Webinar ABB - Voltimum Softstarter Especificação, Aplicação e Vantagens

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Webinar ABB - Voltimum Softstarter Especificação, Aplicação e Vantagens"

Transcrição

1 ABB Produtos Baixa Tensão Seminário online Economia de energia através de Inversores de frequência e seu funcionamento Webinar ABB - Voltimum Softstarter Especificação, Aplicação e Vantagens Por: José Francisco Rodrigues Neto Engenheiro eletricista, chefe de produto de Inversores de Frequência e Soft-starters na Schneider Electric 17 Setembro 2014 Voltimum 1

2 Economia de energia com inversores de frequencia Jose F. R. Neto Chefe de Produto

3 Antes de irmos ao inversor, vamos primeiro dar uma olhada no lado da carga! 3

4 Tipos de carga Tenha em mente... I(corrente de saida) α C (conjugado do sistema) Para tanto, existem, basicamente, 2 tipos de cargas: Conjugado variável ( torque variável ) Conjugado constante ( torque constante ) 4

5 Tipos de carga Torque variável: o perfil de conjugado (torque) que a carga demanda varia numa taxa conhecida em relação à velocidade da carga. Tipicamente bombas centrifugas e ventiladores; Torque constante: o perfil de conjugado (torque) que a carga demanda varia SEM uma taxa conhecida em relação à velocidade da carga. Na real, o torque depende pouco da velocidade da carga. Sobrecargas de torque PODEM ser requeridas em toda a faixa de velocidade; Todas as outras cargas que não sejam Torque Variável 5

6 Tipos de carga Torque variável T torque T = k. ω 2 ω speed 6

7 Tipos de carga Torque constante T torque T = k ω speed 7

8 Tipos de carga Potencia Mecanica (T x w) P ω 8

9 Tipos de carga Torque constante P = k.ω Potencia Mecanica (T x w) P ω 9

10 Tipos de carga Torque constante P = k.ω Potencia Mecanica (T x w) Torque variável P = k.ω 3 P ω 10

11 Inversores de frequencia

12 Inversor de Frequencia Estrutura geral Inversor Parte de potencia Feedback de Velocidade Corrente Alimentação de entrada Filtro EMC Conversor de frequencia M Frenagem Proteções Parte de controle HMI Controle da aplicação Controle do motor I/O Comunicação PLC 12

13 Inversor de Frequencia Parte de potencia Ponte Retificadora Filtro Ponte inversora D1 D2 D3 Link CC T1 T3 T5 R S T C M 3 ~ D4 D5 D6 T2 T4 T6 Controle do PWM 13

14 Inversor de Frequencia Parte de potencia R S T Ponte Retificadora D1 D2 D3 Link CC Filtro T1 Ponte inversora T3 T5 R S T C M 3 ~ D4 D5 D6 T2 T4 T6 Retificador Retifica a onda de entrada Controle do PWM 14

15 Inversor de Frequencia Parte de potencia R S T Ponte Retificadora D1 D2 D3 Link CC Filtro T1 Ponte inversora T3 T5 R S T C M 3 ~ D4 D5 D6 T2 T4 T6 Retificador Retifica a onda de entrada Controle do PWM Filtro Suaviza o ripple 15

16 Inversor de Frequencia Parte de potencia R S T Ponte Retificadora D1 D2 D3 Link CC Filtro T1 Ponte inversora T3 T5 u m i m R S T C M 3 ~ D4 D5 D6 T2 T4 T6 Retificador Retifica a onda de entrada Controle do PWM Filtro Suaviza o ripple Ponte inversora Produção de onda trifasica com tensão e frequencia controlada 16

17 Inversor de Frequencia Parte de potencia Forma de onda na saida do inversor Tensão Corrente 17

18 Inversor de frequencia Parte de controle Inversor Set-point de velocidade PI de velocidade + - ε ε x k PI de torque + - ε PWM Sensor Corrente M Encoder Feedback Feedback velocidade corrente Estimador de velocidade Malha aberta Malha fechada PI de velocidade diz ao PI de torque: Me forneça torque suficiente para atingir o set-point de velocidade 18

19 Inversor de frequencia Parte de controle Inversor Set-point de velocidade PI de velocidade + - ε ε x k PI de torque + - ε PWM Sensor Corrente M Encoder Feedback Feedback velocidade corrente Estimador de velocidade Malha aberta Malha fechada PI de velocidade diz ao PI de torque: Me forneça torque suficiente para atingir o set-point de velocidade 19

20 Inversor de Frequencia Beneficios Vantagens: Torna o motor CA um equipamento de alto desempenho Economia de energia Redução de picos de partida no motor Possibilita o sub-dimensionamento da rede de alimentação (trafos, cabos) Aumenta vida util das partes mecanicas do sistema Aumenta a vida util do motor Compensa algumas falhas na rede de alimentação Custo: O inversor de frequencia é um gerador de perturbações eletromagneticas (harmonicas) 20

21 Economia de energia com Inversores de frequencia

22 Economia de Energia Como é feito o controle de fluxo hoje nos sistemas de bombeamento? 22

23 Economia de Energia Como é feito o controle de fluxo hoje nos sistemas de bombeamento? 23

24 Economia de Energia Como é feito o controle de fluxo hoje nos sistemas de bombeamento? 24

25 Economia de Energia Como é feito o controle de fluxo hoje nos sistemas de bombeamento? 25

26 Economia de Energia Como é feito o controle de fluxo hoje nos sistemas de bombeamento? 26

27 Economia de Energia Como é feito o controle de fluxo hoje nos sistemas de bombeamento? 27

28 Economia de Energia Como é feito o controle de fluxo hoje nos sistemas de bombeamento? 28

29 Economia de Energia 29

30 Potencial de economia de energia no Brasil 30

31 O dilema da energia veio para ficar Os fatos A necessidade Demanda de energia Em 2050 Eletricidade em 2030 vs Emissões de CO 2 para evitar mudanças climaticas catastroficas até 2050 Source: IPCC 2007, figure (vs level) Apagões mais frequentes Preços da energia subindo Mudanças climáticas Conflitos por acesso e controle de recursos 31

32 O dilema da energia veio para ficar Os fatos A necessidade Demanda de energia Em 2050 Eletricidade em 2030 vs Emissões de CO 2 para evitar mudanças climaticas catastroficas até 2050 Source: IPCC 2007, figure (vs level) Apagões mais frequentes Preços da energia subindo Mudanças climáticas Conflitos por acesso e controle de recursos 32

33 O dilema da energia no Brasil 42% do consumo de energia eletrica no Brasil é realizado na Industria 33

34 O dilema da energia no Brasil 42% do consumo de energia eletrica no Brasil é realizado na Industria 62% deste consumo é responsabilidade de motores elétricos, ou seja, 1/4 do total de energia eletrica do Brasil é consumido por motores eletricos 34

35 O dilema da energia no Brasil 42% do consumo de energia eletrica no Brasil é realizado na Industria 62% deste consumo é responsabilidade de motores elétricos, ou seja, 1/4 do total de energia eletrica do Brasil é consumido por motores eletricos Aproximadamente 70% das aplicações com motores eletricos na Industria são bombas e ventiladores 35

36 O dilema da energia no Brasil 42% do consumo de energia eletrica no Brasil é realizado na Industria 62% deste consumo é responsabilidade de motores elétricos, ou seja, 1/4 do total de energia eletrica do Brasil é consumido por motores eletricos Aproximadamente 70% das aplicações com motores eletricos na Industria são bombas e ventiladores Ou seja, aproximadamente 17% de toda energia eletrica consumida no Brasil é drenada em aplicações de bombas e ventiladores, justamente os tipos de aplicações que trazem maior potencial de economia de energia na utilização de inversores de frequencia 36

37 O dilema da energia no Brasil Por outro lado, em paises mais desenvolvidos, tais como EUA e Japão o total de aplicações de bombas e ventiladores rodando com inversor de frequencia é de 30% 37

38 O dilema da energia no Brasil Por outro lado, em paises mais desenvolvidos, tais como EUA e Japão o total de aplicações de bombas e ventiladores rodando com inversor de frequencia é de 30% No Brasil, este numero beira apenas 2%!! 38

39 O dilema da energia no Brasil Por outro lado, em paises mais desenvolvidos, tais como EUA e Japão o total de aplicações de bombas e ventiladores rodando com inversor de frequencia é de 30% No Brasil, este numero beira apenas 2%!! Fazendo uma conta de padeiro, estima-se que existam 13 milhões de motores eletricos instalados na industria brasileira. Se 70% é bomba e ventilador, logo falamos de 9,1 milhões destes equipamentos. No Brasil, apenas 2% estão instalados com inversores, ou seja, aprox. 180 mil. Já em economias maiores, isto beira a 30%, ou digamos, aprox. 2,7 milhões. Estamos falando de aprox. 2,5 milhões de OPORTUNIDADES IMEDIATAS!! 39

40 Obrigado!! Jose F. R. Neto Chefe de Produto IDVSD

ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICIPIO DE SCHROEDER ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 26/2013. Página: 1/6

ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICIPIO DE SCHROEDER ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 26/2013. Página: 1/6 Página: 1/6 2 MOTOBOMBA SUBMERSÍVEL DE ROTOR SEMI-ABERTO Motobomba submersível de rotor semi-aberto em ferro fundido GG 15, corpo e tampa da bomba em ferro fundido GG 15. Selo mecânico ¾"de carbeto de

Leia mais

Utilização de Inversores de Freqüência para Diminuição de Consumo de Energia Elétrica em Sistemas de Bombeamento

Utilização de Inversores de Freqüência para Diminuição de Consumo de Energia Elétrica em Sistemas de Bombeamento VI SEREA Seminário Iberoamericano sobre Sistemas de Abastecimento Urbano de Água EFICIÊNCIA HIDRÁULICA E ENERGÉTICA EM SANEAMENTO Utilização de Inversores de Freqüência para Diminuição de Consumo de Energia

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS

PERGUNTAS E RESPOSTAS O que é um Servomotor? O servomotor é uma máquina síncrona composta por uma parte fixa (o estator) e outra móvel (o rotor). O estator é bombinado como no motor elétrico convencional, porém, apesar de utilizar

Leia mais

ESTUDO SOBRE CONTROLE DE MOTORES DE INDUÇÃO TRIFÁSICOS

ESTUDO SOBRE CONTROLE DE MOTORES DE INDUÇÃO TRIFÁSICOS ESTUDO SOBRE CONTROLE DE MOTORES DE INDUÇÃO TRIFÁSICOS Autores : Marina PADILHA, Tiago DEQUIGIOVANI. Identificação autores: Engenharia de Controle e Automação - Bolsista Interno; Orientador IFC - Campus

Leia mais

ACIONAMENTOS ELETRÔNICOS (INVERSOR DE FREQUÊNCIA)

ACIONAMENTOS ELETRÔNICOS (INVERSOR DE FREQUÊNCIA) ACIONAMENTOS ELETRÔNICOS (INVERSOR DE FREQUÊNCIA) 1. Introdução 1.1 Inversor de Frequência A necessidade de aumento de produção e diminuição de custos faz surgir uma grande infinidade de equipamentos desenvolvidos

Leia mais

Qualidade e Eficiência Energética

Qualidade e Eficiência Energética Fabio Balesteros, Engenharia de Aplicação, 2010 Qualidade e Eficiência Energética September 2, 2010 Slide 1 Introdução A cada dia aumenta-se a preocupação com a produtividade dos sistemas elétricos. Economia

Leia mais

Aplicação de soft-start e conversores de freqüência no acionamento de motores assíncronos

Aplicação de soft-start e conversores de freqüência no acionamento de motores assíncronos Aplicação de soft-start e conversores de freqüência no acionamento de motores assíncronos João Batista de Oliveira, Luciano Antônio de Oliveira, Luiz Octávio Mattos dos Reis, Ronaldo Rossi Universidade

Leia mais

WWW.RENOVAVEIS.TECNOPT.COM

WWW.RENOVAVEIS.TECNOPT.COM Geradores de turbinas eólicas O aerogerador converte a energia mecânica em energia elétrica. Os aerogeradores são não usuais, se comparados com outros equipamentos geradores conectados a rede elétrica.

Leia mais

Vantagens da arquitetura LabVIEW RIO para aplicações de controle de movimento

Vantagens da arquitetura LabVIEW RIO para aplicações de controle de movimento 1 Vantagens da arquitetura LabVIEW RIO para aplicações de controle de movimento Rodrigo Schneiater Engenheiro de Vendas National Instruments Telles Soares Engenheiro de Sistemas National Instruments O

Leia mais

As melhores soluções para sua Automação. Inversores de Freqüência Soft-Starters Servoacionamentos Controladores Programáveis

As melhores soluções para sua Automação. Inversores de Freqüência Soft-Starters Servoacionamentos Controladores Programáveis As melhores soluções para sua Automação Inversores de Freqüência Soft-Starters Servoacionamentos Controladores Programáveis Disponíveis em nosso site www.weg.com.br Softwares WEG Automação Alguns dos softwares

Leia mais

Controle de Motores de Indução

Controle de Motores de Indução Controle de Motores de UERJ PROMINP Prof. José Paulo V. S. da Cunha Referência: Bose, B. K., Modern Power Electronics and AC Drives, Upper Saddle River: Prentice Hall PTR, 2001. Seções 5.3, 7.1, 7.2 e

Leia mais

PLANILHA DE PROPOSTA

PLANILHA DE PROPOSTA 0001 012186 INVERSOR DE FREQUENCIA 144 AMPERES / 220 VCA Inversor de freqüência para aplicação em motor elétrico trifásico com corrente nominal de serviço 140A, tensão nominal 220V, temperatura de funcionamento

Leia mais

Eficiência Energética

Eficiência Energética www.siemens.com.br/eficiencia-energetica Siemens Ltda. Av. Mutinga, 3800 05110-902 Pirituba São Paulo - SP Eficiência Energética www.siemens.com.br/eficiencia-energetica Sustentabilidade e Eficiência Energética

Leia mais

Disciplina Eletrônica de Potência (ENGC48) Tema: Conversores de Corrente Contínua para Corrente Alternada (Inversores)

Disciplina Eletrônica de Potência (ENGC48) Tema: Conversores de Corrente Contínua para Corrente Alternada (Inversores) Universidade Federal da Bahia Escola Politécnica Departamento de Engenharia Elétrica Disciplina Eletrônica de Potência (ENGC48) Tema: Conversores de Corrente Contínua para Corrente Alternada (Inversores)

Leia mais

INVERSOR DE FREQUÊNCIA ESCALAR DE BAIXO CUSTO PARA MOTORES MONOFÁSICOS

INVERSOR DE FREQUÊNCIA ESCALAR DE BAIXO CUSTO PARA MOTORES MONOFÁSICOS 26 a 29 de outubro de 2010 ISBN 978-85-61091-69-9 INVERSOR DE FREQUÊNCIA ESCALAR DE BAIXO CUSTO PARA MOTORES MONOFÁSICOS Gustavo Peloi da Silva 1 ; Abel Fidalgo Alves 2 RESUMO: O avanço da eletronica de

Leia mais

Etc. DRIVE CA CC BUS. Saída CA controlada. Alimentação CA

Etc. DRIVE CA CC BUS. Saída CA controlada. Alimentação CA Controla a velocidade do motor de zero até a frequência máxima nominal ou até superiores. Controla o torque no motor. O inversor recebe a alimentação CA e converte em CC, depois converte novamente em CA.

Leia mais

Acionamento de Máquinas Elétricas de Indução. Diego Brito dos Santos Cesar Fábio da Conceição Cruz Thiago Timbó Matos

Acionamento de Máquinas Elétricas de Indução. Diego Brito dos Santos Cesar Fábio da Conceição Cruz Thiago Timbó Matos Acionamento de Máquinas Elétricas de Indução Diego Brito dos Santos Cesar Fábio da Conceição Cruz Thiago Timbó Matos Exercícios de Fixação Qual a importância de se manter a relação V/Hz constante e qual

Leia mais

Inversores de freqüência. Introdução

Inversores de freqüência. Introdução Inversores de freqüência Introdução Desde que os primeiros motores surgiram, os projetistas perceberam uma necessidade básica, controlar sua velocidade, várias técnicas foram utilizadas ao longo dos anos

Leia mais

1 - Eficiência em Energia Elétrica: 1.1 - Medidas para Eficiêntização Elétrica

1 - Eficiência em Energia Elétrica: 1.1 - Medidas para Eficiêntização Elétrica 1 1 - Eficiência em Energia Elétrica: 1.1 - Medidas para Eficiêntização Elétrica Implantação de Controladores de Velocidade em Motores Elétricos (Bombas, Ventiladores, Exaustores,...); Motores Elétricos

Leia mais

IND 1 DT MICROMASTER 430

IND 1 DT MICROMASTER 430 MICROMASTER 430 MICROMASTER 430 Uma visão geral l Inversores trifásicos de 400V projetados para aplicações com cargas de torque quadrático (bombas, ventiladores, etc.) l Quatro tamanhos de carcaça: FS

Leia mais

ANÁLISE DA QUALIDADE DA ENERGIA ELÉTRICA EM CONVERSORES DE FREQUENCIA

ANÁLISE DA QUALIDADE DA ENERGIA ELÉTRICA EM CONVERSORES DE FREQUENCIA ANÁLISE DA QUALIDADE DA ENERGIA ELÉTRICA EM CONVERSORES DE FREQUENCIA Nome dos autores: Halison Helder Falcão Lopes 1 ; Sergio Manuel Rivera Sanhueza 2 ; 1 Aluno do Curso de Engenharia Elétrica; Campus

Leia mais

Controle do motor de indução

Controle do motor de indução CONTROLE Fundação Universidade DO MOTOR DE Federal de Mato Grosso do Sul 1 Acionamentos Eletrônicos de Motores Controle do motor de indução Prof. Márcio Kimpara Prof. João Onofre. P. Pinto FAENG Faculdade

Leia mais

MOTORES ELÉTRICOS 29/01/2010 CONSERVAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA. Motor Elétrico. Motor Elétrico UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES

MOTORES ELÉTRICOS 29/01/2010 CONSERVAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA. Motor Elétrico. Motor Elétrico UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES CONSERVAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA MOTORES ELÉTRICOS Mário Cesar G. Ramos Conversor eletromecânico baseado em princípios eletromagnéticos capaz de transformar energia elétrica

Leia mais

Inversores de Freqüência na Refrigeração Industrial

Inversores de Freqüência na Refrigeração Industrial ersores de Freqüência na Refrigeração Industrial Os inversores de freqüência possuem um vasto campo de aplicações dentro da área de refrigeração industrial. São utilizados nas bombas de pressurização,

Leia mais

Conhecer as características de conjugado mecânico

Conhecer as características de conjugado mecânico H4- Conhecer as características da velocidade síncrona e do escorregamento em um motor trifásico; H5- Conhecer as características do fator de potência de um motor de indução; Conhecer as características

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E ACIONAMENTOS DE MOTORES

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E ACIONAMENTOS DE MOTORES EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E ACIONAMENTOS DE MOTORES Introdução Um acionamento elétrico moderno é formado normalmente pela combinação dos seguintes elementos: MOTOR: converte energia elétrica em energia mecânica

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA COLÉGIO TÉCNICO INDUSTRIAL DE SANTA MARIA Curso de Eletrotécnica

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA COLÉGIO TÉCNICO INDUSTRIAL DE SANTA MARIA Curso de Eletrotécnica UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA COLÉGIO TÉCNICO INDUSTRIAL DE SANTA MARIA Curso de Eletrotécnica Apostila de Automação Industrial Elaborada pelo Professor M.Eng. Rodrigo Cardozo Fuentes Prof. Rodrigo

Leia mais

Eletrônicos PAE. Componente Curricular: Práticas de Acionamentos. 5.ª Prática Inversor de Frequência Vetorial da WEG CFW-08

Eletrônicos PAE. Componente Curricular: Práticas de Acionamentos. 5.ª Prática Inversor de Frequência Vetorial da WEG CFW-08 1 Componente Curricular: Práticas de Acionamentos Eletrônicos PAE 5.ª Prática Inversor de Frequência Vetorial da WEG CFW-08 OBJETIVO: 1) Efetuar a programação por meio de comandos de parametrização para

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE ENERGIA

RECUPERAÇÃO DE ENERGIA FRENAGEM RECUPERAÇÃO DE ENERGIA Em certos trabalhos efetuados por motores elétricos, há ocasiões em que o motor deixa de ser necessário e há energia de sobra a qual poderá, porventura ser aproveitada.

Leia mais

Figura 1 - Diagrama de Bloco de um Inversor Típico

Figura 1 - Diagrama de Bloco de um Inversor Típico Guia de Aplicação de Partida Suave e Inversores CA Walter J Lukitsch PE Gary Woltersdorf John Streicher Allen-Bradley Company Milwaukee, WI Resumo: Normalmente, existem várias opções para partidas de motores.

Leia mais

MOTORES ELÉTRICOS Princípios e fundamentos

MOTORES ELÉTRICOS Princípios e fundamentos MOTORES ELÉTRICOS Princípios e fundamentos 1 Classificação 2 3 Estator O estator do motor e também constituido por um núcleo ferromagnético laminado, nas cavas do qual são colocados os enrolamentos alimentados

Leia mais

PEA 2404 - MÁQUINAS ELÉTRICAS E ACIONAMENTOS 113 MÉTODOS DE ALIMENTAÇÃO DOS MOTORES UTILIZADOS EM ACIONAMENTOS

PEA 2404 - MÁQUINAS ELÉTRICAS E ACIONAMENTOS 113 MÉTODOS DE ALIMENTAÇÃO DOS MOTORES UTILIZADOS EM ACIONAMENTOS PEA 2404 - MÁQUINAS ELÉTRICAS E ACIONAMENTOS 113 MÉTODOS DE ALIMENTAÇÃO DOS MOTORES UTILIZADOS EM ACIONAMENTOS Acionamentos de velocidade variável PEA 2404 - MÁQUINAS ELÉTRICAS E ACIONAMENTOS 114 MÉTODOS

Leia mais

ECONOMIA DE ENERGIA EM MÁQUINAS DE FLUXO

ECONOMIA DE ENERGIA EM MÁQUINAS DE FLUXO ECONOMIA DE ENERGIA EM MÁQUINAS DE FLUXO Ventiladores - Exaustores - Bombas Centrífugas Geral Máquinas de Fluxo são equipamentos destinados a movimentação de fluidos como líquidos e gases. As principais

Leia mais

De: Luis Alberto Katz Data: Janeiro 17 2007 Número: PA1906

De: Luis Alberto Katz Data: Janeiro 17 2007 Número: PA1906 ANÚNCIO DE PRODUTO De: Luis Alberto Katz Data: Janeiro 17 2007 Número: PA1906 Fluke 345 Alicate de medição de qualidade de energia Apresentamos o alicate de medição de qualidade de energia mais avançado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA COLÉGIO TÉCNICO INDUSTRIAL DE SANTA MARIA Curso de Eletrotécnica

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA COLÉGIO TÉCNICO INDUSTRIAL DE SANTA MARIA Curso de Eletrotécnica UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA COLÉGIO TÉCNICO INDUSTRIAL DE SANTA MARIA Curso de Eletrotécnica Apostila de Automação Industrial Elaborada pelo Professor M.Eng. Rodrigo Cardozo Fuentes Prof. Rodrigo

Leia mais

De 16/04/2012 a 20/04/2012. Local: Hotel a definir Rio de Janeiro. Carga Horária: 40 horas. Horário: das 8h30min às 17h30min

De 16/04/2012 a 20/04/2012. Local: Hotel a definir Rio de Janeiro. Carga Horária: 40 horas. Horário: das 8h30min às 17h30min Bombas de Água e de Processo - Otimização de Sistemas de Bombeamento De 16/04/2012 a 20/04/2012 Local: Hotel a definir Rio de Janeiro Carga Horária: 40 horas Horário: das 8h30min às 17h30min Objetivo:

Leia mais

PLANO DE ENSINO. PPGEEA Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Edificações e Ambiental UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO

PLANO DE ENSINO. PPGEEA Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Edificações e Ambiental UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO PPGEEA Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Edificações e Ambiental UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO FACULDADE DE ARQUITETURA, ENGENHARIA E TECNOLOGIA PLANO DE ENSINO

Leia mais

IECETEC. Acionamentos elétricos AULA 16 SOFT START

IECETEC. Acionamentos elétricos AULA 16 SOFT START AULA 16 SOFT START 1- Introdução Soft-starters são utilizados basicamente para partidas de motores de indução CA (corrente alternada) tipo gaiola, em substituição aos métodos estrela-triângulo, chave compensadora

Leia mais

Sistemas de Força Motriz

Sistemas de Força Motriz Sistemas de Força Motriz Introdução; Os Dados de Placa; Rendimentos e Perdas; Motor de Alto Rendimento; Partidas de Motores; Técnicas de Variação de Velocidade; Exemplos; Dicas CONSUMO DE ENERGIA POR RAMO

Leia mais

Disciplina: Eletrônica de Potência (ENGC48)

Disciplina: Eletrônica de Potência (ENGC48) Universidade Federal da Bahia Escola Politécnica Departamento de Engenharia Elétrica Disciplina: Eletrônica de Potência (ENGC48) Tema: Conversores CA-CC Monofásicos Controlados Prof.: Eduardo Simas eduardo.simas@ufba.br

Leia mais

PREGÃO SESC-AN N.º 15/0051-PG ADENDO II

PREGÃO SESC-AN N.º 15/0051-PG ADENDO II PREGÃO SESC-AN N.º 15/0051-PG ADENDO II ESCLARECIMENTO A QUESTIONAMENTOS Referente à tensão de entrada e saída: O documento ANEXO+I+-+15-0051-PG+-+Especificação+Técnica solicita fornecimento de nobreak

Leia mais

CENTRO DE UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA

CENTRO DE UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA CENTRO DE UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA Inversor de frequência Grupo: Energe Introdução FEC Uniara - 2012- Eng. Elétrica O presente trabalho abordará sobre inversor de frequência, um dispositivo capaz de

Leia mais

dv dt Fig.19 Pulso de tensão típico nos terminais do motor

dv dt Fig.19 Pulso de tensão típico nos terminais do motor INFLUÊNCIA DO INVERSOR NO SISTEMA DE ISOLAMENTO DO MOTOR Os inversores de freqüência modernos utilizam transistores (atualmente IGBTs) de potência cujos os chaveamentos (khz) são muito elevados. Para atingirem

Leia mais

Eletrônica Analógica e de Potência

Eletrônica Analógica e de Potência Eletrônica Analógica e de Potência Conversores CC-CC Prof.: Welbert Rodrigues Introdução Em certas aplicações é necessário transformar uma tensão contínua em outra com amplitude regulada; Em sistemas CA

Leia mais

Soft-Starter SSW-06 V1.6X

Soft-Starter SSW-06 V1.6X Motores Energia Automação Tintas Soft-Starter SSW-06 V1.6X Guia de Aplicação Multimotores Idioma: Português Documento: 10000601966 / 00 Guia de Aplicação Multimotores Série: SSW-06 V1.6X Idioma: Português

Leia mais

SSW05 Plus Micro Soft-Starter. Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas

SSW05 Plus Micro Soft-Starter. Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas SSW05 Plus Micro Soft-Starter Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas www.weg.net SSW05 Plus - Micro Soft-Starters Soft-starters são chaves de partida estática, projetadas para a aceleração,

Leia mais

2. DISPOSITIVOS DE COMANDO E CHAVES DE PARTIDA

2. DISPOSITIVOS DE COMANDO E CHAVES DE PARTIDA 2. DISPOSITIVOS DE COMANDO E CHAVES DE PARTIDA A instalação de máquinas diversas requer uma grande gama de dispositivos que possibilitem o perfeito funcionamento, de preferência o mais automatizado possível,

Leia mais

Como reduzir sua conta de energia elétrica

Como reduzir sua conta de energia elétrica Como reduzir sua conta de energia elétrica Com REDULIGHT você tem energia de melhor qualidade e economiza até 25% na conta Saiba como O que é e como funciona o filtro REDULIGHT O Redulight é um Filtro

Leia mais

Na Placa de Comando estão montados os circuitos para partida direta, partida direta com reversão e partida estrelatriângulo;

Na Placa de Comando estão montados os circuitos para partida direta, partida direta com reversão e partida estrelatriângulo; 1) BANCADA PRINCIPAL MODELO POL-110 Fabricada em estrutura de alumínio, constituída por dois postos de trabalho que servirão de base para utilização de qualquer um dos kits didáticos a serem adquiridos.

Leia mais

A APLICAÇÃO DA TÉCNICA DE ANÁLISE DE CORRENTE PARA DETECÇÃO DE BARRAS QUEBRADAS NOS MOTORES DE INDUÇÃO TRIFÁSICOS NA ARCELORMITTAL TUBARÃO

A APLICAÇÃO DA TÉCNICA DE ANÁLISE DE CORRENTE PARA DETECÇÃO DE BARRAS QUEBRADAS NOS MOTORES DE INDUÇÃO TRIFÁSICOS NA ARCELORMITTAL TUBARÃO A APLICAÇÃO DA TÉCNICA DE ANÁLISE DE CORRENTE PARA DETECÇÃO DE BARRAS QUEBRADAS NOS MOTORES DE INDUÇÃO TRIFÁSICOS NA ARCELORMITTAL TUBARÃO Harison Araújo Antunes (1) Rogério Hubner Rocha (2) Jessui de

Leia mais

INVERSOR DE FREQÜÊNCIA CFW09 ACIMA DE 500 HP 380-480V 500-600V 660-690V

INVERSOR DE FREQÜÊNCIA CFW09 ACIMA DE 500 HP 380-480V 500-600V 660-690V INVERSOR DE FREQÜÊNCIA CFW09 ACIMA DE 500 HP 380-480V 500-600V 660-690V Adendo ao Manual do Usuário ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 2 2. LINHA CFW-09 ACIMA DE 500 HP... 3 3. INSTALAÇÃO MECÂNICA... 7 4. INSTALAÇÃO

Leia mais

Motores elétricos Siemens e a Economia de Energia

Motores elétricos Siemens e a Economia de Energia Jornadas Técnicas Novas perspectivas Drive Technology Mundo em Motores elétricos Siemens e a Economia de Energia Tópicos Instalando o motor elétrico com inversor de freqüência Princípio de funcionamento

Leia mais

Motores de tração em corrente alternada: Estudo do desempenho na CPTM. Introdução

Motores de tração em corrente alternada: Estudo do desempenho na CPTM. Introdução Motores de tração em corrente alternada: Estudo do desempenho na CPTM Introdução Os motores de tração são os equipamentos responsáveis pela propulsão dos trens. Sua falha implica na diminuição do desempenho

Leia mais

[Ano] O Motor De Corrente Alternada: Fundamentos do Motor de Indução AC. Campus Virtual Cruzeiro do Sul www.cruzeirodovirtual.com.

[Ano] O Motor De Corrente Alternada: Fundamentos do Motor de Indução AC. Campus Virtual Cruzeiro do Sul www.cruzeirodovirtual.com. [Ano] O Motor De Corrente Alternada: Fundamentos do Motor de Indução AC Unidade - O Motor De Corrente Alternada: Fundamentos do Motor de Indução AC MATERIAL TEÓRICO Responsável pelo Conteúdo: Prof. Ms.

Leia mais

Inversores de Freqüência

Inversores de Freqüência Inversores de Freqüência Teoria e Aplicações Claiton Moro Franchi Respostas dos Exercícios 1ª Edição 2008 - Editora Érica Ltda. Respostas dos Exercícios 1 Capítulo 1 1. Os inversores de freqüência são

Leia mais

QUEM SOMOS PERFIL DA EMPRESA

QUEM SOMOS PERFIL DA EMPRESA QUEM SOMOS PERFIL DA EMPRESA Desde a descoberta da eletricidade para uso tremendo de hoje, é um espaço de tempo onde a proteção de energia desenvolvida para indústrias em grande escala. Pergunte a qualquer

Leia mais

Sensores e Atuadores (2)

Sensores e Atuadores (2) (2) 4º Engenharia de Controle e Automação FACIT / 2009 Prof. Maurílio J. Inácio Atuadores São componentes que convertem energia elétrica, hidráulica ou pneumática em energia mecânica. Através dos sistemas

Leia mais

DRIVES. Instruções para Instalações de Conversores de Freqüência. Edição 08.2002. IND 1 Drives technology Suporte Técnico Drives Hotline

DRIVES. Instruções para Instalações de Conversores de Freqüência. Edição 08.2002. IND 1 Drives technology Suporte Técnico Drives Hotline s DRIVES Instruções para Instalações de Conversores de Freqüência Edição 08.2002 IND 1 Drives technology Suporte Técnico Drives Hotline ÍNDICE INTRODUÇÃO...2 A IMPORTÂNCIA DO REATOR DE SAÍDA...2 FILTROS

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA USAR O A700 EM MODO DE POSICIONAMENTO

PROCEDIMENTO PARA USAR O A700 EM MODO DE POSICIONAMENTO PROCEDIMENTO PARA USAR O A700 EM MODO DE POSICIONAMENTO No. DAP-INV-05 rev. 0 Revisões Data da Nome do Arquivo Revisão Revisão Jan/2014 DAP-INV-05 Posicionamento_A700 Primeira edição 1. OBJETIVO Colocar

Leia mais

1. INTRODUÇÃO TEÓRICA

1. INTRODUÇÃO TEÓRICA 12 1. INTRODUÇÃO TEÓRICA 1.1 OBJETIVOS A popularização da tecnologia, bem como a crescente necessidade de sistemas confiáveis, incrementam a utilização de soft-starters. Ar-condicionados, refrigeração

Leia mais

UPS. Unidades de Alimentação Ininterrupta

UPS. Unidades de Alimentação Ininterrupta UPS Uma UPS é um dispositivo que, quando em funcionamento correcto, ajuda a garantir que a alimentação dos equipamentos que estão a ela ligados, não sejam perturbados, fornecendo energia, através de uma

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. W22 IR4 Super Premium Motor de Indução Trifásico

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. W22 IR4 Super Premium Motor de Indução Trifásico Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Motor de Indução Trifásico -- 2 A WEG em constante inovação amplia sua linha de motores de alta eficiência W22 IR4 SUPER Premium Nas últimas

Leia mais

2 MW 72 MW, 2,1 10 kv. Drives MEGADRIVE-LCI A experiência de que necessita. A fiabilidade que espera.

2 MW 72 MW, 2,1 10 kv. Drives MEGADRIVE-LCI A experiência de que necessita. A fiabilidade que espera. 2 MW 72 MW, 2,1 10 kv Drives MEGADRIVE-LCI A experiência de que necessita. A fiabilidade que espera. Drive para uso especial MEGADRIVE-LCI O drive de média tensão MEGADRIVE-LCI pertence à gama de drives

Leia mais

SSW-05 Micro Soft-starter

SSW-05 Micro Soft-starter Motores Automação Energia Tintas Micro Soft-starter g Compacto g Digital - DSP g Fácil operação g Elevado rendimento g By-pass incorporado REPLACE ME BY A PICTURE! Soft-Starters são chaves de partida estática,

Leia mais

Excelência no uso da Energia Elétrica Abordagem de Problemas e Soluções. G.T. Capacitores

Excelência no uso da Energia Elétrica Abordagem de Problemas e Soluções. G.T. Capacitores Excelência no uso da Energia Elétrica Abordagem de Problemas e Soluções 1 Excelência no uso da Energia Elétrica 1- Conceito 2- Legislação atual em Baixa Tensão 3- Visão de Futuro/ Tendência Mundial 4-

Leia mais

Oportunidades de eficiência energética em motores e em acionadores de velocidade ajustável (AVAs)

Oportunidades de eficiência energética em motores e em acionadores de velocidade ajustável (AVAs) 54 Capítulo II Oportunidades de eficiência energética em motores e em acionadores de velocidade ajustável (AVAs) Por Antonio Sergio Alves de Lima* Na edição anterior foram abordadas as perspectivas de

Leia mais

SISTEMA DE BOMBEAMENTO SOLAR

SISTEMA DE BOMBEAMENTO SOLAR SISTEMA DE BOMBEAMENTO SOLAR Motobomba acionada pela energia gerada por painéis solares. Permite também conexão com baterias, gerador ou rede elétrica. www.franklin-electric.com.br solar.franklin-electric.com

Leia mais

V6 Características. A função de compensação de escorregamento permite uma operação estável mesmo com flutação de carga.

V6 Características. A função de compensação de escorregamento permite uma operação estável mesmo com flutação de carga. IBD# D-F-2-H-KSN-BR V6 Características Alta Performance [Alto torque de partida com 150% ou mais] Com um sistema simplificado de controle vetorial e função de controle de torque automático oferece uma

Leia mais

CAPÍTULO 2 - TIPOS DE MÁQUINAS ASSÍNCRONAS TRIFÁSICAS

CAPÍTULO 2 - TIPOS DE MÁQUINAS ASSÍNCRONAS TRIFÁSICAS CAPÍTULO 2 - TIPOS DE MÁQUINAS ASSÍNCRONAS TRIFÁSICAS 2.1 INTRODUÇÃO O objetivo do presente trabalho é estudar o funcionamento em regime permanente e em regime dinâmico da Máquina Assíncrona Trifásica

Leia mais

Escola de Educação Profissional SENAI Visconde de Mauá

Escola de Educação Profissional SENAI Visconde de Mauá Escola de Educação Profissional SENAI Visconde de Mauá Automação Industrial Porto Alegre, Maio de 2014 Revisão: A Prof Vander Campos Conhecer os princípios básicos do inversor de frequência; Saber interpretar

Leia mais

CONVERSORES DE FREQÜÊNCIA Instruções para Instalação de Conversores de Freqüência

CONVERSORES DE FREQÜÊNCIA Instruções para Instalação de Conversores de Freqüência CONVERSORES DE FREQÜÊNCIA Instruções para Instalação de Conversores de Freqüência Edição 08.2007 A&D CS Suporte Técnico Drives HotLine Índice 1. Introdução 2. Condições Ambientais de Operação 2.1 Poluição

Leia mais

Tabela - Produtos x Aplicação x Equipamentos. Tipo de indústria produtos aplicação

Tabela - Produtos x Aplicação x Equipamentos. Tipo de indústria produtos aplicação Tabela - Produtos x Aplicação x Equipamentos Tipo de indústria produtos aplicação - Equipamentos para - Laboratórios ensaios de trafos e capacitores - Reguladores e estabilizadores de tensão, tipo indução

Leia mais

RELATÓRIO FINAL: PROJETO DESAFIO CONTROLE DE POSIÇÃO DE UMA VÁLVULA

RELATÓRIO FINAL: PROJETO DESAFIO CONTROLE DE POSIÇÃO DE UMA VÁLVULA RELATÓRIO FINAL: PROJETO DESAFIO CONTROLE DE POSIÇÃO DE UMA VÁLVULA Laboratório de Controle e Automação 1 ( LECI 1 ) Professor: Reinaldo Martinez Palhares Integrantes: Henrique Goseling Araújo, Hugo Montalvão

Leia mais

SETIS- III Seminário de Tecnologia Inovação e Sustentabilidade 4 e 5 de novembro de 2014.

SETIS- III Seminário de Tecnologia Inovação e Sustentabilidade 4 e 5 de novembro de 2014. Controle e operação de motor trifásico através de sistema supervisório Matheus Henrique Silva matheus_silva_henrique@hotmail.com Carlos Fernando Oliveira Cabeça Neves carlos.neves@sc.senai.br Renato Ferreira

Leia mais

CONVERSORES DE FREQÜÊNCIA E SOFT STARTERS

CONVERSORES DE FREQÜÊNCIA E SOFT STARTERS CONVERSORES DE FREQÜÊNCIA E SOFT STARTERS Sumário Introdução... 3 Motores Elétricos... 4 Motores Assíncronos... 5 Estator... 6 Rotor... 8 Escorregamento, torque e velocidade.... 9 Eficiência e Perdas...

Leia mais

Introdução: Inversor de Freqüência: Princípios Básicos:

Introdução: Inversor de Freqüência: Princípios Básicos: Introdução: Inversor de Freqüência: Atualmente, a necessidade de aumento de produção e diminuição de custos, se fez dentro deste cenário surgir a automação, ainda em fase inicial no Brasil, com isto uma

Leia mais

analisadores de qualidade de energia

analisadores de qualidade de energia tabela comparativa analisadores de qualidade de energia disponível em formato e-magazine em: www.oelectricista.pt/tabelacomparativa A Tabela Comparativa é um documento de consulta fundamental para todos

Leia mais

Nova Linha de Equipamentos Trifásicos Classic-DSP

Nova Linha de Equipamentos Trifásicos Classic-DSP Nova Linha de Equipamentos Trifásicos Classic-DSP Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento - CP Eletrônica S.A. Rua da Várzea 379 CEP: 91040-600 Porto Alegre RS Brasil Fone: (51)2131-2407 Fax: (51)2131-2469

Leia mais

Motor de Indução de Corrente Alternada

Motor de Indução de Corrente Alternada Notas Técnicas Motores NT-1 Motor de Indução de Corrente Alternada Introdução O motor de indução ou assíncrono de corrente alternada tem sido o motor preferido da indústria desde o principio do uso da

Leia mais

ENGEMATEC CAPACITORES

ENGEMATEC CAPACITORES ENGEMATEC CAPACITORES CORREÇÃO DO FATOR DE POTÊNCIA Confiança e economia na qualidade da energia. Equipamentos Elétricos e Elêtronicos de Potência Ltda 2 MODELOS DOS CAPACITORES TRIFÁSICOS PADRONIZADOS

Leia mais

Décima segunda aula de teoria de ME5330. Maio de 2011

Décima segunda aula de teoria de ME5330. Maio de 2011 Décima segunda aula de teoria de ME5330 Maio de 011 Vamos iniciar o estudo do inversor de frequência. Conceito dispositivo eletrônico que transforma energia elétrica CA fixa ( tensão e frequência ) em

Leia mais

CEL 062 - Circuitos trifásicos

CEL 062 - Circuitos trifásicos CEL 062 - Circuitos trifásicos Alexandre Haruiti alexandre.anzai@engenharia.ufjf.br Baseado no material dos Profs. Pedro Machado de Almeida e Janaína Gonçalves de Oliveira pedro.machado@ufjf.edu.br janaina.oliveira@ufjf.edu.br

Leia mais

Soluções para Aumentar Eficiência e Produtividade da Usina

Soluções para Aumentar Eficiência e Produtividade da Usina Usina de Inovações Brasil Novembro 2008 Soluções para Aumentar Eficiência e Produtividade da Usina Resumo da apresentação, caso precise de mais informações relativo ao tema favor me contatar. Dep. DT -

Leia mais

SISTEMA DE PARTIDA E GERAÇÃO DE ENERGIA PARA TURBINA AERONÁUTICA.

SISTEMA DE PARTIDA E GERAÇÃO DE ENERGIA PARA TURBINA AERONÁUTICA. SISTEMA DE PARTIDA E GERAÇÃO DE ENERGIA PARA TURBINA AERONÁUTICA. Marco Antonio Souza 1, Milton Benedito Faria 2, Carlos Eduardo Cabral Vilela, Prof. MSc 3. Homero Santiago Maciel, Prof. DR 4. UNIVAP,

Leia mais

GLOSSÁRIO MÁQUINAS ELÉTRICAS

GLOSSÁRIO MÁQUINAS ELÉTRICAS GLOSSÁRIO MÁQUINAS ELÉTRICAS Motor Elétrico: É um tipo de máquina elétrica que converte energia elétrica em energia mecânica quando um grupo de bobinas que conduz corrente é obrigado a girar por um campo

Leia mais

FORMULÁRIOS DR PARANÁ ELABORAÇÃO DE SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM

FORMULÁRIOS DR PARANÁ ELABORAÇÃO DE SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM FORMULÁRIOS DR PARANÁ ELABORAÇÃO DE SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM SENAI/PR 1 PLANO DE SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM N.º 1 (1) Seleção de capacidades, conteúdos formativos e definição da estratégia Unidade do SENAI:

Leia mais

Eletrônica Diodo 01 CIN-UPPE

Eletrônica Diodo 01 CIN-UPPE Eletrônica Diodo 01 CIN-UPPE Diodo A natureza de uma junção p-n é que a corrente elétrica será conduzida em apenas uma direção (direção direta) no sentido da seta e não na direção contrária (reversa).

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM CENTRO DE TECNOLOGIA CT GRUPO DE ELETRÔNICA DE POTÊNCIA E CONTROLE - GEPOC SEPOC 2010

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM CENTRO DE TECNOLOGIA CT GRUPO DE ELETRÔNICA DE POTÊNCIA E CONTROLE - GEPOC SEPOC 2010 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM CENTRO DE TECNOLOGIA CT GRUPO DE ELETRÔNICA DE POTÊNCIA E CONTROLE - GEPOC SEPOC 2010 FILTRO ATIVO DE POTÊNCIA SÉRIE PARALELO APRESENTADOR: MÁRCIO STEFANELLO,

Leia mais

Segundo Seminário Internacional sobre Uso Eficiente do Etanol

Segundo Seminário Internacional sobre Uso Eficiente do Etanol Segundo Seminário Internacional sobre Uso Eficiente do Etanol Rio de Janeiro 17 e 18 de Setembro de 2015 CELSO RIBEIRO BARBOSA DE NOVAIS Chefe da Assessoria de Mobilidade Elétrica Sustentável & Coordenador

Leia mais

S O IC N Â C E etro) M O TR C (taquím LE E S étrico TO N E M A o taquim C C V o Transdutores Transdutores de velocidade: dínam E E T D IP

S O IC N Â C E etro) M O TR C (taquím LE E S étrico TO N E M A o taquim C C V o Transdutores Transdutores de velocidade: dínam E E T D IP Accionamentos Electromecânicos / Selecção de Conversores Carlos Ferreira 1 Para fechar a malha é necessária a utilização de transdutores das variáveis. Conforme a grandeza a controlar assim é o transdutor

Leia mais

Bloco 3 do Projeto: Comparador com Histerese para Circuito PWM

Bloco 3 do Projeto: Comparador com Histerese para Circuito PWM Bloco 3 do Projeto: Comparador com Histerese para Circuito PWM O circuito de um PWM Pulse Width Modulator, gera um trem de pulsos, de amplitude constante, com largura proporcional a um sinal de entrada,

Leia mais

Economia de Energia com Eficiência nos Accionamentos Eficientes

Economia de Energia com Eficiência nos Accionamentos Eficientes Economia de Energia com Eficiência nos Accionamentos Eficientes 1 João Pratas SEW-EURODRIVE EURODRIVE PORTUGAL Departamento de Engenharia Apresentação da SEW-EURODRIVE Portugal Introdução 2 Sistemas de

Leia mais

FOXDRIVE-Série Mini FOXCONTROL CONTROLES REMOTOS INDUSTRIAIS. Manual de Operação

FOXDRIVE-Série Mini FOXCONTROL CONTROLES REMOTOS INDUSTRIAIS. Manual de Operação FOXCONTROL CONTROLES REMOTOS INDUSTRIAIS Uma INDÚSTRIA 100% Brasileira a serviço da Indústria no Brasil!!!!!! FOXCONTROL TEM A SOLUÇÃO!!! Fone: (41)3575-1020 foxcontrol@foxcontrol.com.br ww.foxcontrol.com.br

Leia mais

ENERGIA EM TODOS OS MOMENTOS

ENERGIA EM TODOS OS MOMENTOS ENERGIA EM TODOS OS MOMENTOS ENERGIA EM TODOS OS MOMENTOS Somos a Eikon Sistemas de Eneria, uma empresa com foco na inovação e qualidade de seus produtos, além da expertise no desenvolvimento de soluções

Leia mais

11. Dado o circuito abaixo, determine a capacitância equivalente do circuito, sabendo que:

11. Dado o circuito abaixo, determine a capacitância equivalente do circuito, sabendo que: TÉCNICO EM ELETRICIDADE 4 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS QUESTÕES DE 11 A 25 11. Dado o circuito abaixo, determine a capacitância equivalente do circuito, sabendo que: C1 = 300µF C2 = C3 = 300µF C4 = C5 = C6

Leia mais

Partida do Motor de Indução Trifásico

Partida do Motor de Indução Trifásico Partida do Motor de Indução Trifásico 1.Introdução Os motores elétricos durante solicitam da rede de alimentação uma corrente elevada na partida. Essa corrente é da ordem de 6 a 10 vezes a sua corrente

Leia mais

Implementação do Protótipo do. RHM operando com Corrente CA de. Alimentação de 12 Pulsos Imposta

Implementação do Protótipo do. RHM operando com Corrente CA de. Alimentação de 12 Pulsos Imposta Capítulo 7 Implementação do Protótipo do RHM operando com Corrente CA de Alimentação de 12 Pulsos Imposta 7.1 Introdução Durante os estudos realizados em laboratório, três protótipos do RHM proposto, operando

Leia mais

MANUAL. Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio.

MANUAL. Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio. 1 P/N: AKDMP5-1.7A DRIVER PARA MOTOR DE PASSO MANUAL ATENÇÃO Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio. 2 SUMÁRIO

Leia mais

Os termômetros de resistência podem ser isolados de altas tensões. Todavia, na prática, o espaço de instalação disponível é frequentemente pequeno

Os termômetros de resistência podem ser isolados de altas tensões. Todavia, na prática, o espaço de instalação disponível é frequentemente pequeno ProLine P 44000 Medições Precisas de Temperatura em Altas Tensões, até 6,6 kv Quando as temperaturas precisam ser medidas com termômetros de resistência Pt100 em ambientes sob altas tensões, os transmissores

Leia mais

SISTEMA DE COMPENSAÇÃO DE ENERGIA REATIVA EM TEMPO REAL LIVRE DE TRANSIENTES - ELSPEC

SISTEMA DE COMPENSAÇÃO DE ENERGIA REATIVA EM TEMPO REAL LIVRE DE TRANSIENTES - ELSPEC SISTEMA DE COMPENSAÇÃO DE ENERGIA REATIVA EM TEMPO REAL LIVRE DE TRANSIENTES - ELSPEC Submetemos a vossa apreciação informações sobre o sistema de compensação de energia reativa em tempo real, livre de

Leia mais