A IMPORTÂNCIA DO SIG PARA AS EMPRESAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A IMPORTÂNCIA DO SIG PARA AS EMPRESAS"
  • 2 Há anos
  • Visualizações:

Transcrição

1 A IMPORTÂNCIA DO SIG PARA AS EMPRESAS DIEGO FELIPE BORGES DE AMORIM Servidor Público (FGTAS), Bacharel em Administração (FAE), Especialista em Gestão de Negócios (ULBRA) e pós graduando em Consultoria e Planejamento Empresarial (UCAM) Artigo publicado em 13 de outubro de N o mundo globalizado em que vivemos, onde a competitividade é acirrada entre todos os setores da economia e as empresas que formam esse cenário econômico e social buscam alguma forma que as permitam sobreviver e prosperar, torna-se fundamental dispor de meios que permitam aos gestores tomarem as atitudes necessárias para o alcance dos objetivos da organização, visando resultados positivos em termos de lucro. Lendo um artigo que falava sobre o impacto das tecnologias nos negócios, executivos de todas as partes do mundo foram unânimes em dizer que os desafios mais relevantes para as organizações nos próximos cinco anos eram adequar as informações, utilizando-as as de forma acertada quando da tomada de decisão. Ou seja, muitas empresas que encontram-se em dificuldades certamente não estão realizando os esforços necessários para responderem estrategicamente ao novo cenário mundial. Isso significa que a criação de valor para as empresas passará pela associação do uso efetivo das novas tecnologias e de novas estratégias para enfrentar a dinâmica da globalização. Nesse sentido, o SIG (Sistemas de Informações Gerenciais) pode oferecer os subsídios necessários para o enfrentamento dos desafios presentes e futuros que impactam as organizações. Ele oferece muitas vantagens para as organizações, sendo a busca por resultados o vetor principal de sua CRARS existência. Deve ser implantado de cima para baixo na hierarquia organizacional, estratégica, tática e operacionalmente. Para sua implementação, exige competências técnicas daqueles que o utilizem para sua correta manipulação. A partir de um plano mestre, posicionando habilidades inerentes as atividades, identificando necessidades e tomando ações pertinentes a cada situação decorrente da organização. O SIG deve ser entendido e estendido à todos, sempre com o apoio da alta direção, valorizando o fator humano através de indicadores que evidenciem informações adequadas e atualizadas constantemente que permitam um adequado plano de ação para atuar nas não conformidades. Nas fases do processo decisório, ele relaciona o custo- benefício e fortalece todos os setores da organização através do apoio generalizado de todos na busca dos objetivos da empresa. Assim, o SIG mostra-se essencial por condicionar os meios necessários para a correta interpretação dos dados dos diversos setores da organização, compilando e transformando fragmentos em informações sólidas e úteis que geram conhecimento dos fatos e possibilitam uma adequada interpretação, calibrando a forma de decidir sobre determinado evento ou situação, permitindo a eficiência organizacional. 1

O Profissional de Secretariado e sua Identidade. Bernadete Lieuthier Presidente da FENASSEC

O Profissional de Secretariado e sua Identidade. Bernadete Lieuthier Presidente da FENASSEC O Profissional de Secretariado e sua Identidade Bernadete Lieuthier Presidente da FENASSEC Identidade do Profissional de Secretariado Assessor = viabilizador Gestor = intermediador Empreendedor = visão

Leia mais

Sistemas de informação aula 03

Sistemas de informação aula 03 Sistemas de informação aula 03 Sistemas? Informação ou conhecimento Informação Conjunto de procedimentos organizados que quando executados provem informação de suporte a organização [amaral-1994] Conhecimento

Leia mais

Modelo Geral do SIG 18/11/2014. Componentes, condicionantes, níveis de influência e abrangência do SIG

Modelo Geral do SIG 18/11/2014. Componentes, condicionantes, níveis de influência e abrangência do SIG Prof. William C. Rodrigues Copyright 2014. Todos direitos reservados. Componentes, condicionantes, níveis de influência e abrangência do SIG Modelo Geral do SIG Planejamentos Fator Humano SIG Estrutura

Leia mais

Depoimentos de executivos, xix. Prefácio, xxix. Estrutura do livro, xxxv

Depoimentos de executivos, xix. Prefácio, xxix. Estrutura do livro, xxxv Depoimentos de executivos, xix Prefácio, xxix Estrutura do livro, xxxv 1 Conceitos de planejamento e de sistema, 1 1.1 Introdução, 3 1.2 Conceituação de planejamento, 3 1.3 Princípios do planejamento,

Leia mais

Palestra Virtual Como Fazer um Planejamento Estratégico. Maicon Putti Consultor Empresarial CRA/PR 19270

Palestra Virtual Como Fazer um Planejamento Estratégico. Maicon Putti Consultor Empresarial CRA/PR 19270 Palestra Virtual Como Fazer um Planejamento Estratégico Maicon Putti Consultor Empresarial CRA/PR 19270 Definição Planejamento Estratégico Podemos definir planejamento estratégico como o método pelo qual

Leia mais

Prefeitura Municipal de São Gonçalo dos Campos publica:

Prefeitura Municipal de São Gonçalo dos Campos publica: Terça-feira 3 de Fevereiro de 205 Ano VII Nº 820 Prefeitura Municipal de São Gonçalo dos Campos publica: Portaria Nº 09/205, de 02 de Fevereiro de 205 Portaria Nº 020/205, de 03 de Fevereiro de 205 Portaria

Leia mais

MARKETING POLÍTICO. Tendências, inovação e práticas de sucesso na gestão estratégica de marketing político e eleitoral

MARKETING POLÍTICO. Tendências, inovação e práticas de sucesso na gestão estratégica de marketing político e eleitoral MARKETING POLÍTICO Tendências, inovação e práticas de sucesso na gestão estratégica de marketing político e eleitoral CONHEÇA AS FERRAMENTAS DO NOVO MARKETING POLÍTICO E DE CAMPANHAS ELEITORAIS Nesse curso,

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO AULA 2. Classificação dos Sistemas de Informação. professor Luciano Roberto Rocha.

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO AULA 2. Classificação dos Sistemas de Informação. professor Luciano Roberto Rocha. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO AULA 2 Classificação dos Sistemas de Informação professor Luciano Roberto Rocha www.lrocha.com.br SISTEMA DE INFORMAÇÃO É um sistema seja ele automatizado ou manual, que abrange

Leia mais

Conjunto de elementos interdependentes, ou um todo organizado, ou partes que interagem, formando um todo unitário e complexo

Conjunto de elementos interdependentes, ou um todo organizado, ou partes que interagem, formando um todo unitário e complexo Sistemas de Informações Gerenciais A Empresa e os Sistemas de Informação Conceito de Sistemas Conjunto de elementos interdependentes, ou um todo organizado, ou partes que interagem, formando um todo unitário

Leia mais

PROCESSOS ADMINISTRATIVOS

PROCESSOS ADMINISTRATIVOS PROCESSOS ADMINISTRATIVOS Profª. Ms. Ana Carolina Marini ana.figueira@anhanguera.com DOCENTE Experiência - 13 anos docência - Consultorias - Desenvolvimento de projetos Bacharel em Turismo com ênfase em

Leia mais

Disciplina:OS&M Prof Ms Keilla Lopes Assunto: ORGANIZAÇÃO ( Estrutura Organizacional) AULA 4 II parte

Disciplina:OS&M Prof Ms Keilla Lopes Assunto: ORGANIZAÇÃO ( Estrutura Organizacional) AULA 4 II parte Disciplina:OS&M Prof Ms Keilla Lopes Assunto: ORGANIZAÇÃO ( Estrutura Organizacional) AULA 4 II parte MONTAGEM DE UMA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL ESTRUTURA ORGANIZACIONAL 1. COMPONENTES 2. CONDICIONANTES

Leia mais

Administração Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Administração Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Administração Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Cronograma das Aulas. Hoje você está na aula Semana Tema 01 Apresentação do PEA. Fundamentos

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO ANDRE GUSTAVO M. DOS SANTOS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA SILIMED LTDA. ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DE SILICONE NO ESTADO DO

Leia mais

ESCOLA UNESP DE LIDERANÇA E GESTÃO CHEFES DE DEPARTAMENTO. Programa. O papel dos Departamentos e seus Gestores na Universidade Pública Brasileira

ESCOLA UNESP DE LIDERANÇA E GESTÃO CHEFES DE DEPARTAMENTO. Programa. O papel dos Departamentos e seus Gestores na Universidade Pública Brasileira ESCOLA UNESP DE LIDERANÇA E GESTÃO CHEFES DE DEPARTAMENTO Programa Data: 25 a 27 de novembro/2013 Local: São José dos Campos, Hotel Nacional Inn Público-alvo: Chefes de Departamento O papel dos Departamentos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS DEPTO. DE DESENVOLVIMENTO DE GESTÃO DE PESSOAS DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO COMUNICADO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS DEPTO. DE DESENVOLVIMENTO DE GESTÃO DE PESSOAS DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO COMUNICADO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS DEPTO. DE DESENVOLVIMENTO DE GESTÃO DE PESSOAS DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO COMUNICADO A PRÓ-REITORA DE RECURSOS HUMANOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

Tendências na área de Recursos Humanos

Tendências na área de Recursos Humanos Tendências na área de Recursos Humanos Confira a 6ª edição do maior censo de Recursos Humanos, realizado pelo RH Portal em 2016. Veja o que os profissionais estão falando sobre a realidade do RH no mercado

Leia mais

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE FISCAIS DE CONTRATOS

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE FISCAIS DE CONTRATOS FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE FISCAIS DE CONTRATOS 1 DGCC Pró-Reitoria de Assuntos Financeiros (PROAF) Assessoria Secretaria Coord. Geral de Contabilidade (COGC) Sub. Coord. de Contabilidade (SCCONT) Coord.

Leia mais

Projecto de Laboratório de Computadores

Projecto de Laboratório de Computadores Projecto de Laboratório de Computadores 2016-2017 Hélder P. Oliveira, Luís Torgo, Rogério Reis DCC@FCUP 1 Introdução O objetivo deste projeto é o desenvolvimento de um sistema de controlo de um supermercado,

Leia mais

Teoria da Contabilidade (aula 4) Prof. Dr. Felipe Ramos

Teoria da Contabilidade (aula 4) Prof. Dr. Felipe Ramos Teoria da Contabilidade (aula 4) Prof. Dr. Felipe Ramos Com base na aula 2 e na situação problema... O propósito inicial da contabilidade foi a de atender as necessidade do gestor/proprietário de tomar

Leia mais

TIPOLOGIA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

TIPOLOGIA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SIG X SAD Prof. Robson Almeida TIPOS DE DECISÃO *Estruturada são aquelas repetitivas e rotineiras e envolvem um processo definido para lidar com elas de modo a não terem que ser tratadas a cada vez que

Leia mais

Currículos dos Cursos UFV SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGUE. COORDENADOR Odemir Vieira Baêta

Currículos dos Cursos UFV SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGUE. COORDENADOR Odemir Vieira Baêta 220 SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGUE COORDENADOR Odemir Vieira Baêta odemirbaeta@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2012 221 Bacharelado ATUAÇÃO O curso de Secretariado Executivo Trilíngue da UFV permite

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação O uso consciente da tecnologia para o gerenciamento Prof. Msc. Christien Lana Rachid Organização 1. Vínculo Administração-Tecnologia 2. Introdução a sistemas 3. Empresas e Sistemas

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCH UFV SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGUE. COORDENADORA Débora Carneiro Zuin

Currículos dos Cursos do CCH UFV SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGUE. COORDENADORA Débora Carneiro Zuin 484 SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGUE COORDENADORA Débora Carneiro Zuin dzuin@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2014 485 Português, Francês e Inglês ATUAÇÃO O curso de Secretariado Executivo Trilíngue da

Leia mais

Estatuto da Advocacia e a Ordem dos Advogados do Brasil

Estatuto da Advocacia e a Ordem dos Advogados do Brasil Estatuto da Advocacia e a Ordem dos Advogados do Brasil Lei nº 8.906, de 4-7-1994 Regulamento Geral do Estatuto da Advocacia e da OAB Código de Ética e Disciplina Atos Privativos dos Advogados Estágio

Leia mais

Apresentação de Serviço

Apresentação de Serviço Apresentação de Serviço Índice Apresentação de Serviço...2 Funcionalidades...3 Tarifário...5 Suporte Técnico à Instalação...5 Suporte Geral...6 1 APRESENTAÇÃO DE SERVIÇO O seu escritório na nuvem - esteja

Leia mais

GESTÃO DA MANUTENÇÃO 25

GESTÃO DA MANUTENÇÃO 25 25 CONFIABILIDADE É a capacidade de um item desempenhar uma função requerida sob condições especificadas, durante um intervalo de tempo. A Confiabilidade é a probabilidade de um item desempenhar uma função

Leia mais

Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Coordenação de Acompanhamento e Avaliação

Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Coordenação de Acompanhamento e Avaliação Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Coordenação de Acompanhamento e Avaliação PROPOSTA DE QUALIFICAÇÃO DO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA NO BRASIL Brasília, Junho/2004

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Turno: MANHÃ Período: 1 Unidade: NÚCLEO UNIV SÃO GABRIE 1670.1.00-5-Filosofia I 07:40 1670.1.00-5-Filosofia I 1763.1.01-9-Informática 1763.1.02-9-Informática 1763.1.03-9-Informática 1763.1.01-9-Informática

Leia mais

Informática e as Organizações

Informática e as Organizações Informática e as Organizações Prof. Gerson Volney Lagemann Tecnologia da Informação - TI A TI e seus emergentes recursos evoluíram muito nesses últimos 45 anos, Inovou na formação das pessoas e na gestão

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Lista de Exercícios 03. Luiz Leão

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Lista de Exercícios 03. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Exercício 01 É o sistema de informações desenvolvido para atender às necessidades do nível estratégico da corporação. auxilia a direção da corporação

Leia mais

Facebook.com/prof.marcelomarques ESTRUTURA LINEAR ESTRUTURA FUNCIONAL ESTRTURUA LINHA STAFF 1 ESTRUTURA LINEAR chefia como fonte exclusiva de autoridade. As ordens seguem por via hierárquica. Cada empregado

Leia mais

Sistemas de Informação Gerenciais

Sistemas de Informação Gerenciais Sistemas de Informação Gerenciais Seção 1.2 Conceitos e perspectivas em SI Seção 1.3 Classificação dos SI 1 EMPRESA E TECNOLOGIA 2 Contexto Já perceberam que as empresas no mundo moderno estão relacionadas

Leia mais

Pesquisa de Clima Organizacional

Pesquisa de Clima Organizacional Pesquisa de Clima Organizacional As pessoas representam alto investimento para as organizações. É evidente que o sucesso de um empreendimento não depende somente da competência dos gestores em reconhecer

Leia mais

SISTEMAS ORGANIZACIONAIS

SISTEMAS ORGANIZACIONAIS ESTRUTURAS ORGANIZACIONAIS; LIDERANÇAS; CONFLITOS E DESENVOLVIMENTO GERENCIAL Prof. Adalberto J. Tavares Vieira,Dr. TIPOLOGIA ORGANIZACIONAL Uma organização é um grupo humano, composto por especialistas

Leia mais

CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA - POLO SÃO LUÍS

CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA - POLO SÃO LUÍS UNIVERSIDADE CEUMA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CEAD CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA - POLO SÃO LUÍS 2016.1 MATRIZ CURRICULAR 2011.0 Turma

Leia mais

MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO. Uma visão. gestão organizacional.

MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO. Uma visão. gestão organizacional. MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO Uma visão sistêmica da gestão organizacional. FUNDAMENTOS DA EXCELÊNCIA Pensamento Sistêmico Aprendizado organizacional Cultura de inovação Liderança e constância de propósitos

Leia mais

O QUE É GVA - GERENCIAMENTO DE VALOR PARA O ACIONISTA - PARTE l

O QUE É GVA - GERENCIAMENTO DE VALOR PARA O ACIONISTA - PARTE l O QUE É GVA - GERENCIAMENTO DE VALOR PARA O Por que criar valor para o acionista? O que é o modelo GVA? O que é TSR - Total Shareholder Return? O cálculo do TSR. Autores: Francisco Cavalcante(f_c_a@uol.com.br)

Leia mais

NOVOS DESAFIOS DA COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL

NOVOS DESAFIOS DA COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL NOVOS DESAFIOS DA COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL Salvador, 2002 Mensagem não é aquilo que você disse. Mensagem é aquilo que o outro entendeu. anônimo Ouvir as Pessoas Nichols e Stevens,, 1957 4Em média, podemos

Leia mais

3. Balanced Scorecard. 3.1 Introdução

3. Balanced Scorecard. 3.1 Introdução 3. Balanced Scorecard 3.1 Introdução 1 Utilização do BSC 60% das empresas do Fortune1000 utilizava o BSC (Silk, 1998) 30% de 163 empresas inglesas de manufactura com vendas acima de 50 milhões implementaram

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL CONCEITOS BÁSICOS

ADMINISTRAÇÃO GERAL CONCEITOS BÁSICOS ADMINISTRAÇÃO GERAL CONCEITOS BÁSICOS Atualizado em 27/10/2015 CONCEITOS BÁSICOS Administração, em seu conceito tradicional, é definida como um conjunto de atividades, princípios, regras, normas que têm

Leia mais

DCASP Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público Prático e descomplicado

DCASP Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público Prático e descomplicado DCASP Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público Prático e descomplicado Realização: A CASP Online é uma entidade especializada em Contabilidade Aplicada ao Setor Público, em que a seriedade do

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS AGENTE/ASSISTENTE ADMINISTRATIVO - 14 QUESTÕES IBFC -

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS AGENTE/ASSISTENTE ADMINISTRATIVO - 14 QUESTÕES IBFC - CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS AGENTE/ASSISTENTE ADMINISTRATIVO - 14 QUESTÕES IBFC - O inteiro teor desta apostila está sujeito à proteção de direitos autorais. Copyright 2016 Loja do Concurseiro. Todos os

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Projeto Integrado Multidisciplinar VII e

UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Projeto Integrado Multidisciplinar VII e UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar VII e VIII Manual de orientações - PIM Cursos superiores de Tecnologia em: Recursos Humanos 1. Introdução Os Projetos

Leia mais

Assunto 2: Administração do Conhecimento

Assunto 2: Administração do Conhecimento Assunto 2: Administração do Conhecimento Objetivos do Capítulo Administração do Conhecimento 1. Explicar como os sistemas de administração do conhecimento podem ajudar na iniciativa de construir uma empresa

Leia mais

Administração Geral e Pública

Administração Geral e Pública Administração Geral e Pública (Bônus) Conceitos básicos de Administração 42min 52s (Bônus) Fundamentos das organizações 36min 3s A economia digital Cícero Marques 36min 31s A gestão das mudanças nas organizações

Leia mais

Diagnóstico Organizacional

Diagnóstico Organizacional Este conteúdo faz parte da série: Diagnóstico Empresarial Ver 4 posts dessa série Diagnóstico Organizacional O diagnóstico organizacional ou empresarial é uma ferramenta de gestão que serve para analisar

Leia mais

Trabalhadores dependentes

Trabalhadores dependentes Código dos Regimes Contributivos do Sistema Previdencial de Segurança Social - Principais alterações Trabalhadores dependentes Ana Duarte PwC Agenda 1. Base de incidência (novas componentes) 2. Taxas 3.

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE ORÇAMENTO

DESENVOLVIMENTO DE ORÇAMENTO DESENVOLVIMENTO DE ORÇAMENTO Orçamento empresarial Orçamento empresarial é representado pelo orçamento geral que, por sua vez, é composto pelos orçamentos específicos. O orçamento geral retrata a estratégia

Leia mais

Controlar seu fluxo de caixa não é tão simples assim. 7 Dicas rápidas sobre fluxo de caixa para gestores financeiros

Controlar seu fluxo de caixa não é tão simples assim. 7 Dicas rápidas sobre fluxo de caixa para gestores financeiros Controlar seu fluxo de caixa não é tão simples assim O fluxo de caixa é um dos demonstrativos mais importantes do dia a dia de trabalho de qualquer gestor financeiro. Além de fornecer informações essenciais

Leia mais

LIDERANÇA ORGANIZACIONAL PROFª ESP. ANA CARLA ALBUQUERQUE DA CUNHA MARINHO

LIDERANÇA ORGANIZACIONAL PROFª ESP. ANA CARLA ALBUQUERQUE DA CUNHA MARINHO LIDERANÇA ORGANIZACIONAL PROFª ESP. ANA CARLA ALBUQUERQUE DA CUNHA MARINHO Antes de Falar de liderança iremos relembrar as funções do Gestor em uma organização, pois elas são cruciais para um eficiente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UNIDADE ACADÊMICA DE SERRA TALHADA HORÁRIO DE AULAS SEMESTRE LETIVO:

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UNIDADE ACADÊMICA DE SERRA TALHADA HORÁRIO DE AULAS SEMESTRE LETIVO: Bacharelado em 1º ADMT5002 60h Andressa Pacífico Franco Quevedo ECON5001 Economia 60h SOCL5001 Sociologia 60h Paula Manuella Silva de Santana MATM5024 Matemática I 60h Renato Augusto Nascimento Santos

Leia mais

RELAÇÃO DE HORÁRIOS POR TURMA. Segunda Terça Quarta Quinta Sexta

RELAÇÃO DE HORÁRIOS POR TURMA. Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Turma: ADM11N - 20171 RESPONSABILIDADE SOCIAL E SUSTENTABILIDADE FUNDAMENTOS DE GESTÃO CENÁRIOS ECONÔMICOS I FUNDAMENTOS DE MARKETING RESPONSABILIDADE SOCIAL E SUSTENTABILIDADE FUNDAMENTOS DE GESTÃO CENÁRIOS

Leia mais

Objetivo Geral: Objetivos Específicos:

Objetivo Geral: Objetivos Específicos: Disciplina: Gestão e Organização do Trabalho Pedagógico Código da disciplina: EDU 339 Semestre de oferta da disciplina: 7º Faculdade responsável: Pedagogia Programa em vigência a partir de: 2015 Número

Leia mais

Currículo do Curso de Administração

Currículo do Curso de Administração Currículo do Curso de Administração Bacharelado ATUAÇÃO O Administrador é capacitado a gerir quaisquer tipos de recursos mediante o exercício do planejamento, da organização, da direção e do controle,

Leia mais

ÓTICA, ONDAS E ELETROMAGNETISMO CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DOS MATERIAIS

ÓTICA, ONDAS E ELETROMAGNETISMO CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DOS MATERIAIS ÓTICA, ONDAS E ELETROMAGNETISMO CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DOS MATERIAIS ESTATISTICA E PROBABILIDADE CALCULO DE DUAS VARIAVEIS CONTEÚDO ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN 2016.1 Arquitetura - Campus Mossoró) 3ª série

Leia mais

Currículos dos Cursos UFV ADMINISTRAÇÃO. COORDENADOR Gilberto Venâncio Luiz

Currículos dos Cursos UFV ADMINISTRAÇÃO. COORDENADOR Gilberto Venâncio Luiz 46 Currículos dos Cursos UFV ADMINISTRAÇÃO COORDENADOR Gilberto Venâncio Luiz gilberto.luiz@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2014 47 Bacharelado ATUAÇÃO O Administrador é capacitado a gerir recursos de

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA ESPECIAL DOS DIREITOS HUMANOS

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA ESPECIAL DOS DIREITOS HUMANOS PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA ESPECIAL DOS DIREITOS HUMANOS TERMO DE REFERÊNCIA OEI/BR08-006/SEDH/PR ATUALIZAÇÃO DE PROCESSOS POLÍTICOS E INSTITUCIONAIS PARA A IMPLANTAÇÃO DO PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

Leia mais

LISTA DE MORTOS POR POLICIAIS E ENCAPUZADOS (de 1 a 31 de janeiro de 2009)

LISTA DE MORTOS POR POLICIAIS E ENCAPUZADOS (de 1 a 31 de janeiro de 2009) LISTA DE MORTOS POR POLICIAIS E ENCAPUZADOS (de 1 a 31 de janeiro de 2009) Esta lista foi elaborada pela equipe do site OBSERVATÓRIO DAS VIOLÊNCIAS POLICIAIS-SP (www.ovp-sp.org) a partir de notícias de

Leia mais

Prefeitura Municipal de Conceição da Feira-BA

Prefeitura Municipal de Conceição da Feira-BA ANO. 2014 DO MUNICÍPIO DE CONCEIÇÃO DA FEIRA - BAHIA 1 A Prefeitura Municipal de Conceição da Feira, Estado Da Bahia Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR. PORTARIAS NºS 138/139/140/141/142/143/144/2014

Leia mais

FRAN 2º Semestre 2016

FRAN 2º Semestre 2016 FRAN 2º Semestre 2016 PROFESSORES FORMAÇÃO ACADÊMICA TITULAÇÃO Tempo de Registro 01 - Adriano Moreno Jardim Mestre em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional UNOESTE Especialização em Gestão Ambiental

Leia mais

EMPRESA MISSÃO VALORES

EMPRESA MISSÃO VALORES EMPRESA A Almeida Prado está há mais de 20 anos no mercado prestando assessoria contábil às Prefeituras, Câmaras e Autarquias dos municípios do Estado da Bahia. Especializada nas áreas de contabilidade

Leia mais

44.º Geoforum Utilização de Fotografia Aérea e Imagens de Satélite

44.º Geoforum Utilização de Fotografia Aérea e Imagens de Satélite Rua Julieta Ferrão, 10-10.ºA 1600-131 Lisboa Tel.: 21 781 66 40 Fax: 21 793 15 33 info@esri-portugal.pt www.esri-portugal.pt 44.º Geoforum Utilização de Fotografia Aérea e Imagens de Satélite Por favor,

Leia mais

Universidade Federal de Alfenas Departamento de Ciências Exatas Ciência da Computação Projeto de Estágio.

Universidade Federal de Alfenas Departamento de Ciências Exatas Ciência da Computação  Projeto de Estágio. Universidade Federal de Alfenas Departamento de Ciências Exatas Ciência da Computação www.bcc.unifal-mg.edu.br Projeto de Estágio Relatório Final Danilo Braga de Lima Projeto de estágio apresentado à UNIFAL-MG

Leia mais

PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO: PERCEPÇÃO DOS EMPRESÁRIOS E ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DE PEQUENO PORTE

PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO: PERCEPÇÃO DOS EMPRESÁRIOS E ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DE PEQUENO PORTE PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO: PERCEPÇÃO DOS EMPRESÁRIOS E ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DE PEQUENO PORTE Autores: Jeter LANG, Araceli GONÇALVES e Heloysa dos SANTOS Identificação autores: Coordenador do Projeto

Leia mais

Administração Interdisciplinar

Administração Interdisciplinar Administração Interdisciplinar 21/9/2015 Rosely Gaeta Revisão Fundamentos da Administração Introdução àadministração e às organizações Fonte: Felipe Sobral Alketa Peci - Teoria e Prática no Contexto Brasileiro

Leia mais

Controle de estoque para pequenas empresas: boas práticas. Dicas para o estoque ser seu aliado no crescimento empresarial

Controle de estoque para pequenas empresas: boas práticas. Dicas para o estoque ser seu aliado no crescimento empresarial Controle de estoque para pequenas empresas: boas práticas Dicas para o estoque ser seu aliado no crescimento empresarial DICAS Para a sua leitura: Os itens do índice são clicáveis, então sinta-se à vontade

Leia mais

Aqui você aprenderá 5 etapas necessárias para estruturar sua maneira de negociar: PRINCÍPIOS BÁSICOS APRESENTANDO O PREÇO O TEMPO LIDANDO COM VALORES

Aqui você aprenderá 5 etapas necessárias para estruturar sua maneira de negociar: PRINCÍPIOS BÁSICOS APRESENTANDO O PREÇO O TEMPO LIDANDO COM VALORES Embora as estratégias e táticas de negociação sejam inúmeras e variem bastante entre as diversas culturas, vemos que na atividade de venda é necessário saber algumas, na grande maioria das vezes. No momento

Leia mais

Quais o grau de satisfação e os questionamentos que os colaboradores fazem sobre a gestão atual dos planos de carreira em sua empresa?

Quais o grau de satisfação e os questionamentos que os colaboradores fazem sobre a gestão atual dos planos de carreira em sua empresa? IN COMPANY Apresentação É crescente o número de profissionais e organizações que identificam que atualmente, o Plano de Carreira é uma das estratégias mais atrativas e eficazes no processo de Retenção

Leia mais

INOVAÇÃO EM MODELOS DE NEGÓCIOS - CANVAS

INOVAÇÃO EM MODELOS DE NEGÓCIOS - CANVAS INOVAÇÃO EM MODELOS DE NEGÓCIOS - CANVAS Em uma economia baseada no conhecimento, em que a proposição de valor ganha cada vez mais importância para a competitividade das organizações, torna-se fundamental

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura OEI/TOR/MEC/DTI TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática

Leia mais

PROJETO GERENCIAMENTO DOS RECURSOS HÍDRICOS DO SEMI-ÁRIDO DO ESTADO DA BAHIA

PROJETO GERENCIAMENTO DOS RECURSOS HÍDRICOS DO SEMI-ÁRIDO DO ESTADO DA BAHIA GRUPO DE RECURSOS HÍDRICOS - PROJETO VOLUME II SUBPROJETO ENQUADRAMENTO DE RIO INTERMITENTE ESTUDO DE CASO RIO SALITRE 2004 GRUPO DE RECURSOS HÍDRICOS - SUBPROJETO ENQUADRAMENTO DE RIO INTERMITENTE ESTUDO

Leia mais

Faculdade Pitágoras de Imperatriz

Faculdade Pitágoras de Imperatriz EDITAL Nº 003/2015 DIRETORIA GERAL Faculdade Pitágoras de Imperatriz A Diretora Geral da Faculdade Pitágoras de Imperatriz MA, torna público, para conhecimento dos interessados, que no período de 13 a

Leia mais

A Grow RH. êxito, qualidade e agilidade, garantindo a

A Grow RH. êxito, qualidade e agilidade, garantindo a A Grow RH Oriunda de um dos maiores grupos de RH do Brasil, a Grow RH atua há 13 anos na área de consultoria em Recursos Humanos. Temos como clientes empresas e profissionais de diversos segmentos e portes,

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCH UFV ADMINISTRAÇÃO. COORDENADORA Fernanda Maria de Almeida

Currículos dos Cursos do CCH UFV ADMINISTRAÇÃO. COORDENADORA Fernanda Maria de Almeida 350 ADMINISTRAÇÃO COORDENADORA Fernanda Maria de Almeida fernanda.almeida@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2014 351 Bacharelado ATUAÇÃO Administrador é capacitado a gerir recursos de toda a ordem, mediante

Leia mais

Apresentação... XI Introdução Dado, Informação e Conhecimento: A Base de Tudo Dado Informação Conhecimento...

Apresentação... XI Introdução Dado, Informação e Conhecimento: A Base de Tudo Dado Informação Conhecimento... Sumário Apresentação... XI Introdução... 1 1 Dado, Informação e Conhecimento: A Base de Tudo... 3 1.1 Dado... 3 1.2 Informação... 4 1.3 Conhecimento... 6 2 Dados X Informações X Conhecimento... 7 3 Gestão

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO 1 GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO Disciplina: Comportamento Organizacional ADM 02158 Professora

Leia mais

Marcelo Henrique dos Santos

Marcelo Henrique dos Santos Marcelo Henrique dos Santos Mestrado em Educação (em andamento) MBA em Marketing e Vendas (em andamento) Especialista em games Bacharel em Sistema de Informação Email: marcelosantos@outlook.com TECNOLOGIA

Leia mais

Gestão de Talentos Tupy RH -Projetos e Processos

Gestão de Talentos Tupy RH -Projetos e Processos Gestão de Talentos Tupy RH -Projetos e Processos Joinville, Fevereiro de 2013 Responsáveis: Equipe Gestão de Talentos 0 Guia para criação de metas Este Guia Rápido tem por objetivo ajudá-lo no alinhamento

Leia mais

COORDENAÇÃO: Prof. DSc Luiz Carlos S. Angrisano. 2 Período - Curso de Graduação em Engenharia de Produção

COORDENAÇÃO: Prof. DSc Luiz Carlos S. Angrisano. 2 Período - Curso de Graduação em Engenharia de Produção 2 Período - Curso de Graduação em Engenharia de Produção Cálculo Diferencial e Integral I Humanidades, Ciências Sociais e Cidadania Ciência do Ambiente Estatística e Probabilidade Desenho Técnico Física

Leia mais

CURRÍCULO DAS ÁREAS DISCIPLINARES / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CURRÍCULO DAS ÁREAS DISCIPLINARES / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Domínios e subdomínios Metas/Objetivos Objetivos gerais 3º Ciclo Matemática - 8º Ano Conteúdos Programáticos Critérios de Avaliação Instrumentos de Avaliação NÚMEROS E OPERAÇÕES: -Dízimas finitas, infinitas

Leia mais

CENTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA ELETRÔNICA AVANÇADA CEITEC S/A REGIMENTO INTERNO ÍNDICE

CENTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA ELETRÔNICA AVANÇADA CEITEC S/A REGIMENTO INTERNO ÍNDICE CENTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA ELETRÔNICA AVANÇADA CEITEC S/A REGIMENTO INTERNO ÍNDICE TÍTULO I - DA NATUREZA JURÍDICA DA COMPANHIA TÍTULO II - DA FINALIDADE DO REGIMENTO INTERNO DA COMPANHIA TÍTULO III

Leia mais

BOAS PRÁTICA EM GESTÃO DE ENFERMAGEM

BOAS PRÁTICA EM GESTÃO DE ENFERMAGEM BOAS PRÁTICA EM GESTÃO DE ENFERMAGEM 2º Congresso APEGEL - 2011 DESAFIO PARA O 3º CONGRESSO ESTRATÉGICO Competências Enfermeiro Gestor Normas e Indicadores TÁTICO Por nível OPERACIONAL ESTRATÉGICO PRÁTICA

Leia mais

Gestão das Relações Sindicais e de Trabalho PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS OU RESULTADOS

Gestão das Relações Sindicais e de Trabalho PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS OU RESULTADOS Gestão das Relações Sindicais e de Trabalho PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS OU RESULTADOS - 2007 OBJETIVO DO PROGRAMA DE PLR DOS CORREIOS O Programa de PLR deve considerar e valorizar o nível de comprometimento

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar VII e VIII Marketing Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Marketing. 1. Introdução Os Projetos

Leia mais

Tomada de Decisão - Ética: Aula 10

Tomada de Decisão - Ética: Aula 10 Tomada de Decisão - Ética: Aula 10 Objetivo Relacionar a função de tomada de decisão empresarial do administrador com a ética. Entender como a concentração nos fatos e nas evidências ajudam as decisões

Leia mais

Cinema e empreendedorismo

Cinema e empreendedorismo Cinema e empreendedorismo Sobre o livro A ideia principal deste livro é oferecer uma seleção básica de filmes e séries de TV essenciais para instigar e estimular o seu espírito empreendedor. Se você está

Leia mais

Gestão Estratégica da Informação Prof. Esp. André Luís Belini

Gestão Estratégica da Informação Prof. Esp. André Luís Belini Gestão Estratégica da Informação Prof. Esp. André Luís Belini Apresentação do Professor Formação Acadêmica: Bacharel em Sistemas de Informação Pós graduado em Didática e Metodologia para o Ensino Superior

Leia mais

Inteligência Competitiva em Empresas em Rede Volume, Qualidade e Velocidade das informações

Inteligência Competitiva em Empresas em Rede Volume, Qualidade e Velocidade das informações Inteligência Competitiva em Empresas em Rede Volume, Qualidade e Velocidade das informações https://scholar.google.com.br/scholar?q=redes+empresariais+estruturadas&hl=pt- BR&as_sdt=0&as_vis=1&oi=scholart&sa=X&ved=0CBoQgQMwAGoVChMIos3NxZbgyAIVQh4eCh0PEw3j

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO. Turma V. EIXO TEMÁTICO DE PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E EMPRESARIAL 60 horas

CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO. Turma V. EIXO TEMÁTICO DE PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E EMPRESARIAL 60 horas CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO Turma V EIXO TEMÁTICO DE PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E EMPRESARIAL 60 horas Prof.ª Silvana Maia Borges Contatos: silvanamborges@gmail.com www.silborges.com CRONOGRAMA DAS AULAS

Leia mais

3 0 PERÍODO CARGA HORÁRIA SEMESTRAL CRÉDITOS CARGA HORÁRIA SEMESTRAL CRÉDITOS

3 0 PERÍODO CARGA HORÁRIA SEMESTRAL CRÉDITOS CARGA HORÁRIA SEMESTRAL CRÉDITOS CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR COORDENADORIA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO ESTRUTURA CURRICULAR DA ENGENHARIA

Leia mais

CURSO ONLINE: O PROCESSO DECISÓRIO ORGANIZACIONAL

CURSO ONLINE: O PROCESSO DECISÓRIO ORGANIZACIONAL CURSO ONLINE: O PROCESSO DECISÓRIO ORGANIZACIONAL 1 O QUE SIGNIFICA ADMINISTRAR DECISÕES Administrar uma decisão é fazer uma escolha racional, dentre alternativas disponíveis e que se faz presente em todos

Leia mais

Curso Governança de TI Planejamento e Implantação

Curso Governança de TI Planejamento e Implantação Curso Governança de TI Planejamento e Implantação Todos nossos cursos são preparados por profissionais certificados e com larga experiência em Governança de TI. Os cursos são ministrados em português,

Leia mais

Consultor: Caio Polizel

Consultor: Caio Polizel Consultor: Caio Polizel Tópicos principais Reestruturação Societária; Processos Sucessórios; Readequação e Profissionalização da Estrutura Organizacional; Conflitos de Relacionamento; Modelos de Governança

Leia mais

XXI Congresso Nacional das Guardas Municipais. Novo Hamburgo/RS, 17 a 19 de agosto de 2011

XXI Congresso Nacional das Guardas Municipais. Novo Hamburgo/RS, 17 a 19 de agosto de 2011 XXI Congresso Nacional das Guardas Municipais Novo Hamburgo/RS, 17 a 19 de agosto de 2011 Em 2011, a Secretaria Nacional de Segurança Pública criou Grupo de Trabalho para iniciar processo de discussão

Leia mais

Curso do Superior de Tecnologia em Marketing

Curso do Superior de Tecnologia em Marketing Curso do Superior de Tecnologia em Objetivos do curso 1.5.1 Objetivo Geral O Curso Superior de Tecnologia em na modalidade EaD da universidade Unigranrio, tem por objetivos gerais capacitar o profissional

Leia mais

Contabilidade não é um bicho-de-sete-cabeças (para. Pequenos Empreendedores) Prof. Altino Dias

Contabilidade não é um bicho-de-sete-cabeças (para. Pequenos Empreendedores) Prof. Altino Dias Contabilidade não é um bicho-de-sete-cabeças (para Pequenos Empreendedores) Prof. Altino Dias Profissional da contabilidade Apresentação Empresário Serviços Assessoria Contábil. Professor Faculdade de

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO Procuradoria de Justiça Especializada na Defesa da Cidadania e do Consumidor

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO Procuradoria de Justiça Especializada na Defesa da Cidadania e do Consumidor Dados de Identificação Questionário PSF Equipe de Saúde da Família Nome da unidade visitada:...data da visita:... Endereço:... Bairro:...Telefone:... Nome do(a) responsável pela Unidade de Saúde:... Qualificação

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Reorganiza as atribuições gerais e as classes dos cargos da Carreira Policial Federal, fixa a remuneração e dá outras providências.

Leia mais

Divulgação de Resultados do 1T10 07 de maio de 2010

Divulgação de Resultados do 1T10 07 de maio de 2010 Divulgação de Resultados do 07 de maio de 2010 Divulgação de Resultados Comentários de abertura Rubens Menin 2 Divulgação de Resultados Destaques Crescimento com margens diferenciadas; Maior operação no

Leia mais

Contribuições das Teorias da Agência e dos Recursos e Capacidades no Corporate Entrepreneurship e Implicações no Desempenho

Contribuições das Teorias da Agência e dos Recursos e Capacidades no Corporate Entrepreneurship e Implicações no Desempenho Questionário Dissertação de Mestrado: Contribuições das Teorias da Agência e dos Recursos e Capacidades no Corporate Entrepreneurship e Implicações no Com o presente Questionário pretende-se testar as

Leia mais