INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL. Gestão para Resultados

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL. Gestão para Resultados"

Transcrição

1 Gestão para Resultados

2 Gerenciar é atingir metas Nada acontece em uma Organização, a não ser por uma ação gerencial Prof. Vicente Falconi ampos

3 OBJETIVO FINAL DAS AÇÕES EM TODAS AS ÁREAS DA EMPRESA ATINGIR METAS (RESULTADOS)

4 TODAS AS AÇÕES, EM QUALQUER ÁREA, DEVEM SER PROJETADAS A PARTIR DAS METAS DA ORGANIZAÇÃO

5

6 O QUE É MÉTODO?

7

8 NOSSO MÉTODO M DE GERENIAMENTO A P D

9

10 Aqui não temos um modelo mental A P D ONHEIDO Sei desenhar... Tenho na ponta da língua... Sei ensinar... Já utilizei em certo caso... Aqui temos um modelo mental A P D ABSORVIDO Uso mesmo sem lembrar. É natural Sei utilizar total ou parcialmente em quaisquer circunstancia em que seja necessário atingir certo resultado

11 ILO DE GERENIAMENTO (iclo para Atingir Metas) Padronizar e Treinar no sucesso 6 1 Localizar Problemas e estabelecer Metas Tomar Ação orretiva no Insucesso 5 A P 2 Estabelecer Plano de Ação D 4 Verificar o atingimento da Meta e o status dos planos 3 onduzir a Execução do Plano

12 AOMPANHAMENTO DE RESULTADOS As análises de resultados devem estar focadas no resultado x meta e no cumprimento dos planos de ação. Resultados x metas Plano de

13 AOMPANHAMENTO DE RESULTADOS

14 AOMPANHAMENTO DE RESULTADOS

15 AOMPANHAMENTO DE RESULTADOS As reuniões de acompanhamento nos seus respectivos níveis hierárquicos seguirão a Agenda Anual de Reuniões. alendário das Reuniões de Acompanhamento EBITDA e apital Empregado out/05 nov/05 D S T Q Q S S D S T Q Q S S dez/05 jan/06 D S T Q Q S S D S T Q Q S S Legenda: Feriados Reunião do onselho Reunião do OP (Presidente e Diretores do OP). (1o nível hierárquico) Reuniões dos Diretores do OP com os diretores e gerentes diretamente subordinados. (2o nível hierárquico) Demais reuniões de acompanhamento (3o e 4o níveis hierárquicos) Divulgação do resultado do mês anterior pela DA

16 ILO DE GERENIAMENTO (iclo para Atingir Metas) Padronizar e Treinar no sucesso 6 1 Localizar Problemas e estabelecer Metas Tomar Ação orretiva no Insucesso 5 A P 2 Estabelecer Plano de Ação D 4 Verificar o atingimento da Meta e o status dos planos 3 onduzir a Execução do Plano

17 O QUE É UM SISTEMA DE GESTÃO?

18 ONEITO DE SISTEMA Todo sistema tem suas partes intimamente interligadas Todo sistema tem pelo menos uma Função Específica

19 Gerenciar é melhorar e manter resultados. Portando, um Sistema de Gestão é construído para melhorar e manter resultados.

20 ontrole Anual ILO DE GERENIAMENTO Padronizar e Treinar no sucesso Tomar Ação orretiva no Insucesso Verificar o atingimentoda meta Visão (iclo para Melhorar) A P D 1 Localizar Problemas e estabelecer Metas 3 2 Estabelecer Plano de Ação onduzir a Execução do Plano Estabelecimento das Estratégias visando estabelecer as metas de melhoria ontrole Mensal ILO DE GERENIAMENTO Padronizar e Treinar no sucesso Tomar Ação orretiva no Insucesso Verificar o atingimentoda meta Metas (iclo para Melhorar) A P D 1 Localizar Problemas e estabelecer Metas 3 2 Estabelecer Plano de Ação onduzir a Execução do Plano ILO DE GERENIAMENTO Padronizar e Treinar no sucesso Tomar Ação orretiva no Insucesso Verificar o atingimentoda meta Projetos (iclo para Melhorar) A P D 1 Localizar Problemas e estabelecer Metas 3 2 Estabelecer Plano de Ação onduzir a Execução do Plano Atingimento das Metas Anuais visando melhorar o desempenho ontrole Diário Padrões ILO DE GERENIAMENTO Tomar Ação orretiva no Insucesso 5 (Tratamento de Anomalias) 4 Verificar o atingimentoda meta (iclo para Manter) A S D 1 Metas-Especificações do produto do trabalho 3 2 Padrões onduzir a Execução do trabalho RESULTADOS Q E Operação Diária visando manter o desempenho

21 Visão ILO DE GERENIAMENTO Padronizar e Treinar no sucesso Tomar Ação orretiva no Insucesso 5 4 Verificar o atingimentoda meta 6 (iclo para Melhorar) A P D 1 Localizar Problemas e estabelecer Metas 3 2 Estabelecer Plano de Ação onduzir a Execução do Plano Formulação Estratégica Metas Projetos Gerenciamento pelas Diretrizes ILO DE GERENIAMENTO Padronizar e Treinar no sucesso Tomar Ação orretiva no Insucesso 5 4 Verificar o atingimentoda meta 6 (iclo para Melhorar) A P D 1 Localizar Problemas e estabelecer Metas 3 2 Estabelecer Plano de Ação onduzir a Execução do Plano ILO DE GERENIAMENTO Padronizar e Treinar no sucesso Tomar Ação orretiva no Insucesso 5 4 Verificar o atingimentoda meta 6 (iclo para Melhorar) A P D 1 Localizar Problemas e estabelecer Metas 3 2 Estabelecer Plano de Ação onduzir a Execução do Plano Gerenciamento de Projetos Padrões Gerenciamento da Rotina do Trabalho do Dia-a-Dia ILO DE GERENIAMENTO Tomar Ação orretiva no Insucesso 5 (Tratamento de Anomalias) 4 Verificar o atingimentoda meta (iclo para Manter) A S D 1 Metas-Especificações do produto do trabalho 3 2 Padrões onduzir a Execução do trabalho RESULTADOS Q E

22 GER. PELAS DIRETRIZES Visão FORMULAÇÃO ESTRATÉGIA FORMULAÇÃO ILO DE GERENIAMENTO ESTRATÉGIA Políticas Ações Objetivos ILO DE GERENIAMENTO Tomar Ação orretiva no Insucesso 5 4 Verificar o atingimentoda meta Metas Melhorias Padronizar e Gerenciamento Treinar no 6 sucesso das Melhorias (iclo para Melhorar) A P D 1 Localizar Problemas e estabelecer Metas 3 2 Padronizar e Treinar no sucesso Tomar Ação orretiva no Insucesso Verificar o atingimentoda meta Metas Anuais Estabelecer Plano de Ação onduzir a Execução do Plano (iclo para Melhorar) A P D 1 Inovações Gerenciamento da Inovação Six Sigma Black Belts Localizar Problemas e estabelecer Metas 3 2 Estabelecer Plano de Ação onduzir a Execução do Plano ILO DE GERENIAMENTO Padronizar e Treinar no sucesso Tomar Ação orretiva no Insucesso 5 4 Verificar o atingimentoda meta Projetos 6 (iclo para Melhorar) A P D 1 GER. DE PROJETOS Localizar Problemas e estabelecer Metas 3 2 Estabelecer Plano de Ação onduzir a Execução do Plano Padrões SISTEMA DE PADRONIZAÇÃO ILO DE GERENIAMENTO (iclo para Manter) Tomar Ação 1 Metas-Especificações do produto do trabalho O orretiva R noç Insucesso 5 A M E N T O (Tratamento de 2 Padrões Anomalias) A S Gerenciamento da Rotina D do Trabalho do Dia-a-Dia Verificar o 4 onduzir a atingimentoda 3 Execução do meta trabalho RESULTADOS RESULTADOS Q E

23 ~5 anos 1 ano 1 dia GER. PELAS DIRETRIZES FORMULAÇÃO ESTRATÉGIA Políticas Ações Objetivos Melhorias Gerenciamento das Melhorias Metas Anuais Inovações Gerenciamento da Inovação Six Sigma Black Belts SISTEMA DE PADRONIZAÇÃO O R Ç A M E N T O Gerenciamento da Rotina do Trabalho do Dia-a-Dia RESULTADOS GER. DE PROJETOS Operação Melhoria da Operação

24 Hoshin Kanri TQ QFD Best Practices EP Poka Yoke Portfolio Analysis FORMULAÇÃO ESTRATÉGIA ~5 anos 1 ano 1 dia Políticas Ações Objetivos GER. PELAS DIRETRIZES Metas Anuais Melhorias Gerenciamento das Melhorias Inovações Gerenciamento da Inovação Six Sigma Black Belts O R Ç A M E N T O Gerenciamento da Rotina do Trabalho do Dia-a-Dia RESULTADOS GER. DE PROJETOS SISTEMA DE PADRONIZAÇÃO Operação Melhoria da Operação AB osting ISO9000 GPD GMR DDO Balanced Score ard Market Driven Management Benchmarking Kaizen Black Belts A P D TQM OM Estatística GRD Q EDA DD Gerenciamento de Projetos

25 QUAIS OS FATORES ESSENIAIS PARA SE ATINGIR METAS?

26 LIDERANÇA Governança Liderança Executiva lima Organizacional ultura Organizacional apacidade Organizacional A P D Finanças Recursos Humanos Logística Fabricação Marketing Vendas, etc ~5 anos 1 ano 1 dia FORMULAÇÃO ESTRATÉGIA Políticas Ações Objetivos GER. PELAS DIRETRIZES Melhorias Gerenciamento das Melhorias Metas Anuais Inovações Gerenciamento da Inovação Six Sigma Black Belts GERENIAMENTO (MÉTODO) SISTEMA DE PADRONIZAÇÃO O R Ç A M E N T O Gerenciamento da Rotina do Trabalho do Dia-a-Dia RESULTADOS GER. DE PROJETOS Operação Melhoria da Operação ONHEIMENTO DO PROESSO

27 Resultados da Empresa onhecimento

28 RELAIONAMENTO ENTRE ONHEIMENTO E RESULTADOS Resultados onhecimento inexistente onhecimento existente adquirido onhecimento existente na empresa onhecimento

29 AQUISIÇÃO E RIAÇÃO DE ONHEIMENTO onhecimento existente na empresa (já estocado nas pessoas da empresa e em seus padrões) onhecimento existente comprado (inexistente na empresa mas existente em outros locais) - [é muito difícil ter consciência exata do que não se sabe]. onhecimento inexistente (escondido entre as informações, existentes ou não, e extraído através da análise lise). É o único conhecimento diferenciador.

30 Os resultados alcançados atualmente correspondem aos conhecimentos da equipe que já foram efetivamente praticados. Somente conhecimentos novos (habilidades novas) conduzem a novos patamares de resultados. ompetitividade Resultado onhecimento

31 O que háh de novo no Gerenciamento? Percepção de Sistema de Gestão Gerenciamento tem método Todos gerenciam Resultados=Gestão+Liderança+Técnica Resultados excepcionais só com Gestão ientífica Meta alavanca onhecimento (gera demanda)

32

33 ritérios de Avaliação Produtos (Entregas) liente / Mercado/Fornecedor Portfólio Produtos (Entregas) Educação Profissional Formação inicial e continuada Educação técnica de nível médio Educação superior ertificação de pessoas Tecnologia Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação tecnológica Gestão Atendimento à demanda industrial Aplicação dos recursos Qualidade Serviços técnicos especializados Assessoria técnica e tecnológica Eficiência operacional Informação tecnológica Sustentabilidade Pessoas ertificação de processos e produtos Educação Profissional Formação inicial e continuada Educação técnica de nível médio Educação superior ertificação de pessoas Tecnologia Pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica Serviços técnicos especializados Assessoria técnica e tecnológica Informação tecnológica ertificação de processos e liente / Mercado produtos

34 ritérios de Avaliação Atendimento à demanda industrial: Promover a convergência dos produtos e serviços do SENAI de acordo com demanda do mercado. Qualidade: Assegurar qualidade dos produtos e serviços em conformidade com os requisitos dos clientes. Aplicação dos recursos: Garantir a adequada aplicação dos recursos do SENAI visando a transparência do sistema para a sociedade no cumprimento do regimento e da missão; Sustentabilidade: Garantir o equilíbrio entre as receitas e despesas dos produtos e serviços não contemplados na gratuidade. Eficiência operacional : Promover a eficiência e eficácia nas ações de modo a alcançar os resultados com menores custos. Pessoas e Tecnologia: Promover a atualização técnica e tecnológica de docentes e técnicos e a atualização da infra-estrutura para garantir a qualidade dos produtos e serviços no alcance dos resultados. Gestão: Assegurar o alcance dos resultados esperados em alinhamento com a missão e visão.

35 Produtos (Entregas) Partes Interessadas omo medir se o Sistema SENAI está atendendo as partes interessadas? Aluno formado Indústria Taxa de conclusão (todas modalidades) Profissional formado de acordo com os requisitos dos clientes Indústria Indústria sociedade Nível de satisfação das empresas com os egressos do SENAI (Educação técnica de nível médio) Taxa de ocupação de egressos no mercado de trabalho (Educação técnica de nível médio) Gratuidade Governo Indústria Sociedade Percentual dos recursos da receita líquida da contribuição geral destinado à gratuidade em Educação profissional. Número de matrículas gratuitas com recursos da receita líquida de contribuição geral usto-aluno-hora - Formação inicial usto-aluno-hora -Educação Técnica de nível médio

36 Produtos (Entrega) Partes Interessadas omo medir se o Sistema SENAI está atendendo as partes interessadas? Sustentabilidade SENAI Índice de sustentabilidade financeira Serviços técnicos e tecnológicos Indústria usto em Serviços Técnicos e Tecnológicos Nível de satisfação das empresas com STT Produto e/ou processo inovador Indústria Incorporação de projetos de inovação pelas empresas Índice de projetos de inovação concluídos Equipe técnica e infraestrutura atualizada (EP e STT) SENAI Investimento em capacitação destinada a docentes e técnicos Investimento em infra-estrutura física e tecnológica

37 FIM Visite nossa Home Page:

Gestão Estratégica, Inovação e Competitividade Carlos Gustavo Fortes Caixeta www.carlosgustavocaixeta.com.br

Gestão Estratégica, Inovação e Competitividade Carlos Gustavo Fortes Caixeta www.carlosgustavocaixeta.com.br Gestão Estratégica, Inovação e Competitividade Carlos Gustavo Fortes Caixeta www.carlosgustavocaixeta.com.br GESTÃO ESRATÉGICA POR QUE E PARA QUE?? Gestão VAMO INO... Market Driven Management TQM QFD ISO9000

Leia mais

PALESTRA: SISTEMA DE GESTÃO PELA QUALIDADE TOTAL

PALESTRA: SISTEMA DE GESTÃO PELA QUALIDADE TOTAL I SEMINÁRIO REGIONAL DA QUALIDADE PALESTRA: SISTEMA DE GESTÃO PELA QUALIDADE TOTAL ENG. MÁRCIO ROLDÃO COSTA ROTEIRO DA PALESTRA 1. APRESENTAÇÃO DA FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL - ; 2. CÓDIGOS FONTE

Leia mais

A Gestão da Qualidade de Software e a Gestão da Qualidade Total A experiência da NEC do Brasil S.A.

A Gestão da Qualidade de Software e a Gestão da Qualidade Total A experiência da NEC do Brasil S.A. XI ITS - junho de 2000 - uritiba - A Gestão da ualidade de Software e a Gestão da ualidade Total A experiência da NE do Brasil S.A. Renato Luiz ella Volpe - NE do Brasil S.A. Mauro de Mesquita Spinola

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 1 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

Otimização. Processos I

Otimização. Processos I Saiba Como o Six Sigma Convive com Outras Metodologias de Gestão e Como Otimização Alinhadas Podem Promover de a Otimização de Processos e Resultados Expressivos Processos I Alberto Pezeiro pezeiro@setadg.com.br

Leia mais

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning Curso e- Learning Planejamento Estratégico através do Balanced Scorecard Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 2 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios

Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa Análise de Maturidade de Governança

Leia mais

FMEA, PDCA, TQM, PPAP

FMEA, PDCA, TQM, PPAP Ementários Fundamentos do Pensamento Lean e Toyota Production System TPS 20 horas Introdução ao Pensamento Lean six Sigma e ao TPS Histórico Evolutivo do TPS Pilares do TPS Princípios Lean Fundamentos

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Sumário 1. A Empresa i. Nossas Crenças O Grupo Voitto i Método de Trabalho iv. Nossos Diferenciais v. Nossos Clientes vi. Equipe Societária 2. Mercado de Consultoria no Brasil

Leia mais

GESTÃO DE PROCESSOS E MELHORIA OPERACIONAL O CASO DA ELETROBRAS

GESTÃO DE PROCESSOS E MELHORIA OPERACIONAL O CASO DA ELETROBRAS GESTÃO DE PROCESSOS E MELHORIA OPERACIONAL O CASO DA ELETROBRAS Alberto Wajzenberg Gerente de Desenvolvimento Organizacional alberto.wajzenberg@eletrobras.com Brasilia 7 de novembro de 2013 GESTÃO DE PROCESSOS

Leia mais

www.pwc.com.br Como melhorar a gestão da sua empresa?

www.pwc.com.br Como melhorar a gestão da sua empresa? www.pwc.com.br Como melhorar a gestão da sua empresa? Como melhorar a gestão da sua empresa? Melhorar a gestão significa aumentar a capacidade das empresas de solucionar problemas. Acreditamos que, para

Leia mais

IBMEC Jr. Consultoria. A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho

IBMEC Jr. Consultoria. A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho IBMEC Jr. Consultoria A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho O mercado de trabalho que nos espera não é o mesmo dos nossos pais... ... ele mudou! As mudanças Certeza Incerteza Real Virtual

Leia mais

Entrevista Lean Six Sigma com David Vicentin (para compor reportagem da Revista Banas Qualidade julho/2010)

Entrevista Lean Six Sigma com David Vicentin (para compor reportagem da Revista Banas Qualidade julho/2010) Entrevista Lean Six Sigma com David Vicentin (para compor reportagem da Revista Banas Qualidade julho/2010) 1) Fale a respeito de sua formação profissional e atuação. Sou engenheiro de produção pela Escola

Leia mais

Gestão Estratégica. BSC: As 4 perspectivas de valor Metáfora da Árvore

Gestão Estratégica. BSC: As 4 perspectivas de valor Metáfora da Árvore Gestão Estratégica 8 Mapas Estratégicos Prof. Dr. Marco Antonio Pereira marcopereira@usp.br BSC: As 4 perspectivas de valor Metáfora da Árvore Financeira Cliente Processos Internos Colaboradores 1 BSC:

Leia mais

Pronta para se tornar uma das 20 maiores produtoras de cimento do mundo

Pronta para se tornar uma das 20 maiores produtoras de cimento do mundo 06 Governança TRANSPARÊNCIA 23 Corporativa e Gestão Conselho de Administração O Conselho de Administração da Camargo Corrêa Cimentos é composto de até seis membros, sendo um presidente, três vice-presidentes

Leia mais

RH Gestão Transformadora

RH Gestão Transformadora RH Gestão Transformadora Como construir o relacionamento para garantir resultados : desenvolvendo as competências necessárias para criar parcerias, influenciar e atuar como parceiro de Negócios 1 Aonde

Leia mais

Seminário GVcev Ferramentas e Aplicações voltadas à melhoria dos processos. Márcio Roldão INDG

Seminário GVcev Ferramentas e Aplicações voltadas à melhoria dos processos. Márcio Roldão INDG Seminário GVcev Ferramentas e Aplicações voltadas à melhoria dos processos Márcio Roldão INDG ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL - INDG; NOVAS OPORTUNIDADES DE MELHORIA DOS RESULTADOS:

Leia mais

Gestão por Processos 2013- IQPC

Gestão por Processos 2013- IQPC Gestão por Processos 2013- IQPC PEX WEEK BRAZIL 2013 Integração das Metodologias no Sistema de Gestão vinculadas à Cultura e à estratégia de Negócios da empresa Alberto Pezeiro Seta Desenvolvimento Gerencial

Leia mais

O FATOR HUMANO EM PROJETOS DE TI

O FATOR HUMANO EM PROJETOS DE TI 1 O FATOR HUMANO EM PROJETOS DE TI 2 INTRODUÇÃO O FATOR HUMANO E OS FATORES QUE IMPACTAM PROCESSOS EM PROJETOS DE TI Mudança de paradigma: humano é o ponto central fator humano Processos Normas Normas

Leia mais

IMPLEMENTANDO O LEAN SIX SIGMA

IMPLEMENTANDO O LEAN SIX SIGMA IMPLEMENTANDO O LEAN SIX SIGMA LEAN MANUFACTURING SIX SIGMA Portifólio Marcelo Rivas Fernandes, instrutor para os cursos: Champions, Black, Green e Yellow Belts em Lean Six Sigma Portifólio Palestras e

Leia mais

GESTÃO DE PROCESSOS SM

GESTÃO DE PROCESSOS SM GESTÃO DE PROCESSOS OBJETIVOS OBJETIVOS Promover a percepção de negócio, a partir do Mapeamento e da Gestão de Processos, focalizando principalmente: O desenvolvimento de uma visão sistêmica e estratégica

Leia mais

GPP TREINAMENTO E CONSULTORIA. Apresentação Básica de Portfólio

GPP TREINAMENTO E CONSULTORIA. Apresentação Básica de Portfólio GPP TREINAMENTO E CONSULTORIA Apresentação Básica de Portfólio Renato B. Rodrigues Estatístico pela UNICAMP, MBA em Administração pela FEA USP e especialização em Estratégia (Insead França) e Liderança

Leia mais

Alguns de nossos clientes...

Alguns de nossos clientes... www.perdazero.com.br perdazero@perdazero.com.br Quem somos A Perda Zero é uma empresa de consultoria, com sede em Porto Alegre-RS. Suas atividades iniciaram em 1990, com o objetivo de atuar nas organizações

Leia mais

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor Gestão e Governança de TI Modelo de Governança em TI Prof. Marcel Santos Silva PMI (2013), a gestão de portfólio é: uma coleção de projetos e/ou programas e outros trabalhos que são agrupados para facilitar

Leia mais

FTAD. Formação Técnica em Administração de Empresas. Gestão da Qualidade

FTAD. Formação Técnica em Administração de Empresas. Gestão da Qualidade FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Gestão da Qualidade Aula 5 O PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO Objetivo: Compreender os requisitos para obtenção de Certificados no Sistema Brasileiro de Certificação

Leia mais

Unidade I GESTÃO ESTRATÉGICA DE. Professora Ani Torres

Unidade I GESTÃO ESTRATÉGICA DE. Professora Ani Torres Unidade I GESTÃO ESTRATÉGICA DE RECURSOS HUMANOS Professora Ani Torres Estrutura organizacional Estrutura organizacional é o conjunto ordenado de responsabilidades, autoridades, comunicações e decisões

Leia mais

Nossa Visão. Ser a melhor empresa de logística da América Latina.

Nossa Visão. Ser a melhor empresa de logística da América Latina. Nossa Visão Ser a melhor empresa de logística da América Latina. Nossos Valores Foco no cliente Gente faz a diferença e vale pelo que faz Integridade e transparência Lucro para valorização crescente Simplicidade

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE

QUALIDADE DE SOFTWARE QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.3 Curso: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Disciplina: Qualidade de Software Profa. : Kátia Lopes Silva 1 QUALIDADE DE SOFTWARE Objetivos: Introduzir os três modelos para implementar

Leia mais

COMO FALHAR COM SEIS SIGMA

COMO FALHAR COM SEIS SIGMA COMO FALHAR COM SEIS SIGMA Marco Siqueira Campos Diretor da Siqueira Campos Associados Estatístico - Eng. Qualidade Cert. ASQ Quem somos de atuação. Foco em métodos quantitativos para qualidade, produtividade

Leia mais

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM AGOSTO DE 2015

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM AGOSTO DE 2015 6 σ LEAN UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM AGOSTO DE 2015 UPGRADE BLACK BELT ORIGENS DO A metodologia Seis Sigma surgiu na Motorola, na década de 1980, e foi posteriormente implementada na General

Leia mais

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM ABRIL DE 2016

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM ABRIL DE 2016 6 σ LEAN UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM ABRIL DE 2016 UPGRADE BLACK BELT ORIGENS DO A metodologia Seis Sigma surgiu na Motorola, na década de 1980, e foi posteriormente implementada na General

Leia mais

APIMEC. 23 de outubro de 2008

APIMEC. 23 de outubro de 2008 APIMEC 23 de outubro de 2008 1 Importante As informações e declarações sobre eventos futuros estão sujeitas a riscos e incertezas, as quais têm como base estimativas e suposições da Administração e informações

Leia mais

CALENDÁRIO GERAL 2016 VERSÃO 1.0 PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CÂMPUS ECOVILLE

CALENDÁRIO GERAL 2016 VERSÃO 1.0 PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CÂMPUS ECOVILLE CALENDÁRIO GERAL 2016 VERSÃO 1.0 GRAMA PÓS-FLEX 2016 CÂMPUS ECOVILLE ÁREA DE NEGÓCIOS E ENGENHARIA Recesso: 19 a de julho de 2016 29 de junho a 13 de julho de 2016 Legenda: Programa Pós-Flex Gestão e Negócios

Leia mais

Escritório de Projetos

Escritório de Projetos Escritório de Projetos Agenda Conceito de Escritório de Projetos Por que implementar um Escritório de Projetos? Implementando um Escritório de Projetos Funções do Escritório de Projetos Modelo de Maturizade

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 Líderes : Autores do Futuro Ser líder de um movimento de transformação organizacional é um projeto pessoal. Cada um de nós pode escolher ser... Espectador,

Leia mais

Balanced Scorecard Construção e execução

Balanced Scorecard Construção e execução Balanced Scorecard Construção e execução 1 Apresentação Executivo por mais de 30 anos, ocupou cargos de diretor, direção geral e de conselheiro em empresas multinacionais e nacionais de médio e grande

Leia mais

Gestão de Pessoas. Kassius Sipolati, Sanderson Farias, Bruno Coswsok

Gestão de Pessoas. Kassius Sipolati, Sanderson Farias, Bruno Coswsok Deve-se sempre ter em mente que um projeto de software envolve um grupo variado de pessoas, inclusive os membros de equipe, e é preciso providenciar para que o relacionamento entre essas pessoas, enquanto

Leia mais

1 LIDERANÇA. Indicador 1: Eficiência da Comunicação Organizacional

1 LIDERANÇA. Indicador 1: Eficiência da Comunicação Organizacional COMPILADO DAS SUGESTÕES DE MELHORIAS PARA O IDGP/2011 por critério e indicador 1 LIDERANÇA O critério Liderança aborda como está estruturado o sistema de liderança da organização, ou seja, o papel da liderança

Leia mais

A XYZ Consultoria é uma empresa formada por uma equipe de profissionais de diferentes áreas para atuar nas três dimensões:

A XYZ Consultoria é uma empresa formada por uma equipe de profissionais de diferentes áreas para atuar nas três dimensões: A XYZ Consultoria é uma empresa formada por uma equipe de profissionais de diferentes áreas para atuar nas três dimensões: X Metodologias Y Resultados Z Atitudes Os instrutores, consultores e gerentes

Leia mais

Trabalho padrão do líder: uma das chaves para sustentar os ganhos de desempenho. Joe Murli

Trabalho padrão do líder: uma das chaves para sustentar os ganhos de desempenho. Joe Murli Trabalho padrão do líder: uma das chaves para sustentar os ganhos de desempenho Joe Murli O trabalho padrão do líder, incluindo o comportamento de liderança lean, é um elemento integral de um sistema de

Leia mais

ALBUM DE FORMAÇÃO 2011

ALBUM DE FORMAÇÃO 2011 AGENDA FORMAÇÃO INTER 2011 ALBUM DE FORMAÇÃO 2011 AGENDA FORMAÇÃO INTER 2011 ALBUM DE FORMAÇÃO 2011 ÁREAS DE FORMAÇÃO 1 2 DESENVOLVIMENTO PESSOAL & COMPORTAMENTAL GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS 3 FINANÇAS,

Leia mais

Gestão da qualidade. Conceito e histórico da qualidade. Prof. Dr. Gabriel Leonardo Tacchi Nascimento

Gestão da qualidade. Conceito e histórico da qualidade. Prof. Dr. Gabriel Leonardo Tacchi Nascimento Gestão da qualidade Conceito e histórico da qualidade Prof. Dr. Gabriel Leonardo Tacchi Nascimento Como é vista a qualidade Redução de custos Aumento de produtividade Conceito básico de qualidade Satisfação

Leia mais

PAEX Parceiros para a Excelência

PAEX Parceiros para a Excelência PAEX Parceiros para a Excelência Estabelecer parcerias por melhores resultados: uma prática comum na natureza e nas empresas que querem se desenvolver. CONHECA A FDC Alianças Internacionais: Uma Escola

Leia mais

Caroline Rodrigues Gerente de Atendimento

Caroline Rodrigues Gerente de Atendimento Caroline Rodrigues Gerente de Atendimento NOSSA VISÃO SER A MELHOR EMPRESA DE LOGÍSTICA DA AMÉRICA LATINA NOSSOS VALORES FOCO NO CLIENTE GENTE FAZ A DIFERENÇA E VALE PELO QUE FAZ INTEGRIDADE E TRANSPARÊNCIA

Leia mais

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA FORMAÇÃO GREEN BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM JANEIRO DE 2015

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA FORMAÇÃO GREEN BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM JANEIRO DE 2015 6 σ LEAN FORMAÇÃO GREEN BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM JANEIRO DE 2015 FORMAÇÃO GREEN BELT ORIGENS DO A metodologia Seis Sigma surgiu na Motorola, na década de 1980, e foi posteriormente implementada na

Leia mais

Módulo 6. Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa do autor.

Módulo 6. Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa do autor. Módulo 6 Módulo 6 Desenvolvimento do projeto com foco no negócio BPM, Análise e desenvolvimento, Benefícios, Detalhamento da metodologia de modelagem do fluxo de trabalho EPMA. Todos os direitos de cópia

Leia mais

Projeto Olho Vivo Atuação estratégica nas necessidades dos clientes para melhoria da Satisfação.

Projeto Olho Vivo Atuação estratégica nas necessidades dos clientes para melhoria da Satisfação. IGS INOVAÇÃO DA GESTÃO EM SANEAMENTO Ciclo 2012 Case: Projeto Olho Vivo Atuação estratégica nas necessidades dos clientes para melhoria da Satisfação. A. A OPORTUNIDADE A.1. Qual foi a oportunidade de

Leia mais

A gestão por processos como base para maior eficiência no uso dos recursos e eficácia cia na obtenção dos resultados da organização

A gestão por processos como base para maior eficiência no uso dos recursos e eficácia cia na obtenção dos resultados da organização A gestão por processos como base para maior eficiência no uso dos recursos e eficácia cia na obtenção dos resultados da organização Augusto Scofano Mainieri Irene Szyszka Lucem Sistemas Integrados de Gestão

Leia mais

RDPG - Programa de Desenvolvimento da Liderança com foco nas Estratégias

RDPG - Programa de Desenvolvimento da Liderança com foco nas Estratégias RDPG - Programa de Desenvolvimento da Liderança com foco nas Estratégias A. A OPORTUNIDADE A.1 Qual foi a oportunidade de melhoria de gestão (problema, desafio, dificuldade), solucionada pela prática

Leia mais

Neuza Maria Dias Chaves. Soluções em Equipe. Como desenvolver equipes de Melhoria Contínua e obter resultados para as pessoas e organizações

Neuza Maria Dias Chaves. Soluções em Equipe. Como desenvolver equipes de Melhoria Contínua e obter resultados para as pessoas e organizações Neuza Maria Dias Chaves Soluções em Equipe Como desenvolver equipes de Melhoria Contínua e obter resultados para as pessoas e organizações INTRODUÇÃO....................................................................

Leia mais

Certificações ISO 9001 por Setor Econômico no Brasil

Certificações ISO 9001 por Setor Econômico no Brasil Certificações ISO 9001 por Setor Econômico no Brasil 9000 8000 8690 7000 6000 5000 4000 3000 4709 3948 2000 1000 29 4 0 Indústria Comércio e Serviços Agropecuária Código Nace Inválido TOTAL Fonte: Comitê

Leia mais

SENAI. Linhas de atuação prioritárias : Educação Profissional e Tecnológica Inovação e Tecnologia Industriais

SENAI. Linhas de atuação prioritárias : Educação Profissional e Tecnológica Inovação e Tecnologia Industriais SENAI Missão: Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a competitividade da Indústria Brasileira. Linhas de atuação

Leia mais

Fundamentos do Modelo Prado-MMGP

Fundamentos do Modelo Prado-MMGP Fundamentos do Modelo Prado-MMGP Darci Prado O modelo Prado-MMGP (Modelo de Maturidade em Gerenciamento de Projetos) foi lançado em dezembro de 2002 e reflete a experiência com o tema, de mais de quarenta

Leia mais

Conceitos. Conceitos. Histórico. Histórico. Disciplina: Gestão de Qualidade ISSO FATEC - IPATINGA

Conceitos. Conceitos. Histórico. Histórico. Disciplina: Gestão de Qualidade ISSO FATEC - IPATINGA Disciplina: FATEC - IPATINGA Gestão de ISSO TQC - Controle da Total Vicente Falconi Campos ISO 9001 ISO 14001 OHSAS 18001 Prof.: Marcelo Gomes Franco Conceitos TQC - Total Quality Control Controle da Total

Leia mais

Mudança cultural: o líder comunicador

Mudança cultural: o líder comunicador 1 IGS INOVAÇÃO DA GESTÃO EM SANEAMENTO Ciclo 2010 Case: Mudança cultural: o líder comunicador Autora: Auzenice Lopes de Souza 2 A. A OPORTUNIDADE A.1. Qual foi a oportunidade de melhoria de gestão (problema,

Leia mais

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP DARCI PRADO Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP Versão 2.0.0 Janeiro 2014 Extraído do Livro "Maturidade em Gerenciamento de Projetos" 3ª Edição (a publicar)

Leia mais

PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL

PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Satisfação do Cliente aluno em sala de aula. O diálogo como prática para a melhoria dos resultados Histórico da prática eficaz Uma das diretrizes institucionais do

Leia mais

lean seis sigma performance agenda 02 de Dezembro Lean Seis Sigma uma estratégia gerencial para promover mudanças nas organizações Hotel Staybridge

lean seis sigma performance agenda 02 de Dezembro Lean Seis Sigma uma estratégia gerencial para promover mudanças nas organizações Hotel Staybridge agenda lean seis sigma performance Lean Seis Sigma uma estratégia gerencial para promover mudanças nas organizações D 02 de Dezembro? Hotel Staybridge W Mantenha os seus pertences à vista. A Corpbusiness

Leia mais

C l a s s S e r v i c e P r o v i d e r

C l a s s S e r v i c e P r o v i d e r G l o b a l C l a s s S e r v i c e P r o v i d e r v.1.8 de 14/07/2010 1 1993: fundada como Integradora de Sistemas 2009: reconhecida Inteligência em Projetos 16 anos de realizações: + 350 projetos no

Leia mais

Mais Eficiência e Eficácia cia nas. Gestão de Processos. Irene Szyszka Lucem Sistemas Integrados de Gestão

Mais Eficiência e Eficácia cia nas. Gestão de Processos. Irene Szyszka Lucem Sistemas Integrados de Gestão Mais Eficiência e Eficácia cia nas Organizações Através s da Gestão de Processos Irene Szyszka Lucem Sistemas Integrados de Gestão 14/03/2007 Lucem Sistemas Integrados de Gestão - Direitos Reservados 1

Leia mais

O Livro Schindler do Navegador Definindo os objetivos. Preparando o caminho. Diretrizes estratégicas para o sucesso no mercado de elevadores e

O Livro Schindler do Navegador Definindo os objetivos. Preparando o caminho. Diretrizes estratégicas para o sucesso no mercado de elevadores e O Livro Schindler do Navegador Definindo os objetivos. Preparando o caminho. Diretrizes estratégicas para o sucesso no mercado de elevadores e escadas. Jürgen Tinggren Nosso compromisso Caros colegas Miguel

Leia mais

Liderança e Produtividade. ALBERTO PEZEIRO Sócio-Fundador e CEO pezeiro@setadg.com.br 11 98110-0026

Liderança e Produtividade. ALBERTO PEZEIRO Sócio-Fundador e CEO pezeiro@setadg.com.br 11 98110-0026 Liderança e Produtividade ALBERTO PEZEIRO Sócio-Fundador e CEO pezeiro@setadg.com.br 11 98110-0026 1 Definindo o perfil de Liderança que devemos ter na Organização para garantir o aumento da Produtividade

Leia mais

Otimização de. Processos I

Otimização de. Processos I Seis Sigma Otimização de Gestão de Negócios Processos I Alberto Pezeiro Sócio Diretor Seta Desenvolvimento Gerencial pezeiro@setadg.com.br (11) 8110-0026 www.setadg.com.br 1 Introdução Otimização de A

Leia mais

Liderança em idéias, métodos e resultados em BPM no Brasil. Como estamos agregando valor com a Gestão por Processos? Leandro Jesus Sócio-Diretor

Liderança em idéias, métodos e resultados em BPM no Brasil. Como estamos agregando valor com a Gestão por Processos? Leandro Jesus Sócio-Diretor Liderança em idéias, métodos e resultados em BPM no Brasil Como estamos agregando valor com a Gestão por Processos? Leandro Jesus Sócio-Diretor Agenda 1 O conceito: geração de valor com a gestão por processos

Leia mais

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br COBIT Governança de TI Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br Sobre mim Juvenal Santana Gerente de Projetos PMP; Cobit Certified; ITIL Certified; OOAD Certified; 9+ anos de experiência em TI; Especialista

Leia mais

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA FORMAÇÃO GREEN BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM SETEMBRO DE 2015

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA FORMAÇÃO GREEN BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM SETEMBRO DE 2015 6 σ LEAN FORMAÇÃO GREEN BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM SETEMBRO DE 2015 FORMAÇÃO GREEN BELT ORIGENS DO A metodologia Seis Sigma surgiu na Motorola, na década de 1980, e foi posteriormente implementada na

Leia mais

Manual de Gerenciamento de Projetos

Manual de Gerenciamento de Projetos TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO ASSESSORIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA ESCRITÓRIO DE PROJETOS ESTRATÉGICOS (EPE) Manual de Gerenciamento de Projetos SISTEMA DE GESTÃO ESTRATÉGICA Anexo da Portaria

Leia mais

Vicente Falconi Campos. TQC Controle da Qualidade Total (no estilo japonês)

Vicente Falconi Campos. TQC Controle da Qualidade Total (no estilo japonês) Vicente Falconi Campos TQC Controle da Qualidade Total (no estilo japonês) 1. Sobrevivência e Produtividade.................................................... 01 1.1. Conceito de qualidade.......................................................

Leia mais

Sistemas Integrados de Gestão e Gerenciamento de Processos

Sistemas Integrados de Gestão e Gerenciamento de Processos Sistemas Integrados de Gestão e Gerenciamento de Processos Augusto Mainieri Irene Szyszka 14/09/2004 Lucem Sistemas Integrados de Gestão - Direitos Reservados 1 Sistemas Integrados de Gestão Irene Szyszka

Leia mais

FOCO CONCEITOS MÉTODO PRÁTICA APRENDIZADO. Foco. 2 3 4 Método e Sistema. Fatores Importantes. Estrutura e Gestão. Método (Análise) 8 9 Estabilidade

FOCO CONCEITOS MÉTODO PRÁTICA APRENDIZADO. Foco. 2 3 4 Método e Sistema. Fatores Importantes. Estrutura e Gestão. Método (Análise) 8 9 Estabilidade FOCO Foco 1 CONCEITOS Fatores Importantes 2 3 4 Método e Sistema Estrutura e Gestão MÉTODO Método (Análise) 5 6 7 PRÁTICA Melhorias 8 9 Estabilidade APRENDIZADO Conhecimento 10 Métricas de Satisfação do

Leia mais

Melhorando o retorno do investimento do lean seis sigma com equipes de ação rápida

Melhorando o retorno do investimento do lean seis sigma com equipes de ação rápida Especial - Lean Seis Sigma Melhorando o retorno do investimento do lean seis sigma com equipes de ação rápida Os líderes da implantação Lean Seis Sigma devem expandir suas ideias e adotar novas abordagens

Leia mais

Desenvolvimento Humano

Desenvolvimento Humano ASSESSORIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Desenvolvimento Humano ADVISORY Os desafios transformam-se em fatores motivacionais quando os profissionais se sentem bem preparados para enfrentá-los. E uma equipe

Leia mais

A Cadeia de Ajuda para Manter a Estabilidade Produtiva

A Cadeia de Ajuda para Manter a Estabilidade Produtiva A Cadeia de Ajuda para Manter a Estabilidade Produtiva Sergio Kamada* Este artigo tem como objetivo descrever a importância da Cadeia de Ajuda no processo de estabilização produtiva e apresentar métodos

Leia mais

Clique para editar o estilo do título mestre BSC. Mais do que uma ferramenta, um atalho para se alcançar a Visão de Futuro.

Clique para editar o estilo do título mestre BSC. Mais do que uma ferramenta, um atalho para se alcançar a Visão de Futuro. Clique para editar o estilo do título mestre BSC Mais do que uma ferramenta, um atalho para se alcançar a Visão de Futuro Outubro 2009 Como garantir a sustentabilidade dos resultados no curto e no longo

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 3 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 6 Matrícula 8 Cronograma de Aulas Pág. 9 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM EXCELÊNCIA OPERACIONAL

Leia mais

Aspectos Comportamentais no desenvolvimento organizacional

Aspectos Comportamentais no desenvolvimento organizacional Aspectos Comportamentais no desenvolvimento organizacional O que os Gestores e as Empresas tem se perguntado e talvez não encontrem boas respostas? Gestão centralizadora, delargadora ou melhor funcionário

Leia mais

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Adilson Sérgio Nicoletti Blumenau, SC - setembro de 2001 Conteúdo Apresentação

Leia mais

Gestão de Pessoas CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. 5.Mapeamento e análise de processos organizacionais. Indicadores de Desempenho.

Gestão de Pessoas CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. 5.Mapeamento e análise de processos organizacionais. Indicadores de Desempenho. Gestão de Pessoas CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 5.Mapeamento e análise de processos organizacionais. Indicadores de Desempenho. AULA 07 - ATPS Prof. Leonardo Ferreira 1 A Estrutura Funcional X Horizontal Visão

Leia mais

Como estruturar os processos para suprir as necessidades da cadeia de valor? Clodimar Viotto Gerente de Gestão e Qualidade

Como estruturar os processos para suprir as necessidades da cadeia de valor? Clodimar Viotto Gerente de Gestão e Qualidade Como estruturar os processos para suprir as necessidades da cadeia de valor? Clodimar Viotto Gerente de Gestão e Qualidade Histórico da empresa / Produtos Histórico da empresa / Produtos Histórico da empresa

Leia mais

Informações sobre o Curso de Administração

Informações sobre o Curso de Administração Objetivo Geral do Curso: Informações sobre o Curso de Administração Prover a sociedade de profissional dotado de senso crítico e comportamento ético-profissional qualificado. Um Administrador criativo,

Leia mais

EMENTAS PÓS-FLEX 2016 CÂMPUS PRAÇA OSÓRIO

EMENTAS PÓS-FLEX 2016 CÂMPUS PRAÇA OSÓRIO EMENTAS PÓS-FLEX 2016 CÂMPUS PRAÇA OSÓRIO ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA Consiste em apresentar aos alunos conceitos de administração e de planejamento estratégico em organizações, analisando o processo de

Leia mais

Aspectos Comportamentais no desenvolvimento organizacional

Aspectos Comportamentais no desenvolvimento organizacional Aspectos Comportamentais no desenvolvimento organizacional O que os Gestores e as Empresas tem se perguntado e talvez não encontrem boas respostas? Gestão centralizadora, delargadora ou melhor funcionário

Leia mais

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLEX 2016

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE 2016 CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE 2016 ÁREAS DE NEGÓCIOS E ENGENHARIA O Programa Pós-Flex da Universidade Positivo possui 15 cursos voltados para

Leia mais

Monitoramento e Avaliação Estratégica

Monitoramento e Avaliação Estratégica Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS Inovação da Gestão em Saneamento IGS Monitoramento e Avaliação Estratégica 2012 1 ORGANOGRAMA Diretoria da Presidência Diretoria Administrativa Diretoria

Leia mais

Miguel de Paula. Gente, Gestão e Serviços

Miguel de Paula. Gente, Gestão e Serviços Miguel de Paula Gente, Gestão e Serviços Provendo Serviços e Talentos 2 Estrutura GENTE, GESTÃO E SERVIÇOS SERVIÇOS COMPARTILHADOS TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO GENTE Serviços Acadêmicos Serviços Financeiros

Leia mais

Ciclo PDCA. Um instrumento para melhoria contínua. Jânio Plácido de A. Sousa, PMP, MBA. Consultor Técnico Petrobras/Engenharia. 20 de setembro de 2006

Ciclo PDCA. Um instrumento para melhoria contínua. Jânio Plácido de A. Sousa, PMP, MBA. Consultor Técnico Petrobras/Engenharia. 20 de setembro de 2006 iclo P Um instrumento para melhoria contínua Jânio Plácido de. Sousa, PMP, MB onsultor Técnico Petrobras/Engenharia 20 de setembro de 2006 1 GEN iclo P 01. Processos de governança corporativa 02. Integração

Leia mais

Novidades do Guia PMBOK 5a edição

Novidades do Guia PMBOK 5a edição Novidades do Guia PMBOK 5a edição Mauro Sotille, PMP O Guia PMBOK 5 a edição (A Guide to the Project Management Body of Knowledge (PMBOK Guide) Fifth Edition), em Inglês, vai ser lançado oficialmente pelo

Leia mais

Revista Perspectiva em Educação, Gestão & Tecnologia, v.3, n.4, julho-dezembro/2013 QUALIDADE TOTAL

Revista Perspectiva em Educação, Gestão & Tecnologia, v.3, n.4, julho-dezembro/2013 QUALIDADE TOTAL QUALIDADE TOTAL Fabiana Neves Jussara Rodrigues Menezes Faculdade Paulo Setúbal Prof. Engo. Helder Boccaletti Faculdade Paulo Setúbal, Tatuí-SP/ Fatec Itapetininga Revista Perspectiva em Educação, Gestão

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Gestão 2015-2017

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Gestão 2015-2017 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Gestão 2015-2017 Curitiba Paraná 2015 Plenário do Coren/PR Conselheiros Efetivos do Quadro I Simone Aparecida Peruzzo Janyne Dayane Ribas Elvira Maria Perides Lawand Maria Cristina

Leia mais

Programa de Avaliação de Desempenho da UTFPR. Programa de Avaliação de Desempenho dos Servidores da UTFPR

Programa de Avaliação de Desempenho da UTFPR. Programa de Avaliação de Desempenho dos Servidores da UTFPR Programa de Avaliação de Desempenho dos Servidores da UTFPR Universidade Tecnológica Federal do Paraná 100 anos Histórico 1966 - ETFPR professores e técnicost cnicos- administrativos avaliados. 1994 -

Leia mais

Compromisso total com um serviço total. Lingua Portuguesa

Compromisso total com um serviço total. Lingua Portuguesa Lingua Portuguesa Introdução Nosso negóio tem tudo a ver om a demanda dos nossos lientes ompreender a forma omo trabalham e ajudá-los em todos os sentidos om a melhoria ontínua, uma saga que nuna termina.

Leia mais

Segurança e qualidade

Segurança e qualidade Mesmo pressionada pelos altos custos do petróleo e seus derivados e a fraca expansão da economia brasileira, a Ultragaz teve um desempenho positivo em 2005, ao manter a liderança no mercado de distribuição

Leia mais

CURSOS: ÁREA ADMINISTRAÇÃO E COMÉRCIO

CURSOS: ÁREA ADMINISTRAÇÃO E COMÉRCIO CURSOS: ÁREA ADMINISTRAÇÃO E COMÉRCIO ELABORANDO O PLANO DE NEGÓCIOS 16h Entendendo o negócio Perfil do Empreendedor de Sucesso Visão e missão do Negócio Características do Plano de Negócios Plano de Investimento

Leia mais

MBA em Gestão de Ativos.

MBA em Gestão de Ativos. /biinternational /biinternational MBA em Gestão de Ativos. Unidade WTC www.biinternational.com.br O B.I. International O B.I. International é uma escola de educação executiva que propõe um Modelo Único

Leia mais

Pós-Graduação Business Intelligence

Pós-Graduação Business Intelligence Pós-Graduação Business Intelligence Tendências de Mercado de Business Intelligence Aula 04 Como se organizar para o sucesso em BI Dinâmica Organizacional Complexa Cria o maior ônus para o sucesso de BI

Leia mais

Total Quality Management. Prof. André Jun Nishizawa Capítulo 3

Total Quality Management. Prof. André Jun Nishizawa Capítulo 3 Total Quality Management Prof. Capítulo 3 Sumário Gerenciamento por processo Padronização Gerenciamento da rotina Gerenciamento pelas diretrizes Sistemas de gestão normatizados Auditorias da qualidade

Leia mais

MBA Gestão da Tecnologia de Informação

MBA Gestão da Tecnologia de Informação MBA Gestão da Tecnologia de Informação Informações: Dias e horários das aulas: Segundas e Terças-feiras das 18h00 às 22h00 aulas semanais; Sábados das 08h00 às 12h00 aulas quinzenais. Carga horária: 600

Leia mais

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS: BRANDI, Vanessa da Silva Pires¹ NUNES, Ruth Vieira²

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS: BRANDI, Vanessa da Silva Pires¹ NUNES, Ruth Vieira² GESTÃO POR COMPETÊNCIAS: UM ESTUDO SOBRE UM MELHOR APROVEITAMENTO DO GESTOR NA ORGANIZAÇÃO BRANDI, Vanessa da Silva Pires¹ NUNES, Ruth Vieira² RESUMO O mundo tem passado por constantes mudanças, que têm

Leia mais