Bracher in front of Van Gogh s Self-Portrait / Bracher em frente ao Auto- Retrato de Van Gogh

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Bracher in front of Van Gogh s Self-Portrait / Bracher em frente ao Auto- Retrato de Van Gogh"

Transcrição

1 Bracher in front of Van Gogh s Self-Portrait / Bracher em frente ao Auto- Retrato de Van Gogh Van Gogh - The Church in Auvers / A Igreja de Auvers 94 x 74 cm, Col. Museu d Orsay, Paris 78 79

2 Van Gogh is the color yellow, the pursuit of yellow, the pursuit of the sun. He longed for the sun in himself, the self-encounter with nature, between him and life. The sun is, for him, a kind of self-redemption, of resurgence. In this Series that I dedicated to him, I believed that I would also enter in yellows and oranges, which did not occur. I am decisively a painter of blue shades. And strong red shades, sometimes dark, obscure. Carlos Bracher. Carlos Bracher: Tribute to Van Gogh book, 1990 (...) Van Gogh é o amarelo, o exercício do amarelo, o exercício do sol. Ele ansiava pelo sol de si mesmo, o auto-encontro com a natureza, entre ele e a vida. O sol é, para ele, uma espécie de auto-resgate, de ressurgimento. Nessa Série, que lhe dediquei acreditava que também entraria nos seus amarelos e laranjas, o que não ocorreu. Sou, decisivamente, um pintor dos azuis. E vermelhos fortes, por vezes escuros, obscuros. (...) Carlos Bracher. Livro Carlos Bracher: Homenagem a Van Gogh, 1990 Landscape at Les Baux VIII / Paisagem de Les Baux VIII 89 x 116 cm, Col. Olívio Tavares de Araújo, São Paulo Tree and Mountains at Saint-Rémy / Árvores e Montanhas de Saint - Rémy 89 x 130 cm, Col. do Artista 80 81

3 Van Gogh, letter to Théo, referring to The Sower, a painting after Millet / Van Gogh, carta a Théo, referindo-se ao quadro O Semeador, um d après Millet Wheatfields VI, Auvers-sur-Oise / Trigais VI 89 x 116 cm, Col. Larissa Bracher, Rio de Janeiro The Sower (after Van Gogh) / O Semeador (d après Van Gogh) 73 x 92 cm, Col. Blima Bracher, Ouro Preto 82 83

4 84 85

5 Bracher painted day and night, re-establishing with Van Gogh the same excessive electricity that marked the relationship between the Dutchman and Gauguin. A high-speed short-circuit with the St Matthew s Passion by Johann Sebastian Bach on full volume, the only music Bracher listened to during this time. Every brush stroke was painful, a strong impact, and un-describable vibration. I went out in search of my obsession. The series of painting sent me back to my beginnings, showed me the path of redemption, promoted a reconciliation with my innermost ego, said Bracher. Hélio Carneiro. Carlos Bracher: Tribute to Van Gogh book, 1991 (...) Bracher pintou dia e noite, restabelecendo com Van Gogh a mesma eletricidade excessiva que marcou o relacionamento do holandês com Gauguin. Um curto-circuito embalado, em altíssimo volume, pela Paixão Segundo São Mateus, de Johann Sebastian Bach, a única música que Bracher ouviu durante todo o tempo. Cada pincelada era uma dor, um impacto forte, uma vibração indescritível. Eu partira em busca de minha obsessão. A série de telas me remontou ao início de mim, mostrou-me o caminho da redenção, promoveu a reconciliação com meu eu profundo, revelou Bracher. ( ) Hélio Carneiro. Livro Carlos Bracher: Homenagem a Van Gogh, 1991 The House of the Hanged Person, Auvers-sur-Oise / A Casa do Enforcado 81 x 100 cm, Col. Jayme Bieler, Rio de Janeiro Details of the previous page / Legenda da página anteior Wheatfields I, Auvers-sur-Oise / Trigais I 89 x 116 cm, Col. Particular Houses in Auvers / Casas em Auvers 89 x 116 cm, Col. do Artista 86 87

6 Ah my dear Théo, at times I well know what I want! i can very well in my life and in my painting deprive myself of God, but I cannot, in my suffering, deprive myself of something larger than I am, which is my power: to create. Ah, meu caro irmão, às vezes sei tão bem o que quero! Posso muito bem na vida e também na pintura me privar de Deus, mas não posso, mesmo sofrendo, privar-me de algo maior que eu, que é minha potência de criar. Van Gogh. Letter to / Carta a Théo Van Gogh - The Room / O Quarto, The Bedroom (after Van Gogh) / O Quarto (d après Van Gogh) 73 x 92 cm, Col. Valentim Bracher Araujo, Rio de Janeiro Vincent and Théo s Tombstones, Auvers-sur-Oise / Lápides de Vincent e Théo 81 x 100 cm, Col. do Artista 88 89

7 Siderurgic Series Série Siderúrgica 1990 The ship of the factory, the chimney-towers, the putting-arches, the domes and pinnacles, warheads, arrows and cornices, all are transplanted to Bracher s painting with the majesty of a temple. The industrial hangar seduced the artist s eye with its machine-of-the-world gears, its instigating majesty, its cresset announcing the flame of human ingenuity. Bracher let himself become entangled by the images that teased him. A strange mystery was offered to the creator. He looked at the factory, penetrated it, rambling by himself through its immense volcanic areas. The painter of the churches of gold consecrated the iron forge [ ] Jacques Brel saw in Belgian cathedrals his unique mountains. The artist from Minas Gerais sees in large factories glimpses of the mountains that he had not yet painted. Minas, which had in Carlos Bracher the great interpreter of scenes of gold and abyssal hills, now in him also identifies the painter of grand steel cathedrals. (...) A nave da fábrica, as torres-chaminés, os arcos-botantes, abóbodas e zimbórios, ogivas, flechas e cornijas, tudo se transplantou para a pintura de Bracher com a majestade de um templo. O hangar industrial seduziu o olhar do artista, com suas engrenagens máquina-do-mundo, sua grandiosidade instigante, seu fogaréu anunciando a flama do engenho humano. Bracher deixou-se enredar pelas imagens que o provocavam. Estranho mistério se oferecia ao criador. Olhou a fábrica, penetrou-a, deambulando por suas imensas áreas vulcânicas. O pintor das igrejas do ouro consagrou a forja do ferro (...). Jacques Brel via nas catedrais belgas suas únicas montanhas. O artista mineiro vislumbra nas grandes fábricas as montanhas que ainda não havia pintado. Minas, que tinha em Carlos Bracher o grande intérprete dos cenários do ouro e das serras abissais, nele agora também identificará o pintor das grandiosas catedrais siderúrgicas(...). Ângelo Oswaldo de Araújo Santos. Carlos Bracher: from Gold to Iron book / Livro Carlos Bracher: do Ouro ao Aço,

8 Drawing the steel plant yard of Belgo Mineira in João Monlevade / Desenhando o pátio da Siderúrgica Belgo Mineira em João Monlevade Stacks and Blast Furnaces I / Chaminés e Altos-Fornos I 81 x 100 cm,

9 The Steel Industry Landscape of Belgo Mineira / Paisagem Siderúrgica da Belgo Mineira 93 x 162 cm, Col. Particular Stacks and Blast Funaces II, in Sabará / Chaminés e Altos- Fornos II, Sabará 97 x 130 cm,

10 General View of Blast Furnaces II, in Sabará / Vista Geral dos Altos-Fornos II, Sabará x 162 cm, Col. do Artista 97

11 Pipes, Stacks and Blast Funaces I, in Sabará / Tubos, Chaminés e Altos-Fornos I, Sabará 81 x 100 cm, 1992 Pipes, Stacks and Blast Funaces VI, in Sabará / Tubos, Chaminés e Altos-Fornos VI, Sabará 97 x 130 cm, Col. Blima Bracher 98 99

12 Train in the Steel Plant Yard, in João Monlevade / Locomotiva no Pátio da Siderúrgica, João Monlevade 81 x 100 cm, 1992 Usiminas in Ipatinga / Usiminas, Ipatinga 114 x 146 cm, Col. Particular

13 Andrade Mine III, in João Monlevade / Mina do Andrade III, João Monlevade 97 x 130 cm, 1992 Main Entrance of Belgo Mineira I, in João Monlevade / Entrada Principal da Belgo Mineira I, João Monlevade 89 x 116 cm,

14 Brasilia Series Série Brasília 2006/2007 An impressed Brasilia observed, during the first semester of this year, Bracher s creations. Ambassadors, journalists, simple passers-by, diplomats, indigenous peoples, claimants of the MST (Landless Workers Movement), circus performers: in short, the city shared, with the artist, his moment of creation, always outdoors. To watch from beginning to end, at the pulse of every stroke, to feel the artist in trance, puffy, holding the space, it was like watching a maestro with a baton in hand conducting the entire esplanade. I lived these moments many times. I was thrilled with the images that were slowly born. I witnessed Bracher s intensity and vibrancy that, suddenly, injected even more excitement and passion in the people around him. (...) Brasília assistiu comovida, neste desenrolar do primeiro semestre, às criações de Bracher. Embaixadores, jornalistas, simples transeuntes, diplomatas, índios, reivindicantes do MST, artistas de circo, enfim, a cidade compartilhou com o artista seu momento de criação sempre ao ar livre. Assistir, do início ao fim, ao pulsar de cada pincelada, sentir o artista em transe, ofegante, abraçando o espaço era como assistir a um maestro de batuta em punho regendo em plena Esplanada. Vivi muitas vezes esses momentos. Emocionei-me com as imagens que lentamente nasciam. Testemunhei a intensidade e a vibração de Bracher que, intempestivo, injetava ainda mais emoção e paixão nas pessoas ao seu redor (...) Silvestre Gorgulho. Bracher Brasília book/ Livro Bracher Brasília,

15 The JK Bridge at Twilight / A Ponte JK ao Entardecer 130 x 220 cm, Col. Larissa Bracher, Rio de Janeiro

16 As fast as Brasilia s conception, with the same enthusiasm and love with which the people built the dream city of Juscelino, Lúcio Costa, Oscar Niemeyer, Israel Pinheiro and Bernardo Sayão, remarkable Carlos Bracher painted each monument of this town (...). Carlos Bracher reinvents Brasilia, showing us the beauty of a city owned by us, where so many people worked with enthusiasm and love, expecting from each of us who live here the same spirit of greatness, determination, courage, pride and generosity with which it was generated. Vera Brant. Bracher Brasília book, 2009 (...) Na mesma rapidez com que Brasília foi gerada, com o mesmo entusiasmo e amor com que os candangos construíram a cidade do sonho de Juscelino, Lúcio Costa, Oscar Niemeyer, Israel Pinheiro e Bernardo Sayão, o extraordinário Carlos Bracher pintou cada monumento dessa cidade (...). Carlos Bracher reinventa Brasília, mostrando-nos a beleza de uma cidade que possuímos, onde tanta gente trabalhou com entusiasmo e amor, esperando de cada um de nós que aqui vivemos o mesmo espírito de grandeza, determinação, coragem, altivez e generosidade com que foi gerada. Vera Brant. Livro Bracher Brasília, 2009 TV Tower at Twilight / Torre de TV ao Entardecer 93 x 162 cm, Col. Paulo Delgado, Brasília Aerial View of the Esplanade / Vista Aérea da Esplanada 105 x 150 cm, Col. Agnelo Queiroz, Brasília

17 Niemeyer is the white, the purity of the forms that are released into space in search of freedom; I m almost the black of things that suddenly lay, like that fatal hue when the disclosure of puzzles is played by the storming of the gesture, the luxuriance of oppositions of beauty in itself, in my aesthetic. Carlos Bracher. Bracher Brasília book, 2007 (...) Niemeyer é o branco, a pureza das formas que se soltam no espaço em busca de liberdade; eu sou o quase-negro das coisas que se assentam bruscas, como aquela tonalidade fatal quando a revelação dos enigmas se toca pela tempestuosidade do gesto, pelas oposições da beleza, em si, em minha estética. Carlos Bracher. Livro Bracher Brasília, 2007 The Candangos / Os Candangos 130 x 220 cm, Col. Blima Bracher, Ouro Preto Cathedral and the Four Evangelists / Catedral e os Quatro Evangelistas 105 x 150 cm, Col. Elmar Koenigkan, Brasília

18

19 Details of the previous page / Legenda da página anteior Interior of the Cathedral / Interior da Catedral 120 x 180 cm, Col. Sérgio Pereira Silva, Belo Horizonte Supreme Court / Supremo Tribunal Federal 93 x 162 cm, Col. Marcos Koenigkan, Brasília Great Clouds and the Esplanade / Grandes Nuvens e Esplanada 105 x 150 cm, Col. Particular

20 Watercolors of Brasília / Aquarelas de Brasília

21 Petrobras Series Série Petrobrás 2012 No compromise of loyalty to objective reality exists in Bracher s work, nor to reality s inter-relations of volume and space, of color and luminous sensations. Much to the contrary, the motifs he paints are only pretexts for his visionary adventure in painting, for the dive into an unsettled universe of shapes and lights from which will emerge the work of art the transfigured world. Bracher learned this magic. He does not possess its theory, but he knows it with his hands. And he can transform the world s impenetrable matter into colorful pastes and poetic calligraphy. In short, into a language created by humankind, which is called Painting. (...) Não há em Bracher esse compromisso de fidelidade à realidade objetiva, com suas relações de volume e espaço, de cor e sensação luminosa. Muito pelo contrário, os motivos que pinta são pretextos para a aventura pictórica (visionária?), para o mergulho num universo indeterminado de formas e luzes, de onde surgirá o quadro, a obra de arte, que é o mundo transfigurado. Bracher aprendeu essa magia. Não tem dela a teoria, não será capaz de aprendêla analiticamente. Mas sabe-a com as mãos. E a produz, transformando a matéria impenetrável do mundo em pasta colorida e caligrafia poética. Em suma, numa linguagem criada pelo homem e que se chama pintura. Ferreira Gullar. Book / Livro Bracher,

22 Alberto Pasqualini Refinery, in Canoas, Rio Grande do Sul / Refinaria Alberto Pasqualini (REFAP) 130 x 230 cm, Col. Petrobras

23 SIX Refinery, in São Mateus do Sul, Paraná / Refinaria SIX 130 x 230 cm, Col. Petrobras President Bernardes Refinery, in Cubatão, São Paulo / Refinaria Presidente Bernardes Cubatão (RPBC) 130 x 230 cm, Col. Petrobras

24 President Getúlio Vargas Refinery, in Araucária, Paraná / Refinaria Presidente Getúlio Vargas (REPAR) 130 x 230 cm, Col. Petrobras

25 Duque de Caxias Refinery, in Duque de Caxias, Rio de Janeiro / Refinaria Duque de Caxias (REDUC) 130 x 230 cm, Col. Petrobras Gabriel Passos Refinery, in Betim, Minas Gerais / Refinaria Gabriel Passos (REGAP) 130 x 230 cm, Col. Petrobras

26 LUBNOR Refinery, in Fortaleza, Ceará / Refinaria LUBNOR 130 x 230 cm, Col. Petrobras REVAP Refinery, in Sao José dos Campos, Sao Paulo / Refinaria REVAP 130 x 230 cm, Col. Petrobras

27 Petrobras series of watercolors / Aquarelas da Série Petrobras

28 Portrait and Self-Portrait Series Série Retratos e Auto-retratos 1961 a 2013 These admirable portraits of him are no different, as paintings, from his landscapes. Before them, I think of Kokoschka, Soutine, and Flávio de Carvalho as well. He developed in his portraiture what he called the line of psychological strength, which depends on a subjective insight between the model and the artist. This is what seems to also occur with Carlos Bracher. His portraits are, in a sense, self-portraits. After all, his portraits are neither realistic nor lovely, but deeply disturbing. (...) Estes seus retratos, admiráveis, não são em nada diferentes, enquanto pintura, de suas paisagens. Diante deles, penso em Kokoschka, Soutine, como também em Flávio de Carvalho. Este desenvolveu em sua retratística o que denominou de linha de força psicológica, cuja captação depende de uma introspecção subjetiva entre o modelo e o artista. É o que parece ocorrer também com Carlos Bracher. Seus retratos são, de certa maneira, auto-retratos. Afinal, eles não são nem realistas nem amáveis, mas profundamente perturbadores. (...) Frederico Morais. Book / Livro Bracher,

29 Portrait of / Retrato de Walmir Ayala 61 x 46 cm, Col. Paiva Neto e Wilson Piran, Rio de Janeiro Portrait of / Retrato de Olívio Tavares de Araújo 62 x 47 cm, Col. Olívio Tavares de Araújo, São Paulo

30 Portrait of / Retrato de Fernando Solanas 100 x 81 cm, 1999 Portrait of / Retrato de Belchior 92 x 73 cm, Col. Belchior, Fortaleza

31 To Carlos Bracher Your hand, painter, and your fury while painting my face, your hand, painter, and your eyes in fury as you painted hills and houses upon my face, your fury, painter, and one in your hands, in your hills, gates and face I had never seen, except in books and movies, such entrancing passion in an artist you resembled a Quixote your spears and brushes and windmill sails moving the paints of the night. The fluster of your gestures illuminated creation in the month of August yes, we meet again on a canvas in August Painting and talking about the colors of our remote childhood. Within the frame of this August we are now exposed and there is fury and wonder on the faces of the poet and the painter confronting what we are. Para Carlos Bracher A tua mão, pintor, e a fúria tua pincelando meu rosto, a tua mão, pintor, e os olhos teus em fúria pincelando morros e casas dentro do meu rosto, a tua fúria, pintor, e eu em tuas mãos, em teus morros, casas, portões e rosto. Eu nunca tinha visto, só nos livros e filmes um tal arrebatamento de artista: parecias um Quixote com lanças, pincéis e as pás dos teus moinhos movendo a tinta das noites. O alvoroço dos teus gestos iluminava a criação no mês de agosto Sim, numa tela de agosto nos revemos pintando na conversa as cores da remota infância. Na moldura deste agosto agora nos expomos: _ há fúria e espanto na face do poeta e do pintor ante o que somos. Affonso Romano de Sant Anna Book / Livro Bracher, 1989 Portrait of / Retrato de Affonso Romano de Sant Anna 61 x 46 cm, Col. Affonso Romano de Sant Anna, Rio de Janeiro

32 Portrait of / Retrato de Leon Kossovitch 92 x 73 cm, Col. Leon Kossovitch, São Paulo Chico Buarque Playing Guitar / Chico Buarque ao Violão 146 x 114 cm, Col. Chico Buarque de Hollanda, Rio de Janeiro

33 Portrait of / Retrato de Guilherme Mansur 100 x 81 cm, 1995 Portrait of / Retrato de Peter Burke 100 x 81 cm, Col. Peter Burke, London / Londres

34 Portrait of / Retrato de Tizuka Yamazaki 92 x 73 cm, Col. Tizuka Yamazaki, Rio de Janeiro Portrait of / Retrato de Walter Sebastião 130 x 97 cm,

35 What magic comes from you who managed to find an angel inside me? Beethoven s music in a hotel room in the city of Juiz de Fora. His heavy breathing on the window indicated to me that something full of spirituality would come out of his brushes. Child, Erê, son of Earth, love, seed. Colors with hues that blend a framework which reflects Catholicism, Spiritualism, Candomblé, Buddhism, and all entities that baptized me through his hands. Thank you very much, lots of health. Keep gracing the look of men with their awakening of beauty. All human beings need this. From the true beauty: Soul. It all comes back to you. Que magia vem de você que conseguiu encontrar um anjo dentro de mim? Música de Beethoven num quarto de hotel na cidade de Juiz de Fora. Sua respiração forte na janela me dizia que algo cheio de espiritualidade sairia de seus pinceis. Criança, Erê, filho da Terra, amor, semente. Cores com tonalidades que se misturam num quadro que traduz o católico, o espiritismo, o candomblé, o budismo, e todas as entidades que me batizaram através de suas mãos. Muito obrigado, muita saúde. Continue enfeitando o olhar dos homens com seu despertar da beleza. Todo ser humano necessita disso. Da verdadeira beleza: a Alma. Isso tudo volta pra você. Milton Nascimento, 26/5/2010 Portrait of / Retrato de Milton Nascimento 100 x 81 cm, Col. Milton Nascimento

36 Bracher painted me the way I think God sees me. O Bracher me pintou como eu acho que é como que Deus me vê. Bibi Ferreira Portrait of / Retrato de Bibi Ferreira 92 x 73 cm, Col. Bibi Ferreira, Rio de Janeiro

37 in the background the passionate music by Ludwig van Beethoven as an inspiration for the quick brushes of Carlos Bracher, two geniuses between music, colors and passion. It is a great honor to have my countenance painted by a master hand in a colorful composition which will regale me with remembrance of a special encounter with the brilliant artist for eternity....como fundo musical a música apaixonante de Ludwig von Beethoven, como inspiração o rápido pincel de Carlos Bracher, dois gênios entre música, cores epaixão, como grande honra, meu retrato a ser pintado em uma composição colorida pelas mãos do mestre, para me presentear, e assim deixar pela eternidade a lembrança de um encontro especial com o grande artista Carlos Bracher. Max Krieger, 3/12/2012 Portrait of / Retrato de Max Krieger 81 x 60 cm, Col. Max Krieger, Eschweiler, Alemanha

38 My friend Carlos Bracher always gave me a sense of talent and intellectual security, along with a force of friendship above all else. What excites me most in this privileged being, which sensitizes us by the human kindness and the creative explosion, is the fact that he is so obviously simple; this disarms us in any circumstance. Minas Gerais culture can have the privilege of saying that among its most expressive breed is a person named Carlos Bracher. And his brush. Inimá Brother Inimá united to the veins and paints we are background man of the air millenarian nocturnal suns plant sap faith from herald times you are magnus coming star large waves you generate stemmed sonic shadows in your soul you have color blood gestures moans volcanic artist you wash them all in scream mad red senses We bleed to you mater master unique work done trinity warm lights give us, friend, the summit of life. Inimá Inimá irmão uno às veias e tintas somos fundo homem dos ares noturnos sóis milenares Planta seiva fé dos tempos arauto és magna estrela vinda amplas ondas geras sonoras sombras provindas Tens na alma cor sangue gestos gemidos vulcânico artista lavas todas em grito vermelhos loucos sentidos Sagramos-te mater mestre obra una finda cálidas luzes trinas dá-nos, amigo, vértice vida. Portrait of / Retrato de Inimá 90 x 70 cm, Col. do Artista Carlos Bracher Ouro Preto, 1999 O meu amigo Carlos Bracher sempre me repassou um sentimento de segurança intelectual e de talento, a par de uma força de amizade que está acima de qualquer coisa. O que me emociona mais nesse ser privilegiado, que nos sensibiliza pela delicadeza humana e pela explosão criativa, é o fato de ser tão obviamente simples a ponto de nos desarmar em qualquer circunstância. Minas Gerais cultural pode ter o privilégio de dizer que entre os seus filhos mais expressivos está uma pessoa chamada Carlos Bracher. E o seu pincel. Inimá de Paula,

39 Triple Portrait of / Tríplice Retrato de Gutinho, Virgínia e Diná 90 x 115 cm, Col. Diná e Virgínia Batista de Oliveira, Belo Horizonte Triple Portrait of / Tríplice Retrato de Belinha, Cláudio e Larissa 97 x 130 cm, Col. Cláudio Baeta, São Paulo

40 Painting the Four Drummers / Pintando os Quatro Bateristas Ouro Preto, 2000 Rufo Herrera and his Bandoneon / Rufo Herrera e seu Bandoneon 130 x 150 cm, 2005 The Four Drummers / Os Quatro Bateristas 134 x 271 cm, Col. Instituto Cultural Francisca de Souza Peixoto, Cataguases

41 Painting Isolda, at Tina Zappoli Gallery / Pintando Isolda, na Galeria Tina Zappoli Porto Alegre, 1998 Portrait of / Retrato de Isolda 196 x 130 cm,

42 Portrait of / Retrato de Fernanda Martins Costa 81 x 60 cm, Col. Fernanda Martins Costa, Porto Alegre Aquarelas Drawing Vera da Série Sobral, Brasília at Tina Zappoli Gallery / Desenhando Vera Sobral na Galeria Tina Zappoli Porto Alegre,

43 Initial moments of the Portrait of Marinho Neto and Tina Zappoli, at Tina Zappoli Gallery / Momentos iniciais do Retrato de Marinho Neto e Tina Zappoli na Galeria Tina Zappoli, Porto Alegre, 1998 Waiting for the Model, at Tina Zappoli Gallery / À espera do Modelo na Galeria Tina Zappoli Porto Alegre,

44 Self-Portrait at 28 / Auto-Retrato aos 28 anos 55 x 46 cm, Col. Blima Bracher, Ouro Preto Self-Portrait of Unfinished Hand / Auto-Retrato da Mão Inacabada 73 x 50 cm, Col. do Artista

45 Double Self-Portrait of Paris / Duplo Auto-Retrato de Paris 41 x 27 cm (each / cada), Col. Gilberto Chateaubriand / MAM, Rio de Janeiro Self-Portrait Without Glasses / Auto-Retrato sem Óculos 92 x 65 cm, Col. Larissa Bracher, Rio de Janeiro

46 Texts, Photos, Curriculum, Editorial Data and Acknowledgements Textos, Fotos, Currículo, Ficha Técnica e Agradecimentos That s why I m sad proud: iron made. Ninety percent iron in the sidewalks. Eighty percent iron in souls. And this estrangement from what in life is porosity and communication. Por isso sou triste, orgulhoso: de ferro. Noventa por cento de ferro nas calçadas. Oitenta por cento de ferro nas almas. E esse alheamento do que na vida é porosidade e comunicação. Carlos Drummond de Andrade His art is his feeling, and this is his experience in the world. This is how we can see how much talent is attributed to what we might call deep human. His vision of the world, man and society, life and death, the relations in political and economic orders are conditioners of his enchantment. He does not understand the cold, indifferent artist. He does not see art as a result of eternal suffering. Emotion, whether sad or happy, takes place through experiential condition, spiritual involvement, the ability to see, to engage, to perceive things in the world. The greatest danger is the depletion of sensitivity and humanism, of brutalization, disbelief [ ]. (...) Sua arte é o seu sentimento e esta vem da sua experiência no mundo. É por aí que pode ver o quanto o talento é atributo do que poderíamos chamar de humano profundo. A sua visão do mundo, do homem e da sociedade, vida e morte, as relações nas ordens política e econômica, condicionam seu encantamento. Não compreende o artista frio, indiferente. Não vê a arte como resultante de um eterno sofrimento. A emoção, triste ou alegre, se dá pela condição vivencial, pelo envolvimento espiritual, pela capacidade de ver e envolver, de perceber as coisas do mundo. O perigo maior é o empobrecimento da sensibilidade e do humanismo, o embrutecimento, a descrença (...). Mauro Werkema Magazine of / Revista da Academia Mineira de Letras,

47 Between this South American painter and French painter that I am, what is the reason for our fellowship? The answer is simple and heavy: - earth. I hesitated to write these lines: it is not the occupation of a painter, but among these churches, these rosettes, these arches, these stones, this Carlos Bracher s light, and the farms, the land and the metaphysical nature that involve and seduce me, there is the same silence, the same joy, the same love and the same simplicity before what is natural and human. A cathedral points to the sky, Carlos Bracher follows it with his eyes, contemplates it, then questions it and guesses its architecture in its smallest corners, his eyes hiding with the light, playing with it, so as to rest in a blue sky coppered with metal.he leaves the earth for the stone, the stone for the sky, but it is not the earth, the stone and the sky, God. Thank you very much, Carlos Bracher for this gravity, for this strong and real poetry, for this not-misused painting. Entre este pintor sul-americano e o pintor francês que sou eu, qual a razão de nossa comunhão? A resposta é simples e pesada: a terra. Eu hesitei em escrever estas linhas: não é o mister de um pintor, mas entre essas igrejas, essas rosáceas, esses arcos, essas pedras, essa luz de Carlos Bracher, e as fazendas, a terra e a natureza metafísica que me envolvem e seduzem, existe o mesmo silêncio, a mesma alegria, o mesmo amor e a mesma simplicidade, diante do que é natural e humano. Uma catedral aponta para o céu, Carlos Bracher segue-a com os olhos, a contempla, depois a interroga e adivinha sua arquitetura nos mínimos recantos, seu olho se esconde com a luz, brinca com ela, para repousar em seguida num céu alzul acobreado com o metal. Ele deixa a terra pela pedra, a pedra pelo céu, mas não é a terra, a pedra e o céu, Deus. Muito obrigado, Carlos Bracher, por essa gravidade, por essa poesia forte e real, por essa pintura não usurpada. Yves Lévêque. Paris, setembro de 1970 Coming directly from a sunny country, this artist is seduced by the filtered and sweet light of lle-de-france, by the rigorous poetry of their cathedrals. From this intense love came a series of paintings dominated by the blue shades of stained glass windows, gray, black, white stone. His work, at the same time discreet and strong, reflects a reality connected to its essential dimensions that is expressed in large vigorous aplats, almost severe, seeking a truth stripped of the adornments of the flamboyant style. Carlos Bracher is an austere painter, full of intransigences on easy effects, said Cristiano Lima, a Portuguese journalist. It is about defining him very well.his austerity seduces by the transposition on the screen of the great works of French architecture, knowing, at the same time, how to respect human dimensions. (...) Vindo diretamente de um país do sol, é este artista seduzido pela luz tamisada e doce da lle-de-france, pela poesia rigorosa de suas catedrais. Deste amor intenso, brotou uma série de quadros dominados pelos azuis dos vitrais, o cinza, o preto, o branco da pedra. Sua obra, ao mesmo tempo discreta e forte reflete uma realidade conduzida às suas dimensões essenciais, se exprime em grandes aplats vigorosos, quase severos, procura uma verdade despojada dos adornos do estilo flamboyant. Carlos Bracher é um pintor austero, cheio de instransigências diante dos efeitos fáceis, dizia Cristiano Lima, jornalista português. É defini-lo muito bem. Sua austeridade seduz pela transposição sobre a tela das grandes obras da arquitetura francesa, sabendo ao mesmo tempo respeitar as dimensões humanas Francine Poirier. Le Figaro, Paris, 3/9/70 From the friendship between wise persons, the bridge to the agreement. Compliments of Lau Kai Yau, Deputy Minister of Culture of China (Because Carlos Bracher was the first Brazilian artist to exhibit in China, in an official exhibition of the Chinese government at the Imperial Palace of the Forbidden City, Beijing, 1993) Translation from Mandarin by Helder do Carmo Guimarães Da amizade entre os sábios, a ponte para o entendimento. Cumprimentos de Lau Kai Yau, Vice-ministro da Cultura da China (Pelo fato de Carlos Bracher ter sido o primeiro artista brasileiro a expor na China, em exposição oficial do governo chinês, no Palácio Imperial da Cidade Proibida, Pequim, em 1993) Tradução do Mandarim por Helder do Carmo Guimarães Monsaraz. The essence of the landscape. The green moonlight. A winter of love. The sad innocence of a time purged of screams, cries, revolt. Times of bare stones, magical churches, voiceless walls dripping a caste pain. And the castle. And the sculptural olive of nocturnal blue. The paleness of the bells. Ouro Preto revived in Monsaraz. (...) No one comes in the pictures of Carlos Bracher, except the sweat of transmuted people in moonlight wound, in green skin of the cold night, square of the flesh, salt and juice of poetry mixed in oil and loneliness. Streets without eyes, livid and sweet, of green mucous, where the darkness cries, runs and settles down over the doors. Carlos Bracher, you stripped Monsaraz of every accident, restored to us the secret slip of every minute, the duration of the Alentejo nostalgia of a lost village, where silence was made, with all its desert prestiges. Monsaraz. A essência da paisagem. O luar verde. Um inverno de amor. A triste inocência de um tempo expurgado de gritos, de lamentos, de revoltas. Tempo de pedras nuas, de igrejas mágicas, de paredes sem voz escorrendo uma dor casta. E o castelo. E as oliveiras escultóricas, de azul noturno. A palidez dos sinos. Ouro Preto redivivo em Monsaraz. (...) Ninguém surge nos quadros de Carlos Bracher, a não ser o suor do povo transnudado em chaga de luar, em pele verde da noite fria, adro da carne viva, sal e sumo de uma poesia amassada em óleo e solidão. Ruas sem olhos, lívidas e doces, de verdes mucosas, onde a treva chora, escorre e se aquieta ao longo das portas. Carlos Bracher, você despiu Monsaraz de todo acidente, restituiu-nos o secreto deslize de cada minuto, a duração alentejana da nostalgia de um lugarejo perdido, onde o silêncio se fez, com todos os seus prestígios desertos. Urbano Tavares Rodrigues. O Século, Lisboa, 16/6/69 Thus, I hope that an ever greater number of people can come into contact with the works of an unparalleled art, from Bracher s excellence, and may the numerous visitors also be aware of the activities of the UN and the University of the United Nations, in order to encourage international understanding and cooperation, as well as world peace. (...) Deste modo, espero que um número sempre maior de pessoas possa entrar em contato com as obras de arte sem paralelo, da excelência de Bracher e que os inúmeros visitantes igualmente possam tomar conhecimento das atividades da ONU e da Universidade das Nações Unidas, de maneira a estimular o entendimento e a cooperação internacional, bem como a paz mundial. Hiroshi Ueki. Director of the Museum of Modern Art, Tokyo, Japan / Diretor do Museu de Arte Moderna de Tóquio, Japão,

Conteúdo Programático Anual

Conteúdo Programático Anual INGLÊS 1º BIMESTRE 5ª série (6º ano) Capítulo 01 (Unit 1) What s your name? What; Is; My, you; This; Saudações e despedidas. Capítulo 2 (Unit 2) Who s that? Who; This, that; My, your, his, her; Is (afirmativo,

Leia mais

Guião A. Descrição das actividades

Guião A. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Ponto de Encontro Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO

Leia mais

Preposições em Inglês: www.napontadalingua.hd1.com.br

Preposições em Inglês: www.napontadalingua.hd1.com.br Preposições na língua inglesa geralmente vem antes de substantivos (algumas vezes também na frente de verbos no gerúndio). Algumas vezes é algo difícil de se entender para os alunos de Inglês pois a tradução

Leia mais

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO PROJECTO PROVAS EXPERIMENTAIS DE EXPRESSÃO ORAL DE LÍNGUA ESTRANGEIRA - 2005-2006 Ensino Secundário - Inglês, 12º ano - Nível de Continuação 1 1º Momento GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

Leia mais

Lesson 6 Notes. Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job. Language Notes

Lesson 6 Notes. Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job. Language Notes Lesson 6 Notes Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job Welcome to Fun With Brazilian Portuguese Podcast, the podcast that will take you from beginner to intermediate in short, easy steps. These

Leia mais

Inglês. Guião. Teste Intermédio de Inglês. Parte IV Interação oral em pares. Teste Intermédio

Inglês. Guião. Teste Intermédio de Inglês. Parte IV Interação oral em pares. Teste Intermédio Teste Intermédio de Inglês Parte IV Interação oral em pares Teste Intermédio Inglês Guião Duração do Teste: 10 a 15 minutos De 25.02.2013 a 10.04.2013 9.º Ano de Escolaridade D TI de Inglês Página 1/ 7

Leia mais

Guião M. Descrição das actividades

Guião M. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Inovação Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO Guião M Intervenientes

Leia mais

Prova Escrita de Inglês

Prova Escrita de Inglês PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Inglês 6º Ano de Escolaridade Prova 06 / 2.ª Fase 7 Páginas Duração da Prova: 90 minutos. 2014 Prova 06/ 2.ª F.

Leia mais

01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS

01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS 01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS OBS1: Adaptação didática (TRADUÇÃO PARA PORTUGUÊS) realizada pelo Prof. Dr. Alexandre Rosa dos Santos. OBS2: Textos extraídos do site: http://www.englishclub.com

Leia mais

Trabalho de Compensação de Ausência - 1º Bimestre

Trabalho de Compensação de Ausência - 1º Bimestre Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio Regular. Rua Cantagalo 313, 325, 337 e 339 Tatuapé Fones: 2293-9393 e 2293-9166 Diretoria de Ensino Região LESTE 5 Trabalho de Compensação de Ausência

Leia mais

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Portuguese Lesson A Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Story Time is a program designed for students who have already taken high school or college courses or students who have completed other

Leia mais

Bem-vindo ao Inspector Stone uma produção da BBC Learning. Vamos começar o espetáculo.

Bem-vindo ao Inspector Stone uma produção da BBC Learning. Vamos começar o espetáculo. The case of the missing ring Script: part three A transcrição abaixo não é uma cópia fiel do áudio. Apresentadora: Bem-vindo ao Inspector Stone uma produção da BBC Learning English. Série 1 o caso da aliança

Leia mais

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho GUIÃO A 1º Momento Intervenientes e Tempos Descrição das actividades Good morning / afternoon / evening, A and B. For about three minutes, I would like

Leia mais

Searching for Employees Precisa-se de Empregados

Searching for Employees Precisa-se de Empregados ALIENS BAR 1 Searching for Employees Precisa-se de Empregados We need someone who can prepare drinks and cocktails for Aliens travelling from all the places in our Gallaxy. Necessitamos de alguém que possa

Leia mais

NOTA: Professor(a): Bispo, Suzamara Apª de Souza Nome: n.º 3º Web. 3ª Postagem Exercícios de reposição ( listening )

NOTA: Professor(a): Bispo, Suzamara Apª de Souza Nome: n.º 3º Web. 3ª Postagem Exercícios de reposição ( listening ) Professor(a): Bispo, Suzamara Apª de Souza Nome: n.º 3º Web Barueri, / / 2009 Trimestre: 3ª Postagem Exercícios de reposição ( listening ) NOTA: ACTIVITY ONE: Put the verses in order according to what

Leia mais

Visitor, is this is very important contact with you. WATH DO WE HERE?

Visitor, is this is very important contact with you. WATH DO WE HERE? Visitor, is this is very important contact with you. I m Gilberto Martins Loureiro, Piraí s Senior Age Council President, Rio de Janeiro State, Brazil. Our city have 26.600 habitants we have 3.458 senior

Leia mais

Verbs - Simple Tenses

Verbs - Simple Tenses Inglês Prof. Davi Verbs - Simple Tenses Simple Present Simple Past Simple Future Simple Present - Formação Infinitivo sem o to Ausência do auxiliar (usa-se to do ) Inclusão de s na 3ª pessoa do singular

Leia mais

Inglês 11 The Present Perfect.

Inglês 11 The Present Perfect. Inglês 11 The Present Perfect. O Present Perfect é um tempo verbal em inglês que mostra uma ação que ocorreu no passado, mas os efeitos estão no presente. My grandfather has recovered from his illness.

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática São Paulo 2010 JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

Leia mais

karin lambrecht n./b. 1957 -- porto alegre, brazil vive e trabalha em/lives and works in porto alegre

karin lambrecht n./b. 1957 -- porto alegre, brazil vive e trabalha em/lives and works in porto alegre karin lambrecht n./b. 1957 -- porto alegre, brazil vive e trabalha em/lives and works in porto alegre exposições individuais / solo exhibitions 2015 Pintura e desenho, Galeria do Instituto Ling, Porto

Leia mais

Descrição das actividades

Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Em Acção Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos Guião D 1.º MOMENTO Intervenientes

Leia mais

Amy Winehouse - Tears Dry On Their Own

Amy Winehouse - Tears Dry On Their Own Amy Winehouse - Tears Dry On Their Own All I can ever be to you, is a darkness that we knew And this regret I got accustomed to Once it was so right When we were at our high, Waiting for you in the hotel

Leia mais

Expert Reader 1000 Chapter 2. by Elen Fernandes

Expert Reader 1000 Chapter 2. by Elen Fernandes Expert Reader 1000 Chapter 2 by Elen Fernandes 2- Arts Elisabeth is an artist. She is my younger sister. She loves to draw. She likes it since she was a kid. Yesterday she drew a beautiful moon. She drew

Leia mais

62 Christina Oiticica

62 Christina Oiticica Christina Oiticica A arte de Christina Oiticica Todo artista que trabalha na natureza não é um land artist e não se interessa, necessariamente, pela paisagem (G. Tiberghein). Depois da Land Art, vários

Leia mais

GUIÃO A. What about school? What s it like to be there/here? Have you got any foreign friends? How did you get to know them?

GUIÃO A. What about school? What s it like to be there/here? Have you got any foreign friends? How did you get to know them? GUIÃO A Prova construída pelos formandos e validada pelo GAVE, 1/7 Grupo: Chocolate Disciplina: Inglês, Nível de Continuação 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas 1º Momento Intervenientes

Leia mais

Você sabe fazer perguntas em Inglês? Em primeiro lugar observe as frases abaixo: Afirmativo: Ele é estudante Interrogativo: Ele é estudante?

Você sabe fazer perguntas em Inglês? Em primeiro lugar observe as frases abaixo: Afirmativo: Ele é estudante Interrogativo: Ele é estudante? Do you know how to ask questions in English? Você sabe fazer perguntas em Inglês? Em primeiro lugar observe as frases abaixo: Afirmativo: Ele é estudante Interrogativo: Ele é estudante? Note que tanto

Leia mais

Colégio de Aplicação UFRGS. Name: Group:

Colégio de Aplicação UFRGS. Name: Group: Present Perfect: FOOD for THOUGHT Colégio de Aplicação UFRGS Name: Group: Present Perfect Simple Os Perfect Tenses são formados com o presente simples do verbo to have (have / has), que, neste caso, funciona

Leia mais

Words and Music by Beyoncé Knowles, Ryan Tedder and Evan Bogart

Words and Music by Beyoncé Knowles, Ryan Tedder and Evan Bogart Words and Music by Beyoncé Knowles, Ryan Tedder and Evan Bogart 2003 Adaptation and Transcription by Deusdet Coppen Publishing Rights for Beyoncé assigned to MUSIC PUBLISHING Copyright 2001-2008 - Transcription

Leia mais

Exercícios extras. Na aula de hoje, você deverá arregaçar as

Exercícios extras. Na aula de hoje, você deverá arregaçar as Exercícios extras Assunto do dia Na aula de hoje, você deverá arregaçar as mangas e entrar de cabeça nos exercícios extras, que têm como tema tudo que vimos nas aulas do Segundo Grau. Atenção: 3, 2, 1...

Leia mais

Your Time is Precious BOOK ONE. www.second-language-now.com

Your Time is Precious BOOK ONE. www.second-language-now.com LEARN PORTUGUESE AT HOME Your Time is Precious BOOK ONE Learn Portuguese at Home TABLE OF CONTENTS LESSON 1...3 LESSON 2...8 LESSON 3...14 LESSON 4...19 LESSON 5...21 LESSON 6...27 LESSON 7...29 LESSON

Leia mais

[E F@BULATIONS / E F@BULAÇÕES

[E F@BULATIONS / E F@BULAÇÕES EXPOSIÇÃO BONECAS EXHIBITION DOLLS 6 A BONECA ANTIGA FRANCESA SÉC. XIX Maria João Pires Faculdade de Letras Universidade do Porto Apesar de o coleccionismo de bonecas se ter desenvolvido logo no século

Leia mais

SUMÁRIO VOLUME 1 LÍNGUA INGLESA

SUMÁRIO VOLUME 1 LÍNGUA INGLESA SUMÁRIO VOLUME 1 "No mar tanta tormenta e dano, Tantas vezes a morte apercebida, Na terra, tanta guerra, tanto engano, Tanta necessidade aborrecida." Os Lusíadas, p. 106, Luís Vaz de Camões Lesson 1 -

Leia mais

:: COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF ::

:: COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF :: :: COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF :: [Download] COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF - Are you looking for Como Escolher Uma Escola Idiomas Books? Now, you will

Leia mais

GRAU DE ADJETIVOS E ADVÉRBIOS

GRAU DE ADJETIVOS E ADVÉRBIOS Aula9 GRAU DE ADJETIVOS E ADVÉRBIOS META Os alunos terão a compreensão e entendimento da classificação dos adjetivos e advérbios nos graus de comparativo e superlativo na leitura em língua inglesa OBJETIVOS

Leia mais

Módulo 1 - Dia dos mortos. Inglês sem Esforço. Caro aluno

Módulo 1 - Dia dos mortos. Inglês sem Esforço. Caro aluno Inglês sem Esforço Caro aluno Você agora será orientado por um dos mais incríveis métodos de aprendizagem da língua inglesa. O método de aprendizagem Effortless English foi desenvolvido pelo renomado professor

Leia mais

Seu Tempo é Precioso. Volume I. Charlles Nunes

Seu Tempo é Precioso. Volume I. Charlles Nunes APRENDA INGLÊS EM CASA Seu Tempo é Precioso Volume I Charlles Nunes Aprenda Inglês em Casa ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 3 LESSON 1... 5 LESSON 2... 10 LESSON 3... 16 LESSON 4... 21 2 Charlles Nunes APRESENTAÇÃO

Leia mais

Present Simple Exercises

Present Simple Exercises Present Simple Exercises Antes de fazer as atividades, você pode querer ler as dicas dos links abaixo. Nelas você encontra explicações sobre os usos e as conjugações dos verbos no Present Simple. Ø www.bit.ly/psimple1

Leia mais

Hermelindo Fiaminghi. Born in São Paulo, Brazil 1920. Died in São Paulo, Brazil, 2004. Solo Exhibitions. 2009 Dan Galeria, São Paulo, Brazil

Hermelindo Fiaminghi. Born in São Paulo, Brazil 1920. Died in São Paulo, Brazil, 2004. Solo Exhibitions. 2009 Dan Galeria, São Paulo, Brazil Hermelindo Fiaminghi Born in São Paulo, 1920 Died in São Paulo,, 2004 Solo Exhibitions 2009 Dan Galeria, São Paulo, 2001 Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM-SP), São Paulo, 1998 Galeria Nara Roesler,

Leia mais

PRESENT PERFECT. ASPECTOS A SEREM CONSIDERADOS: 1. Não existe este tempo verbal na Língua Portuguesa;

PRESENT PERFECT. ASPECTOS A SEREM CONSIDERADOS: 1. Não existe este tempo verbal na Língua Portuguesa; ASPECTOS A SEREM CONSIDERADOS: 1. Não existe este tempo verbal na Língua Portuguesa; 2. Associa-se o Present Perfect entre uma ação do passado que tenha uma relação com o presente; My life has changed

Leia mais

Prova Oral de Inglês Duração da Prova: 20 a 25 minutos 2013/2014. 1.º Momento. 4 (A), are you a health-conscious person?

Prova Oral de Inglês Duração da Prova: 20 a 25 minutos 2013/2014. 1.º Momento. 4 (A), are you a health-conscious person? Prova Oral de Inglês Duração da Prova: 20 a 25 minutos 2013/2014 GUIÃO A Disciplina: Inglês, Nível de Continuação 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho 1.º Momento Intervenientes e Tempos

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA MÚSICA NO ENSINO DA LÍNGUA INGLESA

A INFLUÊNCIA DA MÚSICA NO ENSINO DA LÍNGUA INGLESA 1. Introdução A INFLUÊNCIA DA MÚSICA NO ENSINO DA LÍNGUA INGLESA Jhonatas Garagnani de Souza (G- CLCA - UENP-CJ/CJ) Juliano César Teixeira (G- CLCA UENP/CJ) Paula Fernanda L. de Carvalho (G- CLCA -UENP-CJ-CJ)

Leia mais

MÁRCIA BRAGA TRABALHO DA MULHER NO BRASIL E SEUS ASPECTOS SOCIAIS

MÁRCIA BRAGA TRABALHO DA MULHER NO BRASIL E SEUS ASPECTOS SOCIAIS MÁRCIA BRAGA TRABALHO DA MULHER NO BRASIL E SEUS ASPECTOS SOCIAIS 2014 MÁRCIA BRAGA TRABALHO DA MULHER NO BRASIL E SEUS ASPECTOS SOCIAIS Porque a justiça social somente se alcança com a igualdade. À minha

Leia mais

2009 Athos Bulcão - Compositor de Espaços, Museu Nacional do Conjunto Cultural da República, Brasília DF, Brasil

2009 Athos Bulcão - Compositor de Espaços, Museu Nacional do Conjunto Cultural da República, Brasília DF, Brasil athos bulcão 1918-2008 nasceu no rio de janeiro exposições individuais 2015 Galeria Nara Roesler, São Paulo, 2009 Athos Bulcão - Compositor de Espaços, Museu Nacional do Conjunto Cultural da República,

Leia mais

Letra da música Gypsy da Lady Gaga em Português

Letra da música Gypsy da Lady Gaga em Português Letra da música Gypsy da Lady Gaga em Português Letra da música Gypsy da Lady Gaga em Português Cigana Às vezes uma história não tem fim Às vezes acho que nós poderíamos ser apenas amigos Porque eu sou

Leia mais

RODRIGO ANDRADE. 1962, São Paulo, Brasil Vive e trabalha em São Paulo / Lives and works in São Paulo

RODRIGO ANDRADE. 1962, São Paulo, Brasil Vive e trabalha em São Paulo / Lives and works in São Paulo RODRIGO ANDRADE 1962, São Paulo, Vive e trabalha em São Paulo / Lives and works in São Paulo EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS SELECIONADAS / SELECTED SOLO EXHIBITIONS 2014 Pinturas de onda, mato e ruína, Galeria

Leia mais

NAS TRAMAS DO COTIDIANO: ADULTOS E CRIANÇAS CONSTRUINDO A EDUCAÇÃO INFANTIL

NAS TRAMAS DO COTIDIANO: ADULTOS E CRIANÇAS CONSTRUINDO A EDUCAÇÃO INFANTIL Silvia Néli Falcão Barbosa NAS TRAMAS DO COTIDIANO: ADULTOS E CRIANÇAS CONSTRUINDO A EDUCAÇÃO INFANTIL Dissertação de Mestrado DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO Programa de Pós-Graduação em Educação Rio de Janeiro

Leia mais

In this lesson we will review essential material that was presented in Story Time Basic

In this lesson we will review essential material that was presented in Story Time Basic Portuguese Lesson 1 Welcome to Lesson 1 of Story Time for Portuguese Story Time is a program designed for students who have already taken high school or college courses or students who have completed other

Leia mais

Andrew is an engineer and he works in a big company. Sujeito Predicado (e) Suj. Predicado

Andrew is an engineer and he works in a big company. Sujeito Predicado (e) Suj. Predicado Inglês Aula 01 Título - Frases básicas em Inglês As orações em Inglês também se dividem em Sujeito e Predicado. Ao montarmos uma oração com um sujeito e um predicado, montamos um período simples. Estas

Leia mais

Inglês 17 Past Perfect

Inglês 17 Past Perfect Inglês 17 Past Perfect O Past Perfect é um tempo verbal utilizado quando temos duas ações que ocorreram no passado, porém uma delas ocorreu antes da outra. When you called, she had just received the bad

Leia mais

(Eu) sempre escrito em letra maiúscula, em qualquer posição na frase. (Tu, você)

(Eu) sempre escrito em letra maiúscula, em qualquer posição na frase. (Tu, você) Nome: nº. 6º.ano do Ensino fundamental Professoras: Francismeiry e Juliana TER 1º BIMESTRE PERSONAL PRONOUNS (Pronomes pessoais) O que é pronome pessoal? O pronome pessoal substitui um nome, isto é um

Leia mais

Getting married! magazine. ideias e inspiração. www.simplesmentebranco.com

Getting married! magazine. ideias e inspiração. www.simplesmentebranco.com Getting married! magazine ideias e inspiração 04 nº www.simplesmentebranco.com JoaNNa & Luca 14 de JULho de 2012 por/by The Wedding Company os Nossos ForNEcEdorEs / our VENdors: convites e materiais gráficos

Leia mais

WORKING CHILDREN. a) How many children in Britain have part-time jobs?. b) What do many Asian children do to make money in Britain?.

WORKING CHILDREN. a) How many children in Britain have part-time jobs?. b) What do many Asian children do to make money in Britain?. Part A I. TEXT. WORKING CHILDREN Over a million school children in Britain have part-time Jobs. The number is growing, too. More and more teenagers are working before school, after school or on weekends.

Leia mais

MICHAEL BIBERSTEIN / RUI SANCHES. AQUI e ALÉM. 24. Fevereiro 2011. 10. Abril 2011

MICHAEL BIBERSTEIN / RUI SANCHES. AQUI e ALÉM. 24. Fevereiro 2011. 10. Abril 2011 MICHAEL BIBERSTEIN / RUI SANCHES AQUI e ALÉM 24. Fevereiro 2011 10. Abril 2011 3 5 P E Este catálogo foi publicado por ocasião da exposição Aqui e Além de Michael Biberstein e Rui Sanches, que teve lugar

Leia mais

3 o ANO ENSINO MÉDIO. Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges

3 o ANO ENSINO MÉDIO. Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges 3 o ANO ENSINO MÉDIO Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges Avaliação da unidade III Pontuação: 7,5 pontos 2 LEIA O TEXTO A SEGUIR E RESPONDA AS QUESTÕES 1 E 2. Does the color red really make

Leia mais

exposições individuais / solo exhibitions 2015 Horizonte Deserto Tecido Cimento, Galeria Nara Roesler São Paulo, Brazil

exposições individuais / solo exhibitions 2015 Horizonte Deserto Tecido Cimento, Galeria Nara Roesler São Paulo, Brazil fabio miguez n.b. 1962-- sao paulo, brazil vive e trabalha em / lives and works in são paulo exposições individuais / solo exhibitions 2015 Horizonte Deserto Tecido Cimento, Galeria Nara Roesler São Paulo,

Leia mais

3 o ANO ENSINO MÉDIO. Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges

3 o ANO ENSINO MÉDIO. Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges 3 o ANO ENSINO MÉDIO Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges Unidade II Science Health and nature 2 Aula 5.1 Conteúdos Phrasal Verbs in texts 3 Habilidade Identificar os phrasal verbs em textos

Leia mais

Get Instant Access to ebook Russo Ver Falar PDF at Our Huge Library RUSSO VER FALAR PDF. ==> Download: RUSSO VER FALAR PDF

Get Instant Access to ebook Russo Ver Falar PDF at Our Huge Library RUSSO VER FALAR PDF. ==> Download: RUSSO VER FALAR PDF RUSSO VER FALAR PDF ==> Download: RUSSO VER FALAR PDF RUSSO VER FALAR PDF - Are you searching for Russo Ver Falar Books? Now, you will be happy that at this time Russo Ver Falar PDF is available at our

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA - ANO 2013 TRABALHO DE ESTUDOS INDEPENDENTES

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA - ANO 2013 TRABALHO DE ESTUDOS INDEPENDENTES ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA - ANO 2013 TRABALHO DE ESTUDOS INDEPENDENTES Nome Nº Turma 7º Data 04/02/14 Nota Disciplina Recuperação Anual LÌNGUA INGLESA - TRABALHO Prof. RITA DE CÁSSIA

Leia mais

Cultural Identity of Young Volunteers Differences and understanding Empowering People. Volunteer Profile Questionnaire

Cultural Identity of Young Volunteers Differences and understanding Empowering People. Volunteer Profile Questionnaire Volunteer Profile Questionnaire 1 Índice 1 VOLUNTEER PROFILE QUESTIONNAIRE... 1.1 Country... 1. AGE... 1. GENDER... 1..1 GENDER vs... 1. Qualification... 1..1 QUALIFICATION GREECE VS PORTUGAL... 1. Are

Leia mais

Almandrade. (Antônio Luiz M. Andrade)

Almandrade. (Antônio Luiz M. Andrade) (Antônio Luiz M. Andrade) Artista plástico, arquiteto, mestre em desenho urbano, poeta e professor de teoria da arte das oficinas de arte do Museu de Arte Moderna da Bahia e Palacete das Artes. Participou

Leia mais

DORA LONGO BAHIA IMAGENS CLARAS X IDEAS VAGAS

DORA LONGO BAHIA IMAGENS CLARAS X IDEAS VAGAS VERMELHO DORA LONGO BAHIA IMAGENS CLARAS X IDEAS VAGAS CONTATO / CONTACT INFO@GALERIAVERMELHO.COM.BR / INFO@GALERIAVERMELHO.COM.BR END / ADDRESS TEL / PHONE WEB RUA MINAS GERAIS. 350. CEP:01224-010. HIGIENÓPOLIS.

Leia mais

Foco da Linguagem. Language Focus

Foco da Linguagem. Language Focus I can t find my wallet. I don t know where I lost it. Não consigo encontrar minha carteira. Não sei onde eu a perdi. I can t find I don t know where my wallet. minha carteira. Não consigo encontrar my

Leia mais

My English Language Passport

My English Language Passport My English Language Passport Personal information First name: Address: Surname: Date of birth: First language: Languages spoken: Email address: English learnt at school Type of school Primary school Number

Leia mais

www.souvestibulando.com.br MÓDULO DE INGLES

www.souvestibulando.com.br MÓDULO DE INGLES 1 MÓDULO DE INGLES ASSUNTO: AULA 01 THE SIMPLE PRESENT TENSE Esta aula é composta pelo texto da apostila abaixo e por um link de acesso à AULA VIRTUAL gravada. Estude com atenção o texto antes de acessar

Leia mais

ENSINO MÉDIO 1. MEMBROS DA FAMÍLIA 2. ALIMENTOS 3. DIAS DA SEMANA 4. MESES 5. ESTAÇÕES DO ANO 6. NUMERAIS CARDINAIS E ORDINAIS

ENSINO MÉDIO 1. MEMBROS DA FAMÍLIA 2. ALIMENTOS 3. DIAS DA SEMANA 4. MESES 5. ESTAÇÕES DO ANO 6. NUMERAIS CARDINAIS E ORDINAIS SÍNTESE DA AULA DE INGLÊS ENSINO MÉDIO I VOCABULÁRIO IMPORTANTE: 1. MEMBROS DA FAMÍLIA 2. ALIMENTOS 3. DIAS DA SEMANA 4. MESES 5. ESTAÇÕES DO ANO 6. NUMERAIS CARDINAIS E ORDINAIS II - PERSONAL PRONOUNS

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 74/2013

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 74/2013 PASSO A PASSO DO DYNO Ao final desse passo a passo você terá o texto quase todo traduzido. Passo 1 Marque no texto as palavras abaixo. (decore essas palavras, pois elas aparecem com muita frequência nos

Leia mais

THE SIMPLE FUTURE TENSE

THE SIMPLE FUTURE TENSE C.E. GISNO Subject: ENGLISH Teacher: ANDRÉ MATA Name: Number: Grade: 8 th Date: / / See the examples: 1. I will travel next week. 2. She will travel tomorrow. 3. You will travel in four months. INFINITIVO

Leia mais

WELCOME Entrevista Au Pair In America

WELCOME Entrevista Au Pair In America WELCOME Entrevista Au Pair In America MÓDULO 2. ENTREVISTA ENTREVISTA FÓRMULA PARA O SUCESSO Passo 1 Vai ser uma conversa informal, então relaxe! Parte 2 Algumas perguntas vão ser as mesmas do Skype com

Leia mais

Exposições Individuais / Solo Exhibitions

Exposições Individuais / Solo Exhibitions Fabiano Gonper Exposições Individuais / Solo Exhibitions 1997 Fabiano Gonper Pinacoteca da Universidade Federal da Paraíba / João Pessoa PB 1998 Desenho-Objeto Centro Cultural São Francisco / João Pessoa

Leia mais

Cowboys, Ankle Sprains, and Keepers of Quality: How Is Video Game Development Different from Software Development?

Cowboys, Ankle Sprains, and Keepers of Quality: How Is Video Game Development Different from Software Development? Cowboys, Ankle Sprains, and Keepers of Quality: How Is Video Game Development Different from Software Development? Emerson Murphy-Hill Thomas Zimmermann and Nachiappan Nagappan Guilherme H. Assis Abstract

Leia mais

LESSON 1. I m Angelina and I m an actress. 1 Memorize o vocabulário. Nickname (apelido) What s your name? (Qual o seu nome?) Last name (sobrenome)

LESSON 1. I m Angelina and I m an actress. 1 Memorize o vocabulário. Nickname (apelido) What s your name? (Qual o seu nome?) Last name (sobrenome) LESSON 1 I m Angelina and I m an actress. 1 Memorize o vocabulário Repita o vocabulário escutando o áudio do ambiente virtual quantas vezes forem necessárias até que você o memorize. What s your name?

Leia mais

LÍNGUA INGLESA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Reading - Typographic Marks

LÍNGUA INGLESA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Reading - Typographic Marks Conteúdo: Reading - Typographic Marks Habilidades: Utilizar as Marcas Tipográficas para facilitar a compreensão e também chamar a atenção do leitor. Typographic Marks O que são marcas tipográficas? As

Leia mais

Como dizer quanto tempo leva para em inglês?

Como dizer quanto tempo leva para em inglês? Como dizer quanto tempo leva para em inglês? Você já se pegou tentando dizer quanto tempo leva para em inglês? Caso ainda não tenha entendido do que estou falando, as sentenças abaixo ajudarão você a entender

Leia mais

Centro Educacional Brasil Central Nível: Educação Básica Modalidade: Educação de Jovens e Adultos a Distância Etapa: Ensino Médio APOSTILA DE INGLÊS

Centro Educacional Brasil Central Nível: Educação Básica Modalidade: Educação de Jovens e Adultos a Distância Etapa: Ensino Médio APOSTILA DE INGLÊS Centro Educacional Brasil Central Nível: Educação Básica Modalidade: Educação de Jovens e Adultos a Distância Índice APOSTILA DE INGLÊS Módulo I - EXPRESSÕES PARA USO COTIDIANO - SUBJECT PRONOUNS - VERBO

Leia mais

10 Edição. Um dos maiores eventos de moda de África / One of the biggest fashion show in Africa

10 Edição. Um dos maiores eventos de moda de África / One of the biggest fashion show in Africa a 10 Edição Um dos maiores eventos de moda de África / One of the biggest fashion show in Africa 10 a Edição Retorno ao Patrocinador / Return Primeiramente ter a imagem de sua marca/produto aliada a um

Leia mais

Câmbio MONEY CHANGER. I d like to exchange some money. Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Where can I find a money changer?

Câmbio MONEY CHANGER. I d like to exchange some money. Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Where can I find a money changer? MONEY CHANGER Câmbio I d like to exchange some money. Where can I find a money changer? Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Onde posso encontrar um câmbio? I d like to exchange (I would) Where can

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 75/2013

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 75/2013 PASSO A PASSO DO DYNO Ao final desse passo a passo você terá o texto quase todo traduzido. Passo 1 Marque no texto as palavras abaixo. (decore essas palavras, pois elas aparecem com muita frequência nos

Leia mais

Professor Heitor de Assis Jr. heitor_assis@yahoo.com.br CURSOS DE HISTÓRIA DA ARTE. Comedores de Batata. 1885. Vincent van Gogh (1853-90)

Professor Heitor de Assis Jr. heitor_assis@yahoo.com.br CURSOS DE HISTÓRIA DA ARTE. Comedores de Batata. 1885. Vincent van Gogh (1853-90) Professor Heitor de Assis Jr. CURSOS DE HISTÓRIA DA ARTE heitor_assis@yahoo.com.br Vincent van Gogh (1853-90) Até 27 anos, quando se decidiu pela pintura, ocupou-se principalmente com a pregação evangélica.

Leia mais

AT A HOTEL NO HOTEL. I d like to stay near the station. Can you suggest a cheaper hotel? Poderia sugerir um hotel mais barato?

AT A HOTEL NO HOTEL. I d like to stay near the station. Can you suggest a cheaper hotel? Poderia sugerir um hotel mais barato? I d like to stay near the station. Can you suggest a cheaper hotel? Gostaria de ficar por perto da estação. Poderia sugerir um hotel mais barato? I d like to stay near the station. (I would ) in a cheaper

Leia mais

Erasmus Student Work Placement

Erasmus Student Work Placement Erasmus Student Work Placement EMPLOYER INFORMATION Name of organisation Address Post code Country SPORT LISBOA E BENFICA AV. GENERAL NORTON DE MATOS, 1500-313 LISBOA PORTUGAL Telephone 21 721 95 09 Fax

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE INGLÊS 7º ANO INTERMEDIÁRIO 1º BIM - 2016

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE INGLÊS 7º ANO INTERMEDIÁRIO 1º BIM - 2016 ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE INGLÊS 7º ANO INTERMEDIÁRIO 1º BIM - 2016 Nome: Nº 7ª Série Data: / / Professor(a): Nota: (Valor 1,0) INSTRUÇÕES PARA A PARTICIPAÇÃO NA RECUPERAÇÃO Neste bimestre, sua media foi

Leia mais

Eventos Internacional

Eventos Internacional Eventos Internacional Site Inspection Novembro 2014 Apoio Elisabete Sorrentino, Cintia Hayashi Evento: ESOMAR Latin American Conference Entidade Apoiada: World Association of Research Professionals -ESOMAR-

Leia mais

Lição 24: Preposições de tempo. Como usar preposições de tempo.

Lição 24: Preposições de tempo. Como usar preposições de tempo. Lesson 24: Prepositions of Time (in, on, at, for, during, before, after) Lição 24: Preposições de tempo Como usar preposições de tempo. Reading (Leituras) I was born in 2000. (Eu nasci em 2000.) We work

Leia mais

Ano: 2012 Turma: 7.1 e 7.2

Ano: 2012 Turma: 7.1 e 7.2 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 3ª Etapa 2012 Disciplina: Inglês Professora: Viviane Ano: 2012 Turma: 7.1 e 7.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

CREPÚSCULO DOS ÍDOLOS. Jarbas Jácome

CREPÚSCULO DOS ÍDOLOS. Jarbas Jácome CREPÚSCULO DOS ÍDOLOS Jarbas Jácome Mesmo o mais corajoso de nós raras vezes tem a coragem para o que realmente sabe... O que justifica o ser humano é sua realidade ela o justificará eternamente. Pois

Leia mais

LÍNGUA INGLESA INTERATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Future with be going to

LÍNGUA INGLESA INTERATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Future with be going to Conteúdo: Future with be going to Habilidades: Aplicar o Be going to para expressar o tempo futuro. Vídeo Future - Be going to Future - Be going to Usamos BE GOING TO para previsões e planos para o futuro.

Leia mais

Aula 03 Passado do to be e past continuous

Aula 03 Passado do to be e past continuous Aula 03 Passado do to be e past continuous No passado, o to be se comporta de forma semelhante ao presente, ou seja, as afirmações, negações e questões são feitas da mesma forma. Examples: I was worried

Leia mais

PROVAS COMENTADAS - INGLÊS -

PROVAS COMENTADAS - INGLÊS - VIVA LA VIDA - Coldplay (MARTIN, C. Viva la vida, Coldplay. In: Viva la vida or Death and all his friends. Parlophone, 2008.) PROVAS COMENTADAS - INGLÊS - I used to role the world / Seas would rise when

Leia mais

Redes sociais: a coexistência de classes sociais distintas em um mesmo ambiente digital.

Redes sociais: a coexistência de classes sociais distintas em um mesmo ambiente digital. Tatiana Kocerginskis Redes sociais: a coexistência de classes sociais distintas em um mesmo ambiente digital. Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação em Administração

Leia mais

ELIZABETH JOBIM. Oi Futuro. Rio de Janeiro, Brasil

ELIZABETH JOBIM. Oi Futuro. Rio de Janeiro, Brasil ARTE CONTEMPORÂNEA RUA PAULO BARRETO 77, BOTAFOGO 22280-010 RIO DE JANEIRO RJ BRASIL TF +55 (21) 2541 4935 WWW.LURIXS.COM ELIZABETH JOBIM Exposições individuais 2015 Bloco B 2013 Blocos Oi Futuro. Rio

Leia mais

Bárbara Rodrigues da Silva 3ALEN, 2015

Bárbara Rodrigues da Silva 3ALEN, 2015 Pets reality There are about 30 millions abandoned pets only in Brazil. Among these amount, about 10 millions are cats and the other 20 are dogs, according to WHO (World Health Organization). In large

Leia mais

Disciplina: Língua Inglesa Professor (a): Eliane Ano: 8º Turmas: 81 e 82

Disciplina: Língua Inglesa Professor (a): Eliane Ano: 8º Turmas: 81 e 82 Rede de Educação Missionárias Servas do Espírito Santo Colégio Nossa Senhora da Piedade Av. Amaro Cavalcanti, 2591 Encantado Rio de Janeiro / RJ CEP: 20735042 Tel: 2594-5043 Fax: 2269-3409 E-mail: cnsp@terra.com.br

Leia mais

ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS. Prova-modelo. Instruções. Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM.

ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS. Prova-modelo. Instruções. Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM. ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS Prova-modelo Instruções Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM. A prova é avaliada em 20 valores (200 pontos). A prova é composta

Leia mais

WELCOME Entrevista Au Pair Care

WELCOME Entrevista Au Pair Care WELCOME Entrevista Au Pair Care MÓDULO 2. ENTREVISTA-PERGUNTAS EXTRAS ENTREVISTA FÓRMULA PARA O SUCESSO Passo 1 Vai ser uma conversa informal, então relaxe! Parte 2 Algumas perguntas vão ser as mesmas

Leia mais

Valeska Cabral. Hipnose. Poesias. 1ª Edição. Rio de Janeiro - Brasil

Valeska Cabral. Hipnose. Poesias. 1ª Edição. Rio de Janeiro - Brasil Hipnose Poesias Valeska Cabral Hipnose Poesias 1ª Edição Rio de Janeiro - Brasil 2013 FICHA TÉCNICA Obra registrada no Escritório de Direitos Autorais (EDA), da Fundação Biblioteca Nacional. Sob nº Registro:

Leia mais

Aqui pode escolher o Sistema operativo, e o software. Para falar, faça download do Cliente 2.

Aqui pode escolher o Sistema operativo, e o software. Para falar, faça download do Cliente 2. TeamSpeak PORTUGUES ENGLISH Tutorial de registo num servidor de TeamSpeak Registration tutorial for a TeamSpeak server Feito por [WB ].::B*A*C*O::. membro de [WB ] War*Brothers - Non Dvcor Dvco Made by:

Leia mais

Guia de Meditação. Uma viagem de autodescoberta. Semana 4

Guia de Meditação. Uma viagem de autodescoberta. Semana 4 Guia de Meditação Uma viagem de autodescoberta Semana 4 Ter uma vida com a Meditação Self -mastery and god-discovery Are the only two things That each human being on earth Must take seriously. Everything

Leia mais

Olaria Projetos de Arte e Educação

Olaria Projetos de Arte e Educação Olaria Projetos de Arte e Educação Lia Marchi Lia Marchi é cineasta, pesquisadora, professora e produtora. Iniciou suas atividades artísticas com o teatro em 1990 e, logo depois, com a música e o universo

Leia mais

quem? NOVA JOIA é coordenado por Mirla Fernandes e Renata Porto.

quem? NOVA JOIA é coordenado por Mirla Fernandes e Renata Porto. quem? NOVA JOIA é coordenado por Mirla Fernandes e Renata Porto. Com um percurso muito parecido, ambas fizeram sua descoberta da Art Jewellery na Europa. Renata Porto no Ar.Co em Lisboa, e Mirla Fernandes

Leia mais

SUMÁRIO VOLUME 1 LÍNGUA INGLESA

SUMÁRIO VOLUME 1 LÍNGUA INGLESA SUMÁRIO VOLUME 1 "Dentro de você existe um Universo em permanente construção." Paulo Roberto Gaefte Lesson One Review 07 Lesson Two Days of the week 24 Lesson Three School Subjects 30 My Dictionary 38

Leia mais