Efeito do Carbofurano na População de Nematoides e no Rendimento da Cana-de-açúcar em Solos Arenosos do Paraná

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Efeito do Carbofurano na População de Nematoides e no Rendimento da Cana-de-açúcar em Solos Arenosos do Paraná"

Transcrição

1 COMUNICAÇÃO Rosangela Dallemole-Giaretta, Leandro G. Freitas, Ronaldo J.F. Zooca, Larissa B. Caixeta, Everaldo A. Lopes & Silamar Ferraz Efeito do Carbofurano na População de Nematoides e no Rendimento da Cana-de-açúcar em Solos Arenosos do Paraná Cláudia R. Dias-Arieira 1*, Simone de M. Santana 1, Jailson de O. Arieira 2, Regina C.F. Ribeiro 3 & Leandro B.S. Volk 1 1 Universidade Estadual de Maringá Campus Umuarama, Umuarama (PR) Brasil. 2 Universidade Paranaense, Av. Tiradentes 3240, Umuarama (PR) Brasil. 3 Universidade Estadual de Montes Claros, Campus Janaúba, Janaúba (MG) Brasil. *Autora para correspondência: Recebido para publicação em 06 / 01 / Aceito em 08 / 03 / 2010 Editado por Luiz Carlos C.B. Ferraz Resumo - Dias-Arieira, C.R., S.M. Santana, J.O. Arieira, R.C.F. Ribeiro & L.B.S. Volk Efeito do carbofurano na população de nematoides e no rendimento da cana-de-açúcar em solos arenosos do Paraná. O trabalho teve como objetivo avaliar o efeito do nematicida carbofurano no controle de fitonematoides e no rendimento da cultura da cana-de-açúcar em solos arenosos. O nematicida foi aplicado na concentração de 5 l / ha no sulco de plantio, usando pulverizador pressurizado. Parcelas não tratadas foram utilizadas como testemunha. Avaliaram-se as variáveis altura de planta e número de perfilhos aos 35 e 72 dias do plantio, produtividade após um ano e populações de nematoides (Meloidogyne javanica e Pratylenchus zeae) nas áreas experimentais após 35, 72 e 180 dias. Cada tratamento constou de seis repetições. O experimento foi montado em duas áreas diferentes na região noroeste do estado do Paraná e foi conduzido no período de janeiro de 2007 a janeiro de Não houve diferenças estatísticas nas variáveis relacionadas ao rendimento da cultura. A população de nematoides de galhas diminuiu drasticamente, independentemente do tratamento. Por outro lado, a população de P. zeae aumentou constantemente durante o período experimental, tendo variado, após 180 dias do plantio, de 87 a 206 espécimes por 100 cm 3 de solo. No sistema radicular, o número chegou a espécimes em 10 g de raízes. Controle significativo de P. zeae foi observado na área com solo do tipo areia franca, após 72 dias de aplicação do produto. Palavras-chaves: controle químico, Meloidogyne, Pratylenchus, Saccharum. Abstract - Dias-Arieira, C.R., S.M. Santana, J.O. Arieira, R.C.F. Ribeiro & L.B.S. Volk Effect of carbofuran on nematode population and sugarcane performance in sandy soils in the state of Paraná, Brazil. The effects of carbofuran on phytonematode densities and sugarcane growth in sandy soils were assessed in the state of Paraná, Brazil. The nematicide was applied at 5 l / ha in the planting ridge using a pressure backpack sprayer. Non-treated plots were used as controls. Data of plant height, number of tillers 35 and 72 days after the planting, and sugarcane productivity were recorded. Nematode (Meloidogyne javanica and Pratylenchus zeae) population levels in the experimental areas were evaluated 35, 72 and 180 days after the planting. Each treatment consisted of six replicates. The experiment was conducted in two different areas from January, 2007 to January, No statistical differences were observed in sugarcane growth variables. Irrespective of the treatment used, the root-knot nematode population decreased drastically. On the other hand, P. zeae population continuously increased throughout the experiment, ranging from 87 to 206 specimens in 100 cm 3 of soil after 180 days. In the roots, an amount of 3,763 specimens was recovered from 10 g of roots. Significant control of P. zeae was achieved 72 days after the nematicide application. Key words: chemical control, Meloidogyne, Pratylenchus, Saccharum. 118 Vol. 34(2)

2 Efeito do Carbofurano na População de Nematoides e no Rendimento da Cana-de-açúcar em Solos Arenosos do Paraná Conteúdo A cultura da cana-de-açúcar (Saccharum spp.) vem apresentando rápida expansão no estado do Paraná. Em 2007 / 08, o estado apresentou crescimento superior a 30 % na produção da cultura, mantendo a condição de segundo maior produtor nacional de álcool e terceiro na fabricação de açúcar (Conab, 2008). Todavia, tal expansão tem-se dado para áreas de solos arenosos com longo histórico de utilização para cafeicultura ou pastagens e que foram paulatinamente degradadas pela ação de certos fitonematoides, principalmente os pertencentes aos gêneros Meloidogyne e Pratylenchus. Coincidentemente, entre os nematoides que mais atacam a cultura da cana-de-açúcar e limitam a sua capacidade produtiva estão os nematoides de galhas (Meloidogyne spp.) e das lesões radiculares (Pratylenchus spp.), em particular P. zeae (Dinardo- Miranda et al., 1995; Moura et al., 2000). Em cana-de-açúcar, a utilização de nematicidas já foi apontada como a principal prática para o controle de nematoides (Novaretti et al., 1994) e a eficiência do produto carbofurano já foi demonstrada, sua aplicação resultando aumentos significativos de produtividade (Moura et al., 1998; Novaretti et al., 1998; Dinardo-Miranda, 2001). Apesar dos muitos relatos nacionais do controle químico de nematoides em cana-de-açúcar, há ainda carência de informações a respeito da eficiência do método em solos arenosos da região do arenito Caiuá, no noroeste do estado do Paraná. Assim, o presente trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos decorrentes do uso do nematicida carbofurano (Furadan 350 SC) sobre as populações de Meloidogyne javanica e P. zeae presentes em duas áreas de cultivo de cana-de-açúcar da citada região e sobre o rendimento da cultura. Os experimentos foram conduzidos em propriedades localizadas nos municípios de Cafezal do Sul e Perobal, ambos na região do arenito Caiuá do estado do Paraná. Na primeira, o experimento foi implantado em 23 de janeiro de 2007, sendo a cultivar utilizada a RB Na segunda o experimento foi instalado em 26 de janeiro de 2007 e utilizou-se a cultivar RB O solo, previamente preparado para a implantação da cultura, foi sulcado no momento do plantio. Nos sulcos foram depositados toletes de cana-de-açúcar e aplicou-se o nematicida Furadan 350 SC (carbofurano: 2,3-dihidro-2,2-dimethilbenzofuran-7-il methilcarbamato), na dosagem recomendada para a cultura no Estado, 5 l / ha, através de um pulverizador pressurizado de bico plano e, em seguida, os sulcos foram fechados. Parcelas sem aplicação de nematicida foram utilizadas como testemunha. Cada tratamento constou de seis repetições, em cada área de cultivo. As parcelas foram formadas por cinco linhas de plantio (7 m), com doze metros de comprimento, perfazendo uma área total de 84 m 2, sendo a área útil experimental igual a 42 m 2 (4,2 x 10 m). No momento do plantio, foram coletadas amostras do solo de cada parcela, para o levantamento da população inicial e determinação de textura, matéria orgânica, ph e teores de alumínio, fósforo e potássio. Decorridos 35, 72 e 180 dias, amostras de solo e raízes foram coletadas na linha central de cada parcela, na região da rizosfera, em uma profundidade média de 30 cm, descartando-se os cinco centímetros superficiais. Cada amostra foi composta por aproximadamente 500 g de solo e 50 g de raízes. As amostras foram colocadas em sacos plásticos, devidamente identificados, e encaminhadas ao laboratório. Para extração dos nematoides do solo, 100 cm 3 foram processados segundo a metodologia de flutuação centrífuga em solução de sacarose (Jenkins, 1964). Para as raízes, 10 g foram submetidas à metodologia de extração proposta por Hussey & Barker, modificada por Boneti & Ferraz (1981) e clarificadas segundo a metodologia de Coolen & D Herde (1972). As amostras obtidas foram avaliadas sob microscópio óptico, procedendo-se a contagem e a identificação dos nematoides. As variáveis número de perfilhos e altura da planta foram avaliadas após 35 e 72 dias de instalação do experimento. Utilizando-se a segunda e quarta linha de plantio, contou-se o número de perfilho por metro linear e, nas mesmas linhas, determinou-se a altura média das plantas com o auxílio de trena. A produtividade foi avaliada um ano após a instalação do experimento. Para esta variável, colheram-se dez metros lineares da segunda e quarta linhas de plantio, Nematologia Brasileira Piracicaba (SP) Brasil 119

3 Rosangela Dallemole-Giaretta, Leandro G. Freitas, Ronaldo J.F. Zooca, Larissa B. Caixeta, Everaldo A. Lopes & Silamar Ferraz deixando como bordadura um metro no início e um no final. Determinou-se a massa deste material e converteu-se o valor para hectare. As médias dos dados obtidos foram comparadas pelo teste de T a 5 e 10 % de probabilidade e submetidas à análise de correlação entre número de nematoides e o tempo decorrido após aplicação. As populações de P. zeae e M. javanica no solo foram estatisticamente iguais nas áreas tratadas e não tratadas, independentemente da área experimental ou época de avaliação (Tabela 1). Contudo, na área localizada no município de Perobal houve diferença estatística entre as populações de P. zeae nas raízes após 72 dias (P 0,05), com número de nematoide significativamente menor na área tratada (Tabela 1). No entanto, na mesma área após 180 dias do tratamento, o número de nematoides no sistema radicular das plantas tratadas foi estatisticamente superior ao observado para a testemunha (P 0,10). Tais resultados podem ser conferidos ao curto efeito residual do produto, que é de somente quatro meses (Novaretti et al., 1995). Os nematoides de galhas são considerados um dos mais importantes para a cultura da cana-de-açúcar (Moura et al., 2000), porém a população de M. javanica apresentou redução constante durante a condução do experimento (Tabela 1) e não houve diferença estatística entre as médias das unidades tratadas e não tratadas. No município de Cafezal do Sul, a redução ocorreu apesar de a cultivar plantada ter sido RB , citada como uma das mais suscetíveis aos nematoides-das-galhas (UFSCAR, 2007), e a classe textural do solo ser franco arenosa, ou seja, também favorável ao aumento populacional desta espécie (Prot & Van Gundy, 1981). Este resultado pode ser conferido ao efeito antagônico existente entre os nematoides (Herman et al., 1988; Umesh & Ferris, 1994; Umesh et al., 1994; Ferraz, 1995). Apesar das espécies de Pratylenchus serem citadas como mais sensíveis ao antagonismo das infecções associadas aos nematoides-das-galhas (Herman et al., 1988; Ferraz, 1995), alguns trabalhos têm evidenciado que, quando a população inicial de Pratylenchus spp. é maior do que a de Meloidogyne spp., pode ocorrer a inibição desta. No trabalho realizado por Ferraz (1995), a população final de M. javanica foi de quando se inoculou números iguais de nematoides-das-galhas e das lesões, no entanto, foi de apenas quando o número de P. brachyurus inoculado foi maior do que o de M. javanica. No presente trabalho, além da população inicial de P. zeae ser superior à observada para M. javanica, ela apresentou aumento considerável Tabela 1 - Número médio de Pratylenchus zeae, Meloidogyne javanica e nematoides de vida livre no solo antes da implantação do experimento (Pi), após 35, 72 e 180 dias de tratamento e nas raízes da cana-de-açúcar após 72 e 180 dias, nas áreas experimentais de Cafezal do Sul e Perobal, noroeste do Paraná. Áreas Tratamentos P. zeae no solo P. zeae nas raízes Pi 30 dias 72 dias 180 dias 72 dias 180 dias Cafezal do Sul Trat. químico 86,2 ns 125,3 ns 226,8 ns 448,7 ns 534,7 ns 3.763,3 ns Testemunha 101,8 86,0 91,0 135,2 653,5 2642,3 Perobal Trat. químico 51,2 ns 199,8 ns 127,3 ns 94,7 ns 228,0** 2.411,0* Testemunha 106,8 138,8 190,0 143,7 425, ,7 M. javanica no solo M. javanica nas raízes Cafezal do Sul Trat. químico 39,2 ns 70,5 ns 20,0 ns 0 ns 63,5 ns 73,2 ns Testemunha 133,2 31,3 14,8 0 19,3 92,2 Perobal Trat. químico 11,3 ns 14,0 ns 0 ns 0 ns 0 ns 0 ns Testemunha 33,2 21, Vida livre no solo Vida livre nas raízes Cafezal do Sul Trat. químico 329,0 ns 125,3 ns 226,8 ns 448,7 ns 58,7 ns 129,3 ns Testemunha 282,0 193,8 304,0 223,5 83,5 155,7 Perobal Trat. químico 43,8 ns 37,0 ns 77,2** 194,2 ns 315,7 ns 196,0 ns Testemunha 47,2 47,8 213,8 240,7 137,7 139,3 ns Dentro de cada unidade experimental e de cada época de avaliação não houve diferença estatística entre as variáveis avaliadas, segundo o teste T a 5 % de probabilidade. *Significativo pelo teste T 10 %. **Significativo pelo teste T 10%. 120 Vol. 34(2)

4 Efeito do Carbofurano na População de Nematoides e no Rendimento da Cana-de-açúcar em Solos Arenosos do Paraná em todas as áreas, em 180 dias passou de 86 para 449 espécimes por 100 cm 3 de solo, podendo explicar a redução significativa do número de M. javanica. A análise de correlação envolvendo o tempo de aplicação só foi significativa para nematoides de vida livre. Na unidade Perobal, após 72 dias da aplicação do produto, o número de nematoides de vida livre nas áreas tratadas foi significativamente inferior à testemunha (P 0,05). Após 180 dias tal diferença não foi observada (Tabela 1). Na unidade Cafezal do Sul não houve diferença estatística no número de nematoides de vida livre (Tabela 1), evidenciando que o produto químico não causou desequilíbrio na população destes organismos. As variáveis número de perfilho e a altura da planta foram estatisticamente iguais nas áreas tratadas e não tratadas. A produtividade, apesar de ter sido aumentada em 10 t / ha em uma das áreas tratadas, também não diferiu estatisticamente da testemunha (Tabela 2). De acordo com experimentos realizados por Dinardo-Miranda (2001), nas áreas em que a população de nematoides encontrava-se baixa, o nematicida carbofurano contribuiu para um acréscimo médio na produtividade de 7,8 %. Como estavam baixas as populações de nematoides, o referido autor atribuiu os resultados ao efeito direto do produto sobre as plantas (efeito fitotônico) e a redução de microorganismos fitopatogênicos presentes no solo. No trabalho realizado por Sudararaj & Metha (1994) foi possível observar que o aumento na população inicial de P. zeae reduziu proporcionalmente a produtividade de cana-de-açúcar dentro das unidades experimentais. Quando a população inicial aumentou de 100 para espécimes, a massa da cana reduziu de 22,2 a 38,7 %, variando conforme a cultivar empregada. Tal fato também pode explicar o baixo incremento da produtividade da cana do presente trabalho, visto que as populações iniciais de P. zeae nas áreas experimentais variavam entre 51 e 107 (Tabela 1). Outro fator que pode ter contribuído com a baixa significância dos resultados foi a alta precipitação registrada no mês de janeiro, quando o experimento foi instalado, chegando a 266,4 mm, segundo dados coletados na Estação Meteorológica de Umuarama, localizada a aproximadamente 30 km das unidades experimentais. Há relatos de que os maiores incrementos de produção de cana-de-açúcar estão associados a menores precipitações pluviométricas, visto que a redução na lixiviação do nematicida possibilita um melhor controle dos nematoides (Novaretti et al., 1984). Um dos dados que mais chamou a atenção na avaliação dos experimentos foi a produtividade da cultivar RB quando comparada à RB Nas condições em que os experimentos foram conduzidos, dois fatores podem contribuir para o entendimento dos resultados. O primeiro deve-se ao fato de que a cultivar RB apresenta maior produtividade em solos fracos (UFSCAR, 2007). O segundo pode ser conferido às características físicoquímicas do solo, uma vez que a área de Cafezal do Sul apresenta teor de argila 44 % superior ao da área de Perobal (Tabela 3), além de ph mais elevado, maior teor de potássio e de matéria orgânica, e menor saturação por alumínio (Tabela 4). Nas condições em que os experimentos foram conduzidos concluiu-se que o nematicida carbofurano controlou P. zeae após 72 dias da aplicação do produto, em solo de textura areia franca e que a aplicação do produto não aumentou significativamente a produtividade da cultura. Tabela 2 - Número médio de perfilho e altura de planta após 35 e 72 dias de tratamento e produtividade média após um ano do tratamento, nas áreas experimentais de Cafezal do Sul e Perobal, noroeste do Paraná. Cafezal do Sul Perobal Furadan 350 SC Testemunha Furadan 350 SC Testemunha 35 dias N o. perfilho 23,42 ns 21,25 24,58 ns 25,75 Altura (cm) 94,85 ns 96,12 102,40 ns 96,77 70 dias N o. perfilho 27,67 ns 25,50 24,83 ns 26,25 Altura (cm) 219,27 ns 217,50 206,93 ns 186,65 Um ano Produtividade (t/ha) 106,10 ns 109,73 63,53 ns 53,44 ns Dentro de cada unidade experimental e de cada época de avaliação não houve diferença estatística entre os parâmetros avaliados, segundo o teste T a 5 % de probabilidade. Nematologia Brasileira Piracicaba (SP) Brasil 121

5 Rosangela Dallemole-Giaretta, Leandro G. Freitas, Ronaldo J.F. Zooca, Larissa B. Caixeta, Everaldo A. Lopes & Silamar Ferraz Tabela 3 - Teores de argila, silte e areia e classe textural dos solos das unidades experimentais de Cafezal do Sul e Perobal (PR) Brasil. Argila (g / kg) Silte (g / kg) Areia (g / kg) Classe textural Cafezal do Sul 179,20 26,5 794,3 Franco arenoso Perobal 118,2 32,3 849,5 Areia franca Tabela 4 - ph em água e em CaCl 2, teores de alumínio, fósforo, potássio e matéria orgânica, nos solos das unidades experimentais de Cafezal do Sul e Perobal (PR) Brasil. ph em H 2 O ph em CaCl 2 Al +3 +H + P K MO (cmol / dm -3 ) (mg / dm -3 ) (cmol / dm -3 ) (g / kg -1 ) Cafezal do Sul 6,9 6,3 4,57 10,8 0,29 1,0 Perobal 6,1 5,4 5,3 15 0,24 0,9 Literatura Citada BONETI, J.I.S. & S. FERRAZ Modificação do método de Hussey e Barker para extração de ovos de Meloidogyne exigua de raízes de cafeeiro. Fitopatologia Brasileira, 6 (3): 553. CONAB Cana-de-açúcar: 1º. Levantamento de canade-açúcar - Abril <http://www.conab.gov.br/> acesso em 27 de janeiro de COOLEN, W.A. & C.J. D HERDE A method for the quantitative extraction of nematodes from plant tissue. State Agricultural Research Center, Ghent Belgium. 77 p. DINARDO-MIRANDA, L.L Efeito de Carbofurano sobre a cana-de-açúcar infestada ou não por nematóides. Summa Phytopathologica, 27 (4): DINARDO-MIRANDA, L.L., W.R.T. NOVARETTI, J.L. MORELLI & E.J. NELLI Comportamento de variedades de cana-de-açúcar em relação a Meloidogyne javanica em condições de campo. Nematologia Brasileira, 19 (1): FERRAZ, L.C.C.B Interação entre Pratylenchus brachyurus e Meloidogyne javanica em soja. Scientia Agrícola, 52 (2): HERMAN, M., R.S. HUSSEY & H.R. BOERMA Interactions between Meloidogyne incognita and Pratylenchus brachyurus on soybean. Journal of Nematology, 20 (1): JENKINS, W.R A rapid centrifugal-flotation technique for separating nematodes from soil. Plant Disease Report, 48: 692. MOURA, R.M., M.E.A. MACEDO, E.G. SILVA & I.P. SILVA Efeito da aplicação de carbofurano em cana-de-açúcar variedade CB45-3. Fitopatologia Brasileira, 23 (4): 503. MOURA, R.M., E.M.R. PEDROSA, S.R.V.L. MARANHÃO, M.E.A. MACEDO, E.G. SILVA & R.F. LIMA Ocorrência dos nematóides Pratylenchus zeae e Meloidogyne spp. em cana-de-açúcar no Nordeste do Brasil. Fitopatologia Brasileira, 25 (1): NOVARETTI, W.R.T., E.J. NELLI & J.O. CARDERÁN Testes de novos nematicidas em cana-de-açúcar. Nematologia Brasileira, 19 (1): NOVARETTI, W.R.T., E.J. NELLI, L.L. DINARDO & J.O. CARDERAN Influência da época de plantio da cana-de-açúcar no controle químico de nematóides. Nematologia Brasileira, 8 (1): PROT, J.C. & S.D. VAN GUNDY Effect of soil texture and the clay component on migration of Meloidogyne incognita second-stage juveniles. Journal of Nematology, 13 (2): SILVEIRA, D. & O.J. HERRERA Principales problemas nematologicos de cuba. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE NEMATOLOGIA TROPICAL, IV, Rio Quente (GO). Anais, p SUNDARARAJ, P. & U.K. METHA Influence of the lesion nematode, Pratylenchus zeae, on yield and quality characters of two cultivars of sugarcane. Nematologia Mediterranea, 22 (1): UFSCAR Universidade Federal de São Carlos. PMGCA Programa de Melhoramento Genético da Cana-deaçúcar <http://www.coplana.com/gxpsites/ hgxpp001.aspx?1,5,312,o,p,0> acesso em 19 de dezembro de UMESH, K.C. & H. FERRIS Influence of temperature and host plant on the interaction between Pratylenchus neglectus and Meloidogyne chitwoodi. Journal of Nematology, 26 (1): UMESH, K.C., H. FERRIS & D.E. BAYER Competition between the plant-parasitic nematode Pratylenchus neglectus and Meloidogyne chitwoodi. Journal of Nematology, 26 (3): Vol. 34(2)

Daniele Aparecida COSTA. Associação Cultural e Educacional de Garça Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal. Carlos Eduardo de Mendonça OTOBONI

Daniele Aparecida COSTA. Associação Cultural e Educacional de Garça Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal. Carlos Eduardo de Mendonça OTOBONI REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE AGRONOMIA PERIODICIDADE SEMESTRAL ANO I EDIÇÃO NÚMERO 2 DEZEMBRO DE 2002 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

ADUBAÇÃO ORGÂNICA E MINERAL NA PRODUTIVIDADE DA CANA- SOCA

ADUBAÇÃO ORGÂNICA E MINERAL NA PRODUTIVIDADE DA CANA- SOCA Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas ADUBAÇÃO ORGÂNICA E MINERAL NA PRODUTIVIDADE DA CANA- SOCA Lucélia Alves Ramos (1) ; Regina Maria Quintão Lana (2) ; Gaspar Henrique Korndörfer (2), Adriane de

Leia mais

REGISTRO DE NEMATOIDES EM CANA-DE-AÇÚCAR SOB DIFERENTES MANEJOS DE PALHADA NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO

REGISTRO DE NEMATOIDES EM CANA-DE-AÇÚCAR SOB DIFERENTES MANEJOS DE PALHADA NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO REGISTRO DE NEMATOIDES EM CANA-DE-AÇÚCAR SOB DIFERENTES MANEJOS DE PALHADA NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO José Mauro da Cunha e Castro (1), Anderson Ramos de Oliveira (1), Welson Lima Simões (1) RESUMO A palhada

Leia mais

RELATÓRIO FINAL. AVALIAÇÃO DO PRODUTO CELLERON-SEEDS e CELLERON-FOLHA NA CULTURA DO MILHO CULTIVADO EM SEGUNDA SAFRA

RELATÓRIO FINAL. AVALIAÇÃO DO PRODUTO CELLERON-SEEDS e CELLERON-FOLHA NA CULTURA DO MILHO CULTIVADO EM SEGUNDA SAFRA RELATÓRIO FINAL AVALIAÇÃO DO PRODUTO CELLERON-SEEDS e CELLERON-FOLHA NA CULTURA DO MILHO CULTIVADO EM SEGUNDA SAFRA Empresa solicitante: FOLLY FERTIL Técnicos responsáveis: Fabio Kempim Pittelkow¹ Rodrigo

Leia mais

Avaliação agronômica de variedades de cana-de-açúcar, cultivadas na região de Bambuí em Minas Gerais

Avaliação agronômica de variedades de cana-de-açúcar, cultivadas na região de Bambuí em Minas Gerais Avaliação agronômica de variedades de cana-de-açúcar, cultivadas na região de Bambuí em Minas Gerais César Ferreira Santos¹; Antônio Augusto Rocha Athayde²; Geann Costa Dias 1 ; Patrícia Fernades Lourenço¹

Leia mais

CALAGEM, GESSAGEM E AO MANEJO DA ADUBAÇÃO (SAFRAS 2011 E

CALAGEM, GESSAGEM E AO MANEJO DA ADUBAÇÃO (SAFRAS 2011 E RESPOSTA DE MILHO SAFRINHA CONSORCIADO COM Brachiaria ruziziensis À CALAGEM, GESSAGEM E AO MANEJO DA ADUBAÇÃO (SAFRAS 2011 E 2012) Carlos Hissao Kurihara, Bruno Patrício Tsujigushi (2), João Vitor de Souza

Leia mais

Importância da fertilidade de solo no manejo integrado de Pratylenchus em soja

Importância da fertilidade de solo no manejo integrado de Pratylenchus em soja Importância da fertilidade de solo no manejo integrado de Pratylenchus em soja Henrique Debiasi - Embrapa Soja Julio Cezar Franchini - Embrapa Soja Waldir Pereira Dias - Embrapa Soja Alvadi Balbinot Embrapa

Leia mais

DESEMPENHO DE MUDAS CHRYSOPOGON ZIZANIOIDES (VETIVER) EM SUBSTRATO DE ESTÉRIL E DE REJEITO DA MINERAÇÃO DE MINÉRIO DE FERRO

DESEMPENHO DE MUDAS CHRYSOPOGON ZIZANIOIDES (VETIVER) EM SUBSTRATO DE ESTÉRIL E DE REJEITO DA MINERAÇÃO DE MINÉRIO DE FERRO Belo Horizonte/MG 24 a 27/11/2014 DESEMPENHO DE MUDAS CHRYSOPOGON ZIZANIOIDES (VETIVER) EM SUBSTRATO DE ESTÉRIL E DE REJEITO DA MINERAÇÃO DE MINÉRIO DE FERRO Igor Fernandes de Abreu (*), Giovane César

Leia mais

AVALIAÇÃO DE PROGÊNIES DE MILHO NA PRESENÇA E AUSÊNCIA DE ADUBO

AVALIAÇÃO DE PROGÊNIES DE MILHO NA PRESENÇA E AUSÊNCIA DE ADUBO REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE AGRONOMIA ISSN 1677-0293 PERIODICIDADE SEMESTRAL ANO III EDIÇÃO NÚMERO 5 JUNHO DE 2004 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

PRODUÇÃO DE MUDAS PRÉ BROTADAS (MPB) DE CANA-DE-AÇUCAR EM DIFERENTE ESTRATÉGIAS DE IRRIGAÇÃO

PRODUÇÃO DE MUDAS PRÉ BROTADAS (MPB) DE CANA-DE-AÇUCAR EM DIFERENTE ESTRATÉGIAS DE IRRIGAÇÃO PRODUÇÃO DE MUDAS PRÉ BROTADAS (MPB) DE CANA-DE-AÇUCAR EM DIFERENTE ESTRATÉGIAS DE IRRIGAÇÃO L. G. Silva 1 ; E. F. Fraga Júnior 2 ; R. A. Santos 3 RESUMO: O Brasil é o maior produtor mundial de cana-de-açúcar,

Leia mais

10 AVALIAÇÃO DE CULTIVARES DE SOJA

10 AVALIAÇÃO DE CULTIVARES DE SOJA 10 AVALIAÇÃO DE CULTIVARES DE SOJA CONVENCIONAL (SOJA LIVRE) EM LUCAS DO RIO VERDE, MT O objetivo deste experimento foi avaliar o potencial produtivo de cultivares de soja convencionais (Soja Livre) em

Leia mais

Maurício Razera RTC Cana - Piracicaba

Maurício Razera RTC Cana - Piracicaba Maurício Razera RTC Cana - Piracicaba Épossível possívelreduzir reduzircusto custoe produzir mais? Épossível possívelreduzir reduzircusto custoe produzir mais! Resultadosexperimentais em solo arenoso usando

Leia mais

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE UMA SEMEADORA-ADUBADORA DE PLANTIO DIRETO NA CULTURA DA SOJA

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE UMA SEMEADORA-ADUBADORA DE PLANTIO DIRETO NA CULTURA DA SOJA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE UMA SEMEADORA-ADUBADORA DE PLANTIO DIRETO NA CULTURA DA SOJA Jorge Ricardo Moura 3 ; Elton Fialho dos Reis 1,4 ; João Paulo Arantes Rodrigues da Cunha 2,4 ; 1 Pesquisador Orientador

Leia mais

CUPINS DA CANA-DE- AÇÚCAR

CUPINS DA CANA-DE- AÇÚCAR CUPINS DA CANA-DE- AÇÚCAR 1. DESCRIÇÃO DA PRAGA Eles ocorrem em todas as regiões do Brasil e são divididos em rei, rainha, soldados e operários, cada um com um trabalho a fazer. São insetos sociais, operários

Leia mais

Biomassa Microbiana em Cultivo de Alface sob Diferentes Adubações Orgânicas e Manejo da Adubação Verde

Biomassa Microbiana em Cultivo de Alface sob Diferentes Adubações Orgânicas e Manejo da Adubação Verde Biomassa Microbiana em Cultivo de Alface sob Diferentes Adubações Orgânicas e Manejo da Adubação Verde Microbial Biomass In Lettuce Culture Under Different Organic Fertilizers And Management Of Green Manure

Leia mais

EFICIENCIA DE SISTEMAS DE APLICAÇÃO DE VINHAÇA VISANDO ECONOMIA E CONSCIENCIA AMBIENTAL

EFICIENCIA DE SISTEMAS DE APLICAÇÃO DE VINHAÇA VISANDO ECONOMIA E CONSCIENCIA AMBIENTAL ISBN 978-85-609-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 7 a 0 de outubro de 009 EFICIENCIA DE SISTEMAS DE APLICAÇÃO DE VINHAÇA VISANDO ECONOMIA E CONSCIENCIA AMBIENTAL Ricardo Gava ;

Leia mais

CARNEIRO, R.M.D.G. 1 e JORGE, C.L. 1

CARNEIRO, R.M.D.G. 1 e JORGE, C.L. 1 SELETIVIDADE FISIOLÓGICA DE POPULAÇÕES DE Meloidogyne incognita E Meloidogyne paranaensis QUANDO MULTIPLICADAS DURANTE SUCESSIVAS GERAÇÕES EM TOMATEIROS E CAFEEIROS CARNEIRO, R.M.D.G. 1 e JORGE, C.L. 1

Leia mais

Referências Bibliográficas

Referências Bibliográficas Considerações Finais Todos os tratamentos testados apresentaram teores foliares de N inferiores ao recomendado para a cultura da soja. As aplicações isoladas de BIOMOL (0,3 L/ha), KALIBRE (1,5 L/ha) e

Leia mais

FERTILIDADE E MATÉRIA ORGÂNICA DO SOLO EM DIFERENTES SISTEMAS DE MANEJO DO SOLO

FERTILIDADE E MATÉRIA ORGÂNICA DO SOLO EM DIFERENTES SISTEMAS DE MANEJO DO SOLO FERTILIDADE E MATÉRIA ORGÂNICA DO SOLO EM DIFERENTES SISTEMAS DE MANEJO DO SOLO Henrique Pereira dos Santos 1, Renato Serena Fontaneli 1, Anderson Santi 1, Ana Maria Vargas 2 e Amauri Colet Verdi 2 1 Pesquisador,

Leia mais

APLICAÇÃO FOLIAR DE ZINCO NO FEIJOEIRO COM EMPREGO DE DIFERENTES FONTES E DOSES

APLICAÇÃO FOLIAR DE ZINCO NO FEIJOEIRO COM EMPREGO DE DIFERENTES FONTES E DOSES APLICAÇÃO FOLIAR DE ZINCO NO FEIJOEIRO COM EMPREGO DE DIFERENTES FONTES E DOSES DENIS AUGUSTO DE SOUSA 1,4, ROBERLI RIBEIRO GUIMARÃES 2,4, ITAMAR ROSA TEIXEIRA 2,4 RESUMO: À exceção de alguns trabalhos

Leia mais

RESUMO. Introdução. 1 Acadêmicos PVIC/UEG, graduandos do Curso de Agronomia, UnU Ipameri - UEG.

RESUMO. Introdução. 1 Acadêmicos PVIC/UEG, graduandos do Curso de Agronomia, UnU Ipameri - UEG. EFEITOS DE FERTILIZANTES E CORRETIVOS NO ph DO SOLO Tiago Trevizam de Freitas 1 ; Zélio de Lima Vieira 1 ; Valter de Oliveira Neves Júnior 1 ; Rodolfo Araújo Marques 1 ; Raimar Vinícius Canêdo 1 ; Adilson

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DAS FORMAS DE FÓSFORO APÓS 15 ANOS DA ADOÇÃO DE SISTEMAS DE MANEJO

DISTRIBUIÇÃO DAS FORMAS DE FÓSFORO APÓS 15 ANOS DA ADOÇÃO DE SISTEMAS DE MANEJO DISTRIBUIÇÃO DAS FORMAS DE FÓSFORO APÓS 15 ANOS DA ADOÇÃO DE SISTEMAS DE MANEJO Resumo Jefferson B. Venâncio 1, Josiléia Acordi Zanatta 2, Júlio Cesar Salton 2 Os sistemas de manejo de solo podem influenciar

Leia mais

EFEITO DA ADUBAÇÃO FOSFATADA SOBRE O RENDIMENTO DE FORRAGEM E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE PASPALUM ATRATUM BRA-009610

EFEITO DA ADUBAÇÃO FOSFATADA SOBRE O RENDIMENTO DE FORRAGEM E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE PASPALUM ATRATUM BRA-009610 REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE AGRONOMIA - ISSN 1677-0293 P UBLICAÇÃO C IENTÍFICA DA F ACULDADE DE A GRONOMIA E E NGENHARIA F LORESTAL DE G ARÇA/FAEF A NO IV, NÚMERO 08, DEZEMBRO DE 2005. PERIODICIDADE:

Leia mais

COMPORTAMENTO DE HÍBRIDOS EXPERIMENTAIS DE MILHO EM CONDIÇÕES DE ESTRESSES DE SECA

COMPORTAMENTO DE HÍBRIDOS EXPERIMENTAIS DE MILHO EM CONDIÇÕES DE ESTRESSES DE SECA COMPORTAMENTO DE HÍBRIDOS EXPERIMENTAIS DE MILHO EM CONDIÇÕES DE ESTRESSES DE SECA Marco Antônio Ferreira Varanda 1 ; Aurélio Vaz de Melo 2 ; Rubens Ribeiro da Silva³ 1 Aluno do Curso de Agronomia; Campus

Leia mais

FONTES E DOSES DE RESÍDUOS ORGÂNICOS NA RECUPERAÇÃO DE SOLO DEGRADADO SOB PASTAGENS DE Brachiaria brizantha cv. MARANDÚ

FONTES E DOSES DE RESÍDUOS ORGÂNICOS NA RECUPERAÇÃO DE SOLO DEGRADADO SOB PASTAGENS DE Brachiaria brizantha cv. MARANDÚ FONTES E DOSES DE RESÍDUOS ORGÂNICOS NA RECUPERAÇÃO DE SOLO DEGRADADO SOB PASTAGENS DE Brachiaria brizantha cv. MARANDÚ Carlos Augusto Oliveira de ANDRADE 1 ; Rubens Ribeiro da SILVA. 1 Aluno do Curso

Leia mais

Portugal, A. F.²*; Ribeiro, D. O.³; Carballal, M. R.¹; Vilela, L. A. F.³; Araújo, E. J.³; Gontijo, M.F.D. 4

Portugal, A. F.²*; Ribeiro, D. O.³; Carballal, M. R.¹; Vilela, L. A. F.³; Araújo, E. J.³; Gontijo, M.F.D. 4 EFEITOS DA UTILIZAÇÃO DE DIFERENTES DOSES DE CAMA DE FRANGO POR DOIS ANOS CONSECUTIVOS NA CONDIÇAO QUÍMICA DO SOLO E OBTENÇÃO DE MATÉRIA SECA EM Brachiaria brizantha cv. MARANDÚ Portugal, A. F.²*; Ribeiro,

Leia mais

EFEITO DO TRATAMENTO DE SEMENTES DE ALGODÃO COM ABAMECTINA NA PENETRAÇÃO E DESENVOLVIMENTO INICIAL DE Meloidogyne incógnita 1

EFEITO DO TRATAMENTO DE SEMENTES DE ALGODÃO COM ABAMECTINA NA PENETRAÇÃO E DESENVOLVIMENTO INICIAL DE Meloidogyne incógnita 1 EFEITO DO TRATAMENTO DE SEMENTES DE ALGODÃO COM ABAMECTINA NA PENETRAÇÃO E DESENVOLVIMENTO INICIAL DE Meloidogyne incógnita 1 Rosana Bessi (ESALQ/USP / rosbessi@yahoo.com.br), Fernando R. Sujimoto (ESALQ/USP),

Leia mais

22º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental II-192 - USO DE EFLUENTES DE LAGOAS DE ESTABILIZAÇÃO PARA

22º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental II-192 - USO DE EFLUENTES DE LAGOAS DE ESTABILIZAÇÃO PARA 22º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental 14 a 19 de Setembro 2003 - Joinville - Santa Catarina II-192 - USO DE EFLUENTES DE LAGOAS DE ESTABILIZAÇÃO PARA PRODUÇÃO DE FLORES EM SISTEMA

Leia mais

Uso de húmus sólido e diferentes concentrações de húmus líquido em características agronômicas da alface

Uso de húmus sólido e diferentes concentrações de húmus líquido em características agronômicas da alface Uso de húmus sólido e diferentes concentrações de húmus líquido em características agronômicas da alface Everto Geraldo de MORAIS 1 ; Chrystiano Pinto de RESENDE 2 ; Marco Antônio Pereira RESUMO LOPES

Leia mais

MONITORAMENTO AGROCLIMÁTICO DA SAFRA DE VERÃO NO ANO AGRÍCOLA 2008/2009 NO PARANÁ

MONITORAMENTO AGROCLIMÁTICO DA SAFRA DE VERÃO NO ANO AGRÍCOLA 2008/2009 NO PARANÁ MONITORAMENTO AGROCLIMÁTICO DA SAFRA DE VERÃO NO ANO AGRÍCOLA 2008/2009 NO PARANÁ JONAS GALDINO 1, WILIAN DA S. RICCE 2, DANILO A. B. SILVA 1, PAULO H. CARAMORI 3, ROGÉRIO T. DE FARIA 4 1 Analista de Sistemas,

Leia mais

Curva de Produção de Mandioquinha-Salsa Sob Manejo Orgânico em Unidade Produtiva do Distrito Federal.

Curva de Produção de Mandioquinha-Salsa Sob Manejo Orgânico em Unidade Produtiva do Distrito Federal. Curva de Produção de Mandioquinha-Salsa Sob Manejo Orgânico em Unidade Produtiva do Distrito Federal. Nuno R. Madeira 1 ; Francisco V. Resende 1 ; Dejoel B. Lima 1 ; Hugo C. Grillo 1 1 Embrapa Hortaliças,

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DA ADUBAÇÃO DE COBERTURA PELOS MÉTODOS SUPERFICIAL E COVETA LATERAL EM UM PLANTIO DE Eucalyptus urograndis - GARÇA, SP

ANÁLISE COMPARATIVA DA ADUBAÇÃO DE COBERTURA PELOS MÉTODOS SUPERFICIAL E COVETA LATERAL EM UM PLANTIO DE Eucalyptus urograndis - GARÇA, SP ANÁLISE COMPARATIVA DA ADUBAÇÃO DE COBERTURA PELOS MÉTODOS SUPERFICIAL E COVETA LATERAL EM UM PLANTIO DE Eucalyptus urograndis - GARÇA, SP FERREIRA, Renato de Araújo renato_a_f@hotmail.com GIACOMETTI,

Leia mais

COMPARAÇÃO DE DIFERENTES FONTES DE CÁLCIO EM SOJA

COMPARAÇÃO DE DIFERENTES FONTES DE CÁLCIO EM SOJA COMPARAÇÃO DE DIFERENTES FONTES DE CÁLCIO EM SOJA 1 INSTITUIÇÃO REALIZADORA SEEDS Serviço Especial em Diagnose de Sementes Ltda CNPJ 91.356.055/0001-94 Endereço: Rua João de Césaro, 255 - Sala 06 - Bairro

Leia mais

EFEITO DE DIFERENTES DOSAGENS DE LODO DE ESGOTO E FERTILIZAÇÃO QUÍMICA SOBRE A DISPONIBILIDADE DE FÓSFORO NO SOLO

EFEITO DE DIFERENTES DOSAGENS DE LODO DE ESGOTO E FERTILIZAÇÃO QUÍMICA SOBRE A DISPONIBILIDADE DE FÓSFORO NO SOLO EFEITO DE DIFERENTES DOSAGENS DE LODO DE ESGOTO E FERTILIZAÇÃO QUÍMICA SOBRE A DISPONIBILIDADE DE FÓSFORO NO SOLO FERREIRA, C.F.; ANDREOLI, C.V.; PEGORINI, E.S., CARNEIRO, C.; SOUZA, M.L.P. Efeito de diferentes

Leia mais

n. 9 - setembro - 2007

n. 9 - setembro - 2007 n. 9 - setembro - 2007 ISSN 0103-4413 Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais Av. José Cândido da Silveira, 1.647 - Cidade Nova - 31170-000 Belo Horizonte - MG - site: www.epamig.br - e-mail:

Leia mais

NEMATOIDES. Prof. Dr. Carlos Eduardo de Mendonça Otoboni Disciplina de Fitossanidade

NEMATOIDES. Prof. Dr. Carlos Eduardo de Mendonça Otoboni Disciplina de Fitossanidade NEMATOIDES Prof. Dr. Carlos Eduardo de Mendonça Otoboni Disciplina de Fitossanidade NEMATÓIDE O QUEÉONEMATOIDE? DANOS E PREJUÍZOS PRINCIPAIS NEMATOIDES SINTOMAS DE ATAQUE ANÁLISE DE NEMATOIDES DISSEMINAÇÃO

Leia mais

CONTROLE DE Meloidogyne javanica COM Pochonia chlamydosporia E ESTERCO BOVINO

CONTROLE DE Meloidogyne javanica COM Pochonia chlamydosporia E ESTERCO BOVINO Original Article 590 CONTROLE DE Meloidogyne javanica COM Pochonia chlamydosporia E ESTERCO BOVINO CONTROL OF Meloidogyne javanica WITH Pochonia chlamydosporia AND COW MANURE Júnia Caroline MACHADO 1 ;

Leia mais

Reação de Variedades de Cana-de-açúcar aos Nematoides-das-galhas*

Reação de Variedades de Cana-de-açúcar aos Nematoides-das-galhas* ARTIGO Cláudia R. Dias-Arieira, Daniela A. Santos, Eliezer R. Souto, Fabio Biela, Fernando M. Chiamolera, Tatiana P.L. da Cunha, Simone de M. Santana & Heriksen H. Puerari Reação de Variedades de Cana-de-açúcar

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Aplicação de Adubo em Milho Verde Orgânico Irrigado Leandro Barradas Pereira 1, Lauro Kenji Komuro 1, Neli Cristina

Leia mais

MIGDOLUS EM CANA DE AÇÚCAR

MIGDOLUS EM CANA DE AÇÚCAR MIGDOLUS EM CANA DE AÇÚCAR 1. INTRODUÇÃO O migdolus é um besouro da família Cerambycidae cuja fase larval causa danos ao sistema radicular da cana-de-açúcar, passando a exibir sintomas de seca em toda

Leia mais

Interpretação da análise de solo

Interpretação da análise de solo Interpretação da análise de solo Tabela de interpretação A orientação para interpretação da análise de solo são organizadas em manuais estaduais e regionais. Manual Tabelas de interpretação Recomendações

Leia mais

Monitoramento Ambiental do Uso de Dejetos Líquidos de Suínos Como Insumo na Agricultura: 3 - Efeito de Doses na Produtividade de Milho.

Monitoramento Ambiental do Uso de Dejetos Líquidos de Suínos Como Insumo na Agricultura: 3 - Efeito de Doses na Produtividade de Milho. Monitoramento Ambiental do Uso de Dejetos Líquidos de Suínos Como Insumo na Agricultura: 3 - Efeito de Doses na Produtividade de Milho. XXIV Congresso Nacional de Milho e Sorgo - 01 a 05 de setembro de

Leia mais

COMPARAÇÃO DE MÉTODOS PARA DETERMINAR A NECESSIDADE DE CALAGEM EM SOLOS DO MUNICÍPIO DE IPAMERI-GO

COMPARAÇÃO DE MÉTODOS PARA DETERMINAR A NECESSIDADE DE CALAGEM EM SOLOS DO MUNICÍPIO DE IPAMERI-GO 1 COMPARAÇÃO DE MÉTODOS PARA DETERMINAR A NECESSIDADE DE CALAGEM EM SOLOS DO MUNICÍPIO DE IPAMERI-GO Diogo da Costa Silva 1,3, Fernando dos Santos Silva 1,3, Marcus Vinícius Vieitas Ramos 2,3 1 Voluntário

Leia mais

PRODUTIVIDADE DO FEIJOEIRO COMUM EM FUNÇÃO DA SATURAÇÃO POR BASES DO SOLO E DA GESSAGEM. Acadêmico PVIC/UEG do Curso de Agronomia, UnU Ipameri - UEG.

PRODUTIVIDADE DO FEIJOEIRO COMUM EM FUNÇÃO DA SATURAÇÃO POR BASES DO SOLO E DA GESSAGEM. Acadêmico PVIC/UEG do Curso de Agronomia, UnU Ipameri - UEG. PRODUTIVIDADE DO FEIJOEIRO COMUM EM FUNÇÃO DA SATURAÇÃO POR BASES DO SOLO E DA GESSAGEM Zélio de Lima Vieira 1 ; Valter de Oliveira Neves Júnior 1 ; Rodolfo Araújo Marques 1 ; Rafael Benetti 1 ; Adilson

Leia mais

ESPAÇAMENTO DAS MUDAS DE CAFÉ NA COVA (*)

ESPAÇAMENTO DAS MUDAS DE CAFÉ NA COVA (*) ESPAÇAMENTO DAS MUDAS DE CAFÉ NA COVA (*) HÉLIO JOSÉ SCARANARI Engenheiro-agrônomo, Divisão de Agronomia, Instituto Agronômico RESUMO Quatro distâncias entre as mudas na mesma cova foram estudadas, com

Leia mais

Embrapa Agropecuária Oeste. Documentos, 32 Embrapa Algodão. Documentos, 82

Embrapa Agropecuária Oeste. Documentos, 32 Embrapa Algodão. Documentos, 82 Embrapa Agropecuária Oeste. Documentos, 32 Embrapa Algodão. Documentos, 82 Exemplares desta publicação podem ser solicitados à: Embrapa Agropecuária Oeste Área de Comunicação Empresarial - ACE BR 163,

Leia mais

ALTERAÇÕES DAS PROPRIEDADES FÍSICAS EM UM CAMBISSOLO APÓS 12 ANOS DE CULTIVO DE MILHO PARA SILAGEM 1

ALTERAÇÕES DAS PROPRIEDADES FÍSICAS EM UM CAMBISSOLO APÓS 12 ANOS DE CULTIVO DE MILHO PARA SILAGEM 1 ALTERAÇÕES DAS PROPRIEDADES FÍSICAS EM UM CAMBISSOLO APÓS 12 ANOS DE CULTIVO DE MILHO PARA SILAGEM 1 Alafer Santelmo da Cruz 2 ; Fabrício Flavio Amler 3 ; Rosieli de Souza Pahl 4 ; Romano Roberto valicheski

Leia mais

EFEITO DA ABAMECTINA (AVERMECTINA) NA SUPRESSÃO DE OVOS E JUVENIS DE Meloidogyne incognita EM SUSPENSÃO

EFEITO DA ABAMECTINA (AVERMECTINA) NA SUPRESSÃO DE OVOS E JUVENIS DE Meloidogyne incognita EM SUSPENSÃO 1 EFEITO DA ABAMECTINA (AVERMECTINA) NA SUPRESSÃO DE OVOS E JUVENIS DE Meloidogyne incognita EM SUSPENSÃO Carlos E. de M. Otoboni 1 ; Alexandre de M. Guimarães 2 ; Adjenilton M. Duarte 3 1 Eng. Agrônomo,

Leia mais

MÉTODOS DE CORREÇÃO DO SOLO

MÉTODOS DE CORREÇÃO DO SOLO MÉTODOS DE CORREÇÃO DO SOLO O laudo (Figura 1) indica os valores determinados no laboratório para cada camada do perfil do solo, servindo de parâmetros para direcionamento de métodos corretivos. Figura

Leia mais

COMPARAÇÃO DE SONDAS DE AMOSTRAGEM PARA ANÁLISE DA CANA EM DUAS SAFRAS SAMPLES PROBES COMPARISON FOR SUGARCANE ANALYSIS ON TWO SEASON

COMPARAÇÃO DE SONDAS DE AMOSTRAGEM PARA ANÁLISE DA CANA EM DUAS SAFRAS SAMPLES PROBES COMPARISON FOR SUGARCANE ANALYSIS ON TWO SEASON COMPARAÇÃO DE SONDAS DE AMOSTRAGEM PARA ANÁLISE DA CANA EM DUAS SAFRAS SAMPLES PROBES COMPARISON FOR SUGARCANE ANALYSIS ON TWO SEASON Leonardo Lucas Madaleno (1) Reginaldo Soares Santos (2) Juliana Freire

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO LODO DE ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO PARA ADUBAÇÃO DA GOIABEIRA

UTILIZAÇÃO DO LODO DE ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO PARA ADUBAÇÃO DA GOIABEIRA UTILIZAÇÃO DO LODO DE ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO PARA ADUBAÇÃO DA GOIABEIRA Luiz Carlos S. Caetano¹; Aureliano Nogueira da Costa²; Adelaide de F. Santana da Costa 2 1 Eng o Agrônomo, D.Sc, Pesquisador

Leia mais

RESULTADOS E DISCUSSÃO

RESULTADOS E DISCUSSÃO ISSN 1983-6015 PESAGRO-RIO - Nº 22 - agosto/2014 - Niterói - RJ ATRIBUTOS NUTRICIONAIS DE LAVOURAS 1 DE CAFÉ CONILON NO NORTE FLUMINENSE 2 2 Wander Eustáquio de Bastos Andrade ; José Márcio Ferreira ;

Leia mais

EFEITO DE LÂMINAS DE REPOSIÇÃO HÍDRICA NO PERFILHAMENTO DA CANA-DE-AÇÚCAR

EFEITO DE LÂMINAS DE REPOSIÇÃO HÍDRICA NO PERFILHAMENTO DA CANA-DE-AÇÚCAR EFEITO DE LÂMINAS DE REPOSIÇÃO HÍDRICA NO PERFILHAMENTO DA CANA-DE-AÇÚCAR D. R. dos Santos Junior 1 ; F. A. L. Soares 2 ; M. B. Teixeira 2 ; F. N. Cunha! ; N. F. da Silva 1 ; R. C. de Oliveira 1 RESUMO:

Leia mais

INFLUÊNCIA DE PLANTAS DE COBERTURA DO SOLO NA OCORRÊNCIA DE PLANTAS DANINHAS E NA PRODUTIVIDADE DE GRÃOS DE TRIGO

INFLUÊNCIA DE PLANTAS DE COBERTURA DO SOLO NA OCORRÊNCIA DE PLANTAS DANINHAS E NA PRODUTIVIDADE DE GRÃOS DE TRIGO INFLUÊNCIA DE PLANTAS DE COBERTURA DO SOLO NA OCORRÊNCIA DE PLANTAS DANINHAS E NA PRODUTIVIDADE DE GRÃOS DE TRIGO AMARAL, Kevin Bossoni do 1 ; CAMPOS, Ben-Hur Costa de 2 ; BIANCHI, Mario Antonio 3 Palavras-Chave:

Leia mais

PRODUÇÃO DO ALGODÃO COLORIDO EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO FOLIAR DE N E B

PRODUÇÃO DO ALGODÃO COLORIDO EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO FOLIAR DE N E B Página 770 PRODUÇÃO DO ALGODÃO COLORIDO EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO FOLIAR DE N E B Tancredo Augusto Feitosa de Souza 1 ; Roberto Wagner Cavalcanti Raposo 2 ; Aylson Jackson de Araújo Dantas 2 ; Carolline Vargas

Leia mais

CALAGEM PARA O FEIJÃO-CAUPI [Vigna unguiculata (L.) WALP], CV. BR3 TRACUATEUA, EM SOLO ÁCIDO DE SALVATERRA, MARAJÓ, PARÁ

CALAGEM PARA O FEIJÃO-CAUPI [Vigna unguiculata (L.) WALP], CV. BR3 TRACUATEUA, EM SOLO ÁCIDO DE SALVATERRA, MARAJÓ, PARÁ Área: Solos e Nutrição de Plantas CALAGEM PARA O FEIJÃO-CAUPI [Vigna unguiculata (L.) WALP], CV. BR3 TRACUATEUA, EM SOLO ÁCIDO DE SALVATERRA, MARAJÓ, PARÁ João Elias Lopes Rodrigues 1 ; Sonia Maria Botelho

Leia mais

Desempenho de cultivares e populações de cenoura em cultivo orgânico no Distrito Federal.

Desempenho de cultivares e populações de cenoura em cultivo orgânico no Distrito Federal. Desempenho de cultivares e populações de cenoura em cultivo orgânico no Distrito Federal. Flávia M. V. Teixeira Clemente, Francisco V. Resende, Jairo V. Vieira Embrapa Hortaliças, C. Postal 218, 70.359-970,

Leia mais

Produção de feijão-fava em resposta ao emprego de doses de esterco bovino e presença e ausência de NPK

Produção de feijão-fava em resposta ao emprego de doses de esterco bovino e presença e ausência de NPK Produção de feijão-fava em resposta ao emprego de doses de esterco bovino e presença e ausência de NPK Adriana U. Alves ; Ademar P. de Oliveira 2 ; Carina S. M. Dornelas ; Anarlete U. Alves 3 ; Edna U.

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DE DOIS MODELOS DE GOTEJADORES QUANTO A OCORRÊNCIA DE HISTERESE

CARACTERIZAÇÃO DE DOIS MODELOS DE GOTEJADORES QUANTO A OCORRÊNCIA DE HISTERESE CARACTERIZAÇÃO DE DOIS MODELOS DE GOTEJADORES QUANTO A OCORRÊNCIA DE HISTERESE F. N. Cunha 1 ; N. F. da Silva 1 ; A. C. Ferreira 1 ; R. C. de Oliveira 1 ; M. B. Teixeira 2 ; F. A. L. Soares 2 RESUMO: O

Leia mais

Avaliação da influência de coberturas mortas sobre o desenvolvimento da cultura da alface na região de Fernandópolis- SP.

Avaliação da influência de coberturas mortas sobre o desenvolvimento da cultura da alface na região de Fernandópolis- SP. Avaliação da influência de coberturas mortas sobre o desenvolvimento da cultura da alface na região de Fernandópolis- SP. Roberto Andreani Junior 1 Pedro Galbiati Neto 1 UNICASTELO-Faculdade de Ciências

Leia mais

INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA NOS ATRIBUTOS FÍSICOS DE UM NEOSSOLO QUARTZARÊNICO CULTIVADO COM EUCALIPTO.

INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA NOS ATRIBUTOS FÍSICOS DE UM NEOSSOLO QUARTZARÊNICO CULTIVADO COM EUCALIPTO. INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA NOS ATRIBUTOS FÍSICOS DE UM NEOSSOLO QUARTZARÊNICO CULTIVADO COM EUCALIPTO. Bruno Marchió 1, Talles Eduardo Borges dos Santos 2, Jânio Goulart dos Santos 3 ; Andrisley Joaquim

Leia mais

SISTEMAS DE PREPARO DE SOLO E MANEJO DE COBERTURA MORTA EM POMARES DE CITROS

SISTEMAS DE PREPARO DE SOLO E MANEJO DE COBERTURA MORTA EM POMARES DE CITROS SISTEMS DE PREPRO DE SOLO E MNEJO DE COBERTUR MORT EM POMRES DE CITROS Pedro ntonio Martins uler Pesquisador - IPR Área de Fitotecnia aulerpe@iapar.br 35ª Semana da Citricultura Cordeirópolis, 5 de junho

Leia mais

CANA DE AÇÚCAR. Resultados agronômicos de experimento realizado com a Universidade Federal de Uberlândia, em Goianésia, Goiás.

CANA DE AÇÚCAR. Resultados agronômicos de experimento realizado com a Universidade Federal de Uberlândia, em Goianésia, Goiás. CANA DE AÇÚCAR Resultados agronômicos de experimento realizado com a Universidade Federal de Uberlândia, em Goianésia, Goiás. Testes científicos de performance - Todos os direitos reservados - www.geociclo.com.br

Leia mais

NUTRIÇÃO MINERAL DAS HORTALIÇAS. LXXXVIII. EXTRAÇÃO DE NUTRIENTES EM ALHO-PORRÓ (Allium porrum)

NUTRIÇÃO MINERAL DAS HORTALIÇAS. LXXXVIII. EXTRAÇÃO DE NUTRIENTES EM ALHO-PORRÓ (Allium porrum) NUTRIÇÃO MINERAL DAS HORTALIÇAS. LXXXVIII. EXTRAÇÃO DE NUTRIENTES EM ALHO-PORRÓ (Allium porrum) KEIGO MINAMI 1 HENRIQUE PAULO HAAG 2 RESUMO: Com a finalidade de estudar a extração de macro e micronutrientes

Leia mais

Cultivo de melancia irrigada submetida a diferentes doses de NPK no sul do Tocantins.

Cultivo de melancia irrigada submetida a diferentes doses de NPK no sul do Tocantins. Cultivo de melancia irrigada submetida a diferentes doses de NPK no sul do Tocantins. Luciano Marcelo Fallé Saboya 1 ; Rita de Cassia Cunha Saboya 2 ; Valdeci Pinheiro Júnior 3 ; Jacinto Pereira da Silva

Leia mais

EXPERIMENTO SOBRE O EFEITO DO AGROSTEMIN APLICADO NO PLANTIO DE CANA DE AÇÚCAR

EXPERIMENTO SOBRE O EFEITO DO AGROSTEMIN APLICADO NO PLANTIO DE CANA DE AÇÚCAR EXPERIMENTO SOBRE O EFEITO DO AGROSTEMIN APLICADO NO PLANTIO DE CANA DE AÇÚCAR Este experimento foi conduzido no município de Aquiraz CE Brasil no ano de 2009 e 2010. A variedade utilizada foi a RB 92.579.

Leia mais

ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DA APLICAÇÃO DE VINHAÇA NO SOLO ATRAVÉS DE MÉTODO DE PROSPEÇÃO GEOELÉTRICO

ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DA APLICAÇÃO DE VINHAÇA NO SOLO ATRAVÉS DE MÉTODO DE PROSPEÇÃO GEOELÉTRICO ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DA APLICAÇÃO DE VINHAÇA NO SOLO ATRAVÉS DE MÉTODO DE PROSPEÇÃO GEOELÉTRICO JOSE RODRIGO DOS SANTOS SILVA Instituto Federal de Goiás (Campus Goiânia) - Programa de Pós-Graduação em

Leia mais

Crescimento de milho fertilizado com manipueira aplicada via foliar

Crescimento de milho fertilizado com manipueira aplicada via foliar Crescimento de milho fertilizado com manipueira aplicada via foliar Narcísio Cabral de Araújo 1, Thiago Costa Ferreira 2, Suenildo Jósemo Costa Oliveira 2, Abílio José Procópio Queiroz 1, Vera Lúcia Antunes

Leia mais

VERIFICAÇÃO E VALIDAÇÃO DO SIMULADOR ESTOCÁSTICO DE DADOS DIÁRIOS DE PRECIPITAÇÃO PLUVIOMÉTRICA - SIMPREC

VERIFICAÇÃO E VALIDAÇÃO DO SIMULADOR ESTOCÁSTICO DE DADOS DIÁRIOS DE PRECIPITAÇÃO PLUVIOMÉTRICA - SIMPREC VERIFICAÇÃO E VALIDAÇÃO DO SIMULADOR ESTOCÁSTICO DE DADOS DIÁRIOS DE PRECIPITAÇÃO PLUVIOMÉTRICA - SIMPREC Autores Monica Carvalho E-mail: meinfo@ig.com.br Jorim Sousa das Virgens Filho E-mail: sousalima@almix.com.br

Leia mais

POPULAçÃO DE PLANTAS DE SOJA NO SISTEMA DE SEMEADURA DIRETA PARA O CENTRO-SUL DO ESTADO DO PARANÁ

POPULAçÃO DE PLANTAS DE SOJA NO SISTEMA DE SEMEADURA DIRETA PARA O CENTRO-SUL DO ESTADO DO PARANÁ /,-----------. (c;) EM.PRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECuARIA EMBRAPA ~ Vinculada ao M'nisté,io da Ag,iculMa ~., CENTRO NACIONAL DE PESQUISA DE SOJA - CNPSo Rodovia Carlos João Slrass (Londrina/Warta)

Leia mais

DIAGNOSE NUTRICIONAL DE PLANTAS DE SOJA, CULTIVADA EM SOLO COM ADUBAÇÃO RESIDUAL DE DEJETOS DE SUÍNOS, UTILIZANDO O DRIS

DIAGNOSE NUTRICIONAL DE PLANTAS DE SOJA, CULTIVADA EM SOLO COM ADUBAÇÃO RESIDUAL DE DEJETOS DE SUÍNOS, UTILIZANDO O DRIS DIAGNOSE NUTRICIONAL DE PLANTAS DE SOJA, CULTIVADA EM SOLO COM ADUBAÇÃO RESIDUAL DE DEJETOS DE SUÍNOS, UTILIZANDO O DRIS Techio, J.W. 1 ; Castamann, A. 2 ; Caldeira, M.H. 3 ; Zanella, S. 4 ; Escosteguy,

Leia mais

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 731

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 731 Página 731 POTENCIAL AGRÍCOLA DA UTILIZAÇÃO DE COMPOSTO ORGÂNICO DE LIXO URBANO NA CULTURA DO GIRASSOL1 João Paulo Gonsiorkiewicz Rigon 1 ;Moacir Tuzzin de Moraes 1 ; Fernando Arnuti 1 ; Maurício Roberto

Leia mais

Disciplinas. Dinâmica de Potássio no solo e sua utilização nas culturas

Disciplinas. Dinâmica de Potássio no solo e sua utilização nas culturas Disciplinas Solos nos domínios morfoclimáticos do cerrado Ementa: Solos em ambientes de Cerrado. Sistema Brasileiro de Classificação do Solo. Caracterização morfológica das principais classes de solo inseridas

Leia mais

Produção de cultivares de alface em três sistemas de cultivo em Montes Claros-MG

Produção de cultivares de alface em três sistemas de cultivo em Montes Claros-MG Produção de cultivares de alface em três sistemas de cultivo em Montes Claros-MG Cândido Alves da Costa; Sílvio Júnio Ramos; Simone Nassau Zuba; Wagner Fabian. UFMG-Núcleo de Ciências Agrárias, C. Postal

Leia mais

Resultados de Experimentação e Campos Demonstrativos de Milho Safra 2010/2011

Resultados de Experimentação e Campos Demonstrativos de Milho Safra 2010/2011 3 Resultados de Experimentação e Campos Demonstrativos de Milho Safra 200/20 André Luis F. Lourenção 3.. Introdução Analisando o oitavo levantamento da Conab (20), observase que a área semeada com milho

Leia mais

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 455

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 455 Página 455 AVALIAÇÃO DA FITOMASSA SECA DA MAMONEIRA BRS 149 NORDESTINA SOB FERTILIZAÇÃO MINERAL Lúcia Helena Garófalo Chaves 1 ; Evandro Franklin de Mesquita 2,3 ; Hugo Orlando Carvallo Guerra 1 ; Diva

Leia mais

Número de plantas para estimação do plastocrono em feijão guandu

Número de plantas para estimação do plastocrono em feijão guandu Número de plantas para estimação do plastocrono em feijão guandu Alberto Cargnelutti Filho 1 Marcos Toebe 2 Giovani Facco 3 Gustavo Oliveira dos Santos 3 Bruna Mendonça Alves 2 Anderson Bolzan 4 1 - Introdução

Leia mais

PRODUTIVIDADE DE MILHO SILAGEM SOB ADUBAÇÃO COM DEJETO LIQUIDO DE BOVINOS E MINERAL COM PARCELAMENTO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA¹. a2es@cav.udesc.br.

PRODUTIVIDADE DE MILHO SILAGEM SOB ADUBAÇÃO COM DEJETO LIQUIDO DE BOVINOS E MINERAL COM PARCELAMENTO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA¹. a2es@cav.udesc.br. Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas PRODUTIVIDADE DE MILHO SILAGEM SOB ADUBAÇÃO COM DEJETO LIQUIDO DE BOVINOS E MINERAL COM PARCELAMENTO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA¹. Mauricio Vicente Alves², Luiz Armando

Leia mais

Desenvolvimento de Plantas de Cubiu Sob Diferentes Doses de Água Residuária da Despolpa dos Frutos do Cafeeiro Arábica.

Desenvolvimento de Plantas de Cubiu Sob Diferentes Doses de Água Residuária da Despolpa dos Frutos do Cafeeiro Arábica. Desenvolvimento de Plantas de Cubiu Sob Diferentes Doses de Água Residuária da Despolpa dos Frutos do Cafeeiro Arábica. José Carlos Lopes 1 ; Viviani Bridi 2 ; Ronaldo de Almeida 2 ; Marcus Altoé 2 ; Leonardo

Leia mais

EFEITO DE FERTILIZANTES FOSFATADOS SOBRE O CONSUMO DE ÁGUA E PRODUÇÃO DE MATÉRIA SECA DA MAMONEIRA (Ricinus communis L.)

EFEITO DE FERTILIZANTES FOSFATADOS SOBRE O CONSUMO DE ÁGUA E PRODUÇÃO DE MATÉRIA SECA DA MAMONEIRA (Ricinus communis L.) Página 658 EFEITO DE FERTILIZANTES FOSFATADOS SOBRE O CONSUMO DE ÁGUA E PRODUÇÃO DE MATÉRIA SECA DA MAMONEIRA (Ricinus communis L.) Francisco Assis de Oliveira 1 ; Nivaldo Timóteo de Arruda Filho 2 ; Kleber

Leia mais

INFLUÊNCIA DO USO DE ÁGUA RESIDUÁRIA E DOSES DE FÓSFORO NA ÁREA FOLIAR DO PINHÃO MANSO

INFLUÊNCIA DO USO DE ÁGUA RESIDUÁRIA E DOSES DE FÓSFORO NA ÁREA FOLIAR DO PINHÃO MANSO INFLUÊNCIA DO USO DE ÁGUA RESIDUÁRIA E DOSES DE FÓSFORO NA ÁREA FOLIAR DO PINHÃO MANSO Marcio Melquiades Silva dos Anjos (1); Anderson Santos da Silva (1); Patrício Gomes Leite (2); Ronaldo do Nascimento

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 PRODUÇÃO DE PEPINO TIPO CONSERVA EM FUNÇÃO DE DOSES DE FÓSFORO ELONHA RODRIGUES DOS SANTOS 1 ; ANTONIA PINTO DE CERQUEIRA 2 ; PAULO ROGÉRIO SIRIANO BORGES 3 ; PAULO ROBERTO PEREIRA 4 ; ARISTÓTELES CAPONE

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO COMPUTACIONAL PARA O CONTROLE DO MANEJO DA IRRIGAÇÃO 1

DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO COMPUTACIONAL PARA O CONTROLE DO MANEJO DA IRRIGAÇÃO 1 DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO COMPUTACIONAL PARA O CONTROLE DO MANEJO DA IRRIGAÇÃO 1 M. G. Silva 2 ; F. D. D. Arraes 3 ; E. R. F. Ledo 4 ; D. H. Nogueira 5 RESUMO: O presente trabalho teve por objetivo

Leia mais

MAMÃOZINHO-DE-VEADO (Jacaratia corumbensis O. kuntze): CULTIVO ALTERNATIVO PARA ALIMENTAÇÃO ANIMAL NA REGIÃO SEMI-ÁRIDA DO NORDESTE

MAMÃOZINHO-DE-VEADO (Jacaratia corumbensis O. kuntze): CULTIVO ALTERNATIVO PARA ALIMENTAÇÃO ANIMAL NA REGIÃO SEMI-ÁRIDA DO NORDESTE MAMÃOZINHO-DE-VEADO (Jacaratia corumbensis O. kuntze): CULTIVO ALTERNATIVO PARA ALIMENTAÇÃO ANIMAL NA REGIÃO SEMI-ÁRIDA DO NORDESTE Nilton de Brito Cavalcanti, Gherman Garcia Leal de Araújo, Geraldo Milanez

Leia mais

AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE ALGODÃO HERBÁCEO EM ESPAÇAMENTO ESTREITO COM CLORETO DE MEPIQUAT RESUMO

AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE ALGODÃO HERBÁCEO EM ESPAÇAMENTO ESTREITO COM CLORETO DE MEPIQUAT RESUMO AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE ALGODÃO HERBÁCEO EM ESPAÇAMENTO ESTREITO COM CLORETO DE MEPIQUAT Antonio César Bolonhezi (1), Edivaldo André Gomes (2) (1)UNESP-Ilha Solteira(SP) E-mail: bolonha@agr.feis.unesp.br.

Leia mais

EVAPORAÇÃO EM TANQUE DE CIMENTO AMIANTO

EVAPORAÇÃO EM TANQUE DE CIMENTO AMIANTO EVAPORAÇÃO EM TANQUE DE CIMENTO AMIANTO GERTRUDES MACARIO DE OLIVEIRA 1, MÁRIO DE MIRANDA VILAS BOAS RAMOS LEITÃO, ANDREIA CERQUEIRA DE ALMEIDA 3, REGIANE DE CARVALHO BISPO 1 Doutora em Recursos Naturais,

Leia mais

Palavras-Chave: Adubação nitrogenada, massa fresca, área foliar. Nitrogen in Cotton

Palavras-Chave: Adubação nitrogenada, massa fresca, área foliar. Nitrogen in Cotton 64 Nitrogênio na cultura do Algodão Helton Aparecido Rosa 1, Reginaldo Ferreira Santos 1, Maycon Daniel Vieira 1, Onóbio Vicente Werner 1, Josefa Moreno Delai 1, Marines Rute de Oliveira 1 1 Universidade

Leia mais

MATERIAIS E METODOLOGIA

MATERIAIS E METODOLOGIA QUANTIFICAÇÃO DA PRECIPITAÇÃO E A RELAÇÃO COM A PRESSÃO ATMOSFÉRICA EM UMA ÁREA DE CULTIVO DE MANGA NO MUNICÍPIO DE CUIARANA-PA SILVA, F. M. 1 ; TORRES, C.S.C. 2 ; SOUSA, A. M. L. 3 ; NUNES, H. G. G. C.

Leia mais

Resistência a Penetração e Densidade do Solo como Indicativos de Compactação do Solo em Área de Cultivo da Cana-de-Açúcar

Resistência a Penetração e Densidade do Solo como Indicativos de Compactação do Solo em Área de Cultivo da Cana-de-Açúcar Resistência a Penetração e Densidade do Solo como Indicativos de Compactação do Solo em Área de Cultivo da Cana-de-Açúcar RENATO PAIVA DE LIMA (1), MAURÍCIO JAVIER DE LEON (2), BRUNO ANTÔNIO BERNARDO DA

Leia mais

CONSERVAÇÃO DE SEMENTES DE CAFÉ ROBUSTA (Coffea canephora) CULTIVAR APOATÃ IAC 2258 EM FUNÇÃO DO GRAU DE UMIDADE E DO AMBIENTE

CONSERVAÇÃO DE SEMENTES DE CAFÉ ROBUSTA (Coffea canephora) CULTIVAR APOATÃ IAC 2258 EM FUNÇÃO DO GRAU DE UMIDADE E DO AMBIENTE CONSERVAÇÃO DE SEMENTES DE CAFÉ ROBUSTA (Coffea canephora) CULTIVAR APOATÃ IAC 2258 EM FUNÇÃO DO GRAU DE UMIDADE E DO AMBIENTE R. M. Torres Faculdade de Agronomia e Engenharia Floresta - FAEF A. C. S.

Leia mais

DOSES DE DEJETO LÍQUIDO DE SUÍNOS NA CULTURA DO MILHO 1

DOSES DE DEJETO LÍQUIDO DE SUÍNOS NA CULTURA DO MILHO 1 DOSES DE DEJETO LÍQUIDO DE SUÍNOS NA CULTURA DO MILHO 1 STROJAKI, T. V. 2 ; MORAES, M. T. 2 ; ARNUTI, F. 2 ; TREVISOL, G. 2 ; JANDREY, W. F. 2 ; CANCIAN, L. C. 2 ; PESSOTTO, P. P. 2 ; SILVA, V. R. da 3

Leia mais

Eficiência dos Dessecantes Paraquat e Diquat na Antecipação da Colheita do Milho.

Eficiência dos Dessecantes Paraquat e Diquat na Antecipação da Colheita do Milho. Eficiência dos Dessecantes Paraquat e Diquat na Antecipação da Colheita do Milho. XXIV Congresso Nacional de Milho e Sorgo - 01 a 05 de setembro de 2002 - Florianópolis - SC Magalhães, P. C.1, Durães,

Leia mais

UNIDADES DE MANEJO: UMA OPÇÃO DESAFIADORA E MAIS INTELIGENTE

UNIDADES DE MANEJO: UMA OPÇÃO DESAFIADORA E MAIS INTELIGENTE Departamento de Engenharia de Biossistemas ESALQ/USP UNIDADES DE MANEJO: UMA OPÇÃO DESAFIADORA E MAIS INTELIGENTE V Seminário de Agricultura de Precisão Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz 9

Leia mais

Produção sustentável de grãos e carne bovina na região do Bolsão-Sul-Mato-Grossense

Produção sustentável de grãos e carne bovina na região do Bolsão-Sul-Mato-Grossense Produção sustentável de grãos e carne bovina na região do Bolsão-Sul-Mato-Grossense Ademir H. Zimmer Júlio Salton Armindo N. Kichel Engº. Agrsº. Pesquisadores Embrapa Gado de Corte e Agropecuária Oeste

Leia mais

Propriedades físicas de um Cambissolo submetido a períodos de pastejo rotacionado

Propriedades físicas de um Cambissolo submetido a períodos de pastejo rotacionado Propriedades físicas de um Cambissolo submetido a períodos de pastejo rotacionado Rostirolla, P. 1 ; Miola, E. C. C. 2 ; Suzuki, L. E. A. S. 1 ; Bitencourt Junior, D. 3 ; Matieski, T. 1 ; Moreira, R. M.

Leia mais

USO DO SOLO EM SISTEMAS CONSERVACIONISTAS PARA O CULTIVO DE PERENES

USO DO SOLO EM SISTEMAS CONSERVACIONISTAS PARA O CULTIVO DE PERENES USO DO SOLO EM SISTEMS CONSERVCIONISTS PR O CULTIVO DE PERENES Pedro ntonio Martins uler Eng. gr., Dr., Pesquisador - IPR Área de Fitotecnia / Fruticultura III Reunião Paranaense de Ciência do Solo Londrina,

Leia mais

IRRIGAÇÃO COM ÁGUA RESIDUÁRIA E DE ABASTECIMENTO SUBMETIDO À ADUBAÇÃO FOSFATADA EM PLANTAS DE PINHÃO MANSO

IRRIGAÇÃO COM ÁGUA RESIDUÁRIA E DE ABASTECIMENTO SUBMETIDO À ADUBAÇÃO FOSFATADA EM PLANTAS DE PINHÃO MANSO IRRIGAÇÃO COM ÁGUA RESIDUÁRIA E DE ABASTECIMENTO SUBMETIDO À ADUBAÇÃO FOSFATADA EM PLANTAS DE PINHÃO MANSO A. S. Silva 1 ; L. T. Souto Filho 1 ; M. F. Mendonça 1 ; P. G. Leite 2 ; F. V. da Silva 3 ; R.

Leia mais

Fertilização em Viveiros para Produção de Mudas

Fertilização em Viveiros para Produção de Mudas Fertilização em Viveiros para Produção de Mudas Produção de Mudas - No sistema de raiz nua Produção de mudas de Pinus no sul do BR - No interior de recipientes - Sacos plásticos - Tubetes Fertilização

Leia mais

NEMATÓIDES EM CANA-DE-AÇÚCAR

NEMATÓIDES EM CANA-DE-AÇÚCAR NEMATÓIDES EM CANA-DE-AÇÚCAR 1. INTRODUÇÃO Os nematóides são importantes parasitos de cana-de-açúcar, causando grandes danos ao sistema radicular, que se torna deficiente e pouco produtivo. Em conseqüência

Leia mais

ENSAIOS DE ALGODOEIROS DE FIBRAS COLORIDAS NO VALE DO IUIU 1 INTRODUÇÃO

ENSAIOS DE ALGODOEIROS DE FIBRAS COLORIDAS NO VALE DO IUIU 1 INTRODUÇÃO Página 1376 ENSAIOS DE ALGODOEIROS DE FIBRAS COLORIDAS NO VALE DO IUIU 1 Murilo Barros Pedrosa 1 ; Osório Lima Vasconcelos 3 ; Camilo de Lelis Morello 2 ; Eleusio Curvelo Freire 4 ; Flávio Rodrigo Gandolfi

Leia mais