Filiado à. Dossiê sobre as. Agências da Previdência Social em Pernambuco

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Filiado à. Dossiê sobre as. Agências da Previdência Social em Pernambuco"

Transcrição

1 Filiado à CNTSS e FENASPS Dossiê sobre as A P S Agências da Previdência Social em Pernambuco Recife, abril 2007

2 Pela melhoria de condições de trabalho na Previdência Social O dossiê que ora apresentamos revela o descaso do Governo Federal para com as agências da Previdência Social (APS) no estado de Pernambuco, uma cruel realidade que se espalha por todos os estados do Brasil. Nos últimos 15 anos, as instalações físicas, as condições de trabalho, a falta de servidores para atender a demanda, vêm se agravando, chegando ao limite do desrespeito aos usuários e servidores da previdência. Há muito tempo, os servidores, os usuários e o Sindsprev-PE denunciam as precárias condições de funcionamento dos Postos do INSS no nosso estado. Por diversas vezes, realizamos atos públicos de protesto em frente às unidades de trabalho, agendamos reuniões com as gerências regionais do INSS; fizemos contatos também com a Direção Nacional do órgão e com o Ministério da Previdência, em Brasília; levamos o problema à mídia e encaminhamos denúncias ao Ministério Público do Trabalho. Porém, as providências tomadas foram paliativos diante da gravidade da situação como um todo. Só para ilustrar como exemplo, durante quatro anos, os servidores de Casa Amarela estão trabalhando na APS do Corredor do Bispo. Se o ambiente já não é adequado para um posto, imaginem para dois. Fato semelhante ocorre na APS de Jaboatão, que está abrigando também a APS de Moreno, porque até o momento, não foi alugado novo imóvel. No caso de Vitória de Santo Antão, o prédio foi concluído em maio do ano passado, mas não foi reaberto, porque existem problemas com o serviço de instalação de pontos lógicos e divisórias. Em Pernambuco, muitas APS continuam funcionando, mesmo sem condições de trabalho, como sistema informatizado lento; equipamentos sem manutenção; computadores e aparelhos de ar condicionado quebrados; extintores vencidos; instalações elétricas e hidráulicas deficientes; infiltrações e rachaduras nos prédios; falta de segurança e de limpeza e outros problemas específicos de cada local. Desde o ano passado, dirigentes do Sindsprev visitaram diversas agências da Previdência Social do Sertão até a Região Metropolitana do Recife e constataram diversas irregularidades. Problemas mais graves foram verificados nas APS de Afogados da Ingazeira, São José do Egito, Araripina, Ouricuri, Carpina, Goiana, entre outras. Outro caso é o prédio da Auditoria Regional no Recife, que foi fechado por determinação do Ministério Público do Trabalho (MPT), atendendo a solicitação do Sindicato. De forma irresponsável, o térreo e o primeiro andar deste imóvel estão sendo reformados para instalar uma APS no local, sem levar em conta os riscos que continuam nos andares superiores. Mais uma vez, vamos pedir a intervenção do MPT. Em todos os locais de trabalho, um problema comum é a quantidade de servidores, que é insuficiente para atender a demanda. Além de melhorar as condições de

3 trabalho, a direção do INSS, o Ministério da Previdência Social, enfim, o Governo Federal precisam tomar medidas urgentes para melhorar o atendimento à população. A marcação pelo fone 135 criou uma fila virtual, onde as pessoas passam de quatro a seis meses para serem atendidas, em relação de aposentadorias e pensões e LOAS (benefícios de amparo social). No caso de pensão, a família passa necessidades por não ter como sobreviver até chegar a data marcada, virtualmente, meses depois do falecimento do contribuinte. O 135 tornou-se uma grande armadilha para o usuário, pois acabou apenas com as filas na frente das agências. Quando nos dirigimos aos gerentes para pedir soluções dos problemas, somos informados que a Gerência Regional afirma não dispor de recursos necessários à recuperação e manutenção das Agências da Previdência Social (APS) em Pernambuco. Ainda no ano passado, procuramos a gerente regional, Nara Castilho. Ela pôs a culpa na demora da aprovação do orçamento da União de Já estamos no final do quarto mês do ano de 2007, mais de cem dias do novo mandato do governo Lula, e a falta de condições de trabalho só faz piorar. O INSS está sem contrato de manutenção de veículos; carros parados por falta de gasolina; a empresa de limpeza não paga seus funcionários há dois meses, alegando que não recebe do INSS; a empresa de manutenção de ar condicionado está sem renovar o contrato, denuncia o coordenador geral do Sindsprev, Luiz Eustáquio. Diante disso, o Sindsprev-PE sempre procurou negociar com as gerências do INSS, mas a situação vai ficando mais complexa, quando verificamos que as providências mais urgentes não estão sendo tomadas. É preciso que o Governo Federal entenda que, para se construir uma previdência de qualidade, ele tem que viabilizar as condições necessárias. Agora, elaboramos este dossiê para mostrar à população pernambucana e de outros estados um diagnóstico do que está acontecendo com a Previdência Social. Todos precisam tomar conhecimento desse absurdo, que representa um desrespeito a todos os cidadãos, usuários e servidores, que lutam para conquistar condições de trabalho adequadas para melhor atender à população. Recife, abril de 2007 Direção do Sindsprev

4 Sumário APS/Afogados da Ingazeira-PE... 5 APS/Araripina-PE APS/Carpina-PE APS/Goiana-PE APS/São José do Egito-PE APS/Ouricuri-PE Gerência Regional Recife-PE APS/Olinda-PE APS/Casa Amarela-PE APS/Corredor do Bispo-PE APS/Paulista-PE APS/Cabo-PE APS/Palmares-PE APS/São Joaquim do Monte-PE ANEXOS... 51

5 5 APS/Afogados da Ingazeira (visita realizada em ) Descrição da Agência: A APS/Afogados da Ingazeira-PE está localizada no Sertão do Pajeú, a uma distância média de 220 km de Garanhuns (Gerência à qual está vinculada). A população local é de aproximadamente habitantes. Esta agência atende a sete cidades: Afogados da Ingazeira, Carnaíba, Iguaraci, Ingazeira, Tabira, Solidão e Quixaba. A agência tem 08 servidores (02 estão afastados por doença e necessidade de serviço). Relatório da visita: Em visita à APS de Afogados da Ingazeira PE, pude conversar com alguns servidores (Ana Cláudia, Cristiane, Berinaldo e Irani) e usuários, que passaram a relatar as principais dificuldades enfrentadas por essa APS, e que relacionamos a seguir: Problemas nas instalações elétricas e hidro-sanitárias, infiltrações e rachaduras diversas. Total precariedade nas instalações: mobiliários sem ergonomia e completamente danificados, guichês de atendimento e cadeiras em estado lastimável. Faltam cadeiras para servidores e usuários. Computadores e impressoras quebram e ficam encostados, pois não existe contrato de manutenção. Faltam estantes de aço para a organização dos arquivos (os processos ficam amontoados em cima de mesas ou no chão), dificultando o trabalho de busca dos mesmos. Quadro funcional insuficiente para suprir toda a demanda da APS. Péssima climatização da agência, que tem uma central de ar condicionado quebrada há aproximadamente cinco meses. O chefe da APS conseguiu duas unidades de condicionadores de ar usadas e com pouca eficiência, pois a área a ser resfriada é muito grande para apenas dois aparelhos, que têm funcionado precariamente, pois não existe manutenção há um ano e meio, o que leva servidores e usuários a conviverem diariamente com um calor insuportável. Desta forma, podemos observar a total precariedade da APS de Afogados da Ingazeira, que não difere da grande maioria das agências da Previdência Social, tanto na capital quanto no interior do Estado de Pernambuco.

6 6 Fotos da fachada e do acesso principal da APS/Afogados da Ingazeira-PE Esta seqüência de fotos mostra o salão de espera e de atendimento da APS/ Afogados da Ingazeira- PE, uma grande área com uma única unidade (split), insuficiente para refrigerar todo o ambiente.

7 7 Duas unidades de refrigeração (split) foram instaladas emergencialmente e estão há aproximadamente dois anos sem manutenção, sendo insuficientes para refrigerar toda a área de espera e atendimento. Esta unidade central de ar condicionado esta quebrada há aproximadamente cinco anos. Equipamentos de mídia e informação quebrados há mais de um ano. Guichês de atendimento totalmente inadequados, obsoletos; cadeiras quebradas e sem ergonomia, o que tem causado o adoecimento da maioria dos servidores.

8 Esta seqüência de fotos mostra a forma como os processos são tratados na APS/ Afogados da Ingazeira: não existem espaços adequados para guardá-los, tendo em vista que armários e estantes estão quebrados e/ou sem portas. 8

9 Estas fotos revelam o total descaso e a situação de abandono em que se encontra esta agência: cadeiras quebradas e sem encostos, arquivo servindo de divisória de ambientes, guichês velhos, danificados e sem ergonomia, mesa para impressora servindo de guichê de atendimento. 9

10 10 Estas fotos revelam as precárias condições do arquivo da APS/Afogados da Ingazeira-PE. Nesse caso podemos ver a grande quantidade de processos distribuídos em caixas e/ou acumulados sobre mesas por falta de prateleiras para armazená-los; essa situação dificulta a busca e identificação de processos, quando necessário. As instalações elétricas são bastante precárias: podemos observar tomadas arrancadas, deixando os fios expostos; em diversos pontos faltam luminárias e/ou lâmpadas, o que pode ocasionar sérios acidentes.

11 Conforme podemos ver, o prédio da APS/Afogados da Ingazeira apresenta diversas rachaduras e infiltrações, o que provoca mofo nos processos e adoecimento aos funcionários. 11

12 12 APS/Araripina (visita realizada em ) Descrição da Agência: A APS/Araripina-PE está localizada no Sertão do Araripe, a uma distância média de 230 km de Petrolina (Gerência à qual está vinculada). A população local é de aproximadamente habitantes, sendo na cidade e no campo. A APS presta atendimento (180 por dia) às cidades de Araripina, Trindade e Ipubi, além dos distritos de Lagoa do Barro, Morais, Gergelim, Nascente, Rancharia, Vila Serrana, Lagoa de Dentro e Marcolândia (algumas cidades do Piauí). A agência tem 06 servidores. Relatório da visita: Em visita à APS de Araripina-PE, pude conversar com o chefe Airton e alguns servidores e usuários, que citaram as principais dificuldades enfrentadas por essa APS, e que relacionamos a seguir: Dificuldades nas instalações elétricas e hidro-sanitárias (são muito precárias); eventualmente há queda de corrente, o que pode ocasionar problemas nos computadores e sistema; banheiros sem assentos sanitários. Na ocasião da visita, a agência estava passando por sérias dificuldades de higiene, pois há aproximadamente seis meses foi suspenso (por parte da empresa) o fornecimento de material de limpeza, e também o pagamento da servente, que não recebe desde maio; os servidores se cotizam para comprar material de limpeza e para ajudar a servente. Quantidade de servidores insuficiente para suprir a demanda dos serviços; seriam necessários, no mínimo, mais três servidores para um atendimento eficaz. Instalações muito precárias: mobiliários sem ergonomia, antigos, e alguns completamente danificados; guichês de atendimento de alvenaria com altura superior à recomendada pela ABNT, além de cadeiras em péssimo estado. Computadores e impressoras quebram e ficam encostados, pois não existe contrato de manutenção. Faltam estantes de aço para a organização dos arquivos (os processos ficam amontoados em cima de mesas ou no chão), dificultando o trabalho de busca dos mesmos. Falta material de expediente; os cartuchos das impressoras são remanufaturados e de péssima qualidade; inclusive, na ocasião dessa visita, me foram apresentados quatro cartuchos que estouraram quando em uso (dentro da impressora). Esses cartuchos, segundo informações técnicas, danificaram o fotocondutor das quatro impressoras (o fotocondutor tem vida útil aproximada de cópias e pelos motivos acima relatados foram trocados com apenas cópias), trazendo grande prejuízo ao INSS. Em outro momento, ficaram quatro meses sem capa de processos. Alguns servidores fazem serviços externos (em outras cidades), sem recebimento de diárias. A APS de Araripina-PE, embora aparente ser uma agência em melhores condições de atendimento, também apresentou basicamente as mesmas dificuldades inerentes às outras APS visitadas, não diferindo em muito quando se trata de problemas em suas estruturas físicas e administrativas.

13 Fotos referentes à fachada principal, acesso e área de espera e atendimento da APS/Araripina-PE. 13

14 14 Estas fotos mostram as péssimas condições de trabalho na APS/Araripina-PE: balcões de atendimento em alvenaria e sem ergonomia; apenas quatro unidades de condicionadores de ar (insuficientes para resfriar a enorme área de atendimento). Sala de espera para atendimento da Perícia Médica e Chefia da APS/ Araripina: não existe sistema de climatização e as cadeiras estão em estado deplorável.

15 15 Estas fotos revelam as precárias condições estruturais do prédio da APS/Araripina: pias quebradas, bacias sanitárias sem assentos, péssimas condições de higiene. Na ocasião de nossa visita, a agência estava há seis meses sem receber material de higiene e limpeza, e durante o mesmo período não vinha sendo pago o salário da servente. Os servidores da APS se cotizavam para ajudá-la e também para comprar o material. Os servidores reclamam das péssimas condições de trabalho. Constantemente falta material de expediente e às vezes estes são de péssima qualidade: é o caso dos cartuchos remanufaturados para impressoras, que estouraram dentro de quatro unidades, danificando os fotocondutores, reduzindo a vida útil de cópias para cópias, trazendo grande prejuízo ao INSS. As correspondências estão sendo devolvidas por falta de pagamento aos Correios.

16 Faltam birôs, mesas e cadeiras em perfeito estado de conservação, pois boa parte dos móveis está sem condições de uso ou não tem ergonomia, o que vem causando adoecimento aos servidores. 16

17 17 APS/CARPINA - PE (visita realizada em 19 de outubro de 2006) EQUIPE DE VISITAÇÃO DIRETORES DO SINDSPREV - César Augusto Martins e Lindinere Jane Ferreira CHEFIA - Assis DELEGADO DO COMITÊ - Valdemir TOTAL DE SERVIDORES - 11 (01 terceirizada/serviços gerais e 01 em gozo de férias) TOTAL DE SERVIDORES PRESENTES - 09 BREVE HISTÓRICO: A APS/Carpina PE está vinculada à Gerência Caruaru, da qual se situa a 110 km de distância, e atende às cidades de Carpina, Lagoa de Itaenga e Lagoa do Carro, beneficiando um número de 180 mil pessoas em média. Há aproximadamente um ano e meio, esta APS foi transferida do antigo prédio (no centro da cidade, sobre a agência do Banco do Brasil) para o atual, situado às margens da rodovia. No local anterior, a estrutura atendia às necessidades dos trabalhadores, porém os usuários tinham dificuldade de acesso (escada que levava ao primeiro andar do prédio), bem como o processo de locação era de comodato com o banco (não informaram qual empresa). Diante de alguns problemas, a Câmara dos Vereadores solicitou a retirada da APS daquele local. Naquele momento, o chefe da Logística do INSS, na época Sr. Hélder, comprometeu-se a ajudar no processo da mudança, mas não ofereceu nenhuma estrutura, deixando toda e qualquer responsabilidade para a chefia e funcionários da APS, que contaram com a ajuda do Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Segundo uma das funcionárias, a Gerência Caruaru afirmara que as instalações na nova agência ficariam excelentes. Após a transferência, todos os problemas vieram à tona, problemas esses relacionados abaixo e que têm produzido diversas seqüelas aos servidores e usuários dessa APS, tendo em vista que todos os móveis que foram montados nessa agência são móveis velhos, que foram desmontados da APS/Surubim, por motivo de reforma, e doados à APS/Carpina. Esses móveis, sem nenhuma ergonomia, se encontram em péssimas condições de uso; cadeiras quebradas, algumas sem encosto; divisórias velhas e cheias de emendas. O prédio onde funciona a APS/Carpina é um pequeno galpão, com pouca ventilação, tendo na parte frontal quatro portas tipo esteira; as duas portas do meio ficam fechadas e as laterais ficam abertas durante todo o dia, permitindo assim a entrada de lixo, poeira, calor excessivo e alta incidência de luz solar. Para piorar a situação, não existe sistema de climatização e a iluminação artificial é muito ruim, pois a maioria das pequenas lâmpadas está queimada, enquanto outras, simplesmente, não foram instaladas. Todos esses problemas têm provocado muitos transtornos e sofrimento aos servidores e aos usuários, inclusive causando adoecimento ocupacional ao primeiro grupo. Até o momento, segundo informações dos funcionários, não fora realizada nenhuma reunião junto à Gerência para discutir as questões desse local de trabalho.

18 18 PROBLEMAS ELENCADOS NA REUNIÃO: - Estruturais. - Iluminação precária. - Arquivo precário. - Mobiliário inadequado (doados pela APS de Surubim) sem ergonomia. - Ambiente insalubre (poeira, calor, ventilação inadequada). - Espaço pequeno para a demanda. - Não há bebedouros ou geláguas para consumo dos funcionários e muito menos para usuários. - O banheiro masculino dos usuários exala odor fétido, oriundo do suspiro, deixando-o, por vezes, sem condição de uso, bem como incomodando a todos naquela APS. - Resistência do locador em liberar o uso da água do poço, na falta de água da rede geral devido ao INSS não pagar o condomínio, como os demais locatários (a taxa de condomínio não reza no contrato de locação), bem como atrasos no pagamento, segundo o locador. - Convênio com os Correios suspenso por falta de pagamento, dificultando o envio de correspondências, inclusive as AR, com resultados das perícias. As condições de trabalho vêm piorando a cada dia. Profissionais: - Falta de estímulo para ir ao trabalho. - Demanda de usuários de outros municípios (principalmente de Limoeiro). - Ambiente desumano para o trabalhador. - Falta de reunião dos servidores com a Gerência. - Adoecimento de trabalhadores (Ler/Dort e problemas alérgicos e respiratórios). - Consertos de cadeiras pagos pelo servidor. - Necessidade de capacitação continuada (treinamento sobre agendamento diante das mudanças freqüentes, assim como da legislação e programas do INSS). NECESSIDADES: - Porta de vidro. - Climatização (central de ar condicionado). - Mesas e cadeiras ergonômicas. - Bebedouro para os usuários e para os funcionários. - Mudança da posição do suspiro do banheiro, canalizando-o para a área externa. - Outras mobílias em geral (arquivos, armários etc).

19 19 OUTRAS INFORMAÇÕES O chefe da APS (Assis) disse que foram enviados vários ofícios e s, solicitando à Gerência providências para a melhoria nas condições da APS. Ele comunicou ainda que, no último seminário promovido pelo INSS do qual participou, foi informado que, em Brasília havia sido disponibilizada verba para aquisição de bens móveis. Segundo o Sr. Vanildo, do setor de Logística, a verba já estava disponível, num valor considerável, e deveria ser utilizada até 12/2006. Porém, ele acredita que todos esses impasses se dêem diante das dificuldades operacionais da Gerência Caruaru. Foi proposta aos servidores a imediata aplicação do Projeto Piloto do Sindsprev/PE, Saúde em Foco, nos locais de trabalho, possibilitando a discussão da qualidade de vida naquela APS, o que teve aceitação unânime. ENCAMINHAMENTOS 1. Conversar com o gerente sobre a APS e suas necessidades. 2. Convidar o gerente para reunião com os funcionários nessa APS. 3. Agendada para 06/11/06 a aplicação do Projeto, no horário da tarde, após um almoço coletivo. 4. Valdemir ficou responsável para orçar e organizar o almoço na APS.

20 Fotos referentes à fachada e acesso único da APS/ Carpina-PE: trata-se de um pequeno galpão sem ventilação e sem climatização; totalmente exposto a lixo, poeira e alta incidência da luz solar, o que tem causado adoecimento aos servidores da APS. A área de espera e atendimento sem o mínimo conforto, cadeiras velhas e quebradas (restos de outras agências que foram reformadas). 20

21 Nesta APS, o atendimento é feito em áreas separadas por barricadas feitas com armários; não existe privacidade para fazer uma entrevista ou tomar um termo. A iluminação é péssima, pois em alguns lugares faltam lâmpadas. Velhas divisórias de madeira definem a única sala de perícias médicas, onde dois médicos atendem ao mesmo tempo. Os arquivos estão abarrotados e, por falta de estantes, os processos ficam desorganizados, no chão, o que dificulta o trabalho de busca dos mesmos. 21

22 22 APS/GOIANA-PE (visita realizada em 19 de outubro de 2006) EQUIPE DE VISITAÇÃO DIRETORES DO SINDSPREV - César Augusto e Lindinere Jane CHEFE DA /APS - Romildo DELEGADO DO COMITÊ - Milton TOTAL DE SERVIDORES - 12 TOTAL DE SERVIDORES PRESENTES - 04 BREVE HISTÓRICO A APS/Goiana está vinculada à Gerência Recife, da qual se situa a 66 km de distância, atendendo às cidades de Goiana, Itambé, Condado e Itaquitinga, além de cidades paraibanas, que ficam na fronteira. Há aproximadamente dois meses, foi assinado o contrato de reforma desta APS entre o INSS e a empresa que está realizando este serviço (é a terceira reforma daquela agência). Diante desse motivo, as atividades da APS seriam realizadas em outro local, que estava em processo de locação e adequação para funcionamento das atividades. Conforme informações dos servidores, no processo de mudança para o novo endereço (temporário), mais uma vez o setor de Logística do INSS deixa os servidores sem o mínimo apoio para que isso aconteça, determinando que se virem como for possível. No entanto, o processo de locação do imóvel não foi autorizado pela Procuradoria do INSS, por achar exorbitante o valor do aluguel, que a princípio seria de R$2.500,00(Dois mil e quinhentos reais) e posteriormente tendo sido baixado para R$2.200,00 (Dois mil e duzentos reais), valor que também não foi aceito pelo procurador. Diante desse impasse, e por motivo das obras iniciadas estarem em fase adiantada, a situação do atendimento na APS/Goiana-PE praticamente não existe. Após o início e incremento da obra ficou impraticável o funcionamento da agência e por não existir um espaço próprio para atender a uma população de aproximadamente 70 mil habitantes, a Gerência Recife negociou com a Gerência Caruaru-PE o empréstimo de sua unidade móvel (Prev-Móvel) por 30 dias, a fim de promover o atendimento mínimo à cidade de Goiana e região. Devemos destacar as péssimas condições de trabalho enfrentadas pelos servidores e usuários daquela APS, tendo em vista a grande demanda e a situação da unidade móvel que, inclusive, está com o condicionador de ar quebrado, ocasionando calor insuportável e risco de acidente, pois a localização do Prev-Móvel traz grande risco, devido ao intenso tráfego de automóveis naquela artéria e, para piorar, os usuários ficam expostos ao sol e à chuva, sem proteção alguma. O servidor Milton, no intuito de minimizar o sofrimento dos servidores e usuários, promoveu visita a todas as emissoras de rádio locais, para expor a situação vivida pela APS/Goiana, pedindo à população que evite procurar os serviços do INSS naquela unidade, com o objetivo de limitar o atendimento aos casos mais urgentes. Obtivemos informações de que, na semana seguinte à nossa visita, o Prev-Móvel seria recolhido à Gerência Caruaru, para dar continuidade ao

23 23 atendimento da demanda naquela região. Para a perícia médica a Igreja cedeu três salas, porém sem nenhuma estrutura, inclusive faltando água, até mesmo para lavar as mãos. O atendimento foi restrito à perícia médica e desbloqueios de benefícios. Apenas 02 funcionários atendem pela manhã e 02 à tarde. PRINCIPAIS PROBLEMAS VERIFICADOS - Atendimento limitado e em condições precárias, expondo servidores e usuários a risco de vida (acidentes). - Prev-Móvel sem ar condicionado, dificultando o atendimento, tendo em vista o calor insuportável na Região. - Prazo de seis meses para término da obra. - Falta de respeito ao trabalhador por parte do INSS. - Situação de estresse constante para os funcionários, diante da cobrança da população. OUTRAS INFORMAÇÕES Segundo o chefe da APS, Sr. Romildo, a equipe de Engenharia da Logística ficou de avaliar outros imóveis para locação. Enquanto isso, o Sr. Romildo solicitou que o INSS visse a possibilidade de estruturar um lugar provisório para acomodar os equipamentos e mobiliários que estão no prédio que seria locado, pois o dono quer desocupar o mesmo para alugar a outro interessado. A resposta foi que ele mesmo resolvesse essa questão. ENCAMINHAMENTOS 1. Reunião em 20/10, da chefia com todos os funcionários para definir a manutenção ou paralisação das atividades no Prev-Móvel. 2. Repassar a definição da reunião para o Sindicato. 3. Enviar fotos do atendimento no Prev-Móvel para a Secretaria de Imprensa do Sindicato. 4. O Sindicato avaliará, junto a sua diretoria, que estratégia adotará com a Gerência Recife diante desta situação.

24 24 Conforme relatamos, as fotos mostram a fachada da APS/Goiana-PE, que está em reforma, e denunciam a maneira como têm sido tratados os funcionários e usuários da cidade: um prev-móvel estacionado em frente à APS (rua de trânsito intenso), pondo em risco a vida daqueles que utilizam esse serviço. Tivemos informação de que o Gerente Regional de Caruaru, conforme acordo firmado com a Gerência Recife, vai solicitar, nos próximos dias, a devolução do prev-móvel (o acordo previa o empréstimo dessa unidade por trinta dias, prazo que já se esgotou). Goiana é uma cidade de aproximadamente habitantes, que ficará sem atendimento do INSS: é que foi autorizado o início das obras de reforma, sem conclusão do contrato de aluguel de um novo prédio para instalação temporária da APS. Esta seqüência de fotos revela a situação caótica em que se encontra a APS/Goiana-PE: usuários aguardam o atendimento em pé ou sentados no chão das calçadas, sob sol e chuva, sem proteção alguma. No interior do prev-móvel, o calor é insuportável, pois o condicionador de ar está quebrado. Os servidores se revezam no atendimento, devido às difíceis condições de trabalho nesse ambiente.

25 25 APS/São José do Egito (visita realizada em ) Descrição da Agência: A APS/São José do Egito-PE está localizada no Sertão do Pajeú, a uma distância média de 276 km de Garanhuns (Gerência à qual está vinculada). A população local é de aproximadamente habitantes. Esta APS atende a cinco cidades: São José do Egito, Tuparetama, Santa Terezinha, Brejinho e Itapetim. A agência tem 02 servidores. Relatório da visita: Em visita à APS de São José do Egito-PE pudedemos conversar com o servidor João Vieira (o único servidor presente no momento da visita) e usuários, que citaram os principais problemas enfrentados por essa APS, os quais relacionamos a seguir: A APS funciona precariamente em prédio locado e cedido pela Prefeitura. Trata-se de uma antiga padaria, com péssimo acesso, pois a entrada principal é composta de duas grandes portas, tipo esteira; uma fica constantemente fechada e a outra permanece sempre aberta, o que impossibilita controlar o acesso das pessoas, tendo em vista não haver vigilantes nesta APS. Também, por ser totalmente aberta, facilita a entrada de poeira, lixo e luz solar excessiva e como não existe sistema de climatização (esta APS tem apenas dois ventiladores de parede) e a ventilação no prédio é muito ruim, esses problemas têm causado um calor insuportável, tanto para o servidor que vem trabalhando sob forte estresse, quanto para o usuário, que é obrigado a aceitar essa situação sem ter a quem recorrer. Instalações muito precárias: mobiliários sem ergonomia, antigos e alguns completamente danificados; guichês de atendimento e cadeiras em péssimo estado. Computadores e impressoras quebram e ficam encostados, pois não existe contrato de manutenção. Faltam estantes de aço para a organização dos arquivos (os processos ficam amontoados em cima de mesas ou no chão), dificultando o trabalho de busca dos mesmos. Os sistemas do INSS têm respostas muito lentas. O CNIS-Cidadão tem horário limitado para acesso (de 07h às 09h30) e, durante o horário de verão, o expediente de atendimento fica reduzido em uma hora. Quadro funcional insuficiente para suprir toda a demanda da APS (os servidores estão limitando o atendimento com fichas), sendo necessário, no mínimo, mais três servidores para o bom andamento dos serviços. A situação da APS de São José do Egito não difere em muito da grande maioria das agências de nosso Estado, onde podemos observar a total precariedade das estruturas físicas e administrativas das mesmas.

26 26 Fotos da frente e acesso único da APS/São José do Egito-PE: trata-se de um galpão com portas de esteiras que permanecem abertas o dia todo, o que possibilita a entrada de lixo e poeira. Nesta APS não há vigilantes, portanto, não existe controle do acesso. O calor é insuportável; não há sistema de climatização (apenas dois ventiladores de parede). Salão de espera e atendimento da APS/Ouricuri-PE. Como podemos observar, as cadeiras são antigas e algumas trazem risco de acidente para os usuários. O calor é insuportável nessa região do Estado; se faz urgente a climatização desta APS.

27 Todos os móveis desta APS são restos de outras agências que foram reformadas, e estão danificados ou em péssimas condições de uso. Isso provoca um grande mal estar nos funcionários. Vale salientar que esta APS tem apenas dois servidores, que trabalham o máximo possível, e por esse motivo, torna-se necessário limitar o atendimento ao público. 27

28 As condições da APS/ São José do Egito são as mais desfavoráveis possíveis. Não existe o mínimo conforto para os servidores e usuários, nem a estrutura básica de uma agência, tais como: almoxarifado, arquivo, copa etc. A situação desta APS é muito precária. 28

29 29 APS/Ouricuri (visita realizada em ) Descrição da Agência: A APS/Ouricuri-PE está localizada no Sertão do Araripe, a uma distância média de 220 km de Petrolina (Gerência à qual está vinculada). A população local é de aproximadamente habitantes, mas esta agência atende a uma média de 125 mil usuários, somando-se as cidades de: Afogados da Ingazeira, Carnaíba, Iguaraci, Ingazeira, Tabira, Solidão, Quixaba, Santa Cruz, Santa Filomena, Bodocó, Exu e Ouricuri. A agência tem 07 servidores. Relatório da visita: Em visita à APS de Ouricuri-PE pudemos conversar com alguns servidores e usuários, que passaram a relatar os principais problemas enfrentados por aquela APS, os quais relacionamos a seguir: O prédio onde se localiza a APS/Ouricuri - PE não tem a mínima condição para funcionamento de uma agência do INSS, pois são diversos os problemas estruturais apresentados. Não existe climatização no local, embora haja uma central de ar condicionado quebrada há vários anos. Os ventiladores de teto não funcionam e os servidores têm que levar de casa ventiladores para uso próprio, pois o calor no Alto Sertão é insuportável. A parte frontal do prédio é totalmente aberta (o prédio é um pequeno galpão), fechada por uma porta de esteira que é mantida sempre aberta, facilitando a entrada de poeira, lixo, luz e calor excessivo. Também há problemas nas instalações elétricas e hidro-sanitárias, infiltrações e rachaduras diversas. Total precariedade nas instalações: mobiliários sem ergonomia e completamente danificados; guichês de atendimento e cadeiras em estado lastimável; faltam cadeiras para servidores e usuários. Faltam impressoras (no mínimo três), que por serem muito fracas, não suportam a grande demanda e quebram constantemente. Há um grande desperdício de papel, pois, quando se imprime uma página, perdem-se duas folhas. As impressoras, quando quebram, são encostadas, pois não existe contrato de manutenção para esses equipamentos. Faltam estantes de aço para a organização dos arquivos (os processos ficam amontoados em cima de mesas ou no chão), dificultando o trabalho de busca dos mesmos. Quadro funcional insuficiente para suprir toda a demanda da APS, precisando de, no mínimo, cinco servidores para um atendimento de qualidade. Desta forma, o que podemos observar sobre a APS de Ouricuri é que, de todas as APS visitadas, ela é, sem dúvida, uma das agências mais precárias do interior do Estado de Pernambuco. Não entendemos qual a justificativa para tanto descaso, como podem permitir uma APS numa situação tão precária quanto essa.

Diagnóstico Delegacias de PE

Diagnóstico Delegacias de PE Diagnóstico Delegacias de PE O relatório está baseado no trabalho realizado em 11 (onze) dias de visitas por parte da diretoria do Sinpol/PE a cerca de 120 delegacias do interior do Estado. O objetivo

Leia mais

DIAGNÓSTICO DELEGACIAS DE PE

DIAGNÓSTICO DELEGACIAS DE PE DIAGNÓSTICO DELEGACIAS DE PE O relatório está baseado no trabalho realizado em 11 (onze) dias de visitas por parte da diretoria do SINPOL/PE a cerca de 120 delegacias do interior do Estado. O objetivo

Leia mais

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO - 01/2013

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO - 01/2013 RELATÓRIO DE INSPEÇÃO - 01/2013 I - FINALIDADE O presente relatório apresenta o resultado da inspeção realizada no dia 12 de abril deste ano, pela Diretoria Executiva do SINPRF-PA/AP, representada pelo

Leia mais

DATA HORA LOCAL PARTICIPANTES

DATA HORA LOCAL PARTICIPANTES ATA DE REUNIÃO DATA: 27 de março de 2012 HORA: 14:30 horas LOCAL: Promotoria de Justiça da Cidadania PARTICIPANTES: Dra. Maria Pilar Cerqueira Maquieira Menezes, Promotora de Justiça, a Diretora do Centro

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES -RS

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES -RS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES -RS PARECER Nº 14/2004 A APROVADO EM : 15 de dezembro de 2004 I ASSUNTO:Solicitação da autorização de funcionamento da Escola de Educação Infantil Ursinho

Leia mais

MORADIA ESTUDANTIL INFORMES DA PRAE N.º 002/2013

MORADIA ESTUDANTIL INFORMES DA PRAE N.º 002/2013 MORADIA ESTUDANTIL INFORMES DA PRAE N.º 002/2013 RELATÓRIO DA REUNIÃO REALIZADA DIA 12.04. 2013 ENTRE O CONSELHO DA MORADIA ESTUDANTIL E REPRESENTANTES DA UFSC FLORIANÓPOLIS, 30 DE ABRIL DE 2013 1 APRESENTAÇÃO

Leia mais

REGIMENTO DE FUNCIONAMENTO E USO DO HOTEL DE TRÂNSITO

REGIMENTO DE FUNCIONAMENTO E USO DO HOTEL DE TRÂNSITO REGIMENTO DE FUNCIONAMENTO E USO DO HOTEL DE TRÂNSITO Estabelece as normas de funcionamento e uso do Hotel de Trânsito do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (SINPOL/PE), tanto na Sede quanto na

Leia mais

5 ORGANIZAÇÃO E LIMPEZA.R: Que ira conversar com as merendeiras e irá providenciar o acondicionamento correto do lixo.

5 ORGANIZAÇÃO E LIMPEZA.R: Que ira conversar com as merendeiras e irá providenciar o acondicionamento correto do lixo. DATA: 02 de setembro 2011 HORA: 14:30 horas ATA DE REUNIÃO LOCAL: Promotoria de Justiça da Cidadania PARTICIPANTES: Dra. Maria Pilar Cerqueira Maquieira Menezes, Promotora de Justiça, o Diretor Van Mário

Leia mais

Fonte: Sepe/RJ, Dieese e IBGE Elaboração: Dieese - Subseção Sepe/RJ

Fonte: Sepe/RJ, Dieese e IBGE Elaboração: Dieese - Subseção Sepe/RJ Em praticamente todos os segmentos da sociedade, fala-se muito da importância da educação pública para o desenvolvimento de um povo, e no município do Rio de Janeiro não é diferente. Nas diversas instâncias

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA LOCAÇÃO DE IMÓVEL Nº 001/2015

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA LOCAÇÃO DE IMÓVEL Nº 001/2015 Página 1 de 5 EDITAL DE CHAMAMENTO A COMPANHIA POTIGUAR DE GÁS (POTIGÁS), por intermédio da sua Diretoria Executiva, na forma das disposições contidas no artigo 24, inciso X, da Lei 8.666/93 e alterações

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES SEMAP

RELATÓRIO DE ATIVIDADES SEMAP RELATÓRIO DE ATIVIDADES SEMAP 2010 Paulo Cesar Roza da Luz Porto Alegre, dezembro de 2010 ÍNDICE - Introdução... 03 - Atividades realizadas... 04 1) Manutenção... 04 2) Almoxarifado... 06 3) Patrimônio...

Leia mais

MANUAL DO LOCATÁRIO. Guia ilustrado com tudo sobre a sua nova locação

MANUAL DO LOCATÁRIO. Guia ilustrado com tudo sobre a sua nova locação MANUAL DO LOCATÁRIO Guia ilustrado com tudo sobre a sua nova locação TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE SEU NOVO LAR VISTORIA E OCUPAÇÃO MANUTENÇÕES E BENFEITORIAS PAGAMENTO E REAJUSTE DESOCUPAÇÃO DO

Leia mais

1.3.2 Um ponto de água e esgoto e uma tomada 110V para instalação de purificador

1.3.2 Um ponto de água e esgoto e uma tomada 110V para instalação de purificador Anexo I Chamamento Público 01/2014 1 Espaço A. Destinação Almoxarifado: armazenamento útil mínimo de 1.000m², divididos da seguinte forma: 1.1 Área de armazenagem 87% (mínimo de 870m²) 1.1.1 Sala administrativa

Leia mais

Câmara de Vereadores de Timbó Estado de Santa Catarina

Câmara de Vereadores de Timbó Estado de Santa Catarina CONTRATO DE LOCAÇÃO nº 03/2014. PARTES: ADMINISTRADORA DE BENS SJM LTDA., pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob nº 07.474.629/0001-12, com sede na Rua Germano Brandes Sênior, nº 711,

Leia mais

Arranjo Físico (Layout)

Arranjo Físico (Layout) Organização, Sistemas e Métodos Arranjo Físico (Layout) Por José Luís Carneiro - www.jlcarneiro.com - Arranjo físico (layout) Arranjo Físico (Layout) 2 - www.jlcarneiro.com - Introdução O espaço físico

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. JUSTIFICATIVA: Considerando que os serviços de manutenção predial são imprescindíveis e de natureza contínua. Ademais, existem fatores diversos que influenciam na preservação

Leia mais

FUNCIONAMENTO. Página 1 UNIDADE DE TRANSBORDO. Endereço: Rua São Sebastião, Nº 405 CEP: 29032-545

FUNCIONAMENTO. Página 1 UNIDADE DE TRANSBORDO. Endereço: Rua São Sebastião, Nº 405 CEP: 29032-545 UNIDADE DE TRANSBORDO Endereço: Rua São Sebastião, Nº 405 CEP: 29032-545 Referência: Próximo ao Centro de Controle de Zoonoses/Secretaria de Saúde Bairro: Resistência Criação: 08 de Setembro de 1990 Gerente:

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MATO GROSSO

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MATO GROSSO TERMO DE VISTORIA Ao décimo nono dia do mês de janeiro do ano de dois mil e doze, o Conselho Regional de Medicina do Estado de Mato Grosso (CRM/MT) esteve presente no Hospital e Pronto Socorro Municipal

Leia mais

RESULTADOS DO LEVANTAMENTO ESTATÍSTICO JUNTO AOS CONSELHOS MUNICIPAIS DE DIREITOS DO IDOSO

RESULTADOS DO LEVANTAMENTO ESTATÍSTICO JUNTO AOS CONSELHOS MUNICIPAIS DE DIREITOS DO IDOSO RESULTADOS DO LEVANTAMENTO ESTATÍSTICO JUNTO AOS CONSELHOS MUNICIPAIS DE DIREITOS DO IDOSO RECIFE, 2011 Participação O levantamento foi dirigido aos 130 municípios do Estado de Pernambuco com Conselho

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética Afonso França Engenharia - 23 Detalha as normas de conduta esperadas pela Afonso França Engenharia de seus profissionais. A Afonso França tem e dissemina princípios que devem nortear

Leia mais

PORTARIA Nº 008, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2014.

PORTARIA Nº 008, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2014. PORTARIA Nº 008, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2014. Aprova o regulamento de utilização do auditório e das salas de treinamentos da GRANFPOLIS. O PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DOS MUNICÍPIOS DA REGIÃO DA GRANDE FLORIANÓPOLIS

Leia mais

Lista de exercícios - MER

Lista de exercícios - MER Lista de exercícios - MER Teoria: 1. Quais as fases do desenvolvimento do ciclo de vida de um banco de dados? Explique cada uma delas. 2. Quais os componentes de um DER? Defina-os. 3. Como podemos classificar

Leia mais

REDE CARIOCA DE ANFITRIÕES CARTA DE COMPROMISSO

REDE CARIOCA DE ANFITRIÕES CARTA DE COMPROMISSO REDE CARIOCA DE ANFITRIÕES CARTA DE COMPROMISSO Esta Carta de Compromisso expressa o propósito de seus signatários anfitriões cariocas e os agentes profissionais que os representam de oferecer hospedagem

Leia mais

Estudo de Caso: Você-Aluga

Estudo de Caso: Você-Aluga Estudo de Caso: Você-Aluga Empresa de aluguel de automóveis Tradução: E. A.Schmitz Sumário 1. APRESENTAÇÃO 3 2. O NEGÓCIO VOCÊ-ALUGA 3 2.1. LOCAÇÃO 3 2.2. DEVOLUÇÃO 3 2.3. SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO 3 2.4.

Leia mais

AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS 2009

AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS 2009 AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS 2009 Pontos fortes - Atendimento: 74% entre muito bom e ótimo - Lay-out: 80% entre muito bom e ótimo - Sinalização: 82 % entre muito boa e ótima - Número de funcionários: 84%

Leia mais

Lista de exercícios 01

Lista de exercícios 01 PARTE I Lista de exercícios 01 1. Defina os seguintes termos: entidade, atributo, valor do atributo, atributo composto, atributo multivalorado, atributo derivado, atributo-chave, domínio. 2. Explique as

Leia mais

Monitoramento Pluviométrico Diário - Pernambuco

Monitoramento Pluviométrico Diário - Pernambuco Latitude Monitoramento Pluviométrico Diário - Pernambuco No dia 14.06.2014 foram monitorados 164 postos pluviométricos abrangendo todo Estado de Pernambuco e subdivididos em cinco mesorregiões. Os índices

Leia mais

O CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DE PERNAMBUCO, no uso das atribuições que lhe confere o Artigo 10 da Lei nº 5.

O CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DE PERNAMBUCO, no uso das atribuições que lhe confere o Artigo 10 da Lei nº 5. Resolução nº 007, de 27 de maio de 2015 Disciplina a cessão e locação do auditório e das salas de treinamento destinados à eventos e reuniões na sede do CRMV-PE O CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA

Leia mais

UIFCUL. Unidade de Informática Faculdade de Ciências. Universidade de Lisboa. Regulamento de Utilização dos Laboratórios de Informática da FCUL

UIFCUL. Unidade de Informática Faculdade de Ciências. Universidade de Lisboa. Regulamento de Utilização dos Laboratórios de Informática da FCUL UIFCUL Universidade de Lisboa Regulamento de Utilização dos Laboratórios de Informática da FCUL Versão 1.0 2 Janeiro de 2014 Versão Data Alterações / Notas Responsável 1.0 2014.01.07 Aprovação inicial

Leia mais

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Locação de imóveis

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Locação de imóveis Pág.: 1/6 1 Objetivo Esta Norma estabelece os procedimentos referentes à celebração, renovação e rescisão dos contratos de locação de imóveis efetuados pela COPASA MG, exclusivamente para o exercício de

Leia mais

PORTARIA Nº 81, DE 18 DE SETEMBRO DE 2012.

PORTARIA Nº 81, DE 18 DE SETEMBRO DE 2012. PORTARIA Nº 81, DE 18 DE SETEMBRO DE 2012. EMENTA: Disciplina a cessão e locação de espaços destinados a reuniões e eventos na sede do CRMV-RJ. O PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA

Leia mais

Postos fiscais. A) Serra Geral. B) Duas Pontes. C) Levantado. D) Novo Alegre. E) Bezerra I. F) Garganta. A) Posto Fiscal Serra Geral

Postos fiscais. A) Serra Geral. B) Duas Pontes. C) Levantado. D) Novo Alegre. E) Bezerra I. F) Garganta. A) Posto Fiscal Serra Geral Os postos fiscais desta Regional (06 unidades ao total) foram pioneiros na implementação de escala padrão de 7,5 dias, devido a ser uma localização de difícil acesso, tendo pouca oferta de transporte.

Leia mais

REGULAMENTO. Condomínio Destaque por Excelência 2014

REGULAMENTO. Condomínio Destaque por Excelência 2014 REGULAMENTO Condomínio Destaque por Excelência 2014 SECOVI-SC Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis e dos Condomínios Residenciais e Comerciais de Santa Catarina,

Leia mais

PROCEDIMENTO DA QUALIDADE

PROCEDIMENTO DA QUALIDADE Pág.: 1 de 6 1. OBJETIVO Realizar o gerenciamento dos projetos desde o seu planejamento, desenvolvimento, recebimento, análise crítica, controle e distribuição nas obras. 2. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA Manual

Leia mais

Secretaria de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo

Secretaria de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo Secretaria de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo Programa Chapéu de Palha Com a finalidade de adotar medidas de combate aos efeitos do desemprego em massa, decorrentes da entressafra da cana-de-açúcar

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 129, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2011

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 129, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2011 Publicada no Boletim de Serviço nº 12, de 7 dez. 2011, p. 7-11 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 129, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2011 Dispõe sobre o funcionamento da Biblioteca Ministro Victor Nunes Leal do Supremo Tribunal

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE INSTRUÇÃO NORMATIVA 4/07

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE INSTRUÇÃO NORMATIVA 4/07 SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE INSTRUÇÃO NORMATIVA 4/07 Dispõe sobre a obrigatoriedade no cumprimento das Normas e Rotinas de Dispensação, Solicitação de Material, Recebimento, Armazenamento e Controle

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA VARA DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DE BELÉM, ESTADO DO PARÁ. Peças de Informação nº 1.23.000.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA VARA DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DE BELÉM, ESTADO DO PARÁ. Peças de Informação nº 1.23.000. EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA VARA DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DE BELÉM, ESTADO DO PARÁ Peças de Informação nº 1.23.000.000059/2012-90 O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no exercício da titularidade

Leia mais

ANEXO 5. Detalhamento dos serviços sob responsabilidade da Concessionária

ANEXO 5. Detalhamento dos serviços sob responsabilidade da Concessionária ANEXO 5 Detalhamento dos serviços sob responsabilidade da Concessionária 1 Os SERVIÇOS de que trata este Anexo deverão ser prestados no âmbito do SETOR OPERACIONAL DAS ESTAÇÕES e dos EMPREENDIMENTOS ASSOCIADOS.

Leia mais

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente.

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente. Sistema de Gestão do Programa Vapt Vupt SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO VAPT VUPT EMPRESARIAL PREFEITURA DE GOIANIA Responsável: Rosana Mérola Martins Cópia

Leia mais

Controle da Qualidade do Almoxarifado 1/15

Controle da Qualidade do Almoxarifado 1/15 Controle da Qualidade do Almoxarifado 1/15 Indicadores de desempenho na Gestão de Materiais Estabelecimento de padrões: Para avaliar indicadores, é necessário ter padrões. Na fase de implantação pode haver

Leia mais

Procedimento Administrativo n 1.34.004.000533/2012-60 DESPACHO

Procedimento Administrativo n 1.34.004.000533/2012-60 DESPACHO PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO MUNiCíPIO DE CAMPINAS E-mail: gabinete3-campinas@prsp.mpfgov.br Procedimento Administrativo n 1.34.004.000533/2012-60 DESPACHO o presente procedimento administrativo onqrnou-se

Leia mais

ATA DA 32ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DA GERÊNCIA-EXECUTIVA DO INSS EM RIBEIRÃO PRETO.

ATA DA 32ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DA GERÊNCIA-EXECUTIVA DO INSS EM RIBEIRÃO PRETO. INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL ATA DA 32ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DA GERÊNCIA-EXECUTIVA DO INSS EM RIBEIRÃO PRETO. Data : 06.06.2014 Horário: 09h Local : Auditório GEX

Leia mais

MANUAL INSTRUTIVO CADASTRO DE NOVAS PROPOSTAS DE REFORMA, AMPLIAÇÃO E CONSTRUÇÃO DE UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE (UBS)

MANUAL INSTRUTIVO CADASTRO DE NOVAS PROPOSTAS DE REFORMA, AMPLIAÇÃO E CONSTRUÇÃO DE UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE (UBS) MANUAL INSTRUTIVO CADASTRO DE NOVAS PROPOSTAS DE REFORMA, AMPLIAÇÃO E CONSTRUÇÃO DE UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE (UBS) PROGRAMA DE REQUALIFICAÇÃO DE UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE (UBS) APRESENTAÇÃO Este Manual

Leia mais

Norma Guarda volumes SIB UNP

Norma Guarda volumes SIB UNP Norma Guarda volumes SIB UNP Em 2010.2, o Sistema Integrado de Biblioteca SIB passou por reformulação na sua forma de acesso ao espaço físico visando agilizar a guarda de volumes. Abaixo segue critérios

Leia mais

DOSSIE SOBRE A LUTA DOS MORADORES DO ASSENTAMENTO CANAÃ (MT)

DOSSIE SOBRE A LUTA DOS MORADORES DO ASSENTAMENTO CANAÃ (MT) DOSSIE SOBRE A LUTA DOS MORADORES DO ASSENTAMENTO CANAÃ (MT) Há dois anos, um grupo de trabalhadores ocupou um local abandonado próximo ao bairro Parque Cuiabá (Mato Grosso). O local era ponto de usuários

Leia mais

Estudo de Caso 1: Sistema de Controle de Cinema

Estudo de Caso 1: Sistema de Controle de Cinema Estudo de Caso 1: Sistema de Controle de Cinema Desenvolva o diagrama de casos de uso sabendo que: I. Um cinema pode ter muitas salas, sendo necessário, portanto, registrar informações a respeito de cada

Leia mais

Gerenciamento de Obras. Coordenação Prof. Dr. João R. L. Simões

Gerenciamento de Obras. Coordenação Prof. Dr. João R. L. Simões Gerenciamento de Obras Prof. Dr. Ivan Xavier Coordenação Prof. Dr. João R. L. Simões Fases do Gerenciamento: 3. Operação e controle da obra. 3. Operação e controle da obra: Reunião de partida da obra;

Leia mais

Planejamento de canteiros, gerenciamento de obras, lista de verificação

Planejamento de canteiros, gerenciamento de obras, lista de verificação Registro fotográfico fico Planejamento de canteiros, gerenciamento de obras, lista de verificação Armazenamento de materiais (areia) Contenção lateral Cobertura com lona plástica Profa. Geilma L. Vieira

Leia mais

Aqui você vai encontrar esclarecimentos importantes a respeito de seus direitos.

Aqui você vai encontrar esclarecimentos importantes a respeito de seus direitos. ESTIMADO MORADOR, SAUDAÇÕES! ESTA É A CARTILHA QUE A CDHU PREPAROU PARA FALAR DO IMÓVEL QUE VOCÊ ESTÁ ADQUIRINDO, COM INFORMAÇÕES SOBRE O SEU CONTRATO COM A CDHU. Aqui você vai encontrar esclarecimentos

Leia mais

Reformar o Laboratório de Entomologia e reposição de mobiliário e equipamentos;

Reformar o Laboratório de Entomologia e reposição de mobiliário e equipamentos; PLANO DE AÇÃO O presente plano de ação é parte integrante do Ofício 1.407 de 04 de dezembro do corrente ano que solicitou ao Ministério da Saúde recurso financeiro para auxiliar o Estado em decorrência

Leia mais

Medidas Provisórias nº 664 e nº 665

Medidas Provisórias nº 664 e nº 665 Medidas Provisórias nº 664 e nº 665 Perguntas e respostas Ministério da Previdência Social Auxílio-Doença Benefício pago ao segurado em caso de incapacitação temporária para o trabalho por doença ou acidente

Leia mais

Apesar da Lei que institui as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana, datar de janeiro de 2012, até agora, passados dois anos

Apesar da Lei que institui as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana, datar de janeiro de 2012, até agora, passados dois anos O presente projeto de Lei que autoriza a implantação do Corredor Capão Redondo / Campo Limpo / Vila Sonia é apresentado de maneira descolada do Projeto de Lei 0017/2014, ora em 2ª votação, e que autoriza

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS DEPUTADA FEDERAL ALICE PORTUGAL - PCdoB/BA

CÂMARA DOS DEPUTADOS DEPUTADA FEDERAL ALICE PORTUGAL - PCdoB/BA Pronunciamento da deputada Alice Portugal (PcdoB/BA) na sessão da Câmara dos Deputados do dia 14 de dezembro de 2005, em protesto contra a transferência da Superintendência Regional do INSS/Nordeste de

Leia mais

Um lugar de muitas Histórias

Um lugar de muitas Histórias Texto publicado no site Arqueologia e Pré-História: http://arqueologiaeprehistoria.com/2015/02/06/um-lugar-de-muitas-historias-o-museuarqueologico-do-rio-grande-do-sul/ Luísa d Avila 1 (Fevereiro de 2015)

Leia mais

Em Distribuidora de Medicamentos, Correlatos, Cosméticos e Saneantes Domissanitários.

Em Distribuidora de Medicamentos, Correlatos, Cosméticos e Saneantes Domissanitários. Em Distribuidora de Medicamentos, Correlatos, Cosméticos e Saneantes Domissanitários. Nº PROCESSO REQUERIMENTO RAZÃO SOCIAL IDENTIFICAÇÃO DO ESTABELECIMENTO NOME DE FANTASIA NÚMERO DO CNPJ NÚMERO ÚLTIMO

Leia mais

A GESTÃO DA PRODUÇÃO EM UM ALMOXARIFADO DE UM CANTEIRO DE OBRAS.

A GESTÃO DA PRODUÇÃO EM UM ALMOXARIFADO DE UM CANTEIRO DE OBRAS. A GESTÃO DA PRODUÇÃO EM UM ALMOXARIFADO DE UM CANTEIRO DE OBRAS. Marcelo ARAUJO (1); Luís Felipe SANTOS (2); Diego SOUSA (3); Wemerton Luis EVANGELISTA (4). 1Graduando do Curso Superior Tecnológico em

Leia mais

INFORMATIVO DEZEMBRO/2012

INFORMATIVO DEZEMBRO/2012 INFORMATIVO DEZEMBRO/2012 Caro vizinho/condômino, Chegamos ao final do ano e gostaria de dizer a todos que, apesar das dificuldades e obstáculos que tivemos no início desta gestão, estamos caminhando.

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM PERNAMBUCO 3º OFÍCIO DA TUTELA COLETIVA

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM PERNAMBUCO 3º OFÍCIO DA TUTELA COLETIVA Inquérito Civil Público nº 1.26.000.003800/2013-43 PROMOÇÃO DE ARQUIVAMENTO Trata-se de inquérito civil público instaurado nesta Procuradoria da República a partir de representação de NILTON DOS SANTOS

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE VIAÇÃO E TRANSPORTES. (Do Sr. JÂNIO NATAL) Senhor Presidente,

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE VIAÇÃO E TRANSPORTES. (Do Sr. JÂNIO NATAL) Senhor Presidente, COMISSÃO DE VIAÇÃO E TRANSPORTES REQUERIMENTO N O, DE 2011 (Do Sr. JÂNIO NATAL) Requer a realização de Audiência Pública para debater questões relativas à aviação civil brasileira. Senhor Presidente, Requeiro,

Leia mais

RELATÓRIO. gestão abr-2009 / out 2010

RELATÓRIO. gestão abr-2009 / out 2010 RELATÓRIO gestão abr-2009 / out 2010 Apresentação Decreto Estadual nº. 28.833, de 18 de janeiro de 2006, desapropriação do imóvel cinemas Ritz e Astor(1974); Área total de 1.684,80m² - inaugurado em 2007,cuja

Leia mais

DISTRIBUIDORA DE COSMÉTICOS

DISTRIBUIDORA DE COSMÉTICOS 1. Identificação do Estabelecimento Razão Social: Nome Fantasia: CNPJ: Endereço: Bairro: Município: CEP: Fone: Fax: E-mail: Responsável Legal: CPF: Responsável Técnico: CPF: CR : 2. Inspeção Data: Objetivo:

Leia mais

CONTRAPARTIDAS DOS MUNICÍPIOS

CONTRAPARTIDAS DOS MUNICÍPIOS CONTRAPARTIDAS DOS MUNICÍPIOS O Ciência Móvel: Vida e Saúde para Todos é oferecido gratuitamente pelo Museu da Vida/COC/Fundação Oswaldo Cruz Fiocruz, Fundação Cecierj e seus patrocinadores à população.

Leia mais

Ouvidoria Pública e Gestão

Ouvidoria Pública e Gestão Ouvidoria Pública e Gestão Brasília, agosto de 03 OUVIR É SER SENSÍVEL AOS OUTROS Sotiguy Kouyaté Ator africano SER OUVIDOR É SER SENSÍVEL AOS OUTROS. Jones Carvalho Compromissos da Ouvidoria Pública Atendimento/

Leia mais

NORMA CONTROLE DO PARQUE DE INFORMÁTICA

NORMA CONTROLE DO PARQUE DE INFORMÁTICA CONTROLE DO PARQUE DE INFORMÁTICA Data: 17 de dezembro de 2009 Pág. 1 de 13 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 1. INTRODUÇÃO 3 2. FINALIDADE 3 3. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3 4. PADRONIZAÇÃO DOS RECURSOS DE T.I. 4 5. AQUISIÇÃO

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES. Resolução do Conselho do Governo n.º 161/2006 de 14 de Dezembro de 2006

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES. Resolução do Conselho do Governo n.º 161/2006 de 14 de Dezembro de 2006 PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES Resolução do Conselho do Governo n.º 161/2006 de 14 de Dezembro de 2006 A SPRAçores Sociedade de Promoção e Gestão Ambiental, S.A., é uma sociedade que tem por

Leia mais

MANUAL DO USO DE ELEVADORES ÍNDICE: I Procedimentos e Cuidados

MANUAL DO USO DE ELEVADORES ÍNDICE: I Procedimentos e Cuidados MANUAL DO USO DE ELEVADORES ÍNDICE: I Procedimento e Cuidados II Verificação pelo usuário do funcionamento seguro do elevador III Procedimentos a evitar na utilização do elevador IV Orientação para a escolha

Leia mais

COTAÇÃO DE PREÇOS Termo de Referência nº 03/2013/AHJPE

COTAÇÃO DE PREÇOS Termo de Referência nº 03/2013/AHJPE COTAÇÃO DE PREÇOS Termo de Referência nº 03/03/AHJPE. Introdução Seleção de Empresas para prestação de serviços /fornecimento de produtos relacionados às atividades específicas do plano de trabalho para

Leia mais

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DO LABORATÓRIO DE AUTOMAÇÃO EM PETRÓLEO LAUT

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DO LABORATÓRIO DE AUTOMAÇÃO EM PETRÓLEO LAUT NORMAS DE FUNCIONAMENTO DO LABORATÓRIO DE AUTOMAÇÃO EM PETRÓLEO LAUT 1- INTRODUÇÃO O Laboratório de Automação em Petróleo (LAUT) tem o propósito de abrigar pesquisas na área desenvolvidas pela UFRN em

Leia mais

Trabalhar em Casa. Um Guia para quem quer iniciar um trabalho em casa e não sabe por onde começar. 2015 bastianafutebol.com @bastianafutebol

Trabalhar em Casa. Um Guia para quem quer iniciar um trabalho em casa e não sabe por onde começar. 2015 bastianafutebol.com @bastianafutebol Trabalhar em Casa Um Guia para quem quer iniciar um trabalho em casa e não sabe por onde começar 2015 bastianafutebol.com @bastianafutebol Como Começar? Primeiro você deve escolher o tipo de trabalho que

Leia mais

CENÁRIO 23/02 a 24/02/2012

CENÁRIO 23/02 a 24/02/2012 CENÁRIO 23/02 a 24/02/2012 1. Data: 23/02/2012 Entidade: Residência Parceiro: José Raimundo da Silva Teixeira Função/Profissão: Comerciante Município/Estado: Rio de Janeiro/RJ Programa: LAMSA - Diagnóstico

Leia mais

Manutenção Predial do TJAM (Comarca de Manaus)

Manutenção Predial do TJAM (Comarca de Manaus) PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO P.TJAM 16 Manutenção Predial do TJAM Elaborado por: Haryson Otacy Rombaldi

Leia mais

RELATÓRIO DO CONTROLE INTERNO

RELATÓRIO DO CONTROLE INTERNO Modelo 1B da Instrução Normativa n.º 85/2012 CÂMARA MUNICIPAL DE PINHÃO - PR RELATÓRIO DO CONTROLE INTERNO Exercício de 2012 1. Normatização do Sistema e Histórico Legal O sistema de controle interno da

Leia mais

Continua o diálogo entre população, prefeitura, consórcio e SABESP

Continua o diálogo entre população, prefeitura, consórcio e SABESP Continua o diálogo entre população, prefeitura, consórcio e SABESP Prazos e metas para o atendimento das solicitações apresentadas pela população foram pauta da reunião que aconteceu na prefeitura no início

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO

MANUAL DE ORIENTAÇÃO AMAVI ASSOCIAÇÃO DOS MUNICÍPIOS DO ALTO VALE DO ITAJAÍ MANUAL DE ORIENTAÇÃO FORMULÁRIO PARA ELABORAÇÃO DO DIAGNÓSTICO HABITACIONAL Este manual tem por finalidade orientar os cadastradores no preenchimento

Leia mais

Projeto de Lei n.º 013/2015

Projeto de Lei n.º 013/2015 [ Página n.º 1 ] ESTABELECE NORMAS DE ATENDIMENTO AO PÚBLICO E ADEQUAÇÃO DE AMBIENTES DE ESTABELECIMENTOS BANCÁRIOS NO ÂMBITO DO MUNICÍPIO DE CASTANHEIRA-MT, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A PREFEITA MUNICIPAL

Leia mais

Página 1 CMEI TEREZINHA VASCONCELLOS SALVADOR. Diretora: Neusa Maria Marinho Soares. Fundação: 01/02/1993. Criação: Lei nº 3.905

Página 1 CMEI TEREZINHA VASCONCELLOS SALVADOR. Diretora: Neusa Maria Marinho Soares. Fundação: 01/02/1993. Criação: Lei nº 3.905 CMEI TEREZINHA VASCONCELLOS SALVADOR Diretora: Neusa Maria Marinho Soares Fundação: 01/02/1993 Criação: Lei nº 3.905 Endereço: Avenida Vitória, s/n Bairro: Romão CEP.: 29040-010 Telefone: (27) 3322-2148

Leia mais

O VASO SANITÁRIO E AS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA.

O VASO SANITÁRIO E AS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA. O VASO SANITÁRIO E AS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA. Luiz Antonio Miguel Ferreira 1 Juliana Alves Biazoli 2 1. Introdução. A acessibilidade é um tema que vem sendo discutido cada vez mais pela sociedade, em

Leia mais

Aluguel O que é preciso saber sobre aluguel Residencial

Aluguel O que é preciso saber sobre aluguel Residencial Aluguel O que é preciso saber sobre aluguel Residencial Ao alugar um imóvel é necessário documentar a negociação por meio de um contrato, de preferência, escrito. O inquilino deve ler atentamente todas

Leia mais

GAZETA DO POVO VIDA. Metade das escolas estaduais não tem segurança contra incêndios E CIDADANIA

GAZETA DO POVO VIDA. Metade das escolas estaduais não tem segurança contra incêndios E CIDADANIA GAZETA DO POVO VIDA E CIDADANIA PERIGO Metade das escolas estaduais não tem segurança contra incêndios Sem liberação do Corpo de Bombeiros, as instituições de ensino funcionam irregularmente, colocando

Leia mais

FLUXO 360 TERMOS E CONDIÇO ES

FLUXO 360 TERMOS E CONDIÇO ES FLUXO 360 TERMOS E CONDIÇO ES CADASTRO DE CLIENTES Recebimento de equipamentos somente com cadastro completo; O cadastro do e-mail é obrigatório; É de responsabilidade do cliente manter seus dados sempre

Leia mais

EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS AO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Dra Gisele Gois - Procurado do Ministério Público do Trabalho

EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS AO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Dra Gisele Gois - Procurado do Ministério Público do Trabalho Seção de Políticas Trabalho Emprego e Renda - SEPTER Seção do Seguro Desemprego e do Abono Salarial - SEGAB Seção de Carteira de Trabalho e Registro Profissional - SEPROF Serviço de Atendimento ao Trabalhador

Leia mais

POP Departamento de Manutenção

POP Departamento de Manutenção POP Departamento de Manutenção Manutenção ÍNDICE QUEM É QUEM DICAS IMPORTANTES CAPÍTULO 1: Manutenção CAPÍTULO 2: Almoxarifado CAPÍTULO 3: Malote CAPÍTULO 4: Compras QUEM É QUEM MANUTENÇÃO O departamento

Leia mais

FARMÁCIAS E DROGARIAS

FARMÁCIAS E DROGARIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE FARMÁCIAS E DROGARIAS Nome Fantasia: Razão Social: Endereço: Responsável Técnico: CRF: Telefone: CNPJ: Secretaria Municipal de Saúde de Feira de Santana - Av. João Durval

Leia mais

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA-GERAL DE ADMINISTRAÇÃO PROGRAMAGU INSTALAÇÕES EFICIENTES E SUSTENTÁVEIS SP Pirassununga Rua Duque de Caxias, 1254 Centro Unidades: ERPGF Escritório de Representação

Leia mais

CENTRO DE REFERÊNCIA EM DST/AIDS

CENTRO DE REFERÊNCIA EM DST/AIDS DATA DA VISITA: 24/04/2015 Coordenador (a): Lauer Marinho Sandenberg E-mail: ddaids@vitoria.es.gov.br Endereço: Rua Cais do São Francisco, nº 54 Bairro: Centro Telefone: (27) 3132-5107 Horário de funcionamento:

Leia mais

Que se celebra entre o Sr. Cristiano Carnelós Peyrer, brasileiro, solteiro, portador da

Que se celebra entre o Sr. Cristiano Carnelós Peyrer, brasileiro, solteiro, portador da INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE LOCAÇÃO DO ESPAÇO PARA EVENTOS Que se celebra entre o Sr. Cristiano Carnelós Peyrer, brasileiro, solteiro, portador da cédula de identidade R.G. sob nº 28.266.412-9,

Leia mais

CRAS - PRAIA DO CANTO

CRAS - PRAIA DO CANTO DATA DA VISITA: 08/01/2013 Responsável: Sílvia Cristina Caldas DATA DA VISITA:21/01/2015 CRAS - PRAIA DO CANTO Endereço: Rua Francisco Rubim, s/n Bairro: Bento Ferreira CEP: 29050-680 E-mail: crpcanto@vitoria.es.gov.br

Leia mais

Estado do Amazonas Prefeitura Municipal de Benjamin Constant Gabinete da Prefeita Fls.1/10

Estado do Amazonas Prefeitura Municipal de Benjamin Constant Gabinete da Prefeita Fls.1/10 CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL URBANO Contrato de Locação de Imóvel nº 001/2014 Processo nº 001/2014 CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL URBANO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE BENJAMIN CONSTANT/AM, E À EMPRESA

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM PERNAMBUCO 3º OFÍCIO DA TUTELA COLETIVA

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM PERNAMBUCO 3º OFÍCIO DA TUTELA COLETIVA Inquérito Civil: 1.26.000.002934/2014-28. PROMOÇÃO DE ARQUIVAMENTO Nº 207/2015 Trata-se de inquérito civil instaurado com base em representação formulada pelo Exmo. Procurado da República Alfredo Falcão

Leia mais

Não. Sim 7.1 Quais das modalidades abaixo são oferecidas com acompanhamento de professor. Judô, Ginática artística, Tênis, ritimica

Não. Sim 7.1 Quais das modalidades abaixo são oferecidas com acompanhamento de professor. Judô, Ginática artística, Tênis, ritimica 1. Faixa etária de pessoas atendidas De 5 a 10 anos; e acima de 24 anos 2. Escolas atendidas e empresas Escolas municipais e comunidade Grande Vitoria 3. Existem critérios que a criança/adoloscente seja

Leia mais

Postos Fiscais A) P F TRANSAMAZÔNICA B) P F BELA VISTA

Postos Fiscais A) P F TRANSAMAZÔNICA B) P F BELA VISTA Esta regional está localizada no extremo norte do Estado, numa região conhecida como bico do papagaio. Tem apenas 02 importantes postos fiscais para controlar as saídas do Estado de mercadorias, gado,

Leia mais

COMPLEXO HOSPITALAR UNIVERSITÁRIO DA UFMA. Orientações PARA PACIENTES E ACOMPANHANTES

COMPLEXO HOSPITALAR UNIVERSITÁRIO DA UFMA. Orientações PARA PACIENTES E ACOMPANHANTES COMPLEXO HOSPITALAR UNIVERSITÁRIO DA UFMA Orientações PARA PACIENTES E ACOMPANHANTES Prezado usuário Esta cartilha foi desenvolvida na perspectiva de orientá-lo sobre as rotinas das clínicas de internação

Leia mais

Tel. (11) 5592-5592 / www.fortknox.com.br. Manual de Segurança

Tel. (11) 5592-5592 / www.fortknox.com.br. Manual de Segurança Tel. (11) 5592-5592 / www.fortknox.com.br Instituições de Ensino Vol. VIV Manual de Segurança U Apresentação m dos maiores desafios durante a elaboração de um sistema de segurança para uma instituição

Leia mais

MONTAGEM INDUSTRIAL UNIDADE II O CANTEIRO DE OBRAS

MONTAGEM INDUSTRIAL UNIDADE II O CANTEIRO DE OBRAS MONTAGEM INDUSTRIAL UNIDADE II O CANTEIRO DE OBRAS O canteiro de obras Introdução Sistema de produção Em muitos casos de obras de construção e montagem o canteiro de obras pode ser comparado a uma fábrica

Leia mais

Gerenciamento de Propriedade & Soluções de Engenharia

Gerenciamento de Propriedade & Soluções de Engenharia Gerenciamento de Propriedade & Soluções de Engenharia Há 25 anos, a Engepred associa o conhecimento sobre o mercado imobiliário à experiência de promover o melhor funcionamento de shoppings centers, prédios

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM. Adelita Eneide Fiuza. Gustavo Costa de Oliveira

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM. Adelita Eneide Fiuza. Gustavo Costa de Oliveira UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM Adelita Eneide Fiuza Gustavo Costa de Oliveira RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO CURRICULAR II NA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE VILA GAÚCHA Porto Alegre

Leia mais

TERMO DE DOAÇÃO COM ENCARGOS

TERMO DE DOAÇÃO COM ENCARGOS TERMO DE DOAÇÃO COM ENCARGOS TERMO DE DOAÇÃO COM ENCARGOS, QUE CELEBRAM ENTRE SI A UNIÃO FEDERAL, POR INTERMÉDIO DO MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES E O MUNICÍPIO DE BURI, NO ESTADO DE SÃO PAULO. A união, por

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS PROUNI 2014 PORTARIA NORMATIVA Nº2, 06/01/14

LISTA DE DOCUMENTOS PROUNI 2014 PORTARIA NORMATIVA Nº2, 06/01/14 LISTA DE DOCUMENTOS PROUNI 2014 PORTARIA NORMATIVA Nº2, 06/01/14 DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR O coordenador do ProUni deverá solicitar, salvo em caso de

Leia mais

Chegar até as UBS nem sempre foi fácil...

Chegar até as UBS nem sempre foi fácil... Chegar até as UBS nem sempre foi fácil... Encontramos diversidade nas estruturas, modo de organização e escopo das ações de APS... O registro de campo como instrumento de pesquisa percepção dos entrevistadores

Leia mais