UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANMO Fundação Instituída nos termos da Lei de 21 I São Luís - Maranhão

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANMO Fundação Instituída nos termos da Lei 5.1 52 de 21 I1 011 966 São Luís - Maranhão"

Transcrição

1 r - UNIVERSIDADE FEDERAL D MARANM Fundação Instituída nos termos da Lei. 2 de 2 I 0 9 RESLUÇÃ No -CNSEPE, de 28 de agosto de 2007 Cria turmas especiais do Curso de Admifiistração, Bacharelado, na modalidade Educação à Distância e aprova o seu Projeto Pedagógico, a ser desenvolvido em convênio com o MEC e instituições públicas, no Campus I -São Luís e no Pólo Municipal de Porto FrancoIMA e dá olitras providências. Reitor da Universidade Federal do Maranhão, na qualidade de PRESIDENE D CNSELH DE ENSIN, PESQUISA E EXENSÃ, no uso de suas atribuições cstatutárias; Considerando alei no 9399 que estabelece as bases legais daeducação a Distância, regulamentada pelo Decreto no 220; Considerando a Portaria no MEC, de.03.0, que credencia a UFMA para. a oferta de cursos superiores na modalidade de educação a distância; Considerando o ermo de Parceria firmado entre a Universidade Federal do Maranhão - UFMA e a Prefeitura Municipal de Porto Franco para uferta do Curso de Bacharelado em Administração, modalidade a Distância, bem como a aprovação e integração do projeto de curso no Programa da Universidade Aberta do Brasil - UAB; Considerando a Resolução no CNEICES que estabelece as Diretrizes Cumculares Nacionais do Curso de Administração; Considerando finalmente, o que consta no Processo no e o que decidiu referido Conselho em sessão realizada em ; RESLVE: Art. " Criar duas turmas especiais do Curso de Administração e aprovar o seu Projeto Pedagógico na modalidade de Educação a DistânciaEaD, vinculadci, ao Centro de Ciências Sociais e desenvolvido pelo- Departamento de Ciências Contibeiri e Administração, com o apoio de outros departamentos acadêmicos e do Núcleo de Educação a DistânciaIUFMA.. Art. 2" Art. 3" Aberta do Brasil. Curso será desenvolvido em Pólos de Educação a Distância, a saber: I - Pólo de EaD da UFMA em São Luís; II- Pólo Municipal de EaD em Porto Franco. Curso de Administração a Distância será financiado pela Secretaria de Educação a DistânciaIMEC, integrado ao Programa Universidade

2 UNIVERSIDADE FEDERAL D MARANHÃ Fundação Instituída nos termos da Lei. 2 de 209 Art. " Curso de Administração a Distância será ofertado para egressos do Ensino Médio ou com escolarização equivalente, mediante classificação em processo seletivo público. Art. " Curso de Administração, na modalidade a Distância ofertará 00 (cem) vagas, podendo ser distribuída no Pólo Municipal de Porto Franco e no Pólo da IiFMA, em São Luís. Art. " Curso de Administração desenvolver-se-á com base no projeto pedagógico que valoriza a interação, no ambiente virtual de aprendizagem, do conhecimento científico, da experiência social prévia e da cultura local, e o uso das tecnologias da informação e comunicação. Art. 7" Art. 8" São objetivos do Curso de Administração, na modalidade a Distância: I - Formar o profissional em Administração, dotado de visão generalista, ética e cidadã, estimulando-o a criatividade, ao empreendedorismo e a atitude de aprender a aprender; I - Formar profissionais agentes de transformação do processo de construção da realidade econômica, social e política, tanto no âmbito local, regional, nacional e intemacional e no contexto empresarial, com competências desenvolvidas no continuo aprendizado, na ética, na cidadania e no empreendedorismo; ií - Valorizar o aprendizado do aluno, respeitando as diferenças e experiências individuais. profissional bacharel em administração a ser formado terá o seguinte perfil: I- Visão global, com competência para integrar as particularidades e suas inter-relações no processo de gestão local, regional, nacional e internacional; I - Com capacidades empreendedoras, criativas e inovadoras, no que diz respeito a elaboração, implementação e controle de projeto; IíI- Com capacidade de aprender continuamente e de forma interdisciplinar; N - Com capacidade conceitual para compreender e atuar sobre as questões científicas, técnicas, sociais e econômicas do processo de produção de bens e serviços; V - Com capacidade para tomar decisões com nível de qualidade e precisão; VI - Com capacidade de promover mudanças nos contextos social, econômico e organizacional e adaptar-se as suas decorrências; VII - Com capacidade de relacionamento interpessoal, maximizando o resultado da integração dos recursos no processo de produção de bens e serviços, por meio da liderança e da capacidade de formar e gerir equipes; VIiI - Com visão pro-ativa em relação aos negócios públicos e privados.

3 UNIVERSIDADE FEDERAL D MARANHÃo Fundação Instituída nos termos dalei.2 de 2/0/9 Art. 9" Art. 0 processo de formação do bacharel em Administraç desenvolver as seguintes competências: I - Dominar linguagens e adequar o seu uso ao contexto orgai. desenvolver raciocínios lógico, crítico e analítico que permita c valores e formulações matemáticas presentes nas relações causais entre fenômenos produtivos, administrativos e de contro dominar as normas da língua portuguesa, comunicando-se e ex se corretamente e de forma inteligível; I - Pensar de forma estratégica: desenvolver o pensamento estratégico, compreendendo as org não somente como unidades de produção, mas, também, conjunto de relações socialmente constmídas e que mantêm a interatividade com o ambiente no qual estão inseridas; Ií - Compreender os fenômenos organizacionais e atuar sol forma sistêmica: desenvolver compreensão dos diversos fenômenos no â organizações e uma posterior atuação sobre eles, a partir de sistêmica e de uma contextualização social e econômica; N - Lidar de forma precisa e flexível com situações-problema: selecionar, relacionar e interpretar dados e informações, decisões e enfrentar situações-problema em qualquer tipo de nível organizacional, com argumentação fundamentada; V -Elaborar proposições considerando o conhecimento já pro recorrer aos conhecimentos desenvolvidos para propor intei realidade organizacional, considerando valores éticos, m responsabilidade sócio-ambienta e respeitando a diversidade VI - Empreender, produzindo e difundindo conhecimento: desenvolver espírito empreendedor, com foco no aprendizadc na difusão do conhecimento nos diferentes campos de atuação As competências serão desenvolvidas priorizando a i seguintes conhecimentos, habilidades e atitudes: I - Conhecimentos: a) - Administração Estratégica; b) - Administração Financeira e rçamentária; c) - Administração de Materiais e Patrimonial; d) - Administração da Produção e Logística; e) - Administração de Vendas e Marketing; f) - Administração de Sistemas de Informação; g) - Administração de Recursos Humanos; h)- Métodos Quantitativos e Qualitativos; i)- Campo eórico das rganizações. II - Habilidades: a) Comunicar-se e expressar-se, em qualquer esfera da 0 forma inteligível e compatível com o exercício profissional;.o deve.zacional: )erar com òrmais e :, além de ressando- mizações, :omo um to grau de re eles de nbito das uma visão iara tomar mbiente e uzido: renções na rais e de uliural; contínuo e irofissional. teração dos

4 UNIVERSIDADE FEDERAL D MARANHÃo Fundação Instituída nos termos dalei. 2 de 2/0/9 b) Utilizar raciocínio lógico, crítico e analítico, para operar com valores e formulações matemáticas presentes nas relações formais e causais entre fenômenos produtivos, administrativos e de controle; c) Reconhecer e definir problemas, buscando equacionar suas soluções; d) Planejar estrategicamente as organizações, com vistas ao uso racional e eficiente dos recursos disponíveis, antecipando oportunidades e ameaças; e) Impl ementar planej amento estratégico; f) Construir e aplicar, de forma integrada e interdisciplinar, conceitos das várias áreas do conhecimento da Administração. g) Introduzir modificações no processo produtivo. h)omar decisões considerando as variáveis estratégicas e as características humanas relevantes para a melhona dos processos organizacionais e sociais; i) Utilizar com eficiência e eficácia ferramentas administrativas; j) Coordenar e integrar o trabalho em equipe; k) Atuar como expoente do processo de mudança nas organizações; ) Supervisionar, com base em valores éticos, morais e de responsabilidade social as tarefas sob sua responsabilidade; m) Promover inovações na estrutura das organizações; n) Administrar conflitos entre os grupos de interesse (sfakeholders); o) Manter-se aberto as mudanças, com alto grau de flexibilidade e discernimento; p) Analisar as organizações e os seus contextos de forma crítica e integrada; q) Atuar de maneira consciente sobre o processo de produção das organizações, identificando necessidades e introduzindo modificações que as conduzam a sustentabilidade. I- Atitudes: a) Comportamento ético; b) Comprometimento; c) Empreendedorismo; d) ransparência; e) Determinação e persistência; f) Aprendizado continuo; g) Abertura as mudanças; h) Profissionalismo; i) Solidariedade; j) Cidadania; k) Valorização do homem. Art. II A integralização cumcular do Curso de Administração, modalidade a Distância ocorrerá num tempo regular de 8 (oito) semestres letivos e máxima de 0 (dez) semestres letivos, correspondendo a 3.3 (três mil quatrocentas e trinta e cinco) hora,s de atividades didático-científicas, equivalente a 207 (duzentos e sete) créditos, com a seguinte tiistnbuição: I - Conteúdos de Formação Básica - 80 (oitocentas e quarenta) horas de atividades curriculares, correspondendo a (cinquenta e quatro) créditos 2 (cinquenta e dois) créditos teóricos e 2 (dois) créditos práticos);

5 UNIVERSIDADE FEDERAL D MARANHÃo Fundação Instituída nos termos da Lei.2 de II - Conteúdos de Formação Profissional -.8 (mil cento e oitenta e cinco) horas de atividades curriculares, correspondendo a 73 (setenta e três) créditos sendo 7 (sessenta e sete) créditos teóricos e (seis) práticos; XII - Conteúdos de Estudos Quantitativos e suas ecnologias - 28 (duzentas e oitenta e cinco) horas de atividades curriculares, correspondendo a 20 -(vinte) créditos teóricos; N - Conteúdos de Formação Complementar - 80 (oitocentas e dez) horas de atividades curriculares, correspondendo a (cinquenta e quatro) créditos teóricos; V - Estagio Curricular Supe~sionado - 3 (trezentas e quinze) horas, correspondendo a 7 (sete) créditos de estágio. 3 " s Conteúdos de Formação Básica favorecem a formação generalista, humanística, critica e cidadã, valorizando conhecimentos filosóficos, científicos e instrumentais também relevantes na formação profissional específica. 8 2" s Conteúdos de Formação Profissional referem-se aos campos disciplinares específicos da Administração, assegurando um referencial teórico-prá:;ico da formação especializada. " s Conteúdos de Estudos Quantitativos e suas ecnologias instrumentalizam para a pesquisa e desenvolvem o pensamento prático e as tomadas de decisões e outras competências administrativas. 0 " As Atividades Complementares no percurso do curso integram as práticas curriculares, com uma carga horária mínima de 20 (cento e vinte) horas de aiividades curriculares, incluindo experiências de interação com o mundo do trabalho e com nova,; possibilidades metodológicas, entre as quais a iniciação científica, a extensão universitária, a participação em congressos, seminários dou estudos temáticos ou disciplinares, em confoi~:nidade com as normas específicas do curso. ". Estágio Curricular Supervisionado (ES) favorece a formação especializada, devendo articular o saber acadêmico e a vida profissional e integrar-se aos demais conteúdos curriculares trabalhados nos diversos módulos do curso. $7". rabalho de Conclusão de Curso será obrigatório, na forma de Monografia, integrando ensino e pesquisa. Art. 2 Resolução. Art. 3 Curso de Administração, na modalidade de Educação a Distância, funcionará em regime modular, de acordo com o Anexo II desta A estrutura curricular do Curso de Administração especiíica-se na forma do Anexo I, e XII desta Resolução.

6 UNIVERSIDADE FEDERAL D MARANHÃo Fundação Instituída nos termos da Lei.2 de 2/0/9 Art. A proposta metodológica valorizará a construção da autonomia do estudante, a articulação teoria-prática profissional, a aprendiagem significativa e interativa e o trabaiho compartiihado, adotando os seguintes procedimentos, instrumentos e mediações: I- Professor autor planeja, elabora os desafios ou material de aprendizagem, acompanha o desenvolvimento do curso, realiza momentos presenciais e orienta os tutores, encontrando-se capacitado para desenvolver a modalidade de Educação a Distância; - utores a distância e presenciais orientam e acompanham o desenvolvimento de aprendizagens, capacitados para desenvolver a modalidade de educação a Distância; ffii - s tutores à distância atuarão no ambiente virtual de aprendizagem; N - s tutores presenciais atuarão nos pólos descentralizados; V - Estímulo as atitudes de autonomia e colaboração no desenvolvimento de atividades cumculares; VI- Cada módulo terá um conjunto de materiais que utilizará uma diversidade de mídias, entre as quais: material impresso (manual do estudante, textos especializados por campos disciplinares e textos de apoio diversificado), internet (ambiente virtual de aprendizagem com diversas ferramentas, tais como chats, , fóruns, bibliotecas virtuais, etc), tv e vídeo e Cd-rom com material adicional; VII - s momentos presenciais serão planejados pelos docentes com participação dos tutores presenciais em cada Pólo para apresentar conteúdos, desenvolver atividades práticas e realizar avaliação de aprendizagem, correspondendo a aproximadamente 20% (vinte por cento) de atividades do curso. VIII - ambiente virtual de aprendizagem será a plataforma Moodle que oferece várias ferramentas e potencialidades educativas. Art. presenciai. Art. A avaliação de aprendizagem será feita de acordo com o que determina legislação específica desta Universidade e desenvolver-se-á de forma As matrículas iniciais, abertas a candidatos classificados em processos seletivos de ingresso, na forma de editais específicos. Art. 7 A coordenação didático-pedagógica do Curso de Administração ficará a cargo do Colegiado do Curso, com a presidência de um coordenador, conforme 'determina legislação específica desta Universidade, observados os acordos interinstituciionais. Art. 8 s casos omissos nesta Resolução e em outrasnormas acadêmicas específicas da UFMA serão resolvidos pelo Colegiado de Curso, ouvido o Núcleo de ISducação a Distância da Universidade Federal do Maranhão.

7 UNIVERSIDADE FEDERAL D MARANHÃ Fundação Instituída nos termos da Lei.2 de 2/0/9 Art. 9 Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação. Dê-se ciência. Publique-se. Cumpra-se São Luís, 28 df; agosto de 2007 Prof. Dr. FEfÚMNDb ANNI GU Presidente '

8 UNIVERSIDADE FEDERAL D MARANHÃ Fundação Instituída nos termos da Lei.2 de 2/0/9 São Luis - Maranhão ANEX I DA RESLUÇÃ No -CNSEPE, de 28 de agosto de 2007 ESRUURA CUFUUCULAR D CURS DE ADMINISRAÇÃ - Conteúdos dc: Formação Básica r DISCIPLINAS Comunicação Empresarial Contabilidade Geral e Custos Etica Profissional Filosofia Fundamentos do Direito Público e Privado eoria E;mnôrnica (Micro e Macroeconomia) Informática Psicooj:ia e Comportamento rganizacional Sociologia Aplicada ~atatica Aplicada à Administração Matemática Financeira. da Pesquisa (I e Ii) A DISÂNCIA i l o V I I I L I I I I I 2 - Conteúdos d~e Formação Profissional DISCIPLINAS Administração da Produção e Serviços Administração de Vendas.,dministração Mercadológica ~dmia~istra~ão de Materiais e Patsimonial Administração Pública Administração de RH de Sistemas de Informação Financeira e rçamentiuia e Plano de Negócios Inirodução a Administração Logística e Processo Decisório Sistema e Métodos. I Planejamento Estratégico eoria da Administração 9 I I I P 3 3

9 UNIVERSIDADE FEDERAL D MARANHÁ Fundação Instituída nos termos da Lei.2 de Conteúdos de Estudos Quantitativos e suas ecnologias DISCIPLINAS tistica Aplicada a Administração 0 a J o 7 I I I 28 9 / o / 9 - Conteúdos de Formação Complementar DISCIPLINAS e Empreendedorismo 0 e Responsabilidade Social 0 e ributário Contabilidade Gerencial 0 Inteligência Competitiva 0 r----- Sistemática de Comércio Exterior 0 rabalho de Conclusão de Curso L , I I I 8 - Estágio Cu~ricular Supervisionado DISCIPLINAS I I I 3 7 7

10 UNIVERSIDADE FEDERAL D MARANHÃo Fundação Instituída nos termos da Lei.2 de 2/0/9 São Luis - Maranhão ANEX I DA RESLUÇÃ N o CNSEPE, de 28 de agosto de 2007 RGANUAÇÃ MDULAR D CURS DE ADMINISRAÇÃ A DISÁNCIA Ano - Módulo DISCIPLINZ- Educação a Distância Raciocínios Lógico, Crítico e Analítico. Introdução a A ~siração. Sociologia Aplicatla Filosofia. Seminário emático I P AL 2 - P AN - Módulo 2 DISCIPLINAS Crédito P eoria da Administtração Matemática Aplicada a Administração. 7 7 beminário emático Ií I I I I 0-7 AL I z 2 3 AN 2 - Módulo BISCIPLINAS C. H, i rganização, ~isteig e Métodos. Matemática Financeira ~undamcntos do Direito Público e Privado eoria Econômica irmicro e macroeconornia) Comunicação Empiresanal Metodologia da Pesquisa I Semintbio emático III P

11 UNIVERSIDADE FEDERAL D MARANHÃo Fundação Instituída nos termos da Lei. 2 de 2 /I0 9 AN 2 - Módulo 2 Estatística Aplicada a Administração AL- AN 3 - Módiilo I - (ntal Financeira e rçamentária Mercadológica rganizacional e Responsabiùdade Social 2 P I I I I I I I 2 I o I I ( DISCIPLINAS I I Lu3 da Produção e Serviços P E AL

12 UNIVERSIDADE FEDERAL D MARANHÃo Fundação Instituída nos termos da Lei.2 de 2/0/9 São Luís - hhranhão AN - Modulo DISCIPLINAS - Planejamento ~strfité~ico 0 Administração de Materiais e Patrimonial 7 F -- Informação 0 Inovação e Aprend.izagem rganizaciona 0 2 P E 3 AN - Módulo 2 DISCIPLINAS, C;édir, E C.".

13 UNIVERSIDADE FEDERAL D MARANHÃo Fundação Instituída nos termos da Lei. 2 de 2 /0/9 ANEX DA RESLUÇÃ N" -CNSEPE, de 28 de agosto de 2007 QUADR síne:~se DS CNEÚDS CURRICULARES Conteúdos horas Percentual Y [Conteudoqu&t&ativo e tecnologias ,30%

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO MISSÃO DO CURSO Formar profissionais de elevado nível de consciência crítica, competência técnica empreendedora, engajamento

Leia mais

Informações sobre o Curso de Administração

Informações sobre o Curso de Administração Objetivo Geral do Curso: Informações sobre o Curso de Administração Prover a sociedade de profissional dotado de senso crítico e comportamento ético-profissional qualificado. Um Administrador criativo,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº09/2011 Aprova a estrutura curricular do Curso de Administração do Centro de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.672 DE 06 DE MARÇO DE 2008

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.672 DE 06 DE MARÇO DE 2008 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.672 DE 06 DE MARÇO DE 2008 Homologa o Parecer nº 013/2008-CEG que aprova o Projeto Político

Leia mais

-7-. UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei 5.1 52 de 2111011966 São Luís - Maranhão

-7-. UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei 5.1 52 de 2111011966 São Luís - Maranhão -7-. UNVERSDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação nstituída nos termos da Lei 5.1 52 de 2111011966 RESOLUÇÃO No 553-CONSEPE, de 25 de julho de 2007 Cria turmas especiais do Curso de Licenciatura em Artes Visuais

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei 5.152 de 21/10/1966 São Luís Maranhão

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei 5.152 de 21/10/1966 São Luís Maranhão RESOLUÇÃO N 758CONSEPE, de 24 de maio de 2010. Aprova a mudança de denominação do Curso de Desenho Industrial para Design, modalidade Bacharelado, e sua reestruturação pedagógica. O Reitor da Universidade

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS MISSÃO DO CURSO Formar profissionais de elevado nível de consciência crítica, competência técnica empreendedora, engajamento ético

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.465, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2013

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.465, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2013 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.465, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2013 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado em

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, BACHARELADO Administração LFE em Administração de Empresas Lajeado 4811 Administração LFE em Administração

Leia mais

ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com.

ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com. ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com.br CPC Conceito Preliminar de Curso 1 - Nota dos Concluintes no ENADE

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí ESTRUTURA E CONTEÚDO CURRICULAR Organização Curricular do Curso A grade curricular do Curso de Bacharelado em Administração das Faculdades Integradas do Vale do Ivaí está fundamentada em dois grandes blocos.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 012/07 CONSUNI

RESOLUÇÃO Nº 012/07 CONSUNI RESOLUÇÃO Nº 012/07 CONSUNI APROVA A ALTERAÇÃO DA MATRIZ CURRICULAR DOS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO HABILITAÇÃO EM COMÉRCIO EXTERIOR E ADMINISTRAÇÃO HABILITAÇÃO EM MARKETING E O REGULAMENTO

Leia mais

ANEXO III. Regulamentação da Educação Profissional Técnica de Nível Médio Integrado na Modalidade Educação de Jovens e Adultos. Capítulo I Da admissão

ANEXO III. Regulamentação da Educação Profissional Técnica de Nível Médio Integrado na Modalidade Educação de Jovens e Adultos. Capítulo I Da admissão ANEXO III ORGANIZAÇÃO DIDÁTICA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA SERTÃO PERNANBUCANO Resolução nº 031/2010 De 30 de setembro de 2010 Regulamentação da Educação Profissional Técnica

Leia mais

CÓD. 1739 - CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TURNO: NOITE Currículo nº 02 MATRIZ CURRICULAR

CÓD. 1739 - CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TURNO: NOITE Currículo nº 02 MATRIZ CURRICULAR Aprovado no CONGRAD: 08.05.2012 Vigência: para os ingressos a partir 2012/2 CÓD. 1739 - CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TURNO: NOITE Currículo nº 02 MATRIZ CURRICULAR CÓD. ÁREAS DE FORMAÇÃO I - CONTEÚDOS DE FORMAÇÃO

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Identificação do Curso Nome do Curso: Sistemas de Informação Titulação: Bacharelado Modalidade de ensino: Presencial

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CONCEPÇÃO DO CURSO. Perfil do curso

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CONCEPÇÃO DO CURSO. Perfil do curso CURSO DE ADMINISRAÇÃO CONCEPÇÃO DO CURSO Perfil do curso O curso superior de Administração ora proposto foi estruturado em função das orientações e normas da Lei das Diretrizes e Bases da Educação (Lei

Leia mais

Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso

Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso AUTO-AVALIAÇAO INSTITUCIONAL DO CURSO DE PEDAGOGIA FACED-UFAM / Professores Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso Objetivos do Curso 01 - Tenho conhecimento do Projeto Pedagógico do Curso.

Leia mais

ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINAS CARGA HORÁRIA Linguagem e Interpretação de Texto 80 Contabilidade I 80 Economia 80 Matemática 80 Teoria Geral da Administração

Leia mais

Serviço Público. Manutenção e Suporte em Informática

Serviço Público. Manutenção e Suporte em Informática Serviço Público Manutenção e Suporte em Informática Wilson Pedro Coordenador do Curso de Serviço Público etec_sp@ifma.edu.br Carla Gomes de Faria Coordenadora do Curso de Manutenção e Suporte em Informática

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 72/2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação, modalidade

Leia mais

RESOLUÇÃO N 012, de 02 de dezembro de 2008

RESOLUÇÃO N 012, de 02 de dezembro de 2008 CONSUC Parecer 12/2008 Aprovado em 02/12/2008 RESOLUÇÃO N 012, de 02 de dezembro de 2008 Cria o Núcleo de Educação a Distância (NEAD) e aprova seu Regimento Interno O DIRETOR GERAL DA FACULDADE DAS AMÉRICAS,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 18/2006 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Ciências Sociais, Bacharelado,

Leia mais

Curso de Graduação. Dados do Curso. Administração. Contato. Modalidade a Distância. Ver QSL e Ementas. Universidade Federal do Rio Grande / FURG

Curso de Graduação. Dados do Curso. Administração. Contato. Modalidade a Distância. Ver QSL e Ementas. Universidade Federal do Rio Grande / FURG Curso de Graduação Administração Modalidade a Distância Dados do Curso Contato Ver QSL e Ementas Universidade Federal do Rio Grande / FURG 1) DADOS DO CURSO: COORDENAÇÃO: Profª MSc. Suzana Malta ENDEREÇO:

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO. Matriz 23

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO. Matriz 23 MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA Matriz 23 Junho de 2013 1 MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE LICENCIATURA

Leia mais

Administração. Curso de Graduação Bacharelado em

Administração. Curso de Graduação Bacharelado em Curso de Graduação Bacharelado em Administração O curso de Administração está enquadrado como uma ciência social aplicada. Estuda-se em profundidade técnicas e instrumentos analíticos, além de simulações

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR APROVADO PELA RESOLUÇÃO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.087, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.087, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.087, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado em

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 07/2010, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010

RESOLUÇÃO Nº 07/2010, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010 RESOLUÇÃO Nº 07/2010, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010 Normatiza a oferta de cursos a distância, em nível de graduação, sequenciais, tecnólogos, pós-graduação e extensão universitária ofertados pela Universidade

Leia mais

31956 Monografia II 31926

31956 Monografia II 31926 Currículo Novo 2006/01 Duração: 182 créditos 2.730h, acrescidas de 270h de atividades complementares, totalizando 3.000h 31544 Teoria das Organizações I - 31554 Matemática I - 31564 Teoria das Organizações

Leia mais

O Curso de Administração da ESAG. Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2

O Curso de Administração da ESAG. Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2 O Curso de Administração da ESAG Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2 Missão da ESAG A ESAG tem por missão realizar o ensino, a pesquisa, a extensão, de modo articulado, a fim de contribuir na formação

Leia mais

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL CURSO DE SERVIÇO SOCIAL Turno: INTEGRAL Currículo nº Reconhecido pelo Decreto Federal n 8.1, de 16.10.78, D.O.U. nº198 de 17.10.78. Renovação de Reconhecimento Decreto Est. nº. 106, de 1.0.11 DOE nº 85

Leia mais

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014.

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),

Leia mais

Currículo nº2 DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL

Currículo nº2 DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL CURSO DE SERVIÇO SOCIAL Turno: INTEGRAL Currículo nº2 Reconhecido pelo Decreto Federal n 82.413, de 16.10.78, D.O.U. nº198 de 17.10.78. Renovação de Reconhecimento Decreto Est. nº. 1064, de 13.04.11 DOE

Leia mais

I Seminário Integrador do Curso de Administração

I Seminário Integrador do Curso de Administração I Seminário Integrador do Curso de Administração! Coordenador: Prof.,MSc.,Mário,Mendonça mariomacneto@gmail.com, Vice9Coordenador: Prof.,MSc.,Robson,Materko robsonmaterko@yahoo.com.br, Telefone:,(96),331291763

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.662, DE 28 DE ABRIL DE 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.662, DE 28 DE ABRIL DE 2015 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.662, DE 28 DE ABRIL DE 2015 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em,

Leia mais

Diretrizes curriculares nacionais e os projetos pedagógicos dos cursos de graduação

Diretrizes curriculares nacionais e os projetos pedagógicos dos cursos de graduação Diretrizes curriculares nacionais e os projetos pedagógicos dos cursos de graduação Curso de Atualização Pedagógica Julho de 2010 Mediador: Adelardo Adelino Dantas de Medeiros (DCA/UFRN) Diretrizes Curriculares

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 229/2002

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 229/2002 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 229/2002 Aprova a estrutura do currículo pleno do Curso de Administração (ênfase em Gerenciamento Empresarial). O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº ECA-784/02,

Leia mais

SIC 56/07. Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007.

SIC 56/07. Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007. SIC 56/07 Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007. 1. DIRETRIZES PARA A ELABORAÇÃO, PELO INEP, DOS INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO PARA O CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR E SEUS PÓLOS DE APOIO

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1 REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Este regulamento normatiza as atividades relacionadas ao Estágio Curricular do Curso de Administração

Leia mais

O Curso é semestral, com duração de quatro anos e o aluno faz cinco disciplinas por semestre, sendo uma disciplina em cada dia de aula.

O Curso é semestral, com duração de quatro anos e o aluno faz cinco disciplinas por semestre, sendo uma disciplina em cada dia de aula. O curso de graduação em Administração da EBS já na primeira vez em que participou do exame do ENADE (que avalia os alunos formandos e é feito pelo MEC) ficou em primeiro lugar, sendo a única instituição

Leia mais

Diretrizes Curriculares Nacionais e com a Legislação Interna, tendo como princípio a compreensão da informática em suas bases epistemológicas de

Diretrizes Curriculares Nacionais e com a Legislação Interna, tendo como princípio a compreensão da informática em suas bases epistemológicas de RESOLUÇÃO Nº 014/2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Informática, da Escola Superior de Tecnologia, da Universidade do Estado do Amazonas. O REITOR, EM EXERCÍCIO, DA UNIVERSIDADE

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E DE TURISMO Departamento de Administração

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E DE TURISMO Departamento de Administração MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E DE TURISMO Departamento de Administração PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU GESTÃO ESTRATÉGICA DE

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 6, DE 10 DE MARÇO DE 2004 (*)

RESOLUÇÃO Nº 6, DE 10 DE MARÇO DE 2004 (*) RESOLUÇÃO Nº 6, DE 10 DE MARÇO DE 2004 (*) Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Ciências Contábeis, bacharelado, e dá outras providências. O Presidente da Câmara de Educação

Leia mais

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área;

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n. 66/ 2012 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Computação, Licenciatura

Leia mais

MBA Marketing de Serviços

MBA Marketing de Serviços MBA Marketing de Serviços Informações - Turma de Agosto 2014 Início das Aulas: 04/08/2014 Dias e horários das aulas: Segunda a sexta-feira das 19h00 às 22h50 (apenas na 1º semana) Quartas e quintas das

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 2, DE 27 DE SETEMBRO DE

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 2, DE 27 DE SETEMBRO DE Ministério da Educação CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 2, DE 27 DE SETEMBRO DE 2013 Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do curso de graduação em Relações

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO NÃO OBRIGATÓRIO Das Disposições Gerais O

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre.

R E S O L U Ç Ã O. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre. RESOLUÇÃO CONSEPE 30/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição

Leia mais

Salvador, Bahia Quarta-feira 16 de Abril de 2014 Ano XCVIII N o 21.405 EDITAL Nº 034/2014

Salvador, Bahia Quarta-feira 16 de Abril de 2014 Ano XCVIII N o 21.405 EDITAL Nº 034/2014 Salvador, Bahia Quarta-feira 16 de Abril de 2014 Ano XCVIII N o 21.405 EDITAL Nº 034/2014 O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA (UNEB), no uso de suas atribuições legais e regimentais, RESOLVE tornar

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições,

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições, RESOLUÇÃO Nº 07/2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

FACULDADE PASCHOAL DANTAS

FACULDADE PASCHOAL DANTAS FACULDADE PASCHOAL DANTAS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO ÊNFASE GESTÃO DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO - SP NOVEMBRO DE 2008 ÍNDICE 1. Visão e Missão da FPD...3 2. ORGANIZAÇÃO

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM CONTROLADORIA E FINANÇAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 293/2014

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 293/2014 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 293/2014 Dispõe sobre o Currículo do Curso de Relações Públicas, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº COS- 144/2012, aprovou e

Leia mais

MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO Nº 02/2010 Estabelece Normas Operacionais Complementares em conformidade com o Parecer CNE/CEB nº 06/2010, Resoluções CNE/CEB nº 02/2010

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR CARGA HORÁRIA DAS DISCIPLINAS POR CURSO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARGA HORÁRIA SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª

FACULDADE MORAES JÚNIOR CARGA HORÁRIA DAS DISCIPLINAS POR CURSO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARGA HORÁRIA SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª FACULDADE MORAES JÚNIOR DAS DISCIPLINAS POR CURSO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Duração do Curso: 4 anos. Total de 3.200 horas-aula CIÊNCIAS CONTÁBEIS SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª Contabilidade e Análise

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 64/2011 Altera a Resolução nº. 57/2007 do CONSEPE, que aprova o Projeto Político-Pedagógico

Leia mais

FACULDADE STELLA MARIS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO PRESENCIAL Estrutura Curricular (Janeiro 2010)

FACULDADE STELLA MARIS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO PRESENCIAL Estrutura Curricular (Janeiro 2010) FACULDADE STELLA MARIS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO PRESENCIAL Estrutura Curricular (Janeiro 2010) MÓDULO: COMUNICAÇÃO E GERÊNCIA EMPRESARIAL 1.º Período DC0130 Teoria Geral da Administração 60 -

Leia mais

EaD como estratégia de capacitação

EaD como estratégia de capacitação EaD como estratégia de capacitação A EaD no processo Ensino Aprendizagem O desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação (tics) deu novo impulso a EaD, colocando-a em evidência na última

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA N O 02/2015

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA N O 02/2015 1 A Coordenação do Curso de Administração, da Unidade de Ensino Superior Dom Bosco, no uso de suas atribuições e em cumprimento ao Art. 5 o do Regulamento de Monitoria, Anexo da Resolução de 21 de dezembro

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições;

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições; 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 13/2012 Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Profa. LUCIANE ALVES FERNANDES. Coordenação de Estágio e Trabalho de Conclusão.

MANUAL DE ESTÁGIO CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Profa. LUCIANE ALVES FERNANDES. Coordenação de Estágio e Trabalho de Conclusão. MANUAL DE ESTÁGIO CIÊNCIAS CONTÁBEIS Profa. LUCIANE ALVES FERNANDES Porto Alegre/RS 2014 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. O ESTÁGIO... 3 3. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL DO ESTÁGIO... 3 4. OBJETIVOS DO ESTÁGIO... 3

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições;

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 06/2014 Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.580, DE 23 DE OUTUBRO DE 2014

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.580, DE 23 DE OUTUBRO DE 2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.580, DE 23 DE OUTUBRO DE 2014 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado em

Leia mais

PUBLICIDADE E PROPAGANDA

PUBLICIDADE E PROPAGANDA PUBLICIDADE E PROPAGANDA Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1 CURSO: AGRONOMIA Dados de identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente da Mantenedora Presidente: Ed. Rodrigo Calvo Galindo

Leia mais

RESOLVE: CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS. Os objetivos gerais da EAD na Universidade Federal do Paraná (UFPR) são:

RESOLVE: CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS. Os objetivos gerais da EAD na Universidade Federal do Paraná (UFPR) são: RESOLUÇÃO Nº 28/08-CEPE Fixa normas básicas de controle e registro da atividade acadêmica dos Cursos de Aperfeiçoamento e Especialização na modalidade de Educação a Distância da Universidade Federal do

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRICULO PLENO 1.ª SÉRIE CÓDIGO DISCIPLINAS TEOR PRÁT CHA PRÉ-REQUISITO

MATRIZ CURRICULAR CURRICULO PLENO 1.ª SÉRIE CÓDIGO DISCIPLINAS TEOR PRÁT CHA PRÉ-REQUISITO MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 07/2004-A (Alterada pela Resolução Nº 22/2007 e Resolução Nº 16/2009)

RESOLUÇÃO Nº 07/2004-A (Alterada pela Resolução Nº 22/2007 e Resolução Nº 16/2009) SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 07/2004-A (Alterada pela Resolução Nº 22/2007 e Resolução Nº 16/2009) Regulamenta

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei 5.152 de 21/10/1966 São Luís - Maranhão

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei 5.152 de 21/10/1966 São Luís - Maranhão UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei 5.5 de /0/966 RESOLUÇÃO No 645-CONSEPE, de 30 de outubro de 008 Aprova a criação Curso de Licenciatura em Matemática, Modalidade i

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Graduação Tecnológica em Marketing Porto alegre, 2011 1 1. Objetivos do Curso O projeto do curso, através de sua estrutura curricular, está organizado em módulos, com certificações

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - NEAD

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - NEAD REGULAMENTO DO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - NEAD A política de Educação a Distância EAD está claramente expressa em diversos documentos e regulamentos internos da instituição Regulamento do NEAD Os

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 90/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Relações Públicas, Bacharelado,

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO

1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO O Curso de Secretariado Executivo das Faculdades Integradas de Ciências Exatas Administrativas e Sociais da UPIS, reconhecido pelo MEC desde 1993, pela Portaria 905, de 24.06,1993,

Leia mais

Relações Internacionais

Relações Internacionais Curso de Graduação Bacharelado em Relações Internacionais O curso de Relações Internacionais está enquadrado no campo da ciência Humana e social, onde estuda-se em profundidade as políticas Internacionais

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO. 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos

ADMINISTRAÇÃO. 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos ADMINISTRAÇÃO 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Administração PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos Máximo = 8 anos 2. HISTÓRICO DO CURSO

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO CURSO: TURISMO ( bacharelado) Missão Formar profissionais humanistas, críticos, reflexivos, capacitados para planejar, empreender e gerir empresas turísticas, adaptando-se ao

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2014

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2014 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2014 Altera a Deliberação CONSEP Nº 107/2012, que Dispõe sobre o Currículo Pleno do Curso de Pedagogia - Licenciatura, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA,

Leia mais

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. (Resumido)

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. (Resumido) FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRATIVAS DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM ES Curso de Administração reconhecido pelo Decreto Federal nº 78.951, publicado no D.O.U. de 16-12-1976 Curso de Ciências Contábeis

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação UF: DF Superior. ASSUNTO: Diretrizes para a elaboração, pelo INEP,

Leia mais

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Portaria nº 808, de 8 de junho de 00. Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES. O MINISTRO DE

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS SECRETARIA DOS CONSELHOS RESOLUÇÃO Nº 195- CEPEX/2007

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS SECRETARIA DOS CONSELHOS RESOLUÇÃO Nº 195- CEPEX/2007 RESOLUÇÃO Nº 195- CEPEX/2007 APROVA O REGULAMENTO DA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA NO ÂMBITO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS - UNIMONTES O Reitor e Presidente do CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

Leia mais

PROPOSTA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2012.2. Noturno

PROPOSTA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2012.2. Noturno PROPOSTA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2012.2 DENOMINAÇÃO: PORTARIA DE AUTORIZAÇÃO: PORTARIA DE RECONHECIMENTO: REGIME ESCOLAR: NÚMERO DE VAGAS ANUAIS: TURNOS DE FUNCIONAMENTO: NÚMERO DE ALUNOS POR TURMA:

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 010/2006

RESOLUÇÃO Nº 010/2006 Confere com o original RESOLUÇÃO Nº 010/2006 CRIA o Curso de Pós-Graduação Lato Sensu de Educação Ambiental, em nível de Especialização. O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS e PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

RESOLUÇAO No 502-CONSEPE, de 31 de outubro de 2006.

RESOLUÇAO No 502-CONSEPE, de 31 de outubro de 2006. -+ UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÁO RESOLUÇAO No 502-CONSEPE, de 31 de outubro de 2006. Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Geografia nas modalidades Bacharelado e Bacharelado-Licenciatura e db outras

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE BIOMEDICINA I. INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE BIOMEDICINA I. INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE BIOMEDICINA I. INTRODUÇÃO Este documento regulamenta os estágios obrigatórios e não obrigatórios do Curso de Bacharelado em Biomedicina visando à formação integral do

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais Especialização em Gestão Estratégica de Apresentação CAMPUS COMÉRCIO Inscrições Abertas Turma 02 --> Início Confirmado: 07/06/2013 últimas vagas até o dia: 05/07/2013 O curso de Especialização em Gestão

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 01/2013 Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

RESOLVE: Art. 1 o Aprovar o Projeto Político Pedagógico do Curso de Engenharia Elétrica, modalidade Bacharelado, do Centro de Tecnologia, no Campus I.

RESOLVE: Art. 1 o Aprovar o Projeto Político Pedagógico do Curso de Engenharia Elétrica, modalidade Bacharelado, do Centro de Tecnologia, no Campus I. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 23/2008 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Engenharia Elétrica, do Centro

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE NIVELAMENTO (PIN) DA FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE UBERABA UBERABA 2012

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE NIVELAMENTO (PIN) DA FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE UBERABA UBERABA 2012 FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE UBERABA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE NIVELAMENTO (PIN) DA FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE UBERABA UBERABA 2012 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO FUNDAÇÃO Instituída nos termos da Lei no 5.152 de 21110/1966. RESOLUÇÃO No 567-CONSEPE, de 08 de outubro de 2007

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO FUNDAÇÃO Instituída nos termos da Lei no 5.152 de 21110/1966. RESOLUÇÃO No 567-CONSEPE, de 08 de outubro de 2007 FUNDAÇÃO Instituída nos termos da Lei no 5.152 de 21110/1966 RESOLUÇÃO No 567-CONSEPE, de 08 de outubro de 2007 Cria turmas do Curso de Química Licenciatura na modalidade de Educação a Distância e aprova

Leia mais

GESTÃO DO AGRONEGÓCIO. COORDENADORA Viviane Silva Lírio vslirio@ufv.br

GESTÃO DO AGRONEGÓCIO. COORDENADORA Viviane Silva Lírio vslirio@ufv.br GESTÃO DO AGRONEGÓCIO COORDENADORA Viviane Silva Lírio vslirio@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2009 93 Currículo do Curso de Gestão do Bacharelado ATUAÇÃO O Gestor do será capacitado, ao longo de sua

Leia mais

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO INTEGRADO DE DESIGN E ENGENHARIA DE PRODUTO - LIDEP

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO INTEGRADO DE DESIGN E ENGENHARIA DE PRODUTO - LIDEP REGULAMENTO DO LABORATÓRIO INTEGRADO DE DESIGN E ENGENHARIA DE PRODUTO - LIDEP A Coordenadora da Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros FACIT, no uso de suas atribuições regimentais, considerando

Leia mais

RESOLUÇÃO N 003/2010

RESOLUÇÃO N 003/2010 RESOLUÇÃO N 003/2010 Institui regulamento para o cumprimento das atividades de Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Pedagogia da FCH/ FUMEC. O PRESIDENTE DO COLEGIADO DE CURSOS NO USO DE SUAS

Leia mais

MARLY GUIMARÃES FERNANDES COSTA Vice-Presidente

MARLY GUIMARÃES FERNANDES COSTA Vice-Presidente UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 2/2013-CONSUNIV Dispõe sobre diretrizes para estruturação e organização curricular dos Cursos de Graduação da UEA e dá outras providências.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei 5.152 de 2111 011 966 São Luís - Maranhão

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei 5.152 de 2111 011 966 São Luís - Maranhão UNIVERSIDADE FEDERAL D MARANHÃ Fundação Instituída nos termos da Lei 5.152 de 2111 011 966 RESLUÇÁ No 8-CNSEPE, de 29 de agosto de 2006 Aprova Projeto Pedagógico do Curso de Engenharia - Modalidade: Elétrica.

Leia mais