A eficiência do distalizador de Carrière na correção da má-oclusão Classe llr de Angle, Divisão 1, Subdivisão

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A eficiência do distalizador de Carrière na correção da má-oclusão Classe llr de Angle, Divisão 1, Subdivisão"

Transcrição

1 A eficiência do distalizador de Carrière na correção da má-oclusão Classe llr de Angle, Divisão 1, Subdivisão Angle C l a s s I I malocclusion, s u b d i v i s i o n c o r r e c t i o n with Carriorr D i s t a l i z e r - C l i n i c a l c a s e s r e p o r t Adriano Marotta Araujo* Rogério Ferrante Cardoso** Suzana Nakamura Cardoso*** Humberto Martini Braguetti**** Eduardo C. Werneck***** * Professor doutor na disciplina de Ortodontia - Unesp - São José dos Campos/SP * * Estagiário na disciplina de Ortodontia - Unesp/São José dos Campos; Aluno do curso de Especialização em Ortodontia - lepc - Cruzeiro/SP. * * * Estagiária na disciplina de Orlodontia - Uiicsp/Sao José dos Campos; Aluna do curso de Especialização em Ortodontia - lepc Cruzeiro/SP. ' * * * Protcssor coordenador do curso de Especialização em Ortodontia - Unisa e Unicsul/SP. " ' * * Coordenador do curso de Especialização em Ortodontia - lepc Cruzeiro/SP. RESUMO - O tratamento de casos assimétricos exige um detalhado plano de tratamento e conduta clínica bem precisa. A correção da má-oclusão de Classe II, Divisão 1, Subdivisão pode ser realizada com aparelhos distalizadores de molares uni ou bilaterais. 0 aparelho de Carrière é um dispositivo que permite esta correção com eficiência e com poucos efeitos colaterais. 0 objetivo deste trabalho é apresentar e descrever o mecanismo de ação, instalação e conduta clinica deste dispositivo para correção da má-oclusão de Classe II, Subdivisão. Também, serão apresentados dois casos clínicos com ilustração, passo a passo, da técnica empregada. 0 primeiro caso clínico trata-se de um paciente do gênero feminino, 11 anos, com má-oclusão de Classe II, Divisão 1, Subdivisão esquerda. Este paciente foi tratado com o distalizador de Carrière por seis meses no arco superior e aparelho ortodôntico fixo no arco inferior. O segundo caso clínico trata-se de um paciente também do gênero feminino, 12 anos, que apresentava moderada má-oclusão de Classe II, Divisão 1, Subdivisão esquerda. O plano de tratamento consistiu em um tratamento de duas fases, sendo a primeira com o distalizador de Carrière e a segunda com aparelhagem fixa auto-ligada. Os fatores relevantes deste distalizador foram a ação especificamente unilateral, evitando-se o efeito colateral no lado oposto. O fator diferencial foi a correção simultânea das relações de molar e canino, possibilitando a redução no tempo habitual de tratamento. Além disto, proporcionou conforto aos pacientes e fácil manuseio ao ortodontista Unitermos - Assimetria; Classe II; Distalizadores. ABSTRACT - Asymmetry cases in Orthodontics usually are treatments that need a detailed plan of treatment and good technical performance. Class II, subdivision malocclusion correction can be done with unilateral or bilateral dental distalizers appliances. The Carriere's Distalizer is one of those appliances that allow correction and poor side effects. The aim of this paper is to show the biomechanical and the different steps of Class II, subdivision correction. Also, to introduce two clinical case treatment showing the appliance's efficiency. In the case report 1, a female, 11 years old and Class II malocclusion, subdivision left side was treated. Six month Carrière distalizer had been used on the upper arch with regular fixed braces in the lower arch. Case report 2, also a 12 years old female patient with Class II, subdivision left. Two phases treatment was selected. Tirst one, with Distalizer and second one with self-ligated brackets by Carrière. Unilateral action and easy progress treatment was one of the major benefits avoiding the side effects on the other side and anterior teeth. The main advantage is the simultaneous molar and canine correction, with a faster treatment time results. Key Words - Asymmetry; Class II; Distalizers. Recebido em out/ Aprovado em dez/2009 SPO I 169

2 Introdução A má-oclusão de Classe II pode ser classificada de acordo com a simetria dos arcos dentários, sendo nomeada Subdivisão, quando um dos lados, direito ou esquerdo, apresenta relação de molar e canino em Classe I e o outro lado com relação de molar e canino em Classe II. A correção desta discrepância exige um controle maior do mecanismo de ação das forças, já que estas costumam ser aplicadas bilateralmente, porém, em diferentes magnitudes e com diferentes ancoragens. 0 distalizador de Carrière é um simples e eficiente aparelho fixo desenvolvido para tratamento da Classe II, representando uma evolução dos arcos seccionados modulares. Este aparelho pode ser usado na correção da Classe II, simétrica ou assimétrica, sendo efetivo nos casos clínicos sem extração de pré-molares. Os pacientes braquifaciais respondem melhor ao tratamento que pacientes com padrão dolicofacial, da mesma forma que outros distalizadores, já que com a distalização há o aumento do terço inferior da face. Indica-se o uso do aparelho para pacientes ainda em crescimento, na fase de dentadura mista com erupção total dos primeiros molares permanentes superiores, entretanto, pode ser utilizado em pacientes adultos 1. Biomecânica O distalizador de Carnère foi desenhado para proporcionar uma relação de molar e canino de Classe I. Os objetivos biomecânicos almejados do aparelho são os seguintes: Produzir um movimento rotacional distai dos primeiros molares superiores em torno de suas raízes, quando necessário. Simultaneamente, produzir uma força uniforme para o movimento distai do molar. Movimentar independentemente cada segmento posterior, do canino ao molar, como uma unidade. Eliminar as forças colaterais de deflexão presentes em cada ativação dos aparelhos ortodônticos nos métodos tradicionais de distalização. Diminuir as reações periodontais. A evidência clínica de que estes objetivos foram atingidos será o aparecimento de diastemas entre os incisivos e um amplo espaço na mesial dos caninos. Desenho do aparelho 0 distalizador é confeccionado em aço inoxidável, livre de níquel, através da injeção em um molde pré-fabricado e comercializado pela ClassOne Produtos Ortodônticos (Figuras 1). 0 apoio do canino, que permite o movimento distai através do rebordo alveolar, possui um gancho para colocação de elásticos de Classe II (Figuras 2). Este apoio é o extremo mesial de um braço que dirige-se para distai passando sobre os pré-molares com uma leve curvatura. O extremo distai do braço é uma esfera articulada ao encaixe contido no apoio molar (Figuras 3). A esfera e seu encaixe foram desenhados através de um modelo virtual em três dimensões, lembrando a articulação do quadril humano, promovendo máxima liberdade de movimento na direção desejada. A superfície elevada na esfera de articulação limita a rotação do molar até 15 graus através do seu longo eixo. Colocação do aparelho 0 distalizador é comercializado em três tamanhos: 23 mm, 25 mm e 27 mm. A determinação do tamanho do aparelho é feita medindo-se a distância entre o centro da face vestibular do primeiro molar e o centro da coroa do canino, utilizando-se de uma régua ou o acessório denominado dentometer. Em casos onde o canino está alto e inacessível, e o segundo molar está presente, a determinação da distância poderá ser feita entre o segundo molar e o primeiro pré-molar. O aparelho é colado na face vestibular dos dentes canino e primeiro molar superior. Opções de ancoragem A ancoragem deve ser cuidadosamente selecionada, de acordo com padrão facial e neuromuscular do paciente. O objetivo é prevenir a inclinação vestibular dos incisivos inferiores. A ancoragem deve incluir uma ou mais das seguintes características: J. Arco lingual passivo Um arco lingual passivo 036" adaptado à anatomia do arco dentário mandibular, percorrendo de molar à molar ou até segundo molar, caso este já estiver erupcionado. 2. Aparelho ortodôntico fixo no arco mandibular Em casos sem extração de pré-molares com uma severa curva de Spee ou com coroas parcialmente erupcionadas, é indicada a colagem dos braquetes inferiores e preparo da ancoragem para suportar os efeitos colaterais do uso dos elásticos de Classe II. 3. Miniparafusos ortodônticos Os miniparafusos podem ser usados por um curto período no início do tratamento ortodôntico. Por não acontecer a osseointegração, estes dispositivos podem ser facilmente inseridos e removidos. Os mini-implantes podem ser inseridos em gengiva inserida, entre o primeiro e segundo molar na mandíbula e usado como dispositivo auxiliar no uso dos elásticos de Classe II. 170 SPO

3 ORTOCLÍNICA Instruções ao paciente Elásticos VA pesado devem ser usados 24 horas por dia, exceto durante as refeições em pacientes com ângulo baixo e bom padrão muscular. O uso dos elásticos podem ser limitados a 14 horas por dia, incluindo as horas de sono em pacientes com ângulo aberto e musculatura facial pobre. Os elásticos não devem ser usados durante a mastigação devido ao vetor vertical das forças originárias deste movimento. O uso somente noturno oferece a vantagem de promover um vetor predominantemente horizontal, contudo, o tempo para distalização poderá ser maior. O paciente deverá ser instruído para não apoiar a língua entre o braço do distalizador e os dentes, o que poderia causar inclinação indesejada dos pré-molares para a lingual. Outro hábito a ser evitado é a colocação da ponta da língua no espaço formado entre o canino e o incisivo lateral durante a distalização. Este hábito poderá ser verificado com a formação de uma pequena linha avermelhada na região interproximal mesial do canino, resultando no aumento do espaço nesta região. A aceitação do distalizador por parte dos pacientes é grande já que os incisivos superiores ficam livres da instalação do aparelho. O distalizador é relativamente confortável e pode ser usado nos primeiros três a seis meses de tratamento, onde o fator cooperação é maior. O objetivo deste trabalho é apresentar e descrever o mecanismo de ação, instalação e conduta clínica do distalizador de Carrière para correção da má-oclusão de Classe II, Subdivisão, como também, apresentar dois casos clínicos com ilustração passo a passo da técnica empregada. II RELATO DE CASOS CLÍNICOS Estes casos foram tratados inicialmente com o distalizador Carrière. Uma vez corrigida a má-oclusão de Classe II, os pacientes foram submetidos ao tratamento ortodôntico corretivo tradicional para finalização do tratamento. Caso Clínico n 1 Paciente do gênero feminino, 11 anos, com má-oclusão de Classe II, Divisão 1, Subdivisão esquerda. A paciente se apresentava na segunda fase transitória da dentição mista, com segundos pré-molares superiores ainda por erupcionar. A paciente foi tratada com o distalizador de Carrière por seis meses no arco superior e aparelho ortodôntico fixo no arco inferior. O arco lingual foi confecionado com fio de aço inoxidável 0,9 mm (Figuras 4). Após o correto posicionamento do canino em oclusão normal e erupção completa dos pré-molares, o distalizador foi removido e o tratamento corretivo com aparelho fixo foi instalado (Figuras 5). Figuras la e lb O distalizador Carrière: a. vista frontal; b. vista lateral. Figuras 2a e 2b Extremo mesial do aparelho com gancho para elástico na base mesial do aparelho colado no canino. OrtodontiaSPO 2010;43(2):

4 Araujo AM Cardoso RF Cardoso SN Braguetti HM Werneck EC Figuras 3a a 3c Extremo distai do aparelho: a. esfera articulada contido no apoio molar, b-c. aparelho articulável nos planos sagital, vertical e transversal. Figuras 4a a 4c Fotos intrabucais do aparelho distalizador em posição do Caso Clínico n l. 4 OrtodontiaSPO 2010;43<2):169-75

5 ORTOCLÍNICA Figuras 5a a 5d Evolução clinica da correção da má-oclusão de Classe II do Caso Clinico n 1. O plano de tratamento consistiu em um tratamento também de duas fases. Na primeira fase, fez-se a intervenção imediata ainda com os segundos molares decíduos em posição para correção da má-oclusão de Classe II e manutenção dos resultados até erupção completa dos pré-molares superiores. Caso Clínico n u 2 Paciente do gênero feminino, 12 anos, e moderada máoclusão de Classe II, Divisão 1, Subdivisão esquerda, procurou a Clínica Orthoi de Ortodontia no município de São José dos Campos. 0 padrão dentário mostrava uma mordida profunda na segunda fase transitória da dentição mista com linhas médias, dentárias coincidentes e discreto apinhamento no arco dentário inferior. 0 plano de tratamento consistiu em um tratamento também de duas fases. Na primeira fase, fez-se a intervenção imediata ainda com os segundos molares decíduos em posição para correção da má-oclusão de Classe II e manutenção dos resultados até erupção completa dos pré-molares superiores. O aparelho de eleição foi o distalizador de Carrière, utilizado somente no lado esquerdo por cinco meses. Após a correção do sentido ântero-posterior e completa erupção dos dentes permanentes, iniciou-se a segunda fase com a colocação do aparelho ortodôntico fixo com os braquetes autoligáveis também de Carrière (Figuras 6). OrtodontiaSPO 2010:43(21:

6 Araujo AM Cardoso RF Cardoso SN Braguetti HM Werneck EC Figuras 6a a 6c Fotos intrabucal antes, durante e após a correção do caso clinico nº 2. II DISCUSSÃO 0 aparelho ideal para distalizar um molar deve ser aceitável esteticamente, confortável, causar o mínimo de efeitos nos dentes anteriores e causar movimento de corpo dos molares; além de ser prático na instalação e remoção e consumir pouco tempo na ativação do aparelho 2. Diversos são os aparelhos ortodônticos utilizados com o objetivo de causar este movimento distai dos molares. Praticamente, os dividimos em distalizadores intra ou extrabucal. Dentro do grupo de aparelhos com ação intrabucal, destaca-se o uso do cursor associado a elásticos intermaxilares, pendulum, distai jet, molas de nitinol associados ao botão de Nance ou mini-implantes, o distalizador de Carrière, entre outros. Pesquisadores estudaram a eficiência do aparelho pendulum para a distalização unilateral dos molares e concluíram ser este aparelho eficente para tal procedimento, como também destacou a perda de ancoragem dos dentes anteriores 3. Outros autores também observaram em seus estudos com distalizadores de molares com ação unilateral a perda de ancoragem dos dentes anteriores; pequena, porém existente 45. Realmente, grande parte dos aparelhos dentomucossuportados podem indiretamente causar efeitos colaterais no dentes anteriores. No caso específico do distalizador de Carrere, por ter a ativação associada aos elásticos intermaxilares, grande parte do efeito colateral é dissipado nos molares inferiores que foram preparados para receber este efeito com o uso do arco lingual, evitando-se qualquer alteração significante nos dentes anteriores superiores. Por outro lado, existe a necessidade da colaboração do paciente no uso diário dos elásticos intermaxilares. Com o advento da ancoragem com mini-implantes, alguns aparelhos dentossuportados foram modificados e utilizados na correção unilateral da Classe II; foi o caso do aparelho Distai Jet. Com a colocação de um mini-implante na região da rafe palatina, a distalização dos molares ocorreu de maneira eficiente sem nenhum efeito nos dentes anteriores 6. Talvez, levando-se em consideração a biomecânica do movimento dentário, o uso de mini-implantes com ancoragem para distalização de molares deve ser o modelo ideal. Todavia, devemos considerar a colocação e manutenção dos parafusos, tarefa esta nem sempre fácil, aumentando o custo, risco e tempo do procedimento. A colocação do distalizador de Carrière é extremamente simples, sendo colado com resina composta no molar e no canino superior, pronto para ativação em poucos segundos. Outro 6 OrtodontiaSPO 2010;43(2):169-75

7 ORTOCLÍNICAJ fator relevante no mecanismo de ação deste aparelho é que o mesmo promove a correção simultânea dos molares e caninos, permitindo o movimento vertical e ântero-posterior do canino e rotacional nos molares, diminuindo o tempo total da segunda fase com aparelho corretivo fixo. Infelizmente, poucos são os trabalhos publicados com distalizadores utilizados exclusivamente na correção unilateral da má-oclusão de Classe II, com uso de elásticos e mecanismo de ação semelhante. Trabalhos clínicos com amostras aleatórias com distalizadores de Carrière também não foram publicados na literatura até o momento. Parte deles são apenas relatos clínicos e descritivos dos resultados com pouca informação de variáveis quantitativas passíveis de testes estatísticos, impedindo assim, uma discussão mais criteriosa e comparativa com os demais dispositivos. Dentro do propósito do trabalho descritivo e não comparativo com relato de casos clínicos, conclui-se, baseado em evidências clínicas, que o distalizador de Carrière se mostrou uma eficiente opção para o tratamento da má-oclusão de Classe II, Subdivisão. Os fatores relevantes deste aparelho foram a ação especificamente unilateral, evitando-se o efeito colateral no lado oposto do arco dentário e na região anterior do arco dentário superior. Também, conforto para o paciente e facilidade de manuseio do aparelho para o profissional. O fator diferencial foi a correção simultânea dos molares e caninos. O fator negativo do aparelho ficou por parte da necessidade da colaboração do paciente no uso dos elásticos intermaxilares e consequente ativação do aparelho. II CONCLUSÃO O distalizador de Carrière se mostrou uma eficiente opção para o tratamento da má-oclusão de Classe II, Subdivisão, em pacientes jovens. Por ser um aparelho novo e recentemente introduzido na mecânica ortodôntica, deveria agora ser estu- dado em amostras aleatórias, comparadas a grupos controle para determinar melhor sua ação, efeitos e estabilidade dos resultados. Endereço para correspondência: Adriano Marotta Araújo Rua Marcondes Salgado, 64 - Vila Adyanna São José dos Campos - SP Tel.: (12) Referências 1. Carrière L. A new class II distalizer. J Clin Orthod 2004;38: Dentofacial Orthop 2007;131: Stuani AS, Quintão CC, Stuani AS, Stuani MB, Martins MG. Unilateral 4. Keles A.Unilateral distalization of a maxillary molar with sliding mechanics: correction of space loss in the mixed dentition. Pediatric Dent a case report. J Orthod 2002;29: ;30: Keles A. Maxillary unilateral molar distalization with sliding mechanics: a 3. Schütze SF, Gedränge T, Zellmann MR, Harzer W. Effects of unilateral preliminary investigation. Eur J Orthod 2001;23: molar distalization with a modified pendulum appliance. Am J Orthod 6. Karaman AI, Basciftci FA, Polat O.Unilateral distal molar movementwith an implant-supported distal jet appliance. Angle Orthod 2002;72: OrtodontiaSPO 2010;43(2):

Reginaldo César Zanelato

Reginaldo César Zanelato Reginaldo César Zanelato Nos pacientes portadores da má oclusão de Classe II dentária, além das opções tradicionais de tratamento, como as extrações de pré-molares superiores e a distalização dos primeiros

Leia mais

Mordida Profunda Definição. Trespasse vertical

Mordida Profunda Definição. Trespasse vertical Mordida Profunda Definição Trespasse vertical Mordida Profunda Diagnóstico Os fatores que contribuem variam de acordo com a oclusão: u Em boas oclusões é determinda por fatores dentários: t Comprimento

Leia mais

Sliding Jig: confecção e mecanismo de ação

Sliding Jig: confecção e mecanismo de ação Dica Clínica Sliding Jig: confecção e mecanismo de ação Adriana Simoni Lucato* Eloísa Marcantônio Boeck* Silvia Amelia Scudeler Vedovello* João Sarmento Pereira Neto** Maria Beatriz Borges de Araújo Mangnani***

Leia mais

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso Caso Clínico Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso José Euclides Nascimento* Luciano da Silva

Leia mais

FECHAMENTO DE ESPAÇOS

FECHAMENTO DE ESPAÇOS FECHAMENTO DE ESPAÇOS Rua 144, n 77 - Setor Marista - Goiânia (GO) - CEP 74170-030 - PABX: (62) 278-4123 - 1 - Introdução Podemos definir essa etapa do tratamento ortodôntico como aquela onde o principal

Leia mais

(VTO dentário) Resumo Este presente artigo teve por finalidade demonstrar, simplificadamente, o manejo

(VTO dentário) Resumo Este presente artigo teve por finalidade demonstrar, simplificadamente, o manejo iagnóstico Análise da Movimentação entária (VTO dentário) Adriano César Trevisi Zanelato*, Hugo José Trevisi**, Reginaldo César Trevisi Zanelato***, André César Trevisi Zanelato*, Renata Chicarelli Trevisi****

Leia mais

EXTRAÇÕES DE DOIS PRÉ-MOLARES SUPERIORES NA MÁ OCLUSÃO DE CLASSE II: PARÂMETROS DE DIAGNÓSTICO E NOVOS RECURSOS NA MECÂNICA.

EXTRAÇÕES DE DOIS PRÉ-MOLARES SUPERIORES NA MÁ OCLUSÃO DE CLASSE II: PARÂMETROS DE DIAGNÓSTICO E NOVOS RECURSOS NA MECÂNICA. 1 EXTRAÇÕES DE DOIS PRÉ-MOLARES SUPERIORES NA MÁ OCLUSÃO DE CLASSE II: PARÂMETROS DE DIAGNÓSTICO E NOVOS RECURSOS NA MECÂNICA. EWALDO LUIZ DE ANDRADE Especialista em Ortodontia Mestre em Diagnóstico Bucal

Leia mais

Programa Laboratorial (hands on em Manequim)

Programa Laboratorial (hands on em Manequim) PROGRAMA DE CURSO DE EXCELÊNCIA EM ORTODONTIA COM 8 MÓDULOS DE 2 DIAS MENSAIS Prof. ROQUE JOSÉ MUELLER - Tratamento Ortodôntico de alta complexidade em adultos : diagnóstico, planejamento e plano de tratamento.

Leia mais

Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior

Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior A RTIGO DE D IVULGA ÇÃO Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior Roberto M. A. LIMA FILHO*, Anna Carolina LIMA**, José H. G. de OLIVEIRA***, Antonio C. de

Leia mais

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico.

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico. Introdução CONTENÇÕES EM ORTODONTIA em ortodontia é o procedimento para manter um dente recém- movimentado em posição por um período suficientemente prolongado para assegurar a manutenção da correção ortodôntica

Leia mais

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL Montagem das Pastas As pastas devem estar organizadas na seguinte ordem: I- Externo Página Título: colocar na capa frontal da pasta (a capa tem um envelope plástico para esta finalidade). BOARD BRASILEIRO

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO RESUMO

UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO RESUMO 474 UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO Fábio André Werlang 1 Marcos Massaro Takemoto 2 Prof Elton Zeni 3 RESUMO

Leia mais

Tratamento da Classe II com Distalização do Arco Superior Utilizando Microparafusos Ortodônticos de Titânio

Tratamento da Classe II com Distalização do Arco Superior Utilizando Microparafusos Ortodônticos de Titânio Capítulo Tratamento da Classe II com Distalização do Arco Superior Utilizando Microparafusos Ortodônticos de Titânio 1 Henrique Mascarenhas Villela Andréa Lacerda Santos Sampaio Évelin Rocha Limoeiro Introdução

Leia mais

Instrução de Uso. Tubos. Tubo Simples Indicado para primeiros e segundos molares. Possui um único slot para alojar o arco intraoral.

Instrução de Uso. Tubos. Tubo Simples Indicado para primeiros e segundos molares. Possui um único slot para alojar o arco intraoral. Instrução de Uso Tubos Os Tubos tem por finalidade transferir os esforços de: Arcos Intra e extra orais; Molas e Elásticos; Distalizadores; Barras transpalatinas e Quad Helix ; Placas Lábioativas. Promovem

Leia mais

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente,

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente, Série Aparelhos Ortodônticos MÁSCARA FACIAL INTRODUÇÃO Inúmeras formas de tratamento têm sido relatadas para a correção precoce da má oclusão de Classe III. No entanto, talvez por muitos casos necessitarem

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO APARELHO Componentes do aparelho extrabucal 3

APRESENTAÇÃO DO APARELHO Componentes do aparelho extrabucal 3 Série Aparelhos Ortodônticos EXTRABUCAL INTRODUÇÃO A ancoragem extrabucal ainda é um dos recursos mais utilizados e recomendados no tratamento da má oclusão de Classe II, primeira divisão, caracterizada

Leia mais

Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção

Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção Um novo conceito de ver e atuar com os aparelhos ortodônticos removíveis José Roberto Ramos Na maioria dos casos, o emprego dos aparelhos ortodônticos

Leia mais

Verticalização de Molares

Verticalização de Molares Curso de Aperfeiçoamento em Ortodontia Verticalização de Molares Prof.: Paulo César Principais causas 1. Perdas precoce de molares decíduos Principais causas 2. Anodontia de 2 pré-molares !"#$"$%&'()*(+,($%-"%.+/0.+"123!

Leia mais

IGC - Índice do Grau de Complexidade

IGC - Índice do Grau de Complexidade IGC - Índice do Grau de Complexidade Uma medida da complexidade do caso DI -American Board of Orthodontics Autorização American Board of Orthodon1cs- ABO Atualização: 13.05.2013 12. Outros Itens pontuados

Leia mais

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA 1 ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA INTRODUÇÃO O período da dentição mista inicia-se por volta dos 6 anos de idade com a erupção dos primeiros molares permanentes, e termina ao redor dos 12 anos de idade, com

Leia mais

TIP-EDGE e a TÉCNICA DIFERENCIAL DO ARCO RETO.

TIP-EDGE e a TÉCNICA DIFERENCIAL DO ARCO RETO. TIP-EDGE e a TÉCNICA DIFERENCIAL DO ARCO RETO....Tip-Edge é um braquete com um slot edgewise modificado, pré-ajustado, que permite inclinação da coroa em uma direção e ainda cria ancoragem através de movimento

Leia mais

RODRIGO PADILHA DE CARVALHO DISTALIZAÇÃO DE MOLARES SUPERIORES

RODRIGO PADILHA DE CARVALHO DISTALIZAÇÃO DE MOLARES SUPERIORES 0 RODRIGO PADILHA DE CARVALHO DISTALIZAÇÃO DE MOLARES SUPERIORES ITAPERUNA/RJ 2011 0 RODRIGO PADILHA DE CARVALHO DISTALIZAÇÃO DE MOLARES SUPERIORES Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso de

Leia mais

Mini-implantes ortodônticos como auxiliares da fase de retração anterior

Mini-implantes ortodônticos como auxiliares da fase de retração anterior A r t i g o In é d i t o Mini-implantes ortodônticos como auxiliares da fase de retração anterior Carlo Marassi*, Cesar Marassi** Resumo Introdução: os mini-implantes ortodônticos se estabeleceram como

Leia mais

Título: ALEXANDER DISCIPLINE, NOVO CONCEITO EM ORTODONTIA

Título: ALEXANDER DISCIPLINE, NOVO CONCEITO EM ORTODONTIA Título: ALEXANDER DISCIPLINE, NOVO CONCEITO EM ORTODONTIA Resumo: Sistema elaborado para se obter excelentes resultados de maneira simples e organizada, simplificando a mecânica ortodôntica reduzindo o

Leia mais

Tratamento Ortodôntico da Classe III, Subdivisão: Apresentação de um Caso Clínico (Parte 1)

Tratamento Ortodôntico da Classe III, Subdivisão: Apresentação de um Caso Clínico (Parte 1) Artigo de Divulgação Tratamento Ortodôntico da Classe III, Subdivisão: Apresentação de um Caso Clínico (Parte 1) Treatment of a Class III, Subdivision Malocclusion: A Case Report (Part 1) Guilherme R.

Leia mais

Extração Seriada, uma Alternativa

Extração Seriada, uma Alternativa Artigo de Divulgação Extração Seriada, uma Alternativa Serial Extraction, an Alternative Procedure Evandro Bronzi Resumo A extração seriada é um procedimento ortodôntico que visa harmonizar

Leia mais

Hugo Trevisi Reginaldo Trevisi Zanelato. O Estado da arte na. Ortodontia APARELHO AUTOLIGADO, MINI-IMPLANTE E EXTRAÇÕES DE SEGUNDOS MOLARES

Hugo Trevisi Reginaldo Trevisi Zanelato. O Estado da arte na. Ortodontia APARELHO AUTOLIGADO, MINI-IMPLANTE E EXTRAÇÕES DE SEGUNDOS MOLARES Hugo Trevisi Reginaldo Trevisi Zanelato O Estado da arte na Ortodontia APARELHO AUTOLIGADO, MINI-IMPLANTE E EXTRAÇÕES DE SEGUNDOS MOLARES O estado da arte na Ortodontia o estado da arte na Ortodontia

Leia mais

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa o superiores e splint removível vel inferior MORO, A.; et al. Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de aço superiores

Leia mais

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual Universidade de Brasília Departamento de Odontologia OCLUSÃO! NOÇÕES DE OCLUSÃO! Estudo das relações estáticas e dinâmicas entre as estruturas do sistema mastigatório!! Movimentos mandibulares Disciplina

Leia mais

Má oclusão Classe I de Angle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes*

Má oclusão Classe I de Angle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes* C a s o C l í n i c o O Má oclusão Classe I de ngle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes* Marco ntônio Schroeder** Resumo Este relato de caso descreve o tratamento de

Leia mais

Abordagem Segmentada para Intrusão Simultânea ao Fechamento de Espaço: Biomecânica do Arco Base de Três Peças

Abordagem Segmentada para Intrusão Simultânea ao Fechamento de Espaço: Biomecânica do Arco Base de Três Peças rtigo Traduzido bordagem Segmentada para Intrusão Simultânea ao Fechamento de Espaço: iomecânica do rco ase de Três Peças Segmented pproach to Simultaneous Intrusion and Space Closure: iomechanics of the

Leia mais

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada?

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? A avaliação da estética facial, bem como sua relação com a comunicação e expressão da emoção, é parte importante no

Leia mais

Aparelho Arco E-1886E. Partes do aparelho

Aparelho Arco E-1886E. Partes do aparelho BRÁQUETES Aparelho Arco E-1886E Partes do aparelho Aparelho Arco E -1886 APARELHO PINO E TUBO - 1912 Arco Cinta -1915 Aparelho Edgewise - 1925 Braquete original Os primeiros bráquetes eram.022 de uma liga

Leia mais

TÁGIDES Saúde e Bem-Estar

TÁGIDES Saúde e Bem-Estar TÁGIDES Saúde e Bem-Estar Estrada Nacional 1,Urbanização Quinta do Cabo, lojas 8 e 9, Povos 2600-009, Vila Franca de Xira Tel; 263209176 914376214 924376162 Email: tagides.sbe@gmail.com Ortodontia- Bases

Leia mais

MANTENEDORES DE ESPAÇO

MANTENEDORES DE ESPAÇO MANTENEDORES DE ESPAÇO Conceito São aparelhos ortodônticos usados para manter o espaço nas arcadas dentárias, por perda precoce de dentes decíduos. Classificação Quanto ao uso: fixos semifixos removíveis

Leia mais

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações 1 INTRODUÇÃO Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações desse padrão. Vale a pena relembrarmos a definição

Leia mais

Borracha Natural - conservação amônia. vulcanizado. Sintéticos carvão,petróleo e álcoois vegetais TIPOS DE ELÁSTICOS

Borracha Natural - conservação amônia. vulcanizado. Sintéticos carvão,petróleo e álcoois vegetais TIPOS DE ELÁSTICOS Curso de Aperfeiçoamento em Ortodontia Elásticos TIPOS DE ELÁSTICOS Borracha Natural - conservação amônia sensível ao ozônio vulcanizado Sintéticos carvão,petróleo e álcoois vegetais Elasticidade é a propriedade

Leia mais

Prosthes. Lab. Sci. 2013; 2(6):149-154.

Prosthes. Lab. Sci. 2013; 2(6):149-154. PROSTHESIS L A B O R A T O R Y i n Cristiane Barros André 1 Walter Iared 2 Renato Bigliazzi 3 Prosthes. Lab. Sci. 2013; 2(6):149-154. Planejamento e individualização da aparatologia ortodôntica conjugada

Leia mais

Boa leitura a todos e aguardamos seus comentários e sugestões. Ricardo Moresca

Boa leitura a todos e aguardamos seus comentários e sugestões. Ricardo Moresca Orthodontic Science and Practice. 2012; 5(19):261-274. 261 A Classe II é uma das más oclusões mais frequentes entre os pacientes que buscam pelo tratamento ortodôntico e a sua correção pode representar

Leia mais

Ciência e prática. Importância do tratamento ortodôntico como auxílio da reabilitação oral

Ciência e prática. Importância do tratamento ortodôntico como auxílio da reabilitação oral Importância do tratamento ortodôntico como auxílio da reabilitação oral 36 MAXILLARIS OUTUBRO 2015 Ciência e prática : Margarida Malta Médica dentista. Licenciada no Instituto Superior de Ciencias da Saúde

Leia mais

Extração atípica de incisivos centrais superiores: relato de caso clínico Atypical extraction of maxillary central incisors: case report

Extração atípica de incisivos centrais superiores: relato de caso clínico Atypical extraction of maxillary central incisors: case report RELATO DE CASO Extração atípica de incisivos centrais superiores: relato de caso clínico Atypical extraction of maxillary central incisors: case report MARCOS VALÉRIO FERRARI 1 JOSÉ RICARDO SCANAVINI 2

Leia mais

APM: APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR.

APM: APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR. INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS APM: APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR. RODRIGO LOPES ROCHA Monografia apresentada ao Programa de Especialização em Ortodontia do ICS FUNORTE/SOEBRÁS NÚCLEO

Leia mais

APRESENTAÇÃO DAS BANDAS TIPOS:

APRESENTAÇÃO DAS BANDAS TIPOS: 1 2 BANDAS ORTODÔNTICAS Introdução Para entendermos a real importância destes componentes de um aparelho ortodôntico, devemos inicialmente compreender qual a função da bandagem frente à um complexo sistema

Leia mais

Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico

Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico Caso Clínico Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico Plínio Coutinho Vilas Boas*, Luís Antônio Alves Bernardes**, Matheus Melo Pithon***, Diogo Piacentini

Leia mais

DISTALIZAÇÃO DE MOLARES SUPERIORES USANDO A ANCORAGEM ESQUELÉTICA: REVISÃO DE LITERATURA

DISTALIZAÇÃO DE MOLARES SUPERIORES USANDO A ANCORAGEM ESQUELÉTICA: REVISÃO DE LITERATURA 1 Faculdades Unidas do Norte de Minas Instituto de Ciências da Saúde JULIA ELIS JOHANN PIGOSSO DISTALIZAÇÃO DE MOLARES SUPERIORES USANDO A ANCORAGEM ESQUELÉTICA: REVISÃO DE LITERATURA SANTA CRUZ DO SUL-RS

Leia mais

Tratamento da Má Oclusão de Classe II com Extração de Pré -Molares Superiores

Tratamento da Má Oclusão de Classe II com Extração de Pré -Molares Superiores Tratamento da Má Oclusão de Classe II com Extração de Pré -Molares Superiores Adriano César Trevisi Zanelato Coordenador do curso de especialização em Ortodontia pela Escola de Odontologia Cuiabá (MT).

Leia mais

Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética

Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética Caso Clínico BBO Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética Ione Helena Vieira Portella Brunharo 1 O preparo ortodôntico para tratamento cirúrgico do padrão esquelético de

Leia mais

Diagnóstico e Planejamento. Caracteríticas dos modelos: Anamnese Exame Clínico Exame Radiográfico Cefalometria Análise Facial. Análise de Modelos

Diagnóstico e Planejamento. Caracteríticas dos modelos: Anamnese Exame Clínico Exame Radiográfico Cefalometria Análise Facial. Análise de Modelos Análise de Mdl Modelos Anamnese Exame Clínico Exame Radiográfico Cefalometria Análise Facial Análise dos Modelos Diagnóstico e Planejamento Daniel G. Teixeira Diagnósticog e Planejamento; Avaliação do

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / IFAP MICHELI DE SOUZA CAMPOS DISTALIZAÇÃO DE MOLARES COM USO DE MINI PARAFUSO ORTODÔNTICO

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / IFAP MICHELI DE SOUZA CAMPOS DISTALIZAÇÃO DE MOLARES COM USO DE MINI PARAFUSO ORTODÔNTICO INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / IFAP MICHELI DE SOUZA CAMPOS DISTALIZAÇÃO DE MOLARES COM USO DE MINI PARAFUSO ORTODÔNTICO Feira de Santana- Ba 2015 MICHELI DE SOUZA CAMPOS DISTALIZAÇÃO DE MOLARES

Leia mais

Araki AT. Tratamento da má oclusão de Classe II, subdivisão direita, segundo a terapia bioprogressiva.

Araki AT. Tratamento da má oclusão de Classe II, subdivisão direita, segundo a terapia bioprogressiva. caso clínico 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 Tratamento da má oclusão de Classe II, subdivisão direita, segundo

Leia mais

Aparelho de Protração Mandibular: uma nova abordagem na confecção do aparelho

Aparelho de Protração Mandibular: uma nova abordagem na confecção do aparelho Dica Clínica parelho de Protração Mandibular: uma nova abordagem na confecção do aparelho Luciano lvim Costa*, Rosely Suguino** Resumo má oclusão de Classe II com retrognatismo mandibular tem sido largamente

Leia mais

Aparelhos ortodônticos distalizadores de molares superiores intra-orais

Aparelhos ortodônticos distalizadores de molares superiores intra-orais Darcísio Rodrigues da Matta Aparelhos ortodônticos distalizadores de molares superiores intra-orais Monografia apresentada a Faculdades Unidas do Norte de Minas, como requisito parcial à obtenção do Título

Leia mais

CRONOGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA. APROVADO: MEC e CFO

CRONOGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA. APROVADO: MEC e CFO CRONOGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA APROVADO: MEC e CFO 1º. MÓDULO: 1º. DIA: Apresentação da Especialização / Aula teórica de Classificação das Más-oclusões 2º. DIA: Aula teórica de Etiologia

Leia mais

Série Aparelhos Ortodônticos

Série Aparelhos Ortodônticos Série Aparelhos Ortodônticos Em geral, o protocolo de tratamento nos casos de Classe III, principalmente naqueles com deficiência maxilar, tem sido a disjunção, seguida pela protração da ma-xila. De acordo

Leia mais

Aplicação da versatilidade do aparelho pré-ajustado MBT, nos casos que apresentam os incisivos laterais superiores em linguoversão

Aplicação da versatilidade do aparelho pré-ajustado MBT, nos casos que apresentam os incisivos laterais superiores em linguoversão Caso Clínico Aplicação da versatilidade do aparelho pré-ajustado MBT, nos casos que apresentam os incisivos laterais superiores em linguoversão Reginaldo César Zanelato*, Sáverio Mandetta**, Cássia Terezinha

Leia mais

TRATAMENTO DE UMA CLASSE II COM IMPACTAÇÃO DE CANINO E DE PRÉ-MOLAR

TRATAMENTO DE UMA CLASSE II COM IMPACTAÇÃO DE CANINO E DE PRÉ-MOLAR Miguel da Nóbrega Médico Especialista em Estomatologia DUO Faculdade de Cirurgia Dentária Universidade Toulouse miguel.nobrega@ortofunchal.com TRATAMENTO DE UMA CLASSE II COM IMPACTAÇÃO DE CANINO E DE

Leia mais

Aparelho de Herbst Pma Passo a Passo

Aparelho de Herbst Pma Passo a Passo Capítulo Aparelho de Herbst Pma Passo a Passo 1 Alexandre Moro A Ortodontia contemporânea tem exigido que os clínicos utilizem aparelhos que tenham a sua eficiência clínica comprovada cientificamente.

Leia mais

O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico

O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico Caso Clínico O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico Alexandre de Almeida Ribeiro* Resumo A morfologia do arco dentário está relacionada diretamente com as demais partes

Leia mais

TP Orthodontics. HERBST Flip-Lock. www.tportho.com

TP Orthodontics. HERBST Flip-Lock. www.tportho.com TP Orthodontics HERBST Flip-Lock www.tportho.com TP Orthodontics, Inc. Idéias em Prática. "TP Orthodontics sempre ouve as minhas necessidades e me fornece os melhores produtos para o meu dia-a-dia." -Douglas

Leia mais

PRISCILLA MENDES CORREA VICTOR

PRISCILLA MENDES CORREA VICTOR FUNORTE-FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS NÚCLEO NITERÓI-SMILE ODONTOLOGIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA TRATAMENTO DA SOBREMORDIDA: RELATO DE CASO CLÍNICO PRISCILLA MENDES CORREA VICTOR Monografia

Leia mais

O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo

O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo çã APARELHO DE HERBST COM CANTILEVER (CBJ) MAYES, 1994 Utiliza quatro coroas de açoa o nos primeiros molares e um cantilever,, a partir dos primeiros

Leia mais

O uso de distalizadores para a correção da má oclusão de. The use of distalization for the correction of Class II malocclusion

O uso de distalizadores para a correção da má oclusão de. The use of distalization for the correction of Class II malocclusion para a correção da má oclusão de Classe II * The use of distalization for the correction of Class II malocclusion Milene Azevedo Portela Lopes** Dênis Clay Lopes Santos*** Daniel Negrete**** Everton Flaiban*****

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS 31) Sobre a reabsorção localizada severa, é correto afirmar que a) os dentes com dilaceração são fatores de risco. b) o tratamento ortodôntico não é o principal fator etiológico.

Leia mais

TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS

TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS Jorge Ferreira Rodrigues 1 Marcella Maria Ribeiro do Amaral Andrade 2 Ernesto Dutra Rodrigues 3 Resumo O tratamento ortodôntico da

Leia mais

Tomografia Computorizada Dental

Tomografia Computorizada Dental + Universidade do Minho M. I. Engenharia Biomédica Beatriz Gonçalves Sob orientação de: J. Higino Correia Tomografia Computorizada Dental 2011/2012 + Casos Clínicos n Dentes privados do processo de erupção

Leia mais

Mesialização de molares com ancoragem em mini-implantes

Mesialização de molares com ancoragem em mini-implantes A r t i g o In é d i t o Mesialização de molares com ancoragem em mini-implantes Marcos Janson*, Daniela Alcântara Fernandes Silva** Resumo Introdução: é muito comum, na rotina do consultório odontológico,

Leia mais

Princípios de OCLUSÃO

Princípios de OCLUSÃO Aperfeiçoamento em Prótese Convencional e sobre Implantes Bibliografia Recomendada HOBO, S. et al. Osseointegração e Reabilitação Oclusal. 1 ed. São Paulo: Quintessence, 1997. Princípios de OCLUSÃO Princípios

Leia mais

MÁ-OCLUSÃO. Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal

MÁ-OCLUSÃO. Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal MÁ-OCLUSÃO Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal Sanitarista: Inconveniente estético ou funcional de grande magnitude que possa interferir no relacionamento do indivíduo

Leia mais

Correção da relação sagital entre os arcos dentais Classe II

Correção da relação sagital entre os arcos dentais Classe II Correção da relação sagital entre os arcos dentais Classe II CAPÍTULO 13 Karyna Martins do Valle-Corotti Danilo Furquim Siqueira INTRODUÇÃO Angle 1 definiu a maloclusão de Classe II como uma relação mesiodistal

Leia mais

Pêndulo Higiênico de Prieto

Pêndulo Higiênico de Prieto Dica Clínica Pêndulo Higiênico de Prieto Marcos Gabriel do Lago Prieto*, Acácio Fuziy**, Érika Nana Ishikawa***, Lucas Prieto**** Resumo Dos dispositivos de cooperação mínima, o aparelho pêndulo é um dos

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRÁS

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRÁS INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRÁS PLACA LÁBIO ATIVA INDICAÇÕES, VANTAGENS E DESVANTAGENS ROBERTA HOFFERT Monografia apresentada ao programa de Especialização em Ortodontia do ICS - FUNORTE/SOEBRÁS

Leia mais

Orientação para interessados em tratamento ortodôntico

Orientação para interessados em tratamento ortodôntico 1 Orientação para interessados em tratamento ortodôntico Dras. Rosana Gerab Tramontina e Ana Carolina Muzete de Paula Ortodontia é a ciência que estuda o crescimento e o desenvolvimento da face e das dentições

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRÁS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRÁS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRÁS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA ALTERNATIVAS PARA ACELERAR A COLAGEM DOS ACESSÓRIOS INFERIORES EM CASOS DE MORDIDA PROFUNDA ANA CAROLINA SOUTO DANTE

Leia mais

Descrição do Método de Contenção Fixa, com Livre Acesso do Fio Dental

Descrição do Método de Contenção Fixa, com Livre Acesso do Fio Dental Dica Clínica Descrição do Método de Contenção Fixa, com Livre Acesso do Fio Dental Description of the Method of Fixed Retention, with Free Access of the Dental Floss Jaime Sampaio Bicalho * Karla Tonelli

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRÁS

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRÁS INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRÁS A IMPORTÂNCIA DA CORRETA INSTALAÇÃO DOS STOPS NOS ARCOS PARA UMA MELHOR EFICÁCIA DOS APARELHOS AUTOLIGADOS FABRÍCIO FIGUEIREDO MENDES Monografia apresentada

Leia mais

Tratamento de Diastema entre Incisivos Centrais Superiores com Aparelho Fixo Combinado a Aparelho Removível: Casos Clínicos

Tratamento de Diastema entre Incisivos Centrais Superiores com Aparelho Fixo Combinado a Aparelho Removível: Casos Clínicos CSO CLÍNICO Tratamento de Diastema entre Incisivos Centrais Superiores com parelho Fixo Combinado a parelho Removível: Casos Clínicos Interincisal Diastema Treatment with Fixed and Removable Combined ppliances:

Leia mais

Resumo. Abstract. Orthodontic Science and Practice. 2012; 5(19):416-423. Relato de caso (Case Report) Guilherme Marigo 1 Marcelo Marigo 2

Resumo. Abstract. Orthodontic Science and Practice. 2012; 5(19):416-423. Relato de caso (Case Report) Guilherme Marigo 1 Marcelo Marigo 2 416 Orthodontic Science and Practice. 2012; 5(19):416-423. Tratamento da Classe II, divisão 1 com auxílio de ancoragem esquelética - relato de caso. Treatment of Class II, division 1 with the aid of skeletal

Leia mais

O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento

O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento Dica Clínica O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento Hallissa Simplício*, Ary dos Santos-Pinto**, Marcus Vinicius Almeida de Araújo***, Sergei Godeiro Fernandes Rabelo Caldas****,

Leia mais

Mini-implante como ancoragem absoluta: ampliando os conceitos de mecânica ortodôntica

Mini-implante como ancoragem absoluta: ampliando os conceitos de mecânica ortodôntica Mini-implante como ancoragem absoluta: ampliando os conceitos de mecânica ortodôntica Absolute anchorage with mini-implants: improving the concepts of the orthodontic mechanics Leonardo Alcântara Cunha

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Segundo Bonachela, os polígonos importantes a serem avaliados na condição de estabilidade da PPR são:

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Segundo Bonachela, os polígonos importantes a serem avaliados na condição de estabilidade da PPR são: 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PROTESE DENTÁRIA 21. Segundo Bonachela, os polígonos importantes a serem avaliados na condição de estabilidade da PPR são: a) Polígonos de Roy e de Kent. b) Polígono

Leia mais

2. Quando o implante dental é indicado?

2. Quando o implante dental é indicado? Dúvidas sobre implantodontia: 1. O que são implantes? São cilindros metálicos (titânio) com rosca semelhante a um parafuso que são introduzidos no osso da mandíbula (arco inferior) ou da maxila (arco superior),

Leia mais

ATIVADOR FIXO BIOPEDIC: INDICAÇÕES E INSTALAÇÃO

ATIVADOR FIXO BIOPEDIC: INDICAÇÕES E INSTALAÇÃO ATIVADOR FIXO BIOPEDIC: INDICAÇÕES E INSTALAÇÃO Luiz Fernando Eto*; Eneida Guimarães de Menezes Venuto**; Paula Moura Nagem** Luiz Fernando Eto - Especialista e Mestre em Ortodontia pelo COP-PUCMG; Professor

Leia mais

Transposição dentária: um desafio na clínica ortodôntica - relato de caso

Transposição dentária: um desafio na clínica ortodôntica - relato de caso Caso Clínico Transposição dentária: um desafio na clínica ortodôntica - relato de caso Otávio José Praxedes Neto*, Sergei Godeiro Fernandes Rabelo Caldas**, Angela Maria de Medeiros** Resumo Transposição

Leia mais

Otimização do mini-implante bene ciando o paciente ortodôntico apresentação de um caso clínico

Otimização do mini-implante bene ciando o paciente ortodôntico apresentação de um caso clínico Otimização do mini-implante bene ciando o paciente ortodôntico apresentação de um caso clínico Optimization of the mini implant benefiting the orthodontic patient - presentation of a clinical case 1 2

Leia mais

KELYANE VERLY MORAES

KELYANE VERLY MORAES 1 KELYANE VERLY MORAES ANCORAGEM ESQUELÉTICA COM MINI-IMPLANTES NITERÓI - RJ 2011 2 KELYANE VERLY MORAES ANCORAGEM ESQUELÉTICA COM MINI-IMPLANTES Monografia entregue à Faculdade Redentor, como requisito

Leia mais

PUCPR - O.R.T.O.D.O.N.T.I.A - GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO F I C H A C L Í N I C A Nome do/a Paciente: Número: 1.0 IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE 1.1 Nome: 1.2 Data de Nascimento: Sexo: F M Idade: 1.3 Peso: Kg

Leia mais

BARRA TRANSPALATINA 1. INTRODUÇÃO

BARRA TRANSPALATINA 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO BARRA TRANSPALATINA Para o ortodontista, no planejamento do tratamento de uma má oclusão, um dos fatores importantes a ser observado é o posicionamento dos primeiros molares e as relações

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE MINI-IMPLANTES PARA TRATAMENTO DA MÁ-OCLUSÃO CLASSE II DE ANGLE: RELATO DE CASO CLÍNICO 1

UTILIZAÇÃO DE MINI-IMPLANTES PARA TRATAMENTO DA MÁ-OCLUSÃO CLASSE II DE ANGLE: RELATO DE CASO CLÍNICO 1 UTILIZAÇÃO DE MINI-IMPLANTES PARA TRATAMENTO DA MÁ-OCLUSÃO CLASSE II DE ANGLE: RELATO DE CASO CLÍNICO 1 Mezomo, Mauricio 3 ; Estivalet, Ariane; 2 Gertz, Andressa 2 ; Grossi, Thiago 2 ; Mota, Humberto 2

Leia mais

Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico. Ana Paula Bonotto

Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico. Ana Paula Bonotto Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico Ana Paula Bonotto Retração anterior em massa versus retração anterior em duas fases no fechamento de espaços. CURITIBA 2013 Ana Paula Bonotto

Leia mais

Descrição de Técnica. Leopoldino Capelozza Filho*, José Antonio Zuega Capelozza** Palavras-chave: Diagrama. Straight-wire.

Descrição de Técnica. Leopoldino Capelozza Filho*, José Antonio Zuega Capelozza** Palavras-chave: Diagrama. Straight-wire. Descrição de Técnica DIAO: Diagrama individual anatômico objetivo. Uma proposta para escolha da forma dos arcos na técnica de Straight-Wire, baseada na individualidade anatômica e nos objetivos de tratamento

Leia mais

Barra palatina assimétrica em L : ancoragem em casos de Classe II subdivisão tipo 2 tratados com extração de um pré-molar superior

Barra palatina assimétrica em L : ancoragem em casos de Classe II subdivisão tipo 2 tratados com extração de um pré-molar superior caso clínico Barra palatina assimétrica em L : ancoragem em casos de Classe II subdivisão tipo 2 tratados com extração de um pré-molar superior L-shaped asymmetrical palatal bar: anchorage in Class II

Leia mais

Ana Sofia Mendonça Borges

Ana Sofia Mendonça Borges Ana Sofia Mendonça Borges Abordagem Ortodôntica da Gestão de Espaço em Dentição Mista ANEXOS Universidade Fernando Pessoa Faculdade de Ciências da Saúde Porto, 2011 Índice de Anexos Anexo 1 - Representação

Leia mais

Uso do aparelho de Thurow no tratamento da má oclusão esquelética de Classe II

Uso do aparelho de Thurow no tratamento da má oclusão esquelética de Classe II A r t i g o I n é d i t o Uso do aparelho de Thurow no tratamento da má oclusão esquelética de Classe II Maíra Massuia de Souza*, Talita Mathes de Freitas*, Adriana Sasso Stuani**, Andréa Sasso Stuani***,

Leia mais

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários Nosso consultório odontológico está equipado para oferecer ao produtor rural todos os tratamentos odontológicos disponíveis na atualidade. Segue abaixo uma discriminação detalhada de cada tratamento oferecido

Leia mais

A Inter-relação Ortodontia e Prótese: apresentação de um. Caso Clínico. Caso Clínico

A Inter-relação Ortodontia e Prótese: apresentação de um. Caso Clínico. Caso Clínico Caso Clínico Apresentação ilustrada de casos tratados em Ortopedia, Ortodontia e/ou Cirurgia Ortognática A Inter-relação Ortodontia e Prótese: apresentação de um Caso Clínico Os autores apresentam o relato

Leia mais

Tratamento da transposição de canino e pré-molar superior unilateral: abordagem por meio de mecânica segmentada

Tratamento da transposição de canino e pré-molar superior unilateral: abordagem por meio de mecânica segmentada Caso Clínico Tratamento da transposição de canino e pré-molar superior unilateral: abordagem por meio de mecânica segmentada Leopoldino Capelozza Filho*, Mauricio de Almeida Cardoso**, João Cardoso Neto***

Leia mais

Tratamento ortodôntico-cirúrgico da má oclusão de Classe III

Tratamento ortodôntico-cirúrgico da má oclusão de Classe III Caso Clínico Tratamento ortodôntico-cirúrgico da má oclusão de Classe III Eloísa Marcântonio Boeck*, Silvia Amelia S. Vedovello**, Adriana Simoni Lucato***, Maria Beatriz Borges de Araújo Magnani****,

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA Data: Nome do Paciente: Orientador(es): Nome do Aluno: QUALIFICAÇÃO Nacionalidade: Naturalidade: Etnia: Gênero: Data Nascimento: IDADE: Anos: Meses: Endereço: Bairro:

Leia mais

Inter-relação ortoimplante na. reabilitação oral.

Inter-relação ortoimplante na. reabilitação oral. Paulo Adriano Ferreira de Mendonça Inter-relação ortoimplante na reabilitação oral. Relato de caso Monografia apresentada para obtenção do título de Especialista em Implantodontia, junto a Faculdades Unidas

Leia mais

MARCOS PRADEBON TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO CLASSE II: REVISÃO DE LITERATURA

MARCOS PRADEBON TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO CLASSE II: REVISÃO DE LITERATURA FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS- FUNORTE INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MARCOS PRADEBON TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO CLASSE II: REVISÃO DE LITERATURA Santa Cruz do Sul 2013 MARCOS PRADEBON TRATAMENTO DA

Leia mais