Jamille Silva Madureira

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Jamille Silva Madureira"

Transcrição

1 Jamille Silva Madureira

2

3

4 Malware Vírus Cavalo de Tróia Worm Spyware Keylogger Hijacker Rootkit Ransomware

5 É comum pessoas chamarem de vírus todo e qualquer programa com fins maliciosos. Porém, há vários tipos de "pragas digitais", sendo os vírus apenas uma categoria delas.

6 Atualmente, usa-se um termo mais aquedado para generalizar esses programas: malware (uma combinação das palavras malicious e software que significa "programa malicioso ). Portanto, malware nada mais é do que um nome criado para quando necessitamos fazer alusão a um software malicioso, seja ele um vírus, um worm, um spyware, etc.

7 É importante frisar que a palavra "computador" é utilizada considerando os vários tipos de dispositivos computacionais que existem: desktops, servidores, smartphones, tablets e assim por diante.

8 É válido destacar também que os malwares não se limitam a uma única plataforma. Há quem pense, por exemplo, que só há pragas digitais para Windows, mas isso não é verdade. O que acontece é que a família de sistemas operacionais da Microsoft é mais popular e, portanto, mais visada.

9 Como não existe software 100% seguro, malwares também podem ser desenvolvidos para atacar qualquer outra plataforma, afinal, sempre há alguém disposto a descobrir e explorar suas deficiências.

10

11 São pequenos programas capazes de causar grandes transtornos a indivíduos, empresas e outras instituições.

12 Podem apagar dados, capturar informações, alterar ou impedir o funcionamento do sistema operacional e assim por diante. Como se não bastasse, há ainda outros softwares parecidos, como cavalos de troia, worms,spywares...

13 Um vírus é um pequeno programa que se autocopia e/ou faz alterações em outros arquivos e programas, de preferência sem o seu conhecimento e sem autorização.

14 As manifestações dos vírus podem ser as mais diversas como mostrar mensagens, alterar determinados tipos de arquivos, diminuir a performance do sistema, deletar arquivos, corromper a tabela de alocação ou mesmo apagar todo o disco rígido.

15 Um vírus é basicamente um conjunto de instruções com o objetivos de se atracar a um arquivo para posteriormente se disseminar sistematicamente de um arquivo para outro, sem a permissão ou comando do usuário nesse sentido.

16 Eles são, portanto, auto-replicantes. Além disso, os vírus contêm instruções objetivas no sentido de concretizar uma intenção do seu criador (mostrar mensagens, apagar o disco, corromper programas, etc.).

17 Usualmente eles se multiplicam a partir de um arquivo ou pen drive infectado. Quando você roda um arquivo infectado ou inicializa um computador com um disco infectado, o vírus alcança a memória do seu computador.

18 Dali ele passa a infectar outros arquivos, normalmente os chamados arquivos executáveis (extensão.com e.exe), podendo também infectar outros arquivos que sejam requisitados para a execução de algum programa, como os arquivos de extensão.sys,.ovl,.ovy,.prg,.mnu,.bin,.drv.

19 Entretanto já existem vírus que infectam arquivos de dados, como os arquivos do Word (.DOC) e excel (.XLS). Chamado de Macrovírus, eles são uma nova categoria de vírus de computador que atacam arquivos específicos não executáveis, ao contrário do que ocorria anteriormente, quando tais arquivos jamais eram infectados. Outra capacidade inédita destes tipos de vírus é a sua disseminação multiplataforma, infectando de um tipo de sistema (Windows e Mac, por exemplo).

20 Existem vírus que não têm por objetivo provocar danos reais ao seu computador, por exemplo, vírus que nada façam além de apresentar mensagens em um determinado dia podem ser considerados benignos. Em sentido oposto, malignos seriam os vírus que infligem danos ao seu computador. Entretanto, muitos vírus que causam danos não o fazem intencionalmente. Muitas vezes são consequências de erros de programação do criador ou bugs.

21 Um vírus maligno pode provocar: erros na hora de execução de um programa; baixa de memória; lentidão para entrar em programas; danificação de dados; danificação de drives; formatação indesejada do HD; alocação desnecessária da memória do computador.

22 Efetivamente, vírus não surgem do nada no seu computador. Eles são escritos por alguém e colocados em circulação até atingirem o seu computador através de um programa ou pen drive infectado.

23 Os vírus recebem esse nome porque possuem características de propagação que lembram os vírus reais, isto é, biológicos: quando um vírus contamina um computador, além de executar a ação para o qual foi programado, tenta também se espalhar para outras máquinas, tal como fazem os vírus biológicos nos organismos que invadem.

24 Antigamente, os vírus tinham um raio de ação muito limitado: se propagavam, por exemplo, toda vez que um disquete contaminado era lido no computador. Com o surgimento da internet, no entanto, essa situação mudou drasticamente, para pior.

25 Isso acontece porque, com a internet, os vírus podem se espalhar de maneira muito mais rápida e contaminar um número muito mais expressivo de computadores. Para isso, podem explorar vários meios, entre eles: Falhas de segurança (bugs); s; Downloads.

26 Falhas de segurança (bugs): sistemas operacionais e outros programas não são softwares perfeitos e podem conter falhas. Estas, quando descobertas por pessoas com fins maliciosos, podem ser exploradas por vírus, permitindo a contaminação do sistema, muitas vezes sem o usuário perceber.

27 s: Essa é uma das práticas mais exploradas. O usuário recebe mensagens que tentam convencê-lo a executar um arquivo anexado ou presente em um link. Se o usuário o fizer sem perceber que está sendo enganado, certamente terá seu computador contaminado.

28 Downloads: O usuário pode baixar um arquivo de um determinado site sem perceber que este pode estar infectado.

29 Os vírus também podem se propagar através de uma combinação de meios. Por exemplo, uma pessoa em um escritório pode executar o anexo de um e, com isso, contaminar o seu computador. Em seguida, este mesmo vírus pode tentar explorar falhas de segurança de outros computadores da rede para infectá-los.

30

31 Os vírus não são os únicos malwares que existem. A definição do que a praga é ou não é depende, essencialmente, de suas ações e formas de propagação. Eis os tipos mais comuns: Cavalo de Tróia Worm Spyware Keylogger Hijacker Rootkit Ransomware

32 São um tipo de malware que permitem alguma maneira de acesso remoto ao computador após a infecção. Esse tipo de praga pode ter outras funcionalidades, como capturar de dados do usuário para transmiti-los a outra máquina.

33 Para conseguir ingressar no computador, o cavalo de Tróia geralmente se passa por outro programa ou arquivo. O usuário pode, por exemplo, fazer um download pensando se tratar de uma ferramenta para um determinado fim quando, na verdade, se trata de um trojan.

34 Esse tipo de malware não é desenvolvido para se replicar. Quando isso acontece, geralmente trata-se de uma ação conjunta com um vírus.

35 Podem ser interpretados como um tipo de vírus mais inteligente que os demais. A principal diferença está na forma de propagação: os worms podem se espalhar rapidamente para outros computadores (seja pela internet, seja por meio de uma rede local) de maneira automática.

36 Para agir, o vírus precisa contar com o "apoio" do usuário. Isso ocorre, por exemplo, quando uma pessoa baixa um anexo contaminado de um e o executa. Os worms, por sua vez, podem infectar o computador de maneira totalmente discreta, explorando falhas em aplicativos ou no próprio sistema operacional.

37 É claro que um worm também pode contar com a ação de um usuário para se propagar, pois geralmente esse tipo de malware é criado para contaminar o máximo de computadores possível, fazendo com que qualquer meio que permita isso seja aceitável.

38 São programas que "espionam" as atividades dos usuários ou capturam informações sobre eles.

39 Para contaminar um computador, os spywares geralmente são "embutidos" em softwares de procedência duvidosa, quase sempre oferecidos como grátis.

40 Os dados capturados são posteriormente transmitidos pela internet. Estas informações podem ser desde hábitos de navegação do usuário até senhas.

41 São pequenos aplicativos que podem vir embutidos em vírus, spywares ou softwares de procedência duvidosa.

42 Sua função é a de capturar tudo o que é digitado pelo usuário. É uma das formas utilizadas para a captura de senhas.

43 são programas ou scripts que "sequestram" navegadores de internet. As principais vítimas eram as versões mais antigas do Internet Explorer.

44 Um hijacker pode, por exemplo: alterar a página inicial do browser e impedir o usuário de mudá-la; exibir propagandas em janelas novas; instalar barras de ferramentas e impedir o acesso a determinados sites (páginas de empresas de antivírus, por exemplo).

45 Felizmente, os navegadores atuais contam com mais recursos de segurança, limitando consideravelmente a ação desse tipo de praga digital.

46 Esse é um dos tipos de malwares mais perigosos. Podem ser utilizados para várias finalidades, como capturar dados do usuário. Até aí, nenhuma novidade.

47 O que os torna tão ameaçadores é a capacidade que possuem para dificultar a sua detecção por antivírus ou outros softwares de segurança.

48 Em outras palavras, eles conseguem se "camuflar" no sistema. Para isso, desenvolvedores podem fazer uso de várias técnicas avançadas, como infiltrar o malware em processos ativos na memória, por exemplo.

49 Além de difícil detecção, os rootkits também são de difícil remoção. Felizmente, sua complexidade de desenvolvimento faz com que não sejam muito numerosos.

50 É um tipo de malware com uma "proposta" mais ousada. Uma vez ativo, a praga pode bloquear ou limitar (ou permitir que seu criador o faça remotamente) o acesso a arquivos, pastas, aplicativos, unidades de armazenamento inteiras ou até mesmo impedir o uso do sistema operacional.

51 Para liberar estes recursos, costuma mostrar mensagens exigindo pagamentos. É como se o computador tivesse sido sequestrado.

52 Para convencer o usuário a desembolsar o valor exigido, a mensagem pode conter ameaças ou chantagens, dizendo, por exemplo, que dados importantes serão apagados ou que imagens particulares da pessoa serão publicadas na internet caso o pagamento não seja efetuado.

53 O usuário que tiver seu computador infectado por um ransomware não deve ceder à pressão e pagar, mesmo porque, não raramente, nada acontece quando isso é feito. O ideal é que a pessoa utilize um software de segurança (antivírus) para tentar remover a praga ou, se não tiver sucesso, procure alguém de confiança para fazê-lo.

54 O usuário que tiver seu computador infectado por um ransomware não deve ceder à pressão e pagar, mesmo porque, não raramente, nada acontece quando isso é feito. O ideal é que a pessoa utilize um software de segurança (antivírus) para tentar remover a praga ou, se não tiver sucesso, procure alguém de confiança para fazê-lo.

55

56 O mercado conta com antivírus pagos e gratuitos (estes, geralmente com menos recursos).

57 Alguns programas, na verdade, consistem em pacotes de segurança, já que incluem firewall e outras ferramentas que complementam a proteção oferecida pelo antivírus.

58 AVG Nome Gratuita e paga. Tipo Avast Gratuita e paga. Microsoft Security Essentials Norton: popular antivírus da Symantec Panda Kaspersky Gratuito para usuários domésticos de licenças legítimas do Windows. Pago, possui versões de testes, mas não gratuitas. Possui versões de testes, mas não gratuitas Possui versões de testes, mas não gratuitas Avira McAfee Gratuita e paga Possui versões de testes, mas não gratuita.

59 Não é novidade para ninguém que o meio mais utilizado como proteção contra vírus e outros malwares são os antivírus. Cientes disso, passaram a explorar essa característica a seu favor: criaram falsos antivírus.

60 A propagação desse tipo de software é feita de várias maneiras. Nas mais comuns, sites de conteúdo duvidoso exibem propagandas que se passam por alertas de segurança. Se o usuário clicar na mensagem, será convidado a baixar um programa ou acessar uma página que supostamente faz varreduras em seu computador.

61 A suposta ferramenta, que inclusive costuma ter interface que lembra os antivírus mais conhecidos do mercado, simula uma varredura que aponta a existência de um ou mais malwares no computador e se oferece para limpar o sistema mediante pagamento.

62 Mas tudo não passa de simulação. A dica mais recomendada, neste caso, é a de utilizar sempre antivírus de empresas de segurança reconhecidas.

63

64 Muita gente pensa que basta ter um antivírus no computador e estará livre de malwares. De fato, esse tipo de software tem um papel importante, mas nem mesmo a melhor solução consegue ser 100% eficiente. A arma mais poderosa, portanto, é a prevenção.

65 Aplique as atualizações do sistema operacional e sempre use versões mais recentes dos programas instalados nele. Tome cuidado com anexos e link em s, mesmo quando a mensagem vier de pessoas conhecidas. O mesmo cuidado deve ser dado a redes sociais (Facebook, orkut, Twitter, Skype, etc).

66 Antes de baixar programas desconhecidos, busque mais informações sobre ele em mecanismos de buscas ou em sites especializados em downloads. Tome cuidado com os sites que visita. É muito comum, por exemplo, a propagação de malwares em páginas de conteúdo adulto.

67 Ao instalar um antivírus, certifique-se de que este é atualizado regularmente, do contrário, o programa não será capaz de identificar novos vírus ou variações de pragas já existentes. Faça uma varredura com o antivírus periodicamente no computador todo. Também utilize o programa para verificar arquivos baixados pela internet.

68 Vírus também podem ser espalhar por cartões SD, pendrives e aparelhos semelhantes. Portanto, sempre verifique o conteúdo dos dispositivos removíveis e, se possível, não utilize-os em computadores públicos (faculdade, escola, lan house, etc).

69 Saia clicando em "Logout", "Sair" ou equivalente. Ao acessar seu , site de comércio eletrônico, Facebook, internet banking ou qualquer outro serviço que exige nome de usuário e senha, clique no botão/link de nome Logout, Logoff, Sair, Desconectar ou equivalente para sair do site. Pode parecer óbvio, mas muita gente realiza este procedimento simplesmente fechando a janela do navegador ou entrando em outro endereço a partir dali.

70 Crie senhas difíceis de serem descobertas e as mude periodicamente. Use navegadores atuais: garante não só que você consiga utilizar tecnologias novas para a internet, como o HTML5, mas também conte com recursos de segurança capazes de combater perigos mais recentes, como sites falsos que se passam por páginas de banco, por exemplo. Além disso, navegadores atualizados geralmente contam com correções contra falhas de segurança exploradas em versões anteriores. Por isso, sempre utilize a última versão disponível do seu navegador. Atualize seu antivírus e seu sistema operacional.

71 Cuidado com downloads!!!! Se você usa programas de compartilhamento ou costuma obter arquivos de sites especializados em downloads, fique atento ao que baixar. Ao término do download, verifique se o arquivo possui alguma característica estranha, por exemplo, mais de uma extensão (como cazuza.mp3.exe), tamanho muito pequeno para o tipo do arquivo ou informações de descrição suspeitas, pois muitas pragas digitais se passam por músicas, vídeos, fotos, aplicativos e outros para enganar o usuário. Além disso, sempre examine o arquivo baixado com um antivírus.

72 Cuidado com downloads!!!! Também tome cuidado com sites que pedem para você instalar programas para continuar a navegar ou para usufruir de algum serviço. Ainda, desconfie de ofertas de softwares "milagrosos", capazes de dobrar a velocidade de seu computador ou de melhorar a sua performance, por exemplo. Ao obter softwares que, a princípio, são legítimos, você também deve tomar cuidado com a sua instalação: durante este processo, o programa pode deixar de maneira pré-marcada a ativação conjunta de outros programas, como barras para navegadores ou supostos aplicativos de segurança. Assim, acompanhe todas as etapas de instalação e rejeite qualquer oferta do tipo.

73

74 Evite o uso de softwares piratas: jogos, aplicativos de escritório, sistemas operacionais e editores de imagens estão entre os softwares mais pirateados. Seu uso pode parecer vantajoso por causa do baixo custo, mas entre outros problemas, programas nesta condição representam perigo porque podem ser distribuídos com malwares e, muitas vezes, não contam com as atualizações de segurança que o desenvolvedor disponibiliza para as cópias originais. Cuidado com links em serviços de mensagens instantâneas e redes sociais.

75 Cuidado com s falsos!!!! Recebeu um dizendo que você tem uma dívida com uma empresa de telefonia ou afirmando que um de seus documentos está ilegal? Ou, ainda, a mensagem te oferece prêmios ou fotos que comprovam uma traição? Te intima para uma audiência judicial? Contém uma suposta notícia importante sobre uma personalidade famosa? Pede para você atualizar seus dados bancários? Se a mensagem tiver textos com erros ortográficos e gramaticais ou informar um link diferente do indicado (para verificar o link verdadeiro, basta passar o cursor do mouse por cima dele, mas sem clicar), desconfie imediatamente. Na dúvida, entre em contato com a empresa ou entidade cujo nome foi envolvido no . É muito provável que se trate de um falso, portanto, IGNORE!!!.

76 Evite acessar sites duvidosos. Cuidado com anexos de . Cuidado ao fazer compras na internet ou usar sites de bancos. Não responda a ameaças, provocações ou intimidações. Não revele informações importantes sobre você. Cuidado ao fazer cadastros.

DICAS. importantes para sua segurança. 1Saia sempre do SISTEMA, clicando em "Logout", "Sair" ou equivalente:

DICAS. importantes para sua segurança. 1Saia sempre do SISTEMA, clicando em Logout, Sair ou equivalente: DICAS importantes para sua segurança. 1Saia sempre do SISTEMA, clicando em "Logout", "Sair" ou equivalente: Ao acessar seu e-mail, sua conta em um site de comércio eletrônico, seu perfil no Facebook, seu

Leia mais

Informática Aplicada a Gastronomia

Informática Aplicada a Gastronomia Informática Aplicada a Gastronomia Aula 3.1 Prof. Carlos Henrique M. Ferreira chmferreira@hotmail.com Introdução Quando você sai de casa, certamente toma alguns cuidados para se proteger de assaltos e

Leia mais

Dicas de segurança na internet

Dicas de segurança na internet Dicas de segurança na internet Introdução Quando você sai de casa, certamente toma alguns cuidados para se proteger de assaltos e outros perigos existentes nas ruas. Na internet, é igualmente importante

Leia mais

Em informática, um vírus de computador é um software malicioso que vem sendo desenvolvido por programadores que, tal como um vírus biológico, infecta

Em informática, um vírus de computador é um software malicioso que vem sendo desenvolvido por programadores que, tal como um vírus biológico, infecta Em informática, um vírus de computador é um software malicioso que vem sendo desenvolvido por programadores que, tal como um vírus biológico, infecta o sistema, faz cópias de si mesmo e tenta se espalhar

Leia mais

Prof. Demétrios Coutinho

Prof. Demétrios Coutinho Prof. Demétrios Coutinho Hoje em dia a informação é o bem mais valioso de uma empresa/cliente. A segurança da informação é um conjunto de medidas que se constituem basicamente de controles e política de

Leia mais

PROFESSOR: Flávio Antônio Benardo E-mail: flavioufrpe@yahoo.com.br Vírus de computador

PROFESSOR: Flávio Antônio Benardo E-mail: flavioufrpe@yahoo.com.br Vírus de computador ESCOLA TÉCNICA DE PALMARES PROFESSOR: Flávio Antônio Benardo E-mail: flavioufrpe@yahoo.com.br Vírus de computador DEFINIÇÃO É um pequeno programa que se autocópia e/ou faz alterações em outros arquivos

Leia mais

Tipos de pragas Virtuais; Como funciona os antivírus; Principais golpes virtuais; Profº Michel

Tipos de pragas Virtuais; Como funciona os antivírus; Principais golpes virtuais; Profº Michel Tipos de pragas Virtuais; Como funciona os antivírus; Principais golpes virtuais; Profº Michel Tipos de pragas virtuais 1 Vírus A mais simples e conhecida das ameaças. Esse programa malicioso pode ligar-se

Leia mais

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARTE 2

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARTE 2 SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARTE 2 Segurança da Informação A segurança da informação busca reduzir os riscos de vazamentos, fraudes, erros, uso indevido, sabotagens, paralisações, roubo de informações ou

Leia mais

MALWARE`S. Disciplina : Informática ll - Válquer Coêlho

MALWARE`S. Disciplina : Informática ll - Válquer Coêlho MALWARE`S Disciplina : Informática ll - Válquer Coêlho MALWARE O termo software; é proveniente do inglês malicious É destinado a se infiltrar em um sistema de computador alheio de forma ilícita, com o

Leia mais

Vírus é um programa. Sendo que este programa de computadores é criado para prejudicar o equipamento ou sabotar os dados nele existente.

Vírus é um programa. Sendo que este programa de computadores é criado para prejudicar o equipamento ou sabotar os dados nele existente. Segurança da Informação Prof. Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br Engenharia Social Chama-se Engenharia Social as práticas utilizadas para obter acesso a informações importantes ou sigilosas em organizações

Leia mais

13/3/2012. Prof. Flávio Ferry DIE UFPI - 2012

13/3/2012. Prof. Flávio Ferry DIE UFPI - 2012 Prof. Flávio Ferry DIE UFPI - 2012 Pequeno programa criado com a intenção de provocar danos a dados ou lentidão de processamento. Razão do nome = Estes programas são feitos para serem auto instaláveis

Leia mais

Antivírus. Trabalho elaborado por. Ana Ferreira. Patricia Ferreira

Antivírus. Trabalho elaborado por. Ana Ferreira. Patricia Ferreira Antivírus Trabalho elaborado por Ana Ferreira Patricia Ferreira Índice O que são... 3 Para que servem?... 3 Dicas De Segurança: Antivírus Pagos Ou Gratuitos?... 4 Como se faz a instalação do antivírus?

Leia mais

OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA

OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA POLÍTICA DE SEGURANÇA DIGITAL Wagner de Oliveira OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA Hoje em dia a informação é um item dos mais valiosos das grandes Empresas. Banco do Brasil Conscientizar da necessidade

Leia mais

MALWARE. Spyware. Seguem algumas funcionalidades implementadas em spywares, que podem ter relação com o uso legítimo ou malicioso:

MALWARE. Spyware. Seguem algumas funcionalidades implementadas em spywares, que podem ter relação com o uso legítimo ou malicioso: MALWARE Spyware É o termo utilizado para se referir a uma grande categoria de software que tem o objetivo de monitorar atividades de um sistema e enviar as informações coletadas para terceiros. Seguem

Leia mais

http://cartilha.cert.br/

http://cartilha.cert.br/ http://cartilha.cert.br/ Códigos maliciosos são usados como intermediários e possibilitam a prática de golpes, a realização de ataques e o envio de spam Códigos maliciosos, também conhecidos como pragas

Leia mais

Malwares. Algumas das diversas formas como os códigos maliciosos podem infectar ou comprometer um computador são:

Malwares. Algumas das diversas formas como os códigos maliciosos podem infectar ou comprometer um computador são: Malwares Códigos Maliciosos - Malware Códigos maliciosos (malware) são programas especificamente desenvolvidos para executar ações danosas e atividades maliciosas em um computador. Algumas das diversas

Leia mais

CONCEITOS GERAIS SOBRE SEGURANÇA NA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Prof. Me. Hélio Esperidião

CONCEITOS GERAIS SOBRE SEGURANÇA NA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Prof. Me. Hélio Esperidião CONCEITOS GERAIS SOBRE SEGURANÇA NA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof. Me. Hélio Esperidião CONCEITOS GERAIS SOBRE SEGURANÇA NA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO O conceito de segurança envolve formas de proteção e

Leia mais

Códigos Maliciosos.

Códigos Maliciosos. <Nome> <Instituição> <e-mail> Códigos Maliciosos Agenda Códigos maliciosos Tipos principais Cuidados a serem tomados Créditos Códigos maliciosos (1/3) Programas especificamente desenvolvidos para executar

Leia mais

Segurança na Internet. Disciplina: Informática Prof. Higor Morais

Segurança na Internet. Disciplina: Informática Prof. Higor Morais Segurança na Internet Disciplina: Informática Prof. Higor Morais 1 Agenda Segurança de Computadores Senhas Engenharia Social Vulnerabilidade Códigos Maliciosos Negação de Serviço 2 Segurança de Computadores

Leia mais

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Aguinaldo Fernandes Rosa

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Aguinaldo Fernandes Rosa SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO DICAS Aguinaldo Fernandes Rosa Especialista em Segurança da Informação Segurança da Informação Um computador (ou sistema computacional) é dito seguro se este atende a três requisitos

Leia mais

Programa que, além de incluir funcionalidades de worms, dispõe de mecanismos de comunicação com o invasor, permitindo que seja controlado remotamente.

Programa que, além de incluir funcionalidades de worms, dispõe de mecanismos de comunicação com o invasor, permitindo que seja controlado remotamente. TIPOS DE VÍRUS Principais Tipos de Códigos Maliciosos 1. Virus Programa que se propaga infectando, isto é, inserindo cópias de si mesmo e se tornando parte de outros programas e arquivos de um computador.

Leia mais

Códigos Maliciosos. Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br

Códigos Maliciosos. Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br Códigos Maliciosos Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br Agenda Códigos maliciosos Tipos principais Cuidados a serem tomados Créditos Códigos maliciosos (1/3) Programas especificamente

Leia mais

O Firewall do Windows vem incorporado ao Windows e é ativado automaticamente.

O Firewall do Windows vem incorporado ao Windows e é ativado automaticamente. Noções básicas sobre segurança e computação segura Se você se conecta à Internet, permite que outras pessoas usem seu computador ou compartilha arquivos com outros, deve tomar algumas medidas para proteger

Leia mais

Segurança da Informação Prof. Jeferson Cordini jmcordini@hotmail.com

Segurança da Informação Prof. Jeferson Cordini jmcordini@hotmail.com Segurança da Informação Prof. Jeferson Cordini jmcordini@hotmail.com Segurança da Informação Segurança da Informação está relacionada com proteção de um conjunto de dados, no sentido de preservar o valor

Leia mais

Ameaças a computadores. Prof. César Couto

Ameaças a computadores. Prof. César Couto Ameaças a computadores Prof. César Couto Conceitos Malware: termo aplicado a qualquer software desenvolvido para causar danos em computadores. Estão nele incluídos vírus, vermes e cavalos de tróia. Vírus:

Leia mais

INE 5223 Informática para Secretariado

INE 5223 Informática para Secretariado 4. AMBIENTE INTERNET UFSC Prof.: Achilles Colombo Prudêncio 4. Ambiente Internet UFSC 4.2. Utilização de Recursos da Internet O uso dos recursos da Internet vem sendo comentado sempre, em todos os tópicos

Leia mais

Informática básica Telecentro/Infocentro Acessa-SP

Informática básica Telecentro/Infocentro Acessa-SP Informática básica Telecentro/Infocentro Acessa-SP Aula de hoje: Periférico de entrada/saída, memória, vírus, Windows, barra tarefas. Prof: Lucas Aureo Guidastre Memória A memória RAM é um componente essencial

Leia mais

ESET CYBER SECURITY PRO para Mac Guia de Inicialização Rápida. Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento

ESET CYBER SECURITY PRO para Mac Guia de Inicialização Rápida. Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento ESET CYBER SECURITY PRO para Mac Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento ESET Cyber Security Pro fornece proteção de última geração para seu

Leia mais

Revisão 7 Junho de 2007

Revisão 7 Junho de 2007 Revisão 7 Junho de 2007 1/5 CONTEÚDO 1. Introdução 2. Configuração do Computador 3. Reativar a Conexão com a Internet 4. Configuração da Conta de Correio Eletrônico 5. Política Anti-Spam 6. Segurança do

Leia mais

Combater e prevenir vírus em seu computador

Combater e prevenir vírus em seu computador Combater e prevenir vírus em seu computador Definição de vírus, worms, hoaxes, Tróias e vulnerabilidades de segurança Instruções para remover e evitar vírus Vulnerabilidades do sistema e ameaças de segurança

Leia mais

Prevenção. Como reduzir o volume de spam

Prevenção. Como reduzir o volume de spam Prevenção Como reduzir o volume de spam A resposta simples é navegar consciente na rede. Este conselho é o mesmo que recebemos para zelar pela nossa segurança no trânsito ou ao entrar e sair de nossas

Leia mais

Noções de Segurança na Internet. Seminário de Tecnologia da Informação Codevasf

Noções de Segurança na Internet. Seminário de Tecnologia da Informação Codevasf Noções de Segurança na Internet Conceitos de Segurança Precauções que devemos tomar contra riscos, perigos ou perdas; É um mal a evitar; Conjunto de convenções sociais, denominadas medidas de segurança.

Leia mais

Vírus Professor: Pedro R3 Junior. Vírus

Vírus Professor: Pedro R3 Junior. Vírus Conceitos Conceitos Pequenos segmentos de código com capacidade de se agregar ao código de outros programas. Além do mecanismo de reprodução disparado a cada vez que o programa infectado é executado, eles

Leia mais

02. O software ainda permite instalar a barra de ferramentas do Google como recurso extra. Faça a escolha desejada e continue a instalação.

02. O software ainda permite instalar a barra de ferramentas do Google como recurso extra. Faça a escolha desejada e continue a instalação. Contra-ataque os spywares com o Spyware Doctor! Antigamente, a única preocupação dos usuários em termos de segurança era os vírus. Hoje existem tantas palavras relacionadas a softwares maliciosos que qualquer

Leia mais

NOME: MATHEUS RECUERO T2 ANTIVIRUS PANDA

NOME: MATHEUS RECUERO T2 ANTIVIRUS PANDA NOME: MATHEUS RECUERO T2 ANTIVIRUS PANDA Os requisitos mínimos para possuir o software é memoria de 64 MB, disco rígido de 20 MB processador a partir do Pentium 2 em diante e navegador internet Explorer

Leia mais

Dicas de como evitar o ataque de vírus

Dicas de como evitar o ataque de vírus Dicas de como evitar o ataque de vírus Recentemente, os casos de bloqueio de IP no Departamento de Química vêm aumentado consideravelmente. Quando um computador está infectado com arquivos maliciosos (vírus,

Leia mais

Kaspersky Anti-Virus 2013 Kaspersky Internet Security 2013 Lista de novos recursos

Kaspersky Anti-Virus 2013 Kaspersky Internet Security 2013 Lista de novos recursos Kaspersky Anti-Virus 2013 Kaspersky Internet Security 2013 Lista de novos recursos Sumário Visão geral de novos recursos 2 Instalação, ativação, licenciamento 2 Internet Security 3 Proteção Avançada 4

Leia mais

mais segurança na internet próximo Um guia para você tirar suas dúvidas sobre segurança na internet e proteger sua empresa.

mais segurança na internet próximo Um guia para você tirar suas dúvidas sobre segurança na internet e proteger sua empresa. mais segurança na internet Um guia para você tirar suas dúvidas sobre segurança na internet e proteger sua empresa. Suas atitudes na internet podem influenciar a segurança da sua empresa. Você é cuidadoso

Leia mais

Aula 12 Lista de verificação de segurança para o Windows 7

Aula 12 Lista de verificação de segurança para o Windows 7 Aula 12 Lista de verificação de segurança para o Windows 7 Use esta lista de verificação para ter certeza de que você está aproveitando todas as formas oferecidas pelo Windows para ajudar a manter o seu

Leia mais

ESET NOD32 ANTIVIRUS 6

ESET NOD32 ANTIVIRUS 6 ESET NOD32 ANTIVIRUS 6 Microsoft Windows 8 / 7 / Vista / XP / Home Server Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer download da versão mais recente deste documento O ESET NOD32 Antivirus fornece

Leia mais

Segurança na internet

Segurança na internet Segurança na internet Perigos da internet Cyberbullying Uso da internet para praticar ofensas e humilhações a alguém de forma constante Discriminação Quando há publicação de mensagem ou imagem preconceituosas

Leia mais

Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores. Pragas Virtuais

Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores. Pragas Virtuais Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores Pragas Virtuais 1 Pragas Virtuais São programas desenvolvidos com fins maliciosos. Pode-se encontrar algumas semelhanças de um vírus de computador com

Leia mais

Segurança em Computadores. GTI SEDU atendimento@sedu.es.gov.br

Segurança em Computadores. GTI SEDU atendimento@sedu.es.gov.br Segurança em Computadores GTI SEDU atendimento@sedu.es.gov.br Agenda Computadores Riscos principais Cuidados a serem tomados Créditos Computadores (1/4) Computador pessoal grande quantidade de dados armazenados

Leia mais

GENERALIDADES SOBRE ANTI-VÍRUS

GENERALIDADES SOBRE ANTI-VÍRUS Índice GENERALIDADES SOBRE ANTI-VÍRUS... 2 Contaminação... 3 Detecção de vírus... 4 Algumas formas de evitar Vírus... 4 Worms... 5 Variantes... 5 Trojan Horse (Cavalo de Tróia)... 6 Spywares... 7 GENERALIDADES

Leia mais

Novidades do AVG 2013

Novidades do AVG 2013 Novidades do AVG 2013 Conteúdo Licenciamento Instalação Verificação Componentes Outras características Treinamento AVG 2 Licenciamento Instalação Verificação Componentes do AVG Outras características Treinamento

Leia mais

F-Secure Anti-Virus for Mac 2015

F-Secure Anti-Virus for Mac 2015 F-Secure Anti-Virus for Mac 2015 2 Conteúdo F-Secure Anti-Virus for Mac 2015 Conteúdo Capítulo 1: Introdução...3 1.1 Gerenciar assinatura...4 1.2 Como me certificar de que o computador está protegido...4

Leia mais

INTRODUÇÃO. O conteúdo programático foi pensado em concursos, assim simularemos algumas questões mais usadas em vestibular e provas de concursos.

INTRODUÇÃO. O conteúdo programático foi pensado em concursos, assim simularemos algumas questões mais usadas em vestibular e provas de concursos. INTRODUÇÃO Essa apostila foi idealizada como suporte as aulas de Informática Educativa do professor Haroldo do Carmo. O conteúdo tem como objetivo a inclusão digital as ferramentas de pesquisas on-line

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS Usando um firewall para ajudar a proteger o computador A conexão à Internet pode representar um perigo para o usuário de computador desatento. Um firewall ajuda a proteger o computador impedindo que usuários

Leia mais

Segurança no Computador

Segurança no Computador Segurança no Computador Segurança na Internet: Módulo 1 (CC Entre Mar E Serra), 2008 Segurança na Internet, CC Entre Mar E Serra 1 Segurança no Computador Um computador (ou sistema computacional) é dito

Leia mais

Segurança em Informática

Segurança em Informática Especialização em Gestão das Tecnologias na Educação Básica Disciplina: Informática Aplicada a Educação Prof. Walteno Martins Parreira Júnior Segurança em Informática Inicialmente, responda o questionário

Leia mais

Aula 03 Malware (Parte 01) Visão Geral. Prof. Paulo A. Neukamp

Aula 03 Malware (Parte 01) Visão Geral. Prof. Paulo A. Neukamp Aula 03 Malware (Parte 01) Visão Geral Prof. Paulo A. Neukamp Mallware (Parte 01) Objetivo: Descrever de maneira introdutória o funcionamento de códigos maliciosos e os seus respectivos impactos. Agenda

Leia mais

ESET NOD32 ANTIVIRUS 8

ESET NOD32 ANTIVIRUS 8 ESET NOD32 ANTIVIRUS 8 Microsoft Windows 8.1 / 8 / 7 / Vista / XP / Home Server 2003 / Home Server 2011 Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer download da versão mais recente deste documento

Leia mais

ESET NOD32 ANTIVIRUS 9

ESET NOD32 ANTIVIRUS 9 ESET NOD32 ANTIVIRUS 9 Microsoft Windows 10 / 8.1 / 8 / 7 / Vista / XP Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer download da versão mais recente deste documento O ESET NOD32 Antivirus fornece

Leia mais

Como impedir que o pen drive seja invadido por vírus

Como impedir que o pen drive seja invadido por vírus 01/02/2012 17h01 - Atualizado em 01/02/2012 18h25 Como impedir que o pen drive seja invadido por vírus Aline Jesus Para o TechTudo Para evitar que um pen drive seja contaminado por vírus ou que o dispositivo

Leia mais

para Mac Guia de Inicialização Rápida

para Mac Guia de Inicialização Rápida para Mac Guia de Inicialização Rápida O ESET Cybersecurity fornece proteção de última geração para o seu computador contra código malicioso. Com base no ThreatSense, o primeiro mecanismo de verificação

Leia mais

Dicas de Segurança no uso de Computadores Desktops

Dicas de Segurança no uso de Computadores Desktops Universidade Federal de Goiás Dicas de Segurança no uso de Computadores Desktops Jánison Calixto CERCOMP UFG Cronograma Introdução Conceitos Senhas Leitores de E-Mail Navegadores Anti-Vírus Firewall Backup

Leia mais

ESET NOD32 Antivirus 4 para Linux Desktop. Guia de Inicialização Rápida

ESET NOD32 Antivirus 4 para Linux Desktop. Guia de Inicialização Rápida ESET NOD32 Antivirus 4 para Linux Desktop Guia de Inicialização Rápida O ESET NOD32 Antivirus 4 fornece proteção de última geração para o seu computador contra código malicioso. Com base no mecanismo de

Leia mais

PARA MAC. Guia de Inicialização Rápida. Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento

PARA MAC. Guia de Inicialização Rápida. Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento PARA MAC Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento ESET Cyber Security fornece proteção de última geração para seu computador contra código mal-intencionado.

Leia mais

Índice. 1. Conceitos de Segurança. 2. Navegando na Internet com Segurança. 3. Utilização do e-mail e programas de mensagem instantânea com segurança

Índice. 1. Conceitos de Segurança. 2. Navegando na Internet com Segurança. 3. Utilização do e-mail e programas de mensagem instantânea com segurança Índice 1. Conceitos de Segurança 1.1. O que é Segurança da Informação? 1.2. Cuidado com os vírus de computador 1.3. Dicas para manter o computador seguro 2. Navegando na Internet com Segurança 2.1. Fique

Leia mais

GUIA DE TRANQÜILIDADE

GUIA DE TRANQÜILIDADE GUIA DE TRANQÜILIDADE NA INTERNET versão reduzida Você pode navegar com segurança pela Internet. Basta tomar alguns cuidados. Aqui você vai encontrar um resumo com dicas práticas sobre como acessar a Internet

Leia mais

BOAS PRÁTICAS DE SEGURANÇA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI)

BOAS PRÁTICAS DE SEGURANÇA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) BOAS PRÁTICAS DE SEGURANÇA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) André Gustavo Assessor Técnico de Informática MARÇO/2012 Sumário Contextualização Definições Princípios Básicos de Segurança da Informação Ameaças

Leia mais

Comunicado Técnico 14

Comunicado Técnico 14 Comunicado Técnico 14 ISSN 2177-854X Agosto. 2011 Uberaba - MG SPYWARE Instruções Técnicas Responsáveis: Danilo Guardieiro Lima E-mail: daniloglima@terra.com.br Especialista em redes de computadores, Professor

Leia mais

Malwares Segurança da Informação. S.O.S. Concursos Prof: Tiago Furlan Lemos

Malwares Segurança da Informação. S.O.S. Concursos Prof: Tiago Furlan Lemos Malwares Segurança da Informação. S.O.S. Concursos Prof: Tiago Furlan Lemos Malware O termo malware é proveniente do inglês malicious software; é um software destinado a se infiltrar em um sistema de computador

Leia mais

COMODO INTERNET SECURITY

COMODO INTERNET SECURITY COMODO INTERNET SECURITY PROTEÇÃO COMPLETA PARA O SEU COMPUTADOR COM ANTIVÍRUS, FIREWALL E VÁRIAS FERRAMENTAS DE SEGURANÇA Comodo Internet Security Premium é um aplicativo que reúne uma série de recursos

Leia mais

Capítulo 1: Introdução...3

Capítulo 1: Introdução...3 F-Secure Anti-Virus for Mac 2014 Conteúdo 2 Conteúdo Capítulo 1: Introdução...3 1.1 O que fazer após a instalação...4 1.1.1 Gerenciar assinatura...4 1.1.2 Abrir o produto...4 1.2 Como me certificar de

Leia mais

Proteção no Ciberespaço da Rede UFBA. CPD - Divisão de Suporte Yuri Alexandro yuri.alexandro@ufba.br

Proteção no Ciberespaço da Rede UFBA. CPD - Divisão de Suporte Yuri Alexandro yuri.alexandro@ufba.br Proteção no Ciberespaço da Rede UFBA CPD - Divisão de Suporte Yuri Alexandro yuri.alexandro@ufba.br Agenda Segurança o que é? Informação o que é? E Segurança da Informação? Segurança da Informação na UFBA

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Certificado Digital A1 Geração Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. - 2012 Página 1 de 41 Pré-requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo

Leia mais

Como evitar fraudes na Internet

Como evitar fraudes na Internet www.linhadefensiva.org Como evitar fraudes na Internet Online desde 28 de janeiro de 2005 Parceira do UOL: maio/2005 - setembro/2008 Mais de 18.000 casos resolvidos no Fórum Mais de 3 milhões de downloads

Leia mais

Matéria para Olhar Digital Quadro: Laboratório Digital Assunto: Melhor Antivirus Pagos 2015 Especialista Responsável: Wellington Watanabe Filho

Matéria para Olhar Digital Quadro: Laboratório Digital Assunto: Melhor Antivirus Pagos 2015 Especialista Responsável: Wellington Watanabe Filho Matéria para Olhar Digital Quadro: Laboratório Digital Assunto: Melhor Antivirus Pagos 2015 Especialista Responsável: Wellington Watanabe Filho À Olhar Digital SÃO PAULO SP A/C: SR. WHARRYSSON LACERDA

Leia mais

Guia de Segurança em Redes Sociais

Guia de Segurança em Redes Sociais Guia de Segurança em Redes Sociais INTRODUÇÃO As redes sociais são parte do cotidiano de navegação dos usuários. A maioria dos internautas utiliza ao menos uma rede social e muitos deles participam ativamente

Leia mais

SOLO NETWORK. Guia de Segurança em Redes Sociais

SOLO NETWORK. Guia de Segurança em Redes Sociais (11) 4062-6971 (21) 4062-6971 (31) 4062-6971 (41) 4062-6971 (48) 4062-6971 (51) 4062-6971 (61) 4062-6971 (71) 4062-7479 Guia de Segurança em Redes Sociais (11) 4062-6971 (21) 4062-6971 (31) 4062-6971 (41)

Leia mais

Contato: Kaspersky Lab ZAO 39A/3 Leningradskoe Shosse, Moscou 125212, Rússia E-mail: info@kaspersky.com

Contato: Kaspersky Lab ZAO 39A/3 Leningradskoe Shosse, Moscou 125212, Rússia E-mail: info@kaspersky.com Contato: Kaspersky Lab ZAO 39A/3 Leningradskoe Shosse, Moscou 125212, Rússia E-mail: info@kaspersky.com Suporte: http://support.kaspersky.com Informações gerais: www.kaspersky.com www.securelist.com 2013

Leia mais

http://cartilha.cert.br/

http://cartilha.cert.br/ http://cartilha.cert.br/ Manter seu computador seguro é essencial para se proteger dos riscos envolvidos no uso da Internet Um grande risco que você pode correr ao usar a Internet é o de achar que não

Leia mais

Segurança de Redes de Computadores

Segurança de Redes de Computadores Segurança de Redes de Computadores Aula 6 Segurança na Camada de Aplicação Obtenção de Acesso não Autorizado via Malwares Vírus, Worms, Trojan e Spyware Prof. Ricardo M. Marcacini ricardo.marcacini@ufms.br

Leia mais

Privacidade.

Privacidade. <Nome> <Instituição> <e-mail> Privacidade Agenda Privacidade Riscos principais Cuidados a serem tomados Créditos Privacidade (1/3) Sua privacidade pode ser exposta na Internet: independentemente da sua

Leia mais

EEP SENAC PELOTAS CENTRO HISTÓRICO PRONATEC/TURMA 2 PROFESSOR: NATANIEL VIEIRA DISCIPLINA: SEGURANÇA DE REDES AVIRA ANTIVIRUS

EEP SENAC PELOTAS CENTRO HISTÓRICO PRONATEC/TURMA 2 PROFESSOR: NATANIEL VIEIRA DISCIPLINA: SEGURANÇA DE REDES AVIRA ANTIVIRUS EEP SENAC PELOTAS CENTRO HISTÓRICO PRONATEC/TURMA 2 PROFESSOR: NATANIEL VIEIRA DISCIPLINA: SEGURANÇA DE REDES AVIRA ANTIVIRUS CRISTIAN C. FERNANDES JR. PELOTAS/2013 CARACTERÍSTICAS: Browser Tracking Blocker

Leia mais

Acesse a página inicial do NET Antivírus + Backup : www.netcombo.com.br/antivirus. Teremos 3 opções.

Acesse a página inicial do NET Antivírus + Backup : www.netcombo.com.br/antivirus. Teremos 3 opções. Acesse a página inicial do NET Antivírus + Backup : www.netcombo.com.br/antivirus. Teremos 3 opções. Esse box destina-se ao cliente que já efetuou o seu primeiro acesso e cadastrou um login e senha. Após

Leia mais

Colunista explica bankers, da infecção até roubo de dados bancários. Seção de comentários está aberta para dúvidas sobre segurança.

Colunista explica bankers, da infecção até roubo de dados bancários. Seção de comentários está aberta para dúvidas sobre segurança. 28/09/09-09h43 - Atualizado em 28/09/09-12h34 Colunista explica bankers, da infecção até roubo de dados bancários. Seção de comentários está aberta para dúvidas sobre segurança. Altieres Rohr* Especial

Leia mais

Segurança em Comércio Eletrônico.

Segurança em Comércio Eletrônico. <Nome> <Instituição> <e-mail> Segurança em Comércio Eletrônico Agenda Comércio Eletrônico Riscos principais Cuidados a serem tomados Créditos Comércio eletrônico (1/2) Permite: comprar grande quantidade

Leia mais

Curso de Informática Básica

Curso de Informática Básica Curso de Informática Básica O e-mail Primeiros Cliques 1 Curso de Informática Básica Índice Introdução...3 Receber, enviar e responder mensagens...3 Anexando arquivos...9 Cuidado com vírus...11 2 Outlook

Leia mais

Atualização deixa Java mais seguro, mas ainda é melhor desativar

Atualização deixa Java mais seguro, mas ainda é melhor desativar Atualização deixa Java mais seguro, mas ainda é melhor desativar seg, 21/01/13 por Altieres Rohr Segurança Digital Se você tem alguma dúvida sobre segurança da informação (antivírus, invasões, cibercrime,

Leia mais

Manual do Produto TIM Protect Família MANUAL DO PRODUTO. TIM Protect Família Versão 10.7

Manual do Produto TIM Protect Família MANUAL DO PRODUTO. TIM Protect Família Versão 10.7 MANUAL DO PRODUTO TIM Protect Família Versão 10.7 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 TIM Protect Família... 4 2.1 Instalação do TIM Protect Família... 5 2.1.1 TIM Protect Família instalado... 7 2.2 Ativação do

Leia mais

Segurança em Dispositivos Móveis

Segurança em Dispositivos Móveis Segurança em Dispositivos Móveis Lucas Ayres e Lucas Borges Ponto de Presença da RNP na Bahia {lucasayres,lucasborges}@pop ba.rnp.br 1 Agenda Dispositivos móveis Principais riscos e como se proteger Cuidados

Leia mais

10 DICAS DE TECNOLOGIA PARA AUMENTAR SUA PRODUTIVIDADE NO TRABALHO

10 DICAS DE TECNOLOGIA PARA AUMENTAR SUA PRODUTIVIDADE NO TRABALHO 10 DICAS DE TECNOLOGIA PARA AUMENTAR SUA PRODUTIVIDADE NO TRABALHO UMA DAS GRANDES FUNÇÕES DA TECNOLOGIA É A DE FACILITAR A VIDA DO HOMEM, SEJA NA VIDA PESSOAL OU CORPORATIVA. ATRAVÉS DELA, ELE CONSEGUE

Leia mais

ESCOLA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL SENAC PELOTAS CENTRO HISTORICO. Panda. Antivirus TÉCNICO EM INFORMATICA PRONATEC. Professor Nataniel Vieira

ESCOLA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL SENAC PELOTAS CENTRO HISTORICO. Panda. Antivirus TÉCNICO EM INFORMATICA PRONATEC. Professor Nataniel Vieira ESCOLA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL SENAC PELOTAS CENTRO HISTORICO Panda Antivirus TÉCNICO EM INFORMATICA PRONATEC Professor Nataniel Vieira Jonathan Da Cruz Da Silveira Pelotas-RS 2013 Introdução Por meio

Leia mais

Procedimentos de Segurança

Procedimentos de Segurança Procedimentos de Segurança Proteger o seu computador Utilize um anti-vírus para proteger o seu sistema e os seus dados Mantenha-o constantemente ligado e actualizado, e sempre configurado com protecção

Leia mais

Curso Introdução à Educação Digital - Carga Horária: 40 horas (30 presenciais + 10 EaD)

Curso Introdução à Educação Digital - Carga Horária: 40 horas (30 presenciais + 10 EaD) ******* O que é Internet? Apesar de muitas vezes ser definida como a "grande rede mundial de computadores, na verdade compreende o conjunto de diversas redes de computadores que se comunicam e que permitem

Leia mais

Segurança. Projeto. Cartilha de Segurança da Internet. As pragas da Internet. Navegar é preciso!! Arriscar-se não.

Segurança. Projeto. Cartilha de Segurança da Internet. As pragas da Internet. Navegar é preciso!! Arriscar-se não. Cartilha de Segurança da Internet O Termo "Segurança", segundo a ISO 7498-2, é utilizado para especificar os fatores necessários para minimizar a vulnerabilidades de bens e recursos e está relacionada

Leia mais

Segurança em Dispositivos Móveis.

Segurança em Dispositivos Móveis. <Nome> <Instituição> <e-mail> Segurança em Dispositivos Móveis Agenda Dispositivos móveis Riscos principais Cuidados a serem tomados Créditos Dispositivos móveis (1/2) Tablets, smartphones, celulares,

Leia mais

GUIA DE AUXÍLIO PARA UTILIZAÇÃO DA REDE DE DADOS DO IAU GUIA DE AUXÍLIO PARA UTILIZAÇÃO DA REDE DE DADOS DO INSTITUTO DE ARQUITETURA E URBANISMO (IAU)

GUIA DE AUXÍLIO PARA UTILIZAÇÃO DA REDE DE DADOS DO IAU GUIA DE AUXÍLIO PARA UTILIZAÇÃO DA REDE DE DADOS DO INSTITUTO DE ARQUITETURA E URBANISMO (IAU) GUIA DE AUXÍLIO PARA UTILIZAÇÃO DA REDE DE DADOS DO INSTITUTO DE ARQUITETURA E URBANISMO (IAU) O presente guia tem como objetivo auxiliar os usuários da rede de dados do Instituto de Arquitetura e Urbanismo

Leia mais

Antes, o que é um malware? É comum pessoas chamarem de vírus todo e qualquer programa com fins maliciosos. Mas, tal como indica o primeiro parágrafo

Antes, o que é um malware? É comum pessoas chamarem de vírus todo e qualquer programa com fins maliciosos. Mas, tal como indica o primeiro parágrafo VÍRUS Antes, o que é um malware? É comum pessoas chamarem de vírus todo e qualquer programa com fins maliciosos. Mas, tal como indica o primeiro parágrafo do texto, há vários tipos de "pragas digitais",

Leia mais

A Segurança da informação está relacionada a diferentes aspectos que são referentes à integridade, confiabilidade e disponibilidade das informações.

A Segurança da informação está relacionada a diferentes aspectos que são referentes à integridade, confiabilidade e disponibilidade das informações. Módulo 5 Segurança da Informação 2.1 Segurança da Informação A Segurança da informação está relacionada a diferentes aspectos que são referentes à integridade, confiabilidade e disponibilidade das informações.

Leia mais

Microsoft Windows 7 / Vista / XP / 2000 / Home Server. Guia de Inicialização Rápida

Microsoft Windows 7 / Vista / XP / 2000 / Home Server. Guia de Inicialização Rápida Microsoft Windows 7 / Vista / XP / 2000 / Home Server Guia de Inicialização Rápida O ESET Smart Security fornece proteção de última geração para o seu computador contra código malicioso. Com base no ThreatSense,

Leia mais

Vírus Spywares e Malwares

Vírus Spywares e Malwares APOSTILA Vírus Spywares e Malwares Apostila Desenvolvida por André José Contel Trechos da Cartilha de Segurança para Internet http://cartilha.cert.br/ STI - UNESP - Campus de Araçatuba 1 - Conceitos 1.1

Leia mais

CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário

CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário Certificação Digital CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário Guia CD-17 Público Índice 1. Pré-requisitos para a geração do certificado digital A1... 3 2. Glossário... 4 3. Configurando

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

Administração de Empresas Ciências Contábeis Informática Aplicada

Administração de Empresas Ciências Contábeis Informática Aplicada Administração de Empresas Ciências Contábeis Informática Aplicada Prof. Renato M. renato5150@hotmail.com Aula 2 São pequenos programas feitos geralmente em linguagem de máquina, e que possuem a característica

Leia mais

ETEC Campo Limpo AULA 07. 1. Interpretando informações do UTILITÁRIO DE CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA

ETEC Campo Limpo AULA 07. 1. Interpretando informações do UTILITÁRIO DE CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA AULA 07 1. Interpretando informações do UTILITÁRIO DE CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA O Utilitário de configuração do sistema, o famoso "msconfig" está disponível nas versões recentes do Windows. Para abrir o

Leia mais

Tecnologia e Informática

Tecnologia e Informática Tecnologia e Informática Centro Para Juventude - 2014 Capitulo 1 O que define um computador? O computador será sempre definido pelo modelo de sua CPU, sendo que cada CPU terá um desempenho diferente. Para

Leia mais