Soluções em Segurança e CFTV. 1 a Edição

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Soluções em Segurança e CFTV. 1 a Edição"

Transcrição

1 Soluções em Segurança e CFTV 1 a Edição

2 Visão do Grupo POLICOM Atuação Presente no mercado desde 1989, o Grupo é líder no mercado nacional de distribuição de produtos para Cabeamento Estruturado, direcionado a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais. Desde o início de suas atividades, o Grupo se dedicou a prestar excelente atendimento aos seus clientes através de suporte técnico e comercial, ofertando materiais para infra-estrutura de redes locais. Empresas do Grupo : Cabos e Conectores Ltda (São Paulo, SP), Paris Cabos Comercial Ltda. (São Paulo, SP), Telecomunicações 2001 Ltda. (Rio de Janeiro, RJ), Paraná Telecomunicações Ltda. (Curitiba, PR) e RS Ltda. (Porto Alegre, RS), além de representantes de vendas em Minas Gerais e Santa Catarina. Redes industriais e Automação Em Setembro de 2007, o Grupo criou a divisão Industrial Networks, que objetiva o atendimento de empresas do setor industrial. Juntamente com a nova marca, o grupo passou a contar com profissionais, fabricantes e produtos especialmente direcionados a este mercado, oferecendo agilidade em prover soluções personalizadas, atendimento específico a empresas integradoras, consultoria para dimensionar projetos, flexibilidade e perfil empreendedor. Segurança e CFTV Em 2008, o Grupo fechou contrato de distribuição com o fabricante Pelco, para atendimento do mercado de segurança e CFTV. Desse modo, além de novo fornecedor, o Grupo passou a contar com profissionais e produtos especialmente direcionados a este mercado, provendo, com agilidade, soluções personalizadas, atendimento específico a empresas integradoras, consultoria para dimensionamento de projetos, flexibilidade e perfil empreendedor. Fornecedores O Grupo distribui produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente, a saber: Brady, Coopersalto, Dätwyler Cables, Fluke Networks, Knürr-Emerson, Micronet, NVT, OCC, Pekon, Pelco, SYSTIMAX Solutions, Transition Networks e Tyco / AMP. Serviços Além de contar com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes, através de visitas acompanhadas, especificação detalhada de produtos para projetos de qualquer porte. Atualmente, o Grupo possui diversos engenheiros e RCDDs entre seus colaboradores. Também colocamos a disposição serviço de assessoria de imprensa, para os clientes interessados em divulgar, no formato de estudo de caso, suas obras executadas com produtos. Clientes O Grupo atende a empresas de diversos setores corporativos e industriais, como bancos, call centers, data centers, hospitais, hotéis, laboratórios, operadoras, universidades, mineradoras, siderúrgicas, petrolíferas, automotivas, sucroalcooleiras, entre outras. Dentre alguns de seus clientes destacam-se: Accor, Alcan, Alunorte, Arcelor, Banco Bradesco, Banco Santander, Bayer, BM&F, Belgo Mineira, Cargill, Contax, Continental Pneus, CSN, CVRD, DEDINI, Diveo, Embraer, FGV, Fidelity, HIAE, Hospital Nove de Julho, Klabin, Metso, Oi, Pepsico, Petrobrás, Petrosul, Porto Seguro, Rhodia, Rio Negro, Rockwell Automation, Samarco, Serasa, Sew Eurodrive, Tivit, Universidade Anhembi Morumbi, Usiminas, Vale, VCP, Vivo, Voith, etc. Desenvolvimento do Mercado O Grupo, sempre preocupado com a educação e o desenvolvimento do mercado de cabeamento, promove rotineiramente treinamentos técnicos, catálogos didáticos e criou em 1997 a revista Cabling News, que desde 2006 está disponível em versão digital. A assinatura gratuita pode ser feita no site Faça uma visita! Responsabilidade Ambiental O Grupo atua com consciência ambiental e, em vista disso, oferta produtos em conformidade com o padrão internacional RoHS (Restriction of the use of certain Hazardous Substances in Electrical and Electronic Equipment). Os escritórios do Grupo praticam coleta seletiva de lixo reciclável. Índice 02 Visão do Grupo 03 Conceitos de CFTV (Circuito Fechado de Televisão) 08 Conceitos do Cabeamento Estruturado e as Aplicações de CFTV 09 Produtos NVT - Soluções para Aplicações de Vídeo em Cabeamento Estruturado 10 Produtos PELCO - Soluções em monitoramento e gravação 12 Produtos PELCO - Destaques Produtos OCC - Soluções de Fibras Ópticas para Aplicações de CFTV 14 Produtos TRANSITION Networks - Soluções de Conversores de Mídia para Aplicações de Vídeo 15 Produtos TYCO / AMP - Cabeamento estruturado 16 Produtos Fluke Networks - Analisadores e certificadores de rede 16 Produtos KNÜRR - Racks e Acessórios para Salas de Segurança 18 Produtos DIVERSOS - Soluções de Cabeamento Estruturado e acessórios para Aplicações de CFTV 19 Bibliografia 2

3 Conceitos de CFTV (Circuito Fechado de Televisão) Atualmente, os sistemas de CFTV são muito utilizados na vigilância de pessoas, bens e ambientes. Os sistemas de câmeras podem gravar atividades para serem observadas posteriormente no próprio local ou remotamente. Os sistemas modernos possuem características mais avançadas, tais como detecção de movimento, monitoramento de áreas pré-determinadas, sinal digital, visualização noturna, sinal IP, etc. Muitos fatores afetam a escolha dos dispositivos de CFTV e de vigilância, a exemplo de níveis de iluminação e resolução, resistência ao vandalismo, disponibilidade de espaço no local da instalação, entre outros. O sistema de CFTV permite capturar, transmitir, processar, ver e gravar imagens. As principais aplicações do sistema de CFTV são investigação, restrição, observação e detecção de intrusos. O sistema de CFTV é composto pelos elementos demonstrados na figura abaixo: Câmeras: tipos, padrões e características principais As câmeras com processamento de sinal digital possuem, normalmente, resolução de 768 x 494 pixels. Apesar de o processamento de sinal dentro da câmera ser digital, a mídia de transmissão mais comum é a analógica via cabo coaxial. Quando o sinal transmitido é digital, normalmente ele trafega através de cabos de fibra óptica ou par trançado (UTP). A decisão entre uma câmera colorida ou P&B depende do tipo de aplicação. A câmera P&B requer menos iluminação. Assim sendo, quando a iluminação é limitada, a sensibilidade da câmera P&B é superior à da colorida. Esta característica favoreceu o desenvolvimento de um tipo de câmera popularmente conhecida como day/night Câmera Day-night 540 linhas 0,3 lux PELCO

4 As câmeras day/night são projetadas para locais onde os níveis de iluminação podem variar significativa e regularmente. Desse modo, quando a iluminação é suficiente, estas câmeras utilizam o modo colorido; e, no caso de iluminação insuficiente para a tecnologia colorida operar eficientemente, a câmera automaticamente torna as imagens monocromáticas. A fabricante de câmeras Pelco desenvolveu tecnologia chamada LowLight, que, independentemente da qualidade da iluminação, opera apenas no modo colorido, mantendo a qualidade da imagem. As câmeras de CFTV utilizam lentes para focar os objetos, com tamanhos variando de 3 mm até mais de 160 mm. Os três tipos comuns de lentes disponíveis para as câmeras são: fixa, varifocal e motorizada. As câmaras, basicamente, podem ser dos tipos Fixa, Dome e PTZ (Pan, Tilt e Zoom). Os padrões de vídeo são NTSC, PAL e SECAM Câmera colorida LowLight 540 linhas 0,01 lux Mídias de transmissão Para transmissão do sinal gerado pelas câmaras, há opção de quatro tipos de mídias: coaxial, par trançado (UTP), fibra óptica (multimodo ou monomodo) e wireless. Os cabos coaxiais suportam as seguintes distâncias para transmissão de sinal de vídeo colorido: Cabo minicoaxial até 100 metros, Cabo da série 59 até 228 metros, Cabo da série 6 até 304 metros, Cabo da série 11 até 457 metros. Exemplos de aplicação NVT É possível ampliar estas distâncias para até m para câmeras fixas e m para câmeras móveis (distâncias suportadas pelos protocolos RS422/485), com a utilização de cabeamento de par trançado (UTP) em conjunto com as soluções da NVT TM. A tecnologia Network Vídeo Technologies (NVT) permitem aos integradores de sistemas a padronização do seu cabeamento de CFTV de acordo com os protocolos 568A e 568B de cabeamento. Ao utilizar metodologias de cabeamento estruturado, os integradores de sistema podem reduzir o tempo de instalação e o custo dos materiais. Como um bônus adicional, a infra-estrutura para futuros sistemas digitais é simultaneamente instalada. Os usuários finais podem facilmente fazer uma atualização para um sistema completamente digital sem investimento adicional na infra-estrutura do cabeamento. A gama de produtos da NVT pode fornecer alimentação a distâncias muito maiores que PoE ( Alimentação sobre Ethernet), receber vídeo de melhor qualidade se comparado a um sistema completo de câmeras IP e pode transmitir imagens de vídeo ao vivo de 30 quadros por segundo sem impactar a rede LAN além de oferecer sinais de dados de comando instantâneos a um menor custo possível. O que é mais importante, o diretor de segurança permanece com o controle de sistema de segurança, ao mesmo tempo em que a participação do departamento de TI é reduzida dramaticamente, assim como o custo de prioridade de um sistema completo de CFTV. 4

5 Padrão IP A indústria de CFTV movimenta-se em direção à comunicação digital em conformidade com os padrões de IP do IEEE A aplicação de vídeo sobre IP é estabelecida através de dois possíveis métodos: Digitalização do vídeo de um dispositivo analógico e conversão do mesmo em vídeo IP, através dos encoders, Utilização de câmeras IP. Uma das vantagens do vídeo IP é a possibilidade de integração aos sistemas de TI existentes. O vídeo IP pode ser transmitido a qualquer ponto da rede e armazenado nos servidores ou storages da rede. Captura e exibição analógica: Matriz O equipamento tradicional de captura e exibição de CFTV analógico é a Matriz. Este equipamento captura os sinais de diversas câmeras de CFTV e possibilita o gerenciamento e a exibição destes sinais nos monitores. Normalmente, a quantidade de entradas do equipamento é maior do que a quantidade de saídas. O equipamento é conectado ao sistema de CFTV de maneira a permitir a interação com o sistema de um ou mais administradores ou operadores, com o objetivo de controlar as operações desejadas. Usualmente, a Matriz é disponível com 8, 16, 32 ou 48 entradas e saídas. O projetista de CFTV deve considerar que a consolidação de múltiplos sinais de entrada em um único sinal de saída resulta em menor resolução de cada entrada individual no formato de mosaico. Para visualizar os detalhes, o operador necessitará exibir o sinal de vídeo em uma única tela com tamanho maior. Consulte na tabela as vantagens de se utilizar sistemas se gravação digital: Pontos-Chave ANALÓGICO Requer considerável intervenção Manutenção custosa a longo prazo Requer equipamento adicional DIGITAL Fácil de instalar e operar Manutenção econômica Opera com poderosos programas integrados. Gravação Não é possível manipular alguns parâmetros de gravação Total flexibilidade Pesquisa Difícil e demorada Tempo de recuperação quase instantâneo. Possível pesquisa em diferentes meios de armazenamento. Operação Nível de segurança Armazenamento Os sistemas isolados devem ser operados, configurados e atualizados manualmente em cada local. Requer constante interação com o usuário (troca de fitas, etc.) Qualquer pessoa pode realizar uma intervenção no equipamento A gravação é interrompida enquanto uma fita é trocada ou se a troca não é feita no momento adequado. Pode ser operado de modo centralizado e ser configurado e atualizado remota ou localmente. Diferentes níveis de usuários com diferentes níveis de acesso. Ininterrupto e automático. Armazena muitas informações na unidade local, expansível e programável. Uso Gerenciamento A qualidade de vídeo é reduzida cada vez que a fita é utilizada. As fitas devem ser substituídas regularmente. Não pode ser aplicado um lacre de proteção contra alterações. Difícil de gerenciar um número elevado de localizações. Alta qualidade de vídeo, que não se reduz com o passar do tempo. A combinação de alta qualidade com um lacre digital inviolável permite sua aceitação em um tribunal de justiça. Facilmente gerenciável a partir de uma localização central enquanto o sistema é ampliado. Atualização Aproveita o investimento existente em um sistema de câmeras e cabo coaxial. Gravação analógica A gravação analógica corresponde à transferência dos dados da imagem do sinal de vídeo para uma mídia com o objetivo de armazenamento. Atualmente, as gravações analógicas são pouco ou nada utilizadas, pois limitam as pesquisas dos eventos, além de os equipamentos contarem com reduzida capacidade de armazenamento. 5

6 Gravação digital (DVR / NVR) A gravação digital, por sua, consiste na transferência dos dados da imagem do sinal de vídeo para uma mídia com o objetivo de armazenamento. Os principais sistemas de gravação digital contam com: DVR (Digital Vídeo Recorder) NVR (Network Vídeo Recorder), também conhecido como NSM (Network Storage Manager). Os sistemas analógicos de CFTV incluem subsistema de gravação digital (DVR). Este subsistema aceita entradas analógicas e digitaliza o vídeo. As capacidades das unidades variam de acordo com as quantidades e a resolução das imagens (frames). Os padrões de resolução para o sistema NTSC são: CIF - Common Intermediate Format (352x240), 2 CIF (352 x 480), 4 CIF (704 x 480), Megapixel (até 2048 x 1536). Uma câmera tradicional de CFTV possui até 470 linhas de resolução. Desta maneira, o padrão 4 CIF é o mais próximo da resolução da câmera. Os gravadores digitais podem, ou não, utilizar a mesma quantidade de imagem do dispositivo de captura. situação, mas regra geral é nunca utilizar menos de 3 ips. O sistema de gravação digital é capaz de utilizar dispositivo de captura para detecção de movimento e de alterar as taxas de gravação da imagem. Neste caso, o sistema detecta mudanças na imagem de vídeo e aumenta a taxa de gravação somente quando o movimento é detectado, permitindo a conservação do espaço de armazenamento. O esquema padrão envolve gravação do movimento em 7.5 ou 15 ips, permitindo que a gravação seja feita em 3 ips quando não é detectado algum movimento. A gravação digital permite que um sinal de vídeo seja recuperado ou visualizado a qualquer momento sem interrupções no processo de gravação. As tecnologias mais utilizadas para armazenar o vídeo digital incluem: SAN Storage Area Networks, NAS (Network Attached Storage), RAID (Redundant Array of Independent Disks), Drivers stand-alones. Pela natureza digital da informação, alguns sistemas podem capturar imagens com taxas maiores para vê-las e gravá-las em diferentes taxas. As taxas normalmente utilizadas são 1, 3, 5, 7.5, 15 e 30 ips (imagens por segundo ou fps - frames por segundo). A taxa de imagem para qualquer aplicação é customizada para cada Exemplo de aplicação do DVR série DX8100 PELCO Monitores Os monitores utilizados em vigilância são essencialmente monitores de TV sem as funções de sintonização e áudio, constituindo-se a interface humana para o sistema de CFTV. Estes monitores aceitam várias formas de entradas de vídeo de uma câmera, matriz ou dispositivo de gravação, e convertem o sinal em uma figura visível na tela. A capacidade do monitor de prover uma imagem precisa e clara ao olho humano é o elemento-chave para qualquer sistema de CFTV. Os principais tipos de monitores são: Monocromático Colorido Cada categoria de monitor é especialmente apropriada para uma ou mais aplicações. As aplicações típicas de vigilância utilizam monitores monocromáticos ou coloridos. O tamanho do monitor não necessariamente indica a qualidade da imagem. A principal consideração na seleção do monitor é assegurar-se de que ele possui resolução igual ou superior à saída da câmera ou do link de transmissão. 6

7 Por muitos anos, as opções dos monitores de segurança limitaramse ao CRT. Avanços na tecnologia geraram grande variedade de displays, tais como: CRT (Cathode Ray Tubes), Plasma, LCD (Liquid Crystal Display), DLP (Digital Light Processor), Touch Screens. Os monitores do tipo CRT utilizam componentes de menor custo e possuem uma vida útil razoável. Além disso, custam menos do que os das demais tecnologias. Os monitores de plasma são criados por mais de um milhão de células minúsculas de vidro carregadas com uma mistura de neon e xenon. Atrás destas células, existem substâncias fosforecentes nas cores vermelha, azul e verde, que, quando são carregadas, criam pixels e emitem luz. A luz é criada quando um eletrodo ativa as células de plasma. Os monitores de LCD, usualmente, possuem um painel de vidro para cada cor primária. Assim que a luz passa através do painel de LCD, os pixels abrem ou fecham para permitir a passagem da luz. Esta atividade de abertura e fechamento cria a imagem na tela. O sistema DLP é uma tecnologia de monitor desenvolvido pela Texas Instruments. O chip DLP é uma superfície refletiva composta de milhares de minúsculos espelhos, cada um representando um pixel. Alguns sistemas DLP utilizam um chip para cada cor primária, enquanto os sistemas mais baratos usam um único chip. Os sistemas mais baratos dependem de uma roda vermelha, verde e azul posicionada entre a fonte de luz e o chip. A combinação dos espelhos, da fonte de luz e da roda colorida recriam a imagem na tela. Os monitores touch screen utilizam vários métodos para detectar o sinal de entrada quando o operador toca a frente da tela. Diversos tipos de monitores touch screen estão disponíveis, incluindo: Feixe infravermelho, Matriz transparente, Membrana condutiva eletronicamente. Ambiente de operação, Custos de manutenção, Tamanho da tela, Saturação de cor, Nitidez de imagem, Brilho, Qualidade da imagem (ex: resolução), Tamanho e peso do monitor. Durante o planejamento dos monitores do sistema de vigilância, os seguintes elementos devem ser considerados: Tipo e quantidade de monitores, Integração com outros sistemas, Arranjo físico dos monitores, Capacidade para visualizar em múltiplos locais, Matriz ou multiplexador. O projetista deverá considerar a quantidade de locais onde as câmeras serão instaladas e decidir se dedicará um monitor por câmera ou utilizará telas com divisões. Outras considerações incluem os tipos de monitores e sua performance, o volume de atividades a serem monitoradas, o histórico de ocorrências ou da atividade indesejável e a probabilidade de futuros incidentes. Estes fatores também influenciarão a escolha do tamanho e do projeto do monitor. Por exemplo, um monitor seqüencial colocado a 1,80 m da estação de monitoramento, através de 8 câmeras por minuto, pode não fornecer o tempo adequado e a qualidade de imagem para detectar um crime ou outros eventos indesejados. Os monitores de vídeo são capazes de exibir o sinal de diversas câmeras ou uma única tela grande. Os seguintes fatores devem ser levados em consideração no projeto de acomodação dos monitores com o objetivo de melhorar o trabalho do operador: Posicionamento dos monitores, Distância entre o monitor e o operador conforme o tamanho do monitor, Altura do monitor em relação ao piso. Os monitores touch screen são utilizados com telas CRT devido à resistência da superfície frontal do monitor. Algumas aplicações também disponibilizam sinais de vídeo em PDA wireless com superfícies touch screen. Alguns fatores que devem ser levados em consideração na decisão da escolha da tecnologia do monitor são: Se o fator humano for considerado no projeto de layout dos monitores, a taxa de detecção visual sempre será mais elevada. Monitores modelos e PELCO. Acessórios para instalação em parede e rack 7

8 Conceitos Básicos do Cabeamento Estruturado e as Aplicações de CFTV O Cabeamento Estruturado - CE é uma infra-estrutura única de cabeamento metálico ou óptico não proprietária, capaz de atender a diversas aplicações, proporcionando flexibilidade de layout, facilidade de gerenciamento, de administração e de manutenção. O Cabeamento Estruturado suporta aplicações de data centers, dados, voz, imagem, controles prediais, residenciais e industriais através de um meio físico padronizado. Os profissionais de tecnologia da informação, engenharia, arquitetura e automação utilizam esta infra-estrutura pelas vantagens que ela apresenta em relação aos cabeamentos tradicionais, em que as aplicações são atendidas por diferentes tipos de cabos para cada aplicação (exemplo: um tipo de cabo para dados e outro para voz). Atualmente, as aplicações tornam-se cada vez mais convergentes. Um exemplo disso é o aplicativo VoIP (Voz sobre IP) e as câmeras IP (Vídeo sobre IP). Por isso, estão necessitando de infra-estrutura convergente. Além disso, as empresas estão utilizando aplicações emergentes que necessitam de largura de banda, como, por exemplo, vídeo conferência, e-learning, e-business, câmeras IP, entre outras. O Cabeamento Estruturado atende a todas as exigências atuais e futuras de comunicações, não apenas nos ambientes corporativos e residenciais, mas também nos ambientes de data centers e fabris. Para melhor compreensão do assunto, pode-se fazer analogia com um sistema elétrico de um edifício ou residência, no qual o cabeamento instalado proporciona ao usuário a possibilidade de utilizar diversos tipos de aparelhos como TV, som, DVD, fax, etc.; bastando para tanto que o cabo de alimentação destes equipamentos seja plugado na tomada que se encontra na parede ou no piso do local. Da mesma maneira, o Cabeamento Estruturado proporciona ao usuário, de maneira simples e organizada, a utilização de um PC, um telefone, uma câmera de vídeo, um leitor de cartão, um sensor de presença, entre outros equipamentos. Além de padronizar a infra-estrutura de comunicação de maneira a atender às diversas aplicações (independentemente do fabricante ou do tipo de equipamento), o conceito do Cabeamento Estruturado agrega outros benefícios importantes para os usuários. Dentre esses benefícios, destacam-se a ocupação do edifício e o crescimento do número de funcionários (o dimensionamento dos pontos do Cabeamento Estruturado é baseado na área em m2 do local a ser cabeado ao invés de no número de usuários). Outro benefício é com relação à alteração de layout dos usuários (estudos da BICSI mostram que cerca de 40% dos funcionários da empresa mudam de local a cada ano). Pesquisas realizadas no exterior demonstram que, nos últimos anos, 50% dos problemas de redes estão relacionados ao cabeamento. Além disso, o investimento em Cabeamento Estruturado representa menos de 5% do custo total da rede local e registra vida útil em torno de 10 anos. Em vista do que foi mencionado anteriormente, percebe-se que a implementação do Cabeamento Estruturado é uma decisão muito importante, pois influenciará a performance de toda a rede, assim como a sua confiabilidade. Atualmente, o fabricante PELCO já oferece vasta linha de produtos IP que trafegam o sinal de vídeo sobre o cabeamento estruturado. Câmeras Fixas Dome Internas e Externas Camclosure IP Câmera IP megapixel SARIX Exemplo de aplicação de rede de vídeo IP. 8

9 Produtos NVT Soluções para Aplicações de Vídeo sobre UTP em CFTV A NVT - Network Video Technologies - desenvolve linha completa de baluns e hubs para transmissão de sinais de vídeo e áudio sobre o cabeamento de par trançado (UTP). A empresa foi fundada em 1990 e sua matriz está situada na Califórnia (EUA). Todos os produtos fabricados pela NVT possuem certificados UL, CUL e CE. A empresa NVT é líder na indústria de segurança de CFTV para a transmissão de sinais de vídeo sobre cabeamento UTP, fabricando produtos inovadores de alta performance e com imunidade a interferências. A tecnologia da NVT permite a aplicação de sinais de vídeo sobre cabos UTP em distâncias de até metros. O Grupo é distribuidor autorizado da NVT no Brasil, desde 2004, e tornou-se distribuidor preferencial, em Transmissor Passivo de Canal Único NV-214A-M Transmissor Passivo de Canal Único NV-208A-M Transceptor Passivo de Canal Único NV-213A Transmissor de Vídeo e Áudio Passivo NV-314A Receptor Ativo de Canal Único NV-652R Transmissor Ativo de Canal Único NV-653T Hub receptor / transmissor passive 04 canais PVD NV-4PS Patch panel transmissor 08 portas passivas NV-813S Patch panel transmissor 16 portas passivas NV-1613S Patch panel transmissor 32 portas passivas NV-3213S Transmissores de Vídeo PVD Transmissor de Vídeo PV NV-216A-PV Transmissor de Vídeo PVD NV-218A-PVD Transmissor de Vídeo PVD c/ 4 Canais NV-704J-PVD Transmissor de Vídeo PVD c/ 16 Canais NV-716J-PVD Hub Receptor Passivo c/ 16 Canais NV-1613A Hub Receptor Ativo c/ 16 Canais NV-1662R Hub Receptor Ativo c/ 32 Canais NV-3262R Hub Receptor Passivo c/ 32 Canais NV-3213J Receptor e Integrador PVD c/ Fonte de Alimentação Bastidor 19 2Us p/ 10 Baluns NV-213/ Bastidor 19 2Us p/ 16 Baluns NV Régua 19 2Us p/ 10 Baluns NV-213A NV-RM-8/ Adaptador de teste RJ-45 com borne NV-RJ45A Hub Receptor Passivo 16 Canais PVD NV-16PS13-PVD Hub Integrador 16 Canais PVD NV-16PS10-PVD Hub Receptor Passivo 8 Canais PVD NV-8PS13-PVD Cabo UTP Geleado OSP 4Px23 AWG Cat. 6 PT

10 Produtos PELCO Soluções de Câmeras, DVRs, Matriz e Monitores para CFTV A Pelco é líder mundial em projeto, desenvolvimento e manufatura de sistemas de videosegurança e equipamentos de suporte. Oferece linha completa de câmeras, sistemas de posicionamento, network vídeo, sistemas matrix e gravação de vídeo digital, entre outros produtos para segurança eletrônica. A Pelco fabrica ampla gama de equipamentos especiais, incluindo sistemas de vídeo baseados em rede e IP, com destaque para as famílias Spectra, Camclosure e Endura, entre outras linhas de produtos. O Grupo tornou-se distribuidor autorizado da PELCO no Brasil, em Janeiro de Câmeras Fixas Dome Internas e Externas Mini Dome interna 540 linhas 0,3 lux c/ lente varifocal 3-9mm IS90B-CHV Mini Dome Day-night 540 linhas 0,15 lux c/ lente varifocal 3-9mm IS90B-DNV9 - Mini Dome externa 540 linhas 0,3 lux c/ lente varifocal 3-9mm IS110-CHV9 - Mini Dome externa Day-night 540 linhas 0,15 lux c/ lente varifocal 3-9mm IS110-DNV9 Câmeras Fixas Internas / Externas Câmera Colorida 540 linhas 0,4 lux C10CH Câmera Day-night 540 linhas 0,3 lux C10DN Câmera Colorida Low-light 540 linhas 0,01 lux CC3751H Câmera Colorida 480 linhas 0,2 lux CC3701H Câmera Day-night 530 linhas WDR e SHUTT CC1390-H Fabricante Lente varifocal auto íris 3 a 8 mm 13VD Lente varifocal Day-night auto íris 3 a 8,5 mm 13VDIR Lente varifocal auto íris 5 a 40 mm 13VD Lente varifocal auto íris 5 a 50 mm 13VD Lente varifocal Day-night auto íris IR 7,5 a 50 mm 13VDIR7,5/ 50mm Lente varifocal auto íris 3 Megapixel 2.8 a 12mm 13M Acessórios para Câmeras Fixas Suporte para câmera fixa instalação parede CM Suporte para câmera padrão 4 X 2 PCM Suporte para câmera padrão 4 X 2 C10-UM C10-UM Caixa de proteção para câmera parede externa IP66 EH3512/MT Câmeras Móveis Internas Câmera Speed Dome Spectra Mini Day-night 10 Zoom Óptico x 8 Zomm Digital SD4-WO Câmera Speed Dome Spectra IV Câmera Speed Dome Spectra IV Day-night 23 Zoom Óptico x 12 Zomm Digital SD4CBW-PG-E Câmera Speed Dome Spectra IV Day-night 18 Zoom Óptico x 12 Zomm Digital SD418-PG-E Câmera Speed Dome Spectra IV Day-night 35 Zoom Óptico x 12 Zomm Digital SD435-PG-E Câmera Speed Dome Spectra IV Day-night 35 Zoom Óptico x 12 Zomm Digital Forro SD4CBW-FO Câmera Speed Dome Spectra IV Day-night 18 Zoom Óptico x 12 Zomm Digital Teto SD418-SMB Câmeras IP Mini Dome IP fixa Day-night interna e externa c/ lente varifocal 3-9mm IP66 IP110-DNV Câmera IP colorida 480 linhas 0,5 lux IP3701H-2 - Câmera Speed Dome Spectra IV IP Day-night 35 Zoom Óptico x 12 Zomm Digital DD4CBW Câmera Speed Dome Spectra Mini IP 10x óptico 8x digital SD4N-W0 Acessórios para Câmeras Móveis Suporte adaptador para Speed Dome Spectra Mini SPM4-W Suporte parede IS90 Spectra Mini e Camclosures SWM-GY Suporte parede para Speed Dome Spectra IV IWM-GY Abraçadeira para instalação de câmeras em postes PA Suporte parede para Speed Dome Spectra IV com Fonte IWM24-GY Suporte de Teto Pendente para Speed Dome Spectra IV PASMB 10

11 Câmera PTZ Câmera móvel Esprit color parede 16x zoom óptico e 8x zoom digital Câmera móvel Esprit color parede 22x zoom óptico e 12x zoom digital Câmera móvel Esprit Day/Night parede 35x zoom óptico e 12x zoom digital Câmera móvel Esprit Day/Night parede 24x zoom óptico e 12x zoom digital ES31C16-5W ES31C22-5W ES31CBW35-5W ES31CBW24-5W - Câmera ExSite PAN/TILT a prova de explosão 23 Zoom Óptico x 12 Zomm Digital IPSXM30 CBW23-2 Teclado / Joystick de Comando KBD Teclado / joystick de comando para câmera móvel CM6700 KBD KBD300A Fonte de alimentação para teclado KBD300A KBDKIT DVR 120 IPS 4 entradas 160Gb DX4004CD DVR 120 IPS 8 entradas 250Gb DX4508CD DVR 240 IPS 16 entradas 250Gb DX4516CD DVR 240 IPS 16 entradas 500Gb DX4516CD DVR 480 IPS 16 entradas 250Gb DX4616DVD DVR 480 IPS 16 entradas 500Gb DX4616DVD DVR IP 480 IPS 16 entradas 500Gb DX8116DVD-500 Sistemas Matriciais Matriz 16 entradas de vídeo e 4 saídas para monitor CM6700-MXB Matriz 32 entradas de vídeo e 6 saídas para monitor CM X Matriz 48 entradas de vídeo e 8 saídas para monitor CM6800-KI Unidade de distribuição 16 canais RS422 p/ câmeras móveis CM9760-CDU-T Monitores e Acessórios Monitor Analógico linhas PMC9A Suporte 19 para monitor 9 PMC9A RMJ9UCA Monitor LCD / TFT 17 Matriz Ativa PMCL Suporte 19 para monitor 17 PMCL317 PMCL-RM Monitor LCD / TFT 19 Matriz Ativa PMCL Monitor Analógico linhas PMC21A Conversores para Fibra Transmissor F.O. MM 1 Canal FT8301AMST Transmissor F.O. SM 1 Canal FT8301ASST Transmissor F.O. SM 1 Canal + 1 Dados FT85011ASSTR Transmissor F.O. MM 1 Canal + 1 Dados FT85011AMSTR Transmissor F.O. MM 4 Canais + 1 Dados FT85041MSTR Receptor F.O. MM 1 Canal FR8301AMSTR Receptor F.O. SM 1 Canal FR8301ASSTR Receptor F.O. MM 1 Canal + 1 Dados FR85011AMSTR Receptor F.O. SM 1 Canal + 1 Dados FR85011ASSTR Receptor F.O. MM 4 Canais + 1 Dados FR85041MSTR 11

12 Destaques 2009 Câmera SARIX TM IX A revolucionária plataforma de geração de imagens Sarix estabelece um novo padrão em qualidade de imagem que eleva o desempenho na segurança por vídeo. A Sarix possui um desenho industrial sofisticado, produz imagens de alta qualidade e possui desempenho de análise de vídeo inteligente, o Sistema Sarix é a plataforma tecnológica que servirá de base para a próxima geração de sistemas de câmera IP CÂMERA SARIX IP 3.1 MGP COLOR IX30C CÂMERA SARIX IP 3.1 MGP DAY NIGHT IX30DN CÂMERA SARIX IP 0.5 MGP COLOR IXS0C CÂMERA SARIX IP 0.5 MGP DAY NIGHT IXS0DN CAMERA SARIX IP 2.1 MGP COLOR IXE20C Caixa de Proteção Série EH1512 As caixas de proteção da série EH1512 oferecem desempenho robusto por um preço altamente competitivo. Foi projetada para que os instaladores tenham compatibilidade e facilidade de instalação jamais vistas. Apresenta um desenho discreto que se mescla tanto com a arquitetura clássica como com a contemporânea, além da construção em alumínio fundido de alta confiabilidade. Compatível com câmeras analógicas e IP que possuam tanto lentes varifocais como fixas (com ou sem função auto íris). A tampa removível oferece fácil acesso ao inovador encaixe deslizante da câmera CAIXA PROT.C/ SUP.IP 66 EH1512MT PELCO EH1512MT PROTETOR SOLAR SERIES SS1512 SS1512 Teclado KBD5000 O teclado da Série KBD5000 é o controlador dos produtos do sistema de vídeo baseados na rede completa da Pelco. Este é o ponto em que é possível acessar todas as funções do usuário. É compatível com todos os produtos de vídeo distribuídos da Série Endura. Ttrês módulos são fornecidos com o teclado: Um joystick de velocidade variável e solução de vetores; Um jog dial/shuttle para a reprodução e a navegação pelos menus; Um teclado para o controle da câmera e do monitor. As teclas selecionam as câmeras e monitores e o número de câmeras para exibir. O gravador híbrido de vídeo (HVR) da série DVR5116 é um DVR embutido, híbrido e de alto desempenho, capaz de gravar até 20 câmeras em uma combinação de até 600/500 imagens por segundo (NTSC/PAL) em resolução de 4CIF. O DVR vem com uma opção de 16 entradas de câmeras analógicas, 4 entradas de câmeras IP. Pode ser integrado a um sistema Endura DVR 480 IPS 16 ENT.DVR5116DVD 2.0 TERA DVR5116DVD2000 SPECTRA IV IP JOYSTICK COMANDO KBD 5000 (ENDURA) KBD5000 DVR Híbrido 480IPS 2.0 Terabytes Os sistemas de dome Spectra IV IP incorporam todos os recursos e funções do Spectra IV (incluindo analógico), enquanto permite o controle e o monitoramento de vídeos de uma rede IP em qualquer lugar do mundo. O Spectra IV IP é um dome de alta velocidade com uma interface de rede 100Base-TX embutida para transmissões ao vivo para qualquer aplicação da rede. 12

13 Produtos OCC Cabos Ópticos para Aplicações de CFTV A Optical Cable Corporation - OCC foi pioneira na fabricação de cabos de fibras ópticas para uso táctico-militar pelo governo americano, detendo, desse modo, significativo know-how em desenvolvimento de cabos ópticos para ambientes hostis. Os cabos ópticos da OCC foram projetados para atender aos mais exigentes padrões da indústria, possuindo características especiais para suporte a aplicações em ambientes fabris, tais como plataformas e refinarias de petróleo, mineradoras, siderúrgicas, indústrias de vidro, papel e celulose, entre outras. Cordões Ópticos da Série AX Uso Interno Cabos Ópticos da Série DT Uso Interno/Externo Fabricante Cordão Óptico Duplex 2F MM 62,5/125 LJ AX02-029N-WLS/900-OFNR O Cordão Óptico Duplex 2F MM 50/125 CZ AX02-029N-ALS/900-OFNR G Cordão Óptico Duplex 2F MM 62,5/125 VD AX02-029N-WLS/900-OFNR G Cordão Óptico Duplex 2F MM 62,5/125 AZ AX02-029N-WLS/900-OFNR B Cordão Óptico Duplex 2F MM 62,5/125 VM AX02-029N-WLS/900-OFNR R Cordão Óptico Duplex 2F MM 62,5/125 RX AX02-029N-WLS/900-OFNR V Cordão Óptico Duplex 2F SM 9/125 VD AX02-029N-SLX/900-OFNR G Cordão Óptico Duplex 2F SM 9/125 AM AX02-029N-SLX/900-OFNR Y Cordão Óptico Duplex 2F SM 9/125 VM AX02-029N-SLX/900-OFNR R Cordão Óptico Duplex 2F SM 9/125 RX AX02-029N-SLX/900-OFNR V Fabricante Cb. Óptico MM 62,5/125 Série DT 2F DT02-045D-WLS/900-OFNR Cb. Óptico MM 50/125 Série DT 2F DT02-045D-ALS/900-OFNR Cb. Óptico MM 62,5/125 Série DT 4F DT04-050D-WLS/900-OFNR Cb. Óptico MM 50/125 Série DT 4F DT04-050D-ALS/900-OFNR Cb. Óptico MM 62,5/125 Série DT 6F DT06-055D-WLS/900-OFNR Cb. Óptico MM 62,5/125 Série DT 12F DT12-065D-WLS/900-OFNR Cb. Óptico SM 9/125 Série DT 6F DT12-055D-SLX/900-OFNR Cb. Óptico SM 9/125 Série DT 12F DT12-065D-SLX/900-OFNR Cabos Ópticos da Série DX Uso Interno/Externo Fabricante Cb. Óptico MM 50/125 Série DX 4F VM DX04-060A-ALS/900-OFNR R Cb. Óptico MM 50/125 Série DX 4F AM DX04-060A-ALS/900-OFNR Y Cb. Óptico MM 50/125 Série DX 12F PT DX12-075A-ALS/900-OFNR B Fabricante Mini Zip Cord Dupl.2F 1,6mm SM 9/125 AZ AX02-016D-SLX/900- OFNR B Cabo híbrido eletro-óptico e zip cords p/ uso interno Mini Zip Cord Dupl.2F 1,6mm MM 62,5/125 LJ Mini Zip Cord Dupl.2F 1,6mm MM 50/125 T Cabo híbrido eletro-óptico 18AWG / 06 fibras multimodo - Cabo híbrido eletro-óptico 18AWG / 60 fibras monomodo AX02-016D-WLS/900- OFNR O AX02-016D-ALT/900- OFNR CX06-080K-4WLS- 2AWG18-MSHA CX06-080K-4SLS-2AWG18- MSHA Cabos ópticos anti-roedor uso interno / externo Fabricante Cb. Óptico MM 62,5/125 Corrugado DX PVC 4F DX04-WLS-OFCR-CST Cb. Óptico SM 9/125 Corrugado DX PVC 4F DX04-SLX-OFCR-CST Cb. Óptico MM 62,5/125 Corrugado DX 12F DX12-065D-WLS/ 900- OFNR-CST - Cb.óptico anti-roedor dielétrico DX PVC - Cabos Ópticos da Série BX Uso Interno/Externo Fabricante Cb. Óptico MM 62,5/125 Série BX 2F BX02-070D-WLS/900-OFNR Cb. Óptico MM 50/125 Série BX 2F BX02-070D-ALS/900-OFNR Cb. Óptico MM 62,5/125 Série BX 4F BX04-080D-WLS/900-OFNR Cb. Óptico MM 50/125 Série BX 4F BX04-080D-ALS/900-OFNR Cb. Óptico MM 62,5/125 Naval ABS 4F LJ BX04-075Z-WLS-HSWB-OR Cb. Óptico MM 62,5/125 Naval ABS 4F AZ BX04-075Z-WLS-HSWB-BL 13

14 Produtos TRANSITION Networks Conversores de mídia para vídeo analógico e IP. A Transition, fundada em 1987, tornou-se Transition Networks em Com matriz em Minneapolis (USA), a empresa desenvolve soluções de conversores de mídia que potencializam as vantagens da utilização de fibras ópticas. De acordo com a ElectroniCast, a Transition detém mais de 20% do mercado mundial de conversão de mídia. Além de conversores para protocolos Ethernet e protocolos Industriais, oferece vasta linha de produtos conversão de vídeo analógico e IP. Em 2005, adquiriu a empresa Milan Technologies, desenvolvedora de soluções de switches e wireless. A Transition Networks é uma empresa certificada ISO 9001, ISO14001 e segue as diretivas RoHS e WEEE, respectivamente. Os produtos Transition Networks possuem garantia Lifetime e suporte técnico gratuito por web ou telefone (em inglês) e presença local. O Grupo é distribuidor autorizado no Brasil desde Conversores para câmeras móveis Transmissor CFTV F.O. monomodo 1 canal + 1 porta de dados Receptor CFTV F.O. multimodo 1 canal + 1 porta de dados Receptor CFTV F.O. monomodo 1 canal + 1 porta de dados SVIDF SVIDF SVIDF Mód. de Gerenc. p/ Chassis 8 a 19 portas CPSMM Fonte Redundante p/ Chassis 1300 CPSMP Módulo receptor CFTV F.O. monomodo 1 canal CVIDF Módulos conversores para câmeras Módulo receptor CFTV F.O. monomodo 1 canal + 1 porta dedados CVIDF Módulos Ethernet e Fast Ethernet p/ Chassis 1300 e Mód. Conversor de Mídia RJ-45/ST Ethernet SM CETTF Mód. Conversor de Mídia RJ-45/ST Ethernet MM Mód. Conversor de Mídia RJ-45/SC Fast Ethernet MM Mód. Conversor de Mídia RJ-45/SC Fast Ethernet SM Conversores de Mídia BNC p/ Vídeo Stand Alone Receptor CFTV F.O. Multimodo 1 canal J/VD-RX-01-LA Transmissor CFTV F.O. multimodo 1 canal J/VD-TX-01-LA Transmissor CFTV F.O. monomodo 1 canal J/VD-RX-01(SM) Receptor CFTV F.O. monomodo 1 canal J/VD-TX-01(SM) módulos vendidos separadamente CETTF CFETF CFETF Chassis p/ 19 Slots CPSMC

15 Produtos TYCO/AMP Netconnect A AMP Netconnect é uma divisão da Tyco Electronics, que conta com funcionários situados em diversos países. Criada em 1941, graças ao desenvolvimento do conector elétrico por parte de seu fundador, a AMP (originalmente Aircraft Marine Products, isto é, Produtos para Marinha e Aeronáutica) forneceu sistemas de conectividade para as forças armadas norteamericanas durante a Segunda Guerra Mundial, em substituição às antiquadas soldas, que geravam diversos problemas. A AMP Netconnect desenvolve, fabrica e fornece produtos para sistemas de infra-estrutura de comunicação utilizados em empresas e indústrias de diversos segmentos, como governo, educação, finanças, energia, data centers, etc. Solução categoria 5e Cabo UTP 25P x 24 AWG Cat. 5 e Cabo UTP 4P x 24 AWG Cat. 5e Fabricante Cabo UTP CM 4Px24 AWG Cat. 5e AZ Cabo UTP CMX 4Px24 AWG Cat. 5e AZ Cabo UTP 25Px24 AWG Cat.5 AZ Patch Panels Cat. 5e Patch Panel 24P RJ-45 Cat. 5e T568-A/B Patch Panel 48P RJ-45 Cat. 5e T568-A/B Jacks RJ-45 Cat. 5e Fabricante Jack RJ-45 Cat. 5e T568-A/B PT Jack RJ-45 Cat. 5e T568-A/B BG Jack RJ-45 Cat. 5e SL Toolless PT Patch Cables 4P RJ-45/ RJ-45 Cat. 5e Adapter Cables 4P RJ-45/R-J45 Cat.5e. Fabricante Patch Cable 4P RJ-45/RJ-45 Cat. 5e c/ 1,52m (5ft) AZ Patch Cable 4P RJ-45/RJ-45 Cat. 5e c/ 2,44m (8ft) AZ Patch Cable 4P RJ-45/RJ-45 Cat. 5e c/ 3,05m (10ft) AZ Adapter Cable 4P RJ-45/RJ-45 Cat. 5e c/ 1,52m (5ft) AZ Adapter Cable 4P RJ-45/RJ-45 Cat. 5e c/ 2,44m (8ft) AZ Solução categoria 6 Patch Cords 4P RJ-45/ RJ-45 Cat Jack RJ-45 Cat. 6 T568-A/B BG Jack RJ-45 Cat. 6 T568-A/B PT Adapter Cable 4P RJ-45/RJ-45 Cat. 6 c/ 1,52m (5ft) AZ Adapter Cable 4P RJ-45/RJ-45 Cat. 6 c/ 2,44m (8ft) AZ Adapter Cable 4P RJ-45/RJ-45 Cat. 6 c/ 3,05m (10ft) AZ Adapter Cable 4P RJ-45/RJ-45 Cat. 6 c/ 4,57m (15ft) AZ Adapter Cable 4P RJ-45/RJ-45 Cat. 6 c/ 6,10m (20ft) AZ Patch Panel 24P RJ-45 Cat. 6 T568-A/B Patch Panel 48P RJ-45 Cat. 6 T568-A/B Cabo UTP 4P x 23 AWG Cat Cabo UTP CM 4Px23 AWG Cat. 6 AZ

16 Produtos KNÜRR Racks e Acessórios A Knürr AG é uma empresa alemã, líder em sistemas de gabinetes e tecnologia de resfriamento para indústrias de TI e telecomunicações. Sua unidade brasileira situa-se em Boituva, no interior de São Paulo. A Knürr foi adquirida pela Emerson Network Power. A Emerson Network Power é a unidade de negócios da Emerson responsável pelo desenvolvimento de produtos e soluções para o fornecimento ininterrupto de energia e ambientação a diversos setores da economia, notadamente os de chamada missão crítica aqueles para as quais a energia é fundamental, e, por isso, as falhas no fornecimento podem provocar sérios problemas. A Knürr desenvolve, fabrica e fornece produtos para sistemas de infra-estrutura de comunicação utilizados em empresas e indústrias de diversos segmentos, como governo, educação, finanças, energia, data centers, etc. Radiant Cabling Rack Radiant Cabling 24U x 600 s/ Vent. Rack Radiant Cabling 36U x 600 s/ Vent. Rack Radiant Cabling 40U x 600 s/ Vent. Rack Radiant Cabling 44U x 600 s/ Vent. Rack Radiant Cabling 44U x 800 s/ Vent. Fabricante GMRC GMRC GMRC GMRC GMRC Radiant Solution Rack Radiant Solution 44U x 700 c/ 2 Vent. Fabricante POL Calha de Tomada em Alum. c/ 4 Tom. EMAC Calha de Tomada em Alum. c/ 8 Tom. EMAC Calha de Tomada em Alum. c/ 12 Tom. EMAC Rack Uni Econômico GER 2 6U x 500 s/ Vent. GMUE Rack Uni Econômico GER 2 8U x 500 s/ Vent. GMUE Rack Uni Econômico GER 2 12U x 500 s/ Vent. GMUE Calha de Tomada Econ. c/ 4 Tom. EMAC Calha de Tomada Econ. c/ 6 Tom. EMAC Calha de Tomada Econ. c/ 8 Tom. EMAC Calha de Tomada Econ. c/ 12 Tom. EMAC TOP SOLUTION Fabricante Rack TOP SOLUTION CABLING 36Us Preto GMTS Rack TOP SOLUTION CABLING 44Us Preto GMTS Rack TOP SOLUTION PLUS 36Us Preto GMTS Rack TOP SOLUTION PLUS 36Us Prata GMTS Rack TOP SOLUTION PLUS 44Us Preto GMTS Rack TOP SOLUTION PLUS 44Us Prata GMTS Rack TOP Solution G3 45Us preto GMTS Bandeja Desliz. Radiant/Miracel 600 mm MMAC Bandeja Desliz. Radiant/Miracel 800 mm MMAC Bandeja Fixa Radiant/Miracel 600 mm MMAC Bandeja Fixa Radiant/Miracel 800 mm MMAC Bandeja Fixa Miracel Univ. CPU 1000 mm MMAC

17 Produtos Fluke Networks Testes, medição, análise de redes e ferramentas Solução em destaque: Testador de Qualificação CableIQ, equipamento que oferece visão sem igual da largura de banda de cabeamento. Ideal para qualificação do cabeamento de sistemas de monitoramento e CFTV. Diretamente do líder mundial de testadores de rede. O modo Discover detecta e localiza dispositivos Ethernet, dispositivos coaxiais e splitters (velocidade/duplex/pares) Display gráfico. Retro-iluminação para visão em todos os ambientes. Armazene 250 resultados para revisá-los posteriormente. Tom analógico ou digital. Compatível com IntelliTone Probe para localizar cabos com precisão superior. Tecnologia de troubleshooting avançado detecta falhas de performance de cabeamento, mostra claramente o tipo de falha e a distância. Qualifica cabeamento coaxial para aplicações de vídeo/catv; testa comprimento, continuidade, falhas; detecta sinal de vídeo. Emite até 14 tons diferentes que podem ser amplificados com os auto-falantes conectados; permite que o usuário chaveie entre esquerda e direita e altere a fase. Qualificação de cabo. Descubra em quatro segundos que velocidade (10/100/1000) seu cabo pode suportar. Pinagem Inteligente mostra graficamente a distância até a falha específica do condutor. Quatro pilhas AA. Longa duração de vida para várias semanas de teste. Diagnósticos especializados do cabeamento fornecem informações detalhadas sobre as falhas de performance. Botão rotatório torna fácil aprendizagem e operação simples. Porta USB para transferência rápida dos dados para o PC ou para atualizá-lo. Qualifique e identifique tomadas coaxiais de vídeo com uma única ferramenta. Autoteste de 4 segundos determina que os sistemas de cabeamento suportem voz, VoIP, 10/100/1000 Ethernet e CATV. Com display gráfico e tom audível determina continuidade e resistência em fios de segurança/ alarme. Realiza uma pinagem num sistema de cabos telefônicos; vê identificação de tomadas e falhas de pinagem em tomadas ao mesmo tempo. Instale e teste fios de segurança/alarme sem a necessidade de múltiplas ferramentas. Verifique e identifique problemas em instalações de alto-falantes com precisão ampliada. Teste, qualifique e documente todo o sistema de cabeamento a partir de um ponto da casa. Rastreie e localize rapidamente com soluções inovadoras de tons analógicos e digitais Termine e assente tomadas com um único aperto manual. Corte e desencape fios e cabos com nossa linha completa de ferramentas de instalação, projetadas para fornecer melhor qualidade de trabalho. Gerencie inventário de cabeamento e identifique rupturas e curtos com testadores TDR. Verifique mapeamentos de tomadas conforme especificações da indústria e identifique falhas Adaptador Garra Jacaré CableIQ Qualificador Teste CIQ CIQ IntelliTone 100 Probe (MT A) JackRapid c/ Lâm. p/ Jacks Cat. 5e MPS JackRapid c/ Lâm. p/ Jacks Cat. 6 MGS400/ Kit de Ferram. Pro-Toll IS Lâmina p/ JackRapid Cat. 6 MGS400/ Localizador digital de cabos - IntelliTone 200 kit Mala de Transp. p/ IntelliTone Microscanner 2 Verif. Cabos MS Microscanner 2 Verif. Cabos MS2-KIT Ponta Padrão 110 IDC M110 EverSharp Pro 3000 Tone e Probe (Telefonia) Telephone Punchdown-Tool M VisiFault - identificador de falhas para cordões ópticos Equipamento de Verificação MicroScanner 2 Ferramenta de Impacto JackRapid VisiFault Locator (Identificador de Falhas) Pro 3000 e IntelliTone Equipamento de Qualificação CableIQ Kit de Ferramentas Pro-Tool IS50 17

18 Produtos Diversos Soluções de Cabeamento Estruturado e do Grupo para Aplicações de CFTV O Grupo distribui produtos de cabeamento estruturado e CFTV de excelentes fabricantes, mundialmente reconhecidos, tais como: Commscope, Dätwyler, Tyco, Pekon, etc. Além disso, o Grupo preocupa-se em atender às necessidades dos seus clientes e, como resultado dessa ação, desenvolve produtos para aplicações específicas. Caixas de Proteção Caixa de Proteção Dome Fumê 3 para Micro Câmera Caixa de Proteção c/ Suporte Baby 96x90x Caixa de Proteção c/ Suporte 96x90x Caixa de Proteção c/ Suporte 96x90x Caixa de Proteção c/ Suporte JR 63x60x Velcro de 20 mm p/ Amarração de Cabos c/ 3 mts. PT Velcro de 20 mm p/ Amarração de Cabos c/ 3 mts. AZ Velcro de 20 mm p/ Amarração de Patch Cords c/ 20 cm Slim PT Velcro de 20 mm p/ Amarração de Cabos c/ 3 mts. Slim PT Velcro de 20 mm p/ Amarração de Patch Cords c/ 30 cm PT Caixa p/ Conectorização/Fusão até 6 Fibras ST Caixa p/ Conectorização/Fusão até 6 Fibras SC Plaqueta de Identificação Óptica em Relevo Kit de Conectorização Óptica ST/SC/LC Easy Fit Alicate p/ Crimp RJ-45 Macho Cat. 5e Alicate p/ Crimp RJ-45 Macho Cat Die Set p/ Crimp RJ 4 Pos. (4x4) Cabo Coaxial RGC ohms Celular Cabo Coaxial RGC ohms Celular Fabricante Fabricante * Cabo STP LSZH 4P X 26 AWG Cat. 5e Flexível CZ * Cabo S-FTP LSZH 4P X 23 AWG Cat. 6A LJ Cabo Coaxial RG ohms Cabo Coaxial RG 59 CCTV 75 ohms Fabricante Fabricante Fabr * Cabo FTP LSZH 4P X 24 AWG Cat. 5e AZ * Cabo STP LSZH 4P X 26 AWG Cat. 6 Flexível CZ Fabricante Fabricante * Cabo incompatível com solução NVT 18

19 Bibliografia Electronic Safety and Security Design Reference Manual, 1st edition. BICSI, ª Edição do TDMM Telecommunications Distribution Methods Manual da BICSI (Building Industry Consulting Service International). Manuais e catálogos da PELCO. ISO/IEC Information Technology Generic Cabling for Customer Premises. ANSI/TIA/EIA-568-B Commercial Building Telecommunications Cabling Standard, Part 1: General Requirements. ANSI/TIA/EIA-568-B Commercial Building Telecommunications Cabling Standard, Part 2: Balanced Twisted-Pair Cabling Components. ANSI/TIA/EIA-568-B Optical Fiber Cabling Components Standard. ANSI/TIA/EIA-569-B Commercial Building Standard for Telecommunications Pathways and Spaces. ANSI/TIA/EIA-606-A-2002 Administration Standard for Commercial Telecommunications Infrastructure. ANSI/TIA/EIA-862 Building Automation Systems Cabling Standard for Commercial Buildings. 19

20 POL Não é permitida a reprodução de textos bem como imagens aqui veiculadas sem prévia autorização do Grupo. Para informações técnicas adicionais sobre produtos e aplicações favor entrar em contato com nossas equipes comercial ou técnica ou visite o nosso site. Informações como código, descrição e modelo de produtos estão sujeitas a alteração sem aviso prévio. POLICOM Cabos e Conectores Ltda. Rua Costa Aguiar, Ipiranga - São Paulo - SP - CEP: Tel.: Representante Uberlândia (MG) e Oeste Paulista: Jerônimo Alves de Oliveira: Tel.: / POLICOM Telecomunicações 2001 Ltda. R. Cuba, Penha - Rio de Janeiro - RJ - CEP: Telefax.: /3649/3500/3779 PARIS CABOS Comercial Ltda. Av. José Maria de Faria, Lapa de Baixo - São Paulo - SP CEP: Tel./Fax: Exclusivo para o interior paulista. Paraná Telecomunicações Ltda. Av. Senador Salgado Filho, Guabirotuba - Curitiba - PR CEP: Tel.: Fax: Representante Joinville/Blumenau-SC Evandro Posselt, / Representante Florianópolis-SC Jefferson Santiago, / Atendimento exclusivo para o estado de Santa Catarina: RS Ltda. Rua Arabutan, 71 - Navegantes - Porto Alegre - RS Tel.: Fax:

DATA CEnTERS R A C K S A B E R T O S P A R A

DATA CEnTERS R A C K S A B E R T O S P A R A RACKS ABERTOS PARA Data Centers Introdução Top Solution. Um produto testado e aprovado pelo mercado brasileiro A solução em racks abertos é uma exclusividade do Grupo Policom. Com mais de 5000 unidades

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS SOLUÇÕES EM CABEAMENTO, CFTV, DATA CENTERS E REDES INDUSTRIAIS. 9 a Edição

CATÁLOGO DE PRODUTOS SOLUÇÕES EM CABEAMENTO, CFTV, DATA CENTERS E REDES INDUSTRIAIS. 9 a Edição CATÁLOGO DE PRODUTOS SOLUÇÕES EM CABEAMENTO, CFTV, DATA CENTERS E REDES INDUSTRIAIS 9 a Edição Visão do Grupo POLICOM Atuação Presente no mercado desde 1989, o Grupo é líder no mercado nacional de distribuição

Leia mais

Projetados para você. Sob medida para o seu data center.

Projetados para você. Sob medida para o seu data center. Projetados para você. Sob medida para o seu data center. introdução Projetados para você. Sob medida para o seu data center. Inspirada no estrondoso sucesso da linha Top Solution, a solução GP Racks é

Leia mais

Soluções completas de segurança em vídeo IP

Soluções completas de segurança em vídeo IP Soluções completas de segurança em vídeo IP Soluções completas de segurança em vídeo IP www.indigovision.com IndigoVision Visão geral A solução empresarial de segurança IP IndigoVision garante o monitoramento

Leia mais

CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA

CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA NORMAS AMERICANAS EIA/TIA EIA/TIA 568-B: Commercial Building Telecomunications Cabling Standard Essa norma de 2001 é a revisão da norma EIA/TIA 568-A de

Leia mais

SOLUÇÕES INDUSTRIAIS

SOLUÇÕES INDUSTRIAIS SOLUÇÕES INDUSTRIAIS Soluções EM Cabeamento para Ambientes Industriais 1 a Edição Visão do Grupo POLICOM Atuação O Grupo Policom é líder no mercado nacional de distribuição de produtos para Cabeamento

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Cabeamento Estruturado

Leia mais

Gravador digital de vídeo (DVR) de 16 canais Stand Alone

Gravador digital de vídeo (DVR) de 16 canais Stand Alone Gravador digital de vídeo (DVR) de 16 canais Stand Alone VX-16CH-C-H 16 Canais de Vídeos e 1 Canal de Audio Suporta 1 Disco Rígido (HD SATA) Compressão de Vídeo H.264 480 FPS (Frames por Segundo) Integração

Leia mais

Gravador digital de vídeo (DVR) de 8 canais Stand Alone

Gravador digital de vídeo (DVR) de 8 canais Stand Alone Gravador digital de vídeo (DVR) de 8 canais Stand Alone VX-8CH-240C-H 8 Canais de Vídeos e 1 Canal de Audio Suporta 1 (um) Disco Rígido (HD SATA) Compressão de Vídeo H.264 Integração com PTZ Hexaplex -

Leia mais

www.i9tecinfor.com.br Soluções Profissionais Em CFTV IP

www.i9tecinfor.com.br Soluções Profissionais Em CFTV IP www.i9tecinfor.com.br Soluções Profissionais Em CFTV IP Sobre a Hikvision Hikvision Digital Technology Co., Ltd. é um dos principais fornecedores mundiais de produtos e soluções de vídeo vigilância. Fundada

Leia mais

DATA CEnTERS R A C K S A B E R T O S P A R A

DATA CEnTERS R A C K S A B E R T O S P A R A RACKS ABERTOS PARA Data Centers Introdução Top Solution. Um produto testado e aprovado pelo mercado brasileiro A solução em racks abertos é uma exclusividade do Grupo Policom. Com mais de 5000 unidades

Leia mais

Nós queremos o seu. Os melhores preços estão aqui. SpeedPRO SYSTIMAX 360 Uniprise

Nós queremos o seu. Os melhores preços estão aqui. SpeedPRO SYSTIMAX 360 Uniprise Nós queremos o seu projeto! Consulte-nos! Os melhores preços estão aqui. imvision InstaPATCH 360 Redwood SpeedPRO SYSTIMAX 360 Uniprise ImVision. Gestão de Infraestrutura. Simplificada O imvision corresponde

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 6 Cabeamento Residencial

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 6 Cabeamento Residencial APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 6 Cabeamento Residencial Cabeamento residencial Sistema que integra os serviços de telecomunicações em uma residência: Rede local de computadores, acesso à internet, controle

Leia mais

Bancada de CFTV - XI 102 -

Bancada de CFTV - XI 102 - T e c n o l o g i a Bancada de CFTV - XI 102 - Os melhores e mais modernos MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensino tecnológico de qualidade. Bancada de CFTV - XI 102 - INTRODUÇÃO As instalações prediais nos novos

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores - 1º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 01 Conceitos

Leia mais

Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos

Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 4 4. CABEAMENTO ESTRUTURADO- PARTE II Cada nível do subsistema estudado no capítulo anterior foi regulamentado por normas que visam padronizar

Leia mais

CABLING CABOS CONECTORES PATCH PANEL 19 ACESSÓRIOS

CABLING CABOS CONECTORES PATCH PANEL 19 ACESSÓRIOS CABLING CABOS 04 CONECTORES 05 PATCH PANEL 19 06 ACESSÓRIOS 07 02 CABLING CABLAGENS DE COBRE O EIA/TIA 568, de 1991, foi o primeiro padrão americano para os sistemas de cableamento estruturado. Em 1995,

Leia mais

Catálogo de. Produtos LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA PRODUTOS INJETADOS MARCAS DISTRIBUÍDAS B5NX-CNC

Catálogo de. Produtos LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA PRODUTOS INJETADOS MARCAS DISTRIBUÍDAS B5NX-CNC FIBRAS ÓPTICAS E ACESSÓRIOS LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA B5NX-CNC PRODUTOS INJETADOS Catálogo de MARCAS DISTRIBUÍDAS Produtos R A Division of Cisco Systems, Inc. RACKS E ACESSÓRIOS Linha

Leia mais

DEZ RAZÕES PARA MUDAR PARA SISTEMA DE VÍDEO BASEADO EM IP. Ou o que seu vendedor de câmeras analógicas não lhe dirá

DEZ RAZÕES PARA MUDAR PARA SISTEMA DE VÍDEO BASEADO EM IP. Ou o que seu vendedor de câmeras analógicas não lhe dirá DEZ RAZÕES PARA MUDAR PARA SISTEMA DE VÍDEO BASEADO EM IP Ou o que seu vendedor de câmeras analógicas não lhe dirá 1. ALTA RESOLUÇÃO Câmeras baseadas em IP não estão restritas à baixa resolução das câmeras

Leia mais

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO)

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) Par Trançado UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) O cabo UTP é composto por pares de fios, sendo que cada par é isolado um do outro e todos são trançados juntos dentro de uma cobertura externa, que não possui

Leia mais

SignalTEK II. idealindustries.com.br

SignalTEK II. idealindustries.com.br Economize dinheiro usando apenas um equipamento multifuncional ao invés de testadores de fibra e Power over Ethernet (PoE) separados Aumente a eficiência simplificando e acelerando a instalação de cabos,

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Cabeamento Estruturado

Leia mais

INTRODUÇÃO... 2 TRANSMISSÃO DE SINAL DE VÍDEO SOBRE CABO UTP... 3 TIPOS DE CONVERSORES DE VÍDEO (BALUNS)... 3 DÚVIDAS FREQUENTES...

INTRODUÇÃO... 2 TRANSMISSÃO DE SINAL DE VÍDEO SOBRE CABO UTP... 3 TIPOS DE CONVERSORES DE VÍDEO (BALUNS)... 3 DÚVIDAS FREQUENTES... INTRODUÇÃO... 2 TRANSMISSÃO DE SINAL DE VÍDEO SOBRE CABO UTP... 3 TIPOS DE CONVERSORES DE VÍDEO (BALUNS)... 3 PASSIVOS... 3 ATIVOS... 3 BALUN ATIVO COM PASSIVO... 4 DIAGRAMA DE INSTALAÇÃO... 4 DISTÂNCIAS

Leia mais

TESTES E CERTIFICAÇÃO

TESTES E CERTIFICAÇÃO PROFESSOR NORBERTO - CABEAMENTO ESTRUTURADO TESTES E CERTIFICAÇÃO Para garantir a qualidade das instalações e a performance desejada é necessário que tenha-se certeza que a obra foi realizada dentro das

Leia mais

Cabeamento residencial não estruturado

Cabeamento residencial não estruturado 58 Capítulo II Cabeamento residencial para dados, voz e imagem Por José Roberto Muratori e Paulo Henrique Dal Bó* Atualmente, as aplicações encontradas nas residências demandam diferentes tipos de cabos.

Leia mais

Modelo NV-EC1701 Transceptor Ethernet sobre coaxial EoC com PoE, PoE+ de Alta Potência

Modelo NV-EC1701 Transceptor Ethernet sobre coaxial EoC com PoE, PoE+ de Alta Potência NOVO! Modelo NV-EC1701 Transceptor Ethernet sobre coaxial EoC com PoE, PoE+ de Alta Potência Características: Para transmitir e receber simultaneamente (full duplex), Ethernet sobre Base T 10/100 uma distância

Leia mais

Para maiores informações contactar: Segurança Industrial Rua Mariópolis, 131 81750-020 Curitiba - PR Fone/fax: 41 3287-1364 ou 9637-8019

Para maiores informações contactar: Segurança Industrial Rua Mariópolis, 131 81750-020 Curitiba - PR Fone/fax: 41 3287-1364 ou 9637-8019 Para maiores informações contactar: Segurança Industrial Rua Mariópolis, 131 81750-020 Curitiba - PR Fone/fax: 41 3287-1364 ou 9637-8019 www.segindbr.com.br - cml@segindbr.com.br LTC 2682/XX Operação realmente

Leia mais

Aumentar Diminuir Procura Tela Cheia Imprimir

Aumentar Diminuir Procura Tela Cheia Imprimir ADAPTER CABLE M8v CATEGORIA 5 ENHANCED Sistemas de Cabeamento Estruturado para tráfego de voz, dados e imagens, segundo requisitos da norma ANSI/TIA/EIA-568A, incluindo o adendo 5 (Categoria 5e), para

Leia mais

Alarme Conteúdo Detalhado:

Alarme Conteúdo Detalhado: 1 PRÉ REQUISITO: Alarme Conteúdo Detalhado: Ter interesse e disponibilidade para aprender conceitos teóricos e práticos em sistemas de alarme com ou sem monitoramento, cerca elétrica e sensores IVA (barreira

Leia mais

Gravadores digitais versáteis Divar Gravação digital redefinida

Gravadores digitais versáteis Divar Gravação digital redefinida Gravadores digitais versáteis Divar Gravação digital redefinida Nova geração de gravadores digitais versáteis Divar para um mundo em formato analógico e IP Nova geração de DVRs Divar A exceder expectativas

Leia mais

SignalTEK II. idealnwd.com

SignalTEK II. idealnwd.com Economize dinheiro usando apenas um equipamento multifuncional ao invés de testadores de fibra e Power over Ethernet (PoE) separados Aumente a eficiência simplificando e acelerando a instalação de cabos,

Leia mais

26. Dentre as dimensões a seguir, núcleo/casca, quais representam tipicamente fibras monomodo e fibras multimodos, respectivamente?

26. Dentre as dimensões a seguir, núcleo/casca, quais representam tipicamente fibras monomodo e fibras multimodos, respectivamente? CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CÓDIGO 05 UCs de Eletrônica e/ou de Telecomunicações 26. Dentre as dimensões a seguir, núcleo/casca, quais representam tipicamente fibras monomodo e fibras multimodos, respectivamente?

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁLOGO DE PRODUTOS 2015 Apresentação A PONTO DA REDE iniciou suas atividades em setembro de 1997, com sede em Salvador-Bahia, onde dispomos de um grande estoque para pronta entrega. Atuamos nos mercados

Leia mais

22/02/2014. Cabeamento estruturado garante: Organização; Flexibilidade; Desempenho; Escalabilidade; Simplificação do uso; Simplificação da manutenção.

22/02/2014. Cabeamento estruturado garante: Organização; Flexibilidade; Desempenho; Escalabilidade; Simplificação do uso; Simplificação da manutenção. Consiste de um conjunto de produtos de conectividade, empregados de acordo com regras específicas de engenharia; Tais produtos garantem conectividade máxima para os dispositivos existentes e preparam a

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE 1 1. CABEAMENTO ESTRUTURADO Cabeamento estruturado é a disciplina que estuda a disposição organizada e padronizada de conectores e meios

Leia mais

Normas e Padrões. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Normas e Padrões. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Normas e Padrões Prof. Marciano dos Santos Dionizio Devido à falta de padronização para cabeamento de redes, em 1991 a EIA (Electronics Industries Alliance) e a TIA (Telecomunications Industry Association)

Leia mais

Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo.

Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo. Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo. Desafios da vigilância por vídeo hoje O mercado de vigilância por vídeo está crescendo, impulsionado por preocupações de segurança

Leia mais

Meios de Transmissão. Conceito. Importância. É a conexão física entre as estações da rede. Influência diretamente no custo das interfaces com a rede.

Meios de Transmissão. Conceito. Importância. É a conexão física entre as estações da rede. Influência diretamente no custo das interfaces com a rede. Meios de Transmissão Conceito Importância É a conexão física entre as estações da rede. Influência diretamente no custo das interfaces com a rede. Meios de Transmissão Qualquer meio físico capaz de transportar

Leia mais

DTX CableAnalyzer Porque seu tempo é valioso. DTX CableAnalyzer reduz significativamente seu tempo total para certificar

DTX CableAnalyzer Porque seu tempo é valioso. DTX CableAnalyzer reduz significativamente seu tempo total para certificar NETWORKSUPERVISION DTX CableAnalyzer reduz significativamente seu tempo total para certificar DTX CableAnalyzer Porque seu tempo é valioso A nova Série DTX CableAnalyzer da Fluke Networks é a plataforma

Leia mais

Comparativo entre câmeras analógicas e Câmeras IP.

Comparativo entre câmeras analógicas e Câmeras IP. Comparativo entre câmeras analógicas e Câmeras IP. VANTAGENS DAS SOLUÇÕES DE VIGILÂNCIA DIGITAL IP É verdade que o custo de aquisição das câmeras digitais IP, é maior que o custo de aquisição das câmeras

Leia mais

Anexo V: Solução de Pontos de rede local

Anexo V: Solução de Pontos de rede local Anexo V: Solução de Pontos de rede local 1. Objetivo: 1.1. Contratação de solução de Pontos de Rede de telecomunicação para conexão de diversos tipos de equipamentos eletrônicos como computadores, impressoras,

Leia mais

Introdução aos sistemas de cabeamento estruturado

Introdução aos sistemas de cabeamento estruturado Introdução aos sistemas de cabeamento estruturado Prof. José Maurício S. Pinheiro 2010 1 Histórico No início da década de 80 os sistemas Mainframe dominavam o mercado. Surgem os conceitos de "Networking"

Leia mais

Segundo a NBR ISO/IEC 17799:2005,: Objetivo: Prevenir o acesso físico não autorizado, danos e interferências com as instalações e informações da

Segundo a NBR ISO/IEC 17799:2005,: Objetivo: Prevenir o acesso físico não autorizado, danos e interferências com as instalações e informações da 2. Importância da Segurança Física - Monitoramento Segundo a NBR ISO/IEC 17799:2005,: Objetivo: Prevenir o acesso físico não autorizado, danos e interferências com as instalações e informações da organização.

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

BACK BONE DE FIBRA ÓPTICA

BACK BONE DE FIBRA ÓPTICA MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO RUA JOÃO POLITI, 1589 ITAJUBÁ MG BACK BONE DE FIBRA ÓPTICA Responsável Técnico: Airton Leandro Seidel 1 INDICE GERAL DO MEMORIAL DESCRITIVO 1. OBJETIVO DO PROJETO 03 2. ESCOPO

Leia mais

Nosso foco é facilitar a videovigilância profissional para todos. Armazenamento de dados seguro e excelente usabilidade

Nosso foco é facilitar a videovigilância profissional para todos. Armazenamento de dados seguro e excelente usabilidade Nosso foco é facilitar a videovigilância profissional para todos Armazenamento de dados seguro e excelente usabilidade 2 Fácil e confiável Frank Moore, proprietário da Keymusic 3 Fácil e confiável Eu não

Leia mais

O Mundo Monitorado de uma forma diferente! Luis Ceciliato Engenheiro de Aplicação luis.ceciliato@schneider-electric.

O Mundo Monitorado de uma forma diferente! Luis Ceciliato Engenheiro de Aplicação luis.ceciliato@schneider-electric. O Mundo Monitorado de uma forma diferente! Luis Ceciliato Engenheiro de Aplicação luis.ceciliato@schneider-electric.com 11 99183-2885 Pelco by Schneider Electric Brasil Fundada em 1957 na cidade de Clóvis/CA/EUA;

Leia mais

Placa de Rede. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. MAN (Metropolitan Area Network) Rede Metropolitana

Placa de Rede. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. MAN (Metropolitan Area Network) Rede Metropolitana Rede de Computadores Parte 01 Prof. André Cardia Email: andre@andrecardia.pro.br MSN: andre.cardia@gmail.com Placa de Rede Uma placa de rede (NIC), ou adaptador de rede, oferece capacidades de comunicações

Leia mais

Davidson Rodrigo Boccardo flitzdavidson@gmail.com

Davidson Rodrigo Boccardo flitzdavidson@gmail.com Fundamentos em Sistemas de Computação Davidson Rodrigo Boccardo flitzdavidson@gmail.com Camada Física Primeira cada do modelo OSI (Camada 1) Função? Processar fluxo de dados da camada 2 (frames) em sinais

Leia mais

MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA

MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA Pioneirismo tecnológico e FLEXIBILIDADE na migração O é uma plataforma de comunicação convergente, aderente às principais necessidades das

Leia mais

Infra-Estrutura de Redes

Infra-Estrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul Infra-Estrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Ementa 1 Apresentação

Leia mais

EaglePlus CMS/NVR. Gerenciamento Hibrido de Câmeras IP, NVRs, Encoders, Decoders, DVR PC-Based e Standalone

EaglePlus CMS/NVR. Gerenciamento Hibrido de Câmeras IP, NVRs, Encoders, Decoders, DVR PC-Based e Standalone EaglePlus CMS/NVR Gerenciamento Hibrido de Câmeras IP, NVRs, Encoders, Decoders, DVR PC-Based e Standalone Velocidade de visualização e gravação de até 30 FPS por câmera Monitoração e gravação remota de

Leia mais

A escolha desses itens é importante pois interfere no custo das interfaces de rede. Cabo coaxial Par trançado Fibra ótica

A escolha desses itens é importante pois interfere no custo das interfaces de rede. Cabo coaxial Par trançado Fibra ótica Meios físicos de transmissão Objetivos: 1 - Definir os termos referentes a cabeamento. 2 - Identificar os principais tipos de cabos de rede. 3 - Determinar o tipo de cabeamento apropriado para cada tipo

Leia mais

Apresentação Linha de Produtos

Apresentação Linha de Produtos Apresentação Linha de Produtos Linha de Atuação Foco da Empresa Equipamentos para instalações de CFTV Linhas de Produtos - Conversores de Vídeo Passivos - Conversores de Vídeo Ativos - Isoladores de Sinal

Leia mais

Cabeamento Estruturado Metálico em Edifícios Comerciais

Cabeamento Estruturado Metálico em Edifícios Comerciais Cabeamento Estruturado Metálico em Edifícios Comerciais Cabeamento estruturado - definição Sistema de cabeamento capaz de prover tráfego de gêneros de informações diferenciadas dentro de um mesmo sistema

Leia mais

Solutions with flexibility

Solutions with flexibility Solutions with flexibility Solutions with flexibility Nossa História Missão Visão e Valores Fundada em 2010 A Mega Cabling, tem como objetivo principal fornecer consultoria, materiais e serviços na elaboração

Leia mais

Câmeras de rede HDTV e megapixel Axis Veja o que você está perdendo.

Câmeras de rede HDTV e megapixel Axis Veja o que você está perdendo. Câmeras de rede HDTV e megapixel Axis Veja o que você está perdendo. Câmeras de rede HDTV e megapixel Câmeras de rede HDTV e megapixel têm um papel importante nas aplicações de vigilância por vídeo. Elas

Leia mais

ANEXO VII PREGÃO PRESENCIAL Nº. 054/2014. Termo de Referencia

ANEXO VII PREGÃO PRESENCIAL Nº. 054/2014. Termo de Referencia ANEXO VII PREGÃO PRESENCIAL Nº. 054/2014 Termo de Referencia 1. OBJETO Aquisição de equipamentos de sistema de segurança (circuito fechado DVR), sendo DVR, Câmeras e Fontes 2. Descrição Quantidade Equipamento

Leia mais

Meios de transmissão. Professor Leonardo Larback

Meios de transmissão. Professor Leonardo Larback Meios de transmissão Professor Leonardo Larback Meios de transmissão Na comunicação de dados são usados muitos tipos diferentes de meios de transmissão. A escolha correta dos meios de transmissão no projeto

Leia mais

Infraestrutura de Redes

Infraestrutura de Redes Infraestrutura de Redes Apresentação 01: Conceitos de Cabeamento Estruturado Prof. João Paulo Just - http://just.pro.br 1 Conceitos de Cabeamento Porque? Anteriormente: serviços como sistemas de alarmes,

Leia mais

TI Aplicada. Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br

TI Aplicada. Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br TI Aplicada Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br Conceitos Básicos Equipamentos, Modelos OSI e TCP/IP O que são redes? Conjunto de

Leia mais

MAXPRO VMS SISTEMA DE GESTÃO DE VÍDEO. Sua Plataforma de Balcão Único para Integração de Segurança

MAXPRO VMS SISTEMA DE GESTÃO DE VÍDEO. Sua Plataforma de Balcão Único para Integração de Segurança MAXPRO VMS SISTEMA DE GESTÃO DE VÍDEO Sua Plataforma de Balcão Único para Integração de Segurança A Honeywell incorporou nosso conhecimento rico e experiência confiável de sistemas de vigilância e segurança

Leia mais

Fernando Guerra Regional Sales Manager

Fernando Guerra Regional Sales Manager Fernando Guerra Regional Sales Manager Contatos Brasil Crockett International - SP Av. Dr. Arnaldo 2052 São Paulo SP 01255-000 Tel.: 55.11.3673-0058 Gerente de Vendas São Paulo/Sul Sr. Fernando Guerra

Leia mais

Gravação e Transmissão

Gravação e Transmissão O D-Guard Center é um poderoso sistema de controle e monitoramento, integrado aos mais diversos equipamentos de segurança eletrônica. Ilimitados dispositivos podem ser controlados e monitorados simultaneamente:

Leia mais

Projeto de Cabeamento Estruturado

Projeto de Cabeamento Estruturado Projeto de Cabeamento Estruturado Sistema de Cabeamento Estruturado Subsistemas 1 Subsistema Cabeamento Horizontal 2 Subsistema Cabeamento Vertical 3 - Área de Trabalho - ATR 4 - Armário de Telecomunicações

Leia mais

SISTEMA DE RASTREIO ÓPTICO

SISTEMA DE RASTREIO ÓPTICO SISTEMA DE RASTREIO ÓPTICO 1 SISTEMA DE RASTREIO ÓPTICO VISÃO GERAL O Sistema de Rastreio Óptico, ou simplesmente SISROT, foi desenvolvido com o objetivo de rastrear foguetes nos primeiros instantes de

Leia mais

Série MAXPRO. de Soluções para Vídeo IP APRENDA UM, CONHEÇA TODOS. Aberta, Flexível e Dimensionável Plataforma de Vigilância de Vídeo

Série MAXPRO. de Soluções para Vídeo IP APRENDA UM, CONHEÇA TODOS. Aberta, Flexível e Dimensionável Plataforma de Vigilância de Vídeo Série MAXPRO de Soluções para Vídeo IP APRENDA UM, CONHEÇA TODOS Aberta, Flexível e Dimensionável Plataforma de Vigilância de Vídeo APRENDA UM, CONHEÇA TODOS Você está procurando por... sistemas que são

Leia mais

Planejamento de Redes e Cabeamento Estruturado

Planejamento de Redes e Cabeamento Estruturado Planejamento de Redes e Cabeamento Estruturado Projeto e Instalação Prof. Deivson de Freitas Introdução Nenhuma área de tecnologia cresceu tanto como a de redes locais (LANs) A velocidade passou de alguns

Leia mais

LISTA DE PRODUTOS ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: SETEMBRO DE 2008

LISTA DE PRODUTOS ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: SETEMBRO DE 2008 LISTA DE PRODUTOS DE PRODUTOS LISTA ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: SETEMBRO DE 2008 Ativos / Wireless ADSL Modem; Conversores de Mídia; Firewall; Hub s; KVM (2 / 4 / 8 e 16 Portas); Modem Externo; Placas de Rede

Leia mais

Solução Hibrida para Integração de Câmeras Analógicas e Câmeras IP no Mesmo Servidor

Solução Hibrida para Integração de Câmeras Analógicas e Câmeras IP no Mesmo Servidor Gravador de Vídeo Digital Hibrido em Tempo-Real de até 36 Câmeras Solução Hibrida para Integração de Câmeras Analógicas e Câmeras IP no Mesmo Servidor Velocidade de gravação e visualização entre 120 FPS

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Superação dos resultados Inovação Integridade Valorização Humana Melhoria Continua

APRESENTAÇÃO. Superação dos resultados Inovação Integridade Valorização Humana Melhoria Continua APRESENTAÇÃO EMPRESA A LHS Engenharia tem como principal objetivo a prestação de serviços e apoio adequado que garantem soluções eficazes com resultado garantido, durabilidade e excelente relação custo/benefício.

Leia mais

EaglePlus 6400. Solução Hibrida com Análise de Vídeo Integrado. para Câmeras Analógicas e IP.

EaglePlus 6400. Solução Hibrida com Análise de Vídeo Integrado. para Câmeras Analógicas e IP. Servidor de Vídeo NVR Híbrido de até 64 Câmeras com Análise de Vídeo Solução Hibrida com Análise de Vídeo Integrado em Tempo-Real para Câmeras Analógicas e IP. Análise de Vídeo Integrado: Detecção de Face,

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁLOGO DE PRODUTOS 2014 Apresentação A PONTO DA REDE iniciou suas atividades em setembro de 1997, com sede em Salvador-Bahia, onde dispomos de um grande estoque para pronta entrega. Atuamos nos mercados

Leia mais

NaviTEK II. idealindustries.com.br. Economize dinheiro usando um único equipamento multifuncional para testar redes de fibra e de cobre

NaviTEK II. idealindustries.com.br. Economize dinheiro usando um único equipamento multifuncional para testar redes de fibra e de cobre Economize dinheiro usando um único equipamento multifuncional para testar redes de fibra e de cobre Aumente a eficiência simplificando e acelerando a instalação dos cabos e a resolução dos problemas de

Leia mais

Meios Físicos de Transmissão

Meios Físicos de Transmissão Meios Físicos de Transmissão O meios de transmissão diferem com relação à banda passante, potencial para conexão ponto a ponto ou multiponto, limitação geográfica devido à atenuação característica do meio,

Leia mais

Câmeras. Internas. www.foscam.com.br

Câmeras. Internas. www.foscam.com.br Câmeras Internas IP WIRELESS FOSCAM FI9821W A câmera IP FOSCAM FI9821W é uma solução para clientes que procuram um equipamento de alto desempenho, com compressão de imagem H.264 e resolução Megapixel.

Leia mais

DTX CableAnalyzer Porque seu tempo é valioso. DTX CableAnalyzer reduz significativamente seu tempo total para certificar

DTX CableAnalyzer Porque seu tempo é valioso. DTX CableAnalyzer reduz significativamente seu tempo total para certificar NETWORKSUPERVISION DTX CableAnalyzer reduz significativamente seu tempo total para certificar A nova Série DTX CableAnalyzer da Fluke Networks é a plataforma de testes para hoje e para o amanhã. Esta revolucionária

Leia mais

UTP Unshielded Twisted Pair - UTP ou Par Trançado sem Blindagem: é o mais usado atualmente tanto em redes domésticas quanto em grandes redes

UTP Unshielded Twisted Pair - UTP ou Par Trançado sem Blindagem: é o mais usado atualmente tanto em redes domésticas quanto em grandes redes Definição Cabeamento para uso integrado em comunicações de voz, dados e imagem preparado de maneira a atender diversos layouts de instalações, por um longo período de tempo, sem exigir modificações físicas

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Norma 568

Cabeamento Estruturado. Norma 568 Cabeamento Estruturado Norma 568 1 Resumo Evolução da Norma; Onde e como utilizar a norma; Conhecer como a norma ANSI/EIA/TIA 568B está dividida em subsistemas; D e s c r e v e r a s c a r a c t e r í

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento O cabeamento horizontal Compreende os segmentos de cabos que são lançados horizontalmente entre as áreas de trabalho e as salas de telecomunicações

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO PORTUGUÊS

GUIA DO USUÁRIO PORTUGUÊS GUIA DO USUÁRIO Placa de controle de vigilância por vídeo AXIS T8310 Joystick de vigilância por vídeo AXIS T8311 Teclado de vigilância por vídeo AXIS T8312 Roda de avanço/retrocesso rápido de vigilância

Leia mais

Automação residencial: visão geral e aplicações

Automação residencial: visão geral e aplicações Automação residencial: visão geral e aplicações Paulo Sérgio Marin, Dr. Engº. paulo_marin@paulomarinconsultoria.eng.br Resumo- A automação residencial é um segmento relativamente novo na indústria de infraestrutura

Leia mais

Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática

Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores 04. Meios Físicos de Transmissão Prof. Ronaldo Introdução n

Leia mais

GS 16SVR960 Sistema de Gravação de Vídeo - 960H - 16 canais

GS 16SVR960 Sistema de Gravação de Vídeo - 960H - 16 canais www.gigasecurity.com.br GS 16SVR960 Sistema de Gravação de Vídeo - 960H - 16 canais Gravador de vídeo Fonte bivolt Proteção de surto HD opcional Acesso via internet Sistema de gravação de vídeo Muito mais

Leia mais

Access Professional Edition O sistema de controle de acesso flexível que cresce com o seu negócio

Access Professional Edition O sistema de controle de acesso flexível que cresce com o seu negócio Access Professional Edition O sistema de controle de acesso flexível que cresce com o seu negócio 2 Access Professional Edition: a solução de controle de acesso ideal para empresas de pequeno e médio porte

Leia mais

Bosch Video Management System Assegurando o futuro com IP

Bosch Video Management System Assegurando o futuro com IP Bosch Video Management System Assegurando o futuro com IP Segurança de vídeo IP Tudo interligado O Bosch Video Management System (VMS) gere todo o áudio e vídeo digital e IP, além de todos os dados de

Leia mais

QUANDO TRATAMOS SOBRE MEIOS DE TRANSMISSÃO, DEVEMOS ENFATIZAR A EXISTÊNCIA DE DOIS TIPOS DESSES MEIOS, SENDO:

QUANDO TRATAMOS SOBRE MEIOS DE TRANSMISSÃO, DEVEMOS ENFATIZAR A EXISTÊNCIA DE DOIS TIPOS DESSES MEIOS, SENDO: CABEAMENTO DE REDE QUANDO TRATAMOS SOBRE MEIOS DE TRANSMISSÃO, DEVEMOS ENFATIZAR A EXISTÊNCIA DE DOIS TIPOS DESSES MEIOS, SENDO: MEIO FÍSICO: CABOS COAXIAIS, FIBRA ÓPTICA, PAR TRANÇADO MEIO NÃO-FÍSICO:

Leia mais

ANEXO 1A ESPECIFICAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS

ANEXO 1A ESPECIFICAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS ANEXO 1A ESPECIFICAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS ITEM 1 EQUIPAMENTO DE GRAVAÇÃO NVR (NETWORK VÍDEO RECORDER) QUANTIDADE: 01 Suporte a no mínimo 24 canais IP'S Acesso remoto a servidor WeB incorporado ao NVR com

Leia mais

Soluções de Vídeo de IP Série MAXPRO APRENDA UM, CONHEÇA TODOS. Aberto, flexível e escalável Plataforma de vigilância de vídeo

Soluções de Vídeo de IP Série MAXPRO APRENDA UM, CONHEÇA TODOS. Aberto, flexível e escalável Plataforma de vigilância de vídeo Soluções de Vídeo de IP Série MAXPRO APRENDA UM, CONHEÇA TODOS Aberto, flexível e escalável Plataforma de vigilância de vídeo APRENDA UM, CONHEÇA TODOS Você está procurando... sistemas que são interoperáveis

Leia mais

Artigo. Dez razões para comprar uma câmera de rede ou o que o seu fornecedor de câmeras analógicas não contará para você

Artigo. Dez razões para comprar uma câmera de rede ou o que o seu fornecedor de câmeras analógicas não contará para você Artigo Dez razões para comprar uma câmera de rede ou o que o seu fornecedor de câmeras analógicas não contará para você ÍNDICE Introdução 3 Dez coisas que você não ouvirá de seu fornecedor de câmeras analógicas

Leia mais

Série Connect. Switches e Conversores Industriais. www.altus.com.br

Série Connect. Switches e Conversores Industriais. www.altus.com.br Série Connect Switches e Conversores Industriais www.altus.com.br Conectividade e simplicidade Compacto: design robusto e eficiente para qualquer aplicação Intuitivo: instalação simplificada que possibilita

Leia mais

ENGENHARIA E PROJETOS ELÉTRICOS LTDA

ENGENHARIA E PROJETOS ELÉTRICOS LTDA APRESENTAÇÃO As especificações contidas neste memorial são referentes às instalações de cabeamento estruturado do prédio sede do Tribunal Regional do Trabalho 12ª Região TRT, localizado na Av. Jorn.Rubens

Leia mais

Especificação técnica do Software de Gerenciamento de Vídeo

Especificação técnica do Software de Gerenciamento de Vídeo Especificação técnica do Software de Gerenciamento de Vídeo 1. Esta Especificação destina-se a orientar as linhas gerais para o fornecimento de equipamentos. Devido às especificidades de cada central e

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº1

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº1 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. Electrotécnica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº1 Cablagem estruturada 1 Introdução Vivemos em plena segunda revolução industrial.

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES TEXTOS DE REFORÇO Michel da Rocha Fragoso 2010 2 Saudações Olá, meus caros alunos. Esta é uma série de textos de reforço de minha autoria sobre o nosso próximo módulo a ser estudado

Leia mais

Exercícios de Redes de Computadores Assuntos abordados: Conceitos gerais Topologias Modelo de referência OSI Modelo TCP/IP Cabeamento 1.

Exercícios de Redes de Computadores Assuntos abordados: Conceitos gerais Topologias Modelo de referência OSI Modelo TCP/IP Cabeamento 1. Exercícios de Redes de Computadores Assuntos abordados: Conceitos gerais Topologias Modelo de referência OSI Modelo TCP/IP Cabeamento 1. (CODATA 2013) Em relação à classificação da forma de utilização

Leia mais

CGW-PX1 Gateway SIP GSM

CGW-PX1 Gateway SIP GSM Interface de conexão SIP entre PABX e rede Celular Interconecte seu PABX ou Switch SIP com a rede celular GSM O gateway CGW-PX1 é um dispositivo que interconecta seu PABX ou switch de voz com as redes

Leia mais

ScatiSuite, A melhor ferramenta para a gravação e a gestão do CFTV

ScatiSuite, A melhor ferramenta para a gravação e a gestão do CFTV ScatiSuite, A melhor ferramenta para a gravação e a gestão do CFTV www.scati.com info@scati.com Índice Scati Suite Caraterísticas gerais Gravação Aplicações cliente de gestão Outras funcionalidades Scati

Leia mais

CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas

CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas

Leia mais

SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO)

SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO) SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO) Há vários tipos de sistemas de gravações digitais. Os mais baratos consistem de uma placa para captura de vídeo, que

Leia mais