Os desafios da magistratura para 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Os desafios da magistratura para 2015"

Transcrição

1

2

3 Os desafios da magistratura para 2015 Chegamos a 2015, renovados pela convicção de que o CPPTJB cumpriu todas as metas estabelecidas para o ano que findou. É bem verdade que não logramos aprovar a PEC nº 63 que contribuirá para a solução em definitivo do crônico problema de falta de revalorização da carreira da Magistratura, mediante a imprescindível remuneração da experiência decorrente do tempo de exercício da judicatura. Isso, porém, não constitui um motivo de desânimo, pois um avanço de tamanha envergadura foi proposto com a consciência de que será alcançado em prazo adequado à conscientização política de que a Magistratura e o Ministério Público, únicas carreiras jurídicas de Estado, não podem continuar sendo remuneradas do modo distorcido atual. A luta, portanto, continua. Forte na certeza de que o problema da correta política remuneratória dos magistrados brasileiros não é de interesse meramente corporativo, mas sim, e sobretudo, de importância institucional pelos seus reflexos na eficiência do desempenho que a nação espera dos integrantes do Poder Judiciário. A difícil conjuntura nacional sinaliza a necessidade de uma prudente revisão da estratégia adotada. Isso, porém, não pode, nem remotamente, parecer recuo ou desistência. Daí porque conclamamos todos os Presidentes dos Tribunais de Justiça a permanecerem unidos na defesa da Proposta de Emenda em tramitação no Congresso Nacional. Por motivação de semelhante interesse institucional, precisamos manter em pauta a necessidade de ser eliminada a odiosa distinção remuneratória entre os magistrados em atividade e aposentados, decorrente de vantagens pecuniárias de caráter geral concedidas apenas em favor dos primeiros (não importa o nomem juris que se lhes dê). Discriminação dessa ordem, se não possui fundamentos ético-jurídicos sérios que a justifiquem entre agentes públicos efetivos, muito menos pode existir entre vitalícios. Ademais, a certeza de um futuro desfavorável na inatividade não incentiva a opção dos mais aptos por qualquer carreira e esse quadro sinaliza consequências deletérias e irreversíveis para o futuro da magistratura brasileira. Além dessas questões, outras quatro são de agendamento obrigatório no ano que inicia: 1) a segurança da magistratura; 2) as condições de saúde dos magistrados; 3) o integral respeito à proposta orçamentária que os Tribunais remetem para consolidação pelo Executivo e envio ao Legislativo; 4) e, finalmente, a elaboração do novo Estatuto da Magistratura. É claro que nesta última todas as demais matérias refletirão efeitos. Isso, contudo, não significa que devamos esperar pelo novo Estatuto para resolvermos problemas que, por terem consequências mais imediatas, podem e devem ser solucionados antecipadamente. 3 A correta política remuneratória dos magistrados brasileiros não é de interesse meramente corporativo, mas sim, e sobretudo, de importância institucional Desembargador Milton Nobre Presidente do CPPTJB

4 Daí porque estaremos propondo neste 102º Encontro, em Minas Gerais, a formação de Grupos de Trabalho que se encarregarão, sob coordenação de membros da Comissão Executiva, de tratar de cada qual desses temas inclusive propondo e tomando as medidas imprescindíveis às soluções adequadas para cada caso. Nesta quinta edição da Revista do Colégio, inicial do seu segundo ano de existência, cabem duas mensagem finais inseparáveis como o anverso e o reverso de uma moeda. De um lado, para despedida e de agradecimento, pelos relevantes serviços prestados ao Poder Judiciário, aos colegas presidentes que encerraram seus mandatos em 2015: Desembargadora Leila Mariano (TJRJ); Desembargadora Luzia Nadja Guimarães Nascimento (TJPA); Desembargador Ney Teles de Paula (TJGO); Desembargador Orlando de Almeida Perri (TJMT); Desembargadora Maria de Fátima Moraes Bezerra Cavalcanti (TJPB); Desembargador Aderson Silvino de Souza (TJRN); Desembargador José Carlos Malta Marques (TJAL); Desembargador Cláudio Déda Chagas (TJSE); Desembargador Guilherme Luiz Gomes (TJPR); Desembargador Roberto Barros dos Santos(TJAC); Desembargador Joenildo de Sousa Chaves (TJMS); Desembargador Luiz Carlos Gomes dos Santos (TJAP); Desembargadora Tânia Maria Vasconcelos Dias de Souza Cruz (TJRR) e Desembargadora Ângela Maria Ribeiro Prudente (TJTO). De outro lado, para apresentar boas vindas e exprimir aos Colegas recém empossados : Desembargador Luiz Fernando Ribeiro (TJRJ); Desembargador Constantino Augusto Guerreiro (TJPA); Desembargador Leobino Valente Chaves (TJGO); Desembargador Paulo da Cunha (TJMT); Desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque (TJPB); Desembargador Claudio Santos (TJRN); Desembargador Washington Luiz Damasceno (TJAL); Desembargador Luiz Antônio Mendonça (TJSE); Desembargador Paulo Vasconcelos (TJPR); Desembargadora Cezarinete Angelim (TJAC); Desembargadora João Maria Lós (TJMS); Desembargadora Sueli Pini (TJAP); Desembargador Almiro Padilha (TJRR) e Desembargador Ronaldo Euripedes de Souza (TJTO) a certeza de que a renovação significa revitalização da força que têm garantido ao CPPTJB, em mais de 20 anos, coadjuvar os Tribunais de Justiça no eficiente cumprimento de suas competências e finalidades institucionais. O Colégio Permanente de Presidentes dos Tribunais de Justiça do Brasil abraça tanto os que deixam de integrálo quanto os que chegam para substituí-los, reafirmando a certeza de que nessa rotação democrática se escreve a sua história além do passado e do projeto de futuro sua permanente contemporaneidade que o coloca sempre presente no seu tempo de hoje, como no de ontem ou de amanhã. 4 O Colégio Permanente de Presidentes dos Tribunais de Justiça do Brasil abraça tanto os que deixam de integrá-lo quanto os que chegam para substituí-los

5 NESTA EDIÇÃO Belo Horizonte será a sede do Encontro do Colégio de Presidentes PÁGINAS 30 A 39. EDUARDO FERREIRA / WIKIMEDIA Em defesa da autonomia financeira No Encontro de São Paulo, Colégio Permanente de Presidentes marca posição em favor da independência financeira dos tribunais. PÁGINAS 8 A 11. Ministro defende soluções alternativas Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), propõe a formulação de estruturas para acelerar o rito processual e aponta exemplo do Cartório do Futuro. PÁGINAS 12 E 13. Fortalecimento para superar a crise Com cenário de dificuldades na economia nacional, desembargador Milton Nobre conclama juízes a definirem ações conjuntas para garantir o funcionamento dos tribunais. PÁGINAS 18 A 20. Consciência ambiental Convênio define ações de sustentabilidade no TJSP. PÁGINA 23. EXPEDIENTE Editor responsável WALBERT MONTEIRO DRT 1095/PA Fotos Assessorias dos Tribunais de Justiça, CNJ, Wikimedia 5

6 COLÉGIO PERMANENTE DE PRESIDENTES DE TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DO BRASIL Tribunal de Justiça do Acre Desa. MARIA CEZARINETE DE SOUZA ANGELIM ( ) Tribunal de Justiça de Alagoas Des. WASHINGTON LUIZ DAMASCENO FREITAS ( ) Tribunal de Justiça do Amazonas Desa. MARIA DAS GRAÇAS PESSOA FIGUEIREDO ( ) Tribunal de Justiça do Amapá Desa. SUELI PEREIRA PINI ( ) Tribunal de Justiça da Bahia Des. ESERVAL ROCHA ( ) Tribunal de Justiça do Ceará Desa. MARIA IRACEMA MARTINS DO VALE ( ) Tribunal de Justiça do DF e Territórios Des. GETÚLIO VARGAS DE MORAES OLIVEIRA ( ) Tribunal de Justiça do Espírito Santo Des. SÉRGIO BIZZOTTO PESSOA DE MENDONÇA ( ) Tribunal de Justiça de Goiás Des. LEOBINO VALENTE CHAVES ( ) Tribunal de Justiça do Maranhão Desa. CLEONICE SILVA FREIRE ( ) Tribunal de Justiça do Mato Grosso Des. PAULO DA CUNHA ( ) Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul Des. JOÃO MARIA LÓS ( ) Tribunal de Justiça de Minas Gerais Des. PEDRO CARLOS BITENCOURT MARCONDES ( ) Tribunal de Justiça do Pará Des. CONSTANTINO AUGUSTO GUERREIRO ( ) Tribunal de Justiça da Paraíba Des. MARCOS CAVALCANTI DE ALBUQUERQUE ( ) Tribunal de Justiça do Paraná Des. PAULO ROBERTO VASCONCELOS ( ) Tribunal de Justiça de Pernambuco Des. FREDERICO RICARDO DE ALMEIDA NEVES ( ) Tribunal de Justiça do Piauí Des. RAIMUNDO EUFRÁSIO ALVES FILHO ( ) Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro Des. LUIZ FERNANDO RIBEIRO DE CARVALHO ( ) Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte Des. CLAUDIO SANTOS ( ) Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul Des. JOSÉ AQUINO FLÔRES CAMARGO ( ) Tribunal de Justiça de Rondônia Des. ROWILSON TEIXEIRA ( ) Tribunal de Justiça de Roraima Des. ALMIRO PADILHA ( ) Tribunal de Justiça de Santa Catarina Des. NELSON SCHAEFER MARTINS ( ) Tribunal de Justiça de São Paulo Des. JOSÉ RENATO NALINI ( ) Tribunal de Justiça de Sergipe Des. LUIZ ANTÔNIO ARAÚJO MENDONÇA ( ) Tribunal de Justiça do Tocantins Des. RONALDO EURÍPEDES DE SOUZA ( ) COMISSÃO EXECUTIVA COM MANDATO ATÉ MARÇO DE 2016 Presidente: Desembargador MILTON AUGUSTO DE BRITO NOBRE (TJPA) Membros: Des. ARMANDO TOLEDO (TJSP) Des. JOÃO DE JESUS ABDALA SIMÕES (TJAM) Des. JOSÉ CARLOS MALTA MARQUES (TJAL) Des. MARCELO BANDEIRA PEREIRA (TJRS) Des. MARCUS ANTONIO DE SOUZA FAVER (TJRJ) Des. LUZIA NADJA GUIMARÃES NASCIMENTO (TJPA) Des. OTÁVIO AUGUSTO BARBOSA (TJDFT) Des. NELSON SCHAEFER MARTINS (TJSC) 6

7

8 PRESIDENTES DEFENDEM AUTONOMIA FINANCEIRA 101º ENCONTRO DO COLÉGIO PERMANENTE, EM SÃO PAULO, DESTACA A INDEPENDÊNCIA DAS CORTES E A DESJUDICIALIZAÇÃO DE CASOS QUE NÃO SEJAM ESSENCIALMENTE LITIGIOSOS, COM PRIORIDADE PARA A PRIMEIRA INSTÂNCIA FOTOS: TJSP / DIVULGAÇÃO UNIÃO Foto oficial do Encontro de São Paulo. Presidentes dos TJs defendem o pressuposto da independência do Judiciário. Com um pronunciamento enfático sobre o atual momento delicado da economia nacional, o desembargador Milton Augusto de Brito Nobre, presidente do Colégio Permanente de Presidentes dos Tribunais de Justiça, abriu em São Paulo (SP) o 101º Encontro do Colégio Permanente de Presidentes de Tribunais de Justiça do Brasil, no Palácio da Justiça, sede do Poder Judiciário estadual. A solenidade, realizada no dia 4 de dezembro, contou com as presenças de diversas autoridades do Judiciário brasileiro, entre as quais o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski, um dos palestrantes do evento, e o desembargador José Renato Nalini, pre- 8

9 sidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, anfitrião do 101º Encontro. Durante três dias, os participantes debateram assuntos relacionados ao aperfeiçoamento da Justiça, e encerraram o Encontro divulgando a Carta de São Paulo, contendo os principais assuntos discutidos. O documento foi encaminhado a todos os Tribunais de Justiça, Tribunais Superiores e demais instituições. Após destacar a satisfação pessoal em conduzir o Encontro ao lado de José Renato Nalini, Milton Nobre deu o tom de seu pronunciamento de abertura afirmando que a realidade atual do Brasil leva magistrados e outros gestores dos serviços oferecidos à sociedade a uma importante e necessária reflexão. Segundo o presidente do Colégio, o Brasil termina 2014 com expansão pífia da economia e indústria estagnada, o que enseja medidas sérias de ajuste. Um cenário que, para ele, afeta o relacionamento entre os Três Poderes quando o assunto for o orçamento. Milton Nobre pediu aos presidentes dos Tribunais de Justiça que se mantenham unidos em defesa da autonomia financeira das Cortes, pressuposto de independência do Judiciário. O desembargador ressaltou que as reuniões trimestrais do Colégio de Presidentes permitem trocas de experiência e de aprendizado, e ainda o fortalecimento da unidade federativa da Justiça no Brasil. Inovações - Presidente do maior Tribunal de Justiça do País, José Renato Nalini centralizou seu pronunciamento em três linhas de pensamento: adoção de mecanismos voltados à solução de conflitos sem o equipamento jurisdicional, a desjudicialização de casos que não sejam essencialmente litigiosos e a priorização da primeira instância. Fazer mais do mesmo já não atende à vocação de uma Justiça chamada a resolver toda e qualquer questão. Aprender com a iniciativa privada, motivar os quadros pessoais, aprimorar a utilização das Tecnologias de Comunicação e Informação, comunicarse melhor com o usuário, refletir em termos de uma demanda massiva, que tem um SOLENIDADE A abertura do 101º Encontro teve a presença de autoridades do Judiciário brasileiro. 9

10 jurisdicionado que atua como consumidor cada vez mais exigente. Tudo o que não ousávamos pensar há algumas décadas, agora se impõem como repto urgente, posto por uma velocíssima e profunda mutação da sociedade, afirmou o presidente do TJSP, acrescentando que é preciso ter serenidade sem perder a coragem. E que os frutos desses Encontros se traduzam em salto qualitativo na realização do justo concreto, reiterou o desembargador. José Renato Nalini também agradeceu a presença dos desembargadores José Carlos Malta Marques (TJAL), Luiz Carlos Gomes dos Santos (TJAP), Maria das Graças Pessoa Figueiredo (TJAM), Eserval Rocha (TJBA), Otávio Augusto Barbosa (representando o presidente do TJDFT), Samuel Meira Brasil Junior (representando o presidente do TJES), Ney Teles de Paula (TJGO), Cleonice Silva Freire (TJMA), Paulo da Cunha (presidente eleito do TJMT), Paschoal Carmello Leandro (TJMS), Luzia Nadja Guimarães Nascimento (TJPA), Constantino Augusto Guerreiro (presidente eleito do TJPA), Maria de Fátima Moraes Bezerra Cavalcanti (TJPB), Paulo Roberto Vasconcelos (vice-presidente do TJPR e presidente eleito), Leopoldo de Arruda Raposo (1º vice-presidente do TJPE, representando o presidente), Francisco Antônio Paes Landim Filho (vice-presidente do TJPI, representando o presidente), Aderson Silvino de Sousa (TJRN), José Aquino Flôres de Camargo (TJRS), Tânia Maria Vasconcelos Dias (TJRR), José Antônio Torres Marques (TJSC) e Cláudio Dinart Déda Chagas (TJSE), e ainda da juíza auxiliar da Presidência do TJTO, Silvana Maria Pasteniuk, que representou a presidente Ângela Prudente. Ele saudou ainda o presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Pedro Carlos Bitencourt Marcondes, que não chegou a tempo de participar da solenidade de abertura, e o presidente eleito do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, que estava em seus estado por causa de sua eleição. 10 TJSP / DIVULGAÇÃO FRUTOS Des. José Renato Nalini espera que os Encontros do Colégio se traduzam em salto qualitativo na realização do "justo concreto".

11 A mesa de honra da solenidade de abertura do 101º Encontro foi composta pelo desembargador José Renato Nalini; desembargador Milton Nobre; desembargador Eros Piceli, vice-presidente do TJSP; Deborah Ciocci, conselheira do Conselho Nacional de Justiça (CNJ); os desembargadores Artur Marques da Silva Filho, presidente da Seção de Direito Privado do TJSP, Ricardo Mair Anafe, presidente da Seção de Direito Público, e Geraldo Francisco Pinheiro Franco, presidente da Seção Criminal; Paulo Adib Casseb, presidente do Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo; Arnaldo Hossepian Salles Lima Júnior, subprocurador-geral de Justiça do Estado, que representou o procurador-geral; o juiz João Ricardo dos Santos Costa, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e Marcos da Costa, presidente da seção paulista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A solenidade contou ainda com as presenças dos desembargadores Armando Sérgio Prado de Toledo (TJSP), João de Jesus Abdala Simões (TJAM), Marcelo Bandeira Pereira (TJRS) e Marcus Antonio de Souza Faver (TJRJ); dos desembargadores Fernando Antonio Maia da Cunha, presidente da Escola Paulista da Magistratura, Renato de Salles Abreu Filho, presidente da Academia Paulista de Magistrados, e Maria Cristina Zucchi, presidente do Capítulo Brasileiro da International Association of Women Judges; do ex-presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, desembargador federal Newton de Lucca; do juiz Jayme Martins de Oliveira Neto, presidente da Associação Paulista de Magistrados (Apamagis); de José Horácio Halfeld Rezende Ribeiro, presidente do Instituto de Advogados de São Paulo (Iasp); de Mario de Carvalho Camargo Neto, presidente da Associação dos Notários e Registradores do Estado de São Paulo (Anoreg-SP), e de desembargadores, magistrados, membros do Ministério Público e das advocacias privada e pública, policiais e servidores. (Com informações da Diretoria de Comunicação Social do Tribunal de Justiça de São Paulo). 11 TJSP / DIVULGAÇÃO HONRA Magistrados acompanham os trabalhos da Mesa, na solenidade de abertura do 101º Encontro do Colégio Permanente.

12 FOTOS: TJSP / DIVULGAÇÃO MINISTRO QUER INCENTIVO A SOLUÇÕES ALTERNATIVAS TAREFA Ministro Ricardo Lewandowski colocou sua gestão no STF a serviço da autonomia das Cortes. RICARDO LEWANDOWSKI, PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL (STF), DEFENDE NOVOS MÉTODOS E ESTRUTURAS PARA ACELERAR O RITO PROCESSUAL E APONTA EXEMPLO DO CARTÓRIO DO FUTURO, "INICIATIVA VANGUARDEIRA DO TRIBUNAL DE SÃO PAULO" A eficácia do Judiciário e a intensa dedicação dos mais de 16 mil magistrados do Brasil, mesmo diante de tantos desafios enfrentados diariamente, foram destacados pelo ministro Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em sua palestra no 101º Encontro do Colégio Permanente de Presidentes de Tribunais de Justiça do Brasil, realizado de 4 a 6 de dezembro de 2014, em São Paulo (SP). O ministro, que se pronunciou no último dia do evento, também voltou a ressaltar a importância de soluções alternativas para solucionar os diversos conflitos que chegam ao Judiciário. Segundo Ricardo Lewandowski, a atual quantidade de processos em trâmite exige novos métodos e estruturas, como o Cartório do Futuro, iniciativa vanguardeira do Tribunal de São Paulo, de que tive a honra de participar em sua inauguração. Ele citou ainda a utilização de um processo digital unificado e o Processo Judicial Eletrônico (PJe). Desenvolvido pelo CNJ em 12

13 parceria com tribunais e a Ordem dos Advogados do Brasil, o PJe está sendo revisado, devido às dificuldades de implantação encontradas por alguns Tribunais. Nada será decidido sem se ouvir os tribunais interessados, afirmou. O presidente do STF disse também que sua maior tarefa é manter o Judiciário unido, mas respeitando a pluralidade de um país continental. Ele garantiu que sua gestão à frente do STF vai sempre valorizar a autonomia das Cortes, e no CNJ trabalhará para que o Conselho seja um órgão de consulta e apoio ao Judiciário. O ministro Ricardo Lewandowski, após sua palestra, recebeu do desembargador José Renato Nalini um diploma de participação pela presença no Encontro. CARTA O último dia do Encontro também foi marcado pela redação, aprovação e divulgação da Carta de São Paulo, que trata, entre outros assuntos, das ações de desjudicialização e do combate à corrupção, da garantia aos Tribunais de Justiça de plena autonomia para a implantação do processo judicial eletrônico e do apoio às ações do ministro Ricardo Lewandowski para liberação de recursos destinados aos Grupos de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (GMF). Para o desembargador Milton Nobre, o Encontro foi bastante positivo. Tudo ocorreu bem, como deveria ser, em se tratando de São Paulo. Houve boas discussões e trocas de experiências, e tenho certeza de que cada presidente levará a seu Estado algo novo para enfrentar a massa de processos que aflige a todos nós, finalizou o presidente do Colégio, que recebeu do desembargador José Renato Nalini um livro também entregue aos demais participantes sobre o Judiciário paulista, trabalho realizado pelo chefe de gabinete da Presidência do TJSP e decano da Academia Paulista de Letras, poeta Paulo Bomfim. Agradeço ao presidente Milton Nobre, que é um líder inconteste, aos membros do Colégio de Presidentes, seus familiares e acompanhantes, e ao presidente Ricardo Lewandowski pela parceria em prol do povo brasileiro, declarou José Renato Nalini. EXPERIÊNCIA Encontro permitiu discussões que possam levar ao aprimoramento da Justiça nos Estados. Acima, o governador Geraldo Alckmin recebe os presidentes no Palácio dos Bandeirantes. 13

14 FOTOS: TJSP / DIVULGAÇÃO OS CAMINHOS PARA UM JUDICIÁRIO MAIS EFICIENTE PALESTRA Ministro Moura Ribeiro dissertou sobre métodos alternativos para a solução de conflitos CONCILIAÇÃO, APERFEIÇOAMENTO DA JUSTIÇA E SAÚDE SÃO TEMAS DESTACADOS NAS PALESTRAS DO MINISTRO MOURA RIBEIRO, DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA (STJ), DO DEPUTADO FEDERAL GABRIEL CHALITA E DA CONSELHEIRA DO CNJ DEBORAH CIOCCI As palestras do ministro Paulo Dias de Moura Ribeiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), do deputado federal Gabriel Chalita e da conselheira Deborah Ciocci, do Conselho Nacional de Justiça, integraram a programação do segundo dia do 101º Encontro do Colégio Permanente de Presidentes de Tribunais de Justiça do Brasil, que contou ainda com debates sobre o aperfeiçoamento da Justiça e temas referentes ao estatuto do Colégio de Presidentes. A programação reuniu dirigentes de tribunais estaduais, no Palácio da Justiça de São Paulo. O ministro Paulo Moura Ribeiro abordou um tema que vem dominando a pauta do Judiciário: os métodos alternativos de solução de conflitos. Após apresentar um breve histórico da legislação sobre o tema, ele ressaltou que a Constituição de 1824, na época do Império, já determinava que a solução apontada pelos árbitros já era uma sentença. Há um poema de Paulo Bonfim que diz: Quando julgamos encontrar alguma coisa original, mais cedo ou mais tarde descobrimos em suas costas a marca triste do papel carbono. 14

15 A nossa legislação, em inúmeras passagens, já incentiva a conciliação, reiterou. Em seguida, Paulo Moura Ribeiro falou sobre a remuneração de conciliadores e mediadores. Segundo ele, o projeto do Código de Processo Civil não menciona quem pagará os custos do trabalho desses profissionais, que hoje são voluntários. Mas não é justo que continuemos dessa forma. O ministro encerrou sua palestra expondo os números da Justiça brasileira, que hoje acumula cerca de 100 milhões de processos em tramitação, incluindo aqueles sobre os mesmos temas. BUSCA PELA PERFEIÇÃO Uma reflexão sobre as palavras escolha, aspiração, utopia e justiça foi proposta pelo palestrante Gabriel Chalita, deputado federal, professor, filósofo e educador. Chalita disse que, de acordo com o filósofo grego Aristóteles, escolha é a capacidade que o homem tem de fazer o racional interferir em seus desejos. Pelo fato de termos escolhas, organizamos nossos desejos. É o instrumental racional que orienta o dia a dia de nossas vidas, ressaltou o professor, para quem a aspiração é o que rege a vida das pessoas. Querer ser um juiz é escolha; querer ser um bom juiz é aspiração, enfatizou. Ao abordar a relação utopia e justiça, Gabriel Chalita disse que os presidentes de tribunais desejam uma máquina judiciária perfeita, para que possam atender a todas as demandas. A Justiça deixa de ser utopia quando eu sou capaz de ver até onde vai o meu poder. Se nos envolvemos apenas com os números, perdemos a dimensão, a beleza e a capacidade de percepção do que é a Justiça, assegurou o palestrante. SAÚDE A importância do relatório Justiça em Números foi o tema da palestra da conselheira Deborah Ciocci, que também é juíza do Tribunal de Justiça de São Paulo. Para ela, o relatório é essencial ao processo de planejamento das ações do Judiciário. Não queremos tirar o magistrado de sua função para preencher planilhas estatísticas, mas apenas com esses dados temos a exata noção da litigiosidade, ressaltou. FILOSOFIA No alto, o deputado federal Gabriel Chalita, no 101º Encontro: "Querer ser um juiz é escolha; querer ser um bom juiz é aspiração". 15

16 Deborah Ciocci pediu aos desembargadores total apoio à questão da judicialização da saúde, a fim de que sejam constituídos nos tribunais comitês para atuação nessa área. Em 2010, frisou a conselheira, chagaram ao Judiciário mais de 250 mil processos com pedidos de medicamentos, insumos e internações, e outros relacionados ao assunto saúde. Precisamos tomar cuidado para que o Judiciário não se torne um meio de burlar as filas. Sabemos que o orçamento do Ministério da Saúde, dos Estados e Municípios está bastante comprometido com o cumprimento de liminares, e estamos criando uma segunda fila, alertou a magistrada. ESTATUTO No segundo dia do evento os presidentes de tribunais debateram sobre os sistemas dos processos digitais utilizados pelos tribunais; monitoramento e fiscalização do sistema carcerário e mudanças no estatuto do Colégio, incluindo sua denominação. Sérgio Luiz Junkes, vice-presidente institucional da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), solicitou a colaboração dos presidentes na realização de um diagnóstico da Justiça brasileira, a ser coordenado pela professora Maria Tereza Sadek, abrangendo o período de 2010 a PROJETOS SOCIAIS Ações na área social foram apresentadas às esposas dos presidentes dos tribunais por Maria Luiza de Freitas Nalini, presidente do Comitê de Ação Social e Cidadania do TJSP (CASC), durante uma programação paralela ao 101º Encontro do Colégio de Presidentes. As ações expostas são realizadas no Gade MMDC, edifício que abriga gabinetes da Seção de Direito Público. Maria Luiza de Freitas Nalini falou sobre as campanhas desenvolvidas pelo setor, que incluem entregas de doações a entidades assistenciais, e outras atividades realizadas junto com a Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica do Poder Judiciário (Comesp) e o Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), do Tribunal de São Paulo. Maria Cecília Barreira, integrante do CASC, sugeriu que o mesmo trabalho seja implantado nos demais Estados. As participantes da palestra assistiram ainda à apresentação musical do Chorus Brasil, dentro do Projeto Arte e Cultura no TJSP. 16 FOTOS: TJSP / DIVULGAÇÃO CNJ Conselheira Deborah Ciocci explanou sobre as questões ligadas à judicialização da saúde

17 ÍNTEGRA DA CARTA DE SÃO PAULO O Colégio Permanente de Presidentes de Tribunais de Justiça do Brasil, reunido na cidade São Paulo (SP), ao final de seu 101º Encontro, no período de 04 a 06 de dezembro de 2014, divulga, para conhecimento público, as seguintes conclusões aprovadas por unanimidade: 01 Considerar fundamental para a melhoria da prestação jurisdicional e otimização das atividades fins a adoção, em caráter permanente, de ações que objetivem incentivar a desjudicialização e, de acordo com as Metas Nacionais do Judiciário para 2015, impulsionar o trabalho dos Centros Judiciais de Solução de Conflitos (CEJUSCs). 02 Garantir aos Tribunais de Justiça a plena autonomia para a implantação do processo judicial eletrônico, flexibilizando os termos da Resolução 185/2013 do Conselho Nacional de Justiça, notadamente quanto ao seu artigo Conclamar todos os Tribunais de Justiça a se unirem em um grande esforço nacional de combate à malversação do dinheiro público, dando ênfase aos objetivos da Meta 4 do Judiciário Nacional, ampliando o seu alcance para todos os processos que envolvam a corrupção sob qualquer de suas formas. 04 Manifestar integral apoio às iniciativas do Ministro Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça, no sentido de que sejam alocados recursos orçamentários e humanos aos Grupos de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (GMF) previstos na Resolução CNJ 96/2009. Cidade de São Paulo, 6 de dezembro de 2014 Desembargador Milton Nobre Presidente do Colégio Permanente de Presidentes de Tribunais de Justiça do Brasil Desembargador José Renato Nalini Presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo 17

18 FOTOS: TJSP / DIVULGAÇÃO COLÉGIO DE PRESIDENTES FORTALECE OS TRIBUNAIS DESEMBARGADOR MILTON NOBRE ALERTA PARA O DIFÍCIL CENÁRIO ECONÔMICO- FINANCEIRO DO PAÍS EM 2015 E CONCLAMA OS PRESIDENTES DAS CORTES A UMA ATUAÇÃO CONJUNTA EM DEFESA DA AUTONOMIA FINANCEIRA DO JUDICIÁRIO CENÁRIO Des. Milton Nobre falou das dificuldades que o País enfrenta na área econômicofinanceira e convocou o Colegiado a garantir a autonomia do Judiciário Estadual. Minhas senhoras e meus senhores, Tenho dito, reiteradamente, que os pronunciamentos em solenidades de abertura de eventos, como este, devem ser necessariamente breves por inúmeras razões, dentre as quais uma sobressai pelo seu indiscutível conteúdo de certeza: o tempo dos nossos tempos, até mesmo nas academias, não mais admite discursos longos que terminam por ser maçantes e um tormento ouvir. Daí porque, embora não possa limitar a minha fala à natureza protocolar de simples saudação aos participantes e agradecimento aos organizadores deste 101º Encontro do Colégio Permanente de Presidentes dos Tribunais de Justiça, bem como às autoridades e demais convidados que, com as suas presenças, conferem prestígio a este 18

19 ato, assumo, desde logo, o compromisso de não me alongar em demasia. Esclareço, porém, que sou forçado a ultrapassar as barreiras protocolares ou das regras etiquetais porque, numa oportunidade como esta, em que se reúne, com a presença de tão distinguidas autoridades e notórios formadores de opinião publica, o mais importante segmento do Poder Judiciário brasileiro - na medida em que, ao lado de ser o mais antigo, abriga o maior contingente dos seus Juízes, responde pela condução e resolução de cerca de 70% dos conflitos sociais judicializados no País, tem competências diversificadas e de maior amplitude, bem como capilaridade efetivamente nacional - aqui representado pelos eminentes Presidentes dos Tribunais de Justiça dos Estados, parece-me adequado tratar de um tema de interesse geral. Mas não só isto! Senti-me obrigado a proceder desse modo porque o momento brasileiro obriga uma reflexão séria, não apenas dos Presidentes dos Tribunais de Justiça, enquanto Chefes dos Poderes Judiciários dos Estados da nossa imensa Federação, mas de todos aqueles que detêm qualquer parcela de responsabilidade pela gestão da coisa pública, a respeito do preocupante quadro econômico-financeiro revelado no ano que termina e, sobretudo, do difícil cenário que projeta para O Brasil está terminando 2014, segundo se pode concluir por dados fornecidos pelo Relatório Focus, com uma expansão pífia da economia, a inflação oficial que fechará o ano em torno de 6,43%, a indústria praticamente estagnada, um elevado déficit em transações correntes (que envolve a balança comercial, os serviços e rendas), a taxa de juros de 11,25% (podendo chegar a 11,50%), cotação do dólar elevando-se para indicar um fim de ano em cerca de R$2,55 e, como se tudo isso não bastasse, com manobras para martelar a meta do superávit primário. Sem nenhum risco de ser considerado superficial ou reducionista, e mesmo não sendo doutor em economia, creio que esses dados bastam para indicar, "A integridade da autonomia financeira dos Tribunais é, ao fim e ao cabo, um verdadeiro pressuposto constitucional da independência do Poder Judiciário, sem o qual não falar em estado democrático de direito." 19 quando pouco, descontrole nas contas da União, falta de consistência nas políticas públicas necessárias à continuidade do desenvolvimento sustentável do país ou de austeridade em suas práticas, o que somente se afigura reversível através de medidas sérias de ajuste, muitas das quais terão efeitos seguros com persistência e a longo prazo, tudo indicando recuperação lenta e que o próximo ano será de grandes dificuldades. E, num país organizado federativamente, como o nosso, soa quase evidente dizer que dificuldades semelhantes, e até mesmo maiores, marcarão o panorama econômico e financeiro dos Estados em 2015, contribuindo para tornar mais complexo e sensível o de há muito complicado relacionamento entre os seus Poderes quando se trata de matéria orçamentária e financeira. No ano que ora finda, alguns Tribunais de Justiça, lamentavelmente, tiveram que se socorrer das vias judiciais na defesa de sua autonomia financeira consagrada no art. 99 da Constituição da República, bem ainda para garantir o repasse de duodécimos no prazo estipulado no art. 168 do mesmo Texto Fundamental ou com a finalidade de obrigar abertura de crédito correspondente a parcela de superávit de arrecadação que lhes era devida. Em face dessa realidade, não exagero ao alimentar forte convicção de que, para o futuro, os Presidentes dos Tribunais de Justiça devem se mobilizar, sob o pálio deste Colegiado, para juntos terem uma atuação mais forte na defesa da autonomia financeira do Judiciário Estadual, onde quer que possa haver algum sinal tendente a colocá-la em risco. A integridade da autonomia financeira dos Tribunais é, ao fim e ao cabo, um verdadeiro pressuposto constitucional da independência do Poder Judiciário, sem o qual não falar em estado democrático de direito. Contudo, nos 26 anos de vigência da atual Constituição da República - salvo no período em que o eminente Ministro Cezar Peluso exerceu a presidência

20 do Conselho Nacional de Justiça, quando foi criado um grupo para atuar em apoio na adoção de medidas necessárias à plena garantia dessa autonomia e, em tempo mais recente, por iniciativas da Comissão Executiva deste Colégio - os Tribunais de Justiça têm atuado solitariamente, amparando-se na força moral de seus Presidentes e na credibilidade dos seus membros, para não raro desmontar verdadeiros artifícios criados pelos Executivos locais com a finalidade de reduzir os recursos financeiros devidos constitucionalmente à manutenção da Justiça Estadual Esses truques orçamentários ou financeiros, marcadamente antirrepublicanos e frutos da velha cultura de governadores donatários do presidencialismo imperial, por não serem registráveis como exceções, justificam o alerta e este toque de reunir para que os Presidentes dos Tribunais de Justiça não sejam mais surpreendidos isoladamente, em especial num ano difícil como o que se aproxima. Autoridades presentes, amigos Presidentes, minhas senhoras e meus senhores. As reuniões trimestrais do Colégio Permanente de Presidentes dos Tribunais de Justiça do Brasil, ao lado de propiciarem uma enriquecedora troca de conhecimento e de experiências bem-sucedidas em cada Estado da Federação, prestando grande contribuição para que se acumulem aprendizados que se traduzem em melhorias à gestão de qualidade do judiciário estadual e, por via de consequência, ao aperfeiçoamento da prestação jurisdicional em benefício da população, reforçam a unidade nacional e federativa da Justiça brasileira. São eventos de trabalho, nos quais são analisadas as adversidades enfrentadas e os êxitos alcançados pelo maior segmento do Judiciário Brasileiro, que, contando com magistrados, recebeu em 2013 cerca de 20 milhões de processos, baixou, isto é, definitivamente arquivou 19,2 milhões (em torno de 1611 processos por magistrado) remanescendo sob "O Poder Judiciário do nosso país há muito opera no limite. E no caso da magistratura estadual que, como antes disse, responde por cerca de 70% do total dos processos em tramitação, essa realidade está levando ao desgaste físico e mental dos seus integrantes." 20 sua responsabilidade a condução 52,7 milhões de processos aos quais se somou a carga ingressada em O Poder Judiciário do nosso país há muito opera no limite. E no caso da magistratura estadual que, como antes disse, responde por cerca de 70% do total dos processos em tramitação, essa realidade, além de ser agravada pelo acumulado déficit de meios materiais, tecnológicos e humanos decorrente de muitos anos sem investimentos compatíveis para fazer face a demanda, está levando ao desgaste físico e mental dos seus integrantes. Creio já ter me estendido mais do que devia. E, portanto, para não trair minha promessa inicial, está na hora de terminar. Encerrando, devo declarar que me sinto extremamente honrado por dividir com o Desembargador José Renato Naline, douto Presidente do e. Tribunal de Justiça de São Paulo, a condução dos trabalhos deste Encontro do Colégio que se prolongará por mais dois dias nesta terra abençoada de desbravadores. Agradeço, na pessoa de sua excelência, a primorosa organização do evento e a fidalguia com que fomos recebidos. Sou também grato a todos que integram o Poder Judiciário do Estado de São Paulo ou coadjuvam suas atividades, pela afetuosa e gentil acolhida. E, do mesmo modo, confesso-me reconhecido aos colegas Presidentes que, mais uma vez, demonstram integral apoio às atividades e iniciativas deste Colegiado, mediante o comparecimento quase unânime ao Encontro. Agradeço a simpática atenção com que todos me ouviram e a presença das dignas autoridades e não menos distintos convidados que prestigiam esta ocasião, declarando, por fim, aberto este 101º Encontro do Colégio Permanente de Presidentes dos Tribunais de Justiça do Brasil. Muito obrigado!

COLÉGIO PERMANENTE DE PRESIDENTES DE TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DO BRASIL ATA DO 101º. ENCONTRO DE PRESIDENTES

COLÉGIO PERMANENTE DE PRESIDENTES DE TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DO BRASIL ATA DO 101º. ENCONTRO DE PRESIDENTES COLÉGIO PERMANENTE DE PRESIDENTES DE TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DO BRASIL ATA DO 101º. ENCONTRO DE PRESIDENTES PRESIDÊNCIA: DES.MILTON AUGUSTO DE BRITO NOBRE PERÍODO: 04 A 06 DE DEZEMBRO DE 2014 LOCAL: SÃO PAULO

Leia mais

Os desafios da magistratura para 2015

Os desafios da magistratura para 2015 Os desafios da magistratura para 2015 Chegamos a 2015, renovados pela convicção de que o CPPTJB cumpriu todas as metas estabelecidas para o ano que findou. É bem verdade que não logramos aprovar a PEC

Leia mais

COLÉGIO PERMANENTE DE PRESIDENTES DOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DO BRASIL ATA DO 99º ENCONTRO DE PRESIDENTES

COLÉGIO PERMANENTE DE PRESIDENTES DOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DO BRASIL ATA DO 99º ENCONTRO DE PRESIDENTES COLÉGIO PERMANENTE DE PRESIDENTES DOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DO BRASIL ATA DO 99º ENCONTRO DE PRESIDENTES PRESIDÊNCIA: DES. MILTON AUGUSTO DE BRITO NOBRE PERÍODO: 05 a 07 de junho de 2014 LOCAL: BELÉM-PARÁ

Leia mais

JusClip. Clipping de Notícias Jurídicas. Home Fale Conosco Sitemap Privacidade RSS 09/06/2014

JusClip. Clipping de Notícias Jurídicas. Home Fale Conosco Sitemap Privacidade RSS 09/06/2014 1 de 7 26/08/2014 10:54 JusClip Clipping de Notícias Jurídicas Home Fale Conosco Sitemap Privacidade RSS 09/06/2014 Curtir 0 Tweetar 0 Agradecemos pelo feedback. Desfazer Usamos seu feedback para analisar

Leia mais

Roteiro. SNAP Informática ISIS Consulta Processual Automatizada Módulos Robot Recorte Push Futuro do Isis

Roteiro. SNAP Informática ISIS Consulta Processual Automatizada Módulos Robot Recorte Push Futuro do Isis 1 Roteiro SNAP Informática ISIS Consulta Processual Automatizada Módulos Robot Recorte Push Futuro do Isis 2 SNAP Informática A SNAP Informática é especializada em consulta processual automatizada. Focada

Leia mais

Relatório das Metas Nacionais de 2014 Meta 4 de 2014

Relatório das Metas Nacionais de 2014 Meta 4 de 2014 Relatório das Metas Nacionais de 2014 Meta 4 de 2014 Relatório gerado dia 30 de Março de 2015 Identificar e julgar até 31/12/2014 as ações de improbidade administrativa e as ações penais relacionadas a

Leia mais

CHAPA 1. Compromisso e Ação!

CHAPA 1. Compromisso e Ação! CHAPA 1 Compromisso e Ação! Concorremos nas próximas eleições da AJURIS pela situação, com o compromisso de avançar e dar continuidade ao trabalho que vem sendo feito. Temos consciência de que os tempos

Leia mais

SNAP Informática. Roteiro. ISIS Consulta Processual Automatizada Módulos de atualizadores Robot Recorte Eletrônico Push Autos Intimações Captcha

SNAP Informática. Roteiro. ISIS Consulta Processual Automatizada Módulos de atualizadores Robot Recorte Eletrônico Push Autos Intimações Captcha 1 SNAP Informática Roteiro ISIS Consulta Processual Automatizada Módulos de atualizadores Robot Recorte Eletrônico Push Autos Intimações Captcha 2 SNAP Informática A SNAP Informática é especializada em

Leia mais

AS RECENTES MUDANÇAS NAS VAGAS DOS LEGISLATIVOS MUNICIPAIS DO BRASIL

AS RECENTES MUDANÇAS NAS VAGAS DOS LEGISLATIVOS MUNICIPAIS DO BRASIL Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 18 a 22 de outubro, 2010 770 AS RECENTES MUDANÇAS NAS VAGAS DOS LEGISLATIVOS MUNICIPAIS DO BRASIL Tiago Valenciano Mestrando do Programa de

Leia mais

Resolução nº 126 do Conselho Nacional de Justiça, de 22 de fevereiro de 2011

Resolução nº 126 do Conselho Nacional de Justiça, de 22 de fevereiro de 2011 Resolução nº 126 do Conselho Nacional de Justiça, de 22 de fevereiro de 2011 Dispõe sobre o Plano Nacional de Capacitação Judicial de magistrados e servidores do Poder Judiciário (Publicada no DJ-e nº

Leia mais

Excelentíssima Senhora Desembargadora Maria Helena Mallmann, Digníssima Presidente do Egrégio Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região;

Excelentíssima Senhora Desembargadora Maria Helena Mallmann, Digníssima Presidente do Egrégio Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região; Discurso Sessão Solene de Ratificação de Posse das Desembargadoras Lucia Ehrenbrink e Tânia Regina Silva Reckziegel 30/11/2012 18 horas Plenário do TRT4 Excelentíssima Senhora Desembargadora Maria Helena

Leia mais

Elas formam um dos polos mais dinâmicos da economia brasileira, e são o principal sustentáculo do emprego e da distribuição de renda no país.

Elas formam um dos polos mais dinâmicos da economia brasileira, e são o principal sustentáculo do emprego e da distribuição de renda no país. Fonte: http://www.portaldaindustria.org.br 25/02/2015 PRONUNCIAMENTO DO PRESIDENTE DO CONSELHO DELIBERATIVO NACIONAL (CDN) DO SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS (SEBRAE), NA SOLENIDADE

Leia mais

DECLARAÇÃO DE BUENOS AIRES (2012) 1

DECLARAÇÃO DE BUENOS AIRES (2012) 1 DECLARAÇÃO DE BUENOS AIRES (2012) 1 Sobre a atuação dos Juízes e Poderes Judiciários Iberoamericanos relativamente à informação, à participação pública e ao acesso à justiça em matéria de meio ambiente

Leia mais

Meta 4 de 2015. Superior

Meta 4 de 2015. Superior Identificar e julgar até 31/12/2015: Meta 4 de 2015 Na Justiça Estadual, pelo menos 70% das ações de improbidade administrativa e das ações penais relacionadas a crimes contra a administração pública distribuídas

Leia mais

CONHEÇA A VERDADE SOBRE A EC 50

CONHEÇA A VERDADE SOBRE A EC 50 CONHEÇA A VERDADE SOBRE A Porque os interesses de Goiás e do povo goiano estão acima de interesses pessoais e corporativistas. O que é a /2014? É uma Emenda Constitucional, que disciplina a representação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 002, DE 05 DE FEVEREIRO DE 2013. O PLENO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas atribuições legais,

RESOLUÇÃO Nº 002, DE 05 DE FEVEREIRO DE 2013. O PLENO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas atribuições legais, RESOLUÇÃO Nº 002, DE 05 DE FEVEREIRO DE 2013 DISPÕE SOBRE A ESTRUTURA E ATIVIDADES DA ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO E MODERNIZAÇÃO DO PODER JUDICIÁRIO APMP, CRIA A DIVISÃO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS DIGEP,

Leia mais

Nota oficial do Poder Judiciário do Estado de Santa Catarina,

Nota oficial do Poder Judiciário do Estado de Santa Catarina, Nota oficial do Poder Judiciário do Estado de Santa Catarina, É de conhecimento de todos que os servidores filiados ao Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de Santa Catarina Sinjusc,

Leia mais

Mídia Impressa Anuários ConJur. Consultor Jurídico. conjur.com.br

Mídia Impressa Anuários ConJur. Consultor Jurídico. conjur.com.br Mídia Impressa s ConJur Consultor Jurídico Apresentação 03 Brasil Brazil Justice Yearbook do Trabalho Federal Rio de Janeiro 04 05 06 07 08 ão Paulo 09 Especificações e calendário 10 Contato 11 www. ConJur

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Segurança proíbe depósitos de terceiros em contas de presidiários

CÂMARA DOS DEPUTADOS Segurança proíbe depósitos de terceiros em contas de presidiários ASSESSORIA PARLAMENTAR INFORMATIVO 14 DE NOVEMBRO DE 2014 CÂMARA DOS DEPUTADOS Segurança proíbe depósitos de terceiros em contas de presidiários A intenção é evitar que condenados usem essas contas para

Leia mais

Conselho Nacional de Justiça Processo Judicial Eletrônico

Conselho Nacional de Justiça Processo Judicial Eletrônico Conselho Nacional de Justiça Processo Judicial Eletrônico O documento a seguir foi juntado aos autos do processo de número 0001627-78.2014.2.00.0000 em 27/03/2015 15:12:09 e assinado por: - CICERO RENATO

Leia mais

ENUNCIADOS DO FORUM NACIONAL DA MEDIAÇÃO E CONCILIAÇÃO

ENUNCIADOS DO FORUM NACIONAL DA MEDIAÇÃO E CONCILIAÇÃO ENUNCIADOS DO FORUM NACIONAL DA MEDIAÇÃO E CONCILIAÇÃO Semestralmente o Fórum Nacional da Mediação e Conciliação se reúne e promove discussões objetivando levantar boas práticas que possam aprimorar o

Leia mais

Diagnóstico da Governança - Práticas de Gestão Recomendadas v02

Diagnóstico da Governança - Práticas de Gestão Recomendadas v02 1 de 30 16/11/2015 15:16 Diagnóstico da Governança - Práticas de Gestão Recomendadas v02 Prezado(a) Como o OBJETIVO de apurar o nível de maturidade em governança da Justiça Federal, foi desenvolvido instrumento

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2013

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2013 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2013 Dispõe sobre a mediação extrajudicial. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Capítulo I Disposições Gerais Art. 1º Esta lei dispõe sobre mediação extrajudicial. Parágrafo único.

Leia mais

SUMÁRIO AGRADECIMENTOS... 17 NOTA À 2ª EDIÇÃO... 19 PREFÁCIO... 21

SUMÁRIO AGRADECIMENTOS... 17 NOTA À 2ª EDIÇÃO... 19 PREFÁCIO... 21 Sumário 7 SUMÁRIO AGRADECIMENTOS... 17 NOTA À 2ª EDIÇÃO... 19 PREFÁCIO... 21 CAPÍTULO I VOCÊ REALMENTE DESEJA INGRESSAR NA CARREIRA DA MAGISTRATURA?... 23 1. Mito do subsídio libertador... 24 2. Mito da

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina REF.: CARTA ABERTA DA COMARCA DE BLUMENAU: O SENTIMENTO DOS SERVIDORES

Excelentíssimo Senhor Presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina REF.: CARTA ABERTA DA COMARCA DE BLUMENAU: O SENTIMENTO DOS SERVIDORES Blumenau (SC), 13 de Fevereiro de 2014. Excelentíssimo Senhor Presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina REF.: CARTA ABERTA DA : O SENTIMENTO DOS SERVIDORES Inicialmente, agradecemos profundamente

Leia mais

Como harmonizar a relação entre cidadãos/consumidores e sus/operadoras de planos de saúde e reduzir as demandas judiciais

Como harmonizar a relação entre cidadãos/consumidores e sus/operadoras de planos de saúde e reduzir as demandas judiciais Como harmonizar a relação entre cidadãos/consumidores e sus/operadoras de planos de saúde e reduzir as demandas judiciais João Baptista Galhardo Júnior Membro do Comitê Estadual da Saúde do Conselho Nacional

Leia mais

DATA DE POSSE: 15 de outubro de 2012, com nomeação pela Presidenta Dilma Rousseff, publicada no D.O.U do dia 09.10.2012

DATA DE POSSE: 15 de outubro de 2012, com nomeação pela Presidenta Dilma Rousseff, publicada no D.O.U do dia 09.10.2012 TÂNIA REGINA SILVA RECKZIEGEL DESEMBARGADORA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO DATA DE POSSE: 15 de outubro de 2012, com nomeação pela Presidenta Dilma Rousseff, publicada no D.O.U

Leia mais

CURRICULUM VITAE EROS PICELI

CURRICULUM VITAE EROS PICELI CURRICULUM VITAE DESEMBARGADOR EROS PICELI Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo DGJUD 1.2 - Serviço de Publicações e Divulgação Dados Pessoais Desembargador EROS PICELI Filiação: José Piceli Maria

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DO MOVIMENTO PELA CONCILIAÇÃO DE 2009

PLANO DE AÇÃO DO MOVIMENTO PELA CONCILIAÇÃO DE 2009 MOVIMENTO NACIONAL PELA CONCILIAÇÃO PLANO DE AÇÃO DO MOVIMENTO PELA CONCILIAÇÃO DE 2009 Conciliar é legal Janeiro de 2009 ÓRGÃO REALIZADOR Tribunal de Justiça do Estado de Goiás GESTOR Tribunal de Justiça

Leia mais

NÚCLEO TÉCNICO FEDERAL

NÚCLEO TÉCNICO FEDERAL NÚCLEO TÉCNICO FEDERAL Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte PPCAAM Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente Secretaria de Direitos Humanos Presidência

Leia mais

A Seção Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina, em sessão extraordinária,

A Seção Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina, em sessão extraordinária, DELIBERAÇÃO N. 01/2013 SEÇÃO CRIMINAL Disciplina e informa o procedimento a ser adotado no âmbito das Câmaras Criminais e Seção Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina, e orienta a

Leia mais

CNJ REDUZ PRESSÃO SOBRE TRIBUNAIS E JUÍZES EM 2.011

CNJ REDUZ PRESSÃO SOBRE TRIBUNAIS E JUÍZES EM 2.011 CNJ REDUZ PRESSÃO SOBRE TRIBUNAIS E JUÍZES EM 2.011 Mariana Ghirello Todo ano, o Conselho Nacional de Justiça se reúne com os presidentes dos Tribunais de Justiça para identificar as necessidades do Poder

Leia mais

TCU - Ciclo de Palestras 2011. Papel da Alta Administração na Governança de TI

TCU - Ciclo de Palestras 2011. Papel da Alta Administração na Governança de TI TCU - Ciclo de Palestras 2011 Papel da Alta Administração na Governança de TI Missão do CNJ O Conselho Nacional de Justiça tem o propósito de realizar a gestão estratégica e o controle administrativo do

Leia mais

Novo teto libera dois terços dos supersalários Janaina Vilella, Sérgio Bueno, Vanessa Jurgenfeld, Carol Mandl e Patrick Cruz Valor 07/03/2007

Novo teto libera dois terços dos supersalários Janaina Vilella, Sérgio Bueno, Vanessa Jurgenfeld, Carol Mandl e Patrick Cruz Valor 07/03/2007 Novo teto libera dois terços dos supersalários Janaina Vilella, Sérgio Bueno, Vanessa Jurgenfeld, Carol Mandl e Patrick Cruz Valor 07/03/2007 A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que ampliou de

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Virtualização do processo judicial André Luiz Junqueira 1. INTRODUÇÃO A Associação dos Juizes Federais do Brasil (AJUFE) encaminhou um projeto de lei sobre a informatização do processo

Leia mais

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS 43 Considerando os Objetivos Estratégicos, Indicadores e Metas, foram elaboradas para cada Objetivo, as Ações e indicados Projetos com uma concepção corporativa. O Plano Operacional possui um caráter sistêmico,

Leia mais

(PROCURADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL) Excelentíssimo Presidente do Supremo Tribunal Federal,

(PROCURADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL) Excelentíssimo Presidente do Supremo Tribunal Federal, A SRA. JANAÍNA BARBIER GONÇALVES (PROCURADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL) Excelentíssimo Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro Gilmar Mendes, na pessoa de quem cumprimento as demais autoridades

Leia mais

Gestão do conhecimento jurídico

Gestão do conhecimento jurídico BuscaLegis.ccj.ufsc.br Gestão do conhecimento jurídico André Luiz Junqueira Advogado, formado pela Universidade Veiga de Almeida (RJ). Consultor Jurídico de empresas do mercado imobiliário. Especializado

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO DESEMBARGADOR COORDENADOR DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE

EXCELENTÍSSIMO DESEMBARGADOR COORDENADOR DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE EXCELENTÍSSIMO DESEMBARGADOR COORDENADOR DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE ATENDIMENTO A CRIANÇAS E ADOLESCENTES USUÁRIOS DE DROGAS ENCAMINHAMENTOS DECORRENTES DE SEMINÁRIO ORGANIZADO PELA COORDENADORIA DA INFÂNCIA

Leia mais

PROC. N. 5673/05 P.L.L. N. 0266/05 EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS

PROC. N. 5673/05 P.L.L. N. 0266/05 EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS Trazemos à consideração dos nobres Vereadores o presente Projeto de Lei para, com o apoio desta Casa, conceder o título honorífico de Cidadão Emérito de Porto Alegre ao Ministro Luiz

Leia mais

LEVANTAMENTO DOS CRESS SOBRE QUADRO DE ASSISTENTES SOCIAIS NOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DOS ESTADOS

LEVANTAMENTO DOS CRESS SOBRE QUADRO DE ASSISTENTES SOCIAIS NOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DOS ESTADOS LEVANTAMENTO DOS CRESS SOBRE QUADRO DE ASSISTENTES SOCIAIS NOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DOS ESTADOS Informações enviadas pelos CRESS: 1ª. PA; 2ª. MA; 5ª. BA; 6ª.-MG; 7ª. RJ; 10ª. RS; 11ª. PR; 12ª-SC; 13ª.

Leia mais

Departamento de Pesquisas Judiciárias RELATÓRIO DE DADOS ESTATÍSTICOS. SEMANA PELA CONCILIAÇÃO META 2 Período: 14 a 18 de setembro de 2009

Departamento de Pesquisas Judiciárias RELATÓRIO DE DADOS ESTATÍSTICOS. SEMANA PELA CONCILIAÇÃO META 2 Período: 14 a 18 de setembro de 2009 RELATÓRIO DE DADOS ESTATÍSTICOS SEMANA PELA CONCILIAÇÃO META 2 Período: 14 a 18 de setembro de 2009 1. Introdução O presente relatório objetiva apresentar os resultados estatísticos obtidos durante o período

Leia mais

PROJETO I SEMINÁRIO SOBRE MEDIAÇÃO COMUNITÁRIA

PROJETO I SEMINÁRIO SOBRE MEDIAÇÃO COMUNITÁRIA ESTADO DO CEARÁ PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA COORDENAÇÃO DOS NÚCLEOS DE MEDIAÇÃO COMUNITÁRIA PROJETO I SEMINÁRIO SOBRE MEDIAÇÃO COMUNITÁRIA Mediar é um Jeito Simples de Solucionar e Prevenir Conflitos

Leia mais

A Informática e a Prestação Jurisdicional

A Informática e a Prestação Jurisdicional A Informática e a Prestação Jurisdicional Advogado/RS que nela crêem. e distribuição da Justiça exige a maciça utilização de recursos tecnológicos, especialmente informática. com a tecnologia hoje disponível

Leia mais

A CONCILIAÇÃO: DEVER ÉTICO DO ADVOGADO

A CONCILIAÇÃO: DEVER ÉTICO DO ADVOGADO A CONCILIAÇÃO: DEVER ÉTICO DO ADVOGADO EM BUSCA DA PAZ E DA JUSTIÇA Maria Avelina Imbiriba Hesketh 1 1. Introdução A prestação jurisdicional efetiva é uma questão de Justiça Social. Antes de entrar no

Leia mais

CLIPPING DE NOTÍCIAS DO PODERJUDICIÁRIO GESTÃO ESTRATÉGICA CONSELHOS TRIBUNAIS SUPERIORES

CLIPPING DE NOTÍCIAS DO PODERJUDICIÁRIO GESTÃO ESTRATÉGICA CONSELHOS TRIBUNAIS SUPERIORES CLIPPING DE NOTÍCIAS DO PODERJUDICIÁRIO GESTÃO ESTRATÉGICA CNJ CONSELHOS http://www.cnj.jus.br/ 12/08/2014 II Encontro Nacional debate formação de servidores do Judiciário (http://www.cnj.jus.br/noticias/cnj/29333-ii-encontronacional-debate-formacao-de-servidores-do-judiciario)

Leia mais

Das diretrizes gerais

Das diretrizes gerais PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Sr. Anderson Ferreira) Dispõe sobre o Estatuto da Família e dá outras providências. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º Esta Lei institui o Estatuto da Família e dispõe

Leia mais

1. A comunicação é atividade institucional e deve ser regida pelo princípio da

1. A comunicação é atividade institucional e deve ser regida pelo princípio da 1 SUGESTÕES PARA UMA POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO COMITÊ DE POLÍTICAS DE COMUNICAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO (CPCOM), REUNIÃO DE 30 DE MARÇO DE 2011 Redesenhado a partir da Constituição

Leia mais

DISCURSO DE POSSE CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA FEDERAL, Excelentíssimo Ministro Arnaldo Esteves Lima, Corregedor-Geral da Justiça Federal

DISCURSO DE POSSE CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA FEDERAL, Excelentíssimo Ministro Arnaldo Esteves Lima, Corregedor-Geral da Justiça Federal DISCURSO DE POSSE CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA FEDERAL, MINISTRO HUMBERTO MARTINS, 23 DE ABRIL DE 2014. Excelentíssimo Ministro Felix Fischer, Presidente do Superior Tribunal de Justiça e do Conselho

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Publicada no DJE/STF, n. 127, p. 1-3 em 3/7/2013. RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Dispõe sobre a Governança Corporativa de Tecnologia da Informação no âmbito do Supremo Tribunal Federal e dá outras

Leia mais

Controle da Gestão Orçamentária e Financeira na Educação

Controle da Gestão Orçamentária e Financeira na Educação Controle da Gestão Orçamentária e Financeira na Educação PROFESSORA: Iza Angélica Carvalho da Silva CONTROLE DO GASTO PÚBLICO Controle é a fiscalização e o acompanhamento de todos os atos e fatos da execução

Leia mais

INFORMATIVO SEMANAL. AGEPOLJUS participa de Seminário promovido pelo CNJ

INFORMATIVO SEMANAL. AGEPOLJUS participa de Seminário promovido pelo CNJ INFORMATIVO SEMANAL ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS AGENTES DE SEGURANÇA DO PODER JUDICIÁRIO FEDERAL de 25 a 29 de julho de 2011 >> Seminário AGEPOLJUS participa de Seminário promovido pelo CNJ Realizado em Alagoas,

Leia mais

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Modelo de Currículo Vagas no CNJ e no CNMP

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Modelo de Currículo Vagas no CNJ e no CNMP Nome Tribunal de origem JOÃO MAURICIO GUEDES ALCOFORADO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO. Data de posse 13/10/1992. Vaga a que deseja concorrer JUIZ DO CNMP Atuação Profissional Atual: Juiz Titular da

Leia mais

Anexo V - Descrição dos cargos de provimento efetivo da Carreira Judiciária, atribuições principais e requisitos para ingresso

Anexo V - Descrição dos cargos de provimento efetivo da Carreira Judiciária, atribuições principais e requisitos para ingresso Anexo V - Descrição dos cargos de provimento efetivo da Carreira Judiciária, atribuições principais e requisitos para ingresso (artigo 7º da Lei nº, de de de 2008.) GRUPO OCUPACIONAL DE ATIVIDADES TÉCNICAS

Leia mais

Manifestação do Ministro Gilmar Mendes, no encerramento do II Encontro Nacional do Judiciário Belo Horizonte, 16/02/2009

Manifestação do Ministro Gilmar Mendes, no encerramento do II Encontro Nacional do Judiciário Belo Horizonte, 16/02/2009 Manifestação do Ministro Gilmar Mendes, no encerramento do II Encontro Nacional do Judiciário Belo Horizonte, 16/02/2009 Senhores, No encerramento destes trabalhos, gostaria de agradecer a contribuição

Leia mais

Qualidade na saúde. Mais recursos para o SUS, universalização do acesso e humanização das relações dos profissionais da saúde com os pacientes.

Qualidade na saúde. Mais recursos para o SUS, universalização do acesso e humanização das relações dos profissionais da saúde com os pacientes. Qualidade na saúde Mais recursos para o SUS, universalização do acesso e humanização das relações dos profissionais da saúde com os pacientes. Qualidade na saúde Essa iniciativa da CNTU, em conjunto com

Leia mais

Prof. Ms. Anchieta Silveira

Prof. Ms. Anchieta Silveira Prof. Ms. Anchieta Silveira Aula 2 Comunicação com a sociedade O Judiciário e os MCM Assessorias e monografias Resumo da aula 1 Comunicação como processo Cultura organizacional Redes, fluxos, tipos de

Leia mais

contribuição previdenciária de aposentados e pensionistas, e a PEC 63, que resgata o ATS.

contribuição previdenciária de aposentados e pensionistas, e a PEC 63, que resgata o ATS. Neste ano histórico em que completa 60 anos de vitoriosa trajetória associativa, a Amagis é agraciada ao ser escolhida para sediar, novamente, onze anos depois, outro importante encontro integrativo como

Leia mais

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira NOVO RATEIO DOS RECURSOS DO FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira NOVO RATEIO DOS RECURSOS DO FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS Nota Técnica 7/13 (7 de Maio) Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Núcleo de Assuntos Econômico-Fiscais NOVO RATEIO DOS RECURSOS DO FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS IMPACTOS DA DIVISÃO DO

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DO MOVIMENTO PELA CONCILIAÇÃO DE 2011

PLANO DE AÇÃO DO MOVIMENTO PELA CONCILIAÇÃO DE 2011 PLANO DE AÇÃO DO MOVIMENTO PELA CONCILIAÇÃO DE 2011 Conciliar é legal CONCILIANDO a gente se entende Janeiro de 2011 ÓRGÃO REALIZADOR Tribunal de Justiça do Estado de Goiás GESTOR Tribunal de Justiça do

Leia mais

(ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS

(ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS (ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS 1 - SUAP - Sistema Unificado de Acompanhamento Processual Implantar, a partir de diretrizes do CSJT, sistema único de acompanhamento processual, em substituição aos diversos

Leia mais

LUCIENI PEREIRA Auditora Federal de Controle Externo do TCU Professora de Gestão Fiscal Presidente da ANTC Diretora da CNSP

LUCIENI PEREIRA Auditora Federal de Controle Externo do TCU Professora de Gestão Fiscal Presidente da ANTC Diretora da CNSP LUCIENI PEREIRA Auditora Federal de Controle Externo do TCU Professora de Gestão Fiscal Presidente da ANTC Diretora da CNSP Fortaleza, 25 de novembro de 2015 combate à corrupção na gestão dos serviços

Leia mais

CARTA FIANÇA / FIANÇA BANCÁRIA (PAF-ECF)

CARTA FIANÇA / FIANÇA BANCÁRIA (PAF-ECF) CARTA FIANÇA / FIANÇA BANCÁRIA (PAF-ECF) A carta fiança ou fiança bancária tem sido exigida por alguns Estados brasileiros para o credenciamento do Programa Aplicativo Fiscal PAF-ECF. Em vista da exigência

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI N o 5.749, DE 2013 Altera a Lei nº 8.906, de 4 de julho de 1994, dispondo sobre a criação da figura do paralegal. Autor: Deputado SERGIO

Leia mais

WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR NOVO CPC: PERSPECTIVAS PARA A JUSTIÇA BRASILEIRA DO SÉCULO XXI

WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR NOVO CPC: PERSPECTIVAS PARA A JUSTIÇA BRASILEIRA DO SÉCULO XXI » Pedro Henrique Meira Figueiredo NOVO CPC: PERSPECTIVAS PARA A JUSTIÇA BRASILEIRA DO SÉCULO XXI O ano de 2010 marcou a comunidade jurídica com a divulgação dos tão esperados anteprojetos do novo Código

Leia mais

*486EBBAA* PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO)

*486EBBAA* PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) ** PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) Dispõe sobre a criação de cargos de provimento efetivo e de cargos em comissão no Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal Regional

Leia mais

Ensino Fundamental com 9 anos de duração - Idade de Ingresso

Ensino Fundamental com 9 anos de duração - Idade de Ingresso Ensino Fundamental com 9 anos de duração - Idade de Ingresso A respeito da idade de ingresso das crianças, no ensino fundamental de 9 anos de duração, ocorreram acaloradas discussões na esfera educacional

Leia mais

Escrito por Administrator Ter, 13 de Setembro de 2011 13:23 - Última atualização Ter, 13 de Setembro de 2011 16:22

Escrito por Administrator Ter, 13 de Setembro de 2011 13:23 - Última atualização Ter, 13 de Setembro de 2011 16:22 Proteção Internacional de Direitos Humanos Coordenação: Profa. Dra. Cristina Figueiredo Terezo Resumo O pioneiro projeto de extensão visa capacitar os discentes para acionar a jurisdição do Sistema Interamericano

Leia mais

RELATÓRIo. FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO De SERVIDORES DO PODER JUDICIÁRIO

RELATÓRIo. FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO De SERVIDORES DO PODER JUDICIÁRIO Relatório sobre FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE SERVIDORES DO PODER JUDICIÁRIO 2015 RELATÓRIo FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO De SERVIDORES DO PODER JUDICIÁRIO 2015 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA Presidente Corregedora

Leia mais

Projeto de Lei nº DE 2011. (Do Sr. Arnaldo Faria de Sá)

Projeto de Lei nº DE 2011. (Do Sr. Arnaldo Faria de Sá) Projeto de Lei nº DE 2011. (Do Sr. Arnaldo Faria de Sá) Disciplina a obrigatoriedade de manifestação e os efeitos da participação dos órgãos consultivos da advocacia pública em processos administrativos

Leia mais

Conciliação: simples e rápida solução de conflitos

Conciliação: simples e rápida solução de conflitos Conciliação: simples e rápida solução de conflitos Marina Nunes Vieira Acadêmica em Direito da PUCMinas É imprescindível, antes de dissertamos sobre o tema, que se esclareça a noção do que realmente seja

Leia mais

INSPEÇÃO REALIZADA NA 2ª VARA DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS E FALÊNCIAS DA COMARCA DE FORTALEZA/CE

INSPEÇÃO REALIZADA NA 2ª VARA DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS E FALÊNCIAS DA COMARCA DE FORTALEZA/CE ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA INSPEÇÃO REALIZADA NA 2ª VARA DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS E FALÊNCIAS DA COMARCA DE FORTALEZA/CE RELATÓRIO Excelentíssimo

Leia mais

MENSAGEM Nº, de 2008.

MENSAGEM Nº, de 2008. MENSAGEM Nº, de 2008. = Tenho a honra de submeter à elevada consideração de Vossas Excelências o projeto de Lei anexo, que objetiva criar o Conselho Municipal Antidrogas COMAD. Um dos mais graves problemas

Leia mais

O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO ACRE

O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO ACRE Institui o auxílio-alimentação para os s da Magistratura do Estado do Acre, no efetivo exercício. O, no uso de suas atribuições legais e tendo em vista a deliberação na 16ª Sessão Extraordinária do Pleno

Leia mais

CARTA DO ENCONTRO REGIONAL EM RECIFE (Pernambuco e Alagoas)

CARTA DO ENCONTRO REGIONAL EM RECIFE (Pernambuco e Alagoas) CARTA DO ENCONTRO REGIONAL EM RECIFE (Pernambuco e Alagoas) Os Presidentes dos Tribunais de Justiça dos Estados de Pernambuco e Ceará, os Presidentes dos Tribunais Regionais do Trabalho das 6ª e 19ª Regiões,

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 141, DE 03 DE SETEMBRO DE 2009.

LEI COMPLEMENTAR Nº 141, DE 03 DE SETEMBRO DE 2009. LEI COMPLEMENTAR Nº 141, DE 03 DE SETEMBRO DE 2009. O GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO: Dispõe sobre o Modelo Integrado de Gestão do Poder Executivo do Estado de Pernambuco. Faço saber que a Assembléia

Leia mais

UNIDO FORTE E JUDICIÁRIO. NOTA OFICIAL Colégio protesta contra cortes no orçamento 2015. PEC 63 Carta aos senadores cobra aprovação imediata

UNIDO FORTE E JUDICIÁRIO. NOTA OFICIAL Colégio protesta contra cortes no orçamento 2015. PEC 63 Carta aos senadores cobra aprovação imediata FABIO RODRIGUES POZZEBOM / AGÊNCIA BRASIL RICARDO LEWANDOWSKI JUDICIÁRIO FORTE E UNIDO NOTA OFICIAL Colégio protesta contra cortes no orçamento 2015 PEC 63 Carta aos senadores cobra aprovação imediata

Leia mais

PROJETO DE CIDADANIA

PROJETO DE CIDADANIA PROJETO DE CIDADANIA PROJETO DE CIDADANIA A Anamatra A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho Anamatra congrega cerca de 3.500 magistrados do trabalho de todo o país em torno de interesses

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2010 a 2014 Versão 1.1 Sumário 2 Mapa Estratégico O mapa estratégico tem como premissa de mostrar a representação visual o Plano

Leia mais

Portaria nº 3156, de 5 de dezembro de 2013.

Portaria nº 3156, de 5 de dezembro de 2013. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, CONSIDERANDO o Planejamento Estratégico Participativo em execução (2009/2014), aprovado pela Resolução Administrativa

Leia mais

Proposição: Projeto de Lei e Diretrizes Orçamentárias. a) O Excelentíssimo Relator da Lei de Diretrizes

Proposição: Projeto de Lei e Diretrizes Orçamentárias. a) O Excelentíssimo Relator da Lei de Diretrizes NOTA TÉCNICA CONJUNTA Associação Nacional dos Procuradores da República Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho Associação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios Associação Nacional

Leia mais

*F69F3DF9* PROJETO DE LEI N.º, de de 2012. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO)

*F69F3DF9* PROJETO DE LEI N.º, de de 2012. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) ** PROJETO DE LEI N.º, de de 2012. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) Dispõe sobre a criação de cargos de provimento efetivo no Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região.

Leia mais

Tribunal deve dar meios para petição virtual

Tribunal deve dar meios para petição virtual Page 1 of 5 Texto publicado terça, dia 23 de fevereiro de 2010 NOTÍCIAS Tribunal deve dar meios para petição virtual POR MARINA ITO O processo eletrônico no Judiciário é uma realidade sem volta. Em decisão

Leia mais

RESOLUÇÕES APROVADAS NA PLENÁRIA DO II ENCONTRO NACIONAL DA JUSTIÇA DO TRABALHO

RESOLUÇÕES APROVADAS NA PLENÁRIA DO II ENCONTRO NACIONAL DA JUSTIÇA DO TRABALHO RESOLUÇÕES APROVADAS NA PLENÁRIA DO II ENCONTRO NACIONAL DA JUSTIÇA DO TRABALHO A preservação dos processos da Justiça do Trabalho é, portanto, uma necessidade e um dever. Responsáveis pela produção e

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES PCTI 2014

RELATÓRIO DE ATIVIDADES PCTI 2014 PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO PROGRAMA DE COMBATE AO TRABALHO INFANTIL (PCTI) GESTÃO REGIONAL RELATÓRIO DE ATIVIDADES PCTI 2014 www.trt7.jus.br/trabalhoinfantil SEMANA CEARENSE

Leia mais

JOSÉ OCTAVIO DE BRITO CAPANEMAADVOGADOS ASSOCIADOS

JOSÉ OCTAVIO DE BRITO CAPANEMAADVOGADOS ASSOCIADOS HISTÓRICO O escritório JOSÉ OCTAVIO DE BRITO CAPANEMAADVOGADOS ASSOCIADOS, registrado, em 1968, na Ordem dos Advogados do Brasil, Seção de Minas Gerais, sob o número OAB/MG 006, é, na verdade, o resultado

Leia mais

ÍNDICE. Introdução 2. Missão 4. Visão de Futuro 5. Objetivos Estratégicos 6. Mapa Estratégico 7. Metas, Indicadores e Ações 8. Considerações Finais 22

ÍNDICE. Introdução 2. Missão 4. Visão de Futuro 5. Objetivos Estratégicos 6. Mapa Estratégico 7. Metas, Indicadores e Ações 8. Considerações Finais 22 ÍNDICE Introdução 2 Missão 4 Visão de Futuro 5 Objetivos Estratégicos 6 Mapa Estratégico 7 Metas, Indicadores e Ações 8 Considerações Finais 22 1 INTRODUÇÃO O Plano Estratégico do Supremo Tribunal de Federal,

Leia mais

"Só existem dois dias do ano em que não podemos fazer nada. O ontem e o amanhã."

Só existem dois dias do ano em que não podemos fazer nada. O ontem e o amanhã. MANIFESTO DO SINDICATO DOS MÉDICOS E DO CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DE PERNAMBUCO SOBRE A ATUAL SITUAÇÃO DA SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL E SOBRE AS INTERVENÇÕES JUDICIAIS(JUDICIALIZAÇÃO) COMO INSTRUMENTO

Leia mais

* DECRETO Nº 21.459, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2009. A GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso de suas atribuições legais,

* DECRETO Nº 21.459, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2009. A GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso de suas atribuições legais, Governo do Estado do Rio Grande do Norte Gabinete Civil Coordenadoria de Controle dos Atos Governamentais * DECRETO Nº 21.459, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2009. Institui o Programa Estadual de Proteção a Vitimas

Leia mais

REGULAMENTO CENTRO DE PRÁTICA JURÍDICA

REGULAMENTO CENTRO DE PRÁTICA JURÍDICA REGULAMENTO CENTRO DE PRÁTICA JURÍDICA A atividade prática do Curso de Direito da Fundação Padre Albino teve suas bases fixadas já no Projeto Pedagógico aprovado pelo MEC, constando ainda no Projeto de

Leia mais

Reduzir em pelo menos. 2% o consumo per capita. (magistrados, servidores, terceirizados e estagiários) com energia, telefone, papel,

Reduzir em pelo menos. 2% o consumo per capita. (magistrados, servidores, terceirizados e estagiários) com energia, telefone, papel, Reduzir em pelo menos 2% o consumo per capita (magistrados, servidores, terceirizados e estagiários) com energia, telefone, papel, água e combustível (ano de referência: 2009). Dados colhidos em 24/2/2011

Leia mais

Conciliando a gente se entende

Conciliando a gente se entende Conciliando a gente se entende No período de 29 de novembro a 3 de dezembro realiza o Judiciário Nacional, a Semana de Conciliação de 2010. Justiça do Trabalho, Federal e Comum, irmanadas, em um tema de

Leia mais

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO CTASP

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO CTASP COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO CTASP PROJETO DE LEI Nº 7920, DE 2014. (Do Supremo Tribunal Federal) Altera dispositivo da Lei nº 11.416, de 15 de dezembro de 2006, Plano de Carreira

Leia mais

Programa de Combate ao Trabalho Infantil

Programa de Combate ao Trabalho Infantil Programa de Combate ao Trabalho Infantil 1. 1. JUSTIFICATIVA A partir das conclusões dos trabalhos iniciais da Comissão pela Erradicação do Trabalho Infantil da Justiça do Trabalho e do Seminário Trabalho

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL SOBRE A APLICAÇÃO DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO NO SENADO FEDERAL

RELATÓRIO ANUAL SOBRE A APLICAÇÃO DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO NO SENADO FEDERAL RELATÓRIO ANUAL SOBRE A APLICAÇÃO DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO NO SENADO FEDERAL Brasília 2013 SUMÁRIO MOTIVAÇÃO DO RELATÓRIO... 3 INTRODUÇÃO... 3 INICIATIVAS DO SENADO FEDERAL PARA ADEQUAÇÃO À LEI DE

Leia mais

como Política Pública de Estado

como Política Pública de Estado como Política Pública de Estado Brasil 27 estados 5.565 municipios 190 milhoes ha 60 milhoes de 0 a 18 anos. Constituicao Federal de 1988 Art. 227. É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA JME/RS

PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA JME/RS PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA JME/RS PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA JME APRESENTAÇÃO Este projeto trata do Planejamento de Comunicação da Estratégia da Justiça Militar do Estado do

Leia mais

Conselho Nacional de Justiça

Conselho Nacional de Justiça Conselho Nacional de Justiça Autos: PARECER DE MÉRITO SOBRE ANTEPROJETO DE LEI 0002223 28.2015.2.00.0000 Requerente: CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO CSJT Requerido: CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA

Leia mais

Identificação do órgão/unidade: Tribunal Regional Federal da 4ª Região Seção Judiciária do Rio Grande do Sul 4ª Vara Federal de Caxias do Sul

Identificação do órgão/unidade: Tribunal Regional Federal da 4ª Região Seção Judiciária do Rio Grande do Sul 4ª Vara Federal de Caxias do Sul Identificação do órgão/unidade: Tribunal Regional Federal da 4ª Região Seção Judiciária do Rio Grande do Sul 4ª Vara Federal de Caxias do Sul E-mail para contato: prs@jfrs.jus.br Nome do Trabalho: Projeto

Leia mais

Carta de Joinville 1) Sobre o Financiamento

Carta de Joinville 1) Sobre o Financiamento Carta de Joinville Os Secretários e Secretárias Municipais de Saúde, reunidos no XXIII Congresso Nacional das Secretarias Municipais de Saúde e IV Congresso Brasileiro de Saúde, Cultura de Paz e Não-Violência,

Leia mais