ExemResumo parcial da última Quinta-feira, 28 de fevereiro. Os preços-sombra podem ser encontrados ao se examinar os quadros inicial e final!

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ExemResumo parcial da última. 15.053 Quinta-feira, 28 de fevereiro. Os preços-sombra podem ser encontrados ao se examinar os quadros inicial e final!"

Transcrição

1 Quinta-feira, 28 de fevereiro Análise de Sensibilidade 2 Mais sobre pricing out Efeitos sobre os quadros finais Apostilas: Notas de Aula ExemResumo parcial da última O preço-sombra é a alteração de unidade no valor objetivo ótimo por alteração de unidade no RHS. O preço-sombra para uma restrição 0 é chamado de custo reduzido. Os preços-sombra normalmente, mas não sempre, têm interpretações econômicas que são úteis para o gerenciamento. Os preços-sombra são válidos em um intervalo, que é fornecido pelo Relatório de Sensibilidade do Excel. Os custos reduzidos podem ser determinados pelo pricing out 1 2 Exemplo Contínuo (da aula 4) Sarah pode vender saquinhos contendo 3 bugigangas e 2 tranqueiras por $2 cada. Ele tem atualmente 6000 bugigangas e 2000 tranqueiras. Ela pode comprar os sacos com 3 bugigangas e 4 tranqueiras for $3. Formule o problema de Sarah como um PL e solucione-o. Os preços-sombra podem ser encontrados ao se examinar os quadros inicial e final! maximizar sujeito a 3 4 A Solução Básica Inicial Viável O 2º Aplique a regra da proporção mín. mín (6/3, 2/2). A solução básica viável é x 1 = 0, x 2 = 0, x 3 = 6, x 4 = 2 Qual a variável de entrada? x 2 A solução básica viável é x 1 = 0, x 2 = 1, x 3 = 3, x 4 = 0, z = 2 Qual é a próxima variável de entrada? x 1 Qual é a próxima variável de saída? x 3 Qual é a variável de saída? x 4 5 6

2 O 3º A solução básica ótima viável é x 1 = 1, x 2 = 3, x 3 = 0, x 4 = 0, z = 3 Preço-Sombra O preço-sombra de uma restrição é o aumento no valor objetivo ótimo por aumento de unidade no coeficiente de RHS, todos os outros dados permanecendo inalterados. Qual é o preço-sombra para a restrição 1, bugigangas na mão Este é o valor de uma bugiganga extra nas mãos. 7 8 Preço-sombra vs. variável transigente maximizar sujeito a Preço-sombra vs. variável transigente maximizar sujeito a Razão 1. Permitindo que Sarah tenha 7 mil bugigangas é equivalente a dar-lhe 6 mil e deixá-la and usar 1 mil a mais do que ela tem (sem custo). Afirmação: aumentar o 6 para 7 é matematicamente equivalente a substituir x 3 0 por x 3-1. Isso é também o custo reduzido para a variável x 3. Afirmação: aumentar o 6 para 7 é matematicamente equivalente a substituir x 3 0 por x 3-1. Isso é também o custo reduzido para a variável x 3. Razão 2. Qualquer solução para o problema original pode ser transformada em uma solução com RHS 7 ao se subtrair 1 de x 3. x 1 = 0, x 2 = 1, x 3 = 3, x 4 = 0 x 1 = 0, x 2 = 1, x 3 = 2, x 4 = Preço-sombra vs. variável transigente Olhar a variável transigente no quadro final revela os preços-sombra. Resumo Rápido Conexão entre preços-sombra e custo reduzido. Se x j é a variável transigente para uma restrição, então seu custo reduzido é o negativo do preçosombra para a restrição. O custo reduzido para uma variável é seu coeficiente de custo no quadro final Qual a solução ótima se x 3 0? Qual a solução ótima se x 3-1? Qual é o preço-sombra para a restrição 1? 1/3 11 Para fazer com seu colega: qual é o preçosombra para a 2ª restrição (tranqueiras na mão)? 12

3 Inicial Inicial Final A linha de custo do quadro final é obtida pela adição de múltiplos das restrições originais na linha de custo original Como os custos reduzidos no segundo quadro abaixo foram obtidos? Peque os coeficientes de custo inicial. Então, subtraia 1/3 da restrição 1. Depois: subtraia ½ da restrição 2 desses custos Como os custos reduzidos no segundo quadro abaixo foram obtidos? Implicações dos Custos Reduzidos Implicação 1: aumentar o coeficiente de custo de uma variável não-básica em leva a um aumento de seu em. Então, subtraia 1/3 da restrição 1 e ½ da restrição 2 dos custos iniciais

4 Qual é o efeito de se adicionar ao coeficiente de custo para x 3? Qual é o efeito de adicionar ao coeficiente de custo para x 2? FATO: Adicionar ao coeficiente de custo em um quadro inicial também adiciona ao mesmo coeficiente nos quadros subseqüentes Subtraia vezes a linha 3 da linha 1 para voltá-la para a forma canônica. Qual o tamanho que pode ter? Implicações de Custos Reduzidos Implicação 2: Podemos computar o custo reduzido de qualquer variável se conhecermos a coluna original e se conhecermos os preços para cada restrição. 1 para o quadro manter-se ótimo. Limite nas alterações no coeficientes de custo Preços Preços Suponha que adicionemos outra variável, digamos x 5. Devemos produzir x 5? O que é c 5? 23 FATO: Podemos computar o custo reduzido de uma nova variável. Se o custo reduzido for positivo, ele deve ser inserido na base. 24

5 Mais Sobre Pricing Out Multiplicadores Simplex Todo quadro possui preços. Eles normalmente são chamados de multiplicadores simplex. Os preços para o quadro ótimo são os preços-sombra. FATO: x 2 é uma variável básica e, portanto, c 2 = Um fato útil da álgebra linear Se a coluna j no quadro inicial for uma combinação linear das outras colunas, então é a mesma combinação linear das outras colunas no quadro final. por exemplo: se A. 3 = A A. 1, então A. 3 = A A.1 Inicial Final Faça A j = coluna j A 2 = coluna para x 2 A 0 = coluna para z Faça A j = coluna j A 2 = coluna

6 O que é O que é Quais são os limites superior e inferior de? 35 36

7 Sobre a variação do RHS Suponha que se adicione a b 1. Isso é equivalente a adicionar vezes a coluna correspondente à primeira variável transigente É possível computar o preço-sombra e também o efeito sobre b Essa transformação também fornece limites superior e inferior no intervalo para o qual o preço-sombra é válido. O que é b? Quais são os limites superior e inferior de? Resumo da Aula Usando quadros para determinar informações Preços-sombra e multiplicadores simplex Alterações nos coeficientes de custo Os relacionamentos lineares entre colunas no quadro original são preservados no quadro final. Determinação dos limites superior e inferior de modo que o preço-sombra permaneça válido. 39

PRO 528 - Pesquisa Operacional II. 5. Análise econômica e análise de sensibilidade

PRO 528 - Pesquisa Operacional II. 5. Análise econômica e análise de sensibilidade Pesquisa Operacional II 5. Análise econômica e análise de sensibilidade Faculdade de Engenharia Eng. Celso Daniel Engenharia de Produção Interpretação econômica do problema dual Cada variável w ii do do

Leia mais

PESQUISA OPERACIONAL: UMA ABORDAGEM À PROGRAMAÇÃO LINEAR. Rodolfo Cavalcante Pinheiro 1,3 Cleber Giugioli Carrasco 2,3 *

PESQUISA OPERACIONAL: UMA ABORDAGEM À PROGRAMAÇÃO LINEAR. Rodolfo Cavalcante Pinheiro 1,3 Cleber Giugioli Carrasco 2,3 * PESQUISA OPERACIONAL: UMA ABORDAGEM À PROGRAMAÇÃO LINEAR 1 Graduando Rodolfo Cavalcante Pinheiro 1,3 Cleber Giugioli Carrasco 2,3 * 2 Pesquisador - Orientador 3 Curso de Matemática, Unidade Universitária

Leia mais

Dificuldades de Modelos de PNL. Onde está a solução ótima? Outro exemplo: Condição ótima Local vs. Global. 15.053 Quinta-feira, 25 de abril

Dificuldades de Modelos de PNL. Onde está a solução ótima? Outro exemplo: Condição ótima Local vs. Global. 15.053 Quinta-feira, 25 de abril 15.053 Quinta-feira, 25 de abril Teoria de Programação Não-Linear Programação Separável Dificuldades de Modelos de PNL Programa Linear: Apostilas: Notas de Aula Programas Não-Lineares 1 2 Análise gráfica

Leia mais

Análise da sensibilidade

Análise da sensibilidade Análise da Sensibilidade Bertolo, L.A. UNIUBE Análise da sensibilidade Em todos os modelos de programação linear, os coeficientes da função objetivo e das restrições são considerados como entrada de dados

Leia mais

Método Simplex - Exemplos. Iteração 1 - variáveis básicas: y 1, y 2, y 3. Exemplo 1. Facom - UFMS. Exemplo. Edna A. Hoshino.

Método Simplex - Exemplos. Iteração 1 - variáveis básicas: y 1, y 2, y 3. Exemplo 1. Facom - UFMS. Exemplo. Edna A. Hoshino. Tópicos Método Simplex - s Edna A. Hoshino 1 Facom - UFMS março de 2010 E. Hoshino (Facom-UFMS) Simplex março de 2010 1 / 21 E. Hoshino (Facom-UFMS) Simplex março de 2010 2 / 21 1 Iteração 1 - variáveis

Leia mais

Pesquisa Operacional

Pesquisa Operacional Pesquisa Operacional Prof. José Luiz Resolver um problema de Programação Linear significa basicamente resolver sistemas de equações lineares; Esse procedimento, apesar de correto, é bastante trabalhoso,

Leia mais

Método Simplex - Variantes V 1.1, V.Lobo, EN / ISEGI, 2008

Método Simplex - Variantes V 1.1, V.Lobo, EN / ISEGI, 2008 Revisões Variantes sobre o método Simplex: Método do grande M Simplex básico Solução óptima multipla Em simplex: valores 0 na função custo Solução degenerada Em simplex: empates na variável a sair, variáveis

Leia mais

Variantes sobre o método Simplex: Método do grande M

Variantes sobre o método Simplex: Método do grande M Variantes sobre o método Simplex: Método do grande M Revisões Simplex básico Solução óptima multipla Em simplex: valores 0 na função custo Solução degenerada Em simplex: empates na variável a sair, variáveis

Leia mais

Pesquisa Operacional na Tomada de Decisões. Conteúdos do Capítulo. Programação Linear. Lindo. s.t. Resolvendo Programação Linear Em um Microcomputador

Pesquisa Operacional na Tomada de Decisões. Conteúdos do Capítulo. Programação Linear. Lindo. s.t. Resolvendo Programação Linear Em um Microcomputador ª Edição Pesquisa Operacional na Tomada de Decisões Resolvendo Programação Linear Em um Microcomputador Gerson Lachtermacher,00 Programação Linear Software Versão Windows e comandos Formulação do problema

Leia mais

O Problema do Transporte. Pesquisa Operacional. Formulação do Problema. Descrição Geral de um problema de transporte. Parte 2

O Problema do Transporte. Pesquisa Operacional. Formulação do Problema. Descrição Geral de um problema de transporte. Parte 2 Pesquisa Operacional Parte Graduação em Engenharia de Produção DEPROT / UFRGS Prof. Flavio Fogliatto, Ph.D. O Problema do Transporte Descrição Geral de um problema de transporte:. Um conjunto de m pontos

Leia mais

15.053 Quinta-feira, 14 de março. Introdução aos Fluxos de Rede Handouts: Notas de Aula

15.053 Quinta-feira, 14 de março. Introdução aos Fluxos de Rede Handouts: Notas de Aula 15.053 Quinta-feira, 14 de março Introdução aos Fluxos de Rede Handouts: Notas de Aula 1 Modelos de Rede Modelos de programação linear que exibem uma estrutura muito especial. Podem utilizar essa estrutura

Leia mais

Trabalho de Casa 1. 15.053 Introdução à Otimização Para ser entregue no início da aula de quinta-feira, 14 de fevereiro de 2002

Trabalho de Casa 1. 15.053 Introdução à Otimização Para ser entregue no início da aula de quinta-feira, 14 de fevereiro de 2002 Trabalho de Casa 1 15.053 Introdução à Otimização Para ser entregue no início da aula de quinta-feira, 14 de fevereiro de 2002 1. Formulações de PL a. Dê um exemplo de uma programação linear de duas variáveis

Leia mais

PROBLEMA DE TRANSPORTE: MODELO E MÉTODO DE SOLUÇÃO

PROBLEMA DE TRANSPORTE: MODELO E MÉTODO DE SOLUÇÃO PROBLEMA DE TRANSPORTE: MODELO E MÉTODO DE SOLUÇÃO Luciano Pereira Magalhães - 8º - noite lpmag@hotmail.com Orientador: Prof Gustavo Campos Menezes Banca Examinadora: Prof Reinaldo Sá Fortes, Prof Eduardo

Leia mais

Utilização do SOLVER do EXCEL

Utilização do SOLVER do EXCEL Utilização do SOLVER do EXCEL 1 Utilização do SOLVER do EXCEL José Fernando Oliveira DEEC FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO MAIO 1998 Para ilustrar a utilização do Solver na resolução de

Leia mais

Faculdade de Engenharia Optimização. Prof. Doutor Engº Jorge Nhambiu

Faculdade de Engenharia Optimização. Prof. Doutor Engº Jorge Nhambiu 1 Programação Linear (PL) Aula 5: O Método Simplex. 2 Algoritmo. O que é um algoritmo? Qualquer procedimento iterativo e finito de solução é um algoritmo. Um algoritmo é um processo que se repete (itera)

Leia mais

Utilizando o EXCEL Solver

Utilizando o EXCEL Solver Utilizando o EXCEL Solver Outubro de 2000 2 A opção Solver no Excel pode ser utilizada para resolver problemas de otimização lineares e nãolineares. As restrições de inteiros podem ser colocadas nas variáveis

Leia mais

Investigação Operacional- 2009/10 - Programas Lineares 3 PROGRAMAS LINEARES

Investigação Operacional- 2009/10 - Programas Lineares 3 PROGRAMAS LINEARES Investigação Operacional- 2009/10 - Programas Lineares 3 PROGRAMAS LINEARES Formulação A programação linear lida com problemas nos quais uma função objectivo linear deve ser optimizada (maximizada ou minimizada)

Leia mais

MATEMÁTICA BÁSICA E CALCULADORA

MATEMÁTICA BÁSICA E CALCULADORA DISCIPLINA MATEMÁTICA FINANCEIRA PROFESSOR SILTON JOSÉ DZIADZIO APOSTILA 01 MATEMÁTICA BÁSICA E CALCULADORA A matemática Financeira tem como objetivo principal estudar o valor do dinheiro em função do

Leia mais

1. Método Simplex. Faculdade de Engenharia Eng. Celso Daniel Engenharia de Produção. Pesquisa Operacional II Profa. Dra. Lílian Kátia de Oliveira

1. Método Simplex. Faculdade de Engenharia Eng. Celso Daniel Engenharia de Produção. Pesquisa Operacional II Profa. Dra. Lílian Kátia de Oliveira Faculdade de Engenharia Eng. Celso Daniel Engenharia de Produção. Método Simple.. Solução eata para os modelos de Programação Linear O modelo de Programação Linear (PL) reduz um sistema real a um conjunto

Leia mais

Escola Secundária Infanta D. Maria Folha de cálculo Tarefa 4. Tarefa Excel Nº 4

Escola Secundária Infanta D. Maria Folha de cálculo Tarefa 4. Tarefa Excel Nº 4 Tarefa Excel Nº 4 Objectivos: Utilização de fórmulas simples numa folha de cálculo O botão Soma automática Referências relativas, absolutas e mistas Inserir funções numa folha de cálculo Copiar fórmulas

Leia mais

Microsoft Access: Criar consultas para um novo banco de dados. Vitor Valerio de Souza Campos

Microsoft Access: Criar consultas para um novo banco de dados. Vitor Valerio de Souza Campos Microsoft Access: Criar consultas para um novo banco de Vitor Valerio de Souza Campos Conteúdo do curso Visão geral: consultas são essenciais Lição: inclui sete seções Tarefas práticas sugeridas Teste.

Leia mais

Microsoft Office Excel 2007

Microsoft Office Excel 2007 1 Microsoft Office Excel 2007 O Excel é um programa dedicado a criação de planilhas de cálculos, além de fornecer gráficos, função de banco de dados e outros. 1. Layout do Excel 2007 O Microsoft Excel

Leia mais

PLANILHAS ELETRÔNICAS E SUAS APLICAÇÕES EM ATUÁRIA E ESTATÍSTICA Aula 1

PLANILHAS ELETRÔNICAS E SUAS APLICAÇÕES EM ATUÁRIA E ESTATÍSTICA Aula 1 PLANILHAS ELETRÔNICAS E SUAS APLICAÇÕES EM ATUÁRIA E ESTATÍSTICA Aula 1 1. Objetivo: Este arquivo tem como objetivo auxiliar o aluno no minicurso realizado na IV Semana de Atuária e Estatística da UFRJ,

Leia mais

Notas de aula número 1: Otimização *

Notas de aula número 1: Otimização * UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS DEPARTAMENTO DE ECONOMIA CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DISCIPLINA: TEORIA MICROECONÔMICA II Primeiro Semestre/2001 Professor: Sabino da Silva Porto Júnior

Leia mais

Microsoft Project 2003

Microsoft Project 2003 Microsoft Project 2003 1 [Módulo 4] Microsoft Project 2003 2 Definindo durações Inter-relacionamentorelacionamento Caminho crítico Microsoft Project 2003 3 1 Duração das Atividades Microsoft Project 2003

Leia mais

O USO DA FERRAMENTA SOLVER DO EXCEL NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DE PROGRAMAÇÃO LINEAR

O USO DA FERRAMENTA SOLVER DO EXCEL NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DE PROGRAMAÇÃO LINEAR O USO DA FERRAMENTA SOLVER DO EXCEL NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DE PROGRAMAÇÃO LINEAR João Batista de Jesus FATEC-JAHU Célio Favoni 2 FATEC-JAHU Resumo Este trabalho expõe de maneira sintetizada as funcionalidades

Leia mais

FÓRMULAS DO MICROSOFT EXCEL

FÓRMULAS DO MICROSOFT EXCEL FÓRMULAS DO MICROSOFT EXCEL 1. SINAIS DE OPERAÇÕES 2. SINAIS PARA CONDIÇÃO SINAL FUNÇÃO SINAL FUNÇÃO + SOMAR > MAIOR QUE - SUBTRAÇÃO < MENOR QUE * MULTIPLICAÇÃO DIFERENTE QUE / DIVISÃO >= MAIOR E IGUAL

Leia mais

Programação Linear com o Microsoft Excel R

Programação Linear com o Microsoft Excel R Programação Linear com o Microsoft Excel R Adriano Verdério 1, Clezio A. Braga 1 1 Colegiado do Curso de Matemática - Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas da Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Leia mais

PROGRAMAÇÃO LINEAR. Resolução de problemas de programação linear usando o comando Solver, no Excel.

PROGRAMAÇÃO LINEAR. Resolução de problemas de programação linear usando o comando Solver, no Excel. PROGRAMAÇÃO LINEAR Resolução de problemas de programação linear usando o comando Solver, no Excel. Para além da resolução pelo método gráfico e/ou outros métodos, é possível resolver um problema de PL

Leia mais

Pesquisa Operacional

Pesquisa Operacional Faculdade de Engenharia - Campus de Guaratinguetá Pesquisa Operacional Livro: Introdução à Pesquisa Operacional Capítulo 2 - Programação Linear Fernando Marins fmarins@feg.unesp.br Departamento de Produção

Leia mais

Análise de componentes principais (PCA)

Análise de componentes principais (PCA) Análise de componentes principais (PCA) Redução de dados Sumarizar os dados que contém muitas variáveis (p) por um conjunto menor de (k) variáveis compostas derivadas a partir do conjunto original. p k

Leia mais

PESQUISA OPERACIONAL

PESQUISA OPERACIONAL Universidade Castelo Branco PESQUISA OPERACIONAL Prof. Cláudio H. S. Grecco RIO DE JANEIRO, RJ - BRASIL ii ÍNDICE. INTRODUÇÃO À PESQUISA OPERACIONAL. O Desenvolvimento da Pesquisa Operacional. Modelagem.3

Leia mais

Lógica Matemática e Computacional 5 FUNÇÃO

Lógica Matemática e Computacional 5 FUNÇÃO 5 FUNÇÃO 5.1 Introdução O conceito de função fundamenta o tratamento científico de problemas porque descreve e formaliza a relação estabelecida entre as grandezas que o integram. O rigor da linguagem e

Leia mais

Introdução a IO V 1.1, V.Lobo, EN/ISEGI, 2007

Introdução a IO V 1.1, V.Lobo, EN/ISEGI, 2007 Investigação Operacional e Gestão de Projectos Victor Lobo Maria do Carmo Lucas Programa 0 Introdução 1 - Programação Linear. Método Simplex e variantes 2 Problemas de Transportes 3 Problemas de Afectação

Leia mais

Investigação Operacional

Investigação Operacional Sumário Victor Lobo Investigação Operacional Introdução Programa da cadeira Bibliografia Horário de dúvidas e contactos Avaliação O que é Investigação Operacional? Investigar as operações da empresa, embora

Leia mais

A Estação da Evolução

A Estação da Evolução Microsoft Excel 2010, o que é isto? Micorsoft Excel é um programa do tipo planilha eletrônica. As planilhas eletrônicas são utilizadas pelas empresas pra a construção e controle onde a função principal

Leia mais

FICHA ORIENTADA Nº1. Barra de fórmulas. Área de trabalho T E C N O L O G I A S D E I N F O R M A Ç Ã O E C O M U N I C A Ç Ã O

FICHA ORIENTADA Nº1. Barra de fórmulas. Área de trabalho T E C N O L O G I A S D E I N F O R M A Ç Ã O E C O M U N I C A Ç Ã O T E C N O L O G I A S D E I N F O R M A Ç Ã O E C O M U N I C A Ç Ã O FICHA ORIENTADA Nº1 INTRODUÇÃO À FOLHA DE CÁLCULO CRIAÇÃO DE UMA FOLHA DE CÁLCULO O Microsoft Excel é um programa que faz parte das

Leia mais

Investigação Operacional

Investigação Operacional Licenciatura em Engenharia de Comunicações Licenciatura em Engenharia Electrónica Industrial e Computadores Investigação Operacional Exercícios de Métodos para Programação Linear Grupo de Optimização e

Leia mais

AULAS 04 E 05 Estatísticas Descritivas

AULAS 04 E 05 Estatísticas Descritivas 1 AULAS 04 E 05 Estatísticas Descritivas Ernesto F. L. Amaral 19 e 28 de agosto de 2010 Metodologia de Pesquisa (DCP 854B) Fonte: Triola, Mario F. 2008. Introdução à estatística. 10 ª ed. Rio de Janeiro:

Leia mais

IMES Catanduva. Probabilidades e Estatística. no Excel. Matemática. Bertolo, L.A.

IMES Catanduva. Probabilidades e Estatística. no Excel. Matemática. Bertolo, L.A. IMES Catanduva Probabilidades e Estatística Estatística no Excel Matemática Bertolo, L.A. Aplicada Versão BETA Maio 2010 Bertolo Estatística Aplicada no Excel Capítulo 3 Dados Bivariados São pares de valores

Leia mais

Montar planilhas de uma forma organizada e clara.

Montar planilhas de uma forma organizada e clara. 1 Treinamento do Office 2007 EXCEL Objetivos Após concluir este curso você poderá: Montar planilhas de uma forma organizada e clara. Layout da planilha Inserir gráficos Realizar operações matemáticas 2

Leia mais

Tutorial do Iniciante. Excel Básico 2010

Tutorial do Iniciante. Excel Básico 2010 Tutorial do Iniciante Excel Básico 2010 O QUE HÁ DE NOVO O Microsoft Excel 2010 é um programa de edição de planilhas eletrônicas muito usado no mercado de trabalho para realizar diversas funções como;

Leia mais

Fundamentos da PESQUISA OPERACIONAL

Fundamentos da PESQUISA OPERACIONAL Andréa Cardoso Fundamentos da PESQUISA OPERACIONAL Março 200 2 0. Lista de Problemas 6. O quadro a seguir mostra o processo de resolução de um PPL. A partir dos dados fornecidos, responda às seguintes

Leia mais

Instruções para a atividade

Instruções para a atividade 1/13 Instruções para a atividade 1. Orientações gerais. Leia atentamente: a. Esta é uma atividade contínua, baseada nos recursos do MS Excel. Foi idealizada para que a ferramenta em questão possa ter seus

Leia mais

Utilização do Solver na solução de problemas de PL

Utilização do Solver na solução de problemas de PL Utilização do Solver na solução de problemas de PL Solver é um programa para otimização linear, nãolinear e inteira. Vantagens: implementado na planilha Excel; várias funções algébricas do Excel são aceitas

Leia mais

VPL do Projeto. Parte 3. O VPL Projetado Como fazer na planilha Excel

VPL do Projeto. Parte 3. O VPL Projetado Como fazer na planilha Excel 2008 VPL do Projeto Parte 3 O VPL Projetado Como fazer na planilha Excel Bertolo INVENT 21/05/2008 2 VPL do Projeto ORÇAMENTO DE CAPITAL 10 VPL Projetado 1. Básico Problema. Suponha uma empresa considerando

Leia mais

Qualquer fórmula deve começar sempre com o sinal de igual; caso contrário, a fórmula não funciona.

Qualquer fórmula deve começar sempre com o sinal de igual; caso contrário, a fórmula não funciona. MICROSOFT OFFICE EXCEL FÓRMULAS SINAIS DE OPERAÇÕES Sinal FUNÇÃO + SOMAR - SUBTRAÇÃO * MULTIPLICAÇÃO / DIVISÃO % PERCENTAGEM = IGUALDADE ATENÇÃO!!! Qualquer fórmula deve começar sempre com o sinal de igual;

Leia mais

Microsoft Excel na resolução de problemas de optimização

Microsoft Excel na resolução de problemas de optimização Universidade do Minho Escola de Engenharia Departamento Campus de Gualtar de Produção 4710-057 Braga e Sistemas Microsoft Excel na resolução de problemas de optimização Manual da disciplina de Métodos

Leia mais

INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE DE PROCESSOS TRANSFORMADAS DE LAPLACE

INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE DE PROCESSOS TRANSFORMADAS DE LAPLACE INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE DE PROCESSOS TRANSFORMADAS DE LAPLACE Preliminares No estudo de sistemas de controle, e comum usar-se diagramas de blocos, como o da figura 1. Diagramas de blocos podem ser utilizados

Leia mais

APLICAÇÕES DA DERIVADA

APLICAÇÕES DA DERIVADA Notas de Aula: Aplicações das Derivadas APLICAÇÕES DA DERIVADA Vimos, na seção anterior, que a derivada de uma função pode ser interpretada como o coeficiente angular da reta tangente ao seu gráfico. Nesta,

Leia mais

Excel Planilhas Eletrônicas

Excel Planilhas Eletrônicas Excel Planilhas Eletrônicas Capitulo 1 O Excel é um programa de cálculos muito utilizado em empresas para controle administrativo, será utilizado também por pessoas que gostam de organizar suas contas

Leia mais

Levando em conta decisões de investimento não-triviais.

Levando em conta decisões de investimento não-triviais. Levando em conta decisões de investimento não-triviais. Olivier Blanchard* Abril de 2002 *14.452. 2º Trimestre de 2002. Tópico 4. 14.452. 2º Trimestre de 2002 2 No modelo de benchmark (e na extensão RBC),

Leia mais

Folha de cálculo. Excel. Agrupamento de Escolas de Amares

Folha de cálculo. Excel. Agrupamento de Escolas de Amares Folha de cálculo Excel Agrupamento de Escolas de Amares Índice 1. Funcionalidades básicas... 3 1.1. Iniciar o Excel... 3 1.2. Criar um livro novo... 3 1.3. Abrir um livro existente... 3 1.4. Inserir uma

Leia mais

MATERIAL MATEMÁTICA I

MATERIAL MATEMÁTICA I MATERIAL DE MATEMÁTICA I CAPÍTULO I REVISÃO Curso: Administração 1 1. Revisão 1.1 Potência de Epoente Inteiro Seja a um número real e m e n números inteiros positivos. Podemos observar as seguintes propriedades

Leia mais

Validação de dados. Determinamos qual tipo de informação será aceita e dentro de qual intervalo.

Validação de dados. Determinamos qual tipo de informação será aceita e dentro de qual intervalo. Validação de dados Por meio do recurso de validação, podemos definir que tipo de informação gostaríamos que fosse aceita em um intervalo de células ou uma mensagem de auxílio ao usuário indicando qual

Leia mais

Matemática - UEL - 2010 - Compilada em 18 de Março de 2010. Prof. Ulysses Sodré Matemática Essencial: http://www.mat.uel.

Matemática - UEL - 2010 - Compilada em 18 de Março de 2010. Prof. Ulysses Sodré Matemática Essencial: http://www.mat.uel. Matemática Essencial Equações do Segundo grau Conteúdo Matemática - UEL - 2010 - Compilada em 18 de Março de 2010. Prof. Ulysses Sodré Matemática Essencial: http://www.mat.uel.br/matessencial/ 1 Introdução

Leia mais

NIVELAMENTO MATEMÁTICA 2012

NIVELAMENTO MATEMÁTICA 2012 NIVELAMENTO MATEMÁTICA 202 Monitor: Alexandre Rodrigues Loures Monitor: Alexandre Rodrigues Loures SUMÁRIO. LOGARITMOS... 3.. Mudança de base... 3.2. Propriedades dos logaritmos... 4 2. DERIVADAS... 4

Leia mais

MESTRADO EM MACROECONOMIA e FINANÇAS Disciplina de Computação. Aula 04. Prof. Dr. Marco Antonio Leonel Caetano

MESTRADO EM MACROECONOMIA e FINANÇAS Disciplina de Computação. Aula 04. Prof. Dr. Marco Antonio Leonel Caetano MESTRADO EM MACROECONOMIA e FINANÇAS Disciplina de Computação Aula 04 Prof. Dr. Marco Antonio Leonel Caetano Guia de Estudo para Aula 04 Aplicação de Produto Escalar - Interpretação do produto escalar

Leia mais

a 1 x 1 +... + a n x n = b,

a 1 x 1 +... + a n x n = b, Sistemas Lineares Equações Lineares Vários problemas nas áreas científica, tecnológica e econômica são modelados por sistemas de equações lineares e requerem a solução destes no menor tempo possível Definição

Leia mais

Aula 4 Conceitos Básicos de Estatística. Aula 4 Conceitos básicos de estatística

Aula 4 Conceitos Básicos de Estatística. Aula 4 Conceitos básicos de estatística Aula 4 Conceitos Básicos de Estatística Aula 4 Conceitos básicos de estatística A Estatística é a ciência de aprendizagem a partir de dados. Trata-se de uma disciplina estratégica, que coleta, analisa

Leia mais

Investigação Operacional e Gestão de Projectos

Investigação Operacional e Gestão de Projectos Investigação Operacional e Gestão de Projectos Victor Lobo, Maria do Carmo Lucas, Miguel Loureiro Programa 0 Introdução 1 - Programação Linear. Método Simplex e variantes 2 Problemas de Transportes 3 Problemas

Leia mais

Pesquisa Operacional Programação em Redes

Pesquisa Operacional Programação em Redes Pesquisa Operacional Programação em Redes Profa. Alessandra Martins Coelho outubro/2013 Modelagem em redes: Facilitar a visualização e a compreensão das características do sistema Problema de programação

Leia mais

PROGRAMAÇÃO LINEAR: UMA APLICAÇÃO À CONTABILIDADE DE CUSTOS NO PROCESSO DE TOMADA DE DECISÃO

PROGRAMAÇÃO LINEAR: UMA APLICAÇÃO À CONTABILIDADE DE CUSTOS NO PROCESSO DE TOMADA DE DECISÃO PROGRAMAÇÃO LINEAR: UMA APLICAÇÃO À CONTABILIDADE DE CUSTOS NO PROCESSO DE TOMADA DE DECISÃO Corrar, Luis João* Garcia, Editinete André da Rocha** *Professor da Universidade de São Paulo e Doutor em Contabilidade

Leia mais

ficha 3 espaços lineares

ficha 3 espaços lineares Exercícios de Álgebra Linear ficha 3 espaços lineares Exercícios coligidos por Jorge Almeida e Lina Oliveira Departamento de Matemática, Instituto Superior Técnico 2 o semestre 2011/12 3 Notação Sendo

Leia mais

Trabalho 7 Fila de prioridade usando heap para simulação de atendimento

Trabalho 7 Fila de prioridade usando heap para simulação de atendimento Trabalho 7 Fila de prioridade usando heap para simulação de atendimento Data: 21/10/2013 até meia-noite Dúvidas até: 09/10/2013 Faq disponível em: http://www2.icmc.usp.br/~mello/trabalho07.html A estrutura

Leia mais

Resolver os problemas do item 4.5 pelo simplex

Resolver os problemas do item 4.5 pelo simplex Universidade Federal de Itajubá Instituto de Engenharia de Produção e Gestão Pesquisa Operacional Exemplo 4.6.4 Uso de softwares Prof. Dr. José Arnaldo Barra Montevechi Resolver os problemas do item 4.5

Leia mais

de fevereiro de 2002

de fevereiro de 2002 15.053 12 de fevereiro de 2002 A Geometria de Programas Lineares - a geometria de LPs ilustrada em GTC Distribuir: Anotações da Aula 1 Mas, primeiro, o problema de Pigskin (de Ciência de Gerenciamento

Leia mais

1 Revisão: Construção de fórmulas

1 Revisão: Construção de fórmulas 1 Revisão: Construção de fórmulas Vinicius A. de Souza va.vinicius@gmail.com São José dos Campos, 2011. 1 Sumário Tópicos em Microsoft Excel 2007 Introdução...3 Como efetuar uma operação...3 Construindo

Leia mais

Investigação Operacional e Gestão de Projectos

Investigação Operacional e Gestão de Projectos Investigação Operacional e Gestão de Projectos Victor Lobo, Maria do Carmo Lucas, Miguel Loureiro Programa 0 Introdução 1 - Programação Linear. Método Simplex e variantes 2 Problemas de Transportes 3 Problemas

Leia mais

EXCEL 2003. Excel 2003 SUMÁRIO

EXCEL 2003. Excel 2003 SUMÁRIO EXCEL 2003 SUMÁRIO INICIANDO O EXCEL... 2 CONHECENDO AS BARRAS DO EXCEL... 4 OS COMPONETES DO EXCEL 2003... 7 ENTENDENDO FUNÇÕES... 8 BOLETIM ESCOLAR... 16 QUADRO DE RENDIMENTO DO ALUNO... 17 CHAMADA ESCOLAR...

Leia mais

INE 5111 Gabarito da Lista de Exercícios de Probabilidade INE 5111 LISTA DE EXERCÍCIOS DE PROBABILIDADE

INE 5111 Gabarito da Lista de Exercícios de Probabilidade INE 5111 LISTA DE EXERCÍCIOS DE PROBABILIDADE INE 5 LISTA DE EERCÍCIOS DE PROBABILIDADE INE 5 Gabarito da Lista de Exercícios de Probabilidade ) Em um sistema de transmissão de dados existe uma probabilidade igual a 5 de um dado ser transmitido erroneamente.

Leia mais

15.053 26 de fevereiro de 2002

15.053 26 de fevereiro de 2002 15.053 26 de fevereiro de 2002 Análise de Sensibilidade apresentado como Perguntas Freqüentes Pontos ilustrados em um exemplo contínuo de fabricação de garrafas. Se o tempo permitir, também consideraremos

Leia mais

Juros Simples, Compostos, e Contínuos

Juros Simples, Compostos, e Contínuos Juros Simples, Compostos, e Contínuos Conceito Principal Juros são o preço pago pelo benefício do empréstimo de dinheiro por um certo período de tempo. Tipicamente, a taxa de juros é expressa como uma

Leia mais

Trabalhando com funções envolvendo operações financeiras no EXCEL

Trabalhando com funções envolvendo operações financeiras no EXCEL Trabalhando com funções envolvendo operações financeiras no EXCEL Material elaborado por: Leandra Anversa Fioreze Professora de Matemática do Centro Universitário Franciscano 1. Iniciando uma planilha

Leia mais

CAP. 5 - INTRODUÇÃO A PROGRAMAÇÃO LINEAR

CAP. 5 - INTRODUÇÃO A PROGRAMAÇÃO LINEAR CAP. 5 - INTRODUÇÃO A PROGRAMAÇÃO LINEAR 1. GENERALIDADES Sem dúvida nenhuma a Programação Linear é uma das técnicas da Pesquisa Operacional das mais utilizadas em se tratando de problemas de otimização.

Leia mais

OTIMIZAÇÃO DE INVESTIMENTO EM CAMPANHA DE SEARCH ENGINE OPTMIZATION

OTIMIZAÇÃO DE INVESTIMENTO EM CAMPANHA DE SEARCH ENGINE OPTMIZATION UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ INSTITUTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E GESTÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO - MBA OTIMIZAÇÃO DE INVESTIMENTO EM CAMPANHA DE SEARCH ENGINE OPTMIZATION ANA HELENA BRUM ALESSANDRA

Leia mais

AULAS 14, 15 E 16 Análise de Regressão Múltipla: Problemas Adicionais

AULAS 14, 15 E 16 Análise de Regressão Múltipla: Problemas Adicionais 1 AULAS 14, 15 E 16 Análise de Regressão Múltipla: Problemas Adicionais Ernesto F. L. Amaral 20 e 22 de abril e 04 de maio de 2010 Métodos Quantitativos de Avaliação de Políticas Públicas (DCP 030D) Fonte:

Leia mais

Guia de Estudo Folha de Cálculo Microsoft Excel

Guia de Estudo Folha de Cálculo Microsoft Excel Tecnologias da Informação e Comunicação Guia de Estudo Folha de Cálculo Microsoft Excel Estrutura geral de uma folha de cálculo: colunas, linhas, células, endereços Uma folha de cálculo electrónica ( electronic

Leia mais

Universidade Federal de Viçosa Centro de Ciências Exatas Departamento de Matemática 3 a Lista - MAT 137 - Introdução à Álgebra Linear 2013/I

Universidade Federal de Viçosa Centro de Ciências Exatas Departamento de Matemática 3 a Lista - MAT 137 - Introdução à Álgebra Linear 2013/I 1 Universidade Federal de Viçosa Centro de Ciências Exatas Departamento de Matemática 3 a Lista - MAT 137 - Introdução à Álgebra Linear 013/I 1 Sejam u = ( 4 3) v = ( 5) e w = (a b) Encontre a e b tais

Leia mais

Aula 05. Resistores em Série e em Paralelo Leis de Kirchhoff- Parte I

Aula 05. Resistores em Série e em Paralelo Leis de Kirchhoff- Parte I Aula 05 Resistores em Série e em Paralelo Leis de Kirchhoff- Parte I Circuito Elétrico Básico e suas componentes. \ Resistores em Série Em uma associação de resistores em série, a corrente elétrica ( contínua)

Leia mais

Por que o quadrado de terminados em 5 e ta o fa cil? Ex.: 15²=225, 75²=5625,...

Por que o quadrado de terminados em 5 e ta o fa cil? Ex.: 15²=225, 75²=5625,... Por que o quadrado de terminados em 5 e ta o fa cil? Ex.: 15²=225, 75²=5625,... 0) O que veremos na aula de hoje? Um fato interessante Produtos notáveis Equação do 2º grau Como fazer a questão 5 da 3ª

Leia mais

Formadora: Vanda Martins 2

Formadora: Vanda Martins 2 Técnico/a de Informática Excel 2007 Óbidos Folha de Cálculo Microsoft Excel Formadora: Vanda Martins 2 Tipo de Dados Formadora: Vanda Martins 3 Tipo de Dados aceites Formadora: Vanda Martins 4 Formulas

Leia mais

ão: modelagem e técnicas

ão: modelagem e técnicas Curso de Especialização em Gestão Empresarial (MBA Executivo Turma 15) Disciplina: Pesquisa Operacional Prof. Dr. Álvaro José Periotto 3. Otimização ão: modelagem e técnicas de resolução Passando da daetapa

Leia mais

Microsoft Excel 2003

Microsoft Excel 2003 Associação Educacional Dom Bosco Faculdades de Engenharia de Resende Microsoft Excel 2003 Professores: Eduardo Arbex Mônica Mara Tathiana da Silva Resende 2010 INICIANDO O EXCEL Para abrir o programa Excel,

Leia mais

Objetivos. Engenharia de Software. O Estudo de Viabilidade. Fase do Estudo de Viabilidade. Idéias chave. O que Estudar? O que concluir?

Objetivos. Engenharia de Software. O Estudo de Viabilidade. Fase do Estudo de Viabilidade. Idéias chave. O que Estudar? O que concluir? Engenharia de Software O Estudo de Viabilidade Objetivos O que é um estudo de viabilidade? O que estudar e concluir? Benefícios e custos Análise de Custo/Benefício Alternativas de comparação 1 2 Idéias

Leia mais

Práticas Empresariais em Excel. Professor: Pádua

Práticas Empresariais em Excel. Professor: Pádua Práticas Empresariais em Excel Professor: Pádua SUMÁRIO 1 FÓRMULAS... 4 2 FUNÇÕES... 5 2.1 Data e hora... 5 2.1.1 Hoje... 5 2.1.2 Dia, Mês e... 5 2.1.3 Agora... 5 2.1.4 Hora, Minuto e Segundo... 5 2.2

Leia mais

BOM DIA!! ÁLGEBRA. Aula 3 COM JENNYFFER LANDIM. jl.matematica@outlook.com

BOM DIA!! ÁLGEBRA. Aula 3 COM JENNYFFER LANDIM. jl.matematica@outlook.com BOM DIA!! ÁLGEBRA COM JENNYFFER LANDIM Aula 3 jl.matematica@outlook.com Números inteiros: operações e propriedades Adição Os termos da adição são chamadas parcelas e o resultado da operação de adição é

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Informática para Administração Introdução ao Excel

Professor: Macêdo Firmino Informática para Administração Introdução ao Excel Professor: Macêdo Firmino Informática para Administração Introdução ao Excel Excel é um programa de planilhas do sistema Microsoft Office. Você pode usar o Excel para criar e formatar pastas de trabalho

Leia mais

1. Resolução de problemas de Programação Linear utilizando Excel

1. Resolução de problemas de Programação Linear utilizando Excel 1. Resolução de problemas de Programação Linear utilizando Excel O software Excel resolve problemas de Programação Linear através da ferramenta Solver. Retomando um problema de Programação Linear já citado,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Disciplina de Algoritmos e Programação Profa: Juliana Kaizer Vizzotto Lista de Exercícios Vetores Para a implementação de programas que solucionem os problemas a seguir

Leia mais

Associação Educacional Dom Bosco Curso de Engenharia 1º ano

Associação Educacional Dom Bosco Curso de Engenharia 1º ano Formatação condicional utilizando o valor da célula O que é? Algumas vezes é preciso destacar os valores, ou seja, como colocar em vermelho ou entre parênteses, os negativos, e de outra cor os positivos,

Leia mais

Microsoft Excel 2010 Organizado por: Prof. Sandro Figueredo

Microsoft Excel 2010 Organizado por: Prof. Sandro Figueredo Microsoft Excel 2010 Organizado por: TÍTULO 1 - APRESENTANDO A INTERFACE C APÍ TULO 1 - T ELA I NICIAL Você lembra?! A. Barra de Título. O nome do arquivo no Excel é pasta de trabalho. B. Planilhas C.

Leia mais

Tutorial de Matlab Francesco Franco

Tutorial de Matlab Francesco Franco Tutorial de Matlab Francesco Franco Matlab é um pacote de software que facilita a inserção de matrizes e vetores, além de facilitar a manipulação deles. A interface segue uma linguagem que é projetada

Leia mais

MÉTODO SIMPLEX SOLUÇÃO INICIAL ARTIFICIAL

MÉTODO SIMPLEX SOLUÇÃO INICIAL ARTIFICIAL MÉTODO SIMPLEX SOLUÇÃO INICIAL ARTIFICIAL Problemas de PL nos quais todas as restrições são ( ) com lados direitos não negativos oferecem uma solução básica inicial viável conveniente, na qual todas as

Leia mais

AULA 6 LÓGICA DOS CONJUNTOS

AULA 6 LÓGICA DOS CONJUNTOS Disciplina: Matemática Computacional Crédito do material: profa. Diana de Barros Teles Prof. Fernando Zaidan AULA 6 LÓGICA DOS CONJUNTOS Intuitivamente, conjunto é a coleção de objetos, que em geral, tem

Leia mais

Sistemas Lineares no CAp UFRJ: Resolvendo Equações Matriciais no Excel

Sistemas Lineares no CAp UFRJ: Resolvendo Equações Matriciais no Excel Sistemas Lineares no CAp UFRJ: Resolvendo Equações Matriciais no Excel O que o aluno poderá aprender com esta aula Escrever um sistema linear que corresponda a uma situação-problema. Interpretar um sistema

Leia mais

Bem, produto interno serve para determinar ângulos e distâncias entre vetores e é representado por produto interno de v com w).

Bem, produto interno serve para determinar ângulos e distâncias entre vetores e é representado por produto interno de v com w). Produto Interno INTRODUÇÃO Galera, vamos aprender agora as definições e as aplicações de Produto Interno. Essa matéria não é difícil, mas para ter segurança nela é necessário que o aluno tenha certa bagagem

Leia mais

Análise de Arredondamento em Ponto Flutuante

Análise de Arredondamento em Ponto Flutuante Capítulo 2 Análise de Arredondamento em Ponto Flutuante 2.1 Introdução Neste capítulo, chamamos atenção para o fato de que o conjunto dos números representáveis em qualquer máquina é finito, e portanto

Leia mais

Conjuntos numéricos. Notasdeaula. Fonte: Leithold 1 e Cálculo A - Flemming. Dr. Régis Quadros

Conjuntos numéricos. Notasdeaula. Fonte: Leithold 1 e Cálculo A - Flemming. Dr. Régis Quadros Conjuntos numéricos Notasdeaula Fonte: Leithold 1 e Cálculo A - Flemming Dr. Régis Quadros Conjuntos numéricos Os primeiros conjuntos numéricos conhecidos pela humanidade são os chamados inteiros positivos

Leia mais

1. Ambiente de Trabalho

1. Ambiente de Trabalho 1 Ambiente de Trabalho 1. Ambiente de Trabalho Ao nível do ambiente de trabalho, depois de o Excel 2007 ter introduzido novos componentes (e.g., Botão Office e Friso) e eliminado alguns dos componentes

Leia mais