ATUALIZAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ATUALIZAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS"

Transcrição

1 Ministério da Educação Instituto Federal de Educação Tecnológica de São Paulo ATUALIZAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS ARARAQUARA Setembro /

2 PRESIDENTE DA REPÚBLICA Dilma Vana Rousseff MINISTRO DA EDUCAÇÃO Aloizio Mercadante SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Marco Antônio de Oliveira REITOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Eduardo Antônio Modena PRÓ-REITOR DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL E INFORMAÇÃO Whisner Fraga Mamede PRÓ-REITOR DE ADMINISTRAÇÃO Luz Marina Aparecida Poddis de Aquino PRÓ-REITORA DE ENSINO Cynthia Regina Fischer PRÓ-REITOR DE PESQUISA E INOVAÇÃO Eduardo Alves da Costa PRÓ-REITOR DE EXTENSÃO Wilson de Andrade Matos DIRETOR GERAL DO CAMPUS Ednilson Geraldo Rossi 2

3 O projeto pedagógico do Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas passa a contar com as seguintes atualizações: 5 PERFIL PROFISSIONAL DO EGRESSO O tecnólogo em Análise e desenvolvimento de sistemas analisa, projeta, documenta, especifica, testa, implanta e mantém sistemas computacionais de informação. Este profissional trabalha, também, com ferramentas computacionais, equipamentos de informática e metodologia de projetos na produção de sistemas. Raciocínio lógico, emprego de linguagens de programação e de metodologias de construção de projetos, preocupação com a qualidade, usabilidade, robustez, integridade e segurança de programas computacionais são fundamentais à atuação deste profissional. 6 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR Nome do Curso: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS; Componentes Curriculares: 36 Carga Horária (Aulas): 2000 h Estágio Supervisionado ou TCC: Carga Horária Mínima: 240 h 2240 h Carga Horária Máxima: Duração: Forma de Ingresso: 2.273,3 h 6 Semestres / 3 Anos Processo seletivo via SiSU 3

4 7 ESTRUTURA CURRICULAR A matriz curricular para o curso é apresentada a seguir: 4

5 No caso de retenções, o aluno deverá, para o prosseguimento do curso, obedecer ao sistema de pré-requisitos especificados na tabela a seguir. Cálculo (CAL) Disciplina a Ser Cursada Estrutura de Dados (EDA) Disciplina de Pré-Requisito Fundamentos de Matemática (FMT) Linguagem de Programação Estruturada (LPE) Lógica (LOG) Linguagem de Programação Visual (LPV) Linguagem de Programação Estruturada (LPE) Lógica (LOG) Matemática Financeira (MFI) Estatística (EST) Banco de Dados II (BD2) Desenvolvimento de Sistemas (DSI) Desenvolvimento para Web I (DW1) Desenvolvimento para Web II (DW2) Projeto de Sistemas (PRS) Fundamentos de Matemática (FMT) Fundamentos de Matemática (FMT) Banco de Dados I (BD1) Análise Orientada a Objetos (AOO) Banco de Dados I (BD1) Programação Orientada a Objetos (POO) Desenvolvimento de Sistemas (DSI) Interação Humano-Computador (IHC) Desenvolvimento para Web I (DW1) Desenvolvimento de Sistemas (DSI) Todas as disciplinas são obrigatórias, com exceção de LIBRAS, de caráter optativo, de 33,3 horas. Visando atender as Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação das Relações Étnico-Raciais e Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Indígena a disciplina Leitura, Interpretação e Produção de Textos (LITS1) aborda a compreensão da diversidade cultural por meio da leitura e interpretação de textos, bem como a promoção de debates acerca da diversidade étnica e linguística brasileira. Conforme definido na Lei Nº 9.795, de 27/04/1999 e Decreto Nº 4.281, de 25/06/2002, a Educação Ambiental deve ser tratada de modo transversal nas disciplinas do curso, para que o aluno tenha o conhecimento necessário em educação ambiental e dos seus processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem como de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade. Esse assunto é iniciado na disciplina Empreendedorismo (EMPS6) com um conhecimento geral da legislação e dos benefícios da política ambiental abordados em Sustentabilidade Ambiental, Desenvolvimento e Gestão Sustentável. 5

6 Além da realização de atividades curriculares, o IFSP câmpus desenvolve projetos, programas, ações coletivas, dentre outras possibilidades. Em nosso câmpus já ocorre o processo de coleta seletiva de lixo. Antes disso, foram desenvolvidas várias atividades como palestras, aulas, orientações e vídeos, com o objetivo de conscientizar toda a comunidade escolar para a importância da destinação correta do lixo e da coleta seletiva para reciclagem dos materiais. Foi firmada parceria com uma associação de reciclagem que retira os objetos recicláveis semanalmente no campus. De acordo com o Decreto 5.626/2005, a disciplina LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) deve ser inserida como disciplina optativa nos cursos de educação superior. Assim, na estrutura curricular deste curso, visualiza-se a inserção da disciplina LIBRAS, conforme determinação legal. Também há um plano de ensino para o curso de LIBRAS. A disciplina será oferecida anualmente. O aluno terá direito, ao final da conclusão de todos os módulos, ao certificado de Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Não haverá certificações intermediárias. 8 PLANOS DE ENSINO seguir. Os planos de ensino do curso foram atualizados e estão relacionados a 6

7 Componente curricular: Fundamentos de Matemática Código: FMTS1 Ano / Semestre: 1º Semestre N o aulas semanais: 4 Total de aulas: 80 Total de horas: 66,7 Apresentação e estudo de conteúdos básicos da matemática envolvendo noções de conjuntos, matrizes, equações e funções, que se entrelaçam e são fundamentais para estudos posteriores na própria matemática e em suas diversas aplicações. Garantir que o aluno compreenda os conteúdos básicos da matemática, possibilitando estudos posteriores da matemática e de suas aplicações. Conjuntos. Matrizes. Sistemas. Função linear. Função de segundo grau. Funções trigonométricas. Funções logarítmicas e exponenciais. Apresentação teórica, resolução de exercícios e de problemas matemáticos. A avaliação é composta de listas de exercícios, trabalhos e provas. DOLCE, Osvaldo; POMPEO, José N. Fundamentos da Matemática Elementar. Atual, 2005 (v. 9). GIOVANNI, José R.; BONJORNO, José R.; GIOVANNI JR, José R. Matemática Fundamental Uma nova abordagem. FTD, IEZZI, Gelson; MURAKAMI, Carlos. Fundamentos de Matemática Elementar. 8. ed. Atual, 2004 (v. 1). DANTE, Luís R. Matemática Contexto e Aplicações. 3. ed. Ática, 2007 (v. 3). GERSTING, J. L. Fundamentos Matemáticos para a Ciência da Computação. 5. ed. LTC, IEZZI, Gelson; HAZZAN, Samuel. Fundamentos de Matemática Elementar. 7. ed. Atual, 2005 (v. 4). IEZZI, Gelson et al. Matemática. 4 ed. São Paulo: Atual, p. MACHADO, Antonio S. Matemática Temas e Metas (volume 1). Atual,

8 Componente curricular: História da Ciência e da Tecnologia Código: HTCS1 Ano / Semestre: 1º Semestre N o aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33,3 Aos conceitos científicos e suas aplicações tecnológicas ao longo da história, analisadas sobre o enfoque da Educação, da Ciência e da Tecnologia e suas relações com o desenvolvimento econômico-social. a) OBJETIVO GERAL: Esta disciplina pretende levar o estudante a conhecer e considerar os processos históricos vinculados ao desenvolvimento da ciência e da tecnologia com vistas a se apropriar de um saber articulado que facilite a reflexão-ação autônoma, crítica e criativa comprometida com uma sociedade mais justa, em consonância com os avanços da tecnologia em todas as suas dimensões. b) OBJETIVOS ESPECÍFICOS: - Refletir sobre os impactos da ciência e da tecnologia nas várias etapas da história da civilização; - Analisar a Ciência e a Tecnologia no âmbito do desenvolvimento econômico-social atual. - Analisar as diferentes estratégias possíveis para a inserção da História da Ciência e da Tecnologia na profissionalização e sua relevância social; - Conhecer os processos de produção da existência humana e suas relações com o trabalho, a ciência e a tecnologia A história do universo, a história da vida e a história do ser humano, da inteligência e da consciência. Relações entre ciência e tecnologia. Os papéis das revoluções científicas. Um breve histórico da História da Ciência ao longo dos tempos. Perspectivas para o futuro da Ciência e da Tecnologia. O senso comum e o saber sistematizado. A transformação do conceito de ciência ao longo da história. As relações entre ciência, tecnologia e desenvolvimento social. O debate sobre a neutralidade da ciência. A produção imaterial e o desenvolvimento das novas tecnologias. As diferentes estratégias de ensino utilizadas serão: aulas expositivas e dialogais; exercícios teóricopráticos realizado em grupo; pesquisas realizadas individualmente ou em grupos; análise de situações-problema. O processo de avaliação envolverá diferentes instrumentos, dentre os quais: uma avaliação diagnóstica inicial individual e em grupo; provas individuais; trabalhos práticos realizados em grupo; pesquisas históricas e conceituais; relatórios de atividades; seminários. ALFONSO-GOLDFARB, A. M. O que é História da Ciência. Brasiliense,

9 ANDERY, Maria A. Para Compreender a Ciência: Uma Perspectiva Histórica. Garamond, CHASSOT, Attico. A Ciência Através dos Tempos. Moderna, ALVES, Rubem. Filosofia da Ciência. Loyola, BERNSTEIN, Peter. A História dos Mercados de Capitais O Impacto da Ciência e da Tecnologia nos Investimentos. Campus, DAGNINO, Renato. Neutralidade da Ciência e Determinismo Tecnológico. Editora da Unicamp, HOBSBAWM, Eric. A Era dos Extremos. Companhia das Letras, POPPER, Karl. A Lógica da Pesquisa Científica. Cultrix,

10 Componente curricular: Introdução à Computação Código: IACS1 Ano / Semestre: 1º Semestre N o aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33,3 Visão geral dos conceitos e evolução da computação, identificando marcos históricos, personagens e suas contribuições, tendências e panorama atual. Levar o aluno ao conhecimento dos conceitos fundamentais da computação. Mostrar a evolução e as aplicações da computação. Panorama histórico da computação e seus personagens. Sistemas de hardware e software. Os diversos cursos da informática e seus campos de atuação. Tendência e evolução da informática. Aulas expositivas, palestras de convidados, pesquisas na Internet com visitas a Museus Virtuais de Informática. Provas, trabalhos de pesquisa e participação em aula. CAPRON, H. L.; JOHNSON, J. A. Introdução à Informática. 8. ed. Prentice-Hall, FEDELI, Ricardo D.; POLLONI, Enrico G. F.; PERES, Fernando E. Introdução à Ciência da Computação. 2. ed. Cengage Learning, VELLOSO, Fernando de Castro. Informática - Conceitos Básicos. Campus, CURTIS Franklin Jr, BRIAN J. S. Chee. Computação em Nuvem: Cloud Computing - Tecnologias e Estratégias. 1.a ed. Editora M. Books, ERL, Thomas. SOA: Princípios de serviços. 1a. ed. Pearson, FONSECA FILHO, C. História da Computação, Teoria e Tecnologia. Editora LTR, MOTA, José Carlos. Dicionário de Computação e Informática. Ciência Moderna, ROQUE, Tatiana. História da Matemática: Uma Visão Crítica, Desfazendo Mitos e Lendas. 1 a. Ed. Editora Zahar,

11 Componente curricular: Leitura, Interpretação e Produção de Textos Código: LITS1 Ano / Semestre: 1º Semestre N o aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33,3 Estudos dos usos da Língua Portuguesa e da linguagem não verbal no mundo contemporâneo e desenvolvimento de capacidades estratégicas na recepção e na produção de textos orais e escritos. Contempla também a compreensão da diversidade cultural por meio da leitura e interpretação de textos, bem como a promoção de debates acerca da diversidade étnica e linguística brasileira. Levar o aluno a reconhecer a importância do uso adequado da comunicação para seu sucesso pessoal e profissional. Formar o aluno como leitor estratégico. Capacitar o aluno para produzir textos orais e escritos em linguagem acadêmica. Compreender a respeito da diversidade cultural brasileira por meio da interpretação de textos, incitando a utilização do senso crítico, promovendo uma postura cidadã. Teoria da comunicação. Comunicação estratégica. Linguagem verbal e não verbal. Níveis de linguagem e variantes linguísticas. Técnicas de leitura. Interpretação de textos. Estrutura do texto oral (apresentações). Estrutura do texto escrito: frase, oração, parágrafo. Características da linguagem acadêmica. Descrição. Argumentação. Introdução à história da cultura afro-brasileira e indígena e influência sócio-cultural na comunicação e expressão. Aulas expositivas. Atividades de leitura e interpretação de textos. Atividades de redação, individual e em grupo. Dinâmicas de grupo. A avaliação será obtida pelos seguintes instrumentos: exercícios, uma apresentação e um trabalho escrito. BECHARA, Evanildo. Moderna Gramática Portuguesa. 37. ed. Nova Fronteira, GARCIA, Othon M. Comunicação em Prosa Moderna. 27. ed. Editora da FGV, SAVIOLI, Francisco P; FIORIN, José L. Para Entender o Texto. 17. ed. Ática, BECHARA, Evanildo. Gramática escolar da língua portuguesa. 2a ed. ampliada e atualizada pelo no Acordo Ortográfico. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, p. 11

12 MARTINS, Dileta S.; ZILBERKNOP, Lúbia S. Português Instrumental - De Acordo com as Atuais Normas da ABNT. Atlas, MEDEIROS, João B.; TOMASI, Carolina. Redação Técnica. 2. ed. Atlas, VANOYE, Francis. Usos da Linguagem. 13. ed. Martins Fontes, WEIL, Pierre; TOMPAKOW, Roland. O Corpo Fala. Ed. 68, Vozes,

13 Componente curricular: Linguagem de Programação Estruturada Código: LPES1 Ano / Semestre: 1º Semestre N o aulas semanais: 4 Total de aulas: 80 Total de horas: 66,7 Fundamentos do paradigma estruturado para desenvolvimento de programas utilizando a linguagem de programação C, com implementação de estruturas condicionais e de repetição, variáveis compostas, funções e recursividade. Capacitar o aluno para o desenvolvimento de programas de computadores a partir da abordagem estruturada com uso de estruturas sequenciais, condicionais e de repetição, e funções. Introdução à Programação de Computadores. Conceitos da linguagem de programação C. Constantes, variáveis e bibliotecas. Tipos de dados. Estruturas condicionais. Estruturas de repetição. Variáveis compostas. Funções com passagem de parâmetros por valor e referência. Recursividade. Aulas práticas em laboratório. O conteúdo será trabalhado utilizando-se aulas expositivas e dialogadas, seguidas por aplicação de exercícios práticos em laboratório e extraclasse. A avaliação da aprendizagem nesta disciplina prevê a utilização de dois instrumentos: prova e listas de exercícios. ASCENCIO, Ana F. G.; CAMPOS, Edilene A. V. Fundamentos da programação de computadores: Algoritmos, Pascal, C/C++ e Java. 2. ed. Prentice-Hall, DAMAS, Luiz. Linguagem C. 10. ed. LTC, DEITEL, Paul J.; DEITEL, Harvey M. C - Como Programar. 6. ed. Pearson, MANZANO, J. A. N. G. Estudo Dirigido de Linguagem C. Ed. 15, Érica, MIZRAHI, Victorine. Treinamento em Linguagem C. 2. ed. Prentice-Hall, MONTGOMERY, E. Programando com C: Simples e Prático. Alta Books, SCHILDT, Herb. C Completo e Total. 3. ed. Makron Books,

14 PINHEIRO, Francisco A. C. Elementos de Programação em C. 1.a ed. Bookman,

15 Componente curricular: Lógica de Programação Código: LOGS1 Ano / Semestre: 1º Semestre N o aulas semanais: 6 Total de aulas: 120 Total de horas: 100,0 Desenvolvimento de competência de raciocínio lógico. Proporcionar ao aluno condições para o desenvolvimento do raciocínio lógico voltado à programação de computadores. Conceitos de algoritmo e programa. Formas de representação de algoritmos. Tipos de dados, variáveis simples, constantes e identificadores. Teste de mesa. Operadores aritméticos, relacionais, lógicos e de atribuição. Tabelas Verdade. Estruturas condicionais e de repetição. Vetores e matrizes. As aulas serão ministradas de forma teórica. Os conceitos serão desenvolvidos de forma gradual e incremental, buscando desenvolver habilidades e competências sempre associados a aplicação de exemplos. A avaliação é composta de listas de exercícios, trabalhos e provas. FARRER, Harry. Algoritmos Estruturados. 3. ed. LTC, LOPES, Anita; GARCIA, Guto. Introdução à Programação: 500 Algoritmos Resolvidos. Campus, PUGA, Sandra; RISSETI, Gerson. Lógica de Programação e Estruturas de Dados. Prentice-Hall, DAMAS, Luiz. Linguagem C. 10. ed. LTC, GUIMARÃES, Angelo M.; LAGES, Newton A. C. Algoritmos e Estruturas de Dados. LTC, MEDINA, Marco; FERTIG, Cristina. Algoritmos e Programação: Teoria e Prática. Novatec, MIZRAHI, Victorine. Treinamento em Linguagem C. 2. ed. Prentice-Hall, PINHEIRO, Francisco A. C. Elementos de Programação em C. 1.a ed. Bookman,

16 Componente curricular: Cálculo Código: CALS2 Ano / Semestre: 2º Semestre N o aulas semanais: 4 Total de aulas: 80 Total de horas: 66,7 Apresentação e estudo dos conceitos básicos de cálculo em funções de uma variável, tratando de aspectos teóricos, práticos e algumas de suas aplicações. Possibilitar a compreensão dos conceitos de limite, derivada e integral de funções de uma variável e algumas de suas aplicações. Funções reais. Limites e continuidade. Derivadas. Integrais. Apresentação teórica, resolução de exercícios e de problemas matemáticos. A avaliação é composta de listas de exercícios, trabalhos e provas. FLEMMING, D. M. Cálculo A. Pearson, 2006 STEWART, James. Cálculo - volume I, 6 ed., Cengage Learning, THOMAS, George B.; FINNEY, Ross L.; WEIR, Maurice D. Cálculo (volume 1). 11 ed., Pearson, 2008 AYRES Jr., Frank; MENDELSON, Elliot. Cálculo. 5 ed. Bookman, GUIDORIZZI, Haminton L. Um Curso de Cálculo. LTC, 2001 (v. 1).. LEITHOLD, G. O. Cálculo com Geometria Analítica. 3 ed. Harbra, 1994 (v. 1). ROGAWSKI, Jon. Cálculo - Volume 1. Bookman, SAFIER, Fred. Pré-Cálculo. 2 ed. Bookman,

17 Componente curricular: Engenharia de Software Código: ESWS2 Ano / Semestre: 2º Semestre N o aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33,3 Estudo dos métodos, técnicas, processos e ferramentas necessários para o desenvolvimento de software. Fornecer ao aluno uma visão das etapas do processo de desenvolvimento de software. Introdução a Engenharia de Software. Engenharia de Requisitos. Gerenciamento de Configuração. Testes. Manutenção. Engenharia Reversa. Qualidade. O desenvolvimento do conteúdo dar-se-á por aulas expositivas e discussões. As avaliações da disciplina são na forma de prova escrita e trabalhos. KOSCIANSKI, Andre; SOARES, Michel S. Qualidade de Software. 2. ed. Novatec, PRESSMAN, Roger S. Engenharia de Software: Uma abordagem profissional. 7. ed. McGraw Hill, SOMMERVILLE, Ian. Engenharia de Software. 8 ed., Pearson, 2007 BRAHA, Michael ;RUMBAUGH, James;. Modelagem e Projetos Baseados em Objetos com UML. 2. ed., Campus, DELAMARO, M. E.; MALDONADO, José C.; JINO, M. Introdução ao Teste de Software. Campus, HELDMAN, Kim. Gerência de Projetos. 5. ed., Campus, MOLINARI, Leonardo. Gerência de Configuração - Técnicas e Práticas no Desenvolvimento do Software. Visual Books, PFLEEGER, Shari L. Engenharia de Software. 2. ed. Prentice-Hall,

18 Componente curricular: Estrutura de Dados Código: EDAS2 Ano / Semestre: 2º Semestre N o aulas semanais: 6 Total de aulas: 120 Total de horas: 100,0 Conceitos e aplicações das diversas estruturas de dados empregadas no desenvolvimento de sistemas. Habilitar o aluno a identificar, manipular e implementar estruturas de dados. Conceitos de ponteiros e estruturas em C. Introdução aos tipos abstratos de dados. Listas lineares e suas generalizações. Árvores e suas generalizações. Complexidade algorítmica. Métodos de pesquisa e ordenação. Aulas expositivas e práticas em laboratório. A avaliação será baseada em provas escritas e trabalhos. CELES, W.; CERQUEIRA, Renato; RANGEL, Jose L. Introdução a Estruturas de Dados. Campus, SZWARCFITER, Jayme Luiz. Estruturas de Dados e Seus Algoritmos. 3. ed. Editora LTC, TENENBAUM, A. M. Estruturas de Dados Usando C. Makron Books, ASCENCIO, Ana Fernanda G.; ARAUJO, Graziela S. Estruturas de Dados. 1 ed., Pearson, 2010 DAMAS, Luiz. Linguagem C. 10. ed. LTC, LORENZI, Fabiana. Estruturas de dados. Cengage Learning, SCHILDT, Herb. C Completo e Total. 3. Ed. Editora Makron Books, TAMASSIA, Roberto; GOODRICH, Michael T. Estrutura de Dados e Algoritmos em Java. 4 ed. Editora Bookman,

19 Componente curricular: Inglês Técnico Código: INGS2 Ano / Semestre: 2º Semestre N o aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33,3 Técnicas de leitura e inglês básico aplicados à Informática. Capacitar o aluno para compreender, de maneira estratégica, textos escritos em língua inglesa, sobretudo aqueles específicos da área de Informática. Técnicas de leitura instrumental. Principais tempos verbais da língua inglesa. Pronomes. Formação de palavras. Usos do "-ing" e do "-ed". Estrutura da frase inglesa. Vocabulário básico para leitura. Vocabulário técnico de Informática. Uso do dicionário. Aulas expositivas. Atividades de leitura e interpretação de textos. Discussões. A avalição será obtida por meios dos seguintes instrumentos: exercícios avaliativos e provas. CRUZ, Décio Torres et al. Inglês.com.textos para Informática. Disal, GUANDALINI, Eiter Otávio. Técnicas de Leitura em Inglês. v. 1. Textonovo, MUNHOZ, Rosângela. Inglês Instrumental. Textonovo, ABSY, Conceição A.; COSTA, Gisele Cilli da; MELLO, Leonilde Favoreto de. Leitura Em Língua Inglesa - Uma Abordagem Instrumental. 2. Ed. Editora Disal, BRENNER, Gail. Ingles para Leigos. 2. Ed. Editora Alta Books, COSTA, Francisco A.; UCICH, Rebecca; SCHUMACHER, Cristina. O Inglês na Tecnologia da Informação. 1. ed. Editora Disal, GALLO, L. R. Inglês Instrumental para Informática. Ícone, WOODS, Geraldine. Gramática Inglesa para Leigos. 2. Ed. Editora Alta Books,

20 Componente curricular: Linguagem de Programação Visual Código: LPVS2 Ano / Semestre: 2º Semestre N o aulas semanais: 4 Total de aulas: 80 Total de horas: 66,7 Estudo dos conceitos de uma linguagem de programação moderna, assim como sua utilização para a elaboração de interfaces gráficas e a manipulação de arquivos. Capacitar o aluno para a criação de aplicativos visuais. Conceitos básicos. Estruturas de decisão e de repetição. Vetores e matrizes. Criação de formulários. Utilização de componentes da interface gráfica. Conceitos básicos sobre classes, objetos e métodos. Manipulação de arquivos. Aulas expositivas e práticas em laboratório. A avaliação é composta de listas de exercícios, trabalhos e provas. DEITEL, Paul J.; DEITEL, Harvey M. C# Como Programar. Makron Books, SHARP, John. Microsoft Visual C# 2010 Passo a Passo. Bookman, STELLMAN, Andrew; GREENE, Jennifer. Use a Cabeça! C#. Alta Books, BARBOSA, Simone. D. J.; DA SILVA, Bruno S. Interação Humano-Computador. Campus, DAVIS, Stephen R.; SPAHAR, Chuck. C# 2008 Para Leigos. Alta Books, LIBERTY, Jesse; XIE, Donald. Programando C# 3.0. Alta Books, LOTAR, Alfredo. Como Programar com Asp.NET e C#. Novatec, TROELSEN, Andrew. Profissional e a Plataforma C#.Net. Alta Books,

21 Componente curricular: Matemática Financeira Código: MFIS2 Ano / Semestre: 2º Semestre N o aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33,3 Desenvolvimento da capacidade de analisar, relacionar e comparar conceitos para a solução de problemas envolvendo cálculos financeiros. Prover conhecimentos que permitam ao aluno realizar cálculos financeiros. Porcentagem. Juros Simples. Juros Compostos. Anuidades. Apresentação teórica, resolução de exercícios e de problemas matemáticos. A avaliação é composta de listas de exercícios, trabalhos e provas. ASSAF NETO, A. Matemática Financeira e suas Aplicações. Atlas, DE FARO, Clóvis. Fundamentos de Matemática Financeira. Saraiva, SICSU, Bernardo. Fundamentos de Matemática Financeira. Ciência Moderna, COSTA, Benjamin Cesar de Azevedo. Matemática Financeira. Impetus, LUCAS FILHO, Olívio. Matemática Financeira. Atlas, MENDONCA,Luis G.; BOGGISS,George J.; GASPAR, Luiz A. Matemática Financeira. FGV, NASCIMENTO, Sebastião Vieira do. Matemática Comercial e Financeira: 100 Perguntas com Respostas Comentadas. Ciência Moderna, TOSI, Armando José. Matemática Financeira Com Utilização do Excel Atlas,

22 Componente curricular: Análise Orientada a Objetos Código: AOOS3 Ano / Semestre: 3º Semestre N o aulas semanais: 4 Total de aulas: 80 Total de horas: 66,7 Elaboração de diagramas em UML (Unified Modeling Language) que representem os sistemas do mundo real por meio do paradigma orientado a objetos. Fornecer ao aluno conceitos essenciais para a análise de sistemas e modelagem utilizando UML. Introdução ao paradigma orientado a objetos. Elaboração e desenvolvimento de diagramas UML utilizando ferramentas CASE. Aulas expositivas e práticas em laboratório. Como instrumentos de avaliação, serão utilizados provas e trabalhos. BLAHA, Michael; RUMBAUGH, James. Modelagem e Projetos Baseados em Objetos com UML 2. Campus, BOOCH, Grady; JACOBSON, Ivar; RUMBAUGH, James. UML: Guia do Usuário. Elsevier, SILVA, Ricardo P. Como Modelar com UML 2. Visual Books, ARAUJO, Ricardo; LIMA-CARDOSO, André. UML Aplicada: Da Teoria à Implementação. Ciência Moderna, GUEDES, Gilleanes T. A. UML 2 - Uma Abordagem Prática. Novatec, LARMAN, Craig. Utilizando UML e padrões: uma introdução à análise e ao projeto orientados a objetos e ao desenvolvimento interativo. Bookman, MELO, Ana C. Desenvolvendo Aplicações com UML 2.2: Do Conceitual à Implementação. Brasport, SBROCCO, José H. T. C. UML 2.3: Teoria e Prática. Érica,

23 Componente curricular: Arquitetura de Computadores Código: ARQS3 Ano / Semestre: 3º Semestre N o aulas semanais: 4 Total de aulas: 80 Total de horas: 66,7 Estudo da arquitetura, organização e funcionamento de computadores. Garantir que o aluno compreenda os conceitos básicos da organização e arquitetura de computadores. Introdução à organização de computadores. Classificação das arquiteturas. Projetos de processadores. Princípios de pipelining. Armazenamento e dispositivos de entrada e saída. Organização de memória. Multiprocessadores. Paralelismo. Aulas expositivas e discursivas, apresentação de exemplos, estudos de caso e listas de exercícios. É composta de listas de exercícios, trabalhos e provas. MONTEIRO, Mario A. Introdução à Organização de Computadores. 5. ed. LTC, STALLINGS, William. Arquitetura e Organização de Computadores. 8. ed. Prentice-Hall, TANENBAUM, Andrew S. Organização Estrutura de Computadores. 5. ed. Prentice-Hall, HENNESSY, John L.; PATTERSON, David A. Organização e Projeto de Computadores. 6. ed. Campus, MACHADO, Francis B.; MAIA, Luiz P. Arquitetura de Sistemas Operacionais. 4. ed. LTC, RIBEIRO, Carlos; DELGADO, José. Arquitetura de Computadores: Uma Abordagem Quantitativa. LTC, TANENBAUM, Andrew S. Organização Estruturada de Computadores. Prentice-Hall, TANENBAUM, Andrew S. Sistemas Operacionais Modernos. 3. ed. Prentice-Hall,

24 Componente curricular: Banco de Dados I Código: BD1S3 Ano / Semestre: 3º Semestre N o aulas semanais: 4 Total de aulas: 80 Total de horas: 66,7 Entendimento dos fundamentos das bases e repositórios de dados, sua modelagem, representação e acesso. Permitir a compreensão da organização, modelagem e projeto de um banco de dados. Propiciar uma familiarização com a linguagem de consulta a banco de dados. Conceitos e modelos de banco de dados. Modelagem de dados. Normalização. Integridade. Introdução ao SQL. Aulas expositivas e práticas em laboratório. A avaliação será baseada em provas escritas e trabalhos práticos. ALVES, William P. Banco de Dados: Teoria e Desenvolvimento. Érica DATE, Chris. J. Introdução a Sistemas de Bancos de Dados. 8. ed. Campus, ELMASRI, R.; NAVATHE, S. Sistemas de Banco de Dados. 6. ed. Pearson, BEAULIEU, Alan. Aprendendo SQL: Dominando os Fundamentos de SQL. Novatec, KLINE, Kevin E.; KLINE, Daniel. SQL: O Guia Essencial - Manual de Referência Profissional. Alta Books, RAMAKRISHNAN, Raghu; GEHRKE, Johannes. Database Management Systems. 3. ed. Addison- Wesley, SILBERSCHATZ, A.; KORTH, H. F.; SUDARSHAN, S. Sistema de bancos de dados. 6. ed. Campus, TAHAGHOGHI, Seyed M. M.; WILLIAMS, Hugh E. Aprendendo MySQL. Novatec,

25 Componente curricular: Estatística Código: ESTS3 Ano / Semestre: 3º Semestre N o aulas semanais: 2 Total de aulas: 40 Total de horas: 33,3 Conceitos básicos de estatística para a coleta e tratamento de dados. Obter conceitos básicos em estatística para análise e interpretação de conjuntos de dados experimentais, mediante estudo de elementos de probabilidade e de procedimentos de inferência estatística. Estatística descritiva, representação gráfica e tabular de dados, medidas de posição, medidas de dispersão, regras de probabilidades, variáveis aleatórias, distribuições discretas de probabilidade, distribuições contínuas de probabilidade. Apresentação teórica, resolução de exercícios e de problemas matemáticos. A avaliação é composta de listas de exercícios, trabalhos e provas. MEYER, Paul L. Probabilidade: aplicações à estatística. LTC, MORETTIN, P. A.; BUSSAB. W. O. Estatística Básica. Saraiva, TRIOLA, Mario F. Introdução à Estatística. LTC, BARBETTA, Pedro A.; REIS, Marcelo M.; BORNIA, Antonio C. Estatística para Cursos de Engenharia e Informática. Atlas, LARSON e FABER. Estatística aplicada. Pearson, MOORE, David S. A Estatística Básica e sua Prática. LTC, SPIEGEL, Murray R. Estatística. Bookman, THURMAN, Paul W. Estatística. Saraiva,

Novos itens disponíveis para empréstimo na biblioteca Mês de referência: Fevereiro 2015

Novos itens disponíveis para empréstimo na biblioteca Mês de referência: Fevereiro 2015 Novos itens disponíveis para empréstimo na biblioteca Mês de referência: Fevereiro 015 Capa do livro Obra Quantidade ROB, Peter Sistemas de banco de dados: projeto, implementação e administração - São

Leia mais

2. FOWLER, Martin; SCOTT, Kendall. UML Essencial. São Paulo: Bookman, 2005.

2. FOWLER, Martin; SCOTT, Kendall. UML Essencial. São Paulo: Bookman, 2005. 3º semestre INF302 - Análise e Modelagem de Sistemas I Análise e Modelagem de Sistemas I Identificação: INF302 Semestre: 1º Carga Horária 60 horas Número de Aulas: 72 aulas Aulas 52 aulas Aulas práticas:

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN DEPARTAMENTO: Sistemas de Informação PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: Aplicações

Leia mais

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 60 h 1º Evolução histórica dos computadores. Aspectos de hardware: conceitos básicos de CPU, memórias,

Leia mais

análise e desenvolvimento de sistemas Arquitetura e Sistema OO

análise e desenvolvimento de sistemas Arquitetura e Sistema OO análise e desenvolvimento de sistemas Arquitetura e Sistema OO :: Análise e Desenvolvimento Arquitetura e Sistema OO de Sistemas :: apresentação :: O novo Projeto Integrado Em 2001, a Faculdade Radial

Leia mais

Identificação: INF201 Semestre: 1º Carga Horária: 60 horas Número de Aulas: 72 aulas Aulas Teóricas:

Identificação: INF201 Semestre: 1º Carga Horária: 60 horas Número de Aulas: 72 aulas Aulas Teóricas: 2º SEMESTRE INF201 - Banco de dados I Banco de dados I Identificação: INF201 Semestre: 1º Carga Horária: 60 horas 20 aulas Aulas práticas: 52 aulas Fornecer conhecimentos sobre a concepção, utilização,

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN DEPARTAMENTO: Sistemas de Informação PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: Programação

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) SISTEMAS PARA INTERNET INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CST SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA: Algoritmo e Programação I A disciplina aborda o estudo de algoritmos, envolvendo os conceitos fundamentais: variáveis, tipos de dados, constantes,

Leia mais

:: aula 8. :: Desenvolveremos as seguintes habilidades nesta aula:

:: aula 8. :: Desenvolveremos as seguintes habilidades nesta aula: :: Nome do Curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas :: Nome da Unidade Curricular PI Sistema orientado a objeto :: Tema da aula Diagrama Hierárquico de Funções (D.H.F.) :: Fase / Etapa Fase 2 Design

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS PARA COMPUTAÇÃO...

Leia mais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 1º SEMESTRE Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 8 Créditos Desenvolver a lógica de programação através da construção de algoritmos utilizando português estruturado Representar a solução de problemas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 72/2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação, modalidade

Leia mais

CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas SÉRIE: 3º Semestre TURNO: Noturno DISCIPLINA: ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTADA A OBJETOS

CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas SÉRIE: 3º Semestre TURNO: Noturno DISCIPLINA: ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTADA A OBJETOS CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas SÉRIE: 3º Semestre TURNO: Noturno DISCIPLINA: ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTADA A OBJETOS CARGA HORÁRIA: 60 horas I - Ementa Modelagem de Processos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO Este Anexo integra o Edital Nº 35/2007, que disciplina o Concurso Público destinado ao provimento

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas II/CPD025 Conceitos orientação a objetos. Evolução das técnicas de modelagem orientadas a objetos. Estrutura da linguagem UML. Conceito de processo interativo

Leia mais

Ementário das Disciplinas

Ementário das Disciplinas Ementário das Disciplinas As ementas das disciplinas estão agrupadas em semestres para uma melhor visualização da organização da matriz curricular. As referências bibliográficas serão especificadas no

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Introdução à Computação A disciplina apresenta a área da Computação como um todo, desde a história e a evolução dos computadores

Leia mais

NOVA PROPOSTA DE MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 2016

NOVA PROPOSTA DE MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 2016 NOVA PROPOSTA DE MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 2016 Diante da evolução de técnicas e ferramentas tecnológicas, aliado a novas necessidades curriculares,

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008.

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. Título: Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Turno: Noturno

Leia mais

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação Coordenadoria de Projetos e Acompanhamento Curricular Divisão de Pesquisa e Desenvolvimento Curricular FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA 1. Unidade

Leia mais

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM. Ementa. Objetivos. Conteúdo Programático

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM. Ementa. Objetivos. Conteúdo Programático Disciplina: Engenharia de Software e Gerência de Projetos C.H. Teórica: 40 PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Período Letivo: 1 sem/2014 C.H. Prática:

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Carga Horária Total

Leia mais

Universidade Federal do ABC Rua Santa Adélia, 166 - Bairro Bangu - Santo André - SP - Brasil CEP 09.210-170 - Telefone/Fax: +55 11 4996-3166

Universidade Federal do ABC Rua Santa Adélia, 166 - Bairro Bangu - Santo André - SP - Brasil CEP 09.210-170 - Telefone/Fax: +55 11 4996-3166 Universidade Federal do ABC Rua Santa Adélia, 166 - Bairro Bangu - Santo André - SP - Brasil CEP 09.210-170 - Telefone/Fax: +55 11 4996-3166 1. CÓDIGO E NOME DA DISCIPLINA BC1508 - ENGENHARIA DE SOFTWARE

Leia mais

RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO CAS Nº 36/2010

RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO CAS Nº 36/2010 RESOLUÇÃO CAS Nº 36/2010 DISPÕE SOBRE ALTERAÇÕES DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS FEMA. O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR,

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Tecnólogo em Sistemas para Internet FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO 1 FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO Edital numero 005/2014 _ ETEC para o Processo de Seleção de alunos para a Fábrica de Software. FACULDADE PROJEÇÃO O Diretor da Escola de Tecnologia,

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA. Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento.

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA. Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento. FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento. FACULDADE PROJEÇÃO O Diretor da Escola de Tecnologia, Professor Luiz

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Identificação do Curso Nome do Curso: Sistemas de Informação Titulação: Bacharelado Modalidade de ensino: Presencial

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DA 3ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DA 3ª. ETAPA EMENTAS DA 3ª. ETAPA Núcleo Temático: PROGRAMAÇÃO Disciplina: ESTRUTURA DE DADOS 108 há ( 72 ) Teóricas ( 36 ) Práticas Tipos abstratos de dados. Estudo das estruturas lineares: pilhas, filas e listas

Leia mais

Sistemas de Informação 3º ANO

Sistemas de Informação 3º ANO Sistemas de Informação 3º ANO BANCO DE DADOS Carga horária: 120h Visão geral do gerenciamento de banco de dados. Arquitetura de um Sistema Gerenciador de Banco de Dados. Modelagem e projeto de banco de

Leia mais

DISCIPLINA: CONSTRUÇÃO DE COMPILADORES

DISCIPLINA: CONSTRUÇÃO DE COMPILADORES Semestre 5 Válido somente com assinatura e carimbo do IFCE Cód. Disciplina Créditos Horas Nat. Prérequisitos Teóricos Práticos TELM.066 Construção de Compiladores 2 2 80 OBR TELM.061 TELM.067 Sistemas

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS... 4 04 TEORIA

Leia mais

PLANO DE ENSINO. PRÉ-REQUISITO: Modelagem e Programação Orientada a Objetos. PROFESSOR RESPONSÁVEL : Josino Rodrigues Neto

PLANO DE ENSINO. PRÉ-REQUISITO: Modelagem e Programação Orientada a Objetos. PROFESSOR RESPONSÁVEL : Josino Rodrigues Neto UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n Dois Irmãos 52171-900 Recife-PE Fone: 0xx-81-332060-40 proreitor@preg.ufrpe.br PLANO DE ENSINO

Leia mais

Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação. Comissão de Curso e NDE do BCC

Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação. Comissão de Curso e NDE do BCC Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação Comissão de Curso e NDE do BCC Fevereiro de 2015 Situação Legal do Curso Criação: Resolução CONSU no. 43, de 04/07/2007. Autorização: Portaria

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Período/ Fase: 1º Semestre: 1º Ano: 2011 Disciplina: Programação de Computadores I (PGC21) Carga Horária: 72 horas/aula

PLANO DE ENSINO. Período/ Fase: 1º Semestre: 1º Ano: 2011 Disciplina: Programação de Computadores I (PGC21) Carga Horária: 72 horas/aula PLANO DE ENSINO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Sistemas de Informação Professores: Carlos Alberto Zorzo zorzo@uniarp.edu.br Período/ Fase: 1º Semestre:

Leia mais

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação Coordenadoria de Projetos e Acompanhamento Curricular Divisão de Pesquisa e Desenvolvimento Curricular FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA 1. Unidade

Leia mais

Prática: 80. PROFESSOR: José Alberto F. Rodrigues Filho. CARGA HORÁRIA SEMANAL: 4 Prática: 4

Prática: 80. PROFESSOR: José Alberto F. Rodrigues Filho. CARGA HORÁRIA SEMANAL: 4 Prática: 4 PLANO DE ENSINO Período Letivo: 1º Semestre de 2014 Faculdade de Tecnologia de Bragança Paulista CURSO: Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação TURNO: Tarde / Noite DISCIPLINA: Projeto Interdisciplinar

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DO PROFESSOR CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO ENSINO A DISTÂNCIA

PLANO DE TRABALHO DO PROFESSOR CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO ENSINO A DISTÂNCIA PLANO DE TRABALHO DO PROFESSOR CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO ENSINO A DISTÂNCIA 1- DADOS DE IDENTIFICAÇÃO CAMPUS:SANTO AUGUSTO DIREÇÃO GERAL: VERLAINE GERLACH DIREÇÃO DE ENSINO:MARINÊS HAMES COORDENAÇÃO

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento Unidade de Sobradinho FACULDADE PROJEÇÃO O Diretor da Escola de Tecnologia,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

Proporcionar uma visão geral da metodologia de Sistemas Operacionais.

Proporcionar uma visão geral da metodologia de Sistemas Operacionais. ANO 3 5º Período Sistema Operacional 1.Identificação: Identificação Disciplina Carga Horária Sistema Operacional 72 h/a Créditos 4 2.Ementa: Histórico da Criação e Evolução dos Sistemas Operacionais. Conceitos

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Tecnólogo em Sistemas para Internet FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

Curso: Tecnologia em Sistemas para Internet. PLANO de ENSINO. DISCIPLINA CÓD. DISCIPLINA PROFESSOR Programação para Web I G2116 Fabiano Alves de Souza

Curso: Tecnologia em Sistemas para Internet. PLANO de ENSINO. DISCIPLINA CÓD. DISCIPLINA PROFESSOR Programação para Web I G2116 Fabiano Alves de Souza Campus: Engenheiro Coelho Curso: Tecnologia em Sistemas para Internet PLANO de ENSINO DISCIPLINA CÓD. DISCIPLINA PROFESSOR Programação para Web I G11 Fabiano Alves de Souza ANO/SEMESTRE CRÉDITOS CARGA

Leia mais

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Coordenador: Duração: Carga Horária: LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Victor Emanuel Corrêa Lima 6 semestres 2800 horas Situação Legal: Reconhecido pela Portaria MEC nº 503 de 15/02/2006 MATRIZ CURRICULAR Primeiro

Leia mais

Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Núcleo de Apoio Pedagógico - NAPE P L A N O D E E N S I N O

Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Núcleo de Apoio Pedagógico - NAPE P L A N O D E E N S I N O Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Núcleo de Apoio Pedagógico - NAPE P L A N O D E E N S I N O Curso: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Componente Curricular: BANCO DE DADOS II Modalidade: Presencial ( X ) Semipresencial

Leia mais

CRÉDITO CARGA DISTRIBUIÇÃO DA CARGA HORÁRIA HORÁRIA TEÓRIC PRÁTICA TEO/PRA T OUTRAS TEOR/PRÁTICAS 20 20 20

CRÉDITO CARGA DISTRIBUIÇÃO DA CARGA HORÁRIA HORÁRIA TEÓRIC PRÁTICA TEO/PRA T OUTRAS TEOR/PRÁTICAS 20 20 20 UNIDADE UNIVERSITÁRIA: FCT - Faculdade de Ciências e Tecnologia/UNESP CURSO: Ciência da Computação Noturno HABILITAÇÃO: Bacharelado OPÇÃO: DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL: DMC Departamento de Matemática e Computação

Leia mais

GERÊNCIA DE DADOS SEMIESTRUTURADOS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

GERÊNCIA DE DADOS SEMIESTRUTURADOS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza GERÊNCIA DE DADOS SEMIESTRUTURADOS Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza Ementa Características dos dados da Web. Modelagem de dados semiestruturados. Linguagens de consulta para

Leia mais

Cia. de Processamento de Dados do Estado do Rio Grande do Sul

Cia. de Processamento de Dados do Estado do Rio Grande do Sul Obs: As sugestões bibliográficas são apresentadas a título de subsídio, servindo apenas como orientação geral ao candidato. As questões serão originais e, portanto, não são retiradas diretamente da bibliografia

Leia mais

Projeto Pedagógico do Curso

Projeto Pedagógico do Curso Projeto Pedagógico do Curso Fundamentação Diretrizes curriculares do MEC Diretrizes curriculares da SBC Carta de Princípios da UNICAP Projeto Pedagógico Institucional da UNICAP Diretrizes Curriculares

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014.

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014. ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014. CURSO LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO ESTRUTURA CURRICULAR 1.1 QUADRO GERAL DA ESTRUTURA CURRICULAR Carga Horária LOTAÇÃO Módulo Disciplina Teoria Prática

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MATRIZ(ES) CURRICULAR(ES): 2015 ALTERAÇÕES PASSAM A VIGORAR A PARTIR DO SEMESTRE: 1 Arquitetura de Computadores Arquitetura de Computadores

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I Probabilidade e Estatística/MAT066 Fundamentos de análise combinatória. Conceito de probabilidade e seus teoremas fundamentais. Variáveis aleatórias. Distribuições de probabilidade. Conceito e objetivos

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO COMPANHIA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA COMDATA EDITAL N.º 001/07 PROGRAMAS DAS PROVAS CARGOS DE ENSINO MÉDIO

CONCURSO PÚBLICO COMPANHIA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA COMDATA EDITAL N.º 001/07 PROGRAMAS DAS PROVAS CARGOS DE ENSINO MÉDIO PROGRAMAS DAS PROVAS CARGOS DE ENSINO MÉDIO LÍNGUA PORTUGUESA - PROVA COMUM A TODOS OS CARGOS DE ENSINO MÉDIO 1 Interpretação textual Metáfora, metonímia, ambigüidade, ironia, denotação e conotação, pontos

Leia mais

e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@gmail.com

e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@gmail.com INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Ambientes de Programação e Banco de Dados Docente: Éberton da Sl Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@gmail.com

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL DE PROGRAMADOR WEB Campus Lages Junho/2014 Parte 1 (solicitante) DADOS DO CAMPUS PROPONENTE 1. Campus: Instituto Federal de Santa Catarina Campus Lages. 2.

Leia mais

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área;

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n. 66/ 2012 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Computação, Licenciatura

Leia mais

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito 1 Instituto de Ensino Superior de Goiás Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito PLANO DE ENSINO 1. IDENTIFICAÇÃO: CURSO: DIREITO TURMA: 9º SEMESTRE/NOTURNO DISCIPLINA: Monografia

Leia mais

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC Campus Ceilândia GESTÃO E PRÁTICAS EMPREENDEDORAS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Ceilândia, Fevereiro de 2014. CURSO DE FORMAÇÃO

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza Ementa Características dos dispositivos móveis. Arquiteturas de aplicação móvel. Infraestrutura móvel.

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. TURMA: 3º semestre EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. TURMA: 3º semestre EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Sistemas de Informação FORMA/GRAU:( ) Integrado ( ) Subsequente ( ) Concomitante ( X ) Bacharelado ( ) Licenciatura ( ) Tecnólogo

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: TÉCNICO EM INFORMÁTICA Qualificação:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.640, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.640, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.640, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS MISSÃO DO CURSO A concepção do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas está alinhada a essas novas demandas

Leia mais

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para:

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para: Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para: Técnico em Informática na Formação de Instrutores Carga Horária: 1000 horas Estágio Curricular:

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Sistemas de Informação FORMA/GRAU:( ) Integrado ( ) Subsequente ( ) Concomitante ( X ) Bacharelado ( ) Licenciatura ( ) Tecnólogo

Leia mais

Nome da Disciplina: Lingua Estrangeira Moderna Inglês

Nome da Disciplina: Lingua Estrangeira Moderna Inglês Nome da Disciplina: Lingua Estrangeira Moderna Inglês Ementa: Leitura de Textos Acadêmicos: capacitar o aluno para compreender textos em língua inglesa, em sua área de atuação, desenvolvendo estratégias

Leia mais

APROVAÇÃO DO CURSO E AUTORIZAÇÃO DA OFERTA PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PROMOTOR DE VENDAS. Parte 1 (solicitante)

APROVAÇÃO DO CURSO E AUTORIZAÇÃO DA OFERTA PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PROMOTOR DE VENDAS. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA APROVAÇÃO DO CURSO E AUTORIZAÇÃO DA OFERTA PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet 1 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ Pró-Reitoria de Ensino Médio e Técnico Campus Engenheiro Paulo de Frontin Direção de

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Metodologia Científica Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º 1 - Ementa (sumário, resumo) Conceito e concepção de ciência

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 276, de 30/05/15 DOU de 31/03/15

Autorizado pela Portaria nº 276, de 30/05/15 DOU de 31/03/15 C U R S O D E E N G E N H A R I A C I V I L Autorizado pela Portaria nº 276, de 30/05/15 DOU de 31/03/15 Componente Curricular: PORTUGUÊS INSTRUMENTAL Código: ENG. 000 Pré-requisito: ----- Período Letivo:

Leia mais

Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE CURSO

Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE CURSO C U R S O D E E N G E N H A R I A D E P R O D U Ç Ã O Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Código: ENGP -

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR GESTÃO EM TI

MATRIZ CURRICULAR GESTÃO EM TI MATRIZ CURRICULAR GESTÃO EM TI MODULO: Módulo Básico COMPONENTE CURRICULAR: Pesquisa Científica CÓDIGO: 101001 Os tipos de Conhecimento. A Ciência e sua forma de Evolução. O Processo da Pesquisa Científica,

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Tecnólogo em Sistemas para Internet FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO DISCIPLINA: Metodologia Científica H111900 Finalidade da metodologia científica. Importância da metodologia no âmbito das ciências. Metodologia de estudos. O

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO EDITAL DGP Nº 76/2010 TÉCNICO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

CONCURSO PÚBLICO EDITAL DGP Nº 76/2010 TÉCNICO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CONCURSO PÚBLICO EDITAL DGP Nº 76/2010 TÉCNICO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DA PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA / MATEMÁTICA / LEGISLAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA Compreensão e interpretação de

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Bacharelado em Sistemas de Informação FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( X) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

Planos de Ensino/Planos de Trabalho Docente

Planos de Ensino/Planos de Trabalho Docente Planos de Ensino/Planos de Trabalho Docente EIXO TECNOLÓGICO: Produção Industrial IDENTIFICAÇÃO CURSO: Curso Técnico em Móveis FORMA/GRAU:( )integrado ( x )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Técnico em Informática FORMA/GRAU:(X )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

GEE051 - Banco de Dados (BD) Plano de Curso. Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/bd UFU/FACOM - 2011/2

GEE051 - Banco de Dados (BD) Plano de Curso. Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/bd UFU/FACOM - 2011/2 GEE051 - Banco de Dados (BD) Plano de Curso Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/bd UFU/FACOM - 2011/2 Motivação Problemas reais encontrados por engenheiros exigem uma visão

Leia mais

Curso: Bacharelado em Informática. Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação

Curso: Bacharelado em Informática. Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Curso: Bacharelado em Informática Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Informações Básicas do Currículo Duração Ideal 8 semestres Mínima 6 semestres Máxima 14 semestres Carga Horária Aula

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. Curso: Informática Modalidade: Bacharelado Turno: Integral.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. Curso: Informática Modalidade: Bacharelado Turno: Integral. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2007 ANO DO CURSO 4 o Curso: Informática Modalidade: Bacharelado Turno: Integral Centro: Centro de

Leia mais

PLANO DE ENSINO CURSO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

PLANO DE ENSINO CURSO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADO EM SEGURANÇA DO TRABALHO PLANO DE ENSINO CURSO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADO EM SEGURANÇA DO TRABALHO Componente Curricular: Informática e Português Instrumental Carga Horária: 90h Período Letivo: 2015/01

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: SISTEMAS DA INFORMAÇÃO MISSÃO DO CURSO Os avanços da ciência, a melhoria dos processos produtivos e a abertura de mercado, são exemplos de fatores que contribuíram

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de AUXILIAR ADMINISTRATIVO. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de AUXILIAR ADMINISTRATIVO. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO Departamento: Disciplina: Pré-Requisitos: I D E N T I F I C A Ç Ã O Sistemas de Informação Engenharia de Software Aplicada (ESA) Engenharia de Software (ES) CH: 7 Curso: Bacharelado em Sistemas de Informação

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE TAQUARITINGA PLANO DE ENSINO 2013 2º SEMESTRE DE 2013 14 ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE TAQUARITINGA PLANO DE ENSINO 2013 2º SEMESTRE DE 2013 14 ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS 1 FACULDADE DE TECNOLOGIA DE TAQUARITINGA ANO PLANO DE ENSINO 2013 2º SEMESTRE DE 2013 DEPARTAMENTO 14 ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DISCIPLINA 1423 ENGENHARIA DE SOFTWARE II PROFESSOR RESPONSÁVEL

Leia mais

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para:

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para: INSTITUIÇÃO: IFRS CAMPUS BENTO GONÇALVES CNPJ: 94728821000192 ENDEREÇO: Avenida Osvaldo Aranha, 540. Bairro Juventude. CEP: 95700-000 TELEFONE: (0xx54) 34553200 FAX: (0xx54) 34553246 Curso de Educação

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ENGENHARIA DE SOFTWARE, BACHARELADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das disposições gerais O presente

Leia mais

PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO. Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação. Curso: Técnico em Informática. Forma/Grau: Subsequente.

PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO. Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação. Curso: Técnico em Informática. Forma/Grau: Subsequente. PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Curso: Técnico em Informática Forma/Grau: Subsequente Modalidade: EaD Componente Curricular: Análise de Sistemas Ano/semestre: 2014/2

Leia mais

/ 2012_1 6 ( ) ADM ( ) ADM COMEX ( ) ADM MKT

/ 2012_1 6 ( ) ADM ( ) ADM COMEX ( ) ADM MKT Disciplina: Gerenciamento de Projetos / 2012_1 Carga horária: 68h Curso/Semestre: 6 ( x ) ADM ( x ) ADM COMEX ( x ) ADM MKT Data de atualização: janeiro 2012 Núcleo: Operações e Logística Nucleador: Giovanni

Leia mais

GBC043 Sistemas de Banco de Dados (SBD) Plano de Curso. Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/sbd UFU/FACOM

GBC043 Sistemas de Banco de Dados (SBD) Plano de Curso. Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/sbd UFU/FACOM GBC043 Sistemas de Banco de Dados (SBD) Plano de Curso Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/sbd UFU/FACOM Motivação/Justificativa Conteúdo fundamental para a Formação Tecnológica

Leia mais

O Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores possui flexibilidade para atender dois tipos de certificações intermediárias, que são:

O Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores possui flexibilidade para atender dois tipos de certificações intermediárias, que são: 1) Formas de participação do Corpo Discente: O Colegiado do Curso é um órgão consultivo, deliberativo e normativo, onde é possível a participação do corpo discente nas decisões que competem a exposição

Leia mais

DISCIPLINA CRED CH PRÉ - REQUISITOS 1ª FASE Geometria Analítica e Álgebra Linear

DISCIPLINA CRED CH PRÉ - REQUISITOS 1ª FASE Geometria Analítica e Álgebra Linear CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AUTORIZAÇÃO: Portaria UDESC nº 646/2001 RECONHECIMENTO: Decreto Estadual nº 3324/2005 renovado pelo Decreto Estadual nº 1664/2013 PERÍODO

Leia mais

P L A N O D E E N S I N O

P L A N O D E E N S I N O Centro Universitário de João Pessoa Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Núcleo de Apoio Pedagógico - NAPE P L A N O D E E N S I N O Curso: CIENCIA DA COMPUTAÇÃO Componente Curricular: ENGENHARIA DE SOFTWARE

Leia mais

ANEXO I ESTRUTURA CURRICULAR E EMENTA DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA SUBSEQUENTE CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA - SUBSEQUENTE. Introdução à Informática

ANEXO I ESTRUTURA CURRICULAR E EMENTA DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA SUBSEQUENTE CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA - SUBSEQUENTE. Introdução à Informática ANEXO I ESTRUTURA CURRICULAR E EMENTA DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA SUBSEQUENTE ESTRUTURA CURRICULAR CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA - SUBSEQUENTE Componentes Curriculares Introdução à Informática Aplicativos

Leia mais

ü Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação

ü Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação Nome e titulação do Coordenador: Coordenador: Prof. Wender A. Silva - Mestrado em Engenharia Elétrica (Ênfase em Processamento da Informação). Universidade

Leia mais