Resolução Nº 003/2011/ASIBAMA-DF

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Resolução Nº 003/2011/ASIBAMA-DF"

Transcrição

1 Resolução Nº 003/2011/ASIBAMA-DF Altera o Regimento Interno da Área de Lazer da ASIBAMA-DF A Presidente da ASIBAMA-DF, nos termos do art. 30, inciso I, do Estatuto da ASIBAMA-DF, e considerando o disposto no Termo de Cessão de Uso Simples nº 04/2008, de 13 de março de 2008, celebrado entre o IBAMA e a ASIBAMA-DF; Considerando as alterações no Regimento Interno da Área de Lazer da ASIBAMA-DF, aprovadas pela Diretoria Executiva da Associação, na reunião de 07 de abril de 2011; Considerando as obrigações dos associados, conforme disposto no art. 11 do Estatuto da ASIBAMA-DF, resolve: Art. 1º - Republicar o Regimento Interno da Área de Lazer da ASIBAMA-DF. Art. 2º - Esta Resolução entra em vigor na presente data. original assinado e arquivado Lindalva F. Cavalcanti Presidente da ASIBAMA-DF Brasília, 15 de abril de REGIMENTO INTERNO DA ÁREA DE LAZER DA ASIBAMA-DF Capítulo I Da denominação, sede, objetivos, duração e representação Art. 1º - A área de lazer e recreação da ASIBAMA-DF, doravante denominada Área de Lazer - situada no SCEN, Trecho 02, Lote da Sede do IBAMA, em Brasília, DF - tem como objetivo o congraçamento em lazer, recreação, atividades físicas e festivas de seus associados, funcionários, convidados e visitantes, na forma disposta neste regulamento, sem fins lucrativos. I) Fazem parte dos espaços abrangidos por este Regimento: salão de eventos, churrasqueira grande, churrasqueira pequena, campo de futebol principal, campo de futebol society. Parágrafo único: A Academia e o espaço destinado às atividades indoor terão regimentos próprios. Art. 2º - A Área de Lazer tem em sua direção o comando direto da Diretoria Executiva da ASIBAMA-DF. Capítulo II Dos usuários Art. 3º - A Área de Lazer tem as seguintes categorias de usuários: I) Os associados da ASIBAMA-DF e seus dependentes; Os frequentadores, constituídos pelos funcionários e prestadores de serviço da ASIBAMA-DF, convidados e visitantes. página 1

2 Parágrafo único - São considerados dependentes, nos termos do estatuto da ASIBAMA-DF, o cônjuge ou assemelhado do associado, bem como os seus descendentes ou assemelhados em 1º grau, menores que 21 anos, ou até 24 anos para estudante universitário ou cursando escola técnica de segundo grau. Capítulo III Do acesso à Área de Lazer Art. 4º - O acesso à Área de Lazer é aberto a todos os associados, dependentes e frequentadores durante o horário do expediente da Secretaria da ASIBAMA-DF. Art. 5º - O acesso à Área de Lazer da ASIBAMA-DF fora do horário de expediente somente será possível mediante a identificação do usuário. I) O associado e os dependentes deverão apresentar carteira da ASIBAMA-DF, contracheque atualizado ou documento que comprove o vínculo com a Associação. Os frequentadores somente terão acesso mediante autorização expedida pela Secretaria da ASIBAMA-DF. Parágrafo único. As crianças menores de 12 anos só poderão permanecer na Área de Lazer na companhia de seus responsáveis ou pessoas designadas para tal função. Capítulo IV Das reservas Art. 6º - A reserva das dependências da Área de Lazer só poderá ser feita pelo associado, que esteja em dia com todas as obrigações junto à ASIBAMA-DF. Art. 7º O associado que fizer a reserva será o responsável pelo cumprimento do contrato, inclusive de eventuais danos causados pelos convidados, devendo estar presente na área enquanto durar o evento. I) Compete à Diretoria Executiva da ASIBAMA-DF definir as tabelas de valores para a manutenção dos espaços da Área de Lazer, que serão reajustados sempre que houver necessidade. A Diretoria Executiva da ASIBAMA-DF definirá no contrato os valores para utilização do gás e da água. I O contrato incorporará garantias de eventuais danos ao patrimônio e materiais da ASIBAMA-DF. Parágrafo único. A ausência do associado na área durante o período do evento implicará na prática de sublocação e o sujeitará às penalidades previstas neste Regimento. Art. 8º - A reserva só será efetivada mediante o adiantamento do valor de 40% (quarenta por cento) da taxa de aluguel. 1º No ato da confirmação da reserva, o associado deverá assinar o contrato e fornecer à Secretaria da ASIBAMA-DF, lista contendo os nomes de seus convidados. 2º Em caso de desistência da reserva do salão de eventos, em prazo inferior a 20 dias, não haverá devolução do valor pago. 3º O prazo para cancelamento da reserva da churrasqueira pequena será de três dias, sendo que após esse prazo não haverá devolução da taxa. Capítulo V Dos horários Art. 9º - Os horários de acesso à Área de Lazer seguem as normas internas da ASIBAMA-DF e serão constante e previamente definidas para evitar constrangimentos. página 2

3 Capítulo VI Das restrições Art. 10º - É proibido a qualquer usuário (associado, dependente ou frequentador) da Área de Lazer da ASIBAMA-DF: I) Introduzir nas dependências da Área de Lazer animais de qualquer espécie, tipo e porte; Usar nas áreas externas da Área de Lazer mobiliário das instalações internas; I Utilizar copos e garrafas de vidro ou material semelhante e quebradiço nas áreas para prática de esportes; IV) Adentrar na Área de Lazer portando armas; V) Circular pela Área de Lazer portando objetos que ponham em risco a sua segurança e a de seu semelhante; VI) Usar aparelho eletroeletrônico de qualquer origem e propriedade que perturbe a ordem do ambiente; V Trazer consigo, para uso próprio ou comercial, substância tóxica ou produtos proibidos por lei; VI Usufruir das instalações da Área de Lazer para fins inadequados e impróprios; IX) Fazer uso de qualquer tipo de fogos de artifício, em qualquer momento, sem a autorização da Diretoria Executiva; X) Hostilizar, maltratar ou submeter a humilhações e exposições ao ridículo os funcionários e prestadores de serviços da área de lazer ou da administração do espaço; XI) Circular nas dependências da Área de Lazer com trajes inadequados. Art É proibido ao associado sublocar as dependências da Área de Lazer para a qual fez a reserva. Capítulo VII Da disciplina Art Prevalecem as normas e cláusulas contidas no Regimento Interno da Área de Lazer, ficando sujeito o associado às suas definições e penalidades. Art Para a manutenção da ordem e da disciplina interna da Área de Lazer da ASIBAMA-DF serão observados os seguintes critérios de punição: I) Em casos de falta leve, o associado será advertido de modo reservado, com censura, por escrito; Em caso de reincidência ou falta de pequena gravidade, a pena poderá chegar à suspensão de até seis meses; I Em casos de infração grave e quando o associado já houver sido punido na forma do inciso anterior, a pena poderá chegar a até 12 meses ou ter proibição de frequência por igual período; IV) Caso fique constatada a sublocação do espaço pelo associado que fez a reserva, será cobrada taxa correspondente a três vezes o valor alocado, além da perda do direito de locação/reserva da área de lazer pelo período de um ano. V) Em caso de dano ao patrimônio social da ASIBAMA-DF serão cobrados os valores de reparação integral do mesmo, tanto o dano direto como indireto. VI) No caso de alocação, toda a responsabilidade, mesmo causada por terceiros, será do associado que alugou. O contrato de locação pautar-se-á em garantias para o ressarcimento de eventuais danos. 1º. O associado terá direito à defesa escrita, no prazo de cinco dias, antes de lhe ser aplicada qualquer das penas previstas nos incisos (I), (, (I e (IV). página 3

4 2º. A penalidade aplicada será sempre anotada em livro adequado e, quando esse for dependente ou convidado, será comunicado ao associado ao qual esteja vinculado, que se responsabilizará por quaisquer acontecimentos aos quais estiverem envolvidos. Art Consideram-se leves as faltas consistentes em simples inobservância de normas regulamentares, sem geração de prejuízo para a ASIBAMA-DF ou a terceiros. Art São de pequena gravidade as faltas culposas que não acarretarem em danos pessoais ou materiais. Art Serão qualificados como faltas graves os fatos dolosos praticados em detrimento do patrimônio social ou de terceiros, da integridade física ou da saúde do semelhante, ou que atentem contra a moralidade pública ou os bons costumes. Art As penalidades cabíveis oriundas de infrações relacionadas ao Regimento Interno da Área de Lazer serão devidamente repassadas ao infrator, sendo ele associado e, sendo convidado, ao associado responsável. Art A Diretoria Executiva da ASIBAMA-DF é competente para aplicar as penalidades previstas. Capítulo VIII Das regras de uso Art Os usuários da Área de Lazer devem observar as regras abaixo: I) A Área de Lazer deve estar limpa para receber o associado, sendo que a vistoria deve ser feita tanto na entrada quanto na saída da local; O lixo deve ser embalado e depositado em local adequado, sendo proibido o destino ou depósito na área verde; I Evitar o desperdício, observando a utilização racional da energia elétrica e da água; IV) Primar pela conservação e manutenção da Área de Lazer. Art O uso do salão de eventos se dará mediante reserva prévia pelo associado, com o pagamento de valor previamente estipulado para o evento. Parágrafo único. Para o salão de eventos, o associado terá direito a, no máximo, 200 convidados. Art O uso da churrasqueira pequena se dará mediante reserva prévia pelo associado com, pelo menos, 15 (quinze) dias de antecedência da data pretendida. Art O usuário se responsabilizará por quaisquer danos que resultarem do uso inadequado das dependências da Área de Lazer. Do horário de funcionamento Art As dependências da Área de Lazer funcionarão nos seguintes horários: I - Salão de Eventos e Churrasqueiras: a) domingo a quinta-feira, das 9h à 1h do dia seguinte; b) sexta-feira, sábado ou véspera de feriado, das 9h à 1h do dia seguinte, podendo o uso ser estendido por mais duas horas. c) havendo necessidade de extensão do horário, conforme item b, o associado responsável pelo evento deverá complementar o pagamento do porteiro pelo tempo excedente, conforme contrato, bem como, responsabilizar-se pelo deslocamento do porteiro da sede da ASIBAMA-DF até a Rodoviária do Plano Piloto. II - Campo de futebol principal: a) terça-feira e quinta-feira, das 12h às 14h; b) sábado e feriado, das 8h às 14h. página 4

5 III - Campo de futebol society: a) terça-feira, das 18h às 21h30. b) quinta-feira, das 18h às 21h30; IV - Quadra Poliesportiva (preferencialmente): a) Voleibol: terça-feira, quinta-feira e sexta-feira, das 12h às 14h; b) Futebol de salão: segunda-feira e quarta-feira, das 12h às 14h; c) Sábado, domingo e feriado: o associado poderá utilizá-la mediante reserva. V- Sala de jogos (sinuca, totó, tênis de mesa, baralho e dominó) a) segunda a sexta-feira, das 12h às 14h. 1º Não é permitido o uso de chuteira com travas no campo de futebol society. 2º O associado tem prioridade no uso do campo de futebol principal. 3º Excepcionalmente, os campos de futebol principal e society poderão ser reservados em outro dia, com autorização prévia da Diretoria. 4º A utilização do campo de futebol society às quintas-feiras é exclusiva aos associados com faixa etária acima de 35 anos, de forma aberta. 5º O uso do campo de futebol principal aos sábados é de livre acesso dos associados, podendo ocorrer a participação de convidados, cujos nomes deverão ser entregue na Secretaria da ASIBAMA-DF até as 17h de sexta-feira. 6º No horário de verão, o funcionamento aos sábados, domingos e feriados poderá ser prorrogado em uma hora do horário normal. 7º A Diretoria da ASIBAMA-DF poderá interditar temporariamente quaisquer dos campos de futebol, em virtude da condição do gramado ou em casos de situações climáticas desfavoráveis, que coloquem a saúde do usuário em risco. Capítulo IX Das disposições finais Art O Regimento Interno da Área de Lazer da ASIBAMA-DF tem duração indeterminada e será revisto sempre que necessário. Art Os casos omissos serão resolvidos pela Diretoria Executiva da ASIBAMA-DF, cujas decisões caberão recursos à Assembléia Geral. Art O Regimento Interno da Área de Lazer da ASIBAMA-DF foi alterado na reunião da Diretoria Executiva do dia 07 de abril de 2011 e entrará em vigor a partir da data de sua publicação, sendo que para o conhecimento dos interessados será afixado no quadro de avisos da ASIBAMA-DF e da Área de Lazer, bem como no sítio da Associação <http://www.asibama.org.br>. página 5

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DOS CAMPOS DE FUTEBOL DO SESC VENDA NOVA

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DOS CAMPOS DE FUTEBOL DO SESC VENDA NOVA REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DOS CAMPOS DE FUTEBOL DO SESC VENDA NOVA CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1º - O presente regulamento tem por finalidade normatizar a utilização dos campos A (Estádio das Alterosas),

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA SEDE SOCIAL DA ASSOCIAÇÃO RECREATIVA MERCÚRIO

REGULAMENTO INTERNO DA SEDE SOCIAL DA ASSOCIAÇÃO RECREATIVA MERCÚRIO REGULAMENTO INTERNO DA SEDE SOCIAL DA ASSOCIAÇÃO ASPECTOS LEGAIS RECREATIVA MERCÚRIO DA SEDE SOCIAL Artigo 1º. A Sede Social da Associação Recreativa Mercúrio é uma unidade de lazer, entretenimento, esporte

Leia mais

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DOS LABORATÓRIOS DO DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DOS LABORATÓRIOS DO DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL -UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DCM Campus Universitário - Viçosa, MG - 36570-000 - Telefone: (31) 2878 / 4502 - E-mail: dcm@ufv.br

Leia mais

REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DAS SEDES DE LAZER DA AMPB

REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DAS SEDES DE LAZER DA AMPB Art. 1º. O presente regulamento visa disciplinar o uso do Clube de Areia Dourada, assim como eventuais unidades de lazer a serem construídas ou adquiridas pela Associação dos Magistrados da Paraíba. DOS

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MACHADO ASSEIF-MACHADO

ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MACHADO ASSEIF-MACHADO ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MACHADO ASSEIF-MACHADO REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DE

Leia mais

Regimento da Colônia de Férias em Garopaba/SC

Regimento da Colônia de Férias em Garopaba/SC Regimento da Colônia de Férias em Garopaba/SC CAPITULO I - DA UTILIZAÇÃO Artigo 1º - A Colônia de Férias da ASSUFRGS, localizada em Garopaba/SC, é de uso exclusivo dos seus filiados, servidores da UFRGS,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO LOTEAMENTO VILLAS DO JACUÍPE

ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO LOTEAMENTO VILLAS DO JACUÍPE ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO LOTEAMENTO VILLAS DO JACUÍPE Estrada do Coco, Km 31 Barra do Jacuípe CEP 42.833-000 Camaçari/Bahia CNPJ 03.380.253/0001-26 Telefones : (071) 3678-1690 e 3678-2356 E-mail : vjacuipe@oi.com.br

Leia mais

CAPÍTULO I DAS FINALIDADES

CAPÍTULO I DAS FINALIDADES REGULAMENTO DA SEDE CAMPESTRE DO SINDICATO DOS SERVIDORES DAS JUSTIÇAS FEDERAIS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISEJUFE. PREÂMBULO O presente regulamento, objetiva a fixação de normas e regras de utilização

Leia mais

REGULAMENTO DA HOTELARIA

REGULAMENTO DA HOTELARIA REGULAMENTO DA HOTELARIA I DISPOSIÇÕES GERAIS. Art. 1º. O presente Regulamento, aprovado pela Diretoria Executiva, rege o uso dos serviços de hotelaria disponibilizados pela AMAM aos Associados e seus

Leia mais

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Ff 1 REGULAMENTO GERAL Nº. 001/2007 Regulamenta o funcionamento do clube social da Associação dos Servidores da Secretaria da Administração e Unidades Vinculadas - ASSECAD e dá outras providências. DAS

Leia mais

DECRETO Nº 32965 DE 20 DE OUTUBRO DE 2010.

DECRETO Nº 32965 DE 20 DE OUTUBRO DE 2010. DECRETO Nº 32965 DE 20 DE OUTUBRO DE 2010. Institui o Regimento Interno do Clube do Servidor Municipal da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro Clube do Servidor e dá outras providências. O PREFEITO DA

Leia mais

A.A.B.B. ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL MACEIÓ ALAGOAS REGIMENTO INTERNO DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

A.A.B.B. ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL MACEIÓ ALAGOAS REGIMENTO INTERNO DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES A.A.B.B. MACEIÓ ALAGOAS REGIMENTO INTERNO DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1. A Associação Atlética Banco do Brasil- AABB reger-se-á por seu ESTATUTO, pelo REGULAMENTO DE ELEIÇÕES, por este REGIMENTO

Leia mais

REGIMENTO INTERNO. Artigo 8º - Fica estabelecido que os portões de entrada que dão acesso ao CONDOMÍNIO serão mantidos permanentemente fechados.

REGIMENTO INTERNO. Artigo 8º - Fica estabelecido que os portões de entrada que dão acesso ao CONDOMÍNIO serão mantidos permanentemente fechados. SEM MARCADOR TEXTO ORIGINAL GRIFADO EM VERDE ALTERAÇÕES A SEREM APROVADAS NA ASSEMBLÉIA REGIMENTO INTERNO Artigo 8º - Fica estabelecido que os portões de entrada que dão acesso ao CONDOMÍNIO serão mantidos

Leia mais

CEFIS Centro de Formação e Integração Sindical. Disciplina e normas para utilização de todas as dependências do Cefis REGIMENTO INTERNO

CEFIS Centro de Formação e Integração Sindical. Disciplina e normas para utilização de todas as dependências do Cefis REGIMENTO INTERNO CEFIS Centro de Formação e Integração Sindical Disciplina e normas para utilização de todas as dependências do Cefis REGIMENTO INTERNO Art. 1º - O presente Regimento Interno tem por finalidade estabelecer

Leia mais

REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UCB

REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UCB REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UCB 1. INTRODUÇÃO O Sistema de Bibliotecas da UCB possui um acervo com mais de 200.000 volumes possibilitando o acesso dos usuários aos livros, sistemas de consulta,

Leia mais

CENTRO DE CONVIVÊNCIA Associação Residencial Alphaville 9

CENTRO DE CONVIVÊNCIA Associação Residencial Alphaville 9 REGRAS ESPECÍFICAS ESTABELECIDAS PARA FREQUENCIA E USO A, disponibiliza aos seus Associados o Centro de Convivência e Academia, como espaço destinado à prática de atividades esportivas e sociais, fundamentais

Leia mais

NORMAS E PROCEDIMENTOS DE USO DOS LABORATÓRIOS DO DEPARTAMENTO DE COMPUTAÇÃO

NORMAS E PROCEDIMENTOS DE USO DOS LABORATÓRIOS DO DEPARTAMENTO DE COMPUTAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS DEPARTAMENTO DE COMPUTAÇÃO NORMAS E PROCEDIMENTOS DE USO DOS LABORATÓRIOS DO DEPARTAMENTO DE COMPUTAÇÃO

Leia mais

Brigada 1 Combate Voluntário a Incêndios Florestais CNPJ 05 840 482 0001/01

Brigada 1 Combate Voluntário a Incêndios Florestais CNPJ 05 840 482 0001/01 REGIMENTO INTERNO O presente Regimento Interno, dirigido aos associados da ONG Brigada 1, inscrita no CNPJ 05.840.482/0001-01 e previsto no Art. 4º do Capítulo II do Estatuto da Instituição, visa estabelecer

Leia mais

SOCIEDADE BENEFICENTE DOS SUBTENENTES E SARGENTOS DA PMPR COLÔNIA DE FÉRIAS DIRETRIZ TEMPORADA DE VERÃO 2013/ 2014

SOCIEDADE BENEFICENTE DOS SUBTENENTES E SARGENTOS DA PMPR COLÔNIA DE FÉRIAS DIRETRIZ TEMPORADA DE VERÃO 2013/ 2014 SOCIEDADE BENEFICENTE DOS SUBTENENTES E SARGENTOS DA PMPR COLÔNIA DE FÉRIAS DIRETRIZ TEMPORADA DE VERÃO 2013/ 2014 1. FINALIDADE A presente diretriz tem por finalidade cientificar os associados da SBSS/PMPR

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA. Art. 1º - A Biblioteca poderá ser utilizada por professores, alunos e funcionários da UNIESP.

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA. Art. 1º - A Biblioteca poderá ser utilizada por professores, alunos e funcionários da UNIESP. REGULAMENTO DA BIBLIOTECA A Direção da UNIESP estabelece normas disciplinando o funcionamento da Biblioteca, no ano de 2013/1. CAPÍTULO I DO USO DA BIBLIOTECA Art. 1º - A Biblioteca poderá ser utilizada

Leia mais

R E G I M E N T O I N T E R N O

R E G I M E N T O I N T E R N O R E G I M E N T O I N T E R N O ssociação Esportiva Recreativa Carajás AERCA, sociedade civil de direito privado, com sede em São Luís, Estado do Maranhão, através do seu Conselho de Administração, reunido

Leia mais

Rodovia Washigton Luis km 173,3, s/n, Chácara Lusa Centro CEP: 13501600 - Rio Claro SP Inscr. Estadual: Isento CNPJ nº 05.143.

Rodovia Washigton Luis km 173,3, s/n, Chácara Lusa Centro CEP: 13501600 - Rio Claro SP Inscr. Estadual: Isento CNPJ nº 05.143. SUMÁRIO CAPÍTULO I: CONSTITUIÇÃO, FINALIDADES E COMPETÊNCIAS... 2 CAPÍTULO II: DO CADASTRO DE USUÁRIOS... 3 CAPÍTULO III: DA CONSULTA AO ACERVO... 4 CAPÍTULO IV: DOS EMPRÉSTIMOS... 5 CAPÍTULO V: DO ATRASO

Leia mais

ACESSO A SEDE CAMPESTRE DE RATONES REGULAMENTO Nº. 001/2014

ACESSO A SEDE CAMPESTRE DE RATONES REGULAMENTO Nº. 001/2014 ACESSO A SEDE CAMPESTRE DE RATONES REGULAMENTO Nº. 001/2014 Regulamenta o funcionamento da SEDE CAMPESTRE da Associação dos Servidores da UDESC - ASUDESC e dá outras providências. Das disposições preliminares

Leia mais

ANEXO II À ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA JULIO SIMÕES LOGÍSTICA S.A. REALIZADA EM 30 DE NOVEMBRO DE 2009

ANEXO II À ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA JULIO SIMÕES LOGÍSTICA S.A. REALIZADA EM 30 DE NOVEMBRO DE 2009 ANEXO II À ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA JULIO SIMÕES LOGÍSTICA S.A. REALIZADA EM 30 DE NOVEMBRO DE 2009 POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA JULIO SIMÕES LOGÍSTICA

Leia mais

Ordem dos Advogados do Brasil - Seção de Goiás Casa do Advogado Jorge Jungmann

Ordem dos Advogados do Brasil - Seção de Goiás Casa do Advogado Jorge Jungmann REGULAMENTO DO CEL DA OAB-GO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES SEÇÃO I Da Conceituação e da Freqüência Art. 1º. O Centro de Cultura, Esporte e Lazer da Advocacia de Goiás é um espaço reservado aos profissionais

Leia mais

REGIMENTO DE FUNCIONAMENTO E USO DO HOTEL DE TRÂNSITO

REGIMENTO DE FUNCIONAMENTO E USO DO HOTEL DE TRÂNSITO REGIMENTO DE FUNCIONAMENTO E USO DO HOTEL DE TRÂNSITO Estabelece as normas de funcionamento e uso do Hotel de Trânsito do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (SINPOL/PE), tanto na Sede quanto na

Leia mais

Credenciada pelo Decreto Federal de 03/07/97 - D. O. U. Nº 126, de 04/07/97

Credenciada pelo Decreto Federal de 03/07/97 - D. O. U. Nº 126, de 04/07/97 Resolução CONSUN nº 042/2003. Credenciada pelo Decreto Federal de 03/07/97 - D. O. U. Nº 126, de 04/07/97 Aprova o Regulamento do Laboratório de Rádio, integrante do conjunto de Laboratórios de Rádio e

Leia mais

DECRETO Nº 4.498, DE 26 DE SETEMBRO DE 2012.

DECRETO Nº 4.498, DE 26 DE SETEMBRO DE 2012. DECRETO Nº 4.498, DE 26 DE SETEMBRO DE 2012. Estabelece o Regulamento Interno da Biblioteca Pública Municipal Santos Dumont, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE, Estado de Santa Catarina,

Leia mais

Resolução CTC Nº 001/2013. O CONSELHO TÉCNICO CONSULTIVO, no uso de suas atribuições regimentais (artigo 07 do Regimento Interno),

Resolução CTC Nº 001/2013. O CONSELHO TÉCNICO CONSULTIVO, no uso de suas atribuições regimentais (artigo 07 do Regimento Interno), Resolução CTC Nº 001/2013. Aprova a atualização do Regulamento da Biblioteca da Faculdade de Tecnologia Darcy Ribeiro. O CONSELHO TÉCNICO CONSULTIVO, no uso de suas atribuições regimentais (artigo 07 do

Leia mais

PORTARIA Nº 81, DE 18 DE SETEMBRO DE 2012.

PORTARIA Nº 81, DE 18 DE SETEMBRO DE 2012. PORTARIA Nº 81, DE 18 DE SETEMBRO DE 2012. EMENTA: Disciplina a cessão e locação de espaços destinados a reuniões e eventos na sede do CRMV-RJ. O PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA

Leia mais

POLÍTICA DE USO DA BIBLIOTECA MATILDE CARVALHO

POLÍTICA DE USO DA BIBLIOTECA MATILDE CARVALHO POLÍTICA DE USO DA BIBLIOTECA MATILDE CARVALHO 1 DISPOSIÇÕES GERAIS A Biblioteca Matilde Carvalho - BMC tem por finalidade facilitar e estimular o estudo e a pesquisa bibliográfica científico-cultural

Leia mais

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 80, DE 05 DE NOVEMBRO DE 2013.

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 80, DE 05 DE NOVEMBRO DE 2013. INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 80, DE 05 DE NOVEMBRO DE 2013. A DIRETORA EM EXERCÍCIO DO CÂMPUS DE PARANAÍBA da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, no uso de suas atribuições legais, resolve:

Leia mais

Resolução nº 260 RESOLUÇÃO Nº 260-ANTAQ, DE 27 DE JULHO DE 2004.

Resolução nº 260 RESOLUÇÃO Nº 260-ANTAQ, DE 27 DE JULHO DE 2004. RESOLUÇÃO Nº 260-ANTAQ, DE 27 DE JULHO DE 2004. APROVA A NORMA PARA A CONCESSÃO DE BENEFÍCIO AOS IDOSOS NO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO INTERESTADUAL DE PASSAGEIROS. O DIRETOR-GERAL DA AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES

Leia mais

Núcleos Sindicais: Apucarana. Arapongas. Assis Chateaubriand. Cambará. Campo Mourão. Cascavel. Cianorte. Cornélio Procópio

Núcleos Sindicais: Apucarana. Arapongas. Assis Chateaubriand. Cambará. Campo Mourão. Cascavel. Cianorte. Cornélio Procópio REGIMENTO DAS COLÔNIAS DE PRAIA ITAPOÁ E GUARATUBA Curitiba Art. 1º - As Colônias de Praia de Itapoá e Guaratuba são propriedades da APP-Sindicato e destinam-se à hospedagem dos seus sindicalizados e dependentes.

Leia mais

CESMAR- CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE MARILIA CNPJ: 07.064.432/0001-05 FACULDADE DE SÃO CARLOS

CESMAR- CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE MARILIA CNPJ: 07.064.432/0001-05 FACULDADE DE SÃO CARLOS CESMAR- CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE MARILIA CNPJ: 07.064.432/0001-05 FACULDADE DE SÃO CARLOS REGULAMENTO BIBLIOTECA SÃO CARLOS/SP - 2013 FACULDADE DE SÃO CARLOS Mantida pela CESMAR Centro de Ensino Superior

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSSUNTOS JURÍDICOS

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSSUNTOS JURÍDICOS DECRETO N o 525, DE 11 DE JULHO DE 2013. Regulamenta a utilização de veículos oficiais pela administração direta e indireta do Município de Palmas. O PREFEITO DE PALMAS, no uso de suas atribuições que

Leia mais

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA NORMAS DE USO I - DA NATUREZA (da finalidade) art 1 - O Laboratório caracteriza-se por sua natureza didático-pedagógica, servindo de complemento aos

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DE ALUGUEL E USO DE QUADRA HELP GESTION COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA SPACEBALL

REGULAMENTO INTERNO DE ALUGUEL E USO DE QUADRA HELP GESTION COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA SPACEBALL REGULAMENTO INTERNO DE ALUGUEL E USO DE QUADRA HELP GESTION COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA SPACEBALL A HELP GESTION COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA, denominada SPACEBALL, é um Centro Esportivo destinado à prática de

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA UNIESP Unidade de Marília

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA UNIESP Unidade de Marília REGULAMENTO DA BIBLIOTECA UNIESP Unidade de Marília I MISSÃO Disseminar a informação de forma a apoiar as atividades de ensino, pesquisa e extensão. II DA INSCRIÇÃO Art. 1º Todos os alunos, docentes e

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DA BAHIA CAMPUS JACOBINA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DA BAHIA CAMPUS JACOBINA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA -BA REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO GINÁSIO POLIESPORTIVO DO SEÇÃO I FINALIDADE Art. 1º. Este documento tem por objetivo regulamentar a forma de

Leia mais

REGULAMENTO UNIDADE PAULISTA ATENÇÃO:

REGULAMENTO UNIDADE PAULISTA ATENÇÃO: REGULAMENTO UNIDADE PAULISTA ATENÇÃO: 1) Este regulamento SÓ se aplica aos contratos celebrados na unidade Paulista, por alunos matriculados nos cursos preparatórios para concursos públicos semestrais

Leia mais

O CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DE PERNAMBUCO, no uso das atribuições que lhe confere o Artigo 10 da Lei nº 5.

O CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DE PERNAMBUCO, no uso das atribuições que lhe confere o Artigo 10 da Lei nº 5. Resolução nº 007, de 27 de maio de 2015 Disciplina a cessão e locação do auditório e das salas de treinamento destinados à eventos e reuniões na sede do CRMV-PE O CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA

Leia mais

Festas do Barreiro 2015. Normas de Funcionamento da Mostra Empresarial e Institucional

Festas do Barreiro 2015. Normas de Funcionamento da Mostra Empresarial e Institucional Festas do Barreiro 2015 Normas de Funcionamento da Mostra Empresarial e Institucional As presentes normas de funcionamento dispõem sobre as regras da Mostra Empresarial e Institucional 2015, adiante designada

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO SINDICATO DOS SERVIDORES DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE RONDÔNIA

REGIMENTO INTERNO DO SINDICATO DOS SERVIDORES DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE RONDÔNIA REGIMENTO INTERNO DO SINDICATO DOS SERVIDORES DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE RONDÔNIA I DOS ASSOCIADOS I.a Disposições Gerais I.b Das Carteiras Sociais e Convites I.c Dos Direitos I.d Dos deveres dos

Leia mais

TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM 40, DE 07 DE NOVEMBRO DE 1984, COM ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM 45/85, 54/86, 224/94 E 441/06

TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM 40, DE 07 DE NOVEMBRO DE 1984, COM ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM 45/85, 54/86, 224/94 E 441/06 TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM N o 40, DE 07 DE NOVEMBRO DE 1984, COM ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM N os 45/85, 54/86, 224/94 E 441/06. Dispõe sobre a Constituição de funcionamento de Clubes

Leia mais

REGULAMENTO DOS CLUBES SOCIAIS

REGULAMENTO DOS CLUBES SOCIAIS REGULAMENTO DOS CLUBES SOCIAIS DA ASFEB A Diretoria Executiva, no uso de suas atribuições, com fulcro no artigo 31, inciso VI do Estatuto Social, após a devida aprovação do Conselho Deliberativo, nos termos

Leia mais

EXTRATO DO CONTRATO DE REPRESENTANTE DE SEGUROS

EXTRATO DO CONTRATO DE REPRESENTANTE DE SEGUROS EXTRATO DO CONTRATO DE REPRESENTANTE DE SEGUROS TOKIO MARINE SEGURADORA S.A., inscrita no CNPJ sob o número 33.164.021/0001-00 pessoa jurídica de direito privado com sede na Rua Sampaio Viana, 44 - Paraíso,

Leia mais

CLUBE DO TOPÁZIO CASA DE CAMPO DO FARMACÊUTICO

CLUBE DO TOPÁZIO CASA DE CAMPO DO FARMACÊUTICO CLUBE DO TOPÁZIO CASA DE CAMPO DO FARMACÊUTICO Rua João Ferreira da Silva, 1900, Bairro Paraúna, Belo Horizonte Minas Gerais Regimento Interno do Clube Topázio Casa de Campo do Farmacêutico Belo Horizonte

Leia mais

Capítulo II DOS USUÁRIOS REGULARES E EVENTUAIS

Capítulo II DOS USUÁRIOS REGULARES E EVENTUAIS RESOLUÇÃO DA VRG Nº 03/2008 DISPÕE SOBRE O SERVIÇO DE ATENDIMENTO E FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA MARIO OSORIO MARQUES DA UNIVERSIDADE REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL -

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA LE LIS BLANC DEUX COMÉRCIO E CONFECÇÕES DE ROUPAS S.A. I. PROPÓSITO

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA LE LIS BLANC DEUX COMÉRCIO E CONFECÇÕES DE ROUPAS S.A. I. PROPÓSITO POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA LE LIS BLANC DEUX COMÉRCIO E CONFECÇÕES DE ROUPAS S.A. I. PROPÓSITO Este Manual visa a consolidar as regras e procedimentos que devem ser observados

Leia mais

I - Proposto: pessoa que viaja e presta contas da viagem realizada;

I - Proposto: pessoa que viaja e presta contas da viagem realizada; 1 PORTARIA MEC 403/2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 403, DE 23 DE ABRIL DE 2009 Dispõe sobre a solicitação, autorização, concessão e prestação de contas de diárias, passagens

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DE RESERVAS

REGULAMENTO GERAL DE RESERVAS REGULAMENTO GERAL DE RESERVAS A diretoria do Candeias Esporte, Lazer e Recreação usando das atribuições conferidas pelo Estatuto Social, (art. 91 alínea b), institui o presente "Regulamento Geral de Reservas",

Leia mais

ASSUNTO: REGULAMENTA O USO DE ADESIVOS DE IDENTIFICAÇÃO DOS VEÍCULOS DE CONDÔMINOS

ASSUNTO: REGULAMENTA O USO DE ADESIVOS DE IDENTIFICAÇÃO DOS VEÍCULOS DE CONDÔMINOS CIRCULAR Nº 003/2015 Curitiba, 05/06/2015. ASSUNTO: REGULAMENTA O USO DE ADESIVOS DE IDENTIFICAÇÃO DOS VEÍCULOS DE CONDÔMINOS A Síndica do Condomínio Le Jardin Residencial, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

REGULAMENTO DE USO DOS LABORATÓRIOS TÍTULO I

REGULAMENTO DE USO DOS LABORATÓRIOS TÍTULO I REGULAMENTO DE USO DOS LABORATÓRIOS TÍTULO I DAS NORMAS E SEUS FINS Dos Objetivos Art. 1º. O presente regulamento estabelece normas para utilização dos Laboratórios da Faculdade Catuai, visando um melhor

Leia mais

Aprovada na Reunião do Conselho de Administração de 10.05.2012. Sumário

Aprovada na Reunião do Conselho de Administração de 10.05.2012. Sumário POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES Aprovada na Reunião do Conselho de Administração de 10.05.2012 Sumário I. Finalidade... 3 II. Abrangência... 3 III. Divulgação de Informação

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA

REGIMENTO INTERNO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA REGIMENTO INTERNO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA "Este regulamento visa melhorar o aproveitamento dos recursos computacionais dos Laboratórios de Informática, satisfazendo ao máximo as necessidades de seus

Leia mais

Universidade Federal de Itajubá - Unifei Campus de Itabira

Universidade Federal de Itajubá - Unifei Campus de Itabira Revisão: 001 Página 1 de 7 Dispõe sobre conjunto de regras relativas à concessão do direito de uso dos espaços de convivência vinculados à Diretoria de Infraestrutura, da Universidade Federal de Itajubá

Leia mais

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES 2 I. Finalidade A presente Política de Divulgação de Informações e de Negociação de Ações tem como finalidade estabelecer as práticas de divulgação

Leia mais

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES LOCADOR: Obra24horas Soluções Web para Engenharia Ltda., com sede na Rua Formosa, 75 1º andar

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 13/2013

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 13/2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 13/2013 Regulamenta o processo de implementação e avaliação da flexibilização para ajuste de jornada de trabalho

Leia mais

REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA

REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA Departamento: Tecnologia da Informação Faculdade Adventista da Bahia 1 P á g i n a Normas de Utilização dos Laboratórios de Informática Da Faculdade Adventista

Leia mais

PORTARIA Nº 15, DE 08 DE MARÇO DE 2007.

PORTARIA Nº 15, DE 08 DE MARÇO DE 2007. PORTARIA Nº 15, DE 08 DE MARÇO DE 2007. Regulamenta o uso dos veículos da frota oficial e estabelece normas gerais sobre as atividades de transporte de usuários da FHDSS-Unesp. O Diretor da Faculdade de

Leia mais

CONTROLE DE ACESSO DE PESSOAS E VEÍCULOS

CONTROLE DE ACESSO DE PESSOAS E VEÍCULOS CONTROLE DE ACESSO DE PESSOAS E VEÍCULOS Procedimentos 1. Introdução Este documento visa regulamentar o controle de acesso e permanência de pessoas e veículos nas dependências dos Órgãos da SECRETARIA

Leia mais

PRIMEIRA ALTERAÇÃO DO ESTATUTO DA ARESMUM- ASSOCIAÇÃO RECREATIVA E ESPORTIVA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MAMBORÊ PARANÁ CAPÍTULO I

PRIMEIRA ALTERAÇÃO DO ESTATUTO DA ARESMUM- ASSOCIAÇÃO RECREATIVA E ESPORTIVA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MAMBORÊ PARANÁ CAPÍTULO I PRIMEIRA ALTERAÇÃO DO ESTATUTO DA ARESMUM- ASSOCIAÇÃO RECREATIVA E ESPORTIVA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MAMBORÊ PARANÁ CAPÍTULO I DA FUNDAÇÃO, DENOMINAÇÃO E FINALIDADES Artigo 1º - A Associação Recreativa

Leia mais

EXTRATO DE CONTRATO PARA REPRESENTAÇÃO DE SEGUROS CUMULADO COM CORRESPONDENTE DE MICROSSEGURO

EXTRATO DE CONTRATO PARA REPRESENTAÇÃO DE SEGUROS CUMULADO COM CORRESPONDENTE DE MICROSSEGURO EXTRATO DE CONTRATO PARA REPRESENTAÇÃO DE SEGUROS CUMULADO COM CORRESPONDENTE DE MICROSSEGURO TOKIO MARINE SEGURADORA S.A., inscrita no CNPJ sob o número 33.164.021/0001-00 pessoa jurídica de direito privado

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 019/08 Processo nº 5935/0/ Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO DE TERMINAIS DE AUTO ATENDIMENTO Pelo

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA FORNO DE MINAS ALIMENTOS S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA FORNO DE MINAS ALIMENTOS S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA FORNO DE MINAS ALIMENTOS S.A. 1 PROPÓSITO A presente Política de Negociação de Valores Mobiliários tem como propósito estabelecer regras para

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO Autarquia Municipal ANEXO ÚNICO

FACULDADE DE DIREITO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO Autarquia Municipal ANEXO ÚNICO ANEXO ÚNICO REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DE DIREITO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO AUTARQUIA MUNICIPAL 1. ACERVO DA BIBLIOTECA 1.1 A Biblioteca da Faculdade de Direito São Bernardo do Campo é dotada

Leia mais

Arena Porto-Alegrense S.A Av. Padre Leopoldo Brentano, 110 Bairro Humaitá 90250-590 Porto Alegre - RS Fone:+ 55 51 3019.1903

Arena Porto-Alegrense S.A Av. Padre Leopoldo Brentano, 110 Bairro Humaitá 90250-590 Porto Alegre - RS Fone:+ 55 51 3019.1903 REGULAMENTO DE USO DOS CAMAROTES DA ARENA DO GRÊMIO Este Regulamento de Uso estabelece as diretrizes e as regras de funcionamento dos Camarotes da Arena do Grêmio, sujeitando aqueles que não o observarem

Leia mais

REGULAMENTO UNIFICADO DAS BIBLIOTECAS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO UNIFICADO DAS BIBLIOTECAS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO DIRETORIA DE GESTÃO E APOIO AO ENSINO REGULAMENTO UNIFICADO DAS BIBLIOTECAS

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS DE ALEGRE PORTARIA Nº. 358, DE 12 DE SETEMBRO DE 2014.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS DE ALEGRE PORTARIA Nº. 358, DE 12 DE SETEMBRO DE 2014. CAMPUS DE ALEGRE PORTARIA Nº. 358, DE 12 DE SETEMBRO DE 2014. A DIRETORA-GERAL DO CAMPUS DE ALEGRE, no uso de suas atribuições legais e tendo em vista Processo nº 23149.001263/2014-61, resolve: Homologar

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A. ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO E PRINCÍPIOS GERAIS 2. DEFINIÇÕES 3. OBJETIVOS E ABRANGÊNCIA 4. PERÍODO DE VEDAÇÕES ÀS NEGOCIAÇÕES 5. AUTORIZAÇÃO

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DE USO DO

REGIMENTO INTERNO DE USO DO REGIMENTO INTERNO DE USO DO ANHEMBI TÊNIS CLUBE CAPÍTULO I DA FREQUÊNCIA E DA PERMANÊNCIA NA SEDE Art. 1º. Este regulamento trata da frequência, permanência e desenvolvimento de atividades esportivas,

Leia mais

REGULAMENTO PARA FUNCIONAMENTO E UTILIZAÇÃO DOS CENTROS DE LAZER DA FUNDAÇÃO ASSEFAZ

REGULAMENTO PARA FUNCIONAMENTO E UTILIZAÇÃO DOS CENTROS DE LAZER DA FUNDAÇÃO ASSEFAZ Anexo nº 01 à Decisão Presidente Nº 026/07. REGULAMENTO PARA FUNCIONAMENTO E UTILIZAÇÃO DOS CENTROS DE LAZER DA FUNDAÇÃO ASSEFAZ DA FINALIDADE 1- Este Regulamento tem por objetivo estabelecer normas básicas

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 1, DE 8 DE JULHO DE 2002 (*)

RESOLUÇÃO N o 1, DE 8 DE JULHO DE 2002 (*) MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO DE GESTÃO DO PATRIMÔNIO GENÉTICO RESOLUÇÃO N o 1, DE 8 DE JULHO DE 2002 (*) Estabelece procedimentos para a remessa, temporária ou definitiva, de amostra de componente

Leia mais

REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS DE COMPUTAÇÃO

REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS DE COMPUTAÇÃO I. APRESENTAÇÃO O presente documento trata da regulamentação de acesso, permanência e uso dos Laboratórios de Computação vinculados ao Curso de Bacharelado em Ciência da Computação (BCC) do Campus Jataí

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 01/2013 CONCECERES

RESOLUÇÃO Nº 01/2013 CONCECERES RESOLUÇÃO Nº 01/2013 CONCECERES Dispõe sobre o Regimento Interno do Laboratório de Cultivo e Biotecnologia de Algas LCBA, do Centro de Educação Superior da Região Sul - CERES. O Presidente do Conselho

Leia mais

SINERGIA SISTEMA DE ENSINO LTDA FACULDADE SINERGIA Portaria Recredenciamento MEC nº 1.424 D.O.U, de 10/10/2011.

SINERGIA SISTEMA DE ENSINO LTDA FACULDADE SINERGIA Portaria Recredenciamento MEC nº 1.424 D.O.U, de 10/10/2011. REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS Art. 1º O laboratório de Informática constitui-se em espaço de apoio técnico pedagógico da Faculdade Sinergia. Art. 2º O Laboratório

Leia mais

REGULAMENTO PARA O USO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA

REGULAMENTO PARA O USO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA REGULAMENTO PARA O USO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA RESOLUÇÃO FACULDADE UNEB - DirGeral nº2/2011 T Í T U L O I DAS NORMAS E SEUS FINS Dos Objetivos Art. 1º. O presente regulamento estabelece normas

Leia mais

REGULAMENTO DO FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA FACULDADE DOM BOSCO DE UBIRATÃ

REGULAMENTO DO FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA FACULDADE DOM BOSCO DE UBIRATÃ REGULAMENTO DO FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA FACULDADE DOM BOSCO DE UBIRATÃ UBIRATÃ - PR 2013 REGULAMENTO DO FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA CAPÍTULO I DA BIBLIOTECA: DIRETRIZES GERAIS Art.1º- A Biblioteca apóia

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 007, de 22 de novembro de 2004. Aprova Regimento Interno do Serviço de Psicologia Aplicada SPA da UFSJ.

RESOLUÇÃO N o 007, de 22 de novembro de 2004. Aprova Regimento Interno do Serviço de Psicologia Aplicada SPA da UFSJ. CONSU UFSJ Aprovado em 22/11/2001 RESOLUÇÃO N o 007, de 22 de novembro de 2004. Aprova Regimento Interno do Serviço de Psicologia Aplicada SPA da UFSJ. O PRESIDENTE DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Contrato nº 081/2007 Fls.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Contrato nº 081/2007 Fls. Contrato nº 081/2007 Fls. 1 MINUTA TERMO DE CONTRATO Convite de Preços n.º 081/07 Processo n.º 11784/05 Objeto: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE DESCUPINIZAÇÃO DO PREDIO E ACERVO DO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 13, DE 08 DE MAIO DE 2014.

RESOLUÇÃO Nº 13, DE 08 DE MAIO DE 2014. RESOLUÇÃO Nº 13, DE 08 DE MAIO DE 2014. Estabelece as diretrizes e os critérios para requerimento e obtenção de outorga do direito de uso dos recursos hídricos por meio de caminhão-pipa em corpos de água

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO N o 615, DE 6 NOVEMBRO DE 2002 (*) Vide alterações e inclusões no final do texto. Aprova o modelo do Contrato de Prestação de Serviço Público de Energia

Leia mais

Telecomunicações de São Paulo S/A

Telecomunicações de São Paulo S/A INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE USO DA RELAÇÃO DE ASSINANTES No. M O D E L O A Telecomunicações de São Paulo S/A - TELESP, sociedade constituída sob as leis brasileiras, com sede na Capital do Estado

Leia mais

Regulamento do Espaço Internet de Condeixa-a-Nova

Regulamento do Espaço Internet de Condeixa-a-Nova MUNICÍPIO DE CONDEIXA-A- Regulamento do Espaço Internet de Condeixa-a-Nova Preâmbulo A Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova constituiu um Espaço Internet no município, ao abrigo do programa operacional

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA ANSEF/RJ

REGIMENTO INTERNO DA ANSEF/RJ REGIMENTO INTERNO DA ANSEF/RJ I - DOS ASPECTOS LEGAIS Art. 1º - A ANSEF/RJ reger-se-á pelo seu ESTATUTO e por este REGIMENTO INTERNO. Art. 2º - O presente Regimento Interno tem por fim estabelecer normas,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO URBANO CAPÍTULO I DA NATUREZA, COMPOSIÇÃO E ORGANIZAÇÃO

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO URBANO CAPÍTULO I DA NATUREZA, COMPOSIÇÃO E ORGANIZAÇÃO REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO URBANO CAPÍTULO I DA NATUREZA, COMPOSIÇÃO E ORGANIZAÇÃO Art. 1º - O Conselho Municipal de Planejamento Urbano, criado pela Lei Complementar nº 510,

Leia mais

29) CONTRATO DE LOCAÇÃO DE QUARTO POR TEMPORADA. Pelo presente instrumento particular de um lado,...,

29) CONTRATO DE LOCAÇÃO DE QUARTO POR TEMPORADA. Pelo presente instrumento particular de um lado,..., 29) CONTRATO DE LOCAÇÃO DE QUARTO POR TEMPORADA Pelo presente instrumento particular de um lado,..., brasileira, solteira, professora universitária, inscrita no CPF sob o n...., residente e domiciliada

Leia mais

REGIMENTO INTERNO. CAPÍTULO I Da Aplicação

REGIMENTO INTERNO. CAPÍTULO I Da Aplicação SOCIEDADE AMIGOS DO CURIÓ (SAC) Fundada em 23 de julho de 1980 Rua Prof. Osmarino de Deus Cardoso, 101 CEP 88.036-598 Trindade Florianópolis SC CNPJ 75.329.243/0001-71 www.sacurio.com.br / saccurio@brturbo.com.br

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº 539, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2013

INSTRUÇÃO CVM Nº 539, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2013 INSTRUÇÃO CVM Nº 539, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2013 Dispõe sobre o dever de verificação da adequação dos produtos, serviços e operações ao perfil do cliente. O PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DA COMISSÃO DE VALORES

Leia mais

CONTRATO DE ADMINISTRAÇÃO DE BENS IMÓVEIS QUADRO RESUMO

CONTRATO DE ADMINISTRAÇÃO DE BENS IMÓVEIS QUADRO RESUMO CONTRATO DE ADMINISTRAÇÃO DE BENS IMÓVEIS QUADRO RESUMO CONTRATADA/ADMINISTRADORA: HB IMOBILIÁRIA LTDA., estabelecida na Avenida Hermes Fontes, nº 1950, Luzia, Aracaju, Sergipe, CEP: 49045-760, inscrita

Leia mais

L E I n º 5 3 9 / 2 0 1 2 d e 0 6 d e j u l h o d e 2 0 1 2.

L E I n º 5 3 9 / 2 0 1 2 d e 0 6 d e j u l h o d e 2 0 1 2. L E I n º 5 3 9 / 2 0 1 2 d e 0 6 d e j u l h o d e 2 0 1 2. Disciplina o serviço de transporte de passageiros em veículos de aluguel (táxi). A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE ITAQUIRAÍ, ESTADO DE MATO GROSSO

Leia mais

Resolução nº 194 RESOLUÇÃO Nº 194-ANTAQ, DE 16 DE FEVEREIRO DE 2004.

Resolução nº 194 RESOLUÇÃO Nº 194-ANTAQ, DE 16 DE FEVEREIRO DE 2004. RESOLUÇÃO Nº 194-ANTAQ, DE 16 DE FEVEREIRO DE 2004. APROVA A NORMA PARA A HOMOLOGAÇÃO DE ACORDO OPERACIONAL ENTRE EMPRESAS BRASILEIRAS E ESTRANGEIRAS DE NAVEGAÇÃO PARA TROCA DE ESPAÇOS NO TRANSPORTE MARÍTIMO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça Revogado pela Portaria STJ n. 417 de 24 de outubro de 2012 PORTARIA N. 329 DE 19 DE OUTUBRO DE 2011. Dispõe sobre o controle de acesso, circulação e permanência de pessoas no Superior Tribunal de Justiça.

Leia mais

Regulamento dos Laboratórios de Informática da Faculdade Arthur Thomas REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA DA FACULDADE ARTHUR THOMAS

Regulamento dos Laboratórios de Informática da Faculdade Arthur Thomas REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA DA FACULDADE ARTHUR THOMAS REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA DA FACULDADE ARTHUR THOMAS TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS Art. 1º. Os Laboratórios de Informática visam atender: I. alunos dos cursos, das áreas de Graduação,

Leia mais

Regulamento Interno da Biblioteca do Instituto Superior do Ministério Público RJ

Regulamento Interno da Biblioteca do Instituto Superior do Ministério Público RJ Regulamento Interno da Biblioteca do Instituto Superior do Ministério Público RJ CAPÍTULO I DO OBJETIVO Art. 1º Este regulamento tem como objetivo definir normas para prestação e utilização dos serviços

Leia mais

Rua Engenheiro Niepce da Silva, 144, Portão, Curitiba PR, 80610-280 www.lejardinresidencial.com administrativo@lejardinresidencial.

Rua Engenheiro Niepce da Silva, 144, Portão, Curitiba PR, 80610-280 www.lejardinresidencial.com administrativo@lejardinresidencial. CIRCULAR Nº 003/2014 DATA: 15 de dezembro de 2014 ASSUNTO: LIBERAÇÃO, em caráter provisório, de parte das áreas comuns do condomínio, que foram aprovadas e recebidas da Cyrela. A Síndica do Condomínio

Leia mais

Central de Atendimento: (11) 3292-6100

Central de Atendimento: (11) 3292-6100 Manual das Normas para uso da Colônia de Férias do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Artefatos de Borracha, Pneumáticos e Afins da Grande São Paulo e Região Uma publicação do Sindicato dos

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa DECRETO Nº 49.377, DE 16 DE JULHO DE 2012. (publicado no DOE n.º 137, de 17 de julho de 2012) Institui o Programa

Leia mais