PROMOÇÃO DA PARTICIPAÇÃO DAS PME DA REGIÃO CENTRO NOS PROGRAMAS VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NERGA, 23 DE JULHO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROMOÇÃO DA PARTICIPAÇÃO DAS PME DA REGIÃO CENTRO NOS PROGRAMAS VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NERGA, 23 DE JULHO"

Transcrição

1 Workshop Vale Mais Centro PROMOÇÃO DA PARTICIPAÇÃO DAS PME DA REGIÃO CENTRO NOS PROGRAMAS VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NERGA, 23 DE JULHO

2 ÍNDICE 1. O PROGRAMA VALE I&DT 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO 3. AS ENTIDADES SCTN QUALIFICADAS 4. O PROGRAMA VALE MAIS CENTRO 5. PRÓXIMOS PASSOS Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 2

3 ÍNDICE 1. O PROGRAMA VALE I&DT 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO 3. AS ENTIDADES SCTN QUALIFICADAS 4. O PROGRAMA VALE MAIS CENTRO 5. PRÓXIMOS PASSOS Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 3

4 1. O PROGRAMA VALE I&DT - APRESENTAÇÃO O presente programa visa apoiar de forma simplificada a aquisição de serviços de I&DT por parte de PME a entidades do Sistema Científico e Tecnológico para resposta a questões e necessidades específicas da empresa, designadamente serviços de consultoria e assistência tecnológica que visem a realização de estudos de viabilidade técnico-científica e de projectos de I&DT, bem como a subsequente transferência de tecnologia para as empresas promotoras, no sentido do aumento da sua competitividade com tradução na melhoria de produtos, processos ou serviços. Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Vale Centro I&DT nos Informação Programas Vale sobre I&DT a Medida e Vale de Inovação Apoio 4

5 1. O PROGRAMA VALE I&DT - OBJECTIVOS Intensificar o esforço nacional de I&DT e a criação de novos conhecimentos com vista ao aumento da competitividade das empresas, promovendo a articulação entre estas e as entidades do Sistema Científico e Tecnológico (SCT). Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 5

6 1. O PROGRAMA VALE I&DT - BENEFICIÁRIOS Pequenas e Médias Empresas, de qualquer natureza e sob qualquer forma jurídica. Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 6

7 1. O PROGRAMA VALE I&DT - TIPOLOGIA DE PROJECTOS São susceptíveis de apoio os projectos que incidam sobre as seguintes áreas científicas e tecnológicas: Ciências e tecnologias do ambiente; Ciências e tecnologias do mar; Ciências e tecnologias dos alimentos; Biotecnologia; Ciências da saúde; Tecnologias e ciências dos materiais; Gestão industrial Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 7

8 1. O PROGRAMA VALE I&DT - TIPOLOGIA DE PROJECTOS São susceptíveis de apoio os projectos que incidam sobre as seguintes áreas científicas e tecnológicas (continuação): Engenharia mecânica; Engenharia electrotécnica, automação, controlo; Tecnologias de informação e telecomunicações; Engenharia de sistemas; Sistemas energéticos e novas formas de energia; Qualidade e segurança alimentar; Prevenção e redução de riscos. Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 8

9 1. O PROGRAMA VALE I&DT - SECTORES BENEFICIÁRIOS Os sistemas de incentivos às empresas podem apoiar projectos de investimento nas seguintes actividades (rev. 3): Indústria actividades incluídas nas divisões 05 a 33 da CAE; Energia actividades incluídas na divisão 35 da CAE (só actividades de produção); Comércio actividades incluídas nas divisões 45 a 47 da CAE, apenas para PME; Turismo actividades incluídas na divisão 55, nos grupos 561, 563, 771 e 791 e as actividades declaradas de interesse para o turismo nos termos da legislação aplicável e que se insiram nas subclasses 77210, 90040, 91041, 91042, 93110, 93192, 93210, 93292, 93293, e da CAE; Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 9

10 1. O PROGRAMA VALE I&DT - SECTORES BENEFICIÁRIOS Transportes e Logística actividades incluídas nos grupos 493 e 494 e divisão 52 da CAE; Serviços actividades incluídas nas divisões 37 a 39, 58, 59, 62, 63, 69, 70 a 74, 77, com exclusão do grupo 771 e da subclasse 77210, 78, 80 a 82, 90, com exclusão da subclasse 90040, 91, com exclusão das subclasses 91041, 91042, e 95, nos grupos 016, 022, 024 e 799 e na subclasse Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 10

11 1. O PROGRAMA VALE I&DT - INCENTIVOS Incentivo não reembolsável até ao limite máximo de por projecto. O incentivo a conceder é calculado através da aplicação às despesas elegíveis de uma taxa máxima de 75%, as quais deverão ser superiores a Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 11

12 1. O PROGRAMA VALE I&DT - CONDIÇÕES DE ELEGIBILIDADE Do promotor: a) Encontrar-se legalmente constituído; b) Cumprir as condições legais necessárias ao exercício da respectiva actividade; c) Possuir a situação regularizada face à administração fiscal, à segurança social e às entidades pagadoras dos incentivos; d) Possuir ou assegurar os recursos humanos e físicos necessários ao desenvolvimento do projecto; Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 12

13 1. O PROGRAMA VALE I&DT - CONDIÇÕES DE ELEGIBILIDADE Do promotor (continuação): e) Dispor de contabilidade organizada nos termos da legislação aplicável; f) Apresentar uma situação económico-financeira equilibrada através do cumprimento, no ano anterior ao da candidatura, de uma situação líquida positiva; h) Cumprir os critérios de pequena e média empresa (PME); g) Não ter projectos noutras tipologias de projectos inseridos no SI&DT, com excepção da capacitação e reforço das competências internas de I&DT; A bold, condições a reportar à data da candidatura Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 13

14 1. O PROGRAMA VALE I&DT - CONDIÇÕES DE ELEGIBILIDADE Do projecto: a) Ter início, em termos de execução física, em momento posterior à data da candidatura ou da decisão de concessão de incentivos, respeitando o normativo aplicável; b) Apresentar viabilidade económico-financeira e, quando aplicável, ser financiado adequadamente por capitais próprios; Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 14

15 1. O PROGRAMA VALE I&DT - CONDIÇÕES DE ELEGIBILIDADE Do projecto (continuação): c) Incluir apenas despesas relativas à contratação de serviços de I&DT posteriores à data da candidatura; d) As questões de investigação a responder pela entidade qualificada do SCT têm de traduzir-se na melhoria de produtos, processos ou serviços e não corresponder a projecto de investigação em curso na entidade do SCT seleccionada; e) Ter uma duração máxima de execução de um ano; f) Corresponder a uma despesa elegível mínima de Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 15

16 1. O PROGRAMA VALE I&DT - DESPESAS ELEGÍVEIS Apenas são elegíveis despesas de investigação contratual para a aquisição de serviços a terceiros, incluindo assistência técnica, científica e consultoria. Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 16

17 1. O PROGRAMA VALE I&DT - LEGISLAÇÃO É aplicável à medida Vale I&DT a Portaria 353- B/2009 de 3 de Abril de Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 17

18 ÍNDICE 1. O PROGRAMA VALE I&DT 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO 3. AS ENTIDADES SCTN QUALIFICADAS 4. O PROGRAMA VALE MAIS CENTRO 5. PRÓXIMOS PASSOS Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 18

19 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO - APRESENTAÇÃO O presente projecto visa apoiar de forma simplificada a aquisição de serviços de consultoria e de apoio à inovação por parte das PME a entidades do Sistema Científico e Tecnológico Nacional (Universidades, Centros de Investigação,...) devidamente qualificadas para o efeito, para resposta a necessidades específicas da empresa, no sentido de aumentar a sua competitividade. Neste âmbito, incluem-se actividades de consultoria de gestão, assistência tecnológica, serviços de transferência de tecnologia, consultoria para aquisição, protecção e comercialização de direitos de propriedade intelectual e para acordos de licenciamento, consultoria relativa à utilização de normas e serviços de ensaios e certificação. Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 19

20 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO - OBJECTIVOS Promover a competitividade das PME através do aumento da produtividade, da flexibilidade e da capacidade de resposta e presença activa no mercado global. Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 20

21 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO - BENEFICIÁRIOS Pequenas e Médias Empresas, de qualquer natureza e sob qualquer forma jurídica. Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 21

22 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO - TIPOLOGIA DE PROJECTOS São susceptíveis de apoio os projectos que prevejam intervenção nas seguintes áreas: I&DT e transferência de tecnologia; Propriedade industrial; Criação, moda e design; Comercialização e marketing; Organização e gestão e tecnologias de informação e comunicação; Desenvolvimento e engenharia de produtos, serviços e processos; Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 22

23 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO - TIPOLOGIA DE PROJECTOS São susceptíveis de apoio os projectos que prevejam intervenção nas seguintes áreas de consultoria e inovação (continuação): Economia digital; Qualidade; Ambiente; Diversificação e eficiência energética; Internacionalização. Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 23

24 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO - SECTORES BENEFICIÁRIOS Os sistemas de incentivos às empresas podem apoiar projectos de investimento nas seguintes actividades: Indústria actividades incluídas nas divisões 05 a 33 da CAE; Energia actividades incluídas na divisão 35 da CAE (só actividades de produção); Comércio actividades incluídas nas divisões 45 a 47 da CAE, apenas para PME; Turismo actividades incluídas na divisão 55, nos grupos 561, 563, 771 e 791 e as actividades declaradas de interesse para o turismo nos termos da legislação aplicável e que se insiram nas subclasses 77210, 90040, 91041, 91042, 93110, 93192, 93210, 93292, 93293, e da CAE; Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 24

25 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO - SECTORES BENEFICIÁRIOS Transportes e Logística actividades incluídas nos grupos 493 e 494 e divisão 52 da CAE; Serviços actividades incluídas nas divisões 37 a 39, 58, 59, 62, 63, 69, 70 a 74, 77, com exclusão do grupo 771 e da subclasse 77210, 78, 80 a 82, 90, com exclusão da subclasse 90040, 91, com exclusão das subclasses 91041, 91042, e 95, nos grupos 016, 022, 024 e 799 e na subclasse Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 25

26 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO - INCENTIVOS Incentivo não reembolsável até ao limite máximo de por projecto. O incentivo a conceder é calculado através da aplicação às despesas elegíveis de uma taxa máxima de 75%, as quais deverão ser superiores a Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 26

27 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO - CONDIÇÕES DE ELEGIBILIDADE Do promotor: a) Encontrar-se legalmente constituído; b) Cumprir as condições legais necessárias ao exercício da respectiva actividade; c) Possuir a situação regularizada face à administração fiscal, à segurança social e às entidades pagadoras dos incentivos; d) Possuir ou assegurar os recursos humanos e físicos necessários ao desenvolvimento do projecto; Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 27

28 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO - CONDIÇÕES DE ELEGIBILIDADE Do promotor (continuação): e) Dispor de contabilidade organizada nos termos da legislação aplicável; f) Cumprir os critérios de Pequena e Média Empresa (PME); g) Indicar um responsável do projecto pertencente à entidade promotora. A bold, condições a reportar à data da candidatura Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 28

29 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO - CONDIÇÕES DE ELEGIBILIDADE Do projecto: a) Ter início, em termos de execução física, em momento posterior à data da candidatura ou da decisão de concessão de incentivos, respeitando o normativo aplicável; b) Apresentar viabilidade económico-financeira e, quando aplicável, ser financiado adequadamente por capitais próprios; Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 29

30 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO - CONDIÇÕES DE ELEGIBILIDADE Do projecto (continuação): c) Não incluir despesas anteriores à data da candidatura, à excepção dos adiantamentos para sinalização, relacionados com o projecto, até ao valor de 50 % do custo de cada aquisição, e das despesas relativas aos estudos prévios, desde que realizados há menos de um ano; d) Demonstrar que se encontram asseguradas as fontes de financiamento do projecto; Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 30

31 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO - CONDIÇÕES DE ELEGIBILIDADE Do projecto (continuação): e) Ser declarado de interesse para o turismo para as actividades incluídas na divisão 55, nos grupos 561, 563, 771 e 791 e nas subclasses 77210, 90040, 91041, 91042, 93110, 93192, 93210, 93292, 93293, e da CAE; f) Ter uma duração máxima de execução de dois anos, excepto em casos devidamente justificados; g) Os serviços de consultoria de apoio à inovação, devem apenas incluir despesas posteriores à data da candidatura, realizadas por um período máximo de um ano e correspondente a uma despesa mínima elegível de Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 31

32 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO - DESPESAS ELEGÍVEIS Incentivo não reembolsável até ao limite máximo de por projecto. O incentivo a conceder é calculado através da aplicação às despesas elegíveis de uma taxa máxima de 75%, as quais deverão ser superiores a Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 32

33 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO - LEGISLAÇÃO É aplicável à medida Vale Inovação a Portaria 353-A/2009 de 3 de Abril de Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 33

34 ÍNDICE 1. O PROGRAMA VALE I&DT 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO 3. AS ENTIDADES SCTN QUALIFICADAS 4. O PROGRAMA VALE MAIS CENTRO 5. PRÓXIMOS PASSOS Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 34

35 3. AS ENTIDADES SCTN QUALIFICADAS No âmbito destes Programas encontram-se qualificadas várias dezenas de entidades do SCTN, entre as quais diversas da Região Centro, nomeadamente: IPN Instituto Pedro Nunes Associação para a inovação e desenvolvimento em ciência e tecnologia AIBILI - Associação para investigação biomédica e inovação em luz e imagem Instituto Politécnico de Leiria CETAC.MEDIA Centro de estudos em tecnologias e ciências da comunicação/universidade de Aveiro (UA) Unidade de investigação Química orgânica, produtos naturais e agroalimentares/ua CICECO Centro de investigação em materiais cerâmicos e compósitos Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 35

36 3. AS ENTIDADES SCTN QUALIFICADAS (continuação) Centro de investigação em materiais cerâmicos e compósitos (laboratório associado da UA) Departamento de Gestão da Escola Superior de Tecnologia de Viseu / Instituto Politécnico de Viseu DEMAD - Departamento de Engenharia de Madeiras/ Escola Superior de Tecnologia de Viseu GOVCOPP - Unidade de investigação em governança, competitividade e políticas públicas / UA IEETA - Instituto de Engenharia Electrónica e Telemática de Aveiro / UA FSCOSD - Física de semicondutores em camadas, optoelectrónica e sistemas desordenados/ UA BIOCANT - Associação de transferência de tecnologia TEMA - Centro de tecnologia mecânica e automação/ UA CTCV - Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 36

37 3. AS ENTIDADES SCTN QUALIFICADAS (continuação) Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra IDAD - Instituto do Ambiente e Desenvolvimento CESAM - Centro de estudos do ambiente e do mar/ UA CENTIMFE - Centro tecnológico da indústria de moldes, ferramentas especiais e plásticos Instituto Politécnico de Castelo Branco Universidade de Coimbra Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 37

38 ÍNDICE 1. O PROGRAMA VALE I&DT 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO 3. AS ENTIDADES SCTN QUALIFICADAS 4. O PROGRAMA VALE MAIS CENTRO 5. PRÓXIMOS PASSOS Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 38

39 4. O PROGRAMA VALE MAIS CENTRO - APRESENTAÇÃO O Programa Vale Mais Centro nasceu de uma iniciativa do CEC e respectivos Associados que, reconhecendo a importância do investimento em I&D e Inovação na dinamização da Região Centro, assim como a fraca adesão das PME desta Região a candidaturas às linhas de financiamento para a realização de actividades de I&DT e Inovação no âmbito do QREN, decidiram propor à Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI) a dinamização conjunta de um Programa de Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação, negociando com esta entidade condições vantajosas para o apoio à preparação dos dossiers de candidatura das empresas suas Associadas. Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 39

40 4. O PROGRAMA VALE MAIS CENTRO - OBJECTIVOS Promover a participação das PME da Região Centro, nos programas Vale I&DT e Vale Inovação disponíveis no âmbito do Programa Operacional Factores de Competitividade do QREN. Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 40

41 4. O PROGRAMA VALE MAIS CENTRO - METODOLOGIA O Programa Vale Mais Centro seguirá a seguinte metodologia: 1. Divulgação dos programas e identificação das empresas interessadas 2. Apoio à preparação das candidaturas Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 41

42 4. O PROGRAMA VALE MAIS CENTRO - METODOLOGIA O Programa Vale Mais Centro seguirá a seguinte metodologia: 1. Divulgação dos programas e identificação das empresas interessadas 1.1. Divulgação dos programas Vale I&DT e Vale Inovação 1.2. Organização de workshops de apresentação dos programas Vale I&DT e Vale Inovação 1.3. Recepção de manifestações de interesse 1.4. Definição da lista de candidaturas a preparar 2. Apoio à preparação das candidaturas Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 42

43 4. O PROGRAMA VALE MAIS CENTRO - METODOLOGIA O Programa Vale Mais Centro seguirá a seguinte metodologia: 1. Divulgação dos programas e identificação das empresas interessadas 2. Apoio à preparação das candidaturas 2.1. Enquadramento de cada um dos projectos no âmbito dos Vales I&DT e Inovação 2.2. Definição detalhada dos serviços a contratar, incluindo objectivos e resultados esperados 2.3. Identificação das entidades SCT a contratar 2.4. Preparação dos documentos de candidatura 2.5. Apresentação, discussão, validação e submissão dos documentos de candidatura 2.6. Acompanhamento das candidaturas apresentadas Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 43

44 4. O PROGRAMA VALE MAIS CENTRO - CRONOGRAMA Actividades Divulgação dos programas Vale I&DT e Vale Inovação Organização de workshops de apresentação dos programas Recepção de manifestações de interesse Definição da lista de candidaturas a preparar Enquadramento dos projectos Definição detalhada dos serviços a contratar Identificação das entidades SCT a contratar Preparação dos documentos de candidatura Submissão dos documentos de candidatura Acompanhamento das candidaturas apresentadas Julho Agosto Setembro Outubro (...) Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 44

45 4. O PROGRAMA VALE MAIS CENTRO - CUSTOS I. Uma componente fixa no valor de 1000 (mil euros) por empresa, com a seguinte forma de facturação: 25% com a confirmação da manifestação de interesse; 75% com a apresentação da candidatura. II. Uma componente variável de 10% sobre o valor de financiamento aprovado na candidatura, com um máximo de (mil e quinhentos euros). A factura correspondente será emitida logo que cada uma das empresas seja notificada da atribuição do incentivo. Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 45

46 ÍNDICE 1. O PROGRAMA VALE I&DT 2. O PROGRAMA VALE INOVAÇÃO 3. AS ENTIDADES SCTN QUALIFICADAS 4. O PROGRAMA VALE MAIS CENTRO 5. PRÓXIMOS PASSOS Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 46

47 5. PRÓXIMOS PASSOS Actividades Data Limite Responsável Apresentação de manifestação de interesse 23 a 31 de Julho Empresas Definição da lista de candidaturas a preparar 23 a 31 de Julho SPI, NERGA Início dos trabalhos de preparação das candidaturas 01 a 31 de Agosto SPI, Empresas Submissão dos documentos de candidatura 13 de Outubro SPI, Empresas Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 47

48 CONTACTOS Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI) Instituto Pedro Nunes COIMBRA Susana Seabra/ André Alvarim Tel: Fax: URL: Núcleo Empresarial da Região da Guarda (NERGA) Parque Industrial, Lote Guarda Gina Esteves Tel: Fax: Workshop Vale Mais Centro Promoção da Participação das PME da Região Centro nos Programas Vale I&DT e Vale Inovação 48

Vale Projecto - Simplificado

Vale Projecto - Simplificado IDIT Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica Vale Projecto - Simplificado VALES Empreendedorismo e Inovação Associados Parceiros / Protocolos IDIT Enquadramento Vale Projecto - Simplificado

Leia mais

Sistemas de Incentivos

Sistemas de Incentivos Sistemas de Incentivos Apoios para PME na colaboração com entidades do SCT Lurdes Pinho (Secretária Técnica Sistemas de Incentivos ON.2) 1 Enquadramento 2 Estrutura ON.2 Eixo Prioritário FEDER % PO I -

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO DE PME) VALE INOVAÇÃO

SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO DE PME) VALE INOVAÇÃO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 07 / SI / 2009 SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO DE PME) VALE INOVAÇÃO Nos termos do Regulamento do SI Qualificação

Leia mais

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO Aviso para apresentação de candidaturas Nº 04/SI/2012 Índice Condições de Elegibilidade do Promotor... 3 Condições

Leia mais

Sistema de Incentivos

Sistema de Incentivos Sistema de Incentivos Qualificação e Internacionalização de PME amrconsult 13 de Maio de 2010 1 Agenda 1 Enquadramento 2 Condições de elegibilidade 3 Despesas elegíveis 4 Incentivo 2 1 Enquadramento 3

Leia mais

SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Sistema de Incentivos às Empresas O que é? é um dos instrumentos fundamentais das políticas públicas de dinamização económica, designadamente em matéria da promoção da

Leia mais

Contribuir para o desenvolvimento da região em que se inserem;

Contribuir para o desenvolvimento da região em que se inserem; SIPIE SISTEMA DE INCENTIVOS A PEQUENAS INICIATIVAS EMPRESARIAIS FICHA DE MEDIDA Apoia projectos com investimento mínimo elegível de 15.000 e a um máximo elegível de 150.000, que visem a criação ou desenvolvimento

Leia mais

Promoção da Propriedade Industrial

Promoção da Propriedade Industrial 1 Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME (SI Qualificação de PME) Projectos Individuais Dezembro de 2011 2 1- Enquadramento 2- Âmbito Sectorial Enquadramento Aviso n.º 14/SI/2011

Leia mais

Fundo Modernização Comércio

Fundo Modernização Comércio 1 Fundo Modernização Comércio IAPMEI Portaria 236/2013 2 Índice 1. Objectivos e Prioridades 2. Condições de Acesso a. Promotor b. Projecto c. Aviso de Abertura 3. Modalidades de Projectos a Apoiar 4. Elegibilidade

Leia mais

Domínio Competitividade e Internacionalização. Sistemas de incentivos às empresas

Domínio Competitividade e Internacionalização. Sistemas de incentivos às empresas Sistemas de incentivos às empresas ACIBTM/In.Cubo 6 de julho 2015 P. O. financiadores Domínio Competitividade e OBJETIVO: Criação de riqueza e de emprego através da melhoria da competitividade das empresas

Leia mais

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO Aviso para apresentação de candidaturas Nº 07/SI/2010 1 Índice Condições de Elegibilidade do Promotor... 3 Condições

Leia mais

Programa Operacional Competitividade e Internacionalização

Programa Operacional Competitividade e Internacionalização Programa Operacional Competitividade e Internacionalização Qualificação das PME Vale Inovação Intene Consultoria de Gestão, Lda. Maio 2015 Rua Dr. Augusto Martins, n.º 90, 1.º andar Sala 4 4470-145 Maia

Leia mais

Mecanismos e modelos de apoio à Comunidade Associativa e Empresarial da Indústria Extractiva

Mecanismos e modelos de apoio à Comunidade Associativa e Empresarial da Indústria Extractiva centro tecnológico da cerâmica e do vidro coimbra portugal Mecanismos e modelos de apoio à Comunidade Associativa e Empresarial da Indústria Extractiva Victor Francisco CTCV Responsável Unidade Gestão

Leia mais

SESSÃO TÉCNICA SOBRE O VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NOS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

SESSÃO TÉCNICA SOBRE O VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NOS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS SI À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO SI À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME SESSÃO TÉCNICA SOBRE O VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NOS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Data: 13 de Outubro

Leia mais

Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas

Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas Da União Europeia vão chegar até 2020 mais de 20 mil milhões de euros a Portugal. Uma pipa de massa, nas palavras do ex-presidente da Comissão

Leia mais

Sistema de Incentivos à Inovação. Inovação Produtiva CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO

Sistema de Incentivos à Inovação. Inovação Produtiva CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO Sistema de Incentivos à Inovação Inovação Produtiva CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO Aviso para apresentação de candidaturas Nº 02/SI/2012 1 Índice Tipologias de Investimento... 3 Condições de Elegibilidade

Leia mais

.: Instrumentos de financiamento de apoio à competitividade no âmbito do Portugal 2020. 14 de Janeiro de 2015

.: Instrumentos de financiamento de apoio à competitividade no âmbito do Portugal 2020. 14 de Janeiro de 2015 14 de Janeiro de 2015 O que é o Portugal 2020? O Portugal 2020 é um Acordo de Parceria assinado entre Portugal e a Comissão Europeia, que reúne a atuação dos 5 fundos estruturais e de investimento europeus

Leia mais

INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

INCENTIVOS ÀS EMPRESAS INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Gestão de Projectos info@ipn-incubadora.pt +351 239 700 300 BEST SCIENCE BASED INCUBATOR AWARD Incentivos às Empresas Objectivos: - Promoção do up-grade das empresas de PME; - Apoiar

Leia mais

Projectos de I&DT Empresas Individuais

Projectos de I&DT Empresas Individuais 1 Projectos de I&DT Empresas Individuais Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico (SI I&DT) Projectos de I&DT Empresas Dezembro de 2011 2 s Enquadramento Aviso n.º 17/SI/2011

Leia mais

Inovação Empreendedorismo Qualificado e Criativo

Inovação Empreendedorismo Qualificado e Criativo Inovação Empreendedorismo Qualificado e Criativo Objetivos Promover o empreendedorismo qualificado e criativo Tipologias de Projetos 1. São suscetíveis de financiamento os projetos das PME, com menos de

Leia mais

Sistema de Incentivos à Inovação. Inovação Produtiva CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO

Sistema de Incentivos à Inovação. Inovação Produtiva CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO Sistema de Incentivos à Inovação Inovação Produtiva CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO Aviso para apresentação de candidaturas Nº 04/SI/2010 1 Índice Tipologias de Investimento... 3 Condições de Elegibilidade

Leia mais

ADL - Associação de Desenvolvimento do Litoral Alentejano

ADL - Associação de Desenvolvimento do Litoral Alentejano SISTEMAS DE INCENTIVO À ACTIVIDADE EMPRESARIAL Sistema de Incentivos à Inovação MODCOM Modernização do Comércio Linha de Crédito - PME INVEST III ADL - Associação de Desenvolvimento do Litoral Alentejano

Leia mais

PREPARE O SEU PROJETO FALE CONNOSCO!

PREPARE O SEU PROJETO FALE CONNOSCO! Candidaturas abertas até 18 de Setembro QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO PREPARE O SEU PROJETO FALE CONNOSCO! Tel./Fax: 22 600 71 20 projectos@advancedway.pt www.advancedway.pt Qualificação e internacionalização

Leia mais

Sistema de Incentivos à Inovação. Empreendedorismo Qualificado CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO

Sistema de Incentivos à Inovação. Empreendedorismo Qualificado CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO Sistema de Incentivos à Inovação Empreendedorismo Qualificado CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO Aviso para apresentação de candidaturas Nº 05/SI/2010 1 Índice Destinatários... 3 Condições de Elegibilidade do

Leia mais

Os Vales de Inovação. Entidade Qualificada no âmbito dos Vales de Inovação do Programa QREN

Os Vales de Inovação. Entidade Qualificada no âmbito dos Vales de Inovação do Programa QREN Os Vales de Inovação Entidade Qualificada no âmbito dos Vales de Inovação do Programa QREN I&DT e Transferência de Tecnologia # Propriedade Industrial # Criação, Moda e Design # Comercialização e Marketing

Leia mais

Calendário de Concursos

Calendário de Concursos Calendário de Concursos Resumo dos Principais Programas Investigação e Desenvolvimento Tecnológico Inovação Empresarial Qualificação e Internacionalização PME s Promoção da Eficiência Energética e da Utilização

Leia mais

Sistemas de Incentivos PROVERE

Sistemas de Incentivos PROVERE Sistemas de Incentivos PROVERE 1 Estratégias de Eficiência Colectiva Conceito Conjunto coerente e estrategicamente justificado de iniciativas, integradas num Programa de Acção, que visem a inovação, a

Leia mais

Inovação Produtiva PME

Inovação Produtiva PME Inovação Produtiva PME Objetivos Promover a inovação no tecido empresarial, traduzida na produção de novos, ou significativamente melhorados, bens e serviços transacionáveis e internacionalizáveis diferenciadores

Leia mais

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 06 / SI / 2012

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 06 / SI / 2012 AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 06 / SI / 2012 SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO DE PME) PROGRAMA ESTRATÉGICO +E+I VALE PROJETO SIMPLIFICADO

Leia mais

V A L E I N O V A Ç Ã O Page 1 VALE INOVAÇÃO (PROJETOS SIMPLIFICADOS DE INOVAÇÃO)

V A L E I N O V A Ç Ã O Page 1 VALE INOVAÇÃO (PROJETOS SIMPLIFICADOS DE INOVAÇÃO) V A L E I N O V A Ç Ã O Page 1 VALE INOVAÇÃO (PROJETOS SIMPLIFICADOS DE INOVAÇÃO) Março 2015 V A L E INO V A Ç Ã O Pag. 2 ÍNDICE 1. Enquadramento... 3 2. Objetivo Específico... 3 3. Tipologia de Projetos...

Leia mais

Amarante, 06 de Março de 2012 Centro de Desenvolvimento Empresarial do Norte

Amarante, 06 de Março de 2012 Centro de Desenvolvimento Empresarial do Norte Incentivos às empresas Amarante, 06 de Março de 2012 Centro de Desenvolvimento Empresarial do Norte Os Incentivos na estratégia do IAPMEI para as PME Facilitar e assistir as PME nas suas estratégias de

Leia mais

Mecanismo de Apoio e Incentivo à Inovação e I&DT

Mecanismo de Apoio e Incentivo à Inovação e I&DT Mecanismo de Apoio e Incentivo à Inovação e I&DT Victor Francisco Responsável Unidade Gestão e Promoção da Inovação [victor.francisco@ctcv.pt] Seminário Gestão da Inovação - ACIB 25 de Março 2010 1 Sumário

Leia mais

VALORIZAR 2020. Sistema de Incentivos à Valorização e Qualificação Empresarial da Região Autónoma da Madeira 03-06-2015 UNIÃO EUROPEIA

VALORIZAR 2020. Sistema de Incentivos à Valorização e Qualificação Empresarial da Região Autónoma da Madeira 03-06-2015 UNIÃO EUROPEIA VALORIZAR 2020 Sistema de Incentivos à Valorização e Qualificação Empresarial da Região Autónoma da Madeira 03-06-2015 Objetivos Promover a produção de novos ou significativamente melhorados processos

Leia mais

VALES O SEU PROJECTO É ELEGÍVEL?

VALES O SEU PROJECTO É ELEGÍVEL? O SEU PROJECTO É ELEGÍVEL? VALES AC CC CO ONS SULT TORE ES ASS SOCI IADO OS A ACC Consultores Associados, Lda. ajuda empreendedores e empresários na procura de financiamentos na obtenção de apoios de que

Leia mais

Apoios às empresas no Norte 2020. Eunice Silva Valença 30.06.2015

Apoios às empresas no Norte 2020. Eunice Silva Valença 30.06.2015 Apoios às empresas no Norte 2020 Eunice Silva Valença 30.06.2015 SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS INOVAÇÃO EMPRESARIAL EMPREENDEDORISMO QUALIFICAÇÃO DE PME INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME I&D Produção de

Leia mais

Global Incentives Solutions*

Global Incentives Solutions* Incentives Solutions Global Incentives Solutions* Informação sobre incentivos ao investimento Número 6, Outubro de 2007 *connectedthinking What s hot Assinatura dos Programas Operacionais (PO) No passado

Leia mais

MARÇO EXPORTAR A 1ª VEZ MISSÕES EMPRESARIAIS NORTE DE ÁFRICA MARROCOS ARGÉLIA AMÉRICA DO SUL CHILE & COLÔMBIA. Condições de participação

MARÇO EXPORTAR A 1ª VEZ MISSÕES EMPRESARIAIS NORTE DE ÁFRICA MARROCOS ARGÉLIA AMÉRICA DO SUL CHILE & COLÔMBIA. Condições de participação EXPORTAR NORTE DE ÁFRICA AMÉRICA DO SUL MARROCOS ARGÉLIA CHILE & COLÔMBIA Condições de participação CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO MERCADOS PARTIDA CHEGADA 1 Marrocos 23-03- 26-03- 2 Argélia 23-03- 26-03- 3

Leia mais

CANDIDATURAS ABERTAS:

CANDIDATURAS ABERTAS: Resumo das candidaturas aos Sistemas de Incentivos QREN CANDIDATURAS ABERTAS: Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico Tipologia de Projectos Abertura Encerramento Individuais

Leia mais

O presente documento suporta a apreciação do ponto 3 da Agenda da reunião da Comissão de Acompanhamento de 13/11/07, sendo composto por duas partes:

O presente documento suporta a apreciação do ponto 3 da Agenda da reunião da Comissão de Acompanhamento de 13/11/07, sendo composto por duas partes: EIXO I COMPETITIVIDADE, INOVAÇÃO E CONHECIMENTO INSTRUMENTO: SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO PME) O presente documento suporta a apreciação do ponto 3

Leia mais

Comércio Investe. Projetos Individuais

Comércio Investe. Projetos Individuais Comércio Investe Projetos Individuais Portal dos Incentivos Fev 2015 Índice 1 Apresentação do Tema... 2 1.1 Enquadramento... 2 1.2 Entidades Beneficiárias... 2 1.3 Condições de Elegibilidade do Promotor...

Leia mais

A. Novo Paradigma de Desenvolvimento

A. Novo Paradigma de Desenvolvimento S E M I N Á R I O AUDITORIAS DE VALOR 11 de Outubro de 2010 A. Novo Paradigma de Desenvolvimento 2007/2013 Passagem do Objectivo 1 (Convergência) para o Objectivo 2 (Competitividade e Emprego). Alteração

Leia mais

Adenda aos Critérios de Selecção

Adenda aos Critérios de Selecção Adenda aos Critérios de Selecção... Critérios de Selecção SI Qualificação PME EIXO I COMPETITIVIDADE, INOVAÇÃO E CONHECIMENTO INSTRUMENTO: SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE

Leia mais

Maputo, a sua capital, é o seu porto de mercadorias por excelência e principal centro de comércio.

Maputo, a sua capital, é o seu porto de mercadorias por excelência e principal centro de comércio. Missão Empresarial Moçambique 28 agosto 3 setembro 2014 Moçambique: porta de entrada na África Austral Moçambique é hoje um mercado em expansão com mais de 24 milhões de consumidores, que tem vindo a registar

Leia mais

MISSÕES EMPRESARIAIS

MISSÕES EMPRESARIAIS EXPORT 2º SEMESTRE 2014 1º SEMESTRE 2015 MISSÕES EMPRESARIAIS ÁFRICA ARGÉLIA TUNÍSIA MOÇAMBIQUE ÁSIA AMÉRICA CHINA CUBA PERU EQUADOR ESTADOS UNIDOS EUROPA POLÓNIA CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO 1 DESCRIÇÃO

Leia mais

COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO 21-4-2015 UNIÃO EUROPEIA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA Fundos Europeus Estruturais e de Investimento Índice A. Madeira 14-20 Instrumentos de Apoio ao tecido empresarial.

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO

SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS INOVAÇÃO PRODUTIVA - PROVERE Elisabete Félix Turismo de Portugal, I.P. - Direcção de Investimento PRIORIDADE Fomento da competitividade

Leia mais

NOVO PERIODO DE PROGRAMAÇÃO INCENTIVOS DO QREN CERTIFICAÇÃO DE EMPRESAS

NOVO PERIODO DE PROGRAMAÇÃO INCENTIVOS DO QREN CERTIFICAÇÃO DE EMPRESAS NOVO PERIODO DE PROGRAMAÇÃO INCENTIVOS DO QREN CERTIFICAÇÃO DE EMPRESAS 04-06-2008 Índice A. NOVO PERÍODO DE PROGRAMAÇÃO 2007-2013. B. ACÇÃO INTEGRADA DO IDE-RAM NO PERÍODO 2007-2013. C. APOIOS À ACTIVIDADE

Leia mais

UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu. Guia de preenchimento do Formulário de Candidatura da Entidade Organizadora

UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu. Guia de preenchimento do Formulário de Candidatura da Entidade Organizadora UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu Guia de preenchimento do Formulário de Candidatura da Entidade Organizadora ÍNDICE ENQUADRAMENTO... 3 1. Descrição... Erro! Marcador não definido. 2. Entidade Gestora...

Leia mais

MISSÕES EMPRESARIAIS

MISSÕES EMPRESARIAIS EXPORT 2º SEMESTRE 2014 1º SEMESTRE 2015 MISSÕES EMPRESARIAIS ÁFRICA MOÇAMBIQUE ARGÉLIA TUNÍSIA ÁSIA AMÉRICA CHINA PERU EQUADOR CUBA ESTADOS UNIDOS EUROPA POLÓNIA CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO 3 CUSTOS: MOÇAMBIQUE

Leia mais

PROPOSTA DE TRABALHO DA FACTORCUBO

PROPOSTA DE TRABALHO DA FACTORCUBO 1 PROPOSTA DE TRABALHO DA FACTORCUBO Destinatários: Empresários do sector do comércio enquadrados nas CAEs definidas na medida Comércio Investe. Projecto: Comércio Investe. Prazo de execução: Candidatura

Leia mais

1º TRIMESTRE EXPORTAR A 1ª VEZ MISSÕES EMPRESARIAIS. Condições de participação ARGÉLIA CHINA E MACAU MARROCOS TURQUIA FEVEREIRO MARÇO

1º TRIMESTRE EXPORTAR A 1ª VEZ MISSÕES EMPRESARIAIS. Condições de participação ARGÉLIA CHINA E MACAU MARROCOS TURQUIA FEVEREIRO MARÇO FEVEREIRO MARÇO ARGÉLIA CHINA E MACAU MARROCOS TURQUIA ÁFRICA DO SUL E MOÇAMBIQUE COLÔMBIA E CHILE ÍNDIA ISRAEL Condições de participação CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO 1 AS são uma ação financiada pelo FEDER,

Leia mais

SISTEMA DE APOIO A ACÇÕES COLECTIVAS (SIAC) ESTRATÉGIAS DE EFICIÊNCIA COLECTIVA - TIPOLOGIA CLUSTERS E DINÂMICAS DE REDE

SISTEMA DE APOIO A ACÇÕES COLECTIVAS (SIAC) ESTRATÉGIAS DE EFICIÊNCIA COLECTIVA - TIPOLOGIA CLUSTERS E DINÂMICAS DE REDE AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 01 / SIAC / 2011 SISTEMA DE APOIO A ACÇÕES COLECTIVAS (SIAC) ESTRATÉGIAS DE EFICIÊNCIA COLECTIVA - TIPOLOGIA CLUSTERS E DINÂMICAS DE REDE Nos termos do Regulamento

Leia mais

O SEU PROJECTO É ELEGÍVEL PARA ESTES INCENTIVOS?

O SEU PROJECTO É ELEGÍVEL PARA ESTES INCENTIVOS? O SEU PROJECTO É ELEGÍVEL PARA ESTES INCENTIVOS? O ISQ e a ASK querem ajudar empreendedores e empresários à procura de financiamento a obterem o apoio de que necessitam para lançar ou desenvolver os seus

Leia mais

Referencial Elaboração do Contrato de Consórcio

Referencial Elaboração do Contrato de Consórcio Referencial Elaboração do Contrato de Consórcio Sistema de Incentivos à I&DT e Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME CONTRATO CONSÓRCIO EXTERNO Aplicável a projectos de I&DT

Leia mais

Programa Operacional Competitividade e Internacionalização

Programa Operacional Competitividade e Internacionalização Programa Operacional Competitividade e Internacionalização Vale Inovação PSZ CONSULTING Maio 2015 Índice 1 O que é?... 2 1.1 Enquadramento... 2 1.2 Objetivos Específicos... 2 1.3 Âmbito Setorial... 2 1.4

Leia mais

PROJECTOS INDIVIDUAIS E DE COOPERAÇÃO

PROJECTOS INDIVIDUAIS E DE COOPERAÇÃO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 03 / SI / 2009 SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO DE PME) PROJECTOS INDIVIDUAIS E DE COOPERAÇÃO Nos termos do

Leia mais

AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL 04 AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Como aceder aos principais apoios financeiros disponíveis. 1 Ficha Técnica Título: Ambiente e Desenvolvimento Sustentável Como aceder aos principais apoios financeiros

Leia mais

QREN (2007-2013) PARTE IV Fichas Resumo prioridade «Factores de competitividade»

QREN (2007-2013) PARTE IV Fichas Resumo prioridade «Factores de competitividade» QREN (2007-2013) PARTE IV Fichas Resumo prioridade «Factores de competitividade» SI QUALIFICAÇÃO DE PME SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME 1 O Quadro de Referência Estratégico

Leia mais

SIALM Sistema de Incentivos de Apoio Local a Micro empresas. CCDRC, 14 fevereiro 2013

SIALM Sistema de Incentivos de Apoio Local a Micro empresas. CCDRC, 14 fevereiro 2013 SIALM Sistema de Incentivos de Apoio Local a Micro empresas CCDRC, 14 fevereiro 2013 PROGRAMA VALORIZAR RCM n.º 7/2013, de 9/01 Valorização do território do interior e de baixa densidade demográfica e

Leia mais

Fiapal Informa. Candidaturas QREN

Fiapal Informa. Candidaturas QREN Foram publicados no passado mês de Dezembro 5 Avisos para Apresentação de Candidaturas ao QREN. Destes, três integram a região de Lisboa. Fiapal Informa Aviso de Abertura de Concurso - AAC 17/SI/2011 Sistema

Leia mais

VALES SIMPLIFICADOS - INTERNACIONALIZAÇÃO, INOVAÇÃO, EMPEENDEDORISMO, E I&D. Condições de Enquadramento

VALES SIMPLIFICADOS - INTERNACIONALIZAÇÃO, INOVAÇÃO, EMPEENDEDORISMO, E I&D. Condições de Enquadramento VALES SIMPLIFICADOS - INTERNACIONALIZAÇÃO, INOVAÇÃO, EMPEENDEDORISMO, E I&D Condições de Enquadramento Portaria nº 57-A/2015 de 27 de Fevereiro de 2015 0 VALES SIMPLIFICADOS - INTERNACIONALIZAÇÃO, INOVAÇÃO,

Leia mais

Linha Específica. Dotação Específica do Têxtil, Vestuário e Calçado CAE das divisões 13, 14 e 15

Linha Específica. Dotação Específica do Têxtil, Vestuário e Calçado CAE das divisões 13, 14 e 15 IAPMEI/DGAE (www.iapmei.pt / www.dgae.pt) PME Invest (Linha de Crédito com juro bonificado) Linha de Crédito PME Investe III Condições e processo de candidatura A Condições 1. Condições a observar pelas

Leia mais

SI QUALIFICAÇÃO PME (Aviso n.º 05/SI/2012) PROJETOS CONJUNTOS INTERNACIONALIZAÇÃO GET OUT 2014

SI QUALIFICAÇÃO PME (Aviso n.º 05/SI/2012) PROJETOS CONJUNTOS INTERNACIONALIZAÇÃO GET OUT 2014 ACORDO PRÉ-ADESÃO O presente acordo visa definir os termos de participação na Participação na Feira BIJORHCA em França (Paris) que se realizará de 22 a 27 de janeiro de 2015, promovida pela ANJE Associação

Leia mais

MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DA ECONOMIA. Portaria n.º 1502/2002 de 14 de Dezembro

MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DA ECONOMIA. Portaria n.º 1502/2002 de 14 de Dezembro MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DA ECONOMIA Portaria n.º 1502/2002 de 14 de Dezembro A Resolução do Conselho de Ministros n.º 103/2002, de 17 de Junho, publicada em 26 de Julho, que aprovou o PPCE - Programa

Leia mais

QREN Inovação Empreendedorismo Qualificado. Projectos Individuais N.º 06/SI/2011

QREN Inovação Empreendedorismo Qualificado. Projectos Individuais N.º 06/SI/2011 1 QREN Inovação Empreendedorismo Qualificado Projectos Individuais N.º 06/SI/2011 2 Índice 1. Objectivos e Prioridades 2. Condições de Acesso a. Promotor b. Projecto c. Aviso de Abertura 3. Modalidades

Leia mais

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME Projetos Individuais

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME Projetos Individuais Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME Projetos Individuais até concursos abertos 16 de abril de 2012 Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME Projetos

Leia mais

SIPPE-RAM Sistemas de Incentivos a Pequenos Projectos Empresariais da Região Autónoma da Madeira

SIPPE-RAM Sistemas de Incentivos a Pequenos Projectos Empresariais da Região Autónoma da Madeira SIPPE-RAM Sistemas de Incentivos a Pequenos Projectos Empresariais da Região Autónoma da Madeira O presente documento pretende fazer um resumo do Decreto Legislativo Regional n.º 21/2/M de 21 de Agosto

Leia mais

Apoio à Internacionalização

Apoio à Internacionalização Apoio à Internacionalização Incentivos QREN Castelo Branco, 4 de outubro 2012 YUNIT Corporate: João Esmeraldo QREN - Sistema Incentivos Empresas I&DT - Investigação e Desenvolvimento Qualificação - Investimentos

Leia mais

QREN (2007-2013) PARTE IV Fichas Resumo prioridade «Factores de competitividade»

QREN (2007-2013) PARTE IV Fichas Resumo prioridade «Factores de competitividade» QREN (2007-2013) PARTE IV Fichas Resumo prioridade «Factores de competitividade» SISTEMA DE INCENTIVOS AO INVESTIMENTO DAS EMPRESAS 1 Os sistemas de incentivos ao investimento das empresas são um dos instrumentos

Leia mais

Portaria 560/2004, de 26 de Maio

Portaria 560/2004, de 26 de Maio Portaria 560/2004, de 26 de Maio Aprova o Regulamento Específico da Medida «Apoio à Internacionalização da Economia A Resolução do Conselho de Ministros n.º 103/2002, de 17 de Junho, publicada em 26 de

Leia mais

WORKSHOP COMO FINANCIAR O MEU NEGÓCIO?

WORKSHOP COMO FINANCIAR O MEU NEGÓCIO? WORKSHOP COMO FINANCIAR O MEU NEGÓCIO? FINANCIAMENTOS DISPONÍVEIS para PME s Mecanismos de Financiamento 1. Sistemas de Incentivos do QREN 2. Linhas PME Investe 3. Microcrédito 4. Valtejo FINICIA 5. PAECPE

Leia mais

QREN Inovação Inovação Produtiva. Projectos Individuais N.º 05/SI/2011

QREN Inovação Inovação Produtiva. Projectos Individuais N.º 05/SI/2011 1 QREN Inovação Inovação Produtiva Projectos Individuais N.º 05/SI/2011 2 Índice 1. Objectivos e Prioridades 2. Condições de Acesso a. Promotor b. Projecto c. Aviso de Abertura 3. Modalidades de Projectos

Leia mais

Gestão de Energia e Eficiência Energética nas Empresas O enquadramento legal!

Gestão de Energia e Eficiência Energética nas Empresas O enquadramento legal! Gestão de Energia e Eficiência Energética nas Empresas O enquadramento legal! 25 de Janeiro de 2013 Agenda: Enquadramento Legislativo e Regulamentar adequado à Utilização de Energia nas empresas; Âmbito

Leia mais

Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN]

Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN] Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN] Frederico Mendes & Associados Sociedade de Consultores Lda. Frederico Mendes & Associados é uma

Leia mais

Factor PME. Junho 2011

Factor PME. Junho 2011 Projecto Factor PME Junho 2011 Índice Âmbito e Objectivos 03 Condições de Elegibilidade _Entidade beneficiária 04 _Projecto 05 Investimentos Elegíveis _Componentes de financiamento 06 _Despesas elegíveis

Leia mais

Prazos para a Apresentação de Candidaturas Entre o dia 23 de Dezembro de 2011 e o dia 11 de Abril de 2012 (24 horas).

Prazos para a Apresentação de Candidaturas Entre o dia 23 de Dezembro de 2011 e o dia 11 de Abril de 2012 (24 horas). SI INOVAÇÃO [Projectos PROVERE] Aviso para Apresentação de Candidaturas n.º 15/SI/2011 Aberto concurso para a implementação dos PROVERE Programas de Valorização Económica de Recursos Endógenos que pretendem

Leia mais

Inovação Empresarial e Empreendedorismo

Inovação Empresarial e Empreendedorismo Inovação Empresarial e Empreendedorismo Portugal 2020 Programa Operacional INFEIRA GABINETE DE CONSULTADORIA, LDA. RUA DO MURADO, 535, 4536-902, MOZELOS 227 419 350 INFEIRA.PT 0 Tipologia de Projetos Na

Leia mais

Incentivos às Empresas

Incentivos às Empresas Incentivos às Empresas Qualificação, Inovação e I&DT Francisco Pegado (francisco.pegado@iapmei.pt) Direcção de Assistência Empresarial Centro de Desenvolvimento Empresarial do Centro As Agendas Agenda

Leia mais

PORTUGAL 2020. Quadro Comunitário de Apoio 2014-2020

PORTUGAL 2020. Quadro Comunitário de Apoio 2014-2020 Quadro Comunitário de Apoio 2014-2020 ÌNDICE Principais orientações e dotação orçamental Programas Operacionais e dotação orçamental específica Órgãos de Governação (Decreto-Lei n.º 137/2014 de 12 de setembro)

Leia mais

LISTA DE ENTIDADES QUALIFICADAS - VALE INOVAÇÃO

LISTA DE ENTIDADES QUALIFICADAS - VALE INOVAÇÃO ÁREA DE QUALIFICAÇÃO: Organização e Gestão e Tecnologias de Informação e Comunicação 1627 IPN - INSTITUTO PEDRO NUNES - ASSOCIAÇÃO PARA A INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA 1630 CTIC -

Leia mais

Projecto Factor PME O FACTOR PME É UM PROJECTO DE FINANCIAMENTO QUE VISA POTENCIAR A COMPETITIVIDADE DAS PME. www.trigenius.pt factorpme@trigenius.

Projecto Factor PME O FACTOR PME É UM PROJECTO DE FINANCIAMENTO QUE VISA POTENCIAR A COMPETITIVIDADE DAS PME. www.trigenius.pt factorpme@trigenius. Projecto Factor PME Junho 2011 O FACTOR PME É UM PROJECTO DE FINANCIAMENTO QUE VISA POTENCIAR A COMPETITIVIDADE DAS PME www.factorpme.aip.pt www.trigenius.pt factorpme@trigenius.pt Âmbito e Objectivos

Leia mais

50 the International Paris Air Show

50 the International Paris Air Show Cluster Aeroespacial Nacional Pavilhão de Portugal 50 the International Paris Air Show Paris - Le Bourget 17 a 23 de Junho de 2013 www.salon-du-bourget.fr ENQUADRAMENTO e OBJECTIVO Na continuidade das

Leia mais

PORTUGAL 2020. Quadro Comunitário de Apoio 2014-2020

PORTUGAL 2020. Quadro Comunitário de Apoio 2014-2020 PORTUGAL 2020 Quadro Comunitário de Apoio 2014-2020 ÍNDICE PORTUGAL 2020 A. Principais orientações e dotação orçamental B. Programas Operacionais e dotação orçamental específica C. Regras gerais de aplicação

Leia mais

Desenvolvimento Rural. Capital Humano. Mar e Pescas

Desenvolvimento Rural. Capital Humano. Mar e Pescas ROADSHOW 2015 4 Grandes Grupos de Apoios Desenvolvimento Rural Competitividade e Internacionalização Capital Humano Mar e Pescas Beneficiários: Entidades Privadas Como Concorrer?? PRINCIPAIS LINHAS DE

Leia mais

POCI Aviso n.º3/si/2015 Programa Operacional Fatores de Competitividade INOVAÇÃO PRODUTIVA ENQUADRAMENTO E OBJETIVOS BENEFICIÁRIOS

POCI Aviso n.º3/si/2015 Programa Operacional Fatores de Competitividade INOVAÇÃO PRODUTIVA ENQUADRAMENTO E OBJETIVOS BENEFICIÁRIOS ENQUADRAMENTO E OBJETIVOS POCI Aviso n.º3/si/2015 Programa Operacional Fatores de Competitividade INOVAÇÃO PRODUTIVA O objetivo específico deste concurso consiste em conceder apoios financeiros a projetos

Leia mais

GUIA PORTUGAL 2020 QUEM? COMO? QUANDO? PORQUÊ? NOVOS FUNDOS COMUNITÁRIOS 2014-2020 SPAIN - FRANCE - PORTUGAL - BELGIUM - BRAZIL - CHILE - CANADA

GUIA PORTUGAL 2020 QUEM? COMO? QUANDO? PORQUÊ? NOVOS FUNDOS COMUNITÁRIOS 2014-2020 SPAIN - FRANCE - PORTUGAL - BELGIUM - BRAZIL - CHILE - CANADA GUIA PORTUGAL 2020 NOVOS FUNDOS COMUNITÁRIOS 2014-2020 QUEM? COMO? QUANDO? PORQUÊ? www.f-iniciativas.com GUIA PORTUGAL 2020 QUEM? COMO? QUANDO? PORQUÊ? 1. O que é Portugal 2020 2. Metas para o Portugal

Leia mais

Investir no Atlântico

Investir no Atlântico Investir no Atlântico Domínio Competitividade e Internacionalização Região Competitiva, Resiliente, Empreendedora e Sustentável com base na valorização do Conhecimento UALG 17 novembro de 2015 Sistemas

Leia mais

Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Concelho de Serpa

Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Concelho de Serpa Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Concelho de Serpa Anexo I ao protocolo financeiro e de cooperação Normas e Condições de Acesso Artigo 1º. (Objectivo) Pretende-se colocar à disposição das

Leia mais

Vales Inovação e I&DT SI Qualificação SI I&DT

Vales Inovação e I&DT SI Qualificação SI I&DT 2009 Abril 22 Sessão de Divulgação Sistemas de Incentivos Campus da FEUP Rua Dr. Roberto Frias, 378 4200-465 Porto Portugal T +351 222 094 399 F +351 222 094 050 www@inescporto.pt www.inescporto.pt Vales

Leia mais

Sistemas de Incentivos

Sistemas de Incentivos Sistemas de Incentivos Iniciativa i MERCA Protocolo Iniciativa Merca Medida 3 Incentivos a projectos de PME integrados em Estratégias de Valorização Económica de Base Territorial Acções de Regeneração

Leia mais

Qualificação e Internacionalização das PME

Qualificação e Internacionalização das PME Qualificação e Internacionalização das PME Portugal 2020 Programa Operacional INFEIRA GABINETE DE CONSULTADORIA, LDA. RUA DO MURADO, 535, 4536-902, MOZELOS 227 419 350 INFEIRA.PT 0 Tipologia de Projetos

Leia mais

Incentivos Fiscais: SIFIDE Internacionalização Investimento Produtivo. Data de Apresentação:14 de Abril de2010

Incentivos Fiscais: SIFIDE Internacionalização Investimento Produtivo. Data de Apresentação:14 de Abril de2010 Incentivos Fiscais: SIFIDE Internacionalização Investimento Produtivo Data de Apresentação:14 de Abril de2010 1 Agenda 1 SIFIDE 2 Internacionalização 3 Investimento Produtivo 2 Incentivos Fiscais SIFIDE

Leia mais

Oportunidades de Financiamento PROJETOS EMPRESARIAIS E OS SISTEMAS DE INCENTIVO

Oportunidades de Financiamento PROJETOS EMPRESARIAIS E OS SISTEMAS DE INCENTIVO Oportunidades de Financiamento PROJETOS EMPRESARIAIS E OS SISTEMAS DE INCENTIVO Hugo Barros UALG Universidade do Algarve Albufeira, 12 de Março 2015 INOVAÇÃO PAPEL CRUCIAL NO CRESCIMENTO ECONÓMICO DOS

Leia mais

EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA

EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA Convite Público à Apresentação de Candidatura no Domínio da Assistência Técnica aos Organismos Intermédios Eixo Prioritário VI - Assistência Técnica Convite para

Leia mais

Comércio Investe. Projectos conjuntos:

Comércio Investe. Projectos conjuntos: Comércio Investe Projectos conjuntos: Projecto conjunto de modernização comercial promovido por uma associação empresarial do comércio, que vise a valorização e dinamização da oferta comercial dos espaços

Leia mais

PME Investe VI. Linha de Crédito Micro e Pequenas Empresas

PME Investe VI. Linha de Crédito Micro e Pequenas Empresas PME Investe VI Linha de Crédito Micro e Pequenas Empresas Objectivos Esta Linha de Crédito visa facilitar o acesso ao crédito por parte das micro e pequenas empresas de todos os sectores de actividade,

Leia mais

QREN. 2007-2013 Agenda de Competitividade

QREN. 2007-2013 Agenda de Competitividade 1 QREN. 2007-2013 Conhecimento e inovação Produção transaccionável QREN 2007-2013 Competitividade Financiamento Empresarial Eficiência da Administração Pública Convergência com a UE Perfil de especialização

Leia mais

Incentivos às Empresas

Incentivos às Empresas Incentivos às Empresas Qualificação, Inovação e I&DT José Manuel Santos (jose.santos@iapmei.pt) Direcção de Gestão de Incentivos e de Créditos Sistemas de Incentivos Sistemas de Incentivos Objectivo Programa

Leia mais

SI QUALIFICAÇÃO DE PME

SI QUALIFICAÇÃO DE PME SI QUALIFICAÇÃO DE PME SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (AVISOS DE CANDIDATURA MAIO 2010) TURISMO QREN QUADRO DE REFERÊNCIA ESTRATÉGICO NACIONAL 2007-2013 INFORMAÇÃO SINTETIZADA

Leia mais

Medida Comércio Investe

Medida Comércio Investe Medida Comércio Investe Incentivo à Modernização Comercial O que é? - Incentivo financeiro não reembolsável; - 40% das despesas elegíveis nos projetos individuais; - Possibilidade de majoração de 10% por

Leia mais