Fundação Fé e Alegria do Brasil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fundação Fé e Alegria do Brasil"

Transcrição

1 1 Fundação Fé e Alegria do Brasil Plano de Ação 2013

2 2 A FUNDAÇÃO FÉ E ALEGRIA DO BRASIL, em conformidade com o Inciso III do Artigo 32 da Lei 8212/91, conforme o item 21.5 da Ordem de Serviço 210/99, desenvolverá durante o exercício de 2013 atividades de Assistência Social e de Educação, conforme a seguir relatadas: MISSÃO Fé e Alegria é um Movimento Internacional de Educação Popular Integral e Promoção Social, baseado nos valores de justiça, liberdade, participação, fraternidade, respeito à diversidade e solidariedade, dirigido à população empobrecida e excluída, para contribuir com a transformação das sociedades. OBJETIVOS INSTITUCIONAIS A Fundação Fé e Alegria do Brasil é uma pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos ou econômicos, de caráter beneficente, educativo, cultural e de promoção social, e faz parte das obras e finalidades educativas da Companhia de Jesus. Tem como lema: A melhor educação para os mais pobres. A Fundação, inspirada nos princípios evangélicos, sem qualquer objetivo de lucro, nem de política partidária, tem os seguintes objetivos: a) estender a educação integral às classes desfavorecidas; b) promover o desenvolvimento espiritual e o bem-estar social das regiões marginalizadas; c) interessar os diversos setores públicos e particulares do país no desenvolvimento integral e no bem-estar da comunidade nacional; d) estimular a ajuda econômica dos setores públicos e privados para o melhor cumprimento dos fins da Fundação. ÁREAS DE ATUAÇÃO Sua atuação está centrada, principalmente, no trabalho junto à população infanto-juvenil e abrange as seguintes linhas de ação: Áreas de atuação Programas Institucionais 1. Educação Formal Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio, Educação Técnica, Educação de Jovens e Adultos (EJA). 2. Educação Não- Formal 3. Desenvolvimento Comunitário Educação comunitária, Atenção integral à criança e ao adolescente em situação de risco social e pessoal (abrigamento), Educação popular na rua, Formação pelo/para o trabalho, Curso pré-universitário. Formação de lideranças comunitárias, implementação de polos culturais e esportivos, Inclusão digital, geração de trabalho e

3 3 4. Formação de Educadores Populares renda e programas socioambientais. Formação continuada de docentes, formação continuada de gestores e formação de educadores sociais. 5. Comunicação Rádios educativas, rádios comunitárias e portais educativos. 6. Ação Pública Participação em campanhas, fóruns temáticos, conselhos setoriais e articulação de redes sociais. A ORGANIZAÇÃO DE FÉ E ALEGRIA DO BRASIL Os programas e projetos da Fundação Fé e Alegria do Brasil são implementados pelas equipes locais, coordenados e acompanhados pela Diretoria Nacional. São dois diretores nacionais que coordenam o trabalho, apoiados pela coordenação executiva nacional e suas equipes nacionais, que se articulam com as 15 unidades no Brasil, instalados nos seguintes Estados: Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Tocantins, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso, Ceará, Pernambuco, Amazonas, Paraíba e Piauí. PLANO DE AÇÃO 2013 Para o ano de 2013 planejamos o desenvolvimento das seguintes ações nas diversas regiões de atuação de Fé e Alegria, a saber: SEDE NACIONAL A Sede Nacional é a matriz de Fé e Alegria, tendo sua sede localizada na cidade de São Paulo - SP. Em geral, suas ações têm abrangência nacional. As ações previstas para 2013 são, conforme cronograma de implementação do Planejamento Estratégico Nacional : Assessoramento e defesa e garantia de direitos de crianças e adolescentes: serão duas ações principais, sendo a primeira fortalecer e qualificar as ações de Fé e Alegria quanto ao seu planejamento, captação de recursos, gestão, monitoramento, avaliação, oferta e execução dos serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais e para sua atuação na defesa e garantia de direitos, e a segunda promover acesso a conhecimento, meios, recursos e metodologias direcionadas ao aumento da participação social e ao fortalecimento do protagonismo dos usuários na reivindicação dos direitos de cidadania. Projeto Melhora da oferta educativa nos centros educativos de Fé e Alegria Brasil: projeto que prevê formação de educadores e educadoras, gestores e gestoras dos Centros Educativos em encontros nacionais e locais, bem como ações formativas com educandos, educandas e famílias.

4 4 Projeto Fortalecimento Institucional: prevê a construção de diretrizes e ações conjuntas das áreas de Ação Pública, Educação, Mobilização de Recursos e Comunicação, de forma a fortalecer as ações de incidência. Projeto Formação de Educadores e Educadoras Populares à distância: prevê a formação das equipes em temas pertinentes à ação, visando à qualificação das atividades oferecidas, por meio da oferta de cursos à distância para equipes de Fé e Alegria e outros interessados. Projeto Incidência em políticas públicas para a promoção da educação de qualidade para todos/as e a promoção social: fortalecer a incidência publica em âmbito nacional e local, em defesa e garantia dos direitos das crianças e adolescentes. RIO GRANDE DO NORTE Ações de Educação Não Formal (atendimento direto) voltadas a crianças, adolescentes, jovens e seus familiares nas comunidades de Felipe Camarão (zona oeste) e Loteamento Boa Esperança (zona norte) de Natal - Projeto Rede Social de Apoio Fé e Alegria, através dos Centros de Desenvolvimento Comunitários (CEDECs): a meta para 2013 é de 450 atendimentos diretos, com resultados monitorizados e sistematizados; e 5000 atendimentos diretos, pontuais e não monitorizados. Ações de Defesa dos Direitos (Ação Pública): participação institucional prioritária e sistemática nos Conselhos Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, da Educação e da Assistência Social; Fórum dos Direitos da Criança e do Adolescente e Frente Parlamentar municipal em defesa das crianças e adolescentes de Natal. O objetivo é contribuir com as políticas públicas e a universalização dos direitos infanto-juvenis. Ações de produção de conhecimento com base no trabalho local, através do Núcleo de Estudos, Pesquisa, Assessoria e Documentação (NEPAD) em Natal-RN Projeto PesquisAção: articulando atores e conhecimento em torno da Rede Social de Apoio Fé e Alegria. O objetivo é aprofundar o conhecimento sobre a situação de vulnerabilidade social existente nas comunidades de Lagoa Azul e Felipe Camarão (Natal-RN). ESPÍRITO SANTO Desenvolvimento do Serviço de convivência e fortalecimento de vínculos para crianças e adolescentes na faixa etária de 06 a 15 anos no âmbito do Programa de Educação Comunitária: atendimento socioeducativo diário a 730 crianças e adolescentes nas cidades de Serra e Cariacica ES Desenvolvimento do Serviço de convivência e fortalecimento de vínculos para adolescentes na faixa etária de 15 a 17 anos no âmbito do Programa de Educação Comunitária: atendimento socioeducativo diário a 210 adolescentes na cidade de Cariacica ES. Desenvolvimento do Programa de Educação Infantil: atendimento diário em educação infantil para 320 crianças na cidade de Cariacica ES. Desenvolvimento do Programa de Atenção Integral a Crianças e Adolescentes em situação de risco social e pessoal: abrigamento institucional de 80 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social e pessoal em casa de acolhida, casa lar e centros de vivência, na cidade de Vitória ES.

5 5 Desenvolvimento do Programa Socioambiental (Área de Desenvolvimento Comunitário): ações de educação ambiental junto a crianças, adolescentes e jovens, alunos da rede pública de ensino básico de Laranja da Terra - ES. Desenvolvimento do Programa de Formação pelo/para o Trabalho: realização de cursos profissionalizantes de curta duração nos municípios de Cariacica - ES (50 beneficiários) e Laranja da Terra ES (20 beneficiários). Desenvolvimento do Programa de Ação Pública: participação efetiva nos fóruns de defesa e conselhos municipais (Vitória, Cariacica e Serra) e estadual (Espírito Santo) dos direitos da criança e do adolescente; e participação efetiva no Conselho Municipal de Assistência Social de Cariacica - ES. BAHIA Desenvolvimento de Educação formal no Centro Educativo Fé e Alegria no bairro Nossa Sra. da Vitória-Ilhéus, para 600 crianças do Ensino Fundamental Anos Iniciais e Educação para Jovens e Adultos (EJA) no noturno, atendendo a comunidade local e circunvizinha. Educação Não formal com oficinas socioeducativas de: Teatro, Dança, Complementação pedagógica, Cultura Afro brasileira, Cultura indígena, Música e Artes manuais artesanato. Formação de Educadores e educadoras com formação continuada para docentes (jornada pedagógica, formação técnico-pedagógica e formação em valores humanos e cristãos, reuniões de coordenação e estudos específicos), Formação para gestores e gestoras. Desenvolvimento Comunitário: contribuir com o desenvolvimento humano e social das famílias do bairro Nossa Senhora da Vitória, oferecendo-lhes possibilidades de formação cidadã, por meio de atividades de orientação e informação, minimizando as possibilidades de exposição às situações de risco e vulnerabilidade a que estão expostos a todo o momento. Geração de trabalho e renda (cursos de corte costura, manicure, reaproveitamento de tecidos, eletricidade básica, informática básica). Ação Pública: Participação mensal nos Conselhos CMAS e CMDCA do Município, articular redes sociais no município, CRAS, CREAS, CONSELHO TUTELAR, PSF e demais instituições obedecendo à demanda interna de Fé e Alegria. CEARÁ Atendimento a 700 crianças, jovens, idosos e chefes de famílias, moradores do distrito de Vazantes-CE e seu entorno, com atividades voltadas para o atendimento comunitário através das seguintes ações: Serviço Socioassistencial: realizado com 20 famílias em situação de risco e vulnerabilidade social, com filhos em idade escolar, visando garantir o desenvolvimento do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos, com atividades socioeducativas, o acompanhamento individual e familiar por profissionais da assistência social e o combate ao trabalho infantil, já que existe na região uma forte cultura da agricultura enquanto única fonte de subsistência da família. Esta ação também objetiva desenvolver o sentido de

6 6 pertencimento e de identidade, fortalecendo os vínculos familiares, incentivar a socialização, a convivência comunitária e no desenvolvimento das potencialidades individuais e grupais como alternativa de emancipação e cidadania, através da implantação de qualificação e inclusão produtiva com as famílias, que fazem parte do território de abrangência do CRAS e participam do PAIF, serviço de proteção e atendimento integral a família. Projeto Tecendo Esperança Serviço de Convivência O atendimento sócio-educativo atenderá a 441 crianças, adolescentes e jovens, com idade entre 03 e 12 anos, de 12 a 17 anos, funcionando de segunda a sábado, nos turnos da manhã, tarde e noite. Os alunos serão encaminhados ao Projeto pelos técnicos de referência do CRAS, e atendidos pelos técnicos do projeto. Esta ação tem por foco o desenvolvimento de serviços com crianças, familiares e comunidade, para fortalecer vínculos e prevenir ocorrência de situações de exclusão social e de risco, em especial a violência doméstica e o trabalho infantil. O tecendo esperança tem especial atenção e compreensão no desenvolvimento de cada ciclo de vida. As atividades com as crianças são trabalhadas numa concepção que faz do brincar, da experiência lúdica, esportiva e da vivência artística uma forma privilegiada de expressão, interação e proteção social. As atividades desenvolvidas pelo projeto são: banda de música, flauta, ballet, capoeira, maracatu, karatê, biblioteca, brinquedoteca, inclusão digital e violão. Projeto Renascer na Terceira Idade - Serão atendidos 20 idosos e idosas que se reunirão 02 vezes por semana com o objetivo de ampliar seu universo de conhecimento e favorecer a troca de informações e experiências a partir de atividades lúdicas e de lazer monitorados por 01 educadora social, favorecendo a experiência intergeracional e a valorização das pessoas da 3ª idade. O serviço contará, também, com o apoio e o acompanhamento sistemáticos da assistente social, na realização de encontros e oficinas socioeducativas, além de participar de atividades físicas e de relaxamento sob a supervisão de 01 profissional, instrutor de esportes. Assim, a atividade visa propiciar ao idoso a vivência de novos sentimentos e descobertas que trazem a possibilidade de uma realização pessoal cheia de ânimo e entusiasmo. Para possibilitar o encontro e a participação nos grupos de habilidades manuais, atividades físicas o projeto estará disponibilizando o deslocamento dos idosos que residem nas localidades vizinhas como Poços, Varjota e outros, para o local dos encontros. Projeto Mãos Dadas - Esta atividade busca promover a qualificação profissional, uma vez que a geração de ocupação e renda é uma das principais preocupações que norteiam nossas ações, tendo em vista que o distrito é desprovido de oportunidades de geração de renda e/ou mesmo de capacitação. Dessa forma, Mãos Dadas realizará atividades de geração de trabalho e renda, com oficinas de capacitação profissional em padaria-confeitaria (com capacidade de atendimento para 50 jovens) e serigrafia (com capacidade de atendimento para 20 jovens), ambos com duração de seis meses, voltados a adolescentes e jovens, incluídas também nas famílias atendidas pelo serviço do CRAS, e por tanto, beneficiárias do CEDEC. Esta ação, que propiciará a aquisição de habilidades técnicas específicas visando à comercialização dos produtos, pretende também fixar o educando e educanda na comunidade, evitando o êxodo e promovendo o crescimento econômico da região. PERNAMBUCO Promover atividades socioassistenciais a 120 usuários e suas famílias, que contribuam para a superação de situações de vulnerabilidades sociais, construção de novos conhecimentos, formação de atitudes e valores, desenvolvimento integral e fortalecimento dos vínculos familiares. Contribuir para resgatar e preservar a integridade de 90 jovens e a melhoria da qualidade de vida a partir de programas socioassistenciais, oportunizando a inserção social frente ao mundo do trabalho.

7 7 Favorecer a inclusão de 80 educandos e educandas, em situação de vulnerabilidade social, com atividades socioculturais, em espaços coletivos de vivências, para o desenvolvimento da percepção estética e fortalecimento das habilidades culturais, artísticas, emocionais e cognitivas. Atuar na problemática das pessoas com deficiência, na área de inclusão digital utilizando as tecnologias de informação e comunicação, a fim de possibilitar a potencialização de recursos de 80 educandos e educandas e consequentemente de suas famílias. Proporcionar vivências socioeducativas que contribuam para a construção de projetos individuais e coletivos, que favoreçam o desenvolvimento do ser humano em suas potencialidades e assim na perspectiva dos valores humanos que estão presentes em seu meio social. Propiciar o fortalecimento da função protetiva das famílias desenvolvendo suas potencialidades, a partir das vivências socioafetivas, culturais, do acesso e usufruto de direitos. Contribuir para a promoção social de 30 adolescentes a partir da prevenção ao uso de drogas na perspectiva de fortalecer os valores de uma vida saudável, visando o usufruto de direitos e melhoria de sua qualidade de vida através de ações socioeducativas. RIO DE JANEIRO Desenvolver as atividades do Fé e Alegria Centro Social de Educação e Cultura Marambaia, localizado no Parque Estoril (Marambaia), Nova Iguaçu - Rio de Janeiro, no Horário de 07h:30min às 22h, atendendo um total de 550 crianças, adolescentes, jovens e adultos sendo: 120 crianças em creche e pré-escola, de 1 a 3 anos e 11 meses na Educação Infantil, 250 Crianças, adolescentes e jovens em Atividades extracurriculares, 40 mães do entorno do centro, em oficinas de culinária, capacitando-as para confecção de salgados e bolos para festas, com perspectiva de geração de renda para suas famílias, atender 20 famílias do entorno do centro, com ações pontuais e acompanhamento, visando a redução da vulnerabilidade social das mesmas, 10 famílias do entorno do centro, a partir de um acompanhamento nutricional, possibilitando intervenções efetivas no sentido de estabelecer condições para uma boa saúde. No horário noturno atender a 30 jovens e adultos em oficinas de Alfabetização, 60 jovens e adultos em oficinas de inclusão digital, 20 jovens e adultos em oficinas de Hardware (montagem e manutenção de computadores). Além da participação efetiva nos espaços de discussões e controle das políticas públicas, preferencialmente nos conselhos de assistência social e de defesa de direitos (CMAS E CMDCA). SÃO PAULO Atendimento a 123 crianças de 3 meses a 3 anos e 11 meses de idade através do convênio com a Prefeitura Municipal de São Paulo e mais 30 crianças de 4 anos a 5 anos e 11 meses com parceria com Aneas, no Centro Infantil de Fé e Alegria Taipas. O atendimento é em período integral e tem como proposta Educativa a Aprendizagem ativa através de pesquisa e ações acompanhadas e apoiadas pelos educadores. Os pais também são envolvidos como coresponsáveis pela proposta educativa. Atendimento sócio-educativo a 80 crianças e adolescentes de 6 a 14 anos, no Centro Cultural Fé e Alegria Taipas, com ações complementares à escola, com oficinas de capoeira, artes plásticas, música e teatro. O trabalho com temática inclui ainda temas sobre a cidadania e através de pesquisa realizamos a metodologia de projetos inspirado na proposta de Reggio Emillia que valoriza a busca individual e coletiva para a aprendizagem.

8 8 Desenvolvimento do projeto Aprendendo em Família que visa o fortalecimento das famílias para discussão e reflexão de temáticas que apóiem os atendidos e contribua de forma positiva para o desenvolvimento da comunidade local. Serão beneficiadas cerca de 300 famílias de nossos atendidos. Apoio socioeducativo e sócio familiar a 120 crianças e adolescentes e seus familiares no Centro Cultural Popular Fé e Alegria Grajaú, através do Projeto Agente Mirim que visa o desenvolvimento integral dos usuários (as) através de atividades como: capoeira, artes, dança, atividades esportivas, projeto ler e aprender e Grajaú em foco. Santa Luzia MINAS GERAIS Fé e Alegria Centro Social de Educação e Cultura Nova Conquista: O projeto beneficiará diretamente 337 usuários e usuárias, divididos nos seguintes programas: Educação Comunitária: 144 crianças entre 6 a 14 anos. Ações desenvolvidas por meio de oficinas, projetos e eventos socioculturais. Informática Educativa: Inclusão digital e desenvolvimento da cidadania por meio da Informática Educativa dos educandos e educandas do Centro e 70 educandos e educandas da comunidade e dos outros projetos do Centro Educativo. Educação para a Cidadania: Favorecer o desenvolvimento pessoal e cidadão de 30 adolescentes entre 15 a 17 anos. Acompanhamento e Encaminhamento sociofamiliar: Promover a integração e formação com as 93 famílias dos 144 educandos e educandas do Programa de Educação Comunitária por meio de ações que possibilitem a diminuição da negligência familiar e o fortalecimento do papel das famílias na proteção e participação no processo de desenvolvimento infanto-juvenil, além de apoiar estas famílias em encaminhamentos à rede socioassistencial do município. Fé e Alegria Centro de Educação Infantil Nova Conquista: Oferecer Educação Infantil de qualidade a 70 educandos e educandas segundo a Proposta Educativa de Fé e Alegria Brasil e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB, Lei n 9.394/1996) integrando crianças e famílias com apoio do Setor Pedagógico e do Serviço Social. O projeto beneficiará diretamente 122 pessoas, sendo 70 educandos e educandas e 52 adultos responsáveis pelas crianças atendidas por meio das seguintes ações: Educação Infantil, Acompanhamento Sociofamiliar e Encaminhamento Sociofamiliar. Montes Claros Em Montes Claros/MG, a Fundação Fé e Alegria realiza o seu trabalho no Centro Social de Cultura São Luiz Gonzaga e suas atividades são concentradas na área de assistência social, com a Proteção Social Básica/Serviço de convivência e fortalecimento de vínculos e ações de promoção social. São beneficiadas 805 pessoas, sendo 424 crianças, adolescentes e jovens, e 381 adultos. As crianças, adolescentes e jovens são atendidos por meio de ações

9 9 complementares à escola, em oficinas socioassistenciais como artes, ballet, cultura popular, capoeira, esportes, jogos de mesa, música e informática educativa. Aos adultos são ofertados cursos profissionalizantes de informática, ginástica, esportes na comunidade, programa de acompanhamento sociofamiliar, programa biblioteca comunitária, programa Mulheres de Fé (atividades de artesanato, pintura em tecido, bordados, dentre outros), programa Saberes para a Vida (para promover a inclusão social de jovens e adultos no mundo da leitura e da escrita) e, para os jovens, um programa específico onde são trabalhados eixos temáticos que estimulem o seu protagonismo e a sua autonomia na comunidade. Todas essas ações contribuem com o envolvimento das respectivas famílias e da comunidade com o estímulo para a organização de uma rede de voluntariado. Na área de Ação Pública Fé e Alegria Montes Claros atua efetivamente nos Conselhos Municipais de Assistência Social (CMAS) e dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), além de tecer redes de parcerias com ONGs do município que atuam no campo da promoção social, com entidades existentes nas comunidades do entorno, o que possibilita a troca de experiências e fortalece as identidades comunitárias, onde se possa pensar e atuar coletivamente, criando uma nova cultura de relações. Realização e/ou articulação de eventos, fóruns, seminários e demais espaços de discussões e de deliberação de políticas públicas. São realizadas atividades extras como eventos esportivos, acampamentos, encontros socioeducativos, viagens culturais e de intercâmbio, apresentações artísticas e culturais, Semana de ação solidária, Semana da Consciência Negra e encontros sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente ECA. Início das atividades da Rádio Educativa Fé e Alegria em Montes Claros-MG em fase de negociações no processo de solicitação dos serviços e obtenção da outorga, em análise no Ministério das Comunicações. Há expectativa de inauguração da Rádio Web no mês de julho. TOCANTINS O trabalho desenvolvido em Fé e Alegria Tocantins tem como foco atender o público da Política Nacional da Assistência conforme o Serviço de Proteção Social Básica/Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos por meio da oferta de ações que consistem no desenvolvimento das suas capacidades, habilidades e potencialidades para preparação ao mundo do trabalho, incentivo à cultura, ampliação do universo informacional, técnico, humano, artístico e cultural, a saber: Assessoria Pedagógica, Atendimento e Acompanhamento do Serviço Social, Biblioteca Comunitária, Capacitação em Tecnologias e Formação Humana, Encontro de Informática, Escola de Educadores/as de Adolescentes e Jovens Formação para o Assessoramento, Formação Para e Pelo Trabalho, Jornada Tecnológica Educativa, Jovem Geração, Ler é Voar, Educação Comunitária - Oficinas de Arte Solidária e Oficinas de Dança. Fé e Alegria Tocantins apresenta-se como instância de representação social na comunidade por ter participação nos Conselhos de Direitos, Fórum de Direitos, Conferências, possui cadeira no Conselho Municipal de Direito da Criança e do Adolescente, é 1ª suplente no CEDCA Conselho Estadual do Direito da Criança e do Adolescente. Público Alvo do Projeto: 1000 usuários/as, sendo prioritariamente crianças, adolescentes, jovens, suas famílias e comunidade, que se encontram em situação de empobrecimento, público da política pública de Assistência Social, com renda per capta de até um salário mínimo. Objetivo Geral: Assegurar atendimento socioassistencial com qualidade para as crianças, os/as adolescentes, os/as jovens e seus familiares que se encontram em situação de empobrecimento.

10 10 Centros Educacionais são centros conveniados com SEDUC para a política da Educação. Os terrenos são cedidos em comodato pela Arquidiocese e Palmas e Diocese de Porto Nacional. O trabalho da Política Nacional de Assistência Social, desenvolvido em Fé e Alegria Tocantins tem como foco atender o público l conforme Serviço de Proteção Social Básica/Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos por meio da oferta da educação popular com ações socioeducativas voltadas para a ampliação do universo informacional, técnico, humano, esportivo, artístico e cultural dos/as crianças, dos/as adolescentes e dos/as jovens, bem como estimular o desenvolvimento de potencialidades, habilidades, talentos humanos e propiciar sua formação cidadã. Para tanto, se propõe desenvolver as seguintes ações: Acompanhamento Socioeducativo, Afetividade e Sexualidade, Alimentação, Assembleia de Pais, Mães e Avós, Assessoramento Socioeducativo, Atendimento a Comunidade Indígena Xerente, Capoeira, Colônia de Férias, Dança, Esporte, Informática Educativa, Desenvolvimento Comunitário - Oficinas de Arte Solidária, Visitas Familiares, Teatro e Voluntariado. As ações do Projeto Promoção Social, Convivência e Fortalecimento de Vínculos, desenvolvidas nos Centros Educacionais Fé e Alegria Frei Antônio em Tocantínia e Fé e Alegria Paroquial Bernardo Sayão, em Gurupi, visam oferecer atendimento socioeducativo aos/as usuários/as da Política Nacional de Assistência Social, por meio de atividades socioeducativas, de assessoramento, orientação e acompanhamento, assim como fortalecer os vínculos familiares e sociais, promover acessos a serviços setoriais, em especial das políticas de educação, saúde, cultura, esporte e lazer e contribuir com a promoção social e o desenvolvimento comunitário dos/as usuários/as e de suas famílias. As ações se baseiam em atividades de acolhida, orientação, encaminhamentos, grupos de convívio e fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, defesa de direitos e fortalecimento de redes socioassistenciais. Público Alvo do Projeto Promoção Social, Convivência e Fortalecimento de Vínculos : consiste em pessoas, sendo crianças, adolescentes, jovens, suas famílias e comunidades que se encontram em situação de empobrecimento econômico, social e afetivo. Desse total são 500 usuários/as no Centro Educacional Fé e Alegria Frei Antônio, em Tocantínia e usuários/as no Centro Educacional Fé e Alegria Paroquial Bernardo Sayão, em Gurupi. A composição do público alvo sobretudo do Centro Educacional Frei Antonio é considerada diversificada: de um total de 500 usuários/as, sendo 150 da Etnia Indígena Xerente, que habitam no município, com língua, costumes e tradições próprias. Objetivo geral: Assegurar o desenvolvimento de atividades socioassistenciais, a inclusão, o desenvolvimento comunitário, a promoção social e o fortalecimento de vínculos sociais, familiares e afetivos para as crianças, os/as adolescentes, os/as jovens e suas famílias que se encontram em situação de empobrecimento. SANTA CATARINA Programa Educação Popular Comunitária atendimento a 150 crianças adolescentes de 6 a 16 anos em período extra-escolar em Palhoça SC. Tem como objetivo desenvolver ações sociais e educativas no Centro Social de Educação e Cultura, para que crianças e adolescentes superem riscos pessoais e sociais a que estão expostos, tornem-se cidadãos críticos e autônomos capazes de intervir e contribuir positivamente na família e em suas comunidades. Programa Desenvolvimento Familiar com atendimento a 60 famílias das comunidades do entorno do Centro Social de Educação e Cultura, Palhoça SC. O atendimento acontece das seguintes formas: 1º através de cursos de inclusão produtiva; 2º visitas domiciliares e estudos sociais e 3º orientação e encaminhamento as políticas públicas e sociais.

11 11 RIO GRANDE DO SUL Programa Ação Rua: Trabalhando na abordagem de aproximadamente 380 crianças e adolescentes que se encontram em situação de Rua, bem como o acompanhamento de suas famílias, em dois Núcleos: Núcleo Arquipélago do Rio Guaíba e Núcleo Humaitá/Navegantes, Porto Alegre RS. Programa Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos - SCFV: Contribuir na garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes por meio de ações socioeducativas, artístico-culturais e de atendimento às famílias, que qualificam o desenvolvimento humano, com atendimento diário de 130 crianças e adolescentes, entre 06 e 17 anos, em período do turno inverso do escolar na comunidade Vila Farrapos de Porto Alegre-RS. Atendimento de cerca de 180 famílias das crianças e adolescentes atendidos pelos Programas da região de Farrapos, Porto Alegre RS. Participação nas Políticas Públicas junto aos fóruns e conselhos de defesa da Criança e Adolescente e da Assistência Social de Porto Alegre RS. MATO GROSSO Reestruturação do Programa de Formação de Aprendizes em Serviços Comerciais e Bancários, na cidade de Cuiabá-MT, para atendimento a adolescentes com idade de 15 anos em parceria com Empresas. Atendimento a 180 crianças de 1 ano e 8 meses a 3 anos e 11 meses de idade através do convênio com a Secretaria Municipal de Educação, em dois Centros de Educação Infantil sendo eles Pe. Emílio Reinehr, localizado no Bairro Canjica e Pe. José Ten Cate, localizado no Bairro Novo Paraíso II. O atendimento é em período integral e trabalha a proposta educativa de Fé e Alegria. Os pais e mães também são envolvidos como coresponsáveis pela proposta educativa. Estudo de parceria com a Paróquia Nossa Senhora do Rosário e São Benedito para atender em mais um Centro de Educação Infantil, com capacidade para 80 crianças. Atendimento a 150 crianças, adolescentes, jovens e adultos, com Necessidade Educativa Especial, sendo que 52 educandos e educandas em período integral. O Convênio é firmado com a Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso. Formação dos educadores e educadoras de Fé e Alegria. Participação nas Políticas Públicas através de dos Conselhos Municipal e Estadual de Direitos da Criança e Adolescentes, Conselho Municipal de Assistência Social, Participação da Comissão do Conselho Estadual de Educação e Fórum Estadual de Direito da Criança e do Adolescente. AMAZONAS Objetivo: Contribuir para o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários estimulando a redução da ocorrência de situações de vulnerabilidade social por meio de um espaço de formação humana e assessoramento socioassistencial às crianças, adolescentes, e suas respectivas famílias. Ações a serem desenvolvidas:

12 12 Educação comunitária (complementação escolar para 200 crianças); Pré-vestibular (120 adolescentes e jovens); Formação para o trabalho (300 jovens e adultos). Atividades principais: Promoção de 15 cursos de formação profissional para o trabalho e renda; Promover 760 horas de formação integral com 120 adolescentes; Realizar 270 horas de formação com 200 crianças em atividades de complementação escolar; Implementação do Projeto Rapiché da Cultura. Atendimento a 600 participantes com atividades de dança, teatro, pintura e música. PARAÍBA Desenvolvimento do Projeto Transformando Vidas, que visa o atendimento socioeducativo e o fortalecimento de vínculos afetivos familiares, diariamente a 130 (cento e trinta) crianças e adolescentes de 06 aos 17 anos oriundos de escolas públicas, moradores do grande Mandacaru e regiões adjacentes. Através de ações de atividades de apoio pedagógico em superação das dificuldades escolares do ensino fundamental, como também ampliação do universo informacional através da discussão de temas transversais como: ética, política, cidadania, sexualidade, meio ambiente, humanismo e arte e outros, para o público de atendidos. Desenvolvimento de potencialidades de crianças e adolescentes através de expressões culturais da cultura local através das oficinas de dança, música, violão, capoeira e das atividades da oficina de futsal e voleibol. Atendimento a 53 jovens e adultos, através do apoio pedagógico (Cursinho Pré-universitário) a partir dos 16 anos que estão concluindo ou que já concluíram o ensino médio na rede pública de ensino, em preparação ao ENEM, favorecendo o acesso a educação superior bem como aprimorar ações que promovam a interlocução com a comunidade local, a partir da formação do sujeito. Serão trabalhados com os educandos e educandas durante o curso, atividades de humanismo e cidadania (aula motivacional, ética, política, meio ambiente e sustentabilidade, direitos humanos), entre outros temas. Desenvolvimento de ações para o trabalho para as famílias e comunitários através dos cursos profissionalizantes de manicure: manicure/pedicure e cabeleireiro móvel em parceria com o SENAC. Promoção de ações em parceria com a Paróquia Sagrado Coração em atendimento a 50 pessoas, entre adultos e idosos na abordagem na área de humanismo e cidadania através de palestras educativas nas áreas de saúde, violência doméstica, direitos do idoso, entre outros, bem com promoção de um encontrão de vivência entre grupos de idosos da área de Mandacaru. Capacitação dos educadores e educadoras de Fé e Alegria nos meses de janeiro e julho. Planejamento das ações e construção dos projetos coletivos local: Projeto Deixando Marcas, Projeto Construindo Valores, Projeto Preservação do meio ambiente, Projeto ECA (Direitos e Deveres das crianças e adolescentes), Projeto Eu Cidadão, Projeto Criar e Brincar e Projeto Abraçando as diferenças. Atendimento socioassistencial a 140 famílias dos atendidos.

13 13 Desenvolvimento de ações conjuntas entre parceiros de Fé Alegria e órgãos governamentais e não governamentais: realização da semana da saúde, Festival de cultura, seminário em direito da criança e do adolescente e palestras educativas para o público de atendidos. Ação Pública: Lançamento da campanha - Preservação do meio ambiente; divulgação em redes sociais e escolas, (Estudantes do curso Pré-universitário), caminhada dos excluídos (em parceria com vários órgãos institucionais), e interlocução com os equipamentos de atendimento à criança e ao adolescente da rede local. PIAUÍ Oferecer uma educação de qualidade, diferenciada e inclusiva, que mude o destino do jovem da periferia leste de Teresina, tirando-o da situação de risco e vulnerabilidade social. Possibilitar aos educandos e educandas o pleno desenvolvimento da sua auto-estima, fator essencial para a aprendizagem. Proporcionar aos educandos e educandas uma formação integral, que contemple os aspectos principais da cidadania, tais como direitos humanos, sexualidade e afetividade, família, meioambiente, esportes, artes (dança, teatro, música, etc.), ética social e profissional, tudo baseado na ética cristã. Favorecer a integração família-escola-comunidade, visando construir um processo de coresponsabilidade de todos os segmentos envolvidos na educação. Garantir o funcionamento da infra-estrutura material necessária para o desenvolvimento das atividades educativas em nível de excelência humana. Esta filial encontra-se inativa. PARANÁ São Paulo, 30 de abril de Álvaro Negromonte Diretor Presidente Fé e Alegria Brasil

NOME DO SERVIÇO: SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS.

NOME DO SERVIÇO: SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS. NOME DO SERVIÇO: SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS. DESCRIÇÃO GERAL: Serviço realizado em grupos, organizado a partir de percursos, de modo a garantir aquisições progressivas aos seus

Leia mais

SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV

SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV SOCIOASSISTENCIAL X SOCIOEDUCATIVO SOCIOASSISTENCIAL apoio efetivo prestado a família, através da inclusão em programas de transferência de renda

Leia mais

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013 Relatório Despertar 2013 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de:

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de: Relatório Despertar 2014 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Institui o Programa Mais Educação, que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades

Leia mais

ANEXO II DIRETRIZES DOS SERVIÇOS DAS LINHAS DE AÇÃO DO EDITAL 001/SEMFAS/FMAS/2015

ANEXO II DIRETRIZES DOS SERVIÇOS DAS LINHAS DE AÇÃO DO EDITAL 001/SEMFAS/FMAS/2015 ANEXO II DIRETRIZES DOS SERVIÇOS DAS LINHAS DE AÇÃO DO EDITAL 001/SEMFAS/FMAS/2015 LINHA DE AÇÃO I: SERVIÇO DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA DE SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS PARA CRIANÇAS

Leia mais

Ações Socioeducativas

Ações Socioeducativas AÇÕES SOCIOEDUCATIVAS NA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Assistência Social Ações Socioeducativas Garantia dos direitos Inclusão social Desenvolvimento do protagonismo Desenvolvimento da autonomia individual

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO

CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO Despacho 2007 Nº PROJETO DE LEI Nº 1099/2007 Considera de utilidade pública o Grupo de Formadores de Educadores Populares GEFEP. Autor: Vereador Eliomar Coelho. DECRETA: A Câmara Municipal do Rio de Janeiro

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

Políticas Setoriais Secretarias Municipais: Saúde, Assistência Social, Educação, Direitos Humanos(quando houver). Participações Desejáveis

Políticas Setoriais Secretarias Municipais: Saúde, Assistência Social, Educação, Direitos Humanos(quando houver). Participações Desejáveis PARÂMETROS PARA A CONSTITUIÇÃO DAS COMISSÕES INTERSETORIAIS DE ACOMPANHAMENTO DO PLANO NACIONAL DE PROMOÇÃO, PROTEÇÃO E DEFESA DO DIREITO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES À CONVIVÊNCIA FAMILIAR E COMUNITÁRIA

Leia mais

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO NOME DA ENTIDADE: TIPO DE SERVIÇO: ( ) de convivência para crianças de 3

Leia mais

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO NOME DA ENTIDADE: TIPO DE SERVIÇO: ( ) de convivência para crianças de 3

Leia mais

CENTRO DE ARTES E ESPORTES UNIFICADOS CEU MUNICÍPIO PONTA GROSSA - PARANÁ

CENTRO DE ARTES E ESPORTES UNIFICADOS CEU MUNICÍPIO PONTA GROSSA - PARANÁ CENTRO DE ARTES E ESPORTES UNIFICADOS CEU MUNICÍPIO PONTA GROSSA - PARANÁ Mobilização Social Sensibilização e mobilização: Sociedade civil, poder público local e sociedade civil organizada; Contato com

Leia mais

Curso I Introdução ao provimento de serviços e benefícios socioassistenciais do SUAS

Curso I Introdução ao provimento de serviços e benefícios socioassistenciais do SUAS Curso I Introdução ao provimento de serviços e benefícios socioassistenciais do SUAS Módulo II - O provimento dos serviços socioassistenciais Proteção Social Especial Recife, fevereiro/2014 Conteúdo Programático

Leia mais

O Suas Sistema Único da Assistência Social em perspectiva Valéria Cabral Carvalho, CRESS nº 0897 Luiza Maria Lorenzini Gerber, CRESS nº 0968

O Suas Sistema Único da Assistência Social em perspectiva Valéria Cabral Carvalho, CRESS nº 0897 Luiza Maria Lorenzini Gerber, CRESS nº 0968 O Suas Sistema Único da Assistência Social em perspectiva Valéria Cabral Carvalho, CRESS nº 0897 Luiza Maria Lorenzini Gerber, CRESS nº 0968 Com a Constituição Federal de 1988, a Assistência Social passa

Leia mais

CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável Missão:

CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável Missão: O CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável, é uma Instituição Social Sem Fins Lucrativos, de Utilidade Pública Federal, fundada em 1998, com sede na cidade do Rio de

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

Projeto Pequenas Damas

Projeto Pequenas Damas Mostra Local de: Arapongas Projeto Pequenas Damas Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Associação das Damas de Caridade de Arapongas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria Municipal do Bem Estar Social

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria Municipal do Bem Estar Social Padrão Normativo da Rede de Proteção Social Básica Programa de Inclusão Produtiva de 3º Fase Auxílio Produção Administração: Rodrigo Antônio de Agostinho Mendonça Secretária do Bem Estar Social: Darlene

Leia mais

PROGRAMA DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS EM MEIO ABERTO

PROGRAMA DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS EM MEIO ABERTO PROGRAMA DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS EM MEIO ABERTO CONTEXTUALIZAÇÃO DOUTRINA DA SITUAÇÃO IRREGULAR DOUTRINA DA PROTEÇÃO INTEGRAL. Código de menores;. Menores em situação irregular;. Carentes, abandonados,

Leia mais

A Política Nacional de Assistência Social na Perspectiva do Sistema Único - SUAS

A Política Nacional de Assistência Social na Perspectiva do Sistema Único - SUAS A Política Nacional de Assistência Social na Perspectiva do Sistema Único - SUAS Deliberação da IV Conferência Nacional; Garantia de acesso aos direitos socioassistenciais; Modelo democrático e descentralizado

Leia mais

RESUMO INSTITUCIONAL 2012

RESUMO INSTITUCIONAL 2012 RESUMO INSTITUCIONAL 2012 A Liga Solidária é uma organização social sem fins lucrativos criada há 89 anos. Atualmente, atende mais de 3.200 pessoas. A ONG desenvolve programas sociais de educação e cidadania

Leia mais

SERVIÇO DE CONVIVENCIA E FORTALECIMENTO DE VINCULOS PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES. PRINCIPIOS FUNDAMENTAIS & Algumas reflexões

SERVIÇO DE CONVIVENCIA E FORTALECIMENTO DE VINCULOS PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES. PRINCIPIOS FUNDAMENTAIS & Algumas reflexões SERVIÇO DE CONVIVENCIA E FORTALECIMENTO DE VINCULOS PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES. PRINCIPIOS FUNDAMENTAIS & Algumas reflexões ASSISTÊNCIA SOCIAL ASSISTENTE SOCIAL CARIDADE? FAVOR? O QUE OS VEREADORES FAZEM?

Leia mais

Proteção Social Básica para Juventude

Proteção Social Básica para Juventude Proteção Social Básica para Juventude Orientação para a implantação do Projeto Agente Jovem de Desenvolvimento Social e Humano Tem esta orientação para implantação do projeto Agente Jovem de Desenvolvimento

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO. Espírita. ENDEREÇO: Rua Joaquim Pires de Miranda SN Vila Grimpas Hidrolândia-GO. CEP: 75340-000.

IDENTIFICAÇÃO. Espírita. ENDEREÇO: Rua Joaquim Pires de Miranda SN Vila Grimpas Hidrolândia-GO. CEP: 75340-000. IDENTIFICAÇÃO INSTITUIÇÃO PROPONENTE: PROJETO CRESCER CHICO XAVIER - Obra Social do Centro Espírita Eurípedes Barsanulfo CNPJ: 26 943 563/0001-07 ENDEREÇO: Rua Joaquim Pires de Miranda SN Vila Grimpas

Leia mais

Departamento de Assistência Social DAS Unidade Brasília

Departamento de Assistência Social DAS Unidade Brasília Departamento de Assistência Social DAS Unidade Brasília Programas e Serviços de Atenção à População em Situação de Vulnerabilidade Social, Econômica e Pessoal Brasília, Maio de 2013. Apresentação A Federação

Leia mais

PREFEITURA DE MONTES CLAROS SECRETARIA MUNCIPAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO

PREFEITURA DE MONTES CLAROS SECRETARIA MUNCIPAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO 1ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 004/2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PESSOAL PARA ATENDER A RECENSEAMENTO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA E A DIVERSOS OUTROS PROGRAMAS E SERVIÇOS

Leia mais

NIAS/FESP - Núcleo Interdisciplinar de Ação Social da FESP Projeto Amar. Camilla Silva Machado Graciano Coordenadora do NIAS/FESP

NIAS/FESP - Núcleo Interdisciplinar de Ação Social da FESP Projeto Amar. Camilla Silva Machado Graciano Coordenadora do NIAS/FESP NIAS/FESP - Núcleo Interdisciplinar de Ação Social da FESP Projeto Amar Camilla Silva Machado Graciano Coordenadora do NIAS/FESP Mestre em Serviço Social pela Faculdade de História, Direito e Serviço Social/UNESP

Leia mais

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 132

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 132 PROGRAMA Nº - 132 Benefícios Eventuais SUB-FUNÇÃO: 244 ASSISTÊNCIA COMUNITÁRIA Implantar e implementar serviços de Benefícios Eventuais. Operacionalização para concessão dos Benefícios Eventuais - Art.

Leia mais

PLANO DE AÇÃO E DE APLICAÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE REDE CARDUME GUARUJÁ SÃO PAULO

PLANO DE AÇÃO E DE APLICAÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE REDE CARDUME GUARUJÁ SÃO PAULO PLANO DE AÇÃO E DE APLICAÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE REDE CARDUME GUARUJÁ SÃO PAULO ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 LINHAS DE AÇÃO... 4 AÇÕES ESPECÍFICAS... 5 CAMPANHAS... 6

Leia mais

O trabalho social com famílias. no âmbito do Serviço de Proteção e. Atendimento Integral à Família - PAIF

O trabalho social com famílias. no âmbito do Serviço de Proteção e. Atendimento Integral à Família - PAIF O trabalho social com famílias no âmbito do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família - PAIF Contexto Social: Acesso diferencial às informações Uso e abuso de substâncias psicoativas Nulo ou

Leia mais

Projeto Voz do Batuque

Projeto Voz do Batuque Mostra Local de: Maringá PR Projeto Voz do Batuque Categoria do projeto: I Projetos em Andamento Nome da Instituição/Empresa: Instituto Morena Rosa de Responsabilidade Sócio Ambiental, Cultural e Desenvolvimento

Leia mais

FORMAÇÃO DA CIDADANIA OBJETIVOS E METAS

FORMAÇÃO DA CIDADANIA OBJETIVOS E METAS FORMAÇÃO DA CIDADANIA OBJETIVOS E METAS 1. Garantir a participação juvenil na elaboração e acompanhamento das políticas públicas na área de cidadania, em nível municipal, estadual e nacional, promovendo

Leia mais

Responsabilidade Social

Responsabilidade Social Responsabilidade Social INSTITUTO DE CIDADANIA EMPRESARIAL DO MARANHÃO ICE/MA MISSÃO: Difundir o conceito de desenvolvimento sustentável de modo a incentivar as empresas a adotarem a responsabilidade social

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Programas Espaço de Convivência da Melhor Idade e LBV Criança: Futuro no Presente!

Mostra de Projetos 2011. Programas Espaço de Convivência da Melhor Idade e LBV Criança: Futuro no Presente! Mostra de Projetos 2011 Programas Espaço de Convivência da Melhor Idade e LBV Criança: Futuro no Presente! Mostra Local de: Londrina. Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais.

Leia mais

ANEXO I PROGRAMA ESTADUAL DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA E ESPECIAL, DA REDE SOCIAL SÃO PAULO

ANEXO I PROGRAMA ESTADUAL DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA E ESPECIAL, DA REDE SOCIAL SÃO PAULO ANEXO I PROGRAMA ESTADUAL DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA E ESPECIAL, DA REDE SOCIAL SÃO PAULO I- DA PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA. II- DA PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL. III- DO CO-FINANCIAMENTO E DOS REQUISITOS, PARA O

Leia mais

CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS

CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS Porta de entrada dos munícipes que necessitam das ações de assistência social que potencializam a família, a comunidade de referência, fortalecendo seus

Leia mais

PARA QUE TENHAM VIDA

PARA QUE TENHAM VIDA PARA QUE TENHAM VIDA NOSSA EXPERIÊNCIA SOCIOEDUCATIVA Nossa Missão - A Obra Auxiliar da Santa Cruz tem como missão promover o desenvolvimento das crianças, adolescentes e suas famílias para que possam

Leia mais

Projetos de Extensão SERVIÇO SOCIAL Estudo sociais em parceria com o fórum de UVA

Projetos de Extensão SERVIÇO SOCIAL Estudo sociais em parceria com o fórum de UVA Projetos de Extensão SERVIÇO SOCIAL Estudo sociais em parceria com o fórum de UVA Serviços técnicos do Serviço Social na área da família e infância nos processos do Fórum de União da Vitória O Serviço

Leia mais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos, 18 Compromissos A criança e o adolescente no centro da gestão municipal O Estatuto

Leia mais

Projeto Alvorada: ação onde o Brasil é mais pobre

Projeto Alvorada: ação onde o Brasil é mais pobre Projeto Alvorada: ação onde o Brasil é mais pobre N o Brasil há 2.361 municípios, em 23 estados, onde vivem mais de 38,3 milhões de pessoas abaixo da linha de pobreza. Para eles, o Governo Federal criou

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Secretaria Nacional de Assistência Social

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Secretaria Nacional de Assistência Social Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Secretaria Nacional de Assistência Social Instrução Operacional nº 01 SNAS/MDS. Brasília, 05 de agosto de 2014. Assunto: Orienta Estados, Municípios

Leia mais

Assistência Social da benesse ao Direito A experiência de Campinas

Assistência Social da benesse ao Direito A experiência de Campinas Assistência Social da benesse ao Direito A experiência de Campinas Arnaldo Rezende Setembro/2010. Um pouco da origem... 1543 Implantação da 1ª. Santa Casa de Misericórdia. 1549 - Chegada dos Jesuítas no

Leia mais

EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE CAUCAIA-CE

EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE CAUCAIA-CE EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE CAUCAIA-CE 1. INTRODUÇÃO A ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE LUZIA LOPES GADÊLHA, por meio do Termo Convênio nº 05/2015, como parte integrante do Projeto Fortalecendo

Leia mais

PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA DO SUAS

PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA DO SUAS PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA DO SUAS CRAS Centro de Referência de Assistência Social PÚBLICO-ALVO: A PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA B DO SUAS Famílias, seus membros e indivíduos em situação de vulnerabilidade social

Leia mais

Termo de Referência para Elaboração de Plano de Gestão de Praça do PAC modelo de 700m 2

Termo de Referência para Elaboração de Plano de Gestão de Praça do PAC modelo de 700m 2 MINISTÉRIO DA CULTURA Diretoria de Infraestrutura Cultural Secretaria Executiva Termo de Referência para Elaboração de Plano de Gestão de Praça do PAC modelo de 700m 2 1. Objetivos A Praça do PAC é de

Leia mais

PAIF. Programa de Atenção Integral à Família - PAIF CRAS

PAIF. Programa de Atenção Integral à Família - PAIF CRAS Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Secretaria Nacional de Assistência Social Programa de Atenção Integral à Família - PAIF CRAS PAIF IMPORTANTE INTERRELAÇÃO ENTRE PAIF E CRAS CRAS O

Leia mais

PROGRAMA Nº- 105 CASA DA MULHER/CENTRO ESPECIALIZADO DE ATENDIMENTO A MULHER CASA ABRIGO

PROGRAMA Nº- 105 CASA DA MULHER/CENTRO ESPECIALIZADO DE ATENDIMENTO A MULHER CASA ABRIGO ÓRGÃO RESPONSÁVEL: Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulher NOME: PROGRAMA Nº- 105 CASA DA MULHER/CENTRO ESPECIALIZADO DE ATENDIMENTO A MULHER CASA ABRIGO Código Descrição FUNÇÃO: 14 Direitos

Leia mais

Proteção Social Básica

Proteção Social Básica Proteção Social Básica Proteção Social Básica A Proteção Social Básica (PSB) atua na prevenção dos riscos por meio do desenvolvimento de potencialidades e do fortalecimento de vínculos familiares e comunitários

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO 2013 - PROGRAMA NOSSAS CRIANÇAS

EDITAL PROCESSO SELETIVO 2013 - PROGRAMA NOSSAS CRIANÇAS EDITAL PROCESSO SELETIVO 2013 - PROGRAMA NOSSAS CRIANÇAS O seguinte edital tem por objetivo convidar organizações da sociedade civil a participarem do processo de seleção de projetos para obtenção de apoio

Leia mais

Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego Ano 2012

Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego Ano 2012 Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego Ano 2012 Administração: Rodrigo Antônio de Agostinho Mendonça Secretária do Bem Estar Social: Darlene Martin Tendolo Diretora de Departamento: Silmaire

Leia mais

PLANO DE TRABALHO 2008

PLANO DE TRABALHO 2008 PLANO DE TRABALHO 2008 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1.1. NOME DA ENTIDADE: Casa de Nazaré Centro de Apoio ao Menor 1.2. Endereço: Rua Coronel Timóteo nº 350 1.3. Bairro: Cristal 1.4. Região CORAS: 05 1.5.

Leia mais

CARTA ABERTA DE INTENÇÕES DO II ENCONTRO DOS MUNICÍPIOS PARA COORDENAÇÃO DO ATENDIMENTO SOCIOEDUCATIVO AO ADOLESCENTE EM CASA

CARTA ABERTA DE INTENÇÕES DO II ENCONTRO DOS MUNICÍPIOS PARA COORDENAÇÃO DO ATENDIMENTO SOCIOEDUCATIVO AO ADOLESCENTE EM CASA CARTA ABERTA DE INTENÇÕES DO II ENCONTRO DOS MUNICÍPIOS PARA COORDEN DO ATENDIMENTO SOCIOEDUCATIVO AO ADOLESCENTE EM CASA Aos trinta dias do mês de novembro do ano de dois mil e sete, reuniram-se no município

Leia mais

Projeto. Amigos da Rede

Projeto. Amigos da Rede PREFEITURA MUNICIPAL DE MAUÁ e Ribeirão Pires Projeto Amigos da Rede Mauá Dez/2009. 1. APRESENTAÇÃO O município de Mauá, que integra a Região metropolitana de São Paulo, realizou sua emancipação a partir

Leia mais

TEMA AS EQUIPES DE REFERÊNCIAS POR SERVIÇOS DE PROGRAMAS

TEMA AS EQUIPES DE REFERÊNCIAS POR SERVIÇOS DE PROGRAMAS TEMA AS EQUIPES DE REFERÊNCIAS POR SERVIÇOS DE PROGRAMAS Programação Primeiro Dia: I Seção Discutindo Papéis 1-8h30 às 12h30 Abertura e Boas-vindas Dinâmica de Apresentação Acordos de Convivência Trabalho

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara de Vereadores e demais Edis.

Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara de Vereadores e demais Edis. MENSAGEM Nº. 02/2013 Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara de Vereadores e demais Edis. Com nossos cordiais cumprimentos encaminhamos a V. Exa. e digníssimos Pares dessa R. Casa Legislativa, o Projeto

Leia mais

Projeto Cardume CMDCA

Projeto Cardume CMDCA Projeto Cardume CMDCA Objetivo: Estabelecer rede de proteção integral a criança e ao adolescente,, bem como suas famílias, reunindo ações governamentais e atividades das organizações da sociedade civil,

Leia mais

Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes

Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes EIXO 1 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES Diretriz 01 - Promoção da cultura do respeito e da garantia dos direitos humanos de

Leia mais

ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: BALANÇO DE UMA DÉCADA

ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: BALANÇO DE UMA DÉCADA ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: BALANÇO DE UMA DÉCADA Área Temática: Direitos Humanos e Justiça Liza Holzmann (Coordenadora da Ação de Extensão) Liza Holzmann 1 Palavras Chave:

Leia mais

Palestra: Política Nacional de Assistência Social e Sistema Único da Assistência Social SUAS

Palestra: Política Nacional de Assistência Social e Sistema Único da Assistência Social SUAS Palestra: Política Nacional de Assistência Social e Sistema Único da Assistência Social SUAS Professores: Leonardo Martins Prudente e Adailton Amaral Barbosa Leite Brasília, Agosto de 2013 Política Nacional

Leia mais

Programa Viver é Melhor. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente)

Programa Viver é Melhor. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Programa Viver é Melhor Mostra Local de: Londrina Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Legião da Boa Vontade (LBV) Cidade: Londrina/PR

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Projovem em Ação

Mostra de Projetos 2011. Projovem em Ação Mostra de Projetos 2011 Projovem em Ação Mostra Local de: Londrina. Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Prefeitura Municipal Santa Cecilia

Leia mais

Serviço Social: inovação dos serviços em Bibliotecas Públicas

Serviço Social: inovação dos serviços em Bibliotecas Públicas Serviço Social: inovação dos serviços em Bibliotecas Públicas SERVIÇO SOCIAL NA BSP SERVIÇO SOCIAL NA BSP BSP COMO ESPAÇO CULTURAL COM AÇÃO CENTRADA NA LEITURA A LEITURA é vista pela BSP como fundamento

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO PEDREGAL PROJETO OFICINA ESCOLA

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO PEDREGAL PROJETO OFICINA ESCOLA Relatório das Ações Desenvolvidas pelo Projeto Oficina Escola 1. Apresentação Companheiros (as) da Associação Tremembé estamos concluindo mais um ano missão e com isso somos convidados (as) a socializar

Leia mais

ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2008 CAMPANHA * COMPROMISSO PELA CRIANÇA E PELO ADOLESCENTE

ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2008 CAMPANHA * COMPROMISSO PELA CRIANÇA E PELO ADOLESCENTE ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2008 CAMPANHA * COMPROMISSO PELA CRIANÇA E PELO ADOLESCENTE Carta Aberta aos candidatos e candidatas às Prefeituras e Câmaras Municipais: Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos,

Leia mais

8ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE MINAS GERAIS

8ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE MINAS GERAIS 8ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE MINAS GERAIS DOCUMENTO FINAL EIXO 1 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Ações de mobilização: 1. Ampla mobilização, por

Leia mais

O PETI e o Trabalho em Rede. Maria de Fátima Nassif Equipe Proteção Social Especial Coordenadoria de Ação Social Secretaria de Desenvolvimento Social

O PETI e o Trabalho em Rede. Maria de Fátima Nassif Equipe Proteção Social Especial Coordenadoria de Ação Social Secretaria de Desenvolvimento Social O PETI e o Trabalho em Rede Maria de Fátima Nassif Equipe Proteção Social Especial Coordenadoria de Ação Social Secretaria de Desenvolvimento Social Articulação da rede de serviços socioassistenciais Proteção

Leia mais

15º FÓRUM NACIONAL DA UNDIME. Política Nacional de Educação Infantil. Mata de São João/BA Junho/2015. Secretaria de Educação Básica

15º FÓRUM NACIONAL DA UNDIME. Política Nacional de Educação Infantil. Mata de São João/BA Junho/2015. Secretaria de Educação Básica 15º FÓRUM NACIONAL DA UNDIME Política Nacional de Educação Infantil Mata de São João/BA Junho/2015 Secretaria de Educação Básica CONCEPÇÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL É direito dos trabalhadores urbanos e rurais

Leia mais

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social: instrumentais técnico-operativos no Serviço Social. CRAS CONSULESA HELENA VAN DEN BERG - CASTRO/ PARANÁ

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social: instrumentais técnico-operativos no Serviço Social. CRAS CONSULESA HELENA VAN DEN BERG - CASTRO/ PARANÁ VIII Jornada de Estágio de Serviço Social: instrumentais técnico-operativos no Serviço Social. CRAS CONSULESA HELENA VAN DEN BERG - CASTRO/ PARANÁ DUCHEIKO, Angelina do Rocio 1 RODRIGUES, Camila Moreira

Leia mais

EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE MARANGUAPE-CE

EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE MARANGUAPE-CE EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE MARANGUAPE-CE EDITAL N 20/2015 1. INTRODUÇÃO A ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE LUZIA LOPES GADÊLHA, por meio do Termo Convênio nº 05/2015, como parte integrante

Leia mais

PLANO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NOB/SUAS/2012

PLANO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NOB/SUAS/2012 PLANO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NOB/SUAS/2012 Vânia Guareski Souto Assistente Social - Especialista em Gestão Social de Políticas Públicas social.vania@gmail.com Mapeamento e cobertura da rede prestadora de

Leia mais

FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS. Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília

FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS. Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília Nome do Evento: Fórum Mundial de Direitos Humanos Tema central: Diálogo e Respeito às Diferenças Objetivo: Promover um

Leia mais

LEI N.º 7.390, DE 6 DE MAIO DE 2015

LEI N.º 7.390, DE 6 DE MAIO DE 2015 LEI N.º 7.390, DE 6 DE MAIO DE 2015 Institui o Sistema Municipal de Assistência Social do Município de Santo Antônio da Patrulha e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL de Santo Antônio da Patrulha,

Leia mais

RESOLUÇÃO CNAS Nº 11, DE 23 DE SETEMBRO DE 2015.

RESOLUÇÃO CNAS Nº 11, DE 23 DE SETEMBRO DE 2015. RESOLUÇÃO CNAS Nº 11, DE 23 DE SETEMBRO DE 2015. Caracteriza os usuários, seus direitos e sua participação na Política Pública de Assistência Social e no Sistema Único de Assistência Social, e revoga a

Leia mais

Deixe-me ser feliz CAPI - Casa de Amparo e Proteção à Infância

Deixe-me ser feliz CAPI - Casa de Amparo e Proteção à Infância Deixe-me ser feliz CAPI - Casa de Amparo e Proteção à Infância Objetivo: Como previsto pelo estatuto da entidade, Art 2º, tem por finalidade a proteção e o amparo à crianças na faixa etária de 0 (zero)

Leia mais

C M D C A CONSELHO MUNICIPAL DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

C M D C A CONSELHO MUNICIPAL DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE C M D C A CONSELHO MUNICIPAL DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE RUA CONSELHEIRO ZACARIAS N 58 CENTRO TELEFONE 075 3641-8630 PROJETO ESCOLINHA DE FUTEBOL E KARATÈ ESPORTE CIDADÃO JUVENIL IDENTIFICAÇÃO: DENOMINAÇÃO

Leia mais

PROJETOS DE EXTENSÃO 2011 CURSO RESPONSÁVEL PELO PROJETO

PROJETOS DE EXTENSÃO 2011 CURSO RESPONSÁVEL PELO PROJETO ATENÇÃO À CRIANÇA (S) DE EXECUÇÃO E FREQUÊNCIA Projeto Sorriso Visa proporcionar às crianças internas e usuárias do PSF do Crianças da Casa de Passagem e do PSF Santa Rita bairro Santa Rita o conhecimento

Leia mais

REGIÃO SUL. Grupo 1 EXPLORAÇÃO SEXUAL Políticas Envolvidas. Assistência Social. Saúde. Segurança pública. Sistema de justiça. Turismo.

REGIÃO SUL. Grupo 1 EXPLORAÇÃO SEXUAL Políticas Envolvidas. Assistência Social. Saúde. Segurança pública. Sistema de justiça. Turismo. REGIÃO SUL Eixos de Atuação 1. Informação e Mobilização Planejamento das Ações Intersetoriais 1.1 Realizar campanhas articuladas entre as políticas para prevenção do turismo sexual (agentes de saúde, professores

Leia mais

Ações de Pactuação do Juventude Viva para a Paraíba

Ações de Pactuação do Juventude Viva para a Paraíba Ações de Pactuação do Juventude Viva para a Paraíba O Plano de Prevenção à Violência contra a Juventude Negra - Juventude Viva é uma iniciativa do Governo Federal e conta com a participação de 11 ministérios.

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Prefeitura Municipal de Cachoeiro de Itapemirim - ES PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Introdução O Programa Municipal de Educação Ambiental estabelece diretrizes, objetivos, potenciais participantes, linhas

Leia mais

SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL A NOVA HISTÓRIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL A NOVA HISTÓRIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL A NOVA HISTÓRIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL DAS Norte Campinas/SP ASSISTÊNCIA SOCIAL Constituição de 1988 e LOAS Assistência Social inserida como política da Seguridade Social

Leia mais

ANEXO II CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO E/ OU IMPLANTAÇÃO DE ÓRGÃOS COLEGIADOS E APOIO A FÓRUNS E REDES

ANEXO II CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO E/ OU IMPLANTAÇÃO DE ÓRGÃOS COLEGIADOS E APOIO A FÓRUNS E REDES ANEXO II CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO E/ OU IMPLANTAÇÃO DE ÓRGÃOS COLEGIADOS E APOIO A FÓRUNS E REDES I ÁREAS DE INTERESSE Criança e Adolescente Apoio aos Fóruns, Comitês, Associações

Leia mais

cerca de 200 crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social do Centro Histórico e da periferia de Salvador.

cerca de 200 crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social do Centro Histórico e da periferia de Salvador. I ENCONTRO, CAPOEIRA e PATRIMÔNIO IMATERIAL no BRASIL: perspectivas para a implementação de políticas públicas de salvaguarda da Capoeira. Local: UFF Niterói RJ Data: 3 de setembro de 2006 às 16:00 h Tema:

Leia mais

Projetos Financiados em 2008. CMDCA de Santos

Projetos Financiados em 2008. CMDCA de Santos Projetos Financiados em 2008 CMDCA de Santos ACMD Associação Comunidade de Mãos Dadas Projeto: Oficinas Querô. Objetivo: As Oficinas QUERÔ tem por objetivo oferecer um programa de capacitação em produção

Leia mais

Análise dos resultados

Análise dos resultados Análise dos resultados Caracterização da entidade e supervisão A Pesquisa das Entidades de Assistência Social Privadas sem Fins Lucrativos - PEAS, realizada em 2006, levantou informações sobre 16 089 entidades,

Leia mais

visitas às instituições sociais. Os colaboradores voluntários também foram consultados, por meio da aplicação de um questionário.

visitas às instituições sociais. Os colaboradores voluntários também foram consultados, por meio da aplicação de um questionário. 1. Apresentação O Voluntariado Empresarial é um dos canais de relacionamento de uma empresa com a comunidade que, por meio da atitude solidária e proativa de empresários e colaboradores, gera benefícios

Leia mais

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE EDUCACAO INFANTIL INCLUSIVA EM CURITIBA VEJA COMO SUA EMPRESA PODE TRANSFORMAR ESTA IDEIA EM REALIDADE { Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA 1 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO PROJETO TÉCNICO: ACESSUAS TRABALHO / PRONATEC EQUIPE RESPONSÁVEL: Proteção Social Básica PERÍODO: Setembro

Leia mais

Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes e o PPA 2012-2015

Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes e o PPA 2012-2015 Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes e o PPA 2012-2015 Bogotá, junho de 2013 Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes e o Plano Mais Brasil PPA 2012-2015 Dimensão Estratégica do Desenvolvimento

Leia mais

PROGRAMA DE GOVERNO DUQUE BACELAR 2013/2016

PROGRAMA DE GOVERNO DUQUE BACELAR 2013/2016 PROGRAMA DE GOVERNO DUQUE BACELAR 2013/2016 UM DUQUE PARA TODOS SAÚDE Proposta de ação: - Estabelecer parceria com as redes de hospitais do SUS, para melhor atendimento da população Bacelarense. - Ampliar

Leia mais

Projeto CIRCO-ESCOLA NA BAHIA

Projeto CIRCO-ESCOLA NA BAHIA Projeto CIRCO-ESCOLA NA BAHIA Objetivo geral do projeto O objetivo do projeto Circo-Escola na Bahia é oferecer às crianças e jovens de Serra Grande um espaço privilegiado para que possam desenvolver atividades

Leia mais

GRUPO: DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO COM AS FAMILIAS ATENDIDAS NO PAIF Em Parceria com Ação Social São João Evangelista

GRUPO: DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO COM AS FAMILIAS ATENDIDAS NO PAIF Em Parceria com Ação Social São João Evangelista GRUPO: DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO COM AS FAMILIAS ATENDIDAS NO PAIF Em Parceria com Ação Social São João Evangelista CRAS- CENTRO DE REFERÊNCIA DA ASSITÊNCIA SOCIAL Março, 2012 I-IDENTIFICAÇÃO: Nome Projeto:

Leia mais

Conselho Municipal de Assistência Social Americana - São Paulo

Conselho Municipal de Assistência Social Americana - São Paulo 1 ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS INSCRITAS NO CMAS (2011) 1. ATENDIMENTO SERVIÇOS DE PROTEÇÃO SOCIAL (Conforme Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais) 1.1. PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA SERVIÇO

Leia mais

APABB - Relatório de Atividades - 2007

APABB - Relatório de Atividades - 2007 APABB - Relatório de Atividades - 2007 Sumário: Apresentação 02 Programa de Atenção às Famílias e às Pessoas com Deficiência 03 Programa de Capacitação e Qualificação Profissional 12 Programa de Lazer

Leia mais

RESOLUÇÃO CONJUNTA CNAS/CONANDA Nº 001 DE 09 DE JUNHO DE 2010

RESOLUÇÃO CONJUNTA CNAS/CONANDA Nº 001 DE 09 DE JUNHO DE 2010 RESOLUÇÃO CONJUNTA CNAS/CONANDA Nº 001 DE 09 DE JUNHO DE 2010 Estabelece parâmetros para orientar a constituição, no âmbito dos Estados, Municípios e Distrito Federal, de Comissões Intersetoriais de Convivência

Leia mais

Perguntaram à teóloga alemã. Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade?

Perguntaram à teóloga alemã. Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade? Perguntaram à teóloga alemã Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade? Não explicaria, Daria uma bola para que ele jogasse... ESPORTE EDUCAÇÃO CULTURA QUALIFICAÇÃO PLACAR

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL-SUAS TRABALHANDO EM REDE

SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL-SUAS TRABALHANDO EM REDE SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL-SUAS TRABALHANDO EM REDE CONCEITO DE REDE Para as Ciências Sociais: conjunto de relações sociais entre um conjunto

Leia mais

A Educação Integral em Curitiba e Região Metropolitana e o Programa Mais Educação Veronica Branco Universidade Federal do Paraná.

A Educação Integral em Curitiba e Região Metropolitana e o Programa Mais Educação Veronica Branco Universidade Federal do Paraná. A Educação Integral em Curitiba e Região Metropolitana e o Programa Mais Educação Veronica Branco Universidade Federal do Paraná Resumo Este texto aborda a implantação da Educação Integral em Curitiba

Leia mais