UNIFIEO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIFIEO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA"

Transcrição

1 1 UNIFIEO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PLANEJAMENTO ACADÊMICO Curso: COMÉRCIO EXTERIOR E NEGÓCIOS INTERNACIONAIS Série: 1 SEM Disciplina: INTRODUÇÃO AO COMÉRCIO EXTERIOR C/Horária total: 76 Professor: SÉRGIO DIAS TEIXEIRA JUNIOR C/Horária sem.: 4 Departamento: CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS E DE NEGÓCIOS Período: JUSTIFICATIVA O processo de globalização comercial iniciado nos anos 70 promoveu um grande aumento na trocas de mercadorias entre todos os paises em diferentes graus de intensidade face ao seu estágio de desenvolvimento; desta forma o Brasil se viu obrigado a rever sua política de comércio exterior a partir do início da década de 90 com a criação do Mercosul e o ingresso definitivo no comércio internacional; para tanto as empresas brasileiras tiveram que desenvolver novas competências para enfrentar este desafio; a formação de profissionais qualificados para atuação imediata tornou-se um desafio educacional a exigir respostas eficientes de imediato. EMENTA Entender os princípios básicos do Comércio Exterior e dos Negócios Internacionais, o contexto em que o Brasil se insere e os mecanismos e instrumentos básicos de concorrência entre os países e entre as empresas. Introduzir os principais termos e conceitos do mercado internacional em um mundo de negócios globais em rápida transformação. OBJETIVOS Possibilitar que os alunos tenham uma visão geral do comércio exterior brasileiro e sua inserção no cenário internacional nas questões comerciais, aduaneiras, transportes e sistemática de controle. Promover o desenvolvimento de competências de análise nas questões do comércio exterior brasileiro. Facilitar aos alunos a aquisição dos conhecimentos básicos necessários ao seu desenvolvimento nas áreas específicas subseqüentes ao longo do curso. UNIDADES TEMÁTICAS Introdução ao Comércio Exterior Evolução do comércio internacional. A sistemática brasileira balança comercial Órgãos intervenientes Gestores e anuentes. Auxiliares e fontes de consulta. Jurisdição aduaneira Território aduaneiro e zona primária Zona secundária e Recintos alfandegados. Incoterms Origem, evolução e objetivos. Os grupos E, F, C e D. Pagamentos internacionais Pagamento antecipado e cobrança. A carta de crédito. Transporte e seguro internacional Transporte marítimo e aéreo. Transporte terrestre e multimodalidade. O seguro internacional Composição do seguro A contratação do seguro Documentos no comércio internacional Documentos do contrato Documentos da carga Sistemática de Exportações Tratamento administrativo Siscomex Benefícios e formação de preços de exportação Sistemática de importações Tratamento administrativo TEC O despacho aduaneiro e o cálculo de tributos.

2 2 METODOLOGIA Apresentação dos conceitos propostos através exercícios devidamente planejados com apoio dos textos indicados; Reflexão e discussão em grupo sobre exercícios planejados para generalização dos conceitos aprendidos; Desenvolvimento da generalização através da criação de modelos teóricos a serem utilizados em novas situações propostas; complementação do diário de aprendizagem. Painéis com especialistas; visitas técnicas, elaboração de glossário e manuais de informação. Seminários apresentados por grupos de alunos sobre temas previamente definidos. AVALIAÇÃO Nota 1 = Prova parcial (valor 100%) Nota 2 = Exame Final (60%) + trabalhos (40%) Média = (Nota 1 + Nota 2)/2 (média igual ou maior que 6,0 => aprovação; média menor que 6,0 maior ou igual a 2,0 => exame de 2ª. Época; média menor que 2,0 => reprovação). BIBLIOGRAFIA BÁSICA CAVUSGIL, S.Tamer; KNIGHT, Gary ; RIESENBERGER, R. John - Negócios Internacionais - estratégia, gestão e novas realidades - São Paulo - Pearson Prentice Hall, 2010 GARCIA, Luiz Martins - Exportar: rotinas e procedimentos, incentivos e formação de preço 9ª edição- São Paulo - Aduaneiras, VIEIRA,.Aquiles - Importação: práticas, rotinas e procedimentos - 3ª edição - São Paulo - Aduaneiras, 2008 COMPLEMENTAR BIZELLI, J. S. e Barbosa, R. NOÇÕES BÁSICAS DE IMPORTAÇÃO Ed. Aduaneiras, São Paulo, BIZELLI, J. S. CLASSIFICAÇÃO FISCAL DE MERCADORIAS Ed. Aduaneiras, São Paulo, CÀRPIO, R.F. CARTA DE CRÉDITO E UCP 600: comentada Ed. Aduaneiras, São Paulo, CASTRO, José Augusto de. Exportação aspectos práticos e operacionais. 7ª ed. Aduaneiras, São Paulo, DIAS, R; RODRIGUES, W. Comércio Exterior - Teoria e Gestão - 2ª Ed. São Paulo. Atlas, GARCIA, Luiz Martins. EXPORTAR: Procedimentos 9ª Ed. Aduaneira, São Paulo, KEEDI, S. Abc do Comércio Exterior Abrindo as Primeiras Páginas. 3ª ed. São Paulo: Aduaneiras, LOPEZ, José Manuel Cortinas. SISCOMEX EXPORTAÇÃO Ed. Aduaneira, São Paulo, MALUF, S.N. ADMINISTRANDO O COMÉRCIO EXTERIOR DO BRASIL Aduaneiras: São Paulo, MINERVINI, Nicola - O exportador - Ferramentas para atuar com sucesso no mercado internacional - 5ª edição - São Paulo - Prentice Hall, 2008 RATTI, B. COMÉRCIO INTERNACIONAL E CÂMBIO 6ª Ed. Aduaneiras, São Paulo, TEC - TARIFA EXTERNA COMUM Ed. Aduaneiras, 2001.

3 UNIFIEO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PLANEJAMENTO ACADÊMICO Curso: COMÉRCIO EXTERIOR E NEGÓCIOS INTERNACIONAIS Série: 1º SEM Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA C/Horária total: 76 Professor: EAD C/Horária sem.: 04 Departamento: CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS E DE NEGÓCIOS Período: NOT JUSTIFICATIVA Uma vez que a área de Comércio Exterior requer o domínio e o constante uso da palavra oral e escrita, o curso de Português torna-se indispensável ao currículo, por priorizar o conhecimento do padrão culto da linguagem em suas produções textuais, sem deixar de dar conta das situações concretas de comunicação que exigem também que o futuro administrador seja, como diz Barthes, poliglota em sua própria língua. Além disso, propõe-se a disciplina a trabalhar com elementos que permitam um melhor desempenho comunicativo do aluno, ao propiciar-lhe o domínio de algumas estratégias de leitura crítica tanto do verbal quanto de aspectos da linguagem não-verbal. EMENTA O curso destaca a leitura, a interpretação e a produção de textos de várias naturezas: empresariais, científicos, literários. OBJETIVOS GERAIS Ao final do curso, os alunos deverão estar aptos a ler, a estudar, a buscar sentidos, a interpretar, a persuadir, a comunicar, a gerar novas idéias. Deverão conhecer a norma culta, a fim de se expressar com desembaraço na comunicação pessoal e profissional. UNIDADES TEMÁTICAS 1) Estudo conciso da comunicação humana homem, cultura e linguagem os signos lingüístico em Saussure e em Peirce a teoria da informação e as funções da linguagem a interação verbal e a competência modal e semântica dos sujeitos da comunicação 2)Língua escrita e língua falada 3) Principais dificuldades da Língua Portuguesa 4) Recepção, leitura, interpretação e produção de textos palavras-chave; idéias-chave e campo semântico associação, identidade e oposição relações tema-figura relações intertextuais operações metalingüísticas de construção e relações de construção intertextualidade crítica e crítico-criativa pesquisa lingüística e criação textual viés e ideologia desconstrução de falácias 5) Elementos de comunicação não-verbal aspectos sintáticos, semânticos e pragmáticos de algumas linguagens não-verbais como se lê criticamente uma notícia, uma propaganda, uma charge,um filme, etc. assimetrias e discordâncias entre o texto escrito e o texto não-verbal ou misto 6) Elementos de comunicação empresarial 3

4 4 METODOLOGIA A metodologia de ensino consistirá em: Aulas expositivas em ambiente de sala de aula. Exercícios de aplicação dos conceitos teóricos aprendidos, realizados individualmente ou em grupo, em ambiente de sala de aula e/ou extraclasse. Leituras críticas de textos (especializados, literários, técnicos e científicos) para exercícios de análise reflexiva, em ambiente de sala de aula e extraclasse. Atividades de (re)textualização, também mediante o uso de aplicativos processadores de texto, a serem realizados, individualmente, em sala de aula e em ambiente escolhido pelo aluno. Produção de trabalho escrito, em grupo ou individual, orientado e supervisionado, realizado em ambiente de sala de aula e extraclasse. AVALIAÇÃO De acordo com o regimento interno do Centro Universitário FIEO e normas estabelecidas pela coordenação do curso. BIBLIOGRAFIA BÁSICA ANDRADE,M.M.; MEDEIROS,J.B. Comunicação em Língua Portuguesa. São Paulo: Atlas, GARCIA, O. M. Comunicação em prosa moderna. 21ªed. FGV ªed. FGV MARCUSCHI, L. A. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. São Paulo: Cortez, COMPLEMENTAR BERLO, D. K. O processo da comunicação. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, BRONCKART, J-P. Atividades de linguagem, textos e discursos: por um interacionismo sócio-discursivo. São Paulo: Educ, CITELLI, A. Linguagem e persuasão. São Paulo: Ática (Série Princípios), CUNHA,C; CINTRA,L, Nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, FIORIN, L. C. Elementos de análise do discurso. São Paulo: Contexto, FIORIN, J. L. Linguagem e ideologia. São Paulo: Ática (Série: Princípios), FIORIN, José Luis; PLATÃO, Francisco. Para entender o texto: leitura e redação. São Paulo: Ática, 2002 KAFKA., F. A metamorfose. 14ª ed KOCH, I. ; TRAVAGLIA, L.C. A coerência textual. São Paulo: Contexto, KOCH,I. A coesão textual. São Paulo: Contexto, MARTINS,D.S.; ZILBERKNOP,L.S. Português Instrumental, Porto Alegre: Sagra Luzzatto, MARQUESI, S. M. - A organização do texto descritivo em Língua Portuguesa 2.ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2004 MEDEIROS, J. B. Redação empresarial. São Paulo: Atlas, ORLANDI, E. Análise de discurso: princípios & procedimentos. 3.ed. Campinas: Pontes, ORWELL, G ed. São Paulo: Nacional, PLATÃO, F.; FIORIN, J. L. Lições de texto: leitura e redação. São Paulo: Ática, RICHERS, R. O que é empresa. 2.ed. São Paulo: Brasiliense, (Coleção Primeiros Passos) VANOYE, F. Usos da linguagem. São Paulo: Martins Fontes. VIANA, A. C. (org.) Roteiro de redação: lendo e argumentando. São Paulo: Scipione, Z. N. - e Carta comercial -estudo contrastivo de gênero textual, Rio de Janeiro: Lucerna, 2005

5 UNIFIEO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PLANEJAMENTO ACADÊMICO Curso: COMÉRCIO EXTERIOR E NEGÓCIOS INTERNACIONAIS Série: 1º SEM Disciplina: MATEMÁTICA C/Horária total: 76 Professor: RODRIGO GABRIEL DA SILA C/Horária sem.: 04 Departamento: CIÊNCIAS ADMINSTRATIVAS E DE NEGÓCIOS Período: NOT JUSTIFICATIVA Face a heterogeneidade dos alunos provenientes dos fracos cursos secundários oferecidos, a disciplina de Matemática procura inicialmente fazer uma revisão da parte elementar necessária para o entendimento do curso, em seguida, chegar a conceitos mais específicos que possibilitarão ao aluno o equacionamento de problemas empresarias. EMENTA Oferecer um referencial lógico e sistemático na qual as relações quantitativas podem ser estudadas nos diversos segmentos administrativos. Estimular a busca da precisão na definição das variáveis relevantes e estabelecer claramente as hipóteses feitas, de forma lógica ao desenvolver a análise econômica no setor. OBJETIVOS O curso é destinado a oferecer subsídios àqueles que têm propósito de adquirir conhecimentos de Matemática Geral como ferramenta eficaz. Familiarizar o aluno com o raciocínio e as formulas matemáticas. Atingir soluções matemáticas que serão utilizadas nas disciplinas que darão seguimento ao curso de Administração Geral e os curso de Administração com ênfases. UNIDADES TEMÁTICAS TEORIA DOS CONJUNTOS Simbologia lógica, Conceitos básicos e propriedades Operações com conjuntos: União, Intersecção Problemas práticos com conjuntos FUNÇÕES ELEMENTARES Função do 1 o grau Função quadrática LIMITE Definição Propriedades DERIVADAS Definição Regras de Derivação ESTUDO DE MÁXIMOS E MÍNIMOS Pontos críticos Aplicações práticas NOÇÕES DE INTEGRAIS Integral indefinida Integral definida Cálculo de áreas METODOLOGIA Método indutivo - dedutivo Resolução de listas de exercícios AVALIAÇÃO A disciplina será avaliada por meio de uma Avaliação Parcial (AP) e uma Prova Escrita (PE). A Média Semestral (MS), será a média aritmética entre a AP e PE. Se MS for igual ou superior a 6,0 (seis), o aluno estará aprovado, se for inferior a 6,0 (seis), mas igual ou superior a 2,0 (dois), o aluno estará de 2 a época e se 5

6 6 MS for inferior a 2,0 (dois), o aluno estará automaticamente reprovado. A Média Final (MF), após o exame de 2 a época, será a média aritmética entre a nota de 2 a época e AP (avaliação parcial). A nota da PE (prova escrita), não entra nos cálculos da MF (média final). Estará aprovado o aluno que obtiver MF igual ou superior a 6,0 (seis), caso MF seja inferior a 6,0 (seis), estará reprovado. Todas as avaliações, a Avaliação Parcial (AP), a Prova Escrita (PE) e o Exame de 2 a época serão PROVAS ESCRITAS, valendo de 0 (zero) a 10 (dez). BIBLIOGRAFIA BÁSICA BIANCHINI, E. et PACCOLA, Herval. Curso de Matemática, 3 o edição, São Paulo, Ed. Moderna, 2003 IEZZI, G. & MURAKAMI,C. Fundamentos da Matemática Elementar ( conjuntos e funções) Volume 1, 8ed. São Paulo, Ed. Atual, 2004 SILVA, S. M. da,et all Matemática Básica para os Cursos Superiores; 6ª edição, São Paulo:Ed. Atlas, Vol. 1, 2002 COMPLEMENTAR GOLDSTEIN, L.J. et all, Matemática Aplicada à Economia, Administração e Contabilidade; São Paulo; 8 o edição, Ed. Bookman, MORETTIN, P.A.. et all, Cálculo - Funções de uma Variável - Métodos Quantitativos 3 o edição, São Paulo, Ed. Atual, 2001 TAN, S.T. Matemática Aplicada à Administração e Economia ;São Paulo: Thomson Heinle, 2007 VALLADARES, Renato J. Costa. Cálculo e Aplicações. São Paulo:LCM, VERAS, L. L. Matemática Aplicada à Economia 3ed. São Paulo: Ed. Atlas, 1999 WEBER, J.E. Matemática para Economia e Administração; 2ed. São Paulo, Ed.Harbra, SP 2001

7 UNIFIEO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PLANEJAMENTO ACADÊMICO Curso: COMÉRCIO EXTERIOR E NEGÓCIOS INTERNACIONAIS Série: 1º SEM Disciplina: TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO C/Horária total: 76 H Professor: HELENA TRAPP DE CASTRO C/Horária sem.: 04 Departamento: CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS E DE NEGÓCIOS Período: NOT JUSTIFICATIVA A disciplina de Teorias da Administração é de suma importância no curso de Comércio Exterior e Negócios Internacionais por tratar-se de disciplina básica, cujos conceitos ministrados proporcionarão a base necessária para atuar na organização. EMENTA A disciplina deve abordar os diversos pensamentos que compõem a base da Administração, a partir dos precursores da Administração Científica até os conceitos e filosofias atuais, situando-se no tempo e sempre destacando os principais conceitos, bem como relacionando-os com exemplificações práticas que ocorrem nas organizações. OBJETIVOS GERAIS A disciplina tem como objetivos prover o aluno dos conhecimentos fundamentais da Administração, bem como, orientá-lo para as novas tendências e conceitos que ocorrem mundialmente. Por outro lado, objetiva, também, transmitir conhecimento dos casos práticos que ocorrem nas organizações. ATIVIDADES COMPLEMENTARES Atividades voltadas ao curso, elaboradas fora da sala de aula com o objetivo de agregar conhecimento e experiência prática ao aluno. Acrescentando a isso a cultura adquirida ao longo das atividades, 7

8 8 UNIDADES TEMÁTICAS A) Os Primórdios da Administração. Desenvolvimento Histórico da Administração. As contribuições de Taylor, Fayol, Elton Mayo e outros. Teoria clássica e Teoria Científica. Escola das Relações Humanas. Behaviorismo (Teoria Comportamental). B) As funções do Administrador. Os Processos Básicos. Planejamento, Organização, Reunião de Recursos, Direção e Controle. Coordenação como elo das Funções Administrativas. C) O Planejamento Empresarial A Importância do Plano. Tipos de Planos. Os Planos Permanentes. Os Planos de Organização, Orientação e Execução. Os Planos Temporários. Os Requisitos do Planejamento. As Fases do Planejamento. O estabelecimento de controle do Plano. Planejamento Estratégico conceituação. D) Políticas Empresariais - Conceituação Determinação, divulgação e controle das políticas. Política como instrumento de mediação. E) Tomadas de Decisão Regras Envolvimento Racional e Emocional nas decisões. Métodos quantitativos na tomada de decisão. F) Estruturas Organizacionais - Estrutura Formal e Informal. Autoridades de linha, funcional e assessoria. Formas de atualização da estrutura. Desenho organizacional. Conceito de Reengenharia. G) Desenvolvimento Organizacional Origem. A organização e as mudanças. O foco da mudança organizacional. A utilização das unidades de serviços para fins de controle e assessoria. Terceirização: Vantagens e Desvantagens. H) Autoridade e Responsabilidade Princípios de delegação. O Processo de Delegação. O que delegar aos subordinados. Erros pela não delegação. Exercícios de delegação. I) Departamentalização Padrões e tipos. Departamentalizações por função, produto, processo, clientela e geográfica. J) Organograma Tipos. Vantagens. Pontos frágeis determinados pelos organogramas. Exercícios práticos. K) Unidades de Serviços Vantagens e Desvantagens de sua utilização. Posição na estrutura organizacional. A utilização das unidades de serviços para fins de controle e assessoria. Terceirização: Vantagens e Desvantagens. L) Amplitude de Supervisão Amplitude ideal. Modelos de definição. Teoria de Graicunas. Como facilitar o trabalho de supervisão. M) Comissões Características, Particularidades, Tipos. Princípios Básicos. Vantagens e Desvantagens. Exemplos. N) Assessoria Conceito. Necessidades. Modelos. Importância. Posição na estrutura. O) Centralização e Descentralização Significado. Descentralização limitada. Descentralização lucrativa. Administração de baixo para cima. Fatores determinantes na escolha. P) Liderança Conceito. A disciplina em liderança. Tipos de liderança. Modelos empresariais. Características do anti-lider. Q) Comunicação Definição. Emissor e codificador. Imagem e canal. Comunicações escrita e verbal. Mandamentos da boa comunicação. R) Motivação: Conceito. As teorias motivacionais. As teorias de Douglas M. Mcgregor, Abraham M. Mashow, Frederick Herzberg. Os incentivos motivacionais. S) Controle Conceito. Tipos. Princípios básicos do controle. Controle X Registro. Requisitos para um bom controle. Meios de controle. T) Administração por objetivos Definição, Ênfase, Aplicação. Exemplos práticos. U) Teorias Modernas de Gestão Administração Participativa. Administração Japonesa. Estratégias Emergentes de Gestão. METODOLOGIA Aulas expositivas Exercícios Práticos Filmes Estudos de Caso AVALIAÇÃO De acordo com o regimento interno do UNIFIEO e determinações da coordenação do curso.

9 BIBLIOGRAFIA 9 BÁSICA CHIAVENATTO, IDALBERTO. Administração nos novos tempos. São Paulo: Campus, LACOMBE, Francisco. Teoria Geral da Administração. São Paulo: Saraiva, MAXIMIANO, A. C. A. Teoria geral da administração. São Paulo: Atlas, 6 ed COMPLEMENTAR CHIAVENATTO, IDALBERTO. Iniciação a Administração. São Paulo: Manole, DIAS, Reinaldo & CASSAR, Mauricio & RODRIGUES, Waldemar. Comércio Exterior: História, Teoria e Prática. São Paulo, Alínea, GIBSON, James L. et IVANDEVICH, John M. et DONNELY, James H. São Paulo:Mc Graw Hill, FERREIRA, Ademir F. Reis, Ana Carla e PEREIRA, Maria Isabel Gestão Empresarial - De Taylor aos Nossos Dias Pioneira LACOMBE, Francisco et HEILBORN, Gilberto. Administração Princípios e Tendências. São Paulo: Saraiva, LODI, João Bosco. História da Administração Pioneira 11ª ed MAXIMIANO, A. C. A. Introdução administração. São Paulo: Atlas, PRADO, Jonas. Aurélio, Edson. Galdi, Vanderlei A. Outros. Iniciação à Administração: Preceitos Básicos. 6ª ed. São Paulo: Global, VASCONCELLOS, E. & HEMSLEY, J.R. Estrutura das Organizações. 3ª ed. Pioneira, 2000.

10 UNIFIEO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PLANEJAMENTO ACADÊMICO Curso: COMÉRCIO EXTERIOR E NEGÓCIOS INTERNACIONAIS Série: 1º SEM Disciplina: INGLÊS TÉCNICO I C/Horária total: 38 Professores: LIGIA RAZERA GALLO C/Horária sem.: 2 INES TEIXEIRA BARRANCOS Departamento: CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS E DE NEGÓCIOS Período: NOT JUSTIFICATIVA A presença da disciplina no curso de Comércio Exterior é de suma importância, uma vez que a língua inglesa é a linguagem internacional do comércio. O domínio da língua inglesa como instrumento de trabalho neste campo tornou-se uma necessidade imperiosa e decisiva na carreira do futuro profissional, sobretudo pelo processo de globalização, dentro do qual estamos todos inseridos. EMENTA Estudo das estruturas gramaticais em nível básico e sua interação com o léxico, através de uma abordagem comunicativa, que objetiva o desenvolvimento das principais habilidades que envolvem o domínio de uma língua estrangeira. OBJETIVOS GERAIS A disciplina tem como objetivo geral possibilitar ao aluno adquirir os conhecimentos necessários que lhe garantam sua inserção no mercado de trabalho. Tais conhecimentos compreendem a capacidade de, principalmente, ler textos acadêmicos, fundamentais para a formação deste bacharel, bem como manter uma comunicação elementar com os seus pares. 10 UNIDADES TEMATICAS GRAMMAR/VOCABULARY Artigos Pronomes Tempos verbais Afixos Cognatos Conectivos Comparativos Preposições Grupos Nominais. LISTENING / SPEAKING Numbers, Spelling names, Phone numbers, Giving Directions, Timetables, Flight Reservations, job Interviews etc. READING Estudos e compreensão de textos pequenos e médios sobre negócios (skimming e scanning) METODOLOGIA Aulas expositivas Exercícios de compreensão auditiva (fitas cassetes e vídeos) Leituras diversas para prática das estratégias de leitura Pair work (atividades em pares para o desenvolvimento da habilidade oral) AVALIAÇÃO A Avaliação Parcial (AP) constará de trabalhos compostos por listas de exercícios, artigos e estudos de caso (3 o. semestre) valendo 40% e prova de verificação de aprendizado durante o semestre (60%). A média aritmética entre a Prova Escrita (PE) e a Avaliação Parcial será a média aritmética semestral (MS). A média final (MF), após exame de segunda época, será calculada pela média aritmética entre a nota do exame de segunda época (EX 2ª época) e a da avaliação parcial (AP). BIBLIOGRAFIA BÁSICA COTTON, David, FALVEY David, KENT, Simon. Market Leader Elementary New Edition. Harlow: Pearson Longman, 2002/2007. COTTON, David, FALVEY David, KENT, Simon. Market Leader Pre-Intermediate New Edition. Harlow: Pearson Longman, 2002/2007. WOOD, Neil. Business and Commerce Workshop. Oxford: OUP, 2003.

11 COMPLEMENTAR ABEGG, Birgit. Cartas Comerciais em Inglês: frases intercambiáveis. São Paulo: Martins Fontes, 1999 FLOWER, John. Build your Business Vocabulary. England: LTP Business. LOUGHEED, Lin. Business Correspondence. USA: Addison-Wesley Publishing Company, Inc., RILEY, David. Business Listening & Speaking Pre-Intermediate, SIGNER, Rena Vocabulário para Comércio Exterior, Série mil & um termos, São Paulo: SBS, 2005 SPINOLA, Vera. Let s Trade in English. São Paulo: Aduaneiras, DICIONÁRIOS MIGLIAVACCA. Business Dictionary Inglês- Português LONGMAN. Longman Dicionário Escolar: Português-Inglês, Inglês-Português. 2nd. Edition. Harlow: SLongman, TUCK, Allene. Oxford Dictionary of Business English. Oxford: OUP, 2000.TUCK, Allene. Oxford Dictionary of Business English. Oxford: OUP, 2000.

12 UNIFIEO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PLANEJAMENTO ACADÊMICO Curso: COMÉRCIO EXTERIOR E NEGÓCIOS INTERNACIONAIS Série: 1º SEM Disciplina: SOCIOLOGIA ORGANIZACIONAL C/Horária total: 38 Professor: ANTONIO ROBERTO ESPINOSA C/Horária sem.: 02 Departamento: CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS E DE NEGÓCIOS Período: NOT JUSTIFICATIVA Transmitir e construir conhecimentos sobre a análise da realidade social, das organizações e das instituições. Compreender a peculiaridade da formação da sociedade brasileira e sua repercussão no presente. Contribuir para a compreensão do homem, da cultura e das transformações nas relações internacionais. EMENTA Conhecimento sobre conceitos básicos da Sociologia e seu uso para o entendimento do desenvolvimento da sociedade capitalista. Entendimento do processo de globalização e seus impactos sociais, econômicos, políticos e culturais. Compreensão do papel da cultura e ideologia na formação da sociedade brasileira. OBJETIVOS GERAIS Propiciar a compreensão das relações e processos sociais vividos pelo aluno como indivíduo e como profissional. UNIDADES TEMÁTICAS 1. Cultura e humanização. 2. Origem e objeto da Sociologia. 3. Principais conceitos sociológicos. 4. Marx e as relações entre capital e trabalho. 5. Weber e a Burocracia 6. Globalização e neoliberalismo. 7. Aspectos sociológicos da nova ordem mundial. 8. O caráter autoritário do desenvolvimento do capitalismo no Brasil. METODOLOGIA Aulas expositivas dialogadas. Leitura e preparação de trabalhos extraclasse. AVALIAÇÃO Atividades de escrita Provas individuais. Trabalhos. Pesquisas. BIBLIOGRAFIA 12 BÁSICA CHARON, J. Sociologia. São Paulo: Saraiva, LAKATOS, Eva Maria; ANDRADE MARCONI, Maria de. Sociologia geral. São Paulo: Atlas, OLIVEIRA, S.L. Sociologia das organizações: uma análise do homem e das empresas. Pioneira, S. Paulo: COMPLEMENTAR CARMO, Paulo Sérgio do. O Trabalho na economia global. S. Paulo: Moderna, CHARON, J. Sociologia. S. Paulo: Saraiva, CHIAVENATO, Júlio. Ética globalizada e sociedade de consumo. 2ªed. S. Paulo: Moderna, DUARTE, Fábio. Global e local no mundo contemporâneo. S. Paulo: Moderna, SILVER, Beverly J. Forças do trabalho Movimentos de trabalhadores e globalização desde São Paulo:Boitempo, 2005.

13 UNIFIEO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PLANEJAMENTO ACADÊMICO Curso: COMÉRCIO EXTERIOR E NEGÓCIOS INTERNACIONAIS Série: 2º SEM Disciplina: BLOCOS ECONÔMICOS E ORGANIZAÇÃO DO C/Horária total: 76 ESPAÇO MUNDIAL Professor: ARI MARCELO MACEDO COUTO C/Horária sem.: 04 Departamento: ADMINISTRAÇÃO Período: NOT JUSTIFICATIVA Tem por objetivo dar ao aluno os conhecimentos iniciais referentes aos recentes movimentos da economia mundial e a inserção do Brasil no contexto da Globalização, para que possa preparar-se para reunir as ferramentas disponíveis no âmbito das negociações internacionais para a competitividade mercantil, o crescimento da nação e a elevação de níveis de padrões de vida. EMENTA A disciplina procura contextualizar o aluno dentro do novo cenário imposto pela Globalização nos fluxos políticos e principalmente econômicos, gerando um ambiente de interdependência, e a formação das mais variadas formas de Integração Econômica. Servirá como instrumento para o aluno perceber o momento histórico em que toda a sociedade está inserida OBJETIVOS GERAIS Preparar os alunos de forma adequada e atualizada, mediante apresentação e discussão das principais interpretações sobre o fenômeno da globalização e seus impactos nos países. Da mesma maneira serão introduzidas ao aluno os conceitos elementares do regionalismo estudando os principais blocos econômicos existentes na atualidade. 13

14 UNIDADES TEMÁTICAS INTRODUÇÃO: A AS RELAÇÕES INTERNACIONAIS 1 A política de relações internacionais 2 O Estado e o sistema de Estados 3 As superpotências mundiais 4 Os limites da hegemonia 14 B PROTECIONISMO MUNDIAL 1 O que é o protecionismo 2 Como as economias defendem seus setores produtivos 3 Organização Mundial do Comércio C - GLOBALIZAÇÃO 1 Globalização 2 Globalização e Política Internacional 3 Globalização e o Cenário Econômico 4 Brasil e a Globalização D - NEGOCIAÇÕES INTERNACIONAIS 1 O que negociar no cenário internacional 2 As funções diplomáticas (governo e empresas) 3 Conflitos da negociação 4 Ambiente de negociação E - PROCESSO DE INTEGRAÇÃO 1 As formas de integração regional 2 Tipologias de Integração Zona de livre comércio; União aduaneira; Mercado comum; União monetária F - BLOCOS ECONÔMICOS 1. Mercosul Evolução histórica Desenvolvimento institucional A Consolidação do Mercosul As experiências da integração na América do Sul 2. ALCA Evolução histórica Desenvolvimento institucional ALCA- Mercosul Desafios de uma Integração Desigual O Brasil e a AlCA. Interesses e Alternativas 3. NAFTA Evolução histórica Desenvolvimento institucional 4. União Européia (EU) Do Tratado de Roma ao Tratado de Maastricht A União Monetária A balança de poder dentro da União As Relações comerciais da União Européia As relações da União Européia com América Latina Arranjos Locais e Capacidade Inovativa 5. Outros blocos econômicos

15 METODOLOGIA Aulas expositivas Pesquisas sobre blocos econômicos Debates sobre artigos de jornais 15 AVALIAÇÃO A Avaliação Parcial(AP) constará de trabalhos compostos por listas de exercícios, artigos e estudos de caso valendo 40% e prova de verificação de aprendizado durante o semestre (60%). A média aritmética entre a Prova Escrita (PE) e a Avaliação Parcial será a média aritmética semestral (MS). A média final (MF), após exame de segunda época, será calculada pela média aritmética entre a nota do exame de segunda época (EX 2ª época) e a da avaliação parcial(ap). BIBLIOGRAFIA BÁSICA GOMES, Eduardo Biacchi. Blocos Econômicos Solução de Controvérsias. 2ª ed. São Paulo: Juruá, MERCADANTE, Araminta de Azevedo et ARAUJO, Leandro R. de, Blocos Econômicos e Integração na América Latina. São Paulo: Juruá, MORAES JÚNIOR, Devani de. Comércio Internacional Blocos Econômicos. São Paulo: IBPEX, COMPLEMENTAR ALMEIDA, Paulo Roberto. Mercosul: fundamentos e perspectivas, São Paulo: Ltrd, BAPTISTA, Luiz Olavo. 10 anos de OMC. São Paulo: Aduaneiras, BARBOSA, Rubens. "A evolução do processo de integração da América do Sul", in América Latina em Perspectiva: a integração regional da retórica à realidade. São Paulo: Edições Aduaneiras, LAFER, Celso. A identidade internacional do Brasil e a política externa brasileira: passado, presente e futuro". São Paulo: Perspectiva, GRIECO, Francisco de Assis: O Brasil e a nova economia global. São Paulo: Aduaneiras, MARIANO, M. P. A Estrutura Institucional do Mercosul, São Paulo: Aduaneiras, THORSTENSEN, Vera. OMC - Organização Mundial do Comércio: as regras do comércio internacional e a nova rodada de negociações multilaterais, 2 ed. São Paulo: Aduaneiras, 2001.

UNIFIEO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA

UNIFIEO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA UNIFIEO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PLANEJAMENTO ACADÊMICO Curso: COMÉRCIO EXTERIOR E NEGÓCIOS INTERNACIONAIS Série: 1 SEM Disciplina: INTRODUÇÃO AO COMÉRCIO EXTERIOR C/H total: 76 Departamento: CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72 Matriz Curricular do Curso de Administração 2015.1 1ª Fase CÓDIGO DISCIPLINAS PRÉ- REQUISITOS CRED ADM001 Interpretação e Produção de Textos - ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

CURRÍCULO MATRIZ CURRICULAR

CURRÍCULO MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO MATRIZ CURRICULAR Matriz em implantação a partir de 2009, publicada em 24.12.2008 em vigor para a 1ª, 2ª e 3ª Séries 1ª Série Carga/Horária Economia 72 Fundamentos de Direito Aplicado à Administração

Leia mais

Ementário do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial

Ementário do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial 01 ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS I EMENTA: Introdução à administração de recursos humanos; orçamento de pessoal; processo de recrutamento e seleção de pessoal; processo de treinamento e desenvolvimento

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: CONTABILIDADE GERAL PLANO DE CURSO

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: CONTABILIDADE GERAL PLANO DE CURSO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: CONTABILIDADE GERAL Código: CTB 100 Pré-requisito: Não há Período Letivo: 2015.2 Professor:

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO BACHARELADO EM SECRETARIADO EXECUTIVO

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO BACHARELADO EM SECRETARIADO EXECUTIVO Anexo II da Resolução nº, de de de 2008. EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO BACHARELADO EM SECRETARIADO EXECUTIVO 1. DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS PORTUGUÊS INSTRUMENTAL Comunicação e linguagem; estrutura do

Leia mais

RESOLUÇÃO. Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições contrárias. Campinas, 16 de novembro de 2004.

RESOLUÇÃO. Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições contrárias. Campinas, 16 de novembro de 2004. RESOLUÇÃO CONSEAcc CPS 3 /2004 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE CAMPINAS, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente do Conselho Acadêmico por Câmpus CONSEAcc, do câmpus de Campinas,

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 6 ANEXO II METODOLOGIAS (A) CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 7 A) Metodologias utilizadas no Curso de Administração, bacharelado: a) Aulas Expositivas, Fórum de Debates, Dinâmica de Grupo, Seminários, Estudos de

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA. CÓDIGO DISCIPLINA NATUREZA ANO SIS19 Introdução à Economia. 72 horas Sem Pré-Requisito PROFESSOR RESPONSÁVEL

PROGRAMA DA DISCIPLINA. CÓDIGO DISCIPLINA NATUREZA ANO SIS19 Introdução à Economia. 72 horas Sem Pré-Requisito PROFESSOR RESPONSÁVEL PROGRAMA DA DISCIPLINA CÓDIGO DISCIPLINA NATUREZA ANO SIS19 Introdução à Economia OB 2014.1 CARGA HORÁRIA PRÉ-REQUISITO 72 horas Sem Pré-Requisito PROFESSOR RESPONSÁVEL Ms. Rolando Restany EMENTA Conceitos

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01. Código: CTB - 140 CH Total: 60 Pré-requisito:

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01. Código: CTB - 140 CH Total: 60 Pré-requisito: Componente Curricular: Economia CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Código: CTB - 140 CH Total: 60 Pré-requisito: Período Letivo: 2015.2 Professor:

Leia mais

Resolução 038/2001 CONSEPE

Resolução 038/2001 CONSEPE Resolução 038/2001 CONSEPE Aprova as normas de funcionamento do Curso de Administração do Centro de Ciências da Administração CCA/ESAG. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE

Leia mais

MBA Executivo Contabilidade e Finanças

MBA Executivo Contabilidade e Finanças MBA Executivo Contabilidade e Finanças Proposta do curso: O curso de MBA Executivo em Contabilidade e Finanças proporciona ao aluno o conhecimento a respeito dos fundamentos de contabilidade e finanças

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR DE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2014 Atualizado em 6 de junho de 2014 pela Assessoria de

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ECO003 ECONOMIA DE EMPRESAS I Organização econômica e problemas econômicos. Demanda, oferta e elasticidade. Teoria do consumidor. Teoria da produção e da firma, estruturas e regulamento de

Leia mais

UNIFIEO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA

UNIFIEO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA GRADE II UNIFIEO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PLANEJAMENTO ACADÊMICO Curso: COMÉRCIO EXTERIOR E NEGÓCIOS INTERNACIONAIS Série: 1 SEM Disciplina: INTRODUÇÃO AO COMÉRCIO EXTERIOR C/H total: 80 Professor: C/H sem:

Leia mais

LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO

LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO 1º P TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA Técnicas de leitura, interpretação e produção de textos, expressão oral e apresentação de trabalhos acadêmicos, argumentação científica.

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Matemática I CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO Matrizes e sistemas lineares. Funções: lineares, afins quadráticas, exponenciais

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 276, de 30/05/15 DOU de 31/03/15

Autorizado pela Portaria nº 276, de 30/05/15 DOU de 31/03/15 C U R S O D E E N G E N H A R I A C I V I L Autorizado pela Portaria nº 276, de 30/05/15 DOU de 31/03/15 Componente Curricular: PORTUGUÊS INSTRUMENTAL Código: ENG. 000 Pré-requisito: ----- Período Letivo:

Leia mais

Portfólio Easy to Learn SERVIÇO SOCIAL

Portfólio Easy to Learn SERVIÇO SOCIAL Portfólio Easy to Learn SERVIÇO SOCIAL ÍNDICE Pensamento Social...2 Movimentos Sociais e Serviço Social...2 Fundamentos do Serviço Social I...2 Leitura e Interpretação de Textos...3 Metodologia Científica...3

Leia mais

EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL

EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EDA 1601 - INGLÊS INSTRUMENTAL I (2.0.0)2 English for Specific Purposes": introdução. Leitura e compreensão de texto: estratégias de leitura. Organização e partes

Leia mais

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING MÓDULO I 304101 FUNDAMENTOS DE MARKETING Fundamentos do Marketing. Processo de Marketing.

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) CIÊNCIAS CONTÁBEIS CIÊNCIAS CONTÁBEIS COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO A leitura como vínculo leitor/texto, através da subjetividade contextual, de atividades

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR DE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2014 Atualizado em 6 de junho de 2014 pela Assessoria

Leia mais

DISCIPLINA: INTRODUÇÃO AO ESTUDO DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS

DISCIPLINA: INTRODUÇÃO AO ESTUDO DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS 7.PROJETO PEDAGÓGICO 1º SEMESTRE DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À ECONOMIA EMENTA: Conceitos Fundamentais; Principais Escolas do Pensamento; Sistema Econômico; Noções de Microeconomia; Noções de Macroeconomia;

Leia mais

FACULDADE PASCHOAL DANTAS

FACULDADE PASCHOAL DANTAS FACULDADE PASCHOAL DANTAS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO ÊNFASE GESTÃO DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO - SP NOVEMBRO DE 2008 ÍNDICE 1. Visão e Missão da FPD...3 2. ORGANIZAÇÃO

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 16/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Fase Cód. I

Leia mais

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. Economia I ADM 047. 72h 2º

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. Economia I ADM 047. 72h 2º Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Matemática I 1º PERÍODO Matrizes e sistemas lineares. Funções: lineares, afins quadráticas,

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre.

R E S O L U Ç Ã O. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre. RESOLUÇÃO CONSEPE 30/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO 1º SEMESTRE Administração Aplicada ao Meio Ambiente Ementa: Gestão ambiental e desenvolvimento sustentável. Compromisso dos indivíduos e das

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec:Paulino Botelho/ Professor E.E. Arlindo Bittencourt (extensão) Código: 092-2 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação

Leia mais

DESIGN DISCIPLINAS QUE PODEM SER OFERECIDAS PARA OUTROS CURSOS CURSO DE ORIGEM DA DISCIPLINA NOME DA DISCIPLINA EMENTA C.H. OBSERVAÇÕES PREVISÃO

DESIGN DISCIPLINAS QUE PODEM SER OFERECIDAS PARA OUTROS CURSOS CURSO DE ORIGEM DA DISCIPLINA NOME DA DISCIPLINA EMENTA C.H. OBSERVAÇÕES PREVISÃO DISCIPLINAS QUE PODEM SER OFERECIDAS PARA OUTROS CURSOS CURSO DE ORIGEM DA DISCIPLINA DESIGN NOME DA DISCIPLINA EMENTA C.H. OBSERVAÇÕES PREVISÃO Raciocínio Lógico Matemática Financeira A disciplina trata

Leia mais

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: ECONOMIA PLANO DE CURSO

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: ECONOMIA PLANO DE CURSO COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: ECONOMIA Código: DIR-141 Pré-requisito: ---- Período Letivo: 2015.2 Professor: Edilene de

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec:PAULINO BOTELHO Código: 091.01 Município: SÃO CARLOS Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de TÉCNICO

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Financeira. Conteúdo Programático. ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DE CURTO PRAZO / 100h

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Financeira. Conteúdo Programático. ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DE CURTO PRAZO / 100h ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DE CURTO PRAZO / 100h CAPITAL DE GIRO liquidez e capital circulante líquido rentabilidade do ativo estratégias de gerência fontes de financiamento estudo de caso orçamento de caixa

Leia mais

PLANO DE CURSO 5. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

PLANO DE CURSO 5. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Curso: Bacharelado em Direito Disciplina: Economia Política Professor: Arivaldo Ferreira de Jesus Código: DIR00 Carga Horária: 60 H Créditos: 03 Pré-requisito(s):

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1º SEMESTRE

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1º SEMESTRE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1º SEMESTRE DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO Ementa: Identificar os elementos básicos das organizações: recursos, objetivos e decisões. Desenvolver

Leia mais

MBA Executivo - Auditoria e Finanças

MBA Executivo - Auditoria e Finanças MBA Executivo - Auditoria e Finanças Proposta do curso: O curso de MBA Executivo em Auditoria e Finanças possibilita ao profissional conhecer os fundamentos e as ferramentas de auditoria e gestão financeira.

Leia mais

RESOLUÇÃO. São Paulo, 18 de novembro de 2004. Prof. Milton Mayer Presidente

RESOLUÇÃO. São Paulo, 18 de novembro de 2004. Prof. Milton Mayer Presidente RESOLUÇÃO CONSEAcc - SP 006/2004 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE SÃO PAULO, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente do Conselho Acadêmico por Câmpus CONSEAcc, do câmpus de

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Matriz Curricular vigente a partir de 2010/1 Fase Cód. Disciplina Carga Horária Prérequisitos

Leia mais

PLANO DE CURSO. Código: DIR00 Carga Horária: 60 horas Créditos: 03 Pré-requisito(s): - Período: 1º Ano: 2015.1

PLANO DE CURSO. Código: DIR00 Carga Horária: 60 horas Créditos: 03 Pré-requisito(s): - Período: 1º Ano: 2015.1 PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Curso: Bacharelado em Direito Disciplina: Economia Política Professor: Arivaldo Ferreira de Jesus E-mail: arivaldo.jesus@fasete.edu.br Código: DIR00 Carga Horária:

Leia mais

DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES:

DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES: DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES: A Teoria das Organizações em seu contexto histórico. Conceitos fundamentais. Abordagens contemporâneas da teoria e temas emergentes. Balanço crítico. Fornecer aos mestrandos

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS S DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGUE DISCIPLINA: COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO Leitura e compreensão de textos. Gêneros textuais. Linguagem verbal e não verbal. Linguagem

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 960 de 25/11/08 DOU de 26/11/08 Componente Curricular: Inglês Instrumental PLANO DE CURSO

Autorizado pela Portaria nº 960 de 25/11/08 DOU de 26/11/08 Componente Curricular: Inglês Instrumental PLANO DE CURSO E N G E N H A R I A E L É T R I C A Autorizado pela Portaria nº 960 de 25/11/08 DOU de 26/11/08 Componente Curricular: Inglês Instrumental Código: ENG-111 Pré-requisito: Período Letivo: 2013.1 Professor:

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Fase Cód. I II Matriz Curricular vigente a partir de 2010-1 Disciplina Prérequisitos Carga

Leia mais

Conselho Universitário - Consuni

Conselho Universitário - Consuni PRIMEIRA FASE 01 ECONOMIA Definições e conceitos de economia; macroeconomia; microeconomia; a organização econômica; a atividade de produção; a moeda; a formação de preços; economia de mercado: consumo,

Leia mais

MARKETING EMENTAS DO CURSO 1º P COMPLEMENTOS DE MATEMÁTICA PARA CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO COMPORTAMENTO HUMANOS NAS ORGANIZAÇÕES

MARKETING EMENTAS DO CURSO 1º P COMPLEMENTOS DE MATEMÁTICA PARA CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO COMPORTAMENTO HUMANOS NAS ORGANIZAÇÕES MARKETING EMENTAS DO CURSO 1º P COMPLEMENTOS DE MATEMÁTICA PARA CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO Números Reais; Expressões Algébricas; Equação do 1º grau; Equação do 2º grau; Logaritmos; Conjuntos; Funções;

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

Currículo: 2003/1. Créd. Teóricos Créd. Práticos 1 ADM.0086.00-9 Evolução dos Modelos de Gestão

Currículo: 2003/1. Créd. Teóricos Créd. Práticos 1 ADM.0086.00-9 Evolução dos Modelos de Gestão 19//15 11:5 Centro de Ciências Sociais Aplicadas Curso: 5 Administração (Matutino) Currículo: 3/1 1 ADM.86.-9 Evolução dos Modelos de Gestão Ementa: Conceitos básicos e histórico da Administração. Escolas

Leia mais

Disciplinas Obrigatórias do Núcleo Básico Geral Comum do Campus de Limeira

Disciplinas Obrigatórias do Núcleo Básico Geral Comum do Campus de Limeira EMENTAS DAS DISCIPLINAS DOS CURSOS DA ÁREA DE GESTÃO Disciplinas Obrigatórias do Núcleo Básico Geral Comum do Campus de Limeira Sociedade e Cultura no Mundo Contemporâneo As mudanças nas relações entre

Leia mais

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. Economia II ADM 051. 72h 3º EMENTA

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. Economia II ADM 051. 72h 3º EMENTA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Área de conhecimento: Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

PLANO DE ENSINO - Curso Semestral 2015

PLANO DE ENSINO - Curso Semestral 2015 21/02/2011 Página 1 de 5 PLANO DE ENSINO - Curso Semestral 2015 Disciplina DIREITO DE EMPRESA Curso Graduação Período 3º PERÍODO Eixo de Formação EIXO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL Turma A, B e D Código 076

Leia mais

RESOLUÇÃO. Itatiba, 17 novembro de 2004. Prof. Milton Mayer Presidente

RESOLUÇÃO. Itatiba, 17 novembro de 2004. Prof. Milton Mayer Presidente RESOLUÇÃO CONSEAcc - IT 12/2004 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÂO DO CÂMPUS DE ITATIBA, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente do Conselho Acadêmico por Câmpus, do câmpus de Itatiba, no

Leia mais

Abordar assuntos voltados à Economia, seu objetivo e problemas econômicos básicos;

Abordar assuntos voltados à Economia, seu objetivo e problemas econômicos básicos; 1. IDENTIFICAÇÃO PERÍODO: 2º CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 NOME DA DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À ECONOMIA NOME DO CURSO: ECONOMIA 2. EMENTA Conceituação básica. Evolução

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN DEPARTAMENTO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: ESTRUTURA E ANÁLISE

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013

Plano de Trabalho Docente 2013 Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios. Habilitação Profissional: Habilitação Profissional Técnica de Nível

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Estratégica de Negócios tem por objetivo desenvolver a

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN DEPARTAMENTO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: ESTRUTURA E ANÁLISE

Leia mais

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE 083/2003 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO.

RESOLUÇÃO CONSEPE 083/2003 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. RESOLUÇÃO CONSEPE 083/2003 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE,

Leia mais

Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE CURSO

Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE CURSO C U R S O D E E N G E N H A R I A D E P R O D U Ç Ã O Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Código: ENGP -

Leia mais

DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS:

DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS: DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS: Contabilidade de Custos e Gerencial CIC 816 Carga Horária: 60 Créditos: 04 Coordenador: Prof. Poueri do Carmo Mário Teoria de Custos (abordagem econômica e contábil). Métodos

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: Farmácia Disciplina: Economia e Administração Farmacêutica Professor(es): Renato Sebastião Saladino Carga horária:2h/a 34 semestral

Leia mais

Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Plano de Trabalho Docente 2015

Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Plano de Trabalho Docente 2015 Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec Plano de Trabalho Docente 2015 ETEC Monsenhor Antonio Magliano Ensino Técnico Código: 088 Município: Garça Área Profissional: Informática Habilitação Profissional:

Leia mais

DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL

DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EMENTA DAS DISCIPLINAS 1º Período GADM 7712-TGA - TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO (4.0.0) 4 Introdução; Antecedentes Históricos;

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: ESTRUTURAS ORGANIZACIONAIS Código: ADM - 255 Pré-requisito: ------- Período Letivo: 2013.2 Professor:

Leia mais

3 Administração de Materiais

3 Administração de Materiais 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN DEPARTAMENTO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: ESTRUTURA E ANÁLISE

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: AMPE - ADM DE MICRO E PEQ EMPRESAS Código: ADM 253 Pré-requisito: ------ Período Letivo: 2013.2

Leia mais

FUNDAMENTOS DE DIREITO APLICADO À ADMINISTRAÇÃO I

FUNDAMENTOS DE DIREITO APLICADO À ADMINISTRAÇÃO I EMENTÁRIO 1ª SÉRIE ECONOMIA Definição e objeto da economia. Sistemas econômicos. Sistema de economia de mercado. O mercado. Os preços e a elasticidade. Estrutura de mercados e concorrência. Noções de macroeconomia

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2003-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2003-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: PRODUÇÃO ALIMENTÍCIA CURSO: TÉCNICO EM ALIMENTOS FORMA/GRAU: ( x )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

PROJETO VITRINE. Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com

PROJETO VITRINE. Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com PROJETO VITRINE Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com Amarildo Melchiades da Silva Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF xamcoelho@terra.com.br

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO EMENTAS DO CURSO

ADMINISTRAÇÃO EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO EMENTAS DO CURSO 1º P COMPLEMENTOS DE MATEMÁTICA PARA CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO Números Reais, Expressões Algébricas, Equação do 1º grau, Equação do 2º grau, Logaritmos, Conjuntos, Funções,

Leia mais

PLANO DE ENSINO Projeto Pedagógico: 2008

PLANO DE ENSINO Projeto Pedagógico: 2008 PLANO DE ENSINO Projeto Pedagógico: 2008 Curso: Administração Disciplina: Economia I Turma: Aulas/Semana: 02 Termo Letivo: 3 1. Ementa (sumário, resumo) Conceitos de Economia. Papel do Governo. Fundamentos

Leia mais

Informações sobre o Curso de Administração

Informações sobre o Curso de Administração Objetivo Geral do Curso: Informações sobre o Curso de Administração Prover a sociedade de profissional dotado de senso crítico e comportamento ético-profissional qualificado. Um Administrador criativo,

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO

1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO O Curso de Secretariado Executivo das Faculdades Integradas de Ciências Exatas Administrativas e Sociais da UPIS, reconhecido pelo MEC desde 1993, pela Portaria 905, de 24.06,1993,

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Financeira e Controladoria tem por objetivo o fornecimento

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 PLANO DE CURSO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 PLANO DE CURSO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Código: ADM - 251 Pré-requisito: ------- Período Letivo:

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de AUXILIAR ADMINISTRATIVO. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de AUXILIAR ADMINISTRATIVO. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Logística Empresarial

Curso Superior de Tecnologia em Logística Empresarial PRIMEIRA FASE 01 CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I Funções, gráficos e aplicações; cálculo diferencial e aplicações; funções de duas ou mais variáveis: derivadas parciais e aplicações; aplicação computacional

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: AUXILIAR ADMINISTRATIVO

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: AUXILIAR ADMINISTRATIVO Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Etec PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIO Habilitação Profissional: TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO Qualificação:

Leia mais

PROCESSO DE EXPORTAÇÃO DE EXPORTAÇÃO FLUXOGRAMA. Planejamento. Pesquisa de Mercado. Cadastramento REI

PROCESSO DE EXPORTAÇÃO DE EXPORTAÇÃO FLUXOGRAMA. Planejamento. Pesquisa de Mercado. Cadastramento REI PROCESSO DE FLUXOGRAMA DE Planejamento Pesquisa de Mercado Cadastramento REI 1 Cadastramento do REI O registro é feito automaticamente no sistema, quando da primeira importação e exportação (Portaria SECEX

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Cultura Brasileira 1º PERÍODO O fenômeno cultural. Cultura(s) no Brasil. Cultura regional e

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 07/02/2012 19:22. Centro de Ciências Sociais Aplicadas

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 07/02/2012 19:22. Centro de Ciências Sociais Aplicadas 7//1 19: Centro de Ciências Sociais Aplicadas Curso: 19 Tecnologia em Comércio Exterior (Noturno) Currículo: 9/ 1 ADM.7.- Introdução ao Comércio Exterior Ementa: A Internacionalização da Empresa. Estrutura

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM TURISMO GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM TURISMO GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS História da Cultura CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM TURISMO GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO Repassar ao alunado a compreensão do fenômeno da cultura e sua relevância para

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Metodologia Científica Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º 1 - Ementa (sumário, resumo) Conceito e concepção de ciência

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais