Aos cuidados de.: Alexandre Americano Diretor Presidente e Ricardo Levy Diretor Financeiro

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aos cuidados de.: Alexandre Americano Diretor Presidente e Ricardo Levy Diretor Financeiro"

Transcrição

1 TRADUÇÃO No.6 LIVRO No.56 PÁGINA No.237 Para ENEVAS.A. EMRECUPERAÇÃOJUDICIAL PraiadoFlamengo,No.66,7ºandar ,RiodeJaneiro RJ Luxemburgo,13deabrilde2015 Aoscuidadosde.:AlexandreAmericano DiretorPresidenteeRicardoLevy DiretorFinanceiro e ENEVAPARTICIPAÇÕESS.A. EMRECUPERAÇÃOJUDICIAL PraiadoFlamengo,No.66,9ºandar,suíte901/parte ,RiodeJaneiro RJ Aoscuidadosde.:RicardoLevy CodiretorPresidente Re.: Proteção de Recuperação Judicial ajuizada pela Eneva S.A. Em Recuperação Judicial e pela EnevaParticipaçõesS.A. EmRecuperaçãoJudicial PrezadosSenhores: 1. Nós, DD BRAZIL HOLDINGS S.À.R.L ( E.ON ), fazemos referência à Proteção de Recuperação Judicial ajuizada pela Eneva S.A. Em Recuperação Judicial ( Eneva ) e Eneva Participações S.A. Em Recuperação Judicial ( Eneva Participações e, juntamente com a Eneva, mencionadas neste instrumento como as Sociedades, que, por sua vez, juntamente com o E.ON, são mencionadas neste instrumento como as Partes e, individualmente, uma Parte ) na 4ª Vara Empresarial da Comarca da cidade do Rio de Janeiro ( Juízo Falimentar ), como caso nº (a Recuperação Judicial ), e à versão atual do Plano de RecuperaçãoJudicialapresentadaaoJuízoFalimentar(o PlanoExistente ) Sujeito às condições estabelecidas neste instrumento, confirmamos por meio destacarta( CartaPreliminardeApoio )nossoacordodequeareestruturaçãodaestruturade capital das Sociedades nos termos da Recuperação Judicial (a Reestruturação ) será implementada por meio de, entre outras medidas, uma capitalização da Eneva, por meio da emissão de novas ações nominativas ordinárias, no valor estimado de aproximadamente R$ ,00 (três bilhões de reais), porém, em hipótese alguma, superior a R$ ,00 (três bilhões e seiscentos milhões de reais), pelo preço de emissão de R$0,15(quinzecentavosdereal)poração,aumentodecapitalessequeseráfeitopormeioda: (a)capitalizaçãodedeterminadoscréditosdetidosporcredoresquirografáriosdassociedades, incluindo o Banco BTG Pactual S.A. ( BTGP ), (b) contribuição de determinados ativos por

2 TRADUÇÃO No.6 LIVRO No.56 PÁGINA No.238 alguns dos acionistas existentes, incluindo a E.ON, por alguns credores da Eneva, incluindo o BTGP,e,provavelmente,porémnãocertamente,pelaPetraEnergiaS.A.( Petra ),eessesativos devem ser individualizados e submetidos a avaliação e deliberação pela assembleia geral ordinária da Eneva ( Assembleia Geral Ordinária da Eneva ), e (c) contribuição de novos fundos ( Aumento de Capital ); todas elas a serem mais bem detalhadas no Plano Alterado (conformedefinidoabaixo) Entendemosque(a)oPlanoExistenteatualmenteestásendorevisado,alterado e/ou complementado pela administração das Sociedades (o Plano Existente, conforme revisado,alteradooucomplementado,e,conformeseráapresentadopelassociedadesjuntoao Juízo Falimentar, o Plano Alterado ) e (b) o Plano Alterado a ser apresentado ao Juízo FalimentarcontemplaráoAumentodeCapitalcomascaracterísticasdescritasnositens (a) a (c) dasubseção1.1acima. 2. Efeito Não Vinculante anterior ao Atendimento às Condições Precedentes. A validade desta Carta Preliminar de Apoio está sujeita ao atendimento às seguintes condições precedentes de acordo com o Artigo 125 do Código Civil Brasileiro (Lei nº /2002): (i) entrega às Sociedades, por parte do BTGP, Sr. Eike Fuhrken Batista, da Centennial Asset Mining Fund LLC e da Centennial Asset Brazilian Equity Fund LLC (os três últimos, o Grupo EB ), na presente data, das versões assinadas das cartas iguais, em forma e teor, às minutas das cartas anexadas a este instrumento como Anexos 1 e 2, respectivamente, (ii) nossa análise e aprovação expressa por escrito do Plano Alterado (incluindo a avaliação dos ativos que serão contribuídos no Aumento de Capital), que deverá ser satisfatório ao E.ON, e (iii) a negociação em boa-fé e a celebração de um documento separado, conforme satisfatório ao BTGP, em que a E.ON, o BTGP, o Grupo EB e a Petra (caso a Petra confirme os termos da contribuição de seus ativos de acordo com o cronograma fornecido no Plano Alterado) confirmarão sua aprovação do Plano Alterado e os temos e condições para a implementação da Reestruturação proposta ( Carta de Confirmação de Apoio ); exceto (A) as disposições da Seção 5 (Informações Adicionais), válidas após o atendimento à condição (i) mencionada acima, e (B) as disposições da Seção 6 (Confidencialidade), 7 (Notificações) e 9 (Lei Regente; Jurisdição), válidas e exequíveis a partir da presente data A seu critério exclusivo, E.ON poderá confirmar às Sociedades, mediante celebração da Carta de Confirmação de Apoio, a aprovação do Plano Alterado pela E. On ( Aprovação do E.ON ), estabelecido que, caso a E.ON aprove o Plano Alterado e este seja posteriormente modificado em termos relevantes, a critério exclusivo do E.ON ou caso o Plano Alterado, conforme aprovado pelo E.ON, não seja aprovado sem alterações pela assembleia geral de credores que será convocada para deliberar e votar o Plano Alterado nos termos da Recuperação Judicial ( AGC ) e/ou do Juízo Falimentar, a Aprovação do E.On não terá nenhum efeito e esta Carta Preliminar de Apoio, a Carta de Confirmação de Apoio e qualquer outro documento ou compromisso a esse respeito não terá nenhuma validade ou efeito. Quaisquer alterações relevantes no Plano Alterado, conforme aprovado pelo E.ON e anexado à Carta de Confirmação de Apoio, serão enviadas ao E.ON para

3 TRADUÇÃO No.6 LIVRO No.56 PÁGINA No.239 análise no mínimo 15 (quinze) dias antes da assembleia geral de credores que será convocada para deliberar e votar o Plano Alterado modificado nos termos da Recuperação Judicial As Partes negociarão em boa-fé os termos e as condições da Carta de Confirmação de Apoio, incluindo as avenças, as restrições e quaisquer outros compromissos aplicáveis às partes desse instrumento. Após a assinatura da Carta de Suporte de Aprovação pelas partes mencionadas na Seção 2 acima, (i) todas as disposições desta Carta Preliminar de Apoio, incluindo nossas propostas, compromissos e avenças expressamente previstas neste instrumento se tornarão irrevogavelmente vinculantes e permanecerão válidas, efetivas, exequíveis e em pleno vigor de acordo com os termos e as condições da Carta de Confirmação de Apoio; e (ii) de acordo com as disposições da Seção 6 abaixo, esta Carta Preliminar de Apoio e a Carta de Confirmação de Apoio deverão ser anexadas ao Plano Alterado pelas Sociedades e, portanto, tornar-se parte integrante desse instrumento No caso de conflito entre qualquer disposição desta Carta Preliminar de Apoio e a disposição da Carta de Confirmação de Apoio, as disposições da Carta de Confirmação de Apoio prevalecerão. 3. CompromissosdoE.ON AssembleiadeAcionistasdaEneva.ApósaprovaçãodoPlanoAlteradopelaAGC e confirmação do Plano Alterado pelo Juízo Falimentar ( Decisão de Homologação ); estabelecidoquenenhumefeitopermanentefoiconcedidoaumrecursoquecontesteadecisão de Homologação e ainda sujeito ao atendimento ou renúncia por escrito, pelas partes relevantes, a todas as condições precedentes estabelecidas nesta carta, na Carta de ConfirmaçãodeApoioenoPlanoAlterado,noscomprometemosa:(i)realizarumareuniãodo conselho de administração da Eneva e uma Assembleia de Acionistas da Eneva a ser devidamente convocada e (ii) (ii.1) fazer com que nossos representantes no conselho de administraçãodaenevacompareçam,conformeaplicável,àsreuniõesdoconselho(conforme exigido pelo acordo de acionistas existente da Eneva) e à reunião do Conselho de Administraçãoe(ii.2)acompareceràassembleiadeacionistas(conformeexigidopeloacordo deacionistasexistentedaeneva)eàassembleiadeacionistas;tudodeformaa: (a)aprovarefazercomquesejaaprovadopornossosrepresentantes,namedidaem quepermitidonoartigo115daleidassociedadesporações:(i)oaumentodecapital, a ser pago em dinheiro, a conversão de determinados créditos e aporte de ativos, conforme estabelecido e detalhado no Plano Alterado; (ii) a ratificação da nomeação das empresas responsáveis pela preparação dos relatórios de avaliação de todos os ativos (exceto os ativos da E.ON, conforme definidos abaixo) a serem aportados no Aumento de Capital ( Relatórios de Avaliação ) conforme estabelecido e descrito no Plano Alterado; (iii) os Relatórios de Avaliação; (iv) a delegação à administração da Enevadetodosospoderesnecessáriosparaimplementarevalidaressasdeliberações;

4 TRADUÇÃO No.6 LIVRO No.56 PÁGINA No.240 e(v)todososoutrosatosnostermosdoplanoalterado,namedidaemquenecessário; e (b)(i)nãoimpedirassociedadesdeprepararoplanoalterado;e(ii)nãoimpediras SociedadesdeapresentaroPlanoAlteradonosprocessosdeRecuperaçãoJudicial AçõesAfirmativasAdicionais.Namedidaemquepermitidoporleiesujeitoao atendimento ou à renúncia por escrito, pelas respectivas partes, a todas as condições precedentesestabelecidasnestacarta,nacartadeconfirmaçãodeapoioenoplanoalterado,o E.ONcompromete seainda,pelopresenteinstrumento,atomartodasasmedidasrazoáveise praticartodososatosrazoáveisnecessáriospara,e/oufazercomqueasempresassobcontrole direto e/ou indireto da E.ON, na medida em que aplicável e necessário, tomem todas as medidas e pratiquem todos os atos necessários para fins de: (a) votar e orientar seus representantes a votar para que as Sociedades pratiquem todos os atos e cumpram todas as obrigaçõesestabelecidasnestacartapreliminardeapoio,nacartadeconfirmaçãodeapoioe no Plano Alterado; (b) implementar totalmente o Plano Alterado em todos os seus termos e condições;e(c)tomartodasasmedidasrazoáveisparadefenderavalidade,eficácia,aplicação e implementação de todos os termos e condições estabelecidos nesta Carta Preliminar de Apoio,naCartadeConfirmaçãodeApoioenoPlanoAlterado CessãodeDireitosdePreferência.AE.ONcompromete seaceder,semnenhum custo, seus direitos de preferência (menos os direitos de preferência necessários para a (i) subscrição, por parte da E.ON, de novas ações da Eneva como resultado da contribuição dos AtivosdaE.ON,(ii)conversãodecréditosdaE.ONemaçõesdaEnevaconformeestabelecido no Plano Alterado e (iii) para a subscrição de novas ações em dinheiro que permitam que a E.ON detenha, mediante implementação da contribuição dos Ativos da E.ON, o valor total de 10%(dezporcento)docapitalsocialtotaldaEneva)necessáriosparapermitiroaportedos ativosecapitalizaçãodoscréditosnostermosdoaumentodecapital,eessesativosecréditos devemserespecificadonoplanoalterado Aporte de Ativos da E.ON. Sujeito ao atendimento das condições precedentes apresentadasnestacarta,nacartadeconfirmaçãodeapoioenoplanoalteradoemediantea aprovação do Aumento de Capital na Assembleia Geral de Acionistas (incluindo a aprovação dosrelatóriosdeavaliaçãoedosrelatóriosdeavaliaçãodae.on),ae.ondeveráaportaros seguintesativosaoaumentodecapital:(i)aparticipaçãoacionáriatotaleemcirculaçãodetida pelae.onnaparnaíbagásnaturals.a.( PGN )porumvalorpatrimonialder$ ,00 (oitenta e um milhões e quatrocentos mil reais) e (ii) a participação acionária total e em circulação detida pela E.ON na Eneva Participações por um valor patrimonial de R$ ,00(centoecinquentaeoitomilhõeseseiscentosmilreais)( AtivosdaE.ON ), a ser confirmada e comprovada pelos Relatórios de Avaliação da E.ON (conforme definido abaixo),cujosvalorespodemserreduzidos(i)emqualquerreduçãodecapitale/ouqualquer variaçãodadívidalíquidaresultantedefinanciamentocasoosrecursosrelevantesnãosejam

5 TRADUÇÃO No.6 LIVRO No.56 PÁGINA No.241 utilizados para novos investimentos relacionados a esse ativo ou para o pagamento de fornecedores, todos com base em quaisquer diferenças/mudanças entre as posições na presentedataenadatadaconvocaçãodareuniãodoconselhodeadministraçãopararesolver sobre o aporte dos Ativos da E.ON ao capital social da Eneva; e/ou (ii) em qualquer distribuição de quantias aos acionistas (excetos os recursos relacionados aos dividendos declaradosenãopagosrefletidosnobalançopatrimonialdatadode31dedezembrode2014), incluindodividendos,jurossobreocapitalpróprio,resgateerecompradeaçõesdesde31de dezembro de Para evitar dúvidas, o valor patrimonial indicativo da PGN mencionado considera os efeitos das debêntures conversíveis emitidas pela PGN e em circulação na presentedata Relatórios de Avaliação. As Sociedades deverão contratar uma das empresas de auditoria denominadas Big Four (PricewaterhouseCoopers, Deloitte ToucheTohmatsu,KPMGouEY)paraprepararosrelatóriosdeavaliaçãoarespeitodos Ativos da E.ON ( Relatórios de Avaliação da E.ON ), que deverá ser apresentado no máximo cinco (5) dias antes da ACG e anexado ao Plano Alterado. O Relatório de AvaliaçãodaE.ONdeverãocumprirtodasasexigênciasestabelecidaspelaleiaplicável, inclusive para fins do Artigo 8 da Lei das Sociedades por Ações e dos regulamentos aplicáveis da CVM Comissão de Valores Mobiliários. Todas as taxas e despesas relacionadasaorelatóriodeavaliaçãoserãopagasexclusivamentepelassociedades Compromissos Adicionais. Sujeito ao atendimento às condições descritas na Seção2,oE.ONseráobrigadoa: (a) cooperar, em boa fé, com as Sociedades e seus credores e suas respectivas afiliadas,subsidiárias,pessoascontroladoras,conselheiros,gerentes,administradores, diretores, empregados, consultores e advogado, de forma que o Plano Alterado seja completamente apresentado na Recuperação Judicial, decidido, votado e completa e incondicionalmente aprovado pelos credores das Sociedades e totalmente implementadopelassociedadesemtodososseustermosecondições; (b) naqualidadedefuturoacionistaeacionistaatualdaeneva,tomarasseguintes medidas,conformepermitidopelasleiseregulamentosaplicáveis,paraacontribuição dae.onàenevadosativoscontempladosnoplanoalteradoaseremcontribuídospela E.ON( Ativos da E.ON ), devido a sua importância estratégica para a estabilização da Eneva.CasooquórumnecessárionãosejaatingidonaAssembleiaGeraldaEnevapara fins da contribuição de Ativos da E.ON, o BTGP, irrevogavelmente, na medida em que permitido pelas leis e regulamentos aplicáveis, compromete se, no contexto de um novoaumentodecapitaldaenevaparafinsdoaportedosativosdae.on,pelomesmo preço e nas mesmas condições propostas no contexto do Aumento de Capital e conformeestabelecidonoplanoalterado,tomartodasasmedidasnecessárias(i)como umacionistarelevantedaeneva,omaisrápidopossívelapósaratificaçãodoaumento

6 TRADUÇÃO No.6 LIVRO No.56 PÁGINA No.242 decapital,porém,emhipótesealguma,depoisde60(sessenta)diasapartirdessadata, a menos que uma prorrogação seja pactuada em boa fé, solicitar que o Conselho de Administração da Eneva convoque e, caso o Conselho de Administração da Eneva se recuseoudeixedefazê lo,exercerseudireito,deacordocomoitem c doparágrafo único do Artigo 123 da Lei das Sociedades por Ações, de convocar uma segunda assembleiageralextraordináriadaeneva( SegundaAssembleiaGeraldaEneva );e(ii) em um período de até 6 (seis) meses contados a partir da data da ratificação do AumentodeCapital,amenosqueumaextensãosejapactuadaemboa fé,,(ii.1)receber, semnenhumcusto,direitosdepreferêncianasubscriçãonecessáriosparapossibilitar oaporteàenevapelae.ondosativosdae.onnasegundaassembleiadeacionistasda Eneva;(ii.2)exercerefetivamenteessesdireitosdepreferêncianasubscriçãodasações da Eneva com relação ao aporte dos Ativos da E.ON na Segunda Assembleia de Acionistas da Eneva; e (ii.3) aportar os Ativos da E.ON na Segunda Assembleia de AcionistasdaEneva(pelomesmopreçoenasmesmascondiçõespropostasnocontexto doaumentodecapitaleconformeestabelecidonoplanoalterado);e (c) nãovender,transferir,cedernemalienardenenhumaoutraformaosativosda E.ON e/ou as ações detidas no capital social da Eneva ( Ações da E.ON ) até (i) a ratificaçãodosegundoaumentodecapital;ou(ii)6(seis)mesescontadosapartirda data de ratificação do Aumento de Capital, o que ocorrer primeiro. Não obstante o dispostoacima,e.onseráautorizadaavenderconjuntamentetodos,enãomenosque todos, os Ativos da E.ON e as Ações da E.ON, para o mesmo terceiro comprador, caso esse terceiro comprador se comprometa, por escrito, a cumprir as obrigações que competem à E.ON estabelecidas nesta Carta Preliminar de Apoio e na Carta de ConfirmaçãodeApoio Não obstante o disposto acima, nenhuma disposição desta carta (incluindo, entre outros, esta Seção 3) será interpretada como limitação nem de outra forma afetará quaisquer dos direitos da E.ON (i) a respeito de qualquer violação, pelas Sociedades ou por quaisquer terceiros, de suas respectivas obrigações nos termos desta Carta Preliminar de Apoio,daCartadeConfirmaçãodeApoioe/oudoPlanoAlterado,pleitearreivindicações,nos termosdoacordoouleiaplicável,contraqualquerreferidaparteinfratora;ou(ii)nostermos da lei aplicável, comparecer e participar, como parte interessada, de qualquer assunto a ser possivelmentediscutido,emqualquercaso,deacordocomasleisdequalqueroutrajurisdição aplicável com relação às Sociedades, em qualquer assunto a ser possivelmente discutido na RecuperaçãoJudicialouemqualqueroutroprocesso,incluindo,entreoutros,fazerobjeçãoàs reivindicaçõesfeitasououtrasaçõesiniciadasporqualquerterceirocontraassociedades ConsentimentosdoCADEedeTerceiros.AcontribuiçãodeAtivosdaE.ONeo fechamentodeoutrasoperaçõesnostermosdoaumentodecapitalestãosujeitosàaprovação préviadoconselhoadministrativodedefesaeconômica( CADE )ededeterminadosterceiros de acordo com os termos e as condições de determinados contratos celebrados pelas

7 TRADUÇÃO No.6 LIVRO No.56 PÁGINA No.243 Sociedades e por suas subsidiárias ( Consentimentos do CADE e de Terceiros ); portanto, a E.ONconcordaemcooperarcomasSociedades,demaneirarazoávelepontual,parafornecer asinformaçõese/oudocumentosnecessáriosparaobteressasaprovações. 4. Declarações e Garantias. A Carta de Confirmação de Apoio conterá as declarações e garantias fundamentais(com relação à titularidade, autoridade, etc.) que devem ser feitas pela E.ON comrelaçãoaosativosdae.onquedevemseraportadosconformeprevistonoplanoalterado. 5. Informações Adicionais. E.ON concorda (a) em fornecer e enviar pontualmente às Sociedades,aseusconsultoreseàempresadeauditoriacontratadapelasSociedadesparaprepararos Relatórios de Avaliação da E.ON todas as informações disponíveis para E.ON razoavelmente necessáriasparaprepararosrelatóriosdeavaliaçãodae.on,paraobterosconsentimentosdocade e de Terceiros, conforme necessários, bem como o ajuizamento, a confirmação, aprovação e implementaçãodoplanoalteradopelojuízofalimentar;e(b)emnãoimpediraenevadefornecerà BTGP todas as informações razoavelmente necessárias sobre os Ativos da E.ON para fins de due diligence,estabelecidoqueessasinformaçõesserãotratadascomoconfidenciaissegundooacordode não divulgação celebrado entre a Eneva e a E.ON, conforme alterado ou aditado para incluir a possibilidade de essas informações serem divulgadas pela Eneva à BTGP, conforme disponibilizado nesteinstrumento. 6. Confidencialidade e Divulgação. Esta Carta Preliminar de Apoio será tratada como confidencialporumperíodode2(dois)anoseéfornecidaaodestinatárioexclusivamentecomrelação à Recuperação Judicial, ao Plano Existente e ao Plano Alterado, estabelecido que ela poderá ser anexadaaoplanoalteradosegundoositens2.1e2.2acimae,emúltimainstância,tornar sepública. Esta Carta Preliminar de Apoio não poderá ser utilizada nem divulgada para qualquer outro fim, excetocomoconsentimentoprévioporescritodae.on,estabelecidoque(i)apósocomprometimento das partes destinatárias em tratar as informações como confidenciais, as Sociedades poderão consultarasintençõesnãovinculantesfornecidasnestacartapreliminardeapoio(incluindoovalor indicativodosativosdae.on)noplanoalteradoantesdesuaaprovaçãosegundoassubseções2.1e 2.2 acima, sujeito a isenção de responsabilidade expressa e por escrito declarando que esta é uma carta preliminar não vinculante contendo indicações e intenções da E.ON sujeitas a determinadas condições e estabelecido que a ENEVA já divulgou as informações para o mercado por meio de uma notificação de um fato relevante de acordo com o regulamento da CVM aplicável a respeito da existênciaedoconteúdoresumidodestacartapreliminardeapoio;e(ii)umacópiadestacartaedos Relatórios de Avaliação E.ON poderão ser fornecidos ao Grupo EB e BTGP, sujeito a seu comprometimentoemtrataressasinformaçõescomoconfidenciais. 7. Notificações. Qualquer notificação, solicitação ou outra comunicação ao E.ON com relaçãoaestacartadeveráserfeitaporescritoeenviadaporcorreiooufaxnoseguinteendereço:17, Boulevard Prince Henri 1724 Luxembourg, Luxembourg; Aos cuidados de: Jens Otto; e mail com cópia para E.ON SE, para o seguinte endereço: E.ON Platz 1, 40479

8 TRADUÇÃO No.6 LIVRO No.56 PÁGINA No.244 Düsseldorf, Alemanha; Aos cuidados de: Frank Possmeier e Michael Kadgien; e mails: 8. Inexistência de Conflito. A E.ON reconhece, sujeito ao mesmo reconhecimento do Sr. Eike Fuhrken Batista, incluído na carta anexada a este instrumento como Anexo 3, que os termos e condiçõesdestacartapreliminardeapoionãoestãoemconflitocomostermosecondiçõesdoacordo deacionistasdassociedade. 9. Lei Aplicável; Jurisdição. Esta Carta Preliminar de Apoio será regida e interpretada de acordo com as leis da República Federativa do Brasil. Toda e qualquer contestação ou controvérsia relacionada ou decorrente da interpretação, execução e/ou cumprimento de qualquer item e/ou seção destacartaseráapresentada,sedurantearecuperaçãojudicial,aojuízofalimentare,apósaconclusãoda RecuperaçãoJudicial,aumadasvarasempresariaisdaCidadedoRiodeJaneiro,EstadodoRiodeJaneiro, comrenúnciaexpressaàjurisdiçãodequalqueroutrotribunal,pormaisprivilegiadoqueseja. 10. Cancelamento: Esta carta será considerada cancelada nos seguintes casos: (i) não aprovaçãodoplanoalteradopelaagcepelojuízofalimentardeacordocomostermoseascondições aprovados pelo E.ON; (ii) 31 de dezembro de 2015, o que ocorrer primeiro; estabelecido que as disposições das Seções 6 (Confidencialidade), 7 (Notificações) e 9 (Lei de Regência; Jurisdição) continuarão válidas e efetivas. Em caso de aprovação do Plano Alterado pela AGC e pelo Juízo Falimentar,estácartaseráválidaeefetivaatéasatisfaçãoeocumprimentodetodasequaisquerações eobrigaçõesestabelecidasnoplanoalterado,incluindo,entreoutros,oaumentodecapital.

9 TRADUÇÃO No.6 LIVRO No.56 PÁGINA No.245 (PáginadeassinaturasdaCartaPreliminardeApoioenviadapeloDDBRAZILHOLDINGSS.ÀR.L. àenevas.a. EmRecuperaçãoJudicial) DDBRAZILBRAZILHOLDINGSS.À.R.L. [Assina] [Assina] Nome:[ilegível] Nome:JensOtto Cargo:GerenteClasseB Cargo:GerenteClasseA

10 TRADUÇÃO No.6 LIVRO No.56 PÁGINA No.246 (PáginadeassinaturasdaCartaPreliminardeApoioenviadapeloDDBRAZILHOLDINGSS.À.R.L.àEnevaS.A. EmRecuperação Judicial) As Sociedades neste ato confirmam o recebimento desta Carta Preliminar de Apoio e reconhecem e aceitam suas obrigações de acordo com a Seção 5 (Informações Adicionais), 6 (Confidencialidade), 7 (Notificações) e 9 (Lei de Regência; Jurisdição): ENEVA S.A EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL [Assina] [Assina] Nome:AlexandreAmericano Nome:RicardoLevy Cargo:Diretor Cargo:Diretor ENEVA PARTICIPAÇÕES S.A. EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL [Assina] [Assina] Nome:AlexandreAmericano Nome:RicardoLevy Cargo:Diretor Cargo:Diretor

11 TRADUÇÃO No.6 LIVRO No.56 PÁGINA No.247 Anexo 1

12 TRADUÇÃO No.6 LIVRO No.56 PÁGINA No.248 Anexo 2

Aos cuidados de: Alexandre Americano Diretor Presidente e Ricardo Levy Diretor Financeiro

Aos cuidados de: Alexandre Americano Diretor Presidente e Ricardo Levy Diretor Financeiro TRADUÇÃO No.6 LIVRO No.56 PÁGINA No.229 Para ENEVAS.A. EMRECUPERAÇÃOJUDICIAL PraiadoFlamengo,nº66,7ºandar 22.210 030,RiodeJaneiro RJ RiodeJaneiro9deabrilde2015 Aoscuidadosde:AlexandreAmericano Diretor

Leia mais

petra energia [N.T.: logotipo]

petra energia [N.T.: logotipo] TRADUÇÃO No.6 LIVRO No.56 PÁGINA No.188 petraenergia[n.t.:logotipo] SãoPaulo,31demarçode2015 Para ENEVAS.A. EMRECUPERAÇÃOJUDICIAL PraiadoFlamengo,nº66,7ºandar 22.210 030,RiodeJaneiro RJ Aoscuidadosde:AlexandreAmericano

Leia mais

PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Assembleia Geral de Debenturistas de 7 de agosto de 2014

PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Assembleia Geral de Debenturistas de 7 de agosto de 2014 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Assembleia Geral de Debenturistas de 7 de agosto de 2014 Proposta da Administração Senhores Debenturistas: O Conselho de Administração da Lupatech S.A. ( Lupatech ou Companhia

Leia mais

VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910

VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910 VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA VULCABRAS AZALEIA S. A. DE 31 DE JANEIRO DE 2011. O

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA COMPANHIA ALAGOAS INDUSTRIAL CINAL PELA BRASKEM S.A. Que entre si celebram

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA COMPANHIA ALAGOAS INDUSTRIAL CINAL PELA BRASKEM S.A. Que entre si celebram PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA COMPANHIA ALAGOAS INDUSTRIAL CINAL PELA BRASKEM S.A. Que entre si celebram COMPANHIA ALAGOAS INDUSTRIAL - CINAL, sociedade por ações de capital fechado,

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA SPIROL SOLUÇÕES EM FIXAÇÃO LTDA

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA SPIROL SOLUÇÕES EM FIXAÇÃO LTDA TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA SPIROL SOLUÇÕES EM FIXAÇÃO LTDA Os Termos e Condições Gerais de Venda definidos abaixo e a Confirmação de Pedido enviada por SPIROL SOLUÇÕES EM FIXAÇÃO LTDA., sociedade

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA DIREÇÃO PROCESSAMENTO DE DADOS LTDA. PELA LINX SISTEMAS E CONSULTORIA LTDA.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA DIREÇÃO PROCESSAMENTO DE DADOS LTDA. PELA LINX SISTEMAS E CONSULTORIA LTDA. LINX S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ: 06.948.969/0001-75 NIRE: 35.300.316.584 PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA DIREÇÃO PROCESSAMENTO DE DADOS LTDA. PELA LINX SISTEMAS E CONSULTORIA

Leia mais

BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 08.723.106/0001-25 NIRE 35.300.340.540 CVM 02090-7

BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 08.723.106/0001-25 NIRE 35.300.340.540 CVM 02090-7 BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP Companhia Aberta CNPJ/MF nº 08.723.106/0001-25 NIRE 35.300.340.540 CVM 02090-7 MATERIAL PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP, A

Leia mais

SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A.

SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A. SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A. CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REGIMENTO INTERNO DOS COMITÊS COMITÊ DE FINANÇAS E ORÇAMENTO APROVADO PELO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EM 24 DE SETEMBRO DE 2014 SUMÁRIO I INTRODUÇÃO

Leia mais

LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF. 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817.0

LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF. 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817.0 LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF. 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817.0 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DE LOJAS AMERICANAS S.A. REALIZADA EM 11 DE MARÇO DE 2014, ÀS 10:00 H. I.

Leia mais

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ: 02.558.154/0001-29 NIRE 3130002551-9 Companhia Aberta

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ: 02.558.154/0001-29 NIRE 3130002551-9 Companhia Aberta TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ: 02.558.154/0001-29 NIRE 3130002551-9 Companhia Aberta Assembleia Geral Extraordinária Realizada em 9 de março de 2009 1. Data, Hora e Local. Realizada, em primeira

Leia mais

MPX Assina Acordos Definitivos para Joint Venture com a E.ON

MPX Assina Acordos Definitivos para Joint Venture com a E.ON MPX ENERGIA S.A. CNPJ/MF: 04.423.567/0001-21 Companhia Aberta BOVESPA: MPXE3 MPX Assina Acordos Definitivos para Joint Venture com a E.ON Rio de Janeiro, 18 de abril de 2012 MPX Energia S.A. ( MPX ou Companhia

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A. ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO E PRINCÍPIOS GERAIS 2. DEFINIÇÕES 3. OBJETIVOS E ABRANGÊNCIA 4. PERÍODO DE VEDAÇÕES ÀS NEGOCIAÇÕES 5. AUTORIZAÇÃO

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº 565, DE 15 DE JUNHO DE 2015

INSTRUÇÃO CVM Nº 565, DE 15 DE JUNHO DE 2015 INSTRUÇÃO CVM Nº 565, DE 15 DE JUNHO DE 2015 Dispõe sobre operações de fusão, cisão, incorporação e incorporação de ações envolvendo emissores de valores mobiliários registrados na categoria A. O PRESIDENTE

Leia mais

ANEXO II ACORDO DE CONFIDENCIALIDADE

ANEXO II ACORDO DE CONFIDENCIALIDADE ANEXO II ACORDO DE CONFIDENCIALIDADE TELEFONICA BRASIL S.A, com sede à Rua Martiniano de Carvalho, nº. 851, na cidade de São Paulo, inscrita no CNPJ/MF sob nº. 02.558.157/0001-62, neste ato representada

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA OHL BRASIL PARTICIPAÇÕES EM INFRA-ESTRUTURA LTDA. POR OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA OHL BRASIL PARTICIPAÇÕES EM INFRA-ESTRUTURA LTDA. POR OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA OHL BRASIL PARTICIPAÇÕES EM INFRA-ESTRUTURA LTDA. POR OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A. Por este instrumento, OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A., companhia aberta

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO CYRELA COMERCIAL PROPERTIES INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A.,

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO CYRELA COMERCIAL PROPERTIES INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A., PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA CYRELA COMERCIAL PROPERTIES INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. PELA CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES Pelo presente instrumento

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES 1. Objetivo 1.1. Formalização de uma Política de Negociação de Ações das empresas METALÚRGICA GERDAU S.A. e GERDAU S.A. (conjuntamente com coligadas e controladas diretas ou indiretas, doravante referidas

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO EMPRESA INCORPORADA: HFF PARTICIPAÇÕES S.A. EMPRESA INCORPORADORA: BRF BRASIL FOODS S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO EMPRESA INCORPORADA: HFF PARTICIPAÇÕES S.A. EMPRESA INCORPORADORA: BRF BRASIL FOODS S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO EMPRESA INCORPORADA: HFF PARTICIPAÇÕES S.A. EMPRESA INCORPORADORA: BRF BRASIL FOODS S.A. 25 DE FEVEREIRO DE 2010 PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA HFF

Leia mais

MINERVA S.A. CNPJ nº 67.620.377/0001-14 NIRE 35.300.344.022. Ata de Reunião do Conselho de Administração realizada em 03 de abril de 2012

MINERVA S.A. CNPJ nº 67.620.377/0001-14 NIRE 35.300.344.022. Ata de Reunião do Conselho de Administração realizada em 03 de abril de 2012 MINERVA S.A. CNPJ nº 67.620.377/0001-14 NIRE 35.300.344.022 Ata de Reunião do Conselho de Administração realizada em 03 de abril de 2012 Data, Horário e Local: 03 de abril de 2012, às 9h00, na sede social

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO, POR FIBRIA CELULOSE S.A., DE ARAPAR S.A. E DE SÃO TEÓFILO REPRESENTAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO, POR FIBRIA CELULOSE S.A., DE ARAPAR S.A. E DE SÃO TEÓFILO REPRESENTAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO, POR FIBRIA CELULOSE S.A., DE ARAPAR S.A. E DE SÃO TEÓFILO REPRESENTAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A. FIBRIA CELULOSE S.A. (nova denominação social de Votorantim Celulose

Leia mais

ANEXO VI MODELOS DAS DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL

ANEXO VI MODELOS DAS DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL ANEXO VI MODELOS DAS DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL ANEXO VI MODELOS DAS DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL p. 1 / 13 ANEXO VI MODELOS DAS DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS

Leia mais

COSAN S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO CNPJ nº 50.746.577/0001-15 NIRE 35.300.177.045 Companhia Aberta

COSAN S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO CNPJ nº 50.746.577/0001-15 NIRE 35.300.177.045 Companhia Aberta COSAN S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO CNPJ nº 50.746.577/0001-15 NIRE 35.300.177.045 Companhia Aberta COSAN LOGISTICA S.A. CNPJ/MF 17.346.997/0001-39 NIRE 35.300.447.581 Companhia Aberta FATO RELEVANTE A COSAN

Leia mais

Anexo I à Ata de Assembléia Geral Extraordinária da Globex Utilidades S.A. realizada em 04 de janeiro de 2008

Anexo I à Ata de Assembléia Geral Extraordinária da Globex Utilidades S.A. realizada em 04 de janeiro de 2008 Anexo I à Ata de Assembléia Geral Extraordinária da Globex Utilidades S.A. realizada em 04 de janeiro de 2008 GLOBEX UTILIDADES S.A. CNPJ/MF n 33.041.260/0001-64 PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES 1. Objetivo

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA TOTVS BRASIL SALES LTDA. PELA TOTVS S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA TOTVS BRASIL SALES LTDA. PELA TOTVS S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA TOTVS BRASIL SALES LTDA. PELA TOTVS S.A. Pelo presente instrumento particular, (A) TOTVS S.A., sociedade por ações de capital aberto, com sede na Cidade de São

Leia mais

LOJAS AMERICANAS S.A. CNPJ/MF n 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817-0 COMPANHIA ABERTA

LOJAS AMERICANAS S.A. CNPJ/MF n 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817-0 COMPANHIA ABERTA LOJAS AMERICANAS S.A. CNPJ/MF n 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817-0 COMPANHIA ABERTA Senhores Acionistas, Apresentamos, a seguir, a proposta da administração acerca das matérias constantes da ordem do

Leia mais

Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da CPFL Energia S.A.

Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da CPFL Energia S.A. Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da CPFL Energia S.A. I. FINALIDADE 1. O objetivo da Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da CPFL Energia S.A. (a Companhia )

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO TRANS-MUX (EXPLORAÇÃO INDUSTRIAL DE LINHA DEDICADA EILD) ANEXO 3 TERMO DE COMPROMISSO DE CONFIDENCIALIDADE

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO TRANS-MUX (EXPLORAÇÃO INDUSTRIAL DE LINHA DEDICADA EILD) ANEXO 3 TERMO DE COMPROMISSO DE CONFIDENCIALIDADE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO TRANS-MUX (EXPLORAÇÃO INDUSTRIAL DE LINHA DEDICADA EILD) ANEXO 3 TERMO DE COMPROMISSO DE CONFIDENCIALIDADE 1. OBJETIVO Este Anexo ao Contrato de Prestação de Serviço TRANS-MUX

Leia mais

OI S.A. CNPJ/MF Nº 76.535.764/0001-43 NIRE 33.30029520-8 Companhia Aberta

OI S.A. CNPJ/MF Nº 76.535.764/0001-43 NIRE 33.30029520-8 Companhia Aberta OI S.A. CNPJ/MF Nº 76.535.764/0001-43 NIRE 33.30029520-8 Companhia Aberta Telemar Participações S.A. CNPJ/MF Nº 02.107.946/0001-87 NIRE º 3.33.0016601-7 Companhia Aberta FATO RELEVANTE Oi S.A. ( Oi ou

Leia mais

ANEXO I à Ata da Assembléia Geral Extraordinária da RENOVA ENERGIA S.A., de 18 de janeiro de 2010

ANEXO I à Ata da Assembléia Geral Extraordinária da RENOVA ENERGIA S.A., de 18 de janeiro de 2010 ANEXO I à Ata da Assembléia Geral Extraordinária da RENOVA ENERGIA S.A., de 18 de janeiro de 2010 PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES DA RENOVA ENERGIA S.A. 1. Objetivo da Outorga de Opções 1.1. Este Plano

Leia mais

Anexo 1.2.7 : Modelo de instrumento de cessão de crédito sem coobrigação

Anexo 1.2.7 : Modelo de instrumento de cessão de crédito sem coobrigação Anexo 1.2.7 : Modelo de instrumento de cessão de crédito sem coobrigação INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE CRÉDITOS SEM COOBRIGAÇÃO Por este instrumento, as partes a seguir designadas e qualificadas,

Leia mais

ÍNDICE. Definições... 5 Resumo das Características da Oferta... 7 2. INFORMAÇÕES SOBRE OS ADMINISTRADORES, CONSULTORES E AUDITORES

ÍNDICE. Definições... 5 Resumo das Características da Oferta... 7 2. INFORMAÇÕES SOBRE OS ADMINISTRADORES, CONSULTORES E AUDITORES ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO Definições... 5 Resumo das Características da Oferta... 7 2. INFORMAÇÕES SOBRE OS ADMINISTRADORES, CONSULTORES E AUDITORES Administradores da Emissora... 13 Coordenador Líder... 13

Leia mais

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO EPC EMPRESA PARANAENSE COMERCIALIZADORA LTDA. ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A.

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO EPC EMPRESA PARANAENSE COMERCIALIZADORA LTDA. ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO ENTRE EPC EMPRESA PARANAENSE COMERCIALIZADORA LTDA. E ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. Pelo presente instrumento particular, as partes abaixo

Leia mais

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades.

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades. RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Apresentamos as Demonstrações Financeiras da Mehir Holdings S.A. referente ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2004 e as respectivas Notas

Leia mais

ACORDO DE ACIONISTAS ENTRE ALEXANDRE G. BARTELLE PARTICIPAÇÕES S.A. VERONA NEGÓCIOS E PARTICIPAÇÕES S.A. GRENDENE NEGÓCIOS S.A. GRENDENE S.A.

ACORDO DE ACIONISTAS ENTRE ALEXANDRE G. BARTELLE PARTICIPAÇÕES S.A. VERONA NEGÓCIOS E PARTICIPAÇÕES S.A. GRENDENE NEGÓCIOS S.A. GRENDENE S.A. ACORDO DE ACIONISTAS ENTRE ALEXANDRE G. BARTELLE PARTICIPAÇÕES S.A. VERONA NEGÓCIOS E PARTICIPAÇÕES S.A. GRENDENE NEGÓCIOS S.A. GRENDENE S.A. E DETERMINADOS INTERVENIENTES ACORDO DE ACIONISTAS Pelo presente

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL ANUAL CONVOCATÓRIA

ASSEMBLEIA GERAL ANUAL CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA GERAL ANUAL CONVOCATÓRIA Sociedade Comercial Orey Antunes, S.A. (sociedade aberta) Sede: Rua Carlos Alberto da Mota Pinto, n.º 17, 6.º andar, Freguesia de S. Isabel, Concelho de Lisboa Capital

Leia mais

EDITAL DE OFERTA PÚBLICA PARA COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL 002_2014 COPEN COMPANHIA DE PETRÓLEO E ENERGIA S/A

EDITAL DE OFERTA PÚBLICA PARA COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL 002_2014 COPEN COMPANHIA DE PETRÓLEO E ENERGIA S/A EDITAL DE OFERTA PÚBLICA PARA COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL 002_2014 COPEN COMPANHIA DE PETRÓLEO E ENERGIA S/A A oferta pública ( OFERTA PÚBLICA ou leilão ) e os procedimentos a ela relativos

Leia mais

Invest Tur Brasil Desenvolvimento Imobiliário Turístico S.A. CNPJ nº 08.723.106/0001-25 NIRE 35.300.340.540

Invest Tur Brasil Desenvolvimento Imobiliário Turístico S.A. CNPJ nº 08.723.106/0001-25 NIRE 35.300.340.540 Invest Tur Brasil Desenvolvimento Imobiliário Turístico S.A. CNPJ nº 08.723.106/0001-25 NIRE 35.300.340.540 Ata da Reunião do Conselho de Administração realizada em 7 de janeiro de 2009 Data, hora e local

Leia mais

Condições Gerais de Compra da Air Products Brasil Ltda.

Condições Gerais de Compra da Air Products Brasil Ltda. Condições Gerais de Compra da Air Products Brasil Ltda. 1. Aplicabilidade 2. Entrega 3. Preços e pagamentos 4. Inspeção 5. Garantia 6. Cancelamento 7. Subcontratação e Cessão 8. Código de conduta 9. Saúde

Leia mais

CONTRATO DE AGENTE AUTORIZADO

CONTRATO DE AGENTE AUTORIZADO CONTRATO DE AGENTE AUTORIZADO Pelo presente instrumento e na melhor forma de direito, de um lado a BB Gestão de Recursos DTVM S/A, instituição financeira com sede à Praça XV de Novembro, 20 - salas 201,

Leia mais

CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES. CNPJ nº 08.801.621/0001-86 FATO RELEVANTE

CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES. CNPJ nº 08.801.621/0001-86 FATO RELEVANTE CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES CNPJ nº 08.801.621/0001-86 FATO RELEVANTE Em cumprimento ao disposto nas Instruções CVM nºs 319/99 e 358/02, a Cyrela Commercial Properties

Leia mais

Ranking ANBIMA de Fusões & Aquisições

Ranking ANBIMA de Fusões & Aquisições Ranking ANBIMA de Fusões & Aquisições Setembro/2014 Operações Elegíveis 1. Haverá uma única modalidade de Ranking, que será nomeada como: Ranking de Fusões e Aquisições ( Ranking ). Para efeito de apuração

Leia mais

CEMEPE INVESTIMENTOS S/A

CEMEPE INVESTIMENTOS S/A CEMEPE INVESTIMENTOS S/A RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Em cumprimento às disposições legais e estatutárias, submetemos à apreciação de V.Sas. as demonstrações contábeis do exercício encerrado

Leia mais

Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, os administradores das companhias abaixo qualificadas,

Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, os administradores das companhias abaixo qualificadas, INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DO BANCO ABN AMRO REAL S.A. PELO BANCO SANTANDER (BRASIL) S.A. (NOVA DENOMINAÇÃO SOCIAL DO BANCO SANTANDER S.A., EM FASE DE HOMOLOGAÇÃO

Leia mais

TELEFÔNICA BRASIL S.A. Companhia Aberta CNPJ MF 02.558.157/0001-62 - NIRE 35.3.001.5881-4 F A TO RELEV A N TE

TELEFÔNICA BRASIL S.A. Companhia Aberta CNPJ MF 02.558.157/0001-62 - NIRE 35.3.001.5881-4 F A TO RELEV A N TE F A TO RELEV A N TE A Telefônica Brasil S.A. ("Companhia" ou Telefônica Brasil ), na forma e para os fins das Instruções CVM nºs 319/99 e 358/02, conforme alteradas e, em complementação aos Fatos Relevantes

Leia mais

Anexo III. ESCRITURA PÚBLICA ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA E OUTRAS AVENÇAS, na forma abaixo:-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.

Anexo III. ESCRITURA PÚBLICA ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA E OUTRAS AVENÇAS, na forma abaixo:-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-. Anexo III ESCRITURA PÚBLICA ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA E OUTRAS AVENÇAS, na forma abaixo:-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-. A O S [ ] do mês de [ ] do ano de dois mil e oito (2008), nesta Cidade

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 2689. I - constituir um ou mais representantes no País; II - preencher formulário, cujo modelo constitui o Anexo a esta Resolução;

RESOLUÇÃO Nº 2689. I - constituir um ou mais representantes no País; II - preencher formulário, cujo modelo constitui o Anexo a esta Resolução; RESOLUÇÃO Nº 2689 Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e de capitais. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31 de dezembro de 1964, torna

Leia mais

LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n.º 33.014.556/0001-96. SUBMARINO S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n.º 02.930.076/0001-41 FATO RELEVANTE

LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n.º 33.014.556/0001-96. SUBMARINO S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n.º 02.930.076/0001-41 FATO RELEVANTE LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n.º 33.014.556/0001-96 SUBMARINO S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n.º 02.930.076/0001-41 FATO RELEVANTE LOJAS AMERICANAS S.A. ( Lojas Americanas ) e SUBMARINO

Leia mais

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES, PRESERVAÇÃO DE SIGILO E DE NEGOCIAÇÃO DA ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A.

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES, PRESERVAÇÃO DE SIGILO E DE NEGOCIAÇÃO DA ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A. POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES, PRESERVAÇÃO DE SIGILO E DE NEGOCIAÇÃO DA ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A. I - DEFINIÇÕES 1. As definições utilizadas na presente Política de Divulgação de

Leia mais

Datado de 30 de dezembro de 2014 PRIMEIRO ADITAMENTO AO ACORDO DE ACIONISTAS ENEVA S.A. celebrado entre, de um lado, DD BRAZIL HOLDINGS S.À R.L.

Datado de 30 de dezembro de 2014 PRIMEIRO ADITAMENTO AO ACORDO DE ACIONISTAS ENEVA S.A. celebrado entre, de um lado, DD BRAZIL HOLDINGS S.À R.L. Datado de 30 de dezembro de 2014 PRIMEIRO ADITAMENTO AO ACORDO DE ACIONISTAS da ENEVA S.A. celebrado entre, de um lado, DD BRAZIL HOLDINGS S.À R.L., E.ON SE (na qualidade de Garantidora) e, de outro lado,

Leia mais

Datado de 27 de maio de 2013 ACORDO DE ACIONISTAS MPX ENERGIA S.A. celebrado entre, de um lado, DD BRAZIL HOLDINGS S.À R.L.,

Datado de 27 de maio de 2013 ACORDO DE ACIONISTAS MPX ENERGIA S.A. celebrado entre, de um lado, DD BRAZIL HOLDINGS S.À R.L., Datado de 27 de maio de 2013 ACORDO DE ACIONISTAS da MPX ENERGIA S.A. celebrado entre, de um lado, DD BRAZIL HOLDINGS S.À R.L., E.ON SE (na qualidade de Garantidora) e, de outro lado, SR. EIKE FUHRKEN

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DEFINITIVOS DE INCORPORAÇÃO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DEFINITIVOS DE INCORPORAÇÃO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DEFINITIVOS DE INCORPORAÇÃO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO Pelo presente instrumento e na melhor forma de direito: BANCO J. SAFRA S.A., instituição financeira, inscrita

Leia mais

Descrição do Cálculo do Preço a ser Oferecido aos Acionistas da Arteris S.A., anteriormente denominada Obráscon Huarte Brasil Laín S.A.

Descrição do Cálculo do Preço a ser Oferecido aos Acionistas da Arteris S.A., anteriormente denominada Obráscon Huarte Brasil Laín S.A. Descrição do Cálculo do Preço a ser Oferecido aos Acionistas da Arteris S.A., anteriormente denominada Obráscon Huarte Brasil Laín S.A. 1 I. Visão Geral da Transação Em 3 de agosto de 2012 (a Data de Celebração

Leia mais

ASPECTOS LEGAIS LEGISLAÇÃO APLICÁVEL

ASPECTOS LEGAIS LEGISLAÇÃO APLICÁVEL ASPECTOS LEGAIS LEGISLAÇÃO APLICÁVEL O Fundo é disciplinado pela Instrução CVM 359/02, pelo seu respectivo Regulamento, e demais disposições legais e regulamentares aplicáveis. DISPENSAS CONCEDIDAS PELA

Leia mais

OBRIGAÇÕES PT TAXA FIXA 2012/2016

OBRIGAÇÕES PT TAXA FIXA 2012/2016 ASSEMBLEIA DE NOTEHOLDERS PORTUGAL TELECOM, SGPS S.A. 3 de março de 2014 OBRIGAÇÕES PT TAXA FIXA 2012/2016 DELIBERAÇÃO EXTRAORDINÁRIA PONTO ÚNICO DA ORDEM DE TRABALHOS: (Aprovar uma Deliberação Extraordinária

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DA MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A.

CÓDIGO DE CONDUTA DA MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. CÓDIGO DE CONDUTA DA MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. O presente Código de Conduta da Multiplan Empreendimentos Imobiliários S.A. (a Companhia ), visa cumprir com as disposições do Regulamento

Leia mais

TELEFÓNICA, S.A. Assembléia Geral Ordinária de Acionistas

TELEFÓNICA, S.A. Assembléia Geral Ordinária de Acionistas TELEFÓNICA, S.A. Assembléia Geral Ordinária de Acionistas Devido à decisão adotada pelo Conselho de Administração da TELEFÓNICA, S.A., convoca-se os acionistas para Assembléia Geral Ordinária, a ser celebrada

Leia mais

IC CLUBE DE INVESTIMENTO CNPJ n. 07.847.689/0001-33 ESTATUTO SOCIAL

IC CLUBE DE INVESTIMENTO CNPJ n. 07.847.689/0001-33 ESTATUTO SOCIAL IC CLUBE DE INVESTIMENTO CNPJ n. 07.847.689/0001-33 ESTATUTO SOCIAL I - DENOMINAÇÃO E OBJETIVO Artigo 1 - O IC Clube de Investimento é constituído por número limitado de membros que têm por objetivo a

Leia mais

Vale aprova Política de Negociação

Vale aprova Política de Negociação Fato Relevante Vale aprova Política de Negociação A Vale S.A. (Vale) informa que o Conselho de Administração aprovou uma nova Política de Negociação de Valores Mobiliários de emissão da Vale em substituição

Leia mais

PONTÍFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS CURSO DE DIREITO

PONTÍFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS CURSO DE DIREITO PONTÍFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS CURSO DE DIREITO Disciplina: Direito Empresarial II JUR 1022 Turma: C02 Prof.: Luiz Fernando Capítulo VI SOCIEDADES ANÔNIMAS 1. Evolução Legal: a) Decreto n. 575/49;

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARCOPOLO S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARCOPOLO S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARCOPOLO S.A. I - OBJETIVO E ABRANGÊNCIA Art. 1 o. A presente Política de Negociação tem por objetivo estabelecer as regras e procedimentos

Leia mais

UNIPAR UNIÃO DE INDÚSTRIAS PETROQUÍMICAS S.A.

UNIPAR UNIÃO DE INDÚSTRIAS PETROQUÍMICAS S.A. UNIPAR UNIÃO DE INDÚSTRIAS PETROQUÍMICAS S.A. (POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE ATO OU FATO RELEVANTE APROVADA NA RCA DE 2002) FINALIDADE A política de divulgação de Ato ou Fato Relevante da Unipar observará

Leia mais

Contrato de Prestação de Serviços De Desenvolvimento de Site

Contrato de Prestação de Serviços De Desenvolvimento de Site Contrato de Prestação de Serviços De Desenvolvimento de Site DEFINIÇÃO: Esse contrato visa documentar a proposta de prestação de serviços, apresentada pela CONTRATADA e aceita previamente pela CONTRATANTE,

Leia mais

OI S.A. CNPJ/MF Nº 76.535.764/0001-43 NIRE 33.30029520-8 Companhia Aberta FATO RELEVANTE

OI S.A. CNPJ/MF Nº 76.535.764/0001-43 NIRE 33.30029520-8 Companhia Aberta FATO RELEVANTE OI S.A. CNPJ/MF Nº 76.535.764/0001-43 NIRE 33.30029520-8 Companhia Aberta FATO RELEVANTE Oi S.A. e Portugal Telecom Anunciam a Celebração de Memorando de Entendimentos para a União de suas Atividades Em

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Porto Alegre Brasil University of New South Wales Sydney Austrália Universidade do Povo Macau - China

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Porto Alegre Brasil University of New South Wales Sydney Austrália Universidade do Povo Macau - China CONVENÇÃO SOBRE A LEI APLICÁVEL AOS CONTRATOS DE COMPRA E VENDA INTERNACIONAL DE MERCADORIAS (Concluída em 22 de dezembro de 1986) Os Estados-Partes da presente Convenção, Desejando unificar as regras

Leia mais

CNPJ/MF 92.692.979/0001-24. por conta e ordem do BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A - BANRISUL CNPJ/MF 92.702.067.0001/96

CNPJ/MF 92.692.979/0001-24. por conta e ordem do BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A - BANRISUL CNPJ/MF 92.702.067.0001/96 Edital de Oferta Pública para aquisição de ações ordinárias para cancelamento de registro de Companhia Aberta de BANRISUL S/A ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIOS CNPJ/MF 92.692.979/0001-24 por conta e ordem do

Leia mais

DURATEX S.A. CNPJ. 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300154410

DURATEX S.A. CNPJ. 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300154410 DURATEX S.A. CNPJ. 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300154410 POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS (aprovada na RCA de 12.08.2009 e alterada nas RCA s de 14.06.2010, 04.11.2011 e 22.04.2014)

Leia mais

Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e de capitais.

Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e de capitais. RESOLUCAO 2.689 --------------- Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e de capitais. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31 de dezembro

Leia mais

GOL LINHAS AÉREAS INTELIGENTES S.A. CNPJ n.º 06.164.253/0001-87 N.I.R.E. 35.300.314.441

GOL LINHAS AÉREAS INTELIGENTES S.A. CNPJ n.º 06.164.253/0001-87 N.I.R.E. 35.300.314.441 GOL LINHAS AÉREAS INTELIGENTES S.A. CNPJ n.º 06.164.253/0001-87 N.I.R.E. 35.300.314.441 ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 19 DE JUNHO DE 2006 I. DATA, HORA E LOCAL: 19 de junho de 2006,

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. CNPJ 02.328.280/0001-97 POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 02.238.280/0001-97 Rua Ary Antenor de Souza, nº 321,

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE EMPRÉSTIMO DE AÇÕES

INSTRUMENTO PARTICULAR DE EMPRÉSTIMO DE AÇÕES INSTRUMENTO PARTICULAR DE EMPRÉSTIMO DE AÇÕES Pelo presente instrumento particular, as Partes : (a) BANCO CITIBANK S.A., instituição financeira com sede na Avenida Paulista, n.º 1.111, 2º andar parte,

Leia mais

EDITAL DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA

EDITAL DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S.A, agente gerador de energia elétrica, inscrita no CNPJ/MF sob o n 23.274.194/0001-19, com sede na Rua Real Grandeza 219, Botafogo, Rio

Leia mais

Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da KROTON EDUCACIONAL S.A. I Definições e Adesão

Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da KROTON EDUCACIONAL S.A. I Definições e Adesão Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da KROTON EDUCACIONAL S.A. I Definições e Adesão 1. As definições utilizadas no presente instrumento têm os significados que lhes são atribuídos

Leia mais

Dia útil: significa um dia de trabalho, conforme definido pelo Provedor nas respectivas Normas suplementares.

Dia útil: significa um dia de trabalho, conforme definido pelo Provedor nas respectivas Normas suplementares. Normas do RRDRP Estas Normas estão em vigor para todos os processos de RRDRP. Os processos administrativos referentes a resolução de disputas nos termos do Procedimento de resolução de disputas de restrições

Leia mais

SUL AMÉRICA FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO - FGTS CARTEIRA LIVRE

SUL AMÉRICA FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO - FGTS CARTEIRA LIVRE SUL AMÉRICA FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO - FGTS CARTEIRA LIVRE REGULAMENTO CAPÍTULO I - DO FUNDO Artigo 1º - O SUL AMÉRICA FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO -- FGTS CARTEIRA LIVRE, doravante designado abreviadamente

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA LE LIS BLANC DEUX COMÉRCIO E CONFECÇÕES DE ROUPAS S.A. I. PROPÓSITO

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA LE LIS BLANC DEUX COMÉRCIO E CONFECÇÕES DE ROUPAS S.A. I. PROPÓSITO POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA LE LIS BLANC DEUX COMÉRCIO E CONFECÇÕES DE ROUPAS S.A. I. PROPÓSITO Este Manual visa a consolidar as regras e procedimentos que devem ser observados

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTOS IMPACTO

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTOS IMPACTO ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTOS IMPACTO I Denominação e Objetivo Artigo 1º - O Clube de Investimento IMPACTO constituído por número limitado de membros que tem por objetivo a aplicação de recursos

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA MOENA PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. Que entre si celebram

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA MOENA PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. Que entre si celebram PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA MOENA PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. Que entre si celebram ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A., sociedade anônima com sede na Cidade do

Leia mais

MEMORANDUM DE ENTENDIMENTO ENTRE A COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DO BRASIL E A COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS E FUTUROS DE HONG KONG

MEMORANDUM DE ENTENDIMENTO ENTRE A COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DO BRASIL E A COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS E FUTUROS DE HONG KONG MEMORANDUM DE ENTENDIMENTO ENTRE A COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DO BRASIL E A COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS E FUTUROS DE HONG KONG 1. INTRODUÇÃO A Comissão de Valores Mobiliários do Brasil - CVM e

Leia mais

INEPAR S/A INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES CNPJ/MF Nº 76.627.504/0001-06 NIRE Nº 35 3 0035492 3 COMPANHIA ABERTA

INEPAR S/A INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES CNPJ/MF Nº 76.627.504/0001-06 NIRE Nº 35 3 0035492 3 COMPANHIA ABERTA INEPAR S/A INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES CNPJ/MF Nº 76.627.504/0001-06 NIRE Nº 35 3 0035492 3 COMPANHIA ABERTA ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL DE TITULARES DE DEBÊNTURES DA SEGUNDA EMISSÃO, REALIZADA EM 19 DE JULHO

Leia mais

CONTRATO DE SERVIÇOS DE SUPORTE ORACLE LINUX E ORACLE VM

CONTRATO DE SERVIÇOS DE SUPORTE ORACLE LINUX E ORACLE VM CONTRATO DE SERVIÇOS DE SUPORTE ORACLE LINUX E ORACLE VM A. Definições do Contrato Os termos você e seu, sua refere-se à pessoa ou entidade que assinou este contrato ( contrato ) e que solicitou os serviços

Leia mais

Contrato (on-line) de Loja Virtual. Última modificação: 07/05/2015. Bem vindo a Propaganda Certa!

Contrato (on-line) de Loja Virtual. Última modificação: 07/05/2015. Bem vindo a Propaganda Certa! Contrato (on-line) de Loja Virtual Última modificação: 07/05/2015 Bem vindo a Propaganda Certa! Este contrato (on-line) de Loja Virtual (o "Contrato") é celebrado entre Propaganda Certa, emprsa de razão

Leia mais

ESTATUTO DO COMITÊ DE AUDITORIA DO CONSELHO DIRETOR 23 DE OUTUBRO DE 2014

ESTATUTO DO COMITÊ DE AUDITORIA DO CONSELHO DIRETOR 23 DE OUTUBRO DE 2014 ESTATUTO DO COMITÊ DE AUDITORIA DO CONSELHO DIRETOR 23 DE OUTUBRO DE 2014 I. FINALIDADE A finalidade do Comitê de Auditoria da AGCO Corporation (a Empresa ) é auxiliar o Conselho Diretor (o Conselho )

Leia mais

MRV LOGISTICA E PARTICIPAÇÕES S.A. PLANO DE OUTORGA DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES ("PLANO")

MRV LOGISTICA E PARTICIPAÇÕES S.A. PLANO DE OUTORGA DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES (PLANO) MRV LOGISTICA E PARTICIPAÇÕES S.A. PLANO DE OUTORGA DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES ("PLANO") DATADO DE 17 DE NOVEMBRO, 2010 2 MRV LOGÍSTICA E PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF nº 09.041.168/0001-10 NIRE 31.300.027.261

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARFRIG FRIGORÍFICOS E COMÉRCIO DE ALIMENTOS S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARFRIG FRIGORÍFICOS E COMÉRCIO DE ALIMENTOS S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARFRIG FRIGORÍFICOS E COMÉRCIO DE ALIMENTOS S.A. APROVADA NA RCA DE 18/03/2009 SUMÁRIO I OBJETIVO... 3 II - ADMINISTRAÇÃO DA POLÍTICA... 3 II.1

Leia mais

A República Federativa do Brasil. A República Argentina (doravante denominadas as Partes ),

A República Federativa do Brasil. A República Argentina (doravante denominadas as Partes ), ACORDO DE COOPERAÇÃO ENTRE A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E A REPÚBLICA ARGENTINA RELATIVO À COOPERAÇÃO ENTRE SUAS AUTORIDADES DE DEFESA DA CONCORRÊNCIA NA APLICAÇÃO DE SUAS LEIS DE CONCORRÊNCIA A República

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº. 476, OFERTAS PÚBLICAS DE VALORES MOBILIÁRIOS DISTRIBUÍDAS COM ESFORÇOS RESTRITOS 16 de Janeiro de 2009

INSTRUÇÃO CVM Nº. 476, OFERTAS PÚBLICAS DE VALORES MOBILIÁRIOS DISTRIBUÍDAS COM ESFORÇOS RESTRITOS 16 de Janeiro de 2009 INSTRUÇÃO CVM Nº. 476, OFERTAS PÚBLICAS DE VALORES MOBILIÁRIOS DISTRIBUÍDAS COM ESFORÇOS RESTRITOS 16 de Janeiro de 2009 Apresentamos a seguir um resumo dos principais pontos da Instrução da Comissão de

Leia mais

Regimento Interno do Comitê de Remuneração e Sucessão

Regimento Interno do Comitê de Remuneração e Sucessão Regimento Interno do Comitê de Remuneração e Sucessão 1 ARTIGO Artigo 1º - NATUREZA, OBJETO E APROVAÇÃO DO REGIMENTO INTERNO Artigo 2º - COMPOSIÇÂO, CARGOS E MANDATOS Artigo 3º - DA PRESIDÊNCIA E SECRETARIADO

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA FORNO DE MINAS ALIMENTOS S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA FORNO DE MINAS ALIMENTOS S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA FORNO DE MINAS ALIMENTOS S.A. 1 PROPÓSITO A presente Política de Negociação de Valores Mobiliários tem como propósito estabelecer regras para

Leia mais

INEPAR S.A. INDÚSTRIAS E CONSTRUÇÕES - EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL. CNPJ/MF n 76.627.504/0001-06 NIRE 35.3.0035492.3 COMPANHIA ABERTA

INEPAR S.A. INDÚSTRIAS E CONSTRUÇÕES - EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL. CNPJ/MF n 76.627.504/0001-06 NIRE 35.3.0035492.3 COMPANHIA ABERTA INEPAR S.A. INDÚSTRIAS E CONSTRUÇÕES - EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL CNPJ/MF n 76.627.504/0001-06 NIRE 35.3.0035492.3 COMPANHIA ABERTA PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO PARA DELIBERAÇÃO EM ASSEMBLEIA GERAL ESPECIAL

Leia mais

MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de

MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012 MBK Securitizadora S.A. Demonstrações Financeiras

Leia mais

CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA GERAL ANUAL ADITAMENTO

CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA GERAL ANUAL ADITAMENTO ADITAMENTO 27 de abril de 2015 GLINTT GLOBAL INTELLIGENT TECHNOLOGIES, S.A. Sociedade Aberta Sede Social: Beloura Office Park, Edifício 10, Quinta da Beloura, 2710-693 Sintra Capital Social: 86.962.868,00

Leia mais

Anúncio de Início da Distribuição Pública de Cotas da Primeira Emissão do

Anúncio de Início da Distribuição Pública de Cotas da Primeira Emissão do Anúncio de Início da Distribuição Pública de Cotas da Primeira Emissão do COGITU FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES CNPJ/MF n.º 18.653.262/0001-10 Código ISIN das Cotas: BRCGTUCTF009 ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO INVESTIDORES DE PERNAMBUCO

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO INVESTIDORES DE PERNAMBUCO ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO INVESTIDORES DE PERNAMBUCO I - Denominação e Objetivo Artigo 1º - O CLUBE DE INVESTIMENTO INVESTIDORES DE PERNAMBUCO, constituído por número limitado de membros

Leia mais

Contrato para Compra de Investimento No. [referência da SOCIEDADE]

Contrato para Compra de Investimento No. [referência da SOCIEDADE] Contrato para Compra de Investimento No. [referência da SOCIEDADE] Entre [ ].. representada pelas pessoas devidamente autorizadas nomeadas na página de assinatura do presente CONTRATO, doravante denominada

Leia mais

Autorização para a reversão da liquidação de organismos de investimento alternativo fechados de subscrição particular

Autorização para a reversão da liquidação de organismos de investimento alternativo fechados de subscrição particular Autorização para a reversão da liquidação de organismos de investimento alternativo fechados de subscrição particular Legenda: OIA = organismos de investimento alternativo fechados de subscrição particular

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA MAKIRA DO BRASIL S.A. PELA TOTVS S.A. ENTRE OS ADMINISTRADORES DE MAKIRA DO BRASIL S.A. TOTVS S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA MAKIRA DO BRASIL S.A. PELA TOTVS S.A. ENTRE OS ADMINISTRADORES DE MAKIRA DO BRASIL S.A. TOTVS S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA MAKIRA DO BRASIL S.A. PELA TOTVS S.A. ENTRE OS ADMINISTRADORES DE MAKIRA DO BRASIL S.A. E TOTVS S.A. DATADO DE 23 DE JULHO DE 2008 PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE

Leia mais

PLANO DE OUTORGA DE OPÇÃO DE COMPRA OU SUBSCRIÇÃO DE AÇÕES DA MARISA S.A. CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS

PLANO DE OUTORGA DE OPÇÃO DE COMPRA OU SUBSCRIÇÃO DE AÇÕES DA MARISA S.A. CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS PLANO DE OUTORGA DE OPÇÃO DE COMPRA OU SUBSCRIÇÃO DE AÇÕES DA MARISA S.A. CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Artigo 1º. Os objetivos deste Plano de Opção de Compra ou Subscrição de Ações (o "Plano") da Marisa S.A.

Leia mais

Guia de Investimento Anjo & Documentos Legais. Modelo de Memorando de Entendimento (Term Sheet) Versão 27/5/2016*

Guia de Investimento Anjo & Documentos Legais. Modelo de Memorando de Entendimento (Term Sheet) Versão 27/5/2016* A Guia de Investimento Anjo & Documentos Legais Modelo de Memorando de Entendimento (Term Sheet) Versão 27/5/2016* Este documento pretende espelhar termos e condições comumente utilizados em operações

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO PLATINUM

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO PLATINUM ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO PLATINUM I Denominação e Objetivo Artigo 1º O Clube de Investimento PLATINUM é constituído por número limitado de membros que têm por objetivo a aplicação de recursos

Leia mais