Segurança na Web. Programação para a Internet. Prof. Vilson Heck Junior

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Segurança na Web. Programação para a Internet. Prof. Vilson Heck Junior"

Transcrição

1 Segurança na Web Programação para a Internet Prof. Vilson Heck Junior

2 Males São inúmeros os males existentes no universo online: Vírus; Trojan; Spyware; Adware; Invasão; Keyloggers; Phishing; Golpes; Spam; Falhas de segurança; Privacidade;...

3 Prevenção Para qualquer um deles, a melhor forma de se prevenir é através do conhecimento: Saber quais riscos existem; Entender porque algo pode ser arriscado; Cartilha:

4 ONLINE! Cuidado com o conteúdo que você coloca no servidor: Mesmo não estando com link inserido em uma página, o conteúdo pode estar sujeito à indexação por mecanismos de busca! Entre no Google e pesquise por senhas.txt.

5 Tecnologias Criptografia; Certificação Digital.

6 Criptografia Criptografia vem do grego: escrita escondida; Basicamente é a transformação de dados, informações, texto, ou qualquer coisa, em símbolos sem equivalência aparente.

7 Criptografia Pode ocorrer em vários níveis: Criptografa o que está criptografado... Criptografia na camada de Transporte: TLS -> SSL: (responsabilidade do browser) Transport Layer Security; Secure Sockets Layer; Criptografia na camada de Apresentação: Com qualquer algoritmo de criptografia: Responsabilidade do programador.

8 Várias Criptografias

9 Criptografia Dado a enviar: Senha: 1234 Dado transmitido: internet Dado recebido: Senha: 1234 Criptografia Decriptografia

10 Criptografia Atualmente o modelo de criptografia mais utilizado é o com chave assimétrica: Chave Privada + Chave Pública: onde Chave Privada!= Chave Pública Cifrar Terminal 1 Decifrar Terminal 2 Chave Privada 1 Chave Pública 1 Chave Pública 2 Transferência Chave Privada 2

11 Chave Assimétrica Cada dispositivo que irá utilizar a criptografia assimétrica deverá ter duas chaves: Privada: apenas o próprio dispositivo conhece sua própria chave privada; Pública: quem precisar enviar mensagens ao dispositivo deve conhecê-la;

12 Chave Assimétrica Antes de dois dispositivos trocarem dados, eles trocam suas chaves públicas: Terminal 1 Terminal 2 Chave Privada 1 Chave Pública 2 Chave Pública 1 Chave Privada 2

13 Chave Assimétrica Antes de dois dispositivos trocarem dados, eles trocam suas chaves públicas: Terminal 1 Terminal 2 Chave Privada 1 Chave Pública 1 Chave Pública 2 Chave Privada 2

14 RSA Um dos algoritmos mais seguros e fáceis de entender de criptografia; Na prática a maioria dos sites utilizam diversos tipos de artifícios de segurança ao mesmo tempo, não apenas RSA ou qualquer outro algoritmo; Ronald Rivest, Adi Shamir e Leonard Adleman: MIT As chaves, tanto a privada quanto a pública, são apenas pares de números inteiros;

15 RSA

16 RSA Criação das Chaves: 1. Escolha aleatoriamente dois números primos grandes: p e q (da ordem de pra cima); 2. Calcule n = pq; 3. Calcule t = (p 1)(q 1); 4. Escolha um número e, tal que 1 < e < t, de forma que e e t sejam primos entre si; 5. Calcule d, tal que (d * e) mod t = 1 Chave Pública = {n, e} Chave Privada = {n, d}

17 RSA Exemplo: 1. Dois números primos: p=13 e q=11; 2. Calcule n = pq = 143; 3. Calcule t = (p 1)(q 1) = 120; 4. Número e; 1 < e < t; e e t sejam primos entre si: e = 7; 5. Calcule d, tal que [(d * e) mod t = 1]; -> = 103; Chave Pública = {143, 7} Chave Privada = {143, 103}

18 RSA - Java Scanner entrada = new Scanner(System.in); System.out.print("Digite p(primo): "); long p = Long.parseLong(entrada.nextLine()); System.out.print("Digite q(primo): "); long q = Long.parseLong(entrada.nextLine()); long n = p * q; long t = (p - 1) * (q - 1); long e = 2; while (t % e == 0) e++; long d; for (d = 1; ; d++) if ((d * e) % t == 1 && d!= e) break; System.out.println("Chave Pública: " + n + ", " + e); System.out.println("Chave Privada: " + n + ", " + d);

19 RSA Java (BigInteger) Scanner entrada = new Scanner(System.in); System.out.print("Digite p(primo): "); BigInteger p = new BigInteger(entrada.nextLine()); System.out.print("Digite q(primo): "); BigInteger q = new BigInteger(entrada.nextLine()); BigInteger n = p.multiply(q); BigInteger t = p.subtract(biginteger.one).multiply(q.subtract(biginteger.one)); BigInteger e = new BigInteger("2"); while (t.remainder(e).equals(biginteger.zero)) e = e.add(biginteger.one); BigInteger d = new BigInteger("100"); while (!d.multiply(e).remainder(t).equals(biginteger.one) d.equals(e)) d = d.add(biginteger.one); System.out.println("Chave Pública: " + n + ", " + e); System.out.println("Chave Privada: " + n + ", " + d);

20 BigInteger Criar número primo grande: Documentação; BigInteger seed = new BigInteger( ); BigInteger primo = seed. nextprobableprime(); System.out.println(primo);

21 RSA Cript/Decript Dado uma mensagem m, onde 0 < m < n; Usando a chave pública do destinatário: {n, e} Cifração: c m e modn Usando a chave privada do receptor: {n, d} Decifração: m c d modn

22 RSA Cript/Decript Cifrando a senha numérica: 123 Chave pública: {143, 7} C = 123^7 mod 143 C = 7 Decifrando 7: Chave privada: {143, 103} M = 7^103 mod 143 M = 123

23 Atividade com RSA 1. Crie o seu par de chaves (números pequenos); 2. Divulgue aos colegas qual é sua chave pública; 3. Esconda sua chave privada; 4. Utilize o algoritmo RSA disponibilizado: 1. Cifrar (deve receber os valores: m, n, e) 2. Decifrar (apenas o valor C)

24 Em Programação Web... PHP: Função crypt(): JSP: W3C Classe Cipher: API Java Client Side JavaScript: Web Cryptography API W3C (Em homologação); Muitas outras bibliotecas online.

25 Segurança na WEB CERTIFICAÇÃO DIGITAL

26 Certificação Digital Contraditório com Assinatura Digital: Certificado Digital da Receita Basicamente é um arquivo (ou dados) criptografado por alguém com sua chave privada; O arquivo criptografado é disponibilizado com sua chave pública; Quem receber o arquivo usa a chave pública para abri-lo ; Assim você terá certeza de que o arquivo foi gerado por quem te enviou e está integro.

27 Certificação Digital

28 Certificação Digital Para que um website seja certificado, ele deverá ser cadastrado a uma Unidade Certificadora; Na prática, existem árvores de Unidades Certificadoras; Um exemplo de Certificadora é a Certisign; A empresa é quem irá fornecer suas chaves Pública e Privada, bem como garantir trocas (atualizações das mesmas).

29 Certificação Digital AC Autoridade Certificadora Executam politicas de certificados digitais e expedem certificados às ARs AR Autoridades de Registro Trabalham com usuários finais, reconhecendo-os pessoalmente para realizar seus cadastros ICP - Brasil

30 Certificação Digital Caso você não possa pagar por uma certificação, você poderá gerar suas próprias chaves: OpenSSL; Exemplo: A maioria destas configurações são feitas no servidor: Apache, por exemplo.

31 Conclusões Ao planejar um website que precise de informações seguras: Busque informações sobre como obter uma certificação digital; Configure seu servidor/página web para utilizar a certificação adquirida; Utilize algum tipo de criptografia em camada de aplicação quando possível; Ao gravar dados em bancos de dados, você pode criptografá-los utilizando uma chave assimétrica. Somente sua chave par conseguiria recuperar os dados.

Assinatura Digital: problema

Assinatura Digital: problema Assinatura Digital Assinatura Digital Assinatura Digital: problema A autenticidade de muitos documentos, é determinada pela presença de uma assinatura autorizada. Para que os sistemas de mensagens computacionais

Leia mais

Criptografia de chaves públicas

Criptografia de chaves públicas Marcelo Augusto Rauh Schmitt Maio de 2001 RNP/REF/0236 Criptografia 2001 RNP de chaves públicas Criptografia Introdução Conceito É a transformação de um texto original em um texto ininteligível (texto

Leia mais

Certificação Digital Automação na Assinatura de Documentos de Compras

Certificação Digital Automação na Assinatura de Documentos de Compras XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil Certificação Digital Automação na Assinatura de Documentos de Compras Eder Soares

Leia mais

Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW. Free Powerpoint Templates Page 1

Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW. Free Powerpoint Templates Page 1 Segurança na Web Cap. 4: Protocolos de Segurança Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW Page 1 é definido como um procedimento seguro para se regular a transmissão de dados entre computadores

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE JUSSARA LICENCIATURA EM MATEMÁTICA ANA PAULA ALVES MACHADO DE LIMA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE JUSSARA LICENCIATURA EM MATEMÁTICA ANA PAULA ALVES MACHADO DE LIMA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE JUSSARA LICENCIATURA EM MATEMÁTICA ANA PAULA ALVES MACHADO DE LIMA A HISTÓRIA DA CRIPTOGRAFIA E A APLICAÇÃO DE TEORIA DOS NÚMEROS EM CRIPTOGRAFIA

Leia mais

I T I. AC Raiz. Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, órgão do Governo Federal. Receita Federal SERASA SERPRO CAIXA CERT PRIVADA

I T I. AC Raiz. Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, órgão do Governo Federal. Receita Federal SERASA SERPRO CAIXA CERT PRIVADA I T I AC Raiz Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, órgão do Governo Federal Receita Federal SERASA SERPRO CAIXA CERT AC PRIVADA AR Autoridade Registradora AR Autoridade Registradora Certificado

Leia mais

TECNOLOGIA WEB. Segurança na Internet Aula 4. Profa. Rosemary Melo

TECNOLOGIA WEB. Segurança na Internet Aula 4. Profa. Rosemary Melo TECNOLOGIA WEB Segurança na Internet Aula 4 Profa. Rosemary Melo Segurança na Internet A evolução da internet veio acompanhada de problemas de relacionados a segurança. Exemplo de alguns casos de falta

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 13

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 13 REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 13 Índice 1. Criptografia...3 1.1 Sistemas de criptografia... 3 1.1.1 Chave simétrica... 3 1.1.2 Chave pública... 4 1.1.3 Chave pública SSL... 4 2. O símbolo

Leia mais

Introdução. Iremos procurar ver aqui alguns mecanismos de proteção mais utilizados como: criptografia e SSL. 1.0 Criptografia

Introdução. Iremos procurar ver aqui alguns mecanismos de proteção mais utilizados como: criptografia e SSL. 1.0 Criptografia Introdução Atualmente no mundo internacional das redes e com o comércio eletrônico, todo sistema de computador se tornou um alvo em potencial para intrusos. O problema é que não há como saber os motivos

Leia mais

Gerenciamento e Segurança de Dados

Gerenciamento e Segurança de Dados Prof. Wanderson Reis professor@wanderson.pro.br Gerenciamento e Segurança de Dados 04/03/2011 Informática - PDS Tópicos principais Definições básicas de segurança da informação Políticas de segurança da

Leia mais

Processo para transformar a mensagem original em uma mensagem ilegível por parte de uma pessoa não autorizada

Processo para transformar a mensagem original em uma mensagem ilegível por parte de uma pessoa não autorizada Criptografia Processo para transformar a mensagem original em uma mensagem ilegível por parte de uma pessoa não autorizada Criptografia Onde pode ser usada? Arquivos de um Computador Internet Backups Redes

Leia mais

fonte: http://www.nit10.com.br/dicas_tutoriais_ver.php?id=68&pg=0

fonte: http://www.nit10.com.br/dicas_tutoriais_ver.php?id=68&pg=0 Entenda o que é um certificado digital SSL (OPENSSL) fonte: http://www.nit10.com.br/dicas_tutoriais_ver.php?id=68&pg=0 1. O que é "Certificado Digital"? É um documento criptografado que contém informações

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DIGITAL

CERTIFICAÇÃO DIGITAL Autenticidade Digital CERTIFICAÇÃO DIGITAL Certificação Digital 1 Políticas de Segurança Regras que baseiam toda a confiança em um determinado sistema; Dizem o que precisamos e o que não precisamos proteger;

Leia mais

Criptografia e Segurança em Redes Capítulo 9. Quarta Edição William Stallings

Criptografia e Segurança em Redes Capítulo 9. Quarta Edição William Stallings Criptografia e Segurança em Redes Capítulo 9 Quarta Edição William Stallings Capítulo 9 - Public Key Cryptography e RSA Cada egípicio recebia dois nomes que eram conhecidos respectivamente como o nome

Leia mais

Segurança da Informação Prof. Jeferson Cordini jmcordini@hotmail.com

Segurança da Informação Prof. Jeferson Cordini jmcordini@hotmail.com Segurança da Informação Prof. Jeferson Cordini jmcordini@hotmail.com Segurança da Informação Segurança da Informação está relacionada com proteção de um conjunto de dados, no sentido de preservar o valor

Leia mais

Criptografia de Chave Pública

Criptografia de Chave Pública Criptografia de Chave Pública Aplicações Privacidade, Autenticação: RSA, Curva Elíptica Intercâmbio de chave secreta: Diffie-Hellman Assinatura digital: DSS (DSA) Vantagens Não compartilha segredo Provê

Leia mais

Privacidade. <Nome> <Instituição> <e-mail>

Privacidade. <Nome> <Instituição> <e-mail> Privacidade Agenda Privacidade Riscos principais Cuidados a serem tomados Créditos Privacidade (1/3) Sua privacidade pode ser exposta na Internet: independentemente da sua

Leia mais

Criptografia. 1. Introdução. 2. Conceitos e Terminologias. 2.1. Criptografia. 2.2. Criptoanálise e Criptologia. 2.3. Cifragem, Decifragem e Algoritmo

Criptografia. 1. Introdução. 2. Conceitos e Terminologias. 2.1. Criptografia. 2.2. Criptoanálise e Criptologia. 2.3. Cifragem, Decifragem e Algoritmo 1. Introdução O envio e o recebimento de informações são uma necessidade antiga, proveniente de centenas de anos. Nos últimos tempos, o surgimento da Internet e de tantas outras tecnologias trouxe muitas

Leia mais

Certificado Digital: Como Funciona (www.bry.com.br)

Certificado Digital: Como Funciona (www.bry.com.br) Comércio Eletrônico Faculdade de Tecnologia SENAC Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Unidade Curricular: Comércio Eletrônico Edécio Fernando Iepsen (edecio@terra.com.br)

Leia mais

Sistemas Distribuídos Introdução a Segurança em Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Introdução a Segurança em Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Introdução a Segurança em Sistemas Distribuídos Departamento de Informática, UFMA Graduação em Ciência da Computação Francisco José da Silva e Silva 1 Introdução Segurança em sistemas

Leia mais

Protocolos de Aplicação SSL, TLS, HTTPS, SHTTP

Protocolos de Aplicação SSL, TLS, HTTPS, SHTTP Protocolos de Aplicação SSL, TLS, HTTPS, SHTTP SSL - Secure Socket Layer Protocolos criptográfico que provê comunicação segura na Internet para serviços como: Telnet, FTP, SMTP, HTTP etc. Provê a privacidade

Leia mais

Capítulo 8 Segurança na Rede Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática

Capítulo 8 Segurança na Rede Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática Capítulo 8 Segurança na Rede Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática slide 1 Capítulo 8: Esboço 8.1 O que é segurança na rede? 8.2 Princípios de criptografia 8.3 Integridade de mensagem

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE REDES DE COMPUTADORES 5/12/2005 UALG/FCT/DEEI 2005/2006

ADMINISTRAÇÃO DE REDES DE COMPUTADORES 5/12/2005 UALG/FCT/DEEI 2005/2006 ADMINISTRAÇÃO DE REDES DE COMPUTADORES Segurança 5/12/2005 Engª de Sistemas e Informática Licenciatura em Informática UALG/FCT/DEEI 2005/2006 1 Classes de criptografia Criptografia simétrica ou de chave

Leia mais

Redes de Computadores II

Redes de Computadores II Redes de Computadores II Prof. Celio Trois portal.redes.ufsm.br/~trois/redes2 Criptografia, Certificados Digitais SSL Criptografia Baseada em Chaves CRIPTOGRAFA Texto Aberto (PlainText) Texto Fechado (Ciphertext)

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação 1 Agenda Criptografia Esteganografia 2 1 Criptografia A criptografia é a ciência de transformar dados que aparentemente podem ser entendidos e interpretados pelas pessoas, em dados

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Resumos Volume 1, Julho de 2015 Segurança da Informação POPULARIZAÇÃO DA INFORMÁTICA Com a popularização da internet, tecnologias que antes eram restritas a profissionais tornaram-se abertas, democratizando

Leia mais

Segurança de Sistemas

Segurança de Sistemas Faculdade de Tecnologia Senac Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Segurança de Sistemas Edécio Fernando Iepsen (edeciofernando@gmail.com) Certificação Digital Ampla utilização

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação (Extraído da apostila de Segurança da Informação do Professor Carlos C. Mello) 1. Conceito A Segurança da Informação busca reduzir os riscos de vazamentos, fraudes, erros, uso indevido,

Leia mais

Projeto Integrador Segurança de Redes e Transmissão de Dados

Projeto Integrador Segurança de Redes e Transmissão de Dados FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Projeto Integrador Segurança de Redes e Transmissão de Dados AYLSON SANTOS EDFRANCIS MARQUES HEVERTHON LUIZ THIAGO SHITINOE AYLSON SANTOS EDFRANCIS

Leia mais

o Digital ao serviço da Advocacia

o Digital ao serviço da Advocacia Segurança: o Digital ao serviço da Advocacia A Internet e o Exercício da Advocacia Seminário Paulo Trezentos ADETTI / ISCTE 07/12/2002 Porto Agenda Alguns conceitos Assinaturas digitais Certificação e

Leia mais

Tencologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: WEB I Conteúdo: Segurança da Informação Aula 02

Tencologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: WEB I Conteúdo: Segurança da Informação Aula 02 Tencologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: WEB I Conteúdo: Segurança da Informação Aula 02 Agenda 1. Segurança da Informação 1.1.Introdução 1.2.Conceitos 1.3.Ameaças a Segurança da

Leia mais

TEORIA GERAL DE SISTEMAS

TEORIA GERAL DE SISTEMAS TEORIA GERAL DE SISTEMAS Vulnerabilidade dos sistemas e uso indevido Vulnerabilidade do software Softwares comerciais contém falhas que criam vulnerabilidades na segurança Bugs escondidos (defeitos no

Leia mais

INTRODUÇÃO. O conteúdo programático foi pensado em concursos, assim simularemos algumas questões mais usadas em vestibular e provas de concursos.

INTRODUÇÃO. O conteúdo programático foi pensado em concursos, assim simularemos algumas questões mais usadas em vestibular e provas de concursos. INTRODUÇÃO Essa apostila foi idealizada como suporte as aulas de Informática Educativa do professor Haroldo do Carmo. O conteúdo tem como objetivo a inclusão digital as ferramentas de pesquisas on-line

Leia mais

Certificado Digital e-cpf

Certificado Digital e-cpf Certificado Digital e-cpf Parabéns! Ao ter em mãos esse manual, significa que você adquiriu um certificado digital AC Link. Manual do Usuário 1 Índice Apresentação... 03 O que é um Certificado Digital?...

Leia mais

C.I.A. Segurança de Informação. Carlos Serrão (MSc., PhD.) IUL-ISCTE, DCTI, Adetti/NetMuST. carlos.serrao@iscte.pt carlos.j.serrao@gmail.

C.I.A. Segurança de Informação. Carlos Serrão (MSc., PhD.) IUL-ISCTE, DCTI, Adetti/NetMuST. carlos.serrao@iscte.pt carlos.j.serrao@gmail. C.I.A. Segurança de Informação Carlos Serrão (MSc., PhD.) IUL-ISCTE, DCTI, Adetti/NetMuST carlos.serrao@iscte.pt carlos.j.serrao@gmail.com http://www.carlosserrao.net http://blog.carlosserrao.net http://www.iscte.pt

Leia mais

USO DE CONTROLES CRIPTOGRÁFICOS. 1 OBJETIVO Estabelecer regras sobre o uso efetivo e adequado de criptografia na proteção da informação.

USO DE CONTROLES CRIPTOGRÁFICOS. 1 OBJETIVO Estabelecer regras sobre o uso efetivo e adequado de criptografia na proteção da informação. 1786/2015 - Quinta-feira, 06 de Agosto de 2015 Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região 1 FL. 2 Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região Comitê de Segurança da Informação Secretaria de Tecnologia

Leia mais

Ricardo Campos [ h t t p : / / w w w. c c c. i p t. p t / ~ r i c a r d o ] Segurança em Redes. Segurança em Redes

Ricardo Campos [ h t t p : / / w w w. c c c. i p t. p t / ~ r i c a r d o ] Segurança em Redes. Segurança em Redes Autoria Esta apresentação foi desenvolvida por Ricardo Campos, docente do Instituto Politécnico de Tomar. Encontra-se disponível na página web do autor no link Publications ao abrigo da seguinte licença:

Leia mais

http://cartilha.cert.br/

http://cartilha.cert.br/ http://cartilha.cert.br/ Quanto mais informações você disponibiliza na Internet, mais difícil se torna preservar a sua privacidade Nada impede que você abra mão de sua privacidade e, de livre e espontânea

Leia mais

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Auditoria e Segurança da Informação GSI536 Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Princípios de Criptografia Tópicos O papel da criptografia na segurança das redes de comunicação; Criptografia de chave

Leia mais

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Auditoria e Segurança da Informação GSI536 Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Revisão Criptografia de chave simétrica; Criptografia de chave pública; Modelo híbrido de criptografia. Criptografia Definições

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação INF-108 Segurança da Informação ICP e Certificados Digitais Prof. João Henrique Kleinschmidt Santo André, junho de 2013 Criptografia de chave pública Oferece criptografia e também uma maneira de identificar

Leia mais

www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício AULA 06 Criptografia e Esteganografia

www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício AULA 06 Criptografia e Esteganografia Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício Criptografia A forma mais utilizada para prover a segurança em pontos vulneráveis de uma rede de computadores é a utilização da criptografia. A criptografia

Leia mais

BOAS PRÁTICAS DE SEGURANÇA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI)

BOAS PRÁTICAS DE SEGURANÇA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) BOAS PRÁTICAS DE SEGURANÇA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) André Gustavo Assessor Técnico de Informática MARÇO/2012 Sumário Contextualização Definições Princípios Básicos de Segurança da Informação Ameaças

Leia mais

Segurança. Sistemas Distribuídos. ic-sod@mega.ist.utl.pt 09/05/2005 1

Segurança. Sistemas Distribuídos. ic-sod@mega.ist.utl.pt 09/05/2005 1 Segurança Sistemas Distribuídos ic-sod@mega.ist.utl.pt 1 Tópicos abordados I - Mecanismos criptográficos Cifra simétrica, cifra assimétrica, resumo (digest) Assinatura digital Geração de números aleatórios

Leia mais

Assinatura e Certificação Digital

Assinatura e Certificação Digital e Certificação Digital Por Rafael Port da Rocha 2006 Versão: 07/04/06 20:28 Notas de ula - 2006 Rafael Port da Rocha 1 Características Básicas para um Processo de Comunicação I B C utenticidade: O usuário

Leia mais

2) Demonstre a verificação da fraude no envio de um arquivo não sigiloso, porém autenticado, de A para B e alterado indevidamente por T.

2) Demonstre a verificação da fraude no envio de um arquivo não sigiloso, porém autenticado, de A para B e alterado indevidamente por T. Revisão para A1 Criptografia e Certificação Digital Legenda: A + - Chave Pública de A A - - Chave Privada de A s Chave Secreta MD5 Algoritmo de HASH MSG Mensagem de texto claro - Operação de comparação

Leia mais

Estamos seguros mesmo?

Estamos seguros mesmo? Grupo de Resposta a Incidentes de Segurança GRIS Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal do Rio de Janeiro Segurança em WebMessengers: Meebo Estamos seguros mesmo? Por: Manoel Fernando

Leia mais

Tecnologias Web. Lista de Exercícios AV02 Turma 3003. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com

Tecnologias Web. Lista de Exercícios AV02 Turma 3003. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Turma 3003 Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 Um analista de sistemas deseja enviar para seu cliente um arquivo de 300 Mb referente a uma atualização do software. Para transferir

Leia mais

Manual do usuário Certificado Digital e-cpf. Parabéns! Ao ter em mãos este manual, significa que você adquiriu um Certificado Digital DOCCLOUD

Manual do usuário Certificado Digital e-cpf. Parabéns! Ao ter em mãos este manual, significa que você adquiriu um Certificado Digital DOCCLOUD Manual do usuário Certificado Digital e-cpf Parabéns! Ao ter em mãos este manual, significa que você adquiriu um Certificado Digital DOCCLOUD Índice Apresentação 03 O que é um Certificado Digital? 04 Instalando

Leia mais

Segurança Internet. Fernando Albuquerque. fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589

Segurança Internet. Fernando Albuquerque. fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589 Segurança Internet Fernando Albuquerque fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589 Tópicos Introdução Autenticação Controle da configuração Registro dos acessos Firewalls Backups

Leia mais

Auditoria e Segurança em Tecnologia da Informação

Auditoria e Segurança em Tecnologia da Informação Auditoria e Segurança em Tecnologia da Informação @lucianodoll Conceitos de segurança Introdução Segurança Um computador é seguro se atende a 3 requisitos: Confidencialidade: a informação só está disponível

Leia mais

Criptografia Digital. Prof. Flávio Humberto Cabral Nunes

Criptografia Digital. Prof. Flávio Humberto Cabral Nunes Criptografia Digital Prof. Flávio Humberto Cabral Nunes Conteúdo 1. Introdução 2. Aplicações 3. Criptografia e seus Conceitos 4. Tipos de Criptografia em Relação ao Uso de Chaves 5. Autenticação Comum

Leia mais

Certificado Digital e-cpf

Certificado Digital e-cpf Página1 Certificado Digital e-cpf Manual do Usuário Página2 Índice Apresentação... 03 O que é um Certificado Digital?... 03 Instalando o Certificado... 04 Conteúdo do Certificado... 07 Utilização, guarda

Leia mais

Capítulo 8. Segurança de redes

Capítulo 8. Segurança de redes Capítulo 8 Segurança de redes slide 1 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Computer Networks, Fifth Edition by Andrew Tanenbaum and David Wetherall, Pearson Education-Prentice Hall,

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUIDOS. Prof. Marcelo de Sá Barbosa

SISTEMAS DISTRIBUIDOS. Prof. Marcelo de Sá Barbosa Prof. Marcelo de Sá Barbosa Introdução Visão geral das técnicas de segurança Algoritmos de criptografia Assinaturas digitais Criptografia na prática Introdução A necessidade de proteger a integridade e

Leia mais

67 das 88 vagas no AFRF no PR/SC 150 das 190 vagas no TRF no PR/SC 150 das 190 vagas no TRF Conquiste sua vitória ao nosso lado

67 das 88 vagas no AFRF no PR/SC 150 das 190 vagas no TRF no PR/SC 150 das 190 vagas no TRF Conquiste sua vitória ao nosso lado Carreira Policial Mais de 360 aprovados na Receita Federal em 2006 67 das 88 vagas no AFRF no PR/SC 150 das 190 vagas no TRF no PR/SC 150 das 190 vagas no TRF Conquiste sua vitória ao nosso lado Apostila

Leia mais

GUIA DE TRANQÜILIDADE

GUIA DE TRANQÜILIDADE GUIA DE TRANQÜILIDADE NA INTERNET versão reduzida Você pode navegar com segurança pela Internet. Basta tomar alguns cuidados. Aqui você vai encontrar um resumo com dicas práticas sobre como acessar a Internet

Leia mais

TREINAMENTO. Novo processo de emissão de certificados via applet.

TREINAMENTO. Novo processo de emissão de certificados via applet. TREINAMENTO Novo processo de emissão de certificados via applet. Introdução SUMÁRIO Objetivo A quem se destina Autoridades Certificadoras Impactadas Produtos Impactados Pré-requisitos para utilização da

Leia mais

Introdução. Criptografia. Aspectos de segurança em TCP/IP Secure Socket Layer (SSL) Rd Redes de Computadores. Aula 28

Introdução. Criptografia. Aspectos de segurança em TCP/IP Secure Socket Layer (SSL) Rd Redes de Computadores. Aula 28 Introdução Inst tituto de Info ormátic ca - UF FRGS Rd Redes de Computadores td Aspectos de segurança em /IP Secure Socket Layer (SSL) Aula 28 Na Internet, ninguém sabe que você é um cachorro. Peter Steiner,

Leia mais

Procedimento de Acesso VPN

Procedimento de Acesso VPN Procedimento de Acesso Departamento de Tecnologia e Infraestrutura 2014 Este procedimento tem por objetivo definir as configurações básicas para acessar a rede corporativa do Esporte Clube Pinheiros via.

Leia mais

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer. www.brunoguilhen.com.br 1 INFORMÁTICA BÁSICA

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer. www.brunoguilhen.com.br 1 INFORMÁTICA BÁSICA APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN O processo de Navegação na Internet INFORMÁTICA BÁSICA A NAVEGAÇÃO Programas de Navegação ou Browser : Internet Explorer; O Internet Explorer Netscape Navigator;

Leia mais

Tema 4a A Segurança na Internet

Tema 4a A Segurança na Internet Tecnologias de Informação Tema 4a A Segurança na Internet 1 Segurança na Internet Segurança Ponto de Vista da Empresa Ponto de vista do utilizador A quem Interessa? Proxy Firewall SSL SET Mecanismos 2

Leia mais

http://cartilha.cert.br/

http://cartilha.cert.br/ http://cartilha.cert.br/ Códigos maliciosos são usados como intermediários e possibilitam a prática de golpes, a realização de ataques e o envio de spam Códigos maliciosos, também conhecidos como pragas

Leia mais

WatchKey. WatchKey USB PKI Token. Versão Windows. Manual de Instalação e Operação

WatchKey. WatchKey USB PKI Token. Versão Windows. Manual de Instalação e Operação WatchKey WatchKey USB PKI Token Manual de Instalação e Operação Versão Windows Copyright 2011 Watchdata Technologies. Todos os direitos reservados. É expressamente proibido copiar e distribuir o conteúdo

Leia mais

Criptografia e Certificação Digital

Criptografia e Certificação Digital Criptografia e Certificação Digital Conheça os nossos produtos em criptografia e certificação digital. Um deles irá atender às necessidades de sua instituição. Criptografia e Certificação Digital Conheça

Leia mais

http://cartilha.cert.br/

http://cartilha.cert.br/ http://cartilha.cert.br/ Manter seu computador seguro é essencial para se proteger dos riscos envolvidos no uso da Internet Um grande risco que você pode correr ao usar a Internet é o de achar que não

Leia mais

Criptografia Assinaturas Digitais Certificados Digitais

Criptografia Assinaturas Digitais Certificados Digitais Criptografia Assinaturas Digitais Certificados Digitais Criptografia e Descriptografia CRIPTOGRAFIA Texto Aberto (PlainText) Texto Fechado (Ciphertext) DECRIPTOGRAFIA Sistema de Criptografia Simples Caesar

Leia mais

1. A quebra de sistemas criptográficos simétricos sempre depende da descoberta da chave secreta utilizada no processo criptográfico.

1. A quebra de sistemas criptográficos simétricos sempre depende da descoberta da chave secreta utilizada no processo criptográfico. Exercícios da Parte II: Segurança da Informação Walter Cunha Criptografia (CESPE/PCF-PF 03 2002) 1. A quebra de sistemas criptográficos simétricos sempre depende da descoberta da chave secreta utilizada

Leia mais

Procedimento de Acesso VPN

Procedimento de Acesso VPN Procedimento de Acesso Departamento de Tecnologia e Infra-estrutura 2013 Este procedimento tem por objetivo definir as configurações básicas para acessar a rede corporativa do Esporte Clube Pinheiros via.

Leia mais

TECNOLOGIAS WEB AULA 3 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD

TECNOLOGIAS WEB AULA 3 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD TECNOLOGIAS WEB AULA 3 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD Objetivos: Apresentar os principais aspectos de segurança tanto no lado cliente quanto no servidor. Compreender as implicações de segurança individual

Leia mais

Segurança em Comércio Eletrônico. <Nome> <Instituição> <e-mail>

Segurança em Comércio Eletrônico. <Nome> <Instituição> <e-mail> Segurança em Comércio Eletrônico Agenda Comércio Eletrônico Riscos principais Cuidados a serem tomados Créditos Comércio eletrônico (1/2) Permite: comprar grande quantidade

Leia mais

Autenticação: mais uma tentativa. Autenticação: mais uma tentativa. ap5.0: falha de segurança. Autenticação: ap5.0. Assinaturas Digitais (mais)

Autenticação: mais uma tentativa. Autenticação: mais uma tentativa. ap5.0: falha de segurança. Autenticação: ap5.0. Assinaturas Digitais (mais) Autenticação: mais uma tentativa Protocolo ap3.1: Alice diz Eu sou Alice e envia sua senha secreta criptografada para prová-lo. Eu I am sou Alice encrypt(password) criptografia (senha) Cenário de Falha?

Leia mais

Entendendo a Certificação Digital

Entendendo a Certificação Digital Entendendo a Certificação Digital Novembro 2010 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. O que é certificação digital?... 3 3. Como funciona a certificação digital?... 3 6. Obtendo certificados digitais... 6 8.

Leia mais

I Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações CRIPTOGRAFIA

I Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações CRIPTOGRAFIA I Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações CRIPTOGRAFIA OBJETIVO Conhecer aspectos básicos do uso da criptografia como instrumento da SIC.. Abelardo Vieira Cavalcante Filho Assistente Técnico

Leia mais

Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento. Douglas Farias Cordeiro

Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento. Douglas Farias Cordeiro Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento Douglas Farias Cordeiro Criptografia Revisando A criptografia trata da escrita de um texto em códigos de forma a torná-lo incompreensível; A informação

Leia mais

UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA GERENCIAMENTO DE REDES Segurança Lógica e Física de Redes 2 Semestre de 2012 SEGURANÇA LÓGICA: Criptografia Firewall Protocolos Seguros IPSec SSL SEGURANÇA LÓGICA: Criptografia

Leia mais

Comunicado. Ataque LogJam - Nova vulnerabilidade no SSL/TLS. www.certisign.com.br

Comunicado. Ataque LogJam - Nova vulnerabilidade no SSL/TLS. www.certisign.com.br Ataque LogJam - Nova vulnerabilidade no SSL/TLS O que está acontecendo? O setor de TI recentemente tem divulgando diversos ataques sobre os protocolos de criptografia. E na última semana, foi descoberta

Leia mais

Códigos Maliciosos. <Nome> <Instituição> <e-mail>

Códigos Maliciosos. <Nome> <Instituição> <e-mail> Códigos Maliciosos Agenda Códigos maliciosos Tipos principais Cuidados a serem tomados Créditos Códigos maliciosos (1/3) Programas especificamente desenvolvidos para executar

Leia mais

Segurança em Redes Sociais. <Nome> <Instituição> <e-mail>

Segurança em Redes Sociais. <Nome> <Instituição> <e-mail> Segurança em Redes Sociais Agenda Redes sociais Características principais Riscos principais Cuidados a serem tomados Créditos Redes sociais (1/2) Redes de relacionamento

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 529, DE 23 DE MAIO DE 2016 Documento nº 00000.029651/2016-57

RESOLUÇÃO Nº 529, DE 23 DE MAIO DE 2016 Documento nº 00000.029651/2016-57 RESOLUÇÃO Nº 529, DE 23 DE MAIO DE 2016 Documento nº 00000.029651/2016-57 Dispõe sobre o uso de Certificado Digital no âmbito da Agência Nacional de Águas ANA. O DIRETOR-PRESIDENTE DA AGÊNCIA DE ÁGUAS-ANA,

Leia mais

Segurança em Computadores. GTI SEDU atendimento@sedu.es.gov.br

Segurança em Computadores. GTI SEDU atendimento@sedu.es.gov.br Segurança em Computadores GTI SEDU atendimento@sedu.es.gov.br Agenda Computadores Riscos principais Cuidados a serem tomados Créditos Computadores (1/4) Computador pessoal grande quantidade de dados armazenados

Leia mais

Lista de Exercício: PARTE 1

Lista de Exercício: PARTE 1 Lista de Exercício: PARTE 1 1. Questão (Cód.:10750) (sem.:2a) de 0,50 O protocolo da camada de aplicação, responsável pelo recebimento de mensagens eletrônicas é: ( ) IP ( ) TCP ( ) POP Cadastrada por:

Leia mais

PKI (Public Key Infrastructure):

PKI (Public Key Infrastructure): PKI (Public Key Infrastructure): Abordagens Utilizando Sistemas Opensource Marcelo Santos Daibert Marco Antônio Pereira Araújo contato@daibert.eti.br Agenda Motivação Definição Aplicação Função Hash e

Leia mais

Perguntas e Respostas. Relatórios

Perguntas e Respostas. Relatórios Perguntas e Respostas 1. Por que o @ Work mudou? R: Pensando na satisfação dos nossos clientes para com os serviços via Web, foi realizado uma reformulação de toda estrutura do site otimizando a disponibilidade

Leia mais

OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA

OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA POLÍTICA DE SEGURANÇA DIGITAL Wagner de Oliveira OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA Hoje em dia a informação é um item dos mais valiosos das grandes Empresas. Banco do Brasil Conscientizar da necessidade

Leia mais

HTTPS. Lucas Vieira Mathias Hillesheim. Instituto Federal de Santa Catarina IFSC. 16 de Junho de 2015

HTTPS. Lucas Vieira Mathias Hillesheim. Instituto Federal de Santa Catarina IFSC. 16 de Junho de 2015 HTTPS Lucas Vieira Mathias Hillesheim Instituto Federal de Santa Catarina IFSC campus São José 16 de Junho de 2015 Lucas Mathias (IFSC) HTTPS - Segurança na Internet 16 de Junho de 2015 1 / 28 Lucas Mathias

Leia mais

Vírus é um programa. Sendo que este programa de computadores é criado para prejudicar o equipamento ou sabotar os dados nele existente.

Vírus é um programa. Sendo que este programa de computadores é criado para prejudicar o equipamento ou sabotar os dados nele existente. Segurança da Informação Prof. Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br Engenharia Social Chama-se Engenharia Social as práticas utilizadas para obter acesso a informações importantes ou sigilosas em organizações

Leia mais

Certificação digital para agente de registro e aplicações

Certificação digital para agente de registro e aplicações Certificação digital para agente de registro e aplicações Resumo de minicurso realizado no 15º Seminário RNP de Capacitação e Inovação Italo Valcy Ponto de Presença da RNP na Bahia

Leia mais

Protocolos Básicos e Aplicações. Segurança e SSL

Protocolos Básicos e Aplicações. Segurança e SSL Segurança e SSL O que é segurança na rede? Confidencialidade: apenas remetente e destinatário pretendido devem entender conteúdo da mensagem remetente criptografa mensagem destinatário decripta mensagem

Leia mais

Tiago Maciel Sidney Medeiros

Tiago Maciel Sidney Medeiros 2º Encontro dos membros do projeto de pesquisa em E-commerce/B2B Tiago Maciel Sidney Medeiros 2º Encontro dos membros do projeto de pesquisa em E-commerce e B2B Objetivos Expor modelagem inicial do sistema

Leia mais

http://divulgafacil.terra.com.br/novahospedagem_4/configuracoes.html

http://divulgafacil.terra.com.br/novahospedagem_4/configuracoes.html Page 1 of 9 Veja abaixo como proceder para alterar as configurações de hospedagem do seu site: Na nova plataforma de hospedagem, a estrutura de diretórios FTP vai mudar um pouco. Ou seja, em caso de atualização

Leia mais

GASIN - Gerência de Administração dos Serviços de TI

GASIN - Gerência de Administração dos Serviços de TI MANUAL DO NOVO COMPONENTE ASSINADOR BHISS DIGITAL Prezado Contribuinte usuário do Sistema BHISS Digital: Esse manual tem como objetivo auxiliá-lo nas configurações do seu micro para que seja possível a

Leia mais

Tópicos Especiais em Redes de Computadores. Certificado Digital (OpenSSL) Professor: Alexssandro Cardoso Antunes

Tópicos Especiais em Redes de Computadores. Certificado Digital (OpenSSL) Professor: Alexssandro Cardoso Antunes Tópicos Especiais em Redes de Computadores Certificado Digital (OpenSSL) Professor: Alexssandro Cardoso Antunes Certificado Digital Conceitos e Objetivos Documento criptografado que contém informações

Leia mais

Segurança em Informática

Segurança em Informática Especialização em Gestão das Tecnologias na Educação Básica Disciplina: Informática Aplicada a Educação Prof. Walteno Martins Parreira Júnior Segurança em Informática Inicialmente, responda o questionário

Leia mais

Bem Vindos! Palestrante: Rodrigo Ribeiro Montoro. Analista de Segurança da BRconnection

Bem Vindos! Palestrante: Rodrigo Ribeiro Montoro. Analista de Segurança da BRconnection Bem Vindos! Palestrante: Rodrigo Ribeiro Montoro Analista de Segurança da BRconnection POR GENTILEZA, MANTENHAM SEUS CELULARES DESLIGADOS DURANTE A APRESENTAÇÃO. OBRIGADO! Gerenciando Riscos em Comunicação

Leia mais

3. ( ) Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação.

3. ( ) Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação. 1. Com relação a segurança da informação, assinale a opção correta. a) O princípio da privacidade diz respeito à garantia de que um agente não consiga negar falsamente um ato ou documento de sua autoria.

Leia mais

Segurança da Informação. Prof. Gleison Batista de Sousa

Segurança da Informação. Prof. Gleison Batista de Sousa Segurança da Informação Prof. Gleison Batista de Sousa Ao longo do tempo e com a evolução tecnologia surgiram uma quantidade enorme de problemas desafiadores relacionados a segurança da informação. Quais

Leia mais

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS INFORMÁTICA PARA CONCURSOS Prof. BRUNO GUILHEN Vídeo Aula VESTCON MÓDULO I - INTERNET Aula 01 O processo de Navegação na Internet. A CONEXÃO USUÁRIO PROVEDOR EMPRESA DE TELECOM On-Line A conexão pode ser

Leia mais

Os aplicativos de software, redes e computadores podem utilizar seu certificado digital de várias maneiras:

Os aplicativos de software, redes e computadores podem utilizar seu certificado digital de várias maneiras: Índice Índice... 2 1. O que é certificado digital?... 3 2. Para que serve?... 3 3. Como funciona?... 3 4. Quem usa?... 4 5. Quais são os tipos de certificados digitais?... 4 6. Por que uma empresa necessita

Leia mais