S I 1º E 2º ANO DO ENSINO BÁSICO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "S I 1º E 2º ANO DO ENSINO BÁSICO"

Transcrição

1 S I 1º E 2º ANO DO

2

3 Tema 1 E tu, conheces os alimentos? S I Objetivos: Após o desenvolvimento das atividades propostas para o Tema 1, as crianças deverão adquirir conhecimentos sobre: Os alimentos e os grupos alimentares a que pertencem na Pirâmide dos Alimentos, de acordo com as suas características nutricionais; A importância do equilíbrio das quantidades de alimentos consumidas ao longo do dia; A importância de respeitar os horários das refeições; Os alimentos que devem constar das várias refeições diárias. Atividades principais 1.1. Apresentação: E tu, conheces os alimentos? Computador Projetor Tela de projeção Lápis de carvão Lápis de cor Borracha Tesoura Cola DVD com a apresentação E tu, conheces os alimentos? Fotocópias das fichas de trabalho: A (6 fotocópias); B (uma por criança) Introdução: Iniciar a atividade com uma abordagem acerca dos diversos alimentos que constituem as refeições das crianças. Utilizar o método interrogativo: Que alimentos conhecem? Sabem porque é que devem comer estes diferentes alimentos? O que aconteceria se durante o dia todo só comessem, por exemplo, pão ou arroz? Falar das características nutricionais que cada alimento possui e que contribui para a saúde. Por exemplo, o leite e os seus derivados, como o iogurte e o queijo, contêm cálcio, que é essencial para ter ossos e dentes saudáveis. Já a batata e os cereais, como o pão e o arroz, são os principais fornecedores de energia. Conhecem a Pirâmide dos Alimentos ou a Roda dos Alimentos? 5

4 S I Explicar que os alimentos podem ser divididos em grupos, de acordo com as suas características nutricionais. Para termos uma alimentação saudável, devemos consumir os alimentos de cada grupo nas quantidades adequadas, conforme está representado na Pirâmide e na Roda dos Alimentos. Dar seguimento à atividade com a apresentação E tu, conheces os alimentos?, utilizando a Informação de apoio à apresentação. Informação de apoio à apresentação: Slide 2 Ficha de trabalho A Explicar às crianças os diferentes grupos dos alimentos. Na caixa amarela está o grupo dos cereais, derivados e tubérculos, ao qual pertencem o pão, os cereais, as torradas, o arroz, a massa e a batata. Estão na caixa de maiores dimensões porque são os alimentos que devemos consumir em maior quantidade na nossa alimentação (mais vezes ao dia). Na caixa verde-escura encontram-se os legumes. Estes também devem ser consumidos em maior quantidade, quer através da sopa, quer no prato, quer em pequenos lanches. Na caixa verde-clara encontram-se as frutas. As crianças devem consumir cerca de 3 a 4 porções de fruta por dia. Na caixa azul-clara encontram-se os lacticínios, ou seja, o leite e seus derivados. As crianças devem consumir 3 porções de alimentos deste grupo por dia. Porções: 1 copo de leite = 1 iogurte = 2 fatias de queijo. Na caixa azul-escura encontram-se a carne, o pescado, os ovos e as leguminosas (Ex. feijões, lentilhas, ervilhas e grão). Estes alimentos devem ser consumidos diariamente, mas com moderação, como indica o tamanho da caixa. Na caixa vermelha encontram-se as gorduras e os doces, que devem ser consumidos com bastante moderação. Os doces, refrigerantes e sumos com açúcar devem ser guardados para os dias de festa e devemos evitar alimentos com muita quantidade de gordura, como os fritos e os folhados. Lembrar ainda da importância da água, que é a bebida ideal para satisfazer a sede. A água é essencial para a vida. Mais de metade do nosso organismo é constituído por água. Apesar de não ter um grupo próprio, a água está representada em todos os grupos dos alimentos, pois faz parte da composição da maioria dos alimentos. Dividir as crianças em 6 grupos. Entregar uma cópia da Ficha de trabalho A para cada grupo. Cada grupo vai ficar responsável por elaborar uma refeição (pequeno-almoço, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia) com os alimentos da ficha de trabalho. 6

5 S I Slides 3 ao 14 Quando o Brócoli questiona as crianças sobre o que comer em cada uma das refeições, o grupo responsável pela refeição em causa deve apresentá-la aos colegas, que vão analisá-la. Utilizar o método interrogativo: A refeição é saudável? Mudariam algo? O quê? Porquê? Poderia ser composta por outros alimentos? Quais? De seguida, mostrar a solução da apresentação e falar sobre os diversos alimentos que podem fazer parte daquela refeição. Ver a solução da Ficha de trabalho A. Repetir para cada uma das refeições. Explicar a importância de fazer as refeições com intervalos regulares de cerca de 3 horas, para que o apetite seja adequado às refeições, para evitar fraqueza e o hábito de petiscar. Procurar dar outros exemplos que não constem da ficha de trabalho. Por exemplo, os cereais de pequeno-almoço são muito utilizados. Devemos escolher aqueles com menos quantidade de açúcar. Nas grandes refeições (almoço e jantar) salientar a importância de alternar entre a carne e o pescado e variar nos acompanhamentos (arroz, batata ou massa e legumes e/ou salada). Slides 15 ao 17 Ficha de trabalho B Distribuir 1 fotocópia daficha de trabalho B a cada criança. Seguir os conteúdos dos slides para ajudar as crianças a preencherem a ficha. No final, fazer a revisão da sessão. Utilizar o método interrogativo: O que aprenderam hoje? 1.2. Filme: Todos somos importantes Computador Projetor Tela de projeção Colunas de som Lápis de cor Tesoura Cola 7

6 S I DVD com o filme Todos somos importantes Fotocópias das fichas de trabalho: C (uma por criança) Introdução: Utilizar a introdução da atividade 1.1. Dar seguimento à atividade com o filme Todos somos importantes, que se encontra no DVD. Após o filme, realizar a Ficha de trabalho C e fazer uma revisão da sessão. Sugestão: Fazer esta atividade na sequência da atividade 1.1, sem repetir a introdução. Atividades complementares 1.3. Jogo informático: Alimentix 1 / Alimentação saudável Computador (es) Colunas de som Projetor (opcional) Tela de projeção (opcional) DVD com o jogo Alimentix 1 / Alimentação saudável Trabalhar com o jogo informático Alimentix 1 / Alimentação saudável. Sugestão: Pode ser jogado em grupo, com a utilização do projetor, ou individualmente Música: Canção da Alimentação Fotocópias das fichas de trabalho: D (uma por criança) Cantar em grupo a Canção da Alimentação (Música da Machadinha). 8

7 Tema 2 Do prado ao prato S I Objetivos: Após o desenvolvimento das atividades propostas para o Tema 2, as crianças deverão adquirir conhecimentos sobre: Os alimentos (aspeto, cheiro, textura, etc.) e as suas origens; As funções que os alimentos desempenham no organismo; A influência dos alimentos e hábitos alimentares na saúde. Atividade principal 2.1. Apresentação: Do prado ao prato Computador Projetor Tela de projeção Colunas de som Lápis de carvão Borracha DVD com a apresentação Do prado ao prato Fotocópias das fichas de trabalho: E (uma por criança); F (uma por criança) Introdução: Selecionar uma refeição realizada na escola (Ex. almoço) e promover uma discussão acerca das preferências e aversões de cada um. Utilizar o método interrogativo: O que foi o almoço hoje? Gostaram? Porquê? Quais os alimentos que não gostam? Porquê? Já provaram? Podemos dizer que não gostamos de um alimento que nunca provámos? 9

8 S I Fazer a Ficha de Trabalho E. Explicar que os alimentos são todos importantes e devemos ter uma alimentação variada, ou seja, comer de tudo em quantidades ajustadas. Para isso, temos que aprender a gostar dos alimentos. Provar os alimentos várias vezes é muito importante, pois o paladar educa-se. Também é importante conhecer os alimentos. Dar seguimento à atividade com a apresentação Do prado ao prato do DVD, utilizando a Informação de apoio à apresentação. Informação de apoio à apresentação Slide 1 O Brócoli irá fazer uma breve apresentação do prado, dizendo às crianças que existem muitas coisas que podem conhecer e perguntando-lhes o que querem conhecer primeiro. Clicar no animal ou no alimento que as crianças escolherem. Quando o Brócoli perguntar E agora, o que querem conhecer?, as crianças deverão escolher um novo animal ou alimento. Nas próximas vezes que voltarem ao prado, questionar as crianças sobre o que querem conhecer. A vaca, por exemplo, apresenta-se e questiona as crianças sobre quais os alimentos a que ela dá origem. É importante dar tempo às crianças para responderem e só depois avançar nos slides. Aparece o leite e a vaca questiona novamente quais os alimentos que provêm do leite. Mais uma vez, dar tempo às crianças para responderem e só depois avançar. Aparecem as natas e a vaca questiona qual o alimento a que as natas dão origem. À semelhança do que foi feito com o leite, dar tempo para que as crianças respondam e só depois avançar. Em seguida, será questionada a função que os alimentos têm no organismo. Ao clicar na imagem que irá aparecer ao lado dos alimentos, será encaminhado para o slide que explica a função dos mesmos no organismo. Seguir o mesmo procedimento para todos os animais ou alimentos do prado. No caso do açúcar (doces) e do mel, ao clicar na imagem do canto superior direito, irá aparecer um slide com um alerta para a necessidade de consumir estes alimentos com moderação, uma vez que o consumo pode fazer mal à saúde. Ficha de trabalho F Depois de apresentados todos os animais e alimentos, distribuir as fotocópias da Ficha de trabalho F. Seguir os conteúdos dos slides 24 ao 26, para ajudar as crianças a preencherem a mesma. Os slides 27 ao 29 correspondem à correção da ficha. No final, fazer a revisão da sessão. Utilizar o método interrogativo: O que aprenderam hoje? 10

9 S I Sugestões: Durante a apresentação valorizar as diferentes realidades das crianças: alimentos de diferentes culturas; experiências com o meio rural; participação em colheitas ou outras atividades próprias do meio rural; tradições que envolvem os alimentos; etc. Após a apresentação, fazer a atividade complementar 2.2: Adivinha o que é!. Propor que levem a Ficha de trabalho E para casa e alterem à medida que passarem a provar e gostar dos alimentos. Atividades complementares 2.2. Jogo: Adivinha o que é! Frutas e legumes Lenço para vendar os olhos Dividir a turma em duas equipas. Selecionar uma criança de uma equipa, vendar os seus olhos e entregar-lhe um alimento para as mãos (fruta ou legume). Os colegas de equipa deverão dar pistas sobre o alimento, sem nunca dizer o seu nome. Por exemplo: cor, grupo alimentar a que pertence, origem. A criança terá duas oportunidades para adivinhar qual é o alimento e ganhar um ponto para a sua equipa. Vence a equipa que adivinhar mais alimentos. Sugestão: Ao final do jogo, deixar que as crianças vejam, sintam e cheirem os alimentos, principalmente aqueles que desconheciam Jogo informático: Alimentix 1 / Os Alimentos e Origem dos Alimentos Computador (es) Colunas de som Projetor (opcional) Tela de projeção (opcional) DVD com o jogo Alimentix 1 / Os alimentos e Origem dos alimentos Trabalhar com o jogo informático Alimentix 1 / Os alimentos e Origem dos alimentos. Sugestão: Pode ser jogado em grupo, com a utilização do projetor, ou individualmente. 11

10 S I 2.4. Conta uma história Lápis de carvão Fotocópias das fichas de trabalho: G e H (uma ficha por grupo) Dividir a turma em grupos de 3 ou 4 crianças. Distribuir asfichas de trabalho G e H aleatoriamente entre os grupos. Pedir que as crianças elaborem e contem uma história ou façam um teatro a partir das ilustrações da ficha de trabalho que receberam. Verificar na solução das fichas de trabalho os principais pontos que devem ser abordados pelas crianças e orientá-las Jogo tradicional: Frutas e legumes ou animais (Adaptação do jogo Girafa ou macaco ) Pedir às crianças que se posicionem de pé, lado a lado. Dizer o nome de um alimento. Se o alimento for um legume ou um fruto as crianças devem passar rapidamente à posição agachada. Se o alimento for de origem animal, as crianças devem passar rapidamente à posição de pé. Quem errar ou hesitar muito é eliminado. Vence a criança que ficar até ao fim Jogo tradicional: Os alimentos e suas origens 12 Dividir a turma em duas equipas que devem ficar posicionadas nos extremos do campo. No centro do campo colocar arcos que servirão como casas a representar a origem dos alimentos (Vaca, Frutos de árvores, Frutos da terra, Horta, Mar, Oliveira e Trigo). Dar a cada criança de cada um dos dois grupos o nome de um alimento a representar as diversas origens. Assim, cada grupo deve ter pelo menos uma criança a representar um alimento de cada origem. Ao ouvirem: _ Às suas casas os alimentos que vêm da.! _ as crianças que representam os alimentos daquela origem em cada um dos grupos devem correr até à sua casa. Quem ocupar primeiro a casa ganha um ponto para a sua equipa. Por exemplo: Ao ouvirem _ Às suas casas os alimentos que vêm da vaca! _ o leite e o queijo + carne e iogurte devem correr para ocupar o arco que representa a vaca. Exemplos de alimentos e suas origens: Vaca: carne, leite, iogurte e queijo. Frutos de árvores: maçã, laranja e banana Frutos da terra: morangos, melancia e melão Horta: repolho, nabo, pepino e pimento. Mar: sardinhas, lula, pescada e caranguejo. Oliveira: azeite e azeitonas. Trigo: farinha, pão e massa.

11 S I Tema 3 Para forte ficar, atenção à higiene vou ter que tomar Objetivos: Após o desenvolvimento das atividades propostas para o Tema 3, as crianças deverão adquirir conhecimentos sobre: As fontes de contaminação microbiana; A importância da higiene das mãos e como fazê-la; A importância da higiene pessoal e como fazê-la; A importância da higiene e da conservação dos alimentos e como fazê-las. Atividade principal 3.1. Apresentação: Para forte ficar, atenção à higiene vou ter que tomar Computador Projetor Tela de projeção Lápis de carvão Borracha DVD com a apresentação Para forte ficar, atenção à higiene vou ter que tomar Fotocópias das fichas de trabalho: I (uma por criança); J (uma por criança) Introdução: Iniciar a atividade com uma abordagem acerca da importância da higiene pessoal e da higiene na alimentação. Utilizar o método interrogativo: Porque é que a higiene é importante? Quais os hábitos que devem fazer parte da higiene pessoal? E da higiene dos alimentos? Qual a primeira coisa a fazer antes de contactar com os alimentos? Porquê? Dar seguimento à atividade com a apresentação Para forte ficar, atenção à higiene vou ter que tomar do DVD, utilizando a Informação de apoio à apresentação. 13

12 S I Informação de apoio à apresentação: Slide 2 Realizar uma breve explicação sobre os microrganismos: o que são, onde se encontram (em toda a parte), os seus métodos de transmissão (contacto com as mãos e objetos, espirros, tosse, cabelo, entre outros) e os seus efeitos no organismo (doenças como as cáries dentárias, a gripe e as gastroenterites, infeções nas feridas, entre outros). Slide 3 Concluir que a higiene das mãos é muito importante para evitar a contaminação por microrganismos. Lavar as mãos deve ser uma prática comum antes de contactarem com os alimentos e depois de brincar. Slide 4 Explicar que, assim como a higiene das mãos, toda a higiene pessoal é importante. Utilizar o método interrogativo: Quando devemos lavar as mãos? Dar seguimento à apresentação e falar sobre a importância de cada um dos hábitos de higiene: lavar os dentes; cortar as unhas; lavar a roupa; lavar as mãos; cortar e pentear o cabelo; e tomar banho. Slide 5 Explicar, à semelhança da higiene pessoal, a importância da lavagem dos alimentos (principalmente frutas e legumes), uma vez que estes podem conter microrganismos capazes de causar doenças. Slide 6 Discutir com as crianças as imagens apresentadas: Os animais podem estar nas bancadas da cozinha? Os alimentos podem estar no chão? Qual é a cozinha mais adequada em termos de higiene? O que deve estar limpo numa cozinha para evitar doenças transmitidas pelos alimentos? Slide 7 Explicar que não basta ter tudo limpo, é necessário também um armazenamento adequado. As temperaturas baixas previnem o desenvolvimento microbiano, enquanto que a temperatura ambiente é propícia ao seu desenvolvimento. 14

13 S I Slides 8 ao 11 Ficha de trabalho I Seguir o conteúdo dos slides 8 ao 11 para ajudar as crianças a preencherem a Ficha de trabalho I. Ficha de trabalho J Fazer a Ficha de trabalho J. No final, fazer a revisão da sessão. Utilizar o método interrogativo: O que aprenderam hoje? Atividades complementares 3.2. Jogo informático: Alimentix 1 / A higiene Computador (es) Colunas de som Projetor (opcional) Tela de projeção (opcional) DVD com o jogo Alimentix 1 / A higiene Trabalhar com o jogo informático Alimentix 1 / A higiene. Sugestão: Pode ser jogado em grupo, com a utilização do projetor, ou individualmente Jogo da mímica Dividir a turma em duas equipas. Escolher uma criança de cada equipa para ir à frente representar um hábito de higiene ou um objeto que faça parte de um hábito de higiene. Por exemplo: lavar a roupa; sabão; lavar os dentes; escova de dentes; lavar a fruta; tomar banho; gel de banho; lavar a cabeça; champô; cortar as unhas; corta-unhas. As crianças da equipa têm duas oportunidades de adivinhar o que o seu colega está a representar. Antes, devem procurar saber se é um hábito ou um objeto. Para isso, devem questionar o colega com uma pergunta fechada. Por exemplo: _ É um hábito? _ A criança só poderá responder sim ou não. Ganha o jogo a equipa que adivinhar mais mímicas. 15

S II 3º E 4º ANO DO ENSINO BÁSICO

S II 3º E 4º ANO DO ENSINO BÁSICO S II 3º E 4º ANO DO Tema 4 O Brócoli à Descoberta do Mundo dos Alimentos Os alimentos na terra do faraó S II Objetivos: Após o desenvolvimento das atividades propostas para o Tema 4, as crianças deverão

Leia mais

Brincar e aprender com os alimentos

Brincar e aprender com os alimentos Brincar e aprender com os alimentos Introdução A Associação Portuguesa dos Nutricionistas, criou este conjunto de jogos didácticos, destinado a crianças, porque considera que a aprendizagem e modulação

Leia mais

A roda dos alimentos. A antiga roda dos alimentos

A roda dos alimentos. A antiga roda dos alimentos Ano: 2010/2011 Disciplina: Educação Física Professora: Rita Marques Trabalho realizado por: Andreia Cipriano Catarina Silva Jéssica Pereira Mónica Algares Patrícia Martinho A roda dos alimentos Para se

Leia mais

COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL?

COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL? COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL? O Ministério da Saúde está lançando a versão de bolso do Guia Alimentar para a População Brasileira, em formato de Dez Passos para uma Alimentação Saudável, com o objetivo

Leia mais

A PIRÂMIDE QUE SEGUE ABAIXO É A BRASILEIRA, ADAPTADA POR SÔNIA TUCUNDUVA PHILIPPI AOS NOSSOS HÁBITOS ALIMENTARES.

A PIRÂMIDE QUE SEGUE ABAIXO É A BRASILEIRA, ADAPTADA POR SÔNIA TUCUNDUVA PHILIPPI AOS NOSSOS HÁBITOS ALIMENTARES. PARA SABERMOS COMO A ALIMENTAÇÃO DEVE SER EQUILIBRADA, PRECISAMOS CONHECER A PIRÂMIDE ALIMENTAR, QUE É A REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS ALIMENTOS E SUAS QUANTIDADES QUE DEVEM ESTAR PRESENTES EM NOSSA DIETA

Leia mais

Unidade de Saúde do Afonsoeiro DIVERSIFICAÇÃO ALIMENTAR

Unidade de Saúde do Afonsoeiro DIVERSIFICAÇÃO ALIMENTAR Unidade de Saúde do Afonsoeiro DIVERSIFICAÇÃO ALIMENTAR GRUPO A Batata Cenoura Abóbora Dente de alho Nabo Cebola 4 5 meses SOPA DE LEGUMES GRUPO B Alho Francês Alface Brócolos Nabiça Agrião Espinafres

Leia mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Uma alimentação equilibrada proporciona uma quantidade correcta

Leia mais

Trabalho elaborado por: 5/29/2007 USF Valongo. Enf. Anabela Queirós

Trabalho elaborado por: 5/29/2007 USF Valongo. Enf. Anabela Queirós Trabalho elaborado por: Enf. Anabela Queirós O que é a diabetes? Uma doença que dura toda vida Provocada pela ausência ou perda de eficácia da insulina; Provoca a subida de açúcar no sangue A diabetes

Leia mais

Alimentix 2. O teu jogo dos Alimentos. Jogar. Como Jogar?

Alimentix 2. O teu jogo dos Alimentos. Jogar. Como Jogar? Alimentix 2 O teu jogo dos Alimentos Jogar Como Jogar? Olá amigo! O Alimentix 2 é um jogo extraordinário onde vais poder explorar o fantástico mundo dos alimentos. Estás pronto? 1. O Alimentix 2 é composto

Leia mais

ANÁLISE DOS INQUÉRITOS SOBRE OS HÁBITOS ALIMENTARES

ANÁLISE DOS INQUÉRITOS SOBRE OS HÁBITOS ALIMENTARES ANÁLISE DOS INQUÉRITOS SOBRE OS HÁBITOS ALIMENTARES Os inquéritos foram realizados junto de alunos do 6º ano da Escola EB 2,3 de Matosinhos, durante o mês de Novembro de 24. Responderam ao inquérito 63

Leia mais

A RODA DOS ALIMENTOS... um guia para a escolha alimentar diária! 1-3 3-5 2-3 1,5-4,5 1-2 3-5 4-11 COMA BEM, VIVA MELHOR! O QUE É UMA PORÇÃO?* POR DIA quantas são necessárias? ** Cereais e derivados, tubérculos

Leia mais

Ficha 01 ALIMENTA ÇÃO. O dia é feito de hábitos QUERES MELHORAR? QUERES MELHORAR? Tema 3

Ficha 01 ALIMENTA ÇÃO. O dia é feito de hábitos QUERES MELHORAR? QUERES MELHORAR? Tema 3 Ficha 01 O dia é feito de hábitos :: Analisa o teu dia e os momentos em que te cruzas com alimentos. Quais são os teus hábitos? O que concluis? Lê as pistas para melhorares o teu desempenho. 7h30m Pequeno-almoço

Leia mais

Alimentação. no primeiro ano de vida

Alimentação. no primeiro ano de vida Alimentação Trv. Noronha, nº5 A Lisboa Telef: 21 394 73 10 Fax: 21 394 73 18 Email: usf.arco@arslvt.minsaude.pt no primeiro ano de vida A diversificação alimentar deve ser iniciada entre os 4-6 meses de

Leia mais

MENOS SAL! MAIS SAÚDE!

MENOS SAL! MAIS SAÚDE! MENOS SAL! MAIS SAÚDE! Jogo da Glória Unidade de Saúde Pública ACES Espinho/Gaia REGRAS: Jogadores: 2 a 6 Objetivo: Ser o primeiro a chegar à casa final! Cada casa possui um tipo de alimentos. Em algumas

Leia mais

Dicas Para Emagrecer com Saúde

Dicas Para Emagrecer com Saúde 2011 www.blog.vivaplenamente.com Página 1 DIREITOS DE DISTRIBUIÇÃO Você pode distribuir este e-book livremente, assim como presenteá-lo a través do seu site ou blog aos seus visitantes e clientes. A única

Leia mais

Programa 5 ao Dia. Faz Crescer com Energia. O que conta como uma porção para o 5 ao Dia? Mercado Abastecedor da Região de Évora, S.A.

Programa 5 ao Dia. Faz Crescer com Energia. O que conta como uma porção para o 5 ao Dia? Mercado Abastecedor da Região de Évora, S.A. O que conta como uma porção para o 5 ao Dia? Programa 5 ao Dia Frutas ou Hortícolas Tamanho das peças de Frutas ou Hortícolas Equivalência em gramas Abacate 1/5 de um médio 30 Aipo 2 talos médios 110 Alface

Leia mais

Projeto Planeta Azul Ponto de Apoio Especial sobre Alimentação

Projeto Planeta Azul Ponto de Apoio Especial sobre Alimentação Projeto Planeta Azul Ponto de Apoio Especial sobre Alimentação (...) A verdade, em matéria de saúde, está na adaptação e no respeito à Natureza (...). Mokiti Okada Para uma alimentação saudável, podemos

Leia mais

ALIMENTAÇÃO E PESO SAUDÁVEL

ALIMENTAÇÃO E PESO SAUDÁVEL Formação sobre Promoção de Estilos de Vida Saudáveis em Contexto Escolar, Familiar e Envolvente Julho de 2009 ALIMENTAÇÃO E PESO SAUDÁVEL TERESA SOFIA SANCHO Gabinete de Nutrição Departamento de Saúde

Leia mais

Nutrição Infantil. Paula Veloso / Nutricionista

Nutrição Infantil. Paula Veloso / Nutricionista Nutrição Infantil Paula Veloso / Nutricionista Relação alimentação/saúde é para toda a vida! A mulher grávida preocupa-se com a alimentação. Relação alimentação/saúde é para toda a vida! Os pais preocupam-se

Leia mais

Alimentação Saudável

Alimentação Saudável Alimentação Saudável O que é a alimentação saudável? A Alimentação Saudável é uma forma racional de comer que assegura variedade, equilíbrio e quantidade justa de alimentos escolhidos pela sua qualidade

Leia mais

ANEXO 7 CONSTITUIÇÃO DAS REFEIÇÕES ESCOLAS A TEMPO INTEIRO

ANEXO 7 CONSTITUIÇÃO DAS REFEIÇÕES ESCOLAS A TEMPO INTEIRO ANEXO 7 CONSTITUIÇÃO DAS REFEIÇÕES ESCOLAS A TEMPO INTEIRO CARATERÍSTICAS DAS REFEIÇÕES: COMPOSIÇÃO E CAPITAÇÕES 1. O adjudicatário obriga-se a fornecer, durante o período previsto e diariamente, 2 lanches

Leia mais

Vamos à Pesca! Olá! Eu sou o Peixoto e não é por acaso que este é o meu nome! Lula. Peixoto. E tu, tens algum animal de estimação? Como se chama(m)?

Vamos à Pesca! Olá! Eu sou o Peixoto e não é por acaso que este é o meu nome! Lula. Peixoto. E tu, tens algum animal de estimação? Como se chama(m)? Vamos à Pesca! Olá! Eu sou o Peixoto e não é por acaso que este é o meu nome! Adoro o mar, a água e os peixes. Aproveito os dias de sol para ir pescar e quem me faz companhia é o Lula, o meu cãozinho de

Leia mais

A diversificação não deve ser iniciada antes dos 4 meses nem depois dos 6 meses

A diversificação não deve ser iniciada antes dos 4 meses nem depois dos 6 meses Início da Diversificação A diversificação não deve ser iniciada antes dos 4 meses nem depois dos 6 meses Substituir uma refeição de leite por: Papa sem glúten ou sopa de legumes (antes dos 6 meses) Papa

Leia mais

Uma Boa alimentação e sua relação com a dor, humor e. outros sintomas

Uma Boa alimentação e sua relação com a dor, humor e. outros sintomas Uma Boa alimentação e sua relação com a dor, humor e outros sintomas Nutricionista Camila Costa Unidade de Reabilitação Cardiovascular e Fisiologia do Exercício InCor/FMUSP Será que o que você come influencia

Leia mais

Profa. Joyce Silva Moraes

Profa. Joyce Silva Moraes Alimentação e Saúde Profa. Joyce Silva Moraes saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estarestar e a disposição para realizar todas as atividades. demonstrar

Leia mais

www.500receitasparaemagrecer.com.br SUPER 9 DIETAS 500 Receitas para Emagrecer Dicas Dietas sobre Metabolismo

www.500receitasparaemagrecer.com.br SUPER 9 DIETAS 500 Receitas para Emagrecer Dicas Dietas sobre Metabolismo SUPER 9 DIETAS Esta dieta é baseada principalmente na ingestão de alimentos que aumentam a densidade nutricional e diminuir a densidade calórica. É uma das dietas mais equilibradas, uma vez que não se

Leia mais

2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira. Legumes com frango Legumes com peixe Legumes com ovo Legumes com Perú ou vitela. Maça ou Pera cozidas

2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira. Legumes com frango Legumes com peixe Legumes com ovo Legumes com Perú ou vitela. Maça ou Pera cozidas Sobrenesa Sopa C E N T R O S O C I A L J E S U S M A R I A J O S É 2012-2013 Ementa da Creche 2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira Legumes com frango Legumes com peixe Legumes com ovo Legumes com

Leia mais

Como nosso corpo está organizado

Como nosso corpo está organizado Como nosso corpo está organizado Iodo Faz parte dos hormônios da tireoide, que controlam a produção de energia e o crescimentodocorpo.aleiobrigaaadiçãodeiodoaosaldecozinha. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO

Leia mais

Manual de Atividades Práticas

Manual de Atividades Práticas Manual de Atividades Práticas MANUAL DE ATIVIDADES PRÁTICAS Madleine de Quadras Faro 2012 Índice Introdução...4 Educação alimentar...5 Atividades para desenvolver na sala de aula...6 Origem dos alimentos...7

Leia mais

1. Introdução. 2. O que é a Roda dos Alimentos?

1. Introdução. 2. O que é a Roda dos Alimentos? 1. Introdução Educar para uma alimentação saudável é essencial na tentativa de ajudar os jovens a tornar as escolhas saudáveis escolhas mais fáceis. Educar para comer bem e de uma forma saudável, constitui

Leia mais

Projeto Curricular de Escola

Projeto Curricular de Escola Projeto Curricular de Escola QUADRIÉNIO 2014-2018 Somos aquilo que comemos. Hipócrates Cooperativa de Ensino A Colmeia 2 Índice Introdução... 4 Identificação do Problema... 5 Objetivos... 6 Estratégias/Atividades...

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDE

FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDE União Metropolitana de Educação e Cultura Faculdade: Curso: NUTRIÇÃO FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDE Disciplina: INTRODUÇÃO A NUTRIÇÃO Carga horária: Teórica 40 Prática 40 Semestre: 1 Turno:

Leia mais

Perder peso Comendo. Pare de comer depressa

Perder peso Comendo. Pare de comer depressa Vou passar a você, algumas receitas que usei para poder emagrecer mais rápido e com saúde. Não direi apenas só sobre como preparar algumas receitas, mas também direi como perder peso sem sofrimento e de

Leia mais

ENVELHECER COM SABEDORIA Alimente-se melhor para Manter a sua Saúde e Independência

ENVELHECER COM SABEDORIA Alimente-se melhor para Manter a sua Saúde e Independência ENVELHECER COM SABEDORIA Alimente-se melhor para Manter a sua Saúde e Independência 1. ALIMENTE-SE MELHOR Prevê-se que em 2025 1, só na Europa, o grupo etário mais idoso (acima dos 80 anos), passe de 21,4

Leia mais

TEXTO DE APOIO I PERCURSO COMER, DIVIDIR E BRINCAR

TEXTO DE APOIO I PERCURSO COMER, DIVIDIR E BRINCAR TEXTO DE APOIO I PERCURSO COMER, DIVIDIR E BRINCAR Alimentação Boa Pra Você Todo ser vivo precisa se alimentar para obter energia e nutrientes para se desenvolver. No caso do ser humano, os alimentos trazem

Leia mais

1. O adjudicatário obriga-se a fornecer, durante o período previsto e diariamente, 2 lanches

1. O adjudicatário obriga-se a fornecer, durante o período previsto e diariamente, 2 lanches ANEXO 8 CONSTITUIÇÃO DAS REFEIÇÕES ESTABELECIMENTOS DE INFÂNCIA CARATERÍSTICAS DAS REFEIÇÕES: COMPOSIÇÃO E CAPITAÇÕES 1. O adjudicatário obriga-se a fornecer, durante o período previsto e diariamente,

Leia mais

Dicas para uma alimentação saudável

Dicas para uma alimentação saudável Dicas para uma alimentação saudável NECESSIDADE FISIOLÓGICA ATO DE COMER SOCIABILIZAÇÃO Comida Japonesa PRAZER CULTURAL Alimentação aliada à saúde Hábitos alimentares pouco saudáveis desde a infância,

Leia mais

Parte 1 REVISTAS E PROPAGANDAS

Parte 1 REVISTAS E PROPAGANDAS Parte 1 REVISTAS E PROPAGANDAS Levaremos revistas diversas para as meninas folhearem. Pediremos que reconheçam nas revistas, anúncios relacionados à beleza, moda e dietas, voltados para o público feminino.

Leia mais

Saúde Bucal (Cartilha)

Saúde Bucal (Cartilha) SAÚDE BUCAL 2014. Secretaria de Saúde do Estado da Bahia- SESAB. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta o bra, desde que citada a fonte e que não seja para venda

Leia mais

7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber. Até mesmo as comidas consideradas "magras" pedem consumo moderado

7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber. Até mesmo as comidas consideradas magras pedem consumo moderado 7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber Até mesmo as comidas consideradas "magras" pedem consumo moderado Por Roberta Vilela - publicado em 26/11/2010 Mudança dos hábitos alimentares A mudança

Leia mais

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física A Importância dos Alimentos Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estar e a

Leia mais

III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família. Brasília, 08 de Agosto de 2008

III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família. Brasília, 08 de Agosto de 2008 Oficina de Promoção da Alimentação Saudável para Agentes Comunitários de Saúde III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família Brasília,

Leia mais

Amadora Sintra ALIMENTAÇÃO

Amadora Sintra ALIMENTAÇÃO Amadora Sintra ALIMENTAÇÃO no 1º ano de vida INÍCIO DA DIVERSIFICAÇÃO A diversificação pode ser iniciada após os 4 meses. Substituir uma refeição de leite por: Papa sem glúten ou caldo de legumes (antes

Leia mais

Os + Crescidos também gos tam de saber +

Os + Crescidos também gos tam de saber + Os + Crescidos também gos tam de saber + Compilação de textos da secção + crescidos da revista de Festa do Leite Mimosa Documento para Pais e Encarregados de Educação Dar prioridade ao que é mais importante

Leia mais

QUAL É O SEU NOME? NOME DA SUA ESCOLA: NOME DO PROFESSOR (A):

QUAL É O SEU NOME? NOME DA SUA ESCOLA: NOME DO PROFESSOR (A): QUAL É O SEU NOME? NOME DA SUA ESCOLA: NOME DO PROFESSOR (A): ASSIM COMO VOCÊ, OS ALIMENTOS TAMBÉM TÊM NOME. NO QUADRO ABAIXO, FAÇA UMA REPRESENTAÇÃO COM DESENHOS, COLAGENS OU PINTURAS DOS ALIMENTOS DE

Leia mais

Registo Alimentar de 3 dias. Nota: Leia com atenção, e tente cumprir, os parâmetros de utilização.

Registo Alimentar de 3 dias. Nota: Leia com atenção, e tente cumprir, os parâmetros de utilização. Registo Alimentar de 3 dias Nota: Leia com atenção, e tente cumprir, os parâmetros de utilização. Parâmetros de Utilização: É necessário anotar tudo o que foi ingerido durante 3 dias representativos do

Leia mais

Como podemos escolher os alimentos para crescer de forma saudável?

Como podemos escolher os alimentos para crescer de forma saudável? 1. Introdução A vida começa com a alimentação, e esta desempenha uma influência determinante no desenvolvimento emocional, mental, físico e social de cada um. A alimentação consiste em obter do ambiente

Leia mais

Pontos nos ii DIVERSIFICAÇÃO ALIMENTAR. http://www.passe.com.pt

Pontos nos ii DIVERSIFICAÇÃO ALIMENTAR. http://www.passe.com.pt Pontos nos ii DIVERSIFICAÇÃO ALIMENTAR A alimentação do bebé e da criança constitui um dos factores mais importantes para o seu normal crescimento e desenvolvimento. Ao longo do 1º ano de vida, o bebé

Leia mais

Alimentação na Gestação

Alimentação na Gestação ESPAÇO VIDA Nut. Fabiane Galhardo Unimed Pelotas 2012 Alimentação na Gestação 1 GESTAÇÃO PERÍODO MÁGICO DE INTENSA TRANSIÇÃO, ONDE A NATUREZA MODIFICA O CORPO E A MENTE PARA TRANSFORMAR MULHER EM MÃE A

Leia mais

15/08/2013. Acelerado crescimento e desenvolvimento: IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NESSA FASE. Atinge 25% da sua altura final

15/08/2013. Acelerado crescimento e desenvolvimento: IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NESSA FASE. Atinge 25% da sua altura final Laís Cruz Nutricionista CRN 3 18128 2013 Período de transição entre infância e vida adulta (dos 10 aos 19 anos de idade) Muitas transformações físicas, psicológicas e sociais Acelerado crescimento e desenvolvimento:

Leia mais

Alimentação saudável. Nídia Braz Outubro, 2012

Alimentação saudável. Nídia Braz Outubro, 2012 Alimentação saudável Nídia Braz Outubro, 2012 A alimentação tradicional portuguesa é variada, usa matérias primas diversas, preparadas de modos muito variado, quer pela indústria quer em casa. 2 Nídia

Leia mais

Manual Básico para os Manipuladores de Alimentos

Manual Básico para os Manipuladores de Alimentos Secretaria Municipal de Saúde VISA Ponte Nova Manual Básico para os Manipuladores de Alimentos Elaborado pela Equipe da Vigilância Sanitária de Ponte Nova Índice: 1. Manipulador de Alimentos e Segurança

Leia mais

GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL A promoção da alimentação saudável é uma diretriz da Política Nacional de Alimentação e Nutrição e uma das prioridades para a segurança alimentar e nutricional

Leia mais

alimentação criada a pensar em si

alimentação criada a pensar em si alimentação criada a pensar em si SNACKS REFEIÇÕES BEBIDAS e BATIDOS GELATINAS adequada hiperproteica fácil de preparar saciante saborosa variada prática dieta3passos www.dieta3passos.pt pequeno-almoço

Leia mais

Para que serve o alimento?

Para que serve o alimento? Alimentação e Saúde saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estar e a disposição para realizar todas as atividades. demonstrar afeto, carinho e aceitação Uma

Leia mais

SEMANA DA SAÚDE. Nutricionista: Carina Schena Estagiárias: Bruna Azevedo e Renata Nóvoa

SEMANA DA SAÚDE. Nutricionista: Carina Schena Estagiárias: Bruna Azevedo e Renata Nóvoa SEMANA DA SAÚDE Nutricionista: Carina Schena Estagiárias: Bruna Azevedo e Renata Nóvoa Pirâmide alimentar Obesidade Desperdício de alimentos Educação na refeição Higiene Pirâmide alimentar Equilíbrio na

Leia mais

Escola: Escola Municipal Rural Sucessão dos Moraes

Escola: Escola Municipal Rural Sucessão dos Moraes Projeto Novos Talentos Escola: Escola Municipal Rural Sucessão dos Moraes Oficina: Comer bem, para viver melhor! Cristiane da Cunha Alves Tatiane Garcez Bianca Maria de Lima Danielle Costa INTRODUÇÃO/JUSTIFICATIVA

Leia mais

O desafio hoje para o Pediatra e também para sociedade é cuidar das crianças que vão viver 100 anos ou mais e que precisam viver com qualidade de

O desafio hoje para o Pediatra e também para sociedade é cuidar das crianças que vão viver 100 anos ou mais e que precisam viver com qualidade de O desafio hoje para o Pediatra e também para sociedade é cuidar das crianças que vão viver 100 anos ou mais e que precisam viver com qualidade de vida. A infância e adolescência são idades ideais para

Leia mais

Dieta. Lanche da manhã. Almoço. Café da manha:

Dieta. Lanche da manhã. Almoço. Café da manha: Café da manha: Dieta opção 1 1 xíc. (chá) de café com leite desnatado 1 pão francês sem miolo na chapa com 1 col. (sopa) rasa de margarina ou 1 fatia de queijo fresco ½ xíc. (chá) de cereal 1 xíc. (chá)

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE FREQÜÊNCIA ALIMENTAR ADULTO

QUESTIONÁRIO DE FREQÜÊNCIA ALIMENTAR ADULTO Setor: N o. do quest QUESTIONÁRIO DE FREQÜÊNCIA ALIMENTAR ADULTO PARA TODAS AS PESSOAS COM 20 ANOS OU MAIS Data da entrevista / / Hora de início: Nome do entrevistador: Nº de identificação: Nome: Sexo

Leia mais

APROVEITAMENTO INTEGRAL DE ALIMENTOS

APROVEITAMENTO INTEGRAL DE ALIMENTOS APROVEITAMENTO INTEGRAL DE ALIMENTOS A fome e o desperdício de alimentos são dois dos maiores problemas que o Brasil enfrenta, constituindo-se em um dos paradoxos de nosso país. Produzimos 140 milhões

Leia mais

Sugestões de refeições para o Dia de S. Valentim. Inclui receitas

Sugestões de refeições para o Dia de S. Valentim. Inclui receitas Sugestões de refeições para o Dia de S. Valentim Inclui receitas Ficha Técnica Título: Sugestões de refeições para o Dia de S. Valentim Concepção: Mariana Barbosa Corpo redactorial: Mariana Barbosa Revisão:

Leia mais

Elaboração de Cardápios

Elaboração de Cardápios Elaboração de Cardápios Junho 2013 1 Programa Mesa Brasil Sesc O Mesa Brasil Sesc é um programa de segurança alimentar e nutricional sustentável, que redistribui alimentos excedentes próprios para o consumo.

Leia mais

QUAL É O SEU NOME? NOME DA SUA ESCOLA: NOME DO PROFESSOR (A):

QUAL É O SEU NOME? NOME DA SUA ESCOLA: NOME DO PROFESSOR (A): QUAL É O SEU NOME? NOME DA SUA ESCOLA: NOME DO PROFESSOR (A): ASSIM COMO VOCÊ, OS ALIMENTOS TAMBÉM TÊM NOME. NO QUADRO ABAIXO, FAÇA UMA REPRESENTAÇÃO COM DESENHOS, COLAGENS OU PINTURAS DOS ALIMENTOS DE

Leia mais

Primeiro dia. Café da manhã. Pro lanche entre o café e o almoço. Para o almoço. Pro lanche entre o almoço e o jantar. Pro jantar. Segundo dia.

Primeiro dia. Café da manhã. Pro lanche entre o café e o almoço. Para o almoço. Pro lanche entre o almoço e o jantar. Pro jantar. Segundo dia. Dieta alimentar saudável com esta dieta você conseguira emagrecer ate 5 quilos em um mês sem prejudicar a saúde. Primeiro dia. 200 ml de leite desnatado, 1 colher de chá com azeite de oliva extra virgem,

Leia mais

Leite/chá/cevada com Pão com manteiga Papa de leite/chá/cevada com pão. Leite/chá/cevada com Pão com manteiga

Leite/chá/cevada com Pão com manteiga Papa de leite/chá/cevada com pão. Leite/chá/cevada com Pão com manteiga Ceia Jantar Lanche da Tarde Pequenoalmoço Acompanhamento Acompanhemento com fiambre Papa de maçã com Sopa de couve lombarda Caldo /Sopa de Entrecosto cozido com batatas, cenoura, couves e arroz branco

Leia mais

CARDÁPIOS SUBSTITUTOS. Prof a - Andréa Araújo

CARDÁPIOS SUBSTITUTOS. Prof a - Andréa Araújo CARDÁPIOS SUBSTITUTOS Prof a - Andréa Araújo Por grupos alimentares Por equivalentes nos grupos alimentares Por equivalentes da pirâmide Pelo VET Por Grupos alimentares Grupo de Alimentos: Classificação

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Último Encontro: Vila Velha 1 Escolha dos temas a serem trabalhados. Tema de hoje: Oficina sobre alimentação saudável 1) Alimentos Alimentos construtores: fornecem proteínas

Leia mais

1 Por que tomar café da manhã?

1 Por que tomar café da manhã? A U A UL LA Por que tomar café da manhã? Exercícios Acordar, lavar o rosto, escovar os dentes, trocar de roupa e... tomar o café da manhã. É assim que muitas pessoas começam o dia, antes de ir trabalhar.

Leia mais

A maioria das pessoas sente-se apta para comer outra vez após a cirurgia, aumentando o seu apetite à medida que os dias passam.

A maioria das pessoas sente-se apta para comer outra vez após a cirurgia, aumentando o seu apetite à medida que os dias passam. Dieta durante o tratamento O que comer e o que evitar de comer Após a cirurgia A maioria das pessoas sente-se apta para comer outra vez após a cirurgia, aumentando o seu apetite à medida que os dias passam.

Leia mais

Manual Pedagógico. Pré-escolar. Alimenta-te. com a. Rita Cenourita

Manual Pedagógico. Pré-escolar. Alimenta-te. com a. Rita Cenourita Manual Pedagógico Pré-escolar Alimenta-te com a Rita Cenourita Alimenta-te com a Rita Cenourita Conceção Câmara Municipal de Leiria Divisão de Juventude e Educação Índice Considerações Iniciais Objetivos

Leia mais

Defenda. a sua Saúde ALIMENTAÇÃO E DIABETES TIPO 2 ORIENTAÇÕES GERAIS

Defenda. a sua Saúde ALIMENTAÇÃO E DIABETES TIPO 2 ORIENTAÇÕES GERAIS Defenda a sua Saúde ALIMENTAÇÃO E DIABETES TIPO 2 ORIENTAÇÕES GERAIS Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal Rua do Salitre, 118-120 1250-203 Lisboa Tel: 21 381 6100 Fax: 21 385 9371 diabetes@apdp.pt

Leia mais

Apresentação. O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos

Apresentação. O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos Valor Energético É a energia produzida pelo nosso corpo proveniente dos carboidratos, proteínas e gorduras totais. Na rotulagem

Leia mais

Orientações para o preparo da papinha.

Orientações para o preparo da papinha. Orientações para o preparo da papinha. Olha o aviãozinho... As primeiras refeições são muito importantes para o bebê. Quando começa a comer outros alimentos além do leite materno, ele descobre novos sabores,

Leia mais

II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES

II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES Orientações básicas de nutrição para o autocuidado em DM Maria Palmira C. Romero Nutricionista Marisa Sacramento

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Como reduzir o desperdício alimentar Alexandra Bento Iara Pimenta, Helena Real

FICHA TÉCNICA. Como reduzir o desperdício alimentar Alexandra Bento Iara Pimenta, Helena Real FICHA TÉCNICA Título: Direcção Editorial: Concepção: Corpo Redactorial: Produção Gráfica: Propriedade: Redacção: Como reduzir o desperdício alimentar Alexandra Bento Iara Pimenta, Helena Real Iara Pimenta,

Leia mais

SENAC PENHA. Curso Técnico em Nutrição e Dietética. Turma 13

SENAC PENHA. Curso Técnico em Nutrição e Dietética. Turma 13 SENAC PENHA Curso Técnico em Nutrição e Dietética Turma 13 Elielma Mota Jhenipher Avelar Sandra silva Sirene ferreira Thalia Christina da Silva Orientação Vilani Figueiredo Dias Nutricionista Colaboração

Leia mais

Sua criança senta-se à mesa com a família

Sua criança senta-se à mesa com a família Ostschweizerischer Verein für das Sua criança senta-se à mesa com a família Fotografia www.z-fotostudio.ch Portugiesisch 2010 www.ovk.ch Passagem para a comida adequada dos adultos O que sempre permanece

Leia mais

ANEXO A.1 Formulário Dietético

ANEXO A.1 Formulário Dietético ANEXO A.1 Formulário Dietético I) As dietas abaixo referidas deverão cumprir com as especificações do anexo A.2 (Capitações dos alimentos de refeições confecionadas e preparações culinárias) e do anexo

Leia mais

(EM CASA) (EM CASA) (EM CASA) (EM CASA) (EM CASA) (EM CASA) Alface. Inhame cozido Frango acebolado

(EM CASA) (EM CASA) (EM CASA) (EM CASA) (EM CASA) (EM CASA) Alface. Inhame cozido Frango acebolado CARDÁPIO EDUCAÇÃO INFANTIL (maiores de 2 anos) JUNHO/2015 Observações: A utilizada será sem lactose. Oferecer água durante todo dia. Não oferecer bebida durante o almoço ou jantar somente depois de no

Leia mais

Para melhor aprender, o pequeno-almoço devo comer!

Para melhor aprender, o pequeno-almoço devo comer! Férias Carnaval Férias Carnaval Férias Carnaval Brócolos (Batata, abóbota, brócolos, nabo, cebola, cenoura, alho, azeite, 106 3 18 2 3 Empadão de Vitela (Vitela, arroz, cebola, alho, azeite, 562 20 55

Leia mais

JUSTIFICATIVA OBJETIV OS:

JUSTIFICATIVA OBJETIV OS: JUSTIFICATIVA Para termos um corpo e uma mente saudável, devemos ter uma alimentação rica em frutas, verduras, legumes, carnes, cereais, vitaminas e proteínas. Sendo a escola um espaço para a promoção

Leia mais

A criança e a criatividade

A criança e a criatividade A criança e a criatividade A imaginação da criança é importante para seu desenvolvimento. A criança comunica o que vê, o que pensa e o que sente, por meio da fala, dos gestos, dos sentimentos e dos desenhos.

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de dois anos

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de dois anos MINISTÉRIO DA SAÚDE Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de dois anos Brasília DF 2010 Apresentação A alimentação saudável é fundamental para garantir a saúde e o

Leia mais

Linhas orientadoras para a alimentação nas escolas do 1º ciclo do ensino básico da Região Autónoma da Madeira

Linhas orientadoras para a alimentação nas escolas do 1º ciclo do ensino básico da Região Autónoma da Madeira Linhas orientadoras para a alimentação nas escolas do 1º ciclo do ensino básico da Região Autónoma da Madeira Direcção Regional de Educação Setembro 2006 ÍNDICE INTRODUÇÃO...5 EMENTAS...6 ALMOÇO...7 CULINÁRIA...9

Leia mais

NÚMERO. Alimentação: Sustentável. Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. CHICO SARDELLI DEPUTADO ESTADUAL PV

NÚMERO. Alimentação: Sustentável. Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. CHICO SARDELLI DEPUTADO ESTADUAL PV Alimentação: Sustentável NÚMERO 3 Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. Risoto de casca de Abóbora Cascas de 2kg de abóbora (ralada ) 3 xicaras de arroz cozido 1 cebola grande (picada)

Leia mais

No Verão não dispense a hidratação! Sabia que a falta de concentração pode dever-se a falta de água no organismo?

No Verão não dispense a hidratação! Sabia que a falta de concentração pode dever-se a falta de água no organismo? No Verão não dispense a hidratação! Sabia que a falta de concentração pode dever-se a falta de água no organismo? Seja Inverno ou Verão, abrace esta refeição! Sabia que o Pequeno-almoço ajuda a controlar

Leia mais

A ESCOLA PROMOVENDO HÁBITOS ALIMENTARES SAUDÁVEIS

A ESCOLA PROMOVENDO HÁBITOS ALIMENTARES SAUDÁVEIS A ESCOLA PROMOVENDO HÁBITOS ALIMENTARES SAUDÁVEIS ELABORAÇÃO Clarissa Hoffman Irala e Patrícia Martins Fernandez COORDENAÇÃO Elisabetta Recine Universidade de Brasília. Faculdade de Ciências da Saúde.

Leia mais

Combate ao Desperdício Alimentar. Dicas e sugestões

Combate ao Desperdício Alimentar. Dicas e sugestões Combate ao Desperdício Alimentar Dicas e sugestões 2014 A alimentação ocupa um lugar importante na gestão da economia familiar. No entanto, nas casas portuguesas são desperdiçadas cerca de 324 mil toneladas

Leia mais

Como se preparar para a semana de provas

Como se preparar para a semana de provas Como se preparar para a semana de provas REGRAS DE ESTUDO (APLICAR DIARIAMENTE) ANTES DO INÍCIO DE CADA ATIVIDADE 1º CONCENTRAÇÃO (1 A 2 MINUTOS) PROCURE A SEQUÊNCIA: * FIQUE EM POSIÇÃO CONFORTÁVEL; *

Leia mais

Projeto - Profissões. Público alvo: Educação Infantil / Crianças de 3 a 4 anos. Áreas: Natureza e Sociedade / Identidade e Autonomia

Projeto - Profissões. Público alvo: Educação Infantil / Crianças de 3 a 4 anos. Áreas: Natureza e Sociedade / Identidade e Autonomia Projeto - Profissões Público alvo: Educação Infantil / Crianças de 3 a 4 anos Áreas: Natureza e Sociedade / Identidade e Autonomia Duração: 5 semanas Justificativa: Este projeto visa apresentar às crianças

Leia mais

Cenas Curtidas. STOPasse + http://www.passe.com.pt. Cereais e derivados & tubérculos. Carnes, pescado e ovos. Gorduras e óleos. Leguminosas.

Cenas Curtidas. STOPasse + http://www.passe.com.pt. Cereais e derivados & tubérculos. Carnes, pescado e ovos. Gorduras e óleos. Leguminosas. Cenas Curtidas STOPasse + Jogada Letra Cereais e derivados & tubérculos Hortícolas Fruta Lacticínios Carnes, pescado e ovos Leguminosas Gorduras e óleos Pontos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Total 1 Regras: Este

Leia mais

SEGUNDA 04/5 TERÇA 5/5 QUARTA 6/5 QUINTA 7/5 SEXTA 8/5 Pão de milho com geleia e creme de leite Café com leite

SEGUNDA 04/5 TERÇA 5/5 QUARTA 6/5 QUINTA 7/5 SEXTA 8/5 Pão de milho com geleia e creme de leite Café com leite CARDÁPIO ENSINO FUNDAMENTAL e PRÉ ESCOLA= MAIO DE 2015 SEGUNDA 04/5 TERÇA 5/5 QUARTA 6/5 QUINTA 7/5 SEXTA 8/5 Pão de milho com geleia e creme de leite com ao molho pomodoro* Salada de alface Bebida láctea

Leia mais

Sugestão de Cardápio para o Jejum de 21 dias do MIESF12

Sugestão de Cardápio para o Jejum de 21 dias do MIESF12 ALMOÇO 1 Dia 2 Dia 3 Dia de ervas -Pão torrado -Mamão - fruta (melão) ou água de côco -Salada de folhas temperadas c/ azeite e orégano. -1 prato de sobremesa de legumes cozidos ou purê de batatas. - Arroz

Leia mais

CARDÁPIOS PARA VÉSPERA E ANTEVÉSPERA DA COLONOSCOPIA

CARDÁPIOS PARA VÉSPERA E ANTEVÉSPERA DA COLONOSCOPIA CARDÁPIOS PARA VÉSPERA E ANTEVÉSPERA DA COLONOSCOPIA CAMPO GRANDE MS JULHO DE 2008 Nutricionista Responsável: Dayane Belusso CRN 3 24696/P E-mail belussob@hotmail.com CARDÁPIO DA ANTEVÉSPERA DO EXAME DESJEJUM

Leia mais

Receitas Deliciosas de Aproveitamentos APRESENTAÇÃO EVITANDO O DESPERDÍCIO. Receitas deliciosas com talos, folhas e sementes

Receitas Deliciosas de Aproveitamentos APRESENTAÇÃO EVITANDO O DESPERDÍCIO. Receitas deliciosas com talos, folhas e sementes APRESENTAÇÃO A alimentação e tão necessária ao nosso corpo quanto o ar que precisamos para a nossa sobrevivência, devem ter qualidade para garantir a nossa saúde. Quando falamos em alimentação com qualidade

Leia mais

A Roda dos Alimentos LEITE

A Roda dos Alimentos LEITE LEITE A Roda dos Alimentos serve para nos ensinar o que devemos comer, quando e em que quantidades. Ajuda-nos a manter uma alimentação equilibrada, variada e completa, ou seja, mais saudável! A Roda dos

Leia mais

Vegetarianos que não são ativos

Vegetarianos que não são ativos Vegetarianos que não são ativos Abaixo irá encontrar planos de dieta para ter sucesso. Cada um desses planos foi especificamente formatado com um número preciso de calorias, proteínas e hidratos de carbono

Leia mais

Vamos todos celebrar o Dia do Leite,

Vamos todos celebrar o Dia do Leite, Vamos todos celebrar o Dia do Leite, que só podia ser no dia da Criança! DIA DO Leite E DA Criança amigos para a vida No âmbito da celebração do Dia do Leite e da Criança e da festa de encerramento do

Leia mais