O papel da tecnologia na Gestão da Saúde Populacional

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O papel da tecnologia na Gestão da Saúde Populacional"

Transcrição

1 O papel da tecnologia na Gestão da Saúde Populacional

2 Panorama atual do Brasil no mercado desaúde

3 Visão Geral Brasil é o 7º PIB do planeta e o 72º lugar em investimento público em saúde Orçamento privado é 2,4 superior ao orçamento público % PIB gasto na saúde: Índia: 4,2% Canadá: 9,8% China: 4,3% Cuba: 12% Brasil: 8,4% EUA: 15,2% % Gasto do governo dentro do gasto total em saúde: Índia: 32% Brasil: 44% China: 47% EUA: 48% Canadá: 69% Cuba: 95% Dados : OMS Organização Mundial de Saúde O relatório Estatísticas da Saúde Mundial 2012, lançado pela Organização Mundial de Saúde (OMS)

4 Já existem algumas iniciativas do governo brasileiro que podem se beneficiar de ehealth Programa Saúde da Família (PSF) Evolução da cobertura % da população coberta Total coberto (MM ) 39% 44% 46% 47% 50% 51% 53% ,1 78,6 85,7 87,7 93,5 96,1 102,4 O PSF possui uma abordagem multidisciplinar para promoção e prevenção de saúde, incluindo a gestão de doenças crônicas Os resultados são atingidos através de: - Promoção de saúde: Visitas domiciliares, informações educacionais nas escolas e em postos de saúde para promover mudança de comportamento - Prevenção: campanhas de vacinação, centro de reabilitação - Saúde primária: tratamento mais simples e monitoramento Este é um programa federal, mas cabe às prefeituras colocá-lo em prática O principal gargalo na ampliação do programa é a falta de médicos generalistas e a dificuldade em fixar profissionais nas regiões de maior risco A intenção é de que o programa continue se expandindo nos próximos anos, e pode se beneficiar da tecnologia para aumentar seu alcance e reduzir custos Fonte: Ministério da Saúde, Estadão, Análise PwC

5 A expectativa de vida da população brasileira aumentou significativamente e essa tendência perdurará Evolução da expectativa média da população brasileira Homem Expectativa de vida média (anos) Mulher Expectativa de vida média (anos) 62, ,4 A maior renda disponível da população facilita o aumento da expectativa de vida através das melhorias de qualidade de vida 66, ,3 O envelhecimento da população aumenta a demanda por serviços de saúde, com um efeito maior sobre as doenças crônicas, como doenças cardiovasculares... 78,2 69, ,3 79,8 bem como estimula a inscrição em planos de saúde privados, que tendem a oferecer equipamentos e serviços mais sofisticados Na transição para uma população mais idosa, o Brasil está atualmente em um contexto onde a maioria da população está concentrada dentro de uma idade produtiva (15-64 anos de idade), o qual deve durar até um fenômeno conhecido como o bônus demográfico. Fonte: IBGE, Análise PwC

6 Tal envelhecimento favorece o crescimento de doenças crônicas Distribuição populacional x % de doenças crônicas (1) a 9 anos 10 a 19 anos 20 a 29 anos 30 a 39 anos 29,4 34,9 35,1 30,3 16% 21% 19% 30% A penetração de doenças crônicas varia por faixa etária, com efeito desproporcional em indivíduos acima de 40 anos 40 a 49 anos 50 a 59 anos 60 a 69 anos 70 a 79 anos 25,4 18,8 11,6 6,4 46% 57% 61% 61% O percentual de doentes crônicos no Brasil deve aumentar nos próximos anos, devido ao envelhecimento da população, entre outros fatores 80 anos e mais 3,0 55% Total 194,9 MM Total 63,3 MM (1) Proxy derivada da estatística do número de óbitos de doenças crônicas por faixa etária (70% dos óbitos são causados por doenças crônicas) Fonte: IBGE, ANS, Análise PwC

7 De fato, o número de crônicos no Brasil cresce a ~1,9% ao ano até 2017 atingindo ~70,9 MM de pacientes Volume de pacientes crônicos no Brasil Em MM de pacientes % da população CAGR 1,9% (1) 63,3 64,7 65,9 67,2 68,4 69,7 70, ,5% 32,9% 33,3% 33,7% 34,1% 34,4% 34,8% As principais condições crônicas no Brasil incluem: -Doenças cardiovasculares (2) -Doenças respiratórias (3) -Diabetes -Neoplasias -Doenças osteomusculares -Gestação de alto risco -Depressão/ansiedade Após o fenômeno do bônus demográfico, o crescimento de crônicos deverá se acelerar ainda mais no Brasil (1) A população brasileira cresce a 0,9% ao ano durante este período (IBGE) (2) Hipertensão, insuficiência cardíaca coronária, entre outras (3) Doença pulmonar crônica obstrutiva (DPOC), asma Fonte: Ministério da Saúde, IBGE, Análise PwC

8 Pesquisa indica que o Brasil é um dos países onde existe maior propensão de adoção de TIC em ehealth Nota geral ,2 6,5 7,5 6,0 8,2 6,2 3,4 4,7 6,4 7,4 7,8 6,8 6,5 7,6 5,1 3,8 4,3 6,9 5,1 4,1 7,5 3,6 7,8 5,6 3,8 6,6 6,6 4,8 5,1 4,4 2,4 6,3 5,1 8,1 6,1 7,3 6,6 2,6 5,4 3,4 South Africa India Brazil US Spain China Germany UK Turkey Denmark Conhecimento e abertura à ehealth/saúde móvel/telemedicina etc. Ambiente regulatório, reembolsos e modelo de negócios Tecnologia Impacto 10 Mais maduro 1 Imaturo Fonte: Publicação PwC ( Emerging mhealth: paths for growth, June 2012)

9 De fato, o potencial por serviços de saúde móvel parece positivo sob a ótica de vários stakeholders A adoção em grande escala de serviços de saúde móvel no meu país é inevitável no futuro próximo: 33% 11% 56% Concordo Não concordo nem discordo Discordo Serviços que médicos gostariam de oferecer e fontes pagadoras pretende reembolsar nos próximos 3 anos: 59% 49% Consultas por SMS 69% 70% Consultas por telefone 74% 60% Consultas por vídeo 91% 65% Comunicações administrativas Médicos planejam oferecer 80% 66% Aderência farmacológica Fontes pagadoras planejam reembolsar 71% 65% Monitoramento remoto de pacientes 60% Dados /informações sobre saúde 78% 75% 51% Acesso remoto aos dados clínicos de pacientes (EMR) Fonte: Business Monitor International ( Global Telecare Healthcare for the Digital Age, 2012)

10 A utilização de tecnologia na gestão de saúde populacional permite otimizar a forma de atendimento tradicional, e atuação nos estágios subclinicos de cronicidade e população saudável. Modelo tradicional de GDC Modelo de GDC com aporte de tecnologia Biomedidas Paciente Crônico Acompanhamento Comunicação Multidevice Paciente Crônico Acompanhamento Comunicação Call center + Biomedidas Questionários Alarmes URA Mensagens Portal Web Videoconferência Call center Inteligência baseada em: Protocolos e guias clínicos Fonte: Telefónica Digital Inteligência baseada em:protocolos e guias clínicas + informação no domicílio

11 A população elegível para uma gestão remota de pacientes, inclui indivíduos com fatores de risco, ou seja, potenciais pré crônicos que podem ser alvos de ações específicas Racional do cálculo de indivíduos com fatores de risco Crônicos (32,5% da população) Fatores de risco (50,0% da população) (2) Assumindo que existe um overlap de 90% entre crônicos e indivíduos com fatores de risco (1), existem 29% de crônicos com fatores de risco 3,5% 29,0% 21,0% Dado que 50% da população tem algum fator de risco (2), existem 21% de indivíduos com fatores de risco e sem doenças crônicas (1) Baseado em entrevistas de mercado com médicos fatores de risco são os principais causadores de doenças crônicas, com exceção apenas em casos onde o paciente já nasce com a condição. (2) Proxy baseada no percentual da população com excesso de peso, pois é o fator de risco preponderante Fonte: Plano de ações estratégicas para enfrentamento de DCNT no Brasil Ministério da Saúde, Entrevistas com médicos, Análise PwC

12 As OPS oferecem serviços de gestão de crônicos apenas para pacientes de alto custo assistencial Atendimento no mercado B2B OPS Custo anual assistencial do paciente para OPS R$ Segmentação dos pacientes em função do seu risco Alto 5% Médio 15% Baixo 80% Fatores de risco Foco canal OPS OPS compram serviços de gestão de crônicos para reduzir custos, e por isso investem somente em pacientes com custos assistenciais altos, que se beneficiam do programa no curto prazo isso inclui ~8% do mercado atingível de crônicos, sendo estes aqueles que custam em média > R$ 7.000/ano às OPS (1) (1) 100% dos casos complexos e 50% dos em tratamento Fonte: nálise PwC

13 No mercado americano, já existem casos de sucesso de serviços oferecidos a pacientes crônicos em empresas O aplicativo WellDoc trabalha sob 6 princípios essenciais... Integrado Integrado em planos de saúde, estilo de vida e processos clínicos Utiliza múltiplas tecnologias Interoperável Incorporado em sistema médico eletrônico (EMR) Permite dados do aplicativo serem acessados por médicos via EMR Socializado Melhora o tratamento e medicamento enquanto providencia coaching pessoal e apoio médico Inteligente Providencia alertas em tempo real e conselhos inteligentes baseado em dados do usuário Médicos recebem dados que podem ser usados como base para recomendações Foco em resultados Demonstrou sucesso clínico em estudos Demonstrou sucesso econômico na reducção de custos de saúde Engajador Pacientes podem configurar opções, mensagens, tons e modo de interação A AT&T estabeleceu uma parceria com a WellDoc em 2010 para comercializar este produto, buscando expandir e tornar escalável a solução com base na expertise da empresa Em um primeiro momento, o produto está sendo ofertado pela AT&T aos seus funcionários crônicos Este tipo de produto também pode vir a ser comercializado em outros mercados Fonte: PwC mhealth Apps and the Six Success Principles

14 Os gastos com saúde têm tendência de aumento e alta concentração nos pacientes com doenças crônicas Evolução dos gastos com saúde Percentual dos gastos de saúde com doenças crônicas sob total de gastos com saúde (1) % do PIB 16,1 16,5 EUA Reino Unido Espanha Brasil Alemanha 17,6 17,9 48% 45% 44% /5 51% 11,7 11,6 10,5 10,7 9,8 9,5 9,0 8,5 9,6 9,6 8,4 8,9 8,5 8,8 9 8, % 27% EUA França Alemanha Os gastos com saúde tem uma tendência de alta em porcentagem do PIB além disso, os gastos de países com doenças crônicas chegaram a aproximadamente as ~45% do total de gastos com saúde (1) No Brasil, doenças crônicas representam ~75% dos gastos do SUS (Sistema Único de Saúde), que atende a 74% da população do país Fonte: OMS, Ministério da Saúde

15 Através das TIC (1), as soluções de ehealth trazem vários benefícios na gestão da saúde como um todo Benefícios Aumento na qualidade do serviço de saúde Ampliação do acesso aos serviços de saúde Redução dos custos de serviços de saúde Ubiquidade de acesso As empresas de TIC têm o papel de agentes otimizadores da indústria de saúde Acesso a mais profissionais de saúde (ex.: 2ª opinião) Menor necessidade de visitas a hospitais e internações Exemplos (1) Tecnologias de informação e comunicação Fonte: Paper Healthcare unwired PwC Health Research Institute

16 O uso da tecnologia na gestão de doentes crônicos tem ganho projeção crescente, tanto em países desenvolvidos (ex: Reino Unido) David Cameron acredita que a telemedicina,que permite o monitoramento remoto da saúde de pacientes por médicos através de tecnologias de banda larga, tem provado ser um enorme sucesso após os pilotos realizados Com o potencial de economizar 1.2 bi por ano, o NHS (1) deve investir ~ 750m implementando a tecnologia em âmbito nacional A prestação deste tipo de serviço em larga escala nunca foi realizada antes e, uma vez implementada colocará a NHS na linha de frente da gestão de doenças crônicas globalmente - Nós estamos conduzindo a expansão para todo o país. O objetivo é melhorar 3 milhões de vidas nos próximos cinco anos. - "Isso será feito em parceria com a indústria utilizando uma nova abordagem, que visará fornecer esta tecnologia em todo o país... - Isto irá fazer uma extraordinária diferença para as pessoas. Diabéticos medindo o nível de açúcar no sangue em casa e sendo examinados por uma enfermeira. (1) Serviço nacional de saúde do Reino Unido Fonte: National Health Service (NHS) ;

17 ... como em economias emergentes (ex: India) Possui várias iniciativas de gestão de doenças crônicas em andamento, as quais baseiam-se em uma abordagem de interfaces múltiplas com os pacientes: Exemplos de iniciativas: Fonte: Apollo Hospitals Patient-Oriented Disease Management Programs

18 Estamos evoluindo para um mundo digital Número de dispositivos Em 2020, serão 10 dispositivos por pessoa, somando 50 bilhões de dispositivos conectados... E-commerce O comércio eletrônico continuará a se expandir: CAGR Brasil de 16%1 Mobile Payment E-Health Os pagamentos e ofertas pelo celular se popularizarão A saúde tende a se estender para o mundo digital

19 Neste novo mercado, o consumidor tem papel chave, alterando as regras do jogo, conduzindo-o... O poder de mercado do consumidor cresce......e o consumidor tem claro o que quer......o que tem mudado as regras do jogo Sempre conectado Bem informado Capaz de influenciar E sobretudo, tem opções Venda de celulares no Brasil milhões Smartphones 21 outros E 20% 2015E 30% Toda semana, 250 filmes são lançados no mundo. São aplicativos lançados por semana no mundo. Batalha pelo mercado Aplicativos OTT / Desenvolvedores Dispositivos

20 ... para um modelo mais conectado, mais sustentável Os Serviços de Saúde devem evoluir e se transformarem, dando um salto significativo, permitindo maximizar a sua qualidade, equidade e acessibilidade no atendimento ao paciente Modelo atual da prestação de saúde Modelo de Referência Consultórios Urbanos e Rurais Postos de Saúde Centros de Diagnóstico Recursos TI Compartilhados (HIS, Imagens,..) Paciente Hospitais Presencial Desigualdade (carência de recursos) Centrado no Hospital Desintegrado Ineficiencia Paciente Autocuidado e Monitorizado Servicios Multicanal Postos de Saúde Virtuais (Health Presence) Call Centers (Consultas, Triagem, TeleOrientação) Redes de Diagnóstico (Telemedicina)

21 O que temos atualmente, comparado à nossa visão Das ilhas de informações......a uma rede de serviços sócio-sanitários que favoreça o acesso rápido à informação de saúde e colaboração/interatividade dos recursos e profissionais de saúde. Hospitais Hospitais Emergências Centros de Atenção Primária Centros de Atenção Primária Centros de diagnóstico Emergências Paciente Aconselhamentos de Saúde Centros de diagnóstico Assistência Domiciliar Sistemas isolados e não interoperáveis Aconselhamentos de Saúde Assistência Domicíliar Pacientes em mobilidade Historia Clínica Eletrônica Acessível Convergência Socio-Sanitaria CRM Socio-Sanitário

22 para um adequado modelo de gestão de pacientes crônicos há que se combinar a atenção remota e presencial de acordo com cada cenário que se defina. Paciente cronico Seguimento (biomedidas, sintomas, aderência ) Atenção presencial Informação e aconselhamento sanitário Comunicação com o paciente Atenção presencial (AP.) Especializada Call center (primer nivel de atención) Medicina General Parametrização de programas Atenção especializada remota/presencial Procedimentos administrativos Informação e aconselhamento sanitário Gestão de agendas Gestão remota de pacientes proativa (gestão de alertas, supervisão nos tratamentos, ) Valoração e inclusão de pacientes Gestão de casos/ enfermidades Remoto Remoto y presencial Coordenação (procesos de transferência e derivação )

23 Gestão de Pacientes Crônicos

24 Descrição do produto Disponibilização aos clientes os dispositivos, canais de comunicação, ferramentas de gestão clínica/operacional e todo o suporte necessário para prover uma Gestão Remota fim a fim dos pacientes com patologias crônicas Gestão de Pacientes Gestão Clínica (independente ou integrado com os sistemas do Cliente) Pacientes e cuidadores (crônicos e agudos) Call center especializado Gestão Operacional Coordenação e derivação de Chamadas Centro de Suporte Técnico da Telefonica Logística A. Especializada (Hospital...) B. Primária Desenvolvimento de negócios ehealth Diretoria P&S Verticais 24

25 Descrição do produto Equipados com: Todos os pacientes Telefone Pedido de apoio para a gestão da enfermidade Recebimento de ligações de verificação periódicas Pacientes com risco médio Telefone celular Envio das biomedidas ao corpo de profissionais (entradas manuais ou por Bluetooth) Acesso ao portal web (através de smartphones) Pacientes de alto risco (AR) Bio-medidores Touch screen PC com webcam Realização de sessões de controle (de acordo com um protocolo) Envio de medidas ao corpo de profissionais Videoconsultas com médicos Acesso ao material educativo Profissionais de saúde PCs com webcam Ativos TIC da Telefonica Gestão de planos de saúde para pacientes Análise de medidas, alarmes e dados de pacientes com risco médio e AR Videochamadas para pacientes AR Rede/conectividade Plataformas serviço e web Capacidades call center Data Centers Atenção unificada Serviço modular para gestão dos pacientes crônicos: atenção telefônica especializada para todos os pacientes, telemonitorização básica adicional para os pacientes com risco moderado, e telemonitorização avançada (biomedidas, planos de saúde e videoconsultas) para pacientes de alto risco Desenvolvimento de negócios ehealth 25 Diretoria P&S Verticais

26 Arquitetura do serviço Domicilios Plataforma Gestão Envío e Acesso a informação Biomedidas e síntomas Agenda Arquivo de saúde Alto Risco (AR) Envío de informação Adesão ao Tratamento Conteúdos educativos Lembretes e campanhas Consultas e Aconselhamento Biomedidas 2. e síntomas Biomedidas e síntomas Risco Moderado Adesão ao Tratamento Adesão ao Tratamento Envío e Acesso a informação Agenda Arquivo de saúde Informação e Aconselhamento Conteúdos educativos Lembretes e campanhas Risco Moderado e Baixo Dispositivos Vídeo, Telefone, Web Web, URA, Dispositivo Aplicação Telefone, Web Telemonitorização (gestão clínica) Ferramentas CRM (gestão de relação Com o paciente) Ferramentas web 2.0 (portal, fóruns ) Inteligência de negocio (KPIs para tomada de decisões) Gestão de conteúdo (educação e informação) Outros serviços: SMS, Portais de Colaboração Banda Larga Monitorização, consultas e seguimento de risco alto e moderado Estação de gestão de crónicos Gestores de casos e de patologias Informação e aconselhamento Estação de atenção Atenção remota Configuração e gestão Reporting (KPIs) Gestores de saúde Telediagnóstico, sessões clínicas e interconsultas Telerehabilitação Profissionais envolvidos

27 Configuração do serviço De acordo com a estratificação há um desenho de serviço para cada segmento de pacientes crônicos em que as novas tecnologias tem um papel fundamental. Educação e apoio ao autocuidado Equipamento dedicado Dispositivos de biomedidas Alto risco Tablet Pc Risco moderado Smartphone Baixo risco Portal Web

28 Paciente: Passarela (tablet ou PC) Tablet PC* Dispositivos de biomedidas Bluetooth Acesso telefônico ao call center** Plano de cuidados Questionários de síntomas e aderência Biomedidas com e sem dispositivos Acesso a pastas de saúde Consultas e recordatórios Mensagens e contatos Conteúdos educativos Alertas * Com comunicações M2M ou WiFi para acessar a plataforma, e Bluetooth para dispositivos. ** Teléfonia e comunicações do paciente, fixas ou móveis

29 Paciente: Aplicação móvel (smartphone) Smartphone* Dispositivo de biomedidas Bluetooth Plano de cuidados Questionários de síntomas e aderência Biomedidas com e sem dispositivos Acesso a pastas de saúde Consultas e recordatórios Mensagens e contatos Conteúdos educativos Alertas * Apple ios, Android OS y RIM Blackberry OS. Telefone utilizado para comunicar-se com o call center.

30 Portal web Plano de cuidados Questionários de síntomas e aderência Biomedidas com e sem dispositivos Acesso a pastas de saúde Consultas e recordatórios Mensagens e contatos Conteúdos educativos Alertas Acesso a Internet* * Terminal (PC / teléfono) e comunicação ao paciente. Acesso telefônico a call center*

31 Acceso web do gestor clínico Gestão de altas e baixas de programas Seguimento proativo de pacientes Alertas médicas Agenda de paciente Protocolização da atenção Conteúdos e mensagens Informes e KPIs

32 Acesso web do gestor operativo Gestão de altas e baixas do serviço I+M: validação dos equipamentos para o paciente e métodos de trabalho Incidências e alertas técnicos Mensagens e lembretes Gestão de chamados ao call center Cumprimento de SLAs

33 Benefícios Redução de custos: redução de internações e freqüência nos atendimentos ambulatoriais Maior controle de sinistralidade dos pacientes ou assegurados: identificação e estratificação dos pacientes, permitindo ações preventivas e designação de recursos segundo sinistralidade Melhorar a qualidade de vida dos pacientes: favorece a diminuição de episódios clínicos e descompensações. Para a melhor idade, permite manter a independência no domicílio por mais tempo Apoio ao auto-cuidado: ajuda a cobrir as necessidades específicas de conhecimento sobre a doença e proporciana melhorias no estilo de vida dos pacientes Desenvolvimento de negócios ehealth Diretoria P&S Verticais 33

34 Que podemos apoiar o segmento de saúde com inovação e tecnologia. As tendências sugerem que o Sistema de Saúde Brasileiro precisa encontrar novas fórmulas de gestão e cuidados Estamos em um ponto que requer a começar a mudar o sistema no curto prazo A tecnologia unida à Telecomunicações aproxima os serviços de saúde, profissionais e pacientes, otimizando os atuais recursos de saúde. Oferta de novos serviços para pacientes e profissionais do setor de saúde, tem o objetivo de simplificar os padrões de despesas e processos em TIC.

35 OBRIGADA! KATIA GALVANE fone:

Qualihosp. T e c n o l o g i a e i n o v a ç ã o e m s a ú d e. Desenvolvimento de negócios ehealth Diretoria P&S Verticais

Qualihosp. T e c n o l o g i a e i n o v a ç ã o e m s a ú d e. Desenvolvimento de negócios ehealth Diretoria P&S Verticais Qualihosp T e c n o l o g i a e i n o v a ç ã o e m s a ú d e Estamos evoluindo para um mundo digital Número de dispositivos Em 2020, serão 10 dispositivos por pessoa, somando 50 bilhões de dispositivos

Leia mais

Inovação na saúde através do uso de TI e Telecomunicações

Inovação na saúde através do uso de TI e Telecomunicações Inovação na saúde através do uso de TI e Telecomunicações Vivo S.A. Diretoria Diretoria P&S Verticais P & S Verticais Desenv. Negócios ehealth 1 2012 Estamos evoluindo para um mundo digital Número de dispositivos

Leia mais

Produtos ehealth. Desenvolvimento de negócios ehealth Diretoria P&S Verticais

Produtos ehealth. Desenvolvimento de negócios ehealth Diretoria P&S Verticais Produtos ehealth Desenvolvimento de negócios ehealth Diretoria P&S Verticais 1 Participação da Telefônica Vivo nas Instituições de Saúde TIC TIC TIC TIC Telemedicina TIC Telemedicina Desenvolvimento de

Leia mais

Visão Operacional do Gerenciamento de Doenças Crônicas. Dr. Carlos Suslik Diretor de Consultoria em Gestão de Saúde da PwC

Visão Operacional do Gerenciamento de Doenças Crônicas. Dr. Carlos Suslik Diretor de Consultoria em Gestão de Saúde da PwC 1 Visão Operacional do Gerenciamento de Doenças Crônicas Dr. Carlos Suslik Diretor de Consultoria em Gestão de Saúde da PwC 2 Conceito 3 Obesidade Estilo de vida inadequado #1 café-da-manhã nos EUA Cuidado!

Leia mais

Junho 2013 1. O custo da saúde

Junho 2013 1. O custo da saúde Junho 2013 1 O custo da saúde Os custos cada vez mais crescentes no setor de saúde, decorrentes das inovações tecnológicas, do advento de novos procedimentos, do desenvolvimento de novos medicamentos,

Leia mais

E-Saúde e soluções mobile

E-Saúde e soluções mobile MINISTÉRIO DA SAÚDE GOVERNO FEDERAL E-Saúde e soluções mobile Fórum RNP O Brasil é o único país com mais de 100 milhões de habitantes que assumiu o desafio de ter um sistema universal, público e gratuito

Leia mais

Setor de Saúde no Brasil

Setor de Saúde no Brasil Setor de Saúde no Brasil PANORAMA DO MERCADO BRASILEIRO DE SAÚDE Forte desejo por saúde privada, em todos os segmentos de consumidores Razões pelas quais as pessoas gostariam de ter um plano privado (%

Leia mais

Acreditação de Operadoras de Planos de Saúde. Experiência Bradesco Saúde

Acreditação de Operadoras de Planos de Saúde. Experiência Bradesco Saúde Acreditação de Operadoras de Planos de Saúde Experiência Bradesco Saúde Pontos O Mercado de Saúde Suplementar O Contexto da Bradesco Saúde A Acreditação de Operadoras de Planos de Saúde 2 Despesas Totais

Leia mais

sobre as transações no setor de saúde

sobre as transações no setor de saúde 10 Minutos sobre as transações no setor de saúde Valor global de fusões e aquisições cresce e reverte tendência Destaques O valor total das transações no setor de saúde aumentou 4% em relação à segunda

Leia mais

Uso de Dispositivos Móveis na Saúde Mental de Idosos

Uso de Dispositivos Móveis na Saúde Mental de Idosos Painel Aplicações móveis na área da saúde: m-health Uso de Dispositivos Móveis na Saúde Mental de Idosos Profa. Magdala de Araújo Novaes Núcleo de Telessaúde, Hospital das Clínicas, Departamento de Medicina

Leia mais

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR?

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? Descubra os benefícios que podem ser encontrados ao se adaptar as novas tendências de mercado ebook GRÁTIS Como o investimento em TI pode

Leia mais

Projeto AAL4ALL. Padrão de Cuidados Primários para Serviços AAL. Projeto âncora do AAL4ALL AAL4ALL

Projeto AAL4ALL. Padrão de Cuidados Primários para Serviços AAL. Projeto âncora do AAL4ALL AAL4ALL Projeto AAL4ALL Padrão de Cuidados Primários para Serviços AAL 2 Sumário Mudança demográfica em Portugal Ambient Assisted Living (AAL) Porque é necessário? Quais as áreas de aplicação? Quais são os desafios?

Leia mais

PwC HealthCast 2020: creating a Substainable Future

PwC HealthCast 2020: creating a Substainable Future Há evidência crescente de que o atual sistema de saúde de todas as nações vai se tornar insustentável se algo não mudar nos próximos 15 anos. Globalmente, a assistência tem sido ameaçada por uma confluência

Leia mais

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Janeiro 2011 Exclusivamente para empresas de médio porte Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Relatório para o Brasil Panorama global: Pesquisa com 2.112 líderes do mercado de

Leia mais

Sobre o curso Value-Based Health Care Delivery. Ana Maria Malik 11/02/09 Apresentação EAESP

Sobre o curso Value-Based Health Care Delivery. Ana Maria Malik 11/02/09 Apresentação EAESP Sobre o curso Value-Based Health Care Delivery Ana Maria Malik 11/02/09 Apresentação EAESP 1 Um pouquinho de teoria Cobertura e acesso universais são essenciais mas não suficientes Valor: patient health

Leia mais

Redes de Atenção à Saúde coordenadas pela APS: resposta aos desafios da crise global dos sistemas de saúde

Redes de Atenção à Saúde coordenadas pela APS: resposta aos desafios da crise global dos sistemas de saúde Redes de Atenção à Saúde coordenadas pela APS: resposta aos desafios da crise global dos sistemas de saúde Renato Tasca, OPS/OMS Brasil Belo Horizonte, 18 de outubro de 2011 Cenário global de crise dos

Leia mais

Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico

Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico RESUMO EXECUTIVO Objetivo Melhorar a vida dos moradores e ajudálos a serem bem-sucedidos na

Leia mais

A sociedade conectada: smartphone e tablet banking

A sociedade conectada: smartphone e tablet banking Perspectivas, impactos e desafios Nilton Omura (nilton.omura@br.ey.com) Abril, 2012 As condições estruturais para viabilizar a massificação de smartphones e tablets no Brasil estão criadas, e irão transformar

Leia mais

Panorama do mercado de Comunicações Unificadas

Panorama do mercado de Comunicações Unificadas Panorama do mercado de Comunicações Unificadas Agenda Vídeo O IPNews O Mercado de Telecomunicações Conceito Novos Meios de Comunicação Cenário Por que adotar? Benefícios Noticiário 1º portal brasileiro

Leia mais

TIC Saúde 2013 Pesquisa sobre o uso das TIC em estabelecimentos de saúde no Brasil

TIC Saúde 2013 Pesquisa sobre o uso das TIC em estabelecimentos de saúde no Brasil TIC Saúde 2013 Pesquisa sobre o uso das TIC em estabelecimentos de saúde no Brasil Latam Healthcare IT Summit São Paulo, 04 de abril de 2013 CGI.br Comitê Gestor da Internet no Brasil NIC.br Núcleo de

Leia mais

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco Marco Antonio Rossi Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco 1 AGENDA AVANÇO DO MERCADO SEGURADOR NOSSO CRESCIMENTO PRESENTE E FUTURO 2 3 SEGUROS E RESSEGUROS: UM

Leia mais

ANS Longevidade - Custo ou Oportunidade. Modelos de Cuidados à Saúde do Idoso Rio de Janeiro/RJ 25/09/2014

ANS Longevidade - Custo ou Oportunidade. Modelos de Cuidados à Saúde do Idoso Rio de Janeiro/RJ 25/09/2014 ANS Longevidade - Custo ou Oportunidade. Modelos de Cuidados à Saúde do Idoso Rio de Janeiro/RJ 25/09/2014 Cenário 1) Nas últimas décadas, os países da América Latina e Caribe vêm enfrentando uma mudança

Leia mais

Desafio da Gestão dos Planos de Saúde nas empresas. Prof. Marcos Mendes. é Realizada pelo Ministério da Saúde:

Desafio da Gestão dos Planos de Saúde nas empresas. Prof. Marcos Mendes. é Realizada pelo Ministério da Saúde: Desafio da Gestão dos Planos de Saúde nas empresas Prof. Marcos Mendes 26 de novembro de 2015 A Regulação da Saúde no Brasil é Realizada pelo Ministério da Saúde: Diretamente sobre os sistemas públicos

Leia mais

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco 1 Marco Antonio Rossi Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco 2 AGENDA AVANÇO DO MERCADO SEGURADOR NOSSO CRESCIMENTO PRESENTE E FUTURO 3 4 SEGUROS E RESSEGUROS:

Leia mais

Este documento foi classificado pelo Bradesco Dia & Noite e o acesso está autorizado, exclusivamente, a colaboradores da Organização Bradesco.

Este documento foi classificado pelo Bradesco Dia & Noite e o acesso está autorizado, exclusivamente, a colaboradores da Organização Bradesco. Este documento foi classificado pelo Bradesco Dia & Noite e o acesso está autorizado, exclusivamente, a colaboradores da Organização Bradesco. Fatores que contribuem para conectar os Clientes na Era Digital

Leia mais

CLOUD HEALTHCARE Vida Única. Como a Tecnologia da Informação vai revolucionar o cuidado com o PACIENTE

CLOUD HEALTHCARE Vida Única. Como a Tecnologia da Informação vai revolucionar o cuidado com o PACIENTE Vida Única Como a Tecnologia da Informação vai revolucionar o cuidado com o PACIENTE SOMOS... 2 Problemas com a Gestão da Saúde no Brasil Atualmente são 2 médicos por cada mil brasileiros. 55% estão vinculados

Leia mais

A perspectiva e atuação da ANS no desenvolvimento de padrões no Brasil. Jussara M P Rötzsch ANS/DIDES/GGSUS

A perspectiva e atuação da ANS no desenvolvimento de padrões no Brasil. Jussara M P Rötzsch ANS/DIDES/GGSUS A perspectiva e atuação da ANS no desenvolvimento de padrões no Brasil Jussara M P Rötzsch ANS/DIDES/GGSUS Avanços (tecnológico e científico) na Saúde Maior conhecimento sobre os determinantes de saúde

Leia mais

MAIS SAÚDE PARA SEU NEGÓCIO, MAIS BEM-ESTAR PARA VOCÊ.

MAIS SAÚDE PARA SEU NEGÓCIO, MAIS BEM-ESTAR PARA VOCÊ. MAIS SAÚDE PARA SEU NEGÓCIO, MAIS BEM-ESTAR PARA VOCÊ. SULAMÉRICA SAÚDE 03 A 99 VIDAS Sobre a SulAmérica A SulAmérica Seguros, Previdência, Investimentos e Capitalização, com 119 anos de história, é o

Leia mais

O Impacto Sócio-Econômico da Banda Larga

O Impacto Sócio-Econômico da Banda Larga Instituto de Inovação com TIC O Impacto Sócio-Econômico da Banda Larga [ Flávia Fernandes Julho/2010] Banda Larga Internet A Internet supera a produtividade combinada do telefone, transporte e eletricidade

Leia mais

4º SEMINÁRIO AUTOGESTÃO COMO MODELO IDEAL PARA A SAÚDE CORPORATIVA A SUSTENTABILIDADE DA SAÚDE NAS -

4º SEMINÁRIO AUTOGESTÃO COMO MODELO IDEAL PARA A SAÚDE CORPORATIVA A SUSTENTABILIDADE DA SAÚDE NAS - 4º SEMINÁRIO AUTOGESTÃO COMO MODELO IDEAL PARA A SAÚDE CORPORATIVA A SUSTENTABILIDADE DA SAÚDE NAS - EMPRESAS - OS DESAFIOS PARA O SEGMENTO DE AUTOGESTÃO Vilma Dias GERENTE DA UNIDADE CASSI SP AGENDA 1.

Leia mais

Elevação dos custos do setor saúde

Elevação dos custos do setor saúde Elevação dos custos do setor saúde Envelhecimento da população: Diminuição da taxa de fecundidade Aumento da expectativa de vida Aumento da demanda por serviços de saúde. Transição epidemiológica: Aumento

Leia mais

Introdução do Jornalismo Móvel

Introdução do Jornalismo Móvel Introdução do Jornalismo Móvel Semana 1: Visão geral das plataformas móveis, tendências e futuro Instrutor Técnico Móvel: Will Sullivan Instrutora Brasileira: Lorena Tárcia http://visual.ly/reaching-50-million-users

Leia mais

Hélder Pereira Tecbra Europa

Hélder Pereira Tecbra Europa Conferência As TIC e a Saúde no Portugal de 2009 25 de Novembro de 2009 Auditório do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa Hélder Pereira Tecbra Europa Patrocínio: Patrocinadores Globais TeleSaúde e

Leia mais

Reformas dos sistemas nacionais de saúde: experiência brasileira 5º Congresso Internacional dos Hospitais

Reformas dos sistemas nacionais de saúde: experiência brasileira 5º Congresso Internacional dos Hospitais Reformas dos sistemas nacionais de saúde: experiência brasileira 5º Congresso Internacional dos Hospitais Carlos Figueiredo Diretor Executivo Agenda Anahp Brasil: contexto geral e econômico Brasil: contexto

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE AÇÕES PROGRAMÁTICAS ESTRATÉGICAS ÁREA TÉCNICA SAÚDE DO IDOSO

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE AÇÕES PROGRAMÁTICAS ESTRATÉGICAS ÁREA TÉCNICA SAÚDE DO IDOSO MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE AÇÕES PROGRAMÁTICAS ESTRATÉGICAS ÁREA TÉCNICA SAÚDE DO IDOSO LUIZA MACHADO COORDENADORA ATENÇÃO Ä SAÚDE DA PESSOA IDOSA -AÇÕES DO MINISTERIO

Leia mais

Debates GVsaúde. Perspectivas da Assistência para a População de Idosos Visão das Autogestões. Denise Eloi Maio/2014

Debates GVsaúde. Perspectivas da Assistência para a População de Idosos Visão das Autogestões. Denise Eloi Maio/2014 Debates GVsaúde Perspectivas da Assistência para a População de Idosos Visão das Autogestões Denise Eloi Maio/2014 Sistema de Saúde Suplementar 1.274 operadoras de planos de saúde com beneficiários Mais

Leia mais

Medicina Preventiva na Central Nacional Unimed

Medicina Preventiva na Central Nacional Unimed Medicina Preventiva na Central Nacional Unimed A Central Nacional Unimed é a operadora nacional dos planos de saúde Unimed. Comercializa planos para empresas que tenham filiais em três ou mais estados

Leia mais

Saúde Ativa Gestão de Saúde: Bem Estar, Doenças / Alto Risco e Casos Complexos

Saúde Ativa Gestão de Saúde: Bem Estar, Doenças / Alto Risco e Casos Complexos 1 Saúde Ativa Gestão de Saúde: Bem Estar, Doenças / Alto Risco e Casos Complexos Resultados A SulAmérica e o Saúde Ativa Ações para Adesão Nova fase Adesão e Engajamento Experiência da SulAmérica Programas

Leia mais

Ciclo de Debates GV Saúde: Quais as Perspectivas para as Operadoras de Planos de Saúde? Agosto 2014

Ciclo de Debates GV Saúde: Quais as Perspectivas para as Operadoras de Planos de Saúde? Agosto 2014 Ciclo de Debates GV Saúde: Quais as Perspectivas para as Operadoras de Planos de Saúde? Agosto 2014 1 Mercado de Planos de Saúde Impactado por 5 Tendências E o Mercado? Continuará a Crescer? 5 Usuário

Leia mais

Modelo Domiciliar de. Assistência ao Doente. Crônico

Modelo Domiciliar de. Assistência ao Doente. Crônico Modelo Domiciliar de Modelos Assistenciais Assistência ao Doente Alternativos Crônico Panorama da Saúde no Brasil Aumento do poder aquisitivo Mudanças no Estilo de Vida Crescimento da População com Planos

Leia mais

INICIATIVAS ESTRATÉGICAS PARA A CASSI DIRETORIA DE PLANOS DE SAÚDE E RELACIONAMENTO COM CLIENTES DIRETORIA DE SAÚDE E REDE DE ATENDIMENTO

INICIATIVAS ESTRATÉGICAS PARA A CASSI DIRETORIA DE PLANOS DE SAÚDE E RELACIONAMENTO COM CLIENTES DIRETORIA DE SAÚDE E REDE DE ATENDIMENTO INICIATIVAS ESTRATÉGICAS PARA A CASSI DIRETORIA DE PLANOS DE SAÚDE E RELACIONAMENTO COM CLIENTES DIRETORIA DE SAÚDE E REDE DE ATENDIMENTO PANORAMA DO SETOR DE SAÚDE - ANS Beneficiários Médico-Hospitalar

Leia mais

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do

Leia mais

PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR

PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR Prof. Dr. Jones Alberto de Almeida Divisão de saúde ocupacional Barcas SA/ CCR ponte A necessidade de prover soluções para demandas de desenvolvimento, treinamento

Leia mais

Mobilidade. Relatório Mobilidade, Inteligência de Mercado

Mobilidade. Relatório Mobilidade, Inteligência de Mercado Mobilidade Internet e Mobilidade Nos últimos 10 anos, o termo Mobilidade no universo de tecnologia mudou bastante, se tornou mais abrangente e abriu novo setor de negócios. Games, aplicativos de navegação,

Leia mais

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico CUSTOMER SUCCESS STORY Abril 2014 Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico PERFIL DO CLIENTE Indústria: Mídia Companhia: Valor Econômico Funcionários:

Leia mais

Índice. 1.Cenário Brasil. 2. Projeto PALMA. 3. Tecnologia Digital na Educação de Jovens e Adultos

Índice. 1.Cenário Brasil. 2. Projeto PALMA. 3. Tecnologia Digital na Educação de Jovens e Adultos 1 Índice 1.Cenário Brasil 2. Projeto PALMA 3. Tecnologia Digital na Educação de Jovens e Adultos 2 1. Cenário Brasil 3 Fonte: IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística 2013 Analfabetismo 41

Leia mais

Tendências da 3ª Plataforma de Tecnologia e Big Data

Tendências da 3ª Plataforma de Tecnologia e Big Data Tendências da 3ª Plataforma de Tecnologia e Big Data GUGST Maio 2014 Alexandre Campos Silva IDC Brazil Consulting Director (11) 5508 3434 - ( (11) 9-9292-2414 Skype: AlexandreCamposSilva Twitter: @xandecampos

Leia mais

Horizons. O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Cisco IBSG Horizons Study. Introdução

Horizons. O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Cisco IBSG Horizons Study. Introdução O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Study Jeff Loucks/Richard Medcalf Lauren Buckalew/Fabio Faria O número de dispositivos de consumerização de TI nos seis países

Leia mais

Modelo de Atenção às Condições Crônicas. Seminário II. Laboratório de Atenção às Condições Crônicas EXPOSIÇÃO 4:

Modelo de Atenção às Condições Crônicas. Seminário II. Laboratório de Atenção às Condições Crônicas EXPOSIÇÃO 4: Modelo de Atenção às Condições Crônicas Seminário II Laboratório de Atenção às Condições Crônicas EXPOSIÇÃO 4: O MODELO DE ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS POR QUE UM MODELO DE ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS

Leia mais

Inovações Assistenciais para Sustentabilidade da Saúde Suplementar. Modelo Assistencial: o Plano de Cuidado

Inovações Assistenciais para Sustentabilidade da Saúde Suplementar. Modelo Assistencial: o Plano de Cuidado Inovações Assistenciais para Sustentabilidade da Saúde Suplementar Modelo Assistencial: o Plano de Cuidado Linamara Rizzo Battistella 04.10.2012 Universal Irreversível Heterôgeneo Perda Funcional Progressiva

Leia mais

egovernment & ehealth 2007 O papel fundamental das tecnologias no bem estar do Cidadão

egovernment & ehealth 2007 O papel fundamental das tecnologias no bem estar do Cidadão egovernment & ehealth 2007 O papel fundamental das tecnologias no bem estar do Cidadão 01 02 03 Indra A Nossa Visão do Sector Público A Administração ao serviço do Cidadão Página 2 Quem Quiénes somos somos

Leia mais

A Gisgeo. Web SIG Sistemas de Informação Geográfica via web. Geo Marketing e Geo Turismo. Localização de pessoas. Gestão de frota automóvel

A Gisgeo. Web SIG Sistemas de Informação Geográfica via web. Geo Marketing e Geo Turismo. Localização de pessoas. Gestão de frota automóvel A Gisgeo Web SIG Sistemas de Informação Geográfica via web Geo Marketing e Geo Turismo Localização de pessoas Gestão de frota automóvel App de localização para smartphones Sistemas de navegação GPS A Gisgeo

Leia mais

Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma

Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma 1 IDC - Equipe Pietro Delai Reinaldo Sakis João Paulo Bruder Luciano Ramos Gerente de Pesquisa e Consultoria -Enterprise Gerente de Pesquisa

Leia mais

Convergência TIC e Projetos TIC

Convergência TIC e Projetos TIC TLCne-051027-P1 Convergência TIC e Projetos TIC 1 Introdução Você responde essas perguntas com facilidade? Quais os Projetos TIC mais frequentes? Qual a importância de BI para a venda de soluções TIC (TI

Leia mais

UNIMED FESP. Dra. Maria Manuela Almeida Nunes Mazzini. Gerente de Gestão em Saúde. manuela.mazzini@unimedfesp.coop.br 22/07/2013 1

UNIMED FESP. Dra. Maria Manuela Almeida Nunes Mazzini. Gerente de Gestão em Saúde. manuela.mazzini@unimedfesp.coop.br 22/07/2013 1 UNIMED FESP Dra. Maria Manuela Almeida Nunes Mazzini Gerente de Gestão em Saúde manuela.mazzini@unimedfesp.coop.br 1 PERFIL UNIMED UNIMED FESP Quantidade de usuários 565.582 Área de abrangência Quantidade

Leia mais

Estado da Nação das TIC em Angola

Estado da Nação das TIC em Angola Estado da Nação das TIC em Angola CIO AGENDA ANGOLA 2013 AS TI TI COMO ALAVANCA DE CRESCIMENTO DO NEGÓCIO 21 de Maio, Hotel Sana Epic, Luanda Gabriel Coimbra General Manager, IDC Angola gcoimbra@idc.com

Leia mais

A perspectiva de Operadoras Competitivas de Telecomunicações

A perspectiva de Operadoras Competitivas de Telecomunicações 24 de Março de 2011 As exigências de infraestrutura de TIC para a Copa do Mundo e Olimpíada no Brasil Desafios e Oportunidades na construção do IBC. A perspectiva de Operadoras Competitivas de Telecomunicações

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE PELOS USUÁRIOS ANO II SÃO PAULO 2013

AVALIAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE PELOS USUÁRIOS ANO II SÃO PAULO 2013 1 AVALIAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE PELOS USUÁRIOS ANO II SÃO PAULO Temas 2 Objetivo e metodologia Utilização dos serviços do plano de saúde e ocorrência de problemas Reclamação ou recurso contra o plano de

Leia mais

The Director s Report: The State of ecommerce in Brazil. Por Lariza Carrera, Executive Director, etail Brazil

The Director s Report: The State of ecommerce in Brazil. Por Lariza Carrera, Executive Director, etail Brazil The Director s Report: The State of ecommerce in Brazil Por Lariza Carrera, Executive Director, etail Brazil etailbrazil.com 2014 O mercado está se ajustando a uma realidade multi-canal não excludente,

Leia mais

3 - Introdução. gestão hospitalar? 8 - Indicadores clínicos. 11 - Indicadores operacionais. 14 - Indicadores financeiros.

3 - Introdução. gestão hospitalar? 8 - Indicadores clínicos. 11 - Indicadores operacionais. 14 - Indicadores financeiros. 3 - Introdução 4 - Quais são as métricas para alcançar uma boa ÍNDICE As Métricas Fundamentais da Gestão Hospitalar gestão hospitalar? 8 - Indicadores clínicos 11 - Indicadores operacionais 14 - Indicadores

Leia mais

Longo caminho. Acontece no mundo inteiro. Os doentes crônicos

Longo caminho. Acontece no mundo inteiro. Os doentes crônicos Gestão Foto: dreamstime.com Longo caminho Medida da ANS inicia discussão sobre a oferta de medicamentos ambulatoriais para doentes crônicos pelas operadoras de saúde Por Danylo Martins Acontece no mundo

Leia mais

Sustentabilidade dos Sistemas de Saúde Universais

Sustentabilidade dos Sistemas de Saúde Universais Sustentabilidade dos Sistemas de Saúde Universais Sistemas de Saúde Comparados Conformação dos sistemas de saúde é determinada por complexa interação entre elementos históricos, econômicos, políticos e

Leia mais

Apresentação da plataforma

Apresentação da plataforma SMS CORPORATIVO Apresentação da plataforma Vitor Lopes Maio de 2010 Conteúdo 1. VISÃO GERAL... 3 1.1 COBERTURA SMS NO BRASIL... 3 2. VANTAGENS DO SMS... 4 2.1 SMS É A FERRAMENTA QUE ESTÁ MAIS PRÓXIMA DO

Leia mais

Uma das principais tarefas do sistema de saúde é traduzir as necessidades de saúde em serviços e traduzir estes serviços em instalações adequadas.

Uma das principais tarefas do sistema de saúde é traduzir as necessidades de saúde em serviços e traduzir estes serviços em instalações adequadas. Carlos Justo Uma das principais tarefas do sistema de saúde é traduzir as necessidades de saúde em serviços e traduzir estes serviços em instalações adequadas. Isto não é fácil Os serviços de saúde devem

Leia mais

Como a Tecnologia pode democratizar o acesso à saúde

Como a Tecnologia pode democratizar o acesso à saúde Como a Tecnologia pode democratizar o acesso à saúde Smartcity Business América 2015 Curitiba PR Brazil Maio de 2015 Sociedades Inteligentes e Governaça Airton Coelho, MsC, PMP Secretário de Ciência e

Leia mais

Resumo da solução SAP SAP Technology SAP Afaria. Gestão da mobilidade empresarial como vantagem competitiva

Resumo da solução SAP SAP Technology SAP Afaria. Gestão da mobilidade empresarial como vantagem competitiva da solução SAP SAP Technology SAP Afaria Objetivos Gestão da mobilidade empresarial como vantagem competitiva Simplifique a gestão de dispositivos e aplicativos Simplifique a gestão de dispositivos e aplicativos

Leia mais

Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País.

Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País. Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País. OBJETIVOS A Pesquisa

Leia mais

Seguros em um mundo conectado. As novas gerações e as novas formas de negócio

Seguros em um mundo conectado. As novas gerações e as novas formas de negócio Seguros em um mundo conectado As novas gerações e as novas formas de negócio A IBM realiza investimentos significativos em pesquisa e desenvolvimento para trazer pensamento inovador IBM Industry Models

Leia mais

tendências MOBILIDADE CORPORATIVA Setembro/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 03 Introdução Cenário atual Tendências Vantagens Riscos

tendências MOBILIDADE CORPORATIVA Setembro/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 03 Introdução Cenário atual Tendências Vantagens Riscos tendências EDIÇÃO 03 Setembro/2012 MOBILIDADE CORPORATIVA Introdução Cenário atual Tendências Vantagens Riscos Recomendações para adoção de estratégia de mobilidade 02 03 04 06 07 08 A mobilidade corporativa

Leia mais

Microsoft Nosso Comprometimento Mais de 9 bilhões em P&D/ano

Microsoft Nosso Comprometimento Mais de 9 bilhões em P&D/ano Microsoft Nosso Comprometimento Mais de 9 bilhões em P&D/ano Windows e Web Dynamics Comunicação e Produtividade Servidores Infraestrutura Empresarial Busca e Anúncios Mobilidade Entretenimento e TV PRODUTIVIDADE

Leia mais

Itaú Unibanco Banco Digital Pedro Donati

Itaú Unibanco Banco Digital Pedro Donati Itaú Unibanco Banco Digital Pedro Donati Agenda Evolução digital Construindo um banco digital Evolução digital 90% dos dados de hoje foram criados apenas nos dois últimos anos 10% de todas as fotos do

Leia mais

O CONSUMIDOR MOBILE. Uma visão global

O CONSUMIDOR MOBILE. Uma visão global O CONSUMIDOR MOBILE Uma visão global A PRÓXIMA POTÊNCIA EM MÍDIA Quando a primeira chamada foi realizada por um telefone móvel em 1973, o protótipo utilizado tinha bateria com duração de 30 minutos e levava

Leia mais

O VAREJO E A DISTRIBUIÇÃO FARMACÊUTICA EM 2010. Eugênio De Zagottis Vice Presidente Comercial Droga Raia

O VAREJO E A DISTRIBUIÇÃO FARMACÊUTICA EM 2010. Eugênio De Zagottis Vice Presidente Comercial Droga Raia O VAREJO E A DISTRIBUIÇÃO FARMACÊUTICA EM 2010 Eugênio De Zagottis Vice Presidente Comercial Droga Raia TÓPICOS PARA DISCUSSÃO O VAREJO E O ATACADO DE MEDICAMENTOS EM 2005 TENDÊNCIAS PARA 2010 PERGUNTAS

Leia mais

Itaú Unibanco Holding S.A. APIMEC 2012 APIMEC 2012

Itaú Unibanco Holding S.A. APIMEC 2012 APIMEC 2012 Itaú Unibanco / Desafios novo perfil do cliente Ambiente Regulatório Controle de Riscos Alto Volume de Informações Agilidade Desafios Qualidade Disponibilidade Internacionalização 2 Infraestrutura e Operações

Leia mais

DATASUS e Software Livre

DATASUS e Software Livre DATASUS e Software Livre Moacyr Esteves Perche Coordenador Geral de Gestão de Projetos CGGP/DATASUS/SGEP/MS 09/07/2015 1 Informação em Saúde O Brasil tem longa tradição no uso de Sistemas de Informação

Leia mais

13º - AUDHOSP AUDITORIA NO SUS VANDERLEI SOARES MOYA 2014

13º - AUDHOSP AUDITORIA NO SUS VANDERLEI SOARES MOYA 2014 13º - AUDHOSP AUDITORIA NO SUS VANDERLEI SOARES MOYA 2014 AUDITORIA NA SAÚDE Na saúde, historicamente, as práticas, as estruturas e os instrumentos de controle, avaliação e auditoria das ações estiveram,

Leia mais

Relação de iniciativas válidas no 17º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal

Relação de iniciativas válidas no 17º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal Relação de iniciativas válidas no 17º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal Inscrição INICIATIVA 1 001 SIAVANAC - Sistema de emissão e controle de Autorização de Voo da ANAC 2 002 PROJETO RESSURGIR

Leia mais

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa Como implementar Social Media na empresa 1 As razões: Empresas ainda desconhecem benefícios do uso de redes sociais Das 2,1 mil empresas ouvidas em estudo do SAS Institute e da Harvard Business Review,

Leia mais

Registro Eletrônico de Saúde Unimed. Números do Sistema

Registro Eletrônico de Saúde Unimed. Números do Sistema Números do Sistema Números do Sistema 36 Prestadoras 300 Operadoras (30% das operadoras de saúde) 15 Federações Institucionais 351 Cooperativas 1 Confederação Nacional 1 Confederação Regional 1 Central

Leia mais

PARCEIRO DE CONFIANÇA.

PARCEIRO DE CONFIANÇA. PARCEIRO DE CONFIANÇA. Com mais de 2.500 sites e 10 infraestruturas em nuvem implementadas globalmente, nossa equipe de serviços se dedica a ajudá-lo desde o primeiro dia. Temos amplo conhecimento em uma

Leia mais

Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO

Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO O QUE É TELEMEDICINA? Os recursos relacionados à Telemedicina são cada vez mais utilizados por hospitais e clínicas médicas. Afinal, quem não quer ter acesso a diversos

Leia mais

no Brasil O mapa da Acreditação A evolução da certificação no país, desafios e diferenças entre as principais

no Brasil O mapa da Acreditação A evolução da certificação no país, desafios e diferenças entre as principais O mapa da Acreditação no Brasil A evolução da certificação no país, desafios e diferenças entre as principais metodologias Thaís Martins shutterstock >> Panorama nacional Pesquisas da ONA (Organização

Leia mais

Inovação em serviços de saúde: experiência da Unimed-BH. CISS Congresso Internacional de Serviços de Saúde

Inovação em serviços de saúde: experiência da Unimed-BH. CISS Congresso Internacional de Serviços de Saúde Inovação em serviços de saúde: experiência da Unimed-BH CISS Congresso Internacional de Serviços de Saúde Quem somos Por que inovar Qualificação da rede Adoção do DRG Acreditação da Operadora Inovação

Leia mais

Desafios do setor de saúde suplementar no Brasil Maílson da Nóbrega

Desafios do setor de saúde suplementar no Brasil Maílson da Nóbrega Desafios do setor de saúde suplementar no Brasil Maílson da Nóbrega Setor de grande importância Mais de 50 milhões de beneficiários no país. Níveis elevados de satisfação com os serviços. Custos hospitalares

Leia mais

esaúde Medigraf - Sistema de Telemedicina e Telediagnóstico BEYOND INNOVATION

esaúde Medigraf - Sistema de Telemedicina e Telediagnóstico BEYOND INNOVATION esaúde Medigraf - Sistema de Telemedicina e Telediagnóstico BEYOND INNOVATION PRÉMIOS AfricaCom 2013 - Categoria Changing Lives Reconhece uma iniciativa com um impacto significativo nas telecomunicações

Leia mais

Os Desafios Assistenciais na Saúde Suplementar Martha Oliveira Gerente Geral de Regulação Assistencial- ANS

Os Desafios Assistenciais na Saúde Suplementar Martha Oliveira Gerente Geral de Regulação Assistencial- ANS Os Desafios Assistenciais na Saúde Suplementar Martha Oliveira Gerente Geral de Regulação Assistencial- ANS O Envelhecimento Populacional é um fenômeno Mundial Fonte: United Nations Department of Economic

Leia mais

APRESENTAÇÃO QUALIVIDA

APRESENTAÇÃO QUALIVIDA APRESENTAÇÃO QUALIVIDA (143.846 segurados ) (1.010.965 associados) (1.403.755 associados) (373.839 associados) 4.389 empresas 3.000.000 vidas * Dados jan 2013 2 MISSÃO NOSSA MISSÃO NOSSA MISSÃO Tornar

Leia mais

PRIMEIROS PASSOS PARA A OTIMIZAÇÃO DO CALL CENTER EM CLÍNICAS E HOSPITAIS. Descubra como otimizar os Call Centers na área de saúde

PRIMEIROS PASSOS PARA A OTIMIZAÇÃO DO CALL CENTER EM CLÍNICAS E HOSPITAIS. Descubra como otimizar os Call Centers na área de saúde ebook GRÁTIS PRIMEIROS PASSOS PARA A OTIMIZAÇÃO DO CALL CENTER EM CLÍNICAS E HOSPITAIS Descubra como otimizar os Call Centers na área de saúde Primeiros passos para a otimização do call center em clínicas

Leia mais

Linhas de Cuidado na Perspectiva de Redes de Atenção à Saúde

Linhas de Cuidado na Perspectiva de Redes de Atenção à Saúde Linhas de Cuidado na Perspectiva de Redes de Atenção à Saúde Linhas de Cuidado na RELEMBRANDO... Perspectiva de RAS A RAS é definida como arranjos organizativos de ações e serviços de saúde, de diferentes

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM

BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM Introdução ÍNDICE Boas práticas no dia a dia das clínicas de imagem A Importância de se estar conectado às tendências As melhores práticas no mercado de

Leia mais

Seminário O Público e o Privado na Saúde. Mesa: Políticas e Estratégias Governamentais de Regulação

Seminário O Público e o Privado na Saúde. Mesa: Políticas e Estratégias Governamentais de Regulação Seminário O Público e o Privado na Saúde Mesa: Políticas e Estratégias Governamentais de Regulação Tema: O Mais Saúde (PAC Saúde) e as Políticas Sistêmicas de Investimentos Setoriais Pedro Ribeiro Barbosa

Leia mais

MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA

MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA Pioneirismo tecnológico e FLEXIBILIDADE na migração O é uma plataforma de comunicação convergente, aderente às principais necessidades das

Leia mais

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Brasil Dezembro de 2012 Preparado para Copyright IDC. Reproduction is forbidden unless authorized. All rights reserved. Agenda Introdução Descrição do projeto Resultados

Leia mais

Linha de Cuidado da Obesidade. Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas

Linha de Cuidado da Obesidade. Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas Linha de Cuidado da Obesidade Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas Evolução do excesso de peso e obesidade em adultos 0,8% (1.550.993) da população apresenta obesidade grave 1,14% das

Leia mais

O papel dominante da mobilidade no mercado de trabalho

O papel dominante da mobilidade no mercado de trabalho Um perfil personalizado de adoção da tecnologia comissionado pela Cisco Systems Fevereiro de 2012 Dinâmica de ganhos com as iniciativas de mobilidade corporativa Os trabalhadores estão cada vez mais remotos,

Leia mais

Simplifique: consolidando a gestão do ambiente de trabalho do usuário final

Simplifique: consolidando a gestão do ambiente de trabalho do usuário final Simplifique: consolidando a gestão do ambiente de trabalho do usuário final Para muitas organizações, a rápida proliferação das tecnologias para o usuário final tem demonstrado uma ambigüidade em seus

Leia mais

Pessoas que cuidam de pessoas

Pessoas que cuidam de pessoas Pessoas que cuidam de pessoas Agenda Cenário Econômico Mundial Ranking PIB 2012 15,68 8,22 5,96 3,40 2,60 2,44 2,39 2,02 2,01 1,82 Estados Unidos China Japão Alemanha França Reino Brasil Rússia Itália

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

TV por Assinatura. Telefonia Fixa. Banda Larga. Respeito

TV por Assinatura. Telefonia Fixa. Banda Larga. Respeito Banda Larga TV por Assinatura Telefonia Fixa Respeito APIMEC RIO Rio de Janeiro, 22 de Novembro de 2013 A GVT é uma empresa autorizada pela Anatel a prestar serviços em todo o país A GVT tem licença STFC

Leia mais

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões MÍDIA KIT INTERNET Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões Segundo pesquisa da Nielsen IBOPE, até o 1º trimestre/2014 número 18% maior que o mesmo período de 2013. É a demonstração

Leia mais