças gengivais induzidas por placa Definição Inflamação dos tecidos gengivais sem afetar irreversivelmente o aparato de inserção Classificação (AAP 1999) Doenças Gengivais Induzidas por placa Não

Leia mais

SAÚDE PERIODONTAL NAS FASES DA VIDA DA MULHER

SAÚDE PERIODONTAL NAS FASES DA VIDA DA MULHER Girlene E.P.Villa. Especialista em Periodontia, Mestre e Doutora pela FORP-USP Lorene Pereira de Queiroz Casali CD SAÚDE PERIODONTAL NAS FASES DA VIDA DA MULHER As variações hormonais alem de afetarem

Leia mais

Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS

Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS 01.01.01.001-0 Procedimento x CBO ATIVIDADE EDUCATIVA / ORIENTACAO

Leia mais

UNIC Universidade de Cuiabá NEOPLASIAS CMF IV

UNIC Universidade de Cuiabá NEOPLASIAS CMF IV UNIC Universidade de Cuiabá NEOPLASIAS CMF IV Aspectos Morfológicos das Neoplasias DEFINIÇÕES Neoplasia Tumor Câncer Inflamação/Neoplasia Termo comum a todos tumores malignos. Derivado do grego Karkinos

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS 31) É uma condição comum da mucosa oral de etiologia desconhecida. Ocorre mais frequentemente em indivíduos negros do que em brancos. Caracteriza-se pela aparência difusa,

Leia mais

2 - CATEGORIA DOS PLANOS

2 - CATEGORIA DOS PLANOS Manual de Orientação: INPAO DENTAL Produto: Plano Odontológico 1 Descrição do Produto: O Plano Odontológico Inpao oferece uma ampla rede credenciada nacional de dentistas para atender os seus clientes,

Leia mais

ROL DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS (RN-0154/ANS)

ROL DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS (RN-0154/ANS) ROL DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS (RN-0154/ANS) Classificam-se como procedimentos de DIAGNÓTICO: I- Consulta Inicial Consiste em anamnese, preenchimento de ficha clínica odontolegal, diagnóstico das doenças

Leia mais

ROTEIRO DE TÉCNICAS ANESTÉSICAS

ROTEIRO DE TÉCNICAS ANESTÉSICAS ROTEIRO DE TÉCNICAS ANESTÉSICAS Anestesia em anestésico o mais próximo possível do ápice do dente a ser anestesiado. Objetivo : Propiciar o conhecimento das técnicas anestésicas, principalmente as utilizadas

Leia mais

HIPERPLASIA FIBROSA CAUSADA POR PRÓTESE: remoção cirúrgica com laser Nd:YAP

HIPERPLASIA FIBROSA CAUSADA POR PRÓTESE: remoção cirúrgica com laser Nd:YAP HIPERPLASIA FIBROSA CAUSADA POR PRÓTESE: remoção cirúrgica com laser Nd:YAP Denture-induced fibrous hyperplasia: surgical treatment using Nd:YAP laser Irineu Gregnanin Pedron 1, Talita Girio Carnava 2,

Leia mais

TABELA INTEGRAL DE PROCEDIMENTOS Plano Master

TABELA INTEGRAL DE PROCEDIMENTOS Plano Master TABELA INTEGRAL DE PROCEDIMENTOS Plano Master (ANEXO A - ROL DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS EXIGIDOS PELA ANS)- Tabela Cliente CH = Coeficiente de Honorário Odontológico Valor do CH = R$ USO = Unidade

Leia mais

AUTO-IMUNES MUCOCUTÂNEAS

AUTO-IMUNES MUCOCUTÂNEAS Curso: Odontologia 5º Período Disciplina: Patologia Oral e Maxilofacial DOENÇAS AUTO-IMUNES MUCOCUTÂNEAS http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 DOENÇAS AUTO-IMUNES MUCOCUTÂNEAS

Leia mais

AMPUTAÇÃO RADICULAR COM OU SEM OBTURAÇÃO RETRÓGRADA 82000050 Amputação radicular sem obturação retrógrada

AMPUTAÇÃO RADICULAR COM OU SEM OBTURAÇÃO RETRÓGRADA 82000050 Amputação radicular sem obturação retrógrada 85400017 Ajuste Oclusal por acréscimo AJUSTE OCLUSAL 85400025 Ajuste Oclusal por desgaste seletivo AJUSTE OCLUSAL 82000034 Alveoloplastia ALVEOLOPLASTIA Amputação radicular com obturação retrógrada AMPUTAÇÃO

Leia mais

Dr. Marco António Castro Clínicas Médicas e Dentárias

Dr. Marco António Castro Clínicas Médicas e Dentárias Dr. Marco António Castro Clínicas Médicas e Dentárias Tabela proposta a sócios CCD- V.N.Gaia 01 CONSULTA Consulta de medicina dentária 10 Consulta para apresentação e discussão de plano de tratamento 10

Leia mais

210 RX Periapical R$ 7,00 220 RX Bite-Wing (Interproximal) R$ 7,00 310 RX Oclusal R$ 14,00 300-490 - 3 URGÊNCIAS/EMERGÊNCIAS ODONTOLÓGICAS

210 RX Periapical R$ 7,00 220 RX Bite-Wing (Interproximal) R$ 7,00 310 RX Oclusal R$ 14,00 300-490 - 3 URGÊNCIAS/EMERGÊNCIAS ODONTOLÓGICAS 1 - DIAGNÓSTICO 100-490 110 Consulta Inicial (Exame Clínico e Orçamento) (VALID. 6 meses) R$ 45,00 120 Urgência odontológica R$ 45,00 130 Exame histopatológico*** (somente clínicas especializadas) ***

Leia mais

ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA

ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA Cirurgia Oral A Cirurgia Oral é uma especialidade da Medicina Dentária que inclui o diagnóstico e o tratamento cirúrgico de patologias dos tecidos moles e tecidos duros

Leia mais

N.º 183 - Seção 1, quinta-feira, 23 de setembro de 2010. Ministério da Saúde

N.º 183 - Seção 1, quinta-feira, 23 de setembro de 2010. Ministério da Saúde N.º 183 - Seção 1, quinta-feira, 23 de setembro de 2010 Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA No- 2.898, DE 21 DE SETEMBRO DE 2010. Atualiza o Anexo da Portaria No- 600/GM, de 23 de março de

Leia mais

Assessoria ao Cirurgião Dentista

Assessoria ao Cirurgião Dentista Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna a Papaiz edição VIII março de 2015 Escrito por: Dr. André Simões, radiologista da Papaiz Diagnósticos Odontológicos por Imagem 11 3894 3030 papaizassociados.com.br

Leia mais

Radiografia Intra-Oral

Radiografia Intra-Oral Unidade Clínica I Radiografia Intra-Oral 22.11.2012 1 Introdução O que é um Rx intra-oral? 2 Classificação radiográfica intra-oral Periapicais Interproximais Oclusais 3 Classificação radiográfica intra-oral

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PERIODONTIA. 21. Em relação às técnicas de escovação, marque a alternativa incorreta:

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PERIODONTIA. 21. Em relação às técnicas de escovação, marque a alternativa incorreta: 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PERIODONTIA 21. Em relação às técnicas de escovação, marque a alternativa incorreta: a) A técnica de Leonard consiste em posicionar as cerdas da escova em um ângulo

Leia mais