CENTRO UNIVERSITÁRIO SENAC. José Fernando Baldo Caneiro. Trabalho Final História da Arte Auto Van Gogh

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CENTRO UNIVERSITÁRIO SENAC. José Fernando Baldo Caneiro. Trabalho Final História da Arte Auto Van Gogh"

Transcrição

1 CENTRO UNIVERSITÁRIO SENAC José Fernando Baldo Caneiro Trabalho Final História da Arte Auto Van Gogh São Paulo 2005

2 1 INTRODUÇÃO Van Gogh foi um artista como poucos. Influências de vários movimentos e artistas foram vitais para sua obra, mas não evitaram que Van Gogh desenvolvesse um estilo próprio, que sofreu mutações ao longo de sua curta e conturbada vida. Após a introdução de Van Gogh ao impressionismo, em 1886, começa a ficar claro em sua obra a influência deste movimento levando historiadores a classificarem o artista como pós-impressionista e do pontilhismo, seguindo assim um estilo próprio de pintura. Outro aspecto bastante característico desta fase de sua pintura é o uso das cores complementares em profusão, de modo a aumentar o brilho de cada cor. Como disse Van Gogh numa carta: Eu quero usar cores que complementem umas às outras, que façam com que cada uma delas brilhem espetacularmente, que completem a si mesmas como homem e mulher. Assim, algumas obras de Van Gogh aliadas também à sua condição mental que se deteriorava cada vez mais, levando o pintor a internar-se numa clínica para tratamento apresentam características bastante próprias. É o caso, por exemplo, de Noite Estrelada, de 1889:

3 2 Também nessa obra é bastante perceptível a utilização de espirais (outra característica forte, presente em várias obras de Van Gogh a partir desta época) a utilização de cores fortes, complementares. A mesma técnica com certas diferenças fica evidente também em outras pinturas, como este auto-retrato, também de 1889: Já neste outro auto-retrato, de 1887, suas pinceladas ficam ainda mais soltas: Assim, estabelecidas essas pinturas e esse período da vida do artista como

4 3 referência, o intuito do trabalho era criar um sistema de pintura simples mas que permitisse ao usuário realizar pinceladas eletrônicas que, à primeira vista, remetessem ao trabalho de Van Gogh. O trabalho tornou-se então um trabalho de produção de interface dinâmica, ou seja, o que é criado pelo usuário deve remeter às características do artista; nesse sentido, a interface imediata (do programa ou website de pintura) nada mais é do que suporte para este objetivo.

5 4 PROJETO - PINTURA A parte de pintura do projeto tomou como base as obras já citadas como objetivo final. A idéia era permitir ao usuário que, clicando o mouse sobre a área de edição do programa o canvas uma linha fosse desenhada (segundo o caminho traçado pelo mouse) com características da pintura desta época de Van Gogh. Assim, o primeiro passo foi criar um mecanismo para um website ou programa que permitisse o desenho livre. Para tanto, foi utilizado o Macromedia Flash, criando-se um componente que pudesse ser visualizado tanto em browsers como em executáveis stand-alone. Através de código próprio, este componente permitia a criação de traços com o mouse, como num programa de edição de imagens comum. O resultado é uma linha simples, sem nenhuma das características desejadas do artista. Baseado nas pinturas analisas, estabeleceu-se que um dos detalhes mais perceptíveis era a presença de pinceladas rápidas, em seqüência. O próximo passo então foi modificar o processo de desenho de modo que fosse criada uma linha baseada em pequenas manchas, simulando as pinceladas de Van Gogh.

6 5 Além disso, as manchas variam sua distância conforme a rapidez do movimento realizado pelo mouse. Dessa forma, é possível um controle natural da força do traço. O traço também deve acompanhar a direção do movimento do mouse, ou seja, cada pincelada deve ser rotacionada de acordo com o ângulo de movimentação. Através de cálculos trigonométricos, é possível levar em consideração esse ângulo e então fazer com que o traço se comporte de acordo, e assim também simular as espirais traçadas por Van Gogh em seus quadros. Faltava ainda permitir uma variação maior da distância entre cada pincelada, já que a ferramenta até agora só permitia a realização de linhas simples. Foi adicionado então um recurso de tamanho do traço, que alterava o raio de ação de cada pincelada realizada, fazendo com que elas fossem desenhadas em posições aleatórias dentro do raio de ação do pincel virtual. Depois, foi adicionado ao código um controle simples de cor.

7 6 Também nesse ponto, no entanto, era necessária uma intervenção para que o resultado fosse mais condizente com as características do pintor. Nesse caso, de acordo com o trabalho de cores de Van Gogh, a necessidade mais óbvia era permitir uma mesclagem automática de cores, utilizando variações de uma mesma cor. Assim, foi criado um controle de variação de cor, que alterava a pureza da cor pintada, permitindo uma mescla de cores e a elevação eventual de sua saturação. Nos casos acima, embora a cor média seja ainda o mesmo verde, ela teve sua variação aumentada progressivamente, produzindo uma mescla mais rica de cores. Criado isso, o próximo passo foi desenvolver a interface do website/programa.

8 7 PROJETO INTERFACE Embora fosse só suporte para o verdadeiro objetivo do projeto permitir uma pintura com características simples de Van Gogh a interface deveria disponibilizar ao usuário o controle das características da pintura (cor, espessura do traço, variação), bem como outros recursos simples de edição (desfazer, apagar). A interface não foi projetada no papel nem de nenhum outro modo antes de ser criada. Ao invés, ela foi nascendo junto com o programa, e elementos de interface como botões foram sendo adicionados a ela conforme cada recurso era inserido no trabalho. Assim, a primeira interface criada era bastante simples, possuindo somente alguns botões para teste dos recursos que estavam sendo criados. Devidamente programado, o recurso de pintura precisava então de uma interface condizente com o projeto.

9 8 Em primeira instância, utilizou-se como base a pintura Quarto em Arles, pintada por Van Gogh em Embora as características utilizadas no mecanismo de pintura não sejam tão fortes nessa pintura, ela apresentava um elemento bastante conveniente: a cama retratada por Van Gogh, que acabou se tornando suporte da palheta de ferramentas do programa. Para a paleta, foram criado inicialmente dois sliders botões deslizantes, como seletores de volume que permitem a seleção da variação de cor (entre nula e total) e do tamanho do traço (pequeno a grande) através de um valor quantificável. A tipografia escolhida foi a fonte Vincent, produzida pela fonthouse P22 baseada em cartas e manuscritos de Van Gogh. Embora não seja a melhor opção em termos de legibilidade, quaisquer outras seleções de fontes acabavam por distoar demais do conceito presente na interface. Por não se tratar de nenhuma informação de compreensão vital é possível compreender o funcionamento dos sliders simplesmente usando-os essa fonte foi usada.

10 9 Para seleção de cor, foi utilizada uma metáfora de mistura de tintas, representada por baldes contendo as três misturas de cores básicas para composição por subtração: ciano, magenta e amarelo (CMY). Girando-se cada balde, adiciona-se mais de cada cor à tinta final (mostrada logo abaixo). Na verdade, trata-se de uma seleção de vermelho, verde e azul (RGB) às avessas: o balde ciano, por exemplo, retira o vermelho da cor branca, ao invés de adicionar ciano a uma mistura branca (como está representado na interface). O resultado final é o mesmo. Para ambas os casos citados (sliders e baldes de tintas), existe uma área de visualização que permite obter uma prévia de como o traço ficará com aquelas configurações. Sempre que a cor, o tamanho ou a variação de cor são mudadas, a visualização é refeita para retratar as opções de pintura escolhidas. Existem ainda dois botões que permitem realizar tarefas comuns em programas de edição: um botão que desfaz a última ação, e um que apaga todo o conteúdo desenhado. Embora desprovidos de texto explicativo, a função é bem óbvia após a primeira

11 10 utilização; a interface adquire assim um tom mais abstrato, nem tão literal, e deve ser explorada para perfeita compreensão. Na primeirsa versão completa da interface, também foi usada a pintura intitulada Parque Conor com uma grama radiante (de 1890) no fundo para preencher parte do vazio do programa e servir para suporte de edição. No entanto, embora a interface esteja condizente com a proposta utilizar características da pintura de Van Gogh em seus elementos gráficos ela assume uma aparência quase alegórica, desnecessária; há muito ruído. Ao mesmo tempo, o espaço de pintura fica limitado pelas bordas do programa. Assim, decidiu-se liberar o espaço de interação de quaisquer limites. Criou-se uma palheta flutuante simplificada, que pode ser movida livremente pela tela, inclusive sobre a superfície de desenho; assim, toda a área do programa fica disponível para a pintura. Da mesma forma, o programa pode ter seu tamanho modificado, ou seja, ele pode se adequar a qualquer tamanho de tela; toda a área pode ser pintada.

12 11 Obviamente, o programa se comporta de forma semelhante quando acessado através de um browser. Assim, pode-se dizer que a interface é algo de extrema simplicidade, visto que deve ceder o lugar na atenção do usuário ao verdadeiro objetivo do trabalho o mecanismo de pintura.

13 12 CONSIDERAÇÕES FINAIS Como já foi dito, o objetivo original do trabalho era permitir ao usuário a realização de pinturas com certas características encontradas nas pinturas de Van Gogh. Obviamente ignorando o fato de que existem muito mais elementos na pintura desse artista que podem ser detectados à primeira vista, e guardadas as devidas proporções artísticas e técnicas, acredito que o trabalho realizado foi suficiente para atender a este objetivo como exemplo, são mostrados abaixo duas pinturas refeitas no programa sem muito esforço, baseadas nas referências citadas na introdução. Vale ainda ressaltar um ponto curioso. A idéia inicial do trabalho era criar um

14 13 mecanismo de edição que permitisse ao usuário realizar desenhos seguindo as características da pintura de vários artistas diferentes; Van Gogh era, meramente, o primeiro da lista. No entanto, conforme a pesquisa com outros artistas foi realizada, ficou claro que nenhum possuía um traço tão característico como o da fase impressionista de Van Gogh nenhum permitia, na realidade, que elementos de sua pintura fossem simulados somente por um traço realizado num canvas virtual; daí a decisão de focar o trabalho na obra de Van Gogh.

15 14 REFERÊNCIAS Van Gogh at Wikipedia; Olga's Gallery;

Conteúdo Programático do Photo Shop

Conteúdo Programático do Photo Shop O Ambiente Adobe Photoshop Conteúdo Programático do Photo Shop Características das Imagens Imagens Vetoriais e de Bitmap Tamanho e Resolução de Imagens Modos de Cores Formatos de Arquivo A Iniciação de

Leia mais

Seleção Retangular Esta é uma das ferramentas mais usadas. A seleção será indicada pelas linhas tracejadas que fazem a figura de um retângulo.

Seleção Retangular Esta é uma das ferramentas mais usadas. A seleção será indicada pelas linhas tracejadas que fazem a figura de um retângulo. O que é o Gimp? O GIMP é um editor de imagens e fotografias. Seus usos incluem criar gráficos e logotipos, redimensionar fotos, alterar cores, combinar imagens utilizando o paradigma de camadas, remover

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a Yandex M a n

Leia mais

PS02_02-08: Exercícios: Photoshop CS3. Objetivo: FERRAMENTAS DE PINTURA. 1) Abra um novo arquivo e altere os valores para a seguinte configuração:

PS02_02-08: Exercícios: Photoshop CS3. Objetivo: FERRAMENTAS DE PINTURA. 1) Abra um novo arquivo e altere os valores para a seguinte configuração: PS02_02-08: Objetivo: FERRAMENTAS DE PINTURA Exercícios: 1) Abra um novo arquivo e altere os valores para a seguinte configuração: 2) Finalize a configuração. A janela da imagem, também chamada de tela

Leia mais

[CURSO DE FÉRIAS FIREWORKS] JULHO / 2011

[CURSO DE FÉRIAS FIREWORKS] JULHO / 2011 Conteúdo 1. OBJETIVO DO FIREWORKS... 2 1.1 - Diferença entre imagem Vetorial e Bitmap... 2 1.2 - Formato de Arquivos... 3 2. AMBIENTE DO FIREWORKS... 3 2.1 - INICIANDO UM PROJETO... 4 3. DESENHANDO NO

Leia mais

Microsoft Office Excel

Microsoft Office Excel 1 Microsoft Office Excel Introdução ao Excel Um dos programas mais úteis em um escritório é, sem dúvida, o Microsoft Excel. Ele é uma planilha eletrônica que permite tabelar dados, organizar formulários,

Leia mais

Fotografia Digital. Aula 1

Fotografia Digital. Aula 1 Fotografia Digital Aula 1 FOTOGRAFIA DIGITAL Tema da aula: A Fotografia 2 A FOTOGRAFIA A palavra Fotografia vem do grego φως [fós] ("luz"), e γραφις [grafis] ("estilo", "pincel") ou γραφη grafê, e significa

Leia mais

Trabalhando com Imagens no Word XP

Trabalhando com Imagens no Word XP Table of Contents Trabalhando com imagens...1 A barra de desenho...2 Tela de desenho...2 Caixa de Texto...3 Linha...4 Seta...4 Retângulo (e quadrado)...5 Elipse (e círculo)...5 AutoFormas...6 Modificação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Índice

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Índice Índice Capítulo 10 Inserindo figuras e objetos... 2 Configurando AutoFormas... 2 Criando Caixas de Texto... 3 Inserindo Linhas e Setas... 3 Utilizando WordArt... 4 Inserindo Figuras... 5 Configurando figuras...

Leia mais

selecionado. DICAS 1. Explore, sempre, o ícone

selecionado. DICAS 1. Explore, sempre, o ícone COMO USAR O MAPA COM INDICADORES DO GEOPORTAL DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE DA BAHIA? Este documento fornece um passo a passo explicativo e ilustrado das principais ferramentas do Mapa com Indicadores do GeoPortal

Leia mais

Introdução ao GeoGebra

Introdução ao GeoGebra Universidade Federal de Alfenas UNIFAL-MG Introdução ao GeoGebra Prof. Dr. José Carlos de Souza Junior AGOSTO 2010 Sumário 1 Primeiros Passos com o GeoGebra 4 1.1 Conhecendo o Programa............................

Leia mais

Autor: Eduardo Popovici Tutorial: Criando uma folha de Fichário / Caderno Software: Photoshop CS3 Ext. Ferramentas Utilizadas:

Autor: Eduardo Popovici Tutorial: Criando uma folha de Fichário / Caderno Software: Photoshop CS3 Ext. Ferramentas Utilizadas: Autor: Eduardo Popovici Tutorial: Criando uma folha de Fichário / Caderno Software: Photoshop CS3 Ext. Ferramentas Utilizadas: Criando arquivo novo Seleções Cor uniforme Lata de Tinta Criando camadas Janela

Leia mais

NAPNE / RENAPI. Google SketchUp 8

NAPNE / RENAPI. Google SketchUp 8 NAPNE / RENAPI Google SketchUp 8 Agosto de 2011 Sumário 1 Introdução... 4 2 Requisitos básicos... 4 3 Itens... 4 3.1 Assista os tutoriais em vídeo... 5 3.2 Leia dicas e truques... 6 3.3 Visite a Central

Leia mais

Cores em Computação Gráfica

Cores em Computação Gráfica Cores em Computação Gráfica Uso de cores permite melhorar a legibilidade da informação, possibilita gerar imagens realistas, focar atenção do observador, passar emoções e muito mais. Colorimetria Conjunto

Leia mais

BREVE TUTORIAL DO PAINT PARTE I Prof. Reginaldo Brito - Informática

BREVE TUTORIAL DO PAINT PARTE I Prof. Reginaldo Brito - Informática BREVE TUTORIAL DO PAINT PARTE I Prof. Reginaldo Brito - Informática O Paint é o programa de edição de imagens padrão do Windows, ao instalar o sistema o Paint é instalado automaticamente. Provavelmente,

Leia mais

Tutorial Paint Brush

Tutorial Paint Brush Tutorial Paint Brush GET da Engenharia Computacional Curso de Mídias Digitais Jan 17, 2011 GET da Engenharia Computacional Tutorial Paint Brush 1/27 O Paint é um programa utilizado para a criação de desenhos

Leia mais

PDFsam. Manual de Operação. Superior Tribunal de Justiça. Fevereiro/2012 versão 01 - Manual montado por Rafael Verlangieri

PDFsam. Manual de Operação. Superior Tribunal de Justiça. Fevereiro/2012 versão 01 - Manual montado por Rafael Verlangieri PDFsam Manual de Operação Superior Tribunal de Justiça Índice Visão Geral 3 Acessando o Programa 3 Descrição da Tela Principal 4 Serviços disponíveis no PDFSAM 5 Compositor Visual de Documentos 5 Procedimento:

Leia mais

Paint Brush. 1- Conhecendo o Paint Brush...2. 2- Tamanho do desenho...2

Paint Brush. 1- Conhecendo o Paint Brush...2. 2- Tamanho do desenho...2 Paint Brush 1- Conhecendo o Paint Brush...2 2- Tamanho do desenho...2 3- Barra de Ferramentas...3 a) Recortar...3 b) Borracha...4 c) Balde...4 d) Conta-gotas...4 e) Lupa...4 f) Lápis...5 g) Pincel...5

Leia mais

OURO MODERNO www.ouromoderno.com.br. Designer Gráfico APOSTILA DE EXEMPLO. (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo)

OURO MODERNO www.ouromoderno.com.br. Designer Gráfico APOSTILA DE EXEMPLO. (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) Designer Gráfico APOSTILA DE EXEMPLO (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) 1 Índice Aula 1... 3 Apresentação do Photoshop... 3 Barra de Menus... 3 Barra de Opções... 3 Barra de Ferramentas...4

Leia mais

e-cross Ferramenta Gráfica para Ensino do Processo de Cross Versão 1.01 Junho de 2000

e-cross Ferramenta Gráfica para Ensino do Processo de Cross Versão 1.01 Junho de 2000 e-cross Ferramenta Gráfica para Ensino do Processo de Cross Versão 1.01 Junho de 2000 Autores: Luiz Fernando Martha (Professor de Análise de Estruturas) André Cahn Nunes (Aluno de Engenharia Civil, bolsista

Leia mais

Adobe Photoshop CS5. Aula 5

Adobe Photoshop CS5. Aula 5 Adobe Photoshop CS5 Aula 5 Tema da aula: Mudando a cor dos olhos Assuntos tratados nesta aula: Criar nova camada Renomear camada Ferramenta Zoom Ferramenta Pincel Definindo Cor do Primeiro Plano Regulagem

Leia mais

Impressionismo. a) Apenas o item IV está correto. b) Apenas os itens II, III e V são corretos. c) Apenas os itens II, III e V estão incorretos.

Impressionismo. a) Apenas o item IV está correto. b) Apenas os itens II, III e V são corretos. c) Apenas os itens II, III e V estão incorretos. Impressionismo Questão 01 - Como os artistas realistas, que com a ciência haviam aprendido a utilizar determinados conhecimentos, os impressionistas se viram na necessidade de interpretar com maior vivacidade

Leia mais

1. Introdução ao Adobe Illustrator CC. 2.6. Ferramentas de Seleção e Visualização. 1.1. Novidades do Illustrator CC. 3. Desenho. 1.2.

1. Introdução ao Adobe Illustrator CC. 2.6. Ferramentas de Seleção e Visualização. 1.1. Novidades do Illustrator CC. 3. Desenho. 1.2. 1. Introdução ao Adobe Illustrator CC 1.1. Novidades do Illustrator CC 1.2. Abrir o Programa 1.3. Criar um Novo Documento 1.4. Área de Trabalho 1.4.1. Paletas e Painéis 1.4.2. Menus de Contexto 1.4.3.

Leia mais

COMPUTAÇÃO GRÁFICA CORES. Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof.

COMPUTAÇÃO GRÁFICA CORES. Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. COMPUTAÇÃO GRÁFICA CORES Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CORES EM COMPUTAÇÃO GRÁFICA O uso de cores permite melhorar

Leia mais

Barra de Títulos. Barra de Menu. Barra de Ferramentas. Barra de Formatação. Painel de Tarefas. Seleção de Modo. Área de Trabalho.

Barra de Títulos. Barra de Menu. Barra de Ferramentas. Barra de Formatação. Painel de Tarefas. Seleção de Modo. Área de Trabalho. Conceitos básicos e modos de utilização das ferramentas, aplicativos e procedimentos do Sistema Operacional Windows XP; Classificação de softwares; Principais operações no Windows Explorer: criação e organização

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Uma nova maneira de interagir com a Gráfica Art3! A mais nova tecnologia em aprovação de arquivos via WEB.

Uma nova maneira de interagir com a Gráfica Art3! A mais nova tecnologia em aprovação de arquivos via WEB. Uma nova maneira de interagir com a Gráfica Art3! A mais nova tecnologia em aprovação de arquivos via WEB. O Portal Art3 é um sistema que permite uma grande flexibilidade na entrega e aprovação de seus

Leia mais

Professor Heitor de Assis Jr. heitor_assis@yahoo.com.br CURSOS DE HISTÓRIA DA ARTE. Comedores de Batata. 1885. Vincent van Gogh (1853-90)

Professor Heitor de Assis Jr. heitor_assis@yahoo.com.br CURSOS DE HISTÓRIA DA ARTE. Comedores de Batata. 1885. Vincent van Gogh (1853-90) Professor Heitor de Assis Jr. CURSOS DE HISTÓRIA DA ARTE heitor_assis@yahoo.com.br Vincent van Gogh (1853-90) Até 27 anos, quando se decidiu pela pintura, ocupou-se principalmente com a pregação evangélica.

Leia mais

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0 Ajuda ao Usuário A S S I S T E N T E P I M A C O + 2.2.0 Ajuda ao usuário Índice 1. BÁSICO 1 1. INICIANDO O APLICATIVO 2 2. O AMBIENTE DE

Leia mais

APOSTILA BÁSICA COMO UTILIZAR A LOUSA DIGITAL E O SOFTWARE SMART NOTEBOOK

APOSTILA BÁSICA COMO UTILIZAR A LOUSA DIGITAL E O SOFTWARE SMART NOTEBOOK APOSTILA BÁSICA COMO UTILIZAR A LOUSA DIGITAL E O SOFTWARE SMART NOTEBOOK 1 SÚMARIO ASSUNTO PÁGINA Componentes da Lousa... 03 Função Básica... 04 Função Bandeja de Canetas... 05 Calibrando a Lousa... 06

Leia mais

Composição de Layout no Terraview

Composição de Layout no Terraview MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Departamento de Modernização e Programas da Educação Superior DEPEM MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Executiva Diretoria de Desenvolvimento

Leia mais

Gabarito. Adobe Photoshop - Essencial. 1 - Ferramenta Pincel (Utilizado para colorir com o tom e tamanho definidos)

Gabarito. Adobe Photoshop - Essencial. 1 - Ferramenta Pincel (Utilizado para colorir com o tom e tamanho definidos) Aula Questão Resposta Introdução ao Adobe Photoshop - N - A área de trabalho do Photoshop pode ser dividida em quatro áreas: Barra Superior, Barra de Ferramentas, Área de Uso e Área das Paletas. - A área

Leia mais

_PTBR. Guia de configuração de digitalização para aplicativos TWAIN

_PTBR. Guia de configuração de digitalização para aplicativos TWAIN _PTBR Guia de configuração de digitalização para aplicativos TWAIN Como usar a fonte de dados TWAIN Como iniciar a Ferramenta de validação de scanner... 2 A caixa de diálogo Ferramenta de validação de

Leia mais

Uruaçu - 2009. Professoras Formadoras do NTE Uruaçu

Uruaçu - 2009. Professoras Formadoras do NTE Uruaçu Professoras Formadoras do NTE Uruaçu Uruaçu - 2009 Núcleo de Tecnologia Educacional de Uruaçu Rua Maranhão Quadra 02 Lote 01 Bairro JK Uruaçu Goiás Telefone: (62)3357-4237 - Fax : 3357-4217 E-mail nteuruacu@hotmail.com

Leia mais

Conceitos do Photoshop. Bitmap image Formatos de arquivos Memória Escalas de cores

Conceitos do Photoshop. Bitmap image Formatos de arquivos Memória Escalas de cores Conceitos do Photoshop Bitmap image Formatos de arquivos Memória Escalas de cores Bitmap Image Conceito de pixel Imagem bitmap x imagem vetorial Pixel x bits Resolução de tela e imagem 72 pixel/inch 300

Leia mais

A Estação da Evolução

A Estação da Evolução Microsoft Excel 2010, o que é isto? Micorsoft Excel é um programa do tipo planilha eletrônica. As planilhas eletrônicas são utilizadas pelas empresas pra a construção e controle onde a função principal

Leia mais

Corel Draw 12. Enviado por: Jair Marcolino Felix. Rua Dr. Osvaldo Assunção nº 72 Tucano BA Próximo a Escola de Artes e Ofícios (antigo CESG)

Corel Draw 12. Enviado por: Jair Marcolino Felix. Rua Dr. Osvaldo Assunção nº 72 Tucano BA Próximo a Escola de Artes e Ofícios (antigo CESG) Corel Draw 12 Enviado por: Jair Marcolino Felix Corel Draw 12 O Corel Draw é um programa de design gráfico pertencente à Corel.O Corel Draw é um aplicativo de ilustração e layout de página que possibilita

Leia mais

Utilitários de Sistema Operacional

Utilitários de Sistema Operacional Utilitários de Sistema Operacional Paint utilizado para a criação de desenhos simples e também para a edição de imagens Paint - Ferramentas Ferramentas Selecionar forma livre: seleciona uma área livre:

Leia mais

Software de análises metalográficas MATERIAL PLUS

Software de análises metalográficas MATERIAL PLUS Software de análises metalográficas MATERIAL PLUS Programa desenvolvido de forma simples para o uso sem comprometer a precisão por usuários inexperientes conseguirem fazer análises sem um treinamento mínimo;

Leia mais

Scanners. série i900. Guia de configuração de digitalização para aplicativos ISIS. A-61734_pt-br

Scanners. série i900. Guia de configuração de digitalização para aplicativos ISIS. A-61734_pt-br Scanners série i900 Guia de configuração de digitalização para aplicativos ISIS A-61734_pt-br Guia de configuração de digitalização para o driver ISIS Sumário Caixa de diálogo Ferramenta de validação de

Leia mais

Impressão: nascer do sol

Impressão: nascer do sol IMPRESSIONISMO França 1860 a 1886. Os impressionistas representavam sensações visuais imediatas através da cor e da luz. Seu objetivo principal era apresentar uma impressão ou as percepções iniciais registradas

Leia mais

Apêndice A. Manual do Usuário JSARP

Apêndice A. Manual do Usuário JSARP Apêndice A Manual do Usuário JSARP A.1. Introdução JSARP é um simulador e analisador de Redes de Petri. É um aplicativo que permite desenhar uma rede, fazer análises, verificar propriedades e simular sua

Leia mais

Cópia. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424

Cópia. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424 Cópia Este capítulo inclui: Cópia básica na página 3-2 Ajustando as opções de cópia na página 3-4 Configuração básica na página 3-5 Ajustes de imagem na página 3-9 Ajustes de posicionamento de imagem na

Leia mais

Módulo de Georreferenciamento. Sistema. Página 1/75

Módulo de Georreferenciamento. Sistema. Página 1/75 Módulo de Georreferenciamento Sistema Página 1/75 Para iniciar o Módulo de Georreferenciamento acesse, no AutoCAD a partir do Menu flutuante >Posição >Georreferenciamento >Módulo de Georreferenciamento.

Leia mais

App - Paint Pot (Lata de tinta)

App - Paint Pot (Lata de tinta) App - Paint Pot (Lata de tinta) Vamos construir um aplicativo de pintura. Se você ainda não tem uma Screen (Tela) para o PaintPot, vá em frente e adicione uma. (Caso preferir, para este exemplo, você pode

Leia mais

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word 1 Iniciando o Word 2010 O Word é um editor de texto que utilizado para criar, formatar e imprimir texto utilizado para criar, formatar e imprimir textos. Devido a grande quantidade de recursos disponíveis

Leia mais

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3. A série... 3

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3. A série... 3 WORD 2007 E 2010 ÍNDICE ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3 A série... 3 01 CAPTURAS DE TELA WORD 2010... 3 02 IMAGENS 2007/2010... 5 03 NOTAS DE RODAPÉ... 13 04 NUMERAÇÃO DE PÁGINAS... 15 05 CONTAR PALAVRAS...

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PARA OFICINA Nº8

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PARA OFICINA Nº8 SEQUÊNCIA DIDÁTICA PARA OFICINA Nº8 Desenvolver juntamente aos professores, alunos, equipe diretiva e demais participantes atividades que auxiliem no uso do aplicativo KlogoTurtle e KPresenter assim os

Leia mais

Para alterar o texto diretamente na página selecione a ferramenta Texto e clique sobre o bloco de texto parágrafo ou artístico.

Para alterar o texto diretamente na página selecione a ferramenta Texto e clique sobre o bloco de texto parágrafo ou artístico. Quando precisarmos utilizar trechos de texto mais longos, como frases inteiras e parágrafos, utilizaremos o recurso Texto Parágrafo. Para iniciarmos um texto parágrafo selecionamos a ferramenta Texto e

Leia mais

APOSTILA DE DESENHO TÉCNICO NO COREL DRAW PROFESSORA GRAZIELA BRUNHARI KAULING UNIDADE 02: COREL DRAW

APOSTILA DE DESENHO TÉCNICO NO COREL DRAW PROFESSORA GRAZIELA BRUNHARI KAULING UNIDADE 02: COREL DRAW APOSTILA DE DESENHO TÉCNICO NO COREL DRAW PROFESSORA GRAZIELA BRUNHARI KAULING UNIDADE 02: COREL DRAW 1 INTRODUÇÃO ÀS FERRAMENTAS DO PROGRAMA COREL DRAW INTRODUÇÃO O Corel Draw é um programa de design

Leia mais

(Ilustração gerada no Sodipodi, tratada no gimp, Documento gerado no OpenOffice)

(Ilustração gerada no Sodipodi, tratada no gimp, Documento gerado no OpenOffice) (Ilustração gerada no Sodipodi, tratada no gimp, Documento gerado no OpenOffice) Tutorial Sodipoi Autor: Alexandre da silva costa Anakinpendragon (anakinpendragon@yahoo.com.br) Esse tutorial vem para

Leia mais

LOUSA INTERATIVA. ActivPen

LOUSA INTERATIVA. ActivPen LOUSA INTERATIVA Desenvolvidos por e para professores, a Lousa Interativa é composta por um quadro eletrônico branco, conectado a um computador por meio de um cabo USB. Manuseada por meio de uma caneta

Leia mais

6.9. Formado de arquivo. Formatos de arquivo em SilverFast. Salvar em diversos formatos de arquivo

6.9. Formado de arquivo. Formatos de arquivo em SilverFast. Salvar em diversos formatos de arquivo Formatos de arquivo em SilverFast Salvar em diversos formatos de arquivo Com os programas da família de produtos SilverFast, os seguintes formatos de arquivo podem ser produzidos: A seleção do formato

Leia mais

Microsoft Power Point 2007

Microsoft Power Point 2007 Microsoft Power Point 2007 Sumário Layout e Design 4 Formatação de Textos 8 Salvando um arquivo do PowerPoint 15 Plano de Fundo 16 Marcadores 18 Réguas e grade 19 Tabelas 20 Gráficos 21 Imagens 22 Smart

Leia mais

UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 4 PROCESSAMENTO DE IMAGENS

UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 4 PROCESSAMENTO DE IMAGENS UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 4 PROCESSAMENTO DE IMAGENS Executar as principais técnicas utilizadas em processamento de imagens, como contraste, leitura de pixels, transformação IHS, operações aritméticas

Leia mais

Mulher de chapéu, Matisse. 1905, Óleo sobre tela

Mulher de chapéu, Matisse. 1905, Óleo sobre tela Mulher de chapéu, Matisse 1905, Óleo sobre tela O termo Fauvismo deriva de fauve (fera selvagem), exclamação feita pelo crítico de arte Louis Vauxcelles perante a exposição de pintura do Salão de Outono

Leia mais

GUIA SIMPLIFICADO DE UTILIZAÇÃO DO DENTALSLICE

GUIA SIMPLIFICADO DE UTILIZAÇÃO DO DENTALSLICE GUIA SIMPLIFICADO DE UTILIZAÇÃO DO DENTALSLICE O ambiente virtual de planejamento DentalSlice (Bioparts) possibilita simulações realistas de planos de tratamento, levando em consideração tanto a quantidade

Leia mais

Microsoft PowerPoint

Microsoft PowerPoint Microsoft PowerPoint Microsoft PowerPoint é utilizado para desenvolver apresentações. Os trabalhos desenvolvidos com este aplicativo normalmente são apresentados com o auxílio de um datashow. Apresentações

Leia mais

Professores Formadores NTE Uruaçu-GO

Professores Formadores NTE Uruaçu-GO Professores Formadores NTE Uruaçu-GO Núcleo de Tecnologia Educacional de Uruaçu NTE - 1 - INTRODUÇÃO O Aplicativo KolourPaint é utilizado para edição de desenhos e construção de conhecimento utilizando

Leia mais

Microsoft Word INTRODUÇÃO

Microsoft Word INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO O Word é uma ferramenta utilizada para o processamento e editoração eletrônica de textos. O processamento de textos consiste na possibilidade de executar e criar efeitos sobre um texto qualquer,

Leia mais

Fauvismo. 9ºAno 2015 1º Bimestre Artes - Juventino. Fauve = Fera

Fauvismo. 9ºAno 2015 1º Bimestre Artes - Juventino. Fauve = Fera Fauvismo 9ºAno 2015 1º Bimestre Artes - Juventino Fauve = Fera Fauves (feras) foi a palavra utilizada pelo crítico de arte Louis Vauxcelles para caracterizar um grupo de jovens pintores que expuseram em

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro NCE/PGTIAE. Tutorial SweetHome3D

Universidade Federal do Rio de Janeiro NCE/PGTIAE. Tutorial SweetHome3D Universidade Federal do Rio de Janeiro NCE/PGTIAE Tutorial SweetHome3D Trabalho apresentado ao Prof. Carlo na Disciplina de Software Livre no curso Pós Graduação em Tecnologia da Informação Aplicada a

Leia mais

Manual de utilização do selo

Manual de utilização do selo Manual de utilização do selo Introdução O manual do selo Empresa Parceira da Saúde tem a função de ordenar e padronizar o signo que distingue e diferencia a parceira, compreendendo padrões e regras de

Leia mais

Scanners da série i4000

Scanners da série i4000 Scanners da série i4000 Guia de Configuração de digitalização para aplicativos TWAIN A-61653_pt-br Usando a fonte de dados TWAIN Iniciando a Ferramenta de validação de scanner (SVT)... 2 Caixa de diálogo

Leia mais

Centro de Competência Entre Mar e Serra. Guia

Centro de Competência Entre Mar e Serra. Guia SMART Notebook Software Guia O Software Notebook permite criar, organizar e guardar notas num quadro interactivo SMART Board (em modo projectado e não-projectado), num computador pessoal e, em seguida,

Leia mais

BrOffice.org - Impress

BrOffice.org - Impress BrOffice.org Impress 1 BrOffice.org - Impress Programa de apresentação, utilizado para criação e manipulação de slides. Os slides criados para uma eletrônica podem conter texto, gráficos, objetos, formas,

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior Mozart de Melo Alves Júnior WORD 2000 INTRODUÇÃO: O Word é um processador de texto com recursos de acentuação, formatação de parágrafo, estilo de letras diferentes, criação de tabelas, corretor ortográfico,

Leia mais

Brasil. Características da Look 312P. Instalação da Look 312P

Brasil. Características da Look 312P. Instalação da Look 312P Características da Look 312P 1 2 3 Lente Foco manual pelo ajuste da lente. Bolso Você pode colocar o cabo no bolso. Corpo dobrável Ajuste a Look 312P em diferentes posições. Instalação da Look 312P 1.

Leia mais

Microsoft Office Word 2007

Microsoft Office Word 2007 Microsoft Office Word 2007 Criando ou editando um documento no MS-Word 1 O Microsoft Word É o processador de textos mais conhecido e utilizado do mundo. A nova interface é agradável, com comandos e funções

Leia mais

Apostila de CmapTools 3.4

Apostila de CmapTools 3.4 Apostila de CmapTools 3.4 Índice Definição do software... 3 Criando um novo mapa... 3 Adicionando um conceito... 3 Alterando a formatação das caixas (Barra de Ferramentas Estilos Paleta Styles)... 7 Guia

Leia mais

APLICATIVO APRESENTAÇÕES EFEITOS IMAGENS POWERPOINT SLIDES SONS VÍDEOS TEXTOS

APLICATIVO APRESENTAÇÕES EFEITOS IMAGENS POWERPOINT SLIDES SONS VÍDEOS TEXTOS Respostas do Capítulo 1 1. Caça-palavras - Localize as seguintes palavras: APLICATIVO APRESENTAÇÕES EFEITOS IMAGENS POWERPOINT SLIDES SONS VÍDEOS TEXTOS IMAGEM 03 2. Use as palavras do quadro para completar

Leia mais

iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica

iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica Conteúdo iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica... 3 1. Feedback do Cliente...3 1.1 Feedback do Cliente no Email da Pesquisa Dinâmica... 3 1.2 Página de

Leia mais

TIPOS DE USUÁRIOS DO PORTAL

TIPOS DE USUÁRIOS DO PORTAL TIPOS DE USUÁRIOS DO PORTAL - login Estrutura que representa os usuários do portal TIPO DE USUÁRIO PERMISSÕES 114 PASSO A PASSO EFETUANDO O LOGIN Tela inicial do Portal da Escola RECURSOS PARA O ADMINISTRADOR

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual ÍNDICE 1. MARCA Apresentação 06 Cores Institucionais 07 Família Tipográfica 08 Versão Negativa 09 Versão Carimbo 10 Versão Cambiante 11 Versão Ícone 12 Reprodução da Marca 13 Aplicações Incorretas 14 Boxes

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL PAULO LEMINSKI APOSTILA SOBRE O BROFFICE IMPRESS

COLÉGIO ESTADUAL PAULO LEMINSKI APOSTILA SOBRE O BROFFICE IMPRESS COLÉGIO ESTADUAL PAULO LEMINSKI APOSTILA SOBRE O BROFFICE IMPRESS CURITIBA 2014 2 Conteúdo Definição:... 2 Detalhando a tela:... 4 BARRA DE FERRAMENTAS DESENHO... 4 PREENCHIMENTOS... 5 RÉGUAS E GUIAS...

Leia mais

Apostila de Word 2013

Apostila de Word 2013 Iniciando o word 2013...01 Regras Básicas para digitação de um texto...02 Salvando um arquivo com senha...02 Salvando um arquivo nas nuvens (OneDrive).... 02 Verificando a ortografia e a gramática do texto...

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA - SC. MICROSOFT OFFICE - EXCEL 2007 Pág.: 1

TRIBUNAL DE JUSTIÇA - SC. MICROSOFT OFFICE - EXCEL 2007 Pág.: 1 EXCEL 2007 O Excel 2007 faz parte do pacote de produtividade Microsoft Office System de 2007, que sucede ao Office 2003. Relativamente à versão anterior (Excel 2003), o novo programa introduz inúmeras

Leia mais

Recortar esta imagem com a Polygonal Lasso Tool seria uma tarefa maçante e tediosa. 1. Edição de imagens: Fundo da. imagem

Recortar esta imagem com a Polygonal Lasso Tool seria uma tarefa maçante e tediosa. 1. Edição de imagens: Fundo da. imagem 1 1. Edição de imagens: Fundo da imagem. O que eu, comumente, percebo é que para selecionar um objeto de interesse na imagem é quase que automático e unânime utilizar a ferramenta Polygonal Lasso Tool.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS ESPECIALIZAÇÃO EM ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS. Prof. M.Sc.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS ESPECIALIZAÇÃO EM ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS. Prof. M.Sc. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS ESPECIALIZAÇÃO EM ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS Microsoft Office PowerPoint 2007 Prof. M.Sc. Fábio Hipólito Julho / 2009 Visite o site:

Leia mais

Memorial Descritivo. Faculdade de Tecnologia Senac Goiás Larissa Rocha Suriani Produção Multimídia. Goiânia, 09 de Junho de 2014.

Memorial Descritivo. Faculdade de Tecnologia Senac Goiás Larissa Rocha Suriani Produção Multimídia. Goiânia, 09 de Junho de 2014. Memorial Descritivo Faculdade de Tecnologia Senac Goiás Larissa Rocha Suriani Produção Multimídia Goiânia, 09 de Junho de 2014. Introdução Ao longo do semestre, nos foram apresentadas carga e mais carga

Leia mais

Prova Escrita de Aplicações Informáticas B

Prova Escrita de Aplicações Informáticas B EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Prova Escrita de Aplicações Informáticas B 12.º Ano de Escolaridade Prova 703/1.ª Fase 11 Páginas Duração da Prova: 120 minutos.

Leia mais

Macromedia Flash MX 1

Macromedia Flash MX 1 Macromedia Flash MX 1 Macromedia Flash MX 2 Universidade José do Rosário Vellano Bacharelado em Ciência da Computação Práticas de Ensino Alunos: Dayana Ribeiro de Castro Ferreira Luiz Ferreira Peçanha

Leia mais

Criar trabalhos realistas com o preenchimento de malha

Criar trabalhos realistas com o preenchimento de malha Criar trabalhos realistas com o preenchimento de malha Ariel Garaza Díaz Sobre o autor Ariel mora e trabalha em Montevidéu, Uruguai. Tornou-se um designer profissional em 1980 e usa o software Corel desde

Leia mais

Tutorial: Abrindo Vídeos e Medindo Comprimentos no ImageJ

Tutorial: Abrindo Vídeos e Medindo Comprimentos no ImageJ 1 1. Introdução Tutorial: Abrindo Vídeos e Medindo Comprimentos no ImageJ O ImageJ é um software livre (freeware) que pode ser obtido gratuitamente no site http://rsb.info.nih.gov/ij/. Esse software é

Leia mais

Tour pela área de trabalho

Tour pela área de trabalho Tour pela área de trabalho Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico. Neste tutorial, você se familiarizará com a terminologia

Leia mais

MULTIMÍDIA - GIMP TRABALHANDO COM TEXTOS

MULTIMÍDIA - GIMP TRABALHANDO COM TEXTOS MULTIMÍDIA - GIMP TRABALHANDO COM TEXTOS Utilizando Camadas As camadas representam uma forma efetiva para organização do trabalho. Podemos imaginar as camadas como películas sobrepostas onde podemos desenhar.

Leia mais

Apostila de PowerPoint 2013

Apostila de PowerPoint 2013 Iniciando o Power Point 2013...01 Nova apresentação baseada no modelo...01 Escolhendo o esquema de cores do fundo do slide manualmente...02 Modificando o layout do slide... 03 Inserindo textos no slide...

Leia mais

Tablet Widescreen Slimline

Tablet Widescreen Slimline Tablet Widescreen Slimline Manual do Usuário Avançado Instalação Desenho Escrita Navegação Configuração Manutenção www.trust.com/69/faq Instalando e conhecendo seu tablet Trust 6 7 8 9 0 Cabo USB 6 Pontas

Leia mais

MINT Interactive Guia do Usuário (V1.1)

MINT Interactive Guia do Usuário (V1.1) MINT Interactive Guia do Usuário (V1.1) 2011.01 ÍNDICE 1. Preparação ---- 3 2. Executando o MINT Interactive ---- 3 3. Descrição das Funções da Barra de Ferramentas ---- 4 4. Usando o Scrapbook ---- 7

Leia mais

O que é um menu de marcação?... 5. O que é o disco do menu de marcação?... 5. O que é um gesto?... 6. O que são gestos de menu?...

O que é um menu de marcação?... 5. O que é o disco do menu de marcação?... 5. O que é um gesto?... 6. O que são gestos de menu?... Sumário O que é um menu de marcação?... 5 O que é o disco do menu de marcação?... 5 O que é um gesto?... 6 O que são gestos de menu?... 7 Especificações... 7 Como usar o editor de cores... 8 Criar uma

Leia mais

TUTORIAL: Criando e animando sprites no Inkscape

TUTORIAL: Criando e animando sprites no Inkscape TUTORIAL: Criando e animando sprites no Inkscape Pra quem não sabe, o Inkscape é um programa de desenho vetorial, assim como o Illustrator da Adobe, porém é software livre. Atualmente encontra-se na versão

Leia mais

Manual Simulador de Loja

Manual Simulador de Loja Manual Simulador de Loja Índice Início Menu Loja Modelo Loja Modelo Menu Criar Minha Loja Criar Minha Loja Abrir Projeto Salvo Teste Seu Conhecimento 0 04 05 08 09 8 9 0 Início 5 4 Figura 00. Tela inicial.

Leia mais

Rastreamento Mobile. Manual de uso

Rastreamento Mobile. Manual de uso atualizado em 10/06/2014 Rastreamento Mobile Manual de uso Agora você pode utilizar seu aparelho móvel para acessar o seu sistema de rastreamento! O rastreamento Mobile é um website preparado para apresentar

Leia mais

No ambiente. Programação

No ambiente. Programação Programação Procurando Nemo Assim como podemos usar nosso ambiente de desktop, também podemos escrever programas para ele: tudo o que precisamos é um mouse, o Alice IDE, e algum tempo de aprendizado. por

Leia mais

Aula 5 Microsoft PowerPoint 2003: Criando uma Apresentação

Aula 5 Microsoft PowerPoint 2003: Criando uma Apresentação Universidade de São Paulo/Faculdade de Saúde Pública Curso de Saúde Pública Disciplina: HEP 147 - Informática Aula 5 Microsoft PowerPoint 2003: Criando uma Apresentação 1 Introdução ao Microsoft PowerPoint

Leia mais

1Conhecendo o Flash O B J E T I V O S

1Conhecendo o Flash O B J E T I V O S 1 O B J E T I V O S Apresentar o programa, sua interface e suas principais características Abrir, visualizar e salvar arquivos Usar a ajuda do programa ADOBE FLASH CS5 9 Atividade 1 Adobe Flash CS5 O Adobe

Leia mais

Editando textos no Siga-Doc

Editando textos no Siga-Doc Editando textos no Siga-Doc Introdução...2 Executando o editor de textos...3 Acessando pela primeira vez...3 Se o editor de textos não for exibido...4 Trabalhando com tabelas...6 Inserindo uma tabela...6

Leia mais

Caso você possua cadastro no Twitter, selecione a opção Logar com meu usuário, e insira seu nome de usuário e senha do serviço:

Caso você possua cadastro no Twitter, selecione a opção Logar com meu usuário, e insira seu nome de usuário e senha do serviço: Tópicos 1. Efetuando login 2. Componentes da tela principal 2.1. Barra de ferramentas 2.2. Painel de atualizações 2.3. Rede de contatos do usuário 2.3.1. Controles de mouse e teclado 2.3.2. Entendendo

Leia mais

TÉCNICAS DE CAD PARA ENGENHARIA CIVIL AULA 2 2. FUNÇÕES BÁSICAS / ESTRUTURAS DE COMANDOS. 3. COMO DEFINIR UMA SEÇÃO DE TRABALHO (Arquivo)

TÉCNICAS DE CAD PARA ENGENHARIA CIVIL AULA 2 2. FUNÇÕES BÁSICAS / ESTRUTURAS DE COMANDOS. 3. COMO DEFINIR UMA SEÇÃO DE TRABALHO (Arquivo) Profs. Paula Viero e Beatriz Lima TÉCNICAS DE CAD PARA ENGENHARIA CIVIL AULA 2 1. O AUTOCAD 2. FUNÇÕES BÁSICAS / ESTRUTURAS DE COMANDOS 3. COMO DEFINIR UMA SEÇÃO DE TRABALHO (Arquivo) 4. ALGUNS COMANDOS

Leia mais

INFORMÁTICA BÁSICA E AVANÇADA COM INTERNET

INFORMÁTICA BÁSICA E AVANÇADA COM INTERNET *Plano Instrucional INFORMÁTICA BÁSICA E AVANÇADA COM INTERNET Curso Mercado de Trabalho: Cursos Afins: Total de Horas: Informática básica e avançada com internet Áreas administrativas, escritórios, comércio,

Leia mais