Principais pragas das hortaliças e perspectivas de controle biológico. Terezinha Monteiro dos Santos Cividanes Pesquisador Científico APTA/SAA - SP

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Principais pragas das hortaliças e perspectivas de controle biológico. Terezinha Monteiro dos Santos Cividanes Pesquisador Científico APTA/SAA - SP"

Transcrição

1 Principais pragas das hortaliças e perspectivas de controle biológico Terezinha Monteiro dos Santos Cividanes Pesquisador Científico APTA/SAA - SP

2 Plantas cultivadas em sistema de aquaponia Alface Cebolinha Manjericão Agrião Almeirão Salsinha Morango Tomate Rúcula Hortelã Pepino

3 Principais pragas de hortaliças de folhas 1) Pulgão: Dactynotus sonchi - Cor roxo escura, 2-3 mm; atacam brotos; - Danos: sugam seiva. Folhas engruvinhadas. Transmite o vírus do mosaico da alface - Culturas: alface, agrião, almeirão, rúcula e serralha. Constan, E.

4 Danos do Pulgão Dactynotus sonchi - Secretam honey-dew Recobre folhas Fumagina Fungo cor escura Redução da fotossíntese e deprecia a qualidade do produto.

5 Principais pragas de hortaliças de folhas 2) Mosca branca Bemisia tabaci - Inseto pequeno (1 mm), cor branca; - Localizam-se na face inferior das folhas; - Danos: sugam seiva, excretam honey-dew fumagina. Ocorre em alface, salsinha.

6 Principais pragas de hortaliças de folhas 3) Tripes Thrips sp. e Frankliniella sp. - Inseto pequeno (1 mm), - Localizam-se na face inferior das folhas; - Danos e sintomas: áreas esbranquiçada a prateada na parte interna das folhas, ataque severo planta de cor amarelo-esverdeada. - Infestam alface, cebolinha.

7 Tripes Thrips sp. e Frankliniella sp. Frankniella Thrips Dano ocasionado pelo tripes

8 Principais pragas de hortaliças de folhas 4) Ácaro: Tetranychus urticae - Praga do agrião, salsinha e cebolinha; Jornal Agrícola - Formam colônias recobertas com teias e localizamse na face inferior das folhas; - Danos e sintomas: manchas brancas prateadas na face inferior e áreas cloróticas bronzeadas seca e queda das folhas. Folhas esbranquiçadas

9 Principais pragas de hortaliças de folhas 5) Traça-das-crucíferas: Plutella xylostella - Praga do alface, do repolho; - As lagartas alimentam-se das folhas;

10 Principais pragas de hortaliças de folhas 6) Cochonilhas - Inseto pequeno de cor variada, com ou sem carapaça; são sugadores. - Ataca de preferência a face dorsal das folhas. Pode ocorrer nos caules, flores e raízes. - Prejudica o crescimento das plantas, aspecto retorcido. Agricultura Biológica aracnojardim Plantas e Jardins Tudo de horta

11 Estratégias de controle 1) Preventiva: evitar a infestação da praga; 2) Controle Biológico: aplicado para controlar a praga; Pesticidas químicos nunca devem ser utilizados no sistema de aquaponia. São letais aos peixes e bactérias benéficas Agricultura Biológica Plantas e Jardins Tudo de horta

12 Controle Preventivo: evitar a praga 1) Controle cultural: a) Rotação de culturas: plantio alternado de culturas em anos sucessivos; b) O policultivo é indicado; c) Destruição de resíduos vegetais no final da colheita; d) Espaçamento entre plantas: alta densidade leva a competição por luz. Maior local de abrigo para as pragas. Plantas e Jardins Tudo de horta

13 Controle Preventivo: evitar a praga 1) Controle cultural: e) Escolha da variedade de planta a ser cultivada: certas variedades de plantas são mais resistentes e tolerantes à praga; f) Fertilização: o excesso de N plantas mais suscetíveis ao ataque de pragas (tecidos mais suculentos); Deve-se ter equilíbrio correto de nutrientes suporta melhor o ataque de pragas. Plantas e Jardins Tudo de horta

14 Controle Preventivo: evitar a praga Para o manejo de pragas em aquaponia a prevenção é fundamental Monitoramento frequente Verificar se a praga está ocorrendo Infestações devem ser identificadas no início Plantas e Jardins Tudo de horta

15 Controle de pragas em hortaliças 1) Controle mecânico: remoção manual da praga na planta. - Catação e destruição de lagartas; - Esmagamento dos ovos; - Uso de jato de água nas folhas para eliminação de pulgões. Plantas e Jardins Tudo de horta

16 Controle de pragas em hortaliças Controle mecânico Catação manual de lagartas e pupas de lepidópteros Remoção de pulgões em folhas Plantas e Jardins Tudo de horta

17 Controle de pragas em hortaliças 2) Controle físico: uso de armadilhas adesivas posicionadas acima do topo das plantas. - São pegajosas (tem cola); - De cor azul: captura tripes; - De cor amarela captura pulgões e mosca-branca; - Para uso de monitoramento de insetos-pragas. Plantas e Jardins Tudo de horta

18 Controle de pragas em hortaliças Controle físico Plantas e Jardins Tudo de horta

19 Controle biológico de pragas Ação de inimigos naturais na redução populacional de pragas Predadores Entomopatógenos Parasitoides Plantas e Jardins Tudo de horta

20 Predador Crisopídeo: alimenta-se de pulgões, ovos de mariposas, cochonilhas, moscas-brancas. Ovos do crisopídeo Predação de um pulgão

21 Predador Joaninhas: alimentam-se de pulgões, ácaros, cochonilhas, mosca-brancas, psilídeos.

22 Predador Percevejo s

23 Predador Percevejo Percevejo assassino Orius Presas: pulgões, tripes, ovos e lagartinhas de mariposas. Geocoris

24 Predador Tesourinha Alimentam-se de pulgões, ovos de mariposas.

25 Parasitoide Desenvolve-se em um único hospedeiro, ocasionando sua morte. Vespinhas Parasitoide de ovos Parasitoide de pulgões

26 Parasitoide de ovos Parasitoide Parasitoide de lagartas

27 . Causam doenças em insetos; Patógeno - Bactéria. Principais agentes - bactérias, fungos e vírus. Lagarta morta por bactéria

28 Patógeno - Vírus Lagarta morta por vírus

29 Patógeno - Fungo Lagarta morta por fungo Besouro morto pela ação do fungo

30 Controle biológico da mosca-branca Predadores: joaninhas, percevejos, crisopídeos e aranhas. Existem 114 espécies de predadores de mosca branca no Mundo (Gerling, 2001).

31 Controle biológico da mosca-branca Produção comercial de coccinelídeos para o controle da mosca-branca

32 Controle biológico da mosca-branca Parasitoides: são vespinhas de 0,5 mm, parasitam ninfas de 3º ou 4º instar de moscabranca. Vespinhas Encarsia Eretmocerus Encarsia Eretmocerus

33 Controle biológico da mosca-branca Patógeno: fungos são importantes agentes de controle Fungos Isaria, Lecanicillium, Beauveria, Aschersonia. Na América do Sul e Brasil Poucas informações

34 Controle biológico da mosca-branca Ninfas de mosca-branca infectadas por fungo Infecção por Lecanicillium Infecção por Isaria

35 Controle biológico da mosca-branca Produção comercial de fungo no Brasil para o controle da mosca-branca

36 Controle biológico da mosca-branca

37 Controle biológico de pulgões por joaninhas Coleomegilla maculata Cycloneda sanguinea Hipodamia convergens

38 Controle biológico de pulgões por predadores de Sirfídeo de Sirfídeo

39 Controle biológico de pulgões por parasitoides

40 Controle biológico de pulgões Produção comercial de coccinelídeos para o controle de pulgões

41 Controle de lagartas Bacillus thuringiensis Produto comercial - Contém um extrato com toxina da bactéria; - Ação: danifica o trato digestivo da lagarta provoca sua morte;

42 Controle de lagartas Bactéria: Bacillus thuringiensis - Dipel Atua sobre lagartas, larvas de traças de mariposas e borboletas. Não prejudica os peixes e os insetos benéficos.

43 DICAS IMPORTANTES CONTROLE DE PRAGAS - Sempre inspecionar as plantas para detecção de presença de pragas; - Revista diária diminui número de pragas, a constante eliminação gradual de seus estágios permitem quebra dos seus ciclos; - Lavagem do sistema ao término de cada cultivo; - Descartar restos culturais; - Aprender a reconhecer os organismos que vivem nos cultivos, muitos são benéficos porque se alimentam das pragas.

44 OBRIGADA!

45 Terezinha Monteiro dos Santos Cividanes Pesquisador Científico APTA/SAA SP

Manejo Integrado de Pragas de Grandes Culturas

Manejo Integrado de Pragas de Grandes Culturas Manejo Integrado de Pragas de Grandes Culturas Marcelo C. Picanço Prof. de Entomologia Universidade Federal de Viçosa Telefone: (31)38994009 E-mail: picanco@ufv.br Situação do Controle de Pragas de Grandes

Leia mais

Profa Dra. Fernanda Basso Eng. Agr. Msc. Bruno Lodo

Profa Dra. Fernanda Basso Eng. Agr. Msc. Bruno Lodo UNIPAC Curso de Agronomia Manejo Fitossanitário na Cana-de-açúcar Insetos-Pragas GRANDES CULTURAS I - Cultura da Cana-de-açúcar Profa Dra. Fernanda Basso Eng. Agr. Msc. Bruno Lodo Introdução Os danos causados

Leia mais

PRINCIPAIS PRAGAS E SUGESTÃO DE CONTROLE ALTERNATIVO

PRINCIPAIS PRAGAS E SUGESTÃO DE CONTROLE ALTERNATIVO PRINCIPAIS PRAGAS E SUGESTÃO DE CONTROLE ALTERNATIVO NESTA LIÇÃO SERÁ ABORDADO Quais os métodos utilizados na agricultura orgânica para controle de pragas e doenças. Quais os defensivos alternativos e

Leia mais

Helicoverpa armigera. Ivan Cruz, entomologista ivan.cruz@embrapa.br

Helicoverpa armigera. Ivan Cruz, entomologista ivan.cruz@embrapa.br Helicoverpa armigera Ivan Cruz, entomologista ivan.cruz@embrapa.br Controle Biológico com ênfase a Trichogramma Postura no coleto Posturas nas folhas Trichogramma Manejo Integrado de Pragas com ênfase

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Agrárias Insetário G.W.G. de Moraes

Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Agrárias Insetário G.W.G. de Moraes Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Agrárias Insetário G.W.G. de Moraes PRAGAS DO ALGODOEIRO Germano Leão Demolin Leite Vinicius Matheus Cerqueira Bom dia pessoal! Hoje vamos falar

Leia mais

Identificação e controle de Pragas e Doenças em Plantas Ornamentais. Professora Juliana

Identificação e controle de Pragas e Doenças em Plantas Ornamentais. Professora Juliana Identificação e controle de Pragas e Doenças em Plantas Ornamentais Professora Juliana A vida no Jardim Em um jardim, assim como em ecossistema natural, existem inúmeros seres vivos que se relacionam entre

Leia mais

1. Manejo da Horta e Prevenção de Pragas

1. Manejo da Horta e Prevenção de Pragas 1. Manejo da Horta e Prevenção de Pragas Em agricultura orgânica sempre se busca o equilíbrio ecológico e a prevenção de problemas que afetam a saúde das plantas. Através do uso de algumas técnicas simples

Leia mais

08/04/2013 PRAGAS DO FEIJOEIRO. Broca do caule (Elasmopalpus legnosellus) Lagarta rosca (Agrotis ipsilon)

08/04/2013 PRAGAS DO FEIJOEIRO. Broca do caule (Elasmopalpus legnosellus) Lagarta rosca (Agrotis ipsilon) Pragas que atacam as plântulas PRAGAS DO FEIJOEIRO Pragas que atacam as folhas Lagarta enroladeira (Omiodes indicata) Pragas que atacam as vargens Lagarta elasmo (ataca também a soja, algodão, milho, arroz,

Leia mais

Comunicado Técnico 49

Comunicado Técnico 49 Comunicado Técnico 49 ISSN 1679-0162 Dezembro, 2002 Sete Lagoas, MG CULTIVO DO MILHO Pragas da Fase Vegetativa e Reprodutiva Ivan Cruz 1 Paulo Afonso Viana José Magid Waquil Os danos causados pelas pragas

Leia mais

Presença indesejável no Brasil

Presença indesejável no Brasil Presença indesejável no Brasil Lucas Tadeu Ferreira e Maria Fernanda Diniz Avidos mosca-branca (Bemisia argentifolii) é uma velha conhecida da comunidade científica. Os problemas que causa à agricultura

Leia mais

Manejo Integrado de Pragas

Manejo Integrado de Pragas Universidade Federal de Viçosa Departamento de Biologia Animal BAN 160 Entomologia Geral Manejo Integrado de Pragas Prof. Eliseu José G. Pereira eliseu.pereira@ufv.br O que é? Exemplos Organismo Praga

Leia mais

PRINCIPAIS INSETOS-PRAGA DA CANA-DE-AÇÚCAR E CONTROLE

PRINCIPAIS INSETOS-PRAGA DA CANA-DE-AÇÚCAR E CONTROLE PRINCIPAIS INSETOS-PRAGA DA CANA-DE-AÇÚCAR E CONTROLE Terezinha Monteiro dos Santos Cividanes Pesquisadora - Entomologia Agrícola Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios - APTA CULTURA DA CANA-DE-AÇÚCAR

Leia mais

MANEJO DE INSETOS E ÁCAROS NAS CULTURAS DA SOJA E DO MILHO. MAURO BRAGA Pesquisador

MANEJO DE INSETOS E ÁCAROS NAS CULTURAS DA SOJA E DO MILHO. MAURO BRAGA Pesquisador MANEJO DE INSETOS E ÁCAROS NAS CULTURAS DA SOJA E DO MILHO MAURO BRAGA Pesquisador Sistemas agrícolas Insetos e ácaros na soja Insetos no milho Inseticidas: manejo melhor Sistemas agrícolas Sistemas agrícolas

Leia mais

& ' ( ( ) * +,-./ & 0* * 0 * 12-3 $""4

& ' ( ( ) * +,-./ & 0* * 0 * 12-3 $4 ! "#$""$% & ' ( ( ) * +,-./ & 0* * 0 * 12-3 $""4 1. INTRODUÇÃO As vespinhas pertencentes ao gênero Trichogramma são insetos diminutos (tamanho médio entre 0,2 a 1,5 mm) pertencentes à ordem Hymenoptera

Leia mais

9.5 PRINCIPAIS PRAGAS E DOENÇAS DO FEIJOEIRO

9.5 PRINCIPAIS PRAGAS E DOENÇAS DO FEIJOEIRO 9.5 PRINCIPAIS PRAGAS E DOENÇAS DO FEIJOEIRO 9.5.1 Controle de Pragas PRINCIPAIS PRAGAS -Lagarta elasmo -Vaquinhas - Mosca branca -Ácaro branco -Carunchos LAGARTA ELASMO Feijão da seca aumento da população

Leia mais

Controle Microbiano de Fernanda Goes Mendes Marina Chamon Abreu Seminário de Microbiologia do Solo 2014/1 O controle de na agricultura é um fator limitante e resulta no aumento do custo de produção; O

Leia mais

Controle Biológico. Ivan Cruz, entomologista ivan.cruz@.embrapa.br. Postura no coleto. Posturas nas folhas

Controle Biológico. Ivan Cruz, entomologista ivan.cruz@.embrapa.br. Postura no coleto. Posturas nas folhas Controle Biológico Postura no coleto Ivan Cruz, entomologista ivan.cruz@.embrapa.br Posturas nas folhas Proteção Ambiental: Controle Biológico Agrotóxicos Produtividade x Saúde do Trabalhador Rural Fonte:

Leia mais

Manejo de pragas. Engª. Agrª. MSc. Caroline Pinheiro Reyes

Manejo de pragas. Engª. Agrª. MSc. Caroline Pinheiro Reyes Manejo de pragas Engª. Agrª. MSc. Caroline Pinheiro Reyes O que é uma praga? *Inseto que cause danos diretos (ex. lagarta que se alimente das folhas de couve) O que é uma praga? * Inseto que cause danos

Leia mais

A lagarta acabou com o meu feijão!

A lagarta acabou com o meu feijão! A lagarta acabou com o meu feijão! A UU L AL A Os brasileiros gostam muito de um bom prato de arroz e feijão. Quando vamos ao supermercado e compramos um pacote de feijão pronto para ser cozido, não imaginamos

Leia mais

INSETOS CAUSADORES DA PEGAJOSIDADE NO ALGODOEIRO. Carlos Alberto Domingues da Silva 2011

INSETOS CAUSADORES DA PEGAJOSIDADE NO ALGODOEIRO. Carlos Alberto Domingues da Silva 2011 INSETOS CAUSADORES DA PEGAJOSIDADE NO ALGODOEIRO Carlos Alberto Domingues da Silva 2011 INSETOS CAUSADORES DA PEGAJOSIDADE NO ALGODOEIRO PRODUÇÃO DE HONEYDEW POR INSETOS E SUAS RELAÇÕES COM A PEGAJOSIDADE

Leia mais

MONITORAMENTO DE PRAGAS NA CULTURA DA UVA

MONITORAMENTO DE PRAGAS NA CULTURA DA UVA Semi-Árido Meio Ambiente CNPq Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Documentos da Embrapa Semi-Árido ISSN 1516-1633 Nº 162 MONITORAMENTO DE PRAGAS NA CULTURA DA UVA Copyright Ó

Leia mais

MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS EM POVOAMENTOS FLORESTAIS

MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS EM POVOAMENTOS FLORESTAIS unesp MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS EM POVOAMENTOS FLORESTAIS Prof. Dr. Carlos F. Wilcken FCA/UNESP - Botucatu 1. INTRODUÇÃO As plantações florestais brasileiras ocupam área de 5,7 milhões de ha, representando

Leia mais

Ações de manejo da. Helicoverpa armigera. Realização:

Ações de manejo da. Helicoverpa armigera. Realização: Ações de manejo da Helicoverpa armigera Realização: Quem é a praga? A Helicoverpa armigera é uma praga exótica, polífaga, que se alimenta de várias culturas agrícolas e plantas daninhas. Na fase de larva

Leia mais

Carlos Massaru Watanabe/ Marcos Gennaro Engenheiros Agrônomos

Carlos Massaru Watanabe/ Marcos Gennaro Engenheiros Agrônomos DEDETIZAÇÃO Carlos Massaru Watanabe/ Marcos Gennaro Engenheiros Agrônomos TRATAMENTO DOMISSANITARIO: MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS Carlos Massaru Watanabe Engenheiro Agrônomo Pragas Interesse Agrícola Interesse

Leia mais

MANEJO INTEGRADO DA MOSCA-BRANCA BEMISIA ARGENTIFOLII. Zuleide A. Ramiro

MANEJO INTEGRADO DA MOSCA-BRANCA BEMISIA ARGENTIFOLII. Zuleide A. Ramiro MANEJO INTEGRADO DA MOSCA-BRANCA BEMISIA ARGENTIFOLII Zuleide A. Ramiro Instituto Biológico, Centro Experimental Central do Instituto Biológico, CP 70, CEP 13001-970, Campinas, SP, Brasil. E-mail: zramiro@uol.com.br

Leia mais

A Cultura do Algodoeiro

A Cultura do Algodoeiro A Cultura do Algodoeiro Saul Carvalho Complexo significativo de pragas Raízes, folhas, caule, botões florais, flores, maçãs e capulhos Principais pragas bicudo, lagarta-das-maçãs, curuquerê, pulgão, lagarta

Leia mais

CONTROLE DE DOENÇAS E PRAGAS DAS PIMENTAS

CONTROLE DE DOENÇAS E PRAGAS DAS PIMENTAS CONTROLE DE DOENÇAS E PRAGAS DAS PIMENTAS ÍNDICE Carlos Alberto Lopes Embrapa Hortaliças INTRODUÇÃO... 1 DOENÇAS... 2 1. Tombamento...2 2. Murcha-de-fitóftora (Requeima, Podridão-de-fitóftora, Pé-preto)...2

Leia mais

Manejo Integrado de Pragas

Manejo Integrado de Pragas Manejo Integrado de Pragas CATI / Campinas-SP 11/11/2011 Miguel Francisco de Souza Filho Pesquisador Científico Instituto Biológico - APTA Caixa Postal 70 CEP 13012-970 / Campinas - SP e-mail: miguelf@biologico.sp.gov.br

Leia mais

S U M Á R I O. 1 O que são Pragas? 2 Métodos de Controle das Pragas? 3 Receitas Caseiras para o Controle das Pragas? 4 Referências.

S U M Á R I O. 1 O que são Pragas? 2 Métodos de Controle das Pragas? 3 Receitas Caseiras para o Controle das Pragas? 4 Referências. AGRONOMIA MÉTODOS ALTERNATIVOS PARA O CONTROLE DE PRAGAS EM HORTALIÇAS POR PROFESSORA DRª CRISTINA SILVEIRA GRAVINA S U M Á R I O 1 O que são Pragas? 2 Métodos de Controle das Pragas? 3 Receitas Caseiras

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO MOSAICO DOURADO DO TOMATEIRO

CARACTERIZAÇÃO DO MOSAICO DOURADO DO TOMATEIRO CARACTERIZAÇÃO DO MOSAICO DOURADO DO TOMATEIRO Iul Brinner Expedito de SOUSA 1 ; Antonio Augusto Rocha ATHAYDE 2 ; Vanessa ANDALÓ 2 ; Gabriel Avelar LAGE 1 ; Guilherme Ebelem Guimarães Moreira MALUF 1

Leia mais

CONTROLE BIOLÓGICO NA TEORIA E NA PRÁTICA: A REALIDADE DOS PEQUENOS AGRICULTORES DA REGIÃO DE CASCAVEL-PR

CONTROLE BIOLÓGICO NA TEORIA E NA PRÁTICA: A REALIDADE DOS PEQUENOS AGRICULTORES DA REGIÃO DE CASCAVEL-PR CONTROLE BIOLÓGICO NA TEORIA E NA PRÁTICA: A REALIDADE DOS PEQUENOS AGRICULTORES DA REGIÃO DE CASCAVEL-PR 1 DELAI, Lucas da Silva; 1 ALVES Victor Michelon; 1 GREJIANIN, Gustavo; 1 PIRANHA, Michelle Marques

Leia mais

VI Semana de Ciência e Tecnologia IFMG- campus Bambuí VI Jornada Científica 21 a 26 de outubro

VI Semana de Ciência e Tecnologia IFMG- campus Bambuí VI Jornada Científica 21 a 26 de outubro Potencial da Doru luteipes (Scudder, 1876) (Dermaptera: Forficulidae) no controle da Spodoptera frugiperda (J. E. Smith, 1797) (Lepidoptera: Noctuidae). Willian Sabino RODRIGUES¹; Gabriel de Castro JACQUES²;

Leia mais

Novos problemas de pragas

Novos problemas de pragas Novos problemas de pragas Pragas da parte aérea José Ednilson Miranda Embrapa Algodão Núcleo do Cerrado Sistema de Produção Novos problemas de pragas Cochonilha do algodoeiro Phenacoccus solenopsis Fotos:

Leia mais

Identificação e Monitoramento de Pragas Regulamentadas e seus Inimigos Naturais na Cultura da Laranja Lima

Identificação e Monitoramento de Pragas Regulamentadas e seus Inimigos Naturais na Cultura da Laranja Lima Identificação e Monitoramento de Pragas Regulamentadas e seus Inimigos Naturais na Cultura da Laranja Lima 08 ÁCAROS ÁCARO DA FERRUGEM (Phyllocoptruta oleivora) Foto: FUNDECITRUS Sadio Com sintoma

Leia mais

Manejo de pragas MARÇO, 2014

Manejo de pragas MARÇO, 2014 Manejo de pragas MARÇO, 2014 COMO OCORREM OS ATAQUES DE PRAGAS???? A planta ou parte da planta cultivada só será atacada por um inseto, ácaro, nematóide ou microorganismo (fungos ou bactérias), quando

Leia mais

Plantas a cultivar. Pragas e doenças

Plantas a cultivar. Pragas e doenças a a Abóbora Afídios, cochonilhas Chicória, feijão verde Alface -Junho Pulgão, lagarta, tesourinha Alho francês Maio septoriose, cercosporiose Sclerotinia, míldio, vírus do mosaico. Aipo, cebola, cenoura,

Leia mais

Fundamentos do Controle Biológico

Fundamentos do Controle Biológico Fundamentos do Controle Biológico Fundamentos do Controle Biológico O que é o controle biológico? É a ação de organismos (biocontroladores) que mantém as densidades de outros organismos (organismo alvo)

Leia mais

Guia para o reconhecimento de inimigos naturais de pragas agrícolas

Guia para o reconhecimento de inimigos naturais de pragas agrícolas Guia para o reconhecimento de inimigos naturais de pragas agrícolas Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Agrobiologia Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Guia para o reconhecimento

Leia mais

PRINCIPAIS DOENÇAS E PRAGAS EM PLANTIOS DE EUCALIPTO NO BRASIL

PRINCIPAIS DOENÇAS E PRAGAS EM PLANTIOS DE EUCALIPTO NO BRASIL PRINCIPAIS DOENÇAS E PRAGAS EM PLANTIOS DE EUCALIPTO NO BRASIL Prof. Dr. Edson Luiz Furtado - FCA/UNESP - Campus de Botucatu Prof. Dr. Carlos F. Wilcken - FCA/UNESP - Campus de Botucatu Coordenadores do

Leia mais

Ações para o monitoramento e controle de Thaumastocoris peregrinus no Brasil

Ações para o monitoramento e controle de Thaumastocoris peregrinus no Brasil Ações para o monitoramento e controle de Thaumastocoris peregrinus no Brasil Leonardo R. Barbosa Laboratório de Entomologia Florestal Embrapa Florestas SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE PRAGAS QUERENTERNARIAS

Leia mais

DOENÇAS DO CUPUAÇUZEIRO (Theobroma grandiflorum Willd. Spend.) Schum.

DOENÇAS DO CUPUAÇUZEIRO (Theobroma grandiflorum Willd. Spend.) Schum. DOENÇAS DO CUPUAÇUZEIRO (Theobroma grandiflorum Willd. Spend.) Schum. Maria Geralda de Souza; Olívia Cordeiro de Almeida; Aparecida das Graças Claret de Souza Embrapa Amazônia Ocidental, Rodovia AM-010,

Leia mais

da Embrapa no campo da pesquisa e transferência de tecnologias alternativas ao uso de agrotóxicos

da Embrapa no campo da pesquisa e transferência de tecnologias alternativas ao uso de agrotóxicos Atuação da Embrapa no campo da pesquisa e transferência de tecnologias alternativas ao uso de agrotóxicos Rose Monnerat Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia Núcleo de Controle Biológico Autores Dra.

Leia mais

ESTRATÉGIAS E MANEJO ALTERNATIVO DE CONTROLE DE PRAGAS APLICADOS A AGRICULTURA FAMILIAR

ESTRATÉGIAS E MANEJO ALTERNATIVO DE CONTROLE DE PRAGAS APLICADOS A AGRICULTURA FAMILIAR INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL CENTRO REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL CENTRO SERRANO ESTRATÉGIAS E MANEJO ALTERNATIVO DE CONTROLE DE PRAGAS APLICADOS A AGRICULTURA

Leia mais

PROGRAMA FITOSSANITÁRIO DE MATO GROSSO DO SUL RELATÓRIO SEMANAL DE 27 DE JANEIRO A 03 DE FEVEREIRO DE 2014

PROGRAMA FITOSSANITÁRIO DE MATO GROSSO DO SUL RELATÓRIO SEMANAL DE 27 DE JANEIRO A 03 DE FEVEREIRO DE 2014 ANO III / Nº 73 PROGRAMA FITOSSANITÁRIO DE MATO GROSSO DO SUL RELATÓRIO SEMANAL DE 27 DE JANEIRO A 03 DE FEVEREIRO DE 2014 Núcleo 1 Chapadão do Sul Eng. Agr. Danilo Suniga de Moraes O plantio de algodão

Leia mais

Otimiza o fluxo de ar, enquanto bloqueia os insetos.

Otimiza o fluxo de ar, enquanto bloqueia os insetos. Otimiza o fluxo de ar, enquanto bloqueia os insetos. No mercado competitivo de hoje, há uma consciência crescente dos severos danos causados aos produtos agrícolas por pragas e insetos. Como resultado,

Leia mais

Identificação e manejo ecológico de pragas da cultura da pimenta

Identificação e manejo ecológico de pragas da cultura da pimenta Identificação e manejo ecológico de pragas da cultura da pimenta Apoio EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DE MINAS GERAIS Av. José Cândido da Silveira, 1.647 - União - CEP 31170-495 Belo Horizonte - MG Telefax:

Leia mais

04 Maio 2013 - Cultura do milho

04 Maio 2013 - Cultura do milho 04 Maio 2013 - Cultura do milho Desafio complexo A popularização do cultivo de milho Bt, somada à recente identificação da espécie Helicoverpa armigera no Brasil, redobra a exigência de atenção ao manejo

Leia mais

GET 106 Controle Biológico de Pragas 2013-1. Diego Bastos Silva Luís C. Paterno Silveira

GET 106 Controle Biológico de Pragas 2013-1. Diego Bastos Silva Luís C. Paterno Silveira GET 106 Controle Biológico de Pragas 2013-1 Diego Bastos Silva Luís C. Paterno Silveira PREDADOR Conceito Vida livre durante todo o ciclo de vida Maior Indivíduo mata e consome um grande número de presas

Leia mais

I Encontro Nacional sobre Registro de Agrotóxicos para CSFI. Roberson Marczak Innovation Manager

I Encontro Nacional sobre Registro de Agrotóxicos para CSFI. Roberson Marczak Innovation Manager I Encontro Nacional sobre Registro de Agrotóxicos para CSFI Brasilia- 26 / 10 / 2011 Roberson Marczak Innovation Manager Portfolio MILENIA para CSFI Fungicidas Inseticidas arcadia supra SC Herbicidas 2

Leia mais

Predação, Parasitismo e Defesa em Insetos

Predação, Parasitismo e Defesa em Insetos Predação, Parasitismo e Defesa em Insetos Objetivos Instrucionais Ao final desta aula o aluno será capaz de: Identificar as diferenças entre predador/parasita/parasitóide, baseado na forma de ataque à

Leia mais

Relatório mensal, por Núcleo Regional, referente ao desenvolvimento das lavouras de Goiás safra 2011/2012 levantamento divulgado em Abril/2012

Relatório mensal, por Núcleo Regional, referente ao desenvolvimento das lavouras de Goiás safra 2011/2012 levantamento divulgado em Abril/2012 Relatório mensal, por Núcleo Regional, referente ao desenvolvimento das lavouras de Goiás safra 2011/2012 levantamento divulgado em Abril/2012 Núcleo 1 Matrinchã, Jussara e região. Os trabalhos estão concentrados

Leia mais

ANTÚRIOS PARA FLORES DE CORTE Paulo P Her aulo P ciíio Viegas V Rodrigues LPV- LPV ESALQ-USP

ANTÚRIOS PARA FLORES DE CORTE Paulo P Her aulo P ciíio Viegas V Rodrigues LPV- LPV ESALQ-USP ANTÚRIOS PARA FLORES DE CORTE Paulo Herciíio Viegas Rodrigues LPV-ESALQ-USP Município: Pariquera Açu Local: Sítio Sakai Início de atividade: Aquisição de plântulas: 2002 Desenvolvimento de mudas (casa

Leia mais

Manejo Integrado de Pragas do Eucalipto

Manejo Integrado de Pragas do Eucalipto Manejo Integrado de Pragas do Eucalipto Sanidade Florestal e a busca pela sustentabilidade da produção. Pesq. Everton P. Soliman Sanidade Florestal - Tecnologia Edival VIII Simpósio Sobre Técncias de Plantio

Leia mais

ManeJo de Insetos na soja Intacta RR2 PRo SEMEANDO O FUTURO

ManeJo de Insetos na soja Intacta RR2 PRo SEMEANDO O FUTURO ManeJo de Insetos na soja Intacta RR2 PRo A cultura da soja está exposta, durante gemmatalis (lagarta todo o seu ciclo, ao ataque de diferentes Pseudoplusia includens espécies de insetos. Esses insetos

Leia mais

Imidacloprid 700WG TRIPLA AÇÃO NA PROTEÇÃO DE CULTIVOS

Imidacloprid 700WG TRIPLA AÇÃO NA PROTEÇÃO DE CULTIVOS Imidacloprid 700WG TRIPLA AÇÃO NA PROTEÇÃO DE CULTIVOS Imidacloprid 700WG Inseticida de tripla ação: sistêmico, de contato e ingestão Galeão é um inseticida sistêmico, do grupo dos neonicotinóides que

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE À VESPA-DA-MADEIRA. Susete do Rocio Chiarello Penteado Edson Tadeu Iede Wilson Reis Filho

PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE À VESPA-DA-MADEIRA. Susete do Rocio Chiarello Penteado Edson Tadeu Iede Wilson Reis Filho PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE À VESPA-DA-MADEIRA Susete do Rocio Chiarello Penteado Edson Tadeu Iede Wilson Reis Filho Introdução de Pragas Florestais no Brasil Globalização Turismo Internacional Fronteiras

Leia mais

OUTROS BESOUROS Sternechus subsignatus e outras

OUTROS BESOUROS Sternechus subsignatus e outras OUTROS BESOUROS Sternechus subsignatus e outras Outras espécies de besouros causam problemas à soja no Brasil. São de ocorrência regional ou secundárias e por causarem prejuízos à cultura devem ser conhecidos.

Leia mais

15/04/2015. Se houver, como identificar e monitorar?

15/04/2015. Se houver, como identificar e monitorar? Fonte: Botton, M., 2009 Profª Maria Aparecida Cassilha Zawadneak mazawa@ufpr.br. a) O que fazer para não ter pragas? b) Se houver, como identificar e monitorar? c) Quando controlar? d) Como controlar de

Leia mais

Culturas. A Cultura da Mandioca. Autor(es) Culturas A Cultura da Mandioca. Menu

Culturas. A Cultura da Mandioca. Autor(es) Culturas A Cultura da Mandioca. Menu 1 de 8 10/16/aaaa 11:25 Culturas A Cultura da Mandioca Nome Cultura da Mandioca Produto Informação Tecnológica Data Março -2001 Preço - Linha Culturas Informações resumidas Resenha sobre a cultura da mandioca

Leia mais

PRODUÇÃO ORGÂNICA DE HORTALIÇAS!

PRODUÇÃO ORGÂNICA DE HORTALIÇAS! PRODUÇÃO ORGÂNICA DE HORTALIÇAS! UMA OPORTUNIDADE DE PRODUZIR ALIMENTOS SAUDÁVEIS PARA CONSUMO E VENDA! ELABORAÇÃO: ENG. AGRÔNOMO MAURO LÚCIO FERREIRA Msc. CULTIVO DE HORTALIÇAS Agosto- 2006 ÍNDICE POR

Leia mais

Cultura do algodoeiro (Gossypium ssp.)

Cultura do algodoeiro (Gossypium ssp.) Cultura do algodoeiro (Gossypium ssp.) Março de 2013 Originário da Ìndia Origem e histórico O algodoeiro americano teria sua origem no México e no Peru Em 1576, os índio usavam a pluma para fazer cama

Leia mais

CONTROLE BIOLÓGICO DE PRAGAS NA BATATA

CONTROLE BIOLÓGICO DE PRAGAS NA BATATA CONTROLE BIOLÓGICO DE PRAGAS NA BATATA Manejo Convencional Controle Biológico Aplicado Agentes Biológicos Disponíveis Mercado Visão de Futuro VI Seminário Brasileiro da Batata Campinas/SP 26.10.16 SISTEMA

Leia mais

Comunicado Técnico. Efeito do Consórcio Cultural no Manejo Ecológico de Insetos em Tomateiro

Comunicado Técnico. Efeito do Consórcio Cultural no Manejo Ecológico de Insetos em Tomateiro Comunicado Técnico 65 I Novembro Efeito do Consórcio Cultural no Manejo Ecológico de Insetos em Tomateiro Maria Alice de Medeiros¹ Francisco Vilela Resende² Pedro Henrique Brum Togni³ Edison Ryoiti Sujii

Leia mais

AMEIXA DAMASCO PÊSSEGO

AMEIXA DAMASCO PÊSSEGO AMEIXA DAMASCO PÊSSEGO CADERNO DE CAMPO A SER UTILIZADO NO ÂMBITO DA PROTEÇÃO INTEGRADA 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROPRIETÁRIO Nome: Morada: Nº HF: NIF: Código Postal: - Localidade: Telefone: Telemóvel: Email:

Leia mais

PRAGAS FLORESTAIS. Gorgulho-do-eucalipto. Formação. 18 de junho e 11 dezembro. Dina Ribeiro. http://www.forestry.gov.uk/forestry/ INFD-672LGH

PRAGAS FLORESTAIS. Gorgulho-do-eucalipto. Formação. 18 de junho e 11 dezembro. Dina Ribeiro. http://www.forestry.gov.uk/forestry/ INFD-672LGH PRAGAS FLORESTAIS Gorgulho-do-eucalipto http://www.forestry.gov.uk/forestry/ INFD-672LGH http://en.wikipedia.org/wiki/fusarium_circinatum Dina Ribeiro Formação 18 de junho e 11 dezembro 2014 1 O Inseto

Leia mais

PRAGAS E INSETOS BENÉFICOS DA SOJA

PRAGAS E INSETOS BENÉFICOS DA SOJA guia de campo de PRAGAS E INSETOS BENÉFICOS DA SOJA 2008 Alexandre de Sene Pinto José Roberto Postali Parra Heraldo Negri de Oliveira Patrocínio: Monsanto do Brasil Ltda. CP 2 1 Copyright, CP 2, 2008 aspinn@uol.com.br

Leia mais

OCORRÊNCIA DE CRISOPÍDEOS (NEUROPTERA: CHRYSOPIDAE) EM DIFERENTES PLANTAS

OCORRÊNCIA DE CRISOPÍDEOS (NEUROPTERA: CHRYSOPIDAE) EM DIFERENTES PLANTAS ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 OCORRÊNCIA DE CRISOPÍDEOS (NEUROPTERA: CHRYSOPIDAE) EM DIFERENTES PLANTAS Elton Luiz Scudeler 1 ;

Leia mais

Associação Brasileira das Empresas de Controle Biológico. Panorama e Desafios do Controle Biológico no Brasil

Associação Brasileira das Empresas de Controle Biológico. Panorama e Desafios do Controle Biológico no Brasil Associação Brasileira das Empresas de Controle Biológico Panorama e Desafios do Controle Biológico no Brasil Categorias do Controle Biológico e MIP Micro biológico Nutrição Vegetal Semio químicos Controle

Leia mais

Métodos Legislativos. Métodos Mecânicos. Métodos Culturais

Métodos Legislativos. Métodos Mecânicos. Métodos Culturais MÉTODOS DE CONTROLE DE PRAGAS Métodos Legislativos Métodos Mecânicos Métodos Culturais Métodos Legislativos Leis e portarias federais ou estaduais Introdução de espécies exóticas que se tornam praga problema

Leia mais

Compreensão das diferenças entre os artrópodes, crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes, reconhecendo suas características

Compreensão das diferenças entre os artrópodes, crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes, reconhecendo suas características Compreensão das diferenças entre os artrópodes, crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes, reconhecendo suas características O que são artrópodes? Para que servem? Onde podem ser encontrados?

Leia mais

ARQUIVO DO AGRÔNOMO Nº 7 - DEZEMBRO/94

ARQUIVO DO AGRÔNOMO Nº 7 - DEZEMBRO/94 Foto 1. Deficiência de nitrogênio: clorose nos folíolos das folhas mais velhas com posterior necrose e queda. Foto 2. À esquerda, planta com nutrição normal; à direita, planta deficiente em nitrogênio.

Leia mais

CUIDADO COM AS PLANTAS PRAGAS E DOENÇAS IDENTIFICAÇÃO E CONTROLE

CUIDADO COM AS PLANTAS PRAGAS E DOENÇAS IDENTIFICAÇÃO E CONTROLE 19 CUIDADO COM AS PLANTAS Nesse ponto cabe observar que plantas nutridas, bem adubadas, com irrigação adequada, com boa insolação e bem ambientadas são plantas sadias e não dão chances às pragas. Outro

Leia mais

FLORESTAS PLANTADAS E CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE NO BRASIL

FLORESTAS PLANTADAS E CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE NO BRASIL FLORESTAS PLANTADAS E CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE NO BRASIL Uma posição institucional conjunta de: Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais Sociedade Brasileira de Silvicultura Departamento de Ciências

Leia mais

Corpo segmentado e dividido em cabeça, tórax e abdome, podendo alguns apresentar cefalotórax (= cabeça + tórax) e abdome.

Corpo segmentado e dividido em cabeça, tórax e abdome, podendo alguns apresentar cefalotórax (= cabeça + tórax) e abdome. OS ARTRÓPODES Prof. André Maia Apresentam pernas articuladas com juntas móveis. São triblásticos, celomados e dotados de simetria bilateral. Corpo segmentado e dividido em cabeça, tórax e abdome, podendo

Leia mais

Relações ecológicas. Professora: Reisila Migliorini Mendes - Biologia 1ª série - Ensino Médio

Relações ecológicas. Professora: Reisila Migliorini Mendes - Biologia 1ª série - Ensino Médio Relações ecológicas Professora: Reisila Migliorini Mendes - Biologia 1ª série - Ensino Médio Classificação Intraespecífica: entre indivíduos da mesma espécie. Interespecífica: entre indivíduos de espécies

Leia mais

PRAGAS AGRÍCOLAS. Engenheiro Agrônomo - Joelmir Silva PIRACICABA SP CULTURA: CANA-DE-AÇÚCAR

PRAGAS AGRÍCOLAS. Engenheiro Agrônomo - Joelmir Silva PIRACICABA SP CULTURA: CANA-DE-AÇÚCAR PRAGAS AGRÍCOLAS Engenheiro Agrônomo - Joelmir Silva PIRACICABA SP CULTURA: CANA-DE-AÇÚCAR 2010 2 Distribuição Espacial das Pragas < Produtividade Parte aérea Broca Formigas Solo Cupins Migdolus Cigarrinha

Leia mais

1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS. Eu um ser no ambiente

1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS. Eu um ser no ambiente 1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS Eu um ser no ambiente Higiene Corporal Os cinco sentidos Corpo humano Perceber a importância do cuidado com o corpo, da vacinação e da prevenção de acidentes.

Leia mais

MIGDOLUS EM CANA DE AÇÚCAR

MIGDOLUS EM CANA DE AÇÚCAR MIGDOLUS EM CANA DE AÇÚCAR 1. INTRODUÇÃO O migdolus é um besouro da família Cerambycidae cuja fase larval causa danos ao sistema radicular da cana-de-açúcar, passando a exibir sintomas de seca em toda

Leia mais

1. PROPAGAÇÃO SEXUADA ASSEXUADA VEGETATIVA MICRIPROPAGAÇÃO MACROPROPAGAÇÃO ENXERTIA BORBULHIA MERGULHIA AMONTOA ALPORQUIA ESTAQUIA

1. PROPAGAÇÃO SEXUADA ASSEXUADA VEGETATIVA MICRIPROPAGAÇÃO MACROPROPAGAÇÃO ENXERTIA BORBULHIA MERGULHIA AMONTOA ALPORQUIA ESTAQUIA 1. PROPAGAÇÃO SEXUADA ASSEXUADA VEGETATIVA MICRIPROPAGAÇÃO MACROPROPAGAÇÃO ENXERTIA BORBULHIA MERGULHIA AMONTOA ALPORQUIA ESTAQUIA 1. PROPAGAÇÃO MICROPROPAGAÇÃO 1. PROPAGAÇÃO 1. PROPAGAÇÃO ENXERTIA 1.

Leia mais

Auxiliares e outros meios de controlo de pragas e doenças do olival

Auxiliares e outros meios de controlo de pragas e doenças do olival Auxiliares e outros meios de controlo de pragas e doenças do olival Isabel Patanita, Cláudia Gonçalves, Paula Nozes, Fátima Dias, Francisco Alvim, Preciosa Fragoso & Margarida Pereira Pragas da oliveira

Leia mais

VII - OBSERVAÇÕES RELEVANTES Indivíduo de grande porte, com caule oco e ataque de cupins na região do cerne.

VII - OBSERVAÇÕES RELEVANTES Indivíduo de grande porte, com caule oco e ataque de cupins na região do cerne. FICHA DE CAMPO - AVALIAÇÃO FITOSSANITÁRIA DOS INDIVÍDUOS ARBÓREOS I- LOCALIZAÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DATA: 22/02/2013 UF: RJ MUNICÍPIO: NOVA FRIBURGO BAIRRO: CENTRO VIA: PRAÇA GETÚLIO VARGAS LADO PAR SISTEMA:

Leia mais

Danilo Scacalossi Pedrazzoli Diretor Industrial Koppert Biological Systems

Danilo Scacalossi Pedrazzoli Diretor Industrial Koppert Biological Systems Danilo Scacalossi Pedrazzoli Diretor Industrial Koppert Biological Systems ABCBio (Associação Brasileira das empresas de Controle Biológico) foi fundada em 2007, com a missão de congregar as empresas de

Leia mais

Manejo Integrado de Pragas Florestais Eucalipto como Estudo de caso. José Eduardo Petrilli Mendes FIBRIA

Manejo Integrado de Pragas Florestais Eucalipto como Estudo de caso. José Eduardo Petrilli Mendes FIBRIA Manejo Integrado de Pragas Florestais Eucalipto como Estudo de caso José Eduardo Petrilli Mendes FIBRIA Roteiro - Breve apresentação da Fibria - ÁreacomflorestasplantadasnoMS - Importância das pragas para

Leia mais

Inseticida 1. Doses. Modalidade de aplicação. Culturas. Pragas controladas

Inseticida 1. Doses. Modalidade de aplicação. Culturas. Pragas controladas COMPOSIÇÃO: Imidacloprido 200 g/l CLASSE: Inseticida GRUPO QUÍMICO: Neonicotinoide TIPO DE FORMULAÇÃO: Suspensão Concentrada (SC) CLASSIFICAÇÃO TOXICOLÓGICA III - MEDIANAMENTE TÓXICO INSTRUÇÕES DE USO:

Leia mais

Epagri. Manejo de pragas da maçã: safra 2014. www.epagri.sc.gov.br

Epagri. Manejo de pragas da maçã: safra 2014. www.epagri.sc.gov.br Manejo de pragas da maçã: safra 2014 Epagri www.epagri.sc.gov.br Cristiano João Arioli Epagri Estação Experimental de São Joaquim cristianoarioli@epagri.sc.gov.br Manejo de pragas da maçã: safra 2014

Leia mais

ALGODÃO AGROECOLÓGICO. Carlos Alberto Domingues da Silva 2011

ALGODÃO AGROECOLÓGICO. Carlos Alberto Domingues da Silva 2011 ALGODÃO AGROECOLÓGICO Carlos Alberto Domingues da Silva 2011 ALGODÃO AGROECOLÓGICO ESPÉCIES CULTIVADAS E SISTEMAS DE PRODUÇÃO NO BRASIL IMPORTÂNCIA DO ALGODOEIRO PARA A REGIÃO SEMIÁRIDA PORQUE CULTIVAR

Leia mais

Culturas. A Cultura do Feijão. Nome Cultura do Feijão Produto Informação Tecnológica Data Maio -2000 Preço - Linha Culturas Resenha

Culturas. A Cultura do Feijão. Nome Cultura do Feijão Produto Informação Tecnológica Data Maio -2000 Preço - Linha Culturas Resenha 1 de 7 10/16/aaaa 11:19 Culturas A Cultura do Nome Cultura do Produto Informação Tecnológica Data Maio -2000 Preço - Linha Culturas Resenha Informações resumidas sobre a cultura do feijão José Salvador

Leia mais

Palavras-chaves: Algodão, controle biológico, levantamento de pragas.

Palavras-chaves: Algodão, controle biológico, levantamento de pragas. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GO IÁS CONTROLE DE PRAGAS DO ALGODOEIRO COLORIDO BRS MARROM COM INSETICIDAS BIOLÓGICOS EM IPAMERI - GO. Nilton Cezar Bellizzi,4 ; David Hudson lopes Junior,4 ; Roberli Ribeiro

Leia mais

QUEREMOS NÃO TER PRAGA??

QUEREMOS NÃO TER PRAGA?? 07/11/2017 Perspectivas no Manejo integrado de Pragas de Olericolas Profa Dra Maria Aparecida Cassilha Zawadneak UFPR Mosca-branca Bemisia tabaci O que é Praga-chave? São aqueles organismos que frequentemente

Leia mais

MUDAS SEM DOENÇAS: PREVENÇÃO E PROTEÇÃO. Evelyn Araujo Conqualy Consultoria Florianópolis - SC Out/2015

MUDAS SEM DOENÇAS: PREVENÇÃO E PROTEÇÃO. Evelyn Araujo Conqualy Consultoria Florianópolis - SC Out/2015 MUDAS SEM DOENÇAS: PREVENÇÃO E PROTEÇÃO Evelyn Araujo Conqualy Consultoria Florianópolis - SC Out/2015 Muda : papel fundamental na obtenção de uma planta bem formada e SADIA Qualidade sanitária das mudas:

Leia mais

DOENÇAS DA ALFACE Lactuca sativa

DOENÇAS DA ALFACE Lactuca sativa DOENÇAS DA ALFACE Lactuca sativa Anotações de aula Profa. Marli F.S. Papa Vídeo Hidroponia: controle de doenças e pragas da alface 1. Quais as medidas que podem ser adotadas preventivamente para o controle

Leia mais

7. Manejo de pragas. compreende as principais causadoras de danos na citricultura do Rio Grande do Sul. Mosca-das-frutas sul-americana

7. Manejo de pragas. compreende as principais causadoras de danos na citricultura do Rio Grande do Sul. Mosca-das-frutas sul-americana Tecnologias para Produção de Citros na Propriedade de Base Familiar 63 7. Manejo de pragas Dori Edson Nava A cultura dos citros possui no Brasil mais de 50 espécies de artrópodes-praga, das quais pelo

Leia mais

Controle Biológico de Pragas na Cultura de Milho para Produção de Conservas (Minimilho), por Meio de Parasitóides e Predadores

Controle Biológico de Pragas na Cultura de Milho para Produção de Conservas (Minimilho), por Meio de Parasitóides e Predadores ISSN 1679-1150 91 Controle Biológico de Pragas na Cultura de Milho para Produção de Conservas (Minimilho), por Meio de Parasitóides e Predadores Introdução A exploração comercial do milho pode ser uma

Leia mais

Tipos de Sistema de Produção

Tipos de Sistema de Produção Tipos de Sistema de Produção Os sistemas de cultura dominantes conjunto de plantas cultivadas, forma como estas se associam e técnicas utilizadas no seu cultivo apresentam grandes contrastes entre o Norte

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: Relações Ecológicas Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: Relações Ecológicas Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: Relações Ecológicas Prof. Enrico Blota Biologia Ecologia Relações ecológicas Representam as interações entre os seres vivos em um determinado ecossistema. Podem ser divididas

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE

EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE 1- Leia o texto e responda as questões Todos os animais, independentemente do seu estilo de vida, servem como fonte de alimento para outros seres vivos. Eles estão

Leia mais

PULGÃO: TRANSMISSÃO DE VÍRUS E MANEJO. Waldir Cintra de Jesus Junior wcintra@fundecitrus.com.br 0800-112155

PULGÃO: TRANSMISSÃO DE VÍRUS E MANEJO. Waldir Cintra de Jesus Junior wcintra@fundecitrus.com.br 0800-112155 PULGÃO: TRANSMISSÃO DE VÍRUS E MANEJO Waldir Cintra de Jesus Junior wcintra@fundecitrus.com.br 0800-112155 Tópicos a serem abordados Condições para se ter doença Como os patógenos se disseminam? E os vírus?

Leia mais

José Roberto Postali Parra Depto. Entomologia e Acarologia USP/Esalq

José Roberto Postali Parra Depto. Entomologia e Acarologia USP/Esalq José Roberto Postali Parra Depto. Entomologia e Acarologia USP/Esalq O Brasil é líder na Agricultura Tropical, com uma tecnologia própria Área (ha) 450.000 400.000 350.000 300.000 Área usada Área agricultável

Leia mais