Elaboração de pauta para telejornal

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Elaboração de pauta para telejornal"

Transcrição

1 Elaboração de pauta para telejornal Pauta é a orientação transmitida aos repórteres pelo pauteiro, profissional responsável por pensar de que forma a matéria será abordada no telejornal. No telejornalismo, a pauta ajuda a planejar a reportagem e serve de roteiro para o repórter. Pauta para TV deve ter gancho é o que sustenta um fato como importante para ser incluído no telejornal; é a atualidade de um assunto que justifica a reportagem. O gancho da matéria é quase sempre o lead da matéria. Os assuntos das pautas são definidos pelo editor e pauteiro, levando em consideração atualidade, interesse da maioria das pessoas, difusão da notícia (como se espalha, dissemina) OBSERVAÇÃO: Em televisão, deve-se levar em conta o fator da imagem. O assunto também é pautado se render boas imagens, apesar de não ter gancho. Não dá para imaginar uma reportagem para tv sem boas imagens. A pauta deve conter: - lide (o que, quem, quando, como, onde e por quê); - as principais informações ( de forma sucinta ) sobre o assunto pesquisadas pelos produtores para subsidiar o repórter; - material de apoio anexo, para o repórter; - o enfoque ( como o assunto será abordado/conduzido na reportagem); - entrevistados/fontes que devem ser ouvidos; - dados sobre os entrevistados (endereço, telefone); - sugestão de perguntas; - sugestão de imagens; ATENÇÃO: O repórter tem a liberdade de mudar a pauta no meio do caminho, caso verifique a inviabilidade da matéria na forma em que foi sugerida. Pode, até, derrubar a pauta, caso não tenha como fazer a matéria. Mas os motivos devem ser bem argumentados e imediatamente comunicados à chefia de reportagem. Na Redação Tudo começa na reunião de pauta diária entre o editor-chefe, os editores dos telejornais, produtores e pauteiro. Nessa reunião, os assuntos, enfoques das matérias são definidos e os produtores caem em campo para produzir o material.

2 Obs: Todas as funções de TV requerem maior grau de relacionamento, porque é um trabalho típico de equipe. O pauteiro é um dos que mais precisam desse entrosamento. Quem trabalha com o pauteiro? Assistentes, chamados de produtores. Eles têm a incumbência de checar se as informações são verdadeiras, conferir datas e horários. Quando a pauta de TV está pronta? No dia anterior, na noite anterior. De manhã cedo, a chefia de reportagem, os repórteres e apuradores já devem estar com a pauta na mão. Pela manhã, será complementada com a leitura dos jornais, revistas e dos primeiros noticiários da manhã na TV e com a escuta do rádio. Estas informações são repassadas por meio de relatório para a equipe de produção da tarde e da noite. Obs: A equipe da pauta está sempre um dia à frente, sempre pensando o jornal do dia seguinte, a não ser que haja um fato de última hora. Rotina do pauteiro - sempre estar a par de todos os acontecimentos do dia; - ler todos os jornais e revistas concorrentes e ouvir um maior número possível de noticiários de rádio e TV; - ler o que é enviado para o pauteiro, fax, s, releases; - ter uma agenda diária e do mês com anotações sobre os acontecimentos, sempre atualizada; - verificar a repercussão na cidade ou estado de acontecimentos nacionais e internacionais, como, por exemplo, o aumento do preço do petróleo; - pautar as matérias já com datas conhecidas, como Dia das Mães. Essas matérias podem e devem ser preparadas com antecedência; - manter atualizados dados históricos e estatísticos sobre os mais variados assuntos que possam virar matérias. O pauteiro deve avaliar os releases que chegam à redação. Os releases são matérias produzidas por assessorias de imprensa avisando sobre acontecimentos, assuntos, eventos de determinada empresa, entidade. Os releases também marcam entrevistas coletivas de personalidades ou divulgam as datas de eventos, shows. Matéria termo jornalístico que denomina uma reportagem, que consiste em colher e passar as informações por meio de imagens, entrevistas e relatos do próprio repórter, que testemunhou o fato. Matéria factual ou quente assunto do dia-a-dia e muitas vezes não é previsto na pauta. Isso mostra o imediatismo da TV.

3 Matéria fria mostra assuntos que podem ser usados em qualquer dia sem perder a validade ou atualidade. Por exemplo: moda, modalidades de esportes, artes. Essa também é chamada matéria de gaveta, ou seja, pode ser feita num dia e usada em outro qualquer. A pauta ainda usa o sistema rádio-escuta. Nem sempre os assuntos, principalmente os factuais, podem ser previstos nas pautas e marcados com antecedência. É impossível prever um atentado, crime, acidente. Esses assuntos são factuais e devem ser cobertos e noticiados no mesmo dia. Às vezes estas matérias tornam-se as mais quentes do dia, com destaque. Para isso existem os produtores e profissionais que passam o dia escutando os programas de rádio para saber as principais notícias. O rádio ainda é o veículo mais imediato do jornalismo. Além disso, eles ouvem programas de outras emissoras e telefonam diariamente para as delegacias de plantão. O profissional do rádio-escuta passa o relatório às chefias de reportagem e aos editores-chefes, sempre enfatizando os pontos mais importantes do assunto, ou seja, da pauta. Essas informações podem ser transformadas em notas simples, notas cobertas (off de fundo mais imagens) e/ou matérias dos repórteres. Nesse caso, as matérias já pautadas com antecedência são desmarcadas pelos produtores e assistentes de pauta, a mando da chefia de reportagem. Isso é importante: não se deve deixar o entrevistado esperando em vão. Isso demonstra respeito com as pessoas e a preservação das fontes. Roteiro para a Pauta: 1) Escolher o tema principal 2) Pensar o tipo de matéria que deve ser feita 3) Olhar todos os aspectos necessários que devem ser abordados 4) Ver locais para fazer a matéria 5) Pessoas que devem ser entrevistas Produção Antes de ir ao ar, um telejornal passa por várias etapas. Tudo começa, em muitos casos, no dia anterior com reunião de pauta entre as chefias, o pauteiro e o editor-chefe. Ali se traça o perfil do que será veiculado. Cada responsável por setores do jornal (isso em emissoras grandes) expõe o que pretende noticiar. Tudo vai de acordo com o tamanho do jornal, as condições de cada emissora e a linha editorial. Espelho da pauta É o esboço de como pode ser a pauta. O desenvolvimento do assunto será depois da checagem dos fatos, feita pelos produtores. Essa checagem é que dirá se as sugestões de pauta serão utilizadas ou não.

4 Qualquer matéria de TV tem que ser marcada com antecedência. Portanto, a produção é de suma importância para o bom desenvolvimento do assunto. 1º passo- antes de marcar qualquer entrevista, o produtor tem que produzir o assunto. Ou seja, ele tem que ler sobre o tema, pesquisar e até mesmo conversar com a pessoa que será entrevistada. 2º passo depois disso, o produtor passa a escrever um relatório sobre tudo o que apurou e pesquisou. 3º passo o pauteiro recebe o material feito pelo produtor e traça a sua pauta, seguindo o enfoque já determinado na reunião de pauta realizada no dia anterior e também no mesmo dia com o editor-chefe e editores dos telejornais. Pesquisa Como já falamos antes, pesquisa é um fator essencial para uma boa reportagem de televisão. A pesquisa/produção tem que garantir que o repórter tenha noção do assunto que será trabalhado na matéria e que, junto com a equipe, esteja no lugar certo e na hora certa. O repórter tem que fazer a sua produção. Ele pode procurar mais dados sobre o assunto, mais pessoas para entrevistar. Ou seja, todas as informações de apoio são sempre bem-vindas na matéria. Além dos dados levantados pelo produtor, o repórter também tem que fazer sua checagem e produção. E, às vezes, isso pode acontecer no próprio local, um pouco antes ou durante a matéria. Uma produção bem feita induz a uma matéria completa, redondinha, como diz a gíria das redações. A produção orienta todo encaminhamento da matéria entrevista, texto e também a coleta de imagens. * Veja o modelo de pauta na próxima página.

5 Modelo de Pauta da Rede Minas de Televisão PAUTA DATA: REPÓRTER: PRODUTOR: ASSUNTO/RETRANCA: PROPOSTA (enfoque): Fala-se aqui sobre o que é a matéria, quais os objetivos e qual o nosso ângulo de abordagem, enfim, o que a matéria quer mostrar. Passa-se informações suficientes para que o repórter entenda a condução do assunto dentro da reportagem. FONTES: Em ordem de abordagem, apresenta-se a hora da entrevista, os nomes dos entrevistados, órgão/empresa e/ou entidade, endereço (sempre com referência), telefones fixo e celular e sempre que possível o assunto que o entrevistado irá tratar, além da possibilidade de deslocamento do entrevistado. DADOS: Informações mais importantes apuradas sobre o assunto que será tratado. Informações estatísticas, se necessário. Se uma história tem muitos lados, apresentamos, destacadamente, cada lado e suas informações correspondentes. IMAGENS: De forma objetiva, damos as sugestões de captação de imagens devidamente apuradas e checadas com as fontes condutoras da matéria. SUGESTÃO DE ROTEIRO: O pauteiro pode sugerir como num roteiro prévio a forma de estrutura da matéria. Dêem uma olhada no site e analisem este vídeo pode ajudá-los.

Comunicação social Jornalismo, Relações Públicas, Assessoria e Comunicação de Marketing.

Comunicação social Jornalismo, Relações Públicas, Assessoria e Comunicação de Marketing. Comunicação social Comunicação social A Comunicação Social é um campo de conhecimento académico que estuda a comunicação humana e as questões que envolvem a interação entre os sujeitos em sociedade. Os

Leia mais

COMO ESCREVO UM PRESS-RELEASE?

COMO ESCREVO UM PRESS-RELEASE? COMO ESCREVO UM PRESS-RELEASE? Press-release é um resumo curto de uma notícia, que você pode usar para propor a jornalistas que escrevam uma reportagem sobre ela. A característica mais importante é que

Leia mais

O que é: A Oficina de Comunição é um treinamento à distância realizado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranaíba.

O que é: A Oficina de Comunição é um treinamento à distância realizado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranaíba. O que é: A Oficina de Comunição é um treinamento à distância realizado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranaíba. Objetivos: Capacitar os pontos focais de cada Comitê Afluente que trabalhem diretamente

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO Código Unidade 042 Cód. Curso Curso 42501 COMUNICAÇÃO SOCIAL Habilitação Etapa Sem/Ano JORNALISMO 6ª 1º / 2009 Cód. Disc. Disciplina Créditos CH Sem Teoria Prática 121.3604.2 TELEJORNALISMO I 04 X X Docentes

Leia mais

2. CAIXA DE FERRAMENTAS - CHEGANDO A REDAÇÃO

2. CAIXA DE FERRAMENTAS - CHEGANDO A REDAÇÃO SUMÁRIO INTRODUÇÃO 15 Para que serve este Livro 17 Como usar este livro 1. PARA ENTENDER A PROFISSÃO 23 O que é preciso para ter sucesso na profissão 23 TALENTO - Como saber se você tem 24 CONHECIMENTO-Como

Leia mais

O ANews está baseado em três importantes pilares: a mobilidade, a comunicação eficiente e a facilitação do fluxo de trabalho.

O ANews está baseado em três importantes pilares: a mobilidade, a comunicação eficiente e a facilitação do fluxo de trabalho. ANews é o que você precisa O ANews chegou ao mercado para inovar. Não é mais um programa, é o software que os jornalistas precisavam e não existia. É muito mais que um simples programa, é um sistema que

Leia mais

A pauta é o material preparado pelo jornalista que tem como objetivo reunir o maior número de informações a respeito de um tema que deve se tornar

A pauta é o material preparado pelo jornalista que tem como objetivo reunir o maior número de informações a respeito de um tema que deve se tornar A pauta é o material preparado pelo jornalista que tem como objetivo reunir o maior número de informações a respeito de um tema que deve se tornar uma futura reportagem. Um resumo dos acontecimentos ;

Leia mais

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº, DE 2006

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº, DE 2006 COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº, DE 2006 Redação final do Projeto de Lei da Câmara nº 79, de 2004 (nº 708, de 2003, na Casa de origem). A Comissão Diretora apresenta a redação final do Projeto de Lei da Câmara

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 27

PROVA ESPECÍFICA Cargo 27 29 PROVA ESPECÍFICA Cargo 27 QUESTÃO 41 A importância e o interesse de uma notícia são avaliados pelos órgãos informativos de acordo com os seguintes critérios, EXCETO: a) Capacidade de despertar o interesse

Leia mais

Sistema de Gerenciamento da Informação. Mais informação, mais conteúdo, em menos tempo. Mais negócios, mais sucesso profissional.

Sistema de Gerenciamento da Informação. Mais informação, mais conteúdo, em menos tempo. Mais negócios, mais sucesso profissional. Sistema de Gerenciamento da Informação Mais informação, mais conteúdo, em menos tempo. Mais negócios, mais sucesso profissional. O tempo sumiu-1 8 horas dormir; 8 horas trabalhar; 1,5 hora no trânsito;

Leia mais

Faces do Telejornalismo: O Processo de Construção de Telejornalismo na Cidade de Uberlândia 1

Faces do Telejornalismo: O Processo de Construção de Telejornalismo na Cidade de Uberlândia 1 Faces do Telejornalismo: O Processo de Construção de Telejornalismo na Cidade de Uberlândia 1 Lucas Felipe JERÔNIMO 2 Mirna TONUS 3 Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG RESUMO O texto tem

Leia mais

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana Gerência de Comunicação GCO tem por finalidade planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades de comunicação e editoriais do Confea. Competências da GCO 1. Organizar e executar projetos editoriais:

Leia mais

O ATENDIMENTO À IMPRENSA. Assessoria de Imprensa voltada à divulgação de ciência Unicamp, 28/04/2014

O ATENDIMENTO À IMPRENSA. Assessoria de Imprensa voltada à divulgação de ciência Unicamp, 28/04/2014 O ATENDIMENTO À IMPRENSA Assessoria de Imprensa voltada à divulgação de ciência Unicamp, 28/04/2014 Apresentação Relação cientistas x jornalistas Por que é importante atender à imprensa? Conhecer os canais

Leia mais

Mídia Brasil Online Manual do Usuário

Mídia Brasil Online Manual do Usuário 1) Menu Principal O Menu Principal se estende no topo da tela do MBO, apresentando as seguintes opções: Clicar sobre cada uma dessas opções permite o acesso às diferentes seções do site. 2) Funções do

Leia mais

Analisado por: Aprovado por: Equipe do Gabinete do Corregedor-Geral da Justiça (CGJ)

Analisado por: Aprovado por: Equipe do Gabinete do Corregedor-Geral da Justiça (CGJ) Proposto por: Analisado por: Aprovado por: Equipe do Gabinete do Corregedor-Geral da Justiça (CGJ) Chefe do Gabinete do Corregedor-Geral da Justiça (CGJ) Corregedor- Geral da Justiça 1 OBJETIVO Estabelecer

Leia mais

Manual de Procedimentos Relatórios de Análise de Mídia. Informar Qualificar Influen

Manual de Procedimentos Relatórios de Análise de Mídia. Informar Qualificar Influen Manual de Procedimentos Relatórios de Análise de Mídia Informar Qualificar Influen ÍNDICE O QUE É ANÁLISE DE MÍDIA / AUDITORIA DE IMAGEM? QUAL A IMPORTÂNCIA DO RELATÓRIO DE ANÁLISE DE MÍDIA? O QUE É PRECISO

Leia mais

As inscrições encontram-se abertas no período de 29 a 31 de agosto do corrente ano.

As inscrições encontram-se abertas no período de 29 a 31 de agosto do corrente ano. PROCESSO DE INSCRIÇÁO DOS ALUNOS DE JORNALISMO PARA O TRABALHO INTERDISCIPLINAR EDITAL As Faculdades Integradas Barros Melo tornam público aos alunos matriculados no Curso de Jornalismo, que estarão abertas

Leia mais

Plano Editorial Julho 2006

Plano Editorial Julho 2006 Plano Editorial Julho 2006 Missão Uma agência que noticia processos ocorridos no espaço público político (governo, Estado e cidadania), com foco nos interesses do cidadão brasileiro. Público-Alvo Cidadãos

Leia mais

MEDIA TRANNING. Giovana Cunha. Coordenadora de Rádio e TV - TST giovana.cunha@tst.jus.br

MEDIA TRANNING. Giovana Cunha. Coordenadora de Rádio e TV - TST giovana.cunha@tst.jus.br MEDIA TRANNING Giovana Cunha COMO AGIR DIANTE DA IMPRENSA É muito comum o entrevistado se queixar que o jornalista não reproduziu corretamente as informações fornecidas na entrevista. O jornalista normalmente

Leia mais

Construindo um bom relacionamento com a mídia

Construindo um bom relacionamento com a mídia Unidade de Projetos de Termo de Referência para Construindo um bom relacionamento com a mídia Dezembro de 2009 Elaborado em: 4/12/2009 Elaborado por: Apex-Brasil Versão: 09 Pág: 1 / 10 LÍDER DO GRUPO TEMÁTICO

Leia mais

Fabyanne Nabofarzan Rodrigues

Fabyanne Nabofarzan Rodrigues Fabyanne Nabofarzan Rodrigues A relação entre o Poder Legislativo e a imprensa O papel da assessoria de imprensa na relação entre o Legislativo e a imprensa Projeto de pesquisa apresentado ao Programa

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU Seção Judiciária do Rio Grande do Norte Rua Dr. Lauro Pinto, nº 245, Lagoa Nova, Natal/RN

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU Seção Judiciária do Rio Grande do Norte Rua Dr. Lauro Pinto, nº 245, Lagoa Nova, Natal/RN PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU Seção Judiciária do Rio Grande do Norte Rua Dr. Lauro Pinto, nº 245, Lagoa Nova, Natal/RN PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO REMUNERADO EM JORNALISMO

Leia mais

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil Após um mais de ano de trabalho e experiências adquiridas a CRIC apresenta à diretoria regional as diretrizes que regem

Leia mais

Clipping: medindo a presença da Embrapa Soja na mídia em 2008

Clipping: medindo a presença da Embrapa Soja na mídia em 2008 Clipping: medindo a presença da Embrapa Soja na mídia em 2008 CRUSIOL, P.H.T. 1 ; DINIZ, L.B.S. 1 ; NASCIMENTO, L.L. 2 1 Universidade Estadual de Londrina UEL, pedroc@ cnpso.embrapa.br, lilian@cnpso.embrapa.br;

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000023 - COMUNICACAO SOCIAL - JORNALISMO Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000023 - COMUNICACAO SOCIAL - JORNALISMO Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000023 - COMUNICACAO SOCIAL - JORNALISMO Nivel: Superior Area Profissional: 0006 - COMUNICACAO Area de Atuacao: 0110 - EDITORACAO/COMUNICACAO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO EDITAL

PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO EDITAL As Faculdades Integradas Barros Melo vêm tornar público aos alunos regularmente matriculados nos Cursos de Jornalismo,

Leia mais

CentralSul de Notícias: A Rotina Produtiva de uma Agência Experimental Online 1

CentralSul de Notícias: A Rotina Produtiva de uma Agência Experimental Online 1 CentralSul de Notícias: A Rotina Produtiva de uma Agência Experimental Online 1 COSTA 2 Daiane dos Santos; FONSECA 3 Aurea Evelise dos Santos; ZUCOLO 4 Rosana Cabral 1 Trabalho submetido ao SEPE 2011 Simpósio

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES Serviços da Assessoria de Comunicação Social

GUIA DE ORIENTAÇÕES Serviços da Assessoria de Comunicação Social A Assessoria de Comunicação Social (ASCOM) da Universidade Federal de Alfenas UNIFAL-MG é uma unidade de apoio e assessoramento da Instituição, diretamente ligada ao Gabinete da Reitoria, que dentre suas

Leia mais

PROCESSO SELETIVO/2012_2 ÁREA DE ATUAÇÃO: AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO

PROCESSO SELETIVO/2012_2 ÁREA DE ATUAÇÃO: AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO PROCESSO SELETIVO/2012_2 ÁREA DE ATUAÇÃO: AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO O curso de Comunicação Social seleciona estudantes das habilitações Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Rádio e TV para

Leia mais

Relatório de Gestão Setorial 2010

Relatório de Gestão Setorial 2010 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Relatório de Gestão Setorial 2010 Cruz das Almas BA 2010 ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO RELATÓRIO DE ATIVIDADES Período: Janeiro

Leia mais

Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação

Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação Aprovado por: Diretoria de Informação Institucional 1 OBJETIVO Definir e padronizar os procedimentos referentes

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE COMUNICAÇÃO, TURISMO E ARTES Coordenação de Jornalismo

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE COMUNICAÇÃO, TURISMO E ARTES Coordenação de Jornalismo UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE COMUNICAÇÃO, TURISMO E ARTES Coordenação de Jornalismo REGIMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM JORNALISMO Capítulo I Da concepção de estágio O Estágio visa oportunizar

Leia mais

FACULDADE SATC CURSO DE JORNALISMO PROJETO EDITORIAL PORTAL SATC

FACULDADE SATC CURSO DE JORNALISMO PROJETO EDITORIAL PORTAL SATC FACULDADE SATC CURSO DE JORNALISMO PROJETO EDITORIAL PORTAL SATC 1. Contexto A transmissão e o acesso às informações é uma preocupação constante do ser humano. Ser bem informado e informar bem são, portanto,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU Seção Judiciária do Rio Grande do Norte Rua Dr. Lauro Pinto, nº 245, Lagoa Nova, Natal/RN

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU Seção Judiciária do Rio Grande do Norte Rua Dr. Lauro Pinto, nº 245, Lagoa Nova, Natal/RN PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU Seção Judiciária do Rio Grande do Norte Rua Dr. Lauro Pinto, nº 245, Lagoa Nova, Natal/RN PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO REMUNERADO EM COMUNICAÇÃO

Leia mais

Ano IX, n. 01 Janeiro/2013

Ano IX, n. 01 Janeiro/2013 A Internet como fonte de pautas na produção do Itararé Notícias 2ª Edição 1 Rackel Cardoso SANTOS 2 Ms. Arão de Azevedo SOUZA 3 Resumo A internet modificou a forma das redações jornalísticas produzirem

Leia mais

COMUNICAÇÃO E APRESENTAÇÃO CORPORATIVA. Aula 1 - A comunicação corporativa e sua evolução. Prof. João Carlos Firpe Penna

COMUNICAÇÃO E APRESENTAÇÃO CORPORATIVA. Aula 1 - A comunicação corporativa e sua evolução. Prof. João Carlos Firpe Penna COMUNICAÇÃO E APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Aula 1 - A comunicação corporativa e sua evolução Prof. João Carlos Firpe Penna Panorama da comunicação Até anos 1980 -Transformação lenta - Rádio, TV, jornais em

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCS nº 01/2015. Ato de aprovação: Decreto nº. 18.435 de 19 de agosto de 2015.

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCS nº 01/2015. Ato de aprovação: Decreto nº. 18.435 de 19 de agosto de 2015. INSTRUÇÃO NORMATIVA SCS nº 01/2015 "Dispõe sobre os procedimentos para campanha institucional, de utilidade pública, acompanhamento de eventos e ouvidoria. Versão: 01. Aprovação em: 19 de agosto de 2015.

Leia mais

TOPE [EA]². Assessoria de imprensa voltada à divulgação da ciência

TOPE [EA]². Assessoria de imprensa voltada à divulgação da ciência Assessoria de imprensa voltada à divulgação da ciência Camila Delmondes Assessoria de Relações Públicas e Imprensa Faculdade de Ciências Médicas Unicamp Divulgação Cientifica e Cultural Laboratório de

Leia mais

SONDAGEM NACIONAL JORNALISTAS 2013

SONDAGEM NACIONAL JORNALISTAS 2013 SONDAGEM NACIONAL de JORNALISTAS 2013 Este documento está licenciado via Creative Commons. Você pode baixar, compartilhar, mas sem poder modificar a obra de nenhuma forma, nem utilizá-la para fins comerciais.

Leia mais

MANUAL de DEIMPRENSA

MANUAL de DEIMPRENSA MANUAL de DE IMPRENSA Este documento está licenciado via Creative Commons. Você pode baixar, compartilhar, mas sem poder modificar a obra de nenhuma forma, nem utilizá-la para fins comerciais. SUMÁRIO

Leia mais

ORIENTAÇÃO NORMATIVA 001/REITORIA/DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO/2011

ORIENTAÇÃO NORMATIVA 001/REITORIA/DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO/2011 ORIENTAÇÃO NORMATIVA 001/REITORIA/DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO/2011 Estabelece orientações e procedimentos para captação, produção e veiculação de matérias jornalísticas O Diretor de Comunicação da Universidade

Leia mais

UESB ASSESSORIA DE COMUNICACAO

UESB ASSESSORIA DE COMUNICACAO ASSESSORIA DE COMUNICACAO Assessoria de Comunicacão 14. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO No ano de 2007, a Assessoria de Comunicação (Ascom) da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia deu prosseguimento ao

Leia mais

CODCO. Divulga e entra em contato. Seleciona o mailing. Entrevista por telefone, prepara porta voz e alinha. com jornalista

CODCO. Divulga e entra em contato. Seleciona o mailing. Entrevista por telefone, prepara porta voz e alinha. com jornalista 1. TIPOS DE COMUNICAÇÃO Imprensa pró ativa: identifica assuntos de interesse da empresa para divulgação Produz material Aprova com Coordenador Seleciona o mailing Divulga e entra em contato com jornalista

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Manual com normas para solicitação de produção e publicação de material informativo jornalístico no site, lista de

Leia mais

10 passos para ganhar a mídia. Estudantes Pela Liberdade

10 passos para ganhar a mídia. Estudantes Pela Liberdade 10 passos para ganhar a mídia Estudantes Pela Liberdade 2013 10 passos para ganhar a mídia Aqui estão 10 passos para atrair a atenção da mídia para o seu grupo. Siga todos esses passos efetivamente, e

Leia mais

Ana Carolina Vieira KRÜGER 2 Lucas KOTOVICZ 3 Sandra NODARI 4 Universidade Positivo, Curitiba, PR

Ana Carolina Vieira KRÜGER 2 Lucas KOTOVICZ 3 Sandra NODARI 4 Universidade Positivo, Curitiba, PR Roteiro de Não Ficção: Cardápio da Madrugada 1 Ana Carolina Vieira KRÜGER 2 Lucas KOTOVICZ 3 Sandra NODARI 4 Universidade Positivo, Curitiba, PR RESUMO A série de reportagens "Cardápio da Madrugada" foi

Leia mais

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Apresentação 1.Identificação do órgão:tribunal do Trabalho da Paraíba/ Assessoria de Comunicação Social 2.E-mail para contato:rdaguiar@trt13.jus.br, rosa.jp@terra.com.br

Leia mais

Por que é necessário se preparar?

Por que é necessário se preparar? TREINAMENTO DE MÍDIA Sandra Damiani Consultoria em Comunicação sandra_damiani@hotmail.com Oficina de Capacitação em Comunicação Lençóis, 03-05/mar/2015 Por que é necessário se preparar? - Jornalismo tem

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL

ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL ORIENTAÇÕES PARA OS GRUPOS QUE ESTÃO PRODUZINDO UMA: REPORTAGEM Tipos de Textos Características

Leia mais

UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO. Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012

UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO. Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012 Cruz das Almas BA 2013 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO. Assessoria de Comunicação Social - ASCOM

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO. Assessoria de Comunicação Social - ASCOM UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Assessoria de Comunicação Social - ASCOM Petrolina Junho de 2013 APRESENTAÇÃO A Assessoria de Comunicação Social (Ascom) da Univasf tem como missão planejar

Leia mais

Relatório Final de Atendimento - Assessoria de Imprensa. Exposição Roberto Burle Marx CAIXA Cultural Fortaleza

Relatório Final de Atendimento - Assessoria de Imprensa. Exposição Roberto Burle Marx CAIXA Cultural Fortaleza Relatório Final de Atendimento - Assessoria de Imprensa Exposição Roberto Burle Marx CAIXA Cultural Fortaleza Período de atendimento - 3 de setembro a 14 de outubro de 2012 Coordenação e atendimento Karla

Leia mais

Divisão de Divulgação

Divisão de Divulgação PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO P. TJAM 52 Divisão de Divulgação Elaborado por: Mário Adolfo Aryce

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 010/2013

ATO NORMATIVO Nº 010/2013 ATO NORMATIVO Nº 010/2013 Organiza as ações de comunicação social, no âmbito do Ministério Público do Estado da Bahia. OPROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso das atribuições que lhe confere

Leia mais

CANAL SAÚDE REDE DE PARCEIROS OFICINAS DE MULTIPLICAÇÃO

CANAL SAÚDE REDE DE PARCEIROS OFICINAS DE MULTIPLICAÇÃO 1. Oficina de Produção CANAL SAÚDE REDE DE PARCEIROS OFICINAS DE MULTIPLICAÇÃO Duração: 03 dias Público ideal: grupos de até 15 pessoas Objetivo: Capacitar indivíduos ou grupos a produzirem pequenas peças

Leia mais

NOVO MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE JORNALISMO ADAPTADA À RESOLUÇÃO 001/2013 - CNE

NOVO MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE JORNALISMO ADAPTADA À RESOLUÇÃO 001/2013 - CNE NOVO MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE JORNALISMO ADAPTADA À RESOLUÇÃO 001/2013 - CNE 1º Período TEORIA DA COMUNICAÇÃO I Conceitos de comunicação e de comunicação social. Contexto histórico do surgimento da

Leia mais

FUNDAÇÃO CULTURAL PLANALTO DE PASSO FUNDO Rádio Planalto AM / FM e Revista Somando

FUNDAÇÃO CULTURAL PLANALTO DE PASSO FUNDO Rádio Planalto AM / FM e Revista Somando Observação: a seguir alguns modelos de procedimentos operacionais padrão, existem POPs para todas as funções, como coordenador de programação, administração, comercial, técnico, entre outros. Em casos

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 001616 - TECNOLOGIA EM FOTOGRAFIA E IMAGEM Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 001616 - TECNOLOGIA EM FOTOGRAFIA E IMAGEM Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 001616 - TECNOLOGIA EM FOTOGRAFIA E IMAGEM Nivel: Superior Area Profissional: 0006 - COMUNICACAO Area de Atuacao: 0110 - EDITORACAO/COMUNICACAO

Leia mais

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material elaborado por Taís Vieira e Marley Rodrigues

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material elaborado por Taís Vieira e Marley Rodrigues Faccat Faculdades Integradas de Taquara Curso de Comunicação Social Publicidade e Propaganda Disciplina: Planejamento e Assessoria em Comunicação Profª Me. Taís Vieira ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material

Leia mais

RADIOFAM PROCEDIMENTOS

RADIOFAM PROCEDIMENTOS RADIOFAM PROCEDIMENTOS PARA QUEM ESTAMOS FALANDO (ouvinte interno e externo) I - CONHECER O INTERNAUTA Telefone; E-mail; Participação direta no estúdio ou saguão; Avaliação da programação (interna e externa);

Leia mais

Portfolio de Produtos

Portfolio de Produtos Introdução O Guia de Produtos e Serviços da Assessoria de Comunicação (ASCOM) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) foi elaborado com o objetivo de apresentar os produtos e serviços prestados

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL BAIANO IF BAIANO COORDENAÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

INSTITUTO FEDERAL BAIANO IF BAIANO COORDENAÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL INSTITUTO FEDERAL BAIANO IF BAIANO COORDENAÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL Rua do Rouxinol, 115, Imbuí, Salvador-BA, CEP 41720-052 Tel.: (71) 3186-0045 EDITAL DE ABERTURA - Processo de Seleção de Estágio em

Leia mais

b) vantagens e desvantagens para o usuário que acessa Internet grátis comparadas aos serviços oferecidos pelos provedores pagos.

b) vantagens e desvantagens para o usuário que acessa Internet grátis comparadas aos serviços oferecidos pelos provedores pagos. Questão nº 1 I. Seleção de dados relevantes para o assunto em pauta, comparação, hierarquização. Devem aparecer nos textos: a) a Internet grátis desafia os provedores estabelecidos. Ressaltar as posições

Leia mais

CURSO de COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO - Gabarito

CURSO de COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO - Gabarito UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2010 e 1 o semestre letivo de 2011 CURSO de COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO - Gabarito? Verifique se este caderno contém: INSTRUÇÕES AO

Leia mais

Portifólio Regina Ramalho

Portifólio Regina Ramalho 1 Portifólio Regina Ramalho Diretora de Comunicação e Editora do Pró Trabalhador Aniger Comunicação janeiro de 2013 até o momento (1 ano 6 meses)aclimação Regina Ramalho- Estratégias de comunicação e Assessoria

Leia mais

Rastreamento da notícia: a produção jornalística no Jornal De Fato 1

Rastreamento da notícia: a produção jornalística no Jornal De Fato 1 Rastreamento da notícia: a produção jornalística no Jornal De Fato 1 André Luís da SILVA 2 Tamara de Sousa SENA 3 Marcília Luzia Gomes da Costa MENDES 4 Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Mossoró,

Leia mais

O reitor da Universidade do Oeste de Santa Catarina Unoesc, professor Aristides Cimadon, no uso de suas atribuições,

O reitor da Universidade do Oeste de Santa Catarina Unoesc, professor Aristides Cimadon, no uso de suas atribuições, PORTARIA Nº101/UNOESC-R/2014. Disciplina e organiza as ações do Marketing Institucional da Unoesc. O reitor da Universidade do Oeste de Santa Catarina Unoesc, professor Aristides Cimadon, no uso de suas

Leia mais

PORTARIA PGR Nº 107 DE 18 DE FEVEREIRO DE 2014.

PORTARIA PGR Nº 107 DE 18 DE FEVEREIRO DE 2014. PORTARIA PGR Nº 107 DE 18 DE FEVEREIRO DE 2014. Aprova o Guia para o Relacionamento com a Imprensa do Ministério Público Federal. O PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Unidade Universitária: 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS Curso: 42501 Jornalismo Disciplina: Jornalismo Audiovisual Núcleo Temático: Formação profissional Aplicação processual Prática laboratorial Código

Leia mais

PROGRAMA FALANDO EM POLÍTICA 1

PROGRAMA FALANDO EM POLÍTICA 1 PROGRAMA FALANDO EM POLÍTICA 1 Juliane Cintra de Oliveira 2 Antônio Francisco Magnoni 2 RESUMO Criado em 2007, o Programa Falando de Política é um projeto de experimentação e extensão cultural em radiojornalismo,

Leia mais

Do astronomês para o português

Do astronomês para o português Do astronomês para o português Como acontece a comunicação entre astrônomos e jornalistas no Brasil Giuliana Miranda Santos São Paulo, 04/09/2015 OS INSTITUTOS! IAG-USP: Maior quantidade de astrônomos,

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho IMPRENSA IT. 36 07 1 / 8 1. OBJETIVO Administrar o fluxo de informações e executar ações de comunicação junto aos públicos interno e externo do Crea GO de forma transparente, ágil, primando pela veracidade

Leia mais

Webinário : O desafio da integração das redações

Webinário : O desafio da integração das redações Webinário : O desafio da integração das redações Perguntas para Andre Hees e Aglisson Lopes, não respondidas durante o webinário realizado em 31/8/2015 Michelle Sousa Rádio CBN João Pessoa. Se o rádio

Leia mais

Relatório Anual de Imprensa e Atividades

Relatório Anual de Imprensa e Atividades Relatório Anual de Imprensa e Atividades Janeiro a Novembro / 2014 Ribeirão Preto / SP Dezembro / 2014 Relacionamento com a imprensa Foco: Identificar oportunidades para comunicar as ações do GIFC junto

Leia mais

M I N I S T É RI O D OS D ES B RA V A DO R ES JORNALISMO

M I N I S T É RI O D OS D ES B RA V A DO R ES JORNALISMO M I N I S T É RIO DOS D E S B RA V A DO R E S Esta é mais uma publicação do site, Guias de estudo para as especialidade do Clube de Desbravadores Volume 28 1ª Edição: Disponível em www.mundodasespecialidades.com.br

Leia mais

Joseane Marques 1 Marcelli Alves 2. Faculdade Estácio de Sá - Campo Grande/MS RESUMO

Joseane Marques 1 Marcelli Alves 2. Faculdade Estácio de Sá - Campo Grande/MS RESUMO Joseane Marques 1 Marcelli Alves 2 Faculdade Estácio de Sá - Campo Grande/MS RESUMO A agência de Noticias da Faculdade Estácio de Sá já ganhou o primeiro lugar na expocom realizada no Rio de Janeiro, alem

Leia mais

PROGRAMA DE RÁDIO NA WEB ANTENA COMUNITÁRIA : ANÁLISE E PROPOSTA DE FORMATO JORNALÍSTICO NO PORTAL COMUNITÁRIO

PROGRAMA DE RÁDIO NA WEB ANTENA COMUNITÁRIA : ANÁLISE E PROPOSTA DE FORMATO JORNALÍSTICO NO PORTAL COMUNITÁRIO 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( x ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA PROGRAMA DE RÁDIO NA WEB ANTENA

Leia mais

O processo da pauta do Programa Ade!

O processo da pauta do Programa Ade! 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( X ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO

Leia mais

Produzir para Rádio. Descrição das atividades do Processo Produzir para Rádio

Produzir para Rádio. Descrição das atividades do Processo Produzir para Rádio Produzir para Rádio Descrição das atividades do Processo Produzir para Rádio 2 de 12 CJF Conselho de Conteúdo 1. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL... 3 2. DESCRITIVO DO PROCESSO... 5 2.1 ENTRADAS/INSUMOS... 5 2.2 SAÍDAS

Leia mais

Comunicação Institucional. Curso de Administração SECAL Administração Mercadologica - 2. ano. Profa Msc Monalisa Rodrigues Zoldan

Comunicação Institucional. Curso de Administração SECAL Administração Mercadologica - 2. ano. Profa Msc Monalisa Rodrigues Zoldan Comunicação Institucional Curso de Administração SECAL Administração Mercadologica - 2. ano Profa Msc Monalisa Rodrigues Zoldan COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL É a estratégia de posicionamento da marca que define

Leia mais

Telenews. Brasília - DF www.snews.tv +55 (61) 3321-6378 vendas@snews.tv

Telenews. Brasília - DF www.snews.tv +55 (61) 3321-6378 vendas@snews.tv Telenews Brasília - DF www.snews.tv +55 (61) 3321-6378 vendas@snews.tv CONFIGURAÇÕES TÉCNICAS Software com acesso via navegador de internet (browser) O TeleNews segue uma estrutura cliente/servidor, no

Leia mais

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1.1 APRESENTAÇÃO O Plano de Comunicação e Participação Social subsidiará a elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana, criando as bases para

Leia mais

JORNALISMO CULTURAL ONLINE: EXPERIÊNCIAS DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO SITE CULTURA PLURAL

JORNALISMO CULTURAL ONLINE: EXPERIÊNCIAS DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO SITE CULTURA PLURAL 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( x ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA JORNALISMO

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO CBG Nº 006/2014 GESTÃO DA PLATAFORMA DE COMUNICAÇÃO

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO CBG Nº 006/2014 GESTÃO DA PLATAFORMA DE COMUNICAÇÃO EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO CBG Nº 006/2014 GESTÃO DA PLATAFORMA DE COMUNICAÇÃO A CBG Confederação Brasileira de Golfe, de acordo com a Lei 10.264 de 16 de julho de 2001 Lei Agnelo/Piva, regulamentada

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho IMPRENSA IT. 36 08 1 / 6 1. OBJETIVO Administrar o fluxo de informações e executar ações de comunicação junto a imprensa sediada na capital e no interior de forma transparente, ágil, primando pela veracidade

Leia mais

A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente.

A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente. .a agência A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente. Nosso compromisso é auxiliar empresas e organizações

Leia mais

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM DECRETO nº 1098, de 12 de fevereiro de 2009 Dispõe sobre alocação, denominação e atribuições dos órgãos que compõem a estrutura organizacional do Gabinete da Prefeita e dá outras providências. A PREFEITA

Leia mais

PRÊMIO ETCO DE JORNALISMO

PRÊMIO ETCO DE JORNALISMO PRÊMIO ETCO DE JORNALISMO JORNAIS REVISTAS RADIOJORNALISMO TELEJORNALISMO JORNALISMO ON LINE R E G U L A M E N T O 1. O Prêmio ETCO de Jornalismo será regido pelo presente Regulamento que se encontra arquivado

Leia mais

Processos da Assessoria de Comunicação - 2013

Processos da Assessoria de Comunicação - 2013 Introdução A Assessoria de Comunicação do Grupo Educacional Unis foi criada para atender demandas relativas à promoção das ações e realizações da organização através de propagandas e comunicação interna

Leia mais

Programa Permanente de Autorregulamentação da ANJ. Para tornar a relação entre o jornal e seus leitores ainda mais transparente.

Programa Permanente de Autorregulamentação da ANJ. Para tornar a relação entre o jornal e seus leitores ainda mais transparente. Programa Permanente de Autorregulamentação da ANJ. Para tornar a relação entre o jornal e seus leitores ainda mais transparente. Introdução. Jornal é o meio de comunicação de maior credibilidade. Por isso,

Leia mais

4 Metodologia. 4.1. Primeira parte

4 Metodologia. 4.1. Primeira parte 4 Metodologia [...] a metodologia inclui as concepções teóricas de abordagem, o conjunto de técnicas que possibilitam a apreensão da realidade e também o potencial criativo do pesquisador. (Minayo, 1993,

Leia mais

II- DOS CONCORRENTES 3º

II- DOS CONCORRENTES 3º Regulamento O Prêmio Itaipava Arena Pernambuco de Jornalismo, criado em fins de 2012 pelo Comitê Arena Pernambuco em parceria com o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Pernambuco (Sinjope),

Leia mais

MEDIA TRAINING: COMO SE COMUNICAR COM A IMPRENSA. Ingresso Janeiro 2015. Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosdeferias

MEDIA TRAINING: COMO SE COMUNICAR COM A IMPRENSA. Ingresso Janeiro 2015. Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosdeferias MEDIA TRAINING: COMO SE COMUNICAR COM A IMPRENSA Ingresso Janeiro 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosdeferias MEDIA TRAINING: COMO SE COMUNICAR COM A IMPRENSA Num mundo midiático e acelerado,

Leia mais

O jornalismo ambiental e suas estratégias de divulgação: estudo de caso do projeto Reflorestando as Nascentes

O jornalismo ambiental e suas estratégias de divulgação: estudo de caso do projeto Reflorestando as Nascentes O jornalismo ambiental e suas estratégias de divulgação: estudo de caso do projeto Reflorestando as Nascentes Denise Fernandes Britto Prefeitura Municipal de Jaboticabal Objetivo Identificar as principais

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org REFORMULAÇÃO DO SITE FSM (www.forumsocialmundial.org.br) O processo FSM passa por uma nova fase

Leia mais

Apresentação da FAMA

Apresentação da FAMA Pós-Graduação Lato Sensu CURSO DE ESPECIIALIIZAÇÃO 444 horras/aulla 1 Apresentação da FAMA A FAMA nasceu como conseqüência do espírito inovador e criador que há mais de 5 anos aflorou numa família de empreendedores

Leia mais

INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS EM JORNALISMO Como unir os veículos formais e os inovadores

INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS EM JORNALISMO Como unir os veículos formais e os inovadores INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS EM JORNALISMO Como unir os veículos formais e os inovadores Ingresso Janeiro 2014 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosdeferias INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS EM JORNALISMO: Como

Leia mais

ASSESSORIA DE IMPRENSA. criativa. Flora Daemon. Coordenadora de Imprensa e Doutoranda em Comunicação (UFF) floradaemon@yahoo.com.

ASSESSORIA DE IMPRENSA. criativa. Flora Daemon. Coordenadora de Imprensa e Doutoranda em Comunicação (UFF) floradaemon@yahoo.com. ASSESSORIA DE IMPRENSA criativa Flora Daemon Coordenadora de Imprensa e Doutoranda em Comunicação (UFF) floradaemon@yahoo.com.br CENÁRIO Região Sudeste: Maior concentração de empresas do país: 64,5% Região

Leia mais

Estratégias para melhorar a comunicação entre a Ufal e a sociedade. 7º Encontro de Assessores de Comunicação das Universidades Federais

Estratégias para melhorar a comunicação entre a Ufal e a sociedade. 7º Encontro de Assessores de Comunicação das Universidades Federais Estratégias para melhorar a comunicação entre a Ufal e a sociedade 7º Encontro de Assessores de Comunicação das Universidades Federais A partir da posse da atual gestão, em 1 º de dezembro de 201 1, a

Leia mais

Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015

Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015 Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015 A proposta de plano de comunicação elaborada pela Coordenação- Geral de Comunicação e Editoração

Leia mais