Diana. Composição esterilizada automatizada para a preparação segura, precisa e eficiente de drogas de risco. Sistema de Composição de Drogas de Risco

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Diana. Composição esterilizada automatizada para a preparação segura, precisa e eficiente de drogas de risco. Sistema de Composição de Drogas de Risco"

Transcrição

1 Diana Sistema de Composição de Drogas de Risco Composição esterilizada automatizada para a preparação segura, precisa e eficiente de drogas de risco.

2 Precisão, segurança e eficiência na tecnologia de composição de drogas de risco na palma da sua mão. COMPOSIÇÃO AUTOMATIZADA CONTROLADA PELO USUÁRIO PARA MÁXIMA PRECISÃO E SEGURANÇA Diferente das tecnologias automatizadas que exigem enormes investimentos e não se adaptam aos fluxos de trabalho existentes, o sistema Diana é econômico e mantém os farmacêuticos e técnicos no controle do processo de composição, do início ao fim. O SISTEMA FECHADO GARANTE A SEGURANÇA DOS CLÍNICOS E A ESTERILIZAÇÃO DA MISTURA O sistema Diana cabe em seu gabinete de segurança biológica e protege os clínicos da exposição a drogas de risco e agulhas, ao mesmo tempo em que protege a preparação do paciente de exposição a contaminantes do ambiente. REDUZ O RISCO DE FERIMENTOS REPETITIVOS Libera farmacêuticos e técnicos de muitos dos movimentos repetitivos exigidos durante a preparação e reconstituição, e reduz as tensões e lesões que podem ocorrer como resultado. AUMENTA A EFICIÊNCIA E REDUZ O DESPERDÍCIO DOS COMPONENTES Ao ajudar a melhorar a eficiência do alto volume de composição, o sistema Diana pode assegurar a eficiência do fluxo de trabalho, ajudando você a reduzir o desperdício de medicamentos, extraindo cada gota da droga de cada recipiente. Precisão A precisão constante de um sistema automatizado controlado pelo usuário é tão confiável que exige apenas uma verificação de precisão por ano. Segurança Ao manter os clínicos e pacientes seguros contra a exposição a drogas de risco e agulhas, o sistema Diana também o ajuda a manter a esterilização das drogas. Diana é o primeiro e único sistema de composição automatizado controlado pelo usuário para a preparação segura de drogas de risco. Eficiência Perfeito para preparações de baixo e alto volume, o sistema Diana também reduz os problemas com movimentos repetitivos, fazendo com que o enchimento de bolsas IV e bombas elastoméricas ocorra de forma rápida e indolor. 3

3 A rastreabilidade do fluxo de trabalho automatizado mantém o seu processo de composição em conformidade do princípio ao fim. Os recursos de rastreamento do sistema Diana fornecem automaticamente o nome do medicamento, o volume, a hora e a data de cada preparação, ajudando você a melhorar a segurança do paciente e ajudando nas melhores práticas de controle de qualidade e validação farmacêutica. Lista de drogas personalizáveis para um melhor controle da preparação Canal 1 Transferência de baixo volume Adicionar medicamento às bolsas IV dos pacientes Adicionar medicamentos às seringas Adicionar medicamento às bombas elastoméricas Extrair cada gota do medicamento O sistema Diana permite que você escolha entre uma lista pré-carregada de 100 drogas que podem ser personalizadas para atender às suas necessidades específicas, dando a você uma melhor rastreabilidade, melhor documentação e total validação de cada preparação. CANAL 1 CANAL 1 ATIVO Desejado: Real : Selecionar medicamento Lista de medicamentos Velocidade: Normal Limpar Limpar tudo Menu CANAL INATIVO 0 ml 0 ml. Enter Fornece um Registro Completo de Cada Preparação Depois que cada mistura é concluída, o sistema Diana envia o nome do medicamento, o volume, a hora e a data para uma impressora que cria um rótulo com essas informações, complementando sua validação e processo de controle de qualidade e ajudando a impedir erros médicos. Canal Transferência de alto volume Reconstituir medicamentos liofilizados Remover diluente de bolsas IV pré-cheias Adicionar diluente às bolsas IV dos pacientes Encher uma seringa ou bomba elastomérica Preparar em lote uma série de recipientes Diana CANAL SN: D1100NCR113 1: Doxorrubicina 5, Preparado 4 mg/ml ml 09:45:48 por: 5

4 Criado para servir ao seu dia a dia, o sistema Diana é seguro, fácil, intuitivo e preciso. Com um fluxo de trabalho em etapas fácil de seguir que mantém os farmacêuticos e técnicos no controle do processo de composição e um exterior resistente e durável, o sistema Diana se adapta a você e ao seu local de trabalho. Etapa um Escolha o nome da droga na lista personalizável de drogas pré-carregadas. Etapa dois Basta inserir o volume desejado no teclado da tela do sistema. Um sistema totalmente fechado que elimina completamente a chance de contaminação. Etapa quatro Etapa três Verifique se a droga, o volume, o canal e o recipiente estão corretos. Pressione o botão de iniciar e o Diana faz todo o resto, dando a você a validação após a conclusão. Depois que a mistura estiver completa, o sistema Diana imprime automaticamente um rótulo para facilitar a rastreabilidade. Kits de preparação Ajudando a mantê-lo seguro e preservando a esterilização das drogas ao longo do processo de composição. O design fechado mecânica e microbiologicamente do sistema Diana é alcançado através de uma série de componentes inovadores sem agulhas, incluindo os kits de preparação pré-embalados e muitos dos componentes de sistema fechado do ChemoClave comprovado da ICU Medical. Esses dispositivos são presos a todos os recipientes que depositam ou recebem drogas no processo de composição para proteger a preparação do paciente da exposição a contaminantes do ambiente e, ao mesmo tempo, proteger o clínico da exposição ao medicamento e a agulhas. 6 Cassete do canal um com seringa de 0 ml (CH4000) de gotas e dois Spiros (CH4001) de gotas, pino da bolsa e um Spiros (CH400) de gotas, um Spiros e um MicroClave Clear (CH4003) de gotas, pino da bolsa e um MicroClave Clear (CH4004) 7

5 Melhora a eficiência do seu processo de enchimento de lote. As características únicas do sistema Diana facilitam o alto volume de manipulação de medicamentos IV, o que lhe permite melhorar o seu processo de enchimento de lote existente para ser mais preciso, seguro e eficiente. Aceita seringa de qualquer tamanho para o enchimento do lote de anestesia da sala de operações ou analgesia controlada pelo paciente (PCA), incluindo: > Fentanil > Hidromorfona > Morfina > Metadona > Propofol > Bupivacaina > Ropivacaina > Epinefrina Perfeito para o enchimento de lotes de aditivos de uso pesado, incluindo: > Cefazolina > Vancomicina > Heparina > Norepinefrina > Oxitocina > Sulfato de magnésio > Furosemida > Midazolam > Seringas de lidocaína com tampão Preenche sem esforço as bombas elastoméricas para enchimento em lote de: > Antibióticos > Ropivacaina > Bupivacaina Diana Um legado do cuidado Diana Kostyra Lopez, MD A "Diana" original e a inspiração para o Sistema de Composição de Drogas de Risco Diana Dr. Diana Kostyra Lopez foi uma pediatra dedicada e bondosa e esposa do CEO da ICU Medical, Dr. George "Doc" Lopez. Em 006, Diana perdeu uma brava luta contra o câncer. Por conta desse trágico evento, Doc encontrou uma forma de honrar a memória de sua esposa e de cumprir uma promessa que ele havia feito a ela durante o período de tratamento do câncer. Durante uma sessão de quimioterapia, Diana ouviu as enfermeiras reclamarem de um gosto metálico em suas bocas e discutirem sobre os possíveis riscos de saúde por conta da exposição às drogas. Ela pediu para que Doc criasse uma solução que pudesse proteger os médicos dessa exposição, e o resultado foi a linha ICU Medical de soluções de oncologia sem agulhas, que inclui o sistema Diana. 014 ICU Medical Inc. M1-1317PT Rev

Sistemas de Manuseio Seguro de Medicação IV

Sistemas de Manuseio Seguro de Medicação IV Sistemas de Manuseio Seguro de Medicação IV Sistemas livres de agulhas de fácil utilização para a preparação segura e administração de medicamentos IV Maximizar a Segurança de Medicação Em Cada Etapa com

Leia mais

ChemoLock. Definindo um novo padrão para a segurança de drogas de risco. Você simplesmente não adora quando as coisas são simples?

ChemoLock. Definindo um novo padrão para a segurança de drogas de risco. Você simplesmente não adora quando as coisas são simples? Apresentando ChemoLock Dispositivo de transferência de sistema fechado sem agulha O primeiro CSTD sem agulha a receber aprovação da FDA 510(k) para aplicações em composições farmacêuticas (ONB) e administração

Leia mais

Jato de tinta contínuo Impressoras Série 1000

Jato de tinta contínuo Impressoras Série 1000 arcação e codificação inteligente produtividade simplificada Jato de tinta contínuo Impressoras Série 1000 Série Videojet 1000 elhorando a produtividade com tecnologia de última geração. As impressoras

Leia mais

Impressão por transferência térmica Linha de produtos DataFlex

Impressão por transferência térmica Linha de produtos DataFlex Confiabilidade ideal, máxima produtividade Impressão por transferência térmica Linha de produtos DataFlex 2 Nossa linha DataFlex de Impressoras por Transferência Térmica oferece alto tempo de operação

Leia mais

ca@hsjoao.min-saude.ptsaude.pt 50 Anos Serviços Farmacêuticos

ca@hsjoao.min-saude.ptsaude.pt 50 Anos Serviços Farmacêuticos Programa do Medicamento Hospitalar Infarmed, 26 de Janeiro 2009 Centro de preparação de medicamentos:. Prof. Doutor António Ferreira ca@hsjoao.min-saude.ptsaude.pt Hospital S. João, E.P.E. Maio 2007 Unidade

Leia mais

HOSPITAL FÊMINA. Administração de Medicamentos

HOSPITAL FÊMINA. Administração de Medicamentos HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO HOSPITAL FÊMINA COMISSÃO DE MEDICAMENTOS COMISSÃO DE GERENCIAMENTO DE RISCO SERVIÇO DE FARMÁCIA Administração de Medicamentos Farmª Luciane Lindenmeyer Farmª Raquel

Leia mais

DIGISAT ERRO MIDAS.DLL

DIGISAT ERRO MIDAS.DLL DIGISAT ERRO MIDAS.DLL Para resolver esta questão, faça o download do "Registra Midas" e "midas.dll" que estão disponíveis nos links abaixo e salve-os dentro da pasta de instalação do sistema. Em seguida,

Leia mais

Melhor desempenho. Maior produtividade. DuPont. Sontara FS PANOS DE LIMPEZA PROFISSIONAL

Melhor desempenho. Maior produtividade. DuPont. Sontara FS PANOS DE LIMPEZA PROFISSIONAL Melhor desempenho. Maior produtividade. DuPont Sontara FS PANOS DE LIMPEZA PROFISSIONAL Maior qualidade, segurança e eficiência nos processos de limpeza profissional. Quem olha para o futuro com vontade

Leia mais

Suprimentos originais HP

Suprimentos originais HP Suprimentos originais HP Entendendo a função dos suprimentos HP na qualidade e confiabilidade da impressão. Cada vez que você utilizar suprimentos originais HP, terá impressos produzidos por componentes

Leia mais

Geração Impressão - Consultas

Geração Impressão - Consultas TUTORIAL GERADOR DE INADIMPLÊNCIA (Pendênciia de Follha de Frequênciia) CONTEÚDO:: Gerador de IInadiimpllênciia Geração Impressão - Consultas 1 Gerador de Inadimplência (Pendência de Folha de Frequência)

Leia mais

Via Seringa Mistura Mesma linha Em Y Estabilidade infusão. Estabili dade. cas. Solução. Reconstituí da Não reconstituir. Adenosina. ph 4.5 a 7.

Via Seringa Mistura Mesma linha Em Y Estabilidade infusão. Estabili dade. cas. Solução. Reconstituí da Não reconstituir. Adenosina. ph 4.5 a 7. Fármaco Adenosina Ampola 2 ml injetável 3 mg/ml Alizaprida Cloridrato Ampola 2 ml injetável 25 mg/1 ml Característi cas ph 4.5 a 7.5 Armazenar a 25ºC. Refrigerar causa cristalização Cristais dissolvem

Leia mais

Versão 1.0 09/10. Xerox ColorQube 9301/9302/9303 Serviços de Internet

Versão 1.0 09/10. Xerox ColorQube 9301/9302/9303 Serviços de Internet Versão 1.0 09/10 Xerox 2010 Xerox Corporation. Todos os direitos reservados. Direitos reservados de não publicação sob as leis de direitos autorais dos Estados Unidos. O conteúdo desta publicação não pode

Leia mais

Oncologia. Aula 8: Manipulação de Quimioterapia. Profa. Camila Barbosa de Carvalho 2012/1

Oncologia. Aula 8: Manipulação de Quimioterapia. Profa. Camila Barbosa de Carvalho 2012/1 Oncologia Aula 8: Manipulação de Quimioterapia Profa. Camila Barbosa de Carvalho 2012/1 Cenário atual da produção de injetáveis Beira do leito Posto de enfermagem Cenário ideal de preparação de injetáveis

Leia mais

Extrusão de Tubos, Cabos e Fios Sistemas para Marcação e Codificação

Extrusão de Tubos, Cabos e Fios Sistemas para Marcação e Codificação Jato de Tinta. Laser. Transferência Térmica. Etiquetadoras. Sistemas de Rastreamento. Consumíveis. Peças e Assistência Técnica. Extrusão de Tubos, Cabos e Fios Sistemas para Marcação e Codificação Fio

Leia mais

Sistema para Gerenciamento de

Sistema para Gerenciamento de Sistema para Gerenciamento de Dosagem Getinge 2 Sistema para Gerenciamento de Dosagem Getinge Sistema para Gerenciamento de Dosagem Getinge (CMS) UM PROCESSO APRIMORADO, UMA SOLUÇÃO ÚNICA A Getinge pode

Leia mais

GABARITO. Resposta: Cálculo da superfície corporal para dose de gencitabina 1 m 2 --- 1000 mg 1,66 m 2 --- X mg X = 1660 mg

GABARITO. Resposta: Cálculo da superfície corporal para dose de gencitabina 1 m 2 --- 1000 mg 1,66 m 2 --- X mg X = 1660 mg GABARITO 1 - Sr José, 65 anos, apresenta dor abdominal intensa há dois meses. Após solicitação de ultrasonografia pelo médico assistente chegou-se ao diagnóstico de câncer de pâncreas. O tratamento proposto

Leia mais

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00038/2013-001 SRP

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00038/2013-001 SRP 52121 - COMANDO DO EXERCITO 160322 - HOSPITAL CENTRAL DO EXERCITO/RJ RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00038/2013-001 SRP 1 - Itens da Licitação 1 - CUBA APARELHO - USO LABORATÓRIO EQUIPO DE INFUSÃO

Leia mais

CÁLCULOS COM MEDICAMENTOS. Professor: Edilberto Antônio Souza de Oliveira

CÁLCULOS COM MEDICAMENTOS. Professor: Edilberto Antônio Souza de Oliveira 1 CÁLCULOS COM MEDICAMENTOS Professor: Edilberto Antônio Souza de Oliveira Embora muitos Hospitais trabalhem com as doses dos fármacos personalizadas e prontas para o uso de cada paciente, entretanto,

Leia mais

GETINGE 88 TURBO LIMPEZA E DESINFECÇÃO SUPERIORES NA METADE DO TEMPO

GETINGE 88 TURBO LIMPEZA E DESINFECÇÃO SUPERIORES NA METADE DO TEMPO GETINGE 88 TURBO LIMPEZA E DESINFECÇÃO SUPERIORES NA METADE DO TEMPO 2 Getinge 88 Turbo MENOR TEMPO DE PREPARAÇÃO - MAIOR TAXA DE PROCESSAMENTO Há uma razão simples pela qual a Getinge é líder mundial

Leia mais

WHITEPAPER. Codificadoras de nova geração conduzem a produtividade da linha em fios, cabos e tubos com um tempo de atividade até cinco vezes maior

WHITEPAPER. Codificadoras de nova geração conduzem a produtividade da linha em fios, cabos e tubos com um tempo de atividade até cinco vezes maior WHITEPAPER Codificadoras de nova geração conduzem a produtividade da linha em fios, cabos e tubos com um tempo de atividade até cinco vezes maior CODIFICADORAS DE NOVA GERAÇÃO CONDUZEM A PRODUTIVIDADE

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Mobile

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Mobile MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Mobile 1 1 INICIANDO O APLICATIVO PELA PRIMEIRA VEZ... 3 2 PÁGINA PRINCIPAL DO APLICATIVO... 4 2.1 INTERFACE INICIAL... 4 2.2 DISPOSITIVO NÃO REGISTRADO...

Leia mais

O Dispositivo Neutron para Permeabilidade do Cateter é a última inovação da empresa que criou o mercado de conectores IV seguros.

O Dispositivo Neutron para Permeabilidade do Cateter é a última inovação da empresa que criou o mercado de conectores IV seguros. O Dispositivo Neutron para Permeabilidade do Cateter é a última inovação da empresa que criou o mercado de conectores IV seguros. Neutron 2011 Com a introdução do Neutron, a ICU Medical, Inc. segue com

Leia mais

Amboretto Skids. Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel e água

Amboretto Skids. Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel e água Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, celulose e água 1 Disponível para Locação, Leasing e Cartão Amboretto Skids Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel

Leia mais

Guia do Wattbike Expert Software para Iniciantes

Guia do Wattbike Expert Software para Iniciantes Guia do Wattbike Expert Software para Iniciantes 1 Índice Introdução............................................... 3 Conexão do software ao Computador de Desempenho Wattbike tela padrão Polar e edição

Leia mais

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário Smart Laudos 1.9 A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos Manual do Usuário Conteúdo 1. O que é o Smart Laudos?... 3 2. Características... 3 3. Instalação... 3 4. Menu do Sistema... 4 5. Configurando

Leia mais

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z O só está disponível quando a impressora está ocupada processando um trabalho, quando uma mensagem da impressora é exibida ou quando a impressora está em modo Rastreamento hex. Pressione Menu para abrir

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Desktop

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Desktop MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Desktop 1 1 INICIANDO O APLICATIVO PELA PRIMEIRA VEZ... 3 2 PÁGINA PRINCIPAL DO APLICATIVO... 4 2.1 INTERFACE INICIAL... 4 3 INICIANDO PROCESSO DE LEITURA...

Leia mais

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Central de Material Esterilizado. 11.8x. março de 2015 Versão: 3.0

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Central de Material Esterilizado. 11.8x. março de 2015 Versão: 3.0 TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Central de Material Esterilizado 11.8x março de 2015 Versão: 3.0 1 Sumário 1 Objetivos... 4 2 Introdução... 4 3 Cadastros... 5 3.1 Cadastros de Unidades de CME...

Leia mais

COMPOSIÇÃO Cada frasco ampola contém 100 mg de azacitidina e 100 mg de manitol como excipiente.

COMPOSIÇÃO Cada frasco ampola contém 100 mg de azacitidina e 100 mg de manitol como excipiente. Vidaza azacitidina FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Vidaza pó liofilizado para injeção, está disponível em frasco ampola com 100 mg de azacitidina. USO SUBCUTÂNEO USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada frasco ampola

Leia mais

OTO-XILODASE. Apsen Farmacêutica S.A. Solução Otológica 100 UTR + 50 mg + 5 mg / 1 ml

OTO-XILODASE. Apsen Farmacêutica S.A. Solução Otológica 100 UTR + 50 mg + 5 mg / 1 ml OTO-XILODASE Apsen Farmacêutica S.A. Solução Otológica 100 UTR + 50 mg + 5 mg / 1 ml OTO-XILODASE cloridrato de lidocaína + sulfato de neomicina + hialuronidase APSEN FORMAS FARMACÊUTICAS Solução otológica

Leia mais

Guia rápido de impressão e cópia em FRENTE E VERSO

Guia rápido de impressão e cópia em FRENTE E VERSO Guia rápido de impressão e cópia em FRENTE E VERSO Maio 2011 Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais DIRFOR/GEOPE/Gerência de Operações Sumário 1 Sumário 2 INTRODUÇÃO... 3 2.1 SISTEMAS OPERACIONAIS...

Leia mais

MEGA-CA Touch Screen Termo Desinfectora MANUAL DE OPERAÇÃO REV. 1.5 04/05/2011

MEGA-CA Touch Screen Termo Desinfectora MANUAL DE OPERAÇÃO REV. 1.5 04/05/2011 MEGA-CA Touch Screen Termo Desinfectora MANUAL DE OPERAÇÃO REV. 1.5 04/05/2011 Av. José Carlos Massoco 2000, Itu - SP - CEP 13306-740 Fone (11) 4024-2240 - 1 - Introdução : O controlador modelo MEGA-CA

Leia mais

Essential para vida. Senographe Essential Sistema de mamografia digital de campo total

Essential para vida. Senographe Essential Sistema de mamografia digital de campo total Essential para vida Senographe Essential Sistema de mamografia digital de campo total A excelência em mamografia digital de campo total (FFDM) é um processo de busca contínua para o aprimoramento da tecnologia

Leia mais

manual do usuário d o s i m a x i n p l a c e rev.03

manual do usuário d o s i m a x i n p l a c e rev.03 manual do usuário d o s i m a x i n p l a c e 2 0 1 3 rev.03 manual do usuário d o s i m a x i n p l a c e 2 0 1 3 1. descrição 4 2. Configuração da Máquina 6 3. Calibração das bombas 9 4. Programação

Leia mais

NESSE MANUAL VÃO SER SOLUCIONADAS AS SEGUINTES DÚVIDAS DE USO:

NESSE MANUAL VÃO SER SOLUCIONADAS AS SEGUINTES DÚVIDAS DE USO: NESSE MANUAL VÃO SER SOLUCIONADAS AS SEGUINTES DÚVIDAS DE USO: Sumário NA AGENDA COMO FAÇO PARA VER PACIENTES COM TRATAMENTO EM ABERTO MAIS SEM AGENDAMENTO?... 2 COMO FAÇO PARA PROCURAR UM PACIENTE E IMPRIMIR

Leia mais

Projeto coordenado pela profa. Dra. Denise Costa Dias

Projeto coordenado pela profa. Dra. Denise Costa Dias Projeto coordenado pela profa. Dra. Denise Costa Dias . De acordo com FakiH (2000) essas infusões podem ser em: Bolus: é a administração intravenosa realizada em tempo menor ou igual a 1 minuto.geralmente

Leia mais

Anexo D Divisão de Análises Clínicas HU/UFSC. Versão 01. Atribuições dos Cargos

Anexo D Divisão de Análises Clínicas HU/UFSC. Versão 01. Atribuições dos Cargos DOC MQB -02 MQB.pdf 1/5 Cargo: Assistente de Laboratório 1. Planejar o trabalho de apoio do laboratório: Interpretar ordens de serviços programadas, programar o suprimento de materiais, as etapas de trabalho,

Leia mais

Manual de Operação RB 201-B. Revisado em Agosto/2005. Página 1 de 13

Manual de Operação RB 201-B. Revisado em Agosto/2005. Página 1 de 13 Manual de Operação RB 201-B Revisado em Agosto/2005 Página 1 de 13 Índice 1 Apresentação...3 2 Instalação...3 3 Condições ambientais...3 4 Fornecimento de energia elétrica...3 5 Ligando o equipamento...3

Leia mais

FINANCEIRO Manual OPERACIONAL

FINANCEIRO Manual OPERACIONAL SISTEMA DE GESTÃO HDIAS HAMILTON DIAS (31) 8829.9195 8540.8872 www.hdias.com.br hamilton-dias@ig.com.br FINANCEIRO Manual OPERACIONAL Pagina 2 de 14 ÍNDICE Receitas e Despesas... 3 Como Acessar... 3 Como

Leia mais

NVSABRE - SISTEMA DE INFORMÁTICA LTDA

NVSABRE - SISTEMA DE INFORMÁTICA LTDA Goiânia, 23 de Dezembro de 2011 Bom dia! Aos clientes Sabre, Novos procedimentos após atualização do sistema para versão 2.1.289.12 Será disponibilizada versão 2.1.289.12, nossos colaboradores devem seguir

Leia mais

Dispositivos de entrada sem fio 1 INTRODUÇÃO

Dispositivos de entrada sem fio 1 INTRODUÇÃO Dispositivos de entrada sem fio 1 INTRODUÇÃO Nosso seminário vai apresentar uma tecnologia de entrada de dados sem fio, ou seja, os dados de entrada vao ser transmitidos sem a necessidade de meios fisicos

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO: COMO FAZER O INVENTÁRIO NO SICOR

MANUAL DE INSTRUÇÃO: COMO FAZER O INVENTÁRIO NO SICOR MANUAL DE INSTRUÇÃO: COMO FAZER O INVENTÁRIO NO SICOR ANEXO DA INSTRUÇÃO DE SERVIÇO PROAF Nº 007/06 4ª Ed. 2011 2 Conceitos: Inventário Patrimonial: Consiste no levantamento físico e financeiro de todos

Leia mais

Alguns recursos da planilha são baseados em MACROS, e para que os mesmos funcionem perfeitamente é necessário que se habilitem as macros do Excel.

Alguns recursos da planilha são baseados em MACROS, e para que os mesmos funcionem perfeitamente é necessário que se habilitem as macros do Excel. SOBRE MACROS CONTABILIZAR CONTROLE DE CAIXA > MANUAL CONTAS A PAGAR Alguns recursos da planilha são baseados em MACROS, e para que os mesmos funcionem perfeitamente é necessário que se habilitem as macros

Leia mais

AVALIAÇÃO TECNOLÓGICA COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO EM SERVIÇOS DE SAÚDE

AVALIAÇÃO TECNOLÓGICA COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO EM SERVIÇOS DE SAÚDE V Jornada Nacional de Economia da Saúde II Jornada de Avaliação de Tecnologias em Saúde do IMIP AVALIAÇÃO TECNOLÓGICA COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO EM SERVIÇOS DE SAÚDE Ricardo Kuchenbecker Professor Adjunto

Leia mais

Tecnologia avançada de jato de tinta contínuo para microimpressão

Tecnologia avançada de jato de tinta contínuo para microimpressão Nota Técnica Tecnologia avançada de jato de tinta contínuo para microimpressão Fornece produtividade da linha em aplicações de cabos e fios com um uptime até cinco vezes maior A maioria das instalações

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

Solucionar problemas de digitalização de rede. Soluções e problemas comuns... 2. Status da digitalização para email... 3

Solucionar problemas de digitalização de rede. Soluções e problemas comuns... 2. Status da digitalização para email... 3 Solucionar problemas de de rede 1 de fax de Soluções e problemas comuns.................... 2 Status da para email.................. 3 Status da para FTP................... 5 Status de Contabilização de

Leia mais

Instruções de instalação e remoção para os drivers de impressora PostScript e PCL do Windows Versão 8

Instruções de instalação e remoção para os drivers de impressora PostScript e PCL do Windows Versão 8 Instruções de instalação e remoção para os drivers de impressora PostScript e PCL do Windows Versão 8 Este arquivo ReadMe contém as instruções para a instalação dos drivers de impressora PostScript e PCL

Leia mais

Oncologia. Aula 3: Legislação específica. Profa. Camila Barbosa de Carvalho

Oncologia. Aula 3: Legislação específica. Profa. Camila Barbosa de Carvalho Oncologia Aula 3: Legislação específica Profa. Camila Barbosa de Carvalho Legislações importante em oncologia - RDC n o. 220/2004 - RDC n o. 67/2007 - RDC n o. 50/2002 - RDC n o. 306/2004 - NR 32/2005

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

MANUTENÇÃO DE COMPUTADORES I

MANUTENÇÃO DE COMPUTADORES I MANUTENÇÃO DE COMPUTADORES I Introdução Todo hardware é construído com peças, logo, possuem uma vida útil. O que tornam um hardware obsoleto ou inutilizável Desgaste mecânico Desgaste eletrônico Perca

Leia mais

MEDICAMENTOS. CAPACITAÇÃO EM FARMACOLOGIA PARA AS EQUIPES DE SAÚDE BUCAL Auxiliares e Técnicos em Saúde Bucal 2015

MEDICAMENTOS. CAPACITAÇÃO EM FARMACOLOGIA PARA AS EQUIPES DE SAÚDE BUCAL Auxiliares e Técnicos em Saúde Bucal 2015 MEDICAMENTOS CAPACITAÇÃO EM FARMACOLOGIA PARA AS EQUIPES DE SAÚDE BUCAL Auxiliares e Técnicos em Saúde Bucal 2015 Parceria: Farmácia Escola da UFRGS - Programa Farmácia Popular Programa de Pós-Graduação

Leia mais

Manual para Utilização Site DVA Express. Versão 2.0 para Parceiros.

Manual para Utilização Site DVA Express. Versão 2.0 para Parceiros. Manual para Utilização Site DVA Express Versão 2.0 para Parceiros. Introdução O presente manual tem por finalidade instruir os parceiros e representantes na utilização do site para consultas, rastreabilidade

Leia mais

1- Requisitos mínimos. 2- Instalando o Acesso Full. 3- Iniciando o Acesso Full pela primeira vez

1- Requisitos mínimos. 2- Instalando o Acesso Full. 3- Iniciando o Acesso Full pela primeira vez Manual Conteúdo 1- Requisitos mínimos... 2 2- Instalando o Acesso Full... 2 3- Iniciando o Acesso Full pela primeira vez... 2 4- Conhecendo a barra de navegação padrão do Acesso Full... 3 5- Cadastrando

Leia mais

NELA HAO (somente dobramento ou perfuração/dobramento) NELA Benchmark (somente dobramento ou perfuração/dobramento) Alimentação automática de chapas.

NELA HAO (somente dobramento ou perfuração/dobramento) NELA Benchmark (somente dobramento ou perfuração/dobramento) Alimentação automática de chapas. Dobradoras NELA HAO (somente dobramento ou perfuração/dobramento) A NELA HAO é uma solução integrada econômica para clientes que estejam procurando por maior produtividade com chapas. As operações de perfuração

Leia mais

PEDIDO Manual BÁSICO

PEDIDO Manual BÁSICO SISTEMA DE GESTÃO HDIAS HAMILTON DIAS (31) 8829.9195 8540.8872 www.hdias.com.br hamilton-dias@ig.com.br PEDIDO Manual BÁSICO Pagina 2 de 10 ÍNDICE Condição Pagamento... 3 Como Acessar... 3 Como Cadastrar...

Leia mais

Livro Caixa. www.controlenanet.com.br. Copyright 2015 - ControleNaNet

Livro Caixa. www.controlenanet.com.br. Copyright 2015 - ControleNaNet www.controlenanet.com.br Copyright 2015 - ControleNaNet Conteúdo Tela Principal... 3 Como imprimir?... 4 As Listagens nas Telas... 7 Clientes... 8 Consulta... 9 Inclusão... 11 Alteração... 13 Exclusão...

Leia mais

PEDIDO Manual OPERACIONAL

PEDIDO Manual OPERACIONAL SISTEMA DE GESTÃO HDIAS HAMILTON DIAS (31) 8829.9195 8540.8872 www.hdias.com.br hamilton-dias@ig.com.br PEDIDO Manual OPERACIONAL Pagina 2 de 34 ÍNDICE Pedido... 4 Como Acessar... 4 Como Localizar Pedido...

Leia mais

Introdução à COLETA DE DADOS. Rodrigo Peters Berchielli Especificações técnicas. BICDATA Coleta de dados e Automação www.bicdata.com.

Introdução à COLETA DE DADOS. Rodrigo Peters Berchielli Especificações técnicas. BICDATA Coleta de dados e Automação www.bicdata.com. Introdução à COLETA DE DADOS Rodrigo Peters Berchielli Especificações técnicas Coleta e Automação Sumário Apresentação... 2 Automação industrial... 2 Coleta e automação... 2 Utilização proposta... 3 Processo

Leia mais

LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO

LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO 2013 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 REQUISITOS DO SISTEMA... 3 3 INSTALAÇÃO... 3 4 COMO COMEÇAR... 3 5 FORMULÁRIOS DE CADASTRO... 4 6 CADASTRO DE VEÍCULO... 6 7 ALINHAMENTO...

Leia mais

Notas e Avisos. Janeiro de 2009 N/P D560R Rev. A00

Notas e Avisos. Janeiro de 2009 N/P D560R Rev. A00 GUIA DE INÍCIO RÁPIDO Notas e Avisos NOTA: uma NOTA fornece informações importantes que o ajudam a usar melhor o computador. AVISO: um AVISO indica possíveis danos ao hardware ou a possibilidade de perda

Leia mais

Manual do aplicativo Conexão ao telefone

Manual do aplicativo Conexão ao telefone Manual do aplicativo Conexão ao telefone Copyright 2003 Palm, Inc. Todos os direitos reservados. O logotipo da Palm e HotSync são marcas registradas da Palm, Inc. O logotipo da HotSync e Palm são marcas

Leia mais

SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços

SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MANUAL DO USUÁRIO SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 2/24 ÍNDICE Instruções

Leia mais

COMO EFETUAR UMA VENDA.

COMO EFETUAR UMA VENDA. COMO EFETUAR UMA VENDA. Há duas formas de iniciar o processo para efetuar uma venda: 1. Menu ESTOQUE > SAÍDA MERC/SERVIÇOS ou 2. Clicar no ícone: A seguinte tela será apresentada: Obs.: Por via de regra

Leia mais

Cartuchos HP 10 / 11 / 12 / 13 e 88 - Procedimentos de recondicionamento (Guia do Reciclador Set 2012)

Cartuchos HP 10 / 11 / 12 / 13 e 88 - Procedimentos de recondicionamento (Guia do Reciclador Set 2012) Cartuchos HP 10 / 11 / 12 / 13 e 88 - Procedimentos de recondicionamento (Guia do Reciclador Set 2012) Cartucho C4800A Preto C4802A Ciano C4802A Magenta C4843A Amarelo C4840A Preto C4841A Ciano C4842A

Leia mais

Dicas para usar melhor o Word 2007

Dicas para usar melhor o Word 2007 Dicas para usar melhor o Word 2007 Quem está acostumado (ou não) a trabalhar com o Word, não costuma ter todo o tempo do mundo disponível para descobrir as funcionalidades de versões recentemente lançadas.

Leia mais

Elaborado por: Antônio do Amaral Batista Revisado por: Lilia Maria Razzolini Aprovado por: Andréa Cauduro de Castro

Elaborado por: Antônio do Amaral Batista Revisado por: Lilia Maria Razzolini Aprovado por: Andréa Cauduro de Castro POPE: B04 Página 1 de 7 1. Identificação do equipamento: 1.1 Nome: Analisador para eletroforese capilar automatizada. 1.2 Modelo: Capillarys Flex Piercing / SEBIA. 1.3 Número de série: Equipamento 5: SN

Leia mais

Relógio ponto cartográfico KL 2012 BLACK

Relógio ponto cartográfico KL 2012 BLACK Manual de instruções Relógio ponto cartográfico KL 2012 BLACK Visão geral O KL 2012 é um relógio ponto cartográfico usado para registrar cartões ponto. Ao colocar o cartão ponto no relógio, o mesmo recolhe

Leia mais

TRIX Tecnologia Ltda. XCard - 300. XCard - 300. Manual de Instalação e Operação. Manual de Instalação e Operação 1

TRIX Tecnologia Ltda. XCard - 300. XCard - 300. Manual de Instalação e Operação. Manual de Instalação e Operação 1 XCard - 300 Manual de Instalação e Operação Manual de Instalação e Operação 1 Manual de Instalação e Operação 2 Obrigado por escolher a TRIX Tecnologia. Continuaremos nos empenhando para corresponder às

Leia mais

Manual de Operações. PH-Meter Ph-1. www.innowatt.ind.br

Manual de Operações. PH-Meter Ph-1. www.innowatt.ind.br Manual de Operações PH-Meter Ph-1 www.innowatt.ind.br 1 INTRODUÇÃO Obrigado por ter escolhido um produto INNOWATT. Para garantir o uso correto e eficiente, é imprescindível a leitura completa deste manual

Leia mais

Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática. Flaviano Aguiar Liziane Santos Soares Jugurta Lisboa Filho (Orientador)

Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática. Flaviano Aguiar Liziane Santos Soares Jugurta Lisboa Filho (Orientador) Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática,1752'8d 2,1)250É7,&$ Flaviano Aguiar Liziane Santos Soares Jugurta Lisboa Filho (Orientador) PROJETO UNESC@LA Junho de 2000 Conteúdo 1. CONCEITOS

Leia mais

Superprovas Versão 9

Superprovas Versão 9 Superprovas Versão 9 1. Introdução...2 2. Novos Recursos Adicionados...4 3. Janela Principal...7 4. Janela de Questões...11 5. Janela de Desempenho...12 6. Barras de Ferramentas...13 7. Teclas de Atalho...14

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

QUIMIOTERAPIA Aspectos Farmacêuticos. João E. Holanda Neto Farmacêutico

QUIMIOTERAPIA Aspectos Farmacêuticos. João E. Holanda Neto Farmacêutico QUIMIOTERAPIA Aspectos Farmacêuticos João E. Holanda Neto Farmacêutico EQUIPE MULTIPROFISSIONAL Médico Avaliação do paciente e prescrição do esquema terapêutico (protocolo de QT) de acordo com o tipo,

Leia mais

Contêineres rígidos para esterilização

Contêineres rígidos para esterilização Por Silvia Baffi 1. Introdução Contêineres rígidos para esterilização Contêineres são recipientes rígidos e reutilizáveis para a esterilização. São compostos por diferentes dispositivos que podem ser denominados

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA HOSP7

GUIA DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA HOSP7 GUIA DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA HOSP7 LEALDATA INFORMÁTICA RECEPÇÃO FATURAMENTO CADASTRANDO E FATURANDO PACIENTES INSTALAÇÃO DO SISTEMA EM OUTROS COMPUTADORES RECEPÇÃO Segue abaixo passo a passo os cadastros

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO. Motor Periférico Versão 8.0

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO. Motor Periférico Versão 8.0 MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO Motor Periférico Versão 8.0 1. Apresentação... 3 2. Instalação do Java... 3 2.1 Download e Instalação... 3 2.2 Verificar Instalação... 3 3. Download do Motor Periférico...

Leia mais

T-DOC CyCle RegisTRO De DaDOs De máquinas DigiTalize seus CiClOs De PROCessO

T-DOC CyCle RegisTRO De DaDOs De máquinas DigiTalize seus CiClOs De PROCessO T-DOC Cycle Registro de dados de máquinas Digitalize seus CICLOS DE PROCESSO Always with you 2 T-DOC Cycle Documentação digital monitore seus parâmetros de ciclo em tempo real Pode ser muito difícil aumentar

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO/2014

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO/2014 UFF UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE HUAP HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO/2014 Edital n o 044/2014 Especialidade: TÉCNICO EM EQUIPAMENTO MÉDICO / ODONTOLÓGICO - GASOTERAPIA

Leia mais

Definir protocolo para garantir a segurança no uso de medicamentos de alta vigilância no Hospital São Paulo.

Definir protocolo para garantir a segurança no uso de medicamentos de alta vigilância no Hospital São Paulo. 1. INTRODUÇÃO Os medicamentos de Alta Vigilância são aqueles que possuem risco aumentado de provocar danos significativos aos pacientes em decorrência de falha no processo de utilização. Os erros que ocorrem

Leia mais

VOLUME 1 2012 MANUAL. Sistema Autorizador. Consultórios e Clínicas

VOLUME 1 2012 MANUAL. Sistema Autorizador. Consultórios e Clínicas VOLUME 1 2012 MANUAL Sistema Autorizador Consultórios e Clínicas ÍNDICE 2 Introdução 2 Definições Gerais 3 Intraestrutura e Componentes 4 Acessando o Sistema 6 Tela Inicial 7 Execução de Consulta 9 Solicitação

Leia mais

Manual do Usuário. Telefone Sem Fio LS3 MANUAL DO USUÁRIO

Manual do Usuário. Telefone Sem Fio LS3 MANUAL DO USUÁRIO Telefone Sem Fio LS3 MANUAL DO USUÁRIO Introdução 3 1. Indicações de segurança 4 2 Instrução ao teclado e aos ícones 6 2.1 Teclado 6 2.2 Ícones 7 3 Instalação 7 3.1 Instalação do sim card 7 3.2 Carregando

Leia mais

TERAPIA NUTRICIONAL NUTRIÇÃO ENTERAL

TERAPIA NUTRICIONAL NUTRIÇÃO ENTERAL ÍNDICE TERAPIA NUTRICIONAL NUTRIÇÃO ENTERAL 1. INTRODUÇÃO 01 2. ALIMENTANÇÃO ENTERAL: O QUE É? 02 3. TIPOS DE NUTRIÇÃO ENTERAL 03 4. VIAS DE ADMINISTRAÇÃO DA ALIMENTAÇÃO 04 ENTERAL 5. TIPOS DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Voice Guidance. Guia do administrador

Voice Guidance. Guia do administrador Voice Guidance Guia do administrador Junho de 2015 www.lexmark.com Conteúdo 2 Conteúdo Visão geral... 3 Modelos de impressoras, funções e aplicativos suportados...3 Configuração do Voice Guidance... 4

Leia mais

TUTORIAL INSTALAÇÃO DA ROTINA 2075 NO LINUX

TUTORIAL INSTALAÇÃO DA ROTINA 2075 NO LINUX Apresentação O departamento de varejo da PC Sistemas inovou seu produto de frente de caixa, permitindo seu funcionamento no sistema operacional do Linux com a distribuição Ubuntu. O cliente poderá usar

Leia mais

Leitor de código de Barras para pagamento de contas via home/office e Internet Banking Manual do Usuário Versão 1.2

Leitor de código de Barras para pagamento de contas via home/office e Internet Banking Manual do Usuário Versão 1.2 Leitor de código de Barras para pagamento de contas via home/office e Internet Banking Manual do Usuário Versão 1.2 1 Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. COMPOSIÇÃO BÁSICA DO EQUIPAMENTO... 4 2.1 Conteúdo da

Leia mais

Ricoh MP 171. Guia do usuário. Impressão

Ricoh MP 171. Guia do usuário. Impressão Ricoh MP 171 Guia do usuário Impressão 1 Índice Mapa do painel...3 Funções Impressão simples...5 Cancelando impressão...6 Impressão frente e verso Aba 1 clique...7 Aba definições detalhadas...9 Trabalhos

Leia mais

COMPRESSORAS. Soluções integrais em equipamento

COMPRESSORAS. Soluções integrais em equipamento COMPRESSORAS Soluções integrais em equipamento Série GZP/ZPT Compressoras de range médio, equipamentos robustos de fácil operação, confiáveis e seguros, possuem alimentação forçada. Características comuns

Leia mais

Hepatites B e C. são doenças silenciosas. VEJA COMO DEIXAR AS HEPATITES LONGE DO SEU SALÃO DE BELEZA.

Hepatites B e C. são doenças silenciosas. VEJA COMO DEIXAR AS HEPATITES LONGE DO SEU SALÃO DE BELEZA. Hepatites B e C são doenças silenciosas. VEJA COMO DEIXAR AS HEPATITES LONGE DO SEU SALÃO DE BELEZA. heto hepatite manucure.indd 1 Faça sua parte. Não deixe as hepatites virais frequentarem seu salão.

Leia mais

Como obter Ajuda. Mensagens do sistema. Acessar. Ícones do painel de controle

Como obter Ajuda. Mensagens do sistema. Acessar. Ícones do painel de controle Como obter Ajuda Para obter informações/assistência, verifique o seguinte: Guia do Usuário, para obter informações sobre como usar a Xerox 4595. Para obter assistência on-line, visite: www.xerox.com Clique

Leia mais

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque)

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 ACERTO DE ESTOQUE...

Leia mais

Guia de administração para os doentes pediátricos dirigido aos cuidadores. Leia este guia antes de administrar a injeção à sua criança.

Guia de administração para os doentes pediátricos dirigido aos cuidadores. Leia este guia antes de administrar a injeção à sua criança. Humira Guia de administração para os doentes pediátricos dirigido aos cuidadores Leia este guia antes de administrar a injeção à sua criança. Mantenha o medicamento no frigorífico (a uma temperatura entre

Leia mais

Software Médico. Embarcado

Software Médico. Embarcado Software Médico Embarcado III Encontro Sul Brasileiro de Engenharia Clínica Porto Alegre 24 de Novembro de 2012 Tecnologias utilizadas no século passado em EEm s nas décadas de 60/70 Programação de Sistemas

Leia mais

GUIA DE CONSULTA RÁPIDA PARA. Instalação do Nokia Connectivity Cable Drivers

GUIA DE CONSULTA RÁPIDA PARA. Instalação do Nokia Connectivity Cable Drivers GUIA DE CONSULTA RÁPIDA PARA Instalação do Nokia Connectivity Cable Drivers Conteúdo 1. Introdução...1 2. Requisitos obrigatórios...1 3. Instalação do Nokia Connectivity Cable Drivers...2 3.1 Antes da

Leia mais

Microsoft PowerPoint 2003

Microsoft PowerPoint 2003 Página 1 de 36 Índice Conteúdo Nº de página Introdução 3 Área de Trabalho 5 Criando uma nova apresentação 7 Guardar Apresentação 8 Inserir Diapositivos 10 Fechar Apresentação 12 Abrindo Documentos 13 Configurar

Leia mais

C2 NERVEMONITOR. Identificar - Proteger - Detectar

C2 NERVEMONITOR. Identificar - Proteger - Detectar C2 NerveMonitor C2 NERVEMONITOR Identificar - Proteger - Detectar O C2 NerveMonitor aumenta a segurança durante as intervenções cirúrgicas, uma vez que auxilia na prevenção e diagnóstico precoce de possíveis

Leia mais

HDEV SOLUÇÕES EM SISTEMAS RETAGUARDA DOTZ

HDEV SOLUÇÕES EM SISTEMAS RETAGUARDA DOTZ RETAGUARDA DOTZ Suporte Telefônico: (31) 3484-9763 (OI) Suporte Celular: (31) 8829.9195 (OI) 8540.8872 (TIM) Suporte Email: dotz@hdias.com.br Suporte On-Line: www.hdias.com.br/dotz Belo Horizonte, Fevereiro

Leia mais

Arquivos e Pastas. Instrutor Antonio F. de Oliveira. Núcleo de Computação Eletrônica Universidade Federal do Rio de Janeiro

Arquivos e Pastas. Instrutor Antonio F. de Oliveira. Núcleo de Computação Eletrônica Universidade Federal do Rio de Janeiro Arquivos e Pastas Duas visões do Windows Explorer A Hierarquia do Explorer Aparência das pastas Personalizando o Explorer Manipulação de Arquivos e pastas Uso de atalhos Visões do Windows Explorer Para

Leia mais