Relatório de Atividades desenvolvidas pela DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE ALAGOAS de Janeiro a Dezembro de Capital Área Cível

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório de Atividades desenvolvidas pela DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE ALAGOAS de Janeiro a Dezembro de 2002. Capital Área Cível"

Transcrição

1 Relatório de Atividades desenvolvidas pela DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE ALAGOAS de Janeiro a Dezembro de Capital Área Cível Atendimentos Ações ajuizadas 1770 Acordos 1135 Contestações 307 Requerimentos 3257 Triagens 2184 Vista dos autos 1234 Audiências 1824 Pré-triagens 91 Diligências em triagens 93 Quotas de vista 1022 Aditamentos 03 Emenda Inicial 03 Recursos 19 Petições corrigidas 88 Alvarás 02 Ações de Alimentos 23 Divórcios 18 Investigações de paternidade 08 Tutela 01 Acordos verbais 20 Execuções provisórias 02 Ações concluídas 51 Razões finais 14 Encaminhamento ao Núcleo de Psicologia 20 Impugnação Embargo 01 Capital Área Criminal Atendimentos 817 Alegações finais 259 Audiências 844 Defesas prévias 309 Instruções e Julgamentos 05 Conciliações 02 Pedidos de Relaxamento 57 Vista dos autos 159 Quotas de vista 195 Diligências requeridas 130 Instrução 01 Requerimentos 141 Absolvições 17 Habeas Corpus 24 Pedidos de revogações de preventivas 11 Recursos 36 Tribunal do Júri 33 Contrariedade ao Libelo 05 Condenações 02 Pedidos de Apelação 05 Razões de Apelação 05 Ciência da Sentença de Inimputabilidade do 01 Réu Homologações/Remissões 08

2 Requerimentos de Livramento Condicional 03 Requerimentos de Progressão de Regime 03 Queixa Crime 01 Pedidos de Liberdade Provisória 03 Sentença (prescrição) 10 Embargos Declaratórios 02 Estado de Alagoas no Presídio São Leonardo de Janeiro a Dezembro de Atendimentos 1590 Requerimentos 14 Reeducandos Liberados 07 Relaxamento de Prisão 01 Habeas Corpus 23 Livramentos Condicionais 06 Pedido de Progressão de Regime 09 Pedido de Revogação de Prisão 04 Estado de Alagoas no Presídio Baldomero Cavalcante de Janeiro a Dezembro de Atendimentos 448 Livramentos condicionais 30 Requerimentos 18 Progressões de Regime 52 Pedido de Reconsideração 01 Habeas Corpus 04 Pedido de Unificação da Pena 02 Estado de Alagoas no Presídio Santa Luzia de Janeiro a Dezembro de Atendimentos 108 Requerimentos 05 Atendimentos de Albergadas 03 Estado no Núcleo de Serviço Social e Psicologia de Julho a Dezembro de Atendimentos Psicológicos 124 Acompanhamentos psicológicos no acordo 12 Visitas Técnicas ao Manicômio Judiciário 05 Encaminhamentos a outras Instituições 06 Pareceres Psicológicos 23 Relatórios Psicológicos 15 Visitas domiciliares 05 Visita técnica ao Centro de Ressocialização 04 do Menor Participação do Seminário de Recursos 01 Humanos OAB Avaliações Psicológicas dos Processos de 11 Ações de Interdição Atestado Psicológico 01 Declarações 03 Acompanhamentos Psicológicos na Triagem 02 Visita ao Juizado da Criança e do 01 Adolescente

3 Núcleo de Defensoria Pública dos Juizados Especiais Processos Cíveis 1290 Audiências de instrução e julgamento 603 Procedimentos Judiciais 308 Audiências de Conciliação 377 Acordos DP 123 Processo Crime 313 Atendimentos 1435 Audiências Preliminares 313 Contra Razões 133 Recursos 15 Sustentação Oral 11 Interior Arapiraca Atendimentos 1886 Ações ajuizadas 430 Acordos 56 Audiências 533 Contestações 30 Requerimentos 290 Vista dos autos 126 Ciência de Sentença 22 Alegações finais 08 Recursos 08 Defesas Prévias 16 Diligências Requeridas 12 Habeas Corpus 02 Pedido de relaxamento de prisão 10 Interior Penedo Atendimentos 699 Quotas de vista 18 Processos Concluídos 25 Alimentos 05 Alvarás 02 Separações Judiciais 06 Interdições 05 Execuções de acordos de alimentos 02 Arrolamento 01 Investigação de paternidade 01 Divórcios 11 Anulação de registro de nascimento 01 Retificação de assento nascimento 01 Acordos 06 Contra Razão recurso especial 01 Contestações 15 Requerimentos 17 Audiências 23 Recursos 01 Contrariedade ao Libelo 05 Alegações Finais 29 Defesas Prévias 13 Tribunal do Júri 04 Interior Delmiro Gouveia Atendimentos 951 Audiências 97 Quotas de vista 85 Ações Ajuizadas 95 Alimentos 12

4 Retificações de Registros 03 Suprimentos de Registros 03 Ação de tutela 01 Negatória de paternidade 01 Usucapião 01 Separações litigiosas 04 Investigações de paternidade 03 Execuções de alimentos 01 Divórcio consensual 01 Interdição 01 Divórcio direto litigioso 01 Cautelar de separação de corpos 01 Indenização por danos morais 01 Ações de Guarda 02 Alvarás Judiciais 02 Separação Judicial 01 Interior União dos Palmares Atendimentos 112 Ações Ajuizadas 10 Acordos 35 Audiências 34 Requerimentos 36 Vista dos autos 32 Triagens 15 Defesas Prévias 19 Alegações finais 02 Atividades da OAB Mulher no Período de 09/05/2002 a 30/08/2002 Atendimentos 110 Ações Alimentos 40 Divórcios Consensuais 04 Divórcios Litigiosos 08 Separações Litigiosas 11 Separações Consensuais 04 Alvarás Judiciais 02 Execuções de Alimentos 06 Declarações de Uniões Estáveis 05 Investigações de paternidade c/ alimentos 17 no Projeto Justiça Itinerante no Ano de 2002 Etapa São José da Tapera Ação de Retificação de Registro Civil 05 Divórcio Consensual 04 Alvarás por óbito 02 Ação de Interdição 01 Investigações de Paternidade 02 Divórcios Litigiosos 02 Etapa São Miguel dos Campos Ações de Retificações de Registro Civil 02 Divórcios Consensuais 14 Divórcios Litigiosos 114 Ação de Alimentos 01 Alvará 01 Adoção 01

5 Etapa Palmeira dos Índios Ações de Retificações de Registro Civil 07 Ações de Suprimentos de óbito 03 Divórcios Consensuais 16 Divórcios Litigiosos 41 Ações de Alimentos 04 Investigação de paternidade 01 Orientações Jurídicas 06 Justificação de Separação Estável 01 Conversão de Separação em Divórcio 01 Etapa Santana do Ipanema Atendimentos 112 IDELVA SANTOS FERREIRA PINTO Defensora Pública Geral do Estado

1 - AÇÕES DE JURISDIÇÃO CONTENCIOSA OU QUE ASSUMAM ESTE CARÁTER

1 - AÇÕES DE JURISDIÇÃO CONTENCIOSA OU QUE ASSUMAM ESTE CARÁTER Tabela de honorários de advogados dativos - 2013 (Resolução-Conjunta TJMG/AGE/ OAB 001/2013) ANEXO I - PARTE ESPECIAL 1 - AÇÕES DE JURISDIÇÃO CONTENCIOSA OU QUE ASSUMAM ESTE CARÁTER Salvo outra disposição

Leia mais

VALOR ATUAL IGPM ACUMULADO CORREÇÃO PARTE GERAL: 1 - Ações de Jurisdição Contenciosa ou que assumam este caráter: 2.084,74 3,8476 80,21 2.

VALOR ATUAL IGPM ACUMULADO CORREÇÃO PARTE GERAL: 1 - Ações de Jurisdição Contenciosa ou que assumam este caráter: 2.084,74 3,8476 80,21 2. 2 0 0 7 PARTE GERAL: 1 - Ações de Jurisdição Contenciosa ou que assumam este caráter: 2.084,74 3,8476 80,21 2.164,95 2 - Recursos: A) interposição de qualquer recurso 1.042,37 3,8476 40,11 1.082,47 B)

Leia mais

Art. 1º - O artigo 2º da resolução 004/2013 passa a ter a seguinte redação: Art. 2º - A tabela de honorários advocatícios é a seguinte: PARTE GERAL

Art. 1º - O artigo 2º da resolução 004/2013 passa a ter a seguinte redação: Art. 2º - A tabela de honorários advocatícios é a seguinte: PARTE GERAL RESOLUÇÃO N.º /2015 Altera a resolução nº 004/2013, atualizando os valores e Normas Gerais para contratação de Honorários de Advogado, bem como edita a respectiva Tabela de Honorários Mínimos de acordo

Leia mais

FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES CURSO DE DIREITO PRÁTICA JURÍDICA

FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES CURSO DE DIREITO PRÁTICA JURÍDICA FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES CURSO DE DIREITO PRÁTICA JURÍDICA Regras Básicas para as Atividades de Prática Jurídica a partir do ano letivo de 2013 Visitas Orientadas 72 Horas Obrigatórias Visitas Justiça

Leia mais

Ordem dos Advogados do Brasil - Seção de Goiás Casa do Advogado Jorge Jungmann

Ordem dos Advogados do Brasil - Seção de Goiás Casa do Advogado Jorge Jungmann 1. AÇÕES DE JURISDIÇÃO CONTENCIOSA PERCENTUAL MÍNIMO VALOR MÍNIMO APROVADO 15/04/2009 Salvo disposição em contrário, em todas as ações contenciosas ou que assumam esse caráter, deverá ser cobrado o percentual

Leia mais

Ordem dos Advogados do Brasil Seção de Santa Catarina

Ordem dos Advogados do Brasil Seção de Santa Catarina TABELA DE HONORÁRIOS BÁSICOS Resolução nº 12/96 Aprovada na Sessão do Conselho Secional da OAB/SC, realizada em 05/07/96, a unanimidade de votos, e publicada no Diário da Justiça do Estado nº 9560. 1-

Leia mais

VOLUME I CAPÍTULO I. Administrativo

VOLUME I CAPÍTULO I. Administrativo Sumário -~ VOLUME I CAPÍTULO I Administrativo Contestação à reclamação administrativa... Defesa administrativa em notificação por falta de alvará de licença de localização... Defesa administrativa à Secretaria

Leia mais

JOECI MACHADO CAMARGO

JOECI MACHADO CAMARGO Telêmaco Borba, 13 de junho de 014. Senhor Coordenador, Em anexo estou encaminhando o relatório das atividades desenvolvidas pelo Núcleo de Prática Jurídica Joeci Machado Camargo, da Faculdade de Telêmaco

Leia mais

C U R S O D IREITO Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.

C U R S O D IREITO Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág. C U R S O D IREITO Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.145 Componente Curricular: Serviço de Assistência Jurídica Estágio II Código:DIR- 480 Pré-requisito:

Leia mais

Tabela de Honorários Completa. Parte Geral

Tabela de Honorários Completa. Parte Geral Tabela de Honorários Completa (Extraída do site da OAB/SP, disponível em nossos links) Parte Geral 1 AÇÕES DE JURISDIÇÃO CONTENCIOSA OU QUE ASSUMAM ESTE CARÁTER: Salvo outra disposição na presente, 20%

Leia mais

C U R S O D IREITO Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.

C U R S O D IREITO Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág. C U R S O D IREITO Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.145 Componente Curricular: Serviço de Assistência Jurídica Estágio I Código: DIR-480 Pré-requisito:

Leia mais

JOECI MACHADO CAMARGO

JOECI MACHADO CAMARGO Telêmaco Borba, 10 de abril de 2014. Senhor Coordenador, Em anexo estou encaminhando o relatório das atividades desenvolvidas pelo Núcleo de Prática Jurídica Joeci Machado Camargo, da Faculdade de Telêmaco

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS DEFENSORIA PÚBLICA CORREGEDORIA GERAL 7. RELATÓRIO ANUAL DAS AÇÕES AJUIZADAS DA DEFENSORIA PÚBLICA - ANO/2012.

ESTADO DO TOCANTINS DEFENSORIA PÚBLICA CORREGEDORIA GERAL 7. RELATÓRIO ANUAL DAS AÇÕES AJUIZADAS DA DEFENSORIA PÚBLICA - ANO/2012. ESTADO DO TOCANTINS DEFENSORIA PÚBLICA CORREGEDORIA GERAL 7. RELATÓRIO ANUAL DAS AÇÕES AJUIZADAS DA DEFENSORIA PÚBLICA - ANO/2012. O relatório abaixo informa as ações judiciais executadas pela Defensoria

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE SERGIPE ARQUIVO GERAL DO JUDICIÁRIO

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE SERGIPE ARQUIVO GERAL DO JUDICIÁRIO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE SERGIPE ARQUIVO GERAL DO JUDICIÁRIO TABELA DE TEMPORALIDADE DE DOCUMENTOS UNIFICADA - JUSTIÇA ESTADUAL - 1º GRAU - MENOR INFÂNCIA E JUVENTUDE CLASSES CNJ Correspondente Código

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SECCIONAL DO ACRE RESOLUÇÃO Nº 017/2007 C. PLENO - OAB/AC

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SECCIONAL DO ACRE RESOLUÇÃO Nº 017/2007 C. PLENO - OAB/AC RESOLUÇÃO Nº 017/2007 C. PLENO - OAB/AC Aprova as Normas Gerais para a contratação de honorários de Advogado, bem como a respectiva Tabela de Honorários. O CONSELHO PLENO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL

Leia mais

Resolução OAB/AC Nº /2011

Resolução OAB/AC Nº /2011 Resolução OAB/AC Nº /2011 O Conselho Pleno da ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, SECCIONAL DO ACRE, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 58, I e V, da Lei n.º 8.906, de 04/07/94, bem como

Leia mais

Art. 22 NCPC. Compete, ainda, à autoridade judiciária brasileira processar e julgar as ações:

Art. 22 NCPC. Compete, ainda, à autoridade judiciária brasileira processar e julgar as ações: 1. Jurisdição internacional concorrente Art. 22 NCPC. Compete, ainda, à autoridade judiciária brasileira processar e julgar as ações: I de alimentos, quando: a) o credor tiver domicílio ou residência no

Leia mais

FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES CURSO DE DIREITO PRÁTICA JURÍDICA

FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES CURSO DE DIREITO PRÁTICA JURÍDICA FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES CURSO DE DIREITO PRÁTICA JURÍDICA Regras Básicas para as Atividades de Prática Jurídica a partir do ano letivo de 2010 Visitas Orientadas 72 Horas 36 horas para atividades

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE DIREITO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA MANUAL DO ESTAGIÁRIO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE DIREITO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA MANUAL DO ESTAGIÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE DIREITO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA MANUAL DO ESTAGIÁRIO GOIÂNIA 2011 DIRETOR Prof. Dr. Cleuler Barbosa das Neves COORDENAÇÃO CURSO DE GRADUAÇÃO Prof. Dr. Nivaldo

Leia mais

Ordem dos Advogados do Brasil Seccional de Roraima

Ordem dos Advogados do Brasil Seccional de Roraima Ordem dos Advogados do Brasil Seccional de Roraima TABELA DE HONORÁRIOS MÍNIMOS 1. AÇÕES DE JURISDIÇÃO CONTECIOSA 1.1 Salvo disposição em contrário, em todas as ações contenciosas ou que assumam esse caráter,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 24/2013 C. PLENO OAB-AC

RESOLUÇÃO Nº 24/2013 C. PLENO OAB-AC RESOLUÇÃO Nº 24/2013 C. PLENO OAB-AC O Conselho Pleno da ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, SECCIONAL DO ACRE, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 58, I e V, da Lei n.º 8.906, de 04/07/94,

Leia mais

Valor da URH URH de Agosto: R$ 121,60

Valor da URH URH de Agosto: R$ 121,60 TABELA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS OAB/DF Valor da URH URH de Agosto: R$ 121,60 APRESENTAÇÃO Prezado(a) Colega, Bastante oportuna a publicação da Tabela de Honorários, uma vez promovida a sua necessária

Leia mais

TABELA DE HONORÁRIOS

TABELA DE HONORÁRIOS TABELA DE HONORÁRIOS Disposições Introdutórias ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Art. 1º O advogado deve contratar seus honorários por escrito e previamente, observando as regras do Código de Ética Disciplina,

Leia mais

NPJ - Núcleo de Prática Jurídica

NPJ - Núcleo de Prática Jurídica NPJ - Núcleo de Prática Jurídica O Núcleo de Prática Jurídica - NPJ da FSG constitui-se como o espaço que promove a articulação entre o ensino, a pesquisa e a extensão e é voltado para a formação prática

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Conselho Seccional do Maranhão Fone: 2107-5403/Fone Fax: 2107-5435 Email: gabinete@oabma.org.br

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Conselho Seccional do Maranhão Fone: 2107-5403/Fone Fax: 2107-5435 Email: gabinete@oabma.org.br RESOLUÇÃO Nº002/2012 O CONSELHO SECCIONAL DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, por seu Presidente, ao fim assinado, no exercício da competência outorgada pelo art. 58, inciso V da Lei 8.906/94, e na forma

Leia mais

Responsabilidade em saúde

Responsabilidade em saúde Responsabilidade em saúde Cível:obrigação de indenização indene de prejuízo Constituição Federal/Código civil/cdc Elementos de responsabilidade Autor Ato Culpa Dano Nexo causal CÓDIGO CIVIL Art. 186 Aquele

Leia mais

TABELA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS DA OAB/RS

TABELA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS DA OAB/RS 1. ATIVIDADES AVULSAS OU EXTRAJUDICIAIS 1.1 Consulta R$ 200,00 Consulta em condições excepcionais R$ 400,00 1.2 Hora técnica R$ 200,00 1.3 Hora intelectual R$ 400,00 1.4 Acompanhamento ou exame de documentos

Leia mais

1. PRINCÍPIOS DOS JUIZADOS ESPECIAIS CRIMINAIS art. 62 da Lei 9.009/95 2. OBJETIVOS DO JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL

1. PRINCÍPIOS DOS JUIZADOS ESPECIAIS CRIMINAIS art. 62 da Lei 9.009/95 2. OBJETIVOS DO JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL 1 PROCESSO PENAL PROCESSO PENAL PONTO 1: Princípios dos Juizados Especiais Criminais PONTO 2: Objetivos PONTO 3: Competência PONTO 4: Fase Policial PONTO 5: Fase Judicial PONTO 6: Recursos PONTO 7: Atos

Leia mais

21ª PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE INVESTIGAÇÃO PENAL DA 1ª CENTRAL DE INQUÉRITOS (cód. 300586)

21ª PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE INVESTIGAÇÃO PENAL DA 1ª CENTRAL DE INQUÉRITOS (cód. 300586) CRAAI RIO DE JANEIRO RIO DE JANEIRO FORO REGIONAL BANGU 21ª PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE INVESTIGAÇÃO PENAL DA 1ª CENTRAL DE INQUÉRITOS (cód. 300586) Investigação Penal 33522 Feitos extrajudiciais recebidos

Leia mais

CLASSES PROCESSUAIS DO 1º GRAU DA JUSTIÇA ESTADUAL ( % ) VRTEES'S R$

CLASSES PROCESSUAIS DO 1º GRAU DA JUSTIÇA ESTADUAL ( % ) VRTEES'S R$ PROCESSO CÍVEL E DO TRABALHO Outros Procedimentos Atos e expedientes Habilitação para Casamento 2 214 23 239 Art. 20, II Lei 9.94/13 ISENTO Instrução de Rescisória 240 SEM CUSTAS - Já abrangidas nas custas

Leia mais

CLASSES PROCESSUAIS DO 1º GRAU DA JUSTIÇA ESTADUAL ( % ) VRTEES'S R$

CLASSES PROCESSUAIS DO 1º GRAU DA JUSTIÇA ESTADUAL ( % ) VRTEES'S R$ PROCESSO CÍVEL E DO TRABALHO Outros Procedimentos Atos e expedientes Habilitação para Casamento 2 214 237 239 Art. 20, II Lei 9.974/13 ISENTO Instrução de Rescisória 240 Já abrangidas nas custas da ação

Leia mais

CAPÍTULO I - FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO...

CAPÍTULO I - FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO...19 DEDICATÓRIA...21 CAPÍTULO I - FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 23 1. Antecedentes históricos da função de advogado...23 2. O advogado na Constituição Federal...24 3. Lei de

Leia mais

Edital nº 05/2010. Seleção de Professores

Edital nº 05/2010. Seleção de Professores Edital nº 05/2010 Seleção de Professores O Diretor da Faculdade de Direito de Sorocaba, no uso de suas atribuições, FAZ Saber que estão abertas as inscrições para o PROCESSO SELETIVO para preenchimento

Leia mais

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CORREGEDORIA-GERAL

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CORREGEDORIA-GERAL PORTARIA CGDP Nº 001, de 26 de janeiro de 2015. Altera o modelo do relatório mensal de atividade RMA para fins estatísticos no âmbito da Defensoria Pública. O CORREGEDOR GERAL DA DEFENSORIA PÚBLICA DO

Leia mais

TEORIA GERAL DOS PROCEDIMENTOS ESPECIAIS

TEORIA GERAL DOS PROCEDIMENTOS ESPECIAIS Programa de Pós-Graduação em Direito Processual Civil Tema: TEORIA GERAL DOS PROCEDIMENTOS ESPECIAIS 1 I - CONCEITO a) Espécie de procedimento (de conhecimento) Processo de Conhecimento Procedimento Comum

Leia mais

CORREGEDORIA-GERAL PROVIMENTO Nº 001 DE 13 DE MARÇO DE 2002. CONSIDERANDO as conclusões apresentadas pelo Fórum de Juízes Distribuidores da 2ª Região;

CORREGEDORIA-GERAL PROVIMENTO Nº 001 DE 13 DE MARÇO DE 2002. CONSIDERANDO as conclusões apresentadas pelo Fórum de Juízes Distribuidores da 2ª Região; CORREGEDORIA-GERAL PROVIMENTO Nº 001 DE 13 DE MARÇO DE 2002 A Excelentíssima Doutora MARIA HELENA CISNE CID, Corregedora- Geral da Justiça Federal da 2ª Região, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

Leia mais

(Aprovada na reunião do E. Conselho Seccional de 15.08.2005 DOE 23/09/2005)

(Aprovada na reunião do E. Conselho Seccional de 15.08.2005 DOE 23/09/2005) TABELA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS - 2005 (Aprovada na reunião do E. Conselho Seccional de 15.08.2005 DOE 23/09/2005) Normas Gerais 1 O advogado deve contratar, por escrito, a prestação dos serviços profissionais,

Leia mais

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO. Reconhecimento renovado pela portaria MEC nº 608 de 19.11.13, DOU de 20.11.13

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO. Reconhecimento renovado pela portaria MEC nº 608 de 19.11.13, DOU de 20.11.13 COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Reconhecimento renovado pela portaria MEC nº 608 de 19.11.13, DOU de 20.11.13 Componente Curricular: Serviço de Assistência Jurídica Estágio IV Código: DIR-582 CH Total:30h

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL IV

DIREITO PROCESSUAL PENAL IV AULA DIA 25/05/2015 Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com DIREITO PROCESSUAL PENAL IV Procedimento Sumaríssimo (Lei 9.099/95) - Estabelece a possibilidade de conciliação civil,

Leia mais

2 - A forma e as condições de pagamento das custas e encargos, judiciais e extrajudiciais, deverão integrar o contrato.

2 - A forma e as condições de pagamento das custas e encargos, judiciais e extrajudiciais, deverão integrar o contrato. Tabela de honorários ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL CONSELHO SECCIONAL DO TOCANTINS TABELA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS NORMAS GERAIS 1 - O advogado deve contratar, por escrito, a prestação dos serviços profissionais,

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO I FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 19 CAPÍTULO II - DO PROCESSO CIVIL... 39

SUMÁRIO CAPÍTULO I FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 19 CAPÍTULO II - DO PROCESSO CIVIL... 39 SUMÁRIO Apresentação da Coleção...15 CAPÍTULO I FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 19 1. Antecedentes históricos da função de advogado...19 2. O advogado na Constituição Federal...20 3. Lei de regência da

Leia mais

TABELA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS 2013

TABELA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS 2013 2. CONSULTA PARACERES E OUTROS SERVIÇOS 2.1 Consultas - verbais, em horários de expediente - verbais, fora do horário de expediente - verbais na cidade sede do cliente - verbais em domicílio do cliente,

Leia mais

Número de Processos em 31/05/2015 Classificação. Número de Processos em31/12/2014

Número de Processos em 31/05/2015 Classificação. Número de Processos em31/12/2014 Relação das unidades judiciarias com processos da meta 2/2009(ajuizados até 31/12/2005) ainda pendentes de julgament Ordem decrescente de maior quantitativo de processos em 31/05/2015 Número de Processos

Leia mais

PROVA PRÁTICA DE SENTENÇA CÍVEL

PROVA PRÁTICA DE SENTENÇA CÍVEL Poder Judiciário da Ufiilo TJDFT TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL EDOS TERRITÓRIOS SEGUNDA PROVA ESCRITA DISCURSIVA CADERNO DE RELATÓRIO E DOCUMENTOS REFERENTES À PROVA PRÁTICA DE SENTENÇA CÍVEL

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO SETOR JURÍDICO DA ASSEMP

REGIMENTO INTERNO DO SETOR JURÍDICO DA ASSEMP REGIMENTO INTERNO DO DA ASSEMP O Setor Jurídico da ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DA PREFEITURA DE BELO HORIZONTE, doravante denominado Jurídico-ASSEMP, será regido de acordo com este regimento e

Leia mais

SUMÁRIO 1. DICAS PARA A REALIZAÇÃO DE UMA BOA PROVA

SUMÁRIO 1. DICAS PARA A REALIZAÇÃO DE UMA BOA PROVA SUMÁRIO 1. DICAS PARA A REALIZAÇÃO DE UMA BOA PROVA 2. PRINCIPAIS TEMAS DISCUTIDOS NA JUSTIÇA DO TRABALHO 2.1 Gratuidade de Justiça 2.2 Honorários Advocatícios 2.3 HOMOLOGAÇÃO DE VERBAS RESCISÓRIAS E MULTA

Leia mais

(Aprovada na reunião do E. Conselho Seccional de 21.3.2005)

(Aprovada na reunião do E. Conselho Seccional de 21.3.2005) TABELA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS 2015 Atualizada em 12/01/2015 Publicada em 15/01/2015 A atualização monetária da Tabela de Honorários Advocatícios 2015 foi calculada com base na Tabela Prática para Cálculo

Leia mais

Tabela de Honorários Completa

Tabela de Honorários Completa Página 1 de 11 Ordem dos Advogados do Brasil - Seção de São Paulo Tabela de Honorários Completa TABELA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS (Aprovada na reunião do E. Conselho Seccional de 21.3.2005) Aprovada a

Leia mais

Tabela de Honorários Completa

Tabela de Honorários Completa Ordem dos Advogados do Brasil - Seção de São Paulo Tabela de Honorários Completa TABELA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS - 2013 A atualização monetária da Tabela de Honorários Advocatícios 2013 foi calculada

Leia mais

2 - Qualquer pessoa pode reclamar seu direito nos Juizados Especiais Cíveis?

2 - Qualquer pessoa pode reclamar seu direito nos Juizados Especiais Cíveis? Tribunal de Justiça do Estado de Goiás Juizados Especias Perguntas mais freqüentes e suas respostas 1 - O que são os Juizados Especiais Cíveis? Os Juizados Especiais Cíveis são órgãos da Justiça (Poder

Leia mais

ANEXO I TABELA DE HONORÁRIOS

ANEXO I TABELA DE HONORÁRIOS ANEXO I TABELA DE HONORÁRIOS Valor da UAD Unidade Advocatícia aprovada pela Resolução No.08 de 9 de fevereiro de 2010 da OAB Ceará R$ 50,00 (cinqüenta reais) INDICATIVO Percentuais Valores 1.ATIVIDADES

Leia mais

PROCESSO PENAL RESUMO DE PROCESSO PENAL 3 Rosivaldo Russo 1) AÇÃO PENAL: 2. INÍCIO DA AÇÃO PENAL

PROCESSO PENAL RESUMO DE PROCESSO PENAL 3 Rosivaldo Russo 1) AÇÃO PENAL: 2. INÍCIO DA AÇÃO PENAL PROCESSO PENAL RESUMO DE PROCESSO PENAL 3 Rosivaldo Russo 1) AÇÃO PENAL: 2. INÍCIO DA AÇÃO PENAL AÇÃO PENAL PÚBLICA tem início através de uma peça que se chama denúncia. Essa é a petição inicial dos crimes

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA I. Curso: DIREITO PROGRAMA DE DISCIPLINA II. Disciplina: PRÁTICA JURÍDICA I (D-40) Área: Ciências Sociais Período: Sétimo Turno: Matutino/Noturno Ano: 2008.1 Carga Horária: 90 H; Créd.: 05 III. Pré-Requisito:

Leia mais

PARTE I O DIREITO DA VÍTIMA OU OFENDIDO EM FASE A CONSEQUÊNCIA DA PRÁTICA DO DELITO CAPÍTULO I DOS DIREITOS HUMANOS

PARTE I O DIREITO DA VÍTIMA OU OFENDIDO EM FASE A CONSEQUÊNCIA DA PRÁTICA DO DELITO CAPÍTULO I DOS DIREITOS HUMANOS PARTE I O DIREITO DA VÍTIMA OU OFENDIDO EM FASE A CONSEQUÊNCIA DA PRÁTICA DO DELITO CAPÍTULO I DOS DIREITOS HUMANOS 1, Os Direitos Humanos...,...,...,... 01 2. Comentários sobre Alguns Artigos da Declaração

Leia mais

20% sobre o sucesso obtido

20% sobre o sucesso obtido A. Regras e Princípios Gerais Aplicáveis Em Todos Os Casos 1. Tabela Mínima de Honorários pro-labore Os valores constantes desta tabela são os mínimos que o advogado pode praticar no Estado do Amazonas

Leia mais

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO. Reconhecimento renovado pela portaria MEC nº 608 de 19.11.13, DOU de 20.11.13 PLANO DE CURSO

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO. Reconhecimento renovado pela portaria MEC nº 608 de 19.11.13, DOU de 20.11.13 PLANO DE CURSO COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Reconhecimento renovado pela portaria MEC nº 608 de 19.11.13, DOU de 20.11.13 Componente Curricular: Serviço de Assistência Jurídica Estágio III Código: DIR-580 CH Total:

Leia mais

TABELA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS DO ESTADO DO AMAZONAS

TABELA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS DO ESTADO DO AMAZONAS TABELA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS DO ESTADO DO AMAZONAS Atualização Monetária em: 30/04/2012 - INPC Unidade de Honorários Advocatícios (UHA) = R$ 50,24 *Nos Casos Em Que Os Valores Mínimos Decorrem De

Leia mais

Credenciada pela Portaria Ministerial nº 2.611, de 18 de setembro de 2002 DOU - nº 183 - Seção 1, de 20 de Setembro de 2002 - MEC.

Credenciada pela Portaria Ministerial nº 2.611, de 18 de setembro de 2002 DOU - nº 183 - Seção 1, de 20 de Setembro de 2002 - MEC. Credenciada pela Portaria Ministerial nº 2.611, de 18 de setembro de 2002 DOU - nº 183 - Seção 1, de 20 de Setembro de 2002 -. CURSOS AUTORIZADOS CIÊNCIAS ECONÔMICAS Portaria nº 2.612 18/09/2002 PEDAGOGIA

Leia mais

Dispõe sobre a tabela referencial de honorários advocatícios no Estado de Alagoas e dá outras providências.

Dispõe sobre a tabela referencial de honorários advocatícios no Estado de Alagoas e dá outras providências. RESOLUÇÃO Nº 01/06 Dispõe sobre a tabela referencial de honorários advocatícios no Estado de Alagoas e dá outras providências. O Conselho da ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, SECCIONAL DE ALAGOAS, no uso

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR PROMULGADA Nº 155, de 15 de abril de 1997. Institui a Defensoria Pública no Estado de Santa Catarina.

LEI COMPLEMENTAR PROMULGADA Nº 155, de 15 de abril de 1997. Institui a Defensoria Pública no Estado de Santa Catarina. LEI COMPLEMENTAR PROMULGADA Nº 155, de 15 de abril de 1997 Procedência Dep. João H. Blasi Natureza PC/15/96 DO. 15.655 de 15/04/97 DA. 4.408 de 15/04/97 Fonte ALESC/Div.Documentação Institui a Defensoria

Leia mais

16.7.1 Execução de alimentos. Prisão do devedor, 394

16.7.1 Execução de alimentos. Prisão do devedor, 394 1 Introdução ao Direito de Família, 1 1.1 Compreensão, 1 1.2 Lineamentos históricos, 3 1.3 Família moderna. Novos fenômenos sociais, 5 1.4 Natureza jurídica da família, 7 1.5 Direito de família, 9 1.5.1

Leia mais

Estatuto das Familias

Estatuto das Familias Estatuto das Familias Princípios: a dignidade da pessoa humana, a solidariedade familiar, a igualdade de gêneros, de filhos e das entidades familiares, a convivência familiar, o melhor interesse da criança

Leia mais

TABELA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS DA OAB/RS

TABELA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS DA OAB/RS 1. ATIVIDADES AVULSAS OU EXTRAJUDICIAIS 1.1 Consulta R$ 200,00 Consulta em condições excepcionais R$ 500,00 1.2 Hora intelectual R$ 500,00 1.3 Acompanhamento ou exame de documentos em órgão público R$

Leia mais

PARECERES E OUTROS SERVIÇOS AVULSOS

PARECERES E OUTROS SERVIÇOS AVULSOS SERVIÇO Valor Mínimo CONSULTAS, PARECERES E OUTROS SERVIÇOS AVULSOS 1. CONSULTAS VERBAIS 1.1 sem litígio R$ 300.00 1.2 em discussão ou litígio R$ 500.00 1.3 no domicílio do cliente (acrescentar) R$ 200.00

Leia mais

DIREITO CIVIL DIREITO DE FAMÍLIA PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS

DIREITO CIVIL DIREITO DE FAMÍLIA PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS DIREITO CIVIL DIREITO DE FAMÍLIA PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS MÓDULO I Conceito de família; Conteúdo e Conceito do Direito de Família; Natureza da Divisão; Divisão da matéria; Eficácia horizontal dos

Leia mais

TABELA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS - julho/1998 a 2005

TABELA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS - julho/1998 a 2005 TABELA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS - julho/1998 a 2005 Normas Gerais 1 O advogado deve contratar, por escrito, a prestação dos serviços profissionais, fixando o valor dos honorários, reajuste e condições

Leia mais

- CURSO DE DIREITO - REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

- CURSO DE DIREITO - REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO - CURSO DE DIREITO - REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PORTO VELHO (RO) 2013 Página 0 de 7 Capítulo I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. O curso de Direito da Faculdade Interamericana de Porto Velho UNIRON

Leia mais

Capítulo I INQUÉRITO POLICIAL E AÇÃO PENAL Seção I REQUERIMENTO DE INSTAURAÇÃO DE INQUÉRITO POLICIAL (OU NOTITIA CRIMINIS )

Capítulo I INQUÉRITO POLICIAL E AÇÃO PENAL Seção I REQUERIMENTO DE INSTAURAÇÃO DE INQUÉRITO POLICIAL (OU NOTITIA CRIMINIS ) Manual de Prática Penal Sumário Manual de Prática Penal Capítulo I INQUÉRITO POLICIAL E AÇÃO PENAL Seção I REQUERIMENTO DE INSTAURAÇÃO DE INQUÉRITO POLICIAL (OU NOTITIA CRIMINIS ) Fundamento Legal... 33

Leia mais

Sumário SEPARAÇÃO CONSENSUAL

Sumário SEPARAÇÃO CONSENSUAL Sumário SEPARAÇÃO CONSENSUAL Conceito Requisitos Legitimidade Formas de realização Fundamento legal Petição inicial Petição da separação. Requisitos Descrição dos bens e partilha entre os cônjuges Venda

Leia mais

Capítulo 1 Crimes Hediondos Lei 8.072/1990

Capítulo 1 Crimes Hediondos Lei 8.072/1990 Sumário Prefácio... 11 Apresentação dos autores... 13 Capítulo 1 Crimes Hediondos Lei 8.072/1990 1. Para entender a lei... 26 2. Aspectos gerais... 28 2.1 Fundamento constitucional... 28 2.2 A Lei dos

Leia mais

As causas em que se considera dispensável a intervenção do Ministério Público

As causas em que se considera dispensável a intervenção do Ministério Público Racionalização da Intervenção do no Cível Abril de 2010 1. Separação judicial consensual onde não houver interesse de 2. Ação declaratória de união estável e respectiva partilha de bens. 3. Ação ordinária

Leia mais

Conselho Nacional de Justiça

Conselho Nacional de Justiça Poder Judiciário Conselho Nacional de Justiça PROVIMENTO Nº 37 Dispõe sobre o registro de união estável, no Livro "E", por Oficial de Registro Civil das Pessoas Naturais. O CORREGEDOR NACIONAL DE JUSTIÇA

Leia mais

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site:

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: www.sei-cesucol.edu.br e-mail: sei-cesucol@vsp.com.br FACULDADE

Leia mais

SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM JUÍZO

SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM JUÍZO SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM JUÍZO 1. INTRODUÇÃO 2. DA SOLUÇÃO DOS LITÍGIOS PERANTE O JUDICIÁRIO 2.1 Estrutura jurisdicional brasileira 2.2 Lide, processo e

Leia mais

URH = R$ 240,00 ANO 2014

URH = R$ 240,00 ANO 2014 ANEXO I ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL CONSELHO SECCIONAL DO ESTADO DO PIAUÍ TABELA DE HONORÁRIOS PROFISSIONAIS CAPÍTULO I Diárias e despesas de Locomoção 1. Diária em qualquer lugar do país, além das despesas

Leia mais

DFMS1401 CRITÉRIOS E GRADE DE CORREÇÃO QUESTÃO 1 DFMS1401 CRITÉRIOS E GRADE DE CORREÇÃO QUESTÃO 2

DFMS1401 CRITÉRIOS E GRADE DE CORREÇÃO QUESTÃO 1 DFMS1401 CRITÉRIOS E GRADE DE CORREÇÃO QUESTÃO 2 DFMS1401 CRITÉRIOS E GRADE DE CORREÇÃO QUESTÃO 1 O candidato deverá discorrer sobre os conceitos dos elementos do tipo penal (objetivos, normativos e subjetivos), dando os exemplos constantes no Código

Leia mais

ULISSES VIEIRA MOREIRA PEIXOTO

ULISSES VIEIRA MOREIRA PEIXOTO ULISSES VIEIRA MOREIRA PEIXOTO 2015 EDITORA S UMÁRIO CAPÍTULO 1 FAMÍLIA DIREITO DE FAMÍLIA DIREITO PESSOAL... 33 1. Casamento... 33 2. Capacidade para o casamento... 35 3. Impedimentos... 37 4. Causas

Leia mais

Cód. barras: STJ00094821 (2013) PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM Juízo 1. INTRODUÇÃO... 21

Cód. barras: STJ00094821 (2013) PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM Juízo 1. INTRODUÇÃO... 21 Cód. barras: STJ00094821 (2013) SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM Juízo 1. INTRODUÇÃO... 21 2. DA SOLUÇÃO DOS LITíGIOS PERANTE O JUDICIÁRIO... 23 2.1 Estrutura jurisdicional

Leia mais

Prática de Direito de Família. Paternidade. Oswaldo Peregrina Rodrigues Promotor de Justiça em São Paulo Professor Universitário (PUC/SP)

Prática de Direito de Família. Paternidade. Oswaldo Peregrina Rodrigues Promotor de Justiça em São Paulo Professor Universitário (PUC/SP) Paternidade Oswaldo Peregrina Rodrigues Promotor de Justiça em São Paulo Professor Universitário (PUC/SP) 10.4.2015 Poder Familiar -> Sujeitos: Pais (Pai e Mãe) E Filhos Menores! -> Objetivo: Exercício

Leia mais

A critério da conveniada, a prestação de serviços, em caráter especial, poderá ser realizada em qualquer localidade do território nacional.

A critério da conveniada, a prestação de serviços, em caráter especial, poderá ser realizada em qualquer localidade do território nacional. Convênio Jurídico ÂMBITO SOARES HENTZ Advogados é um escritório de advocacia que atende à cidade de Ribeirão Preto e região. Para maiores esclarecimentos, consultar: www.soareshentz.adv.br. Dedica-se à

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA PEÇA PROFISSIONAL

PADRÃO DE RESPOSTA PEÇA PROFISSIONAL PEÇA PROFISSIONAL Petição inicial: Queixa-crime. Endereçamento: Vara Criminal da Comarca de São Paulo SP. Vara criminal comum, visto que as penas máximas abstratas, somadas, ultrapassam dois anos. Como

Leia mais

VALOR (R$) ou FORMA de CÁLCULO (Cód. Tributário RJ)

VALOR (R$) ou FORMA de CÁLCULO (Cód. Tributário RJ) TAXA JUDICIÁRIA: Classes processuais - Justiça Estadual (1º GRAU) Cód. VALOR (R$) ou FORMA de CÁLCULO (Cód. Tributário RJ) JUIZADOS DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE 547 Seção Cível 1385 Cartas 1450 Carta de

Leia mais

PREPARATÓRIO 2ª ETAPA Direito Civil Parte Geral e Contratos Professor: Marcu Antonio Gonçalves

PREPARATÓRIO 2ª ETAPA Direito Civil Parte Geral e Contratos Professor: Marcu Antonio Gonçalves PREPARATÓRIO 2ª ETAPA Direito Civil Parte Geral e Contratos Professor: Marcu Antonio Gonçalves QUESTÃO 01 Partindo-se da premissa da instrumentalidade do processo, há diferença ontológica entre a jurisdição

Leia mais

DIREITO PENAL APLICAÇÃO DA LEI PENAL

DIREITO PENAL APLICAÇÃO DA LEI PENAL DIREITO PENAL APLICAÇÃO DA LEI PENAL Súmula 711: A Lei penal mais grave aplica-se ao crime continuado ou ao crime permanente, se a sua vigência é anterior à cessação da continuidade ou da permanência.

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO AMAPÁ PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO AMAPÁ PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA 1 V CONCURSO PARA INGRESSO NA CARREIRA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO AMAPÁ DIREITO CIVIL Anexo I PROGRAMA DO CONCURSO 1 DAS PESSOAS. DA PERSONALIDADE. CAPACIDADE JURÍDICA E DE FATO. DA PESSOA NATURAL

Leia mais

CAPíTULO I Ações de Anulação de Casamento

CAPíTULO I Ações de Anulação de Casamento Sumário CAPíTULO I Ações de Anulação de Casamento 1. Legislação....................... 13 2. Doutrina... 14 2.1. Nulidade eanulabilidade do Casamento... 21 2.2. As Ações de Nulidade de Casamento...........................

Leia mais

AGRAVO DE INSTRUMENTO COMPETÊNCIA AÇÃO DE RECONHECIMENTO E DISSOLUÇÃO DE SOCIEDADE DE FATO PEDIDO DE INDENIZAÇÃO.

AGRAVO DE INSTRUMENTO COMPETÊNCIA AÇÃO DE RECONHECIMENTO E DISSOLUÇÃO DE SOCIEDADE DE FATO PEDIDO DE INDENIZAÇÃO. Órgão : Quinta Turma Cível Classe : AGI Agravo de Instrumento N. Processo : 2007 00 2 003404-3 Agravante : E. C. R. Agravado : J. G. DA S. J. Relatora : Desembargadora HAYDEVALDA SAMPAIO EMENTA AGRAVO

Leia mais

- 2 - Olá, eu sou o. Zé Virtual. e estou aqui para tirar suas dúvidas quanto ao Juizado Central

- 2 - Olá, eu sou o. Zé Virtual. e estou aqui para tirar suas dúvidas quanto ao Juizado Central - 2 - Olá, eu sou o Zé Virtual e estou aqui para tirar suas dúvidas quanto ao Juizado Central - 3 - JUIZADO CENTRAL uma Justiça mais rápida e acessível O Juizado Central foi criado para solucionar, de

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D-43 PERÍODO: 7 CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60

1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D-43 PERÍODO: 7 CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D-43 PERÍODO: 7 CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 NOME DA DISCIPLINA: LABORATÓRIODE PRATICA JURÍDICA I NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA CARGA HORÁRIA SEMESTRAL:

Leia mais

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site:

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: www.sei-cesucol.edu.br e-mail: sei-cesucol@vsp.com.br FACULDADE

Leia mais

LEI Nº 10.259, DE 12 DE JULHO DE 2001.

LEI Nº 10.259, DE 12 DE JULHO DE 2001. LEI Nº 10.259, DE 12 DE JULHO DE 2001. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, Dispõe sobre a instituição dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais no âmbito da Justiça Federal. Faço saber que o Congresso Nacional

Leia mais

CONTINUAÇÃO - RECURSOS NO PROCESSO PENAL, Recurso no Sentido Estrito

CONTINUAÇÃO - RECURSOS NO PROCESSO PENAL, Recurso no Sentido Estrito CONTINUAÇÃO - RECURSOS NO PROCESSO PENAL, Recurso no Sentido Estrito Efeito suspensivo O RESE, como regra, não tem efeito suspensivo. Terá, apenas, quando a lei prever. O art. 584 do CPP 1 prevê 05 hipóteses

Leia mais

UNIDADE: FACULDADE DE DIREITO DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS

UNIDADE: FACULDADE DE DIREITO DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS Í N D I C E Código Disciplina Página DIR 06-00231 Teoria Geral do Processo I 2 DIR 06-00404 Teoria Geral do Processo II 3 DIR 06-00896 Direito Processual Civil I 4 DIR 06-01080

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO - JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe 7ª Vara Federal FLUXOGRAMA 28 - AÇÃO MONITÓRIA

PODER JUDICIÁRIO - JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe 7ª Vara Federal FLUXOGRAMA 28 - AÇÃO MONITÓRIA PODER JUDICIÁRIO - JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe 7ª Vara Federal FLUXOGRAMA 28 - AÇÃO MONITÓRIA INÍCIO análise inicial Verificar a existência de demonstrativo de débito e contrato

Leia mais

DIVÓRCIO CONSENSUAL OU DIVÓRCIO LITIGIOSO

DIVÓRCIO CONSENSUAL OU DIVÓRCIO LITIGIOSO DIVÓRCIO CONSENSUAL OU DIVÓRCIO LITIGIOSO Xerox da certidão de casamento; Xerox da carteira de identidade e do CPF do autor (aquele que está procurando a Defensoria Pública) (No caso de Divórcio Consensual,

Leia mais

CARTILHA JUSTIÇA E FAMÍLIA

CARTILHA JUSTIÇA E FAMÍLIA CARTILHA JUSTIÇA E FAMÍLIA Orientação aos acadêmicos que atuarão em ações comunitárias relacionadas ao Direito da Família. Em caso de dúvida sobre a orientação jurídica e ser repassada, o aluno deverá

Leia mais