Tiragem: Pág: 18. País: Portugal. Cores: Cor. Period.: Semanal. Área: 25,65 x 31,89 cm². Âmbito: Informação Geral.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tiragem: 131300. Pág: 18. País: Portugal. Cores: Cor. Period.: Semanal. Área: 25,65 x 31,89 cm². Âmbito: Informação Geral."

Transcrição

1

2 Tiragem: Pág: 18 Área: 25,65 x 31,89 cm² ID: Emprego Âmbito: Informação Geral Corte: 1 de 1 12

3 Fórum Estudante.pt, E tu, tens bons genes? Quinta, 27 Janeiro :27 A DNA Cascais está a desafiar todos os jovens com espírito empreendedor. Será que tens o que é preciso? Estão abertas as inscrições para a 5.ª Edição do Concurso Escolas Empreendedoras (CEE) e para o 5.º Concurso de Ideias de Negócio de Cascais (CINC). As duas iniciativas são promovidas pela DNA Cascais, e visam. As candidaturas estão abertas até Desde que os concursos foram lançados, em 2006, já foram apresentadas 420 candidaturas ao CEE e 213 ao CINC, num sinal de forte interesse da população de Cascais. Destaque também para a crescente qualidade dos projectos submetidos a concurso, salientando-se um elevado grau de inovação. Concurso Escolas Empreendedoras É um programa que premeia ideias e projectos da autoria dos jovens inscritos nas escolas de Cascais. Originalidade, exequibilidade e impacto económico, social e ambiental no sector em que estão inseridos são os critérios definidos para atribuição do prémio. Os alunos podem apresentar-se sozinhos ou em equipa constituída (no máximo) por quatro elementos, e deverão ser orientados por um professor. Ao CEE podem concorrer jovens até aos 23 anos, completos até à data de entrega das candidaturas. O vencedor do Concurso será escolhido entre doze projectos finalistas, e distinguido com o Prémio Jovens Empreendedores, uma oferta BPI para cada elemento da equipa e uma "Missão a um Centro Internacional de Inovação e Empreendedorismo"para toda a equipa, onde os jovens terão a oportunidade de participar num workshop sobre empreendedorismo. As cinco escolas com maior número de candidaturas vão receber o Prémio Escola Empreendedora e um computador portátil. Concurso de Ideias de Negócio de Cascais É um concurso para empresas recém-formadas ou autores de projectos e ideias inovadoras em áreas como o Ambiente, Saúde, Energia e Turismo - os clusters estratégicos de Cascais. O vencedor será escolhido entre 12 projectos finalistas, e irá receber um prémio de euros em conta BPI para integrar o capital da nova empresa ou reforçar o capital da empresa já criada. O projecto vencedor do CINC será escolhido com base no grau de inovação do projecto, sua exequibilidade, impacto económico, social e ambiental nos sectores de actividade e relação dos currículos e envolvimento dos promotores com a concretização do projecto. Informações: O formulário e o regulamento dos concursos bem como a forma de apresentação das candidaturas estão disponíveis na sede da DNA Cascais e no site da agência, em Sara Las Cunha 13

4 ID: DNA tem mais 10 empresas Tiragem: Period.: Mensal Âmbito: Regional Pág: 2 Cores: Preto e Branco Área: 6,00 x 3,72 cm² Corte: 1 de 1 Sediado no Ninho de Empresas, em Alcabideche, a DNA Cascais apresentou mais uma dezena de empresas criadas com o seu apoio. É de salientar que em cinco anos, a agência cascalense de desenvolvimento já apoiou mais de 140 projetos cujo investimento ascende a 16 milhões de euros. 14

5 Expresso Online, Autarquias dinamizam emprego e investem no empreendedorismo Quando as estatísticas mais recentes revelam que são os jovens que mais tem pago a fatura da crise económica, com níveis de desemprego históricos, em Portugal as autarquias têm vindo a seguir há muito uma estratégia de promoção do autoemprego. Uma resposta à adversidade económica que, em alguns casos, mostra já os resultados notórios. A Organização Internacional do Trabalho revelou recentemente os dados do seu estudo "Tendências Globais de Emprego para os Jovens" que não trouxe resultados animadores. O relatório argumenta que têm sido os jovens, nas economias europeias, a pagar o preço mais alto da crise. Em 2010 as taxas de desemprego na Europa atingiram máximos históricos, revelando-se as mais altas desde que o cálculo começou a ser feito, em A braços com uma taxa de desemprego elevada e consciente da prudência das empresas em recrutar em contexto de crise, Portugal tem desenvolvido projetos alternativos de fomento à empregabilidade e são cada vez mais os municípios que a nível local investem na promoção do empreendedorismo como caminho para o auto-emprego. A estratégia é fomentar a iniciativa empresarial, criando estruturas locais que potenciem o surgimento de pequenas empresas capazes de gerar postos de trabalho. É esta a aposta de um número cada vez maior de municípios portugueses para combater o desemprego e dinamizar a economia local. Cascais é disso um bom exemplo. Através da sua agência municipal, a DNA Cascais, a autarquia já ajudou a promover a criação de mais de 140 empresas desde 2007 (altura da sua criação) e conseguiu captar para o concelho um investimento na ordem dos 16 milhões de euros. Números que mostram a importância daquele que é o maior projeto do género a nível nacional e que não vai ficar por aqui. Esta semana a DNA Cascais apresentou dez novas empresas que correspondem a um investimento municipal superior a 360 mil euros e à criação imediata de 24 novos postos de trabalho que poderão transformar-se em 42 no prazo de três anos. Para Carlos Carreiras, presidente da autarquia, "a crença e a confiança no potencial e talento nacional justificam esta aposta no empreendedorismo". A agência DNA Cascais conta com um ninho de empresas onde ficarão sediados os novos negócios apoiados, maioritariamente na área das tecnologias de informação, serviços de psicologia e educação, consultoria, eficiência energética, saúde e bem-estar e serviços industriais. Desde que foi criada esta agência já potenciou a criação de 450 postos de trabalho, prevendo alcançar os 715 em três anos. Formação, incubação, consultoria, partilha de ideias inovadoras, financiamento e networking são as áreas chave em que as autarquias atuam junto dos empreendedores, com resultados bem visíveis. Na Amadora surgiu o Amadora Empreende para dar resposta a ideias com potencial nascidas nos bairros mais problemáticos do concelho, ajudando os seus mentores a materializar os projetos no terreno e alcançar com eles um meio de subsistência. O projeto está a funcionar desde 2008 e apoiou 13 projetos até Em Almada está também a nascer uma estrutura de apoio ao empreendedorismo e esta semana a autarquia de Manteigas anunciou que vai investir 148 mil euros, apoiados em 80% por fundos comunitários, na criação de um ninho de empresas para apoiar os jovens empreendedores que pretendam criar o seu negócio. O novo ninho será criado nas antigas instalações da fábrica têxtil Sotave que a autarquia adquiriu por 396 mil euros. Esmeraldo Carvalhinho, presidente da Câmara de Manteigas, prevê que as obras de adaptação das instalações da antiga fábrica estejam concluídas no próximo ano e adianta que "a autarquia vai promover o ninho de empresas junto do Instituto Politécnico da Guarda e da Universidade da Beira Interior para tentar atrair jovens que concluam os seus cursos e pretendam ter ajuda na criação da própria empresa". Ao criar a nova estrutura, o município pretende sediar no concelho, localizado na Serra da Estrela, empresas que possam vender os seus produtos e o seu trabalho para fora, mas que vejam Manteigas como um espaço de oportunidades. Um propósito que se tem vindo a tornar cada vez mais comum de norte a sul do país. 15

6 ID: ECONOMIA A DNA Cascais apresentou 10 novas empresas criadas no Ninho de Empresas, num investimento inicial de 367 mil euros que, num prazo de três anos, se prevê virem a gerar investimentos de 582 mil. No imediato, as empresas vão criar 24 postos de trabalho, que poderão crescer para 42 em três anos. Tiragem: Period.: Diária Âmbito: Informação Geral Pág: 2 Área: 4,06 x 4,95 cm² Corte: 1 de 1 16

7 ID: Agência dá emprego A agência municipal DNA Cascais, que se dedica à promoção do empreendedorismo, apresentou ontem dez novas empresas que correspondem a um investimento privado superior a 360 mil euros e à criação imediata de 24 postos de trabalho. Tiragem: Period.: Diária Âmbito: Informação Geral Os dados divulgados revelam que a DNA Cascais fez nascer, nos cinco anos de existência, 140 empresas, num investimento total de 16 milhões de euros. Para o presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, apesar da crise, do abrandamento económico, mostramos que ainda é possível criar empresas e empregos em Portugal, refere. Pág: 3 Cores: Preto e Branco Área: 8,88 x 6,70 cm² Corte: 1 de 1 17

8 Económico Online, Câmara de Cascais apoia criação de 10 novas empresas Nos últimos cinco anos a autarquia apoiou a criação de 140 empresas. Um investimento de 16 milhões de euros. Os 10 projectos hoje anunciados representam um investimento inicial de 367 mil euros que, num prazo de três anos, se prevê virem a gerar investimentos globais de 582 mil euros. No imediato, estas empresas vão criar 24 postos de trabalho, que poderão crescer para 42, em três anos. O presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, diz que "apesar da crise; apesar do abrandamento económico; apesar de tudo o que nos dizem e de tudo o que ouvimos diariamente, mostramos, a partir de Cascais, que ainda é possível criar empresas e empregos em Portugal. Com estes 10 novos projetos, o número de empresas apoiadas pela agência municipal DNA Cascais sobe para 140. No total, os negócios representam um investimento de 16 milhões de euros, com potencial de investimento a três anos na ordem dos 22,5 milhões de euros. Para além disso, já foram criados 450 postos de trabalho, prevendo-se que, daqui a três anos, este número aumente para

9 Notícias da Grande Lisboa Online, Câmara de Cascais propõe reduzir de 6 para 4 as freguesias no concelho O presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, disse esta terça-feira que vai propor a redução das juntas de freguesia do concelho de seis para quatro até As declarações foram feitas à agência LUSA. O autarca afirmou também à LUSA que deverá avançar como a fusão de empresas municipais. "Cascais não quer ficar de fora do esforço nacional e por isso propõe também esta redução, uma intenção que já foi manifestada há muito mais tempo. Consideramos tratar-se de um projecto de organização de futuro", afirmou o autarca. O projecto prevê que Carcavelos e Parede passem a ser geridas por uma só junta de freguesia, tal como Cascais e Estoril, mantendo-se as juntas de Alcabideche e São Domingos de Rana. A decisão terá de ser aprovada no Parlamento. Quanto às empresas municipais, prevê a fusão da Empresa Municipal de Ambiente (EMAC) com as agências municipais Cascais Natura e Cascais Atlântico. Da mesma forma, a Empresa de Serviços Urbanos de Cascais (ESUC) vai unir-se à Cascais Energia. O mesmo irá acontecer com a Fortaleza de Cascais, ArCascais e Turismo do Estoril que passarão a uma só entidade. Por fim, a ComCascais fundir-se-á com a DNA Cascais e a Empresa Municipal de Gestão do Parque Habitacional do Município de Cascais (EMGHA) irá tratar da habitação e da função social na habitação. 19

10 Cyber Jornal.net, INSEAD forma empreendedores sociais em Cascais Destinado a líderes de projectos lançados há pelo menos dois anos com vontade de aprender e partilhar ferramentas para acelerar o crescimento do projecto, bem como avaliar o impacto e desenvolver competências de liderança e inovação, arranca dia 17 de Outubro, em Cascais, o primeiro ISEP Portugal. O curso lançado no âmbito de uma parceria estabelecida entre a Câmara Municipal de Cascais, Instituto de Empreendedorismo Social e INSEAD Business School, vai decorrer no Ninho de Empresas DNA e conta com a participação de 30 empreendedores sociais. De carácter intensivo, o curso ISEP Portugal tem cinco dias de duração ao longo dos quais os formandos vão beneficiar de um modelo de ensino que integra conteúdos avançados de gestão, inovação, liderança e processo de expansão de organizações sociais com ferramentas aplicadas e aprendizagem entre os participantes. O objectivo é criar uma rede que perdure para além do programa. Da exposição do tema à análise de casos, passando por workshops práticos, debates e palestras a cargo de especialistas internacionais, são vários os recursos ao dispor dos empreendedores sociais. A sessão de abertura do curso tem lugar às 9.30 h. de dia 17 de Outubro, segunda-feira, e conta com a presença de Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais. O ISEP Portugal decorre em cinco dias intensivos e replica o modelo de sucesso do programa ISEP do INSEAD - European Business School, que já formou, desde 2005, mais de 250 líderes de organizações sociais. É um programa de grande valor para empreendedores sociais com iniciativas já implementadas com vista a acelerar o seu desenvolvimento. Desta forma, apresenta-se como o "bilhete de entrada" para uma vasta rede de longa duração de apoio e partilha de conhecimentos. Mais de 200 empreendedores sociais foram formados pelo ISEP e estão ligados em rede através de uma plataforma on-line e reuniões anuais. O IES é uma Associação sem fins lucrativos que nasceu do envolvimento de pessoas-chave em torno do tema de Empreendedorismo Social. Desde 2008, o IES aborda de forma inovadora o empreendedorismo social, com o objectivo de identificar, capacitar e conectar iniciativas que melhor promover a transformação social. cyberjornal, 15 Outubro

11 Tiragem: Pág: 10 Área: 25,37 x 29,66 cm² ID: Emprego Âmbito: Informação Geral Corte: 1 de 2 21

12 Tiragem: Pág: 11 Área: 24,91 x 30,00 cm² ID: Emprego Âmbito: Informação Geral Corte: 2 de 2 22

13 Expresso Online, Talentos sem medo Nos últimos anos, Portugal assistiu ao surgimento de um conjunto de novos negócios, cada vez mais competitivos e inovadores que desafiaram todas as adversidades económicas e escolheram vender ao mundo os seus produtos, mas a partir de Portugal. São empresas que hoje lideram nas suas áreas de atividade e cujos empreendedores atacaram a crise de frente só para as colocar no mercado. É portuguesa a maior produtora mundial de kayaks de competição, a Mar Kayaks. É também portuguesa uma das líderes mundiais de software de identificação, a NDrive. Tem também o carimbo nacional, a Critical Software que aspirou um dia trabalhar com a Nasa e conseguiu. Hoje, tem já escritórios em Silicon Valley, na Califórnia, mas mantém-se sediada em Coimbra. São ainda de produção nacional, empresas como a ActualSales que revolucionou o mercado da publicidade digital, a rede mundial de crítica de vinhos Adegga.com que chamou a atenção da Business Week ou a Seed Studios que alcançou projeção internacional ao desenvolver o "Under Siege", o primeiro jogo português para a PlayStation3 e que nem por isso virou costas ao seu país. Há em território nacional centenas de empresas de sucesso que projetam orgulhosamente, a nível mundial, a chancela made in Portugal. Empresas com um rosto. O rosto de um grupo de empreendedores sem medo que não teme a crise e acredita que fazer acontecer, é sempre melhor do que esperar por resultados milagrosos. Quando em pleno ano de crise Cláudia Ranito decidiu colocar no mercado a Medbone, Medical Devices, não esperava facilidades mas também não desistiu. A jovem engenheira de materiais, agora com 31 anos, criou em 2008 uma empresa que fabrica dispositivos médicos e que em três anos se tornou numa referência internacional na área da regeneração óssea. Na criação da empresa Cláudia Ranito investiu 600 mil euros que prevê recuperar dentro de dois a três anos. A adversidade financeira do país não demoveu a empreendedora da sua vontade de aplicar na prática a sua experiência de dez anos na área de I&D de Biomaterials. Tanto mais que para Cláudia Ranito não restam dúvidas: "a crise é real mas as oportunidades continuam a existir". A Medbone veio suprir uma clara necessidade do mercado que é a falta de osso de qualidade disponível no mercado mundial. A partir de Portugal, Cláudia Ranito solucionou o problema e agora a empreendedora que com a sua atividade desenvolver produtos que contribuam para a qualidade de vida as pessoas. Foi isso que a fez acreditar no seu projeto e para a jovem "este é um estimulo de valor incalculável". Mas Cláudia não foi a única a acreditar no potencial da Medbone. A Agência da Inovação apoiou o projeto, através do programa Netotec - Criação de Empresas de Base Tecnológica e a Medbone contou ainda com o apoio da DNA Cascais e da Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE). Atualmente, Cláudia Ranito dá emprego a seis pessoas e meta é "desenvolver novos produtos, o que implicará aumentar os quadros nas áreas da produção, investigação e desenvolvimento, bem como na área comercial nacional e internacional". Para a jovem, "a exportação foi estratégica desde o primeiro minuto, até porque a crise mundial não fará parar o mundo e a área da saúde requer evolução constante nos diversos mercados". A Medbone vende diretamente a parceiros de distribuição material ortopédico, dentário, de cirurgia plástica e para veterinária. Parceiros esses que, por sua vez, comercializam os produtos junto de médicos, clínicas e hospitais das suas especialidades. A empresa faz tudo isto a partir de Portugal e tem conquistado a sua posição no mercado sem esquecer a sua origem lusa. Uma estratégia que para Cláudia sustenta parte do sucesso da Medbone. "Acreditei sempre que era possível a partir de Portugal ter um projeto tão ambicioso, devidamente implementado, com as melhores práticas, procedimentos, equipamentos e materiais a nível mundial", confessa. E não errou. Nem ela, nem a equipa da Cell2B que desenvolve também a partir de Portugal uma terapia celular concebida para tratar doentes que apresentam sinais de rejeição após transplante de medula óssea. Daniela Couto, David Malta, Pedro Andrdade e Francisco Santos criaram em plena crise uma empresa 100% nacional, resultante da convicção de que seja qual for a conjuntura Portugal sabe fazer bem. A empresa de biotecnologia Cell2B atua também na área da saúde desenvolvendo terapias que eliminam o problema da rejeição de órgãos. "O projeto tecnológico surgiu no âmbito de uma colaboração entre o Instituto Português de Oncologia e o Laboratório de Bioengenharia de Células Estaminais do Instituto Superior Técnico", explica Daniela Couto, uma das mentoras da empresa que avança que "a terapia foi inicialmente administrada a sete doentes ao abrigo de uma autorização especial e o sucesso da sua aplicação levou a disponibilizá-la a todos os pacientes que dela necessitem". Para a empreendedora, a empresa que lidera é única no mercado. A Cell2B emprega os seus quatro fundadores, mas reúne também um conselho científico e estratégico de seis especialistas de renome internacional que se dedicam a pensar o desenvolvimento científico e estratégico da empresa. Daniela adianta que "os métodos de tratamento da rejeição após um transplante apenas tentam intervir perante os sintomas, mas não existe atualmente no mercado nenhuma terapêutica que revele eficácia na cura. Não há nada igual ao que nós desenvolvemos". Nada igual ao que Daniela e a equipa realizam a partir de Portugal. Apesar da coincidência dos exemplos o talento nacional não está só na área da saúde. Nos últimos anos, enfrentando todas as conjunturas adversas, os empreendedores nacionais souberam destacar-se em várias áreas desde o turismo, à nanotecnologia, passando pelas novas tecnologias. É o caso na Innowave Technologies, criada em 2008 por Tiago Gonçalves e Fernando Correia e que gerou lucro logo nos primeiros três meses de vida e que hoje tem 70% das suas receitas provenientes do exterior. A empresa tecnológica atua na área do business inteligence e, mais recentemente, na da televisão. Está presente em mercados como a Bélgica, Itália e Alemanha, prevê faturar 2,1 milhões de euros este ano e acredita que o sucesso é possível a partir de Portugal, seja qual for a conjuntura. 23

14 Outra tecnológica nacional a dar cartas no estrangeiro é a VoiceInteraction. A empresa nacional é responsável por instalar todo o software de reconhecimento de voz nos tribunais brasileiros, vendo assim a sua faturação anual subir em 125 mil euros já este ano. A empresa tem já contratos com o Tribunal Regional de Trabalho do Paraná e com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso, representando 300 salas de audiência. E para Renato Casaca, um dos acionistas da VoiceInteraction, "a empresa está voltada para o Brasil pois este é um mercado que não tem concorrência". A empresa foi criada em 2008, como spin-off do INESC-ID Lisboa e está pensada para desenvolver tecnologias na área do processamento da fala. Mais uma vez, a conjuntura económica não intimidou a vontade de concretizar. Entre 2008 e 2010, pelo contexto de adversidade económica no país, foram criadas 7737 empresas por desempregados, sendo que 2589 surgiram em Esta capacidade de arriscar e empreender fazendo frente a uma conjuntura hostil permitiu, segundo dados do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) dar emprego a desempregados. Mas o presidente da Comissão Executiva da ANJE, Manuel Teixeira, reconhece que as dificuldades no acesso ao crédito poderão condicionar a atividade empreendedora em Portugal. "É importante que o Estado continue a apoiar o empreendedorismo sobretudo em setores de bens e serviços transacionáveis que permitam aumentar as exportações ou substituir as importações", defende. Segundo especialista, "está a crescer no país o número de PME de base tecnológica que desenvolvem atividades de I&D, envolvem recursos humanos altamente qualificados e apresentam um grande potencial de internacionalização". Muitas destas PME foram fundadas, em pleno período de hostilidade, por jovens empreendedores que converteram desta forma o seu conhecimento técnico-centífico em valor empresarial. É inquestionável o ganho que Portugal capitalizou nos últimos anos no que toca à crescente inovação e competitividade dos projetos empresariais que viu nascer no país. "Há uma forte geração de cientistas/empreendedores que criou empresas muito competitivas num segmento high tech e cuja atividade é hoje, maioritariamente, direcionada para os mercados externos", explica Manuel Teixeira salientando que "desde 2007 que Portugal é um exportador líquido de tecnologia o que significa que o país está a abandonar o modelo económico assente em mão de obra intensiva e produtos ou serviços de baixo perfil tecnológico, para assumir um modelo económico baseado no trinómio ciência, tecnologia e inovação". Manuel Teixeira aplaude a decisão destas jovens empresas manterem cá a sua atividade, mas estarem voltadas para o mercado internacional. Uma realidade que também agrada a Pedro Rocha Vieira, presidente da Beta-i, Associação para a Promoção da Inovação e Empreendedorismo. O líder confirma o crescimento de novos negócios com forte caráter de inovação e internacionalmente competitivos e até acredita que "a crise em Portugal pode ser alavancada para a criação de novas empresas se se conseguir, em primeiro lugar, aproveitar a crise para uma maior consolidação e reestruturação dos setores, através da criação de novas empresas com maior capacidade de produção, gestão e exportação". Pedro Rocha Vieira defende ainda que é fundamental aproveitar a inevitabilidade dos despedimentos para potenciar a criação de programas que apoiem a criação de empresas por parte dos trabalhadores qualificados, com capacidade de iniciativa que perderam o lugar nas empresas onde trabalhavam. Uma estratégia que poderá ajudar a diminuir o eventual receio de arriscar em época de adversidade. 24

15 ID: Tiragem: Âmbito: Regional Pág: 3 Cores: Preto e Branco Área: 21,70 x 19,32 cm² Corte: 1 de 2 25

16 ID: Tiragem: Âmbito: Regional Pág: 1 Área: 16,12 x 11,96 cm² Corte: 2 de 2 26

17 ID: Tiragem: Âmbito: Interesse Geral Pág: 36 Área: 19,86 x 27,60 cm² Corte: 1 de 9 27

18 ID: Tiragem: Âmbito: Interesse Geral Pág: 37 Área: 19,49 x 26,05 cm² Corte: 2 de 9 28

19 ID: Tiragem: Âmbito: Interesse Geral Pág: 38 Área: 19,27 x 26,53 cm² Corte: 3 de 9 29

20 ID: Tiragem: Âmbito: Interesse Geral Pág: 39 Área: 19,27 x 13,30 cm² Corte: 4 de 9 30

21 ID: Tiragem: Âmbito: Interesse Geral Pág: 40 Área: 19,54 x 26,48 cm² Corte: 5 de 9 31

22 ID: Tiragem: Âmbito: Interesse Geral Pág: 42 Área: 19,54 x 26,58 cm² Corte: 6 de 9 32

23 ID: Tiragem: Âmbito: Interesse Geral Pág: 44 Área: 19,42 x 27,67 cm² Corte: 7 de 9 33

24 ID: Tiragem: Âmbito: Interesse Geral Pág: 3 Área: 4,80 x 6,02 cm² Corte: 8 de 9 34

25 ID: Tiragem: Âmbito: Interesse Geral Pág: 1 Área: 20,14 x 21,31 cm² Corte: 9 de 9 35

1 - Rádio Ocidente.pt, 29-10-2010, Mais de cem empresas criadas pela DNA Cascais desde 2006. 2 - Diário Económico, 28-10-2010, A não perder

1 - Rádio Ocidente.pt, 29-10-2010, Mais de cem empresas criadas pela DNA Cascais desde 2006. 2 - Diário Económico, 28-10-2010, A não perder Revista de Imprensa 08-11-2010 DNA 1 - Rádio Ocidente.pt, 29-10-2010, Mais de cem empresas criadas pela DNA Cascais desde 2006 2 - Diário Económico, 28-10-2010, A não perder 3 - Diário Económico, 28-10-2010,

Leia mais

Apresentação de 4 anos de actividade. DNA Cascais. Apoiamos Empreendedores

Apresentação de 4 anos de actividade. DNA Cascais. Apoiamos Empreendedores Apresentação de 4 anos de actividade DNA Cascais Apoiamos Empreendedores Janeiro 27 de 2011 Outubro de 2010 ECOSSISTEMA EMPREENDEDOR COMO INDUTOR DO TALENTO E DA SUSTENTABILIDADE ECONÓMICA E SOCIAL Parceiros

Leia mais

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 Factores Determinantes para o Empreendedorismo Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 IAPMEI Instituto de Apoio às PME e à Inovação Principal instrumento das políticas económicas para Micro e Pequenas

Leia mais

Ser empreendedor em Portugal é ser:

Ser empreendedor em Portugal é ser: Ser empreendedor em Portugal é ser: Um pouco louco; Muito curioso; Muito persistente; Capaz de arriscar de forma sustentada; É ter noção das limitações do mercado nacional e das potencialidades do mercado

Leia mais

CASOS DE SUCESSO DO CONCURSO NACIONAL DE INOVAÇÃO BES. O sucesso. dos métodos. não invasivos. de detecção. do cancro

CASOS DE SUCESSO DO CONCURSO NACIONAL DE INOVAÇÃO BES. O sucesso. dos métodos. não invasivos. de detecção. do cancro CASOS DE SUCESSO DO CONCURSO NACIONAL DE INOVAÇÃO BES O sucesso dos métodos não invasivos de detecção do cancro Foi distinguida no Concurso Nacional de Inovação BES em 2007 e desde então já lançou no mercado

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA 1. ENQUADRAMENTO Nos últimos 3 anos e meio a Câmara Municipal de Lisboa vem desenvolvendo uma estratégia para a valorização económica da cidade e captação de investimento (http://www.cm-lisboa.pt/investir)

Leia mais

Plano Estratégico de Iniciativas à Empregabilidade Jovem e de Apoio às PME Exponor, 15 de Junho de 2012

Plano Estratégico de Iniciativas à Empregabilidade Jovem e de Apoio às PME Exponor, 15 de Junho de 2012 Plano Estratégico de Iniciativas à Empregabilidade Jovem e de Apoio às PME Exponor, 15 de Junho de 2012 Contexto: O Impulso Jovem, Plano Estratégico de Iniciativas de Promoção da Empregabilidade Jovem

Leia mais

DNA CASCAIS. 3 Anos a apoiar Empreendedores. 11 de Março de 2010

DNA CASCAIS. 3 Anos a apoiar Empreendedores. 11 de Março de 2010 DNA CASCAIS 3 Anos a apoiar Empreendedores 11 de Março de 2010 Missão p e n s a r g l o b a l l a g i r l o c a l Ecossistema Empreendedor Parceiros Globais : DNA CASCAIS Ecossistema Empreendedor em Cascais

Leia mais

Senhor Presidente. Senhoras e Senhores Deputados. Senhoras e Senhores Membros do Governo

Senhor Presidente. Senhoras e Senhores Deputados. Senhoras e Senhores Membros do Governo Senhor Presidente Senhoras e Senhores Deputados Senhoras e Senhores Membros do Governo O actual momento de crise internacional que o mundo atravessa e que, obviamente, afecta a nossa Região, coloca às

Leia mais

O programa assenta em três eixos determinantes:

O programa assenta em três eixos determinantes: São vários os estudos europeus que apontam para um défice crescente de recursos especializados nas tecnologias de informação. Só em Portugal, estima-se que estejam atualmente em falta 3.900 profissionais

Leia mais

Enercoutim investe 18 milhões na plataforma de demonstração de energia solar em Martim Longo

Enercoutim investe 18 milhões na plataforma de demonstração de energia solar em Martim Longo Enercoutim investe 18 milhões na plataforma de demonstração de energia solar em Martim Longo Por Elisabete Rodrigues 17 de Maio de 2013 09:05 Comentar A plataforma de demonstração de energia solar que

Leia mais

Revista de Imprensa Janeiro de 2007. 1 - Destak, 31-01-2007, Agência DNA Cascais capta 18 milhões em 2006

Revista de Imprensa Janeiro de 2007. 1 - Destak, 31-01-2007, Agência DNA Cascais capta 18 milhões em 2006 Revista de Imprensa Janeiro de 2007 DNA 1 - Destak, 31-01-2007, Agência DNA Cascais capta 18 milhões em 2006 2 - Diário Económico, 31-01-2007, Agência DNA Cascais capta 10 projectos em 2006 3 - Jornal

Leia mais

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO ÍNDICE 11. PRESSUPOSTO BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO 25 NO ALENTEJO pág. 11.1. Um sistema regional de inovação orientado para a competitividade

Leia mais

CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO

CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO CONVÉNIO CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO ÍNDICE FINALIDADE... 2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS... 3 CONSTITUIÇÃO E GOVERNÂNCIA... 4 FINANCIAMENTO... 5 RELATÓRIOS... 5 Ficha de Adesão ao CLUSTER

Leia mais

REGULAMENTO. Preâmbulo

REGULAMENTO. Preâmbulo REGULAMENTO Preâmbulo O espírito de iniciativa, a criatividade, a capacidade de detectar e aproveitar oportunidades, de assumir o risco e formar decisões, constituem premissas essenciais para o sucesso

Leia mais

Regulamento da Rede de Mentores

Regulamento da Rede de Mentores Regulamento da Rede de Mentores 1. Enquadramento A Rede de Mentores é uma iniciativa do Conselho Empresarial do Centro (CEC) e da Associação Industrial do Minho (AIMinho) e está integrada no Projeto Mentor

Leia mais

Apresentação de 4 anos de actividade. DNA Cascais. Apoiamos Empreendedores

Apresentação de 4 anos de actividade. DNA Cascais. Apoiamos Empreendedores Apresentação de 4 anos de actividade DNA Cascais Apoiamos Empreendedores 7 de Fevereiro 27 de Outubro de 2011 de 2010 ECOSSISTEMA EMPREENDEDOR COMO INDUTOR DO TALENTO E DA SUSTENTABILIDADE ECONÓMICA E

Leia mais

Revista de Imprensa. 10 - Jornal de Cascais, 10-02-2009, Educação e sensibilização ambiental para os alunos de Cascais

Revista de Imprensa. 10 - Jornal de Cascais, 10-02-2009, Educação e sensibilização ambiental para os alunos de Cascais Revista de Imprensa Agenda 21 1 - Jornal de Cascais, 10-02-2009, Educação e sensibilização ambiental para os alunos de Cascais 2 - Jornal da Costa do Sol, 05-02-2009, Ambiente de Cascais chegou a Seia

Leia mais

REGULAMENTO DO VI CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS

REGULAMENTO DO VI CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS VI CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS Preâmbulo O CINC CASCAIS - VI Concurso de Ideias de Negócio do Concelho de Cascais é uma iniciativa de captação de ideias

Leia mais

Debate Quinzenal Economia Intervenção do Primeiro-Ministro José Sócrates

Debate Quinzenal Economia Intervenção do Primeiro-Ministro José Sócrates Debate Quinzenal Economia Intervenção do Primeiro-Ministro José Sócrates 11.02.2009 1. A execução da Iniciativa para o Investimento e o Emprego A resposta do Governo à crise económica segue uma linha de

Leia mais

INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

INCENTIVOS ÀS EMPRESAS INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Gestão de Projectos info@ipn-incubadora.pt +351 239 700 300 BEST SCIENCE BASED INCUBATOR AWARD Incentivos às Empresas Objectivos: - Promoção do up-grade das empresas de PME; - Apoiar

Leia mais

REGULAMENTO TORRES INOV-E CENTRO CRIATIVO Preâmbulo

REGULAMENTO TORRES INOV-E CENTRO CRIATIVO Preâmbulo REGULAMENTO TORRES INOV-E CENTRO CRIATIVO Preâmbulo TORRES INOV-E é um programa orientado para o acolhimento de propostas de negócios assentes em ideias novas e diferenciadoras ou capazes de reinventar

Leia mais

PROPOSTAS DE ALGUMAS MEDIDAS CONCRETAS PARA A COMPETITIVIDADE EMPRESARIAL

PROPOSTAS DE ALGUMAS MEDIDAS CONCRETAS PARA A COMPETITIVIDADE EMPRESARIAL PROPOSTAS DE ALGUMAS MEDIDAS CONCRETAS PARA A COMPETITIVIDADE EMPRESARIAL 1 São muitas e variadas as soluções e medidas de apoio à competitividade empresarial. Na intervenção de abertura o Presidente da

Leia mais

Revista de Imprensa. 1 - Jornal da Costa do Sol, 26-03-2009, "Água e energia" a concurso. 2-24 Horas, 23-03-2009, Água e energia valem prémios

Revista de Imprensa. 1 - Jornal da Costa do Sol, 26-03-2009, Água e energia a concurso. 2-24 Horas, 23-03-2009, Água e energia valem prémios Revista de Imprensa Cascais Atlântico 1 - Jornal da Costa do Sol, 26-03-2009, "Água e energia" a concurso 2-24 Horas, 23-03-2009, Água e energia valem prémios 3 - Notícias da Manhã, 23-03-2009, Concurso

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS Artigos: 1º OBJECTIVOS São objectivos do Concurso : a) Estimular o empreendedorismo qualificado e inovador junto da comunidade empresarial e académica da região Norte, Centro

Leia mais

QUEM SOMOS. O clube tem como objectivo apoiar projectos em todas as áreas de actividade, inclusive nas áreas mais tradicionais.

QUEM SOMOS. O clube tem como objectivo apoiar projectos em todas as áreas de actividade, inclusive nas áreas mais tradicionais. QUEM SOMOS O Business Angels Club de Lisboa é constituído por um grupo de pessoas ligadas há mais de 20 anos ao mundo empresarial e ao empreendedorismo com larga experiência no desenvolvimento e triagem

Leia mais

Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT

Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT Centro Cultural de Belém, Lisboa, 11 de Outubro de 2006 Intervenção do Secretário

Leia mais

CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS REGULAMENTO

CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS REGULAMENTO REGULAMENTO Artigo 1.º - Enquadramento O Concurso de Ideias para a Criação de Empresas Inovadoras é uma iniciativa do BICMINHO no âmbito da execução da operação n.º NORTE-07-0364-FEDER-000006 Apoio à Criação

Leia mais

REGULAMENTO DO IV CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS

REGULAMENTO DO IV CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS IV CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS Preâmbulo O CINC CASCAIS - IV Concurso de Ideias de Negócio do Concelho de Cascais é uma iniciativa de captação de ideias

Leia mais

Consultoria Estratégica

Consultoria Estratégica Quem somos e o que fazemos A Select Advisor é uma empresa de Consultoria Estratégica Ajudamos à criação de valor, desde a intenção de investimento e angariação de parcerias até ao apoio de candidaturas

Leia mais

O que somos hoje. Empreendedorismo

O que somos hoje. Empreendedorismo O que somos hoje Ensino Investigação Empreendedorismo O que podemos ser Ensino Investigação Inovação O que podemos fazer Linhas de brinquedos historicamente informados Roteiros de turismo sénior Aplicações

Leia mais

REGULAMENTO DO VI CONCURSO ESCOLAS EMPREENDEDORAS DE CASCAIS REGULAMENTO DO VI CONCURSO ESCOLAS EMPREENDEDORAS DE CASCAIS.

REGULAMENTO DO VI CONCURSO ESCOLAS EMPREENDEDORAS DE CASCAIS REGULAMENTO DO VI CONCURSO ESCOLAS EMPREENDEDORAS DE CASCAIS. REGULAMENTO DO VI CONCURSO ESCOLAS EMPREENDEDORAS DE CASCAIS Preâmbulo O concurso de Escolas Empreendedoras de Cascais é uma iniciativa da Agência DNA Cascais. O presente documento visa regular o VI Concurso

Leia mais

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012 Apoio à Internacionalização CENA 3 de Julho de 2012 Enquadramento Enquadramento Comércio Internacional Português de Bens e Serviços Var. 13,3% 55,5 68,2 57,1 73,4 48,3 60,1 54,5 66,0 67,2 61,7 Exportação

Leia mais

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada.

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. Anexo A Estrutura de intervenção As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. 1. Plano de ação para o período 2016

Leia mais

Empreendedorismo De uma Boa Ideia a um Bom Negócio

Empreendedorismo De uma Boa Ideia a um Bom Negócio Empreendedorismo De uma Boa Ideia a um Bom Negócio 1. V Semana Internacional A Semana Internacional é o evento mais carismático e que tem maior visibilidade externa organizado pela AIESEC Porto FEP, sendo

Leia mais

Regulamento. Preâmbulo

Regulamento. Preâmbulo Regulamento Preâmbulo As Empresas e os Empreendedores são a espinha dorsal de qualquer economia, em termos de inovação, de criação de emprego, de distribuição de riqueza e de coesão económica e social

Leia mais

Campus Cabo Frio. Projeto: Incubadora de Empresas criação de emprego e renda.

Campus Cabo Frio. Projeto: Incubadora de Empresas criação de emprego e renda. Campus Cabo Frio Trabalho de Microeconomia Prof.: Marco Antônio T 316 / ADM Grupo: Luiz Carlos Mattos de Azevedo - 032270070 Arildo Júnior - 032270186 Angélica Maurício - 032270410 Elias Sawan - 032270194

Leia mais

O desemprego como oportunidade Fundo Bem Comum

O desemprego como oportunidade Fundo Bem Comum Working Draft Last Modified 30/01/2007 18:09:06 GMT Standard Time O desemprego como oportunidade Fundo Bem Comum Conferência Mercado Laboral: A responsabilidade social das empresas em tempo de crise OJE

Leia mais

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 A aposta no apoio à internacionalização tem sido um dos propósitos da AIDA que, ao longo dos anos, tem vindo a realizar diversas acções direccionadas para

Leia mais

Sistemas de Incentivos Q R E N

Sistemas de Incentivos Q R E N SOLUÇÕES DE FINANCIAMENTO ÀS EMPRESAS Sistemas de Incentivos Q R E N TURISMO [Regiões NUT II Continente] Funchal 13 novembro 2012 Miguel Mendes SOLUÇÕES DE FINANCIAMENTO ÀS EMPRESAS 1 QREN - SISTEMA DE

Leia mais

PREÂMBULO. Artigo 1.º - Enquadramento

PREÂMBULO. Artigo 1.º - Enquadramento 2014 [REGULAMENTO] PREÂMBULO Considerando a conjuntura nacional em que se vive, torna-se vital incentivar e apoiar a economia local. Num período em que a oferta de emprego é muito baixa, o autoemprego

Leia mais

EEUM Plano de Atividades e Orçamento 2012. Escola de Engenharia

EEUM Plano de Atividades e Orçamento 2012. Escola de Engenharia EEUM Plano de Atividades e Orçamento 2012 Escola de Engenharia Plano de Atividades e Orçamento 2014 i Introdução A Escola de Engenharia tem vindo a destacar-se pela consistência dos seus resultados e pela

Leia mais

Regulamento do NNIES Ninho de Novas Iniciativas Empresariais de Setúbal

Regulamento do NNIES Ninho de Novas Iniciativas Empresariais de Setúbal Regulamento do NNIES Ninho de Novas Iniciativas Empresariais de Setúbal 1 Preâmbulo O Ninho de Novas Iniciativas Empresariais de Setúbal, adiante designado por NNIES, é um equipamento municipal criado

Leia mais

MALO CLINIC abre clínica em Aveiro

MALO CLINIC abre clínica em Aveiro Tiragem: 11000 Period.: Semanal ID: 61314863 08-10-2015 GRUPO ESTÁ EM 46 CIDADES, 16 PAÍSES E 5 CONTINENTES MALO CLINIC abre clínica em Aveiro Âmbito: Economia, Negócios e. No ano em que comemora 20 anos,

Leia mais

YA ENTREPRENEURSHIP SCHOOL

YA ENTREPRENEURSHIP SCHOOL YA ENTREPRENEURSHIP SCHOOL YA Entrepreneurship School é um projeto que pretende fomentar o empreendedorismo nos jovens dos 13 aos 18 anos. YA Entrepreneurship School pretende ser uma rampa de lançamento

Leia mais

P L A N O D E A C T I V I D A D E S

P L A N O D E A C T I V I D A D E S Agência Regional de Energia e Ambiente do Norte Alentejano e Tejo P L A N O D E A C T I V I D A D E S = 2008 = Janeiro de 2008 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ACTIVIDADES A DESENVOLVER NO ANO DE 2008... 5

Leia mais

BALCÕES DE ATENDIMENTO

BALCÕES DE ATENDIMENTO BALCÕES DE ATENDIMENTO Neste espaço encontra várias entidades públicas e privadas com balcões de atendimento permanente. Aqui tem acesso a informação diversificada, desde sistemas de incentivos até ofertas

Leia mais

No Brasil, a Shell contratou a ONG Dialog para desenvolver e operar o Programa, que possui três objetivos principais:

No Brasil, a Shell contratou a ONG Dialog para desenvolver e operar o Programa, que possui três objetivos principais: PROJETO DA SHELL BRASIL LTDA: INICIATIVA JOVEM Apresentação O IniciativaJovem é um programa de empreendedorismo que oferece suporte e estrutura para que jovens empreendedores de 18 a 30 anos desenvolvam

Leia mais

OdiArquivo 2012 CONFERÊNCIA ORÇAMENTO DE ESTADO 2012

OdiArquivo 2012 CONFERÊNCIA ORÇAMENTO DE ESTADO 2012 OdiArquivo 2012 CONFERÊNCIA ORÇAMENTO DE ESTADO 2012 A Câmara Municipal de Odivelas em colaboração com a empresa B Time realizou no dia 28 de Janeiro, no auditório do Centro de Exposições de Odivelas,

Leia mais

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 01 / SAESCTN / 2012

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 01 / SAESCTN / 2012 AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 01 / SAESCTN / 2012 SISTEMA DE APOIO A ENTIDADES DO SISTEMA CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO NACIONAL (SAESCTN) PROJETOS DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA E DESENVOLVIMENTO

Leia mais

História. Realização da Primeira Feira Industrial. Criação da Primeira Escola de Ensino Técnico Profissional. Publicação do Jornal da Associação

História. Realização da Primeira Feira Industrial. Criação da Primeira Escola de Ensino Técnico Profissional. Publicação do Jornal da Associação História 1849 1852 1852 1854 1856 Fundação 3 de Maio, por Decreto Régio da Rainha D. Maria II Criação da Primeira Escola de Ensino Técnico Profissional Publicação do Jornal da Associação Apoio na Criação

Leia mais

Concurso de Ideias Empreende +

Concurso de Ideias Empreende + Concurso de Ideias Empreende + REGULAMENTO Preâmbulo A Universidade de Aveiro, através da sua Unidade de Transferência de Tecnologia (UATEC), a seguir denominada Organização, promove o «Concurso de Ideias

Leia mais

PROPOSTA DE PROGRAMA E DE TEMAS PARA DISCUSSÃO

PROPOSTA DE PROGRAMA E DE TEMAS PARA DISCUSSÃO PROPOSTA DE PROGRAMA E DE TEMAS PARA DISCUSSÃO 2. INOVAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO O objectivo está adquirido, como está adquirida a consciência da sua importância. O que não está adquirido é a forma de

Leia mais

DESAFIO PORTUGAL 2020

DESAFIO PORTUGAL 2020 DESAFIO PORTUGAL 2020 Estratégia Europa 2020: oportunidades para os sectores da economia portuguesa Olinda Sequeira 1. Estratégia Europa 2020 2. Portugal 2020 3. Oportunidades e desafios para a economia

Leia mais

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JOVENS EMPRESÁRIOS ANJE

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JOVENS EMPRESÁRIOS ANJE ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JOVENS EMPRESÁRIOS ANJE Bruno Nunes brunonunes@anje.pt www.anje.pt 14 de Dezembro Gouveia 1ª Encontro de Jovem Produtor de Queijo da Serra da Estrela ANJE Introdução O que é: Associação

Leia mais

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Candidatura aprovada ao Programa Política de Cidades - Redes Urbanas para a Competitividade e a Inovação Síntese A cidade de S.

Leia mais

MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA MACRO-METAS DO PROGRAMA LINHA DO TEMPO

MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA MACRO-METAS DO PROGRAMA LINHA DO TEMPO MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA 1- FORTALECER O SETOR DE SOFTWARE E SERVIÇOS DE TI, NA CONCEPÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS; 2- CRIAR EMPREGOS QUALIFICADOS NO PAÍS; 3- CRIAR E FORTALECER EMPRESAS

Leia mais

O Fórum Económico de Marvila

O Fórum Económico de Marvila Agenda O Fórum Económico de Marvila A iniciativa Cidadania e voluntariado: um desafio para Marvila A Sair da Casca O voluntariado empresarial e as políticas de envolvimento com a comunidade Tipos de voluntariado

Leia mais

ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO

ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO Joaquim Mourato (Presidente do CCISP e do IP de Portalegre) XX Congresso Nacional da Ordem dos Engenheiros Centro de Congressos da Alfândega do Porto 18.10.2014 SUMÁRIO

Leia mais

WORKSHOP :EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO

WORKSHOP :EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO WORKSHOP :EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO Entidade: Centro de Emprego de Loulé Tema: Apoios à Criação do Próprio Emprego e de Empresas 1. O Plano de Negócios 2. Apoios à Criação do Próprio

Leia mais

1 - Expresso, 13-10-2007, Cascais empreende. 2 - Sol, 13-10-2007, Inovação precisa de dinheiro

1 - Expresso, 13-10-2007, Cascais empreende. 2 - Sol, 13-10-2007, Inovação precisa de dinheiro Revista de Imprensa Semana Europeia de Empreendedorismo 2007 DNA 1 - Expresso, 13-10-2007, Cascais empreende 2 - Sol, 13-10-2007, Inovação precisa de dinheiro 3 - Jornal da Costa do Sol, 11-10-2007, Inovar

Leia mais

Portugal 2020. Pedro Gomes Nunes. Director Executivo. Lisboa, Fevereiro 2014. www.risa.pt

Portugal 2020. Pedro Gomes Nunes. Director Executivo. Lisboa, Fevereiro 2014. www.risa.pt Pedro Gomes Nunes Director Executivo Lisboa, Fevereiro 2014 RISA - Apresentação ÁREAS DE NEGÓCIO Estudos e Projectos + 20 anos de experiência + 1.500 candidaturas a Fundos Comunitários aprovadas. + 1,6

Leia mais

O que pode a União Europeia fazer pelas pessoas? O Fundo Social Europeu é uma resposta a esta questão

O que pode a União Europeia fazer pelas pessoas? O Fundo Social Europeu é uma resposta a esta questão 1 2 O que pode a União Europeia fazer pelas pessoas? O Fundo Social Europeu é uma resposta a esta questão 3 A origem do Fundo Social Europeu O Fundo Social Europeu foi criado em 1957 pelo Tratado de Roma,

Leia mais

«atrevo.me 13» concurso de ideias de negócio. REGULAMENTO Preâmbulo

«atrevo.me 13» concurso de ideias de negócio. REGULAMENTO Preâmbulo «atrevo.me 13» concurso de ideias de negócio REGULAMENTO Preâmbulo A Universidade de Évora, através da Divisão de Projetos e Informação (SCC-DPI), enquanto parte integrante do Serviço de Ciência e Cooperação,

Leia mais

Regulamento. Prémio Desafio OUSAR: Criar a minha Empresa

Regulamento. Prémio Desafio OUSAR: Criar a minha Empresa Regulamento Prémio Desafio OUSAR: Criar a minha Empresa 2011/2012 Artigo 1º Organização e objetivo A AIMinho Associação Empresarial (AIMinho) leva a efeito o Prémio Desafio OUSAR: Criar a minha Empresa

Leia mais

CAPI CANISM TAL DE O DE C RISCO APIT AL DE RISCO

CAPI CANISM TAL DE O DE C RISCO APIT AL DE RISCO MECANISMO CAPITAL DE CAPITAL DE RISCO DE RISCO António Carvalho A Portugal Ventures InovCapital AICEP Capital Global Turismo Capital Clarificação de objectivos estratégicos e concentração de meios para

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO O Programa Nacional de Microcrédito, criado pela Resolução do Conselho de Ministros Nº 16/2010, pretende ser uma medida de estímulo à criação de emprego e ao empreendedorismo entre

Leia mais

Fatores Determinantes para o Crescimento do Emprego de Jovens CREJOV

Fatores Determinantes para o Crescimento do Emprego de Jovens CREJOV Fatores Determinantes para o Crescimento do Emprego de Jovens CREJOV THINK TANK 30 de abril de 2013 POAT/FSE: Gerir, Conhecer e Intervir Situação População 15-24 anos- Taxas Dezembro2012 NEETs 18,6 Abando.E.P

Leia mais

CARTA EUROPEIA DAS PEQUENAS EMPRESAS

CARTA EUROPEIA DAS PEQUENAS EMPRESAS CARTA EUROPEIA DAS PEQUENAS EMPRESAS As pequenas empresas são a espinha dorsal da economia europeia, constituindo uma fonte significativa de emprego e um terreno fértil para o surgimento de ideias empreendedoras.

Leia mais

DNA CASCAIS Catalisadora de Empreendedorismo há 7 anos. Marco Fernandes Diretor Executivo

DNA CASCAIS Catalisadora de Empreendedorismo há 7 anos. Marco Fernandes Diretor Executivo DNA CASCAIS Catalisadora de Empreendedorismo há 7 anos Marco Fernandes Diretor Executivo Empreendedorismo e Inovação a nível Municipal O Ecossistema Empreendedor Parceiros Globais : Empreendedorismo Jovem

Leia mais

MUNICÍPIO DA BOA VISTA CÂMARA MUNICIPAL PRÉMIO JOVEM EMPREENDEDOR BOA VISTA 2015 REGULAMENTO

MUNICÍPIO DA BOA VISTA CÂMARA MUNICIPAL PRÉMIO JOVEM EMPREENDEDOR BOA VISTA 2015 REGULAMENTO PRÉMIO JOVEM EMPREENDEDOR BOA VISTA 2015 REGULAMENTO O Prémio do Jovem Empreendedor é um projecto da Câmara Municipal da Boa Vista, em parceria com a Agência para o Desenvolvimento Empresarial e Inovação

Leia mais

Candidatura ao FIAEA Regulamento

Candidatura ao FIAEA Regulamento Candidatura ao FIAEA Regulamento ARTIGO 1 Objectivos 1.1 A Candidatura ao FIAEA é um processo sistemático e ágil para a avaliação de projetos de investimento de capital de risco no âmbito da Agenda Açoriana

Leia mais

ASSISTIR AS PME NAS ESTRATÉGIAS DE CRESCIMENTO

ASSISTIR AS PME NAS ESTRATÉGIAS DE CRESCIMENTO ASSISTIR AS PME NAS ESTRATÉGIAS DE CRESCIMENTO O papel da Assistência Empresarial do IAPMEI António Cebola Sines, 11 de Dezembro de 2009 MISSÃO DO IAPMEI Promover a inovação e executar políticas de estímulo

Leia mais

Apoio à Internacionalização

Apoio à Internacionalização Apoio à Internacionalização Incentivos QREN Castelo Branco, 4 de outubro 2012 YUNIT Corporate: João Esmeraldo QREN - Sistema Incentivos Empresas I&DT - Investigação e Desenvolvimento Qualificação - Investimentos

Leia mais

PROGRAMA IMPULSO JOVEM

PROGRAMA IMPULSO JOVEM PROGRAMA IMPULSO JOVEM (O PROGRAMA IMPULSO JOVEM APRESENTA UM CONJUNTO DE MEDIDAS DE INCENTIVO À CRIAÇÃO DE EMPREGO JOVEM, UM DOS PRINCIPAIS DESAFIOS COM QUE PORTUGAL SE CONFRONTA ATUALMENTE.) 1. PASSAPORTE

Leia mais

Curso de Educação e Formação em Desenho Assistido por Computador / Construção Civil

Curso de Educação e Formação em Desenho Assistido por Computador / Construção Civil Curso de Educação e Formação em Desenho Assistido por Computador / Construção Civil Saída Profissional: Operador CAD Certificação ao nível do 9º Ano / Nível II Laboral Bem-Vindo/a à FLAG! A FLAG é uma

Leia mais

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE A LINK THINK AVANÇA COM PROGRAMA DE FORMAÇÃO PROFISSONAL PARA 2012 A LINK THINK,

Leia mais

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa Como implementar Social Media na empresa 1 As razões: Empresas ainda desconhecem benefícios do uso de redes sociais Das 2,1 mil empresas ouvidas em estudo do SAS Institute e da Harvard Business Review,

Leia mais

Dinâmicas de exportação e de internacionalização

Dinâmicas de exportação e de internacionalização Dinâmicas de exportação e de internacionalização das PME Contribuição da DPIF/ Como fazemos? 1. Posicionamento e actuação da DPIF A DPIF tem como Missão: Facilitar o acesso a financiamento pelas PME e

Leia mais

Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais

Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais 24 de maio de 2012 Auditório ISEGI - UNL Patrocínio Principal Apoios Patrocinadores Globais APDSI A AICEP e os apoios à internacionalização das empresas Lisboa,

Leia mais

PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA

PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA UNIVERSIDADE DO PORTO PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA LITERACIA FINANCEIRA DA U.PORTO Outubro de 2012 Enquadramento do programa na Estratégia Nacional de Formação Financeira Plano Nacional de Formação Financeira

Leia mais

+Inovação +Indústria. AIMMAP Horizonte 2020 - Oportunidades para a Indústria Porto, 14 outubro 2014

+Inovação +Indústria. AIMMAP Horizonte 2020 - Oportunidades para a Indústria Porto, 14 outubro 2014 +Inovação +Indústria AIMMAP Horizonte 2020 - Oportunidades para a Indústria Porto, 14 outubro 2014 Fatores que limitam maior capacidade competitiva e maior criação de valor numa economia global Menor capacidade

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL Entrevista com Eng.º Victor Sá Carneiro N uma época de grandes transformações na economia dos países, em que a temática do Empreendedorismo assume uma grande relevância

Leia mais

Bom dia, Senhoras e Senhores. Introdução

Bom dia, Senhoras e Senhores. Introdução Bom dia, Senhoras e Senhores Introdução Gostaria de começar por agradecer o amável convite que o Gabinete do Parlamento Europeu em Lisboa me dirigiu para participar neste debate e felicitar os organizadores

Leia mais

PROMOÇÃO DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E ENERGIAS RENOVÁVEIS

PROMOÇÃO DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E ENERGIAS RENOVÁVEIS Enquadramento Protocolo de Quioto Cimeira de Joanesburgo Directiva Renováveis Estratégia Nacional de Desenvolvimento Sustentável Programa E4 Nova Resolução do Conselho de Ministros INTERREG Programas Regionais

Leia mais

Posicionamento Estratégico e Fundo de Apoio ao Empreendedorismo

Posicionamento Estratégico e Fundo de Apoio ao Empreendedorismo Posicionamento Estratégico e Fundo de Apoio ao Empreendedorismo FUNDAÇÃO AEP Fomentar uma verdadeira cultura de empreendedorismo, da valorização e dignificação do papel social do empresário e da modernização

Leia mais

INOVAÇÃO, EMPREENDEDORISMO E O FUTURO MINISTÉRIO DA ECONOMIA

INOVAÇÃO, EMPREENDEDORISMO E O FUTURO MINISTÉRIO DA ECONOMIA INOVAÇÃO, EMPREENDEDORISMO E O FUTURO MINISTÉRIO DA ECONOMIA Empresas INOVAÇÃO PRODUTOS DIMENSÃO MERCADO PRODUÇÃO MARKETING GESTÃO LIDERANÇA FINANCIAMENTO RH COMPETÊNCIAS Empreendedorismo VISÃO ESTRUTURADA

Leia mais

INOVAÇÃO PORTUGAL PROPOSTA DE PROGRAMA

INOVAÇÃO PORTUGAL PROPOSTA DE PROGRAMA INOVAÇÃO PORTUGAL PROPOSTA DE PROGRAMA FACTORES CRÍTICOS DE SUCESSO DE UMA POLÍTICA DE INTENSIFICAÇÃO DO PROCESSO DE INOVAÇÃO EMPRESARIAL EM PORTUGAL E POTENCIAÇÃO DOS SEUS RESULTADOS 0. EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS

Leia mais

Programa de Empreendedorismo Tecnológico

Programa de Empreendedorismo Tecnológico PROGRAMA EIBTnet O QUE É? Programa de Empreendedorismo Tecnológico de apoio ao desenvolvimento, implementação, criação e consolidação de novas empresas inovadoras e de base tecnológica. 1 OBJECTIVOS Facilitar

Leia mais

1 - universia.pt, 15-03-2011, Workshop de empreendedorismo DNA Cascais. 2 - Diário Económico, 14-03-2011, Empreendedorismo em Cascais

1 - universia.pt, 15-03-2011, Workshop de empreendedorismo DNA Cascais. 2 - Diário Económico, 14-03-2011, Empreendedorismo em Cascais Revista de Imprensa 01-04-2011 DNA 1 - universia.pt, 15-03-2011, Workshop de empreendedorismo DNA Cascais 2 - Diário Económico, 14-03-2011, Empreendedorismo em Cascais 3 - Golden News Cascais, 11-03-2011,

Leia mais

Regulamento do Concurso

Regulamento do Concurso Regulamento do Concurso Preâmbulo Considerando que, constituem objectivos do CRÉDITO AGRÍCOLA, enquanto Entidade Promotora: - Promover iniciativas empresariais inovadoras e conciliadoras com sinergias

Leia mais

Em Crise Profunda no Mercado Interno. Em Expansão Acelerada nos Mercados Externos

Em Crise Profunda no Mercado Interno. Em Expansão Acelerada nos Mercados Externos 2ª JORNADAS DA ESPECIALIZAÇÃO EM DIREÇÃO E GESTÃO DA CONSTRUÇÃO ENGENHARIA CIVIL OS NOVOS DESAFIOS O PAPEL DA CONSTRUÇÃO NO FUTURO Índice: Onde Estamos Europa 2020 e Crescimento da Construção em Portugal

Leia mais

Sessão de apresentação. 08 de julho de 2015

Sessão de apresentação. 08 de julho de 2015 REDE INTERMUNICIPAL DE PARCERIAS DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E ÀS EMPRESAS, COM IMPACTO NO DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E SOCIAL DA REGIÃO DO ALGARVE Sessão de apresentação. 08 de julho de 2015 1 1 CONTEÚDOS

Leia mais

Vale Projecto - Simplificado

Vale Projecto - Simplificado IDIT Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica Vale Projecto - Simplificado VALES Empreendedorismo e Inovação Associados Parceiros / Protocolos IDIT Enquadramento Vale Projecto - Simplificado

Leia mais

Comunidade Intermunicipal da Beira Interior Sul

Comunidade Intermunicipal da Beira Interior Sul Comunidade Intermunicipal da Beira Interior Sul 1. Identificação do Recurso Endógeno e do Território Alvo PROVERE Beira Baixa: Terras de Excelência : Conjugar a valorização do território, dos produtos

Leia mais

BIOCANT PARK A NOSSA VISÃO

BIOCANT PARK A NOSSA VISÃO 01 A NOSSA VISÃO O PARQUE DE BIOTECNOLOGIA DE PORTUGAL ESTÁ A CRIAR VALOR PARA A REGIÃO E PARA O PAÍS FOMENTANDO INVESTIMENTOS E INI- CIATIVAS EMPRESARIAIS DE BASE CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA. A NOSSA VISÃO

Leia mais

ações de cidadania ONG estimula o protagonismo de jovens para que eles atuem transformando a realidade de região castigada pela seca no Ceará

ações de cidadania ONG estimula o protagonismo de jovens para que eles atuem transformando a realidade de região castigada pela seca no Ceará ações de cidadania Onde o sol nasce ONG estimula o protagonismo de jovens para que eles atuem transformando a realidade de região castigada pela seca no Ceará O triste cenário já é um velho conhecido por

Leia mais

Revista de Imprensa LISBOA À PROVA - JUNHO 2009

Revista de Imprensa LISBOA À PROVA - JUNHO 2009 Revista de Imprensa LISBOA À PROVA - JUNHO 2009 Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009 ÍNDICE Título Fonte Data Pág/Hora Lisboa â Prova Correio Manhã 25-06-2009 18 Lisboa (e Marvila) â Prova Time Out 17-06-2009

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. QREN: uma oportunidade para a Igualdade entre homens e mulheres

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. QREN: uma oportunidade para a Igualdade entre homens e mulheres PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS QREN: uma oportunidade para a Igualdade entre homens e mulheres PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS QREN: uma oportunidade para a Igualdade entre homens e mulheres

Leia mais

Empreender para Crescer

Empreender para Crescer Empreender para Crescer R. Miguel Coelho Chief EntusiastPersonalBrands Caros Pais e Encarregados de Educação, este ano lectivo, por iniciativa da Assoc. Pais do Colégio, vai iniciar-se em Novembro uma

Leia mais