Conselho protesta contra prefeitura

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conselho protesta contra prefeitura"

Transcrição

1 Informativo Eletrônico da SE/CNS para os conselheiros nacionais Ano VI, Brasília, 08/04/2009. Prezado (a) conselheiro (a), Estamos encaminhando um clipping de notícias do CNS na mídia. A intenção é socializar com os Conselheiros Nacionais a repercussão das reuniões do CNS. Sempre que houver temas publicados nos principais jornais enviaremos a todos para conhecimento. saude.empauta.com Brasília, 8 de abril de 2009 Ministério da Saúde Institucional Conselho protesta contra prefeitura CIDADE A prefeitura de Natal desrespeitou, pela segunda vez consecutiva, a hierarquia que regula as decisões referentes às questões de saúde no município. É o que denuncia o presidente do Conselho Nacional de Saúde, Francisco Júnior, e confirma o presidente do Conselho na esfera municipal, Marcelo Dantas. A desobediência aos trâmites processuais aconteceu com o pedido de prorrogação - por mais 90 dias do prazo que determinou o estado de calamidade pública na saúde da capital potiguar. A justificativa para o pedido, como informa a secretaria, foi dar celeridade aos processos de contratação emergencial que vão garantir reformas urgentes nas unidades de saúde fechadas para reabertura ainda neste semestre, além da aquisição de medicamentos e material de consumo médico-hospitalar para

2 abastecer as unidades e contratação de médicos para fechar as escalas de plantão das unidades de pronto-atendimento. A reportagem não conseguiu falar com a secretária interina Lecy Gadelha sobre as acusações do Conselho. Através da assessoria de comunicação, ela limitou-se a dizer que a ideia do órgão era acelerar a contratação de empresas para reforma das unidades mais precárias, convocar médicos que se apresentaram para seleção para fechar as escalas de plantão, alugar os prédios para relocar as unidades Sandra Celeste e Cidade Satélite para reformas, mudar o Departamento de Material e Patrimônio e implantar um sistema informatizado de aquisição, controle de estoque e distribuição de medicamentos para desativar o atual galpão com remédios vencidos e estocados. Também é prioridade trabalhar para finalizar os projetos das unidades de pronto-atendimentos e do Hospital Geral do Município, cuja licitação deverá ser aberta até novembro. Para Francisco Júnior, a Secretaria Municipal de Saúde está desrespeitando o Conselho Municipal de Saúde, na medida em que tomou decisões sem consultar o CMS. ''Comprovamos que tudo o que a prefeitura decidiu e implantou foi à revelia do conselho'',diz. Ele afirmou ainda que diante da situação, ''seria muito cômodo aproveitar a legislação para utilizar medidas punitivas contra a administração de Natal'', acrescenta. Apesar disso, o presidente do conselho nacional insiste na conciliação das partes e vem tentando, desde a semana passada, uma audiência com a prefeita Micarla de Sousa, para entregar o relatório elaborado pela comissão do CNS que esteve em Natal para apurar denúncia feita pelo CMS, o qual pediu o descredenciamento do município no Sistema Único de Saúde ( SUS).A audiência seria realizada para que o CNS se inteirar do posicionamento da prefeitura em relação às recomendações feitas no relatório. ''Queremos que ela (Micarla) justifique a renovação dos contratos com as cooperativas e apresente o plano de

3 enfrentamento da crise para que possamos, junto com o CMS, deliberar a respeito dele. A ideia é resgatar o papel do CMS'', afirma. Gabriela Freire da equipe do Diário de Natal Atendimento efetivo a partir de 23 de abril CIDADE Adriana Bernardes da equipe do Correio O ambulatório do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) começa a funcionar em 23 de abril. O atendimento é o que os especialistas chamam de eletivo, ou seja, apenas para consultas médicas. Serão oferecidas oito especialidades: pediatria, ginecologia, ortopedia, cardiologia, clínica médica, urologia, endocrinologia e pneumologia. A expectativa é que no primeiro mês cerca de 15 mil pessoas sejam atendidas. Na primeira fase, haverá 109 profissionais atuando, sendo 32 médicos. A abertura gradativa do hospital acontece um ano após a entrega da obra. O Pronto Socorro, com atendimento de urgência e emergência, só abre as portas em 1º de junho,com 20% da capacidade operacional. em setembro. Atendimento integral, com 100% da capacidade da unidade de saúde, só A responsabilidade pelo funcionamento do HRSM será da Real Sociedade Espanhola de Beneficência, com sede em Salvador ( BA), organização social contratada pelo governo para administrar o hospital. O contrato vale por dois anos. Os recursos para pagamento dos servidores e todas as despesas sairão dos cofres do governo local. No primeiro ano, o repasse será de R$85 milhões. No segundo, R$130 milhões. A terceirização da gestão dos serviços de saúde questionada pelo Ministério Público do Distrito Federal e criticada pelo Conselho Nacional de Saúde

4 vem acompanhada de uma expectativa de que o atendimento prestado à população seja de excelência, diferente do que ocorre hoje na rede pública. Totalmente informatizado, o sistema de marcação de consulta é por telefone, eliminando as filas. E o cumprimento da agenda dos médicos será acompanhado online pela direção. Segundo o superintendente médico da Real Sociedade, Marcelo Zollinger, cada um dos 32 médicos fará, em média, 15 consultas e cinco retornos por dia. "Estatisticamente é o que acontece na maioria das vezes. Se algum atendimento for cancelado, saberemos na hora. E o profissional terá de justificar", explicou Zollinger. Ailton Ribeiro, funcionário da Real Sociedade e superintendente executivo do HRSM, ressaltou que os recursos repassados pelo governo local serão devolvidos caso não sejam totalmente aplicados. "E temos um cronograma de metas e resultados a cumprir", destacou. Caberá ao GDF fiscalizar se a Real Sociedade está cumprindo o contrato. Segundo Fernando Antunes, secretário Adjunto de Saúde e Gestão, a meta é melhorar a qualidade, produtividade e acolhimento dos pacientes. "Se não cumprirem o contrato, não faremos o pagamento", assegurou Antunes. A terceirização da gestão de hospitais públicos é criticada pelo Conselho Nacional de Saúde. O presidente, Francisco Batista Júnior, diz que não há respaldo na Constituição nem na Lei Orgânica do Sistema Único de Saúde para tal ação. "É um processo flagrantemente inconstitucional. Os valores pagos são bem acima da realidade da rede pública. Se o governo desse autonomia aos profissionais e repassasse sistematicamente os recursos de acordo com os princípios do SUS, sairia muito mais barato", garantiu. Para evitar questionamentos dessa natureza, a Real Sociedade optou por fazer as compras por pregão eletrônico. A contratação de pessoal será por seleção pública, como num concurso público. Ailton Ribeiro assegurou que a prestação de contas será entregue ao MP

5 e ao Tribunal de Contas e que a entidade já convidou o MP a analisar o que tem sido feito e, se for o caso, elaborar um ajustamento de conduta. Potencial 18 salas de ambulatórios 70 leitos de UTI 42 leitos na emergência 269 vagas na internação 10 salas de centro cirúrgico 500 técnicos 300 médicos 160 enfermeiros Correio Braziliense - Brasília/DF Expediente Carta Eletrônica do CNS Publicação do Conselho Nacional de Saúde - Ano VI 08 de abril de Secretaria Executiva do CNS Coordenação de Comunicação e Informação em Saúde

Livro de Atas das Reuniões de 2012. Ata da Quadragésima Quarta Reunião Ordinária do Conselho Municipal de Saúde de Uberaba

Livro de Atas das Reuniões de 2012. Ata da Quadragésima Quarta Reunião Ordinária do Conselho Municipal de Saúde de Uberaba Ata da Quadragésima Quarta Reunião Ordinária do Conselho Municipal de Saúde de Uberaba Aos onze dias do mês de janeiro de dois mil e doze, às dezenove horas, realizou-se na sede da Secretaria Municipal

Leia mais

SECRETARIA DE SAÚDE - Pronto Socorro Municipal recebe Licença Sanitária de Funcionamento: - Mais de 12 mil atendimentos nos mutirões:

SECRETARIA DE SAÚDE - Pronto Socorro Municipal recebe Licença Sanitária de Funcionamento: - Mais de 12 mil atendimentos nos mutirões: SECRETARIA DE SAÚDE - Pronto Socorro Municipal recebe Licença Sanitária de Funcionamento: o Pronto Socorro Adulto de Taubaté teve seu funcionamento aprovado pela Vigilância Sanitária Estadual. O documento

Leia mais

Aspásia Camargo (PV) e Rodrigo Dantas (DEM) debatem com médicos o futuro da saúde pública do Rio de Janeiro

Aspásia Camargo (PV) e Rodrigo Dantas (DEM) debatem com médicos o futuro da saúde pública do Rio de Janeiro Aspásia Camargo (PV) e Rodrigo Dantas (DEM) debatem com médicos o futuro da saúde pública do Rio de Janeiro Os temas saúde pública e exercício profissional médico foram debatidos nesta 5ª (30/8), na sede

Leia mais

Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs

Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs O plenário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro ficou lotado durante

Leia mais

b. Completar a implantação da Rede com a construção de hospitais regionais para atendimentos de alta complexidade.

b. Completar a implantação da Rede com a construção de hospitais regionais para atendimentos de alta complexidade. No programa de governo do senador Roberto Requião, candidato ao governo do estado pela coligação Paraná Com Governo (PMDB/PV/PPL), consta um capítulo destinado apenas à universalização do acesso à Saúde.

Leia mais

Regulação de Urgência e suas Implicações A experiência de Belo Horizonte

Regulação de Urgência e suas Implicações A experiência de Belo Horizonte Regulação de Urgência e suas Implicações A experiência de Belo Horizonte Capital População estimada 2013 Belo Horizonte 20.593.356 População 2010 19.597.330 Área (km²) 586.522,122 Densidade demográfica

Leia mais

R E L A T Ó R I O DE VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL DE URGÊNCIAS DE GOIÂNIA - HUGO

R E L A T Ó R I O DE VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL DE URGÊNCIAS DE GOIÂNIA - HUGO R E L A T Ó R I O DE VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL DE URGÊNCIAS DE GOIÂNIA - HUGO A, de acordo com a competência regimental que lhe confere o Art. 45, inciso V, do Regimento Interno desta Casa de Leis, por

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO OF/CIRC/CPL Nº 02/2012 Brasília, 25 de junho de 2012. Prezados Senhores, Em resposta

Leia mais

NORMAS DE ATENDIMENTO A CONVÊNIOS E PARTICULARES

NORMAS DE ATENDIMENTO A CONVÊNIOS E PARTICULARES NORMAS DE ATENDIMENTO A CONVÊNIOS E PARTICULARES Conceitos CONSULTAS Atendimentos sem urgência por ordem de chegada. Não existe dentro do Pronto-Socorro e em nenhum local do hospital prévia marcação de

Leia mais

PREFEITURA DO ALEGRETE-RS ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE GOVERNO DIVISÃO DE LEGISLAÇÃO

PREFEITURA DO ALEGRETE-RS ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE GOVERNO DIVISÃO DE LEGISLAÇÃO LEI Nº. 5.239, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013. Autoriza o Poder Executivo a realizar Convênio de prestação de Serviços com a Irmandade da Santa Casa de Caridade de Alegrete. O PREFEITO MUNICIPAL Faz saber,

Leia mais

Jeanne Liliane Marlene Michel Diretora de Gestão de Pessoas

Jeanne Liliane Marlene Michel Diretora de Gestão de Pessoas XXXII Encontro Nacional de Dirigentes de Pessoal e de Recursos Humanos das Instituições Federais de Ensino Fortaleza - 2012 Jeanne Liliane Marlene Michel Diretora de Gestão de Pessoas 1 CARACTERIZAÇÃO

Leia mais

SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE COORDENAÇÃO GERAL DIRETORIA GERAL DE PLANEJAMENTO - GERÊNCIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA

SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE COORDENAÇÃO GERAL DIRETORIA GERAL DE PLANEJAMENTO - GERÊNCIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA NOTA TÉCNICA 07/13 RELATÓRIO ANUAL DE GESTÃO - RAG ORIENTAÇÕES GERAIS Introdução O Planejamento é um instrumento de gestão, que busca gerar e articular mudanças e aprimorar o desempenho dos sistemas de

Leia mais

Reabilitação, João Alírio Teixeira da Silva Junior, Superintendente Técnico, Fause Musse, Superintendente de Relações Externas, Dr.

Reabilitação, João Alírio Teixeira da Silva Junior, Superintendente Técnico, Fause Musse, Superintendente de Relações Externas, Dr. ATA DE REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO GOIANA DE INTEGRALIZAÇÃO E REABILITAÇÃO AGIR PARA APRECIAÇÃO E APROVAÇÃO DA PRESTAÇÃO DE CONTAS REFERENTE AO SEGUNDO SEMESTRE DE 2015

Leia mais

CONTROLE DA GESTÃO HOSPITALAR: UMA RESPOSTA À SOCIEDADE. GIL PINTO LOJA NETO AUDITOR GERAL EMPRESA BRASILEIRA DE SERVIÇOS HOSPITALARES - MEC

CONTROLE DA GESTÃO HOSPITALAR: UMA RESPOSTA À SOCIEDADE. GIL PINTO LOJA NETO AUDITOR GERAL EMPRESA BRASILEIRA DE SERVIÇOS HOSPITALARES - MEC CONTROLE DA GESTÃO HOSPITALAR: UMA RESPOSTA À SOCIEDADE. GIL PINTO LOJA NETO AUDITOR GERAL EMPRESA BRASILEIRA DE SERVIÇOS HOSPITALARES - MEC SUMÁRIO O ESTADO BRASILEIRO E AS ESTATAIS; A EBSERH: CARACTERIZAÇÃO,

Leia mais

MORADIA ESTUDANTIL INFORMES DA PRAE N.º 002/2013

MORADIA ESTUDANTIL INFORMES DA PRAE N.º 002/2013 MORADIA ESTUDANTIL INFORMES DA PRAE N.º 002/2013 RELATÓRIO DA REUNIÃO REALIZADA DIA 12.04. 2013 ENTRE O CONSELHO DA MORADIA ESTUDANTIL E REPRESENTANTES DA UFSC FLORIANÓPOLIS, 30 DE ABRIL DE 2013 1 APRESENTAÇÃO

Leia mais

Clipping Eletrônico Quarta-feira dia 02/09/2015. Semsa anuncia estratégias para diminuir filas nas UBSs, em Manaus

Clipping Eletrônico Quarta-feira dia 02/09/2015. Semsa anuncia estratégias para diminuir filas nas UBSs, em Manaus Clipping Eletrônico Quarta-feira dia 02/09/2015 Portal D24 AM Saúde 03 de Setembro de 2015. Fonte: http://new.d24am.com/noticias/saude/semsa-anuncia-estrategias-paradiminuir-filas-ubss-manaus/139451 Semsa

Leia mais

Projeto Saúde On-line

Projeto Saúde On-line Projeto Saúde On-line Sistemas de computadorizados de registro médico e tecnologia de informação em saúde. INTRODUÇÃO: Visando organizar o acesso aos serviços, agilizar processo, impactar na qualidade

Leia mais

PREFEITURA DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

PREFEITURA DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE REGIONALIZAÇÃO NAS DIFERENTES REDES DE ATENÇÃO: COAP E REGIONALIZAÇÃO FERNANDO RITTER SECRETÁRIO MUNICIPAL DE SAÚDE PREFEITURA DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE CONTRATO ORGANIZATIVO DA AÇÃO

Leia mais

SAÚDE DA FAMÍLIA E VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: UM DESAFIO PARA A SAÚDE PUBLICA DE UM MUNICIPIO DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Brasil

SAÚDE DA FAMÍLIA E VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: UM DESAFIO PARA A SAÚDE PUBLICA DE UM MUNICIPIO DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Brasil ID 1676 SAÚDE DA FAMÍLIA E VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: UM DESAFIO PARA A SAÚDE PUBLICA DE UM MUNICIPIO DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Brasil Dutra, Laís; Eugênio, Flávia; Camargo, Aline; Ferreira

Leia mais

SinMed/RJ Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro

SinMed/RJ Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro SinMed/RJ Hospital Lourenço Jorge acaba de perder cirurgiões vasculares. Unidade já não tinha especialistas em tórax e cérebro Superlotação na emergência do Hospital Lourenço Jorge Foto: Emanuel Alencar

Leia mais

PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS

PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS Tendo como argumento aperfeiçoar ainda mais a prestação de serviços de saúde à população, o Executivo traz a esta Casa o Projeto de Lei 64/2014, que

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO 2015 OUVIDORIA

RELATÓRIO DE GESTÃO 2015 OUVIDORIA Ministério da Educação Universidade Federal da Grande Dourados Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares Hospital Universitário RELATÓRIO DE GESTÃO 2015 OUVIDORIA Dourados/MS Janeiro de 2016 1. EQUIPE

Leia mais

II Encontro de Disfagia: a utilização de protocolos na prática fonoaudiológica

II Encontro de Disfagia: a utilização de protocolos na prática fonoaudiológica II Encontro de Disfagia: a utilização de protocolos na prática fonoaudiológica O que vamos conversar? Sobre o Conselho Atividades da Fiscalização Código de Ética e Legislações relacionadas à Disfagia Discussão

Leia mais

Gestão Estratégica da Cadeia de Suprimentos: Modelos e Tendências SANTA CASA DE SÃO PAULO. Dr. Antonio Carlos Forte

Gestão Estratégica da Cadeia de Suprimentos: Modelos e Tendências SANTA CASA DE SÃO PAULO. Dr. Antonio Carlos Forte Gestão Estratégica da Cadeia de Suprimentos: Modelos e Tendências SANTA CASA DE SÃO PAULO Dr. Antonio Carlos Forte SANTA CASA DE SÃO PAULO Complexo hospitalar formado por dez unidades de assistência a

Leia mais

MINUTA DE RESOLUÇÃO CFM

MINUTA DE RESOLUÇÃO CFM MINUTA DE RESOLUÇÃO CFM Dispõe sobre a normatização do funcionamento dos prontos-socorros hospitalares, assim como do dimensionamento da equipe médica e do sistema de trabalho. O Conselho Federal de Medicina,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO 217-5699 PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FORMULÁRIO DE AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DA DIREÇÃO DAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE NATAL PELA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO 217-5699 PREFEITURA

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico A decisão pela realização do Planejamento Estratégico no HC surgiu da Administração, que entendeu como urgente formalizar o planejamento institucional. Coordenado pela Superintendência

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 02/13 DE 25/03/13

LEI COMPLEMENTAR Nº 02/13 DE 25/03/13 LEI COMPLEMENTAR Nº 02/13 DE 25/03/13 CRIA ORGÃOS E AMPLIA CARGOS DE PROVIMENTO EM COMISSÃO NA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL DE CAMPOS NOVOS, ACRESCENTA DISPOSITIVOS NA LEI COMPLEMENTAR

Leia mais

RELATÓRIO EXECUTIVO N 004/14 32ª REUNIÃO DE DIRETORIA GERIR/HUGO

RELATÓRIO EXECUTIVO N 004/14 32ª REUNIÃO DE DIRETORIA GERIR/HUGO RELATÓRIO EXECUTIVO N 004/14 32ª REUNIÃO DE DIRETORIA GERIR/HUGO Data: 04/02/2014 Horário: 10h Presentes: Ciro Ricardo Pires de Castro (Diretor Geral - HUGO), Sr. Thulio Lorentz (Diretor Administrativo

Leia mais

LUTA MÉDICA ENTREVISTA: JORGE SOLLA Entrevista publicada na Revista Luta Médica nº 02 (janeiro/fevereiro de 2007)

LUTA MÉDICA ENTREVISTA: JORGE SOLLA Entrevista publicada na Revista Luta Médica nº 02 (janeiro/fevereiro de 2007) LUTA MÉDICA ENTREVISTA: JORGE SOLLA Entrevista publicada na Revista Luta Médica nº 02 (janeiro/fevereiro de 2007) Médico Pesquisador do Instituto de Saúde Coletiva (ISC) da Universidade Federal da Bahia.Ex-Coordenador

Leia mais

Novos negócios no Ceará

Novos negócios no Ceará ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Novos negócios no Ceará No DR Ceará, as oficinas de Estratégia de

Leia mais

Projetos de apoio ao SUS

Projetos de apoio ao SUS Carta Convite: Facilitação dos Cursos de Especialização em Gestão da Vigilância em Saúde, Gestão da Clínica nas Redes de Atenção à Saúde, Regulação em Saúde no SUS e Gestão do Risco e Segurança do Paciente

Leia mais

Clipping Eletrônico Quarta-feira dia 10/06/2015. Semsa e CMS promovem 10ª Semana de Controle Social

Clipping Eletrônico Quarta-feira dia 10/06/2015. Semsa e CMS promovem 10ª Semana de Controle Social Clipping Eletrônico Quarta-feira dia 10/06/2015 Portal do Holanda 10 de Junho de 2015. Fonte: http://www.portaldoholanda.com.br/amazonas/semsa-e-cmspromovem-10-semana-de-controle-social Semsa e CMS promovem

Leia mais

VIII CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE REGIMENTO INTERNO. Capítulo I Dos objetivos

VIII CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE REGIMENTO INTERNO. Capítulo I Dos objetivos VIII CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE REGIMENTO INTERNO Capítulo I Dos objetivos Art.1º - A VIII Conferência Municipal de Saúde terá por objetivos: I - Impulsionar, reafirmar e buscar a efetividade dos princípios

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR GUSTAVO BONATO FRUET PREFEITO MUNICIPAL DE CURITIBA. Assunto: pauta de reivindicações específicas dos Educadores de 2013.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR GUSTAVO BONATO FRUET PREFEITO MUNICIPAL DE CURITIBA. Assunto: pauta de reivindicações específicas dos Educadores de 2013. EXCELENTÍSSIMO SENHOR GUSTAVO BONATO FRUET PREFEITO MUNICIPAL DE CURITIBA. Assunto: pauta de reivindicações específicas dos Educadores de 2013. O SISMUC - Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de

Leia mais

Manual TISS Troca de Informaçõ

Manual TISS Troca de Informaçõ Manual TISS Troca de Informaçõ ções em Saúde Suplementar Versão o 1.1 Instruçõ ções para preenchimento das guias PREENCHER EXCLUSIVAMENTE COM CANETA PRETA OU AZUL GCES A Unimed Natal desenvolveu este manual

Leia mais

Tribunais de Contas do Brasil

Tribunais de Contas do Brasil Sumário TCU... 3 TCE-AM... 3 TCE-AP... 3 TCE-BA... 3 TC-DF... 3 TCE-ES... 3 TCE-MA... 3 TCE-MG... 3 TCE-MT... 4 TCE-PB... 4 TCE-PE... 4 TCE-PI... 4 TCE-PR... 4 TCE-RJ... 4 TCE-RN... 4 TCE-RO... 4 TCE-RR...

Leia mais

V Encontro dos Aprimorandos do Estado de São Paulo. O SUS no Estado de São Paulo: Contexto Atual

V Encontro dos Aprimorandos do Estado de São Paulo. O SUS no Estado de São Paulo: Contexto Atual V Encontro dos Aprimorandos do Estado de São Paulo O SUS no Estado de São Paulo: Contexto Atual Abril de 2011 Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (2005) Gestão Plena do SUS no município recente

Leia mais

37 / 52 8. CONTROLE SOCIAL DO FUNDEB

37 / 52 8. CONTROLE SOCIAL DO FUNDEB 8. CONTROLE SOCIAL DO FUNDEB 8.1. O que caracteriza o Conselho de Acompanhamento e Controle Social do Fundeb e qual a sua principal atribuição? 8.2. O Conselho possui outras atribuições? 8.3. Qual o prazo

Leia mais

TEM QUE MELHORAR MUITO

TEM QUE MELHORAR MUITO Confira gráficos, tabelas, críticas e sugestões sobre o convênio médico na ZF revelados em levantamento feito pelo Sindicato Comprovado: convênio médico na ZF TEM QUE MELHORAR MUITO Um levantamento feito

Leia mais

DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR CAE DO MUNICÍPIO NOS TERMOS DA MEDIDA PROVISÓRIA 1979-19, DE 02 DE

DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR CAE DO MUNICÍPIO NOS TERMOS DA MEDIDA PROVISÓRIA 1979-19, DE 02 DE LEI 2510 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR CAE DO MUNICÍPIO NOS TERMOS DA MEDIDA PROVISÓRIA 1979-19, DE 02 DE JUNHO DE. DOWNLOAD PARA IMPRESSÃO Lei 2510 ***** TEXTO COMPLETO *****

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TR)

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Contratação de consultor para a elaboração e execução do Projeto Conceitual e do Planejamento

Leia mais

Curso de Especialização em GESTÃO EM SAÚDE MENTAL

Curso de Especialização em GESTÃO EM SAÚDE MENTAL Curso de Especialização em GESTÃO EM SAÚDE MENTAL ÁREA DO CONHECIMENTO: Saúde. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Gestão em Saúde Mental. PERFIL PROFISSIONAL: Entender

Leia mais

Manual Específico Unimed-Rio - TISS

Manual Específico Unimed-Rio - TISS UNIME D-RIO Manual Específico Unimed-Rio - TISS Área de Relacionamento com Hospitais Rio 2 PADRONIZAÇÃO DOS NOVOS FORMULÁRIOS QUE SERÃO UTILIZADOS PELOS PRESTADORES PARA ENVIO PARA A UNIMED-RIO. Estes documentos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO CNPJ: 18.602.037/0001-55 Insc. Est. Isento São Gotardo Minas Gerais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO CNPJ: 18.602.037/0001-55 Insc. Est. Isento São Gotardo Minas Gerais LEI COMPLEMENTAR Nº.132, DE 02 DE MARÇO DE 2015. Dispõe sobre a criação e extinção de cargos em comissão de livre provimento e exoneração sem aumento da despesa e dá outras providências. O povo do Município

Leia mais

Curso de Aperfeiçoamento em Medicina Oral e Odontologia Hospitalar

Curso de Aperfeiçoamento em Medicina Oral e Odontologia Hospitalar MINISTÉRIO DA SAÚDE HOSPITAL FEDERAL DOS SERVIDORES DO ESTADO SERVIÇO DE ODONTOLOGIA Curso de Aperfeiçoamento em Medicina Oral e Odontologia Hospitalar JUSTIFICATIVA A Promoção de saúde só será completa

Leia mais

Decisão do STF permite contratação de professores federais por Organização Social

Decisão do STF permite contratação de professores federais por Organização Social Decisão do STF permite contratação de professores federais por Organização Social Na mesma semana em que os trabalhadores brasileiros tomaram as ruas e conseguiram suspender a votação do Projeto de Lei

Leia mais

2. Princípios fundamentais. 3. Objetivos

2. Princípios fundamentais. 3. Objetivos CARTA DE PRINCÍPIOS DO FÓRUM NACIONAL DOS TRABALHADORES DO SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL FTSUAS. Princípios norteadores de funcionamento do Fórum 1. Natureza O Fórum Nacional dos Trabalhadores do

Leia mais

Modelo concede flexibilidade a hospitais públicos

Modelo concede flexibilidade a hospitais públicos Modelo concede flexibilidade a hospitais públicos Servidores continuariam a ser admitidos por concurso, mas passariam a ser regidos pela CLT, por exemplo Karine Rodrigues, RIO O Estado de S. Paulo, 31

Leia mais

Manual Operacional Agenda Regulada. Unidades Solicitantes

Manual Operacional Agenda Regulada. Unidades Solicitantes Manual Operacional Agenda Regulada Unidades Solicitantes Prefeito: Gilberto Kassab Secretária: Maria Aparecida Orsini de Carvalho Secretário Adjunto: Ailton Ribeiro de Lima Assessor de TI: Cláudio Giulliano

Leia mais

Como a Tecnologia pode democratizar o acesso à saúde

Como a Tecnologia pode democratizar o acesso à saúde Como a Tecnologia pode democratizar o acesso à saúde Smartcity Business América 2015 Curitiba PR Brazil Maio de 2015 Sociedades Inteligentes e Governaça Airton Coelho, MsC, PMP Secretário de Ciência e

Leia mais

Lei nº 6.839 /80 Obrigatoriedade do registro das empresas de prestação de serviço médicohospitalares

Lei nº 6.839 /80 Obrigatoriedade do registro das empresas de prestação de serviço médicohospitalares CAPACITAÇÃO DE CONSELHEIROS, DELEGADOS, MÉDICOS FISCAIS E SERVIDORES Salvador/2012 REGISTRO Lei nº 6.839 /80 Obrigatoriedade do registro das empresas de prestação de serviço médicohospitalares nos conselhos

Leia mais

Clínica de Ortopedia e Traumatologia - Térreo

Clínica de Ortopedia e Traumatologia - Térreo Nome do setor/especialidade: Horário de funcionamento: Clínica de Ortopedia e Traumatologia - Térreo - PRONTO SOCORRO ORTOPÉDICO (Emergência; Urgência e Serviço de Imobilizações): >HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO=

Leia mais

Instituto Sócrates Guanaes

Instituto Sócrates Guanaes Instituto Sócrates Guanaes Instituição de direito privado sem fins lucrativos; Fundado em 13 de julho de 2000; Qualificado como Organização Social; Reconhecido como instituição de utilidade pública municipal

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 368/2002

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 368/2002 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 368/2002 Institui o Conselho de Cirurgia do Departamento de Medicina e aprova seu regulamento. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº MED-144/02, aprovou

Leia mais

*F69F3DF9* PROJETO DE LEI N.º, de de 2012. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO)

*F69F3DF9* PROJETO DE LEI N.º, de de 2012. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) ** PROJETO DE LEI N.º, de de 2012. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) Dispõe sobre a criação de cargos de provimento efetivo no Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região.

Leia mais

Hospital Municipal Getúlio Vargas. Financiamento

Hospital Municipal Getúlio Vargas. Financiamento Hospital Municipal Getúlio Vargas HhhhHosp Financiamento Contratualização Secretaria Estadual da Saúde Ano: R$ 12.580.973,88 Mês: R$ 1.048.414,49 Contrato de Gestão Município Sapucaia do Sul Ano: R$ 22.044.698,13

Leia mais

Atenção de Média e Alta Complexidade Hospitalar: Financiamento, Informação e Qualidade. Experiência da Contratualização no Município de Curitiba

Atenção de Média e Alta Complexidade Hospitalar: Financiamento, Informação e Qualidade. Experiência da Contratualização no Município de Curitiba Atenção de Média e Alta Complexidade Hospitalar: Financiamento, Informação e Qualidade Experiência da Contratualização no Município de Curitiba 9º - AUDHOSP Águas de Lindóia Setembro/2010 Curitiba População:1.818.948

Leia mais

Emergências saem do preto e branco

Emergências saem do preto e branco Triagem Emergências saem do preto e branco Evolução dos prontos-socorros envolve a implantação da triagem, que utiliza cores para distinguir as prioridades de atendimento 26 A complicada situação dos prontos-socorros

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO

TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO 1.1 Contratação de serviço de fornecimento de assinatura de jornais impressos e revistas, assim como acesso às matérias on line dos respectivos jornais e revistas para

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DO ESTADO DA SAÚDE PÚBLICA

RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DO ESTADO DA SAÚDE PÚBLICA RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DO ESTADO DA SAÚDE PÚBLICA NORMA TÉCNICA PARA FLUXO DE PACIENTES CIRÚRGICOS ENTRE HOSPITAIS GERAIS ESTADUAIS DE REFERÊNCIA DA REGIÃO METROPOLITANA E MOSSORÓ E AS UNIDADES

Leia mais

NORMAS COMPLEMENTARES DO INTERNATO DA FAMED

NORMAS COMPLEMENTARES DO INTERNATO DA FAMED NORMAS COMPLEMENTARES DO INTERNATO DA FAMED Modelo implantado a partir das mudanças determinadas com a aprovação das Diretrizes Curriculares do Curso Medico do MEC em 2001. COLEGIADO DE CURSO DE GRADUAÇÃO

Leia mais

Clipping Eletrônico - Quinta-feira dia 02/07/2015

Clipping Eletrônico - Quinta-feira dia 02/07/2015 Clipping Eletrônico - Quinta-feira dia 02/07/2015 Jornal Acrítica Cidades Pág. C2 02 de Julho de 2015. Portal do Holanda - Saúde - 02 de Julho de 2015. Fonte: http://novo.portaldoholanda.com.br/amazonas/prefeito-defenderedistribuicao-de-recursos-para-saude

Leia mais

Número: 00190.012047/2013-59 Unidade Examinada: Instituto Benjamin Constant - RJ

Número: 00190.012047/2013-59 Unidade Examinada: Instituto Benjamin Constant - RJ Número: 00190.012047/2013-59 Unidade Examinada: Instituto Benjamin Constant - RJ Relatório de Demandas Externas n 00190.012047/2013-59 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA Quando da apresentação de protocolos, manual de normas e rotinas, procedimento operacional padrão (POP) e/ou outros documentos,

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 09.12.2015

C L I P P I N G DATA: 09.12.2015 C L I P P I N G DATA: 09.12.2015 DESTAQUE: Empresários protestam contra o projeto que prevê fim do PIS/Cofins Para o setor produtivo, haverá, na prática, aumento de tributo. Governo afirma que proposta

Leia mais

SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS

SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS FASCÍCULO DO BENEFICIÁRIO VERSÃO 2013 Instituto Curitiba de Saúde ICS - Plano Padrão ÍNDICE APRESENTAÇÃO 03 1. CONSULTA/ATENDIMENTO DE EMERGÊNCIA EM PRONTO ATENDIMENTO

Leia mais

MODELO. Anteprojeto de lei para criação do Conselho Municipal do FUNDEB. Lei Municipal nº, de de de 2007

MODELO. Anteprojeto de lei para criação do Conselho Municipal do FUNDEB. Lei Municipal nº, de de de 2007 MODELO O conteúdo do Anteprojeto de Lei abaixo apresentado representa a contribuição do MEC, colocada à disposição dos Governos Municipais, a título de apoio técnico, previsto no art. 30, inciso I, da

Leia mais

Cartilha para Conselhos. Municipais de Educação

Cartilha para Conselhos. Municipais de Educação Cartilha para Conselhos Municipais de Educação Sistemas de ensino são o conjunto de campos de competências e atribuições voltadas para o desenvolvimento da educação escolar que se materializam em instituições,

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N.º 07/2015 PLANTÃO MÉDICO DE ESPECIALIDADES

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N.º 07/2015 PLANTÃO MÉDICO DE ESPECIALIDADES EDITAL DE CREDENCIAMENTO N.º 07/2015 PLANTÃO MÉDICO DE ESPECIALIDADES O Município de Não-Me-Toque comunica aos interessados que está procedendo ao CHAMAMENTO PÚBLICO no horário das 8:15 às 11:33h e das

Leia mais

A experiência do IRSSL com o Contrato de Gestão do HMIMJ

A experiência do IRSSL com o Contrato de Gestão do HMIMJ A experiência do IRSSL com o Contrato de Gestão do HMIMJ O contexto Sociedade Beneficente de Senhoras Hospital Sírio Libanês (2005) Assistencialismo Hospital Municipal Infantil Menino Jesus (2005) Responsabilidade

Leia mais

SERVIÇOS MÉDICOS E COMPLEMENTARES: NORMAS E ROTINAS (SOMENTE ACESSÍVEIS AOS CAMPI DO INTERIOR)

SERVIÇOS MÉDICOS E COMPLEMENTARES: NORMAS E ROTINAS (SOMENTE ACESSÍVEIS AOS CAMPI DO INTERIOR) SERVIÇOS MÉDICOS E COMPLEMENTARES: NORMAS E ROTINAS (SOMENTE ACESSÍVEIS AOS CAMPI DO INTERIOR) Preliminarmente, cabe lembrar que a concessão dos Serviços Médicos e Complementares pela Universidade de São

Leia mais

GSUS Sistema de Gestão Hospitalar e Ambulatorial do SUS

GSUS Sistema de Gestão Hospitalar e Ambulatorial do SUS GSUS Sistema de Gestão Hospitalar e Ambulatorial do SUS O sistema GSUS é uma aplicação WEB para gestão operacional da assistência de saúde executada a nível hospitalar ou ambulatorial, tendo como foco

Leia mais

RESOLUÇÃO nº 03 DE 28 DE JANEIRO DE 2016

RESOLUÇÃO nº 03 DE 28 DE JANEIRO DE 2016 Resolução nº 03/2016 Pág. 1 de 06 RESOLUÇÃO nº 03 DE 28 DE JANEIRO DE 2016 Aprova Regulamento do Colegiado do Curso de Engenharia de Controle e Automação/CEng. A Presidente do Conselho do Ensino, da Pesquisa

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM N º 1.834/2008

RESOLUÇÃO CFM N º 1.834/2008 RESOLUÇÃO CFM N º 1.834/2008 (Publicada no D.O.U. de 14 de março de 2008, Seção I, pg. 195) As disponibilidades de médicos em sobreaviso devem obedecer normas de controle que garantam a boa prática médica

Leia mais

EMENTA: Remuneração profissional - cobrança de encaixes CONSULTA

EMENTA: Remuneração profissional - cobrança de encaixes CONSULTA PARECER Nº 2433/2014 CRM-PR PROCESSO CONSULTA N. º 38/2013 PROTOCOLO N.º 32065/2013 ASSUNTO: REMUNERAÇÃO PROFISSIONAL - COBRANÇA DE ENCAIXES PARECERISTA: CONS.º DONIZETTI DIMER GIAMBERARDINO FILHO EMENTA:

Leia mais

CURSO DE ATUALIZAÇÃO. Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde

CURSO DE ATUALIZAÇÃO. Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde CONSCIENTIZAÇÃO DOS SERVIDORES DA REDE FHEMIG QUANTO À IMPORTÂNCIA DA REALIZAÇÃO DO EAME PERIÓDICO Maria de Lourdes

Leia mais

4. MODERNIZAÇÃO E RELACIONAMENTO INSTITUCIONAL

4. MODERNIZAÇÃO E RELACIONAMENTO INSTITUCIONAL Relatório de Atividades - 1 trimestre de 4.1. Planejamento Estratégico 4. MODERNIZAÇÃO E RELACIONAMENTO INSTITUCIONAL A principal atividade relacionada ao Planejamento Estratégico -2016 do TCE/SC no primeiro

Leia mais

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo Projeto Amplitude Plano de Ação 2015 P r o j e t o A m p l i t u d e R u a C a p i t ã o C a v a l c a n t i, 1 4 7 V i l a M a r i a n a S ã o P a u l o 11 4304-9906 w w w. p r o j e t o a m p l i t u

Leia mais

VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL ALBERTO RASSI

VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL ALBERTO RASSI VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL ALBERTO RASSI A Comissão de Saúde e Promoção Social, de acordo com a competência regimental que lhe confere o Art. 45, inciso V, do Regimento Interno desta Casa de Leis, por

Leia mais

PASSO A PASSO PARA A EXECUÇÃO DOS PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS ELETIVOS.

PASSO A PASSO PARA A EXECUÇÃO DOS PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS ELETIVOS. PASSO A PASSO PARA A EXECUÇÃO DOS PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS ELETIVOS. Este documento tem por objetivo orientar Estados, Distrito Federal e Municípios como proceder no planejamento dos procedimentos Cirúrgicos

Leia mais

Art. 2º. Para os fins desta Lei, denomina-se:

Art. 2º. Para os fins desta Lei, denomina-se: LEI N 1.725/2014, DE 28 DE MAIO DE 2014. Dispõe sobre os regimes de trabalho denominados plantão, sobreaviso e atividade de especialista, institui gratificações para os profissionais médicos, enfermeiros

Leia mais

Ensino Fundamental com 9 anos de duração - Idade de Ingresso

Ensino Fundamental com 9 anos de duração - Idade de Ingresso Ensino Fundamental com 9 anos de duração - Idade de Ingresso A respeito da idade de ingresso das crianças, no ensino fundamental de 9 anos de duração, ocorreram acaloradas discussões na esfera educacional

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL Das Atribuições dos Profissionais dos Recursos Humanos Atribuições comuns a todos os profissionais que integram a equipe: Conhecer a realidade das famílias pelas

Leia mais

RADIOGRAFIA DOS HOSPITAIS MUNICIPAIS ABRIL/2013

RADIOGRAFIA DOS HOSPITAIS MUNICIPAIS ABRIL/2013 11 UMA RADIOGRAFIA DOS HOSPITAIS MUNICIPAIS ABRIL/2013 A Confederação Nacional de Municípios (CNM), preocupada com a realidade da Saúde Pública no Brasil e com as discussões em torno da qualidade dos serviços

Leia mais

PANORAMA ATUAL DOS PLANOS DE SAÚDE

PANORAMA ATUAL DOS PLANOS DE SAÚDE Boletim Informativo Saúde nº 04, outubro/2003 PANORAMA ATUAL DOS PLANOS DE SAÚDE Rachel Pachiega preocupantes eventos. Os profissionais da área de saúde vêm passando por uma série de Vinda da alta cúpula

Leia mais

FÓRUM PERMANENTE DA AGENDA 21 DE TANGUÁ RJ REGIMENTO INTERNO. CAPÍTULO l - DA CONSTITUIÇÃO, SEDE, OBJETIVOS, PRINCÍPIOS E ATRIBUIÇÕES.

FÓRUM PERMANENTE DA AGENDA 21 DE TANGUÁ RJ REGIMENTO INTERNO. CAPÍTULO l - DA CONSTITUIÇÃO, SEDE, OBJETIVOS, PRINCÍPIOS E ATRIBUIÇÕES. FÓRUM PERMANENTE DA AGENDA 21 DE TANGUÁ RJ REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO l - DA CONSTITUIÇÃO, SEDE, OBJETIVOS, PRINCÍPIOS E ATRIBUIÇÕES. Art. 1º - O Fórum permanente da Agenda 21 de Tanguá, criado pela Lei

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE. 1º Quadrimestre 2015 01/06/2015 ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE COSTA RICA

AUDIÊNCIA PÚBLICA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE. 1º Quadrimestre 2015 01/06/2015 ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE COSTA RICA ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE COSTA RICA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE AUDIÊNCIA PÚBLICA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ADRIANA MAURA MASET TOBAL Secretária Municipal de Saúde WALDELI

Leia mais

Promoção de Arquivamento nº 027.2015.54.1.1.999397.2012.19683

Promoção de Arquivamento nº 027.2015.54.1.1.999397.2012.19683 Inquérito Civil nº 3237/2012 PROMOTORIA: 54ª PRODHSP ASSUNTO: Apurar a existência de demanda reprimida de pacientes aguardando a realização de exames de Ressonância Magnética. INTERESSADO: Elaine Bessa

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Sr. Ronaldo Nogueira) Dispõe o credenciamento de profissionais e de empresas da área de saúde, para o atendimento de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) em nível ambulatorial.

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Gestão Pública Departamento de Normas e Procedimentos Judiciais de Pessoas Coordenação-Geral de Elaboração, Consolidação e Sistematização das

Leia mais

Rua Virgilio de Melo Franco, 465 - Tabajaras

Rua Virgilio de Melo Franco, 465 - Tabajaras Rua Virgilio de Melo Franco, 465 - Tabajaras MODALIDADE DO PLANO LICITADO E COBERTURAS O Plano licitado é o Ambulatorial Hospitalar com Obstetrícia Coletivo Empresarial, com atendimento em Rede Própria

Leia mais

Os Consórcios Públicos como Ferramenta de Gestão de Serviços Públicos

Os Consórcios Públicos como Ferramenta de Gestão de Serviços Públicos Os Consórcios Públicos como Ferramenta de Gestão de Serviços Públicos Silvio Barros Prefeito de Maringa prefeito@maringa.pr.gov.br Conceito Reunião de pessoas físicas ou jurídicas que por meio de uma administração

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA 5ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DAS CIDADES CAPITULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES

REGIMENTO INTERNO DA 5ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DAS CIDADES CAPITULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES REGIMENTO INTERNO DA 5ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DAS CIDADES CAPITULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES Art. 1º São objetivos da 5ª Conferência Estadual das Cidades: I - propor a interlocução entre autoridades

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS CAPÍTULO II DA FINALIDADE, VINCULAÇÃO E SEDE

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS CAPÍTULO II DA FINALIDADE, VINCULAÇÃO E SEDE LEI N. 2.031, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2008 Institui o Serviço Social de Saúde do Acre, paraestatal de direito privado, na forma que especifica. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE seguinte Lei: FAÇO SABER que

Leia mais

Domínio E: Celeridade e Tempestividade

Domínio E: Celeridade e Tempestividade Domínio E: Celeridade e Tempestividade 10 Agilidade no julgamento de processos e gerenciamento de prazos pelos Tribunais de Contas (4 domínios) 11 Controle externo concomitante (preventivo) (4 domínios)

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DOS PRINCÍPIOS

REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DOS PRINCÍPIOS Er REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DOS PRINCÍPIOS Art 1º O Fórum da Agenda 21 Local Regional de Rio Bonito formulará propostas de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento sustentável local, através

Leia mais

SAÚDE. Coordenador: Liliane Espinosa de Mello

SAÚDE. Coordenador: Liliane Espinosa de Mello Coordenador: Liliane Espinosa de Mello SAÚDE Visão: Que Santa Maria seja o principal Polo na Área de Saúde do interior do Rio Grande do Sul, contribuindo para a melhor qualidade de vida da população da

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE ESPORTES E DA JUVENTUDE SUBSECRETARIA DA JUVENTUDE

SECRETARIA DE ESTADO DE ESPORTES E DA JUVENTUDE SUBSECRETARIA DA JUVENTUDE Sugestão de projeto de lei para um CMJ Autor: Poder Executivo Cria o Conselho Municipal da Juventude CMJ e dá outras providências. O povo do Município de, por seus representantes, decreta e eu sanciono

Leia mais

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO. Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização GESPÚBLICA

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO. Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização GESPÚBLICA APRESENTAÇÃO A CARTA DE SERVIÇOS atende a uma indicação do Programa Nacional de Gestão Pública, aderido pela Prefeitura do Município de Porto Velho, cujo programa é coordenado pela Secretaria Municipal

Leia mais