ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA UM DE CAMPO. Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA UM DE CAMPO. Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins"

Transcrição

1 ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA UM DE CAMPO Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins Artigo lº A Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica Um de Campo, também designada abreviadamente por APEC, congrega e representa Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica Um de Campo. Artigo 2º A APEC é uma instituição sem fins lucrativos, com duração ilimitada, que se regerá pelos presentes estatutos e, nos casos omissos, pela lei geral. Artigo 3º A APEC tem a sua sede social na Escola Básica Um de Campo, na freguesia de Campo, concelho de Barcelos. Artigo 4º A APEC exercerá as suas actividades sem subordinação a qualquer ideologia política ou religiosa. Artigo 5º São fins da APEC: a) Contribuir, por todos os meios ao seu alcance, para que os pais e encarregados de educação possam cumprir integralmente a sua missão de educadores; b) Contribuir para o desenvolvimento equilibrado da personalidade do aluno; c) Propugnar por uma política de ensino que respeite e promova os valores fundamentais da pessoa humana. d) Promover a cooperação e interligação entre os diversos intervenientes no processo educativo. Artigo 6º Compete à APEC: a) Pugnar pelos justos e legítimos interesses dos alunos na sua posição relativa à escola e à educação e cultura; b) Estabelecer o diálogo necessário para a recíproca compreensão e colaboração entre todos os membros da escola; c) Promover e cooperar em iniciativas da escola, sobretudo na área escolar e nas de carácter físico, recreativo e cultural;

2 d) Promover o estabelecimento de relações com outras associações similares ou suas estruturas representativas, visando a representação dos seus interesses junto do Ministério da Educação. Capítulo Segundo Dos associados Artigo 7º 1 - São associados da APEC os pais e os encarregados de educação dos alunos matriculados na Escola Básica Um de Campo e que voluntariamente se inscrevam na Associação. 2 Quando a Mãe, Pai ou encarregado de educação se houverem inscrito como sócios, podem-se fazer representar em conjunto, tendo cada um direito a 1 voto, independentemente do número de filhos/educandos que frequentem a Escola Básica Um de Campo. Artigo 8º São direitos dos associados: a) Participar nas assembleias-gerais e em todas as actividades da APEC; b) Eleger e serem eleitos para os órgãos sociais da APEC; c) Utilizar os serviços da APEC para a resolução dos problemas relativos aos seus filhos ou educandos, dentro do âmbito definido no artigo quinto; d) Serem mantidos ao corrente de toda a actividade da APEC, podendo solicitar esclarecimentos ao Conselho Executivo sempre que o entendam. e) Proporem à APEC iniciativas que se considerem úteis para a prossecução dos objectivos da APEC. Artigo 9º São deveres dos associados: a) Comparecer ás reuniões da APEC para as quais tenham sido convocados. b) Cumprir os presentes estatutos, bem como as deliberações dos órgãos sociais; c) Cooperar nas actividades da APEC; d) Exercer, com zelo e diligência, os cargos para que forem eleitos; e) Pagar pontualmente a jóia e as quotas que forem fixadas. Artigo 10º Perdem a qualidade de associados: a) Os pais ou encarregados de educação cujos filhos deixem de estar matriculados na Escola; b) Os que o solicitem por escrito;

3 c) Os que infringirem o que se encontra estabelecido nos presentes estatutos ou ponham em causa o bom-nome da APEC; d) Os que não satisfaçam as suas quotas no prazo de 3 meses. Capítulo Terceiro Dos órgãos sociais Artigo 11º São Órgãos Sociais da APEC a Assembleia-geral, o Conselho Executivo e o Conselho Fiscal. Artigo 12º Os membros da mesa da assembleia-geral, do Conselho Executivo e do Conselho Fiscal são eleitos anualmente, por sufrágio directo e secreto pelos associados que componham a assembleia-geral. Artigo 13º Da assembleia-geral 1 - A assembleia-geral é constituída por todos os associados no pleno gozo dos seus direitos. 2 - A mesa da assembleia-geral terá um presidente e dois secretários (primeiro e segundo); 3 - O presidente da mesa será substituído, na sua falta, pelo primeiro secretário e este pelo segundo. 4 - A assembleia-geral reunirá em sessão ordinária no primeiro período de cada ano lectivo para discussão e aprovação do relatório anual de actividades e contas e para eleição dos órgãos sociais; 5 - A assembleia-geral reunirá em sessão extraordinária por iniciativa do presidente da mesa, a pedido da direcção ou do conselho fiscal ou por petição subscrita por, pelo menos, vinte associados no pleno gozo dos seus direitos. 6 - A convocatória para a assembleia-geral será feita com a antecedência mínima de oito dias, por circular enviada a todos os associados, indicando a data, hora, local e ordem de trabalhos. 7 - A assembleia-geral considera-se legalmente constituída se estiverem presentes, pelo menos, mais de metade dos associados, funcionando meia hora mais tarde com qualquer número de associados. 8 - As deliberações da assembleia-geral para alteração dos estatutos exigem o voto favorável de três quartos do número de todos os associados inscritos e no pleno gozo dos seus direitos.

4 9 - A deliberação da assembleia-geral sobre a dissolução da APEC, exige o voto favorável de quatro quintos do número de todos os associados inscritos e no pleno gozo dos seus direitos. 10 Todas as decisões, com excepção das decisões referentes aos pontos 8 e 9, serão tomadas por maioria simples dos votos dos associados presentes. 11 Se assim for determinado pela assembleia, as deliberações poderão ser obtidas por votação secreta São atribuições da assembleia-geral: a) Aprovar e alterar os estatutos; b) Eleger e exonerar os membros dos corpos sociais; c) Fixar anualmente o montante da jóia e da quota; d) Discutir e aprovar o relatório de actividades e contas da gerência; e) Apreciar e votar a integração da APEC em Federações e/ou Confederações de associações similares; f) Dissolver a APEC; g) Pronunciar-se sobre outros assuntos que sejam submetidos à sua apreciação. Artigo 14º Do Conselho Executivo 1 - A APEC será gerida por um Conselho Executivo constituído por cinco associados: um presidente, um vice-presidente, um tesoureiro, um secretário e um vogal. 2 - O Conselho Executivo reunirá mensalmente e sempre que o presidente ou a maioria dos seus membros o solicite. 3 - Compete ao Conselho Executivo: a) Prosseguir os objectivos para que foi criada a APEC, b) Executar as deliberações da assembleia-geral; c) Administrar os bens da APEC; d) Submeter à assembleia-geral o relatório de actividades e contas anuais para discussão e aprovação; e) Representar a APEC; f) Propor à assembleia-geral o montante da jóia e quota a fixar para o ano seguinte; g) Admitir e exonerar os associados. 4 As deliberações do conselho executivo são tomadas por maioria simples. Em caso de empate, o presidente tem voto de qualidade. Artigo 15º Do Conselho Fiscal

5 1 - O conselho fiscal é constituído por três associados: um presidente e dois vogais. 2 - Compete ao conselho fiscal: a) Dar parecer sobre o relatório de actividades e contas da direcção; b) Verificar, periodicamente, a legalidade das despesas efectuadas e a conformidade estatutária dos actos da direcção. 3 - O conselho fiscal reunirá uma vez por trimestre ou por solicitação de dois dos seus membros. 4 - As deliberações do conselho fiscal são tomadas por maioria simples. Em caso de empate, o presidente tem voto de qualidade. Capítulo Quarto Do regime financeiro Artigo 16º 1 - Constituem, nomeadamente, receitas da APEC: a) As jóias e quotas dos associados; b) As subvenções ou doações que lhe sejam concedidas; c) A venda de publicações. d) Outras receitas. 2 - A jóia e a quota mínima anual serão fixadas pela assembleia-geral por proposta do Conselho executivo. Capitulo Quinto Do Sistema Eleitoral Artigo 17º. 1 - A eleição dos órgãos sociais da APEC é feita por votação secreta. 2 - O presidente da assembleia geral tem de afixar, na sede da APEC, a data das eleições com uma antecedência mínima de 15 dias. 3 - As listas de candidaturas terão de ser apresentadas ao presidente da assembleia-geral até, 15 dias da data das eleições e, das mesmas, deverão constar, obrigatoriamente, os nomes e a designação dos cargos. 4 - Cada lista que se apresente a sufrágio, terá que ser subscrita, no mínimo, por 20 associados. 5 - Serão considerados eleitos os elementos da lista que obtiver maior votação, sendo a contagem de votos efectuada perante a assembleia-geral.

6 6 - A tomada de posse dos membros eleitos para os órgãos sociais é efectuada perante o presidente da assembleia-geral, imediatamente após a eleição. 7 - Entre a assembleia-geral de marcação de eleições e a realização das mesmas, não podem correr menos de 15 dias e mais de 30 dias. Capítulo Sexto Disposições gerais e transitórias Artigo 18º 1 - A APEC fica obrigada: a) Em documentos de mero expediente, pela assinatura de qualquer um dos membros do conselho executivo; b) Em documentos que envolva a responsabilidade da APEC, pela assinatura conjunta de dois membros do conselho executivo, sendo obrigatória a do tesoureiro. 2 - O ano social da APEC inicia-se a 1 de Outubro e encerra a 30 de Setembro. 3 - Em caso de dissolução, o activo da APEC depois de satisfeito o passivo, reverterá integralmente a favor da entidade que a assembleia-geral determinar. 4 - Os membros dos corpos sociais exercerão os seus cargos sem qualquer remuneração. 5 - Entre a aquisição de personalidade jurídica pela APEC e a primeira assembleia-geral que se realizar, esta será gerida por uma Comissão Instaladora constituída por oito dos sócios fundadores. 6 - A admissão de um sócio, de um encarregado de educação, pai ou mãe como funcionário da APEC só poderá ser decidida pela assembleia-geral com uma votação de três quartos dos associados presentes. Os presentes estatutos foram aprovados em assembleia-geral, no dia 4 de Novembro de 2005, realizada nas instalações da Sede de Junta da Freguesia de Campo.

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do. Agrupamento de Escolas Maria Keil. Capítulo Primeiro. Da denominação, natureza e fins

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do. Agrupamento de Escolas Maria Keil. Capítulo Primeiro. Da denominação, natureza e fins Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas Maria Keil Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins Artigo lº A Associação de Pais e Encarregados de Educação

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA EB1 O LEÃO DE ARROIOS

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA EB1 O LEÃO DE ARROIOS ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA EB1 O LEÃO DE ARROIOS CAPÍTULO PRIMEIRO DA DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS Artigo lº A Associação de Pais e Encarregados de Educação da

Leia mais

Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins. Artigo lº

Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins. Artigo lº Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins Artigo lº A Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Guia, Pombal, também designada abreviadamente por APAEG, é uma associação

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA EBS LEVANTE DA MAIA.

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA EBS LEVANTE DA MAIA. ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA EBS LEVANTE DA MAIA. Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins Artigo lº Denominação A Associação de Pais e Encarregados de

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA JARDIM INFÂNCIA DA MALVA ROSA

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA JARDIM INFÂNCIA DA MALVA ROSA ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA JARDIM INFÂNCIA DA MALVA ROSA Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins Artigo 1º Malva Rosa, congrega e representa Pais

Leia mais

JORNAL OFICIAL. 2.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 23 de setembro de Série. Número 166

JORNAL OFICIAL. 2.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 23 de setembro de Série. Número 166 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Sexta-feira, 23 de setembro de 2016 Série 2.º Suplemento Sumário SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ES- COLA DA AJUDA

Leia mais

ESTATUTOS. Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins. Artigo lº. (Natureza)

ESTATUTOS. Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins. Artigo lº. (Natureza) ESTATUTOS Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins Artigo lº (Natureza) A Associação de Pais e Encarregados de Educação do Colégio de Nossa Senhora de Lourdes, também designada abreviadamente

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DE ALUNOS DO AGRUPAMENTO DA ESCOLA DR. JÚLIO MARTINS. Estatutos. Capitulo I Da natureza e fins

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DE ALUNOS DO AGRUPAMENTO DA ESCOLA DR. JÚLIO MARTINS. Estatutos. Capitulo I Da natureza e fins ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DE ALUNOS DO AGRUPAMENTO DA ESCOLA DR. JÚLIO MARTINS Estatutos Capitulo I Da natureza e fins Artigo 1º Denominação, sede e duração Associação de Pais e Encarregados

Leia mais

Associação de Pais e Encarregados de Educação do Colégio Salesianos do Porto ESTATUTOS. CAPÍTULO I Da denominação, natureza e fins

Associação de Pais e Encarregados de Educação do Colégio Salesianos do Porto ESTATUTOS. CAPÍTULO I Da denominação, natureza e fins CAPÍTULO I Da denominação, natureza e fins Artigo 1.º A, (adiante designada por Associação), congrega e representa Pais e Encarregados de Educação do Colégio Salesianos do Porto, abaixo designado por Colégio.

Leia mais

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Capítulo I Da denominação, natureza e fins Artigo lº A Associação de Pais e Encarregados

Leia mais

Capítulo Primeiro. Da denominação, natureza e fins. Artigo 2º. Artigo 3º

Capítulo Primeiro. Da denominação, natureza e fins. Artigo 2º. Artigo 3º Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Secundária de Emídio Navarro Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins Artigo lº A Associação de Pais e Encarregados de Educação

Leia mais

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas Dra. Laura Ayres.

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas Dra. Laura Ayres. Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas Dra. Laura Ayres. Capítulo I Denominação, Natureza e Fins Artigo 1º A Associação de Pais e Encarregados de Educação

Leia mais

Associação de Pais e Encarregados de Educação de Moncorvo, APEEM. Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins

Associação de Pais e Encarregados de Educação de Moncorvo, APEEM. Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins Associação de Pais e Encarregados de Educação de Moncorvo, APEEM Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins Artigo lº A Associação de Pais e Encarregados de Educação de Moncorvo, também designada

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE PAIS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA EB1/JI DA MALVAROSA. (Alteração aos estatutos) ESTATUTOS. CAPITULO Da denominação, natureza fins

ASSOCIAÇÃO DE PAIS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA EB1/JI DA MALVAROSA. (Alteração aos estatutos) ESTATUTOS. CAPITULO Da denominação, natureza fins ASSOCIAÇÃO DE PAIS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA EB1/JI DA MALVAROSA (Alteração aos estatutos) A Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola EB1/JI da Malvarosa procedeu à alteração dos

Leia mais

Estatutos da APEEPOP - Associação Pais Externato Educação Popular

Estatutos da APEEPOP - Associação Pais Externato Educação Popular Estatutos da APEEPOP - Associação Pais Externato Educação Popular Capítulo I Da denominação, natureza e fins Artigo 1.º Denominação A Associação de Pais do Externato da Educação Popular, também designada

Leia mais

APEEAENACB. ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS NUNO ÁLVARES DE CASTELO BRANCO.

APEEAENACB. ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS NUNO ÁLVARES DE CASTELO BRANCO. APEEAENACB. ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS NUNO ÁLVARES DE CASTELO BRANCO. Estatutos CAPÍTULO I Denominação, natureza, sede e objetivos ARTIGO 1.º Denominação Os

Leia mais

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação da EB 2,3 de Monção. Capítulo I. Da Denominação, natureza e fins. Artigo 1º.

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação da EB 2,3 de Monção. Capítulo I. Da Denominação, natureza e fins. Artigo 1º. Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação da EB 2,3 de Monção Capítulo I Da Denominação, natureza e fins Artigo 1º Denominação A Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola

Leia mais

TEXTO COMPLETO E ATUALIZADO DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA 2, 3 DE CELEIRÓS

TEXTO COMPLETO E ATUALIZADO DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA 2, 3 DE CELEIRÓS TEXTO COMPLETO E ATUALIZADO DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA 2, 3 DE CELEIRÓS CAPÍTULO PRIMEIRO DA DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS Artigo lº (Constituição, designação e duração)

Leia mais

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos da Escola Básica Integrada de Miraflores

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos da Escola Básica Integrada de Miraflores Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos da Escola Básica Integrada de Miraflores Capítulo I Da denominação, natureza e fins Artigo 1.º Denominação 1.A Associação de Pais e

Leia mais

CAPÍTULO PRIMEIRO DA DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS

CAPÍTULO PRIMEIRO DA DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO COLÉGIO BARTOLOMEU DIAS CAPÍTULO PRIMEIRO DA DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS Artigo 1º A Associação de Pais e Encarregados de Educação do Colégio

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOAQUIM DE ARAÚJO - PENAFIEL ESTATUTOS

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOAQUIM DE ARAÚJO - PENAFIEL ESTATUTOS ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOAQUIM DE ARAÚJO - PENAFIEL ESTATUTOS A Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas Joaquim de Araújo

Leia mais

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas da Sé/Guarda. Da denominação, natureza e fins

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas da Sé/Guarda. Da denominação, natureza e fins Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas da Sé/Guarda Capítulo I Da denominação, natureza e fins Artigo 1.º Denominação A Associação de Pais e Encarregados de

Leia mais

Estatutos da Associação de Pais da ES/3 de Carvalhos e EB 2/3 Padre António Luís Moreira - APPALMESC

Estatutos da Associação de Pais da ES/3 de Carvalhos e EB 2/3 Padre António Luís Moreira - APPALMESC Estatutos da Associação de Pais da ES/3 de Carvalhos e EB 2/3 Padre António Luís Moreira - APPALMESC Capítulo I Da denominação, natureza e fins Artigo 1.º Denominação A Associação de Pais e Encarregados

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DO AGRUPAMENTO ESCOLAS RAFAEL BORDALO PINHEIRO

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DO AGRUPAMENTO ESCOLAS RAFAEL BORDALO PINHEIRO ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DO AGRUPAMENTO ESCOLAS RAFAEL BORDALO PINHEIRO Capítulo 1 Da denominação, natureza e fins Artigo 1.º Denominação A Associação de Pais

Leia mais

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Pré - escolar e Ensino Básico de Aldoar do Agrupamento Vertical Manoel de Oliveira

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Pré - escolar e Ensino Básico de Aldoar do Agrupamento Vertical Manoel de Oliveira Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Pré - escolar e Ensino Básico de Aldoar do Agrupamento Vertical Manoel de Oliveira Capítulo I Da denominação, natureza e fins Artigo 1. Denominação

Leia mais

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos da Escola Secundária de Gama Barros do Cacém

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos da Escola Secundária de Gama Barros do Cacém Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos da Escola Secundária de Gama Barros do Cacém Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins Artigo 1º Denominação 1. A Associação

Leia mais

Estatutos ( da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Concelho de Mortágua, aprovados em Assembleia Geral de???) CAPÍTULO PRIMEIRO

Estatutos ( da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Concelho de Mortágua, aprovados em Assembleia Geral de???) CAPÍTULO PRIMEIRO Estatutos ( da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Concelho de Mortágua, aprovados em Assembleia Geral de???) CAPÍTULO PRIMEIRO Da denominação, natureza e fins Artigo 1.º A Associação de Pais

Leia mais

Capítulo I. Denominação, Natureza e Fins. Artigo 1.º Denominação

Capítulo I. Denominação, Natureza e Fins. Artigo 1.º Denominação Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento Latino Coelho Alteração aos estatutos. A Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos do Agrupamento Vertical de Lamego procedeu

Leia mais

Estatutos Associação de Pais e Encarregados de Educação Agrupamento de Escolas Frei Gonçalo de Azevedo

Estatutos Associação de Pais e Encarregados de Educação Agrupamento de Escolas Frei Gonçalo de Azevedo Estatutos Associação de Pais e Encarregados de Educação Agrupamento de Escolas Frei Gonçalo de Azevedo Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins Artigo 1º A associação de pais e encarregados de

Leia mais

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Jardim de Infância dos Olivais. Capítulo Primeiro. Da denominação, natureza e fins

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Jardim de Infância dos Olivais. Capítulo Primeiro. Da denominação, natureza e fins Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Jardim de Infância dos Olivais Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins Artigo 1º Denominação A Associação de Pais e Encarregados

Leia mais

Estatutos APDD. Associação de Pais e Encarregados de. Educação da Escola D. Dinis dos. Pombais 2016/2018

Estatutos APDD. Associação de Pais e Encarregados de. Educação da Escola D. Dinis dos. Pombais 2016/2018 Estatutos da APDD Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola D. Dinis dos Pombais 2016/2018 Capítulo I Da denominação, natureza e fins Artigo 1º Denominação 1. A Associação de Pais e Encarregados

Leia mais

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos do Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos do Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos do Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca Capítulo I Da denominação, natureza e fins Artigo 1.º Denominação A Associação de Pais

Leia mais

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DE UNIDADES DE CUIDADOS NA COMUNIDADE (AUCC)

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DE UNIDADES DE CUIDADOS NA COMUNIDADE (AUCC) ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DE UNIDADES DE CUIDADOS NA COMUNIDADE (AUCC) (Conforme aprovado em Assembleia Geral Constituinte de 06 de Junho de 2015 com as alterações aprovadas na Assembleia Geral de 20 de Fevereiro

Leia mais

Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Grândola. Estatutos

Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Grândola. Estatutos Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Grândola Estatutos Capítulo I Da denominação, natureza e fins Artigo 1.º Denominação 1. A Associação de Pais e Encarregados de

Leia mais

D.R. DA EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO Estatutos n.º 3/2012 de 7 de Fevereiro de 2012

D.R. DA EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO Estatutos n.º 3/2012 de 7 de Fevereiro de 2012 D.R. DA EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO Estatutos n.º 3/2012 de 7 de Fevereiro de 2012 Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos da Escola Básica Integrada de Ponta Garça Estatutos CAPÍTULO I Da denominação,

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA MANUEL ANTÓNIO PINA

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA MANUEL ANTÓNIO PINA ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA MANUEL ANTÓNIO PINA Capítulo I Da Denominação, Objeto, Natureza, Sede, e Fins Artigo 1º - Denominação A ASSOCIAÇÃO DE PAIS E

Leia mais

Estatutos da ANPED - Associação Nacional de Pais em Ensino Doméstico. Capítulo Primeiro. Da denominação, natureza e fins. Artigo 1º.

Estatutos da ANPED - Associação Nacional de Pais em Ensino Doméstico. Capítulo Primeiro. Da denominação, natureza e fins. Artigo 1º. Estatutos da ANPED - Associação Nacional de Pais em Ensino Doméstico Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins Artigo 1º Denominação A ANPED - Associação Nacional de Pais em Ensino Doméstico, adiante

Leia mais

Estatutos Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos do Agrupamento de Escolas de Nelas

Estatutos Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos do Agrupamento de Escolas de Nelas Estatutos Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos do Agrupamento de Escolas de Nelas Capítulo I Natureza, Sede e Objecto Artigo 1º 1. É constituída, com duração ilimitada, a Associação

Leia mais

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Canas de Senhorim

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Canas de Senhorim Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Canas de Senhorim Capítulo I Natureza, Sede e Objecto Artigo 1º 1. È constituída com duração ilimitada a associação

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS E JARDINS DE INFÂNCIA D.

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS E JARDINS DE INFÂNCIA D. ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS E JARDINS DE INFÂNCIA D. LOURENÇO VICENTE Capítulo I Da denominação, natureza e fins Artigo 1.º Denominação

Leia mais

hjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvb

hjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvb qwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyui opasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghj klçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbn mqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfg Associação de Pais

Leia mais

ESTATUTOS CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS

ESTATUTOS CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DO COLÉGIO DA VIA-SACRA VISEU (APAVISA) ESTATUTOS CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS Artigo 1.º A Associação de Pais e Encarregados de Educação

Leia mais

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento Vertical Irene Lisboa

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento Vertical Irene Lisboa Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento Vertical Irene Lisboa Capítulo I 1º Denominação e Sede 1) A Associação adopta a denominação de Associação de Pais e Encarregados

Leia mais

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do. Agrupamento de Escolas de Mirandela

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do. Agrupamento de Escolas de Mirandela Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Mirandela Capítulo I Da denominação, sede, natureza e fins Artigo 1.º Denominação A Associação de Pais e Encarregados

Leia mais

ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DOS LOUROS ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCAREGADOS DE EDUCAÇÃO

ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DOS LOUROS ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCAREGADOS DE EDUCAÇÃO CAPITULO I ARTIGO 1.º (Denominação, natureza, sede e âmbito) 1. A Associação adopta a designação de Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos dos Louros. 2. É uma

Leia mais

Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica 2,3 de Corroios

Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica 2,3 de Corroios da Escola Básica 2,3 de Corroios ESTATUTOS (Aprovados por unanimidade na Assembleia Geral Extraordinária de 21 de Janeiro de 2009) Capítulo I Denominação, natureza e fins Artigo 1 (Denominação e sede)

Leia mais

Associação de Pais Encarregados de Educação dos Alunos da Escola Básica D. Dinis, Odivelas

Associação de Pais Encarregados de Educação dos Alunos da Escola Básica D. Dinis, Odivelas Estatutos Capítulo I Da denominação, natureza e fins Artigo 1º Denominação A APEEDDINIS - Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica D. Dinis, Odivelas, também designada abreviadamente

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DA ESCOLA BÁSICA MESTRE ARNALDO LOURO DE ALMEIDA, LISBOA E JARDIM DE INFÂNCIA DO REGO, LISBOA

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DA ESCOLA BÁSICA MESTRE ARNALDO LOURO DE ALMEIDA, LISBOA E JARDIM DE INFÂNCIA DO REGO, LISBOA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DA ESCOLA BÁSICA MESTRE ARNALDO LOURO DE ALMEIDA, LISBOA E JARDIM DE INFÂNCIA DO REGO, LISBOA Estatutos CAPÍTULO I Constituição, natureza e fins

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO JARDIM FLORI EXTERNATO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA, FINS E DURAÇÃO

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO JARDIM FLORI EXTERNATO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA, FINS E DURAÇÃO ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO JARDIM FLORI EXTERNATO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA, FINS E DURAÇÃO ARTIGO 1.º 1. A APIFLORl Associação de Pais e Encarregados de Educação

Leia mais

ASSOCIAÇÃOS DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MÃES D ÁGUA ESTATUTOS

ASSOCIAÇÃOS DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MÃES D ÁGUA ESTATUTOS ASSOCIAÇÃOS DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MÃES D ÁGUA ESTATUTOS ARTIGO 1º. Denominação e Sede A Associação adota a denominação de Associação de Pais e Encarregados de Educação

Leia mais

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Secundária Gabriel Pereira

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Secundária Gabriel Pereira Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Secundária Gabriel Pereira Capítulo I Da Denominação, Objecto, Natureza, Sede, e Fins Artigo 1.º Denominação A Associação de Pais e

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CASTRO MATOSO CAPITULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CASTRO MATOSO CAPITULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CASTRO MATOSO CAPITULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS Artigo 1º A associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento

Leia mais

Estatutos. Alimenta Associação Portuguesa de Alergias e Intolerâncias Alimentares

Estatutos. Alimenta Associação Portuguesa de Alergias e Intolerâncias Alimentares Estatutos Alimenta Associação Portuguesa de Alergias e Intolerâncias Alimentares Capítulo I Disposições gerais Artigo 1º Denominação A Associação adota a denominação Alimenta Associação Portuguesa de Alergias

Leia mais

Capítulo I Natureza e fins. Artigo 1.º Denominação e duração

Capítulo I Natureza e fins. Artigo 1.º Denominação e duração Capítulo I Natureza e fins Artigo 1.º Denominação e duração A Associação, sem fins lucrativos, denominada INTERVIVER ASSOCIAÇÃO PARA A PROMOÇÃO DA SAÚDE, DO BEM-ESTAR E DA PAZ é constituída por tempo indeterminado.

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO 1 ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DAS ESCOLAS DOS CORREIOS DE VILA DO CONDE. Capítulo I.

REGULAMENTO INTERNO 1 ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DAS ESCOLAS DOS CORREIOS DE VILA DO CONDE. Capítulo I. REGULAMENTO INTERNO 1 ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DAS ESCOLAS DOS CORREIOS DE VILA DO CONDE Capítulo I Dos sócios Art.º 1º - São direitos dos sócios: a) Participar nas Assembleias

Leia mais

Estatutos da Associação de Encarregados de Educação e Pais do Agrupamento de Escolas de Barroselas. Capitulo I. Da denominação, natureza e fins

Estatutos da Associação de Encarregados de Educação e Pais do Agrupamento de Escolas de Barroselas. Capitulo I. Da denominação, natureza e fins Capitulo I Da denominação, natureza e fins Artigo 1º Denominação A Associação de Encarregados de Educação e Pais do Agrupamento, também designada abreviadamente por AEEPAEB, congrega e representa pais

Leia mais

Estatutos do Clube Bonsai do Algarve CAPITULO I

Estatutos do Clube Bonsai do Algarve CAPITULO I Estatutos do Clube Bonsai do Algarve CAPITULO I Disposições Gerais Artigo 1º-Designação O Clube Bonsai do Algarve, é um clube sem fins lucrativos, de duração ilimitada, e que se rege pelos presentes estatutos.

Leia mais

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos dos 2º e 3º ciclos da Escola Básica Eng. Fernando Pinto de Oliveira

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos dos 2º e 3º ciclos da Escola Básica Eng. Fernando Pinto de Oliveira Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos dos 2º e 3º ciclos da Escola Capitulo I Denominação, Duração, Sede, Objecto e Missão da Associação Artigo 1º Denominação 1. Associação

Leia mais

APEBASC ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DA ESCOLA BÁSICA AMADEO SOUZA-CARDOSO

APEBASC ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DA ESCOLA BÁSICA AMADEO SOUZA-CARDOSO APEBASC ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DA ESCOLA BÁSICA AMADEO SOUZA-CARDOSO É constituída a APEBASC Associação de Pais e Encarregados de Educação Escola Básica Amadeo Souza-Cardoso,

Leia mais

Estatutos APEENP Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos da Escola EB1/JI Narcisa Pereira

Estatutos APEENP Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos da Escola EB1/JI Narcisa Pereira Estatutos APEENP Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos da Escola EB1/JI Narcisa Pereira CAPÍTULO I Denominação, Natureza, Fins e Sede ARTIGO 1º A Associação de Pais e Encarregados de

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO E.A.B. - ESCOLA DE ARTES DA BARRADA - ASSOCIAÇÃO DE ENSINO ARTÍSTICO : PARTE I. Artigo 1.º. Denominação. Artigo 2.º.

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO E.A.B. - ESCOLA DE ARTES DA BARRADA - ASSOCIAÇÃO DE ENSINO ARTÍSTICO : PARTE I. Artigo 1.º. Denominação. Artigo 2.º. ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO E.A.B. - ESCOLA DE ARTES DA BARRADA - ASSOCIAÇÃO DE ENSINO ARTÍSTICO : PARTE I Denominação, Sede, Natureza Jurídica Objetivos e Órgãos Artigo 1.º Denominação A Associação EAB -

Leia mais

Associação Miacis Protecção e Integração Animal. Estatutos. CAPÍTULO I (Denominação, duração, natureza, sede e fins)

Associação Miacis Protecção e Integração Animal. Estatutos. CAPÍTULO I (Denominação, duração, natureza, sede e fins) CAPÍTULO I (Denominação, duração, natureza, sede e fins) Artigo primeiro (Denominação e natureza da Associação) 1. A é uma associação de direito privado, sem fins lucrativos, de âmbito nacional e duração

Leia mais

Estatutos CISCO - Associação Cultural Juvenil CAPÍTULO PRIMEIRO DA ASSOCIAÇÃO E DOS SEUS FINS. Artigo Primeiro

Estatutos CISCO - Associação Cultural Juvenil CAPÍTULO PRIMEIRO DA ASSOCIAÇÃO E DOS SEUS FINS. Artigo Primeiro Estatutos CISCO - Associação Cultural Juvenil CAPÍTULO PRIMEIRO DA ASSOCIAÇÃO E DOS SEUS FINS Artigo Primeiro UM Com a denominação de CISCO Associação Cultural Juvenil, é constituída uma associação cultural,

Leia mais

Esta Associação de desenvolvimento rege-se pelos presentes estatutos e pela legislação em vigor.

Esta Associação de desenvolvimento rege-se pelos presentes estatutos e pela legislação em vigor. ESTATUTOS CAPÍTULO I Artigo 1.º Sob a designação de "Associação de Desenvolvimento das Encostas da Fonte Santa" é constituída uma Associação para o desenvolvimento local e regional, por tempo indeterminado.

Leia mais

Os associados podem ser efectivos, honorários, ou suplementares.

Os associados podem ser efectivos, honorários, ou suplementares. Estatutos da Associação Portuguesa de Direito Desportivo ARTIGO 1 - Denominação e Sede 1. É constituída, na presente data e por tempo indeterminado, uma associação, sem fins lucrativos, políticos ou religiosos,

Leia mais

CAPÍTULO I. (Da Associação)

CAPÍTULO I. (Da Associação) CAPÍTULO I (Da Associação) Artigo 1.º 1- A Associação de Pais do Colégio do Bom Sucesso (APCBS), adiante designada por APCBS, é uma instituição voluntária de direito privado e sem fins lucrativos, que

Leia mais

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica Miquelina Pombo

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica Miquelina Pombo da Escola Básica Miquelina Pombo Capítulo I Da Denominação, Objecto, Natureza, Sede, e Fins Artigo 1.º Denominação A Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica Miquelina Pombo, designada

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS MÉDICOS AUDITORES E CODIFICADORES CLINICOS ESTATUTOS

ASSOCIAÇÃO DOS MÉDICOS AUDITORES E CODIFICADORES CLINICOS ESTATUTOS ASSOCIAÇÃO DOS MÉDICOS AUDITORES E CODIFICADORES CLINICOS ESTATUTOS CAPÍTULO PRIMEIRO Âmbito e Objectivos Artigo 1º A Associação dos Médicos Auditores e Codificadores Clínicos, designada abreviadamente

Leia mais

Estatutos da Musikarisma Associaça o

Estatutos da Musikarisma Associaça o Estatutos da Musikarisma Associaça o SECÇÃO I DA ASSOCIAÇÃO Artigo 1º A Musikarisma é uma Associação Cultural, Sem Fins Lucrativos, tendo a sua sede na Rua José Estêvão, com o número cento e treze, na

Leia mais

Estatutos ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DA ESCOLA E.B MARCO DE CANAVESES CAPITULO PRIMEIRO

Estatutos ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DA ESCOLA E.B MARCO DE CANAVESES CAPITULO PRIMEIRO Estatutos ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DA ESCOLA E.B. -2.3 MARCO DE CANAVESES CAPITULO PRIMEIRO DENOMINAÇÃO, NATUREZA, FINS E DIREITOS ARTIGO PRIMEIRO NUMERO UM A Associação

Leia mais

CAPÍTULO PRIMEIRO DENOMINAÇÃO, SEDE, DURAÇÃO, NATUREZA E FINS

CAPÍTULO PRIMEIRO DENOMINAÇÃO, SEDE, DURAÇÃO, NATUREZA E FINS ESTATUTOS 2001 ESTATUTOS ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DA ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE CAPÍTULO PRIMEIRO DENOMINAÇÃO, SEDE, DURAÇÃO, NATUREZA E FINS ARTIGO PRIMEIRO Os presentes

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE PAIS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO CONCELHO DE VALENÇA DO MINHO ESTATUTOS

ASSOCIAÇÃO DE PAIS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO CONCELHO DE VALENÇA DO MINHO ESTATUTOS ASSOCIAÇÃO DE PAIS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO CONCELHO DE VALENÇA DO MINHO ESTATUTOS ARTIGO I A associação denomina-se por ASSOCIAÇÃO DE PAIS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO

Leia mais

ESTATUTOS DA APP - ASSOCIAÇÃO DE PAIS DE POMBAL. Capítulo I Da denominação, natureza, fins e competências. Artigo 1.º Denominação. Artigo 2.

ESTATUTOS DA APP - ASSOCIAÇÃO DE PAIS DE POMBAL. Capítulo I Da denominação, natureza, fins e competências. Artigo 1.º Denominação. Artigo 2. ESTATUTOS DA APP - ASSOCIAÇÃO DE PAIS DE POMBAL Capítulo I Da denominação, natureza, fins e competências Artigo 1.º Denominação A APP - Associação de Pais de Pombal também designada abreviadamente por

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CAROLINA MICHAËLIS (APAECM)

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CAROLINA MICHAËLIS (APAECM) ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CAROLINA MICHAËLIS (APAECM) CAPÍTULO I Denominação, Sede, natureza e afins Artigo 1.º A Associação de Pais e Encarregados

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE CULTURA MUSICAL DE LOUSADA

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE CULTURA MUSICAL DE LOUSADA ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE CULTURA MUSICAL DE LOUSADA (Aprovados em Assembleia Geral de 21 de Setembro de 2012) CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Denominação, Natureza Jurídica e Sede 1- A Associação

Leia mais

Artigo 2.º. Artigo 5.º

Artigo 2.º. Artigo 5.º DENOMINAÇÃO, SEDE E DURAÇÃO Artigo 1.º 1. A associação, sem fins lucrativos, adopta a denominação de Associação Centro Nacional de Observação em Dor - OBSERVDOR, tem a sede na Faculdade de Medicina da

Leia mais

Estatutos APM. Associação Portugal Moçambique CAPITULO I. Da denominação, sede, fins, âmbito de acção. Artigo 1o

Estatutos APM. Associação Portugal Moçambique CAPITULO I. Da denominação, sede, fins, âmbito de acção. Artigo 1o Estatutos APM Associação Portugal Moçambique CAPITULO I Da denominação, sede, fins, âmbito de acção Artigo 1o A Associação Portugal-Moçambique é uma associação sem fins lucrativos, constituída por tempo

Leia mais

ANTEPROJETO DE ESTATUTOS DO CPL CONSELHO DAS PROFISSÕES LIBERAIS CAPÍTULO I DENOMINÇÃO, NATUREZA, SEDE E FINS

ANTEPROJETO DE ESTATUTOS DO CPL CONSELHO DAS PROFISSÕES LIBERAIS CAPÍTULO I DENOMINÇÃO, NATUREZA, SEDE E FINS ANTEPROJETO DE ESTATUTOS DO CPL CONSELHO DAS PROFISSÕES LIBERAIS CAPÍTULO I DENOMINÇÃO, NATUREZA, SEDE E FINS Artigo 1.º (Denominação, natureza, duração e sede) 1. O Conselho das Profissões Liberais, doravante

Leia mais

ESTATUTOS CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, ÂMBITO E OBJECTO

ESTATUTOS CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, ÂMBITO E OBJECTO ESTATUTOS CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, ÂMBITO E OBJECTO Artigo 1º - A Associação adopta a denominação VerdeGuia - Associação de Moradores da Costa da Guia e tem a sua sede no Garoto da Guia, Rua dos Sobreiros

Leia mais

ESTATUTOS. ASSOCIAÇÃO de PAIS e ENCARREGADOS de E.B. 2,3 DR. VIEIRA DE CARVALHO

ESTATUTOS. ASSOCIAÇÃO de PAIS e ENCARREGADOS de E.B. 2,3 DR. VIEIRA DE CARVALHO ESTATUTOS ASSOCIAÇÃO de PAIS e ENCARREGADOS de EDUCAÇÃO dos ALUNOS da ESCOLA E.B. 2,3 DR. VIEIRA DE CARVALHO CAPÍTULO I Da Denominação, Natureza, sede e fins da Associação de Pais Artigo 1º 1. A Associação

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO JUVENIL

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO JUVENIL ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO JUVENIL CAPÍTULO I Princípios Gerais Artigo 1º - Natureza e Sede A Associação adopta a designação de (nome da Associação), e tem a sua sede provisória no Concelho de (designação

Leia mais

ESTATUTOS ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DO COLÉGIO DE SANTA TERESA DE JESUS CAPÍTULO I

ESTATUTOS ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DO COLÉGIO DE SANTA TERESA DE JESUS CAPÍTULO I ESTATUTOS ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS ALUNOS DO COLÉGIO DE SANTA TERESA DE JESUS CAPÍTULO I Denominação, duração, sede e objecto da Associação ARTIGO 1.º É constituída pelos pais

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO DE PAIS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA VENDA DO PINHEIRO. Capítulo I Dos sócios ARTIGO 1º DIREITOS DOS SÓCIOS

REGULAMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO DE PAIS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA VENDA DO PINHEIRO. Capítulo I Dos sócios ARTIGO 1º DIREITOS DOS SÓCIOS REGULAMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO DE PAIS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA VENDA DO PINHEIRO Capítulo I Dos sócios ARTIGO 1º DIREITOS DOS SÓCIOS a) Participar nas Assembleias Gerais da Associação; b) Eleger e

Leia mais

ASSOCIAÇÃO ANTIGOS ALUNOS DO COLÉGIO DO BOM SUCESSO Estatutos

ASSOCIAÇÃO ANTIGOS ALUNOS DO COLÉGIO DO BOM SUCESSO Estatutos ASSOCIAÇÃO ANTIGOS ALUNOS DO COLÉGIO DO BOM SUCESSO Estatutos Artigo 1º Denominação e Duração A Associação adopta o nome de Associação Antigos Alunos do Colégio do Bom Sucesso e durará por tempo indeterminado.

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO CONSULTIVO DA MISERICÓRDIA DE CINFÃES

REGULAMENTO DO CONSELHO CONSULTIVO DA MISERICÓRDIA DE CINFÃES REGULAMENTO DO CONSELHO CONSULTIVO DA S.C.M.CINFÃES (n.º 2, do artigo 33 dos Estatutos da S.C.M.CINFÃES) Artigo 1º (Objecto) O presente Regulamento tem por objecto o estabelecimento das normas relativas

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA APCTA

REGULAMENTO INTERNO DA APCTA REGULAMENTO INTERNO DA APCTA (Aprovado em Assembleia Geral de 16 a 19 de Dezembro de 1986) CAPÍTULO I DA ASSEMBLEIA GERAL Artº 1º 1. A assembleia geral é constituida por todos os sócios individuais no

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SARDOAL

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SARDOAL ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SARDOAL Nos termos e para os efeitos consignados no Decreto-Lei n.º 372/ 90, de 27 de Novembro, com as alterações introduzidas

Leia mais

ESTATUTOS CLUBE DE CAMPO DA AROEIRA

ESTATUTOS CLUBE DE CAMPO DA AROEIRA ESTATUTOS CLUBE DE CAMPO DA AROEIRA CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, DURAÇÃO, SEDE E OBJECTIVOS ARTIGO PRIMEIRO DENOMINAÇÃO, DURAÇÃO E SEDE 1. É constituído o Clube de Campo da Aroeira, que se rege pelas disposições

Leia mais

SOCIEDADE PORTUGUESA PARA O ESTUDO DAS AVES ESTATUTOS

SOCIEDADE PORTUGUESA PARA O ESTUDO DAS AVES ESTATUTOS SOCIEDADE PORTUGUESA PARA O ESTUDO DAS AVES ESTATUTOS ARTIGO 1º (Constituição, designação e sede) 1. É constituída a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, adiante designada abreviadamente apenas

Leia mais

SOCIEDADE PORTUGUESA PARA O ESTUDO DAS AVES

SOCIEDADE PORTUGUESA PARA O ESTUDO DAS AVES SOCIEDADE PORTUGUESA PARA O ESTUDO DAS AVES ESTATUTOS ARTIGO 1º (Constituição, designação e sede) 1. É constituída a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, adiante designada abreviadamente apenas

Leia mais

ESTATUTOS CAPÍTULO I NATUREZA, DENOMINAÇÃO, SEDE E OBJECTO

ESTATUTOS CAPÍTULO I NATUREZA, DENOMINAÇÃO, SEDE E OBJECTO ESTATUTOS PREÂMBULO A Associação que seguidamente se institui, surge com o objetivo de dar continuidade às atividades organizadas pela extinta Associação de Futebol Popular de Fafe, alargando a sua ação

Leia mais

c) Organização de festas tradicionais e outras manifestações Artigo 5º O CCD cooperará com todos os organismos públicos e

c) Organização de festas tradicionais e outras manifestações Artigo 5º O CCD cooperará com todos os organismos públicos e ESTATUTOS DO CENTRO DE CULTURA E DESPORTO DOS TRABALHADORES DA CÂMARA MUNICIPAL DE PONTE DE LIMA CAPÍTULO I (DENOMINAÇÃO, SEDE, CONSTITUIÇÃO OBJECTIVOS) excursões e viagens. c) Organização de festas tradicionais

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA AQUILINO RIBEIRO, RANHADOS ESTATUTOS CAPITULO I DA ASSOCIAÇÃO

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA AQUILINO RIBEIRO, RANHADOS ESTATUTOS CAPITULO I DA ASSOCIAÇÃO ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA AQUILINO RIBEIRO, RANHADOS ESTATUTOS CAPITULO I DA ASSOCIAÇÃO Artigo 1.º (Denominação e Duração) Os presentes estatutos regulam a Associação

Leia mais

INSTITUTO DE ESTUDOS POLÍTICOS ALUMNI CLUB ESTATUTOS CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS. Artigo 1.º Constituição

INSTITUTO DE ESTUDOS POLÍTICOS ALUMNI CLUB ESTATUTOS CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS. Artigo 1.º Constituição INSTITUTO DE ESTUDOS POLÍTICOS ALUMNI CLUB ESTATUTOS CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS Artigo 1.º Constituição O IEP ALUMNI CLUB (IEPAC), adiante designado por Club, congrega actuais e antigos alunos

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DOS CRIADORES DE BOVINOS DE RAÇA ALENTEJANA. CAPITULO PRIMEIRO. Designação, sede e fins

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DOS CRIADORES DE BOVINOS DE RAÇA ALENTEJANA. CAPITULO PRIMEIRO. Designação, sede e fins ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DOS CRIADORES DE BOVINOS DE RAÇA ALENTEJANA. CAPITULO PRIMEIRO. Designação, sede e fins Artigo primeiro- É constituída, por tempo indeterminado, a partir de hoje a Associação dos

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE EIXO REGULAMENTO INTERNO

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE EIXO REGULAMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE EIXO REGULAMENTO INTERNO CAPITULO 1 Constituição, Objectivos e Designação Artigo 1 O presente Regulamento Interno tem por finalidade

Leia mais

CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, FINS, DURAÇÃO E SEDE

CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, FINS, DURAÇÃO E SEDE CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, FINS, DURAÇÃO E SEDE Artigo 1º Denominação e sede 1. É constituída uma associação denominada Associação Nacional de Direito ao Crédito, sem fins lucrativos. 2. A Associação tem

Leia mais

f) promover a aceitação e execução pelos associados das medidas de carácter zootécnico preconizadas pelos serviços competentes, desde que aprovadas

f) promover a aceitação e execução pelos associados das medidas de carácter zootécnico preconizadas pelos serviços competentes, desde que aprovadas ESTATUTOS CAPÍTULO PRIMEIRO DESIGNAÇÃO, SEDE E FINS Artigo Primeiro A Associação denominada "ACBM - Associação de Criadores de Bovinos Mertolengos", de âmbito nacional, tem sede na Rua Diana de Liz, Horta

Leia mais

ASSOCIAÇÃO. (Documento complementar elaborado nos termos do nº 2 do artigo 64º do Código do Notariado)

ASSOCIAÇÃO. (Documento complementar elaborado nos termos do nº 2 do artigo 64º do Código do Notariado) ASSOCIAÇÃO ESTATUTOS (Documento complementar elaborado nos termos do nº 2 do artigo 64º do Código do Notariado) SOCIEDADE PORTUGUESA DE VIDA SELVAGEM CAPÍTULO PRIMEIRO Denominação, Duração, Sede e Objecto

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DE UMA ASSOCIAÇÃO

CONSTITUIÇÃO DE UMA ASSOCIAÇÃO CONSTITUIÇÃO DE UMA ASSOCIAÇÃO MODELO DE ESTATUTOS CAPÍTULO I Princípios Gerais Artigo 1º (Natureza e Sede) 1 - A Associação X, adiante designada por Associação, é constituída por jovens 18 aos 30 anos

Leia mais