Os pacientes podem também contactar o Departamento de Saúde de Nova Iorque através do número (800) ou (518)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Os pacientes podem também contactar o Departamento de Saúde de Nova Iorque através do número (800) 804-5447 ou (518) 402-6993."

Transcrição

1 Faz parte da política do Winthrop University Hospital informar todos os pacientes sobre a disponibilização de assistência financeira, definida como serviços de saúde sem custos ou a custos reduzidos a pobres ou indigentes com base na sua capacidade de pagamento ou falta de cobertura de seguro. Esta política será aplicada de forma uniforme a todos os pacientes que solicitem tal consideração com base em necessidade financeira. A mesma é geralmente limitada a pacientes que residam no Estado de Nova Iorque tanto para artigos como serviços médicos necessários e de emergência. O valor de assistência financeira concedido não será baseado na condição médica do requerente. Se um paciente não se qualificar ao abrigo desta política e for, em última análise, remetido para uma agência de cobranças, sob nenhuma circunstância o hospital excluirá a residência principal do paciente para cobrar uma factura em aberto. Para serviços que não são urgentes ou necessários do ponto de vista médico, aplica-se a política de pagamento do hospital. Pacientes sem seguro ou pacientes que já esgotaram os benefícios dos seus seguros de saúde, que se apresentem para serviços serão direccionados para o Departamento de Crédito e Cobrança para avaliação financeira durante o processo de entrada e registo. Estão afixados sinais no Departamento de Urgências e em todas as outras áreas de registo a explicar esta política em diversos idiomas. Além disso, encontra-se indicada uma notificação desta política e um número de contacto telefónico na factura do paciente. É disponibilizado um pacote de assistência financeira, incluindo o pedido e as instruções, em todas as áreas de registo assim como no Departamento de Crédito e Cobranças (ligue (516) , opção #3). Informação adicional, incluindo uma descrição em linguagem simples sobre esta política e o formulário de pedido, encontram-se disponíveis em vários idiomas no site do hospital. Uma determinação de assistência financeira é geralmente efectuada no prazo de trinta dias após a recepção de um pedido completo, assumindo que toda a documentação necessária foi fornecida pelo paciente. Os pacientes têm de voltar a apresentar o pedido a cada 180 dias. Os pacientes que peçam assistência por telefone ou por escrito com a sua factura do hospital serão direccionados para o Departamento de Crédito e Cobranças através do número (516) opção #3. O pessoal deste departamento tem formação relativa à política de assistência financeira do hospital e poderá facultar assistência aos requerentes na compreensão da política e como preencher o pedido. O paciente e/ou a família podem ser avaliados para potencial Medicaid, Child Health Plus, e Family Health Plus. Se o paciente/família for considerado(a) elegível para algum dos programas acima, será facultado ao paciente um formulário de pedido para Assistência Financeira e o hospital vai efectuar a cobrança do saldo em aberto. Se, no final, for obtido seguro, o paciente / membro da família não será elegível para assistência financeira. Os pacientes elegíveis para Medicaid serão classificados como Pendentes Medicaid e a sua factura será ajustada de acordo com as taxas de reembolso do Medicaid. Estes ajustes serão efectuados como Compensações Medicaid. Os pacientes

2 podem também qualificar-se para assistência financeira ao abrigo das directrizes de elegibilidade presumíveis do hospital. Esses pacientes que se qualifiquem serão notificados sobre o valor da assistência financeira concedida. A determinação pode ser efectuada antes, durante, ou após o episódio de cuidado. No caso de o paciente ter sido referido a uma agência de cobrança antes de solicitar assistência, a agência vai referir o paciente ao Departamento de Crédito e Cobrança para assistência. As agências de cobrança de Winthrop estão proibidas de discutir ou aplicar a política do hospital. Em vez disso, têm de remeter os pacientes ao hospital para orientação e determinação. Nessa altura, a conta do paciente será retirada da agência. Para determinar a assistência financeira, o/a paciente/família vai necessitar de submeter um pedido completo no prazo de 240 dias após a recepção da primeira factura (o Winthrop reserva-se o direito de alargar o período uma base de caso-a-caso). O pedido tem de incluir a seguinte informação: Recibos de Pagamentos/cheques do Desemprego/documentos de Compensação/cheques da Segurança Social de um mês (obrigatório). Um Formulário de Solicitação de Assistência Financeira preenchido e assinado (obrigatório). Outra documentação, conforme solicitado Geralmente, o rendimento da família do paciente não pode exceder 500 por cento do nível Federal de Pobreza para se qualificar (para informação sobre as Directrizes Federais sobre Pobreza consulte A assistência terá por base, mas não se limita a, dimensão da família e rendimento do agregado familiar. Adicionalmente, análises dos documentos solicitados devem facultar informação de que não estão disponíveis outras fontes de rendimento. Na determinação de elegibilidade e níveis, o Hospital não vai considerar a residência principal do paciente, automóveis, poupanças reforma ou planos de poupança para universidade. Não obstante o paciente ter 240 dias a partir da recepção da primeira factura para solicitar assistência financeira, o hospital pode recorrer a acções de cobrança extraordinárias (ECA) após os primeiros 120 dias a partir da recepção da primeira factura (tal como penhora de propriedade, reportar a agência de crédito, acção civil contra o paciente, etc.). O hospital efectuará os esforços razoáveis para determinar a elegibilidade antes de avançar para acções de cobrança. Será emitida informação por escrito sobre a disponibilização de assistência financeira e a intenção do hospital de avançar para acções de cobrança ao paciente pelo menos 30 dias antes da intenção do hospital de avançar com qualquer ECA. Após a recepção de um pedido de assistência financeira completo, todas as acções de cobrança ficam suspensas pendentes da determinação final de elegibilidade ou que tenham passado 30 dias desde a notificação ao paciente de uma apresentação incompleta. Consulte a política de facturação e cobranças do hospital para mais detalhes. É disponibilizada uma cópia desta política através do contacto com o Departamento de Crédito e Cobrança do hospital pelo número (516) , opção #3. Após recepção do pedido de assistência finaceira, o Departamento de Crédito e Cobranças vai fazer uma determinação inicial sobre se o paciente se qualifica para serviços sem custos ou a custos reduzidos com base em entrevistas pessoais ou qualquer documentação preliminar apresentada. O ajuste inicial vai reduzir a factura do paciente dos valores brutos para um nível que represente valores geralmente facturados a pacientes com seguro para o ano civil anterior (método de "referência passada")

3 com base na soma de todos os pedidos de urgência e necessários do ponto de vista médico para pacientes Medicare "fee-for-service" (taxa de serviço) e com seguros de saúde privados. São disponibilizados detalhes mediante pedido. O paciente é notificado por escrito que este valor representa um valor mínimo de assistência financeira disponível, mas que têm de ser facultados todos os documentos e formulários. Podem ser facultada assistência financeira adicional para além do limite mínimo assim que toda a documentação necessária tenha sido submetida e analisada. O paciente é também notificado de que não são exigidos pagamentos até a elegibilidade ter sido determinada pelo hospital. Após recepção de toda a documentação necessária, o Departamento de Crédito e Cobrança vai efectuar uma determinação final relativa à situação de assistência financeira do paciente no prazo de trinta dias. Se não for recebida toda a documentação solicitada, o paciente não se qualifica. Se for recebida documentação incompleta, é enviada uma carta de pendentes para o paciente a pedir os documentos em falta ou adicionais. Durante este período de determinação, a conta do paciente será enviada para uma agência de cobranças para seguimento de qualquer saldo pendente. Se for efectuada uma determinação favorável, o Departamento de Crédito e Cobrança vai enviar uma carta de aprovação ao paciente. É nesta altura que se fará a candidatura a uma segunda fase de redução de assistência financeira para a factura ajustada do paciente. Esta redução será uma redução de escala móvel com base da dimensão da família e nos níveis de rendimento. A escala será baseada no seguinte: um abatimento de 100 por cento em níveis de rendimento do agregado familiar abaixo de 200 por cento do Nível Federal de Pobreza (FPL) mais recentemente publicado, um abatimento de 75% em rendimentos acima de 200% e até 300% do FPL, um abatimento de 50% em rendimentos acima de 300% e abaixo de 400% do FPL, um abatimento de 25% em rendimentos de agregado familiar acima de 400% e abaixo de 500% do FPL. Adicionalmente, em última instância, a responsabilidade do paciente pode ser paga em prestações mensais, sem juros, ao Winthrop-University Hospital. Os pagamentos em prestações não ultrapassarão os 24 meses sem aprovação administrativa a menos que cada valor de pagamento mensal ultrapasse 10 por cento do rendimento bruto mensal do agregado familiar do paciente. Nesses casos, a prestação mensal será limitada a 10% do rendimento mensal do agregado familiar. Em caso de determinações não favoráveis, é enviada uma carta de recusa ao paciente e as facturas pendentes serão cobradas através da política e processo de cobrança do hospital, que pode incluir referências a agências de cobrança. Se se determinar que o contencioso judicial é necessário, a agência de cobrança tem de obter consentimento por escrito por parte do Hospital antes de iniciar tal acção. Se o paciente/fiador já efectuou pagamentos ao hospital e o valor máximo de assistência financeira concedido é superior ao valor total pago, será então emitido um reembolso pelo valor em excesso ao paciente/fiador. É aplicada uma disposição catastrófica a cada cálculo para assegurar que a última responsabilidade do paciente não ultrapassa 3 meses do rendimento bruto do agregado familiar. Em última análise, o paciente será responsável pelo valor menor da factura reduzida ou 3 meses do rendimento bruto do agregado familiar.

4 Se for solicitado um plano de pagamentos, o pagamento mensal a ser efectuado ao Hospital não ultrapassará os 10 por cento do rendimento bruto do paciente. Os planos de pagamento de 24 meses ou menos não contemplam juros. As condições de pagamento a mais de 24 meses poderão estar sujeitas a juros. A taxa de juros não ultrapassará a taxa utilizada pelo Tesouro dos EUA para instrumento de segurança a 90 dias. No caso de pacientes sem seguro ou que não cumpram os critérios para se qualificarem para assistência financeira conforme notado acima poderão ser considerados para assistência num base de análise caso-a-caso. Após análise por parte do Director dos Serviços Financeiros do Paciente poderá ser concedida assistência financeira. O grau dessa assistência será determinado pelo Director dos Serviços Financeiros do Paciente, com aprovação secundária necessária por parte do Vice-Presidente Adjunto de Finanças. O paciente pode recorrer da decisão do Hospital relativamente desaprovação ou nível de serviços financeiros aprovados. Os recursos devem ser remetidos para o (Director de Serviços Financeiros do Paciente) Director of Patient Financial Services, Winthrop-University Hospital, 700 Hicksville Road, Suite 203, Bethpage, NY para análise. Será tomada uma decisão final no prazo de 2 semanas do pedido. Está disponível um segundo nível de recurso. A informação relativa ao pedido para assistência financeira será apresentada ao Vice-Presidente Adjunto de Finanças. Será efectuada uma determinação final no prazo de 2 semanas do pedido. Os pacientes podem também contactar o Departamento de Saúde de Nova Iorque através do número (800) ou (518) Todos os médicos que estejam associados ao Winthrop-University Hospital não são obrigados a participar na política de assistência financeira do Winthrop. Para obter uma lista completa de médicos associados com o Winthrop clique aqui. Para os pacientes que não solicitem ou não sejam elegíveis a assistência financeira, seguidamente encontra-se o processo de facturação e cobrança do Winthrop: Todos os pacientes que recebam serviços serão facturados de forma atempada relativamente a todos os serviços e artigos facultados durante o respectivo episódio de cuidados prestados que não sejam abrangidos pelo seguro. Devem ser utilizados esforços razoáveis para cobrar todas os valores pendentes de pacientes. Após a conclusão da prestação de cuidados ao paciente e a compilação de todos os encargos associados, a seguradora do paciente será facturada. O paciente será também facturado pela sua parte (co-pagamentos, dedutíveis, etc.). Pacientes com pagamento total pelo próprio serão facturados com base na política de pagamento pelo próprio do hospital. Os pacientes que solicitem assistência financeira vão continuar a ser facturados até ser recebido o pedido de assistência financeira completo. Após a recepção de um pedido completo todas as acções de cobrança serão suspensas pendentes de determinação final de elegibilidade. Assim que for facultada uma determinação final, espera-se que todos os saldos pendentes serão pagos prontamente.

5 Serão utilizados esforços razoáveis para cobrar todos os valores pendentes. Estes esforços incluem, mas não se limitam a: - Enviar as facturas iniciais ao paciente, solicitando que o fiador contacte o representante financeiro do hospital indicado para assistência - Dois extractos adicionais enviados por para o paciente /fiador; a primeira notificação de acompanhamento a aproximadamente 28 dias da data de facturação inicial, a segunda notificação de acompanhamento a aproximadamente 28 dias após a primeira notificação, e potencialmente uma terceira notificação a aproximadamente 21 dias da segunda notificação. A terceira notificação vai informar o paciente de que a conta será remetida à área de pré-cobranças do hospital se não obtiver resposta no prazo de 25 dias. - Se o hospital não obtiver informação financeira ou efectuar acordos de pagamento, a conta será remetida para a Transunion ou a Experian para ser avaliada relativamente a análise de elegibilidade de assistência financeira presumível. - Se não forem cumpridos os critérios de assistência financeira, as contas serão descontadas ou abatidas com base na resposta da Transunion ou Experian. Os restantes saldos qualificar-se-ão para acções de pré-cobrança. As acções de pré-cobrança incluem duas chamadas telefónicas no 1.º e no 14.º dias, seguidas por três cartas de contacto a cada duas semanas. Sem resolução, a conta será devolvida ao hospital e qualificar-se-á para prélistagem de cobrança duvidosa. Após a pré-listagem a conta qualificar-se-á para acções de cobrança após a conclusão de um ciclo de cobrança de 120 dias. Todos os valores devidos por pacientes / fiadores serão remetidos a uma agência de cobrança se não existir resposta após um máximo de 120 dias a contar da factura inicial. As contas poderão ser remetidas para uma agência de cobranças no prazo inferior a 120 dias se: - O hospital não conseguir contactar o paciente / fiador por correio ou telefone e for necessário "localização de devedores", - O paciente tiver falecido ou estiver em situação de insolvência. - O paciente for conhecido pelo hospital como detentor de outras contas em situação de cobrança duvidosa - Qualquer outro assunto que seja considerado como colocando o hospital em risco de não cobrança de pagamento conforme determinado pelo Director de Serviços Financeiros do Paciente As agências de cobrança vão cumprir com todas as leis estatais e federais relativas a acções de cobrança. As acções de cobrança extraordinárias, tais como a penhora de propriedade, informação a gabinete de crédito ou avançar com acção civil contra um paciente, entre outros, têm de ser aprovadas por um gestor de Crédito e Cobrança antes do início de tal acção. O hospital reserva-se o direito de suspender actividades de cobrança ou remeter uma conta para uma agência de cobrança- Se o paciente ou o fiador solicitar consideração para assistência financeira, a agência de cobrança têm de indicar o paciente / fiador ao Departamento de Crédito e Cobrança do hospital. As agências de cobrança estão proibidas de discutir assistência financeira com os pacientes / fiadores. Periodicamente, o Hospital vai medir a sua conformidade com esta política através do Departamento de Auditoria Interna.

POLÍTICA SOBRE faturamento e cobranças para os Hospitais da Sutter Health

POLÍTICA SOBRE faturamento e cobranças para os Hospitais da Sutter Health Data efetiva: 1/12/1998 Data final aprovada: 01/3/2007 Data de revisão: 26/10/2015 Nova data de revisão: 26/10/2018 Proprietário: Patrick McDermott, Vice-Presidente de Ciclo de Receitas Área da política:

Leia mais

NewYork-Presbyterian Hospital Local: Todos os centros Manual de Políticas e Procedimentos do Hospital Número: Página 1 de 7

NewYork-Presbyterian Hospital Local: Todos os centros Manual de Políticas e Procedimentos do Hospital Número: Página 1 de 7 Página 1 de 7 TÍTULO: POLÍTICA DE COBRANÇA POLÍTICA E FINALIDADE: A finalidade da Política de Cobrança (doravante Política) é promover o acesso do paciente ao atendimento de saúde de qualidade, e ao mesmo

Leia mais

Financial Assistance Documents

Financial Assistance Documents Financial Assistance Documents Chippewa Valley Hospital Submit to: Patient Financial Services 1220 Third Ave. West Durand, WI 54763 Phone: 715-672-4211 www.chippewavalleyhospital.com FAP Version Date:

Leia mais

Política administrativa. Assunto: Assistência financeira para pacientes de baixa renda, não segurados e não suficientemente segurados

Política administrativa. Assunto: Assistência financeira para pacientes de baixa renda, não segurados e não suficientemente segurados Política administrativa Assunto: Assistência financeira para pacientes de baixa renda, não segurados e não suficientemente segurados Data em vigor: 1 o de janeiro de 2016 Substitui a Política de data:

Leia mais

COMISSÃO EUROPEIA Gabinete de Cooperação EuropeAid. América Latina Gestão financeira e contratual

COMISSÃO EUROPEIA Gabinete de Cooperação EuropeAid. América Latina Gestão financeira e contratual 1 Introdução ao sistema financeiro (custos elegíveis ) Custos directos elegíveis por natureza Custos não elegíveis Período de elegibilidade Repartição das despesas financeiras em conformidade com oanexo

Leia mais

instituições de comprovada valia social, o qual visa concretizar, especificando, o compromisso a que está vinculada.

instituições de comprovada valia social, o qual visa concretizar, especificando, o compromisso a que está vinculada. DECISÃO relativa ao programa para a atribuição de subsídio à aquisição de equipamentos de recepção das emissões de TDT por parte de cidadãos com necessidades especiais, grupos populacionais mais desfavorecidos

Leia mais

HP Hardware Support Exchange Service HP Customer Support Contractual Services

HP Hardware Support Exchange Service HP Customer Support Contractual Services HP Hardware Support Exchange Service HP Customer Support Contractual Services Um serviço fiável e rápido de substituição de hardware que é uma alternativa rentável e conveniente à reparação no local de

Leia mais

Proposta de adesão ao Programa de Comparticipação nos Cuidados de Saúde 2012

Proposta de adesão ao Programa de Comparticipação nos Cuidados de Saúde 2012 澳 門 衛 特 別 生 行 政 局 區 政 府 Governo da Região Administrativa de Macau Serviços de Saúde Proposta de adesão ao Programa de Comparticipação nos Cuidados de Saúde 2012 (1.ª Parte) Unidades Privadas de Saúde que

Leia mais

Informações gerais de nossos programas

Informações gerais de nossos programas Informações gerais de nossos programas Informações gerais de nossos programas Esta publicação fornece informações gerais sobre as características mais importantes dos programas de Seguro Social, Supplemental

Leia mais

Regulamento PAPSummer 2015

Regulamento PAPSummer 2015 Regulamento PAPSummer 2015 Artigo 1º Objectivos do programa, montante e designação das bolsas 1. O programa PAPSummer pretende dar a oportunidade a estudantes portugueses (Estudante) de desenvolver um

Leia mais

CONDIÇÕES DE VENDA. 1. Prazo de entrega O prazo de entrega é o referido na confirmação da encomenda, salvo acordo em contrário.

CONDIÇÕES DE VENDA. 1. Prazo de entrega O prazo de entrega é o referido na confirmação da encomenda, salvo acordo em contrário. CONDIÇÕES DE VENDA A venda de produtos da Portucel Soporcel Fine Paper S.A. ( vendedor ) é regulada pelas condições abaixo descritas, em conformidade com as práticas em vigor na indústria e comércio de

Leia mais

VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL, S.R. DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL Despacho n.º 492/2009 de 28 de Abril de 2009

VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL, S.R. DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL Despacho n.º 492/2009 de 28 de Abril de 2009 VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL, S.R. DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL Despacho n.º 492/2009 de 28 de Abril de 2009 O Decreto Regulamentar n.º 84-A/2007, de 10 de Dezembro, estabeleceu o enquadramento

Leia mais

FINALIDADE E BREVE HISTÓRICO

FINALIDADE E BREVE HISTÓRICO Medicaid FINALIDADE E BREVE HISTÓRICO O Medicaid é um programa de seguro saúde aprovado em 1965 como parte da Guerra à Pobreza. Ele é financiado em conjunto com recursos federais e estaduais, e representa

Leia mais

VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL, S.R. DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL Despacho n.º 751/2009 de 9 de Julho de 2009

VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL, S.R. DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL Despacho n.º 751/2009 de 9 de Julho de 2009 VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL, S.R. DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL Despacho n.º 751/2009 de 9 de Julho de 2009 O Decreto Regulamentar n.º 84-A/2007, de 10 de Dezembro, estabeleceu o enquadramento

Leia mais

PME Investe VI. Linha de Crédito Micro e Pequenas Empresas

PME Investe VI. Linha de Crédito Micro e Pequenas Empresas PME Investe VI Linha de Crédito Micro e Pequenas Empresas Objectivos Esta Linha de Crédito visa facilitar o acesso ao crédito por parte das micro e pequenas empresas de todos os sectores de actividade,

Leia mais

EUROPEIA SOBRE A VENDA DE TÍTULOS A DESCOBERTO

EUROPEIA SOBRE A VENDA DE TÍTULOS A DESCOBERTO INFORMAÇÃO PADRÃO EUROPEIA SOBRE A VENDA DE TÍTULOS A DESCOBERTO 1 IDENTIDADE E DADOS DE CONTATO DA ENTIDADE FORNECEDORA DO CRÉDITO Entidade fornecedora do crédito: DEGIRO B.V. Endereço: Rembrandt Tower

Leia mais

Informações sobre o Programa e Instruções sobre o Formulário de Inscrição

Informações sobre o Programa e Instruções sobre o Formulário de Inscrição P Prescription Advantage Prescription Advantage O seu plano para prescrições de medicamentos acessíveis O que é Prescription Advantage? Prescription Advantage é um programa de assistência estatal de prescrições

Leia mais

Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais. Procedimentos

Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais. Procedimentos Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais EQUASS Assurance Procedimentos 2008 - European Quality in Social Services (EQUASS) Reservados todos os direitos. É proibida a reprodução total ou parcial

Leia mais

Linha de apoio à reestruturação de dívida bancária das empresas dos Açores- Condições e Procedimentos

Linha de apoio à reestruturação de dívida bancária das empresas dos Açores- Condições e Procedimentos Linha de apoio à reestruturação de dívida bancária das empresas dos Açores- Condições e Procedimentos 1. Beneficiários Empresas com sede na Região Autónoma dos Açores que não tenham como actividade principal

Leia mais

Regulamento de Empréstimo

Regulamento de Empréstimo Regulamento $ de Empréstimo Para participantes do Plano Complementar de Benefícios Previdenciais - Plano BD $ Fundação de Previdência dos Empregados da CEB Regulamento aprovado pelo Conselho Deliberativo

Leia mais

Termos e Condições Especiais de Venda - Social Ads

Termos e Condições Especiais de Venda - Social Ads Termos e Condições Especiais de Venda - Social Ads Os presentes termos e condições especiais de venda (doravante Condições Especiais de Venda ou os CPV regulamentam a relação entre: A APVO, uma empresa

Leia mais

Descrição do serviço: Serviços de recuperação de activos ProManage Dell Reciclagem de activos de TI

Descrição do serviço: Serviços de recuperação de activos ProManage Dell Reciclagem de activos de TI Dell Serviços Descrição do serviço: Serviços de recuperação de activos ProManage Dell Reciclagem de activos de TI Apresentação dos serviços A Dell tem o prazer de fornecer os Serviços de recuperação de

Leia mais

3º Alargamento de Prazo das Linhas de Crédito PME Investe - Documento de divulgação - V.1

3º Alargamento de Prazo das Linhas de Crédito PME Investe - Documento de divulgação - V.1 1. Beneficiários: As empresas que tenham operações contratadas ao abrigo das Linhas de Crédito PME Investe e que à data de contratação do alargamento do prazo não tenham incumprimentos não regularizados

Leia mais

Conciliação para empresas em dificuldades

Conciliação para empresas em dificuldades Conciliação para empresas em dificuldades Em vez de recorrer aos tribunais, uma empresa com dificuldades em cumprir as suas obrigações pode recorrer ao procedimento extrajudicial de conciliação, através

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL 1. FINALIDADE 1.1. Este Regulamento tem por finalidade disciplinar as concessões de empréstimos aos Participantes do Plano de Benefícios JMalucelli, administrado pelo

Leia mais

Âmbito dos serviços de controlo de saúde da Compellent

Âmbito dos serviços de controlo de saúde da Compellent Descrição do serviço Controlo de Saúde de SAN Dell Compellent Visão geral do serviço A presente Descrição do Serviço ( Descrição do Serviço ) é celebrada entre si, o cliente ( você ou Cliente ), e a entidade

Leia mais

relatório final do projecto.../pt/16/c/ /

relatório final do projecto.../pt/16/c/ / Relatório Final Estrutura 1. INTRODUÇÃO 1.1 Caracterização da Situação Antes da Intervenção 1.2 Objectivos da Intervenção 2. IDENTIFICAÇÃO DA DECISÃO 2.1 Elementos Básicos da Decisão Inicial 2.2 Alterações

Leia mais

BRADESCO MINICARD VISA NACIONAL

BRADESCO MINICARD VISA NACIONAL BRADESCO MINICARD VISA NACIONAL Ele foi criado para lhe oferecer um conjunto de benefícios e facilitar seu dia-a-dia, especialmente nos momentos em que você mais precisa de um Cartão. Para o Bradesco,

Leia mais

VALOR GARANTIDO VIVACAPIXXI

VALOR GARANTIDO VIVACAPIXXI VALOR GARANTIDO VIVACAPIXXI CONDIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I GENERALIDADES ARTº 1º - DEFINIÇÕES 1. Para os efeitos do presente contrato, considera-se: a) Companhia - a entidade seguradora,, que subscreve com

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV.

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV. REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV. Sumário Capítulo I Da finalidade...1 Capítulo II - Dos contratantes...1 Capítulo III - Dos limites individuais...2 Capítulo IV -

Leia mais

Certidão Permanente. Manual de Procedimentos

Certidão Permanente. Manual de Procedimentos Certidão Permanente Manual de Procedimentos Procedimentos da Certidão Permanente On-line Sim 2. Elaborar Pedido de Subscrição 1. Autenticar apresentante / Login 1.1. Subscrição da Certidão? 4. Efectuar

Leia mais

Financiamento e Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Financiamento e Apoio às Micro e Pequenas Empresas Financiamento e Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Concelho da Nazaré no âmbito do Programa FINICIA Anexo I ao protocolo financeiro e de cooperação Normas e Condições de Acesso Artigo 1º. (Objectivo)

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 96/2013 de 3 de Outubro de 2013

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 96/2013 de 3 de Outubro de 2013 PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 96/2013 de 3 de Outubro de 2013 Considerando a necessidade do Governo dos Açores continuar a potenciar a competitividade e crescimento sustentado

Leia mais

ORÇAMENTO DO ESTADO 2010 MEDIDAS FISCAIS PROCESSO TRIBUTÁRIO. Carla Pereira. São João da Madeira, 30 de Março de 2010

ORÇAMENTO DO ESTADO 2010 MEDIDAS FISCAIS PROCESSO TRIBUTÁRIO. Carla Pereira. São João da Madeira, 30 de Março de 2010 ORÇAMENTO DO ESTADO 2010 MEDIDAS FISCAIS PROCESSO TRIBUTÁRIO São João da Madeira, 30 de Março de 2010 1 LGT 1 JUROS DE MORA CPPT 2 NOTIFICAÇÕES E CITAÇÕES ELECTRÓNICAS 3 COMPENSAÇÃO DE DÍVIDAS 4 EXECUÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO Art. 1º Este documento, doravante denominado Regulamento de Empréstimo, estabelece os direitos e as obrigações da Boticário Prev, dos Participantes e Assistidos, para a concessão

Leia mais

REGULAMENTO DO PASSAPORTE PARA O EMPREENDEDORISMO

REGULAMENTO DO PASSAPORTE PARA O EMPREENDEDORISMO REGULAMENTO DO PASSAPORTE PARA O EMPREENDEDORISMO Artigo 1º Âmbito Ao abrigo do n.º 1 do artigo 8.º da Portaria n.º 370-A/2012, de 15 de novembro de 2012, o presente regulamento estabelece os procedimentos

Leia mais

Regulamento Geral de Mobilidade Internacional de Estudantes da Universidade Fernando Pessoa 2015-2016

Regulamento Geral de Mobilidade Internacional de Estudantes da Universidade Fernando Pessoa 2015-2016 Regulamento Geral de Mobilidade Internacional de Estudantes da Universidade Fernando Pessoa 2015-2016 1. Mobilidade Internacional de Estudantes Os alunos da Universidade Fernando Pessoa (UFP) que cumpram

Leia mais

Ordem de Serviço Nº 03/CA/2011 Presidente do Conselho de Administração

Ordem de Serviço Nº 03/CA/2011 Presidente do Conselho de Administração Ordem de Serviço Nº 03/CA/2011 Presidente do Conselho de Administração ASSUNTO: ALTERAÇÃO DO REGULAMENTO DE CRÉDITO O Conselho de Administração da Cooperativa de Poupança e Crédito, SCRL, no âmbito das

Leia mais

proposta de adesão ao serviço facturação repartida (vpn)

proposta de adesão ao serviço facturação repartida (vpn) proposta de adesão ao facturação repartida (vpn) postal - Entre a TMN - Telecomunicações Móveis, S.A., e o cliente vigora um acordo de prestação de telefónico móvel, a que corresponde o cartão do plano

Leia mais

FIES Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior

FIES Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior FIES Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior Perguntas frequentes 1 O que é o FIES? O Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES) é um programa do Ministério da Educação

Leia mais

Linha de Crédito Açores Investe Condições e Procedimentos

Linha de Crédito Açores Investe Condições e Procedimentos Linha de Crédito Açores Investe Condições e Procedimentos 1. Beneficiários: 1.1 Empresas com sede na Região Autónoma dos Açores, que desenvolvam actividade enquadrada na lista de CAE s abaixo mencionadas,

Leia mais

INCUMPRIMENTO DE CONTRATOS DE CRÉDITO Prevenção e regularização do incumprimento por clientes bancários particulares

INCUMPRIMENTO DE CONTRATOS DE CRÉDITO Prevenção e regularização do incumprimento por clientes bancários particulares BANCO DE PORTUGAL E U R O S I S T E M A INCUMPRIMENTO DE CONTRATOS DE CRÉDITO Prevenção e regularização do incumprimento por clientes bancários particulares INCUMPRIMENTO DE CONTRATOS DE CRÉDITO Prevenção

Leia mais

Simulação de Crédito Pessoal

Simulação de Crédito Pessoal Simulação de Crédito Pessoal Data de Impressão: 15-10-2013 12:35 Número de Simulação: 13892037 Resumo Prestação Comissão de Processamento (mensal) (Acresce Imposto do Selo à Taxa em vigor) Seguro de Vida

Leia mais

1.3. Em quais casos é possível solicitar o parcelamento? 1.4. Como saberei se minha empresa possui débitos junto à Anvisa?

1.3. Em quais casos é possível solicitar o parcelamento? 1.4. Como saberei se minha empresa possui débitos junto à Anvisa? Atualizado: 07 / 10 / 2011 - FAQ AI 1. Parcelamento de débitos em cobrança administrativa não inscritos em dívida ativa 1.1. Tipos de parcelamento de débito 1.2. Parcelamento de débito de AFE / AE 1.3.

Leia mais

UNTAET. UNITED NATIONS TRANSITIONAL ADMINISTRATION IN EAST TIMOR Administração Transitória das Nações Unidas em Timor-Leste REGULAMENTO N.

UNTAET. UNITED NATIONS TRANSITIONAL ADMINISTRATION IN EAST TIMOR Administração Transitória das Nações Unidas em Timor-Leste REGULAMENTO N. U N I T E D N A T I O N S United Nations Transitional Administration in East Timor UNTAET N A T I O N S U N I E S Administration Transitoire de Nations Unies au Timor Oriental UNITED NATIONS TRANSITIONAL

Leia mais

BRADESCO VISA NACIONAL. Índice. Facilidades e Benefícios Serviços de Emergência Reposição Emergencial de Cartão Saques de Emergência

BRADESCO VISA NACIONAL. Índice. Facilidades e Benefícios Serviços de Emergência Reposição Emergencial de Cartão Saques de Emergência BRADESCO VISA NACIONAL Índice Facilidades e Benefícios Serviços de Emergência Reposição Emergencial de Cartão Saques de Emergência Formas de Pagamento Parcelamento de Compras Crédito Rotativo Parcelamento

Leia mais

Quais as impressoras incluídas na promoção?

Quais as impressoras incluídas na promoção? Como funciona? Ao adquirir uma das impressoras Epson elegíveis, poderá pedir uma estadia gratuita em hotel de 4 estrelas ao efectuar a reserva através de nós. Se comprar dois multipacks de tinteiros na

Leia mais

Linha de Crédito PME Investe III

Linha de Crédito PME Investe III Linha de Crédito PME Investe III Condições e Procedimentos I - CONDIÇÕES GERAIS DA LINHA DE CRÉDITO 1. Beneficiários: empresas localizadas nas regiões do Continente, salvo quanto à Linha Específica para

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.177, DE 7 DE JANEIRO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 4.177, DE 7 DE JANEIRO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 4.177, DE 7 DE JANEIRO DE 2013 Altera as normas para contratação das operações de crédito fundiário ao amparo do Fundo de Terras e da Reforma Agrária, de que trata a Seção 1 do Capítulo 12

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA Referência: 400001_EUR_20160701_001 CONTA EXTRACTO Designação Condições de acesso Modalidade Meios de movimentação Moeda Montante Taxa de remuneração Conta Extracto Clientes pessoas singulares, pessoas

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO FINANCEIRA VICE-DIRETORIA ADMINISTRATIVA

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO FINANCEIRA VICE-DIRETORIA ADMINISTRATIVA POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO FINANCEIRA VICE-DIRETORIA ADMINISTRATIVA ABRIL 2011 1 1. APRESENTAÇÃO A expansão das atividades de ensino e melhoramento da infraestrutura física ofertada tem exigido da Faculdade

Leia mais

Condições gerais do Paylogic Nederland BV

Condições gerais do Paylogic Nederland BV Artigo 1º Definições Condições gerais do Paylogic Nederland BV 1.1 Nestas Condições gerais, as seguintes definições são utilizadas: Cliente Condições gerais Seguro de cancelamento A parte que faz a compra

Leia mais

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE EMPRÉSTIMO PESSOAL PERMANENTE PLANO DE BENEFÍCIOS 03

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE EMPRÉSTIMO PESSOAL PERMANENTE PLANO DE BENEFÍCIOS 03 1/6 TÍTULO: CLASSIFICAÇÃO: REFERENCIAL NORMATIVO: ASSUNTO: GESTOR: ELABORADOR: APROVAÇÃO: Regulamento do Programa de Empréstimo Pessoal Permanente Documento Executivo Resolução CMN nº 3456/2007 PO-GEREL-002_Solicitação

Leia mais

1 / 2 Condições de Utilização do Crédito Pessoal

1 / 2 Condições de Utilização do Crédito Pessoal 1 / 2 Condições de Utilização do Crédito Pessoal 1. O Crédito Pessoal é do tipo crédito clássico e só pode ser solicitado pela pessoa singular 1ª Titular de um Cartão emitido pela UNICRE que esteja em

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO FINANCEIRA

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO FINANCEIRA POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO FINANCEIRA Diretoria Acadêmica e de Administração fev-2010 Anexo I - PORTARIA Nº 08/2010-DIR Considerando que o melhoramento constante da infra-estrutura física ofertada e a busca

Leia mais

Cálculo Financeiro. . Casos Reais Resolvidos e Explicados (2008) ISBN 978-972-592-234-7 Escolar Editora

Cálculo Financeiro. . Casos Reais Resolvidos e Explicados (2008) ISBN 978-972-592-234-7 Escolar Editora . Teoria e Prática 1ª edição (2004) ISBN 978-972-592-176-3 2ª edição (2007) ISBN 978-972-592-210-1 3ª edição (2009) ISBN 978-972-592-243-9. Exercícios Resolvidos e Explicados (2008) ISBN 978-972-592-233-0.

Leia mais

BANCO DE AJUDAS TÉCNICAS

BANCO DE AJUDAS TÉCNICAS MUNICIPIO DE VILA FRANCA DE XIRA CÂMARA MUNICIPAL BANCO DE AJUDAS TÉCNICAS Normas de Funcionamento Preâmbulo O presente documento concretiza e sistematiza o projecto de «Banco de Ajudas Técnicas do Concelho

Leia mais

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO NOÇÕES BÁSICAS SOBRE CRÉDITO

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO NOÇÕES BÁSICAS SOBRE CRÉDITO ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO NOÇÕES BÁSICAS SOBRE CRÉDITO Índice Conceito de empréstimo Avaliação da capacidade financeira Principais tipos de crédito Ficha de Informação Normalizada Principais características

Leia mais

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO SOBRE-ENDIVIDAMENTO

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO SOBRE-ENDIVIDAMENTO ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO SOBRE-ENDIVIDAMENTO Índice Origem e consequências do sobre-endividamento O que é e como surge o sobre-endividamento? Quais as consequências do incumprimento? Prevenção

Leia mais

RPM INTERNATIONAL INC. E SUAS SUBSIDIÁRIAS E EMPRESAS OPERADORAS AVISO DE PRIVACIDADE EM PORTO SEGURO. EM VIGOR A PARTIR DE: 12 de Agosto de 2015

RPM INTERNATIONAL INC. E SUAS SUBSIDIÁRIAS E EMPRESAS OPERADORAS AVISO DE PRIVACIDADE EM PORTO SEGURO. EM VIGOR A PARTIR DE: 12 de Agosto de 2015 RPM INTERNATIONAL INC. E SUAS SUBSIDIÁRIAS E EMPRESAS OPERADORAS AVISO DE PRIVACIDADE EM PORTO SEGURO EM VIGOR A PARTIR DE: 12 de Agosto de 2015 Este Aviso estabelece os princípios seguidos pela RPM International

Leia mais

Dados Pessoais ASSINATURA DO CLIENTE. Oi ATENDE: *144 do seu Oi ou 1057 de qualquer telefone fixo ou acesse www.oi.com.br

Dados Pessoais ASSINATURA DO CLIENTE. Oi ATENDE: *144 do seu Oi ou 1057 de qualquer telefone fixo ou acesse www.oi.com.br PROMOÇÃO VÁLIDA DE 14/09/2009 a 17/01/2010. Certificamos a sua adesão às ofertas NOVO CRÉDITO OI NOS CARTÕES VISA OU MASTERCARD E 15 MIL MINUTOS+TORPEDOS. A Oferta NOVO CRÉDITO OI NOS CARTÕES VISA OU MASTERCARD

Leia mais

GUIA PRÁTICO INSCRIÇÃO/ALTERAÇÃO MEMBROS ÓRGÃOS ESTATUTÁRIOS INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO INSCRIÇÃO/ALTERAÇÃO MEMBROS ÓRGÃOS ESTATUTÁRIOS INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO INSCRIÇÃO/ALTERAÇÃO MEMBROS ÓRGÃOS ESTATUTÁRIOS INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático - Inscrição/Alteração Membros dos Órgãos Estatutários (MOE) (1008 V5.3)

Leia mais

MUNICÍPIO DE MONTEMOR-O-VELHO. Nota Justificativa

MUNICÍPIO DE MONTEMOR-O-VELHO. Nota Justificativa Nota Justificativa A Constituição da República Portuguesa define no n.º 2 do artigo 73.º que O Estado promove a democratização da Educação e as demais condições para que a Educação, realizada através da

Leia mais

DIRECTIVA RELATIVA À CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS HIPOTECÁRIOS PARA AQUISIÇÃO DE HABITAÇÃO

DIRECTIVA RELATIVA À CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS HIPOTECÁRIOS PARA AQUISIÇÃO DE HABITAÇÃO N. o 035/B/2010-DBS/AMCM Data: 05/10/2010 DIRECTIVA RELATIVA À CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS HIPOTECÁRIOS PARA AQUISIÇÃO DE HABITAÇÃO A Autoridade Monetária de Macau (AMCM), no exercício das competências que

Leia mais

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO RESPONSABILIDADES DE CRÉDITO

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO RESPONSABILIDADES DE CRÉDITO ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO RESPONSABILIDADES DE CRÉDITO Índice Conceito de responsabilidade de crédito Central de Responsabilidades de crédito (CRC) O que é a CRC? Para que serve a CRC? Mapa de

Leia mais

GUIA PRÁTICO BONIFICAÇÃO POR DEFICIÊNCIA

GUIA PRÁTICO BONIFICAÇÃO POR DEFICIÊNCIA Manual de GUIA PRÁTICO BONIFICAÇÃO POR DEFICIÊNCIA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/14 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Bonificação por Deficiência (4002 v4.20)

Leia mais

Linha de Crédito Comércio Investe - Documento de Divulgação - V.1

Linha de Crédito Comércio Investe - Documento de Divulgação - V.1 A presente linha de crédito surge como uma resposta às dificuldades das empresas no acesso ao financiamento, permitindo desta forma melhorar o suporte financeiro dos projetos aprovados no âmbito da Medida

Leia mais

Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Concelho de Serpa

Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Concelho de Serpa Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Concelho de Serpa Anexo I ao protocolo financeiro e de cooperação Normas e Condições de Acesso Artigo 1º. (Objectivo) Pretende-se colocar à disposição das

Leia mais

PROGRAMA DE GESTÃO DOS RECENSEAMENTOS

PROGRAMA DE GESTÃO DOS RECENSEAMENTOS PROGRAMA DE GESTÃO DOS RECENSEAMENTOS APLICAÇÃO TRATAIHRU Versão 03.04 INDICE 1. CANDIDATURA...3 a) Tratar... Error! Bookmark not defined. b) Fechar... Error! Bookmark not defined. c) Converter...3 d)

Leia mais

MANUAL DE CONTROLO INTERNO

MANUAL DE CONTROLO INTERNO MANUAL DE CONTROLO INTERNO ARSN, IP Página 1 de 11 Ed. Rev. Data Autor 00 00 s/ data Implementação do Modelo de Controlo Interno nas ACSS ARS. 01 00 jan./2013 Adequação dos procedimentos à ARSN,IP. UACI

Leia mais

Oferta do BNU para os Funcionários Públicos de Macau

Oferta do BNU para os Funcionários Públicos de Macau Oferta do BNU para os Funcionários Públicos de Macau Pacote Deluxe : Um conjunto de oportunidades! Condições de Acesso Payroll + BOL + Cartão de Débito + Cartão de Crédito + One Auto-Pay. Overdraft Crédito

Leia mais

O que é o FGTS? Quem tem direito ao FGTS? Qual o valor do depósito?

O que é o FGTS? Quem tem direito ao FGTS? Qual o valor do depósito? O que é o FGTS? O FGTS - Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - é um fundo composto por depósitos bancários em dinheiro, compulsório, vinculado, realizado pelo empregador em favor do trabalhador, visando

Leia mais

O REGISTO DO ACORDO OU DA PROVA DE COMPRA É NECESSÁRIO ANTES DE A SONY EFECTUAR QUALQUER SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA.

O REGISTO DO ACORDO OU DA PROVA DE COMPRA É NECESSÁRIO ANTES DE A SONY EFECTUAR QUALQUER SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA. Acordo PrimeSupport PS.UPDR200.123.1 / PS.UPDR200.12X.1 Versão 1.0 10/2008 Este documento fornece informações sobre o Acordo PrimeSupport ao Cliente. Leia-o cuidadosamente. Para activar os serviços de

Leia mais

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DOS PRATICANTES AMADORES E DOS AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DOS PRATICANTES AMADORES E DOS AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DOS PRATICANTES AMADORES E DOS AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS 1 DEFINIÇÃO De acordo com as Condições Gerais da Apólice de Acidentes Pessoais - Desporto Cultura

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO HAPINEZ CENTRO DE EXCELÊNCIA PARA A PSICOLOGIA. Pág.1/19

REGULAMENTO INTERNO DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO HAPINEZ CENTRO DE EXCELÊNCIA PARA A PSICOLOGIA. Pág.1/19 REGULAMENTO INTERNO DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO HAPINEZ CENTRO DE EXCELÊNCIA PARA A PSICOLOGIA Pág.1/19 Índice DISPOSIÇÕES GERAIS 3 1. Localização 3 2. Âmbito 3 3. Política e Estratégia de Actuação 3 4. Inscrições

Leia mais

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS SEGURO DESPORTIVO ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JUÍZES DE BASQUETEBOL MANUAL DE PROCEDIMENTOS

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS SEGURO DESPORTIVO ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JUÍZES DE BASQUETEBOL MANUAL DE PROCEDIMENTOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS SEGURO DESPORTIVO ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JUÍZES DE BASQUETEBOL MANUAL DE PROCEDIMENTOS 1 DEFINIÇÃO De acordo com as Condições Gerais da Apólice de Acidentes Pessoais - Desporto

Leia mais

2. Que pessoas estão sujeitas a retenção na fonte? 3. Que prestações estão sujeitas a retenção na fonte?

2. Que pessoas estão sujeitas a retenção na fonte? 3. Que prestações estão sujeitas a retenção na fonte? Kanton Zürich Finanzdirektion Folha informativa para trabalhadores sujeitos a retenção na fonte no cantão de Zurique Válido a partir de 1 de Janeiro de 2015 Kantonales Steueramt Dienstabteilung Quellensteuer

Leia mais

O Governo da República Federativa do Brasil E O Governo da República Portuguesa

O Governo da República Federativa do Brasil E O Governo da República Portuguesa Ajuste Administrativo ao Acordo de Seguridade Social ou Segurança Social entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo da República Portuguesa O Governo da República Federativa do Brasil

Leia mais

Alargamento de Prazo das Linhas de Crédito PME Investe - Documento de divulgação - V.3

Alargamento de Prazo das Linhas de Crédito PME Investe - Documento de divulgação - V.3 1. Beneficiários: As empresas que tenham operações contratadas ao abrigo das de Crédito PME Investe e que à data de contratação do alargamento do prazo não tenham incumprimentos não regularizados junto

Leia mais

AUXÍLIO FINANCEIRO PARA ESTUDOS NO ENSINO SUPERIOR

AUXÍLIO FINANCEIRO PARA ESTUDOS NO ENSINO SUPERIOR AUXÍLIO FINANCEIRO PARA ESTUDOS NO ENSINO SUPERIOR Guia prático 2 AUXÍLIO FINANCEIRO AOS ESTUDOS NO ENSINO SUPERIOR: Guia prático Na sequência do acórdão do Tribunal de Justiça da União Europeia de 20

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO REGULAMENTO DO APOIO TÉCNICO À CRIAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO DE PROJETOS

PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO REGULAMENTO DO APOIO TÉCNICO À CRIAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO DE PROJETOS PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO REGULAMENTO DO APOIO TÉCNICO À CRIAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO DE PROJETOS Portaria n.º 985/2009, de 4 de setembro, alterada pela Portaria n.º

Leia mais

Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Concelho de Sines

Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Concelho de Sines Programa FINICIA Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Concelho de Sines Anexo I ao protocolo financeiro e de cooperação Normas e Condições de Acesso Artigo 1º. (Objectivo) Pretende-se colocar

Leia mais

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DIRECÇÃO NACIONAL DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA PRIVADA

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DIRECÇÃO NACIONAL DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA PRIVADA 300.35.01 Segurança Privada CIRCULAR N.º 7/SP/2014 07-04-2014 ASSUNTO: RECONHECIMENTO E EQUIVALÊNCIA DAS FORMAÇÕES OBTIDAS NO ESTRANGEIRO PARA AS CATEGORIAS PROFISSIONAIS DE VIGILANTE E DIRETOR DE SEGURANÇA

Leia mais

CIGNA INTERNATIONAL EXPATRIATE BENEFIT S. MBA : Benefícios Médicos no Exterior. Documentos de viagem importantes

CIGNA INTERNATIONAL EXPATRIATE BENEFIT S. MBA : Benefícios Médicos no Exterior. Documentos de viagem importantes CIGNA INTERNATIONAL EXPATRIATE BENEFIT S MBA : Benefícios Médicos no Exterior Documentos de viagem importantes Cartão de contato Ligação gratuita (nos EUA): +1.800.243.1348 Ligação por fax gratuita (nos

Leia mais

Serviço HP Foundation Care Exchange

Serviço HP Foundation Care Exchange Dados técnicos Serviço HP Foundation Care Exchange Serviços HP Vantagens do serviço Acesso a recursos técnicos da HP para resolução de problemas Contribui para um melhor desempenho do sistema e redução

Leia mais

Regulamento PAPSummer 2016

Regulamento PAPSummer 2016 Regulamento PAPSummer 2016 Artigo 1º Objetivos do programa, montante e designação das bolsas 1. O programa PAPSummer pretende dar a oportunidade a estudantes portugueses ( Estudante ) de desenvolver um

Leia mais

INFORMAÇÃO PARA ACESSO À LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN

INFORMAÇÃO PARA ACESSO À LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN INFORMAÇÃO PARA ACESSO À LINHA DE CRÉDITO INVESTE QREN A. BENEFICIÁRIOS Entidades beneficiárias dos Sistemas de Incentivos do QREN (SI QREN) e entidades beneficiárias do Sistema de Apoio a Ações Coletivas

Leia mais

Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Uniclass Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú Uniclass.

Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Uniclass Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú Uniclass. Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Uniclass Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú Uniclass. O Plano de Vantagens Itaú Uniclass oferece benefícios de acordo com o seu relacionamento

Leia mais

O incumprimento por parte dos compradores, consequências e soluções, a perda de habitação e das poupança das famílias

O incumprimento por parte dos compradores, consequências e soluções, a perda de habitação e das poupança das famílias O incumprimento por parte dos compradores, consequências e soluções, a perda de habitação e das poupança das famílias Natália Nunes Gabinete de Apoio ao Sobre-endividado CONFERÊNCIA HABITAÇÃO, ARRENDAMENTO

Leia mais

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE PARLAMENTO NACIONAL. Lei n. o 5 /2002, de 20 de Setembro LEI DE MODIFICAÇÃO DO SISTEMA TRIBUTÁRIO

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE PARLAMENTO NACIONAL. Lei n. o 5 /2002, de 20 de Setembro LEI DE MODIFICAÇÃO DO SISTEMA TRIBUTÁRIO REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE PARLAMENTO NACIONAL Lei n. o 5 /2002, de 20 de Setembro LEI DE MODIFICAÇÃO DO SISTEMA TRIBUTÁRIO O sistema fiscal de Timor-Leste foi instituído a partir do Regulamento

Leia mais

5º Workshop da Plataforma do Empreendedor

5º Workshop da Plataforma do Empreendedor 5º Workshop da Plataforma do Empreendedor Lisboa, AIP-CE 27 de Maio de 2010 EMPREENDEDORISMO Da ideia à actividade. O Montepio apoia a criação de negócios independentemente da sua dimensão e está disponível

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE VOLEIBOL Avª de França, 549 4050-279 PORTO Tel: 22 834 95 70 Fax: 22 832 54 94

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE VOLEIBOL Avª de França, 549 4050-279 PORTO Tel: 22 834 95 70 Fax: 22 832 54 94 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE VOLEIBOL Avª de França, 549 4050-279 PORTO Tel: 22 834 95 70 Fax: 22 832 54 94 CIRCULAR Nº 01 2010 2011 Para conhecimento das Associações, Clubes seus filiados, Rádio, Televisão,

Leia mais

Condições contratuais gerais TVCABO?

Condições contratuais gerais TVCABO? Condições contratuais gerais TVCABO? 1. OBJECTO 1.1. As presentes Condições Gerais regulam, em conjunto com os seus Anexos e os demais elementos referidos nas mesmas (conjuntamente Condições dos Produtos

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação 1.2. Endereço 1.3. Contactos BEST Banco Electrónico de Serviço Total, S.A. Praça Marquês de Pombal, 3 3º, 1250-161

Leia mais

REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES

REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES SUMÁRIO 1. DEFINIÇÕES... 2 2. FINALIDADE... 3 3. DESTINATÁRIOS... 3 4. DOCUMENTAÇÃO... 4 5. VALOR MÁXIMO E MÍNIMO... 5 6. PRAZOS... 5 7. ENCARGOS E ATUALIZAÇÃO MONETÁRIA... 6 8. GARANTIAS... 7 9. CONDIÇÕES

Leia mais

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS SEGURO DESPORTIVO MANUAL DE PROCEDIMENTOS

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS SEGURO DESPORTIVO MANUAL DE PROCEDIMENTOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS SEGURO DESPORTIVO MANUAL DE PROCEDIMENTOS 1 DEFINIÇÃO De acordo com as Condições Gerais da Apólice de Acidentes Pessoais - Desporto Cultura e Recreio e das Condições Particulares

Leia mais

2. Posso aderir aos serviços da Nacacomunik se residir nos Açores ou na Madeira? Sim.

2. Posso aderir aos serviços da Nacacomunik se residir nos Açores ou na Madeira? Sim. Nacacomunik e pré-seleção de operador 1. Porque é que a ACN se chama Nacacomunik Serviços de Telecomunicações, Lda. em Portugal? Como em Portugal já existiam duas empresas com o nome ACN, registámos a

Leia mais

Câmara dos Solicitadores

Câmara dos Solicitadores Exmos. Colegas, As alterações introduzidas com vista à conciliação dos movimentos bancários têm, conforme já se havia previsto, provocado alguns problemas na infra-estrutura, obrigando a várias intervenções

Leia mais

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DOS PRATICANTES AMADORES E DOS AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DOS PRATICANTES AMADORES E DOS AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DOS PRATICANTES AMADORES E DOS AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS 1 DEFINIÇÃO De acordo com as Condições Gerais da Apólice de Acidentes Pessoais - Desporto Cultura

Leia mais

Contato Seguro Social Visite o nosso site na Web www.socialsecurity.gov Ligue para nossa linha gratuita 1-800-772-1213 1-800-325-0778

Contato Seguro Social Visite o nosso site na Web www.socialsecurity.gov Ligue para nossa linha gratuita 1-800-772-1213 1-800-325-0778 Medicare Contato Seguro Social Visite o nosso site na Web O nosso site www.socialsecurity.gov é onde você poderá obter informações importantes sobre todos os programas de Seguro Social. No nosso site,

Leia mais