Exemplos de Boas Práticas de RSE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Exemplos de Boas Práticas de RSE"

Transcrição

1 Exemplos de Boas Práticas de RSE 7.2. Praktiker Hungary Filme sobre a RSE no mercado Resumo A Praktiker Magyarország Kft. é a filial húngara da Praktiker Bau-und Heimwerkermärkte Holding AG com sede na Alemanha. Esta holding pertence à rede de centros de bricolage líder na Europa fazendo parte do grupo METRO. A Praktiker comercializa uma vasta gama de produtos de bricolage e de remodelação da casa escritório jardim e zonas de lazer. Presentemente a Praktiker é representada por mais de 440 centros de bricolage em 10 países. Em 2009 gerou um volume de negócios de perto de 3.7 biliões de euros empregando perto de pessoas. O primeiro centro de bricolage da Hungria foi aberto em Por ocasião do seu 10.º aniversário a operar no mercado húngaro a Praktiker Hungria passou a implementar uma política de Responsabilidade Social Empresarial (RSE) em todos os seus centros de bricolage no país. RSE na empresa Actualmente a aplicação da Responsabilidade Social Empresarial (RSE) enquanto abordagem estratégica resume-se no mercado húngaro a um pequeno grupo de empresas pioneiras na sua maioria grupos de grande dimensão. A Pratiker Hungria incluiu pela primeira a RSE na sua agenda estratégica no ano de 2008 por altura do seu 10º aniversário a operar na Hungria. Karl-Heinz Keth director executivo da Praktiker Hungria interrogou-se nessa altura sobre o que significavam os lucros e o êxito da empresa nesses 10 anos de actividade tendo em conta o país em que se encontravam inseridos. Foi este o ponto de partida para integrar a RSE no core business da empresa nomeadamente através da participação dos colaboradores (Voluntariado Empresarial) e das comunidades locais (Envolvimento Comunitário). Com efeito a Praktiker Hungria considera como central na sua actividade de RSE observar e levar em linha de conta as especificidades do mercado húngaro para depois integrar de forma consciente este know-how na direcção estratégica da empresa e usá-lo como alavanca de desenvolvimento. Assim em complemento com as iniciativas da sede os próprios colaboradores e directores de loja podem dar início a actividades de RSE no âmbito da localidade em que estão a trabalhar. The project "" is organized by GILDE GmbH and has been funded with support from the European Commission. This publication reflects the views only of the author and the Commission cannot be held responsible for any use which may be made of the information contained therein. 12/2010

2 Transcrição dos narradores do filme Péter Dömötör Director de Marketing da Praktiker Hungria O meu nome é Péter Dömötör e sou o director de marketing da Praktiker na Hungria. A Praktiker é a segunda maior cadeia europeia de bricolage-diy (Faça Você Mesmo). DIY significa para nós renovação decoração e melhoramento das nossas casas. Estamos na Hungria há 12 anos e temos hoje 20 lojas por todo o país. Se a RSE é hoje apenas uma boa prática para a maioria das empresas húngaras da actualidade vai-se tornar numa obrigação dentro de um ou dois anos. Infelizmente a Praktiker foi tão atingida pela crise actual como o foi a Hungria. Como é normal num período de crise as empresas estão hoje mais centradas na sua estrutura de custos no intuito de poupar tanto quanto possível. O primeiro plano estratégico e as práticas de RSE arrancaram em 2008 ligado ao 10.º aniversário da empresa na Hungria. O segundo consistiu em linhas gerais na reconstrução e renovação de parques zonas de recreio edifícios e espaços públicos nas cidades onde operamos. Podemos hoje dividir as nossas actividades de RSE em dois grupos. Num primeiro grupo estão as nossas actividades para o próximo século em cada ano. Temos depois aquilo a que chamamos actividades ad-hoc que são mais uma resposta ao que vai acontecendo à nossa volta. Na baixa de Pécs uma das maiores cidades na Hungria decidimos ir para o terreno com cerca de 15 colaboradores nossos e renovar uma das áreas centrais da cidade. József Szkibó Director do Centro de Bricolage Praktiker em Pécs Eu chamo-me Szkibó József. Sou o gerente do centro de bricolage Praktiker em Pécs desde 1 de Março. Aqui em Pécs estamos situados num parque no bairro da Cidade de Urânio (Uránváros). Fomos contactados no sentido de apoiar a renovação da zona do parque. E tal como foi acordado é isto mesmo que estamos a fazer. Por um lado a minha função é organizar e coordenar o trabalho. Inspeccionámos o local para o qual eram necessários materiais e formámos uma equipa com a Viki Balázs para executar a obra. Eu estou também no terreno como forma de dar o exemplo. The project "" is organized by GILDE GmbH and has been funded with support from the European Commission. This publication reflects the views only of the author and the Commission cannot be held responsible for any use which may be made of the information contained therein. 12/2010

3 Viktória Balázs Coordenadora de Marketing do Centro de Bricolage Praktiker em Pécs O meu nome é Viktória Balázs e sou a coordenadora de marketing da Praktiker em Pécs. Colocámos como prioridade a requalificação da nossa cidade. Quando uma multinacional como a Praktiker decide contribuir na renovação de toda uma zona está a enviar uma mensagem muito positiva à população. Esta acção promove também o espírito de equipa. E porque a família é algo de importante para nós estamos há vários anos a trabalhar para o desenvolvimento local e da cidade. Organizamos exposições campanhas de doação de sangue e consultas médicas. Somos o principal agente na promoção de muitos eventos e participamos activamente na vida cultural desta cidade. Péter Dömötör Director de Marketing da Praktiker Hungria Temos recebido um feedback muito positivo e imediato das pessoas que nos felicitam por finalmente se estar a fazer alguma coisa por esta parte da cidade ou por este parque. Esta iniciativa foi seguida em 2009 em colaboração com a associação de pessoas invisuais e amblíopes onde iniciámos um projecto comunitário orientado para facilitar a vida destas pessoas - e que acaba por beneficiar ao mesmo tempo a nossa empresa. Susanna Kroll Directora do Grupo de Lobby da Associação Húngara para os Cegos e Deficientes Visuais Eu chamo-me Susana Kroll. Sou a directora do grupo de lobby da associação húngara para os cegos e deficientes visuais. Vivem na Hungria mais de pessoas com deficiências de visão a vários níveis embora nem todos sejam completamente cegos. A nossa associação reúne cerca de membros. Durante a primeira reunião definimos como prioridade que a loja online pudesse também ser utilizada pelos cegos. Embora isto implicasse reequipar todo o site com software de linguagem o que constituiu um desafio de peso para os administradores de rede a equipa da Praktiker conseguiu levar esta tarefa a bom termo. Considerámos também importante a existência de um serviço de telefone uma vez que nem todos os invisuais sabem utilizar a internet. Com este serviço todas lojas da Praktiker se comprometem a contactar a pessoa em questão sempre que esta o solicite ficando a loja com o nome pessoal e o contacto telefónico da mesma. The project "" is organized by GILDE GmbH and has been funded with support from the European Commission. This publication reflects the views only of the author and the Commission cannot be held responsible for any use which may be made of the information contained therein. 12/2010

4 Szigetiné Bogdán Ramóna Coordenadora de Marketing do Centro de Bricolage Praktiker em Vecsés Estou a trabalhar como coordenadora de marketing para a Praktiker. Uma das minhas funções é coordenar o apoio comercial a clientes invisuais. Concebemos este serviço há um ano e meio dois anos para fazer face à dificuldade que os clientes invisuais têm em orientar-se ou mesmo efectuar uma compra numa loja de grandes dimensões. Susanna Kroll Directora do Grupo de Lobby da Associação Húngara para os Cegos e Deficientes Visuais Para muitas pessoas a compra online não substitui o atendimento presencial. No meu caso gosto de sentir o toque e a textura da mercadoria ou do produto que quero comprar. É aqui que o atendimento pessoal pode ser muito útil. A uma hora previamente marcada o meu assistente espera por mim à entrada da loja. Este acompanha-me no meu percurso pelas diferentes áreas ajuda-me a reunir os materiais e ajuda-me quando estou a pagar na caixa. No fim os materiais são entregues em casa. Eu queria montar uma caixa para armazenar mercadorias que servisse ao mesmo tempo como assento e tivesse uma tampa articulada. De forma a conseguir movê-la com facilidade e garantir assim que não esbarro nela quando for fazer as limpezas a caixa deverá ter rodas. É fantástico que alguém uma empresa nos torne isto possível e se para além disto eu dispor de ajuda montar uma caixa pode ser uma experiência maravilhosa. Péter Dömötör Director de Marketing da Praktiker Hungria Esta decisão não é significativa nas nossas vendas globais e nós não o planeámos com esse objectivo. É por essa razão que esta é uma actividade de RSE e não uma política comercial. É óbvio que o primeiro passo é conseguirmos merecer a confiança destas pessoas é esse o nosso objectivo. A RSE é importante para todas as empresas a operar na Hungria. É algo que os clientes esperam. Penso ser cada vez mais uma expectativa de colaboradores e fornecedores e nós temos que demonstrar a nossa responsabilidade perante estas pessoas. E se existe uma qualquer necessidade e nós temos os meios então com não muito esforço nós podemos organizar a ajuda necessária nesses locais. The project "" is organized by GILDE GmbH and has been funded with support from the European Commission. This publication reflects the views only of the author and the Commission cannot be held responsible for any use which may be made of the information contained therein. 12/2010

5 Susanna Kroll Directora do Grupo de Lobby da Associação Húngara para os Cegos e Deficientes Visuais É importante para nós que os funcionários destas empresas percebam que a colaboração o planeamento e a realização de projectos com pessoas deficientes visuais são idênticos aos das pessoas saudáveis. É um passo fundamental no sentido da integração social pois eles podem vir a deparar com outros deficientes visuais na sua vida. Exercício 7.2. (aproximadamente 60 minutos) Este filme mostra-nos a implementação da Responsabilidade Social Empresarial no mercado. Potenciais colaborações com organizações não-governamentais (ONGs) assim como os recursos da empresa e o envolvimento de colaboradores e produtos são utilizados em prol da comunidade. Discuta com os participantes as seguintes questões entre outras: Globalmente que avaliação faz da RSE na Praktiker Hungria? Faça de conta que está a fazer compras num dos centros de bricolage da Praktiker Hungria: o que é que compraria e que questão de RSE colocaria ao responsável de apoio ao cliente ou de marketing neste contexto? Que contributos pode a Praktiker Hungria dar de forma a consciencializar clientes empresas e políticos? Trabalho de grupo (1) para reforço das competências A Praktiker Hungria aspira a tornar-se líder de mercado em RSE entre os centros de bricolage na Hungria nos próximos 5 anos. Peça aos participantes que formem equipas de consultoria de RSE com 3 a 5 elementos. Será solicitado a cada equipa a preparação de uma reunião com a direcção da Praktiker Hungria nos 30 minutos seguintes. Para este objectivo as equipas irão analisar a actual situação da Praktker Hungria em matéria de RSE baseando-se no filme visionado. Ser-lhe-ás ainda pedido que definam 3 a 5 medidas para o desenvolvimento da estratégia de RSE da Praktiker Hungria. Durante as apresentações de cada equipa os restantes elementos irão abordar as propostas feitas no papel de membros da direcção da Praktiker Hungria. Trabalho de grupo (2) para reforço das competências A direcção da Praktiker Hungria decide sobre a estratégia e o orçamento de RSE para o próximo ano. Divida os participantes em 4 grupos e peça-lhes que preparem uma reunião de RSE durante 30 minutos seguintes. The project "" is organized by GILDE GmbH and has been funded with support from the European Commission. This publication reflects the views only of the author and the Commission cannot be held responsible for any use which may be made of the information contained therein. 12/2010

6 Equipa 1 (externa à empresa): membros da associação húngara para os cegos e deficientes visuais Expor os benefícios sociais e empresariais resultantes da cooperação. Por que deve ser levada a cabo esta iniciativa? Que medidas serão postas em prática para desenvolver a iniciativa? Estas implicarão um aumento no orçamento alocado pela Praktiker Hungria e se sim em que percentagem? Equipa 2 (interna): RSE na comunidade De que forma pode a RSE ser optimizada face às instalações disponíveis na Praktiker Hungria? Que medidas sugere? Que fatia (em percentagem) do orçamento alocado para RSE será necessária para a sua concretização? Equipa 3 (interna): think tank de RSE da Praktiker Hungary Enquanto fonte de inspiração para o laboratório de ideias da Praktiker Hungria no desenvolvimento da RSE que medidas sugere para o próximo ano? Que fatia (em percentagem) do orçamento alocado para RSE será necessária para a sua concretização? Equipa 4 (interna): direcção da Praktiker Hungary Cada elemento deve formular 5 argumentos a favor e 5 pontos críticos ou sugestões de melhoria das actuais actividades de RSE na empresa. Deve ainda ser preparada uma distribuição (em percentagem) do orçamento para as diferentes actividades de RSE no próximo ano. Peça à equipa 4 para primeiramente apresentar os resultados da reunião perante o grupo. As equipas 1 a 3 deverão então apresentar as sugestões à equipa 4. Após as apresentações a equipa 4 irá atribuir tarefas e orçamentos às equipas de RSE na empresa. Informações e recursos adicionais Praktiker Kft. HU Budapest Mester u. 87. Telefone: 0036 (0) Fax: 0036 (0) The project "" is organized by GILDE GmbH and has been funded with support from the European Commission. This publication reflects the views only of the author and the Commission cannot be held responsible for any use which may be made of the information contained therein. 12/2010

WP8 Quality and Management/Governance National study Portuguese version 2012

WP8 Quality and Management/Governance National study Portuguese version 2012 With the support of the Lifelong Learning Programme of the European Union Identifying Barriers in Promoting the European Standards and Guidelines for Quality Assurance at Institutional Level IBAR Agreement

Leia mais

Exemplos de Boas Práticas de RSE

Exemplos de Boas Práticas de RSE Exemplos de Boas Práticas de RSE 7.4. Pritchard Englefield Filme sobre a RSE na comunidade Resumo A empresa Pritchard Englefield foi fundada em 1848. Está sediada na City de Londres (Grã-Bretanha). A Pritchard

Leia mais

Alumni Survey Results

Alumni Survey Results Alumni Survey Results Comparing graduates labour market experience Summary Report Engineers Qualified in Higher Non-University VET Institutions Providing Arguments and Evidence for NQF/EQF Classification

Leia mais

T&E Tendências & Estratégia

T&E Tendências & Estratégia FUTURE TRENDS T&E Tendências & Estratégia Newsletter número 1 Março 2003 TEMA deste número: Desenvolvimento e Gestão de Competências EDITORIAL A newsletter Tendências & Estratégia pretende ser um veículo

Leia mais

Lista de verificação antes da partida. Apoio à Mobilidade Europeia para o Emprego

Lista de verificação antes da partida. Apoio à Mobilidade Europeia para o Emprego Apoio à Mobilidade Europeia para o Emprego Lista de verificação antes da partida This project has been funded with support from the European Commission. This document reflects the views only of the author,

Leia mais

Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas

Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas Este guia foi produzido como parte da Campanha de Consciencialização Pan-Europeia sobre RSE, uma iniciativa da Comissão Europeia, Directoria

Leia mais

Exemplos de boas práticas de RSE

Exemplos de boas práticas de RSE Exemplos de boas práticas de RSE 7.7. Estudo de caso: Hotel Jardim Atlântico Resumo O hotel Jardim Atlântico de quatro estrelas foi inaugurado em 1993 na ilha da Madeira. Oferece uma mistura entre tranquilidade

Leia mais

DESENVOLVER E GERIR COMPETÊNCIAS EM CONTEXTO DE MUDANÇA (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Julho/Agosto 2004)

DESENVOLVER E GERIR COMPETÊNCIAS EM CONTEXTO DE MUDANÇA (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Julho/Agosto 2004) DESENVOLVER E GERIR COMPETÊNCIAS EM CONTEXTO DE MUDANÇA (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Julho/Agosto 2004) por Mónica Montenegro, Coordenadora da área de Recursos Humanos do MBA em Hotelaria e

Leia mais

MAIS PRÓXIMO DA COMUNIDADE

MAIS PRÓXIMO DA COMUNIDADE MAIS PRÓXIMO DA COMUNIDADE RESPONSABILIDADE SOCIAL Com vista a promover uma cultura de responsabilidade social, o Millennium bcp tem procurado desenvolver um conjunto de acções junto dos vários grupos

Leia mais

GESTÃO MUSEOLÓGICA E SISTEMAS DE QUALIDADE Ana Mercedes Stoffel Fernandes Outubro 2007 QUALIDADE E MUSEUS UMA PARCERIA ESSENCIAL

GESTÃO MUSEOLÓGICA E SISTEMAS DE QUALIDADE Ana Mercedes Stoffel Fernandes Outubro 2007 QUALIDADE E MUSEUS UMA PARCERIA ESSENCIAL CADERNOS DE MUSEOLOGIA Nº 28 2007 135 GESTÃO MUSEOLÓGICA E SISTEMAS DE QUALIDADE Ana Mercedes Stoffel Fernandes Outubro 2007 QUALIDADE E MUSEUS UMA PARCERIA ESSENCIAL INTRODUÇÃO Os Sistemas da Qualidade

Leia mais

Co-funded by the Prevention of and Fight against Crime Program of the European Union.

Co-funded by the Prevention of and Fight against Crime Program of the European Union. Co-funded by the Prevention of and Fight against Crime Program of the European Union. Projeto ISEC abordagem administrativa contra o crime organizado; Apoiar as autoridades locais europeias no combate

Leia mais

CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO

CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO CONVÉNIO CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO ÍNDICE FINALIDADE... 2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS... 3 CONSTITUIÇÃO E GOVERNÂNCIA... 4 FINANCIAMENTO... 5 RELATÓRIOS... 5 Ficha de Adesão ao CLUSTER

Leia mais

IESEC. Increasing Employability and Standards of Elderly Caregivers through Specialized Training and Innovative Empowerment

IESEC. Increasing Employability and Standards of Elderly Caregivers through Specialized Training and Innovative Empowerment IESEC Increasing Employability and Standards of Elderly Caregivers through Specialized Training and Innovative Empowerment [Framework to elderly caregivers] PT Project No: 2014-1-RO01-KA200-002868 This

Leia mais

Regulamento Interno da Comissão Especializada APIFARMA VET

Regulamento Interno da Comissão Especializada APIFARMA VET Regulamento Interno da Comissão Especializada APIFARMA VET De harmonia com o disposto no artº 36º. dos Estatutos da APIFARMA é elaborado o presente Regulamento interno que tem por objectivo regulamentar

Leia mais

Águas de Gondomar considerada novamente uma das Melhores Empresas para Trabalhar. A Águas de Gondomar, de acordo com os resultados publicados na

Águas de Gondomar considerada novamente uma das Melhores Empresas para Trabalhar. A Águas de Gondomar, de acordo com os resultados publicados na info Gondomar Newsletter N.º14 Julho 2012 Semestral Águas de Gondomar considerada novamente uma das Melhores Empresas para Trabalhar A Águas de Gondomar, de acordo com os resultados publicados na revista

Leia mais

Plano de Comunicação Reestruturação 2014. Comunicação e Marketing

Plano de Comunicação Reestruturação 2014. Comunicação e Marketing Plano de Comunicação Reestruturação 2014 Comunicação e Marketing Sumário Executivo 1. Conhecer a Macif Portugal Companhia de Seguros, S.A. A. Valores B. Missão C. Visão D. Posicionamento E. Públicos 2.

Leia mais

Estabelecendo Prioridades para Advocacia

Estabelecendo Prioridades para Advocacia Estabelecendo Prioridades para Advocacia Tomando em consideração os limites de tempo e recursos dos implementadores, as ferramentas da série Straight to the Point (Directo ao Ponto), da Pathfinder International,

Leia mais

1) Breve apresentação do AEV 2011

1) Breve apresentação do AEV 2011 1) Breve apresentação do AEV 2011 O Ano Europeu do Voluntariado 2011 constitui, ao mesmo tempo, uma celebração e um desafio: É uma celebração do compromisso de 94 milhões de voluntários europeus que, nos

Leia mais

REDE LUTA CONTRA POBREZA URBANA RLCPU PLANO ESTRATÉGICO,2015-2017

REDE LUTA CONTRA POBREZA URBANA RLCPU PLANO ESTRATÉGICO,2015-2017 REDE LUTA CONTRA POBREZA URBANA RLCPU PLANO ESTRATÉGICO,2015-2017 Adão Augusto, Consultor 12-02-2015 1. Contextualização. Os projectos sociais fazem parte de um sistema complexo de relações que envolvem

Leia mais

Realizou-se dia 24 de Março, na Maia, nas instalações da Sonae Learning Center, a 6ª sessão da CoP, desta vez presencial.

Realizou-se dia 24 de Março, na Maia, nas instalações da Sonae Learning Center, a 6ª sessão da CoP, desta vez presencial. CoP de Gestão do Conhecimento Notas da sessão presencial de 24 de Março de 2014 Realizou-se dia 24 de Março, na Maia, nas instalações da Sonae Learning Center, a 6ª sessão da CoP, desta vez presencial.

Leia mais

Exemplos de Boas Práticas de RSE

Exemplos de Boas Práticas de RSE Exemplos de Boas Práticas de RSE 7.11. Estudo de caso: WBM Wohnungsbaugesellschaft Berlin-Mitte Resumo A WBM Wohnungsbaugesellschaft Berlin-Mitte mbh é uma empresa pública do sector imobiliário e deve

Leia mais

questionários de avaliação da satisfação CLIENTES, COLABORADORES, PARCEIROS

questionários de avaliação da satisfação CLIENTES, COLABORADORES, PARCEIROS questionários de avaliação da satisfação creche CLIENTES, COLABORADORES, PARCEIROS 2ª edição (revista) UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu Governo da República Portuguesa SEGURANÇA SOCIAL INSTITUTO DA

Leia mais

Caderno de Apresentação Franquia

Caderno de Apresentação Franquia Caderno de Apresentação Franquia A Empresa A Genial Books iniciou suas actividades em dez/95 depois de um dos sócios conhecer o "Livro Personalizado", numa viagem de férias aos Estados Unidos. Vislumbrando

Leia mais

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio Plano de Negócios Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa Modelo de Planejamento prévio Fraiburgo, 2015 Plano de Negócios Um plano de negócios é uma descrição do negócio

Leia mais

Exemplos de Boas Práticas de RSE

Exemplos de Boas Práticas de RSE Exemplos de Boas Práticas de RSE 7.3. Valorsul Filme sobre RSE e ambiente Resumo A empresa Valorsul S.A. foi constituída em 1994 fruto de uma parceria entre accionistas privados e públicos (Parceria Público-privada).

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL Entrevista com Eng.º Victor Sá Carneiro N uma época de grandes transformações na economia dos países, em que a temática do Empreendedorismo assume uma grande relevância

Leia mais

UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE

UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS (Aberto a todos os Cidadãos) 1. O QUE É: O concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade é uma iniciativa da Câmara Municipal de

Leia mais

Promover a sensibilização ambiental nos nossos centros comerciais no Brasil

Promover a sensibilização ambiental nos nossos centros comerciais no Brasil Promover a sensibilização ambiental nos nossos centros comerciais no Brasil Sonae Sierra O nosso compromisso para com o ambiente vai das nossas próprias operações até às ações dos nossos visitantes e lojistas.

Leia mais

Percepção de Portugal no mundo

Percepção de Portugal no mundo Percepção de Portugal no mundo Na sequência da questão levantada pelo Senhor Dr. Francisco Mantero na reunião do Grupo de Trabalho na Aicep, no passado dia 25 de Agosto, sobre a percepção da imagem de

Leia mais

ARTIGO: SOLUÇÕES PARA O SECTOR AUTARQUIAS in IGOV Maio 2010

ARTIGO: SOLUÇÕES PARA O SECTOR AUTARQUIAS in IGOV Maio 2010 CÂMARA MUNICIPAL DE SANTARÉM - R EVOLUÇÃO ADMINISTRATIVA A Autarquia de Santarém, em parceria com a PT Prime, desenvolveu um sistema de soluções integradas e inter-operantes que lhe possibilitaram operacionalizar

Leia mais

O que é a Responsabilidade Social Empresarial?

O que é a Responsabilidade Social Empresarial? O que é a Responsabilidade Social Empresarial? 1.5. Campos de acção da RSE Resumo O mundo dos negócios é extremamente heterogéneo. Assim as diferentes abordagens e estratégias sobre responsabilidade compromisso

Leia mais

SERVIÇO DA MERCAL CONSULTING GROUP PARA VENDA OU ASSOCIAÇÃO ( JOINT VENTURE OU MERGER ) DA SUA EMPRESA

SERVIÇO DA MERCAL CONSULTING GROUP PARA VENDA OU ASSOCIAÇÃO ( JOINT VENTURE OU MERGER ) DA SUA EMPRESA SERVIÇO DA MERCAL CONSULTING GROUP PARA VENDA OU ASSOCIAÇÃO ( JOINT VENTURE OU MERGER ) DA SUA EMPRESA O primeiro requisito para venda de uma empresa, total ou parcialmente, é apresentá-la de forma atraente,

Leia mais

ACQUALIVEEXPO. Painel A INTERNACIONALIZAÇÃO DO SECTOR PORTUGUÊS DA ÁGUA EVOLUÇÃO DO SECTOR DA ÁGUA NOS BALCÃS: O EXEMPLO DA SÉRVIA

ACQUALIVEEXPO. Painel A INTERNACIONALIZAÇÃO DO SECTOR PORTUGUÊS DA ÁGUA EVOLUÇÃO DO SECTOR DA ÁGUA NOS BALCÃS: O EXEMPLO DA SÉRVIA ACQUALIVEEXPO Painel A INTERNACIONALIZAÇÃO DO SECTOR PORTUGUÊS DA ÁGUA EVOLUÇÃO DO SECTOR DA ÁGUA NOS BALCÃS: O EXEMPLO DA SÉRVIA Lisboa, 22 de Março de 2012 1 1. Introdução A diplomacia económica é um

Leia mais

sem fumo: opções estratégicas a nível comunitário, uma oportunidade para salientar

sem fumo: opções estratégicas a nível comunitário, uma oportunidade para salientar Assunto: participação na discussão do LIVRO VERDE: Por uma Europa sem fumo: opções estratégicas a nível comunitário Considero a possibilidade de participar na discussão do LIVRO VERDE: Por uma Europa sem

Leia mais

Comissão de Reabilitação de Massachusetts

Comissão de Reabilitação de Massachusetts Comissão de Reabilitação de Massachusetts Vida Comunitária Trabalho Elegibilidade para Benefícios por Deficiência Criar oportunidades para uma vida e trabalho independentes A Comissão de Reabilitação de

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 Preparado para mais um Serralves em Festa? É já nos dias 2 e 3 de Junho que se realiza mais uma edição do Serralves

Leia mais

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010 Técnicas de Secretariado Departamento Comercial e Marketing Módulo 23- Departamento Comercial e Marketing Trabalho realizado por: Tânia Leão Departamento

Leia mais

Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente. Joaquim Pedro Valente de Almeida. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente. Joaquim Pedro Valente de Almeida. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente Joaquim Pedro Valente de Almeida Com quality media press para LA VANGUARDIA www.dva.pt (en construcción) Ver http://www.afia-afia.pt/assoc13.htm

Leia mais

PHC Mensagens SMS. Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC

PHC Mensagens SMS. Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC PHCMensagens SMS DESCRITIVO O módulo PHC Mensagens SMS permite o envio de mensagens a múltiplos destinatários em simultâneo, sem ser necessário criar e enviar uma a uma. Comunique com mais sucesso: ganhe

Leia mais

Selling Tools. Dale Carnegie Training Portugal www.dalecarnegie.pt customerservice@dalecarnegie.pt

Selling Tools. Dale Carnegie Training Portugal www.dalecarnegie.pt customerservice@dalecarnegie.pt Dale Carnegie Training Portugal www.dalecarnegie.pt customerservice@dalecarnegie.pt Enquadramento As vendas têm um ambiente próprio; técnicas e processos específicos. A forma de estar, o networking, os

Leia mais

Entrevista com Tetrafarma. Nelson Henriques. Director Gerente. Luísa Teixeira. Directora. Com quality media press para Expresso & El Economista

Entrevista com Tetrafarma. Nelson Henriques. Director Gerente. Luísa Teixeira. Directora. Com quality media press para Expresso & El Economista Entrevista com Tetrafarma Nelson Henriques Director Gerente Luísa Teixeira Directora Com quality media press para Expresso & El Economista Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As

Leia mais

Implementação do Processo de Avaliação Inclusiva

Implementação do Processo de Avaliação Inclusiva Implementação do Processo de Avaliação Inclusiva Na parte final da fase 1 do projecto Processo de Avaliação em Contextos Inclusivos foi discutido o conceito processo de avaliação inclusiva e prepararam-se

Leia mais

Marketing Ambiental. Abril, 2011

Marketing Ambiental. Abril, 2011 Baseado em: Marketing Ambiental, de Joaquim Caetano, Marta Soares, Rosa Dias, Rui Joaquim e Tiago Robalo Gouveia, Plátano Editores, 2008 Abril, 2011 O ambiente de hoje Ao longo das últimas décadas têm

Leia mais

Regulamento da Rede de Mentores

Regulamento da Rede de Mentores Regulamento da Rede de Mentores 1. Enquadramento A Rede de Mentores é uma iniciativa do Conselho Empresarial do Centro (CEC) e da Associação Industrial do Minho (AIMinho) e está integrada no Projeto Mentor

Leia mais

OS VALORES E OS PRINCÍPIOS DA SIKA

OS VALORES E OS PRINCÍPIOS DA SIKA OS VALORES E OS PRINCÍPIOS DA SIKA SIKA UM LÍDER GLOBAL COM PRINCÍPIOS E TRADIÇÃO Fundada na Suíça pelo inventor visionário Kaspar Winkler há mais de 100 anos, a Sika tornou-se numa empresa global de sucesso

Leia mais

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO ÍNDICE 11. PRESSUPOSTO BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO 25 NO ALENTEJO pág. 11.1. Um sistema regional de inovação orientado para a competitividade

Leia mais

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO 1 Sumário: Conceito e Objectivos Estrutura do PN o Apresentação da Empresa o Análise do Produto / Serviço o Análise de Mercado o Estratégia de Marketing o

Leia mais

III Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis 15 de Outubro de 2010, Ponta Delgada, Açores Saúde em Todas as Políticas Locais

III Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis 15 de Outubro de 2010, Ponta Delgada, Açores Saúde em Todas as Políticas Locais III Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis 15 de Outubro de 2010, Ponta Delgada, Açores Saúde em Todas as Políticas Locais I Sessão Plenária: Saúde em Todas as Políticas Locais Reduzir as Desigualdades

Leia mais

Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL. Odivelas, 20 de Novembro de 2010. Caros Colegas,

Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL. Odivelas, 20 de Novembro de 2010. Caros Colegas, Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL Odivelas, 20 de Novembro 2010 Caros Colegas, Estando a terminar este ano de trabalho na Federação Concelhia de Odivelas, da qual eu fiz parte dos seus Órgãos Sociais neste

Leia mais

Perguntas mais frequentes

Perguntas mais frequentes Perguntas mais frequentes Sucesso ao Alcance de Todos Pág: 1 de 8 Índice 1. Que posso conseguir com esta oportunidade?...3 2. Tenho de ter exclusividade?...3 3. Será que funciona? Será um negócio de futuro?...4

Leia mais

Década do Cooperativismo

Década do Cooperativismo Década do Cooperativismo Aliança Cooperativa Internacional - ACI Fabíola Nader Motta Gerente de Relações Institucionais do Sistema OCB Brasília, 11 de novembro de 2013 Cooperativismo no mundo Plano

Leia mais

POR UMA ESCOLA INCLUSIVA

POR UMA ESCOLA INCLUSIVA POR UMA ESCOLA INCLUSIVA Sílvia Ferreira * Resumo: A promoção de uma escola democrática, onde incluir se torne um sinónimo real de envolver, é um desafio com o qual os profissionais de Educação se deparam

Leia mais

Uma Chamada para a Ação: 10 medidas chave para conseguir mais pessoas a utilizar a bicicleta com maior frequência na Europa

Uma Chamada para a Ação: 10 medidas chave para conseguir mais pessoas a utilizar a bicicleta com maior frequência na Europa Uma Chamada para a Ação: 10 medidas chave para conseguir mais pessoas a utilizar a com maior frequência na Europa Manifesto da ECF para as eleições para o Parlamento Europeu de 2014 - Versão breve ECF

Leia mais

Saúde Pessoal Helen Ellis (UK)

Saúde Pessoal Helen Ellis (UK) Saúde Pessoal Helen Ellis (UK) This project has been funded with the support of the Lifelong Learning Programme of the European Union. This publication reflects the views only of the author, and the Commission

Leia mais

Medidas intersectoriais 2010/11

Medidas intersectoriais 2010/11 Medidas intersectoriais 2010/11 IS01 BALCÃO DO EMPREENDEDOR DISPONIBILIZAÇÃO DE SERVIÇOS Objectivos: Inventariar, introduzir e manter permanentemente actualizados no Balcão do Empreendedor vários serviços,

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE O MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E O MINISTÉRIO DA SAÚDE

PROTOCOLO ENTRE O MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E O MINISTÉRIO DA SAÚDE PROTOCOLO ENTRE O MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E O MINISTÉRIO DA SAÚDE A promoção da educação para a saúde em meio escolar é um processo em permanente desenvolvimento para o qual concorrem os sectores da Educação

Leia mais

Case study. Novo Conceito de Hotelaria SUSTENTABILIDADE 360 NA HOTELARIA EM PORTUGAL EMPRESA ENVOLVIMENTO

Case study. Novo Conceito de Hotelaria SUSTENTABILIDADE 360 NA HOTELARIA EM PORTUGAL EMPRESA ENVOLVIMENTO Case study 2010 Novo Conceito de Hotelaria SUSTENTABILIDADE 360 NA HOTELARIA EM PORTUGAL EMPRESA A Inspira, uma joint-venture formalizada em 2006 entre o grupo Blandy, com sede na Madeira e larga experiência

Leia mais

Rekreum Bilbao, Vizcaya, Espanha, www.rekreum.com

Rekreum Bilbao, Vizcaya, Espanha, www.rekreum.com Licenciada em Psicologia e com uma vasta experiência em formação e investigação na área do desenvolvimento de capacidades infantis, Adriana Támez é hoje gestora da. Professora da Universidad Autonoma del

Leia mais

V Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis. As Desigualdades em Saúde e o Planeamento Saudável. Montijo 14 de Novembro de 2014

V Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis. As Desigualdades em Saúde e o Planeamento Saudável. Montijo 14 de Novembro de 2014 V Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis As Desigualdades em Saúde e o Planeamento Saudável Montijo 14 de Novembro de 2014 1. Saudação Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal do Montijo Exmo. Sr.

Leia mais

1. Motivação para o sucesso (Ânsia de trabalhar bem ou de se avaliar por uma norma de excelência)

1. Motivação para o sucesso (Ânsia de trabalhar bem ou de se avaliar por uma norma de excelência) SEREI UM EMPREENDEDOR? Este questionário pretende estimular a sua reflexão sobre a sua chama empreendedora. A seguir encontrará algumas questões que poderão servir de parâmetro para a sua auto avaliação

Leia mais

Há cada vez mais empresas cidadãs

Há cada vez mais empresas cidadãs + Faça do VER a sua homepage ENTREVISTA Há cada vez mais empresas cidadãs As empresas que lideram no seu mercado são as que apresentam melhores práticas de governação. Foi com base neste pressuposto que

Leia mais

Importância da normalização para as Micro e Pequenas Empresas 1. Normas só são importantes para as grandes empresas...

Importância da normalização para as Micro e Pequenas Empresas 1. Normas só são importantes para as grandes empresas... APRESENTAÇÃO O incremento da competitividade é um fator decisivo para a maior inserção das Micro e Pequenas Empresas (MPE), em mercados externos cada vez mais globalizados. Internamente, as MPE estão inseridas

Leia mais

Conselho Geral e de Supervisão REGULAMENTO INTERNO COMISSÃO DE ESTRATÉGIA E PERFORMANCE

Conselho Geral e de Supervisão REGULAMENTO INTERNO COMISSÃO DE ESTRATÉGIA E PERFORMANCE Conselho Geral e de Supervisão REGULAMENTO INTERNO COMISSÃO DE ESTRATÉGIA E PERFORMANCE Aprovado em 18 de Junho de 2015 REGULAMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE ESTRATÉGIA E PERFORMANCE ÍNDICE Artigo 1.º Instituição

Leia mais

. evolução do conceito. Inspecção 3. Controlo da qualidade 4. Controlo da Qualidade Aula 05. Gestão da qualidade:

. evolução do conceito. Inspecção 3. Controlo da qualidade 4. Controlo da Qualidade Aula 05. Gestão da qualidade: Evolução do conceito 2 Controlo da Qualidade Aula 05 Gestão da :. evolução do conceito. gestão pela total (tqm). introdução às normas iso 9000. norma iso 9000:2000 gestão pela total garantia da controlo

Leia mais

Solução RCR DESENVOLVER

Solução RCR DESENVOLVER Solução RCR DESENVOLVER Destinatários Micro e pequenas empresas Objectivo da solução A Solução RCR DESENVOLVER disponibiliza as ferramentas e o apoio necessários para as empresas que procuram soluções

Leia mais

S E M A N A D O COACHING

S E M A N A D O COACHING Para que você perceba todas as possibilidades que o mercado oferece, precisa conhecer as 3 leis fundamentais para o sucesso no mercado de coaching: 1 É muito mais fácil vender para empresas do que pra

Leia mais

Empreendedorismo De uma Boa Ideia a um Bom Negócio

Empreendedorismo De uma Boa Ideia a um Bom Negócio Empreendedorismo De uma Boa Ideia a um Bom Negócio 1. V Semana Internacional A Semana Internacional é o evento mais carismático e que tem maior visibilidade externa organizado pela AIESEC Porto FEP, sendo

Leia mais

CURSO CEAD COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E ANÁLISE DE DADOS. e learning. Uma parceria entre:

CURSO CEAD COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E ANÁLISE DE DADOS. e learning. Uma parceria entre: CURSO CEAD COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E ANÁLISE DE DADOS e learning Uma parceria entre: Curso CEAD - Comunicação Empresarial e Análise de Dados NECESSITA DE PREPARAR PROPOSTAS, RELATÓRIOS OU OUTRAS COMUNICAÇÕES

Leia mais

A resposta de sucesso das autoridades locais às alterações climáticas

A resposta de sucesso das autoridades locais às alterações climáticas Welcome! This is an online publication within the CHAMP-project with virtual pages that can be turned with the mouse or by clicking on the navigation bar Desenvolvimento da capacidade de gestão integrada

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

Newsletter. Águas de Gondomar Uma das melhores empresas para trabalhar em Portugal

Newsletter. Águas de Gondomar Uma das melhores empresas para trabalhar em Portugal info Gondomar Newsletter N.º12 Julho 2011 Semestral Águas de Gondomar Uma das melhores empresas para trabalhar em Portugal A Águas de Gondomar, de acordo com os resultados publicados na revista EXAME,

Leia mais

E- Marketing - Estratégia e Plano

E- Marketing - Estratégia e Plano E- Marketing - Estratégia e Plano dossier 2 http://negocios.maiadigital.pt Indíce 1 E-MARKETING ESTRATÉGIA E PLANO 2 VANTAGENS DE UM PLANO DE MARKETING 3 FASES DO PLANO DE E-MARKETING 4 ESTRATÉGIAS DE

Leia mais

Enquadramento Turismo Rural

Enquadramento Turismo Rural Enquadramento Turismo Rural Portugal é um País onde os meios rurais apresentam elevada atratividade quer pelas paisagens agrícolas, quer pela biodiversidade quer pelo património histórico construído o

Leia mais

GUIA DO VOLUNTÁRIO. Sociedade Central de Cervejas

GUIA DO VOLUNTÁRIO. Sociedade Central de Cervejas GUIA DO VOLUNTÁRIO Sociedade Central de Cervejas ÍNDICE 1. A RESPONSABILIDADE SOCIAL NA SCC: O NOSSO COMPROMISSO... 3 2. O NOSSO COMPROMISSO COM O VOLUNTARIADO... 4 2.1 A ESTRUTURAÇÃO DO VOLUNTARIADO EMPRESARIAL...

Leia mais

de empresas ou de organizações de todos os tipos? O que fazem os líderes eficazes que os distingue dos demais?

de empresas ou de organizações de todos os tipos? O que fazem os líderes eficazes que os distingue dos demais? TEMA - liderança 5 LEADERSHIP AGENDA O Que fazem os LÍDERES eficazes Porque é que certas pessoas têm um sucesso continuado e recorrente na liderança de empresas ou de organizações de todos os tipos? O

Leia mais

O CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA E OS REPRESENTANTES DOS GOVERNOS DOS ESTADOS-MEMBROS, I. INTRODUÇÃO

O CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA E OS REPRESENTANTES DOS GOVERNOS DOS ESTADOS-MEMBROS, I. INTRODUÇÃO 14.6.2014 PT Jornal Oficial da União Europeia C 183/5 Resolução do Conselho e dos Representantes dos Governos dos Estados Membros, reunidos no Conselho, de 20 de maio de 2014, sobre um Plano de Trabalho

Leia mais

Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010

Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010 Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010 A Manutenção do Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA consiste numa infra-estrutura de disponibilidade

Leia mais

ACEP lança Comissão Especializada Business to Consumer

ACEP lança Comissão Especializada Business to Consumer COMUNICADO DE IMPRENSA Com o objectivo de promover e potencializar o Comércio Electrónico em Portugal ACEP lança Comissão Especializada Business to Consumer. Comissão B2C visa a promoção e divulgação do

Leia mais

Debate Quinzenal Economia Intervenção do Primeiro-Ministro José Sócrates

Debate Quinzenal Economia Intervenção do Primeiro-Ministro José Sócrates Debate Quinzenal Economia Intervenção do Primeiro-Ministro José Sócrates 11.02.2009 1. A execução da Iniciativa para o Investimento e o Emprego A resposta do Governo à crise económica segue uma linha de

Leia mais

DOCUMENTOS DE GESTÃO FINANCEIRA Realizado por GESTLUZ - Consultores de Gestão

DOCUMENTOS DE GESTÃO FINANCEIRA Realizado por GESTLUZ - Consultores de Gestão DOCUMENTOS DE GESTÃO FINANCEIRA Realizado por GESTLUZ - Consultores de Gestão A Análise das Demonstrações Financeiras Este artigo pretende apoiar o jovem empreendedor, informando-o de como utilizar os

Leia mais

Termos de Referencia

Termos de Referencia Termos de Referencia Tipo de contrato: Consultoria para a concepcao de um vídeo documentário sobre mulheres líderes no sector da energia na África Ocidental Duracao: Abril Maio, 2015 Local de trabalho:

Leia mais

Com esta tecnologia Microsoft, a PHC desenvolveu toda a parte de regras de negócio, acesso a dados e manutenção do sistema.

Com esta tecnologia Microsoft, a PHC desenvolveu toda a parte de regras de negócio, acesso a dados e manutenção do sistema. Caso de Sucesso Microsoft Canal de Compras Online da PHC sustenta Aumento de 40% de Utilizadores Registados na Área de Retalho Sumário País: Portugal Industria: Software Perfil do Cliente A PHC Software

Leia mais

Case study. Gente com Ideias UMA EQUIPA COM RESPONSABILIDADE SOCIAL

Case study. Gente com Ideias UMA EQUIPA COM RESPONSABILIDADE SOCIAL Case study 2009 Gente com Ideias UMA EQUIPA COM RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESA A Caixa Seguros e Saúde é a holding do Grupo Caixa Geral de Depósitos e Gente com Ideias é o programa de Responsabilidade

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE. (Aprovado na 23ª Reunião Ordinária de Câmara Municipal, realizada em 21 de Novembro de 2001)

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE. (Aprovado na 23ª Reunião Ordinária de Câmara Municipal, realizada em 21 de Novembro de 2001) REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE (Aprovado na 23ª Reunião Ordinária de Câmara Municipal, realizada em 21 de Novembro de 2001) REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE (Aprovado na 23ª Reunião

Leia mais

Responsabilidade Social Empresarial e Auditoria Interna

Responsabilidade Social Empresarial e Auditoria Interna Fórum: Visão 2020 Desafios das entidades na gestão de risco, controlo e auditoria interna Responsabilidade Social Empresarial e Auditoria Interna António Dias Vila Real, 4 de Julho de 2015 1 Prioridades

Leia mais

REGULAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE MIRANDELA. Preâmbulo

REGULAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE MIRANDELA. Preâmbulo REGULAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE MIRANDELA Preâmbulo O voluntariado é definido como um conjunto de acções e interesses sociais e comunitários, realizadas de forma desinteressada no âmbito

Leia mais

Projecto GTBC. leading excellence 1. Portugal: Espanha:

Projecto GTBC. leading excellence 1. Portugal: Espanha: Projecto GTBC Portugal: Edifício Taurus Campo Pequeno, 48 2º 1000-081 Lisboa Tel.: +351 217 921 920 Fax: +351 217 921 929 www.gtbc.pt info@gtbc.pt Espanha: CalleAtocha, 20, 2ªIzq 28012 Madrid Tel.: +34

Leia mais

Índice. rota 3. Enquadramento e benefícios 6. Comunicação Ética 8. Ética nos Negócios 11. Promoção para o Desenvolvimento Sustentável 13. Percurso 1.

Índice. rota 3. Enquadramento e benefícios 6. Comunicação Ética 8. Ética nos Negócios 11. Promoção para o Desenvolvimento Sustentável 13. Percurso 1. rota 3 CLIENTES Rota 3 Índice Enquadramento e benefícios 6 Percurso 1. Comunicação Ética 8 Percurso 2. Ética nos Negócios 11 Percurso 3. Promoção para o Desenvolvimento Sustentável 13 responsabilidade

Leia mais

AGENDA 21 escolar. Pensar Global, agir Local. Centro de Educação Ambiental. Parque Verde da Várzea 2560-581 Torres Vedras 39º05'08.89" N 9º15'50.

AGENDA 21 escolar. Pensar Global, agir Local. Centro de Educação Ambiental. Parque Verde da Várzea 2560-581 Torres Vedras 39º05'08.89 N 9º15'50. AGENDA 21 escolar Pensar Global, agir Local Centro de Educação Ambiental Parque Verde da Várzea 2560-581 Torres Vedras 39º05'08.89" N 9º15'50.84" O 918 773 342 cea@cm-tvedras.pt Enquadramento A Agenda

Leia mais

Produtos e Sistemas Comercializados

Produtos e Sistemas Comercializados Aquapc Quality Computers Apresentação da Empresa, produtos e serviços, guia sobre formas de compra local e envio de encomendas para Cidadãos e Empresas Angolanas O Projecto Aquapc A Aquapc Quality Computers,

Leia mais

A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS

A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS NOVEMBRO DE 2007 CMVM A 1 de Novembro de 2007 o

Leia mais

Marketing de Feiras e Eventos: Promoção para Visitantes, Expositores e Patrocinadores

Marketing de Feiras e Eventos: Promoção para Visitantes, Expositores e Patrocinadores Gestão e Organização de Conferências e Reuniões Organização de conferências e reuniões, nos mais variados formatos, tais como reuniões educativas, encontros de negócios, convenções, recepções, eventos

Leia mais

Empreendedorismo Feminino

Empreendedorismo Feminino Empreendedorismo Feminino A Igualdade entre Mulheres e Homens é um princípio da Constituição Portuguesa e uma das tarefas fundamentais do Estado Português, que deve, não só garantir o direito à Igualdade

Leia mais

Comemoração dos 30 Anos APAF Análise Financeira: alicerce do mercado de capitais e do crescimento económico Intervenção de boas vindas

Comemoração dos 30 Anos APAF Análise Financeira: alicerce do mercado de capitais e do crescimento económico Intervenção de boas vindas Comemoração dos 30 Anos APAF Análise Financeira: alicerce do mercado de capitais e do crescimento económico Intervenção de boas vindas Exm.ªs Senhoras, Exm.ºs Senhores É com prazer que, em meu nome e em

Leia mais

Sou Helena Maria Ferreira de Morais Gusmão, Cliente NOS C827261492, Contribuinte Nr.102 297 878 e venho reclamar o seguinte:

Sou Helena Maria Ferreira de Morais Gusmão, Cliente NOS C827261492, Contribuinte Nr.102 297 878 e venho reclamar o seguinte: Exmos. Senhores. Sou Helena Maria Ferreira de Morais Gusmão, Cliente NOS C827261492, Contribuinte Nr.102 297 878 e venho reclamar o seguinte: Sou cliente desde a época da TVTel nunca, até hoje, mudei de

Leia mais

POWER-RH. organizacional e individual - OS NOSSOS SERVIÇOS

POWER-RH. organizacional e individual - OS NOSSOS SERVIÇOS POWER-RH Gestão estratégica a de mudança organizacional e individual - OS NOSSOS SERVIÇOS PARA EMPRESAS - A Power-rh Somos peritos em gestão estratégica de mudança organizacional e desenvolvimento humano.

Leia mais

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000 ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário Gestão da Qualidade 2005 1 As Normas da família ISO 9000 ISO 9000 descreve os fundamentos de sistemas de gestão da qualidade e especifica

Leia mais

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada.

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. Anexo A Estrutura de intervenção As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. 1. Plano de ação para o período 2016

Leia mais

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Empreendedorismo

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Empreendedorismo O Social pela Governança Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Empreendedorismo 2 ÍNDICE EMPREENDEDORISMO... 3 OBJECTIVOS... 3 DESTINATÁRIOS... 4 CONDIÇÕES DE ACESSO E SELECÇÃO DOS CANDIDATOS...

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO CENTRO COMUNITÁRIO

REGULAMENTO INTERNO CENTRO COMUNITÁRIO REGULAMENTO INTERNO CENTRO COMUNITÁRIO INTRODUÇÃO A cultura Comunitária é a expressão concreta de tentar proporcionar aqueles que mais precisam a ajuda necessária para começar de novo a viver. O Centro

Leia mais