Relatório de Atividades 2008

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório de Atividades 2008"

Transcrição

1 Relatório de Atividades 2008 Unidade Unidade Unidade Unidade Unidade Unidade Albertina Bortolândia Jaçanã Penteado Ponte Pequena Sede

2 Ricardo de Almeida Meloso Presidente do Conselho Administrativo Palavras do Presidente Tem-se falado bastante no aquecimento global, de como ele é inevitável e de suas consequencias temíveis, se a humanidade, como um todo, não tomar providencias urgentes. Nesse quadro dramático, as nações estão sendo premidas a constituir um ação conjunta, firme de mesmo objetivo para deter uma possível catástrofe. Mas, isto representa renunciar aos interesses da pátria : a balança comercial, o ganho, o lucro, enfim o poder. Poder: esta é a palavra chave para entender o homem. Elegendo este objetivo como derradeiro, a humanidade vem, ciclicamente, cometendo os maiores desatinos. Não é senão uma comédia de erros a história da humanidade, em que muitos poucos, souberam contribuir para o bem estar comum em detrimento dos milhões que teimam em olhar para seus próprios mesquinhos interesses, envoltos em sonhos mirabolantes de grandiloquência histérica. Depois de hostilizar seu semelhante, com conceitos falaciosos baseados em desenvolvimento econômico, o homem volta sua sanha incomensurável para o Planeta. Como criança sem limites e imprevidente, põe fogo na sua única morada, inconsciente do futuro em que ela mesma se atira. O único aquecimento global que valeria a pena seria o de nossos corações...infelizmente este parece ser o único que tende a se esfriar cada vez mais em razão do egoísmo, da cobiça que permeiam cada vez mais as relações. De alguma forma, o homem precisa reaprender os valores da colaboração e da fraternidade. Nós, da Promove, diariamente trabalhamos com estes conceitos, pois sabemos, que o que mais falta faz a esta humanidade não são títulos de formação acadêmica, nem, P.H.D.s nem M.B.A.s nem mestrados, nem certificados. Falta fraternidade, falta humildade, falta honestidade, falta substituir o EU pelo NÓS. Esta é uma tarefa diária, sem fim, pois vencer esta batalha contra o egocentrismo não é tarefa fácil. Como reforço de vontade, façamos como os índios norte-americanos (ironicamente tidos como selvagens), rezemos todas as manhãs ao Grande Espírito (era assim que ele chamavam a Deus) : Ó Grande Espírito, cuja voz eu escuto nos ventos e cujo sopro dá vida a todas as coisas, escutame...torna-me sábio, de modo que eu possa compreender o que tu ensinaste a meu povo e as lições que escondeste em cada folha e em cada pedra. Peço-te força e sabedoria não para ser superior a meus irmãos, mas a fim de ser capaz de combater o meu maior inimigo, eu mesmo. (extraído do livro Princípios de vida: Tradição indígena norteamericana - organização de Jean-Paul Bourre - Record - Nova Era). Que assim seja. Um abraço fraterno, Ricardo de Almeida Meloso Presidente do Conselho Administrativo

3 Lista de Siglas Quem atua no Terceiro Setor depara-se constantemente com uma infinidade de siglas, seguem algumas utilizadas no relatório: CEDESP...Centro de Desenvolvimento Social e Produtivo para Jovens CEI...Centro de Educação Infantil CMDCA...Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente COMAS...Conselho Municipal de Assistência Social CONADE...Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Portadora de Deficiência ECA...Estatuto da Criança e do Adolescente ESPASO...Espaço Público do Aprender Social LOAS...Lei Orgânica da Assistência Social NCI...Núcleo de Convivência de Idosos PET...Programa Educar no Trabalho PL...Projeto de Lei SEADS...Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social SENAI...Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial SESI...Serviço Social da Industria SMADS...Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social SME...Secretaria Municipal de Educação SME/DOT...Secretaria Mun. de Educação / Divisão de Orientação Técnica SUAS...Sistema Único de Assistência Social

4 Sede Administrativa Avenida Edu Chaves, 164 Jaçanã Cep: Telefone: (11) / Fax: (11) Promove Ação Sócio Cultural Data de Fundação...21/11/90 Data de Registro...30/12/92 CNPJ / CNAS /93-92 CMDCA...394/CMDCA/94 Certificado de Matrícula SAS Certificado de Matrícula SEADS Utilidade Pública Federal...Decreto de 17/08/1998 Utilidade Pública Estadual... Lei n º de 26/11/1996 Utilidade Pública Municipal... Decreto nº de 08/12/1997 Certificado de fins filantrópicos... Processo no /97-55 Unidade Vila Albertina Rua Pedro Gomes, 25 - Vila Albertina Cep: Telefone: (11) Unidade Bortolândia Rua Tereza Bortolo, 71 Bortolândia Cep: Telefone: (11) Unidade Jaçanã Av. Edu Chaves, 164 Jaçanã Cep: Telefone: (11) / Fax: (11) Unidade Vila Penteado - Circo Escola Enturmando Vila Penteado Praça Padre Orlando Garcia da Silveira, s/n Vila Penteado Cep: Telefone: (11) / Fax: (11) Unidade Ponte Pequena Rua Paulino Guimarães, 279 Ponte Pequena Cep: Telefone: (11)

5 Atendidos Missão «Criar oportunidades para potencializar as capacidades de crianças, adolescentes e adultos por meio de ações sócioeducativas e culturais, favorecendo o seu autodesenvolvimento.» Porcentagem por idade do total de atendidos. 70 a 90 anos acima de 90 anos 2% 0% 50 a 70 anos 2 a 6 anos 7% 10% 18 a 26 anos 16% 7 a 11 anos 15 a 17 anos 36% 15% 12 a 14 anos 14% Em números, meta de atendimento por números de atendidos mensalmente Jaçanã Albertina Circo Ponte Bortolândia Meta Média Mês Apresentação A Promove é uma Organização Social, sem fins lucrativos, fundada em 1992 a partir de uma Clinica Multidisciplinar com o intuito de oficializar as ações sociais lá realizadas. A organização ao longo dos anos, tem buscado aprimorar seus serviços, sempre conectada às transformações do mundo moderno, respeitando e valorizando as particularidades do público alvo e o contexto sócioeconômico-familiar no qual estão inseridos. Seu trabalho em rede de cooperação, com organizações congêneres, parceiros e apoiadores, busca a ampliação e o melhor aproveitamento das atividades junto à comunidade. Em 2008, (mil novecentos e trinta e uma) pessoas foram atendidas mensalmente na Promove, totalizando (duzentos e vinte e seis mil, quatrocentos e sessenta) atendimentos a crianças, jovens e adultos em situação de menor favorecimento. Atualmente, a Organização desenvolve um trabalho de inclusão apoiado em uma linha de ação sócio-educativa e psicossocial com crianças, adolescentes e adultos, centrado no eixo família-comunidade, de forma a promover melhoria na qualidade de vida, assim como facilitar o processo de inclusão social e resgate da cidadania. Porcentagem de atendidos por número de atendimentos. 3 tipos de atendimento 8% Mais de 3 atendimentos 12% 1 tipo de atendimento 38% 2 tipos de atendimento 42%

6 «Na Promove eu aprendi cálculos e mais cálculos, aprimorei meu português, conhecimentos gerais e conhecimentos na área de informática. Aprendi a trabalhar em grupo, e conviver com as diferenças de cada um. (...) O curso foi uma experiência única, qualitativa e quantitativa, o que faz com que eu carregue comigo os ótimos conhecimentos que obtive na Promove.» C.C.G, jovem matriculada no Projeto Promovendo a Cidadania - Unidade Albertina. Unidade Albertina Profissionais envolvidos Educadores Pós Graduados...1 Educadores Nível Superior...5 Educadores Nível Médio...0 Educadores Nível Fundamental...0 Administrativos e Infraestrutura...3 Voluntários...1 Total...10 Caracterização dos serviços Programa Educar no Trabalho Programa de Valorização da Família Programa de Fortalecimento Comunitário A Unidade Albertina localiza-se na Zona Norte da Cidade de São Paulo, no distrito do Tremembé, próximo a Serra da Cantareira. Em 2008, a Unidade desenvolveu em parceria com a SMADS e o SENAI, o serviço Centro para a Juventude durante os 9 primeiros meses, atuando junto a 120 jovens menos favorecidos na área de profissionalização, celebrando em outubro o novo Serviço: Centro de Desenvolvimento Social e Produtivo (CEDESP), desenhado em consonância entre as Organizações que atuam no segmento de profissionalização de jovens e a Secretaria. Dentro do serviço, a Organização implementou o Programa Educar no Trabalho, através do Projeto Promovendo a Cidadania.

7 Palavras do Coordenador «O ano de 2008 foi marcado pela participação da Organização junto a SMADS e ao COMAS nas discussões sobre a profissionalização de jovens do Município no campo da Assistência Social. Como resultado de um ano de trabalho orientado pelo estudo de documentos legais ECA, LOAS, CBO, análise dos cursos profissionalizantes em vigor, elaboração de critérios, formulação de portaria normativa do serviço e a discussão orçamentária entre outros o Grupo de Trabalho Qualifica composto pelas Organizações da Sociedade Civil, SMADS e COMAS elabora e estrutura o novo serviço CEDESP- Centro de Desenvolvimento Social e Produtivo. Ressalte-se que este serviço está em consonância com o SUAS-Rede de Proteção Social Básica cujo caráter preventivo está assegurado em portaria vigente. A organização marca sua presença na elaboração de uma política pública para os jovens do Município de São Paulo com a participação efetiva dos mesmos o que foi fundamental porquanto defenderam seus interesses e necessidades junto ao poder legislativo através da Comissão da Criança, Adolescência e Juventude nas discussões sobre a Qualificação Profisisonal e junto á vereança local na aprovação da PL 699 que propõe o financiamento do transporte para acesso aos cursos profissionalizantes desenvolvidos pelas Organizações. O desenvolvimento das habilidades sociais tem no campo do fazer da política pública forte potencial desmistificando o conceito de que só se faz política desde que haja vinculo com partido político. A atuação desta Unidade teve um caráter político ao apropriar-se de seu papel protagônico na garantia dos direitos do jovem cidadão. Consensualizar as expectativas de todos os envolvidos na luta por direitos requer a articulação e mediação de forças que em posições opostas facilmente deixam de se reconhecer como pares e sim como adversários. A parceria com a Empresa ITMídia através de seu programa de responsabilidade social Profissional do Futuro garantiu a um jovem o acesso ao Ensino Superior. Ao final contabilizamos a inserção no mercado de trabalho de 48 jovens sendo que deste total 18 jovens foram inseridos pela lei e ao final quatro jovens foram efetivados em grandes Empresas. A maior dificuldade encontrada refere-se ao formato do Projeto que em seu eixo norteador privilegia a formação integral do jovem e por conta de sua carga horária não atende á solicitação das Empresas que desejam a presença do jovem por 6 horas/dia no sistema dual.» Paula Lusa Bairrão de Oliveira Soares - Coordenadora da Unidade Albertina Média de freqüência diária de 137 jovens nas oficinas profissionalizantes. Os jovens implementaram 5 projetos sociais por meio das ações de protagonismo juvenil. 73 certificações pelo SENAI. 48 inserções no Mercado de Trabalho. Participação dos Jovens em 20 atividades externas, em espaços culturais, de lazer e de discussões de politicas públicas. Realização de 4 encontros de pais, com a participação de 427 pessoas. Participação de 35 pais no curso de informática.

8 «Eu quando vim e entrei nessa porta eu não sabia fazer nada e era uma pessoa muito preocupada e indecisa. Mas quando conheci as minhas amigas e elas me incentivaram que eu aprendesse pintura (...) com isso fui me soltando e me sentindo uma pessoa útil, apesar da idade. Agora me sinto feliz, pois nunca é tarde para aprender.» Maria Zélia dos Santos, 61 anos, senhora matriculada no Programa Feliz Idade - Unidade Bortolândia. Profissionais envolvidos Unidade Bortolândia Unidade Bortolândia Educadores Pós Graduados...1 Oficineiros Nível Superior...6 Oficineiros Nível Médio...2 Oficineiros Nível Fundamental...1 Administrativos e Infraestrutura...1 Voluntários...0 Total...11 Caracterização dos serviços Programa Feliz Idade Programa de Valorização da Família Programa de Fortalecimento Comunitário Unidade Bortolândia Unidade Bortolândia Desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, o Núcleo de Convivência de Idosos (NCI) Feliz Idade, implementado na Unidade Bortolândia, atuou durante o ano de 2008 junto a 120 pessoas com idade superior a 60 anos, residentes do distrito do Jaçanã e Tremembé. Com o objetivo de atender de maneira global às necessidades dos idosos, de modo a favorecer um processo de envelhecimento ativo e saudável o Programa Feliz Idade, implementou suas ações por meio de quatro eixo de atenção: o Corpo, a Arte, a Memória e a Cidadania.

9 Palavras do Coordenador «Iniciamos 2008 com novos caminhos. Algumas oficinas foram modificadas e outras reformuladas diante das necessidades dos nossos usuários. Diante dessas novas estratégias conseguimos atender, com qualidade nossos 120 idosos. Percebemos no decorrer do ano que o descaso com o idoso ainda é significativo e há urgência em minimiza-lo. Então começamos a buscar parcerias envolvidas na luta por qualidade e atendimento ao idoso. Este caminhar requer cuidados pois o idoso precisa, e muito, ser escutado e muito além disso estar em atividades. Poucos são os serviços direcionados a esta população e a dificuldade vai além disso: existe um trabalho isolado desses serviços resultando em atividades pontuais com pouca visibilidade. Para conquistar e trazer outros serviços estamos trilhando outros rumos, buscando apoio de um parceiro com forte atuação por meio da mídia virtual, para que junto possamos localizar em cada cantinho da cidade locais que atendam, com responsabilidade, os idosos. Nosso objetivo: solidificar esta parceria, trazer mais serviços, unificando, na luta, o valer do estatuto do Idoso não só no papel mas nas atitudes.» Liliane Cristina de Campos - Coordenadora da Unidade Bortolândia. Foram desenvolvidos atendimentos no eixo Corpo, através das atividades de Yoga, expressão corporal e ginástica. No eixo de Cidadania foram implementados atendimentos. No eixo arte realizaram-se atendimentos, por meio das atividades de artesanato e pintura. Para o desenvolvimento do eixo memória, foram realizados 727 atendimentos. «Quando minha mãe começou a participar das atividades da Bortolândia percebi mais disposição para fazer as coisas em casa. Também vem fazendo trabalhos artesanais e está presenteando e também vendendo os produtos (caixinhas de madeira )» Maria do Carmo Soares, filha de Raimunda Celeste Soares, 74 anos, senhora matriculada no Programa Feliz Idade - Unidade Bortolândia.

10 Unidade Jaçanã «Fiquei feliz quando houve vaga para a minha filha. Percebi melhoras desde então. Ela gosta quando estamos aqui pois ela sabe que é muito importante para ela e eu, como mãe, fico feliz de saber que temos lugar como esse para ela e todas crianças que necessita de ajuda como minha filha e como outras que vejo aqui. Fico torcendo que esse trabalho continue por muito tempo. Agradeço pelo trabalho da Sueli e da Luciana para com a Nicoly. Muito Obrigada por tudo» Celi Bueno, mãe da Nicoly, matriculada no Programa de Apoio Educacional - Unidade Jaçanã. Profissionais envolvidos Educadores Pós Graduados...14 Educadores Nível Superior...13 Educadores Nível Médio...3 Educadores Nível Fundamental...0 Administrativos e Infraestrutura...8 Voluntários...0 Total...38 Caracterização dos serviços Programa Educar no Trabalho Programa de Apoio Educacional Programa de Arte Educação Programa de Valorização da Família Programa de Fortalecimento Comunitário Atualmente três programas são desenvolvidos na Unidade Jaçanã voltado a pessoas com dificuldades de aprendizagem ou deficiência: o Programa Educar no Trabalho, implementado em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, por meio do Serviço de Apoio a Inclusão Social da Pessoa com Deficiência, o Programa de Apoio Educacional, desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e, por fim, o Programa de Arte Educação junto a Secretaria do Estado de Cultura. A Unidade, por meio de seus programas atendeu mensalmente em média 871 pessoas, totalizando atendimentos, a crianças, jovens e adultos com dificuldade de aprendizagem e/ou deficiência juntamente as suas famílias.

11 Palavras do Coordenador «Com o objetivo de aprimorar os seus serviços, a Unidade obteve um resultado positivo com a implantaçao do Programa de Apoio Educacional, sendo um modelo pioneiro, tendo o seu foco voltado ao apoio educacional. Com isso, pode fortalecer o tripé criança-escola-família, sendo articuladora para o favorecimento da aprendizagem de todos. Em suas ações, a Promove pôde contribuir com a formação continuada dos professores por meio do Grupo de Apoio a Sala de Aula, obtendo um retorno positivo dos participantes tanto nos cursos e palestras em parceria com SME/DOT como no Projeto de Formação Continuada. Houve também solicitação de palestras de outras Coordenadorias de Educação como também do Centro de Formação e Acompanhamento à Inclusão. Apesar da dificuldade enfrentada com a saída de vários funcionários num mesmo período, nova equipe foi contratada e capacitada e para que não houvesse prejuízo nos atendimentos, a equipe foi colaboradora em suas ações e vem buscando se atualizar e se capacitar cada vez mais. No final do ano, o projeto desenvolvido em parceria com a SME passou por uma nova reformulação a pedido da própria Secretaria com a readequação do seu público alvo de atendimento. Desta maneira o projeto em 2009 terá o seu público redimensionado para pessoas com deficiência inseridas nas escolas da rede municipal. Tal adequação restringiu por meio da parceria em questão o atendimento a crianças com disturbios ou dificuldades de aprendizagem, deixando uma demanda reprimida de aproximadamente 400 crianças, que serão foco da elaboração de projetos outros para possível investimento para apoio destas. Realizou-se um projeto Oficina da Noticia) com 8 atendidos do Grupo de Apoio Cognitivo com a colaboração da jornalista Andrea Dálio, e foi elaborada uma noticia de jornal que depois foi publicada no jornal: Estadinho, em comemoração ao Dia das crianças. A equipe participou de um Seminário realizado pelo Conselho Regional de Psicologia, expondo um painel sobre o Projeto de Formação Continuada que vem sendo realizado nas escolas. Em relaçao ao PET, o convênio com SMADS autorizou contratar a cada 3 meses, profissional de outras áreas para capacitação da equipe, contamos com Psiquiatras, Fonoaudiólogas, T. Os e Fisioterapeutas. Neste ano houve uma maior divulgação da organização por meio da Roda da Cidadania - Loja Social, na qual os produtos dos aprendizes foram expostos e vendidos, dando maior visibilidade a Organização. E também através da visita de 2 turistas, uma da Italia e uma da Holanda, além da parceria de novas empresas como as Lojas Marisa (Loja Santana e Shoping Santa Cruz) e Mc Donald`s, ampliando a inserção de novos aprendizes no Mercado de Trabalho. A Unidade teve uma representante como conselheira do Conade, que elaborou um projeto de Lei apresentado em Brasília.» Dirce Yukie M. Punti Sanchez - Coordenadora da Unidade Jaçanã

12 Durante o segundo semestre de 2008, a Organização recebeu o acompanhamento de alunos da ESPM Social que resultou em um Pojeto de Consultoria de Marketing com foco nas ações da Unidade Jaçanã. 500 crianças e jovens com dificuldades de aprendizagem atendidas mensalmente, em grupos de apoio a Linguagem, Cognitivo, Emocional e Corporal. 200 jovens e adultos com deficiências foram atendidos mensalmente nas oficinas profissionalizantes, com a inclusão de 12 jovens com deficiência em espaços de trabalho. Realizou-se em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura, a Oficina de Teatro Eu/Outro: em cena com a participação de 12 jovens, e a Oficina de Artes Plásticas Quadrinhos e fragmentos com a participação de 13 jovens com deficiência. Realizaram-se 11 atividades externas junto aos jovens com deficiência. A equipe técnica e os inscritos participaram de 5 exposições dos trabalhos confeccionados dentro das Oficinas. Foram realizados atendimentos junto as famílias, fomentando ações de geração de renda, grupos informativos, grupos de apoio, encaminhamentos e atenção as demandas individuais. 6 Palestras realizadas pela equipe à profissionais da educação. Formação junto a professores de 2 escolas públicas por meio de 9 encontros em cada escola. Realização de 2 cursos de 20 horas junto a profissionais da Educação.

13 Unidade Penteado Unidade Penteado «O Circo Escola não é apenas um lugar aonde ela vai apenas para fazer atividades. O Circo Escola é uma grande família, além da educação que ela tem em casa, aí aprende ter novas amizades, comportamento, respeitar mais as pessoas. Gosto muito das atividades da Lúdica, depois que ela passou a fazer não tem mais dificuldades na escola (...)» Maria Fátima Almeida, mãe da Fernanda, freqüentes da Oficina de Música. - Depoimento extraído do diário de bordo da Oficina.. Profissionais envolvidos Educadores Pós Graduados...0 Educadores Nível Superior...12 Educadores Nível Médio...2 Educadores Nível Fundamental...3 Administrativos e Infraestrutura...7 Voluntários...0 Total...24 Caracterização dos serviços Programa Educar no Trabalho Programa de Arte Educação Durante o ano de 2008, a unidade localizada no dstrito da Brasilândia, entre quatro grandes favelas, desenvolveu em parceria com a Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social, dentro da Proteção Social Básica, o Projeto Circo Escola Enturmando, implementando ações junto a 600 crianças e jovens na faixa etária de sete a dezessete anos e onze meses de ambos os sexos através dos programas de Arte Educação, Apoio Educacional e Familiar, além do Programa de Relações Comunitárias, Ação Jovem e o Programa Educar no Trabalho, este último também em parceria com o SENAI. Programa de Valorização da Família Programa de Fortalecimento Comunitário

14 Palavras do Coordenador Em parceria com a SEADS a Unidade Penteado desenvolveu suas atividades em 2008 permeadas pela Proteção Social Básica, que tem por finalidade prevenir situações de risco por meio do desenvolvimento de potencialidades e aquisições, bem como visa o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários. Em 2008 no Programa de Arte Educação os educandos desenvolveram, aperfeiçoaram e utilizaram a percepção, a imaginação, a observação, o raciocínio e o controle gestual. Durante as atividades eles pesquisaram a própria emoção, libertaram-se da tensão, ajustaram-se, organizaram pensamentos, sentimentos, sensações e formaram hábitos. A visão de mundo das crianças e adolescentes, visão esta que está diretamente ligada às concepções, princípios, valores e vivências, foi trabalhada durante as atividades com o objetivo de demonstrar outros olhares sobre a mesma realidade, ampliando a visão de mundo, favorecendo o conhecimento e entendimento de realidades diversas propiciando o respeito à diversidade, respeito mútuo e tolerância. Para que a inclusão social seja efetiva e as crianças e adolescentes participantes do Projeto possam ter seu autodesenvolvimento promovido, não poderíamos deixar de trabalhar a questão da aprendizagem no que tange o raciocínio lógico, e habilidades lingüísticas. Por isso nas oficinas lúdicas buscamos uma alternativa pedagógica capaz de assegurar aos educandos ações que potencializem suas capacidades de aprendizagem de forma lúdica e prazerosa. A utilização do lúdico no processo pedagógico fez com que a partir de atividades prazerosas os educandos exercitassem as habilidades necessárias ao domínio de aquisições de novos conhecimentos. Por meio dos jogos e brincadeiras, a criança pode aprender novos conceitos, adquirir informações e até mesmo superar dificuldades na aprendizagem. Em resumo o Programa de Apoio Educacional viabilizou a expressão, a espontaneidade, o conhecimento das potencialidades e das limitações dos educandos, promovendo o desenvolvimento em diversos aspectos (físico, intelectual, social e emocional), além de possibilitar ao educandos a aquisição de um maior grau de independência e autonomia. Em parceria com o SENAI, o Programa Educar no Trabalho desenvolveu o Curso de Assistente Administrativo que formou 64 jovens de 14 a 18 anos. O programa Educar n o Trabalho busca a inserção no mercado através de alternativas pedagógicas capazes de assegurar aos educandos ações que potencializem suas capacidades de criação e desenvolvimento a fim de possibilitar uma atuação segura no mercado de trabalho, onde eles saibam discernir um fato problemático ou não, levantar uma hipótese, encontrar soluções, etc. No decorrer das atividades em meio às intervenções notamos que tratando-se de adolescentes em situação de vulnerabilidade deveríamos tratar de outros assuntos pertinentes à formação pessoal e profissional. Para isso refletimos com estes adolescentes para que com base em suas histórias passadas e em seu cotidiano, eles pudessem pensar sobre a vida futura e de que forma planejam a sua inserção social no mundo adulto, desta forma estimulamos os educandos a criarem seu projeto de vida, traçarem suas metas e objetivos. A partir daí surgiram alguns temas transversais que foram tratados dentro e fora da sala de aula como por exemplo as ações que devem nortear a atuação no mercado de trabalho: postura, ética, iniciativa, compromisso, iniciativa e participação. Em todos os trabalhos desenvolvidos notamos a necessidade de focar a questão da cultura, fazendo com que as crianças e adolescentes conhecessem melhor sua própria cultura, conhecendo a si mesmos, percebendo-se como seres históricos capazes de compreender o passado, intervir no presente e modificar o futuro.» Antonio Carlos Paulino - Coordenador da Unidade Penteado.

15 O PET desenvolvido em parceria com o SENAI, implementou suas ações junto a 80 jovens. O Curso desenvolvido na área de Assistente Administrativo, compôs-se por uma carga horária anual de 800 horas, com 80% dos inscritos certificados. O Programa de Arte Educação com as oficinas de Artes Plásticas, Percussão, Capoeira, Circo e Esportes cujos objetivos foi o desenvolvimento da socialização, respeito às regras de convivência, atendeu em 2008 uma média de 520 crianças por mês. A Biblioteca Comunitá ria conta com um acervo de aproximadamente livros para leitura, empréstimo e pesquisa. Em 2008 foram registrados o empréstimo de livros, com uma média mensal de 144 livros. Visando a formação continuada, integração, troca de experiências e orientação da equipe, foram realizados 12 encontros durante o ano de 2008, totalizando a carga horária de 96 horas. gfhf Em parceria com o SESI foram ministradas aulas de ghalfabetização e Ciclo I para 20 jovens e adultos. Realização de 2 apresentações do espetáculo circenses Raízes do Mundo a pessoas aproximadamente, além da implementação de 10 números culturais em espaços comunitários. Realizado em parceria com o Rotary Parada Inglesa, o Prof. Aldacino ministrou o curso de abertura e Fechamento de Empresas, beneficiando 25 jovens.

16 «A Creche é legal, divertida. Eu gosto dessa Creche.» G.S.J, 5 anos, matriculado na Unidade Ponte Pequena. «Eu acho a Creche linda!» L.M.S., 3 anos, matriculada na Unidade Ponte Pequena. Unidade Ponte Unidade Pequena Ponte Pequena Profissionais envolvidos Educadores Pós Graduados...0 Educadores Nível Superior...10 Educadores Nível Médio...2 Educadores Nível Fundamental...0 Administrativos e Infraestrutura...4 Voluntários...0 Total...16 Caracterização dos serviços Programa Criança Feliz Programa de Valorização da Família Localizada ao lado do metrô Armênia a Unidade Ponte Pequena em parceria com a Secretaria Municipal de Educação administra o Centro de Educação Infantil - Lar Criança Feliz, no atendimento à 132 crianças, com idade entre 2 e 6 anos em período integral. O Centro de Educação Infantil teve como eixo de sua proposta educacional o favorecimento da Autonomia, Integração, e do Acesso à Cultura, eixos estes que foram trabalhadas através das 5 áreas de conhecimento: Língua Portuguesa, Matemática, Ciência, Arte, e Movimento. Programa de Fortalecimento Comunitário

17 Palavras do Coordenador «Iniciamos o ano com a creche reformada, com uma infra-estrutura que atenda melhor os nossos alunos. Ampliamos o acervo de brinquedos e livros, passando a emprestá-los possibilitando assim ampliar as ações para além dos espaços da creche, envolvendo toda a família. Durante o ano implementamos no Projeto Pedagógico o tema Valores o qual nos possibilitou trabalhar várias questões como a cidadania, o respeito a natureza, cuidado com a nossa cidade e reciclagem. Todos os temas trabalhados iniciaram com rodas de conversa, passando por leituras de história e atividades lúdicas. Segundo Oliveira (2007), a atividade lúdica revela-se como instrumento facilitador da aprendizagem, possuindo valor educacional intrínseco, criando condições para que a criança explore seus movimentos, manipule materiais diversos, interaja com seus colegas e resolva situaçõesproblema. Nesta concepção, entendemos que é através, do educador como modelo, do brincar e da criação de situações problemas e reflexivas que a criança aprende, mesmo temas complexos e de extrema importância para seu convívio social. Como os valores que aprendemos na infância são os que carregamos pela vida afora, os pais foram convidados a refletir sobre a importância da família na construção de modelos como influências positivas em seu cotidiano. As mudanças foram observadas no dia-a-dia, no comportamento diferenciado frente as situações, nos depoimentos dos familiares e em suas relações interpessoais.» Rogênia Cruz Macedo Daruiche - Coordenadora da Unidade Ponte Pequena. 132 crianças com idade entre 2 e 6 anos foram atendidas diariamente, com frequência média de 90% de presenças. As famílias participaram de 5 encontros de pais, com o desenvolvimento de temáticas pertinentes ao desenvolvimento infantil e aspectos ligados ao desenvolvimento do seu próprio filho. Visando a formação continuada, integração, troca de experiências e orientação da equipe, foram realizados 12 encontros durante o ano de 2008, totalizando a carga horária de 96horas. Soma-se ainda a participação em seminários, fóruns, simpósios e congressos.

18 Seminários / Fóruns Eventos Investir na formação e atualização Seminários / Fóruns Eventos da equipe de profissionais da Organização é um dos aspectos valorizados pela Promove. Confira abaixo alguns eventos que contamos com a participação da equipe: Fevereiro Abril Seminário "O ano internacional do Planeta Terra». Congresso Brasileiro sobre Dificuldades de Aprendizagem e do Ensino, realizado no Centro de Convenções Frei Caneca. Apresentação do resultado do projeto Análise do Programa PROERD da Polícia Militar do estado de S.P, no auditório do CEBRID. Lançamento do livro Parâmetros das Ações Socio Educativas, realizado no Centro Cultural São Paulo pela SMADS, CENPEC, Fundação Itaú Cultural e Organizações Sociais. Seminário Ações Sociais na Cidade de São Paulo. Seminário " Sexualidade e Saúde da Mulher na 3ª Idade". Março IV Simpósio DERDIC- ESCRITA, local: Tuca- PUC- SP. II Congresso Internacional de Pedagogia Social. Local: Faculdade de Educação da USP. X Congresso Internacional de Cidades Educadoras. Debate sobre programa de Educação Inclusiva, realizado pelo CRP/SP. VI Encontro com Sara Paín, com o tema: O difícil diálogo entre a prática e a fundamentação teórica, no Auditório Renato Castelo Branco da ESPM. I Encontro de Revisão da Legislação Relativa à Pessoa com Deficiência no Estado de São Paulo realizado no Palácio dos Bandeirantes. Maio Junho Palestra: Yoga aplicada à Saúde. Palestra: Uma Roda de Amigos: Vivendo a Maturidade. I Conferência Municipal da Pessoa com Deficiência. Seminário Lei do Aprendiz Desafios e Propostas. Durante o mês de Julho, os coordenadores de Unidade participaram do Curso de avaliação de Projetos. 3ª Jornada Pedagógica da Rede CRESCER. Agosto Julho I Ciclo de Palestras Como Educar sem usar a violência, palestra ministrada pela Psicóloga Dora Lorch e Família todos temos uma, palestra ministrada pela Assistente Social e Gerente de Serviço da Promove Unidade Albertina Paula Lusa Bairrão Soares. Seminário "Os idosos e os animais de estimação". Seminário Qualidade de Vida e Dignidade no Contexto das Instituições de Longa Permanência para Idosos. Palestra: O papel da Comunicação Alternativa na Inclusão Social da Pessoa com Deficiência na Pestalozzi. Palestra: Educando Pais para Educar os Filhos na Pestalozzi.

19 Curso realizado pela URBIS de "Monitoramento e avaliação". Simpósio sobre Deficiência Intelectual da APAE, no Milenium Centro de Convenções. 2º Seminário de Educação Especial- Práticas Setembro Pedagógicas na Perspectiva da Educação Inclusiva. Curso realizado pela URBIS Recursos". Palestra "A Criança e Adolescente na Contemporaneidade", realizado pelo Fórum Municipal de Saúde Mental de Crianças e Adolescentes. Curso de primeiros Socorros com foco na atenção a criança. Seminário Economia Solidária na Inclusão Produtiva, programa realizado pela URBIS, por meio do ESPASO - Espaço Público do Aprender Social. Seminário - Violências e (in) segurança pública, programa realizado pela URBIS, por meio do ESPASO - Espaço Público do Aprender Social. Seminário "Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Mulher". de "Captação de Outubro Novembro Seminário "Olhares sobre o Corpo do Idoso". Centro Cultural da Juventude Juventude e Políticas Públicas. Programa em Educação para Saúde, com a palestra "Envelhecimento Saudável". Curso de preparação de brinquedista e organização de brinquedotecas. Curso de Brigada de Incêndio. - III Seminário sobre Seminário Meio Ambiente, programa realizado pela URBIS, por meio do ESPASO - Espaço Público do Aprender Social. 1º Encontro de Irmãos e Simpósio sobre Deficiência Intelectual, evento realizado pela APAE. Evento realizado pelo Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência cujo tema Valores em Questão O Deficiente na Sociedade, realizado no Clube Pinheiros. Palestra na Universidade de São Paulo realizado pelo Instituto Paradigma, cujo o tema O Ser Deficiente. Palestra " O Ser Deficiente" realizado na Universidade de São Paulo pelo Instituto Paradigma. Curso Marcos Legais Pessoas com Deficiência, evento realizado pela SMADS, por meio da Coordenadoria de Gestão de Pessoas CGP/Espaço Público do Aprender Social e da Coordenadoria de Proteção Social Especial. Seminário Marketing Social, programa realizado pela URBIS, por meio do ESPASO - Espaço Público do Aprender Social. Palestra "Universo Institucional, deficiência a questão corporal e saúde mental", ministrada peloa Prof. Carlos Eduardo Vieira. Dezembro Fóruns e Redes Visando a participação coletiva para a construção e discussão de politicas públicas, a Promove participa ativamente de espaços sociais para este fim. O ano de 2008 ficou marcado pela participação n a s d i s c u s s õ e s d o s s e r v i ç o s d e a t e n ç ã o a profissionalização de jovens, o que levou ao desenho do novo serviço da SMADS, o Centro de Desenvolvimento Social e Produtivo de Jovens, que passou a ser implementado pela Organizações Sociais em outubro de Destaca-se ainda participação da Promove no Conselho dos Direito da Pessoa com Deficiência com a apresentação em Brasília de uma Proposta de Lei com foco na prioridade à atenção da pessoa com deficiência em sua inserção no Mercado de Trabalho. Fórum / Rede FAS - Fórum da Assistência Social FEI - Fórum de Educação Infantil Fórum do Idoso Grupo de Trabalho Qualifica Rede Vila Albertina Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência Rede Crescer Descrição Ampliar as discussões sobre a implantação do SUAS no Munícipio e sua interface com as Organizações; discutir e encaminhar as demandas das Organizações Sociais junto á SMADS; discutir o Orçamento da Assistência Social. Discutir de maneira articulada junto a SME e as Organizações Sociais, politicas de atenção à criança, com foco na Educação Infantil. Legitimar um espaço de discussão entre os setores da sociedade para que se desenvolvam ações em prol dos idosos. Discutir resolução da Portaria 30 quanto aos serviços de qualificação profissional; avaliar os serviços existentes e propor novo serviço de qualificação profissional para jovens. Fortalecer as ações das organizações Região Tremembé através da troca de experiências e serviços Aprovar planos e programas de administração pública municipal direta e indireta; zelar pela efetiva implantação da política municipal para inclusão da pessoa com deficiência; acompanhar o planejamento e avaliar a execução das políticas setoriais. Promover encontros mensais com o objetivo de contribuir para a construção de um novo olhar da comunidade educativa para a formação integral do ser humano.

20 Saiba quem fez a diferença na vida de crianças, jovens, adultos e idosos atendidos pela Promove... Acre Cube ADML Serviços Médicos S/C Ltda Ag. Com. Correios Jardim São Paulo Aldeia da Vila Restaurante Alpha Vídeo & Áudio Solutions APCD Associação Paulista dos Cirurgiões Dentistas Associação das Famílias de Rotarianos da Vila Guilherme Baptista Designer Benfica Transportes Buffet Abrakadabra Buffet Algazarra Carpet Express Casa de David Casas Pernambucanas CBC Indústria Pesadas S/A Centro de Referência Sagrado Coração de Jesus Centro Espírita Mãos Unidas Ceres Desinsetização Cervejaria Petrópolis CIC Norte Clube Espéria CMDCA Codeagro Secretaria de Est. da Agricultura e Abastecimento Colégio Jardim França Colégio Jardim São Paulo Unidade Cantareira Colégio VIP Confraria Vitória Régia Conselhos Tutelares Jaçanã / Tremembé / Santana / Tucuruvi / Brasilândia Coordenadoria de Educação Corpo de Bombeiro Tucuruvi CRAS - Fó CRAS - Jaçanã/Tremembé Parceiros e Parceiros Apoiadores Apoiadores CRAS - Santana CRECI Dalfi's Contábil Débora Chocolates Distribuidora de Água Riguetto DJ Léo Lima DRADS Editora Outras Palavras Escola Tarsila do Amaral Escolas Municipais e Estaduais Espaço Paulista de Artes ESPM Social Evento Degustar Sra. Márcia Costa FENIX Cooperativa de Transportes do Município de São Paulo: Sr. Lapolla Frigorífico União Fundação Gol de Letra Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo Gazeta da Zona Norte Gráfica HS Grupo Norte Forte Gvinah Ind. e Com. de Alimentos e Panificação Ltda Hipermercado Andorinha Hipermercado Bergamini Instituto Cândido de Desenvolvimento Social Instituto Faça Parte IT Mídia Japa Sushi Jornal da Zona Norte Jornal O Estado de São Paulo Jornal Semanário Jornalista Andréia Gonzaga S. Dálio Juscelino Gadelha Lavanderia Maeda Leroy Merlin Lojas Marisa Lojas Riachuelo Lorenzetti Lua Nova Ind. e Com. de Produtos Alimentícios Maison Florense Major Sérgio Olimpio Gomes Mirman Empreendimentos e Incorporações Moinho Água Branca Mutirão do Pobre Jd. Fontális Nissin Ajinomoto Alimentos Ltda Núcleo Sócio Educativo Fraternidade Núcleo Sócio Educativo Padre Menard Obra Assistêncial Nossa Senhora do Ó OSAM Obra Social André Marcel OSPE Padovani Produtos Alimentícios Pães Gime Palazzo Reale Flats & Serviços (Campos do Jordão) Panfi s Laticínios Papel Vergê - Papelaria e Presentes Parque da Juventude Pascolatti - Contabilistas Assossiados Polato - Material de Construção Portal da Terceira Idade Positiva RH Serviços em Relações Sociais Ltda Posto de Bombeiro do Tucuruvi Posto Ipiranga Print Cor - Artes Gráficas Prof. Salviano de Campos Publicidade e Marketing Dalali Rajab Ragamuffin Multimarcas em Moda REBRAF Receita Federal Rede Crescer Rede da Vila Albertina Revista do Terceiro Setor Riseg - Segurança Contra Incêndio Rose Moda Atual Rotary Club Água Fria Rotary Club Freguesia do Ó Rotary Club Mandaqui Rotary Club Parada Inglesa- Centenário Rotary Club Vila Guilherme SABESP Sahid Mourad Salão Bella Donna SEADS Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social SEBRAE - Unidade Santana Secretaria de Estado da Cultura Secretaria de Estado da Cultura - Talentos Especiais SEMAB Banco de Alimentos Serviço Nacional de Aprendizagem Social SESI Serviço Social da Industria SMADS Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social SME Secretaria Municipal de Educação Social Way Sócios-contribuintes Sr. Valdelino Sub-Prefeitura Jaçanã/Tremembé Sub-Prefeitura Santana / Tucuruvi Supermercado Yamauchi Tremembé na Linha Truferia Suíça UBS Conjunto UBS Vila Albertina UBS Wamberto Dias Costa UTC Engenharia S/A WIT Idiomas LTDA ME

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013 Relatório Despertar 2013 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de:

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de: Relatório Despertar 2014 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Institui o Programa Mais Educação, que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades

Leia mais

PLANO DE TRABALHO 2008

PLANO DE TRABALHO 2008 PLANO DE TRABALHO 2008 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1.1. NOME DA ENTIDADE: Casa de Nazaré Centro de Apoio ao Menor 1.2. Endereço: Rua Coronel Timóteo nº 350 1.3. Bairro: Cristal 1.4. Região CORAS: 05 1.5.

Leia mais

Programa Viver é Melhor. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente)

Programa Viver é Melhor. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Programa Viver é Melhor Mostra Local de: Londrina Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Legião da Boa Vontade (LBV) Cidade: Londrina/PR

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

Apresentação. SUPERINTEDÊNCIA GERAL Magda Fonseca Coutinho. COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA Mércia Corrêa de Oliveira

Apresentação. SUPERINTEDÊNCIA GERAL Magda Fonseca Coutinho. COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA Mércia Corrêa de Oliveira Apresentação SUPERINTEDÊNCIA GERAL Magda Fonseca Coutinho COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA Mércia Corrêa de Oliveira Descritivo: "A educação deve possibilitar ao corpo e à alma toda a perfeição e a beleza que podem

Leia mais

SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV

SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV SOCIOASSISTENCIAL X SOCIOEDUCATIVO SOCIOASSISTENCIAL apoio efetivo prestado a família, através da inclusão em programas de transferência de renda

Leia mais

Projeto Jovem Aprendiz Irmã Scheilla. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente)

Projeto Jovem Aprendiz Irmã Scheilla. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Mostra Local de: Londrina Projeto Jovem Aprendiz Irmã Scheilla Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Núcleo Esoirita Irmã Scheilla

Leia mais

Núcleo de Educação Infantil Solarium

Núcleo de Educação Infantil Solarium 0 APRESENTAÇÃO A escola Solarium propõe um projeto de Educação Infantil diferenciado que não abre mão do espaço livre para a brincadeira onde a criança pode ser criança, em ambiente saudável e afetivo

Leia mais

Como aconteceu essa escuta?

Como aconteceu essa escuta? No mês de aniversário do ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente, nada melhor que ouvir o que acham as crianças sobre a atuação em Educação Integral realizada pela Fundação Gol de Letra!! Conheça um

Leia mais

PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária

PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária Apoio: Secretária municipal de educação de santo Afonso PROJETO INTERAÇÃO FAMÍLIA X ESCOLA: UMA RELAÇÃO NECESSÁRIA. É imperioso que dois dos principais

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Concepção Marcelo Garcia João Cruz Rodrigo Salgueiro Naira de Araújo. Revisão Ludmila Schmaltz Pereira

FICHA TÉCNICA. Concepção Marcelo Garcia João Cruz Rodrigo Salgueiro Naira de Araújo. Revisão Ludmila Schmaltz Pereira SENAR INSTITUTO FICHA TÉCNICA Presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Senadora Kátia Abreu Secretário Executivo do SENAR Daniel Carrara Presidente do Instituto CNA Moisés Pinto

Leia mais

Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego Ano 2012

Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego Ano 2012 Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego Ano 2012 Administração: Rodrigo Antônio de Agostinho Mendonça Secretária do Bem Estar Social: Darlene Martin Tendolo Diretora de Departamento: Silmaire

Leia mais

História. ADAV: Associação para o Desenvolvimento e a Assistência de Talentos e Vocações

História. ADAV: Associação para o Desenvolvimento e a Assistência de Talentos e Vocações História ADAV: Associação para o Desenvolvimento e a Assistência de Talentos e Vocações Em 1929, convidada a dirigir um dos primeiros laboratórios de psicologia de Minas Gerais, ligado à Escola de Aperfeiçoamento

Leia mais

Projeto Pequenas Damas

Projeto Pequenas Damas Mostra Local de: Arapongas Projeto Pequenas Damas Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Associação das Damas de Caridade de Arapongas

Leia mais

PROGRAMAs de. estudantil

PROGRAMAs de. estudantil PROGRAMAs de empreendedorismo e protagonismo estudantil Ciclo de Palestras MAGNUM Vale do Silício App Store Contatos Calendário Fotos Safari Cumprindo sua missão de oferecer uma educação inovadora e de

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Construindo a Sociedade que Queremos

Mostra de Projetos 2011. Construindo a Sociedade que Queremos Mostra de Projetos 2011 Construindo a Sociedade que Queremos Mostra Local de: Piraquara Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Associação

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Projeto Exercitando Direitos do PELC - Programa de Esporte e Lazer da Cidade

Mostra de Projetos 2011. Projeto Exercitando Direitos do PELC - Programa de Esporte e Lazer da Cidade Mostra de Projetos 2011 Projeto Exercitando Direitos do PELC - Programa de Esporte e Lazer da Cidade Mostra Local de: Piraquara Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais.

Leia mais

Projeto Cardume CMDCA

Projeto Cardume CMDCA Projeto Cardume CMDCA Objetivo: Estabelecer rede de proteção integral a criança e ao adolescente,, bem como suas famílias, reunindo ações governamentais e atividades das organizações da sociedade civil,

Leia mais

XIII Congresso Estadual das APAEs

XIII Congresso Estadual das APAEs XIII Congresso Estadual das APAEs IV Fórum de Autodefensores 28 a 30 de março de 2010 Parque Vila Germânica, Setor 2 Blumenau (SC), BRASIL A IMPORTÂNCIA E SIGNIFICÂNCIA DO TRABALHO EM EQUIPE INTERDISCIPLINAR

Leia mais

PROGRAMA DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS EM MEIO ABERTO

PROGRAMA DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS EM MEIO ABERTO PROGRAMA DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS EM MEIO ABERTO CONTEXTUALIZAÇÃO DOUTRINA DA SITUAÇÃO IRREGULAR DOUTRINA DA PROTEÇÃO INTEGRAL. Código de menores;. Menores em situação irregular;. Carentes, abandonados,

Leia mais

REVISTA DA UFG - Tema MELHOR IDADE Órgão de divulgação da Universidade Federal de Goiás - Ano V, No. 2, dezembro de 2003

REVISTA DA UFG - Tema MELHOR IDADE Órgão de divulgação da Universidade Federal de Goiás - Ano V, No. 2, dezembro de 2003 REVISTA DA UFG - Tema MELHOR IDADE Órgão de divulgação da Universidade Federal de Goiás - Ano V, No. 2, dezembro de 2003 ROSADO, D. M. A. Q.; PEREIRA, D. L.; BARRETO, I. S. - Programa de Assistência às

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

Mostra de Projetos 2011 BRINQUEDOTECA: O LÚDICO NO RESGATE

Mostra de Projetos 2011 BRINQUEDOTECA: O LÚDICO NO RESGATE Mostra de Projetos 2011 BRINQUEDOTECA: O LÚDICO NO RESGATE Mostra Local de: Londrina. Categoria do projeto: Projetos finalizados. Nome da Instituição/Empresa: (Campo não preenchido). Cidade: Londrina.

Leia mais

6h diárias - 11 meses

6h diárias - 11 meses 6h diárias - 11 meses PROPOSTA PEDAGÓGICA PROGRAMA DE APRENDIZAGEM EM AUXILIAR DE VAREJO ÍNDICE 1 - Apresentação da Entidade ijovem 3 2 - Justificativa do Programa. 3 3 Público-alvo: 4 4 Objetivo geral:

Leia mais

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social: instrumentais técnico-operativos no Serviço Social. CRAS CONSULESA HELENA VAN DEN BERG - CASTRO/ PARANÁ

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social: instrumentais técnico-operativos no Serviço Social. CRAS CONSULESA HELENA VAN DEN BERG - CASTRO/ PARANÁ VIII Jornada de Estágio de Serviço Social: instrumentais técnico-operativos no Serviço Social. CRAS CONSULESA HELENA VAN DEN BERG - CASTRO/ PARANÁ DUCHEIKO, Angelina do Rocio 1 RODRIGUES, Camila Moreira

Leia mais

PROJETO BOQUINHA ALEGRE

PROJETO BOQUINHA ALEGRE PROJETO BOQUINHA ALEGRE IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO A instituição Casas Lares Humberto de Campos é uma entidade, na modalidade de associação, sem fins lucrativos, mantida pelo Grupo Educacional e Assistencial

Leia mais

PROJETO BRINQUEDOTECA: BRINCANDO E APRENDENDO

PROJETO BRINQUEDOTECA: BRINCANDO E APRENDENDO INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE FLORESTA ISEF PROJETO BRINQUEDOTECA: BRINCANDO E APRENDENDO FLORESTA PE 2013 SUMÁRIO I. JUSTIFICATIVA II. OBJETIVO A. GERAIS B. ESPECIFICOS III. DESENVOLVIMENTO IV. CRONOGRAMA

Leia mais

Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4

Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4 Guia do Educador CARO EDUCADOR ORIENTADOR Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 2. PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4 Objetivo GERAL 5 METODOLOGIA 5 A QUEM SE DESTINA? 6 O QUE

Leia mais

2º Prêmio de Reabilitação e Readaptação Profissional

2º Prêmio de Reabilitação e Readaptação Profissional Instituição: APAE - Belo Horizonte /MG Categoria: Escolas de Educação Profissional Trabalho Escola de Qualificação Profissional Básica: Dignidade, Autonomia e Renda A associação de pais e amigos dos excepcionais

Leia mais

NOME DO SERVIÇO: SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS.

NOME DO SERVIÇO: SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS. NOME DO SERVIÇO: SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS. DESCRIÇÃO GERAL: Serviço realizado em grupos, organizado a partir de percursos, de modo a garantir aquisições progressivas aos seus

Leia mais

9 anos acreditando na comunidade! 05.05 - RELATÓRIO GERAL DE ATIVIDADES 2012 / 2013

9 anos acreditando na comunidade! 05.05 - RELATÓRIO GERAL DE ATIVIDADES 2012 / 2013 INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO ESPERANÇA BRASIL OSCIP ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL DE INTERESSE PÚBLICO 9 anos acreditando na comunidade! 05.05 - RELATÓRIO GERAL DE ATIVIDADES 2012 / 2013 Janeiro de 2014.

Leia mais

2º SEMINÁRIO DO PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA PSE PROMOÇÃO DA CULTURA DE PAZ E PREVENÇÃO DAS VIOLÊNCIAS

2º SEMINÁRIO DO PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA PSE PROMOÇÃO DA CULTURA DE PAZ E PREVENÇÃO DAS VIOLÊNCIAS 2º SEMINÁRIO DO PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA PSE PROMOÇÃO DA CULTURA DE PAZ E PREVENÇÃO DAS VIOLÊNCIAS Objetivo do PSE O Programa Saúde na Escola (PSE) vem contribuir para o fortalecimento de ações na perspectiva

Leia mais

Ponto de Partida do Projeto Doar Escola do Futuro

Ponto de Partida do Projeto Doar Escola do Futuro Relatório Projeto Doar Objetivo: Envolver os alunos em Projetos Sociais, estimulando-os a colocar em prática os traços de caráter Cristão ensinados na Instituição. Potencializar a responsabilidade social,

Leia mais

Município de Caçapava Secretaria Municipal de Educação Estado de São Paulo

Município de Caçapava Secretaria Municipal de Educação Estado de São Paulo Lote 2 I - OBJETO DO CONTRATO: Município de Caçapava ANEXO I - TERMO DE REFÊRENCIA Contratação de Pessoa Jurídica para a prestação de serviços continuados de Assessoria Educacional, Formação e Capacitação

Leia mais

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO NOME DA ENTIDADE: TIPO DE SERVIÇO: ( ) de convivência para crianças de 3

Leia mais

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS EDUCAÇÃO BÁSICA ENSINO SUPERIOR EDUCAÇÃO NÃO-FORMAL EDUCAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DO SISTEMA DE JUSTIÇA E SEGURANÇA EDUCAÇÃO E MÍDIA Comitê Nacional de Educação

Leia mais

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO NOME DA ENTIDADE: TIPO DE SERVIÇO: ( ) de convivência para crianças de 3

Leia mais

Curso de Especialização Educação Infantil 2ª Edição EMENTA DAS DISCIPLINAS

Curso de Especialização Educação Infantil 2ª Edição EMENTA DAS DISCIPLINAS Curso de Especialização Educação Infantil 2ª Edição EMENTA DAS DISCIPLINAS Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem da Criança de 0 a 5 anos Docente do Curso Gilza Maria Zauhy Garms Total da Carga

Leia mais

Perguntaram à teóloga alemã. Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade?

Perguntaram à teóloga alemã. Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade? Perguntaram à teóloga alemã Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade? Não explicaria, Daria uma bola para que ele jogasse... ESPORTE EDUCAÇÃO CULTURA QUALIFICAÇÃO PLACAR

Leia mais

I Fórum Municipal sobre Autismo Acessibilidade e Mobilidade Territorial

I Fórum Municipal sobre Autismo Acessibilidade e Mobilidade Territorial I Fórum Municipal sobre Autismo Acessibilidade e Mobilidade Territorial SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL Coordenadoria de Proteção Social Especial Março/2014 CONSTITUIÇÃO FEDERAL

Leia mais

CONTANDO HISTÓRIA: CONVIVENDO COM AS CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA

CONTANDO HISTÓRIA: CONVIVENDO COM AS CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA CONTANDO HISTÓRIA: CONVIVENDO COM AS CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA RELATÓRIO ANUAL 2010 SORRI-BRASIL Rua Benito Juarez, 70 - Vila Mariana 04018-060 - São Paulo - SP (0xx11) 5082-3502 sorribrasil@sorri.org.br

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Terceira Idade e Movimento

Mostra de Projetos 2011. Terceira Idade e Movimento Mostra de Projetos 2011 Terceira Idade e Movimento Mostra Local de: Campina Grande do Sul Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Secretaria

Leia mais

EMEI PROFº ANTONIO CARLOS PACHECO E SILVA PROJETO PEDAGÓGICO 2012 BRINCAR NÃO É BRINCADEIRA...

EMEI PROFº ANTONIO CARLOS PACHECO E SILVA PROJETO PEDAGÓGICO 2012 BRINCAR NÃO É BRINCADEIRA... EMEI PROFº ANTONIO CARLOS PACHECO E SILVA PROJETO PEDAGÓGICO 2012 BRINCAR NÃO É BRINCADEIRA... JUSTIFICATIVA Desde o nascimento a criança está imersa em um contexto social, que a identifica enquanto ser

Leia mais

Brincar de ler e escrever

Brincar de ler e escrever I Edital FNA 2015 Brincar de ler e escrever A Fundação Negro Amor - FNA foi criada em 2008 e, desde então, desenvolve ações na área socioeducativa e cultural, com foco na promoção da educação infantil

Leia mais

PROJETO NINHO VAZIO EM BUSCA DA EDUCAÇÃO EMOCIONAL

PROJETO NINHO VAZIO EM BUSCA DA EDUCAÇÃO EMOCIONAL PROJETO NINHO VAZIO EM BUSCA DA EDUCAÇÃO EMOCIONAL Oficinas de apoio e fortalecimento de laços intergeracionais, com dinâmicas, arteterapia, psicoeducativos, exercícios de alongamento, respiração e relaxamento,

Leia mais

A AÇÃO COMUNITÁRIA NO PROJOVEM. Síntese da proposta de Ação Comunitária de seus desafios 2007

A AÇÃO COMUNITÁRIA NO PROJOVEM. Síntese da proposta de Ação Comunitária de seus desafios 2007 A AÇÃO COMUNITÁRIA NO PROJOVEM Síntese da proposta de Ação Comunitária de seus desafios 2007 A AÇÃO COMUNITÁRIA NO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO Dimensão formativa do programa voltada à educação para a cidadania

Leia mais

INVESTIMENTO SOCIAL. Agosto de 2014

INVESTIMENTO SOCIAL. Agosto de 2014 INVESTIMENTO SOCIAL Agosto de 2014 INVESTIMENTO SOCIAL Nós promovemos o desenvolvimento sustentável de diversas maneiras Uma delas é por meio do Investimento Social INVESTIMENTO INVESTIENTO SOCIAL - Estratégia

Leia mais

PROGRAMA TEMPO DE ESCOLAO

PROGRAMA TEMPO DE ESCOLAO PROGRAMA TEMPO DE ESCOLAO O Programa Tempo de Escola foi iniciado em junho de 2010, com a participação de Escolas Municipais e ONGs executoras. O Programa Tempo de Escola, que inclui o Programa Mais Educação

Leia mais

]ÉÜÇtÄ wt XávÉÄt. Nossas ações durante o ano de 2013. Informativo Anual das ações da ESCOLA MUNICIPAL DR. ANTÔNIO RIBEIRO. Leitura livre.

]ÉÜÇtÄ wt XávÉÄt. Nossas ações durante o ano de 2013. Informativo Anual das ações da ESCOLA MUNICIPAL DR. ANTÔNIO RIBEIRO. Leitura livre. ]ÉÜÇtÄ wt XávÉÄt Informativo Anual das ações da ESCOLA MUNICIPAL DR. ANTÔNIO RIBEIRO. ANO 2013-1ª EDIÇÃO A equipe gestora está sempre preocupada com o desempenho dos alunos e dos educadores, evidenciando

Leia mais

ESTRATÉGIA DE ENSINO - BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS TRADICIONAIS NA EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL.

ESTRATÉGIA DE ENSINO - BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS TRADICIONAIS NA EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL. ESTRATÉGIA DE ENSINO - BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS TRADICIONAIS NA EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL. Carmem Regina Calegari Cunha E. M. de Educação Infantil Prof Edna Aparecida de Oliveira - UDI Resumo Trabalho

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO

CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO Despacho 2007 Nº PROJETO DE LEI Nº 1099/2007 Considera de utilidade pública o Grupo de Formadores de Educadores Populares GEFEP. Autor: Vereador Eliomar Coelho. DECRETA: A Câmara Municipal do Rio de Janeiro

Leia mais

Uma Experiência Empreendedora da Educação Cooperativa

Uma Experiência Empreendedora da Educação Cooperativa Uma Experiência Empreendedora da Educação Cooperativa Prá colher, temos que plantar, compadre, temos que pensar no futuro. José Dionízio Leite É TICA L IDERANÇA L IBERDADE O RGANIZAÇÃO S OLIDARIEDADE

Leia mais

2009, um ano de grandes realizações e conquistas

2009, um ano de grandes realizações e conquistas 2009, um ano de grandes realizações e conquistas 2009 foi um ano de grandes realizações e conquistas para o Serviço Social da Indústria (SESI), entidade que integra o Sistema Federação das Indústrias no

Leia mais

TRANSVERSALIDADE. 1 Educação Ambiental

TRANSVERSALIDADE. 1 Educação Ambiental TRANSVERSALIDADE Os temas transversais contribuem para formação humanística, compreensão das relações sociais, através de situações de aprendizagens que envolvem a experiência do/a estudante, temas da

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE SÃO CARLOS - SÃO PAULO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE SÃO CARLOS - SÃO PAULO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE SÃO CARLOS - SÃO PAULO E.E. PROFª ALICE MADEIRA JOÃO FRANCISCO SANTA EUDÓXIA-DISTRITO DE SÃO CARLOS RUA

Leia mais

Minuta do Capítulo 8 do PDI: Políticas de Atendimento aos Discentes

Minuta do Capítulo 8 do PDI: Políticas de Atendimento aos Discentes Minuta do Capítulo 8 do PDI: Políticas de Atendimento aos Discentes Elaborada pela Diretoria de Assuntos Estudantis 1 1 Esta minuta será apreciada pelo Colegiado de Ensino, Pesquisa e Extensão nos dias

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO PEDREGAL PROJETO OFICINA ESCOLA

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO PEDREGAL PROJETO OFICINA ESCOLA Relatório das Ações Desenvolvidas pelo Projeto Oficina Escola 1. Apresentação Companheiros (as) da Associação Tremembé estamos concluindo mais um ano missão e com isso somos convidados (as) a socializar

Leia mais

PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA Proposta de ações para elaboração do Plano Estadual da Pessoa com Deficiência Objetivo Geral: Contribuir para a implementação

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais Especialização em Gestão Estratégica de Apresentação CAMPUS COMÉRCIO Inscrições Abertas Turma 02 --> Início Confirmado: 07/06/2013 últimas vagas até o dia: 05/07/2013 O curso de Especialização em Gestão

Leia mais

PROJETO LEITURA INTERATIVA

PROJETO LEITURA INTERATIVA PROJETOS COMPLEMENTARES PROJETO LEITURA INTERATIVA Atividade planejada e permanente com os usuários, em grupos, que visa introduzir em sua vida a leitura diária de jornais, livros e revistas e atualização

Leia mais

DIREITOS HUMANOS, JUVENTUDE E SEGURANÇA HUMANA

DIREITOS HUMANOS, JUVENTUDE E SEGURANÇA HUMANA DIREITOS HUMANOS, JUVENTUDE E SEGURANÇA HUMANA FARIAS, Maria Lígia Malta ¹ SOUSA, Valéria Nicolau de ² TANNUSS, Rebecka Wanderley ³ Núcleo De Cidadania e Direitos Humanos/ PROEXT RESUMO O Projeto de Extensão

Leia mais

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia Nome da empresa: BIT Company Data de fundação: Julho de 1993 Número de funcionários: 49 funcionários Localização (cidade e estado em que estão sede e franquias): Sede em São Paulo, com franquias em todo

Leia mais

Educação Integral, Escola de Tempo Integral e Aluno em Tempo Integral na Escola.

Educação Integral, Escola de Tempo Integral e Aluno em Tempo Integral na Escola. Educação Integral, Escola de Tempo Integral e Aluno em Tempo Integral na Escola. Chico Poli Algumas vezes, fora da escola há até mais formação do que na própria escola. (M. G. Arroyo) É preciso toda uma

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

SÃO CAMILO SOCIAL. Informativo Semanal - Equipamentos Sociais - Sociedade Beneficente São Camilo-SP. Alimentação mais saudável no CEI Ponte Pequena

SÃO CAMILO SOCIAL. Informativo Semanal - Equipamentos Sociais - Sociedade Beneficente São Camilo-SP. Alimentação mais saudável no CEI Ponte Pequena SÃO CAMILO SOCIAL Informativo Semanal - Equipamentos Sociais - Sociedade Beneficente São Camilo-SP Alimentação mais saudável no CEI Ponte Pequena Produzido pela LC Web Comunicação Ano II, Edição 25 20-04-11

Leia mais

MAPA DE ESTUDO FORMAÇÃO BÁSICA

MAPA DE ESTUDO FORMAÇÃO BÁSICA MAPA DE ESTUDO FORMAÇÃO BÁSICA Neste tópico, o monitor do PJ receberá informações básicas sobre a organização do Estado, o Poder e o Processo Legislativos, política e participação, necessárias ao desenvolvimento

Leia mais

1. Dados da Organização

1. Dados da Organização 1. Dados da Organização Nome: Obra Social da Paróquia São Mateus Apóstolo Presidente: Raquel Morgante Lima. Vice Presidente: José Porfírio Sobrinho CNPJ - 43.623.693/0001-81 Endereço: Rua Antonio Previato,

Leia mais

Manual do Voluntário. O Projeto Correspondentes

Manual do Voluntário. O Projeto Correspondentes Manual do Voluntário O Projeto Correspondentes A ação proposta pelo projeto Correspondentes é a troca regular de correspondências entre voluntários e crianças ou adolescentes que residem em abrigos ou

Leia mais

EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE CAUCAIA-CE

EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE CAUCAIA-CE EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE CAUCAIA-CE 1. INTRODUÇÃO A ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE LUZIA LOPES GADÊLHA, por meio do Termo Convênio nº 05/2015, como parte integrante do Projeto Fortalecendo

Leia mais

Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - FUMCAD

Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - FUMCAD Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - FUMCAD O Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FUMCAD) aprovou três projetos do Instituto Saúde e Sustentabilidade para serem

Leia mais

Energisa e Junior Achievement de Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO

Energisa e Junior Achievement de Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO Energisa e Junior Achievement de Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO Minas Gerais 2013 1 SUMÁRIO Resultados Gerais Junior Achievement... 2 Resultados Conquistados desta parceria... 3 Resultados Conquistados

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA 1 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO PROJETO TÉCNICO: ACESSUAS TRABALHO / PRONATEC EQUIPE RESPONSÁVEL: Proteção Social Básica PERÍODO: Setembro

Leia mais

Deixe-me ser feliz CAPI - Casa de Amparo e Proteção à Infância

Deixe-me ser feliz CAPI - Casa de Amparo e Proteção à Infância Deixe-me ser feliz CAPI - Casa de Amparo e Proteção à Infância Objetivo: Como previsto pelo estatuto da entidade, Art 2º, tem por finalidade a proteção e o amparo à crianças na faixa etária de 0 (zero)

Leia mais

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

CANDIDATOS DA MICRORREGIÃO 9

CANDIDATOS DA MICRORREGIÃO 9 CANDIDATOS DA MICRORREGIÃO 9 Nome de urna: Jacque Pache Número: 9011 Experiência na Área da Infância: - conselheira tutelar 2008/2011. - assistente direção: fundação de proteção especial RS. FPE - Coordenadora

Leia mais

PREFEITURA DE ESTÂNCIA TURÍSTICA DE SÃO ROQUE - SP DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES EDUCAÇÃO PARA A PAZ

PREFEITURA DE ESTÂNCIA TURÍSTICA DE SÃO ROQUE - SP DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES EDUCAÇÃO PARA A PAZ PREFEITURA DE ESTÂNCIA TURÍSTICA DE SÃO ROQUE - SP DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES EDUCAÇÃO PARA A PAZ TEMA PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES Educação para a Paz Aplicadores:

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MANDAGUARI Secretaria Municipal de Assistência Social

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MANDAGUARI Secretaria Municipal de Assistência Social PRÊMIO GESTOR PÚBLICO PARANÁ PGP/PR DADOS CADASTRAIS Ano/Edição: 2015 Município: Mandaguari - PR Função de Governo: III - Assistência Social CNPJ: 76285345-0001/09 Endereço: Avenida Amazonas, 500 - Centro

Leia mais

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL 1988 CONSTITUIÇÃO FEDERAL ANTECEDENTES Art. 210. Serão fixados conteúdos mínimos para o ensino fundamental, de maneira a assegurar formação básica comum

Leia mais

PLANEJAMENTO DEMOCRÁTICO COM CRIANÇAS 0 A 3 ANOS

PLANEJAMENTO DEMOCRÁTICO COM CRIANÇAS 0 A 3 ANOS IX Encontro Internacional do Fórum Paulo Freire Tema Geral: Caminhos de emancipação para além da crise: Resgatando temas geradores do pensamento educativo e social de Paulo Freire Eixo 2 - Educação - O

Leia mais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos, 18 Compromissos A criança e o adolescente no centro da gestão municipal O Estatuto

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

Comunidade Escola - O Espaço da Gente

Comunidade Escola - O Espaço da Gente Mostra Local de: Curitiba Categoria do projeto: Comunidade Escola - O Espaço da Gente Nome da Instituição/Empresa: Prefeitura Municipal de Curitiba - Secretaria Municipal da Educação - Programa Comunidade

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Projovem em Ação

Mostra de Projetos 2011. Projovem em Ação Mostra de Projetos 2011 Projovem em Ação Mostra Local de: Londrina. Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Prefeitura Municipal Santa Cecilia

Leia mais

Espaço Criança Esperança São Paulo CEE Oswaldo Brandão

Espaço Criança Esperança São Paulo CEE Oswaldo Brandão Espaço Criança Esperança São Paulo CEE Oswaldo Brandão OS RECURSOS FINANCEIROS DO ESPAÇO CRIANÇA ESPERANÇA TV GLOBO realiza CAMPANHA CRIANÇA ESPERANÇA com programa na TV UNESCO recebe DOAÇÃO e apóia diferentes

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS PRESTAÇÃO DE CONTAS ANO 2013

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS PRESTAÇÃO DE CONTAS ANO 2013 CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS PRESTAÇÃO DE CONTAS ANO 2013 CMDCA O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de São José dos Campos,

Leia mais

Avanços na Assistência Social brasileira: o trabalho multidisciplinar e a prática com grupos.

Avanços na Assistência Social brasileira: o trabalho multidisciplinar e a prática com grupos. Avanços na Assistência Social brasileira: o trabalho multidisciplinar e a prática com grupos. Autores Aline Xavier Melo alinexaviermelo@yahoo.com.br Juliana Roman dos Santos Oliveira ju_roman@hotmail.com

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

IV EDIPE Encontro Estadual de Didática e Prática de Ensino 2011 A IMPORTÂNCIA DAS ARTES NA FORMAÇÃO DAS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

IV EDIPE Encontro Estadual de Didática e Prática de Ensino 2011 A IMPORTÂNCIA DAS ARTES NA FORMAÇÃO DAS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL A IMPORTÂNCIA DAS ARTES NA FORMAÇÃO DAS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Marília Darc Cardoso Cabral e Silva 1 Tatiane Pereira da Silva 2 RESUMO Sendo a arte uma forma do ser humano expressar seus sentimentos,

Leia mais

Relatório da Missão em Belo Horizonte do Secretariado do projeto Educa

Relatório da Missão em Belo Horizonte do Secretariado do projeto Educa Relatório da Missão em Belo Horizonte do Secretariado do projeto Educa 1 Realizou-se, de 19 a 25 de agosto de 2012, a missão do Secretariado Internacional do projeto EDUCA em Belo Horizonte. O Secretariado

Leia mais

Serviço Social: inovação dos serviços em Bibliotecas Públicas

Serviço Social: inovação dos serviços em Bibliotecas Públicas Serviço Social: inovação dos serviços em Bibliotecas Públicas SERVIÇO SOCIAL NA BSP SERVIÇO SOCIAL NA BSP BSP COMO ESPAÇO CULTURAL COM AÇÃO CENTRADA NA LEITURA A LEITURA é vista pela BSP como fundamento

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL DE MATERNAL I

PLANEJAMENTO ANUAL DE MATERNAL I COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE MATERNAL I SÉRIE: EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL

Leia mais

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT Proposta do CDG-SUS Desenvolver pessoas e suas práticas de gestão e do cuidado em saúde. Perspectiva da ética e da integralidade

Leia mais

PROJETO PARA A PINTURA DO PRÉDIO

PROJETO PARA A PINTURA DO PRÉDIO PROJETO PARA A PINTURA DO PRÉDIO IDENTIFICAÇÃO O Centro de Valorização da Criança, também designado pela sigla CEVAC, constituído em dez de setembro de 1987, é uma Entidade Filantrópica sem fins lucrativos,

Leia mais

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina Primeiro escritório de inclusão social da América Latina 18 de setembro Nós do Centro: mais uma ação para a comunidade do Grupo Orsa O Grupo Orsa, por meio da Fundação Orsa, inaugura um espaço inovador

Leia mais

QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA!

QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA! QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA! NOSSA VISÃO Um mundo mais justo, onde todas as crianças e todos os adolescentes brincam, praticam esportes e se divertem de forma segura e inclusiva. NOSSO

Leia mais

esta escola é o bicho!

esta escola é o bicho! esta escola é o bicho! PROJETO ESTA ESCOLA É O BICHO! Porto Alegre, Março de 2015. Marina Favarini Tathiana Jaeger apresentação Com este escrito, Gerência de Programas Educacionais da Secretaria Especial

Leia mais

Inclusão Social da Pessoa com Deficiência Intelectual:

Inclusão Social da Pessoa com Deficiência Intelectual: Inclusão Social da Pessoa com Deficiência Intelectual: Educação Especial no Espaço da Escola Especial Trabalho, Emprego e Renda Autogestão, Autodefesa e Família APAE : INTEGRALIDADE DAS AÇÕES NO CICLO

Leia mais

Mostra de Projetos 2011 "UMA REFLEXÃO ACERCA DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES NO BAIRRO DO XARQUINHO, NO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA-PR"

Mostra de Projetos 2011 UMA REFLEXÃO ACERCA DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES NO BAIRRO DO XARQUINHO, NO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA-PR Mostra de Projetos 2011 "UMA REFLEXÃO ACERCA DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES NO BAIRRO DO XARQUINHO, NO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA-PR" Mostra Local de: Guarapuava Categoria do projeto: Projetos

Leia mais