3. Experiências de Reformas Administrativas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "3. Experiências de Reformas Administrativas"

Transcrição

1 A Máquina Administrativa no Brasil: da Burocracia à New Public Management 3. Experiências de Reformas Administrativas /45 A Burocratização da Era Vargas /60 A Administração Paralela de JK A Reforma Militar (Decreto-Lei 200/67). A Máquina Administrativa no Brasil: da Burocracia à New Public Management A Administração Pública na Nova Constituição O governo Collor e o Desmonte da Máquina Pública /2002 O Gerencialismo da Era FHC, o New Public Management. A Implantação da Burocracia no Brasil Crise de 1929/crise do café no Brasil - início do desenvolvimento industrial Estado interventor. Como conseqüência da evolução do capitalismo moderno no país, é implantada a Administração Pública Burocrática. A Reforma Burocrática (1936) Início da Era Vargas Marco: Criação do DASP 1936 Criação do Conselho Federal do Serviço Público Civil Transformado no Departamento Administrativo do Serviço Público - DASP. Principais Realizações: Iniciativas para superar a administração patrimonial, Introdução de conceitos da burocracia clássica, Introdução do sistema de mérito para ingresso e promoção no serviço público, Formação de um corpo administrativo profissional, Introdução do conceito de administração indireta e de descentralização dos serviços públicos, criação da primeira autarquia. 1

2 Vargas e o Modelo Burocrático Tripé: Administração de Materiais: padronização das compras. Administração de Pessoal: ingresso no serviço público por concurso, criação de critérios gerais e uniformes de classificação de cargos, organização dos serviços de pessoal, instituição de aperfeiçoamento sistemático. Administração Financeira: administração orçamentária, racionalização geral de métodos. Vargas e o Modelo Burocrático Características: Rigidez de Normas e Procedimentos, Ênfase no Controle, Excessiva Centralização na Gestão. JK e a Administração para o Desenvolvimento (1956) Administração para o Desenvolvimento pretendeu reformar o sistema administrativo para transformá-lo em instrumento de modernização da sociedade. Para dar cumprimento ao Plano de Metas, projeto desenvolvimentista de JK ( 50 anos em 5 ) foram criadas estruturas alheias à Administração Direta para, dessa forma, fugir das amarras burocráticas. No Regime Militar A Reforma Desenvolvimentista (1967) Marco: Decreto-Lei 200/1967 Ampliação da função econômica do Estado com a criação de várias empresas estatais. Aprofundamento da divisão da Administração Pública, com a clara distinção entre a Administração Direta e a Administração indireta. Introdução de princípios administrativos. Normatização e padronização da execução orçamentária e financeira. No Regime Militar A Reforma Desenvolvimentista (1967) Principais Realizações: Iniciativas para superar a rigidez das normas burocráticas. Introdução de princípios de racionalidade administrativa: planejamento, coordenação, descentralização, delegação de competências, controle. Ênfase na descentralização, maior autonomia de gestão para as empresas estatais/órgãos da administração indireta. No Regime Militar A Desburocratização (1979) Criação do Ministério da Desburocratização e do Programa Nacional de Desburocratização: Um dos raros movimentos de modernização do regime militar direcionados para a Administração Direta. Desestatização: papel suplementar do Estado no campo da iniciativa privada. Maior controle sobre as empresas estatais que restaram criação da Secretaria de Controle das Empresas Estatais (SEST). 2

3 No Regime Militar Características: Ênfase na Descentralização, Insulamento Burocrático das Estatais, Enfraquecimento do Núcleo Estratégico do Estado, Sobrevivência de práticas patrimonialistas possibilidade de contratação de servidores sem concurso público. O Retrocesso Burocrático da Constituição de 1988 A nova constituição voltou a fortalecer o modelo burocrático tradicional quando instituiu as mesmas regras da Administração Direta para a gestão das entidades da Administração Indireta, a exemplo da obrigatoriedade de concursos públicos para a investidura nos cargos e de procedimentos padronizados para aquisições e contratações. O Retrocesso Burocrático da Constituição de 1988 O excesso de normas e a rigidez de procedimentos deram ênfase ao formalismo, em detrimento dos resultados da gestão. Com a intenção de garantir a impessoalidade e diminuir a política clientelista-patrimonialista, restou prejudicada a transparência administrativa e inibido o controle social. O Governo Collor e o Desmonte da Máquina Pública (1990) Não houve uma orientação orgânica, a reforma era apenas enxugamento dos quadros de pessoal. Descentralização da gestão dos serviços públicos. Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade (PBQP). Governo Fernando Henrique Cardoso Reforma da Gestão Pública de 1995 Objetivos Principais da Reforma: a curto prazo, facilitar o ajuste fiscal, particularmente nos Estados e municípios. a médio prazo, tornar mais eficiente e moderna a Administração Pública, voltando-a para o atendimento aos cidadãos. Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado PDRAE documento referencial da reforma gerencial Luiz Carlos Bresser-Pereira Ministro da Administração Federal e da Reforma do Estado. Modernização da gestão pública por meio da introdução da administração gerencial, que superaria a administração burocrática e eliminaria os traços de patrimonialismo existentes no setor público. 3

4 Administração Pública Gerencial, segundo o PDRAE: Descentralização e autonomia gerencial com flexibilidade de gestão; Atingimento de resultados, aferidos com base na eficiência, eficácia e efetividade; Reorientação dos mecanismos de controle, de procedimentos para resultados; Foco no cidadão, ao invés de auto-referida; Controle social com a introdução de instrumentos que garantam a transparência e a participação do cidadão. Reformas da Gestão Pública na Era FHC -Reforma institucional: políticas públicas voltadas à melhoria da gestão, reestruturação de ministérios e tentativa de implantação das organizações sociais e das agências executivas; - Gestão-meio: políticas de Recursos Humanos e de Tecnologia da Informação; - Gestão estratégica: Estudos dos Eixos de Desenvolvimento e o Plano Plurianual; - Aparato regulatório: constituição de instituições regulatórias, as Agências Reguladoras; - Gestão social: mobilização, capacitação e modelos de parceria com o terceiro setor, instituição da Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP); - Gestão fiscal: políticas nas áreas orçamentária, patrimonial e financeira, com destaque para a Lei de Responsabilidade Fiscal. Governo Lula Gestão Pública para Um País de Todos Objetivos: Redudir o déficit institucional - ausência do Estado onde ele deveria estar atuando. Aumentar a governança - melhorar a capacidade do governo de formular e implementar políticas públicas. Aumentar a eficiência - otimizar recursos (fazer mais e melhor com menos). Promover a transparência na gestão e o controle social - assegurar o comprometimento da sociedade para a legitimidade da gestão. Governo Lula intervenções de curto e de longo prazo: Recomposição da força de trabalho do setor público, segundo as necessidades e os requisitos identificados, além do redesenho dos sistemas de cargos, carreiras, benefícios e concursos; Realinhamento de salários, de carreiras, posições e condições gerenciais da burocracia; Redefinição de marcos regulatórios e a conseqüente redefinição do papel das agencias reguladoras. 4. O Processo de Modernização da Administração Pública 5. Evolução dos Modelos/Paradigmas de Gestão: A Nova Gestão Pública Cenário Contemporâneo Há uma dissociação entre o Estado brasileiro e o funcionamento da economia empreendedora ou empresarial. Em razão disso, faz-se necessária a revisão do papel do Estado para que se torne Agente do Desenvolvimento Nacional. 4

5 Inovações Introduzidas pela Constituição de 1988 Maior profissionalização da máquina, Descentralização dos serviços sociais para as esferas subnacionais, Aumento da responsabilidade de Estados e de Municípios na execução das políticas públicas, Inovações Introduzidas pela Constituição de 1988 Novo status para o cidadão com a criação de mecanismos de controle social, Novo paradigma no arranjo institucional busca de novas formas de articulação com a sociedade civil para a provisão dos serviços públicos, Criação de diferentes formas de parcerias público-privadas (PPP). Parceria Público-Privada PPP Uma modalidade de gestão descentralizada da ação pública, pela qual a ação estatal delegável é desenvolvida em espaço eminentemente público situado, contudo, fora do âmbito do Estado; esse espaço é o resultado da conjugação de diferentes elementos públicos e privados que visa ao atendimento do interesse público; e é possível criar, nesse espaço, alternativas flexíveis de gestão. Organizações Sociais Entidades de direito privado que, por iniciativa do Poder Executivo, obtêm autorização legislativa para celebrar contrato de gestão com esse poder e assim ter direito à dotação orçamentária. Gozam de autonomia financeira e administrativa, mas seus dirigentes têm maior responsabilidade pela gestão, que é avaliada pelo desempenho, medido com base nos objetivos e metas alcançados perante aqueles estabelecidos no contrato de gestão. Publicização É a transferência dos serviços públicos não-exclusivos do Estado do setor estatal para o setor público não-estatal, as Organizações Sociais. Pelo pressuposto de que esses serviços serão mais eficientemente realizados se, mantendo o financiamento do Estado, forem realizados pelo setor público nãoestatal, de iniciativa privada. Na Gestão Social: Fortalecimento da Sociedade Civil com estímulo à criação de Parcerias Público Privadas - PPP 5

6 Na Gestão Fiscal: Ajuste fiscal (redução dos gastos públicos, aumento da receita pública, controle das finanças públicas nas três esferas de governo. Na Gestão-Meio: Reordenamento jurídico do funcionalismo público e reorientação da política de recursos humanos. Modernização dos sistemas centralizados de gestão de compras e de contratações. Implementação do Governo Eletrônico. No Aparato Regulatório: Criação das Agências Reguladoras (ANVISA, ANS, ANEEL, ANATEL, ANP, ANA, ANTAQ, ANTT e ANCINE) Frentes Principais de Inovação: Reestruturação do Núcleo Estratégico Criação das Organizações Sociais Criação das Agências Executivas O Aparelho do Estado = Administração Pública lato senso e compreende: Núcleo Estratégico ou o Governo, constituído pela cúpula dos três poderes, Corpo de funcionários, e Força militar e policial. Setores do Estado Formas de Propriedade Formas de Administração 6

7 Setores do Estado - PDRAE Núcleo Estratégico, Atividades Exclusivas, Serviços Não-Exclusivos, Produção de Bens e Serviços para o Mercado. Núcleo Estratégico É o governo em sentido lato. É o setor que define as leis e as políticas públicas e cobra o seu cumprimento. É o setor onde as decisões estratégicas são tomadas. É composto pela cúpula dos Poderes Legislativo e Judiciário, pelo Ministério Público e, no Poder Executivo, pelo Presidente da República, os Ministros e os seus assessores diretos. Atividades Exclusivas de Estado Defesa Nacional, Relações Exteriores, Política Monetária e Fiscal, Arrecadação de Tributos, Regulação do Mercado, Fomento ao Desenvolvimento Social. Serviços Públicos Não-Exclusivos de Estado Educação, Saúde, Pesquisa Científica, Cultura. Produção de Bens e Serviços para o Mercado Formas de Propriedade - PDRAE Atividades econômicas voltadas para o lucro e que permanecem no aparelho do Estado setor de infra-estrutura. Propriedade Estatal, Propriedade Pública Não-Estatal, Propriedade Privada. 7

8 Setores do Estado x Formas de Propriedade x Formas de Administração - PDRAE Formas de Administração - PDRAE Administração Pública Burocrática Administração Pública Gerencial O Paradigma Gerencial Contemporâneo Confiança, Descentralização das Decisões, Formas Flexíveis de Gestão, Horizontalização de Estruturas, Descentralização de Funções, Incentivos à Criatividade, Avaliação Sistemática*, Recompensa pelo Desempenho*, Capacitação Permanente*, Orientação para o Cliente-Cidadão, Controle por Resultados, Competição Administrada. O Paradigma Gerencial Contemporâneo* Avaliação Sistemática, Recompensa pelo Desempenho, Capacitação Permanente. São características herdadas da boa administração burocrática, segundo Bresser-Pereira. 10. Gestão Pública Empreendedora 1. Governança 2. Controle por Resultados 3. Accountability Esta tríade reflete os princípios da Nova Gestão Pública e serviu de fundamento para o desenho das políticas de gestão pública a partir do PDRAE. 8

9 A Nova Gestão Pública = New Public Management O Novo Conceito de Público no Brasil Princípios Gerais da Nova Gestão Pública Flexibilidade na Gestão Orientação para Resultados Foco no Cliente-Cidadão Accountability/Controle Social Empreendedorismo Público e Governança Pública Reinventando o Governo, de David Osborne e Ted Gaebler Propõe a reestruturação do Estado, para torná-lo: - mais eficiente e transparente quanto ao uso dos recursos públicos e - mais eficaz quanto aos resultados de suas ações. Reinventando o Governo, de David Osborne e Ted Gaebler Receituário estratégico organizado em dez princípios básicos para a definição de um novo paradigma de Estado, a chamada reinvenção do Governo. Os Dez Princípios Básicos de Osborne e Gaebler 1. Governo Catalizador, 2. Participação Popular, 3. Competição nos Serviços, Públicos, 4. Governo Orientado por Missões, 5. Governo de Resultados, 6. Ênfase no Cliente-Cidadão, 7. Governo Empreendedor, 8. Papel Preventivo do Governo, 9. Descentralização, 10. Governo Orientado para o Mercado. 9

3. Experiências de Reformas Administrativas

3. Experiências de Reformas Administrativas A Máquina Administrativa no Brasil: da Burocracia à New Public Management 3. Experiências de Reformas Administrativas - 1930/45 A Burocratização da Era Vargas. - 1956/60 A Administração Paralela de JK.

Leia mais

Governabilidade = Poder de Governo

Governabilidade = Poder de Governo 6. Governabilidade, Governança e Accountability 1. Governança 2. Controle por Resultados 3. Accountability Esta tríade reflete os princípios da Nova Gestão Pública e serviu de fundamento para o desenho

Leia mais

ESTRUTURAÇÃO DA MÁQUINA ADMINISTRATIVA NO BRASIL DESDE 1930: DIMENSÕES ESTRUTURAIS E CULTURAIS

ESTRUTURAÇÃO DA MÁQUINA ADMINISTRATIVA NO BRASIL DESDE 1930: DIMENSÕES ESTRUTURAIS E CULTURAIS Wagner Rabello ESTRUTURAÇÃO DA MÁQUINA ADMINISTRATIVA NO BRASIL DESDE 1930: DIMENSÕES ESTRUTURAIS E CULTURAIS É pela perspectiva weberiana que podemos ver que o Estado brasileiro tem como característica

Leia mais

Gestão por Processos. Gestão por Processos Gestão por Projetos. Metodologias Aplicadas à Gestão de Processos

Gestão por Processos. Gestão por Processos Gestão por Projetos. Metodologias Aplicadas à Gestão de Processos Gestão por Processos Gestão por Projetos Gestão por Processos Gestão de Processos de Negócio ou Business Process Management (BPM) é um modelo de administração que une gestão de negócios à tecnologia da

Leia mais

Amigos concurseiros, Administração Pública (Banca FGV)

Amigos concurseiros, Administração Pública (Banca FGV) 1 Amigos concurseiros, Tendo em visto a iminência da realização de mais um concurso para a Secretaria de Fazenda do Estado RJ (SEFAZ/RJ), vamos analisar as questões de Administração Pública que caíram

Leia mais

DIAGNÓSTICO GERAL DAS ADMINISTRAÇÕES PÚBLICAS ESTADUAIS PESQUISA PNAGE

DIAGNÓSTICO GERAL DAS ADMINISTRAÇÕES PÚBLICAS ESTADUAIS PESQUISA PNAGE DIAGNÓSTICO GERAL DAS ADMINISTRAÇÕES PÚBLICAS ESTADUAIS PESQUISA PNAGE Fernando Luiz Abrucio DIMENSÃO DO ESTADO Principais Problemas Precariedade das informações Falta de Bancos de Dados compartilhados

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Pública. Conteúdo Programático. Administração Geral / 100h

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Pública. Conteúdo Programático. Administração Geral / 100h Administração Geral / 100h O CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BÁSICO DESTA DISCIPLINA CONTEMPLA... Administração, conceitos e aplicações organizações níveis organizacionais responsabilidades Escola Clássica história

Leia mais

Sumário. Conceitos Gerais e Processo Administrativo. Organização e Estrutura do Estado, Governo e Administração

Sumário. Conceitos Gerais e Processo Administrativo. Organização e Estrutura do Estado, Governo e Administração Sumário Capítulo 1 Conceitos Gerais e Processo Administrativo 1.1. Conceitos Gerais 1.2. Processo Administrativo Capítulo 2 Organização e Estrutura do Estado, Governo e Administração 2.1. Estado 2.1.1.

Leia mais

Gestão Por Competências nas IFES

Gestão Por Competências nas IFES Goiânia 22 de Novembro de 2012 Gestão Por Competências nas IFES Anielson Barbosa da Silva anielson@uol.com.br A G E N D A 1 Desafios da Gestão de Pessoas nas IFES. 2 3 Bases Legais da Gestão de Pessoas

Leia mais

EVOLUÇÃO DOS MODELOS/PARADIGMAS DE GESTÃO: A NOVA GESTÃO PÚBLICA. Prof. WAGNER RABELLO JR. Origem Reino Unido. New Public Management: características

EVOLUÇÃO DOS MODELOS/PARADIGMAS DE GESTÃO: A NOVA GESTÃO PÚBLICA. Prof. WAGNER RABELLO JR. Origem Reino Unido. New Public Management: características EVOLUÇÃO DOS MODELOS/PARADIGMAS DE GESTÃO: A NOVA GESTÃO PÚBLICA Prof. WAGNER RABELLO JR Origem Reino Unido Conceito: É um modelo de administração pública voltado para a eficiência, a eficácia e a efetividade

Leia mais

Reforma do Estado. Pressões para Reforma do Estado: internas (forças conservadoras) e externas (organismos multilaterais).

Reforma do Estado. Pressões para Reforma do Estado: internas (forças conservadoras) e externas (organismos multilaterais). Reforma do Estado Pressões para Reforma do Estado: internas (forças conservadoras) e externas (organismos multilaterais). Redefinição da natureza, do alcance e dos limites à intervenção estatal. Preocupação

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA ANÁLISE DOS INDICADORES E METAS DO ACORDO DE RESULTADOS DA DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO DO DER/MG.

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA ANÁLISE DOS INDICADORES E METAS DO ACORDO DE RESULTADOS DA DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO DO DER/MG. CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA DIRETORIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, PESQUISA E EXTENSÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO/MBA GESTÃO PÚBLICA ANÁLISE DOS INDICADORES E METAS DO ACORDO DE RESULTADOS DA DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO

Leia mais

Fundações Estatais e Contratos de Gestão: fortalecimento do Estado na área social e em particular para hospitais públicos -SUS

Fundações Estatais e Contratos de Gestão: fortalecimento do Estado na área social e em particular para hospitais públicos -SUS Fundações Estatais e Contratos de Gestão: fortalecimento do Estado na área social e em particular para hospitais públicos -SUS VI Fórum Brasileiro sobre Reforma do Estado Rio de Janeiro Pedro R. Barbosa

Leia mais

DECRETO Nº, DE DE DE. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VI, alínea a, da Constituição, e

DECRETO Nº, DE DE DE. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VI, alínea a, da Constituição, e DECRETO Nº, DE DE DE. Aprova a Política Nacional da Indústria de Defesa (PNID). A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VI, alínea a, da Constituição, e Considerando

Leia mais

02 a 05 de junho de 2009. Eventos Oficiais:

02 a 05 de junho de 2009. Eventos Oficiais: 02 a 05 de junho de 2009 Expo Center Norte - SP Eventos Oficiais: 1 A Saúde Rompendo Paradigmas para o Crescimento Sustentável Saúde Suplementar : Modelo,Regulação e Intervenção Estatal Alceu Alves da

Leia mais

Capítulo 1 Organização e o Processo Organizacional

Capítulo 1 Organização e o Processo Organizacional Sumário Capítulo 1 Organização e o Processo Organizacional 1. O Conceito de Organização...1 2. O Conceito de Processo...2 3. O Conceito de Administração...3 4. O Processo Organizacional...3 4.1. Conceito

Leia mais

Apostilas OBJETIVA - Técnico Judiciário Área Administrativa TRE Tribunal Regional Eleitoral Estado do Acre - Concurso Público 2015.

Apostilas OBJETIVA - Técnico Judiciário Área Administrativa TRE Tribunal Regional Eleitoral Estado do Acre - Concurso Público 2015. Índice Estruturação da máquina administrativa no Brasil desde 1930... 02 Estrutura e Estratégia Organizacional... 20 Cultura Organizacional... 61 Administração Pública: do modelo racional-legal ao paradigma

Leia mais

Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública. Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008

Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública. Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008 Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008 Roteiro 1. Contexto 2. Por que é preciso desenvolvimento de capacidades no setor

Leia mais

Gestão pública empreendedora e ciclo do Governo Federal

Gestão pública empreendedora e ciclo do Governo Federal Gestão pública empreendedora e ciclo do Governo Federal Gestão pública empreendedora Gustavo Justino de Oliveira* Consoante documento 1 elaborado pela Secretaria de Gestão do Ministério do Planejamento,

Leia mais

Escola de Formação Política Miguel Arraes

Escola de Formação Política Miguel Arraes Escola de Formação Política Miguel Arraes Curso de Atualização e Capacitação Sobre Formulação e Gestão de Políticas Públicas Módulo III Gestão das Políticas Públicas Aula 5 Parcerias na gestão e execução

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Prof. Mércio Rosa Júnior PRODUÇÃO 02 e 03 de Fevereiro de 2011

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Prof. Mércio Rosa Júnior PRODUÇÃO 02 e 03 de Fevereiro de 2011 Workshop 2011 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Prof. Mércio Rosa Júnior PRODUÇÃO 02 e 03 de Fevereiro de 2011 Agência Nacional de Transportes Aquaviários O MAPA ESTRATÉGICO ANTAQ 2 Missão Assegurar à sociedade

Leia mais

cabaleiro.dcs@gmail.com GESTÃO PÚBLICA Professor Daniel Cabaleiro Saldanha, M. Sc.

cabaleiro.dcs@gmail.com GESTÃO PÚBLICA Professor Daniel Cabaleiro Saldanha, M. Sc. cabaleiro.dcs@gmail.com GESTÃO PÚBLICA Professor Daniel Cabaleiro Saldanha, M. Sc. Plano de Curso ( 4h/aula) Conceitos Preliminares Evolução da Administração Pública Administração Patrimonialista Administração

Leia mais

Política Nacional de Gestão de Pessoas no Governo Lula. uma construção negociada e inovadora

Política Nacional de Gestão de Pessoas no Governo Lula. uma construção negociada e inovadora Política Nacional de Gestão de Pessoas no Governo Lula uma construção negociada e inovadora POLÍTICA DE GESTÃO DE PESSOAS A construção de uma política de gestão de pessoas para o Governo Federal tem por

Leia mais

ESCOLA DE GOVERNO - MARAVILHA. O sucesso de qualquer empresa depende da qualidade de seus profissionais. O funcionário público não trabalha???

ESCOLA DE GOVERNO - MARAVILHA. O sucesso de qualquer empresa depende da qualidade de seus profissionais. O funcionário público não trabalha??? ESCOLA DE GOVERNO - MARAVILHA PALESTRA: A GESTÃO DE PESSOAS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MINISTRANTE: Prof. ADEMAR DUTRA, Dr. VERDADES OU MENTIRAS??? O sucesso de qualquer empresa depende da qualidade de seus

Leia mais

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS FT DE GESTÃO PÚBLICA - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: Que em 2020 Santa Maria seja um município que preste Serviços de Qualidade a seus cidadãos, com base

Leia mais

SETOR PÚBLICO, SETOR PRIVADO E TERCEIRO SETOR

SETOR PÚBLICO, SETOR PRIVADO E TERCEIRO SETOR SETOR PÚBLICO, SETOR PRIVADO E TERCEIRO SETOR Consiste na forma como as diferentes Pessoas Jurídicas atuam no desenvolvimento de atividades econômicas e sociais no âmbito da sociedade. De acordo com o

Leia mais

O Estado brasileiro: Oligárquico/patrimonial; Autoritário/burocrático; Estado de bem-estar; Estado Regulador

O Estado brasileiro: Oligárquico/patrimonial; Autoritário/burocrático; Estado de bem-estar; Estado Regulador O Estado brasileiro: Oligárquico/patrimonial; Autoritário/burocrático; Estado de bem-estar; Estado Regulador 1. Introdução 2. Estado oligárquico e patrimonial 3. Estado autoritário e burocrático 4. Estado

Leia mais

A Importância do Gestor Público no Processo Decisório. Coordenação-Geral de Desenvolvimento Institucional Secretaria do Tesouro Nacional

A Importância do Gestor Público no Processo Decisório. Coordenação-Geral de Desenvolvimento Institucional Secretaria do Tesouro Nacional A Importância do Gestor Público no Processo Decisório Coordenação-Geral de Desenvolvimento Institucional Secretaria do Tesouro Nacional Contexto A administração pública brasileira sofreu transformações

Leia mais

Poder e Dominação Segundo Max Weber. Dominação Legal, Dominação Tradicional, Dominação Carismática. Dominação Legal. Dominação Tradicional

Poder e Dominação Segundo Max Weber. Dominação Legal, Dominação Tradicional, Dominação Carismática. Dominação Legal. Dominação Tradicional Poder e Dominação Segundo Max Weber Poder significa toda oportunidade de impor sua própria vontade, no interior de uma relação social, até mesmo contra resistências, pouco importando em que repouse tal

Leia mais

GESTÃO EFICIENTE 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO 2 JUSTIFICATIVA

GESTÃO EFICIENTE 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO 2 JUSTIFICATIVA GESTÃO EFICIENTE 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO Promover eficiência na gestão de recursos para assegurar a realização da Estratégia, a partir de uma política organizacional de planejamento e execução

Leia mais

A Organização de Carreiras do Poder Executivo da Administração Pública Federal Brasileira

A Organização de Carreiras do Poder Executivo da Administração Pública Federal Brasileira A Organização de Carreiras do Poder Executivo da Administração Pública Federal Brasileira Aldino Graef Brasília, 7 de julho de 2009 CONFERÊNCIA NACIONAL DE RECURSOS HUMANOS ORGANIZAÇÃO DO PODER EXECUTIVO

Leia mais

20 Diretrizes Priorizadas pela Etapa Estadual

20 Diretrizes Priorizadas pela Etapa Estadual 20 Diretrizes Priorizadas pela Etapa Estadual Paulista da CONSOCIAL Prioridades Texto Diretriz Eixo Pontos 1 2 Regulamentação e padronização de normas técnicas para a elaboração dos Planos de Governo apresentados

Leia mais

Política de Logística de Suprimento

Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento 5 1. Objetivo Aumentar a eficiência e competitividade das empresas Eletrobras, através da integração

Leia mais

CURSO ON-LINE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ICMS-SP PROFESSOR: RAFAEL ENCINAS. Prova Comentada

CURSO ON-LINE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ICMS-SP PROFESSOR: RAFAEL ENCINAS. Prova Comentada Prezados, alunos! Prova Comentada Seguem abaixo os comentários da prova de Administração Pública do ICMS-SP, que ocorreu neste final de semana. Não vejo possibilidade de recursos. Abraço, Rafael Encinas.

Leia mais

EIXO 3 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. D 3.3 Fundamentos do Direito Público (20h) Professores: Juliana Bonacorsi de Palma e Rodrigo Pagani de Souza

EIXO 3 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. D 3.3 Fundamentos do Direito Público (20h) Professores: Juliana Bonacorsi de Palma e Rodrigo Pagani de Souza EIXO 3 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA D 3.3 Fundamentos do Direito Público (20h) Professores: Juliana Bonacorsi de Palma e Rodrigo Pagani de Souza 29 e 30 de setembro, 01, 05, 06 e 07 de outubro de 2011 ENAP Escola

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais Especialização em Gestão Estratégica de Apresentação CAMPUS COMÉRCIO Inscrições Abertas Turma 02 --> Início Confirmado: 07/06/2013 últimas vagas até o dia: 05/07/2013 O curso de Especialização em Gestão

Leia mais

CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PDI

CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PDI CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PDI A implementação do Plano de Desenvolvimento Institucional, envolve além dos objetivos e metas já descritos, o estabelecimento de indicadores, como forma de se fazer o

Leia mais

O movimento de modernização da gestão pública no Brasil e seus desafios

O movimento de modernização da gestão pública no Brasil e seus desafios O movimento de modernização da gestão pública no Brasil e seus desafios 10 de Novembro de 2011 2º Congresso de Gestão do Ministério Público Informação confidencial e de propriedade da Macroplan Prospectiva

Leia mais

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS. Sistema. Eletrobrás

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS. Sistema. Eletrobrás POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS Sistema Eletrobrás Política de Logística de Suprimento do Sistema Eletrobrás POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO 4 POLÍTICA DE Logística de Suprimento

Leia mais

Secretaria de Estado da Administração e da Previdência Departamento de Recursos Humanos Escola de Governo do Paraná SÍNTESE DAS EMENTAS PROPOSTAS

Secretaria de Estado da Administração e da Previdência Departamento de Recursos Humanos Escola de Governo do Paraná SÍNTESE DAS EMENTAS PROPOSTAS 1º MÓDULO: SÍNTESE DAS EMENTAS PROPOSTAS Economia e Sociedade do Conhecimento: Conceitos básicos: economia da informação e conhecimento. Investimentos tangíveis e intangíveis. Gestão do Conhecimento e

Leia mais

www.concursovirtual.com.br

www.concursovirtual.com.br Questões de Administração Pública Brasileira I ESAF - 2012 - CGU - Analista de Finanças e Controle 1. O foco das atividades de monitoramento e avaliação na Administração Pública é a) garantir a legalidade

Leia mais

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃODE RECURSOS HUMANOS DA ANTT

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃODE RECURSOS HUMANOS DA ANTT FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃODE RECURSOS HUMANOS DA ANTT Quadro de Servidores SITUAÇÃO 2008 2009 Abril 2010 CARGOS EFETIVOS (*) 429 752 860 Analista Administrativo 16 40 41 Especialista em Regulação 98 156 169

Leia mais

DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009.

DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009. DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009. Institui a Política de Tecnologia da Informação e Comunicação no Governo do Estado do Piauí, cria o Sistema de Governança de Tecnologia da Informação e

Leia mais

A REORIENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL BRASILEIRO IBGC 26/3/2015

A REORIENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL BRASILEIRO IBGC 26/3/2015 A REORIENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL BRASILEIRO IBGC 26/3/2015 1 A Situação Industrial A etapa muito negativa que a indústria brasileira está atravessando vem desde a crise mundial. A produção

Leia mais

Ciclo de Seminários do Observatório da Inovação e Competitividade 2011

Ciclo de Seminários do Observatório da Inovação e Competitividade 2011 Ciclo de Seminários do Observatório da Inovação e Competitividade 2011 Organizações Sociais: o que há de inovador nessa forma de organização para a prestação de serviços públicos? Luiz Henrique Proença

Leia mais

ORGANIZAÇÕES DO 3º SETOR

ORGANIZAÇÕES DO 3º SETOR CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES ASSOCIADAS DE ENSINO São João da Boa Vista Mestrado Acadêmico em Desenvolvimento Sustentável ORGANIZAÇÕES DO 3º SETOR ORGANIZAÇÕES SOCIAIS (O.S.) Titulação de ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Experiências de reformas administrativas no Brasil. Reforma do DASP. Gustavo Justino de Oliveira*

Experiências de reformas administrativas no Brasil. Reforma do DASP. Gustavo Justino de Oliveira* Experiências de reformas administrativas no Brasil. O processo de modernização da Administração Pública. Evolução dos modelos/ paradigmas de gestão: a nova gestão pública Experiências de reformas administrativas

Leia mais

O SISTEMA DE PARCERIAS COM O TERCEIRO SETOR NA CIDADE DE SÃO PAULO

O SISTEMA DE PARCERIAS COM O TERCEIRO SETOR NA CIDADE DE SÃO PAULO O SISTEMA DE PARCERIAS COM O TERCEIRO SETOR NA CIDADE DE SÃO PAULO Januário Montone II Congresso Consad de Gestão Pública Painel 23: Inovações gerenciais na saúde O SISTEMA DE PARCERIAS COM O TERCEIRO

Leia mais

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR...o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff Julho/2014 0 APRESENTAÇÃO Se fôssemos traduzir o Plano de Governo 2015-2018

Leia mais

A Escola. Com uma média de 1.800 alunos por mês, a ENAP oferece cursos presenciais e a distância

A Escola. Com uma média de 1.800 alunos por mês, a ENAP oferece cursos presenciais e a distância A Escola A ENAP pode contribuir bastante para enfrentar a agenda de desafios brasileiros, em que se destacam a questão da inclusão e a da consolidação da democracia. Profissionalizando servidores públicos

Leia mais

V Encontro Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares

V Encontro Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares V Encontro Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares Programa Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares: uma política de apoio à gestão educacional Clélia Mara Santos Coordenadora-Geral

Leia mais

Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da

Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da Informação e Documentação Disciplina: Planejamento e Gestão

Leia mais

COMENTÁRIOS QUESTÕES DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CONCURSO MCTI ANALISTA DE GESTÃO ADMINISTRATIVA PROFESSOR: MARCELO CAMACHO

COMENTÁRIOS QUESTÕES DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CONCURSO MCTI ANALISTA DE GESTÃO ADMINISTRATIVA PROFESSOR: MARCELO CAMACHO Pessoal, Estou inaugurando meus artigos no site do ponto postando comentários sobre as questões de Administração Pública da prova Específica de Analista de gestão Administrativa do MCTI. Não vislumbro

Leia mais

REFORMA OU DESMONTE? Análise crítica acerca do Plano Diretor da Reforma do Estado

REFORMA OU DESMONTE? Análise crítica acerca do Plano Diretor da Reforma do Estado REFORMA OU DESMONTE? Análise crítica acerca do Plano Diretor da Reforma do Estado Ana Carolyna Muniz Estrela 1 Andreza de Souza Véras 2 Flávia Lustosa Nogueira 3 Jainara Castro da Silva 4 Talita Cabral

Leia mais

Administração Pública. Prof. Joaquim Mario de Paula Pinto Junior

Administração Pública. Prof. Joaquim Mario de Paula Pinto Junior Administração Pública Prof. Joaquim Mario de Paula Pinto Junior 1 A seguir veremos: Novas Modalidades de Administração no Brasil; Organização da Administração Pública; Desafios da Administração Pública.

Leia mais

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS FT DE GESTÃO PÚBLICA - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: Que em 2020 Santa Maria seja um município que preste Serviços de Qualidade a seus cidadãos, com base

Leia mais

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS FT DE GESTÃO PÚBLICA - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: Que em 2020 Santa Maria seja um município que preste Serviços de Qualidade a seus cidadãos, com base

Leia mais

Inovação e Tecnologia

Inovação e Tecnologia Inovação e Tecnologia INOVAÇA O E TECNOLOGIA ALTERNATIVAS PARA APOIAR A CIÊNCIA, A INOVAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO NO RS Em uma época identificada como a era do conhecimento e da informação, é

Leia mais

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional.

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Tema 1: Eficiência Operacional Buscar a excelência na gestão de custos operacionais. Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Agilizar

Leia mais

INOVAÇÃO NA GESTÃO PÚBLICA

INOVAÇÃO NA GESTÃO PÚBLICA Curso Técnico em Gestão Pública Módulo INOVAÇÃO NA GESTÃO PÚBLICA Prof. Dr. Fernando de S. COELHO fernandocoelho@usp.br São Paulo, 13 de maio de 2015 Onde estamos no curso? Disciplina Periodo Local Data

Leia mais

Administração Judiciária

Administração Judiciária Administração Judiciária Planejamento e Gestão Estratégica Claudio Oliveira Assessor de Planejamento e Gestão Estratégica Conselho Superior da Justiça do Trabalho Gestão Estratégica Comunicação da Estratégia

Leia mais

DIRETRIZES APROVADAS PELA SESSÃO PLENÁRIA DO CONGRESSO

DIRETRIZES APROVADAS PELA SESSÃO PLENÁRIA DO CONGRESSO DIRETRIZES APROVADAS PELA SESSÃO PLENÁRIA DO CONGRESSO Brasília, 11 de setembro de 2010 TEMA 1 DIRETRIZES E HORIZONTES DA RELAÇÃO POLÍTICA E INSTITUCIONAL DO SISTEMA COOPERATIVISTA 1.1 - FORTALECER A REPRESENTAÇÃO

Leia mais

Agenda para Micro e Pequenas Empresas

Agenda para Micro e Pequenas Empresas Agenda para Micro e Pequenas Empresas As Micro e Pequenas Empresas (MPE) são de vital importância para o desenvolvimento econômico de Goiás, pois atuam em diversas atividades econômicas, tais como indústria,

Leia mais

Gestão Democrática da Educação

Gestão Democrática da Educação Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Departamento de Articulação e Desenvolvimento dos Sistemas de Ensino Coordenação Geral de Articulação e Fortalecimento Institucional dos Sistemas de

Leia mais

LEI Nº 2.278/07, DE 24 DE AGOSTO DE 2007.

LEI Nº 2.278/07, DE 24 DE AGOSTO DE 2007. LEI Nº 2.278/07, DE 24 DE AGOSTO DE 2007. Dispõe sobre a criação do Instituto Escola de Governo e Gestão Pública de Ananindeua, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE ANANINDEUA estatui, e eu

Leia mais

Iniciativas para o Fortalecimento da Ação Fiscal dos Municípios em Tributação Imobiliária

Iniciativas para o Fortalecimento da Ação Fiscal dos Municípios em Tributação Imobiliária SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE TRIBUTAÇÃO IMOBILIÁRIA Iniciativas para o Fortalecimento da Ação Fiscal dos Municípios em Tributação Imobiliária Salvador, 21 e 22 de novembro de 2007 SESSÃO III Inovação,

Leia mais

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Brasília, 02 de janeiro de 2015. Ministra Miriam Belchior, demais autoridades, parentes e amigos aqui presentes.

Leia mais

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO Simplificar e padronizar os processos internos, incrementando o atendimento ao usuário. Especificamente o projeto tem o objetivo de: Permitir

Leia mais

Comunidade no Orkut: Administração Pública - concursos. Grupo no Yahoo: enviar e-mail para: professor_wagner_rabellosubscribe@yahoogrupos.com.

Comunidade no Orkut: Administração Pública - concursos. Grupo no Yahoo: enviar e-mail para: professor_wagner_rabellosubscribe@yahoogrupos.com. ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA _ Prof. Wagner Rabello Jr. Currículo resumido: Wagner Leandro Rabello Junior é pós-graduado em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e bacharel em Biblioteconomia

Leia mais

CARTA DO PARANÁ DE GOVERNANÇA METROPOLITANA

CARTA DO PARANÁ DE GOVERNANÇA METROPOLITANA CARTA DO PARANÁ DE GOVERNANÇA METROPOLITANA Em 22 e 23 de outubro de 2015, organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano SEDU, por meio da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba COMEC,

Leia mais

Igor Vilas Boas de Freitas

Igor Vilas Boas de Freitas 18ª Reunião Extraordinária da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática. 26 de maio de 2010 Igor Vilas Boas de Freitas Consultor Legislativo do Senado Federal 1. Quais são os

Leia mais

VII - GESTÃO DE PESSOAS

VII - GESTÃO DE PESSOAS VII - GESTÃO DE PESSOAS Política de Recursos Humanos Mensagem Presidencial Política de Recursos Humanos Reestruturação da Força de Trabalho do Poder Executivo Desde 2003, o Governo investe na reestruturação

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE CIENCIAS DA SAUDE COORDENAÇÃO DE PÓS GRADUAÇÃO E EXTENSÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

ESCOLA SUPERIOR DE CIENCIAS DA SAUDE COORDENAÇÃO DE PÓS GRADUAÇÃO E EXTENSÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESCOLA SUPERIOR DE CIENCIAS DA SAUDE COORDENAÇÃO DE PÓS GRADUAÇÃO E EXTENSÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO NA SAÚDE 1- Introdução: contextualização a iniciativa O curso

Leia mais

Planejamento Fiscal 2015 DM/SMF

Planejamento Fiscal 2015 DM/SMF Planejamento Fiscal 2015 DM/SMF PLANEJAMENTO FISCAL 2015 CAPITULO I APRESENTAÇÃO O Planejamento Fiscal do DM/SMF - Departamento de Impostos Mobiliários da Secretaria Municipal de Fazenda materializa-se

Leia mais

Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE

Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE IV. CÂMARA TEMÁTICA DA EDUCACÃO, CULTURA E DESPORTOS Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE Meta 1 Toda criança e jovem de 4 a 17 anos na escola; Meta 2 Até 2010, 80% e,

Leia mais

Painel: LIMITES DA AUTONOMIA E DO CONTROLE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Painel: LIMITES DA AUTONOMIA E DO CONTROLE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Gestão Encontro do 1º Ciclo de Debates Direito e Gestão Pública Núcleo Regional de São Paulo São Paulo-SP 23.10.09 Painel: LIMITES DA AUTONOMIA

Leia mais

gestão das Instâncias de Governança nas regiões turísticas prioritárias do país.

gestão das Instâncias de Governança nas regiões turísticas prioritárias do país. OBJETIVO GERAL Estabelecer cooperação técnica para desenvolver e implementar ações que visem a fortalecer o ciclo da gestão das Instâncias de Governança nas regiões turísticas prioritárias do país. IMPORTANTE:

Leia mais

DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS

DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS OBJETIVOS Dotar as Promotorias de Justiça

Leia mais

Congresso de Gestão Pública Ceará Fortaleza, 29 e 30/10/08

Congresso de Gestão Pública Ceará Fortaleza, 29 e 30/10/08 Congresso de Gestão Pública Ceará Fortaleza, 29 e 30/10/08 Levantamento dos Novos Arranjos Organizacionais nos Municípios Paulistas (2006): breves considerações Estudo da Fundação Prefeito Faria Lima Cepam

Leia mais

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 1 Missão 2 Exercer o controle externo da administração pública municipal, contribuindo para o seu aperfeiçoamento, em benefício da sociedade. Visão Ser reconhecida

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA FUNÇÃO PÚBLICA MODELO CONCEPTUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DE DESEMPENHO

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA FUNÇÃO PÚBLICA MODELO CONCEPTUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DE DESEMPENHO REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA FUNÇÃO PÚBLICA MODELO CONCEPTUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DE DESEMPENHO 1 CONTEXTUALIZAÇÃO A Reforma do sector público em curso no país enquadra se na estratégia mais

Leia mais

EIXO 5 GESTÃO DA POLÍTICA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS

EIXO 5 GESTÃO DA POLÍTICA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS EIXO 5 GESTÃO DA POLÍTICA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS Garantir a elaboração e implementação da política e do Plano Decenal

Leia mais

A reforma do Estado no Brasil : estratégias e resultados

A reforma do Estado no Brasil : estratégias e resultados A reforma do Estado no Brasil : estratégias e resultados Angela Santana O debate sobre a crise do Estado e a necessidade de sua reconstrução teve início nos anos 80 nos países industrializados. No Brasil,

Leia mais

nas técnicas de trabalho desenvolvidas no âmbito do Controle Interno do Poder Executivo, denominadas de auditoria e fiscalização.

nas técnicas de trabalho desenvolvidas no âmbito do Controle Interno do Poder Executivo, denominadas de auditoria e fiscalização. Finalidades e Atividades do Sistema de Controle 1. O Controle visa à avaliação da ação governamental, da gestão dos administradores e da aplicação de recursos públicos por entidades de Direito Privado,

Leia mais

Minuta do Capítulo 8 do PDI: Políticas de Atendimento aos Discentes

Minuta do Capítulo 8 do PDI: Políticas de Atendimento aos Discentes Minuta do Capítulo 8 do PDI: Políticas de Atendimento aos Discentes Elaborada pela Diretoria de Assuntos Estudantis 1 1 Esta minuta será apreciada pelo Colegiado de Ensino, Pesquisa e Extensão nos dias

Leia mais

Implantação do Sistema de Divulgação de Melhores Práticas de Gestão na Administração Pública

Implantação do Sistema de Divulgação de Melhores Práticas de Gestão na Administração Pública Ministério do Planejamento, Orçamento e Programa 0792 GESTÃO PÚBLICA EMPREENDEDORA Objetivo Promover a transformação da gestão pública para ampliar os resultados para o cidadão e reduzir custos. Indicador(es)

Leia mais

data PROJETO DE LEI N 8035/2010. 1 Supressiva 2. Substitutiva 3. Modificativa 4. Aditiva 5. Substitutivo global

data PROJETO DE LEI N 8035/2010. 1 Supressiva 2. Substitutiva 3. Modificativa 4. Aditiva 5. Substitutivo global Página Artigo: 6º Parágrafo: Único Inciso Alínea EMENDA MODIFICATIVA O parágrafo único do Artigo 6º do PL n 8035 de 2010, passa a ter a seguinte redação: Art. 6º... Parágrafo único. O Fórum Nacional de

Leia mais

Livro ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 5.ed./2016

Livro ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 5.ed./2016 Livro ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 5.ed./2016 Livro completo e indispensável que fará toda a diferença na hora de responder as questões da prova - indicado para os maiores e melhores concursos públicos do Brasil.

Leia mais

3. Processos, o que é isto? Encontramos vários conceitos de processos, conforme observarmos abaixo:

3. Processos, o que é isto? Encontramos vários conceitos de processos, conforme observarmos abaixo: Perguntas e respostas sobre gestão por processos 1. Gestão por processos, por que usar? Num mundo globalizado com mercado extremamente competitivo, onde o cliente se encontra cada vez mais exigente e conhecedor

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.707, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2006. Institui a Política e as Diretrizes para o Desenvolvimento de Pessoal da administração

Leia mais

Detalhamento da Implementação Concessão de Empréstimos, ressarcimento dos valores com juros e correção monetária. Localizador (es) 0001 - Nacional

Detalhamento da Implementação Concessão de Empréstimos, ressarcimento dos valores com juros e correção monetária. Localizador (es) 0001 - Nacional Programa 2115 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Saúde 0110 - Contribuição à Previdência Privada Tipo: Operações Especiais Número de Ações 51 Pagamento da participação da patrocinadora

Leia mais

Seja Bem-vindo(a)! AULA 1

Seja Bem-vindo(a)! AULA 1 Seja Bem-vindo(a)! Neste módulo vamos trabalhar os principais conceitos de Administração Pública que apareceram com mais frequência nas últimas provas. AULA 1 Estado, origens e funções Teoria Burocrática

Leia mais

Aspectos Institucionais e Tendências da Regulação

Aspectos Institucionais e Tendências da Regulação PRO-REG/IBI PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM REGULAÇÃO Aspectos Institucionais e Tendências da Regulação Pedro Farias Especialista Lider em Modernização do Estado Banco Interamericano de Desenvolvimento Sebastian

Leia mais

O Atual Ambiente e Contexto Institucional PPP SUMMIT. São Paulo/Maio de 2015

O Atual Ambiente e Contexto Institucional PPP SUMMIT. São Paulo/Maio de 2015 O Atual Ambiente e Contexto Institucional PPP SUMMIT São Paulo/Maio de 2015 Tópicos Ambiente Institucional Quando da Edição da Lei de PPP Atual Situação Fiscal Governança dos Contratos de PPP Desafios

Leia mais

O tipo de gestão pública aplicado no Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de Alagoas: Um estudo de caso no Campus Arapiraca.

O tipo de gestão pública aplicado no Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de Alagoas: Um estudo de caso no Campus Arapiraca. Relatório Executivo Universidade Federal de Pernambuco Centro de Ciências Sociais Aplicadas Departamento de Ciências Administrativas Mestrado Profissional em Administração O tipo de gestão pública aplicado

Leia mais

GABARITO. Observações: As questões 18 e 26 foram anuladas. A questão 25 desconsiderar os percentuais digitados na questão.

GABARITO. Observações: As questões 18 e 26 foram anuladas. A questão 25 desconsiderar os percentuais digitados na questão. GABARITO Observações: As questões 18 e 26 foram anuladas. A questão 25 desconsiderar os percentuais digitados na questão. Questão 1: Sobre os princípios da administração pública, é incorreto afirmar: (a)

Leia mais

RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO

RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO SISTEMATIZAÇÃO DOS RESULTADOS Atendendo a solicitação do CNMP, o presente documento organiza os resultados

Leia mais

Modernização da Gestão

Modernização da Gestão Modernização da Gestão Administrativa do MPF Lei de Responsabilidade Fiscal, Finanças Públicas e o Aprimoramento da Transparência Francisco Vignoli Novembro-Dezembro/2010 MPF - I Seminário de Planejamento

Leia mais

valorização profissional e pessoal dos Associados SERVIDORES EFETIVOS DAS AGÊNCIAS REGULADORAS FEDERAIS

valorização profissional e pessoal dos Associados SERVIDORES EFETIVOS DAS AGÊNCIAS REGULADORAS FEDERAIS valorização profissional e pessoal dos Associados SERVIDORES EFETIVOS DAS AGÊNCIAS REGULADORAS FEDERAIS ANER SEDE ANER SHIS QI 23 Conjunto 13 casa 19 Lago Sul Brasília - DF Entidade sem fins lucrativos,

Leia mais

Apresentações Técnicas. ciclo de seminários NOVOS MODELOS ORGANIZACIONAIS

Apresentações Técnicas. ciclo de seminários NOVOS MODELOS ORGANIZACIONAIS Apresentações Técnicas ciclo de seminários NOVOS MODELOS ORGANIZACIONAIS Seminário IV Novos Modelos Organizacionais de Ciência e Tecnologia Apresentações Técnicas São Paulo, 2007 APRESENTAÇÃO A área de

Leia mais